Você está na página 1de 27

Ciclo estral – 18 a 24 dias – média 21 dias

Duração estro – 4 a 24 horas– média 18 horas


Ovulação – 30 horas após o início do cio
Fertilização no oviduto
Blastocisto no útero – 5º dia
Gestação – 279 a 295 dias
2 ou 3 ondas de crescimento folicular
 Maior diâmetro do folículo dominante e
corpo lúteo
Capacidade ovulatória
Espécie Diâmetro (mm)

Bos taurus > 10mm

Bos indicus entre 7 e 8,5mm

Bubalus bubalis entre 8,5 e 10mm


FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO DA FÊMEA
Ambiente

Nutrição
Estresse
Hipotálamo
GnRH

Hipófise

FSH LH
P4
Estrógeno

FL CL

Ovário
PGF2α
Pico da lactação (5 a 10 sem.) antes do pico de
consumo de MS (13 a 20 sem.)

Consumo inadequado de nutrientes

Balanço Energético Negativo

Produção de leite tem


preferência na
partição dos
nutrientes em relação
ao sistema
reprodutivo, que fica
prejudicado.
Nesse período o manejo nutricional afeta
decididamente a duração do intervalo entre
partos e o aparecimento do 1o cio fértil

Objetivo: maximizar o consumo nesse


período tentar diminuir o tempo e a
intensidade do BEN

BE = E consumida – Requerimento energético


(manutenção e leite)

Mobilização de reserva corporal


Influência da perda de ECC pós parto na taxa de
concepção ao 1o serviço
Gado de leite
Perda de 0,5  60%
Perda de 0,5 a 1,0  53%
Perda >1,0  17%
Butler e Smith (1989)
Suplementação para melhor o BE no início
da lactação e aumentar o desempenho
reprodutivo.
BEN -  concentrações de glicose, insulina
e IGF-1 no sangue
- pulsos de GnRH e LH  afetam a
foliculogênese, ovulação e produção de
esteróides – ovários císticos

Exato mecanismo que E


afeta secreção de GnRH e
LH é incerto, mas é
provável que os baixos
níveis de insulina, glicose e
IGF-1 atuam no processo.
BEN não influencia somente o período da 1a
ovulação, mas também viabilidade do oócito e
do corpo lúteo.
Folículo primordial  Folículo ovulatório
60 a 100 dias

Durante o BEN a maturação dos folículos pode
ser afetada pelas mudanças no metabolismo –
gerando mais atresia folicular, folículos pré-
ovulatórios menores, com oócitos pouco viáveis
e CL que produzem menos P4.

 concepção no pós parto, mesmo após o BEN


BEN – eixo reprodutivo
 Glicose,
insulina e
IGF-1
Hipotálamo
GnRH

 crescimento
Hipófise folicular e
ovulação

FSH LH
P4
Estrógeno

FL CL Anestro, >
intervalo entre
Ovário partos, 
PGF2α concepção
 Alta ingestão MS
 Alto fluxo hepático

 Baixo estrógeno e progesterona circulantes

 Baixa taxa concepção


 Muitos SERVIÇOS