Você está na página 1de 36

1

CAPÍTULO 5
YOGA SYNCHROGALÁTICA II : AS PRÁTICAS
A Yoga Syncrogaláctica é um processo científico de auto sincronização, que ativa
nosso corpo etérico de acordo com os códigos supermentais da consciência cósmica. A-
través das práticas da Yoga Syncrogaláctica abrimos nossa consciência interna à diferentes
formas de yoga combinadas com a ordem sincrônica e como integrar o modo yogue de
ser com a vida cotidiana. Toda yoga tem como propósi-
to a auto realização.
Os códigos sincrônicos do tempo criam o signi-
ficado da matriz e o contesto para compreendermos
nossas explorações e experiências internas. Através do
uso e da meditação dos códigos, o corpo e a mente
sincronizam-se com a ordem universal coordenada pela
frequência de tempo 13:20. Este sistema facilita a auto
sincronização, onde a alma e a mente humana se unifi-
cam a um nível planetário, noosférico. Este modificará
radicalmente nossa auto percepção e a percepção do
universo.
Mediante o processo de auto sincronização, co-
meçaremos a experimentar este estado de sincroniza-
ção também com outros seres. É esta união de seres
sincronizados dentro do tabuleiro de circuito planetário que cria o campo planetário de
consciência.
Apresentamos as práticas básicas da Yoga Syncrogaláctica em quatro níveis:1) Me-
ditação dos Chacras; 2) Ativação dos Plasmas Radiais; 3) Comunicação com as Esferas
Mentais; e 4) Abertura dos Portais do Heptal.
Estas práticas estão sincronizadas com o ciclo do calendá-
rio de 13 Luas de 28 dias, criando quatro ciclos de sete dias por
Lua ( 28 dias). O ciclo de sete dias está codificado pelos sete
plasmas radiais: Dali, Seli, Gama, Kali, Alfa, Limi e Sílio.

2
DIA UM : DALI

NÍVEL 1 : MEDITAÇÃO DO CHACRA SAHASRARA (COROA)


Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo imóvel, pratique por alguns momentos a meditação da
mente natural. Uma vez que sua mente esteja suficientemente tranquila, dirija sua aten-
ção a seu chacra Sahasrara, ou Coroa. Visualize-o o mais claro e puro possível, brilhando
e resplandecendo com energia vibrante. Quando tiver puro e translúcido, flutuando por
cima da parte superior da cabeça, deixe que se dissolva e se transforme em uma flor de
lótus violeta de mil pétalas.
Concentre-se nessa área no interior do seu chacra da Coroa. Este é o caminho que
leva a consciência cósmica. Este centro contém a adormecida capacidade para a ilumina-
ção total. As escrituras Yoguicas dizem que o chacra Sahasrara é a sede da alma auto lu-
minosa ou chitta, a essência da mente.
Este Chacra é regido pelo princípio feminino ou Deusa Shakti Maha Shakti (Uni-
ão). Quando este centro finalmente desperta, as atividades da mente cessam e se fundem
na luz da iluminação. Esta é a origem da iluminação cósmica.
Sinta as texturas de luz/calor, tepidez e nutrição equilibrarem a glândula pineal e
córtex cerebral, levando todos os chacras à harmonia. Todo seu sistema glandular é paci-
ficado e banhado pelo calor da luz divina. Neste chacra se encontra nossa capacidade de
conexão, e inclusive aceitar as diferentes etapas e qualidades do ser. Este é o lugar utili-
zado pelos médiuns para canalizar informações.
Ao despertar nosso chacra da coroa seremos oráculos de luz de profetização pla-
netária; profetizar é conhecer diretamente pela mente.
Afirmação do Sahasrara: Que o universo de pura luz inspire a viagem de nossa
alma, que a noosfera planetária possa se tornar a coroa de pura radiância!

3
NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: DALI

Coroa
Respire profundamente através das narinas e permita que sua consciência flua de
seu nariz para cima até seu chacra da coroa. Dirija sua atenção ao interior do plasma
Dali no centro do chacra. Visualiza o símbolo amarelo irradiando cargas de calor curado-
ras.
Repita o seguinte, enquanto se concentra em seu chacra da coroa: “Meu pai é a
consciência intrínseca, Eu sinto o calor. ” Sinta o poder desse calor incendiar em seu Cha-
cra da Coroa, resplandecendo como sua consciência auto-existente inata, livre de concei-
tualizações.
Feche a narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profundamente
três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Dali e sinta o calor
da consciência intrínseca emanando para fora do seu chacra da coroa. Agora feche a na-
rina direita com o polegar direito e repita o processo, colocando toda sua atenção no
chacra da coroa, o plasma Dali. Sinta o calor mover-se desde o chacra da coroa, descer
pela coluna vertebral até seus membros, permeando todo seu ser. Seu chacra da coroa
está inundado de calor radiante que o conecta com o reino da consciência cósmica. En-
tregue-se ao processo como se nada mais importasse.
Dali é a primeira etapa da tríade do quantum sensorial primário. Um
quantum sensorial é o primeiro estagio do bloco construtor da experiência
sensorial.

NÍVEL 3: AJUSTANDO A PRIMEIRA ESFERA MENTAL


(PRECONSCIENTE)
O samadhi profundo ativa a primeira esfera mental.
Visualize a primeira esfera mental (preconsciente) no cérebro, localizada interna-
mente e cobrindo a parte posterior do lóbulo direito e do cerebelo. Esta esfera é a câma-
ra de ressonância do corpo físico e governa o lóbulo posterior direito do cérebro.
4
Por meio do preconsciente, se programa a atividade evolutiva dos seres de terceira
e quarta dimensões. Esta esfera corresponde a primeira dimensão do tempo: a Criação
Cósmica. É ativada através do samadhi profundo que penetra nas camadas mais profun-
das do preconsciente. Esta é a esfera onde se situam os códigos primários da criação
cósmica.
A criação cósmica se refere à maestria das forças cósmicas. Isto se produz através
da autogeração da energia do espaço. Agora já não somos mais vítimas dos padrões e
pensamentos da realidade condicionada. Nós nos liberamos das pretensões do falso eu.
Aqui estamos criando a nós mesmos e a nova realidade ao incorporar as cinco virtudes:
memória, disciplina, esforço, paciência e compaixão.
Para ativar e experimentar esta esfera mental exercite a meditação da mente natu-
ral ampliando a duração do VAZIO – o espaço entre os pensamentos.
MEDITACÃO DA MENTE NATURAL
Sente-se imóvel, com a coluna ereta. Mantenha os olhos ligeiramente abertos
olhando para o chão. Sinta sua dignidade intrínseca nesta postura e observe sua respi-
ração. Respire normalmente. Ao se tornar consciente de seus pensamentos, apenas
denomine-os “pensamentos”, e ao exalar, dissolva-os. Não importa a natureza e o con-
teúdo dos pensamentos, apenas dissolva-os. Nesse momento, quando os pensamentos
se dissolvem, aparece o VAZIO entre os pensamentos. É com este “vazio” que você
deve se familiarizar e que deve cultivar. Esta é a semente da mente natural e a chave
para seu verdadeiro e autentico EU. Pratique este exercício todos os dias e observe as
mudanças sutis em suas percepções e atitudes.

NÍVEL 4: ABERTURA DO PRIMEIRO PORTAL DO HEPTAL ( 108)


Começamos esta prática introduzindo os sete mantras solares que abrem as
sete portais solares (veja o capítulo anterior). Para este chakra, o mantra é
OM.
Primeiro visualiza o chakra Sahasrara, o lotus violeta de mil pétalas, com o plasma
Dali amarelo superposto a ele, sobre sua coroa. Mantenha esta visualização e sinta que
ambos se entrelaçam enquanto canta a silaba sagrada OM, tanto quanto sua respiração
possa sustentar (Patanjali diz que OM é a palavra que manifesta Deus). OM é o símbolo
universal para a vibração do som primordial.
Localize o Portal do Heptal 108 e o símbolo Alfa-Alfa no perceptor holomental
441. Sua colocação na matriz é V11: H2, segundo circuito, Sétima Dimensão do Tempo:

