Você está na página 1de 28
QUADROS DE COMANDO COMPUTADORIZADOS COMANDO AL 2000 HD MANUAL TÉCNICO • VERSÃO 1.2 1

QUADROS

DE

COMANDO

COMPUTADORIZADOS

COMANDO AL 2000 HD

MANUAL TÉCNICO

VERSÃO

1.2

1

Características Gerais

ATENÇÃO SOMENTE PESSOAS QUALIFICADAS E FAMILIARIZADAS COM ESSE EQUIPAMENTO, DEVERÃO INSTALÁ-LO OU AINDA AJUSTAR SEU FUNCIONAMENTO.

O comando AL 2000 foi projetado para atender a instalações prediais com até 16 PARADAS em elevadores HIDRÁULICOS , com velocidade ATÉ 60 M/M, podendo operar como SIMPLEX ou DUPLEX.

Dentro da atual filosofia de qualidade, desempenho e padronização, este produto oferece ao cliente a grande vantagem do baixo custo aliado a uma excelente qualidade final, fazendo com que um elevador novo ou modernizado possa estar dentro do que há de melhor no mercado mundial, isto é, qualidade, baixo custo, rapidez na entrega, padronização e tecnologia.

2

Especificação para Pedido

Deverão ser especificados no pedido, os seguintes dados:

TENSÃO DA REDE (220V ou 380V)

MÁQUINA

POTÊNCIA DA CENTRAL (KW) – FAZER CONVERSÃO DE CV OU HP

VELOCIDADE

ACIONAMENTO

PARTIDA DIRETA OU ESTRELA TRIÂNGULO

TENSÃO DAS VÁLVULAS

SIMPLEX OU DUPLEX – UM OU DOIS CARROS

NÚMERO DE PARADAS

DENOMINAÇÃO DAS PARADAS

PODE TER AS SEGUINTES ALTERNATIVAS:

0 1

 

2

3

4

5

6

7

8

9

 

A C

 

c

b

d

E

F

H

L

O

P

S

U

DISPLAYS ALFA NUMÉRICOS

 

J

K

M

N

R

T

V

X

Y

Z

 

TIPO DE OPERADOR DE PORTA (AUTOMÁTICA OU EIXO VERTICAL)

OPERANDO COM TEMPO ESTENDIDO DE PORTA (ETP)

OPERANDO COM MOTOR DE PORTA SEMPRE LIGADO E M VIAGEM

OPERANDO COM MOTOR DE PORTA DESLIGADO EM VIAGEM

TIPO DE SELETOR

(SENSORES , FITA , ETC E SEUS CONTATOS EQUIVALENTES NA OU NF)

COM ESTACIONAMENTO OU NÃO E O RESPECTIVO ANDAR DE ESTACIONAMENTO

PORTA DE CABINA FECHADA, OU ABERTA EM SITUAÇÃO DE ESPERA OU ESTACION ADO

ANDAR PRINCIPAL – PISO DE ACESSO PRINCIPAL

COM OU SEM CANCELAMENTO DE CHAMADA FALSA (CCF)

COM OU SEM REABERTURA DE PORTA PELO BOTÃO DE PA VIMENTO (EXPO)

COM OU SEM OPERADOR DE PORTA

TIPO DE SELETIVIDADE:

SELETIVO NA DESCIDA, ATÉ 16 P ARADAS

(BOTÃO DE PAVIMENTO SÓ DE DESCIDA COM SELETIVIDADE NA SUBIDA PARA O PISO PRINCIPAL E GARAGENS)

SELETIVO NA SUBIDA E DESCIDA, ATÉ 11 PARADAS (BOTÃO DE PAVIMENTO DE DESCIDA E SUBIDA)

SINALIZAÇÃO

IPD – MODELO (MUX OU IPD II) E QUANTIDADE

ILUMINAÇ ÃO DOS BOTÕES DE CHAMADAS POR LED´S

SETAS SINALIZADORAS E TENSÃO DAS MESMA S – PADRÃO 24VCA

GONGO ELETRÔNICO

INDICADOR DE POSIÇÃO LINEAR (ILH) E SUA LOCALIZAÇÃO

SETAS ELETRÔNICAS

3

Descrição de Funcionamento

Malha de Segurança

Existem duas malhas de segura nça eletromecânicas: uma malha geral e outra ligada à segurança da porta

d e cabina e pavimento.

A malha de segurança geral

R G, RT) de maneira que impeçam totalmente o funcionamento do elevador.

