Você está na página 1de 80

MusicBox 6

1
ÍNDICE MusicBox 6

Índice

Organização do Manual ................................................................................................................... 3

Metodologia ..................................................................................................................................... 13

Fichas de Avaliação .......................................................................................................................... 27

Ficha de Avaliação Diagnóstica ................................................................................................ 28

Fichas de Avaliação Global ....................................................................................................... 32

Fichas de Avaliação Formativa ................................................................................................. 42

Grelhas de Registo ........................................................................................................................... 47

Grelhas de Autoavaliação ................................................................................................................. 56

Soluções ........................................................................................................................................... 60

Soluções da Ficha de Avaliação Diagnóstica ............................................................................ 61

Soluções das Fichas de Avaliação Global ................................................................................. 62

Soluções das Fichas de Avaliação Formativa ............................................................................ 65

Soluções das Fichas do Caderno de Atividades ........................................................................ 66

Regras dos Jogos ............................................................................................................................... 76

2
MusicBox 6

Organização
do
Manual

3
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Organização do Manual
A Música integra-se na Educação Estética a que todo o cidadão deve ter acesso.
Constitui uma parte essencial de um currículo equilibrado em que as artes
aparecem na educação com os seus objetivos próprios e inconfundíveis,
face ao conjunto das disciplinas presentes.

Programa de Educação Musical

A Educação Musical no currículo do ensino básico, no contexto da formação artística, contribui para uma
formação holística do ser humano, promovendo a construção de competências artísticas, sociais e culturais e a
consolidação de outras competências.

Foi preocupação dos autores deste manual complementar a formação em Educação Musical dos alunos,
consciencializando-os para o aspeto artístico e científico da Música. Assim, o projeto MusicBox 6 propõe uma
gestão curricular adaptada às necessidades dos alunos, contemplando a atual conjuntura social, cultural e
tecnológica e permitindo as necessárias adaptações aos diferentes contextos educativos.

As competências a desenvolver foram pensadas de forma a abordar práticas artísticas diferenciadas em torno
de reportório eclético, adequado aos diferentes contextos onde se exerce a ação educativa, promovendo o
desenvolvimento da literacia musical.

O manual do aluno está dividido em três capítulos que, por sua vez, se dividem em unidades:

Capítulo I divide-se em duas unidades:


• na unidade 1 são propostas atividades para a consolidação de conhecimentos adquiridos no 5.º ano sobre os
conceitos de Ritmo, Altura, Organização da música e Elementos expressivos da música.
• na unidade 2 realizam-se atividades para o aprofundamento de conteúdos de Elementos espressivos da
música (diferentes agrupamentos musicais e fontes sonoras que os integram); de Altura (a nota Ré agudo); e de
Ritmo (figuras rítmicas, nomeadamente as semicolcheias e os ritmos pontuados).

Capítulo II divide-se em duas unidades:


• na unidade 3 são propostas atividades para o aprofundamento do conceito de Altura (a escala de Fá Maior,
a nota Si bemol, intervalos melódicos e harmónicos, acordes, monofonia e polifonia, escalas Maiores e menores,
modo Maior e menor); de Elementos expressivos da música (staccato e legato); e de Ritmo (síncopa,
monorritmia e polirritmia).
• na unidade 4 pressupõe-se a exploração de conteúdos de Organização da música (rondó); de Ritmo
(tercina) e de Altura (a escala de Sol natural, a nota Fá sustenido e as notas Mi e Si agudo).

Capítulo III é composto por uma unidade e pelo glossário:


• na unidade 5 são propostas atividades para um conhecimento mais alargado dos conceitos de Ritmo
(ritmos pontuados e compassos simples e compostos); de Altura (a nota Sol sustenido) e de exploração do
software Audacity.

O manual finaliza com um glossário.

4
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

CAPÍTULO I

Ritmo
• Compasso binário, ternário e quaternário
• Figuras rítmicas
UNIDADE 1

Altura
• Notas na pauta e na flauta
Organização da música
• Cânone
Elementos expressivos da música
• Dinâmica
• Andamento
Elementos expressivos da música
• Agrupamentos musicais
UNIDADE 2

• Instrumentos da orquestra
• A voz humana
Altura
• Nota Ré agudo
Ritmo
• Figura rítmica de semicolcheia
• Ritmos pontuados

CAPÍTULO II
Organização da música
• Cânone
Elementos expressivos da música
• Ligadura de expressão e de prolongação
• Staccato e legato
UNIDADE 3

Altura
• Nota Si bemol
• Intervalos melódicos, harmónicos e acordes
• Monofonia e polifonia
• Modos Maiores e menores
• Escalas, intervalos e acordes
Ritmo
• Síncopa
• Monorritmia e polirritmia
Organização da música
• Forma rondó
UNIDADE 4

Ritmo
• Célula rítmica de tercina
Altura
• Escala de Sol natural
• Nota Fá sustenido
• Nota Mi agudo (4.º espaço)
• Nota Si

CAPÍTULO III
UNIDADE 5

Ritmo
• Compasso binário simples
• Compasso binário simples e composto
Altura
• Nota Sol sustenido

5
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Paralelamente à aprendizagem progressiva dos conteúdos referentes aos conceitos indicados, os alunos
revisitarão sempre os conteúdos anteriormente abordados e alargarão também os seus conhecimentos em relação
a conteúdos musicais de aprendizagem oportuna no momento da realização das atividades.

Em cada unidade são propostas experiências pedagógicas e musicais diversificadas, partindo de reportório
variado, sendo os conteúdos abordados de forma progressiva com o objetivo do desenvolvimento do
conhecimento, pensamento e da literacia musicais.

As atividades propostas englobam os três domínios da experiência musical – interpretar, ouvir e compor
–, em torno de quatro organizadores de aprendizagem – Interpretação e Comunicação, Criação e
Experimentação, Perceção Sonora e Musical e Culturas Musicais nos Contextos.

Em resumo:

CAPÍTULO I CAPÍTULO II CAPÍTULO III

Unidades 1 e 2 Unidades 3 e 4 Unidade 5

Interpretar Ouvir Compor

Interpretação e Criação e Perceção Sonora e Culturas Musicais


Comunicação Experimentação Musical nos Contextos
As
unidades de ensino integradas nos diferentes capítulos têm maior ou menor desenvolvimento tendo em
consideração a sua dificuldade e, por isso, o tempo necessário para a sua aprendizagem por parte dos alunos.

Apresentaremos a seguir um gráfico que exprime sumária e claramente o tempo provável para a
aprendizagem dos conteúdos de cada unidade e o momento em que se prevê a realização de Fichas de Avaliação
Global.

6
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

N.º de aulas
Capítulos Unidades Fichas de Avaliação Global
indicativo

UNIDADE 1 8
I Ficha de Avaliação Global 1
UNIDADE 2 6

UNIDADE 3 8
II Ficha de Avaliação Global 2
UNIDADE 4 7

III UNIDADE 5 6 Ficha de Avaliação Global 3

No quadro anterior preveem-se trinta e cinco aulas no decorrer do ano letivo, incluindo aquelas em que serão
realizadas as Fichas de Avaliação Global.

No Livro do professor – Parte 2 encontram-se trinta e cinco planos de aula que serão apresentados de forma
esquemática, com a sequência das atividades da aula, o sumário, os conceitos/conteúdos, os recursos necessários
e a forma de avaliação dos alunos. Assim, serão apresentados planos de aula descritivos, com estratégias para
cada atividade, deixando ao critério do professor a sua utilização, tendo em conta os seus alunos e a sua
experiência.

Neste livro sugere-se uma Ficha de Avaliação Diagnóstica, a implementar na primeira aula, três Fichas de
Avaliação Global e as respetivas grelhas para o registo individualizado da avaliação. Existe um capítulo onde se
propõem algumas sugestões para a estratégia de ensino de diversas atividades, nomeadamente de canções, de
instrumentos, de realização de testes, entre outras. Por último, existem ainda grelhas de autoavaliação e as
soluções de todas as atividades do projeto.

7
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Recursos

O projeto MusicBox 6 integra diversos recursos que visam apoiar a prática letiva e, ao mesmo tempo, a
aprendizagem dos alunos.
É composto por:

1. Manual do professor integrado no do aluno


• Manual do aluno: concebido para ser utilizado em dupla página (livro aberto) apresenta os conteúdos
partindo do quotidiano e da experiência dos alunos e contém faixas áudio diversificadas, atuais e adequadas à
realidade musical dos alunos.
• Informação exclusiva do professor nas bandas laterais: são apresentadas sugestões metodológicas, os
recursos a utilizar e as soluções das atividades.

2. Caderno de atividades
• Composto por 31 fichas de trabalho que complementam o manual.

3. Caderno diário
• Caderno com pautas e com linhas para escrita.

4. Jogos de cartas
• Baralho de cartas de figuras rítmicas.
• Baralho de cartas de instrumentos.

5. Livro do professor (em duas partes)


• Parte 1: contendo indicações metodológicas, propostas de estratégias, Ficha de Avaliação Diagnóstica,
Fichas de Avaliação Globais, Avaliações Formativas, grelhas de observação e de autoavaliação e as soluções de
todas as atividades do projeto.
• Parte 2: apresenta planificações a longo e médio prazo e sugestões de planos de aula – 35 planos
elaborados aula a aula.

6. E-Manual Premium
• Em CD-ROM e na internet, é a versão digital do manual, enriquecida com centenas de recursos em
contexto.

7. CD áudio
•Centenas de faixas áudio de variadas tipologias para utilização em sala de aula (ver listagem dos áudios na
página seguinte).

8. Recursos áudio para o aluno


• Recursos áudio de apoio ao trabalho proposto no manual, disponíveis em www.raizeditora.pt.

9. Escola Virtual
• Acesso à totalidade dos recursos digitais do Banco de Recursos Interativos para Professores (BRIP).
• Ferramentas para organização profissional (avaliações, registos, relatórios).
• Acesso a 21 dicionários e ao conversor do Acordo Ortográfico.