5
o tempo vertical descendente da ordem cósmica. Agora, localize-o em teu corpo, na base
do crânio (ver gráfico no final deste capítulo).
Visualiza o hiperplasma Alfa-Alfa por cima do Dali amarelo em seu chakra coroa.
Incorpore o Alfa-Alfa dentro da primeira esfera mental, na primeira dimensão do tem-
po (a criação cósmica), onde ele ativa a mente preconsciente como samadhi profun-
do. Aqui está o canal intergalático (UMB 341) através do qual o hiperplasma Alfa- Alfa é
oculto no cérebro.
A partir da primeira esfera mental, dirija mentalmente o hiperplasma Alfa-Alfa pa-
ra o chakra coroa e imprima-o sobre o plasma Dali. Segure isto durante quatro respira-
ções,alternando as narinas (inalando e exalando quatro vezes através de cada narina),
seguida de uma respiração profunda através de ambas as narinas.
Desça pela coluna central (coluna vertebral), ocultando este hiperplasma Alfa-Alfa
elétrico vermelho em todas as 144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respira-
ção de fogo, respirando rápida e superficialmente pelo do nariz, transmutando qualquer
bloqueio, ou obscuridades, em correntes de samadhi profundo de cristal transparente,
espalhando-se por todo o seu sistema nervoso.
O Alfa-Alfa vermelho elétrico espectral vibra sutilmente a força ativadora em to-
das as fibras etéricas. Eleve-o novamente pelo canal central e deixe Dali no chakra da
coroa. Retorne sua consciência para a primeira esfera mental, então, feche e sele o por-
tal da Heptal na base do crânio. Relaxe e respire lenta e profundamente pelo menos 13
vezes.
Runa UR Harmônica 84: O Todo da Vida Galáctica se torna Meio de Transmis-
são.
Para prática adicional: Localize o Portal da Heptal (Semana) 108 no Hunab Ku
21. Observe que ele corresponde à Força Primordial, o Ancião dos Dias, o Galactatron, a
Rainha do Trono; ao Netuno G/K, ao Número de Bode 300. Estude as conexões (veja o
gráfico no final deste capítulo).

6
DIA DOIS: SELI

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA MULADHARA (RAÍZ)


Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu chakra raiz ou Muladhara. Torne-o tão claro e intocável quanto possível,
brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e translúcido,
pulsando em rua raiz, deixe que se dissolva e se transforme em um lótus vermelho de
quatro pétalas.
Concentre-se nessa área dentro de seu chakra raiz. Este é um chackra fundamental
para a Yoga Kundalini onde o despertar a força vital começa ; é também a junção de
72.000 pares de terminações nervosas do corpo.
Na filosofia Samkhya, Muladhara é entendido como moola prakriti, a base trans-
cendental da natureza física. Esta é a base da qual os três canais psíquicos principais, ou
nadis, emergem e fluem subindo pela medula espinhal: Ida (força mental), à esquerda;
Pingala (força vital), à direita; e Sushumna (força espiritual), ao centro.
Este chakra é regido pelo princípio feminino ou Deusa Shakti Dakini (Segurança).
A área do corpo físico da ativação psíquica se extende desde o chakra raiz até o plexo
solar. A informação emocional do plexo solar vem pelo corpo físico até o chakra raiz. Em
seu nível básico, este chakra trata com a segurança e a sobrevivência, os instintos básicos.
Este chakra tambem serve como centro de armazenamento para muitas energias
inconscientes, inclusive as emoções “inferiores” tais como culpa e outros complexos psí-
quicos. Com o despertar deste chakra, passamos do inconsciente para o consciente.
Afirmação Muladhara: Que a força iogue suprema dentro da consciência plane-
tária direcione todas as manifestações para sua realização!

7
NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: SELI

Raiz
Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para baixo até seu chacra raiz. Dirija sua atenção para o interior do plasma Seli e
no centro do chacra. visualize o símbolo vermelho irradiando fluxos de lux branca. Este
plasma representa a intensidade da luz interior.
Repita o seguinte, enquanto se concentra no chacra raiz: “Minha mãe é a esfera
absoluta. Eu vejo a luz.” Sinta esta esfera de luz como a forma perfeita do seu chacra raiz.
Esta qualidade de perfeição é a verdadeira natureza da realidade.
Feche a narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profundamente
três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Seli e sinta a luz
da esfera absoluta emanando do seu chacra raiz. Agora feche a narina direita com o po-
legar direito e repita o processo, colocando toda sua atenção no chacra raiz, o plasma
Seli. Sinta essa luminosidade (luz) emanar de seu chacra raiz, movendo-se para cima pela
sua coluna vertebral para o chacra da coroa e então permear todo o seu corpo até as
pontas dos dedos das mãos e dos pés. Sinta todo o seu corpo inundado com essa luz ra-
diante, conectando-o com a Terra e expandindo-se para a coroa de consciência cósmica.
Sinta as emanações de correntes fluidas de luz clareando e liberando qualquer
bloqueio em seu sistema. A energia da Grande Mãe nutre a raiz do seu ser, a base ou
sede da força kundalini. Kundalini (força vital) é a energia liberada da raiz, ativando seu
chacra sexual e abrindo o canal de sabedoria interior do terceiro olho.
Seli é o segundo estagio da tríade do quantum sensorial primário.
Um quantum sensorial é o primeiro estagio do bloco construtor da experi-
ência sensorial.

8
NÍVEL 3: AJUSTANDO A SEGUNDA ESFERA MENTAL
(SUB OU INCONSCIENTE)
O Samadhi informativo ativa a segunda esfera mental
Visualize a segunda esfera mental (sub ou inconsciente) no cérebro centrada no
nervo optico, abarcando a glândula pineal e o corpo caloso. Esta esfera mental governa o
hemisfério frontal direito.
Esta esfera contem cada percepção e experiência de vida que não foi consciente-
mente registrada ou que é filtrada por sua mente consciente cotidiana (terceira esfera
mental). O que as pessoas pensam de sua personalidade é baseada primordialmente na
própria avaliação de suas reações a um conjunto de circunstancias. Cada um experimenta
um diferente conjunto e ordem de circunstancias de vida e recebe igual oportunidade
para responder consciente ou inconscientemente, positiva ou negativamente.
Esta esfera corresponde à terceira dimensão do tempo: Sincronização Cósmica. A
Sincronizaçao Cósmica se refere à maestria da ordem sincrônica: Auto criação através do
tempo. Aqui imprimimos os códigos da ordem sincrônica, incorporando-os ao nosso sub-
consciente.
A segunda esfera mental é ativada como Samadhi Informativo. O cultivo de uma
meditação consciente ininterrupta nos permite ter acesso a informações anteriormente
fora do alcance de nossa consciência desperta. O conhecimento da Lei do Tempo per-
manece latente nesta esfera mental. A Lei do Tempo torna consciente o que antes era
inconsciente. De acordo com a Lei do Tempo, toda vida possui energia inconsciente
Esta esfera mental é ativada pelo cultivo de estados de consciência periférica, atra-
ves tanto da meditação quanto da contemplação da Lei do Tempo: Tempo como evolu-
ção da consciência.
Se nossa experiência diária permanece inconsciente da Lei do Tempo, então,
quando uma experiência ocorre em nosso tempo/espaço, não perceberemos a oportuni-
dade que nos está sendo apresentada para uma elevação da consciência. Entretanto, se
estamos conscientes da Lei do Tempo, então nossas experiências se tornarão fatores que
nos introduzirão a uma consciência elevada.

9
NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO SEGUNDO HEPTAL (291)
Visualize a flor de lótus de quatro pétalas vermelhas do chacra raiz ou Mu-
ladhara com o plasma vermelho Seli superposto a ele. Mantenha essa vi-
sualização e sinta que os dois se entrelaçam enquanto você sustenta o can-
to da silaba sagrada HRAM o máximo possível.
Localize o Portal do Heptal 291 e o símbolo Alfa-Beta no Perceptor Holomental
441. Sua localização na matriz é V11:H5, quinto circuito, 7ª dimensão do tempo, tempo
vertical descendente do comando cósmico. Agora localize-o em seu corpo, na parte cen-
tral posterior de seu crânio, entre a base e a coroa (veja o gráfico no final deste capitulo).
Visualize o hiperplasma Alfa-Beta sombre o Seli vermelho em seu chacra raiz. in-
corpore o Alfa-Beta na segunda esfera mental e terceira dimensão do tempo (sincroni-
zação cósmica) onde ele ativa o subconsciente como Samadhi Informativo. Aqui está o
canal intergaláctico (UMB 351) através da qual o hiperplasma Alfa-Beta é oculto no he-
misfério frontal direito do cérebro.
Da segunda esfera mental, dirija mentalmente o hiperplasma Alfa-Beta para o
chacra raiz e imprima-o sobre o plasma vermelho Seli. Mantenha essa impressão duran-
te quatro respirações alterando as narinas (quatro inspirações e quatro expirações em ca-
da narina), seguida de uma respiração por ambas as narinas.
Suba pela coluna central (espinha) ocultando o hiperplasma Alfa-Beta nas
144.000 fibras etéreas do corpo astral. Pratique a respiração do fogo respirando rápida e
superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer bloqueio ou obscuridade em claros
rios de cristal de samadhi informativo irradiando-se através de todo o seu sistema nervo-
so.
O Alfa-Beta azul e vermelho Eletrico Espectral vibra a força sutil ativando-a em
todas as fibras etéricas. Desça pela coluna vertebral e deixe Seli no chacra raiz. Suba no-
vamente e retorne sua consciência para a segunda esfera mental, então, feche e sele o
Portal do Heptal na metade posterior de seu crânio. Relaxe e respire lenta e profunda-
mente pelo menos 13 vezes.
Runa Harmônica UR 88: O Todo da Vida Galáctica Concretizada como Consci-
ência Cósmica.
Para prática adicional: Localize o Heptal 291 no Hunab ku 21. Observe
que ele corresponde ao Avatar, o que alcança o Conhecimento, o Exemplo; à Terra
G/K, ao Numero de Bode 10. Estude todas as conexões (veja o gráfico no final deste ca-
pitulo).