(relé 29) está em série pelos sinais de segurança principais (FIF, LC, PAP,

O circuito FIF (Falta e Inversão de Fase), tem que estar operando in tegralmente (Led Placa FIF a pagado), para que a malha geral de segurança possa estar hailitada.

O computador também faz uma leitura desta malha (sinal IL-EMERG), porta nto tendo neste, como em todos

o s casos, dois níveis de segurança - o eletromecânico e o eletrônico.

A malha de segurança de porta (relé 40) está em série pela condição inic ial (relé 29), atuando e seguindo

p

elos sinais (PP, CT e PC), sendo que computador também faz a leitura da malha (IL-SEGMO), impedindo

o

movimento do carro, caso não estejam satisfeitas as duas condições gerais de segurança.

O peração em Manutenção

Ligar a chave “geral” com o botão “PB 301” pressionado. Neste caso o display mostra o sinal “PP” e começa a “piscar”, indicando que está em operação manual .

P ara operação em manutenção o painel tem que estar com as condições de segurança (relé 29)

d evidamente atuadas. Após esta condição satisfeita, o computador vai tentar entrar em processamento

para fechamento da porta da cabina, desde que as seguintes condições forem aceitas: “PP fechado” e

“PO não atuando ou aberto”.

O procedimento de fechamento de porta segue a rotina comum isto é, a porta considerada é fechada

quando o “relé 40” atua. Nes te caso o sinal de “IL-PC” é lido pelo computador fazendo com que o mesmo desligue a operação de fechamento (cai PF). Caso o tempo de fechamento seja muito longo ou não seja possível ser completado automaticamente, a operação do motor da porta desliga, de modo que o motor não queime, sendo que após alguns segundos haverá nova tentativa para o fechamento da porta.

A “operação em manutenção” só pode ser efetuada com as seguranças totalmente atuadas (29 dentro e portas fechadas)

P ara movimentação do carro em modo manutenção existem duas possibilidades:

Pela botoeira de inspeção em cima da cabina com os sinais P+MS (sobe) ou

Pela placa principal - botões PB301 e PB302 - respectivamente Manual Subindo e Manual Descendo

P+MD (desce)

A chave AUT/MAN (245 - 246 no quadro) na botoeira de inspeção em cima da cabina esta ligada em sé rie

(ver desenho folha 1), de maneira que basta estar aberta, a operação estará automaticamente em modo de manutenção. Quando a operação é feita pela placa “PB301”, só retorna para modo automático, desligando e retornando

a ligação pela cha ve “geral” . Se a operação é feita pela chave AUT/MAN na cabina, a passagem é feita diretamente.

4

Inicialização

Uma vez ligado o qu adro, quando este entra direto em modo AUT, sinaliza “FF” no display e número do p iso superior. Neste momento a porta de cabina será aberta. Ao encontrar o “LPA”, o computador iniciará o display na placa principal com o número do pavimento superior do edifício e a seguir entrará em procedimento de viag em de descida para inicialização do seletor interno do computador.

Esta viagem será feita a té que o carro alcance o limite de alta de descida (LAD), a partir desse ponto o s eletor interno do computador está posicionado na posição inferior do prédio.

A parada é feita normalmente no extremo inferior e o carro está apto para atender as chamadas do edifício.

Caso o elevador se encontre no extremo superior, em cima do LS (limite de parada de subida) a

in icialização se dará automaticamente após a abertura de porta, não havendo necessidade da viagem para

o extremo inferior para que o seletor interno se ajuste, o mesmo acontecerá com o sinal LAS para o caso de elevadores de uma velocidade.

L eitura de Chamadas

BT7, no conector CN007 da placa

p rincipal. Existem quatro gerais relativas a chamadas: GC1, GC2 de cabina e GD1, GD2 de pavimento. Estes pontos estão no conector CN006. Os sinais de retorno de leitura de chamadas são diferenciados pelo computador pelo sinal das gerais GC1, GC2 e GD1, GD2 que são os sinais que c aracterizam se as chamadas são de cabina ou pavimento.

As leituras dos botões de cham adas são feitas pelos sinais BT0

Il uminação das Chamadas

LD7 no conector CN007 da placa principal,

e m conjunto com as gerais GD1 e GC1 (ver desenho), deste modo temos as mesmas gerais para chamada gerenciando as iluminações dos botões respectivos.