8
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Faixas áudio do professor

Página do Compositor / Faixas do


Músicas
manual Intérprete professor
— Stronger Than Me – FAD Amy Whinehouse online, faixa 2
— O Bom, o Mau e o Vilão – FAD Ennio Morricone online, faixa 3
— Dança dos Cavaleiros do Bailado Romeu e Julieta – FAD Prokofiev online, faixa 4
— La Romanesca – FAD Fernando Sor online, faixa 5
— Caprichio espanhol op. 34 – FAD Rimsky-Korsakof online, faixa 6
— Tanto Mar – FAD Chico Buarque online, faixa 7
— Ballet Suite n.º 2 – FAD Shostakovich online, faixa 8
— O Baile dos Cavaleiros do Bailado Romeu e Julieta – FAD Prokofiev online, faixa 9
— Quebra Nozes – FAD Tchaikovsky online, faixa 10
— Tanto Mar – FAD Chico Buarque online, faixa 11
10 Vou Ser Alguém Maria Clementina CD 1, faixas 1 a 6
13 Ditado rítmico – FAF 1 CD 1, faixas 7 a 10
14 Live Is Life Opus CD 1, faixas 11 a 16
16 Duetto CD 1, faixas 17 a 20
17 The Stars and Stripes Forever J. P. Sousa CD 1, faixa 21
17 Gayane Suite n.º 1, Dança do Sabre J. P. Sousa CD 1, faixa 22
17 Dança Macabra Camille Saint-Saëns CD 1, faixa 23
17 The Pirate’s Bride Sting CD 1, faixa 24
17 Cry Baby Madonna CD 1, faixa 25
17 O Bom, o Mau e o Vilão Ennio Morricone CD 1, faixa 26
17 Bolero – FAF 2 Ravel CD 1, faixa 27
17 Back to Black – FAF 2 Amy Whinehouse CD 1, faixa 28
17 True Heroes – FAF 2 James Horner CD 1, faixa 29
17 A Banda – FAF 2 Chico Buarque CD 1, faixa 30
17 Ditado melódico – FAF 2 CD 1, faixas 31 e 32
18 Si Si Si CD 1, faixas 33 a 35
19 Concerto para clarinete em Lá M – II Andamento Mozart CD 1, faixa 36
19 Primavera – I Andamento Vivaldi CD 1, faixa 37
19 William Tell Rossini CD 1, faixa 38
19 O Voo do Moscardo Rimsky-Korsakov CD 1, faixa 39
19 Ária em Ré Maior BWV 1068 – FAF 3 J. S. Bach CD 1, faixa 40
19 American Patrol – FAF 3 Glenn Miller CD 1, faixa 41
19 Sinfonia n.º 4 – IV Andamento – FAF 3 Mendelssohn CD 1, faixa 42
20 Dança Macabra Camille Saint-Saëns CD 1, faixa 43

9
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Página do Compositor / Faixas do


Músicas
manual Intérprete professor
20 Quarteto de cordas em Dó M, op. 59 Beethoven CD 1, faixa 44
20 The Stars and Stripes Forever John Phillip Sousa CD 1, faixa 45
21 Charlie Big Potato Skunk Anansie CD 1, faixa 46
21 Aleluia Haendel CD 1, faixa 47
21 Festa da Música Tupiniquim Gabriel, o Pensador CD 1, faixa 48
Instrumentos da orquestra: violino, viola d’arco, violoncelo, contrabaixo e
22 CD 1, faixa 49
harpa
22 Instrumentos da orquestra: flauta, clarinete, oboé e fagote CD 1, faixa 50
23 Instrumentos da orquestra: trompete, trompa, trombone e tuba CD 1, faixa 51
23 Instrumentos da orquestra: triângulo, pratos de choque e xilofone CD 1, faixa 52
23 Instrumentos da orquestra: timbale, bombo e tarola ou caixa de rufo CD 1, faixa 53
25 Dança Macabra Camille Saint-Saëns CD 1, faixas 54 a 56
27 São Martinho Paulo Ferreira CD 1, faixa 57 a 59
28 Sinnerman Anónimo CD 1, faixas 60 a 65
30 Ave Maria Kiri Te Kanawa CD 1, faixa 66
30 Bad Romance Lady Gaga CD 1, faixa 67
31 Nessun Dorma Luciano Pavarotti CD 1, faixa 68
31 Old Man River Paul Robeson CD 1, faixa 69
32 Aleluia Haendel CD 2, faixa 1
33 Divertimento em Mib M – FAF 4 Mozart CD 2, faixa 2
33 Quinteto para sopros de madeira e trompa – FAF 4 Carl Nielsen CD 2, faixa 3
33 Summertime – FAF 4 Gershwin CD 2, faixa 4
33 Violoncelo – FAF 4 CD 2, faixa 5
33 Gymnopedie – FAF 4 Eric Satie CD 2, faixa 6
33 Flauta – FAF 4 Debussy CD 2, faixa 7
34 O Bom, o Mau e o Vilão Ennio Morricone CD 2, faixas 8 a 12
Richard Rodgers e
36 Blue Moon CD 2, faixas 13 a 17
Lorenz Hart
38 Ya Vienen los Reyes Magos CD 2, faixas 18 e 19
39 Ditado rítmico – FAF 5 CD 2, faixas 20 a 23
42 Dona Nobis Pacem Mozart CD 2, faixas 24 a 26
45 Pange Lingua Gloriosi Anónimo CD 2, faixa 27
45 Gustate et Videte CD 2, faixa 28
45 Ductia Birundum CD 2, faixa 29
45 Avé Maria Pedro de Cristo CD 2, faixa 30

10
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Página do Compositor / Faixas do


Músicas
manual Intérprete professor
45 Intervalos, acordes e monofonia e polifonia – FAF 6 Beethoven CD 2, faixas 31 a 38
46 Rhythm and Syncopation CD 2, faixas 39 a 41
47 Hey, Soul Sister Train CD 2, faixas 42 a 45
48 Polirritmando CD 2, faixas 46 a 48
49 Ritmo africano CD 2, faixa 49
49 Improvisação em tarola CD 2, faixa 50
49 Ngando CD 2, faixa 51
49 Mangwene Mpulele Harry Belafonte CD 2, faixa 52
49 Camptown Races Stephen Foster CD 2, faixa 53
49 Atividade de composição CD 2, faixa 54
50 Canzonetta Mendelssohn CD 2, faixa 55 a 57
51 Ronde Tielman Susato CD 2, faixa 58
51 Chumbara CD 2, faixa 59
51 O Cisne Camille Saint-Saëns CD 2, faixa 60
51 5.ª Sinfonia Gustav Mahler CD 2, faixa 61
52 O Bosque dos Elfos Carlos Carlos CD 2, faixas 62 e 63
CD 2 e 3, faixas 64 e 65
53 Modos Maiores e menores, monoritmia e polirritmia – FAF 7
e1a5
54 You Are My Sunshine Oliver Hood CD 3, faixas 6 a 8
55 A Dança do Cafuné CD 3, faixas 9 a 11
56 Rondó – Suite Abdelazer Henry Purcell CD 3, faixas 12 e 13
57 Rondozição CD 3, faixa 14
58 Sail Awolnation CD 3, faixas 15 a 19
59 Padrões rítmicos e compassos – FAF 8 CD 3, faixas 20 a 24
60 Tanana, Naj, Naj CD 3, faixas 25 a 27
61 Escalas – FAF 9 CD 3, faixas 28 a 30
62 La Donna È Mobile Verdi CD 3, faixas 31 a 34
63 Ditado melódico visual – FAF 10 CD 3, faixas 35 e 36
66 O Inventor Heróis do Mar CD 3, faixas 37 a 40
68 Vejam Bem José Afonso CD 3, faixas 41 a 44
69 Sinfonia n.º 1 em Dó Maior op. 68 Brahms CD 3, faixa 45
69 As Ruínas de Atenas Beethoven CD 3, faixa 46
69 Sonata para violino em Lá Maior op. 5 n.º 9 Corelli CD 3, faixa 47
69 Greensleeves CD 3, faixa 48
70 Conquest of Paradise Vangelis CD 3, faixas 49 a 52
CD 3, faixas 53 a 55 e
71 Compassos simples e compostos – FAF 11
online, faixa 1

11
ORGANIZAÇÃO DO MANUAL MusicBox 6

Página do Compositor / Faixas do


Músicas
manual Intérprete professor
— 5.ª Sinfonia – FAG 1 Beethoven online, faixa 12
— Hanky Panky – FAG 1 Madonna online, faixa 13
— Contrabaixo, violino, violoncelo e harpa – FAG 1 online, faixa 14
— Flauta, oboé, trompete e fagote – FAG 1 online, faixa 15
— Timbales, caixa de rufo, sinos e pratos de choque – FAG 1 online, faixa 16
— Dança do Sabre – FAG 1 Khachaturian online, faixa 17
— La Donna È Mobile – FAG 1 Verdi online, faixa 18
— Tico Tico no Fuba – FAG 1 Carmen Miranda online, faixa 19
— English Man in New York – FAG 1 Sting online, faixa 20
— Ditado melódico – FAG 1 online, faixas 21 a 24
— Ditado rítmico – FAG 1 online, faixas 25 a 28
— Intervalos e acordes – FAG 2 online, faixas 29 a 32
— Modos – FAG 2 online, faixas 33 a 35
— Monofonia e polifonia – FAG 2 online, faixas 36 a 38
— Monorritimia e polirritmia – FAG 2 online, faixas 39 a 41
— Compassos – FAG 2 online, faixas 42 a 44
— Ditado melódico – FAG 2 online, faixas 45 a 47
— Ditado rítmico – FAG 2 online, faixas 48 a 50
— Modos – FAG 3 online, faixas 51 a 53
— Acordes – FAG 3 online, faixas 54 a 56
— Ritmos – FAG 3 online, faixas 57 a 59
— Compassos – FAG 3 online, faixas 60 a 62
— Ditado melódico – FAG 3 online, faixas 63 a 65
— Ditado rítmico – FAG 3 online, faixas 66 a 68
— Formas – FAG 3 online, faixas 69 e 70

Legenda:
FAD – Ficha de Avaliação Diagnóstica
FAF – Ficha de Avaliação Formativa
FAG – Ficha de Avaliação Global

12
Metodologia

13
METODOLOGIA MusicBox 6

Metodologia

Através da sua organização, o projeto MusicBox 6 contempla os quatro organizadores de aprendizagem –


Interpretação e Comunicação, Criação e Experimentação, Perceção Sonora e Musical e Culturas Musicais nos
Contextos – integrando os três domínios da experiência musical: interpretar, ouvir e compor.

Estes organizadores são trabalhados de forma integrada e global, com vista à apropriação de conteúdos,
conceitos, vocabulário e terminologias musicais, bem como ao desenvolvimento da prática vocal e instrumental.

A metodologia adotada e as estratégias sugeridas têm por base os princípios de Carl Orff:
• primeiro o corpo e depois os instrumentos;
• primeiro simples e depois complexo;
• primeiro oral e depois escrito;
• primeiro experimentar e depois o conceito;
• primeiro em grupo e depois individualmente;
• primeiro imitar e depois criar.

Avaliação

O projeto MusicBox 6 propõe uma avaliação assente em instrumentos variados, avaliando em simultâneo o
processo de aprendizagem do aluno e a eficácia do processo de ensino, permitindo a (re)orientação da
intervenção pedagógica e a tomada de decisões, bem como a adequação da intervenção educativa às capacidades
e necessidades do aluno e do contexto educativo.

A recolha de dados relativos à aquisição de conhecimentos e ao desenvolvimento de objetivos e atitudes dos


alunos assume, assim, um carácter sistemático e contínuo, sendo efetuada através dos seguintes instrumentos:
• registos de observação;
• trabalhos individuais ou em grupo;
• fichas de avaliação formativas e globais;
• fichas de trabalho autónomo e de autoavaliação.

14
METODOLOGIA MusicBox 6

Propostas de Estratégias

Como ensinar uma canção?


1.º Ouvir a canção na sua globalidade, cantada e tocada com acompanhamento harmónico, através do CD
áudio de apoio ao manual ou interpretada pelo professor.