10
DÍA TRÊS: GAMA

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA AJNA (TERCEIRO OLHO)


Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu chakra do terceiro olho ou Ajna. Torne-o tão claro e intocável quanto pos-
sível, brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e translú-
cido, pulsando em rua raiz, deixe que se dissolva e se transforme em um lótus índigo de
duas pétalas.
Concentre-se nessa area dentro do seu chacra do terceiro olho. A concentração
neste chacra ativa a glândula pineal, abrindo sua terceira visão para a recepção de forças
cosmicas; este é o caminho para as dimensões astrais e psíquicas da consciência.
A palavra “ajna” é derivada da raiz Sanscrita que significa “saber, obedecer ou se-
guir”. Literalmente ajna significa “comando” ou ”centro de monitoração”. Algumas vezes
também é mencionado como o chacra da mente ou o olho da sabedoria. O chacra Ajna
é o ponto onde os três principais nadis (Ida, Pingala e Sushumna) se fundem em uma cor-
rente de consciência que flui para o alto para o centro da coroa.
Acordar o chacra Ajna requer disciplina e persistente concentração. Visualize um
ponto de luz e focalize esse ponto único de luz para cultivar sua visão interna. O proposi-
to desta ação é acalmar as baixas emoções, abrir a visão interior e sustentar a concentra-
ção. O cultivo do chacra Ajna nos eleva a um nível de consciência continua, criando a
possibilidade da comunicação mente-a-mente ou telepatia.
Este chacra é governado pelo principio feminino da Deusa Shakti Hakini (Intuição).
Ele possui a chave para a intuição ou sexto sentido – sintonia direta ou obtenção do co-
nhecimento divino diretamente, sem a ajuda dos sentidos – o que é tradicionalmente
conhecido como “gnose”.

11
Quando este centro é finalmente despertado o corpo fica inundado com a luz ra-
diante que ilumina todo que passa por sua mente. Você esta criando uma antena de luz
transmissora de dentro para fora que possibilita a inteligência superior se comunicar com
você. Uma vez suficientemente disciplinada, sua visão interna poderá dirigir-se para
qualquer outro chacra para recuperar informações, impressões, lembranças e/ou intui-
ções. É através do chacra Ajna que podemos ver a essência oculta do mundo de aparên-
cias: passado, presente e futuro ao mesmo tempo. Quando a mente é purificada, então
os outro chacras naturalmente despertam.
Afirmação do Ajna: Que nos seja concedida a visão galáctica para transformar
toda matéria em radiância purificadora do mais elevado sonho!

NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: GAMA

3º Olho
Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para seu chacra do terceiro olho. Dirija sua atenção para o interior do plasma Gama
no centro do chacra. Visualize o símbolo branco irradiando para todos os pontos do uni-
verso com calma equanimidade e equalização de cargas de luz e calor.
Repita o seguinte focalizando seu terceiro olho: “Minha linhagem é a união da
consciência intrínseca com a esfera absoluta, Eu alcanço o poder da paz”. Permita-se sentir
a fusão da luz (perfeita forma radiante) com o calor (consciência intrínseca) em seu tercei-
ro olho. Sinta a perfeição inerente e auto-liberação inata da paz que sempre existe no
momento presente.
Para descobrir a linhagem do calor e da luz,fluxo da radiante esfera de luz, feche a
narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profundamente três vezes, ina-
lando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma amarelo Dali no seu chacra da
coroa e sinta a luz da esfera absoluta emanando do seu chacra raiz. Agora feche a narina
12
direita com o polegar direito e repita o processo, colocando toda sua atenção no plasma
Seli no chacra raiz,. Sinta o suave fluxo da esfera de luz radiante. Contemple o mistério
da luz e calor.
Agora funda o calor de seu chacra da coroa com a luz do seu chacra raiz em seu
terceiro olho, o plasma branco Gama. Sinta a união pulsante desta consciência intrínseca
(calor) com a esfera absoluta (luz). Todo o seu corpo e o sistema glandular são acalmados
e banhados com o calor desta divina luz pai/mãe.
Com pratica e concentração suficientes, a energia térmica tanto do chacra da co-
roa como do universo de luz exterior, de altas dimensões, flui para o terceiro olho e i-
nunda os sistemas nervosos físico e astral com intuição radiante, restaurando nosso poder
inato de clarividência.
Gama é o terceiro estagio que completa a tríade do quantum sensorial
primário. Um quantum sensorial é o primeiro estagio do bloco construtor da
experiência sensorial.

NÍVEL 3: AJUSTANDO A TERCEIRA ESFERA MENTAL


(CONSCIENTE DESPERTO)
A meditação consciente desperto, ativa a terceira esfera mental
Visualize a terceira esfera mental (consciente desperto) localizada na porção fron-
tal do hemisfério cerebral direito, acima do olho direito. Esta esfera mental geralmente
funciona apenas com o eu tridimensional, mas no estado de vigília opera com o nível
beta, governando o hemisfério frontal esquerdo do cérebro.
A terceira esfera mental é o meio do pensamento, decisão e consciência do pre-
sente. Tornar-se consciente significa questionar tudo em sua origem. O conhecimento
inicia com a curiosidade, o desejo de saber. Esse desejo de saber cria um espaço para o
surgimento de perguntas inteligentes. Com essas perguntas vem o desejo de conhecer as
respostas. O retorno recebido varia de acordo com a qualidade das perguntas.
Esta esfera mental governa o poder da livre vontade; a intenção é disciplinar-se
pelo exercício da vontade, favorecendo o proposito de uma espiritualidade coordenada.
Quando isto acontece o olho da sabedoria se abre e o conhecimento se torna possível.
Esta esfera também corresponde à quarta dimensão do tempo: o Cubo Cósmico.
O Cubo Cósmico se refere a mais alta maestria de nos introduzir no plano mental supe-
rior do processo de co-criação. A maneira mais simples de ativar este nível de consciên-
cia é praticar a sintonia do terceiro olho com o Ser Supremo; brilhante, pleno de luz, pu-

13
ro, perfeito e livre de obscuridades. Mantenha sua mente focada nesse Ser sem forma o
máximo de tempo possível: o Criador de Todo Conhecimento e Inteligência. Permita à
sua mente fundir-se com toda a criação.
A habilidade de possuir uma consciência direcionada a um só ponto é a chave pa-
ra a mediunidade consciente desperta. Quando a mente se concentra neste ponto, al-
cança a transcendência da inconsciência para a consciência individual planetária coletiva.
NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO TERCEIRO HEPTAL (144)
Visualize as duas pétalas índigo do lótus do chacra Ajna com o plasma
Gama branco sobreposto a ele em sua testa. Mantenha essa visualização e
sinta ambos se entrelaçando enquanto mantem o canto da palavra sagrada
HRAHA o máximo possível.
Localize o Portal do Heptal 144 e o símbolo Beta-Beta no perceptor holomental
441. Sua localização na matriz é Vertical 11 Horizontal 20, segundo circuito, oitava di-
mensão do tempo, tempo vertical ascendente do comando cósmico. Agora localize-o em
seu corpo na parte da frente do seu crânio, a testa (veja o gráfico no final deste capitulo).
Visualize o hiperplasma Beta-Beta sobre o plasma branco Gama no chacra do seu
terceiro olho. Leve Beta-Beta para dentro da terceira esfera mental na quarta dimensão
do tempo (cubo cósmico) onde ele ativa a mente consciente como mediunidade des-
perta. Aqui está o canal intergaláctico (UMB 321), através do qual o hiperplasma Beta-
Beta é oculto em seu frontal, no hemisfério esquerdo do cérebro.
Da terceira esfera mental encaminhe, mentalmente, o hiperplasma Beta-Beta pa-
ra o chacra do terceiro olho e imprima-o sobre o plasma Gama. Mantenha isto enquanto
alterna as respirações pelas narinas (inspirando e expirando 4 vezes em cada narina), se-
guida de uma inspiração por ambas as narinas.
Desça pela coluna central (vertebral) ocultando este hiperplasma Beta-Beta em
suas 144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respiração do fogo, respirando
rápida e superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer bloqueio ou obscuridade
em claros rios de cristal de mediunidade de consciência desperta, irradiando-as através
de todo o seu sistema nervoso.
O Beta-Beta azul elétrico espectral vibra a ativação da força sutil em todas as fi-
bras etéricas. Suba novamente pelo canal central e deixe Gama no chacra do terceiro
olho. Dirija sua consciência para a terceira esfera mental, então feche e sele o Portal do
Heptal em seu terceiro olho. Relaxe e respire lenta e profundamente pelo menos por 13
vezes.

