Você está na página 1de 193

EEM4 Troubleshooting

Versão 1.1

AGCO SISU POWER Inc

30/03/2011
Conteúdo

1 Introdução 1
1.1 Propósito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1
1.2 Escopo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1
1.3 Definições, termos, acrônimos e abreviaturas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1
1.4 Referências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2

2 Instruções gerais do EEM4 3

3 Códigos de falha 5
3.1 SPN 100, FMI 1, pressão do óleo BAIXA, ALARME . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
3.2 SPN 100, FMI 16, pressão do óleo ACIMA DO NORMAL (>9,5 bar/30°C) . . . . . . . . . . . . 6
3.3 SPN 100, FMI 18, pressão do óleo BAIXA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
3.4 SPN 100, FMI 3, tensão do sensor de pressão do óleo acima do normal ou circuito aberto . . . . 7
3.5 SPN 100, FMI 31, sensor de pressão do óleo com defeito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
3.6 SPN 100, FMI 4, tensão do sensor de pressão do óleo abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . . 8
3.7 SPN 102, FMI 16, aumento de pressão ACIMA DO NORMAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
3.8 SPN 102, FMI 18, aumento de pressão BAIXO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
3.9 SPN 102, FMI 3, tensão do sensor de aumento de pressão acima do normal ou circuito aberto . . 10
3.10 SPN 102, FMI 31, Queda da pressão do coletor de admissão muito ALTA ao pegar . . . . . . . . 11
3.11 SPN 102, FMI 4, tensão do sensor de aumento de pressão abaixo do normal . . . . . . . . . . . . 11
3.12 SPN 1043, FMI 3, tensão de abastecimento de 12V interno acima do normal . . . . . . . . . . . 12
3.13 SPN 1043, FMI 4, tensão de abastecimento de 12 V interno abaixo do normal . . . . . . . . . . . 12
3.14 SPN 105, FMI 16, temperatura de entrada de ar ACIMA DO NORMAL (90°C) . . . . . . . . . . 13
3.15 SPN 105, FMI 3, tensão do sensor de temperatura de entrada de ar acima do normal ou em circuito
aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
3.16 SPN 105, FMI 4, tensão do sensor de temperatura da entrada de ar abaixo do normal . . . . . . . 14
3.17 SPN 1076, FMI 14, controle do MPROP, circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
3.18 SPN 1076, FMI 3, controle MPROP, curto-circuito do lado alto com a FONTE ALTA . . . . . . 15
3.19 SPN 1076, FMI 4, controle MPROP, curto-circuito do lado baixo com o TERRA . . . . . . . . . 15
3.20 SPN 1076, FMI 5, controle MPROP, curto-circuito do lado baixo com a FONTE ALTA . . . . . . 16
3.21 SPN 1076, FMI 6, controle MPROP, curto-circuito do lado alto com o TERRA . . . . . . . . . . 16
3.22 SPN 1077, FMI 3, ECU internal fault 0101 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17
3.23 SPN 1077, FMI 14, controle do MPROP, superaquecimento da central de força . . . . . . . . . . 17
3.24 SPN 1077, FMI 4, ECU internal fault 0102 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
3.25 SPN 107, FMI 18, pressão do filtro de ar ABAIXO DO NORMAL . . . . . . . . . . . . . . . . 18
3.26 SPN 107, FMI 31, sensor de pressão do filtro de ar ativo no estado inicial . . . . . . . . . . . . . 19
3.27 SPN 108, FMI 3, tensão do sensor de pressão do ambiente acima do normal ou circuito aberto . . 19
3.28 SPN 108, FMI 4, tensão do sensor de pressão do ambiente abaixo do normal . . . . . . . . . . . 19

i
3.29 SPN 109, FMI 3, tensão do sensor de pressão do refrigerante acima do normal ou circuito aberto . 20
3.30 SPN 109, FMI 4, tensão do sensor de pressão do refrigerante abaixo do normal . . . . . . . . . . 20
3.31 SPN 110, FMI 0, temperatura do refrigerante ALTA, ALARME (>113 C) . . . . . . . . . . . . . 21
3.32 SPN 110, FMI 16, temperatura do refrigerante ACIMA DO NORMAL (>106° C) . . . . . . . . 22
3.33 SPN 110, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do refrigerante acima do normal ou circuito
aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
3.34 SPN 110, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do refrigerante abaixo do normal . . . . . . . . 23
3.35 SPN 1136, FMI 0, superaquecimento da ECU ALTO, ALARME . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23
3.36 SPN 1136, FMI 3, tensão do sensor de temperatura da ECU acima do normal ou circuito aberto . 24
3.37 SPN 1136, FMI 4, tensão do sensor de temperatura da ECU abaixo do normal . . . . . . . . . . . 24
3.38 SPN 1321, FMI 3, tensão do lado alto do relé de partida acima do normal . . . . . . . . . . . . . 25
3.39 SPN 1321, FMI 6, corrente do lado alto do relé de partida acima do normal . . . . . . . . . . . . 25
3.40 SPN 1485, FMI 11, ECU internal fault 0100 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26
3.41 SPN 1485, FMI 31, abertura precoce do relé principal no pós-funcionamento anterior . . . . . . . 26
3.42 SPN 157, FMI 0, pressão do trilho acima do normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26
3.43 SPN 157, FMI 15, controlador de pressão do trilho, desvio positivo . . . . . . . . . . . . . . . . 27
3.44 SPN 157, FMI 16, pressão do trilho ACIMA DO NORMAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
3.45 SPN 157, FMI 17, controlador de pressão do trilho, desvio negativo . . . . . . . . . . . . . . . . 29
3.46 SPN 157, FMI 18, pressão do trilho abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30
3.47 SPN 157, FMI 2, o valor bruto de pressão do trilho está intermitente . . . . . . . . . . . . . . . . 32
3.48 SPN 157, FMI 20, o valor bruto da pressão do trilho está acima do deslocamento máximo . . . . 32
3.49 SPN 157, FMI 21, o valor bruto da pressão do trilho está abaixo do deslocamento mínimo . . . . 33
3.50 SPN 157, FMI 3, tensão do sensor de pressão do trilho acima do normal ou circuito aberto . . . . 33
3.51 SPN 157, FMI 31, pressão do trilho, vazamento detectado no balanço da quantidade . . . . . . . 34
3.52 SPN 157, FMI 4, tensão do sensor de pressão do trilho abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . 35
3.53 SPN 1639, FMI 18, controle do ventilador em baixa velocidade ou sem sinal detectado . . . . . . 36
3.54 SPN 1639, FMI 19, ausência de sinal de CAN de solicitação de velocidade de ventilador . . . . . 36
3.55 SPN 168, FMI 0, tensão da bateria ACIMA DO NORMAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
3.56 SPN 168, FMI 1, tensão da bateria ABAIXO DO NORMAL (<7,8 V) . . . . . . . . . . . . . . . 37
3.57 SPN 168, FMI 3, sensor de tensão da bateria, tensão acima do normal . . . . . . . . . . . . . . . 37
3.58 SPN 168, FMI 4, sensor de tensão da bateria, tensão abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . . . 38
3.59 SPN 171, FMI 19, ausência de sinal do CAN de temperatura ambiente . . . . . . . . . . . . . . . 38
3.60 SPN 171, FMI 3, tensão do sensor de temperatura ambiente acima do normal ou circuito aberto . 39
3.61 SPN 171, FMI 4, tensão do sensor de temperatura ambiente abaixo do normal . . . . . . . . . . . 39
3.62 SPN 174, FMI 0, temperatura de entrada de combustível ALTA, ALARME (>85°C) . . . . . . . 39
3.63 SPN 174, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do combustível acima do normal ou circuito
aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
3.64 SPN 174, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do combustível abaixo do normal . . . . . . . 41
3.65 SPN 1761, FMI 1, tanque do DEF VAZIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
3.66 SPN 1761, FMI 18, NÍVEL BAIXO do tanque do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
3.67 SPN 1761, FMI 3, tensão do sensor de nível do tanque do DEF acima do normal ou circuito aberto 42
3.68 SPN 1761, FMI 4, tensão do sensor de nível de tanque do DEF abaixo do normal . . . . . . . . . 42
3.69 SPN 2791, FMI 0, alerta de temperatura da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43
3.70 SPN 2791, FMI 10, torque da válvula EGR limitado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43
3.71 SPN 2791, FMI 11, curto circuito da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
3.72 SPN 2791, FMI 12, erro de inicialização da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
3.73 SPN 2791, FMI 14, sobrecarga da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
3.74 SPN 2791, FMI 16, alerta de temperatura da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
3.75 SPN 2791, FMI 19, erro de comunicação da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
3.76 SPN 2791, FMI 31, válvula EGR não presente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
3.77 SPN 2791, FMI 7, desvio de posição da válvula EGR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
3.78 SPN 29, FMI 3, sensor de aceleração 2 acima do normal ou em curto-circuito (OCIOSO) . . . . . 46
3.79 SPN 29, FMI 4, sensor de aceleração 2 abaixo do normal (OCIOSO) . . . . . . . . . . . . . . . 47
3.80 SPN 3031, FMI 10, intervalo de mudança anormal de temperatura do tanque do DEF e ciclo de
aquecimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47
3.81 SPN 3031, FMI 14, tempo de descongelamento máximo do tanque do DEF excedido . . . . . . . 48
3.82 SPN 3031, FMI 16, temperatura do tanque do DEF ACIMA do normal . . . . . . . . . . . . . . 49

ii
3.83 SPN 3031, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do tanque do DEF acima do normal ou em
circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49
3.84 SPN 3031, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do tanque do DEF abaixo do normal . . . . . 50
3.85 SPN 3361, FMI 11, proteção de superaquecimento da válvula de dosagem do DEF . . . . . . . . 50
3.86 SPN 3361, FMI 14, comportamento anormal da corrente da válvula de dosagem do DEF . . . . . 51
3.87 SPN 3361, FMI 3, curto-circuito do lado baixo da válvula de dosagem do DEF com a FONTE
ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52
3.88 SPN 3361, FMI 31, superaquecimento no chip do acionador da central de força da válvula de
dosagem do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52
3.89 SPN 3361, FMI 4, curto-circuito no lado alto da válvula de dosagem do DEF . . . . . . . . . . . 53
3.90 SPN 3361, FMI 5, curto-circuito da lado alto da válvula de dosagem do DEF com a FONTE
ALTA ou carga aberta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53
3.91 SPN 3361, FMI 6, lado baixo da válvula de dosagem do DEF em curto-circuito com o TERRA
ou carga aberta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 54
3.92 SPN 3363, FMI 3, solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do DEF em curto-
circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 54
3.93 SPN 3363, FMI 31, superaquecimento da central de força da ECU do aquecedor do tanque do DEF 55
3.94 SPN 3363, FMI 4, solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do DEF em curto-
circuito com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 55
3.95 SPN 3363, FMI 5, circuito aberto no solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque
do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 56
3.96 SPN 3509, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 1 fora do intervalo . . . . . . . . . . . . . 56
3.97 SPN 3510, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 2 fora do intervalo . . . . . . . . . . . . . 57
3.98 SPN 3511, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 3 fora do intervalo . . . . . . . . . . . . . 57
3.99 SPN 3512, FMI 3, tensão 1 da fonte de alimentação de 12V acima do normal . . . . . . . . . . . 57
3.100 SPN 3512, FMI 4, tensão 1 da fonte de alimentação de 12 V abaixo do normal . . . . . . . . . . 58
3.101 SPN 3, FMI 14, o número de injeções é limitado pelo balanço da quantidade da bomba de alta
pressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58
3.102 SPN 4090, FMI 16, mau funcionamento do sistema SCR: emissão de NOx muito ALTA . . . . . 59
3.103 SPN 4090, FMI 18, mau-funcionamento do sistema SCR: emissão de NOx medida implausível . 59
3.104 SPN 4201, FMI 2, sinal de velocidade de manivela errático, pulsos com muita interferência . . . 60
3.105 SPN 4201, FMI 31, ausência de sinal do sensor de velocidade do virabrequim . . . . . . . . . . . 61
3.106 SPN 4332, FMI 0, ERRO no sistema SCR: alta pressão do DEF detectada . . . . . . . . . . . . . 61
3.107 SPN 4332, FMI 11, ERRO no sistema SCR: erro no balanço de quantidade bombeada/dosada . . 62
3.108 SPN 4332, FMI 14, ERRO no sistema SCR: falha no teste de queda de pressão . . . . . . . . . . 63
3.109 SPN 4332, FMI 16, ERRO no sistema SCR: pressão de dosagem do DEF acima do normal . . . . 64
3.110 SPN 4332, FMI 18, ERRO no sistema SCR: pressão de dosagem do DEF abaixo do normal . . . 64
3.111 SPN 4332, FMI 31, ERRO no sistema SCR: esvaziamento não concluído no desligamento anterior 65
3.112 SPN 4334, FMI 3, tensão do sensor de pressão do DEF acima do normal ou circuito aberto . . . . 65
3.113 SPN 4334, FMI 4, tensão do sensor de pressão do DEF abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . 66
3.114 SPN 4340, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha de sucção do DEF em curto-circuito
com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 66
3.115 SPN 4340, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor da linha de
sucção do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67
3.116 SPN 4340, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha de sucção do DEF em curto-circuito
com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67
3.117 SPN 4340, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do aquecedor da linha de sucção do DEF 68
3.118 SPN 4342, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF em curto-
circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68
3.119 SPN 4342, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor da linha de fluxo
reverso do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69
3.120 SPN 4342, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF em curto-
circuito com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69
3.121 SPN 4342, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do aquecedor da linha de fluxo reverso
do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70
3.122 SPN 4344, FMI 12, o módulo de medida de temperatura do módulo de abastecimento do DEF
não está respondendo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70

iii
3.123 SPN 4344, FMI 2, sinal de temperatura do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF em
intervalo inválido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71
3.124 SPN 4344, FMI 3, circuito de controle do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF em
curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71
3.125 SPN 4344, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor do módulo de
abastecimento do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
3.126 SPN 4344, FMI 4, circuito de controle do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF em
curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
3.127 SPN 4344, FMI 8, sinal de temperatura do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF em
intervalo de falha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73
3.128 SPN 4346, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha de pressão do DEF em curto-circuito
com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73
3.129 SPN 4346, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor da linha de
pressão do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
3.130 SPN 4346, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha de pressão do DEF em curto-circuito
com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
3.131 SPN 4346, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do aquecedor da linha de pressão do DEF 74
3.132 SPN 4354, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF
(relé de linha) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 75
3.133 SPN 4354, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF
(aquecedor, relé principal) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 75
3.134 SPN 4355, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor da linha de fluxo reverso
do DEF (relé de linha) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 76
3.135 SPN 4355, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do
DEF (aquecedor, relé principal) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 76
3.136 SPN 4356, FMI 3, circuito aberto no lado baixo no relé do aquecedor do módulo de abastecimento
do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
3.137 SPN 4356, FMI 4, circuito aberto no lado alto do relé do aquecedor do módulo de abastecimento
do DEF (aquecedor, relé principal) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
3.138 SPN 4356, FMI 5, circuito aberto no relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF . . . 78
3.139 SPN 4357, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF
(relé de linha) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
3.140 SPN 4357, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF
(aquecedor, relé principal) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
3.141 SPN 4360, FMI 2, SCR catalyst inlet gas temp sensor value implausible . . . . . . . . . . . . . . 79
3.142 SPN 4360, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do gás de entrada do catalisador SCR acima
do normal ou em circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
3.143 SPN 4360, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do gás de entrada do catalisador SCR abaixo
do normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
3.144 SPN 4363, FMI 2, SCR catalyst outlet gas temp sensor value implausible . . . . . . . . . . . . . 81
3.145 SPN 4363, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do gás de saída do catalisador SCR acima do
normal ou em circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81
3.146 SPN 4363, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do gás de saída do catalisador SCR abaixo do
normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
3.147 SPN 4374, FMI 14, desvio permanente de velocidade do motor da bomba do DEF . . . . . . . . 82
3.148 SPN 4374, FMI 31, motor da bomba do DEF não disponível para atuação . . . . . . . . . . . . . 83
3.149 SPN 4374, FMI 8, desvio de velocidade do motor da bomba do DEF . . . . . . . . . . . . . . . 83
3.150 SPN 4375, FMI 3, sinal de controle do motor da bomba do DEF em curto-circuito com a FONTE
ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
3.151 SPN 4375, FMI 31, superaquecimento da central de força do controle motor da bomba do DEF . 84
3.152 SPN 4375, FMI 4, sinal de controle do motor da bomba do DEF em curto-circuito com o TERRA 85
3.153 SPN 4375, FMI 5, corrente do sinal de controle do motor da bomba do DEF abaixo do normal ou
circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
3.154 SPN 4376, FMI 3, lado baixo da bomba do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . 86
3.155 SPN 4376, FMI 31, superaquecimento da central de força do controle do lado baixo da válvula
de direção da bomba do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86
3.156 SPN 4376, FMI 4, lado baixo da bomba do DEF em curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . 87

iv
3.157 SPN 4376, FMI 5, corrente do lado baixo da válvula de direção da bomba do DEF abaixo do
normal ou circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 87
3.158 SPN 520200, FMI 16, as centrais de força podem ser desativadas devido à alta tensão da bateria . 88
3.159 SPN 520200, FMI 18, as centrais de força podem ser desativadas devido à baixa tensão da bateria 88
3.160 SPN 520201, FMI 19, barramento do CAN do motor desativado (1M) . . . . . . . . . . . . . . . 89
3.161 SPN 520202, FMI 3, relé principal 0 da ECU em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . 90
3.162 SPN 520202, FMI 4, relé principal 0 da ECU em curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . . . 90
3.163 SPN 520203, FMI 3, relé principal 1 da ECU em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . 91
3.164 SPN 520203, FMI 4, relé principal 1 da ECU em curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . . . 91
3.165 SPN 520204, FMI 3, relé principal 2 da ECU em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . 92
3.166 SPN 520204, FMI 4, relé principal 2 da ECU em curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . . . 92
3.167 SPN 520205, FMI 31, erro na entrada de controle de torque . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92
3.168 SPN 520206, FMI 31, ECU internal fault 0104 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
3.169 SPN 520208, FMI 31, PRV do trilho reconhecido como ABERTO . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
3.170 SPN 520209, FMI 31, erro na plausibilidade do tempo de energização da injeção . . . . . . . . . 94
3.171 SPN 520210, FMI 12, erro na plausibilidade do início dos ângulos de energização . . . . . . . . 95
3.172 SPN 520211, FMI 31, ECU internal fault 0103 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95
3.173 SPN 520212, FMI 31, ECU internal fault 0105 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96
3.174 SPN 520213, FMI 31, ECU internal fault 0106 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96
3.175 SPN 520214, FMI 31, ECU internal fault 0107 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96
3.176 SPN 520215, FMI 31, ECU internal fault 0108 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 97
3.177 SPN 520216, FMI 31, ECU internal fault 0109 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 97
3.178 SPN 520217, FMI 31, ECU internal fault 0110 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 97
3.179 SPN 520218, FMI 31, ECU internal fault 0111 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
3.180 SPN 520219, FMI 31, ECU internal fault 0112 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
3.181 SPN 520220, FMI 31, ECU internal fault 0113 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99
3.182 SPN 520221, FMI 31, ECU internal fault 0114 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99
3.183 SPN 520222, FMI 31, ECU internal fault 0115 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99
3.184 SPN 520223, FMI 31, ECU internal fault 0116 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100
3.185 SPN 520224, FMI 31, ECU internal fault 0117 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100
3.186 SPN 520225, FMI 31, ECU internal fault 0118 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100
3.187 SPN 520226, FMI 31, ECU internal fault 0119 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
3.188 SPN 520227, FMI 31, ECU internal fault 0120 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
3.189 SPN 520228, FMI 12, ECU internal fault 0121 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
3.190 SPN 520229, FMI 13, ECU internal fault 0122 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102
3.191 SPN 520230, FMI 31, discrepância das especificações do motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102
3.192 SPN 520231, FMI 31, erro de entrada do PTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103
3.193 SPN 520232, FMI 31, má configuração de entrada digital . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103
3.194 SPN 520233, FMI 31, ECU internal fault 0128 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103
3.195 SPN 520234, FMI 31, ECU internal fault 0129 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104
3.196 SPN 520235, FMI 31, ECU internal fault 0130 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104
3.197 SPN 520236, FMI 31, ECU internal fault 0131 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104
3.198 SPN 520237, FMI 31, falha 1 do cliente via entrada digital . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
3.199 SPN 520238, FMI 31, falha 2 do cliente via entrada digital . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
3.200 SPN 520239, FMI 3, tensão do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF acima do normal
ou curto com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
3.201 SPN 520239, FMI 5, corrente do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF abaixo do
normal ou circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
3.202 SPN 520239, FMI 6, corrente de pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF acima do normal
ou em curto com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
3.203 SPN 520240, FMI 31, banco injetor 0 em curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
3.204 SPN 520241, FMI 31, banco injetor 1 em curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
3.205 SPN 520242, FMI 31, banco injetor 2 em curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108
3.206 SPN 520243, FMI 31, a PRV do trilho é forçada a abrir; execute o aumento de pressão . . . . . . 109
3.207 SPN 520244, FMI 31, a PRV do trilho é forçada a abrir; execute o choque de pressão . . . . . . . 110
3.208 SPN 520245, FMI 31, PRV do trilho alcançou a contagem de abertura máxima permitida . . . . . 110
3.209 SPN 520246, FMI 31, a PRV do trilho alcançou o tempo de abertura máximo permitido . . . . . 111
3.210 SPN 520247, FMI 31, ECU internal fault 0123 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 111

