Você está na página 1de 31

Nikola Tesla

O Homem e a Obra

Energia para o mundo


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Curso EFA
Técnico de Informática – Instalação e Gestão de Redes

Trabalho final elaborado no âmbito do módulo:

Sociedade, Tecnologia e Ciência - Fundamentos

Por:

Moisés Fialho Ramalho

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Índice
Introdução ............................................................................................... 4

A sua vida ................................................................................................ 5

Infância e adolescência ................................................................................................. 5

O fascíno pela electricidade .......................................................................................... 8

Tesla nos Estados Unidos .............................................................................................. 9

A era da Corrente Alternada ....................................................................................... 10

Os últimos anos da sua vida ....................................................................................... 12

Prémios ....................................................................................................................... 13

A sua imensa obra ................................................................................. 14

O início ........................................................................................................................ 14

O caminho para a Corrente Alternada........................................................................ 15

A guerra das correntes ................................................................................................ 16

O próximo desafio ....................................................................................................... 20

Colorado Springs ......................................................................................................... 22

O regresso a Nova Iorque ........................................................................................... 23

Wardenclyffe Tower.................................................................................................... 24

Tempos difíceis ............................................................................................................ 25

Legado......................................................................................................................... 26

Conclusão .............................................................................................. 28

Bibliografia ........................................................................................... 30

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Introdução
Este trabalho é elaborado no âmbito do módulo: Sociedade, Tecnologia e Ciência –
Fundamentos, e nele vou expor a vida e obra de Nikola Tesla. Escolhi este grande homem
como objecto do meu estudo por considerar que é das pessoas menos reconhecida na história
tendo em conta como as suas descobertas, inovações e princípios estão tão directamente
relacionados com o nosso modo de vida moderno, na era da electricidade.

Foi constantemente ignorado e posto de parte em detrimento de outros com menos


conquistas, e espero prestar-lhe a homenagem e a atenção que merece

Cientista, Físico, Engenheiro Electricista e muito mais que um Inventor, Tesla foi um
pioneiro de novos princípios, abrindo novos impérios de conhecimento que até hoje foram
apenas parcialmente explorados. Numa explosão inventiva criou a era da energia eléctrica - a
base sobre a qual o sistema industrial foi construído e que permitiu o fabrico em massa, pois
sem os seus motores e correntes não poderia existir. Deu-nos os componentes essenciais para
o rádio moderno, inventou o radar 40 anos antes da II Guerra Mundial e descobriu o campo
magnético rotativo - a base da maioria dos dispositivos que trabalham com corrente alternada.
Inventou a Bobine Tesla (Tesla coil), todo o sistema multifásico de corrente alternada (AC) que
se mantém inalterado em princípio desde que foi patenteado, o motor de indução, a
transmissão de electricidade de corrente alternada, a comunicação sem fios, as luzes
fluorescentes e outras centenas de patentes.

É o meu tributo à sua memória.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

A sua vida
Infância e adolescência
Nasceu em Outubro de 1856 em Smiljan, no país que hoje
tem a denominação de Croácia, exactamente ao bater da meia-
noite entre o dia 9 e 10, debaixo de relâmpagos numa noite de
tempestade de verão. A parteira comentou: “será um filho da
tempestade”, ao que a sua mãe replicou: “Não, da luz.”
Casa onde nasceu

Seu pai, Milutin Tesla era padre ortodoxo, e treinou o seu filho desde
tenra idade a fortalecer a memória e capacidades dedutivas através de uma
variedade de exercícios regulares, no entanto, era à sua mãe Djouka Tesla,
que dava mais crédito pelo seu talento. Apesar de nunca ter frequentado a
escola nem conseguir ler nem escrever, era muito inventiva e inteligente.
Quando nova memorizou milhares de poemas e lendas acerca do seu país e
Pai muitos instrumentos que haviam pela casa foram inventados por ela para
ajudar na lida da casa.

Tesla tinha três irmãs e um irmão mais velho, Dane, cujo considerava superior em tudo.
Provocou um acidente de cavalo quando tinha cinco anos e o irmão tinha doze, causando a
queda de Dane. O irmão acabou por morrer mais tarde em virtude dos ferimentos.
Sentimentos de culpa e remorsos pela tragédia atormentaram Tesla toda a sua vida, e
independentemente da grandeza das suas descobertas, sempre acreditou que Dane o
conseguiria superar.

Irmãs

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Foi atacado por doenças durante grande parte da sua vida: sofria de uma aflição peculiar
em que flashes de luz o cegavam ao aparecerem à frente dos seus olhos, acompanhados
frequentemente por alucinações. Muitas vezes suas visões era associadas a uma palavra ou
ideia que lhe ocorresse; apenas por ouvir o nome de um item ele teria uma visão involuntária
dele com um detalhe realista.

Teve visões durante toda a sua vida, de tal forma que se tornou o inventor que tinha
visionado, construindo e testando máquinas na sua mente, sendo suas visões tão precisas que
conseguia até sentir se as máquinas estavam mal calibradas. Por causa destas visões não
construía modelos (protótipos) para testar as suas teorias, fazia-o na sua cabeça. Afirmava que
as suas visões eram tão precisas que depois de vinte anos de testes, na sua mente, nunca teve
de alterar um protótipo, trabalharam sempre como visionara.

Depois de acabar o liceu, sofreu de cólera e por pouco morria. Ficou de cama durante
nove meses e os médicos disseram-lhe que tinha pouco tempo de vida. Ocupava a sua mente
ainda activa lendo o máximo que podia, até que encontrou um estranho novo tipo de
literatura, Mark Twain. Ficou fascinado com o humor e
humanidade deste escritor norte-americano em
ascensão, cujo trabalho lhe elevou o espírito de tal
maneira que teve uma recuperação milagrosa. Mais
tarde, nos Estados Unidos, conheceu Samuel Clemens
e pôde agradecer-lhe o facto de lhe ter salvo a vida.
Clemens tornou-se um dos seus poucos grandes
Mark Twain (Samuel Clemens)
amigos.

