Você está na página 1de 7

PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

ESCOLA: ______________________________________________ DATA: ____/ ____/ 20__

NOME: ______________________________________________________ Nº ____ TURMA: ____

GRUPO I

Antes de iniciares a audição do texto relacionado com as vantagens de


brincar ao ar livre, lê os itens que se seguem. Em seguida, ouve atentamente o
texto duas vezes e responde às questões.

1. Assinala com X, de 1.1. a 1.5., a opção que completa corretamente cada frase,
de acordo com o sentido do texto.

1.1. Os lugares de brincadeira que envolvem areia, terra e árvores


A. são iguais aos parques infantis.
B. têm o formato dos parques infantis.
C. são espaços de aventura.
D. permitem espreitar aventuras.

1.2. A brincar ao ar livre é possível


A. crescer mais rapidamente.
B. resolver problemas.
C. encontrar problemas.
D. ficar doente.

1.3. É importante as crianças sujarem-se quando brincam, porque


A. perdem oportunidades de aprendizagem.
B. ficam preocupadas.
C. desenvolvem a criatividade.
D. não devem estar sempre limpas.

1.4. Brincar ao ar livre


A. fortalece o sistema imunitário.
B. provoca doenças.
C. aumenta o número de micróbios.
D. acaba com as doenças.

1.5. Brincar na natureza traz


A. nervosismo e falta de atenção.
B. problemas de comportamento.
C. infelicidade.
D. tranquilidade e capacidade de concentração.

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 1
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

GRUPO II

Texto A

Lê o texto seguinte.

À espera do peixe

Os guarda-sóis enchem de cor uma das


margens do rio Sorraia, em Coruche, e dão
abrigo aos pescadores que disputam o
Campeonato do Mundo de Pesca de Jovens.
5 Em pleno agosto, bem precisam de uma
sombrinha que os proteja do sol escaldante.
São muitos os atletas, provenientes de
vários países, que pescam ao longo do rio,
mas, ainda assim, é incrível o silêncio.
10 Todos sabem como é importante para não
espantar o peixe.
É o caso de Ricardina Carneiro, 14 anos, uma das atletas da Seleção Nacional de Portugal.
“Comecei a pescar com o meu pai e o meu tio, aos 8 anos, e a entrar em competições.” Trata
de esclarecer que até nem gosta de peixe – no prato, bem entendido. Desta vez apanhou
15 pimpões e barbos, mas nem pensar em deixá-los morrer. “Depois voltamos a pô-los na água,
para que haja sempre peixe.” Esta é uma das regras da pesca desportiva: o peixe que se
apanha fica numa rede dentro de água, até que no final da prova é pesado e depois devolvido
ao rio.
Encontrámos Diogo Silva, 12 anos, precisamente na altura da pesagem, todo nervoso, à
20 espera dos resultados. “É o meu primeiro campeonato mundial”, justifica. “Não interessa o
número de peixes que apanhamos, interessa é o peso total.” Mas afinal o que motiva um
pescador? “A adrenalina de sentir um peixe morder!” Quem ouvisse Diogo nunca acharia que a
pesca é um desporto calmo. Já Ricardina diz que adora pescar por razões bem diferentes. “É
muito relaxante. E também gosto por causa dos amigos que se fazem, são amigos para a
25 vida.” O Campeonato do Mundo disputou-se em dois dias seguidos, pescando-se ao longo de
três horas em cada um, isto na categoria de sub-14, à qual pertencem tanto Ricardina como
Diogo.

Visão Júnior, nº 149, outubro de 2016, pp. 54-55 (texto adaptado e com supressões)

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 2
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

1. Assinala com X, de 1.1. a 1.6., a opção que completa corretamente cada frase,
de acordo com o sentido do texto.

1.1. O Campeonato do Mundo de Pesca de Jovens teve lugar


A. em agosto, na localidade de Sorraia.
B. debaixo de uma ponte.
C. em setembro, em Coruche.
D. no mês de agosto, em Coruche.

1.2. Os atletas estão em silêncio, porque


A. são em grande quantidade.
B. são provenientes de países diferentes.
C. não querem afugentar os peixes.
D. ainda não se conhecem bem.

1.3. Uma das regras da pesca desportiva é


A. não deixar os peixes morrer.
B. deixar os peixes morrer.
C. pesar os peixes na água.
D. comer os peixes pescados.

1.4. Diogo dá a entender que a pesca não é um desporto calmo, já que


A. se sente relaxado a pescar.
B. fica nervoso enquanto espera pelos resultados.
C. sente adrenalina quando o peixe morde o anzol.
D. é o seu primeiro campeonato mundial.

1.5. A categoria de sub-14 do Campeonato do Mundo teve a duração de


A. 3 horas.
B. 6 horas.
C. 48 horas.
D. 3 dias seguidos.

1.6. Na expressão “bem precisam de uma sombrinha que os proteja do sol escaldante.”
(linhas 5-6), o pronome pessoal sublinhado refere-se a
A. “guarda-sóis”.
B. “pescadores”.
C. “margens”.
D. “Jovens”.