14
Runa Harmônica UR :91
O Todo da Arte Galáctica define o Espaço.

Para pratica adicional: Localize o Portal 144 em Hunab Ku 21. Observe que ele
corresponde ao Arquétipo da Suma Sacerdotisa, a Essência Espiritual, a Urânia, a Senhora
dos Ventos; ao Urano G/K, ao Numero de Bode 196. Estude todas as conexões (veja o
gráfico no final deste capitulo).

DÍA QUATRO: KALI

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA SWADHISTANA


(CENTRO SECRETO)
Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu centro secreto ou chakra Swadhistana. Torne-o tão claro e intocável quanto
possível, brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e trans-
lúcido, pulsando em seu centro secreto, deixe que se dissolva e se transforme em um
lótus laranja de seis pétalas.
Concentre-se nessa área dentro do seu chacra do centro sexual. Esta é a sede da
consciência sexual e guarda o poder da energia suprema. É também a sede da consciên-
cia corporal.
Na tradição yogue o Swadhistana é conhecido como o substrato ou base da cons-
ciência humana individual. É o depositário de todos os karmas, impressões, vidas passa-
das e experiências anteriores, ou o inconsciente, já que se relaciona especificamente com
a formação da personalidade terrena ou persona circunstancial.
Este chacra é governado pelo principio feminino ou Deusa Shakti Rakini (Sexuali-
dade). Aqui é guardada a maioria dos bloqueios psíquicos e dos karmas – o karma coleti-

15
vo da inconsciência. Queremos despertar este centro secreto a fim de abrir nossa visão
interior para a recepção da eletricidade cósmica.
Quando este centro estiver finalmente desperto, o corpo ficada inundado com a
eletricidade cósmica que conecta todos os outros chacras. Esta é a forma de transmutar e
recanalizar o poder sexual, ou energia kundalini, para uma forma superior de eletricida-
de. A energia armazenada neste chacra pode ser usada para vitalizar diferentes níveis do
ser.
Afirmação do Swadhistana: Que as forças supramentais reúnam suas estrutu-
ras eletroplásmicas da evolução espiritual e as liberem para a noosfera.

NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: KALI

Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para seu chacra do centro secreto. Dirija sua atenção para o interior do plasma Kali
no centro do chacra. Visualize o símbolo azul irradiando correntes de luz branca.
Sinta o plasma Kali unindo-se ao seu centro secreto, representado pela qualidade
intensificada de luz-calor, que também está associada com a sexualidade ou energia kun-
dalini.
Repita o seguinte focalizando seu terceiro olho: “Meu nome é o glorioso nascido
do lótus. Eu cataliso luz-calor interior.” Sinta em seu interior essa luz-calor, a eletricidade
autogerada que nasce da condição de pureza imaculada.
Feche sua narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profunda-
mente três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Kali e sinta
a luz-calor intensificada emanando do chacra do centro secreto. Agora, cubra sua narina
direita com o polegar direito e respire lenta e profundamente três vezes, inalando e exa-
lando pela narina esquerda. Focalize o plasma Kali e sinta a consciência intrínseca de
luz-calor pulsando de seu chacra do centro secreto para todo o seu ser. Sinta as correntes
de luz e calor fluindo e catalisando todo o seu sistema cada vez mais em sutis espirais de
radiância. Esta poderosa energia emana de seu centro secreto, ativando, circulando e
16
revigorando todos os outros chacras. Você é o glorioso nascido do lótus, nascido do Calor
do Pai e da Luz da Mãe.
O plasma Kali é a ligação entre os três plasmas sensoriais de luz-calor
e os três plasmas telepáticos. É o agente catalisador entre o quantum sensori-
al térmico/lumínico e o quantum telepático subatômico.

NÍVEL 3: AJUSTANDO A QUARTA ESFERA MENTAL


(CONSCIENTE CONTINUO)
O controle da mente superior, ativa a quarta esfera mental
Visualize a quarta esfera mental (consciente continuo) localizada no cérebro acima
do olho esquerdo, no hemisfério cerebral esquerdo. Esta esfera mental controla e governa
a parte posterior do hemisfério esquerdo.
A consciência continua é a habilidade de manter uma forma pensamento consci-
ente em sequencia durante longos e ininterruptos períodos de tempo. Em termos de Ci-
ência Cósmica, a consciência continua é a habilidade do “Outro” de quarta dimensão
manter a comunicação direta com o “Eu Superior” da quinta dimensão e continuar a es-
tabelecer e expandir a realização do todo para o “eu” de terceira dimensão.
Esta esfera corresponde à segunda dimensão do tempo: Ascensão Cósmica. A As-
censão Cósmica se refere à maestria dos poderes superiores de percepção e projeção
telepática. Isso significa que podemos perceber a nós mesmos em qualquer lugar do uni-
verso e projetarmo-nos para qualquer daqueles lugares, se necessário.
Para cultivar a consciência continua escolha um pensamento, uma estrutura men-
tal ou uma serie de numeros nos quais focar. Você também pode praticar manter proje-
ções geométricas, como um icosaedro ou um dodecaedro. Concentre-se e preencha sua
mente totalmente com esta percepção interna ou com uma estrutura mental pelo máxi-
mo de tempo possível. No momento em que qualquer outro pensamento tentar penetrar
em sua mente, descarte-o imediatamente através da construção mental ou pensamento
utilizado.
Continue praticando ate adquirir a destreza em se concentrar em qualquer coisa
pelo tempo desejado, ou até que apareça diante de você uma claridade alucinante. O
treinamento persistente para controlar seu mundo de pensamentos o preparará para a
descida da consciência supermental. Analise cada pensamento que surgir e se não for
construtivo ou harmonioso deixe-o ir imediatamente. Faça isso com a frequência necessá-
ria para que se torne sua segunda natureza. Quando alcançar esta capacidade você expe-

17
rimentará o controle superior da mente, e não será mais aquele que faz ou o pensador, e
sim o eu superior como mediador.

NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO QUARTO HEPTAL (315)


Visualize a flor de lótus de seis pétalas laranja no chacra Swadhistana com o
plasma azul Kali sobreposto a ele, em sua área do centro secreto. Mantenha
essa visualização e sinta ambos se entrelaçando enquanto você mantem o
canto da palavra sagrada HRIM o máximo possível.
Localize o Portal do Heptal 315 e o símbolo Beta-Alfa no Perceptor Holomental
441. Sua localização na matriz é Vertical 11, Horizontal 17, quinto circuito, oitava di-
mensão do tempo, tempo vertical ascendente do comando cósmico. Agora coloque-o em
seu corpo no alto de sua testa, logo acima do terceiro olho (veja o gráfico no final deste-
capitulo).
Visualize o hiperplasma Beta-Alfa sobre o plasma azul Kali em seu chacra do cen-
tro secreto. Leve Beta-Alfa para a quarta esfera mental na segunda dimensão do tempo
(ascensão cósmica), onde ele ativará a consciência continua como controle da mente
superior. Aqui está o canal intergaláctico (UMB 331) através do qual o hiperplasma Beta-
Alfa é oculto na parte posterior do hemisfério cerebral esquerdo.
Da quarta esfera mental dirija mentalmente o hiperplasma Beta-Alfa para o cha-
cra do centro secreto e imprima-o sobre o plasma Kali. Mantenha essa visualização en-
quanto alterna quatro respirações pelas narinas (inspirando e expirando quatro vezes a-
través de cada narina), seguida de uma profunda respiração por ambas as narinas.
Suba pela coluna central (vertebral) ocultando este hiperplasma Beta-Alfa nas
144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respiração do fogo, respirando rápida
e superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer bloqueio ou obscuridade em claras
correntes de cristal pelo controle da mente superior, espalhando-se por todo o seu sis-
tema nervoso.
O Beta-Alpha azul e vermelho elétrico espectral vibra ativando a força sutil em
todas as fibras etéricas. Descendo pelo canal central deixe Kali no chacra do centro se-
creto. Volte a subir pelo seu canal central e retorne sua consciência para a quarta esfera
mental, então feche e sele o Portal do Heptal no alto da parte frontal do seu crânio. Rela-
xe e respire longa e profundamente pelo menos por 13 vezes.
Runa Harmônica UR 95: O Todo da Arte Galáctica se torna Meditação da Reali-
dade.