Canções com dificuldades de ritmo/texto

2.º O professor diz excertos do texto, com o ritmo da melodia, mas com diferentes registos de voz, dinâmicas
e andamentos, num jogo lúdico, em que os alunos devem reproduzir do mesmo modo, em eco.

3.º O professor reproduz o texto com o ritmo da melodia, por frases que devem corresponder às frases da
canção e os alunos reproduzem.

4.º O professor canta a canção por frases e os alunos repetem.

5.º O professor vai juntando as frases gradualmente e os alunos reproduzem-nas.

6.º O professor canta a canção e os alunos repetem-na.

7.º Os alunos cantam a canção com acompanhamento harmónico, através do CD de apoio ao manual ou
interpretado pelo professor.

Canções sem dificuldades de ritmo/texto

Depois do 1.º passo, indicado anteriormente, segue-se de imediato para o 4.º passo.

Canções com acompanhamento rítmico/instrumental/corporal (altura indefinida)

Ensinar a canção seguindo uma das estratégias indicadas conforme a dificuldade da mesma.
1 - Se for utilizado como acompanhamento rítmico apenas um timbre corporal ou só um instrumento.

1.º Os alunos reproduzem o ritmo batido pelo professor até conseguirem realizá-lo autonomamente.

2.º Com a turma dividida em dois grupos, um deles interpreta o ritmo e o outro canta a canção.

3.º Os grupos trocam na interpretação.

4.º Se o ritmo for tocado por um instrumento deve ser sempre preparado através dos três passos anteriores,
tendo em atenção a forma correta de o tocar.

5.º Todos cantam a canção realizando simultaneamente o ritmo.

NOTA: No primeiro passo o ritmo é batido com um timbre corporal e só depois, no quarto passo, é que
tocam com o instrumento.

15
METODOLOGIA MusicBox 6

2 - Se o acompanhamento rítmico for instrumental e tocado sequencialmente por diferentes


instrumentos.
1.º Os alunos reproduzem o ritmo batido pelo professor, em diferentes níveis do corpo, correspondendo cada
um destes a um instrumento.

2.º Depois de dominada a interpretação rítmica pode levar os alunos a cantar a canção enquanto batem o
ritmo.
3.º Quando todos os alunos conseguirem cantar a canção e, em simultâneo, baterem o ritmo corporalmente,
divide-se a turma em tantos grupos quantos os níveis corporais/instrumentos, batendo cada grupo um dos níveis,
sendo mais fácil de orientar os alunos se os grupos estiverem organizados na sequência do ritmo.
4.º Substituir gradualmente os níveis corporais pelos instrumentos. No exemplo acima apresentado, poder-se-
á seguir a ordem do ritmo: iniciar com o tamborim, depois as clavas e, por fim, o triângulo.

Canções com acompanhamento harmónico e rítmico (altura definida)


Ensinar a canção seguindo uma das estratégias indicadas conforme a dificuldade da mesma.
1.º Os alunos, de modo análogo ao das canções acompanhadas com instrumentos de altura indefinida, devem
fazer a sua preparação para acompanhamento em instrumentos de lâminas, usando o seu próprio corpo como
recurso.
Se o que se pretende é tocar dois sons simultâneos, eles devem ser preparados, usando as duas mãos e o
espaço à sua frente ou as duas pernas como “lâminas”.
Se forem tocar sons sucessivos, as mãos devem ser usadas alternadamente para que a preparação
corresponda ao que efetivamente se vai tocar.
Se forem mais de quatro notas diferentes ter-se-á que utilizar o espaço vazio (lâminas imaginárias) ou um
desenho das mesmas. Esta última hipótese será mesmo a mais útil visto que, quando não há instrumentos para todos
os alunos, será uma forma de se desenvolverem as competências de interpretação instrumental nos instrumentos de
lâminas, o que facilitará a interpretação posterior de qualquer acompanhamento.
O professor deverá tocar/movimentar sempre em espelho para os alunos. Os seus movimentos devem, deste
modo, ser ao contrário do que seria para ele natural: a esquerda passa a ser a direita e vice-versa. Só assim
ajudará os alunos que, nestas idades, e segundo Brunner, privilegiam a visão como veículo principal de
aprendizagem, pois imitam os gestos do professor.

16
METODOLOGIA MusicBox 6

Como ensinar a ler células rítmicas, ritmos e melodias?


Para lerem uma melodia os alunos têm que ultrapassar previamente as dificuldades rítmicas. Assim, devem
ler células rítmicas que vão integrar padrões rítmicos no compasso da melodia e que fazem parte do seu próprio
ritmo.

Como ler células rítmicas?

O professor escreve no quadro as células rítmicas a ler. Cada célula pode ser lida uma, duas ou mais vezes,
mas o professor deve ter o cuidado de a integrar num compasso (aquele que vai depois ser usado nos ritmos e
melodias).

As células rítmicas devem ser orientadas pelo professor, pela seguinte forma progressiva de dificuldade:

1.º Apontar para cada uma das células as vezes que deseja que ela seja lida pelos alunos, mas indicando ao
mesmo tempo o ritmo de cada figura.

2.º Apontar para cada uma das células as vezes que deseja que ela seja lida pelos alunos, mas batendo ao
mesmo tempo a pulsação enquanto os alunos leem o ritmo.

3.º Apontar para as células, enquanto os alunos devem bater a pulsação e ler a célula indicada. O professor
deve também bater a pulsação.

4.º O professor mostra as células (sentindo sempre a pulsação e o compasso) e os alunos leem o ritmo.

NOTA: As três primeiras fases podem ser realizadas numa mesma aula mas a quarta fase só deverá ser feita
quando os alunos já não precisarem de ser iniciados com a primeira fase e conseguirem ler as células à
primeira vista só com o apoio da pulsação.

5.º Quando os alunos lerem com facilidade as células rítmicas com os seus vocábulos e instrumentos poderão
ser divididos em tantos grupos quanto o número de células rítmicas, lendo cada grupo uma das células. Deste
modo poder-se-á juntar dois ou mais grupos numa leitura vocal ou instrumental, o que lhes dará prazer e levará a
desenvolver o conceito dos valores relativos das figuras rítmicas.

NOTA: Por vezes, a melodia que se vai estudar não tem grandes dificuldades rítmicas pelo que é possível
passar imediatamente da fase de preparação de leitura de células rítmicas para a leitura do ritmo da melodia.

17
METODOLOGIA MusicBox 6

Como ler padrões rítmicos?

Poderá usar a seguinte sequência na leitura vocal de células rítmicas e padrões rítmicos:

1.º Leitura com os vocábulos rítmicos enquanto o professor vai apontando o ritmo.

NOTA: Se os alunos tiverem alguma dificuldade pode ajudá-los batendo com eles o ritmo por baixo de cada
figura rítmica que está a ser lida. Depois, numa segunda fase, para os tornar cada vez mais autónomos, deve
apontar apenas a pulsação na figura rítmica que lhe corresponde e, numa terceira fase, apenas deve indicar o
ritmo a ler enquanto os alunos seguem a leitura. O que se pretende é que, gradualmente, os alunos sejam
autónomos e consigam, sem a ajuda do professor, interpretar os ritmos das melodias e os das suas
composições.

É preciso notar que “os alunos só sabem o que são capazes de fazer sem a ajuda do professor”.

2.º Leitura com os vocábulos batendo a pulsação.

3.º Leitura com os vocábulos batendo o ritmo.

4.º Leitura do ritmo batendo-o com timbres corporais.

5.º Leitura do ritmo tocando-o num instrumento, caso seja necessário.

NOTA: Se o ritmo for para ser lido por mais de uma fonte sonora ler o ponto “Canções com
acompanhamento rítmico/instrumental/corporal (altura indefinida)” na página 15.

6.º Depois dos alunos terem estudado cada ritmo poderá ser feito um trabalho rítmico lúdico em que, não só
reforçam a aprendizagem como desenvolvem a atenção, concentração, reflexos e integração em grupo. Com a
turma dividida em tantos grupos quantos os padrões rítmicos, os alunos leem o seu padrão sempre que o
professor o aponta.
7.º Numa fase mais adiantada os grupos podem realizar simultaneamente o seu padrão rítmico com os dos
outros grupos (polirritmia), bastando para isso que o professor aponte para mais do que um padrão rítmico ao
mesmo tempo.

18
METODOLOGIA MusicBox 6

Como ler melodias?

1.º Os alunos leem o ritmo da melodia com os vocábulos correspondentes às figuras rítmicas respetivas.

2.º Leem o ritmo com os nomes das notas.

3.º Entoam a escala (ou os sons que conhecem) com que a melodia foi construída, fazendo simultaneamente
um gesto por relatividade (a altura corresponde à posição da mão mais acima e mais abaixo conforme o som é
mais agudo ou mais grave) ou por absoluto (fonomímica de Kodaly em que cada grau da escala tem uma posição
fixa da mão).

4.º Preparam-se para entoar a melodia de uma das formas seguintes:

a) O professor apresenta no quadro uma pauta com a melodia escrita. Usando um determinado ritmo, de
preferência o que integra a melodia a ler, aponta a posição nas linhas e nos espaços onde as notas se
escrevem, entre três a cinco notas, de um ou dois compassos da melodia. O professor canta o primeiro som
com o nome da nota e, enquanto aponta, os alunos devem, interiormente, cantar e memorizar a sequência
melódico-rítmica. Em seguida cantam a sequência sonora. O professor deverá tomar atenção à relação entre
o movimento sonoro e as notas entoadas pelos alunos. Por este processo os alunos tomarão gradualmente
consciência da relação notas/som/movimento sonoro.

b) Esta estratégia pode-se aplicar, mesmo sem haver notas escritas, como treino de leitura, só com as linhas
da pauta, e com uma nota móvel feita em cartolina, tendo a haste uma cor neutra e o corpo uma cor viva, em
evidência. O professor vai percorrendo, da esquerda para a direita, as diferentes posições das notas que os
alunos já conhecem, devendo estes cantá-las com o seu nome. As correções devem ser feitas sempre que se
torne necessário.

5.º Leem a melodia entoando-a com o ritmo correto.

6.º Tocam a melodia nos instrumentos de altura definida: flauta de bisel, instrumentos de lâminas ou noutros
em que estão a ser iniciados.

19
METODOLOGIA MusicBox 6

Como ensinar a tocar nas lâminas e na flauta?

Como tocar nos instrumentos de lâminas?

Há, no que respeita aos instrumentos de lâminas, três pontos essenciais a que todos nós, professores,
devemos obedecer:

1.º Ensinar tudo a todos.

Todas as partes essenciais a realizar pelos instrumentos devem ser do conhecimento de todos os alunos, por
duas razões: mantêm-se os alunos interessados e ocupados, em permanente desenvolvimento, e, numa aula futura,
podem mudar-se os intérpretes que a partitura permanece realizável sem necessidade de preparação intensiva.
Quando não há instrumentos para todos, tal como se disse atrás, é muito vantajoso o desenho das lâminas do
instrumento numa folha de cartolina para os alunos simularem que estão a tocar.

2.º Atribuir o instrumento ao aluno “certo”.

O instrumento deverá ser atribuído ao aluno depois de o professor constatar que ele consegue, no momento
da preparação, realizar individualmente a sua tarefa com empenhamento. Isto não quer dizer que esse aluno seja o
que toca melhor.