v
3.211 SPN 520248, FMI 31, ECU internal fault 0124 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
3.212 SPN 520249, FMI 31, ECU internal fault 0125 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
3.213 SPN 520250, FMI 31, ECU internal fault 0126 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
3.214 SPN 520251, FMI 31, ECU internal fault 0127 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
3.215 SPN 521000, FMI 2, ciclo de funcionamento do sinal de temperatura da bomba do DEF em
intervalo inválido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
3.216 SPN 521000, FMI 8, ciclo de funcionamento do sinal de temperatura da bomba do DEF em
intervalo de falha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114
3.217 SPN 521001, FMI 3, circuito do relé principal do aquecedor do DEF em curto-circuito com a
FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114
3.218 SPN 521001, FMI 31, superaquecimento na central de força da ECU do relé principal do aque-
cedor do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
3.219 SPN 521001, FMI 4, circuito aberto no relé principal do aquecedor do DEF . . . . . . . . . . . . 115
3.220 SPN 521002, FMI 3, lado alto da bomba do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . 116
3.221 SPN 521002, FMI 31, superaquecimento da central de força do controle do lado alto da válvula
de direção da bomba do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
3.222 SPN 521002, FMI 4, lado alto da bomba do DEF em curto-circuito com o TERRA . . . . . . . . 117
3.223 SPN 521002, FMI 5, corrente do lado alto da válvula de direção da bomba do DEF abaixo do
normal ou circuito aberto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 117
3.224 SPN 521003, FMI 3, circuito de controle do relé principal do aquecedor do DEF em curto-circuito
com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
3.225 SPN 521003, FMI 4, circuito de controle do relé principal do aquecedor do DEF em curto-circuito
com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
3.226 SPN 521004, FMI 11, ausência do sensor de NOx downstream . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 119
3.227 SPN 521004, FMI 12, tempo de estabilidade do sensor de NOx downstream excedido . . . . . . 119
3.228 SPN 521004, FMI 2, Downstream NOx sensor value implausible . . . . . . . . . . . . . . . . . 120
3.229 SPN 521005, FMI 11, ausência do sensor de NOx upstream . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 120
3.230 SPN 521005, FMI 12, tempo de estabilidade do sensor de NOx upstream excedido . . . . . . . . 121
3.231 SPN 521005, FMI 2, Upstream NOx sensor value implausible . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 121
3.232 SPN 521006, FMI 12, Nox conversion implausible . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 122
3.233 SPN 521007, FMI 10, ERRO no sistema SCR: linha de fluxo reverso do DEF bloqueada ou
implausível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 122
3.234 SPN 521007, FMI 14, ERRO no sistema SCR: linha de pressão do DEF ou válvula de dosagem
bloqueada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123
3.235 SPN 521007, FMI 31, ERRO no sistema SCR: falha de estabilização da pressão do DEF . . . . . 124
3.236 SPN 521008, FMI 0, ERRO no sistema SCR: falha de redução de pressão do DEF . . . . . . . . 124
3.237 SPN 521008, FMI 1, ERRO no sistema SCR: falha no acúmulo de pressão do DEF . . . . . . . . 125
3.238 SPN 521010, FMI 14, lado alto do solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do
DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 126
3.239 SPN 521010, FMI 3, lado baixo do solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do
DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 126
3.240 SPN 521010, FMI 31, superaquecimento da central de força do lado baixo da válvula refrigerante
do aquecedor do tanque do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
3.241 SPN 521010, FMI 4, curto-circuito do lado alto do solenoide da válvula refrigerante do aquecedor
do tanque do DEF com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
3.242 SPN 521010, FMI 5, circuito aberto no lado baixo do solenoide da válvula refrigerante do aque-
cedor do tanque do DEF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
3.243 SPN 521010, FMI 6, curto-circuito do lado baixo do solenoide da válvula refrigerante do aque-
cedor do tanque do DEF com o TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
3.244 SPN 626, FMI 3, tensão do relé do aquecedor da grade acima do normal ou em curto com a
FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129
3.245 SPN 626, FMI 5, corrente do relé do aquecedor da grade abaixo do normal ou com circuito aberto 129
3.246 SPN 626, FMI 6, corrente do relé do aquecedor da grade acima do normal ou em curto com o
TERRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 130
3.247 SPN 639, FMI 19, barramento CAN do veículo desativado (250k) . . . . . . . . . . . . . . . . . 130
3.248 SPN 651, FMI 14, válvula solenoide 1, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 131
3.249 SPN 651, FMI 5, válvula solenoide 1, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 131
3.250 SPN 651, FMI 6, válvula solenoide 1, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 132

vi
3.251 SPN 652, FMI 14, válvula solenoide 2, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 132
3.252 SPN 652, FMI 5, válvula solenoide 2, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 133
3.253 SPN 652, FMI 6, válvula solenoide 2, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 134
3.254 SPN 653, FMI 14, válvula solenoide 3, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134
3.255 SPN 653, FMI 5, válvula solenoide 3, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 135
3.256 SPN 653, FMI 6, válvula solenoide 3, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 135
3.257 SPN 654, FMI 14, válvula solenoide 4, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 136
3.258 SPN 654, FMI 5, válvula solenoide 4, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 136
3.259 SPN 654, FMI 6, válvula solenoide 4, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 137
3.260 SPN 655, FMI 14, válvula solenoide 5, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 138
3.261 SPN 655, FMI 5, válvula solenoide 5, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 138
3.262 SPN 655, FMI 6, válvula solenoide 5, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 139
3.263 SPN 656, FMI 14, válvula solenoide 6, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
3.264 SPN 656, FMI 5, válvula solenoide 6, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 140
3.265 SPN 656, FMI 6, válvula solenoide 6, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 140
3.266 SPN 657, FMI 14, válvula solenoide 7, curto-circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141
3.267 SPN 657, FMI 5, válvula solenoide 7, corrente abaixo do normal: circuito aberto . . . . . . . . . 141
3.268 SPN 657, FMI 6, válvula solenoide 7, corrente acima do normal: curto-circuito entre cabos . . . 142
3.269 SPN 677, FMI 3, tensão do lado baixo do relé de partida acima do normal ou em curto com a
FONTE ALTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 142
3.270 SPN 677, FMI 5, corrente do relé de partida abaixo do normal ou circuito aberto . . . . . . . . . 143
3.271 SPN 677, FMI 6, Start relay low side current above normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143
3.272 SPN 723, FMI 2, número e/ou posição de pulsos do eixo de comando implausível - sinal desor-
denado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144
3.273 SPN 723, FMI 31, ausência de sinal do sensor de velocidade do came . . . . . . . . . . . . . . . 144
3.274 SPN 723, FMI 8, desvio de sinal entre o virabrequim e o eixo de comando muito grande . . . . . 145
3.275 SPN 729, FMI 3, tensão do aquecedor da grade acima do normal . . . . . . . . . . . . . . . . . 146
3.276 SPN 729, FMI 4, tensão do aquecedor da grade abaixo do normal . . . . . . . . . . . . . . . . . 146
3.277 SPN 84, FMI 3, sensor de velocidade do veículo em curto com a FONTE ALTA . . . . . . . . . 147
3.278 SPN 84, FMI 4, sensor de velocidade do veículo em curto com o TERRA . . . . . . . . . . . . . 147
3.279 SPN 91, FMI 3, sensor de aceleração 1 acima do normal ou em curto-circuito (OCIOSO) . . . . . 148
3.280 SPN 91, FMI 4, sensor de aceleração 1 abaixo do normal (OCIOSO) . . . . . . . . . . . . . . . 148
3.281 SPN 94, FMI 16, pressão de entrada do filtro principal de combustível ACIMA DO NORMAL . . 149
3.282 SPN 94, FMI 18, pressão de entrada do filtro principal de combustível ABAIXO DO NORMAL . 149
3.283 SPN 94, FMI 3, tensão do sensor de pressão de entrada do filtro principal de combustível acima
do normal ou circuito aberto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 150
3.284 SPN 94, FMI 31, ALARME de pressão de entrada do filtro principal de combustível, fora do
intervalo de operação segura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 151
3.285 SPN 94, FMI 4, tensão do sensor de pressão de entrada do filtro principal de combustível abaixo
do normal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 151
3.286 SPN 974, FMI 3, sensor de aceleração 3 acima do normal ou em curto-circuito (OCIOSO) . . . . 152
3.287 SPN 974, FMI 4, sensor de aceleração 3 abaixo do normal (OCIOSO) . . . . . . . . . . . . . . . 152
3.288 SPN 977, FMI 3, curto-circuito na saída do controle do ventilador com a FONTE ALTA . . . . . 153
3.289 SPN 977, FMI 5, circuito aberto de saída de controle do ventilador . . . . . . . . . . . . . . . . 153
3.290 SPN 977, FMI 6, corrente de saída do controle do ventilador acima do normal . . . . . . . . . . 154
3.291 SPN 97, FMI 31, água no combustível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 154

4 Detalhes do sensor 157


4.1 Visão geral dos sensores do motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157
4.2 Sensor de pressão do óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157
4.3 Sensor de temperatura do refrigerante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 158
4.4 Sensor de pressão do combustível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 160
4.5 Sensor de temperatura do combustível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 161
4.6 Sensor de velocidade do virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162
4.7 Sensor de velocidade do eixo de comando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
4.8 Sensor NOx . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
4.9 Sensor de temperatura do gás de exaustão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
4.10 Sensor de aumento de pressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164

vii
4.11 Sensor de temperatura de entrada de ar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 166
4.12 Sensor de pressão do trilho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 167
4.13 Sensor de pressão do refrigerante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 168
4.14 Water in Fuel sensor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 170

5 Detalhes do Scr 171


5.1 Visão geral do sistema SCR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 171
5.2 Módulo de abastecimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 172
5.3 Módulo de dosagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 173

6 Sistema elétrico do motor 177


6.1 Solenoide do aquecedor da grade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 177
6.2 Relé de partida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 177
6.3 Chicote injetor do motor de 4 cilindros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178
6.4 Chicote injetor do motor de 6 cilindros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178
6.5 Chicote injetor do motor de 7 cilindros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178
6.6 Fonte de alimentação de ECU do motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178

7 Procedimento de substituição da ECU 183

viii
CAPÍTULO 1

Introdução

1.1 Propósito

Este documento é a informação de resolução de problemas do sistema de gerenciamento de motor eletrônico


AGCO SISU POWER EEM4. As descrições de falhas fornecidas incluem informações sobre as possíveis causas
da falha, a influência na operação do motor e instruções para resolver o problema.

1.2 Escopo

O sistema reporta as falhas detectadas por códigos de falha. Esses códigos de falha podem ser lidos no barramento
CAN pelo controlador EEM4 usando uma ferramenta de serviço. Os códigos de falha também podem ser trans-
mitidos do barramento CAN para um instrumento do veículo para exibição. Alternativamente, os códigos de falha
podem ser mostrados usando códigos luminosos em uma lâmpada de diagnóstico.
Quando um código de falha é conhecido, a documentação anexa pode ser usada para analisar o motivo da falha e
para encontrar uma solução para o problema. Equipamentos adicionais podem ser necessários para inspecionar os
componentes do sistema e suas operações (por exemplo, voltímetro, ohmímetro).

1.3 Definições, termos, acrônimos e abreviaturas

CAN Rede local do controlador


ECU Unidade de controle eletrônico
EEM4 Gerenciamento de motor eletrônico AGCO SISU POWER Estágio 4
FC Código de falha
Service Tool Software especial para diagnóstico do sistema em execução no microcomputador
FLn Nível de limite de combustível n (limite de energia)
SLn Nível de limite de velocidade n
MPROP Válvula de proporção magnética, a válvula de controle da bomba de alta pressão
PRV Válvula de alívio de pressão, a válvula de segurança mecânica na unidade de trilho comum
System Reset Desligue a ignição por 60 segundos (mínimo), em seguida, ligue novamente

1
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

1.4 Referências

2 Capítulo 1. Introdução
CAPÍTULO 2

Instruções gerais do EEM4

WARNING A pressão do combustível no sistema EEM4 está continuamente em nível de perigo durante a opera-
ção.

Isso se aplica à bomba de alta pressão, à linha de combustível da bomba de alta pressão ao trilho comum,
ao trilho em si, às linhas de combustível do trilho para os injetores, aos injetores e a todos os componentes
conectados a qualquer uma das peças mencionadas acima, incluindo sensores, válvulas, etc.
NÃO TENTE ABRIR OU REMOVER NENHUM COMPONENTE DO SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
DURANTE O ARRANQUE OU FUNCIONAMENTO DO MOTOR.
NÃO TENTE DAR PARTIDA NO MOTOR COM ALGUM COMPONENTE DO SISTEMA DE COM-
BUSTÍVEL REMOVIDO.
Durante o serviço e reparo do veículo ou do motor, observe as seguintes recomendações:
• Solda elétrica (ou outra operação usando corrente elétrica alta):
• Desconecte os conectores principais do controlador EEM4 antes do funcionamento
• Lavagem de alta pressão ou solvente de limpeza forte:
• Cubra o controlador, os sensores e os conectores do EEM4
• Evite lavagem pesada e lançar jatos de alta pressão diretamente nos componentes elétricos
O sistema EEM4 consiste de diferentes tipos de componentes. Para operação sem falhas do sistema, todos esses
componentes devem estar 100% funcionais. Todos os componentes do EEM4 estão bem protegidos, mas, para
evitar mesmo o menor risco a esses componentes, recomenda-se que as instruções acima sejam seguidas.

3
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

4 Capítulo 2. Instruções gerais do EEM4


CAPÍTULO 3

Códigos de falha

3.1 SPN 100, FMI 1, pressão do óleo BAIXA, ALARME

Descrição
A pressão do óleo medida está abaixo do limite de alarme. O sinal de baixa pressão de óleo pode ser
causado pelos seguintes motivos:
• O nível de óleo do motor está muito baixo
• A qualidade do óleo é baixa
• O filtro de óleo está entupido
• O grau do óleo não está correto
• O óleo está muito quente
• O óleo está diluído pelo combustível
• A válvula de controle da pressão do óleo não está operando corretamente
• A bomba de óleo tem desgaste excessivo
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito
• O sensor de pressão do óleo está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. O motor parará após 30
segundos. A mensagem do CAN indica que o desligamento está pendente.
Solução
Encontre a causa da indicação de pressão baixa do óleo. Verifique e repare os possíveis problemas
mecânicos de acordo com as instruções de serviço:
• Verifique o nível de óleo e a condição do óleo
• Verifique o filtro de óleo
• Verifique a condição mecânica do motor
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de pressão do óleo, a fiação do sensor e a entrada
do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois
de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento,
verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))

5
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro sensor de pressão do óleo para ver se o sensor de pressão do
óleo está com defeito.

3.2 SPN 100, FMI 16, pressão do óleo ACIMA DO NORMAL (>9,5
bar/30°C)

Descrição
A pressão do óleo medida está acima do limite de alerta (9,5 bar). As causas possíveis são:
• A válvula de controle da pressão do óleo não está operando corretamente
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito
• O sensor de pressão do óleo está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. A potência do motor e
a velocidade serão reduzidas (nível de degradação 2). A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: o monitoramento está ativo somente quando o motor está em funcionamento e a
temperatura do refrigerante é de >30°C.
Solução
• Verifique a válvula de controle de pressão do óleo de acordo com as instruções de serviço
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de pressão do óleo, a fiação do sensor e a entrada
do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois
de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento,
verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do óleo para ver se o sensor de pressão do
óleo está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.3 SPN 100, FMI 18, pressão do óleo BAIXA

Descrição
A pressão do óleo medida está abaixo do limite de alerta. O sinal de baixa pressão de óleo pode ser
causado pelos seguintes motivos:
• O nível de óleo do motor está muito baixo
• A qualidade do óleo é baixa
• O filtro de óleo está entupido
• O grau do óleo não está correto
• O óleo está muito quente
• O óleo está diluído pelo combustível
• A válvula de controle da pressão do óleo não está operando corretamente
• A bomba de óleo tem desgaste excessivo
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito

6 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O sensor de pressão do óleo está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. A mensagem do CAN
indica falha ativa.
Solução
Encontre a causa da indicação de pressão baixa do óleo. Verifique e repare os possíveis problemas
mecânicos de acordo com as instruções de serviço:
• Verifique o nível de óleo e a condição do óleo
• Verifique o filtro de óleo
• Verifique a condição mecânica do motor
• Verifique a marcha lenta
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de pressão do óleo, a fiação do sensor e a entrada
do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois
de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento,
verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do óleo para ver se o sensor de pressão do
óleo está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.4 SPN 100, FMI 3, tensão do sensor de pressão do óleo acima do


normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de pressão do óleo está acima do intervalo de operação normal (>4,6 V). As causas possíveis
são:
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito (em curto com a fonte alta ou circuito
aberto)
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do óleo não está correta
• O sensor de pressão do óleo está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. A potência do motor
poderá ser reduzida (nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções de
proteção do motor sobre pressão do óleo não estão ativas.
OBSERVAÇÃO: a proteção de pressão do óleo do motor não está ativa. O motor pode ser danificado
se a pressão do óleo for muito baixa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))

3.4. SPN 100, FMI 3, tensão do sensor de pressão do óleo acima do normal ou circuito aberto 7
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de pressão do óleo


(Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do óleo para ver se o sensor de pressão do
óleo está com defeito.

3.5 SPN 100, FMI 31, sensor de pressão do óleo com defeito

Description O sinal do sensor de pressão de óleo medido está muito alto (>1,3 V ou >200 kPa) quando o motor
não está em funcionamento. As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do óleo não está correta
• O sensor de pressão do óleo está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reaction in EEM O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. A potência do
motor será reduzida (FL1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções de proteção do motor sobre
pressão do óleo não estão ativas. Nenhuma recuperação antes de reiniciar o sistema.
OBSERVAÇÃO: a proteção de pressão do óleo do motor não está ativa. O motor pode ser danificado se a
pressão do óleo for muito baixa.
Solution
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de pressão do óleo (Pá-
gina 157))
• Verifique a operação do sensor de pressão do óleo (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157)).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4 (OBSERVAÇÃO: consulte as instruções
para substituição da ECU na seção Procedimento de substituição da ECU (Página 183)). Se o sistema
estiver funcional e a falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com
defeito.

3.6 SPN 100, FMI 4, tensão do sensor de pressão do óleo abaixo


do normal

Descrição
O sinal de pressão do óleo está abaixo do intervalo de operação normal (<0,4 V). As causas possíveis
são:
• A fiação do sensor de pressão do óleo está com defeito (em curto com o terra)
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do óleo não está correta
• O sensor de pressão do óleo está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta de pressão do óleo está ativada. A potência do motor
poderá ser reduzida (nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções de
proteção do motor sobre pressão do óleo não estão ativas.
OBSERVAÇÃO: a proteção de pressão do óleo do motor não está ativa. O motor pode ser danificado
se a pressão do óleo for muito baixa.

8 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do óleo, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do óleo (Página 157))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de pressão do óleo
(Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do óleo para ver se o sensor de pressão do
óleo está com defeito.

3.7 SPN 102, FMI 16, aumento de pressão ACIMA DO NORMAL

Descrição
O aumento de pressão medido aumenta para acima do limite de alerta durante a operação. As causas
possíveis são:
• Quantidade de injeção de combustível muito alta (mg/str) para o tipo do motor (chip de ajuste)
• Bocais incorretos para o tipo de motor
• Turboalimentador incorreto para o tipo de motor
• A fiação do sensor de aumento de pressão está com defeito
• O sensor de aumento de pressão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 2). A mensagem do CAN indica falha ativa. Nenhuma recuperação antes de
reiniciar o sistema.
Solução
Encontre a causa da indicação do alto aumento de pressão:
• Verifique se o sistema de controle está configurado de acordo com as especificações originais e
se nenhum dispositivo adicional foi conectado.
• Verifique se os bocais e o turboalimentador atendem as especificações originais.
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de aumento de pressão, a fiação do sensor e a en-
trada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU
depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acio-
namento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aumento de pressão, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de aumento de pressão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de aumento de pressão para ver se o sensor de aumento
de pressão está com defeito.

3.8 SPN 102, FMI 18, aumento de pressão BAIXO

Descrição
O aumento de pressão medido cai abaixo do nível de alarme durante a operação. As causas possíveis
são:

3.7. SPN 102, FMI 16, aumento de pressão ACIMA DO NORMAL 9


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A tubulação de aumento de ar está vazando.


• O turboalimentador está com defeito
• O motor está com defeito mecânico
• A fiação do sensor de aumento de pressão está com defeito
• O sensor de aumento de pressão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 2). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Encontre a causa da indicação de aumento de pressão baixa:
• Verifique se o sistema de aumento de ar está firme. (tubulação, Intercooler)
• Verifique a condição do turboalimentador.
• Verifique a condição mecânica do motor.
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de aumento de pressão, a fiação do sensor e a en-
trada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU
depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acio-
namento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aumento de pressão, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de aumento de pressão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de aumento de pressão para ver se o sensor de aumento
de pressão está com defeito.

3.9 SPN 102, FMI 3, tensão do sensor de aumento de pressão


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de aumento de pressão está acima do intervalo de operação normal (>4,9 V). As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de aumento de pressão está com defeito (em curto com a fonte alta ou circuito
aberto)
• A fonte de alimentação do sensor de aumento de pressão não está correta
• O sensor de aumento de pressão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
o aumento de pressão não estar ativo.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aumento de pressão, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de aumento de pressão (Página 164))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de aumento de pressão
(Página 164))

10 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro sensor de aumento de pressão para ver se o sensor de aumento
de pressão está com defeito.

3.10 SPN 102, FMI 31, Queda da pressão do coletor de admissão


muito ALTA ao pegar

Descrição
A pressão do coletor de admissão medida (sinal do sensor de aumento de pressão) está abaixo do
limite de alerta durante o arranque do motor. As causas possíveis são:
• O abastecimento de ar do motor está entupido
• A fiação do sensor de aumento de pressão está com defeito
• O sensor de aumento de pressão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: o motor pode não iniciar ou dar partida lentamente e funcionar mal.
Solução
• Verifique o sistema de abastecimento de ar do motor completamente, consulte as instruções de
serviço conforme necessário.
• Filtro de ar
• Tubulação do filtro de ar ao turboalimentador (procure por obstáculos nas juntas, entortados)
• Turboalimentador
• Tubulação do turboalimentador ao arrefecedor de ar de carga (procure por obstáculos nas juntas,
entortados)
• Arrefecedor do ar de carga
• Tubulação do arrefecedor de ar de carga ao coletor de admissão (procure por obstáculos nas
juntas, entortados)
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de aumento de pressão, a fiação do sensor e a en-
trada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU
depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acio-
namento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aumento de pressão, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de aumento de pressão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de aumento de pressão para ver se o sensor de aumento
de pressão está com defeito.

3.11 SPN 102, FMI 4, tensão do sensor de aumento de pressão


abaixo do normal

Descrição
O sinal de aumento de pressão está abaixo do intervalo de operação normal (<0,29 V). As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de aumento de pressão está com defeito (em curto com o terra)
• A fonte de alimentação do sensor de aumento de pressão não está correta

3.10. SPN 102, FMI 31, Queda da pressão do coletor de admissão muito ALTA ao pegar 11
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O sensor de aumento de pressão está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
o aumento de pressão não estar ativo. Nenhuma recuperação antes de reiniciar o sistema.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aumento de pressão, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de aumento de pressão (Página 164))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de aumento de pressão
(Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de aumento de pressão para ver se o sensor de aumento
de pressão está com defeito.

3.12 SPN 1043, FMI 3, tensão de abastecimento de 12V interno


acima do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.13 SPN 1043, FMI 4, tensão de abastecimento de 12 V interno


abaixo do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

12 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.14 SPN 105, FMI 16, temperatura de entrada de ar ACIMA DO


NORMAL (90°C)

Descrição
A temperatura do coletor de admissão medida aumenta para acima do limite de alerta (90°C). O sensor
de temperatura está integrado ao sensor de aumento de pressão. Possíveis causas para a indicação da
alta temperatura são:
• O sistema de arrefecimento do ar de carga não está funcionando corretamente
• A fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
• O sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Encontre a causa da indicação de alta temperatura do coletor de admissão:
• Verifique a condição do sistema de arrefecimento de ar. (Limpeza, apertada com pressão, ope-
ração do ventilado, etc.)
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de temperatura de entrada de ar, a fiação do sensor
e a entrada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a
ECU depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de
acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão, os conectores e as superfí-
cies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura de
entrada de ar (Página 166))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura de entrada de ar para ver se o sensor de
temperatura de entrada de ar está com defeito.

3.15 SPN 105, FMI 3, tensão do sensor de temperatura de entrada


de ar acima do normal ou em circuito aberto

Descrição
O sinal da temperatura do ar do coletor de admissão medido está acima do intervalo de operação
normal (o sensor está integrado ao sensor de aumento de pressão). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
• O sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do coletor de admissão não estar ativa.
Solução

3.14. SPN 105, FMI 16, temperatura de entrada de ar ACIMA DO NORMAL (90°C) 13
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão, os conectores e as superfí-
cies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura de
entrada de ar (Página 166))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura de entrada de ar para ver se o sensor de
temperatura de entrada de ar está com defeito.

