Você está na página 1de 17

17/10/2018

Faculdade Independente do Nordeste


Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

PRINCIPAIS OPERAÇÕES Processo Químico


UNITÁRIAS INDUSTRIAIS • Um processo químico é um conjunto de operações utilizadas
para formação de um produto químico, intermediário ou
final, compreendendo uma série de etapas que podem ser
de duas naturezas, química ou física.

PROFA. MSC. LARISSA COSTA FOGAÇA

Processo Químico Processo Químico


• As etapas na produção de qualquer produto químico podem
ser divididas em três grandes grupos:

Operações Reator Operações


Etapas de Reações químicas
Etapas de preparação de

Etapas de separação da
Unitárias Unitárias
Químico (Físicas)
(Físicas)
carga

carga
Transformação Obtenção de
Condições dos reagentes produtos
ajustadas em produto
puros

Processos Unitários Orgânicos ou Sínteses


Processo Químico Químicas
1. Antes de entrarem no reator, reagentes ou matérias-primas A síntese orgânica consiste na construção de moléculas
passam através de vários equipamentos, onde pressão,
orgânicas através de processos químicos;
temperatura, composição e fase são ajustadas para que sejam
alcançadas as condições em que ocorrem as reações químicas, • Através, principalmente, da adição ou substituição de
ou seja, são as etapas de preparação da carga para o reator. grupos químicos das moléculas que trarão ao novo produto
2. Compreende o conjunto de parâmetros que processam as formado características físicas e/ou químicas distintas dos
reações químicas: mecanismo de reação, condições dos seus materiais de origem.
reagentes e matérias-primas (grau de pureza, composição de
mistura, etc.) que serão utilizadas nos processos, condição de
pressão e temperatura, tipos de catalisadores, etc.
3. Os efluentes do reator são, em geral, uma mistura de produtos,
contaminantes e reagentes não reagidos que devem ser
separados em equipamentos apropriados para se obter o(s)
produto(s) na pureza adequada ao mercado.

1
17/10/2018

Operações Unitárias
• Operações que envolvem mudanças físicas no material,
independentemente do material que está sendo processado
• Agrupadas em cinco grandes divisões:
• Mecânica de Fluidos  transporte de reagentes e produtos para
diferentes pontos da planta PRINCIPAIS ETAPAS DE
• Transferência de Calor  a maioria das reações químicas não
ocorre à temperaturas ambiente; reações exotérmicas ou
endotérmicas
PREPARAÇÃO DA CARGA
• Operações de agitação e mistura  homogeneização de misturas
formadas por diferentes componentes  importantes em reatores,
partes essenciais em qualquer processo
• Operações de separação  processos físicos, de transferência de
massa e de fase de um material, por trocas de calor
• Operações de manuseio de sólidos  moagem, peneiramento e
fluidização

Operações Unitárias – Mecânica dos


Transporte de Sólidos
Fluídos
• Transporte dentro da Indústria • Movimentação de sólidos fluidizados  transportadores
• Em toda planta industrial é necessário transportar reagentes e
pneumáticos
produtos para diferentes pontos da planta • Granulometria grosseira; material abrasivo  uso de dispositivos
mecânicos que transportam os sólidos em regime contínuo
• Materiais fluidos (líquidos ou gases); Sólidos particulados (pós)
• Grande importância no custo operacional industrial;
• Os transportes industriais abrangem 3 tipos distintos de
• Automação dos processos, substituindo a mão de obra humana;
operações unitárias:
• Necessidade de um transporte versátil para vários tipos de
• Transporte de sólidos sólidos.
• Bombeamento de líquidos • Seleção do equipamento:
• Movimentação de gases • Capacidade de operação  nominal; de pico; de projeto
• Distância e desnível entre carga e descarga
• Natureza do material transportado
• Fatores econômicos

Transporte de Sólidos Transporte de Fluidos


• Pode-se dividir os transportadores em dois grupos: • Quando um fluido circula em uma tubulação, destacam-se
• Móveis: são equipamentos que se movimentam juntamente dois tipos de escoamento:
com o material que transportam • Escoamento laminar  as partículas se movimentam
• Pás carregadeiras; Vagonetas ; Empilhadeiras ; Caminhões; mantendo a sua posição em relação às demais partículas
Guinchos; Guindastes • Escoamento turbulento  as partículas do fluido não
• Fixos: sua posição permanece fixa durante o tempo, embora conservam a sua posição em relação às demais partículas. A sua
possam possuir partes móveis movimentação é imprevisível.
• Carregadores; Arrastadores; Elevadores; Alimentadores; • Número de Reynolds  parâmetro numérico para classificar
Pneumáticos; o tipo de escoamento