Alguns anos depois da sua recuperação, foi afligido por uma


condição desconhecida que deixou os seus sentidos hiper-sensíveis,
paralisando-o com a abundância de sensações, ao ponto de os
ponteiros de um relógio o incomodarem a alguns quartos de distância.
Alegava sentir uma mosca a pousar ou uma carruagem a um
quilómetro, hiper-sensibilidade à luz, etc. A situação foi atenuando até

Jovem Tesla
que voltou ao seu estado de percepção normal.

Todas as condições físicas e emocionais de Tesla vincaram


inevitavelmente a sua personalidade singular: um homem extremamente brilhante, e com

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

quase igual nível de excentricidade. Tinha várias aversões como o toque, especialmente o
toque no cabelo e evitava apertos de mãos, entre outras idiossincrasias.

Era considerado um excêntrico: pessoa da noite, começava o trabalho por volta do meio-
dia e corria sempre as persianas de modo a trabalhar no escuro. No entanto, durante
tempestades com relâmpagos abria-as sempre, deitava-se no sofá e falava consigo próprio.
Apesar de o fazer com bastante frequência, durante os relâmpagos ele falava ainda mais,
explicando muitas vezes as suas invenções nestas alturas enquanto as imaginava.

Que se saiba não teve nenhuma relação íntima ou de alguma forma romântica com uma
mulher, tendo tido pretendentes mas sem intimidades. Apreciava no entanto a beleza
feminina, exigindo realmente que as suas secretárias cumprissem regras de vestuário e de
forma física. Estavam proibidas de usar pérolas, que por algum motivo achava hediondas.

Outros comportamentos andavam na fronteira do obsessivo compulsivo. Tinha de ter


certas acções repetidas na sua vida diária (como passos dados a andar numa volta a pé terem
de ser divisíveis por três e continuar a andar até que a chegada fosse um total aceitável. O
número vinte e sete era o mais apreciado, já que é três ao cubo (três vezes três vezes três) e a
sua raiz cúbica é três.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

O fascíno pela electricidade


Em 1875 iniciou seus estudos técnicos no Graz
Polytechnic Institute, Áustria, prosseguindo estudos
do tópico que o fascinava acima de todos os outros:
electricidade.

Estudava fervorosamente numa rotina que


começava às três da manhã e terminava às onze da
noite, todos os dias. Queria impressionar os pais e Graz

fantasiava em ir até a América, aliar-se ao líder (na altura) do ramo da electricidade e inventor
das primeiras lâmpadas incandescentes comerciais: Thomas Edison, e revolucionar o mundo.

Era um aluno extraordinário que frequentemente desafiava os seus professores e as regras


tecnológicas instaladas com uma perspectiva que os ultrapassava. Uma das questões que mais
o exacerbava era a aceitação generalizada e instalada da corrente directa como único meio de
transportar a electricidade quando era claro para ele que era ineficiente e incapaz de o fazer
por longas distâncias. Deveria haver um método melhor, falava-se num sistema teórico
chamado “corrente alternada” mas ainda ninguém tinha ainda descoberto como o fazer
funcionar. A simples sugestão de Tesla em utilizar este método trouxe escárnio às suas
palestras, sendo considerado um “esquema de movimento perpétuo”, não ficando com isso
suficientemente desmotivado para desistir da sua busca.

Durante os estudos, seu pai sofre uma trombose e Tesla voltou a casa para estar com seu
pai na altura da sua morte alguns dias depois. Nunca voltou ao Polytechnic Institute. Com
pouco dinheiro para os estudos, aceitou um emprego no escritório de telégrafo do governo em
Budapeste no ano de 1880.

Foi por esta altura que atravessou a fase de


hipersensibilidade e esgotamento, da qual emergiu com
uma nova perspectiva sobre como se poderia atingir a
corrente alternada, durante um dos seus passeios a pé,
inspirado num pôr do sol e numa passagem de um livro
que lhe veio à memória. É o início da sua revolução.
Nikola Tesla

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Corria o ano de 1882, e Nikola Tesla tinha tido a sua visão dos campos magnéticos
rotativos, e descreve com detalhe o motor monofásico e o polifásico no seu bloco de notas.
Inicia a sua actividade aperfeiçoando dínamos de corrente directa na Continental Edison, em
Paris, para onde rumou ao encontro de sua mãe chegando horas antes da sua morte.

Tesla nos Estados Unidos


Fugindo da guerra e à procura de investidores para o seu motor de Corrente Alternada,
Tesla chega a Nova Iorque com 28 anos. Foi convidado a ir para a América trabalhar na Edison
Company a redesenhar as máquinas de Edison. Antes mesmo de
embarcar foi assaltado, roubaram sua bagagem, bilhete e dinheiro;
o capitão deixou-o embarcar e durante a viagem houve um motim
no navio. Chegou no dia 6 de Junho de 1884 com 4 cêntimos no
bolso e uma carta de recomendação de Charles Batchelor (anterior Charles Batchelor
patrão) dirigida a Edison: “conheço dois grandes homens”,
escreveu Batchelor, “um és tu e o outro é este jovem”.

Tesla estava entusiasmado por ir


conhecer o homem criador das primeiras
lâmpadas incandescentes comerciais, e
desejoso de partilhar com ele as suas
inovações em corrente alternada, mas
Edison criou toda a sua indústria sobre a
corrente directa e nem queria ouvir falar
sobre isso. Prometeu a Tesla 50.000 dólares
quando acabasse de aperfeiçoar os seu dínamos, trabalho ao qual Tesla se dedicou
arduamente mesmo não concordando com os seus princípios. Trabalhou intensivamente,
focado no dinheiro que lhe iria permitir preparar o seu próprio laboratório e desenvolver o seu
trabalho. Quando terminou, apresentando vinte e quatro novos desenhos para substituir os
antigos de Edison, melhorando em cerca de vinte e cinco porcento a rentabilidade dos seus
geradores e não recebeu o que lhe fora prometido. Mais tarde interpelou Edison que lhe
respondeu arrogantemente: “Tesla, não entendes o nosso humor Americano “. Tesla demitiu-
se e tornaram-se rivais.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Depois de uma experiência fracassada de uma sociedade com outros inventores numa
empresa chamada “Tesla Electric Light Company” e de um período em que teve de se resumir
a trabalhos de operário de construção civil, Tesla passou um período descrito por ele próprio
como o mais deprimente da sua vida, chagando mesmo a planear o suicídio no seu trigésimo
aniversário ao bater da meia-noite.

