Você está na página 1de 13

Humanização em Enfermagem

Contatos para palestras:


Eduardo Guadalupe
edguadalupe@hotmail.com
d d l @h t il
Patrocínio
http://casafloripa.blogspot.com

Brasília/2008
http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Humanização
““Ato ou efeito
f d humanizar.
de h Humanizar é
tornar humano, dar condição humana a,
h
humanar.”

Dicionário Aurélio

De acordo com Paterson e Zderad, 
humanização “é uma atitude de respeito à
humanização “é uma atitude de respeito à 
dignidade e à natureza humana, voltada para a 
essência singularidade totalidade e
essência, singularidade, totalidade e 
subjetividade do homem…” (Oliveira et al 2003).

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Humanização
O cuidar humanizado implica, por parte do cuidador , a 
compreensão do significado da vida, a capacidade de perceber 
e compreender a si mesmo e ao outro situado no mundo e
e compreender a si mesmo e ao outro, situado no mundo e 
sujeito de sua própria história.

A humanização no atendimento exige dos profissionais de


saúde essencialmete,
saúde, essencialmete compartilhar com o seu cliente
experiências e vivências que resultem na aplicação do foco de
suas ações. Humanizar o cuidar é dar qualidade à relação
profissional da saúde‐cliente. É acolher as angústias do ser
humano diante da fragilidade de corpo, mente e espírito.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
O Cuidado
O Cuidado
O processo de cuidar é a forma como se dá o cuidado. Cuidar é 
mais que um ato, é uma atitude, portanto abrange mais que um 
momento de atenção e zelo Representa uma atitude de
momento de atenção e zelo. Representa uma atitude de 
ocupação, preocupação, de responsabilização e de 
envolvimento afetivo com o outro.
envolvimento afetivo com o outro.

O grande desafio dos profissionais de saúde é cuidar do ser 
O grande desafio dos profissionais de saúde é cuidar do ser
humano na sua totalidade, exercendo uma ação preferencial 
em relação à sua dor e ao seu sofrimento, nas dimensões física, 
ç , ,
psíquica, social e espiritual, com competência tecnocientíficae
humana.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
O Cuidado
O Cuidado

“Quem cuida e se deixa tocar pelo sofrimento humano torna‐
Q p
se um radar de alta sensibilidade, se humaniza no processo 
e, par além do conhecimento científico, tem a preciosa 
chance e o privilégio de crescer em sabedoria.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
O Cuidado
O Cuidado
O cuidado relacionado ao profissional de enfermagem refere‐se
às ações que ele dispensa ao paciente pelos diversos elementos
da equipe da qual faz parte. Essas ações, de acordo com a sua
natureza, classificam‐se em ações da área técnica ou
i t
instrumental,
t l que englobam
l b os cuidados
id d físicos
fí i e terapêuticos
t ê ti e
que correspondem às atividades técnicas da assistência de
enfermagem (higiene corporal, manutenção do conforto e
integridade física, terapêutica), bem como as ações da área
expressiva, que englobam atividades relativas à manutenção do
equilíbrio emocional do paciente e dizem respeito ao aspecto
humano do relacionamento enfermeiro‐cliente.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico

Pacientes portadores de neoplasias exigem uma assistência


diferenciada, pois carregam junto com a patologia o estigma da
doença,
ç , a incerteza do p prognóstico,
g , o medo da morte,, a
depressão e a ansiedade, mas também a vontade de viver.

A cura mesmo com os avanços da medicina e da tecnologia, nem


sempre é possível, e então a morte chega representando o fim
do processo que nos cabe cuidar.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico
O câncer constitui um problema de saúde pública.

Nos Estados Unidos, assim como nas áreas mais desenvolvidas 
do Brasil corresponde à segunda causa de morte sendo
do Brasil, corresponde à segunda causa de morte, sendo 
suplantado apenas pelas doenças cardiovasculares.

A cada dia procuram‐se formas de tratamento que sejam mais 
efetivas, menos mutilantes
, e, portanto, mais sociais.
,p ,

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico
O cuidado com o ser humano deve se manifestar em atitudes 
que valorizem e dignifiquem a vida humana, o respeiro
q g q , p ao 
próximo, estando este presente, ausente, consciente ou 
inconsciente.

O compromisso de tornar humanas as nossas relações 
profissionais com os colegas, clientes e ambiente depende de 
um compromisso individual como ponto de partida. O cuidado 
humanizado deve fundamentar se essencialmente na construção
humanizado deve fundamentar‐se essencialmente na construção 
de valores morais e éticos, crenças , saberes, deveres e limites da 
p
expressão verbal e não‐verbal. 
http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico
Trabalhar com a expectativa do cliente, com a percepção do que 
p , q
ele espera do nosso cuidado, da nossa assistência. Para que isso 
ocorra, é importante que estejamos receptivos para ouvir mais 
do que falar, que estejamos preocupados com as necessidades 
daquele que carece de um cuidado individualizado.

Abordagem holística, permitindo sempre o envolvimento 
daqueles que dão apoio emocional e afetivo, suporte econômico 
e social sejam estes membros da família amigos ou cuidadores
e social, sejam estes membros da família, amigos ou cuidadores.

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico
Cada paciente deve ser tratado segundo suas necessidades, 
porém é preciso encontrar meios para ajudá‐lo a expressar suas 
dificuldades suas carências para se fazer compreender
dificuldades, suas carências, para se fazer compreender.

Além da percepção, o enfermeiro precisa de habilidade tanto 
Além da percepção o enfermeiro precisa de habilidade tanto
para ajudar o paciente a comunicar suas necessidades, como 
também para compreender aquilo que ele está tentando 
p p q q
comunicar sem palavras. É recomendável que o enfermeiro 
tenha ciência, valendo‐se de sua percepção e da percepção dos 
pacientes, das expectativas do cuidado, para reconhecer as reais 
necessidades e planejar a assistência com a participação efetiva 
do paciente
do paciente. 
http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Assistência Humanizada de 
Enfermagem ao Paciente Oncológico

Estabelecimento da 
i
interação 
ã
enfermeiro/cliente 
Enfermeiro :  papel técnico
papel expressivo
l i

Interação – comportamentos 
verbais e não verbais
META

http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com
Humanizar a assistência de enfermagem vai
além da competência técnica ou científica. Antes
de ser profissional, deve ser uma atitude
individual, pessoal, recheada de valores de
solidariedade, compreensão, respeito ao
próximo às limitações do outro,
próximo, outro à dor e o
sofrimento humano, à perseverança, à vida e à
morte.

Filosofia que favoreça toda a equipe


i t
interprofissional
fi i l
http://casafloripa.blogspot.com                         
http://eduardoguadalupe.blogspot.com