Você está na página 1de 17

MAGNETOTERAPIA

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

• Bases físicas da magnetoterapia


Índice

• Unidades de Magnetoterapia

• Efeitos de campos magnéticos

• Aplicação

• Dosagem

• Indicações

• Contra indicações

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Definição

Magnetoterapia: O Uso de campos

magnéticos para fins terapéuticos.

Aplicado diretamente numa área do corpo

onde esta aflingida ou traumatizada.

Campo magnético: Região do espaço onde

se manifestam os fenómenos magneticos.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Bases físicas da magnetoterapia
Chama-se solenóide a um condutor
enrolado em espiral. .
Se as espiras são bastante próximas,
podemos considerar cada espira como um
condutor circular. Para determinar as linhas
de força do campo criado pelo solenóide,
atravessamos o solenóide por um cartão e
colocamos limalha de ferro. Como o campo
resultante é a soma dos campos produzidos
pelas espiras

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Bases físicas da magnetoterapia


Regra de Maxwell
«O sentido das linhas de força pode ser dado pela regra do saca-rolhas ou
pela regra da mão direita. No centro do solenóide as linhas de força são retas
paralelas e, portanto, o campo magnético é uniforme. Por fora do solenóide,

as linhas de força se curvam, para se fechar..»


Intensidad del campo magnético (H)

• I = intensidad de campo eléctrico.


H = n × I/L • L = longitud del solenoide.
• n = número de espiras del solenoide.

Amperios × n.º de espiras


Intensidad (gauss) =
Longitud de solenoide (m)
1 Gauss = 1 Oersted; 1 Gauss = 10–4 Tesla

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Unidades de magnetoterapia

• Console central.

• Um ou dois solenoides.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Unidades de magnetoterapia

1. Um equipamento MAG 3
2. Um Manual de Usuário
3. Um Termo de Garantia
4. Dois solenoide plano
5. Um cabo de força destacável
CECBRA
6. OPCIONAL: um solenoide túnel

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Efeitos da Magnetoterapia
A nivel celular
• Repolarização das membranas celulares.

• Restabelecimento do potencial elétrico.

• Estimulação da mitose celular.

• Aceleração da síntese de ADN.

• Aumento da síntese proteica.

Efeitos:

• Redução de edema e inflamação.


• Ativação de síntese enzimática.
• Aceleração do crescimento de tecido ósseo
UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Efeitos da Magnetoterapia
A nivel neurovegetativo
• SNC. Hipotálamo.
Efeitos:
• Regulação da função endócrina.
• Ativação do sistema imunológico.
• Padronização do sono.
• Ação sedativa e antiespasmódica.
A nivel circulatorio
• Ação reflexológica vasodilatadora.
• Redução da viscosidade do sangue.
Efeitos:
• Ativação da circulação arterial, venosa (antitrombótica) e linfática..

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Cuidados na Aplicação
• Anéis, pulseiras, relógios, etc., modificam as linhas de campo magnético.

• Pode ocorrer um aumento da dor entre as sessões 5 e 10. Se a dose for


mantida por mais de 72 horas, a dose pode ser excessiva.

• Os efeitos geralmente são evidentes na 8ª sessão ou mesmo quando o


tratamento termina. Isto deve-se principalmente a:

- Vasodilatação e aumento do fluxo sanguíneo (mantido), que produz maior

oxigenação.

- O processo de reconstrução celular é favorecido.

- Maior trofismo celular.


UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Aplicação
• As sessões devem ser aplicadas de forma contínua, uma sessão

por dia de segunda a sexta-feira.

• Número máximo de sessões: 30-40; Descanse 15-20 dias.

• duração da sessão 25-45 min (mais de uma área <60 min).

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Dosificação
Alta freqüência: 50-100 Hz

Freqüência: 50 Hz.

Patologias traumáticas e estimulantes.

Freqüências Baixas: 10-20 Hz

Problemas do SNC, patologias crônicas renais e

respiratórias.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Dosificação
Intensidades medias-altas: 50-100 Gauss

• Estimulação do reparo tecidual.

• Efeito anti-edematoso.

Intensidades de média-baixa: 10-50 Gauss

• Efeito analgésico.

• Estimulando o fluxo sanguíneo.

• Relaxante muscular.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Indicações Abrangentes
• Ortopedia e traumatologia.

• Medicina do esporte.
• Pela ação sobre a restauração da
• Dermatologia e patologia
normalidade funcional das células,
vascular.
tecidos e órgãos, aumentando o
• Cirurgia.
consumo de oxigênio e a
• Distonia neurocirujética e
microcirculação localmente.
psicossomática.
• Por sua ação anti-inflamatória e
• Otorrinolaringologia.
antiespasmódica.
• Neurologia.

• Medicina interna.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Indicações

• Reparação do calo de fratura • Aceleração na cicatrização de


• Pseudoartrose e atrasos de feridas
consolidação • Queimaduras
• Osteoporose • Neuralgias
• Síndrome de Sudeck • Sinusite
• Artropatias degenerativas • Asma bronquial e enfermidade
• Relaxamento da fibra muscular lisa pulmonar obstrutiva crônica (EPOC)
• Contraturas musculares • Transtornos derivados do estresse,
• Tendinite como inquietude, insônia, cefaleias
• Miosite tensionais como enxaquecas.
• Contusões
• Úlceras varicosas e por decúbito
• Enfermidade de Raynaud

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín
Magnetoterapia

Contra indicações
• Hemorragias ou Feridas hemorrágicas
• Precaução de aplicação abdominal em período menstrual
• Marcapassos
• Grávidas
• Câncer e Tumor
• Processos infecciosos
• Hipertiroidismo
• Trombose venosa
• Cardiopata
• Hipotenso
• Tuberculose
• Micoses
• Presença de placas ou implantes metálicos (relativo) devido a possibilidade
do aquecimento, cabe a avaliação do profissional.

UD. IX. Procedimientos de magnetoterapia Manuel Albornoz Cabello y Julián Maya Martín