NOTA: A distribuição dos instrumentos deverá ser sempre rotativa. Para cada aula deste tipo deve haver um
grupo de intérpretes que terá por tarefa a realização instrumental das partituras. O que se pretende quando se
aconselha a entregar ao aluno “certo” é que, desse grupo, se atribua o instrumento ao aluno que se mostrou
mais apto a realizar a tarefa.

Devem distribuir-se as diferentes partes da partitura, em função da sua dificuldade e das capacidades de cada
aluno. Quando se procede assim, o professor consegue realizar a peça e todos os alunos, tanto os que tocam como
os que só cantam, sentem-se realizados. Quando a interpretação de uma das partes não funciona acertadamente
não só há uma frustração da parte do aluno, como da turma e do próprio professor, pois não viram os seus
objetivos alcançados.

3.º Fazer a preparação de cada parte, funcionando como um espelho dos alunos.

Só depois de estarem preparados é que os alunos podem tocar nos instrumentos respetivos.
As melodias devem ser tocadas alternando as mãos, no espaço ou nas lâminas de cartolina, mais à direita ou
mais à esquerda consoante o som é mais agudo ou mais grave. O professor faz de espelho dos alunos usando
precisamente as mãos inversas. Por vezes, no início da aprendizagem, os alunos quando repetem uma nota podem
usar a mesma mão. Por exemplo, para tocar o Dó 4 e o Lá 3, devem tocar com a mão direita o Dó e com a mão
esquerda o Lá. Nunca se deve deixar tocar melodias apenas com uma mão ou só com uma baqueta.

20
METODOLOGIA MusicBox 6

Quando se toca uma melodia com duas frases que se repetem deve-se começar cada uma com a mesma mão.
Para clarificar a explicação anterior segue o exemplo na partitura em baixo onde as hastes para cima
correspondem à mão direita e as hastes para baixo correspondem à mão esquerda.

Os sons simultâneos devem ser preparados com as duas mãos ao mesmo tempo, caso se trate de bordões que
se repetem com as mesmas notas. Se as notas alteram, será aconselhável preparar cada uma das mãos em
separado, juntando-as mais tarde.

Por exemplo:

Os alunos executam o movimento da baqueta no espaço com a mão esquerda e com o ritmo respetivo,
cantando o nome das notas Ré, Ré. Ao passarem para a nota Dó, a mão deve deslocar-se um pouco para a
esquerda. Os alunos cantam Dó, Dó, retomando a posição anterior quando volta a Ré. Depois de preparada a mão
esquerda os alunos devem repetir tocando no instrumento.

Seguidamente, por processo semelhante, preparam a mão direita, seguindo a estratégia anteriormente
sugerida. Só agora devem juntar as duas mãos para tocar o acompanhamento.

Quando a música é executada com diversos acompanhamentos, estes devem ser preparados isoladamente
para depois serem integrados “por adição”. Entende-se com este conceito o seguinte processo:

a) Um acompanhamento.

b) Juntar o primeiro acompanhamento ao segundo e assim sucessivamente. A sequência de entrada


dependerá das partituras e dos acompanhamentos que a integram.

Pode começar-se pela própria melodia e ir juntando os diferentes acompanhamentos “por adição”, ou
começar por baixo, ir juntando os outros acompanhamentos e terminar na melodia principal.
A sequência terá de ser definida pelo próprio professor e a prática ditará a forma que melhor se ajusta a si e
aos seus alunos.

21
METODOLOGIA MusicBox 6

Como tocar na flauta de bisel?

Desde há alguns anos que a flauta de bisel é considerada um instrumento essencial nas salas de aula de
Educação Musical do 2.º Ciclo. É através dela que os alunos concretizam muitos dos conteúdos musicais que vão
aprendendo, tal como a escrita musical.

A flauta é um instrumento pessoal, de afinação fixa, transportável e com um registo próximo das vozes dos
alunos, sendo também de fácil ensino a grandes grupos. É um instrumento bastante acessível aos alunos,
permitindo, assim, cumprir um dos objetivos do 2.º Ciclo do Ensino Básico: tocar pelo menos um instrumento
musical. Para isso, cada aluno deverá ter a sua flauta de modo a que seja possível a extensão da sua aprendizagem
para além da sala de aula. Como a flauta exige uma motricidade fina apurada e algum treino, os alunos deverão
executar em casa os exercícios pedidos pelo professor, pois só deste modo poderá haver progresso na
aprendizagem. Os instrumentos de lâminas são de mais fácil execução, o que permite a sua aprendizagem e
desenvolvimento na sala de aula.

Para se ensinar a tocar flauta é importantíssimo ter em atenção o seguinte:

a) A posição corporal dos alunos: costas direitas, pés apoiados no chão, cotovelos não apoiados nas mesas e
a flauta fazendo um ângulo de 45º com o tórax;

b) A posição dos dedos e das mãos na flauta: a dedilhação correta, a mão esquerda e a direita corretamente
posicionadas (alguns alunos têm tendência para tocar em espelho trocando, assim, a posição das mãos);

c) A qualidade sonora deve, desde o início, ser exigida aos alunos, através da respiração e da articulação
(dedos e uso da língua).

Para se ensinar os alunos a tocar flauta é importante que a aprendizagem seja feita gradualmente: começar
apenas por duas notas (Dó agudo e Lá) ou (Sol e Mi) e apenas quando houver um bom domínio na execução
destas notas é que deverão ser ensinadas melodias para a sua aplicação.

O professor deve ter consciência de que cada nota nova que ensina é como voltar ao início; deverá levar os
alunos a treiná-la combinando-a com as que já conhecem. Os alunos irão ganhando gradualmente destreza no
instrumento e ao mesmo tempo o domínio das notas e da leitura.

Para os alunos tocarem corretamente uma melodia sugere-se a seguinte estratégia:

1.º Cantar a melodia com o nome das notas, sabê-la de cor ou lê-la na pauta.

2.º Cantar a melodia com o nome das notas enquanto fazem a dedilhação dessas mesmas notas com a flauta
encostada ao queixo.

3.º Ouvir e ver o professor a tocar essa melodia.


4.º Tocar a melodia na flauta.

22
METODOLOGIA MusicBox 6

Quando aqui se fala de melodia não significa que tenha de ser uma melodia completa. Por exemplo, na
melodia seguinte poder-se-á utilizar esta estratégia:

Nesta melodia apenas o 1.º compasso oferece alguma dificuldade pelo que:

1.º O professor canta toda a melodia.

2.º As notas do 1.º compasso são cantadas pelo professor e os alunos reproduzem-nas várias vezes
observando-as na partitura até as fixarem.

3.º O professor faz a posição das quatro primeiras notas cantando-as, sendo depois imitado pelos alunos.

4.º O professor toca essas mesmas notas e os alunos reproduzem-nas.

5.º O professor faz a posição das outras três notas do compasso cantando-as e os alunos imitam.

6.º Essas mesmas notas devem ser tocadas pelo professor e os alunos reproduzem-nas.

7.º O professor toca o 1.º compasso e os alunos reproduzem-no.

Nos 2.º, 3.º e 4.º compassos, por serem mais fáceis de ler, pode ser pedida a leitura entoada pelos alunos,
compasso a compasso, que cantam com os nomes das notas fazendo as posições dos dedos na flauta.
Quando houver a certeza de que conseguem cantar com o posicionamento dos dedos de forma correta, dever-
se-á levar os alunos a tocar, compasso a compasso, juntando o 2.º ao 1.º, depois o 3.º ao 2.º e ao 1.º e assim
sucessivamente até tocarem toda a melodia através do processo de adição.

A estratégia de ensino depende sempre das partituras, da sua dificuldade e do desenvolvimento dos alunos.
NOTA: Os alunos podem, com a ajuda do professor, imitar a posição dos dedos nos primeiros passos da
aprendizagem das notas, mas é importantíssimo que o professor não se esqueça de que os alunos têm de ser
autónomos. Desta forma, os alunos devem tocar sem ver a posição dos dedos do professor na flauta. Devem
também, gradualmente, dominar a leitura de modo a serem efetivamente independentes para poderem dizer
que sabem tocar flauta. Enquanto imitarem o professor, não se pode dizer que saibam tocar e por não se
sentirem seguros não estudarão, em casa, as músicas.

23
METODOLOGIA MusicBox 6

Como implementar as Fichas de Avaliação Globais?


O professor deve avisar previamente que, na parte auditiva, cada excerto será repetido apenas um
determinado número de vezes, definido por ele próprio, tendo em conta o próprio excerto e o desenvolvimento
dos alunos.

NOTA: Não se deve repetir mais vezes do que as definidas. Esta atitude obriga a que todos os alunos estejam
atentos desde o início do teste.

1.º Observar, com os alunos, as partes que compõem a Ficha de Avaliação Global: parte auditiva e parte
teórica.

2.º Focar na parte auditiva, pois deve ser a primeira a ser realizada, e dividir essa parte pelos conceitos que a
compõem.

3.º Ler as perguntas, explicar o que se pede e verificar se perceberam o que se pretende com cada uma delas,
esclarecendo quem tem dúvidas.

4.º Realizar essa parte da ficha sem interrupções.

5.º Seguidamente fazer o mesmo para os outros conceitos.

NOTA: As partes auditivas devem ser sempre realizadas primeiro, visto que na parte teórica cada aluno terá
o seu próprio ritmo.

6.º Continuar a ficha dentro da mesma estratégia.


7.º A parte teórica deve ser também vista pelo professor com os alunos para que este tire dúvidas sobre o que
se pretende, antes da sua realização.

24
METODOLOGIA MusicBox 6

Como detetar frases melódicas?

Com movimento dos braços

1.º Os alunos colocam o braço direito fletido para a esquerda com a mão em frente do seu ombro esquerdo.
Enquanto cantam ou ouvem a primeira frase da melodia movem o braço em semicírculo para a direita terminando
o movimento no fim da frase. Ao iniciar a segunda frase, fazem um movimento idêntico com o braço esquerdo
respeitando as mesmas posições e a duração da frase.

2.º Com movimentos balanceados, para a frente e para trás, de um dos braços coincidentes com a pulsação,
vão indicando cada frase com os dedos, um de cada vez, sendo o polegar o do início da primeira frase, o
indicador para a segunda e assim sucessivamente até ao termo da melodia.

Com a exibição de cartões de cor

1.º O professor atribui a cada aluno cartões de cores diferentes que serão associados a frases diferentes.
Pode-se entregar mais cores para que, à partida, os alunos não saibam o número de frases diferentes que existem.

2.º Se pretendermos que os alunos identifiquem o número de frases e também as que contrastam ou se
repetem, estes, numa primeira audição da música, identificarão o número de frases utilizando um dos processos,
anteriormente referidos. Em seguida, numa segunda audição, terão de descobrir as frases que se repetem ou
contrastam exibindo os cartões, associando cores iguais para frases que se repetem e cores diferentes para frases
que contrastam. Por exemplo: frase a, cor vermelha, frase b, cor verde. Se a organização das frases é abab os
alunos exibirão duas vezes, pela ordem respetiva, os cartões vermelho e verde.