18
Para pratica adicional: Localize o Portal do Heptal 315 no Hunab Ku 21. Observe
que ele corresponde ao Arquétipo do Profeta, o Renovador da Cultura, o Professor do
Mundo; o Marte S/P, ao Numero de Bode 16. Estude todas as conexões (veja o gráfico no
final do capitulo).
DIA CINCO: ALFA

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA VISHUDA


(LARÍNGEO)
Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu laríngeo ou chakra Vishuda. Torne-o tão claro e intocável quanto possível,
brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e translúcido,
pulsando em rua raiz, deixe que se dissolva e se transforme em um lótus azul de dezes-
seis pétalas.
Concentre-se nessa área dentro do seu chacra laríngeo. Este centro contem a von-
tade para se comunicar e elevar-se a outros padrões de pensamento e comportamento
informativos.
O chacra Vishuda é o canal de comunicação que leva à quarta dimensão através
da terceira. Isto lida com ambos os corpos, emocional e mental, e é o centro para a ex-
pressão artística e a comunicação inteligente oriunda das esferas mentais superiores (5ª e
6ª).
O chacra Vishuda é conhecido em algumas tradições yogues como o chacra do
renascimento espiritual, e na yoga Kundalinica como a “fonte da juventude”, o local onde
o rejuvenescimento físico espontâneo começa. Para ativar esse chacra deve-se fazer ora-
ções, cantar canções devocionais ou entoar mantras. Cante “Ahhhhhhh” sete vezes para
abrir o chacra laríngeo.

19
Este chacra é governado pelo principio feminino ou Deusa Shakti Shakini (Conhe-
cimento). O Vishuda também é o centro de purificação e discernimento e o local do vij-
nana, ou sabedoria analítica Divina. Focalizando este chacra podemos discernir entre as
mensagens da mente superior e as mensagens do ego.
O chacra Vishuda está relacionado com a Yoga Nada, ou o ramo da yoga kundali-
ni que trata com a vibração do som (Vishuda e Muladhara são considerados os dois cen-
tros básicos da vibração. O chacra Muladhara corresponde à vibração cósmica da raiz,
enquanto o chacra Vishuda é o receptor das harmonias superiores das musicas das esfe-
ras. Quando este chacra atinge seu estado superior, os sons emitidos adquirem qualida-
des magicas que modifica o espaço do ouvinte através da vibração. Este chacra também
pode ser usado como estação receptora para sintonizar os pensamentos e sentimentos
dos seres próximos e distantes.
Este é o centro de recepção supramental das ondas de pensamento e das transmis-
sões que são separadas e enviadas ao chacra apropriado. Quando este chacra acorda,
podemos começar a dirigir as energias do corpo dos chacras inferiores para os superiores,
reconectando nossa expressão com os canais ressonantes do cosmos.
Nota: O canal nervoso da garganta também está associado com o kurmanadi, o
nadi tartaruga. Quando este nadi é despertado, o praticante fica apto a superar os desejos
e necessidades de comida e bebida. (Isto foi bem demonstrado por muitos yogues, espe-
cialmente na India. Exemplos de tais yogues/yoguinas podem ser encontrados na Autobi-
ografia de um Iogue, de Sri Paramahansa Yogananda.)
Afirmação do Vishuda: Que a visão dos Anciãos das Estrelas dos Grandes
Conselhos de Luz e Sabedoria falem através de mim para que todos possam ascender
à graça sublime!
NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: ALFA

Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para seu chacra laringeo. Dirija sua atenção para o interior do plasma Alfa no centro

20
do chacra. Visualize o símbolo amarelo irradiando luminosas correntes de luz branca.
Sinta a vibração elétrica do plasma Alpha acumulando-se em seu chacra laríngeo.
Este centro ativa a carga elétrica dupla estendida, que está em ressonância telepática com
o Polo Sul. Repita o seguinte enquanto focaliza seu chacra laringeo: “Meu país é a esfera
absoluta não nascida, Eu libero o elétron duplo estendido no Polo Sul.” Não nascido se
refere ao estado indestrutivel incondicional que permeia o universo inteiro desde o prin-
cipio sem principio até o final sem fim. Sinta sua consciência alinhar-se com a Consciên-
cia Universal enquanto sua vibração se eleva para a frequência da Nova Terra. Todos os
bloqueios e obscuridades são dissolvidos em sua corrente mental enquanto você se funde
com o grande oceano da mente universal superconsciente.
Feche sua narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profunda-
mente três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Alfa e sinta
as correntes de luz da Mente Universal purificar seu chacra laringeo e limpar todos os
seus canais de comunicação. Agora, cubra sua narina direita com o polegar direito e res-
pire lenta e profundamente três vezes, inalando e exalando pela narina esquerda, focali-
zando toda sua atenção no chacra laringeo. Seu chacra laringeo emana vibrações sonoras
de alegria e ressonâncias curadoras para todos os outros chacras. Você é o criador de no-
vas estórias, o narrador de novos contos.
A carga do plasma Alfa é o primeiro estagio da tríade do quantum te-
lepático. Sinta no centro do plasma Alfa as cargas integradas do quanta sen-
sorial: Dali, Seli e Gama transmutados por Kali em cargas telepáticas Alfa.
Então, estendendo telepaticamente sua mente para o sul do planeta, libere o
eletron-duplo estendido no Polo Sul.

NÍVEL 3: AJUSTANDO A QUINTA ESFERA MENTAL


(SUPERCONSCIENTE)
O superconsciente hipereletrônico ativa a quinta esfera mental
Visualize a quinta esfera mental (superconsciente) localizada no cérebro sobre a
orelha esquerda, no hemisfério cerebral esquerdo. Esta é a sede do eu superior de quinta
dimensão e funciona com o “outro” quadridimensional. Esta esfera mental governa e ati-
va o hemisfério lateral direito entre a orelha direita e a tempora direita, de onde manda
impulsos paranormais para a primeira esfera: pré-consciente.
O superconsciente fica por trás do véu da consciência desperta. É mencionada, às
vezes, como consciência cósmica ou consciência Cristica, a bem aventurada consciência

21
auto-existente que transcende a criação. A qualidade de nossos pensamentos e nossa
atenção é a chave para trabalhar esses poderes superconscientes.
Nossos pensamentos são linhas de força eletrônicas liberadas na atmosfera e que
criam efeitos específicos de acordo com a força do pensamento. Para incorporar um es-
tado mental superconsciente é preciso persistência e atenção concentradas e pratica de-
vocional de meditação.
MEDITAÇÃO DA TERRA COMO UM TODO
Visualize-se exatamente onde está. Perceba em que espaço você está, se é
dentro ou fora. Agora eleve-se para fora do ambiente em que se encontra e olhe de
cima para baixo. Suba mais e olhe toda a rua ou área em que se encontra. Agora
expanda-se e suba mais e mais para o espaço. Do espaço olhe a Terra como uma
única e luminosa mandala azul. Veja a Terra de todos os ângulos. Veja-a como
uma orbita planetária, uma roda girando no espaço com seu valor essencial, seu
dharma ou verdade. O dharma ou capacidade da Terra é a sua capacidade de
sustentar a vida.
Visualize a totalidade da vida na Terra, desde os animais, as plantas, os hu-
manos, até os insetos e plânctons. Veja tudo como um unico sistema. O todo da
vida na Terra é a biosfera, ou a esfera da vida que cobre a superfície da Terra como
uma pelicula ou uma manta vibrante, em constante movimento. Visualize real-
mente como todas as diferentes formas e processos de vida formam uma unidade
neste brilhante orbe azul.
Agora deixe sua mente penetrar sob a superfície da Terra. Sinta as camadas
esféricas de sedimentos e rochas cristalinas. Vá para o centro e encontre o imenso
octaedro de cristal de ferro. Sinta este coração de cristal como um dinâmico radio
receptor alongado em direção a cada um dos polos magnéticos. Coloque-se em
meditação bem no centro desse cristal radio receptor. Quem a Terra está receben-
do? O que a Terra está transmitindo? Onde a Terra está recebendo? Que mensa-
gens a Terra está lhe dando agora?
Nota: É necessária a aplicação de técnicas avançadas de meditação pura
para unificar-se com o espaço cósmico universal. Formas pensamento telepáticas
super normativas estão sempre chegando da quinta esfera mental, o superconsci-
ente.
Esta esfera corresponde à quinta dimensão de tempo, o tempo radial do Eu Supe-
rior superconsciente de quinta dimensão. É caracterizada pela hiperclaridade elétrica de-
finida como “não sendo deste mundo”. Esta esfera é altamente ativada com o advento da
noosfera, e é caracterizada pela total percepção holística. Incorporando a consciência
22
continua da quarta esfera mental, o superconsciente se expande em ondas de mentação
do eu superior de quinta dimensão. A onda de “mentação” é uma configuração de po-
tencialidades telepáticas, independente da linguagem e baseada em todas as ordens de
preceitos supermentais intrínsecos ao conhecimento não egoíco. Para cultivar a mente
superconsciente medite toda a Terra como um só organismo mantido unido pelo campo
de pensamento universal.

NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO QUINTO HEPTAL (414)


Visualize o lótus azul de dezesseis pétalas do chacra Vishuda com o plas-
ma amarelo Alfa sobreposto, em sua garganta. Mantenha essa visualização
enquanto canta a palavra sagrada HRAUM o máximo possível.
Localize o Portal do Heptal 414 e o símbolo do Hipereletron no
perceptor holomental 441. Sua localização na matriz é Vertical 11 Horizontal 14, oitavo
circuito, nona dimensão do tempo, centro do tempo interior. Agora localize-o em seu
corpo na parte frontal central de seu crânio (veja o gráfico no final deste capitulo).
Visualize o Hipereletron com o espiralado campo de força Kuali vermelho aci-
ma do Alfa amarelo, em seu chacra laringeo. Leve o Hipereletron para a quinta esfera
mental na quinta dimensão do tempo (campo de força eletrotérmica vermelha Kuali, H
11/V 1-7, lado direito do tempo) onde ele ativa o superconsciente como superconscien-
te hipereletronico informando as esferas mentais um e dois.
Da quinta esfera mental, dirija mentalmente o Hipereletron preto para o chacra
laringeo e o imprima sobre o plasma Alfa. Mantenha essa visualização enquanto alterna
quatro respirações pelas narinas (inspirando e expirando quatro vezes através de cada
narina), seguida de uma profunda respiração por ambas as narinas.
Desça agora pela coluna central (vertebral), ocultando o Hipereletron (campo de
força vermelho Kuali) nas 144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respiração
do fogo, respirando rápida e superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer blo-
queio ou obscuridade em claras correntes de cristal superconsciente hipereletronicas
espalhando-se por todo o seu sistema nervoso.
O Hipereletron preto com o campo de força elétrico espectral Kuali vermelho
vibra a sutil ativação da força eletronica em todas as fibras etéricas. Desça novamente
pelo canal central e deixe Alfa no chacra laringeo. Dirija sua consciência para a quinta
esfera mental, então feche e sele o Portal do Heptal na parte frontal central de seu crânio.
Relaxe e respire lenta e profundamente pelo menos 13 vezes.

23
Runa Harmonica UR 90: O Todo da Arte Galactica Definido pelo Tempo.
Para pratica adicional: Localize o Portal do Heptal 414 no Hunab Ku 21.
Observe que ele corresponde ao arquétipo do Iluminado, o Portador da Verda-
de Suprema, o Renovador da Vida, o possuidor da Sabedoria do Tempo-Espaço; a Plutão
G/K, ao Numero de Bode 388. Estude todas as conexões (veja o gráfico no final deste
capitulo).

DIA SEIS: LIMI

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA MANIPURA (PLEXO SOLAR)


Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu chakra Manipura ou plexo solar. Torne-o tão claro e intocável quanto pos-
sível, brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e translú-
cido, pulsando em seu plexo solar, deixe que se dissolva e se transforme em um lótus
amarelo de dez pétalas.
Concentre-se nessa área dentro do seu plexo solar. O plexo solar é considerado o
segundo cérebro e o armazém central de prana. A energia armazenada neste chacra po-
de ser usada para que nos conectemos seja como indivíduos seja como planeta, através
do Sol, com o centro da Galáxia, Hunab´ku. Na tradição tibetana este chacra é conheci-
do como manipadma, ou “lótus de joias”. Este é o ponto onde todos as 72.000 termina-
ções nervosas (para cada lado do corpo) se encontram, perfazendo 144.000 terminações
nervosas.
Este chacra é governado pelo principio feminino ou Deusa Shakti Lakini (Autori-
dade). É também o chacra associado com a força de vontade, o poder em geral; é o local
de adquirir poder ou perder poder, de julgamento e identidade. O plexo solar é a câma-
ra de processamento da energia instintiva/intuitiva e da inteligência emocional. Esta e-

24
nergia é transferida para o chacra do coração, onde a transdução da energia emocional é
experimentada como “inteligência do coração”.
A meditação do chacra Manipura leva ao conhecimento do sistema corporal total,
físico e sutil. Quando este centro está purificado e desperto, então é possível reconectar
(via caminho etérico do Kuxan Suum ou cordão umbilical cósmico) com o centro da gala-
xia, Hunab´ku. Quando essa reconexão ocorre o corpo fica livre de doenças e luminoso,
e a consciência não voltará ao estado inferior.
Este chacra é frequentemente comparado com o calor e poder do Sol, irradiando
e distribuindo a energia prânica através de todo o corpo humano. Para despertar este
chacra respire devagar pelo plexo solar e sinta a expansão e contração do umbigo, à me-
dida que inspira e expira. Inspire, segure e contraia o estomago, então expanda-o en-
quanto exala. Faça isso inúmeras vezes focalizando a purificação da área abdominal.
Deste centro sinta o kuxam suum como uma fibra etérica que flutua direto para o
centro da galáxia, fazendo do chacra do plexo solar um receptáculo de informação vital.
O kuxan suum conecta o circuito planetário com os circuitos solar e galáctico.
Através do esforço e do desejo imaginativo podemos direcionar nosso corpo astral,
através da membrana reflexiva do campo planetário, para o Sol e então, finalmente, para
o centro da galáxia. Esta é a área que nos permite transmutar e subjugar as emoções infe-
riores primitivas pela disposição em receber o influxo das energias cósmicas superiores. É
importante visualizar o kuxan suum como um fio etérico luminoso extendendo-se do ple-
xo solar para o centro da galáxia. Isso nos posiciona dentro da realidade da ordem galac-
tica.
Afirmação do Manipura: Possam nossas percepções estar organizadas na tota-
lidade cosmica para que nos tornemos um com a ordem radializada da Fonte Pri-
mordial!
NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: LIMI

25
Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para seu plexo solar. Dirija sua atenção para o interior do plasma Limi no centro do
chacra. Visualize o símbolo vermelho irradiando luminosas correntes de luz branca.
Sinta o plasma Limi vibrando eletricamente em união com o plexo solar represen-
tando a carga elétrica do elétron mental, que está em ressonância telepatica com o Polo
Norte.
Repita o seguinte focalizando seu chacra do plexo solar: “Eu consumo pensamen-
tos dualísticos como alimento, Eu purifico o elétron mental no Polo Norte”. Sinta todos os
pensamentos condicionados se dissolverem em luz de consciencia intrínseca.
Feche sua narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profunda-
mente três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Limi e sinta
a saida da conexão galatica pelo seu plexo solar. Agora cubra sua narina direita com o
polegar direito e repire lenta e profundamente pelo menos três vezes inalando e exalan-
do pela narina esquerda, focalizando tota sua atençãono chacra do plexo solar, no plas-
ma Limi e sinta a realidade galaticasendo plusada, exalada e irradiada do teu plexo solar
para o mundo.
Sinta o plasma Limi unido ao plexo solar representado pela carga do eletron men-
tal em ressonância telepática com o Polo Norte. A carga Limi é o segundo dos três plas-
mas que formam o quantum telepático. Este é o segundo plasma telepático onde você
recebe as transmutações do quantum sensorial e as envia para o mundo através do seu
plexo solar, emanando vibrações estabilizadoras para os corpos emocional e astral, har-
monizando todos os demais chacras.
No centro de Limi sinta as cargas integradas da quanta sensorial: Da-
li, Seli e Gama transmutados por Kali em carga telepática Alfa que inicia a
quanta telepática. Então, expandindo telepaticamente sua mente para o
norte do Planeta, coloque o eletron mental no Polo Norte e o purifique.

NÍVEL 3: AJUSTANDO A SEXTA ESFERA MENTAL


(CONSCIENTE SUBLIMINAR)
A consciência subliminar hiperneutrônica ativa a sexta esfera mental
Visualize a sexta esfera mental (consciente subliminar) localizada no cérebro acima
da orelha direita no hemisfério cerebral direito. Esta esfera governa e controla o hemisfé-
rio lateral esquerdo. (Observe como as 5ª e 6ª esferas mentais governam partes localiza-
das opostamente no cérebro, mostrando, em conjunto, um tipo de polaridade cruzada.)

