Você está na página 1de 17

17/11/2017

ADMINISTRAÇÃO DA MANUTENÇÃO
PROBABILIDADE e ESTATÍSTICA

Professor - Prof Luis Cordeiro

Luis Cordeiro POLI/UPE

PROGRAMA

1 - HISTÓRICO

2 - CONCEITUAÇÃO DA PROBABILIDADE E
AXIOMAS

3 - CONCEITUAÇÃO DA ESTATÍSTICA,
POPULAÇÃO E AMOSTRA

4 - VARIÁVEIS ALEATÓRIAS CONTÍNUAS E


DISCRETAS
PRINCIPAIS ESTATÍSTICAS :

MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL.


MEDIDAS DE DISPERSÃO.
Luis Cordeiro POLI/UPE

1
17/11/2017

PROGRAMA

5 - FUNÇÕES DE DENSIDADE E DISTRIBUIÇÃO


DE PROBABILIDADE

6 - PRINCIPAIS DISTRIBUIÇÕES DISCRETAS


UNIFORME DISCRETA
BINOMIAL
POISSON

7 - PRINCIPAIS DISTRIBUIÇÕES CONTÍNUAS


UNIFORME CONTÍNUA
NORMAL
EXPONENCIAL
WEIBULL

Luis Cordeiro POLI/UPE

Probabilidade - HISTÓRICO

A.C. - PROBABILITAS ( LATIM )


 DE RE, DE DICTUM

1650 - TEORIA DOS JOGOS DE AZAR (dados, cartas,


roletas ...)
 JOGO HÁBITO POPULAR E ELEGANTE
 MÉTODO RACIONAL DE CALCULAR RISCOS ( jogos
complexos e altos valores das apostas )

Luis Cordeiro POLI/UPE

2
17/11/2017

Probabilidade - HISTÓRICO
JOGADOR : DE MÉRÉ

MATEMÁTICOS:
Blaise PASCAL ( PARIS ) Pierre FERMAT ( TOULOSE )

PROB. = Nº CASOS FAV. , CASO


Nº CASOS POSSÍVEIS EQUIPROVÁVEL
Luis Cordeiro POLI/UPE

Probabilidade - HISTÓRICO

1670 - CASO NÃO SIMÉTRICO

MATEMÁTICO : ROBERVAL

1700 - GENERALIZAÇÃO DO CONCEITO

 Jacob BERNOULLI ( SUIÇA )


 ARTE CONJECTURA ( Ars Conjectandi )

Luis Cordeiro POLI/UPE

3
17/11/2017

Probabilidade - HISTÓRICO

 Abraham MOIVRE ( PARIS )


 DOUTRINA DAS CHANCES
(1ª INDICAÇÃO DISTRIBUIÇÃO NORMAL)

FATOS SOCIAIS / ECONÔMICOS / PSICOLÓGICOS


CASO SEGURO - ( RISCOS E PREÇOS )

Luis Cordeiro POLI/UPE

Probabilidade - HISTÓRICO
1812 - TRATADO ANALÍT. DA PROBABILIDADE

 Pierre Simon LAPLACE


( FRANÇA )

LEITORES NÃO MATEMÁTICOS


QUESTÕES CIENTÍFICAS E PRÁTICAS

 Johann Carl F. GAUSS


( ALEMANHA )

DISTRIBUIÇÃO NORMAL

Luis Cordeiro POLI/UPE

4
17/11/2017

Probabilidade - HISTÓRICO

1906 - TEORIA DA MEDIDA

 Henri LEBESGUE
( FRANÇA )

1933 - AXIOMAS DA PROBABILIDADE

 Andrey KOLMOGOROV
( RUSSIA )

Luis Cordeiro POLI/UPE

PROBABILIDADE

É UM NÚMERO [ 0,1] ASSOCIADO A


UM EVENTO DESTINADO A MEDIR A
SUA “POSSIBILIDADE” DE
OCORRÊNCIA.

Luis Cordeiro POLI/UPE

5
17/11/2017

Probabilidade - TIPOS

•EPISTÊMICA / SUBJETIVA
( Crença Individual )
ex. Maestro, Enólogo

•CLÁSSICA ( Simetria, Jogos )

•FREQÜÊNTISTA ( Baseada nos Eventos )

Luis Cordeiro POLI/UPE

RISCO x INCERTEZA

RISCO
SE AS PROBABILIDADES DOS RESULTADOS SÃO
CONHECIDAS.