3.16 SPN 105, FMI 4, tensão do sensor de temperatura da entrada


de ar abaixo do normal

Descrição
O sinal da temperatura do ar do coletor de admissão medido está abaixo do intervalo de operação
normal (o sensor está integrado ao sensor de aumento de pressão). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
• O sensor de temperatura do coletor de admissão está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do coletor de admissão não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do coletor de admissão, os conectores e as superfí-
cies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura de
entrada de ar (Página 166))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura de entrada de ar para ver se o sensor de
temperatura de entrada de ar está com defeito.

3.17 SPN 1076, FMI 14, controle do MPROP, circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto no controle da bomba de alta pressão (MPROP). As
causas possíveis são:
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

14 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do


conector (possível oxidação).
• Meça entre o lado baixo do conector do MPROP e o pino do conector da ECU para ver se existe
algum cabo com defeito.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.18 SPN 1076, FMI 3, controle MPROP, curto-circuito do lado alto


com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com a bateria no lado alto do controle da bomba de alta
pressão (MPROP). Falha detectada no pós-funcionamento quando o controle MPROP está desligado.
As causas possíveis são:
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça o lado alto do terminal da fiação para o aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com a bateria.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.19 SPN 1076, FMI 4, controle MPROP, curto-circuito do lado


baixo com o TERRA

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o terra no lado baixo do controle da bomba de alta
pressão (MPROP). As causas possíveis são:
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.18. SPN 1076, FMI 3, controle MPROP, curto-circuito do lado alto com a FONTE ALTA 15
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo do terminal da fiação para o aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com o terra.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.20 SPN 1076, FMI 5, controle MPROP, curto-circuito do lado


baixo com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com a bateria no lado baixo do controle da bomba de
alta pressão (MPROP). As causas possíveis são:
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo do terminal da fiação para o aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com a bateria.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.21 SPN 1076, FMI 6, controle MPROP, curto-circuito do lado alto


com o TERRA

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o terra no lado alto do controle da bomba de alta
pressão (MPROP). As causas possíveis são:
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

16 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça o lado alto do terminal da fiação para o aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com a bateria.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.22 SPN 1077, FMI 3, ECU internal fault 0101

Descrição
EEM4 monitoring system has detected internal failure on high pressure unit control (MPROP). Pos-
sible reason is ECU hardware defect.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do combustível não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.23 SPN 1077, FMI 14, controle do MPROP, superaquecimento da


central de força

Descrição
O sistema EEM4 detectou superaquecimento no controle da bomba de alta pressão (MPROP). As
causas possíveis são:
• A válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funcionalidades da central de força podem estar desativadas.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).

3.22. SPN 1077, FMI 3, ECU internal fault 0101 17


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Meça entre o lado baixo do conector do MPROP e o pino do conector da ECU para ver se existe
algum cabo com defeito.
• Verifique a operação com outra válvula solenoide do MPROP para ver se a válvula solenoide
está com defeito.

3.24 SPN 1077, FMI 4, ECU internal fault 0102

Descrição
EEM4 monitoring system has detected internal failure on high pressure unit control (MPROP). Pos-
sible reason is ECU hardware defect.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do combustível não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.25 SPN 107, FMI 18, pressão do filtro de ar ABAIXO DO NORMAL

Descrição
A pressão do filtro de ar está abaixo do intervalo de operação normal está abaixo do intervalo de
operação normal. As causas possíveis são:
• O filtro de ar está bloqueado
• Fiação o sensor de pressão do filtro de ar com defeito
• O sensor do filtro de ar está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
• Mude o filtro de ar.
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de pressão do filtro de entrada de ar, a fiação do
sensor e a entrada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie
a ECU depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de
acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de ar, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de ar para ver se o sensor de pressão
do filtro de ar está com defeito.

18 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.26 SPN 107, FMI 31, sensor de pressão do filtro de ar ativo no


estado inicial

Descrição
O sensor de pressão do filtro de ar indica bloqueio no filtro embora o motor não esteja em funciona-
mento. As causas possíveis são:
• Fiação o sensor de pressão do filtro de ar com defeito
• O sensor do filtro de ar está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de ar, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de ar para ver se o sensor de pressão
do filtro de ar está com defeito.

3.27 SPN 108, FMI 3, tensão do sensor de pressão do ambiente


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha no sensor de pressão interna da ECU. O motivo
possível é um defeito no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.28 SPN 108, FMI 4, tensão do sensor de pressão do ambiente


abaixo do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha no sensor de pressão interna da ECU. O motivo
possível é um defeito no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

3.26. SPN 107, FMI 31, sensor de pressão do filtro de ar ativo no estado inicial 19
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.29 SPN 109, FMI 3, tensão do sensor de pressão do refrigerante


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal da tensão do sensor de pressão do refrigerante medido está acima do intervalo de operação
normal. As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do refrigerante está com defeito (em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O sensor de pressão do refrigerante está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do refrigerante, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do refrigerante (Pá-
gina 168))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do refrigerante para ver se o sensor de pressão
do refrigerante está com defeito.

3.30 SPN 109, FMI 4, tensão do sensor de pressão do refrigerante


abaixo do normal

Descrição
O sinal da tensão do sensor de pressão do refrigerante medido está abaixo do intervalo de operação
normal. As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do refrigerante está com defeito (em curto com o terra)
• O sensor de pressão do refrigerante está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

20 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do sensor de pressão do refrigerante, os conectores e as superfícies de contato


dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do refrigerante (Pá-
gina 168))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do refrigerante para ver se o sensor de pressão
do refrigerante está com defeito.

3.31 SPN 110, FMI 0, temperatura do refrigerante ALTA, ALARME


(>113 C)

Descrição
A temperatura do refrigerante medida excede o limite de alarme de superaquecimento. As causas
possíveis são:
• A correia do ventilador está deslizando ou a correia está quebrada
• O sistema refrigerante não está completamente cheio
• A bomba de água está com defeito
• O sistema de arrefecimento está entupido
• O termostato está com defeito ou foi removido (termostato de dupla ação)
• O termostato está de cabeça para baixo
• A tampa do filtro do radiador não está apertada com pressão
• O motor está sobrecarregado
• A fiação do sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
• O sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. O motor parará após 30 segundos. A
mensagem do CAN indica que o desligamento está pendente.
Solução
Encontre a causa da indicação de superaquecimento:
• Verifique a correia do ventilador e a tensão da correia
• Verifique o nível do refrigerante
• Verifique a condição do radiador
• Verifique a condição mecânica do motor
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de temperatura do refrigerante, a fiação do sensor
e a entrada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a
ECU depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de
acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do refrigerante, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do refrige-
rante (Página 158))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do refrigerante para ver se o sensor de
temperatura está com defeito.

3.31. SPN 110, FMI 0, temperatura do refrigerante ALTA, ALARME (>113 C) 21


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.32 SPN 110, FMI 16, temperatura do refrigerante ACIMA DO NOR-


MAL (>106° C)

Descrição
A temperatura do refrigerante medida excede o limite de alerta de superaquecimento. As causas
possíveis são:
• A correia do ventilador está deslizando ou a correia está quebrada
• O sistema refrigerante não está completamente cheio
• A bomba de água está com defeito
• O sistema de arrefecimento está entupido
• O termostato está com defeito ou foi removido (termostato de dupla ação)
• O termostato está de cabeça para baixo
• A tampa do filtro do radiador não está apertada com pressão
• O motor está sobrecarregado
• A fiação do sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
• O sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor será reduzida (limite
de combustível) acima do limite de alerta para evitar o superaquecimento do motor. A mensagem do
CAN indica falha ativa.
Solução
Encontre a causa da indicação de superaquecimento:
• Verifique a correia do ventilador e a tensão da correia
• Verifique o nível do refrigerante
• Verifique a condição do radiador
• Verifique a condição mecânica do motor
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de temperatura do refrigerante, a fiação do sensor
e a entrada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a
ECU depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de
acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do refrigerante, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do refrige-
rante (Página 158))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do refrigerante para ver se o sensor de
temperatura está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do refrigerante (Página 158))

3.33 SPN 110, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do refrige-


rante acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de temperatura do refrigerante medido está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do refrigerante está com defeito

22 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O sensor de temperatura do refrigerante está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. A proteção do motor e outras
funções dependentes da temperatura do refrigerante não estão ativas.
OBSERVAÇÃO: a proteção de superaquecimento do motor não está ativa. O motor pode ser danifi-
cado se ocorrer um superaquecimento.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do refrigerante, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do refrige-
rante (Página 158))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do refrigerante para ver se o sensor de
temperatura está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do refrigerante (Página 158))

3.34 SPN 110, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do refrige-


rante abaixo do normal

Descrição
O sinal de temperatura do refrigerante medido está abaixo do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
• O sensor de temperatura do refrigerante está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. A proteção do motor e outras
funções dependentes da temperatura do refrigerante não estão ativas.
OBSERVAÇÃO: a proteção de superaquecimento do motor não está ativa. O motor pode ser danifi-
cado se ocorrer um superaquecimento.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do refrigerante, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do refrige-
rante (Página 158))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do refrigerante para ver se o sensor de
temperatura está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do refrigerante (Página 158))

3.35 SPN 1136, FMI 0, superaquecimento da ECU ALTO, ALARME

Descrição

3.34. SPN 110, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do refrigerante abaixo do normal 23
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma temperatura interna da ECU muito alta. O motivo
poderia ser, por exemplo, quando o superaquecimento parou o motor e o sistema de arrefecimento
não funciona mais e a temperatura pode aumentar dentro do controlador EEM4, pois o fluxo de ar
não está esfriando.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. O
motor parará após 30 segundos se a temperatura interna da ECU continuamente se mantiver a >114°C.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Espere o motor esfriar e tente tocar a ECU com a mão. Se ele ainda estiver muito quente e o
código de falha estiver ativo, tente substituir a ECU.
• Se existir um código de falha no registro de falhas referente ao superaquecimento do motor, esse
código de falha será corrigido após o tempo aplicável (ecu_t<109°C).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.36 SPN 1136, FMI 3, tensão do sensor de temperatura da ECU


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha no sensor de temperatura interna da ECU. O
motivo possível é um defeito no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependem de a temperatura da ECU não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.37 SPN 1136, FMI 4, tensão do sensor de temperatura da ECU


abaixo do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha no sensor de temperatura interna da ECU. O
motivo possível é um defeito no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependem de a temperatura da ECU não estar ativa.
Solução

24 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.38 SPN 1321, FMI 3, tensão do lado alto do relé de partida acima
do normal

Descrição
A tensão do lado alto do relé de partida está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do relé de partida está com defeito.
• O relé de partida está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé de partida, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Relé de partida (Página 177))
• Verifique a operação com outro relé de partida para ver se o relé está com defeito.

3.39 SPN 1321, FMI 6, corrente do lado alto do relé de partida


acima do normal

Descrição
A corrente do lado alto do relé de partida está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do relé de partida está com defeito.
• O relé de partida está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé de partida, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Relé de partida (Página 177))
• Verifique a operação com outro relé de partida para ver se o relé está com defeito.

3.38. SPN 1321, FMI 3, tensão do lado alto do relé de partida acima do normal 25
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.40 SPN 1485, FMI 11, ECU internal fault 0100

Descrição
O relé principal interno do sistema EEM4 está preso. O motivo possível é um defeito no hardware da
ECU.
• O conector da ECU está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o conector de ECU, a fiação e as superfícies de contato (possível oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.41 SPN 1485, FMI 31, abertura precoce do relé principal no pós-
funcionamento anterior

Descrição
O relé principal foi aberto sem nenhuma solicitação. As causas possíveis são:
• A fiação da bateria está com defeito
• O relé principal externo está com defeito
• O relé principal interno da ECU está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da bateria
• Verifique o conector da ECU, as conexões e as superfícies de contato (possível oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.42 SPN 157, FMI 0, pressão do trilho acima do normal

Descrição
A pressão do trilho medida está acima do limite crítico. A pressão medida é de >1800 bar. Em
condições normais, a válvula de alívio de pressão (PRV) abre a pressões críticas (1800 a 2000 bar).
Em caso de falha mecânica da PRV, o sistema EEM4 monitora continuamente a pressão do trilho e,
se a pressão medida for >1800 bar, o motor desligará imediatamente.
As causas possíveis são:

26 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente


• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• A válvula de alívio de pressão (PRV) não está funcionando corretamente
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
OBSERVAÇÃO: devido à pressão de injeção muito alta (1800 bar) durante o funcionamento do motor,
existe um grave risco de lesão se o lado de alta pressão tiver um vazamento.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a bomba de alta pressão: procure por possíveis falhas na bomba de alta pressão e
inspecione de forma apropriada (por exemplo, falhas na fiação e nos conectores)
• Verifique a operação da bomba de alta pressão com o teste da ferramenta de serviço ou peça
para um prestador de serviço autorizado da Bosch inspecionar a bomba
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.
• Em caso de válvula de liberação de pressão (PRV), bomba de alta pressão ou chicote da fiação
danificado, substitua as peças danificadas de acordo com o manual de serviço.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição de peças de alta pressão devem ser realizadas
somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções especiais podem se
aplicar.

3.43 SPN 157, FMI 15, controlador de pressão do trilho, desvio po-
sitivo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um desvio positivo na pressão do trilho. A pressão
do trilho medida não está aumentando de acordo com o valor do ponto de ajuste para o MPROP.
Normalmente isso indica um vazamento no injetor ou em algum outro lugar diferente do lado de alta
pressão.
OBSERVAÇÃO: devido à pressão de injeção muito alta (máx. 1800 bar) durante o funcionamento do
motor, existe um grave risco de lesão se a alta pressão oculta estiver vazando.
As causas possíveis são:
• Ar no combustível no lado de alta pressão (tanque vazio)

3.43. SPN 157, FMI 15, controlador de pressão do trilho, desvio positivo 27
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O injetor não está funcionando corretamente (vazamento interno)


• A válvula de alívio de pressão não está funcionando corretamente (vazamento)
• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
• A válvula solenoide do MPROP na bomba de alta pressão não está funcionando corretamente (com defeito)
• Existe um vazamento no lado de alta pressão (vazamento externo)
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Pico de pressão temporário (pane), durante funcionamento do motor. Exemplo de queda de
carga/quantidade de combustível anormal durante o funcionamento. Se a falha não ativar nas
próximas 10 horas de operação, provavelmente o motivo foi a função de diagnóstico muito
sensível.
Solução2: desligue a chave de ignição e ligue novamente. Dê partida no motor; se o código de falha
estiver ativo quando o motor estiver funcionando, verifique os seguintes caminhos:
• Pare o motor. Verifique visualmente os tubos de alta pressão do motor, entre outros, quanto a
possíveis danos.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Verifique a válvula de alívio de pressão visualmente em caso de impurezas. Se houver impure-
zas, limpe a válvula ou substitua por uma nova. Aperte a válvula de acordo com o manual de
serviço.
• Verifique a operação dos bicos com o teste da ferramenta de serviço ou peça para um prestador
de serviço autorizado da Bosch inspecionar os injetores.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão com a função de teste da ferramenta de serviço.
Se os resultados do teste mostrarem vazamento na bomba de alta pressão, a peça com defeito
pode ser a bomba de alta pressão ou a válvula solenoide do MPROP.
• Em caso de dano do injetor, válvula de alívio de pressão, tubo de alta pressão, sensor de pressão
do trilho ou chicote da fiação, substitua as peças danificadas de acordo com o manual de serviço.
Solução3: válida somente para motores de 4 válvulas.
• Verifique se os tubos de alimentação lateral dos injetores estão firmes. Consulte o torque de
ajuste e as instruções de operação no manual de reparo do motor.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

28 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.44 SPN 157, FMI 16, pressão do trilho ACIMA DO NORMAL

Descrição
A pressão do trilho medida está acima do limite de alerta (190 MPa).
As causas possíveis são:
• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente reduzida (nível de
degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de a pressão do trilho
não estar ativa.
Solução
• Verifique a bomba de alta pressão: procure por possíveis falhas na bomba de alta pressão e
inspecione de forma apropriada (por exemplo, falhas na fiação e nos conectores)
• Verifique a operação da bomba de alta pressão ou peça para um prestador de serviço autorizado
da Bosch inspecionar a bomba
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de pressão do trilho, a fiação do sensor e a entrada
do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois
de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento,
verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor de pressão do
trilho está com defeito.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição do sensor de pressão do trilho devem ser realizadas
somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções especiais podem se aplicar.

3.45 SPN 157, FMI 17, controlador de pressão do trilho, desvio ne-
gativo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um desvio negativo na pressão do trilho. A pressão
do trilho medida não está diminuindo de acordo com o valor do ponto de ajuste para o MPROP.
Normalmente isso indica uma linha de retorno de combustível diesel entupida (para o tanque), um
vazamento no MPROP ou MPROP preso na condição de aberto.
As causas possíveis são:
• A linha de retorno de combustível de volta para o tanque está entupida
• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito

3.44. SPN 157, FMI 16, pressão do trilho ACIMA DO NORMAL 29


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

OBSERVAÇÃO: código de falha SPN520208, FMI31, PRV reconhecida como aberta pode ativar essa
falha também.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Pico de pressão temporário (pane), durante funcionamento do motor. Exemplo de queda de
carga/quantidade de combustível anormal durante o funcionamento. Se a falha não ativar nas
próximas 10 horas de operação, provavelmente o motivo foi a função de diagnóstico muito
sensível.
Solução2:
Desligue a chave de ignição e ligue novamente. Dê partida no motor; se o código de falha estiver
ativo quando o motor estiver funcionando, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a linha de retorno de combustível. Durante o funcionamento do motor, um fluxo de
diesel constante deve retornar ao tanque de combustível (mínimo de 3 L/h).
Para detectar o possível problema da linha de retorno:
• Retorne o diesel temporariamente para o recipiente do conector da linha de retorno do motor. Ve-
rifique a localização correta da linha de retorno do motor no manual de serviço do motor/veículo.
Se a falha não for mais ativada, provavelmente o motivo é o entupimento da linha de retorno.
• Verifique a bomba de alta pressão: procure por possíveis falhas na bomba de alta pressão e
inspecione de forma apropriada (por exemplo, falhas na fiação e nos conectores)
• Verifique a operação da bomba de alta pressão com o teste da ferramenta de serviço ou peça
para um prestador de serviço autorizado da Bosch inspecionar a bomba
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Em caso de bomba de alta pressão, do sensor de pressão do trilho ou do chicote de fiação
danificado, substitua as peças danificadas de acordo com o manual de serviço.
Solução3: válida somente para motores de 4 válvulas.
• Verifique se os tubos de alimentação lateral dos injetores estão firmes. Consulte o torque de
ajuste e as instruções de operação no manual de reparo do motor.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.46 SPN 157, FMI 18, pressão do trilho abaixo do normal

Descrição
A pressão do trilho medida está abaixo do intervalo de operação normal. O limite de alerta depende
da velocidade do motor.
As causas possíveis são:

30 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Nenhum combustível no tanque (painel de instrumentos com defeito)


• O filtro está entupido (impurezas, congelamento, etc.).
• Vazamento/ar no sistema (lado de baixa pressão do combustível).
• A bomba de levantamento de combustível está com defeito
• Vazamento de combustível do lado de alta pressão
• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
OBSERVAÇÃO: devido à pressão de injeção muito alta (1800 bar) durante o funcionamento do motor, existe um
grave risco de lesão se o lado de alta pressão tiver um vazamento.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o nível de combustível do tanque. (Talvez o medidor esteja mostrando o nível errado).
• Verifique se os filtros de combustível estão entupidos (impurezas, congelamento, etc.), substitua
os filtros (pré-filtro e filtro principal).
• Verifique o lado de baixa pressão do combustível quanto a um possível vazamento/ar no sistema
de combustível.
• Check the high pressure pump control wirings, connectors and contact surfaces of the connector
pins (possible oxidation).
Essa falha normalmente será ativada quando houver um problema no abastecimento de combustível
no lado de baixa pressão do combustível. Se a falha estiver continuamente ativa, consulte a Solução2.
Solução 2
• Pare o motor. Verifique visualmente os tubos de alta pressão do motor, entre outros, quanto a
possíveis danos.
• Verifique a bomba de alta pressão: procure por possíveis falhas na bomba de alta pressão e
inspecione de forma apropriada (por exemplo, falhas na fiação e nos conectores).
• Verifique a operação da bomba de alta pressão com o teste da ferramenta de serviço ou peça
para um prestador de serviço autorizado da Bosch inspecionar a bomba.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição do sensor de pressão do trilho devem ser
realizadas somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções especiais
podem se aplicar.

3.46. SPN 157, FMI 18, pressão do trilho abaixo do normal 31


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.47 SPN 157, FMI 2, o valor bruto de pressão do trilho está inter-
mitente

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou saltos de pressão na pressão do trilho. Possível causa:
• O conector do sensor de pressão do trilho está com defeito
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• O trilho de combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor e a velocidade serão
fortemente reduzidas (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções
do motor dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique o sistema de combustível do motor visualmente para detectar possíveis vazamentos.
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.

3.48 SPN 157, FMI 20, o valor bruto da pressão do trilho está acima
do deslocamento máximo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou erro no sensor de pressão. A pressão do trilho está
acima do deslocamento durante a partida ou pós-funcionamento. As causas possíveis são:
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))

32 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.

3.49 SPN 157, FMI 21, o valor bruto da pressão do trilho está
abaixo do deslocamento mínimo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou erro no sensor de pressão. A pressão do trilho está
abaixo do deslocamento durante a partida ou pós-funcionamento. As causas possíveis são:
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.

3.50 SPN 157, FMI 3, tensão do sensor de pressão do trilho acima


do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de pressão do trilho está acima do intervalo de operação normal (>4,6 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente reduzida (nível de
degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de a pressão do trilho
não estar ativa.
Normalmente o código de falha 391, SPN 9151, FMI 31,”PRV reconhecida como ABERTA” está relacionado a
uma falha no sensor de pressão do trilho. Devido à falha do sensor, o controle de pressão do trilho de circuito
fechado não é mais possível. O abastecimento total de combustível é demandado pela bomba de alta pressão e a
alta pressão forçará a PRV (válvula de alívio de pressão) a abrir.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.49. SPN 157, FMI 21, o valor bruto da pressão do trilho está abaixo do deslocamento mínimo
33
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos


pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor de pressão do
trilho está com defeito.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição do sensor de pressão do trilho devem ser realizadas
somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções especiais podem se aplicar.

3.51 SPN 157, FMI 31, pressão do trilho, vazamento detectado no


balanço da quantidade

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou vazamento no lado de alta pressão do sistema de injeção
no balanço da quantidade. O valor de ajuste da corrente para o MPROP é maior do que o valor limite.
OBSERVAÇÃO: devido à pressão de injeção muito alta (máx. 1400 bar) durante o funcionamento do
motor, existe um grave risco de lesão se a alta pressão oculta estiver vazando.
As causas possíveis são:
• Ar no combustível no lado de alta pressão (tanque vazio)
• O injetor não está funcionando corretamente (vazamento interno)
• A válvula de alívio de pressão não está funcionando corretamente (vazamento)
• A bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
• A válvula solenoide do MPROP na bomba de alta pressão não está funcionando corretamente
(com defeito)
• Existe um vazamento no lado de alta pressão (vazamento externo)
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Pare o motor. Verifique visualmente os tubos de alta pressão do motor, entre outros, quanto a
possíveis danos.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Verifique a válvula de alívio de pressão visualmente em caso de impurezas. Se houver impure-
zas, limpe a válvula ou substitua por uma nova. Aperte a válvula de acordo com o manual de
serviço.