A iluminação dos botões com LED é fe ita pelos sinais LDO

V iagem

As rotinas de viagem são iniciadas sempre pelo acionamento de algum botão de chamada, que segue pela

re sposta da placa principal da seleção do sentido da viagem (setas). Este processo é sempre iniciado pela

tentativa do comando em fazer o fechamento de porta de cabina, o que só irá acontecer se somente a malha de segurança geral (relé 29) adicionado aos seguintes sinais (“PP” - porta de pavimento e “PO” - mantém porta aberta) existirem, permitindo que este procedimento se inicie.

OBS.:

Caso a porta de cabina já esteja fechada ou o sinal PC (porta de cabina) esteja atuado, o computador não irá acionar o sinal “PF” de fechamento de porta.

Após as

condições satisfeitas, a placa principal envia o sinal de PF (fecha

porta) até que a porta encontre o

s inal de ”PC”. Após, a placa principal aguarda o retorno do sinal de segurança de porta OK (relé 40) para poder iniciar a viagem propriamente dita.

A seguir a placa principal faz o processo de ligar as chaves respectivas á viagem selecionada (sobe, alta

o u desce, alta).

5

Durante o movimento do elevador a placa principal está sempre checando as seguranças e identificando os s inais de seletor do poço (INS, IND), de maneira que ao alcançar o andar desejado no seletor, a placa principal entre em processo de chagada, que é feito desligando-se as chaves para elevadores de uma velocidade ou trocando-se a Alta pela Baixa até que o andar de destino seja alcançado pela leitura do sinal “ISD”.

As deci sões de despacho são feitas levando-se em conta as condições de seletividade das chamadas e xternas somente na descida, isto é, o programa dá prioridade às chamadas superiores de pavimento, atendendo as demais chamadas externas, somente quando o carro se encontrar na direção de descida.

O acionamento de abertura de porta no fim da viagem somente será executado, se a cabine se encont rar

d entro da zona de nivelamento, impedindo desta maneira que em caso de portas automáticas ocorra abertura fora de nível.

S istema de Renivelamento Automático

O comando AL 2000 HD, tem procedimento de renivelamen to automático, feito com a porta aberta e dentro

d a zona definida pelos sensores Ns e Nd. O comando não permite operações de renivelamento por falha de sensores tendo deste modo um temporizador interno (Max 5 seg), para inib ir tentativas de renivelamento fantasmas e gerando movimentos inseguros para os passageiros.

O carro sempre renivela se dentro da zona de nivelamento e termina quando o sinal ISD (parada) for

reconhecido pelo quadro.

P ar e Ímpar

A seleção par e ím par para as chamadas externas divide os chamados para o caso selecionado, fazendo

com que o elevad or só atenda ás chamadas pares ou ímpares, sendo que o andar principal mantém-se fora desta seleção (sempre atende). Esta seleção é feita na placa principal pelos botões PB301 e PB302, com o elevador em modo automático (chave AUT/MAN em AUT), pre ssionando-se o botão PB301 o display na placa mostraria os sinais (--) piscando, indicando que o botão PB301 foi atuado e está no aguardo da ordem para indicação de par/ímpar. Com o display mostrando (--) pressionar o botão PB301 em conjunto com PB302, o display passa a mostrar (PA) andar es pares, e caso se repita esta operação PB301 + PB302 o display seleciona (PI) andares ímpares. Uma vez escolhida a seleção Par ou Ímpar deve-se soltar o botão PB301 para que este volte a indicar a posição do elevador.

O peração Bombeiro

Caso o sinal de “OEI” seja desa tivado, o comando entenderá como um procedimento de incêndio. N a placa principal aparecerá a indicação “oE”, e o elevador se dirigirá para o pavimento principal e lá permanecerá até o restabelecimento do sinal “OEI” para o quadro principal.

6

Operação em Falta de Energia Elétrica

Sistema para continuidade de funcionamento em caso de falta de energia elétrica, não permitindo que o u suário permaneça preso dentro da cabine. Este sistema quando detecta a ausência da Rede Elétrica, automaticamente dirige o elevador para o piso inferior da instalação, abrindo a porta e ficand o ali parado até que a Energia Elétrica retorne.

D uplex

Conexão de dois elevadores para trabalho em conjunto, aumentando o desempenho no atendimento dos aos usuário s e evitando chamados desnecessários dos dois carros ao mesmo piso.

A operação é feita de maneira a minimizar o tempo de atendimento, isto é, o sistema despacha o carro

levando-se sempre em conta a sua posição e o sentido da viagem, e a seletividad e de descida.