2
17/10/2018

Transporte de Fluidos Transporte de Fluidos


• Para se movimentar um fluido são necessários dois fatores:

• Nos processos industriais, normalmente, os líquidos são • um local ou caminho por onde o fluido passará
transportados no interior de dutos. • um sistema que forneça energia suficiente ao líquido para que
este realize o trabalho e percorra o caminho pré-estabelecido.
• Além dos dutos e tubos pelo qual o líquido irá escoar, pode -
se também utilizar bombas, quando se deseja elevar o • São realizados por : • Dimensionamento:
líquido ou ainda aumentar a vazão do líquido no interior dos • Bombas • Escolha de tubulações;
dutos. • Válvulas • Escolha de bombas;
• Dessa forma, a operação de bombeamento consiste em uma
• Conexões • Escolha de acessórios
• Cotovelos (válvulas, manômetros,
etapa importante dos processos industriais 
• Linha de tubulações junções).
conhecimentos gerais sobre o funcionamento e o • Medidores de vazão
dimensionamento de sistemas de bombeamento. • Vasos pressurizados

Transporte de Fluidos Bombas


• Características do fluido: • Características da tubulação:
• Densidade; • Comprimento;
• Viscosidade; • Diâmetro;
• Vazão. • Quantidade de acessórios
(curvas, válvulas e conexões).
Bomba Rotativas
• Bombas:
• Máquinas hidráulicas que conferem energia aos fluidos
incompressíveis (líquidos) com a finalidade de transportá-los
de um ponto a outro do sistema, através do aumento de
pressão
• Energia necessária para o deslocamento do material Bomba Centrífuga
• Bombas de deslocamento positivo ou hidrodinâmicas
Bomba de Êmbolo

MOAGEM Para que reduzir o tamanho das


partículas?
• É a operação unitária que promove a redução dos corpos
a partículas ou fragmentos de pequenas dimensões, • Aumentar a superfície específica do
utilizando, para isso, meios adequados à natureza da material
substância que se pretende dividir.
• área de contato rápida reação

• maior será a velocidade de reação química


• maior será a estabilidade de
uma suspensão
• menor quantidade do material
que cubra a mesma área
• maior será a velocidade
da secagem

3
17/10/2018

Fatores que influenciam a seleção de Fatores que influenciam a seleção de


equipamentos de fragmentação de sólidos equipamentos de fragmentação de sólidos
• Tamanho das Partículas: Influencia o consumo de energia,
• Material propriedades do sistema particulado e o tipo de
• Propriedades físicas: dureza, elasticidade, fibrosidade, equipamento que pode ser empregado
fraturabilidade e higroscopicidade
• Tamanho e forma das partículas • Classificação dos sólidos particulares com relação ao
tamanho:
• Teor de umidade
• Ponto de fusão Classificação : Diâmetro da partícula

• Inflamabilidade Pós < 0,5 mm


Sólidos granulares 0,5 a 1,0 mm
• Termossensibilidade
Blocos pequenos 1,0 a 50 mm
• Processamento subseqüente
Blocos médios 50 a 150 mm
Blocos grandes > 150 mm

Fatores que influenciam a seleção de


equipamentos de fragmentação de sólidos Formas de Operação
• Funcionamento do equipamento • Operação em batelada (descontínua)
1. Especificações de tamanho do produto
2. Facilidade de sanitização e esterilização
3. Facilidade de ajustes durante a operação
4. Contaminação do produto moído
5. Capacidade
6. Versatilidade
7. Tipo de processamento: em batelada (intermitente) ou
contínuo
8. Processo à seco ou à úmido
9. Velocidade de alimentação da carga
10. Espaço físico ocupado
11. Custos de instalação e manutenção

Formas de Operação Formas de Operação


• Operação contínua (em regime permanente)
• Operação contínua (em regime permanente)

2 – Em circuito fechado:
1 – Em circuito aberto

4
17/10/2018

Moinhos Principais Moinhos da Indústria


• Constituído de três partes • Moinho de Martelos;
básicas: • Moinho de Rolos;
• Alimentador • Moinho de Bolas ou Barras;
• Mecanismo de moagem • Micronizador;
• Calha de descarga
• Moinho coloidal

