Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “JÚLIO MESQUITA FILHO”

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

DISCENTE: Thomas Seigen Tarora RA:141223677

DOCENTE: Prof. Dr. Marcelo Passini Mariano

DISCIPLINA: Metodologia em Relações Internacionais

CURSO: Relações Internacionais – 5º ano (Noturno)

APONTAMENTO: WAEVER, Ole. "Still a Discipline After All These Debates?". IN: DUNNE,
T.; KURKI, M. and SMITH, S. (Orgs). International Relations Theories:

 O autor introduz o texto questionando o que é trazido em relação à disciplina e


estudos de RI no que diz respeito à tantas teoria.

 O autor realiza um questionamento epistemológico acerca das diversas teorias


plicadas nas RI e o quão relevantes e coerentes são em comparação com a realidade
discutida e se RI pode ser considerada ainda como disciplina.

 É questionado se as RI se consolidam como disciplina ou se foi fragmentada pela


multidisciplinaridade, são apresentados diferentes debates.

 É levantado o argumento de que para um disciplina existir o objeto deve existir, assim
como todos os elementos constituintes.

 Outro argumento levantado é de que a base da disciplina deve ser a constante


reprodução de um consenso, assim constituindo o objeto.

 O terceiro argumento é o de que a concepção da disciplina é focada em poder e


instituições, ressaltando o papel dos realistas e institucionalistas.

 O autor traz a explicação sociológica da reprodução de disciplinas, sendo enaltecido o


poder mantido delas por conta da relação delas com a organização prática e social
das universidades, sistema que entra em ascensão no século XX seguindo o modelo
estadounidense.

 Segue-se na argumentação sobre a diferenciação das RI da Ciência Política. É


ressaltado a existência de organizações, conferências, publicações e uma comunidade
própria que se identifica como internacionalistas ao invés de cientistas sociais, sendo
as RI uma disciplina dentro de outra.

 O autor disserta acerca das estruturas sociais em que as RI estão contidas, ressaltando
o foco central nos EUA e a questão da dependência mútua e o coletivo intelectual
estratégico para relevância científico, para viés de enaltecimento individual e
reconhecimento no meio.

 São abordados a hierarquia de publicações científicas nos EUA e o mercado existente


para acadêmicos e a repercussão causada ao ser publicado.

 São listado possíveis e fortes candidatos que poderiam alterar a estrutura social no
âmbito acadêmico.

 A alteração nos limites sociais transformam a própria constituição da disciplina.

 A pluralidade e diversidade do público, não sendo popular academicamente, é


necessário variedade para que a disciplina não se restrinja à uma elite controladora.

 Apesar da possibilidade de afrouxamento de controle central da disciplina, é


necessário observar-se a importância da disciplina como ciência e ferramenta política.

 Não há objetivo central para a disciplina, fazendo com que os critérios de avaliação
sejam difusos e dificultando a aceitação para publicações. O pano de fundo central em
que se desenvolveu as RI foi baseado fortemente nos grandes debates.

 O autor defende o prosseguimento dos grandes debates por conta da importância de


seu estudo para que se mantenham privilégios e poder, que não se ramifique
demasiadamente a amplitude de estudos e para compreensão da disciplina como tal.

 O autor critica as os debates que ocorrem nas teorias específicas e suas peculiaridades
acadêmicas, assim como as discrepâncias estudadas.

 É defendido a importância de uma maior integração acadêmica nas RI. É


ressaltada a crítica à teorias modernas nas RI por conta da politização do conhecimento, o
marketing acadêmico e a racionalização das teorias, diminuindo a força dos sistemas de
controle.

 Procura-se não realizar o estudo da disciplina sob óticas esotéricas, mas ater-se à
bases concretas na formação de pensamento.

 O autor conclui pontuando os fatores de maior importância de seu texto.

 Ressalta o estudo das RI para servir um propósito exato, e não pelo estudo em si.
 Não deve-se desistir da teoria por conta de relevância imediata, as discussões se
postulam por uma questão de metodologia e teoria mas de acordo com as meta-teorias.

 Enaltece novamente o uso de uma metodologia e teoria adequada para obter-se fins
práticos do estudo para obter-se aprofundamento, relevância e sofisticação em seu uso.

 Idealiza-se a relevância acadêmica através da teoria.