O programa de funcionamento é único para os dois carros (A e B). Eles são diferenciados pela chave

“SW301” - pino 1, o que fará aparecer no display da placa principal quando o painel for ligado, a s letras ‘’CA’’ ou ‘’CB”, indicando quem será o carro ( A ou B ). Para colocação em funcionamento em modo Duplex, os quadros deverão estar previamente selecionados, um para “CA” e o outro para “CB”. Uma vez esta condiç ão exista, basta conectar o cabo apropriado nos conector ‘’CN003” das duas placas principais.

A lguns exemplos de despacho:

Carro 1 parado no piso inferior - Carro 2 - parado no piso 4 Chamada Externa no piso 5 - Carro 2 é selecionado

Carro 1 - descendo - IPD (piso 3) - Carro 2 - parado no piso 4 Chamada externa no piso 2 - Carro 1 é selecionado - Carro 2 estaciona

Carro 1 - descendo - IPD (piso 5) - Carro 2 - parado no piso 4 Chamada externa no piso 2 - Carro 2 é selecionado

Carros 1 e 2 parados no piso inferior Chamado externo em qualquer piso - Carro 1 é selecionado

7

Funções Especiais

Estacionamento Preferencial

Deve ser especificado no pedido

N este caso após o tempo de 30 segundos sem que exista chamado, o elevador inicia viagem para o

pavimento selecionando para estacio nar, lá permanecendo até que existam chamadas a serem atendidas.

OBS.: Pode ser alterado o tempo de estacionamento, mediante especificação no pedido.

Cancelamento de chamadas falsas

Deve ser especificado no pedido

F az a contagem das paradas sem que exista o procedimento de abertura de porta e ou detecção de sinal

de foto-célula. Nestes casos o siste ma com 3 viagens (padrão), sem que não exista entrada ou saída de pessoas, cancela as outras chamadas existentes na cabina, permanecendo os chamados externos inalterados.

OBS.: Pode ser alterado o número de viagens falsas, mediante especificação no pedido.

Detecção de botões presos

Padrão

O sistema reconhece um botão sempre “travado” e elimina-o do sistema de chamadas do edifício, evitando

viagens d esnecessárias àquele piso.

C ancelamento do tempo de espera para partida

Padrão

O sistema cancela o tempo de espera (70T) para partir, acionando-se qualquer botão de chamado de

cabina, fa zendo com que a operação de viagem se inicie imediatamente. OBS.: Esta operação não se efetua caso se tente acionar o botão de chamada do pavimento em que se está parado.

Proteção contra o não movimento da cabine

Padrão

C aso o comando fique mais do que 20 segundos em viagem sem que seja lido um sinal de poço (sensor de

poço), o comando desligará totalmente a tração do motor. O display da placa principal apresentará o sinal

“oA” , indicando a falha. Esta condição só será desfeita se:

Transferir o comando para manutenção Desligar e ligar o quadro novamente

R eabertura de porta pelo botão de chamado externo

Dever ser especificado no pedido

O sistema reconhece um chamado no próprio pavimento e com mesmo sentido, fazendo com que caso o

carro tenha iniciado o procedimento de fechamento de porta, o operador reabra a porta para ainda atender

o usuário retardatário.

8

Estado da porta em espera

Deve ser especificado no pedido M antém a porta do elevador, aberta ou fechada após tempo pré-determinado e o elevador estiver disponível.

eletrônica

interrompida

Padrão Q uando o sinal PP (porta de pavimento aberta) estiver ativo por mais de 20 segundos, o display na placa de comando irá indicar o sinal “PP” seguido do nome do pavimento da ocorrência. Isto é, ele dá a indicação de qual porta de pavimento está impedindo a partida do elevador.

In dicação

de

porta

de

pavimento

aberta

ou

barra

Esta indicação também aparecerá nos IPD´s dos pavimentos se ut ilizados os modelos MUX

O peração em modo Cabineiro

Deve ser especificado no pedido P ermite que o controle do elevador seja feito por intermédio de um botão de Partida (P) na cabine. Essa função só deve ser utilizada quando em conjunto com um Ascensorista, por intermédio de uma chave de transferência para função Cabineiro.

9

Aplicações Especiais

Chamada Codificada

Sistema eletrônico de seleção

p ermite que o elevador se dirija ao andar selecionado somente pelo usuário conhecedor do código de acesso.

de chamada na botoeira de cabina, através de códigos especiais, que

O funcion amento é bastante simples, a senha é constituída de 3 dígitos e todos os pisos podem ser ou não c odificados, isto é, a codificação do piso é opcional, o usuário pode ou não querer o código acesso ao seu andar.