34 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação dos bicos com o teste da ferramenta de serviço ou peça para um prestador
de serviço autorizado da Bosch inspecionar os injetores.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão com a função de teste da ferramenta de serviço.
Se os resultados do teste mostrarem vazamento na bomba de alta pressão, a peça com defeito
pode ser a bomba de alta pressão ou a válvula solenoide do MPROP.
• Em caso de dano do injetor, válvula de alívio de pressão, tubo de alta pressão, sensor de pressão
do trilho ou chicote da fiação, substitua as peças danificadas de acordo com o manual de serviço.
Solução2: válida somente para motores de 4 válvulas.
• Verifique se os tubos de alimentação lateral dos injetores estão firmes. Consulte o torque de
ajuste e as instruções de operação no manual de reparo do motor.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.52 SPN 157, FMI 4, tensão do sensor de pressão do trilho abaixo


do normal

Descrição
O sinal de pressão do trilho está abaixo do intervalo de operação normal (<0,4 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente reduzida (nível de
degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de a pressão do trilho
não estar ativa.
Normalmente o código de falha 391, SPN 9151, FMI 31, “PRV reconhecida como ABERTA” está relacionado a
uma falha no sensor de pressão do trilho. Devido à falha do sensor, o controle de pressão do trilho de circuito
fechado não é mais possível. O abastecimento total de combustível é demandado pela bomba de alta pressão e a
alta pressão forçará a PRV (válvula de alívio de pressão) a abrir.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do trilho (Página 167))
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor. (consulte Sensor de pressão do trilho
(Página 167))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor de pressão do
trilho está com defeito.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição do sensor de pressão do trilho devem ser realizadas
somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções especiais podem se aplicar.

3.52. SPN 157, FMI 4, tensão do sensor de pressão do trilho abaixo do normal 35
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.53 SPN 1639, FMI 18, controle do ventilador em baixa velocidade


ou sem sinal detectado

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou baixa velocidade ou perda de sinal no controle de velo-
cidade do ventilador. As causas possíveis são:
• A fiação do ventilador está com defeito
• O ventilador está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do controle do ventilador, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do ventilador.

3.54 SPN 1639, FMI 19, ausência de sinal de CAN de solicitação de


velocidade de ventilador

Descrição
O sistema EEM4 não pode receber a solicitação de velocidade do ventilador válida via CAN. As
causas possíveis são:
• A fiação do ventilador está com defeito
• O ventilador está com defeito
• O barramento CAN está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do controle do ventilador, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do ventilador.
• Verifique a operação do barramento CAN.

3.55 SPN 168, FMI 0, tensão da bateria ACIMA DO NORMAL

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma tensão muito alta na bateria. Limite de código de
falha para sistemas de 12 V: 17 V Limite de código de falha para sistemas de 24 V: 32 V

36 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o funcionamento do gerador se a tensão de carregamento estiver correta. (consulte
Fonte de alimentação de ECU do motor (Página 178))
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.56 SPN 168, FMI 1, tensão da bateria ABAIXO DO NORMAL (<7,8


V)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma tensão muito baixa na bateria. As possíveis causas
são:
• A bateria está com defeito
• O gerador está com defeito
• A fiação da bateria está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a condição da bateria. (consulte Fonte de alimentação de ECU do motor (Página 178))
• Verifique a fiação da bateria e os conectores quanto a possíveis perdas de contato ou possível
oxidação. (consulte Fonte de alimentação de ECU do motor (Página 178))
• Verifique o funcionamento do gerador se a tensão de carregamento estiver correta.

3.57 SPN 168, FMI 3, sensor de tensão da bateria, tensão acima do


normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.56. SPN 168, FMI 1, tensão da bateria ABAIXO DO NORMAL (<7,8 V) 37


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.58 SPN 168, FMI 4, sensor de tensão da bateria, tensão abaixo


do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.59 SPN 171, FMI 19, ausência de sinal do CAN de temperatura


ambiente

Descrição
O sistema EEM4 não pode receber uma temperatura ambiente válida via CAN. As causas possíveis
são:
• O sensor de ambiente está com defeito
• A fiação do sensor está com defeito
• A configuração da mensagem do CAN é inválida
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura ambiente, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura ambiente para ver se o sensor de tempe-
ratura ambiente está com defeito.
• Verifique se uma mensagem válida (Condições do ambiente PGN 64923) pode ser encontrada
no barramento CAN.

38 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.60 SPN 171, FMI 3, tensão do sensor de temperatura ambiente


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de tensão do sensor de temperatura ambiente medido está acima do normal (>4,9 V). As
causas possíveis são:
• O sensor de ambiente está com defeito
• A fiação do sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura ambiente, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura ambiente para ver se o sensor de tempe-
ratura ambiente está com defeito.

3.61 SPN 171, FMI 4, tensão do sensor de temperatura ambiente


abaixo do normal

Descrição
A tensão do sensor de ambiente medida está abaixo do normal (<0,2 V). As causas possíveis são:
• O sensor de ambiente está com defeito
• A fiação do sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura ambiente, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura ambiente para ver se o sensor de tempe-
ratura ambiente está com defeito.

3.62 SPN 174, FMI 0, temperatura de entrada de combustível ALTA,


ALARME (>85°C)

Descrição
A temperatura do combustível medida aumenta para acima do limite de alerta (+85°C). Possíveis
causas para a indicação da alta temperatura são:

3.60. SPN 171, FMI 3, tensão do sensor de temperatura ambiente acima do normal ou circuito39
aberto
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O combustível no tanque está muito quente


• A fiação do sensor de temperatura do combustível está com defeito
• O sensor de temperatura do combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor será reduzida (FL1).
A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Encontre a causa da indicação de alta temperatura do combustível:
• Verifique a temperatura do combustível no tanque. (Entre em contato com o fabricante do
veículo)
• Se o tanque estiver quase vazio e a temperatura ambiente estiver alta, a temperatura pode aumen-
tar devido ao retorno do combustível quente. (Entre em contato com o fabricante do veículo)
Para verificar defeitos elétricos, verifique o sensor de temperatura da entrada de combustível, a fiação
do sensor e a entrada do controlador: primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o.
Reinicie a ECU depois de apagar o registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo
ciclo de acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do com-
bustível (Página 161))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura de entrada de combustível para ver se o
sensor de temperatura de entrada de combustível está com defeito. (consulte Sensor de tempe-
ratura do combustível (Página 161))

3.63 SPN 174, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do com-


bustível acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de temperatura do combustível medido está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do combustível está com defeito
• O sensor de temperatura do combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do combustível não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do com-
bustível (Página 161))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do combustível para ver se o sensor de
temperatura do combustível está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do combustível
(Página 161))

40 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.64 SPN 174, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do com-


bustível abaixo do normal

Descrição
O sinal de temperatura do combustível medido está abaixo do intervalo de operação normal. As
causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do combustível está com defeito
• O sensor de temperatura do combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a temperatura do combustível não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do com-
bustível (Página 161))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura de combustível para ver se o sensor de
temperatura de combustível está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do combustível
(Página 161))

3.65 SPN 1761, FMI 1, tanque do DEF VAZIO

Descrição
O nível do tanque medido indica que o tanque está vazio.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
• Encha novamente o tanque do DEF com redutor válido (Adblue).
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de nível de tanque do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do sensor de nível do tanque do DEF.

3.66 SPN 1761, FMI 18, NÍVEL BAIXO do tanque do DEF

Descrição
O nível de tanque medido indica BAIXO nível do DEF.

3.64. SPN 174, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do combustível abaixo do normal 41
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
• Encha novamente o tanque do DEF com redutor válido (DEF/Adblue).
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de nível de tanque do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de nível de tanque para ver se o sensor está com defeito.

3.67 SPN 1761, FMI 3, tensão do sensor de nível do tanque do DEF


acima do normal ou circuito aberto

Descrição
O sinal de nível do tanque medido está acima do intervalo de operação normal. As causas possíveis
são:
• A fiação do sensor de nível do tanque do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O sensor de nível do tanque do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de nível de tanque do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação do sensor de nível do tanque do DEF. Meça a resistência sobre o sensor de
nível. A resistência deve ser de até 1M Ohm.

3.68 SPN 1761, FMI 4, tensão do sensor de nível de tanque do DEF


abaixo do normal

Descrição
O sinal de nível do tanque medido está abaixo do intervalo de operação normal. As causas possíveis
são:
• A fiação do sensor de nível de tanque do DEF está com defeito. (em curto com o terra)
• O sensor de nível do tanque do DEF está com defeito

42 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de nível de tanque do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de nível de tanque para ver se o sensor está com defeito.

3.69 SPN 2791, FMI 0, alerta de temperatura da válvula EGR

Descrição
A temperatura do atuador do EGR está muito alta. As causas possíveis são:
• O atuador de EGR está com defeito.
• A fiação do atuador de EGR está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do atuador de EGR para detectar algum defeito no eixo de controle.
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.70 SPN 2791, FMI 10, torque da válvula EGR limitado

Descrição
O torque do atuador de EGR é limitado para evitar superaquecimento. As causas possíveis são:
• O eixo de controle do atuador de EGR está com defeito
• O atuador de EGR está com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do atuador de EGR para detectar algum defeito no eixo de controle.

3.69. SPN 2791, FMI 0, alerta de temperatura da válvula EGR 43


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.71 SPN 2791, FMI 11, curto circuito da válvula EGR

Descrição
Curto-circuito do atuador do EGR. As causas possíveis são:
• O motor do atuador do EGR está em curto com o aterramento, com a bateria ou pelo motor.
• O atuador de EGR está com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.72 SPN 2791, FMI 12, erro de inicialização da válvula EGR

Descrição
A soma de verificação do EEPROM do atuador do EGR está errada e o software não pode ser inicia-
lizado. As causas possíveis são:
• O atuador de EGR está com defeito
• O barramento CAN está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.73 SPN 2791, FMI 14, sobrecarga da válvula EGR

Descrição
O ciclo de funcionamento do atuador do EGR está acima do nível de operação segura. O erro será
corrigido quando o funcionamento retornar à área segura. As causas possíveis são:
• O atuador de EGR está com defeito
• O barramento CAN está com defeito

44 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do atuador de EGR para detectar algum defeito no eixo de controle.
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.74 SPN 2791, FMI 16, alerta de temperatura da válvula EGR

Descrição
A temperatura do atuador do EGR está muito alta. As causas possíveis são:
• O eixo de controle do atuador de EGR está com defeito.
• O atuador de EGR está com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do atuador de EGR para detectar algum defeito no eixo de controle.
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.75 SPN 2791, FMI 19, erro de comunicação da válvula EGR

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 não pode receber a mensagem de controle do EGR do barramento
CAN. As causas possíveis são:
• A fiação do atuador de EGR está com defeito
• O atuador de EGR está com defeito
• O barramento CAN está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).

3.74. SPN 2791, FMI 16, alerta de temperatura da válvula EGR 45


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.
• Verifique a operação do barramento CAN.

3.76 SPN 2791, FMI 31, válvula EGR não presente

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 não pode descobrir o atuador do EGR. As causas possíveis são:
• O atuador de EGR está com defeito
• O barramento CAN está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do atuador de EGR, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.77 SPN 2791, FMI 7, desvio de posição da válvula EGR

Descrição
A diferença do atuado de EGR entre a posição real e de destino do eixo está muito alta. O erro será
corrigido quando a diferença for menor. As causas possíveis são:
• O atuador de EGR está com defeito
• O eixo do atuador do EGR está torcido ou bloqueado.
• O barramento CAN está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do atuador de EGR para detectar algum defeito no eixo de controle.
• Verifique a operação com outro atuador de EGR para ver se o atuador está com defeito.

3.78 SPN 29, FMI 3, sensor de aceleração 2 acima do normal ou


em curto-circuito (OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:

46 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A fiação do sensor está com defeito


• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 2, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.79 SPN 29, FMI 4, sensor de aceleração 2 abaixo do normal


(OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está abaixo do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 2, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.80 SPN 3031, FMI 10, intervalo de mudança anormal de tempera-


tura do tanque do DEF e ciclo de aquecimento

Descrição

3.79. SPN 29, FMI 4, sensor de aceleração 2 abaixo do normal (OCIOSO) 47


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

A temperatura do tanque do DEF é monitorada pelo controle do motor EEM4. Se o aque-


cimento do tanque solicitado estiver ativado, mas a temperatura não mudar durante o ciclo
de aquecimento, então o código de falha será liberado. As causas possíveis são:
• O fluxo do refrigerante do elemento de aquecimento do tanque está impedido
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF está com defeito
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a circulação do refrigerante do elemento de aquecimento do tanque; mangueiras do
motor ao elemento de aquecimento e retorno.
• Verifique a operação com outra válvula de aquecimento do tanque para ver se a válvula está com
defeito.
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura/nível do tanque para ver se a tempera-
tura/nível do tanque está com defeito.

3.81 SPN 3031, FMI 14, tempo de descongelamento máximo do


tanque do DEF excedido

Descrição
O tempo de descongelamento máximo do tanque do DEF foi excedido. O tempo de des-
congelamento permitido é definido pelas autoridades. As causas possíveis são:
• O fluxo do refrigerante do elemento de aquecimento do tanque está impedido
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF está com defeito
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a circulação do refrigerante do elemento de aquecimento do tanque; mangueiras do
motor ao elemento de aquecimento e retorno.
• Verifique a operação com outra válvula de aquecimento do tanque para ver se a válvula está com
defeito.

48 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF, os conectores e as superfícies de


contato dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura/nível do tanque para ver se a tempera-
tura/nível do tanque está com defeito.

3.82 SPN 3031, FMI 16, temperatura do tanque do DEF ACIMA do


normal

Descrição
A temperatura do tanque do DEF medida está muito alta. Após temperatura do tanque
muito alta, o Adblue precisa ser trocado. As causas possíveis são:
• A válvula de aquecimento do tanque está entupida ou montada ao contrário
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF está com defeito
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a circulação do refrigerante do elemento de aquecimento do tanque; mangueiras do
motor ao elemento de aquecimento e retorno.
• Verifique a operação com outra válvula de aquecimento do tanque para ver se a válvula está com
defeito.
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura/nível do tanque para ver se a tempera-
tura/nível do tanque está com defeito.
• Mude o redutor (DEF/Adblue).

3.83 SPN 3031, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do tanque


do DEF acima do normal ou em circuito aberto

Descrição
O sinal do sensor de temperatura do tanque medido está acima do intervalo de operação normal. As
causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF está com defeito (em curto com a fonte
alta ou circuito aberto)
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF O sensor está com defeito
Reação no EEM

3.82. SPN 3031, FMI 16, temperatura do tanque do DEF ACIMA do normal 49
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação do sensor de temperatura do tanque do DEF. Meça a resistência sobre o
tensor de temperatura. A resistência deve ser de até 1M Ohm.

3.84 SPN 3031, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do tanque


do DEF abaixo do normal

Descrição
O sinal do sensor de temperatura do tanque medido está abaixo do intervalo de operação normal. As
causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF está com defeito (em curto com o terra)
• A fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do tanque do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
OBSERVAÇÃO: o sensor de temperatura e o e nível do tanque do DEF têm TERRA de referência
comum
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura/nível do tanque para ver se a tempera-
tura/nível do tanque está com defeito.

3.85 SPN 3361, FMI 11, proteção de superaquecimento da válvula


de dosagem do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma temperatura muito alta na válvula de dosagem
do SCR e a proteção de superaquecimento está ativa. A dosagem de DEF/Adblue está impedida ou
o tanque do SCR está vazio. A temperatura de exaustão muito alta sem dosagem de DEF/Adblue
danificará a válvula de dosagem do SCR. As causas possíveis são:

50 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O tanque do SCR está vazio e, portanto, a válvula de dosagem não pode dosar.
• O sensor de temperatura do gás de exaustão de saída está com defeito
• A temperatura do gás de exaustão de saída está instalada incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor será reduzida (limite
de combustível) acima do limite de alerta para evitar o superaquecimento da válvula de dosagem. A
mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Encha novamente o tanque do DEF com redutor válido (DEF/Adblue)
• Verifique a montagem do sensor de temperatura do gás de exaustão de saída. Verifique se o
sensor está montado de acordo com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos
sensores do motor (Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de exaustão de saída para ver se o
sensor está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do gás de exaustão (Página 164))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal de temperatura do gás de exaustão.

3.86 SPN 3361, FMI 14, comportamento anormal da corrente da


válvula de dosagem do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou comportamento anormal na corrente da válvula de do-
sagem do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito.
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula está com defeito.

3.86. SPN 3361, FMI 14, comportamento anormal da corrente da válvula de dosagem do DEF51
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.87 SPN 3361, FMI 3, curto-circuito do lado baixo da válvula de


dosagem do DEF com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com a fonte alta no lado baixo da
válvula de dosagem do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula de dosagem está com
defeito.

3.88 SPN 3361, FMI 31, superaquecimento no chip do acionador


da central de força da válvula de dosagem do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um superaquecimento na central de força da válvula de
dosagem do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito.
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

52 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.89 SPN 3361, FMI 4, curto-circuito no lado alto da válvula de do-


sagem do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no lado alto da válvula de dosagem
do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito.
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula está com defeito.

3.90 SPN 3361, FMI 5, curto-circuito da lado alto da válvula de do-


sagem do DEF com a FONTE ALTA ou carga aberta

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com a fonte alta ou uma carga aberta
no lado alto da válvula de dosagem do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou carga
aberta)
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula está com defeito.

3.89. SPN 3361, FMI 4, curto-circuito no lado alto da válvula de dosagem do DEF 53
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.91 SPN 3361, FMI 6, lado baixo da válvula de dosagem do DEF


em curto-circuito com o TERRA ou carga aberta

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com o terra ou uma carga aberta no
lado baixo da válvula de dosagem do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Em curto com o terra ou carga
aberta)
• A válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Módulo de dosagem (Página 173))
• Verifique a operação com outra válvula de dosagem para ver se a válvula está com defeito.

3.92 SPN 3363, FMI 3, solenoide da válvula refrigerante do aquece-


dor do tanque do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no solenoide da válvula refrigerante
do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula solenoide está com defeito (em curto com a fonte alta)
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outra válvula refrigerante do tanque para ver se a válvula está com
defeito.

54 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.93 SPN 3363, FMI 31, superaquecimento da central de força da


ECU do aquecedor do tanque do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força da ECU do aque-
cedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outra válvula refrigerante do tanque para ver se a válvula está com
defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.94 SPN 3363, FMI 4, solenoide da válvula refrigerante do aque-


cedor do tanque do DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no solenoide da válvula refrigerante
do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula solenoide está com defeito (em curto com o terra)
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outra válvula refrigerante do tanque para ver se a válvula está com
defeito.

3.93. SPN 3363, FMI 31, superaquecimento da central de força da ECU do aquecedor do tanque
55
do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.95 SPN 3363, FMI 5, circuito aberto no solenoide da válvula re-


frigerante do aquecedor do tanque do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no solenoide da válvula refrigerante
do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação da válvula solenoide está com defeito.
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outra válvula refrigerante do tanque para ver se a válvula está com
defeito.

3.96 SPN 3509, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 1 fora do


intervalo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna na alimentação do sensor 5V. O mo-
tivo possível é um curto-circuito no sensor, o qual é parte do circuito de sensor 1. Se nenhum curto-
circuito for detectado, a ECU pode estar com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o sensor de pressão do filtro quanto a um curto-circuito com o terra.
• Verifique o sensor de pressão do refrigerante quanto a um curto-circuito com o terra.
• Verifique o sensor de pressão de óleo quanto a um curto-circuito com o terra.
• Verifique o sensor de aceleração 1 quanto a um curto-circuito com o terra.
• Verifique o sensor de aumento de pressão quanto a um curto-circuito com o terra.
• Se nenhum curto-circuito for encontrado, o motivo pode ser uma ECU com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

56 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.97 SPN 3510, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 2 fora do


intervalo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna na alimentação do sensor 5V. O mo-
tivo possível é um curto-circuito no sensor, o qual é parte do circuito de sensor 2. Se nenhum curto-
circuito for detectado, a ECU pode estar com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique os sensores de aceleração 2 e 3 quanto a um curto-circuito com o terra.
• Se nenhum curto-circuito for encontrado, o motivo pode ser uma ECU com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.98 SPN 3511, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 3 fora do


intervalo

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna na alimentação do sensor 5V. O mo-
tivo possível é um curto-circuito no sensor, o qual é parte do circuito de sensor 3. Se nenhum curto-
circuito for detectado, a ECU pode estar com defeito.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o sensor de pressão de ureia quanto a um curto-circuito com o terra.
• Verifique o sensor de pressão do trilho quanto a um curto-circuito com o terra.
• Se nenhum curto-circuito for encontrado, o motivo pode ser uma ECU com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.99 SPN 3512, FMI 3, tensão 1 da fonte de alimentação de 12V


acima do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.

3.97. SPN 3510, FMI 31, tensão de alimentação de 5 V CC 2 fora do intervalo 57


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.100 SPN 3512, FMI 4, tensão 1 da fonte de alimentação de 12 V


abaixo do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.101 SPN 3, FMI 14, o número de injeções é limitado pelo balanço


da quantidade da bomba de alta pressão

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 está monitorando o balanço da quantidade de combustível da
bomba de alta pressão e as injeções estão sendo limitadas. As causas possíveis são:
• A função verifica se a taxa de entrega hidráulica da bomba de alta pressão em uso é suficiente
para as injeções desejadas e retorna o número máximo de injeções possíveis. Esse erro será de-
tectado se o número de injeções desejadas estiver acima do número máximo de injeções possí-
veis.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2)
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Serviço dos filtros de combustível. Os filtros de combustível estão cheios e precisam ser muda-
dos.
• Verifique a bomba de alta pressão: procure por possíveis falhas na bomba de alta pressão e
inspecione de forma apropriada (por exemplo, falhas na fiação e nos conectores)

58 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da bomba de alta pressão ou peça para um prestador de serviço autorizado
da Bosch inspecionar a bomba
• Verifique a condição das linhas de combustível. Tente detectar a falha mecânica (por exemplo,
vazamento ou obstrução).
• Verifique a operação dos bicos com o teste da ferramenta de serviço ou peça para um prestador
de serviço autorizado da Bosch inspecionar os injetores.
• Verifique a válvula de alívio de pressão visualmente em caso de impurezas. Se houver impure-
zas, limpe a válvula ou substitua por uma nova. Aperte a válvula de acordo com o manual de
serviço
• Verifique a condição do trilho de combustível e das peças relacionadas visualmente. Tente
detectar possíveis vazamentos.

3.102 SPN 4090, FMI 16, mau funcionamento do sistema SCR:


emissão de NOx muito ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um mau-funcionamento no sistema SCR. A emissão de
NOx está acima do nível permitido. As causas possíveis são:
• O sistema SCR não consegue dosar
• Chip de ajuste
• O módulo de dosagem do DEF está com defeito ou bloqueado
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O catalisador SCR está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a qualidade do redutor usado (DEF/Adblue). Se houver suspeitas de uso de um redutor
ruim, o tanque precisará ser esvaziado, lavado e enchido novamente com um redutor válido.
• Verifique a operação do sistema DEF. Verifique se o sistema SCR consegue dosar o DEF/Adblue.
• Verifique a operação com outro módulo de dosagem do DEF para ver se o módulo de dosagem
está com defeito.
• Verifique a condição do catalisador SCR. Remova a válvula de dosagem e olhe dentro do cata-
lisador. Tente ver possíveis depósitos ou obstruções do DEF/Adblue.