26
Subliminar significa que você está operando independentemente do passado e do
futuro; é assim que as pessoas contatam as diferentes entidades nos diferentes planos da
existência. Sendo a consciência subliminar independente do passado e do futuro, você
pode sintoniza-la no nível da consciência, eliminando todos os programas-pensamento
programados. Esta esfera mental funciona com o “eu” tridimensional, armazenando im-
pressões que são, então, transmutadas em padrões de comunicação subliminar.
A sexta esfera mental nos permite acessar o reino parapsíquico, supramental. Esta
é a sede do sistema de busca telepática e de programas interdimensionais. Para experi-
mentar isto relaxe e foque sua respiração consciente na passagem psíquica entre os cha-
cras da raiz, do plexo solar e da garganta. Sinta a circulação de energia ascendente e vi-
sualize-se como uma antena cósmica para a inteligência superior. Abra-se para se tornar
um receptor telepático da mente superior, capaz de transmitir e receber mensagens sub-
liminares.
Esta intenção, mantida através da meditação consciente, sem distrações, não con-
ceitual, ativa a receptividade telepática da mente superior. Isto também pode ser realiza-
do e cultivado através do sonho.
Observe que esta esfera mental contem impulsos sugestivos subliminares que afe-
tam as funções tridimensionais como “lampejos intuitivos” (mas que podem realmente ser
transmissões telepáticas de longínquas civilizações cósmicas supramentais tentando fazer
“contato”). Esses contatos deixam impressões na sexta esfera mental, os quais podem ser
transmitidos ou transduzidos de inúmeras formas que incluem zumbidos nos ouvidos,
imagens subliminares ou hipnóticas, sensação de conhecimento prévio (déjà vu), etc.

NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO SEXTO HEPTAL (402)


Visualize o lótus amarelo de dez pétalas do chacra Manipura com
o plasma vermelho Limi sobreposto acima do plexo solar. Mantenha essa
visualização e sinta-os se entrelaçando enquanto canta a palavra sagrada
HRUM o máximo que puder.
Localize o Portal do Heptal 402 e o símbolo do Hiperneutron no Perceptor Ho-
lomental 441. Sua localização na matriz é V11-H8, oitavo circuito, nona dimensão do
tempo, núcleo do tempo interior. Agora coloque-o em seu corpo no topo da parte cen-
tral posterior do seu crânio (veja o gráfico no final deste capitulo).
Visualize o Hiperneutron com o campo de força retilínear azul Duar sobre o
Limi vermelho em seu chacra do plexo solar. Leve o Hiperneutron para a sexta esfera
mental, na sexta dimensão do tempo (o campo de força eletroluminico azul Duar H11-

27
V15-21, lado esquerdo do tempo), onde ele ativa a consciência subliminar como cons-
ciente subliminar hiperneutronica, informando as esferas mentais três e quatro.
Da sexta esfera mental dirija, mentalmente, o Hiperneutron para o plexo solar e o
imprima sobre o plasma Limi. Mantenha essa visualização enquanto alterna quatro respi-
rações pelas narinas (inspirando e expirando quatro vezes através de cada narina), segui-
da de uma profunda respiração por ambas as narinas.
Suba pela coluna central (vertebral) ocultando o Hiperneutron (campo de força
azul duar) nas 144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respiração do fogo,
respirando rápida e superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer bloqueio ou obs-
curidade em claras correntes de cristal de consciencia subliminar hiperneutronicas
espalhando-se por todo o seu sistema nervoso.
O Hiperneutron preto e o campo de força espectral, elétrico, azul Duar vibram
de forma sutil, ativando a força neutronica em todas as fibras etéricas. Desça novamente
pelo canal central e deixe Limi no plexo solar. Volte sua consciência para a sexta esfera
mental e, então, feche e sele o Portal do Heptal no alto da parte posterior do crânio. Re-
laxe e respire lenta e profundamente pelo menos 13 vezes.
Runa HarmonicaUR 81: A Radiogênese Estabelece o Todo da Vida Galáctica.
Para pratica adicional: Localize o Portal do Heptal 402 no Hunab Ku
21 e vejá que ele corresponde ao arquétipo do Yogue/Yoguina, o Mestre da
Meditaçao, o Portador da Sabedoria Transcedental; ao Netuno S/P, ao Numero de Bode
300. Estude todas as conexões (veja o gráfico no final deste capitulo).

DIA SETE: SILIO

NIVEL 1: MEDITAÇÃO DO CHAKRA ANAHATA (CORAÇÃO)


Sente-se em confortável postura de meditação. Mantenha sua coluna ereta e o
corpo relaxado. Com o corpo completamente imóvel, pratique uns momentos de medi-
tação da mente natural. Uma vez que a mente esteja suficientemente clara, dirija sua
atenção a seu laríngeo ou chakra Anahata. Torne-o tão claro e intocável quanto possível,
28
brilhando e resplandescendo com energia vibrante. Quando estiver puro e translúcido,
irradiando se seu coração, deixe que se dissolva e se transforme em um lótus verde de
doze pétalas.
Concentre-se nessa área dentro do seu chacra do coração. O coração é o principal
transdutor de energia e é também o órgão do conhecimento; ele é a chave para o de-
senvolvimento da clariciencia – o sentido divino do tato – e é também o lugar onde ocor-
re a “gnose”, o conhecimento direto da realidade suprema.
Este chacra Anahata é governado pelo principio feminino ou Deusa Shakti Kakini
(Devoção). Este chacra atua como sede da memoria de Deus através da devoção, ou Bo-
dhichitta, a mente de aspiração para a iluminação. Esta área contem os programas trans-
cendentais que transformam questões de sobrevivência biológica em formas de compai-
xão altruísta.
A energia do coração é alimentada pelo centro secreto, a sede da força vital. O
chacra do coração contem todos os impulsos do ser inato, ou essência da natureza. Neste
centro se origina a entrada de ambos os corpos, físico e mental. O coração é como um
espelho: se a entrada for obscura e distorcida, então assim será a resposta. Para ativar a
essência do coração, corpo e mente devem ser purificados. O centro do coração equili-
bra as energias masculina/feminino (yin/yang) através do puro amor incondicional e pelo
cultivo do corpo emocional superior.
Para despertar o chacra do coração, pense em alguém que você ama profunda-
mente. Sinta seu coração se abrir e emanar luz e calor. Agora, permaneça com esse sen-
timento e o expanda até que se torne amor por todos os seres. Permita que essa qualida-
de de amor pleno circule do coração para o resto do corpo sutil. Emane amor e perdão
para si mesmo e para todos do planeta.
Sinta a energia eletromagnética irradiar do seu coração. Sinta seu amor e gratidão
embalar toda a vida e toda a Terra. quando o centro Anahata está completamente des-
perto, o corpo é transmutado por emoções superiores e o chacra do coração inunda o
corpo com o amor divino; este fluxo de energia vital é o Amor de Deus.
Os yogues dizem que este chacra pode ser despertado simplesmente pela repeti-
ção de uma silaba ou mantra, até que ele se torne uma forma espontânea de sua consci-
ência desperta. Este chacra é despertado de acordo com nosso grau de amor e devoção
ao Criador, ou Eu Superior – a consciência divina de Tudo Que É.
Afirmação do Anahata: Que a abundancia do poder galáctico do mais elevado
sonho gere para sempre o compassivo coração do amor cósmico!

