Você está na página 1de 23

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS


DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

EPO – Eletrônica de Potência


Capítulo 2 - Retificadores não controlados

2.1. Retificador monofásico de meia onda


UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

TÓPICOS

 Conceitos
◦ Retificador com carga R
◦ Retificador com carga RL
◦ Retificador com carga RL e diodo de roda livre

2
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RESISTIVA

3
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RESISTIVA

 Revisão dos conceitos de valores instantâneos, médios e eficazes;


 Conceito de potência média, aparente e fator de potência;
 Especificações do retificador;
 Determinar a tensão média de saída;
 Calcular a corrente média na saída;
 Especificações dos diodos: esforços de tensão e corrente;
 Corrente média;
 Corrente de pico;
 Corrente eficaz.

4
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RESISTIVA

 Especificações dos diodos: esforços de tensão e corrente.


 Tensão de pico

 Como calcular a potência da carga ?

5
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL

Estrutura: Formas de onda:


vD1
iL

i1 D1
L
v(t) vL
R

6
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


A corrente de carga é obtida pela equação:
d
 2 Vo sen  t   L iL  t   RiL  t   0
dt

Solução para iL é (vide Barbi):

2 Vo  t 
iL  t            

2 
sen t sen exp
R X 
2
  

onde:

 L  cos    
R L
  arctan   
 R  R 2  2 L2 R
7
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


A corrente na carga é composta por duas componentes:
• Em regime permanente
• Parcela transitória

2 Vo  t 
iL  t   sen  t     sen    exp    
2 
R X 
2
  
8
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


Para que se possa estabelecer o valor médio da tensão na carga é necessário conhecer β,
logo:

t   quando iL(t )  0

Solução (vide Barbi, I.):


sen       sen().e 0
tg ()

9
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL

10
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


• Tensão média na carga (RL):

1
VLmed   2Vo sen  t  d  t  • A tensão média no indutor é nula,
2 0 assim a tensão média na resistência
é igual a tensão média do retificador.
2Vo
VLmed  1  cos    
2 • A indutância provoca uma redução
no valor médio da tensão de saída.
VLmed  0, 225.Vo 1  cos    

Se Beta = 180 graus:

VLmed  0, 225.Vo 1  cos 180    0, 45.Vo  VRmed


11
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


• Corrente média de saída:
0, 225.Vo
ILmed  . 1  cos() 
R

Ou a rigor:

1  2.Vo   
t
ILmed   .  sen ( t  )  sen    .e 
d t
2 0 Z  
Z  R2  X 2
• Corrente eficaz na carga:
2
1  2 Vo  
 t

   sen  t     sen    e   d t

I Lef 
2 0  Z  
12
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA: CARGA RL


Valores parametrizados: Z .ILmed Z .ILef
Imd  Ief 
2.Vo 2.Vo

13
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

EXERCÍCIO
Seja um retificador monofásico de meia onda a diodo com os seguintes dados:
 Tensão eficaz da fonte: Vo = 230V
 Carga resistiva: 3 Ω
Calcular:
 Tensão média na carga;
 Corrente média no diodo;
 Corrente de pico no diodo;
 Corrente eficaz no diodo;
 Potência transferida ao resistor R;
 Tensão de pico reversa no diodo;
 Fator de potência visto pela fonte (considere perdas nulas nos diodos).

14
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

EXERCÍCIO
Seja um retificador monofásico de meia onda a diodo com os seguintes dados:
 Tensão eficaz da fonte: Vo = 220V/50Hz;
 Carga RL: 150 Ω – 120mH.
Calcular:
 Ângulo beta;
 Tensão média na carga;
 Corrente média e eficaz na carga;
 Potência ativa (W) dissipada em R;
 Potência aparente na fonte.

Confirmar resultados obtidos por simulação numérica.

15
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE
iL

i1 D1
L
v(wt) DRL vL
R

O diodo de roda livre evita que a tensão na carga torne-se instantaneamente igual a
zero.

16
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE

• Etapas de funcionamento:

17
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE
• Condução descontínua

VLmed  0.45Vo

0.45Vo
I Lmed 
R

VLef  0.707Vo

18
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE
• Condução contínua

VLmed  0.45Vo

0.45Vo
I Lmed 
R

VLef  0.707Vo

19
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE

2𝑉𝑜 2𝑉𝑜 2 2𝑉𝑜 𝑐𝑜𝑠 2𝑛𝜔𝑡
𝑣𝐿 𝜔𝑡 = + 𝑠𝑒𝑛 𝜔𝑡 − ෍
𝜋 2 𝜋 2𝑛 − 1 2𝑛 + 1
𝑛=1

350
350
𝑣𝐿 𝑒𝑓 =155,563V
300

250

200
𝑣𝐿 𝑒𝑓𝑛10 =155,562V
Vmeia_ondaRL_n10( x)
150
Vmeia_ondaRL_n2( x)

100
𝑣𝐿 𝑒𝑓𝑛2 =155,482V

50

 50
 50
0 5 10
0 x 4
20
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE E TRANSFORMADOR

21
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

RETIFICADOR MONOFÁSICO DE MEIA ONDA:


CARGA RL E DIODO DE RODA LIVRE E TRANSFORMADOR

22
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

REFERÊNCIAS
BARBI, Ivo. Eletrônica de Potência, 6 ed.. Edição do Autor, 2006

MIchels, L.. Apresentação em powerpoint da disciplina EPO I. UDESC.

23