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 3
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

Texto B

Lê o texto. Em caso de necessidade, consulta o vocabulário apresentado.

País natal

Um sentimento de amor pátrio1 sobe no meu coração,


Em espírito demando2 o meu país natal,
E lembro aquela floresta africana,
Cheia de caça e de verdura;
5 Lembro as suas imensas árvores gigantes,
A folhagem verde ou amarela
Que nos perfuma.
Revejo a minha infância,
Vocabulário
Toda cheia de alegrias:
1
10 Eu corria pelo mato, pátrio – relativo à pátria, ao país onde se
nasce.
2
Espiava os animais selvagens, demando – procuro.

Sem medo;
E olhava os lavradores nos campos,
E, no mar, os pescadores,
15 Que lutavam contra o vento, para agarrar o peixe,
E que eu, atento, seguia com o olhar:
Como gostava de os ver no oceano
Domar as vagas, que lhes queriam virar as barcas!
(Ah!, bem me lembro, bem me lembro do meu país natal!)

António Baticã Ferreira, in Sophia de Mello Breyner Andresen (seleção),


Primeiro livro de poesia, 14ª ed., Porto, Porto Editora, 2015, p. 124

2. Identifica o sentimento que invade o sujeito poético.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3. Enumera os elementos que fazem parte das recordações do sujeito poético.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 4
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

4. Caracteriza a infância do sujeito poético.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

5. Explica, por palavras tuas, os seguintes versos: “E, no mar, os pescadores, / Que
lutavam contra o vento, para agarrar o peixe” (versos 14-15).
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

6. Explica a utilização dos parênteses no último verso do poema.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

7. Retira do poema um exemplo de anáfora.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

8. Faz a contagem das sílabas métricas do seguinte verso: “E lembro aquela floresta
africana” (verso 3).
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

GRUPO III

1. Completa com a forma do verbo entre parênteses, nos tempo e modo indicados.

a) Se o sujeito poético ____________ (poder – pretérito imperfeito do conjuntivo),


____________ (regressar – condicional) à sua terra natal.

b) Se a infância ____________ (voltar – futuro do conjuntivo), ____________ (trazer –


futuro do indicativo) com ela a alegria.

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 5
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

2. Preenche a tabela, agrupando por classes as palavras sublinhadas no verso seguinte.

“Um sentimento de amor pátrio sobe no meu coração” (verso 1)

a) Nomes b) Verbos c) Adjetivos d) Determinantes e) Preposições

3. Reescreve as frases seguintes, substituindo cada expressão sublinhada pelo


pronome pessoal adequado.

a) Os pescadores atiravam as redes.


________________________________________________________________

b) Os pescadores queriam agarrar o peixe.


________________________________________________________________

c) As vagas viravam a barca ao pescador.


________________________________________________________________

4. Transforma a seguinte frase ativa numa frase passiva.

O sujeito poético revê a infância.

___________________________________________________________________

5. Faz corresponder cada expressão sublinhada nas frases da coluna A à correta


função sintática na coluna B.

Coluna A Coluna B

A. Um sentimento de amor sobe no meu coração. 1. Sujeito

B. Eu observava os pescadores no oceano. 2. Complemento direto

C. Os pescadores estavam no mar. 3. Complemento indireto

D. Eu espiava os animais selvagens sem medo. 4. Complemento oblíquo

E. A folhagem perfuma-lhes a terra. 5. Modificador

F. Bem me lembro do meu país natal. 6. Predicativo do sujeito

A. _____ B. _____ C. _____ D. _____ E. _____ F. _____

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 6
PALAVRA PUXA PALAVRA 6 – TESTE DE AVALIAÇÃO

GRUPO IV

Reflete acerca da importância do país natal, tentando explicar como é importante


valorizar o país onde se nasce.
Escreve um texto de opinião, com um mínimo de 140 e um máximo de 200
palavras, acerca deste assunto.
Planifica o teu texto, registando três argumentos, sob a forma de tópicos, para
defenderes a tua opinião e respetivos exemplos.
Na escrita do texto, utiliza vocabulário relacionado com o assunto tratado e
organiza-o em três partes:
 introdução: apresentação do tema que irás desenvolver;
 desenvolvimento: apresentação de três argumentos que justifiquem a tua
opinião, acompanhados dos respetivos exemplos;
 conclusão: síntese dos aspetos principais abordados e reforço do teu ponto de
vista inicial.
No final, faz a revisão do teu texto, verificando:
 se respeitaste o tema proposto e o género indicado;
 se as partes estão devidamente ordenadas;
 se há repetições que possam ser evitadas;
 se usaste corretamente a pontuação.

______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________

©Edições ASA | 2017| Ema Sá Barros, Joana Faria, Raquel Matos, Silvina Fidalgo Página 7