Há muitas outras estratégias que podem ser seguidas no desenvolvimento do conceito de frase musical e sua
identificação. Os alunos podem, por exemplo, ser colocados em roda e, de mãos dadas, mover-se-ão para a direita
na primeira frase e para a esquerda na segunda, associando frases iguais a movimentos iguais e frases diferentes a
movimentos diferentes.

25
METODOLOGIA MusicBox 6

Como detetar secções de obras musicais?


Para que o professor verifique se os alunos identificam secções que se repetem ou contrastam poderá usar
diferentes posições do corpo ou movimentos para cada secção.

A secção A pode ser, por exemplo, ouvida de pé enquanto a secção B pode ser ouvida com os alunos
sentados.

As secções podem ser distribuídas por dois grupos diferentes de alunos. Ao ouvir-se a secção A levantam-se
os alunos do grupo A e ao ouvir-se a secção B levantam-se os alunos do grupo B. Este trabalho pode ser feito
com a simultaneidade da identificação das frases do tema se elas forem de fácil reconhecimento.

Poder-se-á também utilizar cartões de cor diferente para secções diferentes, identificando nos cartões as
secções correspondentes para não haver confusão com as frases musicais de um tema ou canção. As frases
identificam-se com letras minúsculas enquanto as secções são um todo, globais, e identificam-se com letras
maiúsculas.

Por exemplo, na secção A, tema principal da abertura da ópera Carmen, de Bizet com a forma rondó
ABACA, há quatro frases, sendo que a 1.ª frase é igual à 3.ª, resultando a organização das suas frases em abac.

26
Fichas
de
Avaliação
 Ficha de Avaliação Diagnóstica
 Fichas de Avaliação Global
 Fichas de Avaliação Formativa

27
FICHA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MusicBox 6

Ficha de Avaliação Diagnóstica – Educação Musical 6.º Ano

Escola ______________________________________________________ Ano Letivo 201__/201__

Nome ______________________________________________________ Turma _____ N.º ______

Data _______________________ Classificação _________________________

Com esta Ficha de Avaliação Diagnóstica o teu professor pretende conhecer os teus gostos musicais e saber o que aprendeste no 5.º
ano para, a partir daqui, desenvolver as tuas competências em música.

Grupo I

1. Tocas algum instrumento para além da flauta de bisel e dos instrumentos da sala de aula? Se sim, qual?
_____________________________________________________________________________________________

2. Se não tocas, qual gostarias de aprender?


_____________________________________________________________________________________________

3. Assinala com uma cruz a atividade que gostaste mais de realizar nas aulas de Educação Musical.
Cantar Tocar Dançar
Ouvir música Inventar música

4. Que tipo de música gostas mais de ouvir? Escolhe, nos exemplos seguintes, cinco tipos e coloca por ordem, do que gostas mais para
o que gostas menos.
Pop
Rock
Música erudita (vulgarmente chamada música clássica)
Folclore
Música popular portuguesa
Música popular de outro país
Kuduro
Hip-Hop
Fado
Rap
Tecno
Jazz
Outra. Qual? ____________________________________________

1. _________________________________

2. _________________________________

3. _________________________________

4. _________________________________

5. _________________________________

28
FICHA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MusicBox 6

Grupo II – Parte auditiva

A. Identifica pelo timbre, assinalando com uma cruz (X), a(s) família(s) da(s) fonte(s) sonora(s) que interpreta(m) as músicas.

Áudios online , faixas 2 a 5

1 Cordofone Aerofone Membranofone Idiofone Voz


2 Cordofone Aerofone Membranofone Idiofone Voz
3 Cordofone Aerofone Membranofone Idiofone Voz
4 Cordofone Aerofone Membranofone Idiofone Voz

B. Identifica as variações de dinâmica da música assinalando com uma cruz (X) a opção correta.

Áudios online , faixa 6

1 ff decrescendo pp crescendo ff
2 ff subitamente p subitamente ff subitamente p

C. Identifica as variações de andamento da música assinalando com uma cruz (X) a opção correta.

Áudios online , faixa 7

1 Moderato accellerando presto


2 Moderato allegro presto

D. Identifica o ritmo dos compassos das músicas que vais ouvir e assinala com uma cruz (X) as opções corretas.

Áudios online , faixas 8 a 11

1 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário


2 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário
3 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário
4 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário

29
FICHA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MusicBox 6

Grupo III – Parte teórica

E. Faz corresponder os símbolos da coluna da esquerda à descrição correta na coluna da direita.

Figura rítmica com o dobro da duração da


1 a)
semínima

Figura rítmica com metade da duração da


2 b)
semínima

3 c) Ligadura de prolongação

Nestes instrumentos o som obtém-se


4 d)
pela vibração do seu próprio corpo

Sinal que indica que se deve prolongar o


5 e)
som para além da sua duração

Coda 6 f) A melodia está em anacruse

Parte de uma música que reforça o fim da


7 g)
obra

Idiofones 8 h) Ponto de aumentação

A pouco e pouco a intensidade é mais


AABB 9 i)
forte

1
j) Forma binária
0

30
FICHA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MusicBox 6

F. Faz corresponder os instrumentos da coluna da esquerda à respetiva família na coluna da direita.

1 a) Membranofone

2 b) Cordofone

3 c) Idiofone de madeira

4 d) Idiofone de metal

5 e) Aerofone

G. Divide os compassos da melodia seguinte.

H. Identifica a posição das notas nas flautas e escreve-as nas pautas.

31
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Ficha de Avaliação Global 1 – Educação Musical 6.º Ano

Escola ______________________________________________________ Ano Letivo 201__/201__

Nome ______________________________________________________ Turma _____ N.º ______

Data _______________________ Classificação _________________________

Grupo I

A. Concentra-te na dinâmica do excerto da 5.ª sinfonia de Beethoven que vais ouvir e assinala com uma cruz (X) a resposta correta.

Áudios online , faixa 12

1 f decrescendo crescendo ff
2 f pp crescendo ff
3 p ff decrescendo p

B. No excerto da música de Madonna, Hanky Panky, vais detetar uma alteração no andamento. Assinala com uma cruz (X) a resposta
adequada.

Áudios online , faixa 13

1 Presto moderato
2 Moderato presto
3 Largo allegro

C. Em cada sequência, dos cinco instrumentos indicados vais ouvir apenas quatro. Indica a ordem pela qual eles surgem na audição.

Áudios online , faixas 14 a 16

1 2 3 4 5
1.ª sequência Violino Harpa Guitarra Violoncelo Contrabaixo
2.ª sequência Flauta Trompa Trompete Fagote Oboé
3.ª sequência Sinos Timbales Xilofone Pratos de choque Caixa de rufo

1.ª sequência: _____________ ______________ _______________ ______________

2.ª sequência: _____________ ______________ _______________ ______________

3.ª sequência: _____________ ______________ _______________ ______________

32
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

D. Identifica, assinalando com uma cruz (X), em que compassos estão as músicas que vais ouvir.

Áudios online , faixas 17 a 20

1 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário


2 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário
3 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário
4 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário

E. Descobre a ordem pela qual são tocadas as seguintes frases melódicas.

Áudios online , faixas 21 a 24

1.

2.

3.

R.:

F. Descobre a ordem pela qual são tocadas as seguintes frases rítmicas.

Áudios online , faixas 25 a 28

1.

2.

3.

R.:

33
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Grupo II

G. Identifica os instrumentos da orquestra escrevendo o seu nome por baixo de cada imagem.

______________________ ____________________ ___________________ ______________________

______________________ ____________________ ___________________ ______________________

34
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

H. Faz corresponder corretamente os símbolos da coluna esquerda à respetiva descrição na coluna


direita.

1 a) Quatro semicolcheias

Contralto 2 b) Crescendo

3 c) Uma colcheia e duas semicolcheias

Soprano, contralto, tenor e baixo Semínima com ponto de aumentação e


4 d)
colcheia

5 e) Voz masculina aguda

Tenor 6 f) Voz feminina grave

7 g) São as vozes de um coro misto

35
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Ficha de Avaliação Global 2 – Educação Musical 6.º Ano

Escola ______________________________________________________ Ano Letivo 201__/201__

Nome ______________________________________________________ Turma _____ N.º ______

Data ________________________ Classificação ________________________

Grupo I

A. Concentra-te na audição dos excertos e identifica o que estás a ouvir assinalando com uma cruz (X) as respostas corretas.

Áudios online , faixas 29 a 32

1 Acordes Intervalos melódicos Intervalos harmónicos


2 Acordes Intervalos melódicos Intervalos harmónicos
3 Acordes Intervalos melódicos Intervalos harmónicos
4 Acordes Intervalos melódicos Intervalos harmónicos

B. Ouve os excertos das músicas e descobre se eles se encontram no modo Maior ou no modo menor. Assinala com uma cruz (X) as
respostas corretas.

Áudios online , faixas 33 a 35

1 Modo Maior Modo menor


2 Modo Maior Modo menor
3 Modo Maior Modo menor

C. Descobre, em cada excerto, se estás a ouvir música monofónica ou polifónica. Assinala com uma cruz (X) as opções corretas.

Áudios online , faixas 36 a 38

1 Música monofónica Música polifónica


2 Música monofónica Música polifónica
3 Música monofónica Música polifónica

D. Descobre, em cada excerto, se estás a ouvir música monorrítmica ou polirrítmica e assinala as opções corretas com uma cruz (X).

Áudios online , faixas 39 a 41

1 Música monorrítmica Música polirrítmica


2 Música monorrítmica Música polirrítmica
3 Música monorrítmica Música polirrítmica

36
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

E. Identifica os compassos das músicas e assinala as respostas corretas com uma cruz (X).

Áudios online , faixas 42 a 44

1 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário


2 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário
3 Compasso binário Compasso ternário Compasso quaternário

F. Descobre a ordem pela qual são tocadas três das seguintes frases melódicas.

Áudios online , faixas 45 a 47

1.

2.

3.

4.

R.:

G. Descobre a ordem pela qual são tocadas três das seguintes frases rítmicas.

Áudios online , faixas 48 a 50

1.

2.

3.

4.

R.:

37
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Grupo II

H. Escreve o nome das notas e dos sinais que estão assinalados na pauta seguinte.

Nomes das notas _______________________________________________________________________________

Nomes dos sinais:


1 _______________________________________ 2 _______________________________________
3 _______________________________________ 4 _______________________________________
5 _______________________________________ 6 _______________________________________
7 _______________________________________

I. Faz corresponder corretamente as duas colunas.

1 a) Intervalo melódico

2 b) Síncopa

3 c) Tercina

4 d) Legato

5 e) Acorde

6 f) Staccato

7 g) Si bemol

38
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Ficha de Avaliação Global 3 – Educação Musical 6.º Ano

Escola _______________________________________________________ Ano Letivo 201__/201__

Nome ______________________________________________________ Turma _____ N.º ______

Data ________________________ Classificação ________________________

Grupo I

A. Concentra-te na audição dos excertos que vais ouvir. A música começa num determinado modo e num certo momento muda para
outro. Assinala com uma cruz (X) as respostas corretas.