Antes que isso acontecesse, A. K. Brown da Western Union Telegraph Company soube da
aflição pela qual passava Tesla e estava determinado a devolver-lhe o prestígio que merecia e
ofereceu-se para lhe providenciar um laboratório para trabalhar, fazendo questão que Tesla
estudasse o potencial da corrente alternada.

Salvo pelo mecenas, pôde finalmente construir o seu gerador de corrente alternada, que
acabou por funcionar na realidade com a precisão com que tinha trabalhado todos os últimos
anos na sua mente.

A era da Corrente Alternada


George Westinghouse, magnata das
companhias eléctricas e dono da
Westinghouse Electric Company, também
rival de Edison compra em 1887 a Tesla os
direitos sobre as patentes dos sistemas
multifásicos de motores, dínamos e
transformadores de corrente alternada.
Foram vendidos por algum dinheiro e acções
Tesla e Westinghouse da empresa, e ficou a trabalhar para
Westinghouse. Era suposto também receber dois dólares e meio por cada cavalo potência de
electricidade vendidos, o que se tivesse acontecido teria feito Tesla multi-milionário, no
entanto, a companhia passou por tempos difíceis e Tesla libertou Westinghouse do contrato.

Pôde finalmente estabelecer o seu laboratório com liberdade para trabalhar no que
queria. Dava exibições onde acendia lâmpadas segurando-as e deixando a corrente percorrer o
seu corpo para afastar os receios da corrente alternada.

Em 1891 tornou-se cidadão dos Estados Unidos da América, sendo-lhe atribuída a


nacionalidade.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Em 1893 Tesla e Westinghouse


ganharam o contrato para instalar todo
o sistema eléctrico e de iluminação da
Feira Mundial de Chicago. Era a primeira
Feira Mundial com electricidade e iria
comprovar que a corrente alternada era
a tecnologia eléctrica do futuro, depois
deste acontecimento todos acreditavam
na Corrente Alternada de Tesla.

Westinghouse ganhou
posteriormente o contrato para
explorar a energia das Cataratas do
Niagara e construir a primeira central
eléctrica a Corrente Alternada do
mundo, a qual levou a assinatura de
Tesla e suas patentes. Inaugurada sem
falhas em 1895, a central enviou
electricidade para Buffalo a cerca de Central Electrica do Niagara
30 km de distância – algo completamente impossível na subitamente ultrapassada tecnologia
da corrente directa. Foi um sonho de criança realizado para Tesla, poder colher esta energia do
Niagara, outra visão a materializar-se.

Foi o momento que tornou a electricidade possível a todos e deixou de ser apenas um luxo
limitado às classes mais altas dos centros urbanos.

Tesla gozava finalmente de um sucesso indiscutível e merecido.

Em 1895 seu laboratório foi destruído por um incêndio, sendo


nada mais que um contratempo na medida em que todo o trabalho de
Tesla estava intacto na sua memória.

Passou algum tempo em Colorado Springs onde conseguiu através de um amigo que a
companhia de electricidade local lhe fornecesse energia para as suas experiências sem custos,
e voltou para Nova Iorque pouco tempo depois.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Inicia ainda o projecto Wardenclyffe Tower em Long


Island baseado nas suas experiências no Colorado, mas por
dificuldades técnicas e cortes no financiamento da parte de
J. P. Morgan abandona-o, pouco tempo depois.

Tesla no seu laboratório em Nova Iorque

Os últimos anos da sua vida


Teve um resto de vida cheia de altos e baixos, regra geral com muitas dificuldades
financeiras. Apesar disso, o Hotel Waldorf Astoria em Nova Iorque foi a sua residência durante
muitos anos, vivendo lá no auge do seu poder financeiro e intelectual.

Em 1931, além de aparecer na capa da revista Time, recebeu cartas de


reconhecimento e agradecimento de mais de 70 pioneiros da ciência, engenharia,
e artistas, incluindo Albert Einstein e Mark Twain, agrupadas e apresentadas a
Tesla na forma de um volume de testemunhos.

Tornou-se vegetariano nos seus últimos anos de vida.

Em 1934 escreveu uma carta ao cônsul da sua


terra natal onde agradecia a Mihajlo Pupin os
esforços que fazia junto das empresas Norte-
Americanas para apoiarem financeiramente Tesla
que se encontrava na ruína, recusando no entanto
esse apoio e escolhendo um modesto subsídio do
governo Jugoslavo e continuar sua pesquisa.
Nikola Tesla Afirmava-se orgulhoso tanto da sua origem Sérvia
como da sua pátria Croata.

Nikola Tesla morreu no dia 7 de Janeiro de 1943 de paragem cardíaca, com 87 anos no
Hotel New Yorker em Manhattan, completamente falido, num quarto que partilhava com
pombos.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Seu funeral teve lugar na St. John the Divine


Cathedral na Cidade de Nova Iorque, onde estiveram
presentes cerca de 2000 pessoas, que incluíam vários
laureados com Prémios Nobel. Foi cremado e suas
cinzas depositadas numa esfera dourada, a forma
favorita de Tesla, que se encontra em exposição Funeral de Tesla

permanente no Museu Tesla em Belgrado, juntamente com sua máscara de morte.

Prémios
Em 1901 Wilhelm Röntgen ganha o Prémio Nobel da Física pela descoberta dos raio-X, 8
anos depois de Tesla lhe enviar uma fotografia dos ossos da sua mão.