Exemplo:

Piso 3

-

senha (3,2,2)

Piso 4 - sem senha Garagem - senha (-1,4,6)

ou opcional sem senha

Ao se comp

letar a senha o botão de chamada de cabine ascende in

dicando a confirmação do chamado.

N ão existe procedimento especial para os chamados externos, sendo que estes serão atendidos normalmente como em um elevador convencional.

S intetizador Eletrônico de Voz

elevador envie mensagens aos usuários tais como: andar

o nde o elevador se encontra, avisos a deficientes físicos visuais, avisos promocionais em lojas de departamento. Também usado em escolas, universidades, hospitais e órgãos públicos.

Sistema eletrônico de voz que permite que o

Exemplos de mensagens padrão:

S ubindo, descendo, térreo, subsolo, salão de festa, sobre loja, mezanino, restaurante, Primeiro andar,

etc

Exemplos de mensagens especiais:

Elevador com excesso de carga, por favor, libe re a porta do elevador, elevador lotado, em caso de emergência não utilize os elevadores, seja bem vindo, volte sempre, segundo andar – cama, mesa e banho, etc

S erviço Hospitalar de Emergência (SHE)

Serviço especial para utilização em hospitais, com a funçã o de liberar totalmente o elevador para uma n ecessidade de urgência. Consiste em uma chave que uma vez acionada cancela todas as chamadas (externas e internas) pendentes do carro, deixando o elevador livre para atender somente ao operador que solicitou este serviço. A partir deste momento ele passa a aceitar somente as chamadas de cabine (fica a disposição do operador), até que seja retornada a posição da chave de acionamento para modo convencional, voltando o elevador a atender os chamados externos.

Obs: Não pode ser utilizado em conjunto com modo Cabineiro

10

Sinalização

Setas

Acioname nto direto pelo quadro de comando, com tensões de uso de 24vca. S inal “SC” é um sinal de referência externo para as saídas “SS” e “SD”

Especificações técnicas dos sinais SS e SD. Padrão 24vca

G ongo Eletrônico

Sinalização para sonora par a indicação de chegada ou partida de elevador. É utilizada no sistema de dois sinais diferenciados sonoros de subida ou descida.

Esta aplicação não permite a utilização os sinais de setas no comando

In dicadores de Posição

Modelos IPD_mux, IPD II (bcd ou se rial) e IPD Ponto (serial) . Saídas com lógica binária para até 16 pisos e lógica 0 para uso com IPD II M e IPD II G. Recomendável utilizar, modelos IPD_MUX nas versões M e G, todos para 7 segmentos.

Para o caso de uso de mais de 2 unidades de IPD ao longo da obra, deve ser so licitado um fonte auxiliar (+10v, 0V) para alimentação dos IPD´s externos

Não utilizar a fonte +10v 0V dos terminais do quadro, para uso em, mais do que dois indicadores de posição, pois estará pondo em risco o funcionamento do quadro de comando.

In dicador de Posição Linear (ILH)

Placa opcional para uso em sinalização horizontais e ou verticais em obras já existentes. Caso tenha solicitação de IPD em conjunto com essa sinalização, somente poderá ser utilizado o modelo IPDII ou Serial. Não pode ser utilizado IPD_mux em conjunto com ILH

Necessário a colocação de transformador adicional

sinalização.

para indicação das tensões desejadas da

Iluminação dos Botões

LEDs - Sistema de iluminação pad rão, já sai com esta característica no quadro.

11

Características Técnicas

Tensão da Rede 220V ou 380V / 50 ou 60 Hz

Apenas dois níveis de tensão de trabalho +10V placas eletrônicas e +24V sinai s de poço

Tensão de acionamento das válvulas (padrão 48Vdc)

Alimentação das placas eletrônicas (+10V)

Alimentação para botões de chamadas e sin ais de entrada (+24V)

Alimentação dos indicadores de posição (+10V)

Nomenclatura e Funções

L imites de Poço

LAS

Limite de alta superior

Corte de alta velocidade no extremo superior, para modelo de duas velocidades ou parada para uma velocidade.

LAD

Limite de alta inferior

Idem ao LAS, só que no extremo inferior

LS

Limite de parada superior

Limite de parada no extremo superior somente para modelo de duas velocidades.

LD

Limite de parada inferior

Idem ao LS, só que no estremo inferior.

S inais de Porta / Cabina ou Pavimento

LPA

Limite de abertura de porta

Indica que a porta de cabina está totalmente aberta, fazendo desativar o sinal de PA.