INCERTEZA
QUANDO NÃO É POSSÍVEL ATRIBUIR VALORES DE
PROBABILIDADES.

Luis Cordeiro POLI/UPE

6
17/11/2017

EVENTO

TIPOS:
Se A = S, A é chamado EVENTO CERTO.

Se A = { }, A é chamado EVENTO IMPOSSÍVEL.

Eventos Mutuamente Exclusivos: Caso os eventos A e B não


possam ocorrer simultaneamente, isto é, A  B = ø
E : jogar um dado e observar o resultado.
S = {1, 2, 3, 4, 5, 6}
Sejam os eventos: ( A ocorrer nº par ) e ( B ocorrer nº ímpar )
Luis Cordeiro POLI/UPE

EVENTO

TIPOS:
Eventos Coletivamente Exaustivos: Se a união deles formam o
espaço amostral completo S, A  B = S.

PARTIÇÃO
Conjunto de eventos excludentes entre si.

n
A  n
A1 A2 A1 A1 An Ak 
i1 A1 A1 A1 An
Luis Cordeiro POLI/UPE

7
17/11/2017

EVENTO

TIPOS:
Eventos Independentes: Dois eventos são independentes
quando a realização ou a não-realização de um dos eventos não
afeta a probabilidade da realização do outro e vice-versa.

Ex. - Lançamento de dois dados D1 e D2, o resultado obtido em


um deles independe do resultado obtido no outro.

Luis Cordeiro POLI/UPE

Probabilidade - AXIOMAS
Axiomas: Proposições fundamentais formuladas e
aceitas sem prova.
1. ( , Q, P )
( Espaço amostral, Evento, Probabilidade )

2. P (  ) = 1

3. P ( A )  0

4. A e B SÃO EVENTOS EXCLUDENTES


P(A B)=P(A)+P(B)

 B
A

Luis Cordeiro POLI/UPE

8
17/11/2017

PROBABILIDADE CONDICIONAL

“ Dados dois eventos, A e B, denotaremos P( A/B ) a


probabilidade condicionada do evento A, quando B
tiver ocorrido, por:
P ( A / B ) = P ( A  B ) / PB, com P ( B )  0, pois B já
ocorreu. ( Teorema de BAYES ) ”

A2
A1
 B
AN
A9

P ( A9 / B ) = P ( A9  B ) / PB, P ( B )  0.
Luis Cordeiro POLI/UPE

PROBABILIDADE CONDICIONAL

ADIÇÃO DO CONHECIMENTO
• CORRIDA CAVALOS

• FORMULA 1

• JOGO DE FUTEBOL

Luis Cordeiro POLI/UPE

9
17/11/2017

Probabilidade - TEOREMAS
TEOREMA DO PRODUTO
“A probabilidade da ocorrência simultânea de
dois eventos, A e B, do mesmo espaço amostral, é igual
ao produto da probabilidade de um deles pela
probabilidade condicional do outro, dado o primeiro.”

P ( A / B ) = P ( A  B ) / PB ==> P ( A  B ) = PB P ( A / B )

P ( B / A ) = P ( A  B ) / PA ==> P ( A  B ) = PA P ( B / A )

Ex. Em um lote de 12 discos rígidos, 4 são defeituosos, 2 discos


são retirados um após o outro sem reposição. Qual a
probabilidade de que ambos sejam bons?
Resp.: A={o primeiro disco é bom}; B={o segundo disco é
bom}; P(A  B) = P(A) P(A/B) = 8/12 . 7/11 = 14/33
Luis Cordeiro POLI/UPE

INDEPENDÊNCIA ESTATÍSTICA
Um evento A é considerado independente de um outro
evento B se a probabilidade de A é igual à probabilidade
condicional de A dado B, isto é, se

P ( A ) = P ( A/ B )
logo
P ( B ) = P ( B/A )
do Teorema do Produto vem:

P( A  B ) = P( A ) . P( B )

Ex. Em uma caixa tem-se 10 Kits Multimídia, dos quais 4 são


defeituosos. São retirados dois Kits, uma após o outro, com
reposição. Calcular a probabilidade de ambos serem bons.
Resp.: A={o primeiro Kit é bom}; B={o segundo Kit é bom}; A
e B são independentes P(A  B) = P(A) P(B) = 6/10 . 6/10 = 9/25
Luis Cordeiro POLI/UPE