Em 1909 Marconi ganhou também o Prémio Nobel da Física pela invenção do rádio, que
pertencia a Tesla.

Guglielmo Marconi e Wilhelm Roentgen

Esteve nomeado em 1915 para o Prémio Nobel da Física


juntamente com Edison, mas nenhum dos dois ganhou, diz-se que
por causa da animosidade que existia entre eles.

Apenas em 1917 ganhou a mais alta honra concedida a um cientista na área da


electricidade, ironicamente com o nome do seu rival: a Medalha Edison.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

A sua imensa obra

O início
A faceta para inventor de Nikola Tesla manifestou-se logo enquanto criança. Uma das suas
primeiras invenções, senão mesmo a primeira, foi um dispositivo simples de anzol e linha para
apanhar sapos. Os jovens amigos imitaram a sua façanha e os dispositivos funcionavam tão
bem que a população de sapos na zona onde cresciam foi praticamente erradicada.

Construiu uma azenha em miniatura com características únicas, movendo-se sem pás.
Esta criação iria inspirá-lo mais tarde na sua inovação concebendo turbinas sem lâminas.
Costumava sonhar em instalar sistemas de recolha de energia nas cataratas do Niagara, sonho
que veio a realizar, verificando novamente suas visões.

Criou também ainda jovem uma fantástica máquina potenciada por energia de uma fonte
natural: insectos. Colou alguns às pás de uma estrutura semelhante a um moinho de vento e a
simples tentativa vã em voarem fazia a estrutura girar. Apesar de ser considerado por muitos
um dos raros falhados esforços de Tesla, o próprio permaneceu sempre bastante orgulhoso do
seu motor de insectos.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

O caminho para a Corrente Alternada


Em 1883, cria o seu primeiro motor de indução e inicia o desenvolvimento de vários
dispositivos que utilizavam campos magnéticos rotativos, sistema pelo qual recebe as patentes
em 1888.

Não conseguindo investidores na Europa para o seu motor e corrente, procura melhor
sorte na emergente sociedade Norte Americana.

Por volta do ano de 1885, um ano depois de ter chegado a Nova Iorque - Estados Unidos,
desenvolveu lâmpadas mais simples, fiáveis, seguras e económicas que as utilizadas na altura,
e através da Tesla Electric Light Company teve sucesso na iluminação das ruas de Nova Iorque.
Foi afastado mais tarde da empresa ficando sem dinheiro, emprego e patentes.

Desempregado, não deixou de trabalhar em invenções. Muitas delas ainda sem aplicação
naqueles tempos mas muito úteis anos mais tarde, um preço a pagar por andar “à frente” do
seu tempo. Um exemplo das descobertas desta altura foi uma maneira de converter calor
directamente em energia mecânica ou eléctrica, processo “redescoberto” nos anos setenta do
qual Tesla nunca foi creditado.

Depois de tempos conturbados, e depois de muitos anos de busca e outros tantos na sua
imaginação, surge o primeiro motor de Corrente Alternada e os sistemas multifásicos.

Tesla tinha finalmente conseguido o que quase todos


lhe disseram que não conseguiria, apresentou-o à
comunidade cientifica e ao público numa palestra
extremamente publicitada e tornou-se finalmente
conhecido e respeitado por todos.
Motor de indução

Nos anos que se seguem patenteia dezenas de dispositivos e conceitos relacionados com
corrente alternada: motores, geradores, transformadores, fios de transmissão, sistemas
mulifásicos, consideradas das patentes mais valiosas desde a invenção do telefone.

1887 é um ano prolífero para Tesla: constrói o primeiro motor de indução de corrente
alternada sem escovas, desenvolve os princípios para a sua Bobine Tesla (Tesla Coil), que vem
a construir por volta de 1891 e começa a investigar uma tecnologia que mais tarde viria a ser
chamada de raios-X, usando o seu próprio terminal único de tubos de vácuo fotografou os

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

ossos da sua mão e envio a Wilhelm Roentgen . Oito anos mais tarde Roentgen vence o Prémio
Nobel da Física pela documentação da descoberta.

É também o ano em que vende as patentes dos geradores, motores e transformadores


multifásicos de corrente alternada a George Westinghouse, também rival de Edison e um dos
poucos homens que o compreendeu e acreditou nele.

Esta transacção veio precipitar um conflito que ficou conhecido como “A guerra das
correntes”.

A guerra das correntes

Tesla e Edison

Nova Iorque tinha energia eléctrica desde finais dos anos 1870. Em 1882 Edison constrói a
sua primeira central que trabalhava a Corrente Contínua em Pearl Street em 1882.

Durante os primeiros anos de utilização e fornecimento


de electricidade a Corrente Contínua era a tecnologia
padrão de electricidade utilizada, no entanto, tinha algumas
limitações: não se podia alterar a voltagem, o que se gerava
era o que se obtinha, caso se aumentasse a potência
Central Eléctrica de Edison rebentavam as lâmpadas. Para se transportar através de
grandes distâncias eram necessários tubos de cobre da grossura de um braço, obrigando à
construção de estações eléctricas de milha a milha, não sendo eficiente. Para além disso, o céu
nas ruas estavam completamente cheias de fios eléctricos, dada a quantidade de cobre
necessária para o transporte. Em suma, era eficiente para lâmpadas incandescentes e motores

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

mas não para transportar, é essencialmente na transmissão de energia que residia as maiores
e cruciais diferenças, além de outras que foram exploradas.

Edison detinha a maioria das patentes que permitiam a


geração e distribuição de electricidade em Corrente Contínua,
abastecendo Nova Iorque através da Edison General Electric, e era
financiado por J. P. Morgan, bancário conotado pela sua
agressividade capitalista. Nenhum dos dois queria ver ameaçados
os seus enormes lucros na distribuição de energia. J. P. Morgan

Surgem no entanto Westinghouse e Tesla com suas patentes de Corrente Alternada, a


defender as suas virtudes sobre a Corrente Contínua, a mesma que ainda é utilizada hoje, e
com a ameaça ao monopólio instalado começa então a “Guerra das Correntes”, disputa que
iria determinar a forma de providenciar electricidade ao mundo até hoje.