PC

Contato de porta de cabina

Indica

que

a

porta

de

cabina

está

totalmente

fechada

   
 

Contatos das portas de pavimento

Indica

que

as

portas

de

pavimento

estão

PP

totalmente fechadas

 

CT

Contatos de trinco

Indica

que

as

portas

de

pavimento

estão

trancadas

 

PO

Botão para segurar a porta aberta

-

FC

Sinal de foto-célula

Indica que o feixe óptico da foto-célula está atuado, fazendo com que a porta de cabina inicie a reabertura e permaneça aberta.

12

Sinais de segurança

PAP

Chave de acesso ao poço

RG

Contato do limitador de velocidade

GW

Contato do freio de segurança

AS

Seg de Arcada

PEM

Contato de porta de emergência na cabina

BEM

Botão de emergência

PPF

Contato de circuito de falta e inversão de fase

PM

Pressostato de Mínima

Botoeiras de inspeção

AUT

Chave de transferência Automático/ Manutenção na cabina

MS

Chave de operação de subida em manutenção

MD

Chave de descida em manutenção

P

Chave de partida em manutenção

Contatores

S

Contator de Subida

A

Contator de alta velocidade

A1

Contator auxiliar (partida E/T)

29

Contator de segurança geral

40

Contator de segurança de porta

AUT

Contator de transferência para manutenção

FP

Contator de monitoramento de falta de energia

Sinais de Válvulas

VML

Válvula de Alta

VMD

Válvula de Descida

VMP

Válvula de segurança

Chaves Auxiliares

RES0

Transferência Aut – Cabineiro Serviço hospitalar – quando solicitado

RES1

Sinal de Partida em modo Cabineiro

OEI

Operação para emergência em incêndio

13

Aparelho Seletor

IN

Pulo e corte de alta

ISD

Sinal de Parada

14

Nomenclatura

 

A

CONTATOR DE ALTA VELOCIDADE

ASC

SERVIÇO DE ASCENSORISTA

AUT

CHAVE DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICO/MANUTENÇÃO NA CABINA

BEM

BOTÃO DE EMERGÊNCIA

BREL

BARRA ELETRÔNICA

 

CA

CORRENTE ALTERNADA

 

CC

CORRENTE CONTÍNUA

CCF

CANCELAMENTO DE CHAMADA FALSA

CODE

BOTOEIRA CODIFICADA

 

CT

CONTATO DE TRINCO

 

D

CONTATOR DE DESCIDA

DUPLEX

OPERAÇÃO CONJUNTA PARA DOIS CARROS

EST

SERVIÇO PARA ESTACIONAMENTO PREFERENCIAL

ETP

TEMPO DE PORTA ESTENDIDO

EXPO

REABERTURA DE PORTA

 

FC

SINAL DE FOTO-CÉLULA

( FCC P/ATLAS )

 

FP

FORÇA PROVISÓRIA PARA HIDRÁULICO

FPO

ESTACIONA COM PORTA FECHADA

GW

CONTATO DO FREIO DE SEGURANÇA

 

HD

HIDRÁULICO

ILH

INDICAÇÃO LUMINOSA HORIZONTAL

 

ILV

INDICAÇÃO LUMINOSA VERTICAL

 

IN

PULO E CORTE DE ALTA

IPDII

INDICADOR DE POSIÇÃO DIGITAL - TAMANHOS :

M / G

BCD OU SERIAL

NUMÉRICO E ALFANUMÉRICO

ISD

INDICAÇÃO DE PARADA

L01, L02, L03

ENTRADA DE REDE ( 220V / 380V / 440V)

LAD

LIMITE DE CORTE DE ALTA INFERIOR

LAS

LIMITE DE CORTE DE ALTA SUPERIOR

 

LD

LIMITE DE PARADA INFERIOR

LND

LIMITE PARA RENIVELAMENTO

LNS

LIMITE PARA RENIVELAMENTO

LPA

LIMITE DE ABERTURA DE PORTA

LPF

LIMITE DE PORTA FECHADA

 

LS

LIMITE DE PARADA SUPERIOR

M

AN

OPERAÇÃO DE MANUTENÇÃO / RELÉ DE MANUTENÇÃO

 

MD

CHAVE DE DESCIDA EM MANUTENÇÃO

 

MS

CHAVE DE OPERAÇÃO DE SUBIDA EM MANUTENÇÃO

 

NA

NORMALMENTE ABERTO ( CONTATO )