• O princípio de funcionamento
depende da pressão direta
exercida sobre o material

• Combinação de mecanismos de
redução de tamanhos

Tamisação
Tamisação
• Método indireto para determinação do tamanho e dispersão das Tamises Padrão Tyler
partículas;

• Mais utilizado;

• Barato, simples, rápido;

• Limite: partículas com 10 m;

• Tamises: peneira com aberturas quadradas:


• As aberturas das peneiras são quadradas e cada uma é
identificada em mesh/in
• MESH – número de aberturas por polegada linear

Técnica - Tamisação Agitação e Mistura


• Mistura
• Agitação mecânica da amostra;
• Distribuição ao acaso das diferentes partículas do sistema
• Deve ser aplicada às operações onde temos componentes
• Série de tamises; com distribuição aleatória, operações estas que procuram
apenas reduzir não uniformidades ou grandes gradientes de
• Quantifica-se o peso da fração composição, propriedades ou temperatura
• Pode ser alcançada pela simples movimentação do material
da amostra retida em cada tamis;

• Na determinação do tamanho das partículas usando


tamises, o tipo de movimento, a duração do teste e a carga
nos tamises devem ser padronizadas

5
17/10/2018

• OBJETIVOS
Agitação e Mistura
• Mistura de líquidos miscíveis;
• Agitação • Dispersão de líquidos imiscíveis;
• Refere-se ao movimento induzido de um material em • Mistura de dois ou mais sólidos (pós secos);
forma ordenada, geralmente circulatória, dentro de um
• Mistura de líquidos e sólidos (pastas e suspensões);
recipiente
• Pode-se agitar uma só substância
• Dispersão de gases em líquidos (aeração);
• Auxiliar na transferência de calor (convecção);
Um material homogêneo como um tanque
com água fria, pode ser agitado, mas não
• Auxiliar na transferência de massa (convecção);
poderá ser misturado até que • Reduzir aglomerados de partículas;
acrescentemos a ele outro material com
características diferentes, tais como: • Acelerar reações químicas;
• Óleo
• Obter materiais com propriedades diferentes da matéria-prima
•Um material sólido ou ocorra a dispersão
de um gás neste meio original.

Agitação e Mistura Agitação e Mistura


• Mecanicamente os misturadores e agitadores são utilizados • Podem ser utilizados diferentes tipos de agitadores
na formulação e fabricação de uma grande variedade de (Impulsores e tanques)
produtos. • A escolha do tipo de agitador depende de:
• A configuração típica de misturadores é selecionada • Tipo de reagente (sólido, líquido, gás);
conforme o tipo de produto desejado. • Características dos reagentes (densidade, viscosidade);
• Velocidade de agitação ou mistura;
• Característica física da mistura final (densidade e
viscosidade).

Processo de Agitação e Mistura Principais Tipos de Impulsores e


Construção de Tanques
• Tanques agitadores ou misturadores
1- Tanque ou reservatório
2- Eixo giratório (rotor)
acionado por motores
3- Pás ou hélices

2
1
• Formas de operação:
• Batelada 3
• Contínuo

6
17/10/2018

REATOR QUÍMICO

Reator Químico
• Reator químico é um recipiente
onde ocorrem reações químicas,
transferências de massa e calor
• Vasos projetados para conter
reações químicas de interesse e
escala industrial
• Tanques (1) ou tubos
(2)encamisados e agitados com
uma série de dispositivos de
controles acoplados

Reator Químico Reator Químico


• O ponto inicial para o estudo de reatores é o balanço de • Uma análise mais completa de um reator implica também no
massa das espécies químicas (reagentes ou produtos) que estudo do balanço de energia das espécies químicas
participam de uma reação química. (reagentes ou produtos) que participam de uma reação
química

7
17/10/2018

Reatores Ideais e Não Ideais Reator Químico


• Reatores Ideais são aqueles para os quais se desenvolve um
• Variáveis chave para um processo
modelo matemático específico a partir de condições pré-
químico:
estabelecidas e que aplicado às condições reais se ajusta
adequadamente.
• Tempo de residência (τ)
• Volume (V)
• Reatores Não Ideais são aqueles para os quais é necessário
• Temperatura (T)
um tratamento matemático específico em função de
• Pressão (P)
peculiaridades de reação e/ou reator.
• Concentrações de espécies
químicas (C1, C2, ... Cn)
• Coeficientes de transferência de
calor (h, U)