Foi uma luta acesa em que Edison não se poupou a meios para desacreditar
Westinghouse, Tesla e a Corrente Alternada, chegando mesmo a afirmar: “O meu desejo
pessoal seria proibir completa mente o uso de correntes alternadas, são tão desnecessárias
quanto perigosas”. Seus funcionários faziam exibições públicas em que electrocutavam
animais com corrente alternada e ele alimentava esta campanha de medo dizendo que iriam
matar clientes no espaço de seis meses. O empenho de Edison era tal que mesmo sendo
contra a pena de morte, criou a Cadeira Eléctrica para tentar chocar para os perigos da
corrente alternada.

Em 1893 surge o evento que iria marcar o princípio


do fim da guerra: a Exposição Mundial de Chicago
(“Chicago World’s Fair” ou “Worlds Columbian
Exposition”) que comemorava o quarto centenário da
chegada de Cristóvão Colombo à América. Seria a
primeira exposição mundial iluminada com electricidade
Feira Mundial de Chicago
e foi aberto um concurso para ver quem providenciaria o
serviço: Edison e Morgan ou Westinghouse e Tesla.

A Edison General Electric fundira-se com algumas empresas e criaram a General Electrics
em 1892, e apresentaram uma proposta de cerca de um milhão de dólares, quantia deveras

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

substancial na altura, enquanto que a proposta de Westinghouse terá sido aproximadamente


metade, o que lhe deu a vitória indiscutível. Edison, revoltado, proíbe o uso das suas lâmpadas
incandescentes na feira.

Na diferença entre valores entre os dois estava já patente uma das vantagens da corrente
alternada, na medida em que iria ser necessário uma despesa acrescida em cobre para a
transmissão da corrente contínua.

Era finalmente a oportunidade de Tesla fazer história e de


demonstrar a eficácia da Corrente Alternada a funcionar em
grande escala, tornando-se um evento histórico mais pela
oportunidade que deu a Tesla para demonstrar a eficácia das
suas teorias que pela comemoração do centenário em si.

Sem a possibilidade de utilizar as lâmpadas de Edison, em três meses Tesla conseguiu


conceber, patentear e fabricar duzentas mil unidades de lâmpadas mais eficientes que as de
Edison.

Estavam presentes cerca de cem mil pessoas para a inauguração a um de Maio de 1893, e
ao cair da noite quando o Presidente Stephen Grover Cleveland ligou o interruptor, toda a feira
explodiu com o mais impressionante espectáculo de luz artificial que o mundo já tinha visto,
tornado possível por Tesla e Westinghouse.

Estava iniciada a era da energia eléctrica.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Por toda a Feira, não só brilhavam as lâmpadas


incandescentes por ele criadas como também fluorescentes,
coloridas, também criadas e patenteadas por Tesla, as primeiras
luzes de néon desenhando nomes de cientistas e artistas como
homenagem.

Tinha também a iluminar a Feira lâmpadas fluorescentes


alimentadas sem fios, tecnologia que experimentava desde 1891,
e fazia exibições, em que as lâmpadas acendiam em qualquer
local da sala, causando enorme espanto da parte dos
Tesla segurando uma lâmpada
espectadores. Este tipo de efeito foi baptizado em sua
sem fios acesa
homenagem sendo chamado: efeito Tesla.

Constrói especialmente para a exposição, um dispositivo


que chamou de “Ovo de Colombo”, cuja finalidade era
demonstrar os campos magnéticos rotativos provocados pelo
seu motor de CA fazendo o ovo girar sobre uma superfície.

Para desmistificar o perigo da “sua corrente”, Tesla Ovo de Colombo

preparou mais algumas exibições impressionantes, como era seu


hábito.

Tocava num terminal e deixava milhões de


Volts percorrer-lhe o corpo, acender-lhe uma
lâmpada fluorescente que segurava na mão e
criar uma aura de electricidade com que tanto
gostava de impressionar, era um efeito
espantoso, como se todo o corpo estivesse
envolvido em chamas.

Foi um acontecimento grandioso, os registos apontam para vinte e cinco milhões de


visitantes, um terço da população dos Estados Unidos na época, alimentado e iluminado pelas
tecnologias de Nikola Tesla.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Com esta maravilhosa exibição de eficiência,


Lord Kelvin, físico Inglês responsável por escolher um
método de utilizar a energia das Cataratas do
Niagara, mudou sua opinião pré-concebida do perigo
desta corrente quando viu o sistema de Corrente
Alternada em funcionamento, não teve dúvidas e
atribui o contrato de exploração a Westinghouse e
Westinghouse com Lord Kelvin
Tesla.

Foi o fim da Guerra das Correntes e da corrente contínua de Edison.

Em 1895 constrói a primeira central eléctrica a


Corrente Alternada nas cataratas do Niagara, inaugurada
sem falhas, transmite energia a distâncias nunca antes
conseguidas com a tecnologia de Edison, e cinco anos
mais tarde ainda de acordo com o projecto de Tesla,
abrigava dez geradores que abasteciam as cidades de
Geradores CA concebidos por Tesla
Nova Iorque e Chicago.

O próximo desafio

Segue para o projecto motivado e à procura da nova descoberta mas com pouca
consciência financeira, já que abdica de um contrato bilionário para salvar a empresa de
Westinghouse. Continua sem olhar para trás, convencido que ficará milionário outra vez com
outra das suas descobertas: A transmissão de energia sem fios em grande escala. Afirmou: “O
dinheiro não representa o valor que os homens lhe atribuem. Todo o meu dinheiro foi

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

investido em experiências com as quais fiz novas descobertas permitindo à humanidade uma
vida um pouco mais fácil”.