3.103 SPN 4090, FMI 18, mau-funcionamento do sistema SCR:


emissão de NOx medida implausível

Descrição

3.102. SPN 4090, FMI 16, mau funcionamento do sistema SCR: emissão de NOx muito ALTA 59
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou um mau-funcionamento no sistema SCR. O nível de


emissão de NOx medido é implausível. As causas possíveis são:
• A qualidade da ureia não responde à recomendação da Agco Sisu Power.
• Possível chip de ajuste no sistema
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação do sistema DEF. Verifique se o sistema SCR consegue dosar o DEF/Adblue.
• Mude o redutor usado (DEF/Adblue).

3.104 SPN 4201, FMI 2, sinal de velocidade de manivela errático,


pulsos com muita interferência

Descrição
O módulo de avaliação de velocidade do virabrequim e de posição angular espera uma sequência
definida de pulsos do sensor de velocidade do virabrequim (roda dentada com 58 dentes e uma folga
de 2 dentes de largura). Se muitos pulsos forem recebidos entre duas folgas, o sistema reporta uma
falha. As causas possíveis são:
• Sinal inválido do sensor do virabrequim
• A fiação do sensor está com defeito
• O sensor está com defeito
• A distância entre o sensor e a roda dentada é muito alta, possivelmente perda do sensor
• Um distúrbio eletromagnético externo está afetando o sinal do sensor
• A roda dentada está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2). A partida do motor pode demorar
mais do que o normal e o funcionamento pode ser ruim devido a informações faltando/incorretas para
o controle de sincronismo de injeção. O motor funciona com o sinal do sensor de velocidade do eixo
de comando.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor do virabrequim, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação). Procure também por uma possível conexão reversa. (consulte
Sensor de velocidade do virabrequim (Página 162))
• Verifique a resistência da bobina do sensor do virabrequim (o motor deve estar parado). Os
valores normais de resistência a +20°C são de 1120 a 1530 Ohms.

60 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a montagem do sensor do virabrequim. A distância entre a ponta do sensor e os dentes


da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Procure por possíveis fontes de interferência eletromagnética no veículo ou perto dele que pos-
sam estar interferindo com o sinal do sensor (dispositivos usando ou carregando altas correntes,
altas tensões u campos magnéticos fortes).
• Verifique a condição e a montagem da roda dentada do virabrequim (dentes danificados, posi-
cionamento da roda dentada).

3.105 SPN 4201, FMI 31, ausência de sinal do sensor de velocidade


do virabrequim

Descrição
A ECU não pode receber um sinal de velocidade válido do sensor de velocidade do virabrequim.
As causas possíveis são:
• O sensor de velocidade do virabrequim está com defeito
• A fiação do sensor está com defeito
• A roda dentada está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2). A partida do motor pode demorar
mais do que o normal e o funcionamento pode ser ruim devido a informações faltando/incorretas para
o controle de sincronismo de injeção. O motor funciona com o sinal do sensor de velocidade do eixo
de comando.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor do virabrequim, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação). Procure também por uma possível conexão reversa. (consulte
Sensor de velocidade do virabrequim (Página 162))
• Verifique a resistência da bobina do sensor do virabrequim (o motor deve estar parado). Os
valores normais de resistência a +20°C são de 1120 a 1530 Ohms.
• Verifique a montagem do sensor do virabrequim. A distância entre a ponta do sensor e os dentes
da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Verifique a condição e a montagem da roda dentada do virabrequim (dentes danificados, posi-
cionamento da roda dentada).

3.106 SPN 4332, FMI 0, ERRO no sistema SCR: alta pressão do


DEF detectada

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A pressão do DEF monito-
rada está acima do intervalo de operação normal. As causas possíveis são:
• A linha de fluxo reverso do DEF está bloqueada
• O conector da linha de fluxo reverso do DEF está bloqueado

3.105. SPN 4201, FMI 31, ausência de sinal do sensor de velocidade do virabrequim 61
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A ventilação do tanque do DEF está com defeito


• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação do aquecedor de linha do DEF se o sistema tiver sido descongelado e a
falha estiver ativa.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o conector de fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF.
• Remova a linha de fluxo reverso do DEF para detectar possíveis obstruções.
• Verifique a contaminação do redutor usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.107 SPN 4332, FMI 11, ERRO no sistema SCR: erro no balanço
de quantidade bombeada/dosada

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. O erro é detectado relacio-
nando mudanças na quantidade de dosagem de ureia com mudanças do ciclo de funcionamento do
módulo de abastecimento do DEF. O ciclo de funcionamento do módulo de abastecimento do DEF
não corresponde à quantidade de dosagem real. As causas possíveis são:
• A linha de pressão do DEF está bloqueada
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A válvula de dosagem do DEF está bloqueada
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

62 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A linha de pressão geralmente está bloqueada. Remova a linha de pressão para detectar possíveis
obstruções.
• Verifique uma possível obstrução entre o módulo de abastecimento do DEF e o módulo de
dosagem.
• Remova a válvula de dosagem do DEF e verifique o bocal da válvula de dosagem para ver
possíveis obstruções.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique a contaminação do redutor usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.108 SPN 4332, FMI 14, ERRO no sistema SCR: falha no teste de
queda de pressão

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A pressão não caiu quando
a válvula de dosagem foi aberta durante a verificação de pressão no modo de detecção. As causas
possíveis são:
• A linha de pressão do DEF está com defeito (possível obstrução ou defeito mecânico)
• A válvula de dosagem do DEF está bloqueada
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado foi contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Remova a válvula de dosagem do DEF e verifique o bocal da válvula de dosagem para ver
possíveis obstruções.
• Verifique a linha de pressão visualmente para detectar qualquer falha mecânica, como, por exem-
plo, se a mangueira está dobrada.
• Se foi dada partida no veículo em condições frias e o sistema SCR estava congelado, pode haver
gelo na linha de pressão.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o conector de fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique a contaminação do redutor (DEF/Adblue) usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.108. SPN 4332, FMI 14, ERRO no sistema SCR: falha no teste de queda de pressão 63
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.109 SPN 4332, FMI 16, ERRO no sistema SCR: pressão de dosa-
gem do DEF acima do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A pressão durante o controle
de medição está muito alta no módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A linha de fluxo reverso do DEF está com defeito (possível obstrução ou defeito mecânico)
• O conector do fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF está bloqueado
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a linha de fluxo reverso visualmente para detectar qualquer falha mecânica, como, por
exemplo, se a mangueira está dobrada.
• Remova a linha de fluxo reverso do módulo de abastecimento. Faça o teste de dosagem com
a ferramenta de serviço. Deve haver um fluxo contínuo pela mangueira. Verifique também a
conexão de fluxo reverso no tanque do DEF.
• Mude o conector de fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique a contaminação do redutor usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.110 SPN 4332, FMI 18, ERRO no sistema SCR: pressão de dosa-
gem do DEF abaixo do normal

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A pressão durante o controle
de medição está muito baixa no módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• Possível vazamento nas mangueiras, conectores ou módulo de abastecimento do DEF. (Vaza-
mento do DEF no lado de pressão do sistema ou vazamento de ar no lado de sucção)
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A ventilação do tanque está bloqueada
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM

64 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o sistema do DEF visualmente para se certificar que não existam vazamentos nos
conectores, mangueiras ou módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o conector de entrada do módulo de abastecimento.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o filtro de sucção do tanque do DEF.
• Verifique se a ventilação do tanque está funcionando corretamente.
• Verifique a contaminação do redutor usado e mude-o se necessário.
• Mude o conector de fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.111 SPN 4332, FMI 31, ERRO no sistema SCR: esvaziamento não
concluído no desligamento anterior

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. O módulo de abastecimento
do DEF não pode executar o esvaziamento no desligamento anterior. As causas possíveis são:
• A energia da ECU foi desligada antes que o módulo de abastecimento do DEF esvaziasse com
êxito o sistema do DEF.
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Se outro código de falha estiver ativo, ele pode causar o presente erro.
• Verifique a operação do interruptor principal do veículo. Se o interruptor principal estiver no
manual, não o desligue até que o esvaziamento seja realizado com êxito.
• Se o código de erro for recorrente, verifique a operação com outro módulo de abastecimento do
DEF para ver se o módulo de abastecimento está com defeito.

3.112 SPN 4334, FMI 3, tensão do sensor de pressão do DEF acima


do normal ou circuito aberto

Descrição

3.111. SPN 4332, FMI 31, ERRO no sistema SCR: esvaziamento não concluído no desligamento
65
anterior
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sinal do sensor de pressão do módulo de abastecimento do DEF medido está acima do intervalo de
operação normal. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.113 SPN 4334, FMI 4, tensão do sensor de pressão do DEF


abaixo do normal

Descrição
O sinal do sensor de pressão do módulo de abastecimento do DEF medido está acima do intervalo de
operação normal. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.114 SPN 4340, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha


de sucção do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição

66 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor


da linha de sucção do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito. (Em curto com a
fonte alta)
• O aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.115 SPN 4340, FMI 31, superaquecimento da central de força de


ECU do aquecedor da linha de sucção do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força do aquecedor da
linha de sucção do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito.
• O aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.116 SPN 4340, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha


de sucção do DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
da linha de sucção do DEF. As causas possíveis são:

3.115. SPN 4340, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor da linha
67
de sucção do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito. (Em curto com o
terra)
• O aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.117 SPN 4340, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do


aquecedor da linha de sucção do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no circuito de controle do aquecedor
da linha de sucção do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.118 SPN 4342, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha


de fluxo reverso do DEF em curto-circuito com a FONTE
ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
da linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito. (Em curto com a
fonte alta)
• O relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

68 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.119 SPN 4342, FMI 31, superaquecimento da central de força de


ECU do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força da ECU do aque-
cedor da linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito.
• O aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o registro de erros.
Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a falha não for
ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.120 SPN 4342, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha


de fluxo reverso do DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
da linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito. (Em curto
com o terra)
• O relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.119. SPN 4342, FMI 31, superaquecimento da central de força de ECU do aquecedor da linha
69
de fluxo reverso do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies


de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.121 SPN 4342, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do


aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma carga aberta no circuito de controle do aquecedor
da linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.122 SPN 4344, FMI 12, o módulo de medida de temperatura do


módulo de abastecimento do DEF não está respondendo

Descrição
O módulo de temperatura do módulo de abastecimento do DEF não está respondendo. As causas
possíveis são:
• O sensor de temperatura interna do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

70 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.123 SPN 4344, FMI 2, sinal de temperatura do aquecedor do mó-


dulo de abastecimento do DEF em intervalo inválido

Descrição
O sinal de temperatura do módulo de abastecimento do DEF medido está fora do intervalo de opera-
ção. As causas possíveis são:
• O sensor de temperatura interna do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.124 SPN 4344, FMI 3, circuito de controle do aquecedor do


módulo de abastecimento do DEF em curto-circuito com a
FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
do módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF para ver
se o relé está com defeito.

3.123. SPN 4344, FMI 2, sinal de temperatura do aquecedor do módulo de abastecimento do 71


DEF em intervalo inválido
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.125 SPN 4344, FMI 31, superaquecimento da central de força de


ECU do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força da ECU do aque-
cedor do módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF para ver
se o relé está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.126 SPN 4344, FMI 4, circuito de controle do aquecedor do mó-


dulo de abastecimento do DEF em curto-circuito com o
TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
do módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto
com o terra)
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro relé do módulo de abastecimento do DEF para ver se o relé está
com defeito.

72 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.127 SPN 4344, FMI 8, sinal de temperatura do aquecedor do mó-


dulo de abastecimento do DEF em intervalo de falha

Descrição
O sinal de temperatura do módulo de abastecimento do DEF medido está fora do intervalo de opera-
ção. As causas possíveis são:
• O sensor de temperatura interna do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.128 SPN 4346, FMI 3, circuito de controle do aquecedor da linha


de pressão do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
da linha de pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• A linha de pressão do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.127. SPN 4344, FMI 8, sinal de temperatura do aquecedor do módulo de abastecimento do 73


DEF em intervalo de falha
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.129 SPN 4346, FMI 31, superaquecimento da central de força de


ECU do aquecedor da linha de pressão do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um superaquecimento no relé do aquecedor de linha de
pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.130 SPN 4346, FMI 4, circuito de controle do aquecedor da linha


de pressão do DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do aquecedor
da linha de pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.131 SPN 4346, FMI 5, circuito aberto do circuito do controle do


aquecedor da linha de pressão do DEF

Descrição

74 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma carga aberta no circuito de controle do aquecedor
da linha de pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito.
• A linha de pressão do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). Meça o cabo do relé à ECU para detectar o
cabo com defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.132 SPN 4354, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do


aquecedor da linha de sucção do DEF (relé de linha)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no relé do aquecedor de linha de
sucção do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito.
• O aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.133 SPN 4354, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aque-
cedor da linha de sucção do DEF (aquecedor, relé principal)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no relé principal do aquecedor de
linha de sucção do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé principal dos aquecedores de linha do DEF está com defeito.
• O aquecedor da linha de sucção do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

3.132. SPN 4354, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor da linha de sucção
75
do DEF (relé de linha)
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de sucção do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o cabo do aquecedor da linha de sucção do DEF até a ECU para detectar o cabo com
defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor (relé principal) para ver se o relé está com
defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.134 SPN 4355, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do


aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF (relé de linha)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor
de linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação). Meça o cabo do relé do aquecedor à ECU
para detectar o cabo com defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.135 SPN 4355, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aque-
cedor da linha de fluxo reverso do DEF (aquecedor, relé prin-
cipal)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no alto baixo do relé do aquecedor
de linha de fluxo reverso do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

76 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação). Meça o cabo do relé do aquecedor à ECU
para detectar o cabo com defeito.
• Meça o cabo do aquecedor da linha de fluxo reverso do DEF até a ECU para detectar o cabo
com defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor (relé principal) para ver se o relé está com
defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.136 SPN 4356, FMI 3, circuito aberto no lado baixo no relé do


aquecedor do módulo de abastecimento do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no lado baixo do relé do aquecedor
do módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.137 SPN 4356, FMI 4, circuito aberto no lado alto do relé do aque-
cedor do módulo de abastecimento do DEF (aquecedor, relé
principal)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no lado alto do relé do aquecedor do
módulo de abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.136. SPN 4356, FMI 3, circuito aberto no lado baixo no relé do aquecedor do módulo de 77
abastecimento do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Meça o cabo do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF até a ECU para detectar o cabo
com defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor (relé principal) para ver se o relé está com
defeito.

3.138 SPN 4356, FMI 5, circuito aberto no relé do aquecedor do


módulo de abastecimento do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no relé do aquecedor do módulo de
abastecimento do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O aquecedor do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF, os conectores
e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de
abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.139 SPN 4357, FMI 3, circuito aberto no lado baixo do relé do


aquecedor da linha de pressão do DEF (relé de linha)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no relé do aquecedor de linha de
pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito. (Circuito aberto no
lado baixo)
• O relé do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).

78 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro relé do aquecedor para ver se o relé está com defeito.

3.140 SPN 4357, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aque-
cedor da linha de pressão do DEF (aquecedor, relé principal)

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no relé do aquecedor de linha de
pressão do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito.
• O relé do aquecedor da linha de pressão do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da linha de pressão do DEF, os conectores e as superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o cabo do aquecedor do módulo de abastecimento do DEF até a ECU para detectar o cabo
com defeito.
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor (relé principal) para ver se o relé está com
defeito.

3.141 SPN 4360, FMI 2, SCR catalyst inlet gas temp sensor value
implausible

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um valor do sensor de temperatura do gás de exaustão
implausível. O valor do sensor é avaliado durante o ciclo de acionamento de corrente e o resultado do
teste de plausibilidade é uma falha. As causas possíveis são:
• O sensor de temperatura do gás de exaustão de entrada está com defeito
• A temperatura do gás de exaustão de entrada está instalada incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do sensor de temperatura do gás de exaustão de entrada. Verifique se o
sensor está montado de acordo com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos
sensores do motor (Página 157))

3.140. SPN 4357, FMI 4, circuito aberto do lado alto do relé do aquecedor da linha de pressão79
do DEF (aquecedor, relé principal)
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de exaustão para ver se o sensor
está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do gás de exaustão (Página 164))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal de temperatura do gás de exaustão.

3.142 SPN 4360, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do gás de


entrada do catalisador SCR acima do normal ou em circuito
aberto

Descrição
O sinal de temperatura do gás de entrada do SCR medido está acima do intervalo de operação normal
(>2,3 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura de gás de entrada está com defeito
• O sensor de temperatura do gás de entrada está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do gás de entrada, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do gás de
exaustão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de entrada para ver se o sensor
está com defeito.

3.143 SPN 4360, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do gás


de entrada do catalisador SCR abaixo do normal

Descrição
O sinal de temperatura do gás de entrada do SCR medido está abaixo do intervalo de operação normal
(<0,7 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura de gás de entrada está com defeito
• O sensor de temperatura do gás de entrada está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:

80 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do sensor de temperatura do gás de entrada, os conectores e as superfícies de


contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do gás de
exaustão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de entrada para ver se o sensor
está com defeito.

3.144 SPN 4363, FMI 2, SCR catalyst outlet gas temp sensor value
implausible

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um valor do sensor de temperatura do gás de exaustão
implausível. O valor do sensor foi avaliado durante o ciclo de acionamento e o resultado do teste de
plausibilidade foi uma falha. As causas possíveis são:
• O sensor de temperatura do gás de exaustão de saída está com defeito
• A temperatura do gás de exaustão de saída está instalada incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do sensor de temperatura do gás de exaustão de saída. Verifique se o
sensor está montado de acordo com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos
sensores do motor (Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de exaustão de saída para ver se o
sensor está com defeito. (consulte Sensor de temperatura do gás de exaustão (Página 164))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal de temperatura do gás de exaustão.

3.145 SPN 4363, FMI 3, tensão do sensor de temperatura do gás


de saída do catalisador SCR acima do normal ou em circuito
aberto

Descrição
O sinal de temperatura do gás de entrada do SCR medido está abaixo do intervalo de operação normal
(<2,3 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura de gás de saída está com defeito
• O sensor de temperatura do gás de saída está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.

3.144. SPN 4363, FMI 2, SCR catalyst outlet gas temp sensor value implausible 81
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do gás de saída, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do gás de
exaustão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de saída para ver se o sensor está
com defeito.

3.146 SPN 4363, FMI 4, tensão do sensor de temperatura do gás


de saída do catalisador SCR abaixo do normal

Descrição
O sinal de temperatura do gás de entrada do SCR medido está abaixo do intervalo de operação normal
(<0,7 V). As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de temperatura de gás de saída está com defeito. (Em curto com o terra)
• O sensor de temperatura do gás de saída está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, limpe-o. Após a limpeza, reinicie a ECU, se a falha
ocorrer novamente durante o próximo acionamento, verifique os seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de temperatura do gás de saída, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de temperatura do gás de
exaustão (Página 164))
• Verifique a operação com outro sensor de temperatura do gás de saída para ver se o sensor está
com defeito.

3.147 SPN 4374, FMI 14, desvio permanente de velocidade do mo-


tor da bomba do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um desvio permanente na velocidade do motor da
bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o terra ou
circuito aberto)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.

82 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.148 SPN 4374, FMI 31, motor da bomba do DEF não disponível
para atuação

Descrição
O motor da bomba do módulo de abastecimento do DEF não está disponível para atuação. As causas
possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (circuito de controle)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.149 SPN 4374, FMI 8, desvio de velocidade do motor da bomba


do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou desvio na velocidade do motor da bomba do DEF. As
causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM

3.148. SPN 4374, FMI 31, motor da bomba do DEF não disponível para atuação 83
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.150 SPN 4375, FMI 3, sinal de controle do motor da bomba do


DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no sinal de controle da bomba do
DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.151 SPN 4375, FMI 31, superaquecimento da central de força do


controle motor da bomba do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força da bomba do DEF.
As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito

84 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.152 SPN 4375, FMI 4, sinal de controle do motor da bomba do


DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no sinal de controle da bomba do
DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.153 SPN 4375, FMI 5, corrente do sinal de controle do motor da


bomba do DEF abaixo do normal ou circuito aberto

Descrição
Corrente do sinal de controle do motor da bomba do DEF abaixo do normal ou em circuito aberto.
As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito

3.152. SPN 4375, FMI 4, sinal de controle do motor da bomba do DEF em curto-circuito com o85
TERRA
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Módulo de abastecimento (Página 172))
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.154 SPN 4376, FMI 3, lado baixo da bomba do DEF em curto-


circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com a fonte alta no lado baixo da
válvula de direção da bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). Meça o lado baixo da válvula de direção da bomba
do DEF para o aterramento do motor para detectar curto-circuitos.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.155 SPN 4376, FMI 31, superaquecimento da central de força do


controle do lado baixo da válvula de direção da bomba do
DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento na central de força do lado baixo da
válvula de direção da bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito

86 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A unidade de controle está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.156 SPN 4376, FMI 4, lado baixo da bomba do DEF em curto-


circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com o terra no lado baixo da válvula
de direção da bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.157 SPN 4376, FMI 5, corrente do lado baixo da válvula de dire-


ção da bomba do DEF abaixo do normal ou circuito aberto

Descrição
A corrente do lado baixo da válvula de direção da bomba do DEF medida está abaixo do normal ou
com circuito aberto. As causas possíveis são:

3.156. SPN 4376, FMI 4, lado baixo da bomba do DEF em curto-circuito com o TERRA 87
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o lado baixo ou
circuito aberto)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da bomba do DEF, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). Meça o cabo do conector da bomba ao conector da ECU para
detectar o cabo com defeito.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.158 SPN 520200, FMI 16, as centrais de força podem ser desati-
vadas devido à alta tensão da bateria

Descrição
Centrais de força podem ser desativadas quando a tensão da bateria sobe demais (>17 V). As causas
possíveis são:
• O gerador não está funcionando corretamente
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependentes de centrais de força estão desativadas.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o funcionamento do gerador se a tensão de carregamento estiver correta.
• Verifique as tensões e a condição das baterias. (consulte Fonte de alimentação de ECU do motor
(Página 178))
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.159 SPN 520200, FMI 18, as centrais de força podem ser desati-
vadas devido à baixa tensão da bateria

Descrição
As centrais de força podem ser desativadas quando a tensão da bateria cai abaixo do normal (<8,7 V).
As causas possíveis são:

88 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A(s) bateria(s) está(ão) com defeito


• O gerador não está funcionando corretamente
• A fiação da bateria está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
As funções do motor dependentes de centrais de força estão desativadas.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a condição das baterias. (consulte Fonte de alimentação de ECU do motor (Pá-
gina 178))
• Verifique o funcionamento do gerador se a tensão de carregamento estiver correta.
• Verifique a fiação da bateria da ECU.
• Verifique o conector da ECU quanto a uma má conexão.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.160 SPN 520201, FMI 19, barramento do CAN do motor desati-


vado (1M)

Descrição
O sistema EEM4 pode não conseguir se comunicar pelo barramento CAN. (1M) As causas possíveis
são:
• Curto-circuito ou defeito na fiação do barramento CAN.
• Má conexão
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: isso não afeta as funções normais do motor porque o CAN do motor é usado somente
para pesquisa e desenvolvimento.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o barramento CAN, se há algum curto-circuito ou carga aberta no barramento CAN.
• Verifique os conectores da ECU e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível
oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.160. SPN 520201, FMI 19, barramento do CAN do motor desativado (1M) 89
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.161 SPN 520202, FMI 3, relé principal 0 da ECU em curto-circuito


com a FONTE ALTA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique (desde a bomba de alta pressão) as superfícies e os pinos do terminal da fiação do
MPROP quanto a uma possível oxidação nas superfícies de conexão.
• Meça o lado baixo (hp 2) do terminal da fiação ao aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com a bateria.
• Meça entre o lado baixo (hp 2) do terminal da fiação até o conector da ECU (pino A05) para ver
se existe algum cabo com defeito.
• Meça entre o lado alto (hp 1) do terminal da fiação até o conector da ECU (pino A04) para ver
se existe algum cabo com defeito.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.162 SPN 520202, FMI 4, relé principal 0 da ECU em curto-circuito


com o TERRA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique (desde a bomba de alta pressão) as superfícies e os pinos do terminal da fiação do
MPROP quanto a uma possível oxidação nas superfícies de conexão.
• Meça o lado alto (hp1) do terminal da fiação ao aterramento do motor para ver se existe algum
curto-circuito com o terra.