Áudios online , faixas 51 a 53

1 Modo Maior – modo menor Modo menor – modo Maior


2 Modo Maior – modo menor Modo menor – modo Maior
3 Modo Maior – modo menor Modo menor – modo Maior

B. Nos excertos das músicas que vais ouvir descobre se ouves primeiro um acorde Maior e depois um acorde menor ou se ouves primeiro
um acorde menor e depois um acorde Maior. Assinala com uma cruz (X) as respostas corretas.

Áudios online , faixas 54 a 56

1 Acorde Maior e depois menor Acorde menor e depois Maior


2 Acorde Maior e depois menor Acorde menor e depois Maior
3 Acorde Maior e depois menor Acorde menor e depois Maior

C. Descobre, em cada excerto, se ouves ritmos sincopados, ritmos com tercinas ou ritmos pontuados e assinala as respostas corretas
com uma cruz (X).

Áudios online , faixas 57 a 59

1 Ritmos sincopados Ritmo com tercinas Ritmos pontuados


2 Ritmos sincopados Ritmo com tercinas Ritmos pontuados
3 Ritmos sincopados Ritmo com tercinas Ritmos pontuados

D. Identifica o compasso das músicas que vais ouvir e assinala com uma cruz (X) as respostas corretas.

Áudios online , faixas 60 a 62

1 Compasso simples Compasso composto


2 Compasso simples Compasso composto
3 Compasso simples Compasso composto

39
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

E. Descobre a ordem pela qual são tocadas três das seguintes frases melódicas.

Áudios online , faixas 63 a 65

1.

2.

3.

4.

R.:

F. Descobre a ordem pela qual são tocadas três das frases rítmicas.

Áudios online , faixas 66 a 68

1.

2.

3.

4.

R.:

G. Identifica a forma das músicas e assinala as respostas corretas com uma cruz (X).

Áudios online , faixas 69 e 70

1 Forma binária Forma ternária Forma rondó


2 Forma binária Forma ternária Forma rondó

40
FICHAS DE AVALIAÇÃO GLOBAL MusicBox 6

Grupo II

H. Faz a correspondência correta entre a coluna da esquerda e a coluna da direita.

1 a) Mi agudo

2 b) Compasso ternário simples

3 c) Fá sustenido

4 d) Sol sustenido

5 e) Escala de Dó Maior

6 f) Intervalo de terceira menor

7 g) Compasso binário composto

I. Identifica a posição das notas na flauta e escreve-as na pauta.

41
FICHAS DE AVALIAÇÃO FORMATIVA MusicBox 6

Fichas de Avaliação Formativa


Unidade 1

Avaliação Formativa 1 (página 13 do manual)

A. Escreve a ordem pela qual vais ouvir as seguintes frases rítmicas.


Professor CD 1, faixas 7 a 10

1.

2.

3.

R.:

Avaliação Formativa 2 (página 17 do manual)

A. Descobre o compasso de cada um dos excertos seguintes.


Professor CD 1, faixas 27 a 30

1 Bolero, Maurice Ravel


2 Back to Black, Amy Winehouse
3 True Heroes, Avatar, James Horner
4 A Banda, Chico Buarque

B. Identifica a ordem pela qual será tocado cada excerto.

Professor CD 1, faixas 31 e 32

1.

2.

R.:

42
FICHAS DE AVALIAÇÃO FORMATIVA MusicBox 6

Avaliação Formativa 3 (página 19 do manual)

A. Escreve o andamento de cada excerto.


Professor CD 1, faixas 40 a 42

1 Ária em Ré Maior BWV 1068, Bach


2 American Patrol, Glenn Miller
3 Sinfonia N.º 4 – IV Andamento, Mendelssohn

Unidade 2

Avaliação Formativa 4 (página 33 do manual)

A. Identifica as categorias dos instrumentos que interpretam as músicas que vais ouvir, colocando uma cruz (X) nas categorias corretas.
Professor CD 2, faixas 2 a 4

1 Cordofones Aerofones de madeira Aerofones de metal Idiofones Membranofes


2 Cordofones Aerofones de madeira Aerofones de metal Idiofones Membranofes
3 Cordofones Aerofones de madeira Aerofones de metal Idiofones Membranofes

B. Identifica os instrumentos que interpretam os excertos musicais, colocando uma cruz (X) nos instrumentos corretos.

Professor CD 2, faixas 5 a 7

1 Violino Violoncelo Flauta Contrabaixo Timbales


2 Guitarra Trompeta Oboé Timbale Trompa
3 Trombone Fagote Contrabaixo Violino Flauta

43
FICHAS DE AVALIAÇÃO FORMATIVA MusicBox 6

Avaliação Formativa 5 (página 39 do manual)

A. Identifica a ordem pela qual vão ser tocados os ritmos, indicando o número respetivo.
Professor CD 2, faixas 20 a 23

1.

2.

3.

4.

R.:

Unidade 3

Avaliação Formativa 6 (página 45 do manual)

A. Identifica os intervalos melódicos, harmónicos ou acordes, colocando uma cruz (X) no local correto.
Professor CD 2, faixas 31 a 34

1 Intervalos melódicos Intervalos harmónicos Acordes


2 Intervalos melódicos Intervalos harmónicos Acordes
3 Intervalos melódicos Intervalos harmónicos Acordes
4 Intervalos melódicos Intervalos harmónicos Acordes

B. Indica se as músicas reproduzidas são monofónicas ou polifónicas. Assinala com uma cruz (X) as respostas corretas.

Professor CD 2, faixas 35 a 38

1 Monofónica Polifónica
2 Monofónica Polifónica
3 Monofónica Polifónica
4 Monofónica Polifónica

44
FICHAS DE AVALIAÇÃO FORMATIVA MusicBox 6

Avaliação Formativa 7 (página 53 do manual)

A. Identifica o modo em que estão as músicas que vais ouvir.


Professor CD 2 e 3, faixas 64, 65 e 1

1 Modo Maior Modo menor


2 Modo Maior Modo menor
3 Modo Maior Modo menor

B. As músicas que estás a ouvir são monorrítmicas ou polirrítmicas? Assinala as respostas corretas.

Professor CD 3, faixas 2 a 5

1 Monorrítmica Polirrítmica
2 Monorrítmica Polirrítmica
3 Monorrítmica Polirrítmica

Unidade 4

Avaliação Formativa 8 (página 59 do manual)

A. Descobre no ritmo se ouves tercinas ou síncopas, assinalando com uma cruz (X) as respostas corretas.
Professor CD 3, faixas 20 a 22

1 Tercinas Síncopas
2 Tercinas Síncopas
3 Tercinas Síncopas

B. Identifica a forma das músicas que vais ouvir, assinalando com uma cruz (X) as respostas corretas.

Professor CD 3, faixas 23 e 24

1 Binária Ternária Rondó


2 Binária Ternária Rondó

Avaliação Formativa 9 (página 61 do manual)

A. Identifica a escala que estás a ouvir e assinala com uma cruz (X) as respostas corretas.
Professor CD 3, faixas 28 a 30

1 Escala Maior Escala menor Escala de Sol natural


2 Escala Maior Escala menor Escala de Sol natural
3 Escala Maior Escala menor Escala de Sol natural

45
FICHAS DE AVALIAÇÃO FORMATIVA MusicBox 6

Avaliação Formativa 10 (página 63 do manual)

A. Descobre a ordem pela qual vais ouvir as seguintes frases.


Professor CD 3, faixas 35 e 36

1.

2.

R.:

Unidade 5

Avaliação Formativa 11 (página 71 do manual)

A. Descobre se os ritmos estão em compasso binário simples ou em compasso binário composto e assinala as respostas corretas com
uma cruz (X).
Professor CD 3, faixas 53 a 55 e online , faixa 1

1 Compasso binário simples Compasso binário composto


2 Compasso binário simples Compasso binário composto
3 Compasso binário simples Compasso binário composto
4 Compasso binário simples Compasso binário composto

46
Grelhas
de
Registo

47
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Registo da Ficha de Avaliação Diagnóstica


PARTE AUDITIVA PARTE TEÓRICA TOTAL DOS
NOME DOS ALUNOS TOTAL TOTAL
A B C D E F G H TOTAIS

48
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Registo da Ficha de Avaliação Global 1


PARTE AUDITIVA PARTE TEÓRICA TOTAL DOS
NOME DOS ALUNOS TOTAL TOTAL
A B C D E F G H TOTAIS

49
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Registo da Ficha de Avaliação Global 2


PARTE AUDITIVA PARTE TEÓRICA TOTAL DOS
NOME DOS ALUNOS TOTAL TOTAL
A B C D E F G H I TOTAIS

50
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Registo da Ficha de Avaliação Global 3


PARTE AUDITIVA PARTE TEÓRICA TOTAL DOS
NOME DOS ALUNOS TOTAL TOTAL
A B C D E F G H I TOTAIS

51
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Registo Diário (4 aulas)


DESEMPENHO NAS
AQUISIÇÃO/ ATIVIDADES DE
APRECIAÇÃO
NOME DOS ALUNOS TPC MATERIAL ATITUDES APLICAÇÃO DE INTERPRETAÇÃO/
GLOBAL
CONHECIMENTOS AUDIÇÃO/
COMPOSIÇÃOL

52
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Avaliação de Conhecimentos e Competências em Flauta


PARTITURA PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO APRECIAÇÃO
NOME DOS ALUNOS
AUDITIVA QUALIDADE FRASEADO ARTICULAÇÃO RITMO MELODIA ANDAMENTO GLOBAL

53
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Avaliação de Conhecimentos e Competências em Instrumentos de Lâminas


PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO
APRECIAÇÃO
NOME DOS ALUNOS PARTITURA QUALIDADE ADEQUAÇÃO DOS MOVIMENTOS
RITMO MELODIA ANDAMENTO GLOBAL
SONORA MÃOS MÃOS

54
GRELHAS DE REGISTO MusicBox 6

Grelha de Avaliação dos Trabalhos em Grupo (Interpretação/Composição/Improvisação e outros)


PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO
INTEGRAÇÃO NA ELEMENTOS APRECIAÇÃO
NOME DOS ALUNOS ATIVIDADE INTERVENÇÕES
REALIZAÇÃO DO RITMO MELODIA ANDAMENTO EXPRESSIVO GLOBAL
PERTINENTES
TRABALHO S

55
Grelhas
de
Autoavaliação

56 56
GRELHAS DE AUTOAVALIAÇÃO MusicBox 6

Grelhas de Autoavaliação

Autoavaliação sobre a interpretação de uma canção com acompanhamento


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de interpretação, assinalando com uma cruz (X) nos espaços
respetivos.

1 2 3 4 5

Cantei afinado e a tempo, sem acelerar nem atrasar.

Cantei do princípio ao fim sem me enganar.

Acompanhei a canção tocando o ritmo/melodia a tempo e na altura própria.

Toquei nos instrumentos com a técnica correta.

Interpretei a canção com a expressão pedida pelo professor ou pela partitura.

Média

Autoavaliação sobre a atividade de audição


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de composição, assinalando com uma cruz (X) nos espaços
respetivos.

1 2 3 4 5

Disse abertamente aos meus colegas e ao professor as sensações que a música me


transmitiu.