De 1893 e 1895 investiga correntes alternadas de alta frequência,


conseguiu gerar um milhão de Volts utilizando uma Bobine Tesla.
Inventou uma máquina de indução de sono, lâmpadas de descarga de gás
sem fios, e transmite energia electromagnética sem fios, construindo o
primeiro transmissor rádio. Fez a primeira demonstração em 1893.
Bobine Tesla
Investiga também o uso da energia presente no espaço, acreditando
firmemente que era uma questão de tempo até o homem colher energia directamente da
natureza circundante. Partindo do princípio que todos os corpos emitem energia, ou radiação,
seria possível utilizar essa energia, chamada de energia radiante. Chegou a afirmar: “Daqui a
algumas gerações, as nossa máquinas serão movidas por uma energia obtida em qualquer
ponto do universo”.

Em 1898, Um ano depois de registar a primeira patente básica para o rádio,


fez demonstrações com um barco controlado remotamente, desenvolvendo
assim um forma de robótica tal como a tecnologia de controlo remoto, que
apenas nos anos sessenta seria realmente utilizada. Tentou contrato com os

militares, acreditando que lhes interessaria dispositivos como torpedos Barco de Tesla

controlados por rádio, rejeitaram e ridicularizaram-no.

Por esta altura patenteou também um ignitor eléctrico para motores a gasolina de
combustão interna e para motores a gás, utilizados hoje em mais de seiscentos milhões de
automóveis.

Em 1898, uma experiência com altas frequências fez


com que todo o quarteirão tremesse com um dispositivo,
que estava a destruir com uma marreta quando a polícia
chegou para ver o que se tinha passado. Era um dispositivo
ao qual chamou “oscilador com frequência ajustável” que
aparentemente podia provocar terramotos. Teorizou que
Oscilador
conseguiria fazer o mesmo ao planeta.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Colorado Springs
Muda-se para Colorado Springs em 1899 a seguir a um incêndio no
seu laboratório, e com electricidade sem custos a partir da central local
dedica-se a investigar correntes alternadas de alta frequência e volta à
sua Bobine Tesla, dispositivo pelo qual o seu nome é mais conhecido
hoje. A Tobine Tesla em traços gerais, não é mais que um transformador

Instalações

que reduz o fluxo da energia que recebe mas aumenta a intensidade à saída, como uma
mangueira de água em que a saída é mais pequena que a mangueira e a água ganha pressão.

É uma fase da sua vida que vai fazê-lo cair um pouco em descrédito, em que foi
ridicularizado pelas suas ideias de tão inconcebíveis para a época (e talvez mesmo para muitas
pessoas nos dias de hoje).

À sua chegada declara à imprensa que estava a realizar


experiências e iria enviar uma mensagem rádio até Paris, para a
Exposição de 1900, mas a seus planos eram um pouco mais
ambiciosos. Acreditava ser possível enviar energia eléctrica pela
Bobine Tesla
atmosfera e pela terra.

Constrói um laboratório com


uma torre de cerca de vinte e
cinco metros e a maior Bobine
Tesla jamais construída à qual
chamou “Magnifying
Transmiter” (inglês para
transmissor amplificador).
Quando a ligou pela primeira
vez, toda a sala se encheu de
Laboratório em Colorado
relâmpagos com um barulho
ensurdecedor das explosões eléctricas e na rua, relâmpagos de trinta metros saíam do topo
da antena. Ouviam-se os trovões a cerca de trinta quilómetros até que tudo ficou silencioso e
escuro. A experiência fez o gerador da central eléctrica rebentar.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

As pessoas ficaram assustadas, com os relâmpagos e toda a electricidade, mas Tesla


permaneceu por mais seis meses.

Investigou altas frequências, a electricidade atmosférica, descobriu que a terra era


condutora de electricidade e produziu relâmpagos artificiais com a sua Tesla Coil de milhões de
volts e cerca de quarenta metros de comprimento. Fez experiências alimentando lâmpadas à
distância tanto por ar como por terra, a distâncias de quilómetro e meio.

Observou a certa altura sinais que mais tarde considerou que possam ter sido
comunicações extraterrestres. Sinais de rádio repetitivos, completamente diferentes dos que
tinha notado em tempestades ou ruídos terrestres. Absurdo para muitos na altura, mas talvez
tenha sido o precursor do actual programa SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence).

Estava derrubada outra barreira, era possível a transmissão de energia sem fios, bastava
agora reunir dinheiro para construir uma torre maior e tentar fazê-lo em maior escala. Voltava
para a costa leste em 1900.

O regresso a Nova Iorque


Logo após chegar, concebe um dispositivo para captação de energia radiante, provinda da
radiação solar, cósmica e de outras fontes, patenteia-o em 1901.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Visionou o esgotar dos recursos dos combustíveis fósseis numa altura em que ainda nem
se pensava nisso e apercebeu-se que as energias renováveis era o caminho.

Teorizou que seria possível controlar o clima através de energia eléctrica e propôs um
sistema de comunicações sem fios para unir todas as nações.

Marconi, tinha tentado patentear um dispositivo de transmissão de rádio mas foi rejeitado
por considerarem que a patente de Tesla cumpria todos os requisitos para a transmissão rádio.

Wardenclyffe Tower
Tanto ao nível das comunicações como ao nível da transmissão de energia, Tesla estava a
pensar global, eram assim as suas visões, e a ideia de uma rede de comunicações global
interessou a J. P. Morgan que aceitou investir no seu centro de emissões sem fios mundial.

Apesar de utilizar as comunicações como argumento, afirmando que iria render milhões na
transmissão de mensagens, notícias, músicas e até fotografias para qualquer parte do mundo,
a verdadeira intenção de Tesla era a transmissão sem fios de quantidades industriais de
energia eléctrica, intenção que escolheu guardar em segredo.

Em 1901, com base nas experiências


feitas em Colorado, começou em Long
Island a construção das instalações no local
que chamava de Wardenclyffe. Eram
compostas por um laboratório, uma
estação eléctrica e uma torre de madeira
com mais de cinquenta metros de altura e
barras de trinta e cinco metros enterradas

Wardenclyffe Tower e Laboratório no solo também para transmissão. Seria a


primeira torre de várias torres transmissoras que iriam ser colocadas por todo o mundo e
transmitir energia, era essa a visão de Tesla.