90 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Meça entre o lado baixo (hp 2) do terminal da fiação até o conector da ECU (pino A05) para ver
se existe algum cabo com defeito.
• Meça entre o lado alto (hp 1) do terminal da fiação até o conector da ECU (pino A04) para ver
se existe algum cabo com defeito.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.163 SPN 520203, FMI 3, relé principal 1 da ECU em curto-circuito


com a FONTE ALTA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
• Meça o pino (K65) do terminal da fiação para ver se existe algum curto-circuito com a bateria.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.164 SPN 520203, FMI 4, relé principal 1 da ECU em curto-circuito


com o TERRA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Meça o pino (K70) do terminal da fiação para ver se existe algum curto-circuito com o terra.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.163. SPN 520203, FMI 3, relé principal 1 da ECU em curto-circuito com a FONTE ALTA 91
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.165 SPN 520204, FMI 3, relé principal 2 da ECU em curto-circuito


com a FONTE ALTA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
• Meça o pino (K27) do terminal da fiação para ver se existe algum curto-circuito com a bateria.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.166 SPN 520204, FMI 4, relé principal 2 da ECU em curto-circuito


com o TERRA

Descrição
As saídas de energia alta e baixa da ECU são fornecidas pelos relés principais (transistores do FET). Quando um
curto-circuito com o terra ou com a bateria é detectado, os relés principais (MR) desligam automaticamente. Para
assegurar que o curto-circuito com o TERRA ou com a Bateria seja temporário ou permanente, o MR deve ser
reativado após o tempo de espera. Se o sistema de monitoramento detectar um curto-circuito com o terra ou com
a bateria continuamente, o MR será desligado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Meça o pino (K46) do terminal da fiação para ver se existe algum curto-circuito com o terra.
Solução2:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional com
a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.167 SPN 520205, FMI 31, erro na entrada de controle de torque

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou conflito na funcionalidade de aumento de potência. Foi
detectado que a entrada física está ativa além do tempo permitido.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

92 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a conexão do interruptor de controle de torque ao EEM4, aos conectores e às superfí-
cies de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.168 SPN 520206, FMI 31, ECU internal fault 0104

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.169 SPN 520208, FMI 31, PRV do trilho reconhecido como


ABERTO

Descrição
A pressão do trilho excede o intervalo de operação segura e a PRV foi aberta. A pressão cairá de-
pois que a PRV for aberta e o sistema EEM4 reconhecer a variação de pressão no trilho. A PRV
permanecerá aberta enquanto o motor estiver em funcionamento.
Os motivos possíveis são:
• PRV está com defeito
• O sistema de combustível está entupido.
• A bomba de alta pressão está com defeito
• A fiação do sensor de pressão do trilho está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do trilho não está correta
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução

3.168. SPN 520206, FMI 31, ECU internal fault 0104 93


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação com outra PRV para ver se a PRV está com defeito.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão.
• Verifique o sistema de combustível quanto a um possível entupimento (linhas do trilho de com-
bustível e de combustível).
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição de componentes do trilho de combustível
devem ser realizadas somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções
especiais podem se aplicar.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.170 SPN 520209, FMI 31, erro na plausibilidade do tempo de


energização da injeção

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um tempo de energização de injeção implausível para
injeções piloto, principal ou pós-injeção. As causas possíveis são:
• A fiação das válvulas solenoide dos injetores está com defeito
• O sinal de velocidade do motor é implausível
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de semeadura, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fiação do sensor de velocidade do virabrequim, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a montagem do sensor do eixo de comando. A distância entre a ponta do sensor e os
dentes da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Verifique a condição das rodas dentadas. Um dente danificado pode gerar uma forma de pulso
anormal.
• Verifique se a versão do software da ECU é a mais recente disponível.
• Verifique a fiação das válvulas solenoide dos injetores, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).

94 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.171 SPN 520210, FMI 12, erro na plausibilidade do início dos ân-
gulos de energização

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um início de energização implausível para injeções
piloto, principal ou pós-injeção. As causas possíveis são:
• A fiação das válvulas solenoide dos injetores está com defeito
• O sinal de velocidade do motor é implausível
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de semeadura, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fiação do sensor de velocidade do virabrequim, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a montagem do sensor do eixo de comando. A distância entre a ponta do sensor e os
dentes da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Verifique a condição das rodas dentadas. Um dente danificado pode gerar uma forma de pulso
anormal.
• Verifique se a versão do software da ECU é a mais recente disponível.
• Verifique a fiação das válvulas solenoide dos injetores, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.172 SPN 520211, FMI 31, ECU internal fault 0103

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.171. SPN 520210, FMI 12, erro na plausibilidade do início dos ângulos de energização 95
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.173 SPN 520212, FMI 31, ECU internal fault 0105

Descrição
Verificação de falha de diagnóstico para reportar o erro de NTP no monitoramento de ADC:
A falha é relacionada à função Monitoramento do conversor de analógico para digital. A ECU conecta
internamente uma saída analógica ao aterramento periodicamente e verifica a conversão de analógico
para digital. Se o resultado de uma conversão cai repetidamente no nível errado, a falha é liberada.
A falha pode ocorrer em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com um problema real no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Em caso de falhas recorrentes, a ECU deve ser reprogramada ou substituída.

3.174 SPN 520213, FMI 31, ECU internal fault 0106

Descrição
A falha é relacionada à função Monitoramento do conversor de analógico para digital. A ECU moni-
tora continuamente a correção proporcional na conversão de analógico para digital. Se o resultado de
uma inclinação cai repetidamente no nível errado, a falha é liberada. A falha pode ocorrer em caso de
ajustes incorretos da ECU no software ou com um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Em caso de falhas recorrentes, a ECU deve ser reprogramada ou substituída.

3.175 SPN 520214, FMI 31, ECU internal fault 0107

Descrição
A falha é relacionada à função Monitoramento do conversor de analógico para digital. A ECU mo-
nitora continuamente a conversão de analógico para digital da tensão conhecida. Se o resultado de
uma conversão cai repetidamente no nível errado, a falha é liberada. A falha pode ocorrer em caso de
ajustes incorretos da ECU no software ou com um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

96 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Em caso de falhas recorrentes, a ECU deve ser reprogramada ou substituída.

3.176 SPN 520215, FMI 31, ECU internal fault 0108

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.177 SPN 520216, FMI 31, ECU internal fault 0109

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.178 SPN 520217, FMI 31, ECU internal fault 0110

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.

3.176. SPN 520215, FMI 31, ECU internal fault 0108 97


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.179 SPN 520218, FMI 31, ECU internal fault 0111

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.180 SPN 520219, FMI 31, ECU internal fault 0112

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
This is very low level safety function in the ECU hardware to ensure the ECU could control the fuel
injectors right away. The function is executed begin of the each driving cycle. In case of the fault the
function could not be executed because of faulty injector or wrong ecu settings.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide dos injetores, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

98 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.181 SPN 520220, FMI 31, ECU internal fault 0113

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.182 SPN 520221, FMI 31, ECU internal fault 0114

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.183 SPN 520222, FMI 31, ECU internal fault 0115

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.181. SPN 520220, FMI 31, ECU internal fault 0113 99


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.184 SPN 520223, FMI 31, ECU internal fault 0116

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.185 SPN 520224, FMI 31, ECU internal fault 0117

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.186 SPN 520225, FMI 31, ECU internal fault 0118

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.

100 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.187 SPN 520226, FMI 31, ECU internal fault 0119

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.188 SPN 520227, FMI 31, ECU internal fault 0120

Descrição
A falha se relaciona ao conceito de monitoramento dos caminhos de desligamento redundantes:
Essa é uma função de segurança de nível muito baixo no hardware da ECU para assegurar que a ECU
possa controlar os injetores de combustível imediatamente. A função é executada no início de cada
ciclo de acionamento. Pode ocorrer erro em caso de ajustes incorretos da ECU no software ou com
um problema real no hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• A ECU deve ser reprogramada ou substituída

3.189 SPN 520228, FMI 12, ECU internal fault 0121

Descrição

3.187. SPN 520226, FMI 31, ECU internal fault 0119 101
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.190 SPN 520229, FMI 13, ECU internal fault 0122

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.191 SPN 520230, FMI 31, discrepância das especificações do


motor

Descrição
O número de especificação do motor não corresponde ao número de especificação do software EEM.
As causas possíveis são:
• O software do motor está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor e a velocidade serão reduzidas.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Baixe o novo software com o número de especificação correto para o motor ou ative a ECU.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

102 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.192 SPN 520231, FMI 31, erro de entrada do PTO

Descrição
O controlador EEM4 detectou uma solicitação do controlador de curso do PTO inválida. Por algum
motivo, existem demandas de solicitação de subida e descida ativas simultaneamente
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique as fiações dos interruptores do veículo até o controlador EEM4.
• Verifique a operação dos interruptores para cima e para baixo de curso do PTO do veículo.

3.193 SPN 520232, FMI 31, má configuração de entrada digital

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou má configuração de entrada digital. As causas possíveis
são:
• O software EEM está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Baixe o novo software para a unidade de controle do motor.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.194 SPN 520233, FMI 31, ECU internal fault 0128

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.192. SPN 520231, FMI 31, erro de entrada do PTO 103


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.195 SPN 520234, FMI 31, ECU internal fault 0129

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.196 SPN 520235, FMI 31, ECU internal fault 0130

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.197 SPN 520236, FMI 31, ECU internal fault 0131

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

104 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.198 SPN 520237, FMI 31, falha 1 do cliente via entrada digital

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha do via entrada digital. Verifique as instruções do
fabricante do veículo.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique as instruções do fabricante do veículo para resolução de problemas

3.199 SPN 520238, FMI 31, falha 2 do cliente via entrada digital

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou falha do via entrada digital. Verifique as instruções do
fabricante do veículo.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique as instruções do fabricante do veículo para resolução de problemas

3.200 SPN 520239, FMI 3, tensão do pós-arrefecedor da válvula de


dosagem do DEF acima do normal ou curto com a FONTE
ALTA

Descrição
A tensão do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está acima do intervalo de operação
normal. As causas possíveis são:
• A fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Em curto com a
fonte alta)
• O pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.198. SPN 520237, FMI 31, falha 1 do cliente via entrada digital 105
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de


contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF para ver se o
pós-arrefecedor está com defeito.

3.201 SPN 520239, FMI 5, corrente do pós-arrefecedor da válvula


de dosagem do DEF abaixo do normal ou circuito aberto

Descrição
A corrente do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está abaixo do intervalo de operação
normal. As causas possíveis são:
• A fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Circuito aberto)
• O pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). Meça entre o pós-arrefecedor e a ECU para
detectar o cabo com defeito.
• Verifique a operação com outro pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF para ver se o
pós-arrefecedor está com defeito.

3.202 SPN 520239, FMI 6, corrente de pós-arrefecedor da válvula


de dosagem do DEF acima do normal ou em curto com o
TERRA

Descrição
A corrente do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está acima do intervalo de operação
normal. As causas possíveis são:
• A fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito. (Em curto com o
terra)
• O pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do pós-arrefecedor da válvula de dosagem, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).

106 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro pós-arrefecedor da válvula de dosagem do DEF para ver se o
pós-arrefecedor está com defeito.

3.203 SPN 520240, FMI 31, banco injetor 0 em curto-circuito

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou mais de um erro de cilindro. Se um erro de cilindro
ocorre em um banco, o erro específico do cilindro é reportado. Se mais de um erro de cilindro em um
banco ocorre ao mesmo tempo, esses erros são compilados automaticamente e são detectados como
um erro de banco.
As causas possíveis são:
Motores de 6 cilindros e de 4 cilindros:
• A válvula solenoide 1 está com defeito
• A válvula solenoide 3 está com defeito
• A válvula solenoide 5 está com defeito
Motor de 7 cilindros:
• A válvula solenoide 2 está com defeito
• A válvula solenoide 4 está com defeito
• A válvula solenoide 7 está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
Motores de 6 cilindros e de 4 cilindros:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide 1, 3 e 5, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo da válvula solenoide 1, 3 e 5 para o aterramento do motor para ver se existe
algum curto-circuito com a bateria.
• Meça entre os cabos das válvulas solenoide 1, 3 e 5 para ver se existe algum curto-circuito entre
os cabos.
Motores de 7 cilindros:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide 2, 4 e 7, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo da válvula solenoide 2, 4 e 7 para o aterramento do motor para ver se existe
algum curto-circuito com a bateria.
• Meça entre os cabos das válvulas solenoide 2, 4 e 7 para ver se existe algum curto-circuito entre
os cabos.

3.204 SPN 520241, FMI 31, banco injetor 1 em curto-circuito

Descrição

3.203. SPN 520240, FMI 31, banco injetor 0 em curto-circuito 107


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou mais de um erro de cilindro. Se um erro de cilindro


ocorre em um banco, o erro específico do cilindro é reportado. Se mais de um erro de cilindro em um
banco ocorre ao mesmo tempo, esses erros são compilados automaticamente e são detectados como
um erro de banco.
As causas possíveis são:
Motores de 6 cilindros e de 4 cilindros:
• A válvula solenoide 2 está com defeito
• A válvula solenoide 4 está com defeito
• A válvula solenoide 6 está com defeito
Motor de 7 cilindros:
• A válvula solenoide 1 está com defeito
• A válvula solenoide 5 está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
Motores de 6 cilindros e de 4 cilindros:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide 2, 4 e 6, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo da válvula solenoide 2, 4 e 6 para o aterramento do motor para ver se existe
algum curto-circuito com a bateria.
• Meça entre os cabos das válvulas solenoide 2, 4 e 6 para ver se existe algum curto-circuito entre
os cabos.
Motor de 7 cilindros:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide 1 e 5, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo da válvula solenoide 1 e 5 para o aterramento do motor para ver se existe
algum curto-circuito com a bateria.
• Meça entre os cabos das válvulas solenoide 1 e 5 para ver se existe algum curto-circuito entre
os cabos.

3.205 SPN 520242, FMI 31, banco injetor 2 em curto-circuito

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou mais de um erro de cilindro. Se um erro de cilindro
ocorre em um banco, o erro específico do cilindro é reportado. Se mais de um erro de cilindro em um
banco ocorre ao mesmo tempo, esses erros são compilados automaticamente e são detectados como
um erro de banco.
As causas possíveis são:
Motor de 7 cilindros:
• A válvula solenoide 3 está com defeito
• A válvula solenoide 6 está com defeito

108 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
Motor de 7 cilindros:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide 3 e 6, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Meça o lado baixo da válvula solenoide 3 e 6 para o aterramento do motor para ver se existe
algum curto-circuito com a bateria.
• Meça entre os cabos das válvulas solenoide 3 e 6 para ver se existe algum curto-circuito entre
os cabos.

3.206 SPN 520243, FMI 31, a PRV do trilho é forçada a abrir; exe-
cute o aumento de pressão

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 forçou a PRV a abrir aumentando a pressão do trilho. Essa é uma
função de segurança do motor. As causas possíveis são:
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• O trilho de combustível está com defeito
• A bomba de alta pressão está com defeito
• A PRV está com defeito
• Os injetores estão com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Observação: Código de falha: PRV do trilho reconhecida como aberta, SPN 520208 FMI 31 também
está ativo devido à abertura forçada.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide dos injetores, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Verifique a válvula de alívio de pressão visualmente em caso de impurezas. Se houver impure-
zas, limpe a válvula ou substitua por uma nova. Aperte a válvula de acordo com o manual de
serviço.

3.206. SPN 520243, FMI 31, a PRV do trilho é forçada a abrir; execute o aumento de pressão109
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique as linhas de combustível visualmente para detectar falhas mecânicas.


• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.207 SPN 520244, FMI 31, a PRV do trilho é forçada a abrir; exe-
cute o choque de pressão

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 forçou a PRV a abrir aumentando a pressão do trilho. Essa é uma
função de segurança do motor. As causas possíveis são:
• O sensor de pressão do trilho está com defeito
• O trilho de combustível está com defeito
• A bomba de alta pressão está com defeito
• A PRV está com defeito
• Os injetores estão com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Observação: Código de falha: PRV do trilho reconhecida como aberta, SPN 520208 FMI 31 também
está ativo devido à abertura forçada.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação das válvulas solenoide dos injetores, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a fiação do sensor de pressão do trilho, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do trilho para ver se o sensor está com defeito.
• Verifique a válvula de alívio de pressão visualmente em caso de impurezas. Se houver impure-
zas, limpe a válvula ou substitua por uma nova. Aperte a válvula de acordo com o manual de
serviço.
• Verifique as linhas de combustível visualmente para detectar falhas mecânicas.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito

3.208 SPN 520245, FMI 31, PRV do trilho alcançou a contagem de


abertura máxima permitida

Descrição
O sistema EEM4 detectou que a PRV alcançou a contagem de abertura máxima permitida (>100). A
PRV precisa ser trocado.

110 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Mude a PRV.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição de componentes dos trilhos de combustível
devem ser realizadas somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções
especiais podem se aplicar.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.209 SPN 520246, FMI 31, a PRV do trilho alcançou o tempo de


abertura máximo permitido

Descrição
O sistema EEM4 detectou que a PRV alcançou a contagem de abertura máxima permitida (>360). A
PRV precisa ser trocado.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor está fortemente
reduzida (nível de degradação 3). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor
dependem de a pressão do trilho não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Mude a PRV.
OBSERVAÇÃO: a remoção, a inspeção e a substituição de componentes dos trilhos de combustível
devem ser realizadas somente por pessoal de serviço de sistemas de injeção qualificado. Instruções
especiais podem se aplicar.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.210 SPN 520247, FMI 31, ECU internal fault 0123

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.209. SPN 520246, FMI 31, a PRV do trilho alcançou o tempo de abertura máximo permitido111
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.211 SPN 520248, FMI 31, ECU internal fault 0124

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.212 SPN 520249, FMI 31, ECU internal fault 0125

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.213 SPN 520250, FMI 31, ECU internal fault 0126

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

112 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.214 SPN 520251, FMI 31, ECU internal fault 0127

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou uma falha interna. O motivo possível é um defeito no
hardware da ECU.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.215 SPN 521000, FMI 2, ciclo de funcionamento do sinal de tem-


peratura da bomba do DEF em intervalo inválido

Descrição
O ciclo de funcionamento do sinal de temperatura da bomba do DEF medido está em um intervalo
inválido. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
O sistema SCR pode não conseguir dosar e o motor desacelerará quando as emissões forem excedidas
devido ao mau-funcionamento do sistema SCR.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.214. SPN 520251, FMI 31, ECU internal fault 0127 113
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.216 SPN 521000, FMI 8, ciclo de funcionamento do sinal de tem-


peratura da bomba do DEF em intervalo de falha

Descrição
O ciclo de funcionamento do sinal de temperatura da bomba do DEF medido está em um intervalo de
falha. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta ou
circuito aberto)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. O
sistema SCR pode não conseguir dosar e o motor desacelerará quando as emissões forem excedidas
devido ao mau-funcionamento do sistema SCR.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.217 SPN 521001, FMI 3, circuito do relé principal do aquecedor


do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no relé principal do aquecedor do
DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé principal do aquecedor do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O relé principal do aquecedor do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé principal do aquecedor do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé principal do aquecedor do DEF para ver se o relé está com
defeito.

114 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.218 SPN 521001, FMI 31, superaquecimento na central de força


da ECU do relé principal do aquecedor do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento no relé principal do aquecedor do
DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé principal do aquecedor do DEF está com defeito.
• O relé principal do aquecedor do DEF está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé principal do aquecedor do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé principal do aquecedor do DEF para ver se o relé principal
está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.219 SPN 521001, FMI 4, circuito aberto no relé principal do aque-


cedor do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou carga aberta no relé principal do aquecedor do DEF. As
causas possíveis são:
• A fiação do relé principal do aquecedor do DEF está com defeito.
• O relé principal do aquecedor do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé principal do aquecedor do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé principal do aquecedor do DEF para ver se o relé principal
está com defeito.

3.218. SPN 521001, FMI 31, superaquecimento na central de força da ECU do relé principal do
115
aquecedor do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.220 SPN 521002, FMI 3, lado alto da bomba do DEF em curto-


circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com a fonte alta no lado alto da
válvula de direção da bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.221 SPN 521002, FMI 31, superaquecimento da central de força


do controle do lado alto da válvula de direção da bomba do
DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou superaquecimento no lado alto da válvula de direção da
bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito.
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

116 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.222 SPN 521002, FMI 4, lado alto da bomba do DEF em curto-


circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito com o terra no lado alto da válvula de
direção da bomba do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da bomba do DEF, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.223 SPN 521002, FMI 5, corrente do lado alto da válvula de dire-


ção da bomba do DEF abaixo do normal ou circuito aberto

Descrição
A corrente do lado alto da válvula de direção da bomba do DEF medida está abaixo do normal ou
com circuito aberto. As causas possíveis são:
• A fiação do módulo de abastecimento do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do módulo de abastecimento do DEF, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). Meça o cabo do conector da bomba do DEF até a
ECU do motor para detectar o cabo com defeito.

3.222. SPN 521002, FMI 4, lado alto da bomba do DEF em curto-circuito com o TERRA 117
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.224 SPN 521003, FMI 3, circuito de controle do relé principal do


aquecedor do DEF em curto-circuito com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do relé princi-
pal do aquecedor do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé principal do aquecedor do DEF está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O relé principal do aquecedor do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé principal do aquecedor do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé principal do aquecedor do DEF para ver se o relé está com
defeito.

3.225 SPN 521003, FMI 4, circuito de controle do relé principal do


aquecedor do DEF em curto-circuito com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no circuito de controle do relé princi-
pal do aquecedor do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do relé principal do aquecedor do DEF está com defeito. (Em curto com o terra)
• O relé principal do aquecedor do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé principal do aquecedor do DEF, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé principal do aquecedor do DEF para ver se o relé está com
defeito.

118 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.226 SPN 521004, FMI 11, ausência do sensor de NOx downs-


tream

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 não pode detectar o sensor de NOx downstream. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor de NOx está com defeito
• O sensor de NOx está com defeito
OBSERVAÇÃO: o sensor de NOx usa o barramento CAN do veículo
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de NOx, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de NOx para ver se o sensor está com defeito.