Tipos de Reatores Químicos Ideais Reatores Ideais – Reações Homogêneas


• Tipos de operação de reatores químicos: • Reator descontínuo (ou batelada) – é um tanque com
• Reator em batelada (a); agitação mecânica no qual todos os reagentes são
• Reator contínuo (b); introduzidos no reator em uma única vez. Em seguida são
• Reator de semi batelada(c); misturados e reagem entre si. Após um tempo, os produtos
obtidos são descarregados de única vez deste reator.
• Conhecido como: Batch Reactor

Reatores Ideais – Reações Homogêneas Tipos de Reatores Químicos


• Reator de mistura – é um tanque agitado com escoamento • Reator Perfeitamente Agitado (RPA);
contínuo e sem acúmulo de reagentes ou produtos e é operado de • Reator em tanque agitado contínuo  reagentes são introduzidos sob
acordo com as seguintes características: agitação enquanto o produto é retirado
• composição uniforme dentro do reator • Reagentes líquidos ou sólidos e líquidos;
• a composição de saída é igual à composição do interior do reator • Reatores de concentração uniforme  CSTR
• a taxa da reação é a mesma em todo o reator, inclusive na saída.
• Conhecido como: Continuous Stirred Tank Reactor (CSTR)

8
17/10/2018

Reatores Ideais – Reações Homogêneas Tipos de Reatores Químicos


• Reator de Fluxo de Pistão ou Plug Flow (RP)
• Reator Tubular – é um tubo sem agitação no qual todas as
partículas escoam com a mesma velocidade na direção do • A reação química ocorre na medida em que os reagentes viajam

fluxo. através do RFP (tubo sem agitação)  Reagentes líquidos ou gasosos;


• Mais eficiente que o RPA;
• Conhecido como: Tubular Reactor ou Plug Flow Reactor
• Reagentes podem ser adicionados ao longo do percurso dentro do
(PFR)
reator.

Reatores Ideais – Reações Homogêneas Reatores Ideais – Reações Heterogêneas


• Reator de Leito Fixo;
• Para cada um destes três principais tipos de reatores ideais, uma
pergunta básica que permite distinguir bem os três reatores entre • É um reator onde normalmente o meio reacional se encontra em uma
si é a seguinte: fase(liquida ou gasosa) e existe um catalisador na fase sólida.
O que ocorre com a composição no meio reacional do reator se forem • Catalisador sólido é constituído de inúmeras partículas depositadas
coletadas alíquotas de seu interior: ao longo do comprimento de um tubo
(1) em tempos diferentes de um mesmo local? • O comportamento desse reator assemelha-se ao reator tubular e,
(2) em locais diferentes ao mesmo tempo? portanto, os reagentes são consumidos a medida que eles escoam ao
longo do reator

Reatores Ideais – Reações Heterogêneas


• Reator de Leito Fluidizado;
• Tubo vertical onde pequenas partículas
sólidas são suspensas em uma corrente
de fluxo ascendente.
• A velocidade do fluxo é suficiente para
PRINCIPAIS ETAPAS DE
“suspender“ as partículas, mas não
grande o suficiente para arrastá-las para
SEPARAÇÃO DA CARGA
fora do reator.
• As partículas sólidas ficam suspensas no
fluido e permitem que se forme uma
excelente mistura entre ambos
(partículas sólidas e fluido).

9
17/10/2018

Filtração Filtração Industrial


• Escoamento de fluídos através de leitos compactos
• Força-se a passagem de uma suspensão contra um meio filtrante
• Objetivos:
 fibras naturais, sintéticas ou metálicas
• Separação de um sólido do fluído na suspensão
• Separar os produtos do reator químico • Os poros do meio filtrante são suficientemente pequenos para
• Separação se realiza pela passagem forçada do fluido através de evitar a passagem das partículas sólidas  formação do bolo
uma membrana porosa  as partículas sólidas ficam retidas filtrante

• Capacidade do equipamento é governada pela vazão de


Separações mecânicas  escoamento do fluido filtrado através do leito de partículas
remoção física de um sólidas que vai sendo formado
componente na forma de uma
fase isolada, tal como a separação • Volume maior de material; operação de baixo custo
de um sólido de um líquido