Apesar de ter já condições técnicas para a transmissão rádio, Tesla estava obcecado pela
transmissão de energia e Marconi faz a primeira transmissão transatlântica via rádio. Apesar
de utilizar dezassete patentes suas para o fazer afirmando serem ideias suas, Tesla não se
incomodou.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Começaram a aparecer dificuldades, Tesla conseguia transmitir


alguma electricidade, mas não a suficiente para as suas intenções e
precisou de dinheiro. Dirigiu-se a J.P. Morgan (que começava ou a
duvidar do seu investimento, já que o sistema de Marconi não só
funcionava como era barato) e pediu mais fundos, ao que Morgan lhe
perguntou como ía o transmissor. Tesla sentiu-se na obrigação de
revelar as suas verdadeiras intenções e Morgan, prático homem de
Torre
negócios, estava já decidido a apoiar Marconi e negou-lhe apoio.

Tesla estava de novo arruinado financeiramente.


Ainda viram luz como uma aurora boreal a emanar da
torre numa noite de 1903 mas o cientista não
conseguiu atingir os seus objectivos. Em 1905
abandonou o projecto apesar de acreditar até ao fim
dos seus dias que seria possível e a torre foi destruída. Wardenclyffe

Afirmou: “O mundo não está preparado para isso. É algo muito à frente do seu tempo. Mas as
leis vão prevalecer e no final irão ter um sucesso triunfal”.

Tempos difíceis
Entretanto, em 1904 o U.S. Patent Office inverte a sua decisão e atribui a Marconi a
patente para o rádio, decisão contestada imediatamente por Tesla. Em 1906 demonstra um
sua turbina sem lâminas, inspirada nas suas construções de criança, que irá ser testada nos
anos seguintes na estação de águas de Nova Iorque.

Em 1909 Marconi vence o Prémio Nobel da Física pela criação da rádio, e em 1915 Tesla
colocou Marconi em tribunal, numa tentativa (infrutífera) de reaver as suas patentes.

Construiu a Estação Wireless Telefunken em Sayville, Long Island, conseguindo atingir aí


alguns dos objectivos não conseguidos em Wardenclyffe.

Em Agosto de 1917 estabelece os princípios básicos acerca da frequência e nível de


potência para as primeiras e primitivas unidades de radar.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Por volta dos ano 1920, Tesla negociava com o


Reino Unido um sistema capaz de projectar raios a
grande distância com precisão, um feixe de energia
direccionado . Chamava-lhe “Teleforce”, ou “Raio da
Paz”, uma máquina para acabar com as guerras, no
entanto ficou popularizado como “Raio da Morte”.
Não há provas de que Tesla tenha testado com
sucesso este sistema, e no imaginário popular, esta foi uma das suas obras que se confundiam
com a ficção, servindo de inspiração e tema recorrente para várias obras de ficção científica,
nomeadamente no filme “Super Homem” e na saga “James Bond”.

Em 1928 recebeu a sua última patente para um dispositivo de transporte aéreo que serviu
de precursor às aeronaves de descolagem e aterragem vertical. Em finais de 1931, publicou um
artigo onde fala sobre um sistema de conversão de energia termal oceânica.

Testou técnicas de Electroterapia, mesmo a fundar uma empresa neste ramo.

Teorizou também um dispositivo em 1933 que segundo ele poderia fotografar


pensamentos, na actualidade fazem-se investigações baseadas em princípios enunciados por
Tesla na criação de olhos artificiais.

Legado

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Quando morreu em 1943, decorria a II Guerra Mundial, suas anotações e cadernos foram
confiscados pelo governo e as forças militares alegando questões de segurança nacional.
Muitos continuam desaparecidos e é um dos mistérios que ficam com a sua morte

Neste ano, algum tempo depois da sua morte, o Supremo Tribunal voltou a entregar-lhe os
direitos da patente do rádio, sendo considerado o inventor.

Há estudiosos que afirmam que durante o seu tempo de vida Tesla registou cerca de
setecentas patentes, estando pelo menos trezentas confirmadas por todo o mundo. Muito do
seu trabalho não foi registado, e a grande maioria dos registos acabou por desaparecer.

No entanto, por entre todos os sucessos, algumas invenções não ficaram provadas ou
desapareceram provas do seu resultado, outras planeava construir mas não chegou a fazê-lo:
A transmissão de energia sem fios em grande escala, que não se sabe se conseguiu se não,
pelo menos não ficou provado o seu sucesso. Um submarino eléctrico, o raio da morte, a
máquina de terramotos, uma aeronave de anti-gravidade, uma barreira de energia, e tantas,
tantos outras ideias. Anunciou também ter completado o que chamou de “Teoria Dinâmica da
Gravidade” mas nunca chegou a publicá-la.

É um dos cientistas mais falados no círculo das “teorias da conspiração”, não por ser
considerado um conspirador, mas por ser uma vítima de conspirações, além de ainda hoje suas
teorias serem debatidas e estudadas por cientistas, místicos e religiosos, tendo sido transversal
às ciências com a sua “arte”.

Era um génio visionário com ideias de energias livres e acessíveis a todos, e uma ameaça
para os poderes económicos instalados. Fica e ficará sempre a dúvida se não conseguiu atingir
mais objectivos que aqueles que nos querem fazer crer, de tão revolucionárias as suas teorias.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Conclusão
Nikola Tesla foi vezes demais conotado como “cientista louco”, sua excentricidade talvez
tenha sido uma barreira para não ter sido tantas vezes levado a sério como merecia. Muitas
das suas invenções e descobertas pareciam na altura (e muitas ainda nos dias de hoje) tiradas
de um livro de fantasia ou de uma história de ficção científica, no entanto, a grande maioria
dos seus feitos assim eram considerados até ele os demonstrar e comprovar.