 

ND

BOTÃO PARA RENIVELAMENTO DESCIDA

15

Nomenclatura

NF

NORMALMENTE FECHADO ( CONTATO )

NP

BOTÃO DE NÃO PARE

NS

BOTÃO PARA RENIVELAMENTO SUBIDA

ND

BOTÃO PARA RENIVELAMENTO DESCIDA

OEI

OPERAÇÃO PARA EMERGÊNCIA EM INCÊNDIO

P

CHAVE DE PARTIDA EM MANUTENÇÃO ( BOTOEIRA DE INSPEÇÃO )

P

BOTÃO DE PORTA DE PARTIDA NA CABINA (FECHA PORTA ) PARA ASCENSORISTA

PA

RELÉ DE ABRE PORTA

PAP

CHAVE DE ACESSO AO POÇO

PC

CONTATO DE PORTA DE CABINA FECHADA

PEM

CONTATO DE PORTA DE EMERGÊNCIA NA CABINA

PF

RELÉ DE FECHA PORTA

PF

CAI RELÉ PF APÓS FECHAMENTO

PF

MANTÉM RELÉ PF APÓS FECHAMENTO

PO

BOTÃO PARA SEGURAR PORTA ABERTA

PP

CONTATO DE PORTA DE PAVIMENTO

PPF

CIRCUITO DE DETECÇÃO DE FALTA E INVERSÃO DE FASE

RENIV

RENIVELAMENTO

RG

CONTATO DO LIMITADOR DE VELOCIDADE

RMC

BARRA REVERSÃO MECÂNICA

RME

CONTATO DE RAMPA

RMT

RAMPA MAGNÉTICA ( PORTA )

RST

OPERAÇÃO DE REINICIALIZAÇÃO DE OPERAÇÃO

RT

CONTATO DE RELÉ TÉRMICO

S

CONTATOR DE SUBIDA

SD

SINAL DE SETA DE DESCIDA

SHE

SERVIÇO HOSPITALAR

SI

SERVIÇO INDEPENDENTE

SS

SINAL DE SETA DE SUBIDA

TC (PORTA)

TRINCO CENTRAL

TC

TRANSFERÊNCIA DE COMANDO ( ASCENSORISTA )

TV (PORTA)

TRINCO VERTICAL

VNT

VENTILAÇÃO PARA MOTOR

29

RELÉ SEGURANÇA GERAL

40

RELÉ DE SEGURANÇA DE PORTA

16

Códigos de Falhas - AL 2000

CÓDIGO

 

CAUSA

   

PROCEDIMENTO

 
 

PRESSOSTATO DE MÁXIMA (Hidráulico)

 

Carro indica procedimento de falta de energia, tentando voltar para o piso inferior.

FALTA DE ENERGIA MÁXIMA (Hidráulico)

oE

OPERAÇÃO BOMBEIRO “CHAVE OEI”

Permanece estacionado até que a causa seja interrompida, voltando a funcionar normalmente.

TERMOSTATO DO MOTOR “SM 110” (Hidráulico)

TÉRMICO DO MOTOR (Hidráulico)

   
 

FALTA DE LEITURA DOS SENSORES DE PULO DO SELETOR

Carro indica procedimento de falta de energia, tentando voltar para o piso inferior.

NÃO EXISTE MOVIMENTO DA CABINE

 

oA

 

Permanece parado.

 

Aceita passagem para modo manutenção.

 

Em modo automático, somente volta para funcionamento, desligando e ligando o quadro.

 

FALTA DE LEITURA DOS SENSORES DE PARADA

 

oB

NÃO EXISTE MOVIMENTO DA CABINE EM BAIXA.

Faz a parada forçada, continuando o seu funcionamento normal.

oS

FALHA NA MALHA DE SEGURANÇA

 

Faz a parada forçada, continuando o seu funcionamento normal.

tF

FALHA NOS CONTATOS DE FECHAMENTO DE PORTA “PC” DE CANINE.

Reabre porta e cancela todas as chamadas existentes.

 

FALHA NO

LIMITE

DE

ABERTURA DE

PORTA

 

tA

(LPA)

Somente indicativa - sem efeito no funcionamento. Atrasa as partidas, pois tem que esperar o tempo de porta desativada pelo programa.

 

FALHA NO SINAL DE PORTA DE PAVIMENTO (QUANDO** PORTA E.V.), OU BARRA

PORTA

Somente

indicativa

-

sem

efeito

no

PP

funcionamento.