Escolha do equipamento filtrante Tipos de Filtros Industriais


• A maioria dos equipamentos industriais opera mediante a • Principais filtros da indústria química:
diminuição da resistência ao escoamento, fazendo com que a área
filtrante seja tão grande quanto possível, sem que as dimensões
globais do filtro aumentem
1. Viscosidade, densidade e reatividade química do fluido
2. Dimensões da partícula sólida, distribuição granulométrica,
forma da partícula e tendência a floculação
3. Concentração da suspensão de alimentação
4. Quantidade do material que deve ser operado
5. Grau de separação que se deseja efetuar
6. Custos relativos da mão de obra, do capital e da energia

Filtros de Leito Poroso Filtros Prensa

10
17/10/2018

Filtro de cartucho Centrifugação


• A centrifugação é um processo de separação em que a força
centrífuga relativa gerada pela rotação da amostra é usada
para sedimentar sólidos em líquidos de massas diferentes,
ou líquidos imiscíveis de diferentes densidades, separando-
os.

Centrifugação Centrifugação
• Processos de centrifugação:
• Processos de centrifugação: • Centrifugação por gradientes : mantém a força centrífuga
• Deposição Diferencial  deslocamento de partículas em constante sobre toda a mistura ao longo do tubo, mas opera com
suspensão pela ação da força centrífuga em diferentes densidade variável do início ao final do tubo. As partículas
velocidades, observando-se que as maiores dimensões têm tendem a migrar para o local do tubo que contém a substância
com características similares
uma velocidade superior de migração
• Centrifugação por separação gradiente de tamanho e separação
isopícnica

densidades similares e massas tamanhos semelhantes, porém com


diferentes. densidades diferentes.

Centrifugação Centrifugação
• Processos de centrifugação: • Centrífugas Filtrantes  uma cesta que gira em alta
• Ultracentrifugação: realizada em ultracentrífuga; mesmo velocidade em torno de um eixo vertical ou horizontal e cuja
princípio, no entanto possui um sistema de refrigeração e parede é feito de tela ou placa perfurada. Os sólidos vão para
opera sob vácuo, o que permite que o equipamento periferia e formam uma torta cuja espessura vai
desenvolva maiores velocidades de rotação, sem o aumentando a medida que a operação prossegue
superaquecimento
provocado pelo atrito. • Centrífugas Sedimentadoras  partículas após
• Utilizado para sistemas sedimentarem radialmente no líquido sob a ação de um
coloidais campo centrífugo de forças, são coletadas sobre a superfície
interna da bacia

11
17/10/2018

• Separação sólido/líquido – líquido/líquido:


Centrifugação
Centrífuga de discos

• Clarificação de líquidos • Separação de sólidos de líquidos:

Centrífugas de tambor Centrífugas de cestos

Extração Extração Líquido-Líquido


• Tipos:
• Usada quando se deseja remover de uma mistura de líquidos um
• Extração Sólido-Líquido; ou mais componentes, denominado(s) soluto(s), através do
• Extração Líquido-Líquido; contato direto com um líquido conhecido como solvente, que é
imiscível com a mistura original (a carga) e remove parcialmente
os componentes desejados da carga
• Objetivos:
• Separar alguma substância que seja de interesse da indústria
da matriz presente no reator (sólido ou líquido);

• Mecanismo:
• O soluto em questão se desprende da sua matriz inicial e
migra para o solvente extrator, que geralmente é mais fácil
de ser eliminado para produção da substância pura.

12
17/10/2018

Extração Líquido-Líquido Absorção e Dessorção Gasosa


• Batelada ou descontínuo; • Absorção  Transferência de um
• Contínuo. componente solúvel de uma fase gasosa
para um absorvente líquido
relativamente não-volátil (física ou
química)
• Dessorção  processo inverso da
remoção de um componente líquido
pelo contato com a fase gasosa
• Amônia é absorvida de uma mistura
de ar e amônia pelo contato do gás
com a água líquida, na temperatura
ambiente
• Fase líquida pouco volátil e a
transferência de massa sem efeitos
térmicos

Adsorção
• Usada quando se deseja remover de uma mistura de
líquidos ou de gases um ou mais componentes através do
contato direto com um sólido.
• Nesta operação, a carga a ser tratada escoa através dos
espaços vazios entre as partículas do sólido adsorvente,
colocado no interior do vaso.
• Carvão mineral pode ser usado para adsorver vapores de
benzeno e/ou outros gases presentes em misturas com ar.
• Quando o sólido adsorvente se satura do componente
adsorvido, ele é removido e substituído por um sólido
reativado.