3.227 SPN 521004, FMI 12, tempo de estabilidade do sensor de


NOx downstream excedido

Descrição
O tempo de estabilidade do sensor de NOx foi excedido. Bit estável do sensor de NOx não responde
à solicitação do EEM4. As causas possíveis são:
• O sensor de NOx downstream está com defeito
• O sensor de NOx downstream está instalado incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação com outro sensor de NOx downstream para ver se o sensor está com defeito.
(consulte Sensor NOx (Página 163))
• Verifique a montagem do sensor de NOx downstream. Verifique se o sensor está montado de
acordo com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos sensores do motor (Pá-
gina 157))

3.226. SPN 521004, FMI 11, ausência do sensor de NOx downstream 119
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal do sensor de NOx.

3.228 SPN 521004, FMI 2, Downstream NOx sensor value implau-


sible

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um valor do sensor de NOx implausível. O valor do
sensor foi avaliado durante o ciclo de acionamento e o resultado do teste de plausibilidade foi uma
falha. As causas possíveis são:
• O sensor de NOx downstream está com defeito
• O sensor de NOx downstream está instalado incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do sensor de NOx downstream. Verifique se o sensor está montado de
acordo com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos sensores do motor (Pá-
gina 157))
• Verifique a operação com outro sensor de NOx downstream para ver se o sensor está com defeito.
(consulte Sensor NOx (Página 163))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal do sensor de NOx.

3.229 SPN 521005, FMI 11, ausência do sensor de NOx upstream

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 não pode detectar o sensor de NOx upstream. As causas possíveis
são:
• A fiação do sensor de NOx está com defeito
• O sensor de NOx está com defeito
OBSERVAÇÃO: o sensor de NOx usa o barramento CAN do veículo.
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

120 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do sensor de NOx, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do


conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de NOx para ver se o sensor está com defeito.

3.230 SPN 521005, FMI 12, tempo de estabilidade do sensor de


NOx upstream excedido

Descrição
O tempo de estabilidade do sensor de NOx foi excedido. Bit estável do sensor de NOx não responde
à solicitação do EEM4. As causas possíveis são:
• O sensor de NOx upstream está com defeito
• O sensor de NOx upstream está instalado incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a operação com outro sensor de NOx upstream para ver se o sensor está com defeito.
(consulte Sensor NOx (Página 163))
• Verifique a montagem do sensor de NOx upstream. Verifique se o sensor está montado de acordo
com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos sensores do motor (Página 157))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal do sensor de NOx.

3.231 SPN 521005, FMI 2, Upstream NOx sensor value implausible

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um valor do sensor de NOx implausível. O valor do
sensor foi avaliado durante o ciclo de acionamento e o resultado do teste de plausibilidade foi uma
falha. As causas possíveis são:
• O sensor de NOx upstream está com defeito
• O sensor de NOx upstream está instalado incorretamente
• Possível adulteração
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução

3.230. SPN 521005, FMI 12, tempo de estabilidade do sensor de NOx upstream excedido 121
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a montagem do sensor de NOx upstream. Verifique se o sensor está montado de acordo
com as instruções de instalação ASP. (consulte Visão geral dos sensores do motor (Página 157))
• Verifique a operação com outro sensor de NOx upstream para ver se o sensor está com defeito.
(consulte Sensor NOx (Página 163))
• Um possível chip de ajuste pode interferir com o sinal do sensor de NOx.

3.232 SPN 521006, FMI 12, Nox conversion implausible

Descrição
Sistema EEM4 detecta erro na conversão de NOx. As causas possíveis são:
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está bloqueado
• O redutor usado (DEF/Adblue) é inválido
• A válvula de dosagem está bloqueada
• A linha de pressão do DEF está bloqueada
• O suporte de montagem está bloqueado
• O catalisador do DEF está deteriorado ou bloqueado
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF. (consulte Módulo de abastecimento
(Página 172))
• Verifique a qualidade do redutor usado (DEF/Adblue). Mude o redutor se ele não responder à
recomendação ASP.
• Verifique a válvula de dosagem do DEF visualmente e com a função de teste da ferramenta de
serviço.
• Verifique a mangueira e o conector da linha de pressão do DEF. Remova a mangueira para
detectar possíveis obstruções.
• Remova a válvula de dosagem do DEF e verifique a condição do suporte de montagem.
• Verifique a condição do catalisador do DEF.

3.233 SPN 521007, FMI 10, ERRO no sistema SCR: linha de fluxo
reverso do DEF bloqueada ou implausível

Descrição

122 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A linha de fluxo reverso do
módulo de abastecimento do DEF está com defeito. As causas possíveis são:
• A linha de fluxo reverso do DEF está com defeito (possível obstrução ou defeito mecânico)
• O conector da linha de fluxo de retorno do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado (DEF/Adblue) foi contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a linha de fluxo reverso visualmente para detectar qualquer falha mecânica, como, por
exemplo, se a mangueira está dobrada.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF e o conector de fluxo reverso.
• Verifique a contaminação do redutor (DEF/Adblue) usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.234 SPN 521007, FMI 14, ERRO no sistema SCR: linha de


pressão do DEF ou válvula de dosagem bloqueada

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. A linha de pressão do
módulo de abastecimento do DEF ou a válvula de dosagem do DEF está com defeito. As causas
possíveis são:
• A linha de pressão do módulo de abastecimento do DEF está com defeito (possível obstrução
ou defeito mecânico)
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• A válvula de dosagem do DEF está bloqueada
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.234. SPN 521007, FMI 14, ERRO no sistema SCR: linha de pressão do DEF ou válvula de 123
dosagem bloqueada
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a linha de pressão visualmente para detectar qualquer falha mecânica, como, por exem-
plo, se a mangueira está dobrada.
• Remova a linha de pressão do módulo de abastecimento e realize o teste de dosagem com a
ferramenta de serviço para ver se a mangueira está bloqueada. O fluido deve fluir para fora da
mangueira da linha de pressão.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique visualmente o sistema para detectar possíveis vazamentos no sistema.
• Verifique a contaminação do redutor (DEF/Adblue) usado e mude-o se necessário.
• Remova a válvula de dosagem do DEF e verifique o bocal da válvula de dosagem para ver
possíveis obstruções
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.235 SPN 521007, FMI 31, ERRO no sistema SCR: falha de estabi-
lização da pressão do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. O módulo de abastecimento
do DEF não pode estabilizar a pressão do sistema. As causas possíveis são:
• O conector do fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF está bloqueado
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• Possível vazamento no sistema
• O redutor usado (DEF/Adblue) foi contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Mude o conector de fluxo reverso do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique visualmente o sistema para detectar possíveis vazamentos no sistema.
• Verifique a contaminação do redutor usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.236 SPN 521008, FMI 0, ERRO no sistema SCR: falha de redução


de pressão do DEF

Descrição

124 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. O sistema SCR não pode
realizar a redução de pressão. As causas possíveis são:
• O conector de entrada do módulo de abastecimento do DEF está bloqueado
• a mangueira da linha de entrada do DEF está com defeito
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Mude o conector de entrada do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique a mangueira da linha de entrada do DEF visualmente para detectar qualquer falha
mecânica, por exemplo, se a mangueira está dobrada.
• Remova a mangueira da linha de entrada do DEF para detectar obstruções na mangueira.
• Verifique a contaminação do redutor (DEF/Adblue) usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.237 SPN 521008, FMI 1, ERRO no sistema SCR: falha no acúmulo


de pressão do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um ERRO no sistema SCR. O sistema SCR não pode
ser pressurizado. As causas possíveis são:
• Vazamento no sistema SCR
• O nível do tanque do DEF está muito baixo
• A ventilação do tanque do DEF está com defeito
• O conector de entrada do módulo de abastecimento do DEF ou o conector de saída do tanque
do DEF está bloqueado
• A mangueira de entrada do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O filtro principal do módulo de abastecimento do DEF está com defeito
• O redutor usado (DEF/Adblue) está contaminado
• O módulo de abastecimento do DEF está com defeito
Reação no EEM

3.237. SPN 521008, FMI 1, ERRO no sistema SCR: falha no acúmulo de pressão do DEF 125
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
OBSERVAÇÃO: a presente falha é classificada como falha relacionada à emissão. A potência do
motor será reduzida depois de certo tempo, definido pelas autoridades.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique visualmente o sistema para detectar possíveis vazamentos no sistema.
• Verifique o nível do tanque do DEF e o conector de saída do tanque.
• Verifique o respiro do tanque e a condição do filtro do tanque.
• Mude o filtro principal do módulo de abastecimento do DEF.
• Verifique o conector de entrada do módulo do DEF e a mangueira para ver possíveis obstruções.
• Verifique a mangueira da linha de entrada do DEF para detectar possíveis obstruções.
• Verifique a contaminação do redutor (DEF/Adblue) usado e mude-o se necessário.
• Verifique a operação com outro módulo de abastecimento do DEF para ver se o módulo de
abastecimento está com defeito.

3.238 SPN 521010, FMI 14, lado alto do solenoide da válvula refri-
gerante do aquecedor do tanque do DEF em curto-circuito
com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no lado alto do solenoide da válvula
refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito (em curto com a fonte alta)
• O solenoide da válvula está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.239 SPN 521010, FMI 3, lado baixo do solenoide da válvula refri-


gerante do aquecedor do tanque do DEF em curto-circuito
com a FONTE ALTA

Descrição

126 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no lado baixo do solenoide da válvula


refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito (em curto com a fonte alta)
• O solenoide da válvula está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.240 SPN 521010, FMI 31, superaquecimento da central de força


do lado baixo da válvula refrigerante do aquecedor do
tanque do DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um superaquecimento no lado baixo do solenoide da
válvula refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito
• O solenoide da válvula está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.241 SPN 521010, FMI 4, curto-circuito do lado alto do solenoide


da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do DEF com
o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no lado alto do solenoide da válvula
refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito (em curto com o terra)

3.240. SPN 521010, FMI 31, superaquecimento da central de força do lado baixo da válvula 127
refrigerante do aquecedor do tanque do DEF
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O solenoide da válvula está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.242 SPN 521010, FMI 5, circuito aberto no lado baixo do sole-


noide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do
DEF

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto no lado baixo do solenoide da válvula
refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito
• O solenoide da válvula está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.243 SPN 521010, FMI 6, curto-circuito do lado baixo do solenoide


da válvula refrigerante do aquecedor do tanque do DEF com
o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no lado baixo do solenoide da válvula
refrigerante do aquecedor do tanque do DEF. As causas possíveis são:
• A fiação do solenoide da válvula está com defeito (em curto com o terra)
• O solenoide da válvula está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.

128 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do solenoide da válvula, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro solenoide da válvula refrigerante do aquecedor do tanque para
ver se a válvula está com defeito.

3.244 SPN 626, FMI 3, tensão do relé do aquecedor da grade acima


do normal ou em curto com a FONTE ALTA

Descrição
A tensão do relé do aquecedor da grade está acima da faixa de operação normal. As causas possíveis
são:
• A fiação do relé do aquecedor da grade está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O relé do aquecedor da grade está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da grade, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor da grade para ver se o relé do aquecedor da
grade está com defeito.

3.245 SPN 626, FMI 5, corrente do relé do aquecedor da grade


abaixo do normal ou com circuito aberto

Descrição
A corrente do relé do aquecedor da grade está abaixo da faixa de operação normal. As causas possíveis
são:
• A fiação do relé do aquecedor da grade está com defeito. (Circuito aberto)
• O relé do aquecedor da grade está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da grade, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).

3.244. SPN 626, FMI 3, tensão do relé do aquecedor da grade acima do normal ou em curto 129
com a FONTE ALTA
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro relé do aquecedor da grade para ver se o relé do aquecedor da
grade está com defeito.

3.246 SPN 626, FMI 6, corrente do relé do aquecedor da grade


acima do normal ou em curto com o TERRA

Descrição
A corrente do relé do aquecedor da grade está acima da faixa de operação normal. As causas possíveis
são:
• A fiação do relé do aquecedor da grade está com defeito. (Em curto com o terra)
• O relé do aquecedor da grade está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé do aquecedor da grade, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro relé do aquecedor da grade para ver se o relé do aquecedor da
grade está com defeito.

3.247 SPN 639, FMI 19, barramento CAN do veículo desativado


(250k)

Descrição
O sistema EEM4 pode não conseguir se comunicar com outras ECUs pelo barramento CAN. As
causas possíveis são:
• Mau-funcionamento da unidade de controle em barramento CAN
• Existem resistores de terminação demais/de menos no barramento CAN
• A fiação do barramento CAN está com defeito
• Má conexão
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. O controlador EEM4 iniciará para usar
aceleradores cabeados para controle de velocidade. Caso não existam aceleradores cabeados, o motor
funcionará em marcha lenta.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique o barramento CAN, se há algum curto-circuito ou carga aberta no barramento CAN.
• Se o conector do veículo for usado, verifique a fiação da ECU ao conector do veículo.

130 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique os conectores e as superfícies de contato dos pinos do conector (possível oxidação).


• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.248 SPN 651, FMI 14, válvula solenoide 1, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 1. As causas possíveis são:
1/6 cil, 1/4 cil, 1/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A potência do
motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.249 SPN 651, FMI 5, válvula solenoide 1, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 1 do injetor de diesel. As causas
possíveis são:
1/6 cil, 1/4 cil, 1/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução

3.248. SPN 651, FMI 14, válvula solenoide 1, curto-circuito 131


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 1 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.250 SPN 651, FMI 6, válvula solenoide 1, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 1 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 1.
1/6 cil, 1/4 cil, 1/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 1 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.251 SPN 652, FMI 14, válvula solenoide 2, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 2. As causas possí-
veis são:
5/6 cil, 2/4 cil, 2/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito

132 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 2, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide 2 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.252 SPN 652, FMI 5, válvula solenoide 2, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 2. As causas possíveis são:
5/6 cil, 2/4 cil, 2/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A potência do
motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 2 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.252. SPN 652, FMI 5, válvula solenoide 2, corrente abaixo do normal: circuito aberto 133
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.253 SPN 652, FMI 6, válvula solenoide 2, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 2 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 2.
5/6 cil, 2/4 cil, 2/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 2 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.254 SPN 653, FMI 14, válvula solenoide 3, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 3. As causas possí-
veis são:
3/6 cil, 4/4 cil, 4/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 3, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide 3 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.

134 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Meça entre os cabos da válvula solenoide 3 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.255 SPN 653, FMI 5, válvula solenoide 3, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 3. As causas possíveis são:
3/6 cil, 4/4 cil, 4/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 3 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.256 SPN 653, FMI 6, válvula solenoide 3, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 3 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 3.
3/6 cil, 4/4 cil, 4/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito.
Solução

3.255. SPN 653, FMI 5, válvula solenoide 3, corrente abaixo do normal: circuito aberto 135
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 3 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.257 SPN 654, FMI 14, válvula solenoide 4, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 4. As causas possí-
veis são:
6/6 cil, 3/4 cil, 6/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 4, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide 4 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.258 SPN 654, FMI 5, válvula solenoide 4, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 4. As causas possíveis são:
6/6 cil, 3/4 cil, 6/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito

136 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A fiação da válvula solenoide está com defeito


• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 4 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.259 SPN 654, FMI 6, válvula solenoide 4, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 4 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 4.
6/6 cil, 3/4 cil, 6/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 4 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 4 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 4 cilindros. (Página 178))

3.259. SPN 654, FMI 6, válvula solenoide 4, corrente acima do normal: curto-circuito entre 137
cabos
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.260 SPN 655, FMI 14, válvula solenoide 5, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 5. As causas possí-
veis são:
2/6 cil, 7/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 5, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide 5 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.261 SPN 655, FMI 5, válvula solenoide 5, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 5. As causas possíveis são:
2/6 cil, 7/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).

138 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Meça entre os conectores da válvula solenoide 5 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.262 SPN 655, FMI 6, válvula solenoide 5, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 5 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 5.
2/6 cil, 7/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 5 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.263 SPN 656, FMI 14, válvula solenoide 6, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 6. As causas possí-
veis são:
4/6 cil, 5/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução

3.262. SPN 655, FMI 6, válvula solenoide 5, corrente acima do normal: curto-circuito entre 139
cabos
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 6, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça os cabos da válvula solenoide 6 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.264 SPN 656, FMI 5, válvula solenoide 6, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 6. As causas possíveis são:
4/6 cil, 5/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 6 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.265 SPN 656, FMI 6, válvula solenoide 6, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 6 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 6.
4/6 cil, 5/7 cil
Reação no EEM

140 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação).
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 6 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.
• (Para motores de 7 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178)),
(para motores de 6 cilindros, consulte Chicote injetor do motor de 6 cilindros. (Página 178))

3.266 SPN 657, FMI 14, válvula solenoide 7, curto-circuito

Descrição
O sistema EEM4 detectou um curto-circuito com o controle da válvula solenoide 7. As causas possí-
veis são:
3/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito
• A fiação da válvula solenoide está com defeito
• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide 7 e as superfícies de contato dos pinos do conector
(possível oxidação). (consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178))
• Meça os cabos da válvula solenoide 7 ao aterramento do motor para ver se existe algum curto-
circuito com o terra. (consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178))
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.

3.267 SPN 657, FMI 5, válvula solenoide 7, corrente abaixo do nor-


mal: circuito aberto

Descrição
O sistema EEM4 detectou um circuito aberto na válvula solenoide 7. As causas possíveis são:
3/7 cil
• O conector da válvula solenoide está com defeito

3.266. SPN 657, FMI 14, válvula solenoide 7, curto-circuito 141


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A fiação da válvula solenoide está com defeito


• A válvula solenoide está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3).
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178))
• Meça entre os conectores da válvula solenoide 7 o conector da ECU para ver se há algum defeito
nos cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.

3.268 SPN 657, FMI 6, válvula solenoide 7, corrente acima do nor-


mal: curto-circuito entre cabos

Descrição
A corrente da válvula solenoide 7 medida está acima do normal. O motivo é um curto-circuito entre
os cabos da válvula solenoide 7.
3/7 cil
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor será fortemente reduzida (nível de degradação 3). O funcionamento do motor
pode estar estranho devido a um curto-circuito entre cabos.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação da válvula solenoide, o conector e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Chicote injetor do motor de 7 cilindros. (Página 178))
• Meça entre os cabos da válvula solenoide 7 para ver se existe algum curto-circuito entre os
cabos.
• Verifique a operação com outro injetor de diesel para ver se o injetor de diesel está com defeito.

3.269 SPN 677, FMI 3, tensão do lado baixo do relé de partida


acima do normal ou em curto com a FONTE ALTA

Descrição
A tensão do lado baixo do relé de partida está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do relé de partida está com defeito. (Em curto com a fonte alta)
• O relé de partida está com defeito

142 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé de partida, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Relé de partida (Página 177))
• Verifique a operação com outro relé de partida para ver se o relé de partida está com defeito.

3.270 SPN 677, FMI 5, corrente do relé de partida abaixo do normal


ou circuito aberto

Descrição
A corrente do relé de partida está abaixo da faixa de operação normal. As causas possíveis são:
• A fiação do relé de partida está com defeito
• O relé de partida está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé de partida, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Relé de partida (Página 177))
• Verifique a operação com outro relé de partida para ver se o relé de partida está com defeito.

3.271 SPN 677, FMI 6, Start relay low side current above normal

Descrição
A corrente do lado baixo do relé de partida está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do relé de partida está com defeito.
• O relé de partida está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do relé de partida, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Relé de partida (Página 177))
• Verifique a operação com outro relé de partida para ver se o relé de partida está com defeito.

3.270. SPN 677, FMI 5, corrente do relé de partida abaixo do normal ou circuito aberto 143
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

3.272 SPN 723, FMI 2, número e/ou posição de pulsos do eixo de


comando implausível - sinal desordenado

Descrição
O sinal de velocidade do came é inválido. As causas possíveis são:
• Sinal inválido do sensor do virabrequim
• A fiação do sensor está com defeito
• O sensor está com defeito
• A distância entre o sensor e a roda dentada é muito alta, possivelmente perda do sensor
• Um distúrbio eletromagnético externo está afetando o sinal do sensor
• A roda dentada está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2). A partida do motor pode demorar
mais do que o normal e o funcionamento pode ser ruim devido a informações faltando/incorretas para
o controle de sincronismo de injeção. O motor funciona com o sinal do sensor de velocidade do eixo
de comando.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor do eixo de comando, os conectores e as superfícies de contato
dos pinos do conector (possível oxidação). Procure também por uma possível conexão reversa.
(consulte Sensor de velocidade do eixo de comando (Página 163))
• Verifique a resistência da bobina do sensor do eixo de comando (o motor deve estar parado). Os
valores normais de resistência a +20°C são de 1120 a 1530 Ohms.
• Verifique a montagem do sensor do eixo de comando. A distância entre a ponta do sensor e os
dentes da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Procure por possíveis fontes de interferência eletromagnética no veículo ou perto dele que pos-
sam estar interferindo com o sinal do sensor (dispositivos usando ou carregando altas correntes,
altas tensões u campos magnéticos fortes).
• Verifique a condição e a montagem da roda dentada do eixo de comando (dentes danificados,
posicionamento da roda dentada).
• Verifique a operação com outro sensor de velocidade do eixo de comando para ver se o sensor
está com defeito.

3.273 SPN 723, FMI 31, ausência de sinal do sensor de velocidade


do came

Descrição
O sistema não pode detectar nenhum sinal do sensor do eixo de comando. As causas possíveis são:
• sinal inválido ou nulo do sensor do eixo de comando
• A fiação do sensor está com defeito (linhas do sinal invertidas)
• O sensor está com defeito

144 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• A roda dentada está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2). A partida do motor pode demorar
mais do que o normal e o funcionamento pode ser ruim devido a informações faltando/incorretas para
o controle de sincronismo de injeção. O motor funciona com o sinal do sensor de velocidade do
virabrequim.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor do eixo de comando, os conectores e as superfícies de contato dos
pinos do conector (possível oxidação). Procure por uma possível conexão reversa. (consulte
Sensor de velocidade do eixo de comando (Página 163))
• Verifique a resistência da bobina do sensor do eixo de comando (o motor deve estar parado). Os
valores normais de resistência a +20°C são de 774 a 946 Ohms.
• Verifique a montagem do sensor do eixo de comando. A distância entre a ponta do sensor e os
dentes da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Verifique a condição da roda dentada do eixo de comando. Um dente danificado pode gerar uma
forma de pulso anormal.
• Verifique a operação com outro sensor de velocidade do eixo de comando para ver se o sensor
está com defeito.