Respeitei as opiniões dos meus colegas.

Identifiquei na música os instrumentos e as vozes que a interpretavam.

Consegui perceber as diferentes partes da música que ouvi através do musicograma.

Média

57 57
GRELHAS DE AUTOAVALIAÇÃO MusicBox 6

Autoavaliação sobre a atividade de improvisação


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de interpretação, assinalando com uma cruz (X) nos espaços
respetivos.

1 2 3 4 5

Inventei a melodia/ritmo, respeitando a sua extensão.

Toquei de acordo com as orientações e regras previamente estabelecidas.

Toquei com a intensidade certa, o que permitia ouvir a música.

Toquei nos instrumentos com a técnica correta.

Consegui perceber no musicograma as diferentes partes da música que ouvi.

Média

Autoavaliação sobre a interpretação de uma canção


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de interpretação, assinalando com uma cruz (X) nos espaços
respetivos.

1 2 3 4 5

Cantei afinado e a tempo, sem acelerar nem atrasar.

Cantei do princípio ao fim sem me enganar.

Interpretei a canção respeitando as orientações dadas pelo professor.

Média

58 58
GRELHAS DE AUTOAVALIAÇÃO MusicBox 6

Autoavaliação sobre a atividade de interpretação instrumental


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de interpretação em flauta, assinalando com uma cruz (X) nos
espaços respetivos.

1 2 3 4 5

Usei uma posição correta para tocar (posição do corpo e das mãos).

Produzi os sons com afinação.

Toquei nos instrumentos de lâminas com a técnica correta.

Toquei com as mãos alternadas e com as duas mãos ao mesmo tempo, sempre que
necessário.

Reproduzi, logo a seguir, as frases melódicas que ouvi.

Escutei atentamente a música para tocar a tempo e no momento adequado.

Toquei em grupo sem me enganar, mantendo o andamento e, ao mesmo tempo, ouvindo as


outras vozes.

Média

Autoavaliação sobre a atividade de interpretação em flauta


Classifica, de 1 a 5, cada um dos aspetos relativos ao teu trabalho de interpretação em flauta, assinalando com uma cruz (X) nos
espaços respetivos.

1 2 3 4 5

Usei a posição correta para tocar (posição do corpo, das mãos e dos dedos).

Produzi os sons com afinação.

Reproduzi, logo a seguir, as frases melódicas que ouvi.

Toquei em grupo toda a melodia, sem me enganar.

Toquei em grupo toda a melodia sem me enganar, mantendo o andamento e, ao mesmo


tempo, ouvindo as outras flautas.

Média

59 59
Soluções
 Soluções da Ficha de Avaliação Diagnóstica
 Soluções das Fichas de Avaliação Global
 Soluções das Fichas de Avaliação Formativa
 Soluções das Fichas do Caderno de Atividades
SOLUÇÕES

Soluções

Ficha de Avaliação Diagnóstica

Grupo I – Respostas livres F. 1. c)


2. d)
Grupo II – Parte auditiva 3. c)
4. e)
A. 1. Cordofone, membranofone, idiofone e voz 5. d)
2. Aerofone e membranofone 6. b)
3. Cordofone, aerofone e 7. e)
membranofone
4. Cordofone e aerofone G.

B. ff; subitamente p; subitamente ff; subitamente p


C. Moderato, accellerando, presto H.
D. 1. Compasso ternário
2. Compasso binário
3. Compasso quaternário
4. Compasso ternário

Grupo III – Parte teórica

E. 1. i)
2. f)
3. e)
4. b)
5. c)
6. g)
7. h)
8. d)
9. j)
10. a)
SOLUÇÕES

Ficha de Avaliação Global 1

Grupo I Grupo II
A. f; pp; crescendo; ff G. Trompete, violoncelo, harpa, trombone, trompa,
fagote, violino, oboé
B. Largo, allegro
H. 1. b)
C. 1.ª sequência: contrabaixo, violino, violoncelo, harpa
2. f)
(5-1-4-2)
3. d)
2.ª sequência: flauta, oboé,
4. g)
trompete, fagote (1-5-3-4)
5. a)
3.ª sequência: timbales, caixa de
6. e)
rufo, sinos, pratos de choque (2-5-1-4)
7. c)
D. 1. Compasso binário
2. Compasso ternário
3. Compasso binário
4. Compasso quaternário

E. 2, 1, 3, 2
F. 2, 1, 3, 1
SOLUÇÕES

Ficha de Avaliação Global 2

Grupo I Grupo II
A. 1. Intervalos harmónicos H. Nomes das notas: Fá, Lá, Dó agudo, Lá, Ré, Si
2. Acordes bemol, Dó agudo, Si bemol, Sol, Mi, Dó grave, Ré, Mi e
3. Acordes Fá
4. Intervalos melódicos Nomes dos sinais: 1. clave de sol;
2. bemol; 3. compasso quaternário simples; 4. ligadura de
B. 1. Modo Maior
expressão; 5. staccato; 6. pausa de semínima; 7. sinais
2. Modo menor
de repetição
3. Modo Maior
I. 1. a)
C. 1. Música polifónica
2. d)
2. Música monofónica
3. f)
3. Música polifónica
4. b)
D. 1. Música monorrítmica 5. g)
2. Música polirrítmica 6. c)
3. Música polirrítmica 7. e)

E. 1. Compasso ternário
2. Compasso quaternário
3. Compasso binário

F. 4, 3, 1
G. 4, 2, 3
SOLUÇÕES

Ficha de Avaliação Global 3

Grupo I Grupo II
A. 1. Modo Maior – modo menor H. 1. d)
2. Modo menor – modo Maior 2. e)
3. Modo menor – modo Maior 3. b)
4. c)
B. 1. Acorde menor e depois Maior
5. g)
2. Acorde menor e depois Maior
6. a)
3. Acorde Maior e depois menor
7. f)
C. 1. Ritmo com tercinas
I.
2. Ritmos sincopados
3. Ritmos pontuados

D. 1. Compasso composto
2. Compasso simples
3. Compasso composto

E. 2, 1, 4

F. 2, 4, 3

G. 1. Forma rondó
2. Forma binária
SOLUÇÕES

Avaliação Formativa 1 Avaliação Formativa 7


3, 1, 3, 2
A. 1. Modo Maior
2. Modo menor
Avaliação Formativa 2 3. Modo Maior
A. 1. Compasso ternário B. 1. Polirrítmica
2. Compasso quaternário 2. Monorrítmica
3. Compasso quaternário 3. Polirrítmica
4. Compasso binário 4. Monorrítmica
B. 2, 1
Avaliação Formativa 8
Avaliação Formativa 3 A. 1. Síncopas
1. Adagio 2. Tercinas
2. Moderato 3. Tercinas
3. Presto
B. 1. Ternária
2. Rondó
Avaliação Formativa 4
A. 1. Cordofones Avaliação Formativa 9
2. Aerofones de metal e de madeira 1. Escala Maior
3. Aerofones de madeira e cordofones 2. Escala menor
3. Escala de Sol natural
B. 1. Violoncelo
2. Oboé e guitarra
3. Flauta Avaliação Formativa 10
2, 1
Avaliação Formativa 5
3, 2, 4, 1 Avaliação Formativa 11
1. Compasso binário composto
Avaliação Formativa 6 2. Compasso binário simples
3. Compasso binário simples
A. 1. Intervalos harmónicos 4. Compasso binário composto
2. Intervalos melódicos
3. Acordes
4. Intervalos harmónicos

B. 1. Polifónica
2. Monofónica
3. Monofónica
4. Polifónica
SOLUÇÕES

Fichas do Caderno de Atividades

Ficha 1 Ficha 2
1. 1.

2.
a. 4
b. 3
c. 1
d. 2

Ficha 3
1. a. Compasso quaternário
b. Compasso ternário
c. Compasso binário

2.
a.

b.

c.

3. Si, Mi, Fá, Dó grave, Dó agudo, Lá, Ré e Sol


SOLUÇÕES

Ficha 4 Ficha 5
1. 1.
a. crescendo p
b. p f
c. decrescendo pp
d. <ff> pp

3.
a. 4
b. 1
c. 2
d. 3

4.
a. 2
b. 3
c. 1
2.
a. V
b. F
c. V

Ficha 6
1.
a. pulsação
b. coda
c. tempo
d. compasso
e. descendente
f. ostinato
g. Dó
h. andamento
i. dinâmica
j. timbre

2.
a. largo
b. xilofone
c. allegro
SOLUÇÕES

Ficha 7 Ficha 8
1. 1.
A – coda a. 4
B – binário b. 5
C – cânone c. 1
D – dinâmica d. 3
E – ternário e. 2
F – Fá
2.
G – allegro
a. F
H – harpa
b. V
I – semínima
c. F
J – jogral
d. V
K – Kiri Te Kanawa
e. V
L – flautim
M – membranofone
N – interlúdio
O – organista 3.
P – soprano a. viola d’arco
Q – quaternário b. fagote
R – clarinete c. contrabaixo
S – ostinato
T – tenor
U – tuba
V – violoncelo
X – baixo
Z – Mozart
SOLUÇÕES

Ficha 9 Ficha 10
1. 1. Camille; Saint-Saëns; França; Carnaval dos Animais,
1 – timbales Sansão e Dalila, Dança Macabra
2 – guitarra
2. viola d’arco, xilofone, contrabaixo, oboé, timbales e
3 – oboé
trompete
4 – violoncelo
5 – trompete 3. O mais grave é o contrabaixo e o mais agudo é o
6 – clarinete violino.
7 – fagote
8 – tuba 4. flautim, flauta, fagote, oboé e clarinete
9 – contrabaixo
10 – harpa 5. F. flauta e fagote
11 – violino T. trompete, trombone, trompa,
tuba, timbales e triângulo
V. viola d’arco ou violeta, violino e
2. oboé, trompa, flauta, contrabaixo, harpa e violoncelo violoncelo

Ficha 11
1. a. 7
b. 5
c. 1
d. 2
e. 3
f. 4
g. 8
h. 6

2. a. contrabaixo
b. baixo
c. timbale
SOLUÇÕES

Ficha 12 Ficha 13
1. Georg; Haendel; Alemanha; Aleluia 1.

2. a. Rinaldo ou Tameriano
b. soprano, contralto, tenor e
baixo
c. oratória
d. inglesa
e. Water Music ou Music for the
Royal Fireworks
f. Pavarotti
g. contralto

2. Fá, Dó agudo, Ré agudo, Dó, Fá, Lá, Sol, Fá, Sol,


Ré, Ré, Ré, Ré, Sol, Dó, Lá, Fá, Ré grave, Dó grave e Fá

Ficha 14
1.
1. b, III.
2. c, I.
3. a, II.