10
17/11/2017

ESTATÍSTICA

É A CIÊNCIA QUE SE PREOCUPA COM A :

COLETA
ORGANIZAÇÃO
DESCRIÇÃO
ANÁLISE
INTERPRETAÇÃO

DOS DADOS EXPERIMENTAIS PARA APOIO A


TOMADA DE DECISÕES

Luis Cordeiro POLI/UPE

ESTATÍSTICA

D
COLETA TOMADA
A
TRATAMENTO DA
D CONCLUSÕES
RESUMO DECISÃO
O
APRESENTAÇÃO
S

Luis Cordeiro POLI/UPE

11
17/11/2017

ESTATÍSTICA

POPULAÇÃO

É UM CONJUNTO DE INTERESSE DA INVESTIGAÇÃO


ESTATÍSTICA

É DETERMINADO POR ELEMENTOS QUE DEVEM TER


PELO MENOS UMA CARACTERÍSTICA COMUM

Luis Cordeiro POLI/UPE

ESTATÍSTICA

AMOSTRA

É UM SUBCONJUNTO REPRESENTATIVO DA
POPULAÇÃO

Luis Cordeiro POLI/UPE

12
17/11/2017

ESTATÍSTICA

ORGANIZAÇÃO
DEDUTIVA
OU
DESCRITIVA
DESCRICÃO

ANÁLISE
INDUTIVA
OU
INFERÊNCIAL
INTERPRETAÇÃO

Luis Cordeiro POLI/UPE

ESTATÍSTICA

ESTATÍSTICAD
ESCRITIVA
AMOSTRAGEM

ESTATÍSTICA
INDUTIVA

CÁLCULO
DAS
PROBABILIDADES

Luis Cordeiro POLI/UPE

13
17/11/2017

ESTATÍSTICA

JANELAS GERENCIAIS ( IBM )

SUCESSO

INTUITIVO CAUTELOSO
S

N ADIVINHO DESASTRADO

N S
DADOS

Luis Cordeiro POLI/UPE

FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

• COLETA DE DADOS (contínua, periódica, ocasional)

• CRÍTICA DOS DADOS (falhas, imperfeições, erros)

• APURAÇÃO DOS DADOS (soma, processamento e


classificação manual, eletromecânica ou eletrônica)

• APRESENTAÇÃO DOS DADOS (tabelas, gráficos)

• ANÁLISE DOS RESULTADOS (Estatística Indutiva


ou Inferencial, tirar conclusões do todo a partir de
informações fornecidas por parte representativa do
todo)
Luis Cordeiro POLI/UPE

14
17/11/2017

ESTATÍSTICA

VARIÁVEL ALEATÓRIA (V.A.)

É UMA FUNÇÃO QUE DESCREVE OS RESULTADOS


DE UM EXPERIMENTO ATRAVÉS DE
PROBABILIDADE

 ()

  [ 0,1 ]

Luis Cordeiro POLI/UPE

ESTATÍSTICA

TIPOS DE VARIÁVEL ALEATÓRIA (V.A.)


1 - V. A. QUANTITATIVA ( MENSURÁVEL )

1.1 - V.A. DISCRETA


CONTÁVEIS,VALORES INTEIROS, ISOLADAS.
Valores possíveis de X finito ou infinito numerável.

1.2 - V. A. CONTÍNUA
NÃO CONTÁVEIS, QUALQUER VALOR, JUNTAS.
Contradomínio intervalos ou coleção de intervalos.

2 - V.A QUALITATIVA ( IMENSURÁVEL )


ATRIBUTOS ex. sexo, cor.
Luis Cordeiro POLI/UPE

15
17/11/2017

Estatística - MEDIDAS DE POSIÇÃO

MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL


• MÉDIA (Aritmética, Geométrica, Harmônica)
• MODA
• MEDIANA
SEPARATRIZES
• MEDIANA
• QUARTIS
• DECIS
• PERCENTIS Luis Cordeiro POLI/UPE

Estatística - MEDIDAS DE POSIÇÃO

MEDIDAS DE DISPERSÃO
•DESVIO PADRÃO

•VARIANCIA

• ASSIMETRIA

•CURTOSE

Luis Cordeiro POLI/UPE

16
17/11/2017

ESTATÍSTICA
ASSIMETRIA

Luis Cordeiro POLI/UPE

Luis Cordeiro POLI/UPE

17