29
NÍVEL 2: ATIVANDO O PLASMA RADIAL: SILIO

Coração
Respire profundamente pelas narinas e permita que sua consciência flua de seu
nariz para o chacra do coração. Dirija sua atenção para o interior do plasma Silio no cen-
tro do chacra. Visualize o símbolo branco irradiando luminosas correntes de luz branca
Sinta o plasma Silio em união com coração descarregando ondas de amor incon-
dicional por todo o planeta. Dentro desta energia espiritual do coração, sinta a carga do
eletron-neutron mental em ressonância telepática com o centro da Terra.
Repita o seguinte focalizando seu chacra do coração: “Meu papel é cumprir as
ações de Buda, Eu descarrego o eletron-neutron mental no centro da Terra”. O Buda é
a mente iluminada. Este potencial existe em todos os seres. É também conhecido como
Bodhichitta, ou mente da iluminação.
Sinta esta energia iluminada do amor em seu coração. Continue expandindo esta
linda energia do seu peito, para que varra poderosamente o planeta, acabando com todo
o sofrimento. Sinta a luz e o amor pulsando, onda após onda, para curar todas as aflições,
todas as almas famintas, os doentes e moribundos – curando-os através dos impulsos po-
sitivos do coração iluminado. Com esta visualização você pode cantar o Sutra Budista do
Coração (Prajnaparamita): Gate Gate Paragate Parasamgate Bodhi Svaha (que já foi, que
já foi, que já foi, que foi além, que foi totalmente além, todos saudam o Iluminado).
Feche sua narina esquerda com o polegar esquerdo e respire lenta e profunda-
mente três vezes, inalando e exalando pela narina direita. Dirija-se ao plasma Silio e sinta
o novo mundo de elevadas emoções espirituais vibrando e emanando do seu chacra do
coração. Agora, cubra sua narina direita com o polegar direito e respire lenta e profun-
damente três vezes, inalando e exalando pela narina esquerda. Focalize toda sua aten-
ção no chacra do coração, no plasma Silio, e desenhe com sua respiração a nova realida-
de iluminada – entao libere, pela respiração, o puro amor de seu chacra do coração para

30
o mundo, emanando vibrações estabilizadoras para os corpos astral e emocional, har-
monizando todos os demais chacras.
A carga Silio completa o quantum telepático e também completa a sétima parte
do átomo do tempo. No centro de Silio sinta as cargas integradas do quantum sensorial:
Dali, Seli e Gama, transmutadas por Kali e unidas ao quantum telepático Alfa e Limi. En-
tão, extendendo telepaticamente sua mente para o centro da Terra, descarregue o ele-
tron-neutron mental no coração da Terra.
Nota: um quantum sensorial, unido pelo plasma catalítico a um
quantum telepatico, cria um átomo de tempo. Há quatro átomos de tempo,
para cada lua de 28 dias, armazenados no centro da Terra como uma Mo-
lécula Mestra de Tempo. (Para instruções completas veja a Revelação do
Telektonon 7:7::7:7.)
NÍVEL 3: AJUSTANDO A SETIMA ESFERA MENTAL
(PERCEPTOR HOLOMENTAL)
Visualize a sétima esfera mental (perceptor holomental) localizado no centro do
corpo caloso do eu superior e projetado no corpo caloso do Eu de 3ª e de 4ª dimensão.
Este é o novo órgão de percepção que nos permite acessar os programas noosfericos, in-
clusive os do registro akásico. Esta sétima esfera mental também é a sede do “Eu Verda-
deiro” ou rigpa (o eu da sabedoria). Todas as esferas mentais são unificadas e acessadas
através da sétima esfera mental.
O Perceptor Holomental é um órgão em evolução, o dispositivo sensor noosferico
que nos abre para uma realidade cósmica totalmente nova. Sendo o lugar e o gerador das
runas UR, as matrizes quadridimensionais e a Matriz do Synchronotron 441, o Perceptor
Holomental contem os programas psicoculturais quadridimensionais e o hólon da grade
do Banco Psi, significando que ele contem o holograma da totalidade da realidade plane-
tária percebida.
Estudar e meditar o Perceptor Holomental prepara a mente para se abrir para a
dimensão galáctica e recebe uma base totalmente nova de percepção e conhecimento. O
Perceptor Holomental é ativado pelo estudo e aplicação diligente da Historia Cósmica e
uso disciplinada dos códigos da matriz 441, já que são regulados pela ordem sincrônica.
Nota: Pensamentos cósmicos são mencionados como ondas de “mentação”, for-
muladas como leis corretas de pensamento, e são uma função do perceptor holomental.
Uma onda de “mentação” é uma configuração das potencialidades telepáticas, indepen-
dente da linguagem, e com base em ordens inteiras de preceitos supermentais, intrínsecos
ao conhecimento não egoíco. As ondas de mentação são uma função do preceptor holo-
31
mental e operam em seu nucleo, irradiando-se para as diferentes esferas mentais, confor-
me necessario. É assim que se estabelece a noosfera.

NÍVEL 4: ABRINDO O PORTAL DO SÉTIMO HEPTAL (441)


Visualize o lótus verde de doze pétalas do chacra Anahata com o plasma
branco Silio e o etérico azul Sirius Beta 52/Elemento 113 sobrepostos a ele,
em seu coração. mantenha essa visualização e sinta que se entrelaçam en-
quanto você canta a palavra sagrada HRAIM pelo máximo de tempo possível.
Localize o Portal do Heptal 441 e a assinatura do etérico azul Sirius
Beta 52/Elemento 113 no Perceptor Holomental 441. Sua localização na matriz é V11-
H11, decimo primeiro circuito, nona dimensão, núcleo do Tempo Interior. Agora colo-
que-o em seu corpo no alto da parte posterior do crânio (veja o gráfico no final deste ca-
pitulo).
Visualize Sirius Beta 52/Elemento 113 sobre o Silio branco em seu chacra do co-
ração. Leve Sirius B52 para a sétima esfera mental, na nona dimensão do tempo (núcleo
do tempo interior), onde ele ativa a iluminação hiperplasmica como superconsciente
hipereletronico informando as esferas mentais um e dois assim como o consciente sub-
liminar hiperneutronico informa as esferas mentais três e quatro.
A partir da sétima esfera mental, dirija, mentalmente, Sirius B52/Elemento 113
para o chacra do coração e imprima-o sobre o plasma Silio. Mantenha essa visualização
enquanto alterna quatro respirações pelas narinas (inspirando e expirando quatro vezes
através de cada narina), seguida de uma profunda respiração por ambas as narinas.
Desça pela coluna central (vertebral) ocultando o hiperplasma Sirius B52 nas
144.000 fibras etéricas do corpo astral. Pratique a respiração do fogo, respirando rápida
e superficialmente pelo nariz, transmutando qualquer bloqueio ou obscuridade em claras
correntes de cristal de iluminação hiperplasmica espalhando-se por todo o seu sistema
nervoso.
O etérico azul Sirius B52/elemento 113 vibra de forma sutil, ativando a força em
todas as fibras etéricas. Desça novamente pelo canal central até alcançar o chacra raiz,
onde você descarrega o eletron-neutron-mental para o centro da Terra. Suba de volta
pelo canal central e deixe Silio no chacra do coração. Dirija sua consciência para a séti-
ma esfera mental no centro do chacra da coroa, então, feche e sele todos os sete Portais
dos Heptais com o Sirius B52/Elemento 113. Relaxe e respire lenta e profundamente pelo
menos 13 vezes.

32
Runa Harmonica UR 113, Sirius Beta52/Elemento 113, iluminação hiper-
plasmica: “A Tonalidade de Sirius-Beta Codifica os Sete Dias da Criação como o
Intervalo Redimido do Tempo Perdido”.
Para pratica adicional: Localize o Portal do Heptal 441 no Hunab Ku 21. Observe
que ele corresponde ao arquétipo do Mago do Infinito, o Senhor do Cubo, o Mestre da
Totalidade da Unidade, o Hunab Ku 21, a Fonte de Todo Movimento e Medida. Estude
todas as conexões (veja o grafino no final deste capitulo).

CHACRAS 8 E 9: RAIZ DA RAIZ E COROA DA COROA


Chacra Raiz da Raiz se estende e engloba o núcleo octaédrico da Terra; é a ma-
triz para aterrar a mediunidade cósmica. O chacra do núcleo da Terra é que nos dá a
habilidade de nos comunicarmos com os espíritos ele-
mentais.
O chacra Coroa da Coroa se estende e engloba a
noosfera da Terra; a coroa noosferica é o controle da
mente superior, que nos sintoniza com a consciência
telepática coletiva superior, o campo do Logos Planetário
e com os estados superconscientes supermentais supre-
mos da consciência cósmica.
A atividade central desses dois chacras é coorde-
nar as funções ou processos evolutivos dentro do corpo
celestial (um planeta), onde eles conservam seu campo
de energia. O Logos Celestial superior atua em cada as-
pecto e faceta da evolução consciente, através das esfe-
ras mentais; isto abre uma ampla gama de possibilidades
de consciência, percepção, sensação, etc.
Isto se estende aos reinos superiores pelas leis do
destino, leis da criação e o absoluto. Este é o reino do
desenho cósmico que define a infraestrutura do universo em que vivemos. Este é o reino
do eu superior 5-D, o corpo de radiância do logos planetário como acumulador transdu-
tor de todas as hierarquias, comandos e regulamentos. Sendo a raiz da raiz o reservatório
da mediunidade cósmica, a coroa da coroa é o preenchimento e a realização de todas as
possibilidades de consciência cósmica.

33
Alfa = Superconsciente /Hipereletronico Hipereletron Limi = Consciente subliminar Hi-
perneutronico / Hiperneutron não da para concertar no desenho

34
35
36

Interesses relacionados