2. Hipóteses possíveis.

3.
SOLUÇÕES

Ficha 15 Ficha 16
1. 1. Wolfgang Amadeus; Mozart; Áustria; óperas,
sinfonias, música de câmara e peças para piano

2. a. violino; piano
b. cordofones
c. Viena
d. friccionada
e. cânone; três
f. harmónicos; acordes
g. 600; clássico
h. óperas; música de câmara
i. 35

Ficha 17 Ficha 18
1. a. 3 1. 1.1. b
b. 4 1.2. c
c. 5 1.3. c
d. 6 1.4. c
e. 1 1.5. b
f. 2 1.6. c
1.7. c
1.8. b
1.9. b
2. a. V
b. V
c. F
SOLUÇÕES

Ficha 19 Ficha 20
1. 1. Felix; Mendelssohn; Alemanha; sinfonias, concertos,
oratórias, música para piano e música de câmara

2. a. XIX; Hamburgo
b. Leipzig; Universidade de Música
e Teatro de
Leipzig
c. quarteto de cordas
d. dois violinos; viola d’arco;
violoncelo
e. menor; Maior
f. ternária

3. Existe alteração no andamento. A parte B tem um


andamento mais rápido do que a parte A.

2.

Ficha 21 Ficha 22
1. a. 6 1. Henry; Purcell; Inglaterra; Dido e Eneias, Suite
b. 5 Abdelazer
c. 4
d. 3 2. a. inglês; XVII
e. 2 b. rondó
f. 7 c. cravo; violino; viola d’arco;
g. 1 violone
d. italiana; francesa
2. a. V e. Westminster; 25
b. F
c. V 3. Dido e Eneias

4. Dramas musicais, música de câmara e trios de


sonata
SOLUÇÕES

Ficha 23 Ficha 24
1. 1. a. escala menor
b. rondó
c. intervalo melódico
d. tercina
e. modo Maior
f. intervalo harmónico
g. Dó
h. bemol
i. polifónica
j. acorde
k. monorritmia

2. a. 4
b. 1
c. 3
d. 3

Ficha 25
1. Giuseppe; Verdi; Alemanha; óperas

2. a. XVIII; XIX
b. Romantismo
c. óperas
d. cultura popular
e. Aida; Traviata; Nabucco
SOLUÇÕES

Ficha 26 Ficha 27
1. Heróis do Mar; Portugal; Carlos Maria Trindade, 1. José Manuel; Cerqueira Afonso dos Santos; Portugal;
Pedro Ayres de Magalhães, Paulo Pedro Gonçalves, Rui XX
Pregal da Cunha, António José de Almeida
2. a. José Afonso; Zeca Afonso; Zeca
2. a. 1981 b. Grândola, Vila Morena
b. história de Portugal c. cantor
c. 1989; António José de Almeida; d. popular e revolucionária
produtor de televisão e de publicidade e. Aveiro
d. Heróis do Mar; Macau

3.
Pedro Ayres de Magalhães –
baixo
Carlos Maria Trindade – teclas
Paulo Pedro Gonçalves – guitarra
Rui Pregal da Cunha – voz
António José de Almeida – bateria

Ficha 28 Ficha 29
1. Evángelos; Odysséas Papathanassíou; Vangelis; 1. Georg; Haendel; Alemanha; Aleluia; vozes e cordas
Grécia friccionadas, trompete e timbales

2. 2.1. b Camille; Saint-Saëns; França; Dança Macabra;


2.2. a e c orquestra sinfónica
2.3. b
2.4. c Wolfgang Amadeus; Mozart; Áustria; Dona Nobis
2.5. b Pacem; vozes e flauta

Giuseppe; Verdi; Alemanha; La Donna È Mobile;


vozes

Henry; Purcell; Inglaterra; Suite Abdelazer; cravo e


cordas friccionadas

Felix; Mendelssohn; Alemanha; Canzonetta; quarteto


de câmara
SOLUÇÕES

Ficha 30 Ficha 31
1. 1. a. 3
Live is Life – Quaternário simples b. 4
Duetto – Ternário simples c. 5
Sinnerman – Quaternário simples d. 1
Dona Nobis Pacem – Ternário e. 6
simples f. 2
Tanana, Naj, Naj – Binário simples
2. Si bemol, compasso binário composto, sinais de
Vejam Bem – Binário composto
repetição, compasso binário simples, síncopa, ti-ti-ri-ta,
tercina, tim-ri, ti-ti-tá
2.
4. a. 3
b. 1
c. 2
Regras
dos
Jogos
REGRAS DOS JOGOS

Regras dos Jogos


Jogo 1 – Jogo do sete*

Número de jogadores: 2 a 4 jogadores – 1 baralho de cartas


Objetivo do jogo:
Completar um conjunto de 4 + 3 cartas iguais.
Exemplo: 4 cartas de Semínima + 3 cartas de Barra de Divisão.
Objetivo pedagógico do jogo:

Reconhecer conteúdos musicais, nomeadamente as figuras e a sua duração.

Início do jogo:

• Depois de baralhadas as cartas, o primeiro jogador distribui sete cartas a cada um dos jogadores.
• As cartas que sobram do baralho são colocadas na mesa, com as figuras voltadas para baixo, visto que irão servir para se
biscar.
• Inicia o jogo quem está à direita daquele que distribuiu as cartas e começará por ir ao baralho retirar uma carta.
• O jogador fica com oito cartas na mão e terá de verificar se tem possibilidade de fazer alguma combinação. De seguida,
deverá dispensar uma carta, de modo a voltar a ter sete cartas.
• A carta dispensada é colocada ao lado do baralho, voltada para cima, e, nesse momento, o jogador que a dispensou terá de
indicar o nome dessa carta (ex.: Semínima). Caso não acerte, fica uma vez sem jogar.
• O próximo jogador (aquele que está sentado à direita do último que jogou) tem duas hipóteses: ou utiliza a carta que o
jogador anterior dispensou, ou retira uma nova carta do baralho. Depois disso, e vendo quais as possibilidades de
combinações, dispensa, também, uma carta.
Vencedor do jogo:
O vencedor é o jogador que na sua vez de jogar conseguir completar um conjunto de 4 + 3 cartas, dispensar a oitava carta,
acertando no seu nome, e exclamar “Sete”. Caso não acerte no nome da carta que dispensou terá de continuar em jogo,
permanecendo uma vez sem jogar, e repetir a jogada até acertar no nome da carta que dispensar.
Notas:

• A carta Clave de Sol é considerada o Joker, pelo que pode ser utilizada com qualquer combinação.
• As cartas de Compasso fazem um conjunto de 3 cartas e as cartas de Barras representam um conjunto de 4 cartas.
• Se o baralho chegar ao fim a meio de um jogo, as cartas dispensadas serão viradas para baixo e tornar-se-ão no baralho.

*Para ser jogado com o baralho de cartas de figuras rítmicas.


REGRAS DOS JOGOS

Jogo 2 – Bingo*

Número de jogadores: Ilimitado – 1 baralho de cartas por jogador


Objetivo do jogo:

Completar corretamente os compassos.

Objetivo pedagógico do jogo:

Reconhecer conteúdos musicais, nomeadamente as figuras e a sua duração.

Início do jogo:

• Os alunos devem colocar as cartas de Compassos, Barras de Divisão e Barra Final em cima de uma mesa e baralhar o resto
das cartas que servirão como baralho. O professor deve fazer o mesmo.
• A partir do momento em que o jogo começa, professores e alunos, não poderão baralhar as cartas e apenas poderão utilizar
aquela que está por cima.
• O professor retira uma carta do seu baralho, mostra-a aos jogadores e diz o seu nome (ex.: Pausa de Semínima).
• Os jogadores que tiverem esta carta em primeiro lugar no seu baralho devem colocá-la na posição correta. Os que não
tiverem a carta referida pelo professor não mexem no seu baralho e ficam a aguardar que a carta que têm seja referida pelo
professor.
Vencedor do jogo:
O vencedor é o jogador que conseguir completar corretamente os compassos pedidos. Nesse momento deve exclamar
“Bingo”.
Notas:

• Para confirmar a vitória de um jogador, o professor deve verificar se os compassos estão corretamente preenchidos. Se um
jogador declarar vitória e tiver os compassos errados fica automaticamente excluído do jogo.

*Para ser jogado com o baralho de cartas de figuras rítmicas.


REGRAS DOS JOGOS

Jogo 3 – Jogo do preenchimento dos compassos*

Número de jogadores: Ilimitado – 1 baralho de cartas por jogador


Objetivo do jogo:

Completar corretamente os compassos com as figuras e/ou pausas propostas.

Objetivo pedagógico do jogo:

Aplicação correta das figuras e/ou pausas dentro de compassos específicos.

Início do jogo:

• Os alunos devem colocar em cima de uma mesa as cartas de Compassos, Barras de Divisão e Barra Final.
• O professor escolhe as cartas (figuras ou pausas) com que vão jogar e as restantes cartas não serão utilizadas (ex.: podem
jogar com as seis cartas de Semínima ou com as quatro cartas de Pausa de Semínima). O professor deve indicar, também, o
tipo de compasso que pretende utilizar (ex.: quatro Compassos Ternários).
• A partir daqui, os alunos devem colocar as cartas nos respetivos compassos. Cada compasso preenchido corretamente
reverte num ponto a favor do jogador.
Vencedor do jogo:

O vencedor é o jogador que obtiver mais pontos.

Notas:

• O professor pode dar um determinado tempo para o preenchimento de cada compasso.


• Como prática rítmica, o professor pode pedir para que cada ritmo seja executado pelo aluno.

*Para ser jogado com o baralho de cartas de figuras rítmicas.


REGRAS DOS JOGOS

Jogo 4 – Jogo do três*

Número de jogadores: 2 a 4 jogadores – 1 baralho de cartas


Objetivo do jogo:
Completar um conjunto de 4 cartas iguais.
Exemplo: 4 cartas harpa.
Objetivo pedagógico do jogo:

Reconhecer conteúdos musicais, nomeadamente os instrumentos.

Início do jogo:

• Depois de baralhadas as cartas, o primeiro jogador distribui três cartas a cada um dos jogadores.
• As cartas que sobram do baralho são colocadas na mesa, com os instrumentos voltados para baixo, visto que irão servir para
se biscar.
• Inicia o jogo quem está à direita daquele que distribuiu as cartas e irá logo ao baralho retirar uma carta.
• O jogador fica com quatro cartas na mão e terá de verificar se tem possibilidade de ter um conjunto de quatro cartas iguais.
De seguida deverá dispensar uma carta, de modo a voltar a ter três cartas.
• A carta dispensada é colocada ao lado do baralho, voltada para cima, e nesse momento o jogador que a dispensou terá de
indicar o nome da carta que dispensou (Ex.: violino).
• O próximo jogador (aquele que está sentado à direita do último que jogou) tem duas hipóteses: ou utiliza a carta que o
jogador anterior a si dispensou, ou retira uma nova carta do baralho. Caso tenha conseguido ter um conjunto de quatro cartas
iguais ganha o jogo, caso tenha alguma carta que não lhe interesse pode dispensá-la.
Vencedor do jogo:
O vencedor é o jogador que na sua vez de jogar conseguir completar um conjunto de 4 cartas iguais e consiga indicar o nome
do instrumento que está nas suas cartas.
Notas:

• Se as cartas do baralho chegarem ao fim a meio de um jogo, as cartas dispensadas serão viradas para baixo e tornar-se-ão
no baralho.

*Para ser jogado com o baralho de cartas de instrumentos.