Evaporação ou Concentração Evaporação e Concentração


• Um evaporador é constituído por um trocador de calor, capaz de
• Possibilita a concentração de uma solução pela vaporização levar a solução à fervura, e de um dispositivo para separar a fase
de grande quantidade de solvente durante a ebulição vapor do líquido em ebulição
• Temperatura de ebulição
• Remoção parcial do solvente presente nos produtos oriundos [ ] sólidos
do reator; • Dificilmente a operação é feita a pressão ambiente, geralmente
• Concentração dos solutos; utiliza-se baixa pressão (vácuo).
• Pré-secagem. Solvente vaporizado

Alimentação ou carga
• Durante o processo há troca de calor até que o produto entre Vapor aquecido
em ebulição para remoção do solvente por evaporação;
Vapor condensado

Solução Concentrada

13
17/10/2018

Evaporadores Evaporador de tubos horizontais

• Nas operações industriais, o equipamento é construído para operar


continuamente, a superfície de troca térmica é maior, a ebulição é
muito mais violenta e a evolução de vapor é rápida

Podem acarretar problemas


como:
• Formação de espuma
• Formação de incrustações
• Sensibilidade do produto ao
calor
• Corrosão
• Limitações de espaço

Evaporador de tubos verticais tipo cesta Evaporador de tubos verticais curtos

Evaporador de simples efeito Evaporador de múltiplos efeitos

14
17/10/2018

Cristalização Tipos de cristalizadores


• A cristalização de um componente de uma solução consiste na • Cristalizador de resfriamento;
separação deste componente da fase líquida, por formação de • Cristalizadores por evaporação;
uma fase sólida cristalina • Cristalizadores combinados: evaporação + resfriamento;
• Processo clássico de separação e de purificação
• Processo físico resultante do arrefecimento ou aquecimento da
carga do reator;
• Varia a solubilidade do soluto;
• Formação dos cristais.

Tipos de cristalizadores Tipos de cristalizadores


• Cristalizador descontínuo de tanque agitado;

Cristalizador evaporador Cristalizador a vácuo

Secagem
Fonte de
Ar seco
• É a operação de remoção de água, ou de qualquer outro líquido na calor
forma de vapor, para uma fase gasosa insaturada através de um
mecanismo de vaporização térmica, numa temperatura inferior à de Transferência de
Transferência de
ebulição calor massa

• Realizada através de calor produzido artificialmente em condições de


temperatura, umidade e corrente de ar cuidadosamente controladas Material
úmido
• Ar é o meio de secagem mais usado

• A técnica mais conveniente de secagem deve ser escolhida em função


das características físicas, químicas e biológicas do produto e da
matéria prima, econômicas, volume de produção, tipo de pós-
processamento Secagem e Desidratação

15
17/10/2018

Secador de tambor - Pós Secador de Rolos - Fluidos

Secador de Bandejas - Sólidos Secador de leito fluidizado

Spray dryer - Fluidos Destilação


• A separação dos constituintes está baseada nas diferenças de
volatilidades entre diferentes constituintes químicos
• Na destilação ocorre o contato de uma fase vapor com a fase líquida, e
há a transferência de massa da fase líquida para o vapor e vice versa
• Tipos de mistura:
• Líquidos
• Gases
• O líquido e o vapor contêm, em geral, os mesmos componentes, mas
em quantidades relativas diferentes
• O efeito final é a concentração maior do constituinte mais volátil no
vapor e o menos, no líquido.
• Em muitas situações é conveniente realizar a destilação em
equipamentos de multiestágios.

16
17/10/2018

Destilação Simples Destilação Fracionada


• Utilizada quando as temperaturas de ebulição ou • Utilizadaquando as temperaturas de ebulição ou
condensação das substâncias da mistura tem uma diferença condensação dos componentes da mistura são muito
acentuada; próximas;

• Purificação de líquidos com impurezas voláteis; • Controle do teor alcoólico de soluções;

• Separação de solventes: • Refino de petróleo;

• Água + Álcool
• O2 e N2

Destilação em Batelada Destilação Contínua


• Fabricação de cachaça artesanal; • Fabricação de bebidas destiladas
(Cachaças, Uísques, etc, mais
caros);
• Extração de óleos essenciais;

• Purificação de solventes
• Separação de Solventes
• Metanol, etanol, propanol,
(Água + Álcool) butanol;
• Produção de acetona;
clorofórmio, éter.

17