3.274 SPN 723, FMI 8, desvio de sinal entre o virabrequim e o eixo


de comando muito grande

Descrição
Desvio muito grande do sinal entre o virabrequim e o eixo de comando. O sincronismo entre o came
e o virabrequim pode ser inválido. As causas possíveis são:
• Sinal inválido do sensor do virabrequim ou sensor do virabrequim
• As fiações dos sensores estão com defeito
• Os sensores estão com defeito
• A distância entre o sensor e a roda dentada é muito alta, possivelmente perda do sensor
• Um distúrbio eletromagnético externo está afetando o sinal do sensor
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
A potência do motor poderá ser reduzida (nível de degradação 2). A partida do motor pode demorar
mais do que o normal e o funcionamento pode ser ruim devido a informações faltando/incorretas para
o controle de sincronismo de injeção. O motor funciona com o sinal do sensor de velocidade do eixo
de comando.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:

3.274. SPN 723, FMI 8, desvio de sinal entre o virabrequim e o eixo de comando muito grande
145
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a fiação do virabrequim e do sensor do eixo de comando, os conectores e as superfícies


de contato dos pinos do conector (possível oxidação). Procure também por possível conexão
invertida. (consulte Sensor de velocidade do virabrequim (Página 162)) ou (consulte Sensor de
velocidade do eixo de comando (Página 163))
• Verifique a resistência da bobina dos sensores (o motor deve estar parado). Os valores normais
de resistência a +20°C são de 1120 a 1530 Ohms.
• Verifique a montagem dos sensores de velocidade. A distância entre a ponta do sensor e os
dentes da roda dentada deve ser de 0,2 a 1,0 mm.
• Procure por possíveis fontes de interferência eletromagnética no veículo ou perto dele que pos-
sam estar interferindo com o sinal do sensor (dispositivos usando ou carregando altas correntes,
altas tensões u campos magnéticos fortes).
• Verifique a condição e a montagem da roda dentada (dentes danificados, posicionamento da roda
dentada).
• Verifique a operação com outro sensor de velocidade do virabrequim ou do eixo de comando
para ver se o sensor está com defeito.

3.275 SPN 729, FMI 3, tensão do aquecedor da grade acima do


normal

Descrição
A tensão do aquecedor da grade medida está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do aquecedor da grade está com defeito (em curto com a fonte alta)
• O relé do aquecedor da grade está com defeito
• O aquecedor da grade está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da grade, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Solenoide do aquecedor da grade (Página 177))
• Verifique a operação do relé do aquecedor da grade. Meça a tensão de saída do relé.
• Verifique a operação com outro aquecedor da grade para ver se o aquecedor está com defeito.

3.276 SPN 729, FMI 4, tensão do aquecedor da grade abaixo do


normal

Descrição
A tensão do aquecedor da grade medida está abaixo do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do aquecedor da grade está com defeito (em curto com o terra)
• O relé do aquecedor da grade está com defeito

146 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O aquecedor da grade está com defeito


Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do aquecedor da grade, os conectores e as superfícies de contato dos pinos do
conector (possível oxidação). (consulte Solenoide do aquecedor da grade (Página 177))
• Verifique a operação do relé do aquecedor da grade. Meça a tensão de saída do relé.
• Verifique a operação com outro aquecedor da grade para ver se o aquecedor está com defeito.

3.277 SPN 84, FMI 3, sensor de velocidade do veículo em curto


com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no sensor de velocidade do veículo.
As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de velocidade está com defeito (em curto com a fonte alta)
• O sensor de velocidade está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a conexão do sensor de velocidade do veículo ao EEM4, aos conectores e às superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de velocidade para ver se o sensor de velocidade está
com defeito.

3.278 SPN 84, FMI 4, sensor de velocidade do veículo em curto


com o TERRA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito no sensor de velocidade do veículo.
As causas possíveis são:
• A fiação do sensor de velocidade está com defeito (em curto com o terra)
• O sensor de velocidade está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.277. SPN 84, FMI 3, sensor de velocidade do veículo em curto com a FONTE ALTA 147
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a conexão do sensor de velocidade do veículo ao EEM4, aos conectores e às superfícies
de contato dos pinos do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação com outro sensor de velocidade para ver se o sensor de velocidade está
com defeito.

3.279 SPN 91, FMI 3, sensor de aceleração 1 acima do normal ou


em curto-circuito (OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 1, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.280 SPN 91, FMI 4, sensor de aceleração 1 abaixo do normal


(OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está abaixo do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução

148 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 1, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.281 SPN 94, FMI 16, pressão de entrada do filtro principal de


combustível ACIMA DO NORMAL

Descrição
A pressão do combustível medida no filtro de combustível aumenta para acima do limite de alerta (>8
bar). Possíveis causas para a indicação de alta pressão são:
• Os filtros de combustível estão cheios
• A fiação do sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• O sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• Falha na bomba de alta pressão
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Serviço dos filtros de combustível. Os filtros estão cheios e precisam ser mudados.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de combustível para ver se a pressão
do filtro de combustível está com defeito.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão e a qualidade do combustível.

3.282 SPN 94, FMI 18, pressão de entrada do filtro principal de


combustível ABAIXO DO NORMAL

Descrição
A pressão do combustível medida no filtro de combustível está abaixo do intervalo normal (<4 bar).
Possíveis causas para a indicação de baixa pressão são:
• Os filtros de combustível estão cheios
• Vazamento no sistema de combustível.
• A fiação do sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito

3.281. SPN 94, FMI 16, pressão de entrada do filtro principal de combustível ACIMA DO 149
NORMAL
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• O sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito


• Falha na bomba de alta pressão
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Serviço dos filtros de combustível. Os filtros estão cheios e precisam ser mudados.
• Verifique o sistema de combustível para detectar qualquer vazamento visível.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de combustível para ver se o sensor
de pressão do filtro de combustível está com defeito.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão e a qualidade do combustível.

3.283 SPN 94, FMI 3, tensão do sensor de pressão de entrada do


filtro principal de combustível acima do normal ou circuito
aberto.

Descrição
O sinal de pressão do filtro de combustível está acima do intervalo de operação normal (>4,6 V). As
causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do filtro de combustível não está correta
• O sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a pressão do filtro de combustível não estar ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de pressão do combustí-
vel (Página 160))

150 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de combustível para ver se o sensor de
pressão do filtro de combustível está com defeito. (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))

3.284 SPN 94, FMI 31, ALARME de pressão de entrada do filtro


principal de combustível, fora do intervalo de operação se-
gura

Descrição
a pressão do óleo medida no filtro de combustível está fora do intervalo de operação segura (<3,5
bar). Possíveis causas para a indicação da pressão muito baixa são:
• Os filtros de combustível estão cheios
• A fiação do sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• O sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• Falha na bomba de alta pressão
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor será fortemente
reduzida (nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Serviço dos filtros de combustível. Os filtros estão cheios e precisam ser mudados.
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de combustível para ver se o sensor
de pressão do filtro de combustível está com defeito.
• Verifique a operação da bomba de alta pressão e a qualidade do combustível.

3.285 SPN 94, FMI 4, tensão do sensor de pressão de entrada do


filtro principal de combustível abaixo do normal.

Descrição
O sinal de pressão do filtro de combustível está abaixo do intervalo de operação normal (<0,4 V). As
causas possíveis são:
• A fiação do sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de pressão do filtro de combustível não está correta
• O sensor de pressão do filtro de combustível está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida
(nível de degradação 1). A mensagem do CAN indica falha ativa. As funções do motor dependem de
a pressão do filtro de combustível não estar ativa.

3.284. SPN 94, FMI 31, ALARME de pressão de entrada do filtro principal de combustível, fora
151
do intervalo de operação segura
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de pressão do filtro de combustível, os conectores e as superfícies de
contato dos pinos do conector (possível oxidação). (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))
• Verifique da fonte de alimentação de 5 V até o sensor. (consulte Sensor de pressão do combustí-
vel (Página 160))
• Verifique a operação com outro sensor de pressão do filtro de combustível para ver se o sensor de
pressão do filtro de combustível está com defeito. (consulte Sensor de pressão do combustível
(Página 160))

3.286 SPN 974, FMI 3, sensor de aceleração 3 acima do normal ou


em curto-circuito (OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está acima do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 3, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.287 SPN 974, FMI 4, sensor de aceleração 3 abaixo do normal


(OCIOSO)

Descrição
O sinal do sensor de aceleração medido está abaixo do intervalo de operação normal. As causas
possíveis são:
• A fiação do sensor está com defeito
• A fonte de alimentação do sensor de aceleração não está correta
• O sensor está com defeito

152 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa. A
potência do motor será reduzida para marcha lenta se não houver nenhuma solicitação do CAN.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do sensor de aceleração 3, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a fonte de alimentação de 5 V para o sensor.
• Verifique a operação com outro sensor de aceleração para ver se o sensor de aceleração está com
defeito.

3.288 SPN 977, FMI 3, curto-circuito na saída do controle do venti-


lador com a FONTE ALTA

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um curto-circuito na saída do controle do ventilador. As
causas possíveis são:
• A fiação do ventilador está com defeito (em curto com a fonte alta)
• O ventilador está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do controle do ventilador, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do ventilador.

3.289 SPN 977, FMI 5, circuito aberto de saída de controle do ven-


tilador

Descrição
O sistema de monitoramento EEM4 detectou um circuito aberto na saída do controle do ventilador.
As causas possíveis são:
• A fiação do ventilador está com defeito
• O ventilador está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução

3.288. SPN 977, FMI 3, curto-circuito na saída do controle do ventilador com a FONTE ALTA153
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do controle do ventilador, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do ventilador.

3.290 SPN 977, FMI 6, corrente de saída do controle do ventilador


acima do normal

Descrição
A corrente de saída do controle do ventilador medida está acima do intervalo de operação normal. As
causas possíveis são:
• A fiação do ventilador está com defeito (curto-circuito)
• O ventilador está com defeito
• A unidade de controle está com defeito
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Primeiro, salve o registro de erros e, em seguida, apague-o. Reinicie a ECU depois de apagar o
registro de erros. Se a falha ocorrer novamente durante o próximo ciclo de acionamento, verifique os
seguintes caminhos:
• Verifique a fiação do controle do ventilador, os conectores e as superfícies de contato dos pinos
do conector (possível oxidação).
• Verifique a operação do ventilador.
• Verifique a operação da ECU com outro controlador EEM4. Se o sistema estiver funcional e a
falha não for ativada com a substituição da ECU, então a ECU original está com defeito.

3.291 SPN 97, FMI 31, água no combustível

Descrição
O nível de água no separador de água sobe para o nível de alerta. Exemplo: condensação de água
Reação no EEM
O FC está armazenado e a lâmpada de alerta está ativada. A potência do motor poderá ser reduzida (nível de
degradação 2). A mensagem do CAN indica falha ativa.
Solução
Verifique o separador de água no fundo do pré-filtro. Drene a água do sistema de abastecimento de
combustível.
Se não houver água no sistema de abastecimento de combustível:
• Verifique a fiação da ECU ao conector do sensor.
• Verifique a tensão de alimentação no conector do sensor do detector de água do pino A (+12 V)
ao pino C (TERRA).

154 Capítulo 3. Códigos de falha


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

• Se a fonte de alimentação do sensor estiver correta e não houver circuitos quebrados ou em curto
nas fiações -> substitua o sensor.

3.291. SPN 97, FMI 31, água no combustível 155


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

156 Capítulo 3. Códigos de falha


CAPÍTULO 4

Detalhes do sensor

4.1 Visão geral dos sensores do motor

Sensores do motor

Sensor do motor, lista de sensores

4.2 Sensor de pressão do óleo

Descrição
O sensor de pressão do óleo mede a pressão do óleo do motor. Este é um sensor de pressão absoluta.
Número da peça Sisu Diesel: 837070201
Conexão ECU

157
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Pin numbers at ECU:


Fornecimento de referência A24 de 5Vdc
Entrada analógica A44
Aterramento A57

A voltagem entre os pinos A24 e A57 deve ser de 5Vdc quando o sensor for desconectado.

Figura 4.1: Conexão ECU, sensor de pressão do óleo

Características
Output voltage:
100 kpa absoluta (~pressão atmosférica) = 0.5 V
A 1100 kpa absoluta = 4.5 V

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.3 Sensor de temperatura do refrigerante

Descrição
O sensor de temperatura do refrigerante mede a temperatura da água do refrigerante do motor.
Número da peça Sisu Power: 8366 67732

158 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.2: Características, sensor de pressão do óleo

Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Entrada analógica A28
Aterramento A29

Figura 4.3: Conexão ECU, Sensor de temperatura do refrigerante

Características
Nominal resistance:
A 20ºC = 2.5 k ohm
A 100ºC = 0.186 kohm

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.3. Sensor de temperatura do refrigerante 159


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.4: Características, Sensor de temperatura do refrigerante

4.4 Sensor de pressão do combustível

Descrição
O sensor de pressão do combustível mede a pressão do combustível do motor. O sensor de pressão
do combustível localiza-se no filtro principal do combustível.
Número da peça Sisu Power: 837070201
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Tensão de alimentação A21 de 5V, entrada analógica A12, aterramento A40

Figura 4.5: Conexão ECU, Sensor de pressão do combustível

Características
Output voltage:
100 kpa absoluta (~pressão atmosférica) = 0.5 V a 1100 kpa absoluta = 4.5 V

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

160 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.6: Características, Sensor de pressão de combustível

4.5 Sensor de temperatura do combustível

Descrição
O sensor de temperatura do combustível mede a temperatura do combustível do motor. A temperatura
do combustível está concentrada no filtro principal de combustível.
Número da peça Sisu Power: 8366 67732
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Aterramento A14
Entrada analógica A11

Figura 4.7: Conexão ECU, Sensor de temperatura do combustível

Características

4.5. Sensor de temperatura do combustível 161


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Nominal resistance:
A 20ºC = 2.5 k ohm
A 100ºC = 0.186 k ohm

Figura 4.8: Características, Sensor de temperatura do combustível

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.6 Sensor de velocidade do virabrequim

Descrição
O sensor de velocidade do virabrequim é um sensor de velocidade indutivo. O sensor faz a leitura da
engrenagem do virabrequim e o ECU faz a leitura dos pulsos gerados pelo sensor.
Número da peça Sisu Power: 837069150
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Acionar entrada A39
Aterramento A54

Figura 4.9: Conexão ECU, Sensor de velocidade do virabrequim

Características

162 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Resistência nominal na bobina a 20 °C: 1120 - 1530 Ohms


Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.7 Sensor de velocidade do eixo de comando

Descrição
O sensor de velocidade do came mede a velocidade do motor do eixo de comando. Este é um sensor
indutivo que faz a leitura da engrenagem no eixo de comando
Número da peça Sisu Power: 8366 67732
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Entrada analógica A37
Aterramento A52

Figura 4.10: Conexão ECU, Sensor de velocidade do eixo de comando

Características
Resistência nominal na bobina a 20 °C: 774 - 946 Ohms
Características, Sensor de velocidade do eixo de comando
Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.8 Sensor NOx

Descrição
O sensor NOx mede os níveis de óxidos de azoto do gás de exaustão. Os sensores NOx são funda-
mentais no controle de emissão.
Número da peça Sisu Power: 837073768
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
K76, veículo CAN, Baixa
K54, veículo CAN, Alta OBSERVAÇÃO: O sensor é CAN. A seleção de ID é feita pela conexão terra

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.7. Sensor de velocidade do eixo de comando 163


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

4.9 Sensor de temperatura do gás de exaustão

Descrição
Há dois sensores na linha de exaustão. O primeiro está antes do catalisador SCR e o segundo após o
catalisador. Os sensores são similares aos dois lados do catalisador.
Número da peça Sisu Power: 837074294
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Downstream:
K56 analog input
K55 ground

Upstream:
K81 analog input
K82 ground

Figura 4.11: Conexão ECU, Sensor de temperatura do gás de exaustão

Características
Nominal resistance:
A 25ºC = 201 ohm
A 200ºC = 350 ohm

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.10 Sensor de aumento de pressão

Descrição

164 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.12: Características, Sensor de temperatura do gás de exaustão

O sensor de aumento de pressão mede a pressão no coletor de admissão. Este é um sensor de pressão absoluta. O
sensor de temperatura de entrada de ar é integrado ao sensor de aumento de pressão. O sensor mede a temperatura
de entrada de ar no coletor de admissão. A resistência do sensor diminui quando aquecido (Coeficiente negativo
de temperatura).
Número da peça Sisu Power: 837073934
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Fornecimento de referência A09 de 5Vdc, Entrada analógica A43 (pressão), Aterramento A42, Entrada

Figura 4.13: Conexão ECU, Sensor de aumento de temperatura/pressão

Características
Output voltage:
100 kPa absoluta (~pressão atmosférica) = 1.07 V
A 200 kPa absoluta = 2.21 V

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.10. Sensor de aumento de pressão 165


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.14: Características, Sensor de aumento de temperatura

4.11 Sensor de temperatura de entrada de ar

Descrição
O sensor de aumento de pressão mede a pressão no coletor de admissão. Este é um sensor de pressão absoluta. O
sensor de temperatura de entrada de ar é integrado ao sensor de aumento de pressão. O sensor mede a temperatura
de entrada de ar no coletor de admissão. A resistência do sensor diminui quando aquecido (Coeficiente negativo
de temperatura).
Número da peça Sisu Power: 837073934
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Fornecimento de referência A09 de 5Vdc, Entrada analógica A43 (pressão), Aterramento A42, Entrada

Figura 4.15: Conexão ECU, Sensor de aumento de temperatura/pressão

Características

166 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Nominal resistance:
A 20 Cº = 2.5 kohm
A 100 Cº = 0.186 kohm

Figura 4.16: Características, Sensor da temperatura de entrada

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.12 Sensor de pressão do trilho

Descrição
O sensor de pressão do trilho mede a pressão do trilho (pressão de injeção).
Número da peça Sisu Power: 837079434
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Tensão de alimentação A07 de 5V
Entrada analógica A26
Aterramento A25

Figura 4.17: Conexão ECU, Sensor de pressão do trilho

4.12. Sensor de pressão do trilho 167


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Características
Output voltage:
A 0 MPa = 0.5 V
A 200 MPa = 4.5 V

Figura 4.18: Características, Sensor de pressão do trilho

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

4.13 Sensor de pressão do refrigerante

Descrição
O sensor de temperatura do refrigerante mede a pressão do sistema de arrefecimento do motor.
Número da peça Sisu Power: 837070201
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Tensão de alimentação K44 de 5V
Entrada analógica K85
Aterramento K74

Características
Output voltage:
100 kpa absoluta (~pressão atmosférica) = 0.5 V a 1100 kpa absoluta = 4.5 V

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

168 Capítulo 4. Detalhes do sensor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 4.19: Conexão ECU, Sensor de pressão do refrigerante

Figura 4.20: Características, Sensor de pressão do refrigerante

4.13. Sensor de pressão do refrigerante 169


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

4.14 Water in Fuel sensor

Descrição
The water in fuel sensor detects water rate in the Pre-fuel filter.
Sisu Power part number: 8370 74054
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
A06 Supply voltage
K42 Signal
K87 ground

Figura 4.21: ECU connection, Water in fuel sensor

Características
Output signal:
Ground signal when water is detected
Open circuit when water is not detected

Characteristics, Water in Fuel sensor

Visão geral dos sensores do motor, consulte:ref:engine_sensors

170 Capítulo 4. Detalhes do sensor


CAPÍTULO 5

Detalhes do Scr

5.1 Visão geral do sistema SCR

Descrição
DNOX2.2 é um sistema de dosagem de ureia desenvolvido para aplicações SCR de serviços médios
e pesados. O principal princípio de operação é simples: o sistema DNOX2.2 injeta solução aquosa de
água e ureia na linha de exaustão upstream do catalista do SCR. Reações químicas dentro do catalista
convertem NOx e ureia para nitrogênio e água inócuos. A solução de água e ureia, mais conhecida
como Diesel Exhaust Fluid (DEF) ou Adblue, é definida no padrão ISO 22241.
Processo do SCR

171
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

5.2 Módulo de abastecimento

Descrição
O módulo de abastecimento é parte do sistema SCR do veículo. O módulo de abastecimento é uma
unidade hidráulica que suga o agente redutor (DEF/Adblue) do tanque, o pressuriza ( aprox. 8-10
bars) e o envia ao módulo de dosagem, que está fixado à linha do exaustor. O módulo de abasteci-
mento é controlado através do ECU do motor.
Sisu Power part number: 8370 73770 Supply Module 12V 8370 73771 Módulo de abastecimento
24V
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
K24 Pressure sensor 5V reference supply
K78 Pressure sensor analog signal input
K77 Pressure sensor ground
K07 Pump motor ground
K73 Pump motor supply
K93 Pump motor PWM
K30 Reverting valve (HS)
K08 Reverting valve signal (LS)
K33 Heater signal
K25 Heater relay control

Figura 5.1: Conexão do ECU, conector do módulo de abastecimento

Características

172 Capítulo 5. Detalhes do Scr


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Informações comuns:
Pressão normal do módulo de abastecimento = 8-10 bars, compensação 1 bar.
Tempo de acúmulo de pressão do módulo de abastecimento = aprox. 2-4 minutos.
Tempo de esvaziamento do módulo de abastecimento = aprox. 2 minutos.

Figura 5.2: Características, modo de abastecimento

5.3 Módulo de dosagem

Descrição
O módulo de dosagem (DM) é instalado na linha do exaustor, entre o turboalimentador e o SCRca-
talyst. O DM contém uma válvula solenoide operada de forma eletrônica, que injeta a quantidade
necessária de DEF através do pulverizador do DM, quando alimentado pelo EEM4
Número da peça Sisu Power: 8370 73772
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
K10 Dosing valve (HS)
K09 Dosing valve (LS)

Características
Informações comuns:
Voltagem de operação nominal = 14,8V ou 28,5V
Resistência elétrica = 11,4 ohm - 12,6 ohm

5.3. Módulo de dosagem 173


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 5.3: Características, conectores da mangueira do módulo de abastecimento

Figura 5.4: Conexão ECU, conexão do módulo de dosagem

174 Capítulo 5. Detalhes do Scr


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 5.5: Características, módulo de dosagem

5.3. Módulo de dosagem 175


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

176 Capítulo 5. Detalhes do Scr


CAPÍTULO 6

Sistema elétrico do motor

6.1 Solenoide do aquecedor da grade

Descrição
O aquecedor da grade é um aquecedor elétrico de entrada de ar.
Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Lado alto A60 Lado baixo A34

Figura 6.1: Conexão do ECU, aquecedor da grade

6.2 Relé de partida

Conexão ECU
Pin numbers at ECU:
Lado alto K68 Lado baixo K47

177
EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

Figura 6.2: Conexão do ECU, relé de partida

6.3 Chicote injetor do motor de 4 cilindros.

Descrição
Chicote injetor do motor de 4 cilindros.

6.4 Chicote injetor do motor de 6 cilindros.

Descrição
Chicote injetor do motor de 6 cilindros.

6.5 Chicote injetor do motor de 7 cilindros.

Descrição
Chicote injetor do motor de 7 cilindros.

6.6 Fonte de alimentação de ECU do motor

Descrição
Fonte de alimentação do ECU do motor e conexão de aterramento.

178 Capítulo 6. Sistema elétrico do motor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

6.6. Fonte de alimentação de ECU do motor 179


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

180 Capítulo 6. Sistema elétrico do motor


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

6.6. Fonte de alimentação de ECU do motor 181


EEM4 Troubleshooting, Versão 1.1

182 Capítulo 6. Sistema elétrico do motor


CAPÍTULO 7

Procedimento de substituição da ECU

NOTE 1 Abra o interruptor principal do veículo ou desconecte os terminais da bateria antes de conectar ou
desconectar o conector do veículo da ECU (o conector grande de 94 ou 96 pinos na ECU). Se as linhas da
fonte de alimentação da ECU estiverem ativas durante o engate ou desengate do conector, fagulhas podem
danificar os pinos do conector.
NOTE 2 Se o controlador EEM4 de outro trator for usado, haverá uma discrepância S/N do motor com a placa
do motor e o software correto deve ser atualizado para o controlador. Depois da atualização do software, a
ECU precisa ser ativada com um código de ativação solicitado da AGCO SISU POWER. Caso contrário, o
código de falha SPN 520230, FMI 31, discrepância das especificações do motor (Página 102) estará ativo.

183