Foi sem dúvida um homem com ideias muito à frente do seu tempo, ou de qualquer
tempo. Cientistas actualmente demoram décadas a conseguir reproduzir algumas das
experiências que demonstrava publicamente, foi e continua a ser uma inspiração para todos os
cientistas e engenheiros.

Desde o domínio da Corrente Alternada, que seus professores diziam ser impossível, ao
motor de indução e à transmissão de energia sem fios, sua grande obsessão. Tesla quebrou
barreiras e mostrou ao mundo que os limites estão apenas na nossa imaginação. Suas
exibições em que se electrificava tanto o popularizavam como o levavam para o limite do
fantástico, descredibilizando-o muitas vezes, comparando-o com mágicos.

Tentei descobrir no decorrer da minha pesquisa, porque foi um cientista desta magnitude
ignorado pela história? Em tantos anos de escola, não me recordo de se ter falado nele.

Poucos tiveram tanta influência directa em tantos acessórios, dispositivos e tecnologias de


que desfrutamos e dependemos no nosso dia-a-dia.

Tesla foi o responsável pela era da energia eléctrica moderna, foram as suas tecnologias
que permitiram e continuam a permitir que a electricidade chegasse a todas as casa. Todos os
motores de todos os nossos electrodomésticos de casa funcionam com os seus conceitos. As
lâmpadas fluorescentes, luzes de néon, e muitas lâmpadas incandescentes foram criadas por
ele. Os controlos remotos. A comunicação sem fios, nesta época que tanto se fala em
“wireless”, é da responsabilidade dele.

Não foi creditado por muitas invenções que valeram inclusivamente Prémios Nobel a
outros inventores: Os raio-X, o rádio (que mais tarde veio a reaver a patente) e o radar entre
muitas outras.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Abdicou de contratos milionários por questões de princípio, dizia que seu dinheiro estava
todo investido em invenções criadas para trazer à humanidade uma vida um pouco mais fácil.

Revelava quase sempre alguma consciência social, e isso estava de alguma patente nas
suas invenções.

Tentou trazer energia a todos, livre, limpa e renovável, era neste sentido que concentrava
suas busca.

Orientava seu trabalho por conceitos que apenas agora, se começam a cultivar com mais
seriedade. Foi o primeiro cientista a manifestar-se contra o uso de combustíveis fósseis,
chegando a afirmar: Se utilizarmos combustíveis fósseis para obter a nossa energia, estamos a
viver do nosso capital e a esgotá-lo rapidamente. É um método bárbaro e é um desperdício
que terá de ser parado no interesse das gerações vindouras”. Impressionante como faz esta
afirmação numa altura em que ainda quase nem havia automóveis, notável a consciência do
futuro na antecipação da necessidade da utilização de energias renováveis. Tão notável essa
consciência como deplorável a inércia de quem foi acompanhando os tempos e nada fez.

Com tais noções, como poderemos afirmar como absurdas as suas teorias mais
rebuscadas? Talvez no fundo ainda não tenhamos dado os saltos necessários para lá chegar ou
não estejamos ainda preparados para o entender.

Uma pessoa especial, peculiar e excêntrica, dotada de uma imaginação e uma capacidade
de concepção magnífica. Procurou que a Humanidade pudesse viver com mais facilidade no
mundo que a abriga e no caminho para as suas descobertas nunca deixou de pensar como
poderia fazer o que pretendia de forma sustentável, e com consciência ecológica, num mundo
em que as pessoas quase não pensavam nas consequências para o planeta das tecnologias que
exploravam.

Morreu na pobreza mas foi um dos homens mais úteis e bem sucedidos que já viveu. Foi
ignorado por muito tempo, mas tem vindo a recuperar o mérito que lhe é devido, e espero
sinceramente que este meu pequeno trabalho ajude a dar a conhecer quem foi.

Obrigado Tesla.

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

Bibliografia
• Tesla, N.; Johnston,B., “My Inventions: The Autobiography of Nikola Tesla”,

Experimenter Publishing Company, Inc., New York (1919)

• Swartz, T., “The Lost Journals of Nikola Tesla : HAARP - Chemtrails and Secret of

Alternative 4”, Inner Light – Global Communications (2000)

• Trinkaus, G., “Tesla’s Lost Inventions”, High Voltage Press (1988)

Pesquisa Online:

• in en.wikipedia.org/wiki/Nikola_Tesla, consultado a 20/11/2009

• in minerva.ufpel.edu.br/~egcneves/variedades/Tesla.pdf, consultado a

20/11/2009

• in chem.ch.huji.ac.il/history/tesla.htm, consultado a 20/11/2009

• in www.neuronet.pitt.edu/~bogdan/tesla/bio.htm, consultado a 20/11/2009

• in www.teslasociety.com, consultado a 20/11/2009

• in randyhiatt.tripod.com/teslapage2.html, consultado a 20/11/2009

• in en.wikipedia.org/wiki/List_of_Tesla_patents, consultado a 20/11/2009

• in www.sentex.net/~mec1995/tesla/Tesla.html, consultado a 20/11/2009

• in www.brianmacdougall.info/tesla/gallery.htm, consultado a 20/11/2009

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos


Instituto Superior de Línguas e Administração de Santarém
Nikola Tesla – O Homem e a Obra, Energia para o mundo
~/~

• in www.reformation.org/nikola-tesla.html, consultado a 20/11/2009

• in pt.wikipedia.org/wiki/Nikola_Tesla, consultado a 20/11/2009

• in www.tesla-museum.org, consultado a 20/11/2009

• in en.wikipedia.org, consultado a 20/11/2009

• in en.wikipedia.org, consultado a 20/11/2009

• in www.imdb.com, consultado a 20/11/2009

• in images.google.pt, consultado a 20/11/2009

Filmografia:

• Tesla: Master of Lightning, PBS (2000), Realizado por Robert Uth

• Nikola Tesla – Mad Electricity, History Channel – Modern Marvels (2008)

Sociedade, Tecnologia e Ciência – Fundamentos