Você está na página 1de 3

g1 ge gshow vídeos

ASSINE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
GUGA
CHACRA
PUBLICIDADE
buscar no blog 

Arquivo

SEGUIR + O perde e ganha do caso D S


OUTUBRO 2018

T Q Q S S

VOLTAR PARA A HOME


Khashoggi   1 2 3 4 5 6

7 8 9 10 11 12 13
POR GUGA CHACRA 24/10/2018 20:26
Sobre o blog O Qatar, o Irã, a Turquia, o Líbano e o regime de
14 15 16 17 18 19 20

21 22 23 24 25 26 27
Comentários que contextualizam e Bashar al-Assad na Síria, além da Rússia, saem
explicam os grandes acontecimentos e fortalecidos ao verem a Arábia Saudita e seu 28 29 30 31      

temas da política internacional. príncipe herdeiro e ditador de fato do país,


Mohammed bin Salman (MBS), serem acusados de
Sobre o autor envolvimento no assassinato do jornalista PUBLICIDADE
GUGA CHACRA dissidente Jamal Khashoggi no consulado saudita
 em Istambul. Perde o próprio regime de Riad, os PUBLICIDADE
Mestre em Relações Emirados Árabes, o governo Trump nos EUA e o de
Internacionais pela Columbia
Netanyahu em Israel.
University de Nova York, Guga Chacra é
colunista do Globo e comentarista de
política internacional da Globonews e CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
da TV Globo nos Estados Unidos

O Irã se beneficia ao ver seus adversários sauditas


sendo associados a atrocidades. Agora, sempre
que acusarem o regime de Teerã de crimes, os
iranianos poderão responder — “e seus aliados
sauditas, não fazem o mesmo ou pior?”. O Qatar,
alvo de bloqueio imposto por MBS, agora ganha
força como um regime mais maduro perto de seus
vizinhos no Golfo. Assad pode mais uma vez
acusar seus opositores de serem jihadistas
apoiados pelo sanguinário regime saudita. No
Líbano, sem a pressão saudita, o premier Saad
Hariri, que chegou a ser mantido refém por MBS,
deve levar a sua coalizão sunita a um governo de
união nacional com os cristãos e os xiitas,
incluindo os do Hezbollah.

Netanyahu, por sua vez, apostou suas fichas em


MBS por dois motivos. Primeiro, porque o ditador
saudita tem interesses em comum com o premier
de Israel. Para eles, o Irã é uma ameaça. Em
segundo lugar, porque o líder israelense via no líder
saudita um possível parceiro não apenas para
mediar um acordo com os palestinos como
também para assinar uma paz mais ampla entre
Israel e nações do Golfo. Após o assassinato,
obviamente, Netanyahu buscará evitar associação
com um regime como o saudita, ao menos no
médio prazo.

O caso de Trump é ainda mais grave. Primeiro, pela


amizade pessoal que o líder dos EUA estabeleceu
com MBS. Seu genro, inclusive, se tornou amigo
íntimo do ditador saudita. A Arábia Saudita, e não
aliados como o Canadá ou o Reino Unido, foi o
primeiro país estrangeiro visitado por Trump como
presidente. Em segundo lugar, o atual governante
dos EUA apostou grande parte de suas fichas na
estratégia de geopolítica para o Oriente Médio em
Bin Salman. Os sauditas são fundamentais para os
americanos isolarem o Irã e imporem as novas
sanções contra o petróleo iraniano. O regime de
Riad também era visto por Washington como
necessário em uma negociação de paz entre
israelenses e palestinos.

Os Emirados Árabes Unidos, por sua vez, são os


maiores aliados da Arábia Saudita no Oriente
Médio. Mohammed bin Zayed, conhecido como
MBZ e príncipe herdeiro de Abu Dhabi, o mais
importante emirado, esteve por trás da política de
isolamento do Qatar e é aliado de MBS também na
Guerra do Iêmen.

A Turquia, claro, sai como vencedora. Recep Tayyip


Erdogan, um dos maiores autocratas do planeta e
perseguidor de jornalistas, posa de defensor da
liberdade de imprensa e de líder maduro em
contraste com Bin Salman. O ditador saudita, por
sua vez, tornou-se tóxico. Mas alguns dizem que o
poder saudita é tamanho que, no longo prazo, ele
voltará a ser “normalizado”. Espero que não seja.
Seria de uma enorme hipocrisia algum líder
ocidental tirar uma foto com ele após o
assassinato em Istambul. Ao menos, é o que eu
achava. Mas o secretário do Tesouro dos EUA tirou
uma foto todo sorridente ao lado de MBS nesta
semana. Inacreditável a hipocrisia.

Compartilhe     Comente 
Leia também

É possível Bin Trump-MBS Ao mesmo


Salman ser atrapalha tempo que a
deposto na relação EUA- seleção jogar
Arábia Arábia em Riad...
Saudita? Saudita? POR GUGA CHACRA
22/10/2018 17:47 16/10/2018 20:04 11/10/2018 19:46

Publicidade

 

BRASIL RIO ECONOMIA SOCIEDADE MUNDO TECNOLOGIA SAÚDE CIÊNCIA CULTURA ESPORTES
ÚLTIMAS

© 1996 - 2018. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast,
reescrito ou redistribuído sem autorização.

CENTRAL DO ASSINANTE CLUBE DO ASSINANTE FAÇA SUA ASSINATURA AGÊNCIA O GLOBO O GLOBO SHOPPING FALE CONOSCO DEFESA DO CONSUMIDOR EXPEDIENTE

ANUNCIE CONOSCO POLÍTICA DE PRIVACIDADE TERMOS DE USO