 

ELETRÔNICA BLOQUEADA (COM AUTOMÁTICA)

 

Indica o andar onde ocorre o evento.

 

tR

FALHA DE CONTATOS DE TRINCO

 

Reabre a porta, cancela chamadas existentes

17

Sistema para Colocação Rápida em Funcionamento (Quick Start)

1. Alimentar quadro de comando (L01, L02 e L03) com a Rede Elétrica

2. Ligar o Disjuntor de Entrada

3. Verificar o circuito de Falta e Inversão de Fase (FIF) – Placa IRP

Led Indicativo deve estar apagado.

Led indicativo aceso – deve ser invertida as fases de entrada

4. Fechar Malha de Segurança :

2S – 238 Relé 29 - ligado

5. Fechar Malha de Segurança de Porta

P19 – P20 (PP OU BARREIRA ELETRÔNICA)

P2

-- P4

(PC)

P21 – P22 (TC)

Relé 40 - ligado

6. Fechar os sinais de limites no quadro

+24V – 4SD (LIMITES DE PARADA)

7. Fechar malha de segurança da Centralina

PM1 – BO2

8. Ligar a Centralina

9. Verificar ligação do motor (Partida Direta ou Estrela-Triângulo)

10. Fazer ligações das válvulas, obedecendo a polarização das mesmas (positivo e o comum)

18

11.

Verificar movimento em modo manutenção:

Acionar subida e descida pelos botões PB 301 (SB) e PB 302 (DC) na placa de comando.

Verificar sentido de viagem

Liga SB elevador sobe

Liga DC elevador desce

Neste ponto o elevador está pronto para ser utilizado na fase inicial de instalação do equipamento.

19

Sistema para Funcionamento Fase 2

1. Retirar os fechamentos feitos nas malhas de segurança e porta e limites

2. Inicar o processo ligando os limites:

LAS +24V-8S

LAD + 24V – 8D

LS e LD +24V – 4SD

LCS 2S – 2D

LCD 2D – 197

3. Ligar caixa de manutenção na cabine:

MS +24V – MS

MD +24V – MD

AUT/MAN 245 – 246

4. Fazer Ligações dos sinais de segurança:

PAP / RG / EMERG ETC

RELE 29

5. Fazer Ligações dos sinais de porta:

Barra Eletrônica/ PO / LPA / PC / CT ETC acionamento da porta

6. Fazer as ligações dos sensores:

INA / INB / ISD / NS / ND

7. Ligar acionamento do operador:

301 / 302 / 303

RELE 40 com

8. Verificar os botões de chamadas quanto ao funcionamento e iluminação

20

Após estes passos concluídos, fazer ligações dos dispositivos auxiliares:

Operação Bombeiro (OEI) +24v – 233

Sistema de Cabineiro (Opcional)

Indicadores de Posição]

Setas

Gongo Eletrônico (Opcional)

Sintetizador de Voz (Opcional)

Operação Duplex (Opcional)

Sistema Hospitalar (Opcional)

Etc

21

2S

AL2000 HD - SINAIS DE ENTRADA E SEGURANÇAS

421

AUT/MAN

245

BOT INSPEÇÃO

246

AUT

24V

AUT

13

14

L11

FP

RELE DE MONITORAMENTE DE REDE

246 AUT 24V AUT 13 14 L11 FP RELE DE MONITORAMENTE DE REDE BARRA ELETRONICA LIGAÇÃO
246 AUT 24V AUT 13 14 L11 FP RELE DE MONITORAMENTE DE REDE BARRA ELETRONICA LIGAÇÃO

BARRA ELETRONICA

LIGAÇÃO EM CIMA DA CABINE NA CAIXA

24V

24V

RENIVELAMENTO/MANUTENÇÃO

PO

 

LPA

186

P8

LAS

8S

LAD

8D

LS

 

MS

AUT

 

MS

 

62

61

 

MD

AUT

 

MD

 

P

72 71

 

152

 

TC

122

ABRE PORTA

LIMITE DE ABERTURA

LIMITE DE ALTA SUPERIOR

LIMITE DE ALTA INFERIOR

LD

MAN

LIMITES DE PARADA

4SD

53 54

MAN

83 84

PARTIDA

MODO ASCENSORISTA

+24v

IN

CORTE DE ALTA/ PULO DO SELETOR

 

SNA

ISD

SINAL DE PARADA

 

S2S

24V

PM1

IL-FIF

+24v

MALHA DE SEGURANÇA DA CENTRALINA

PRESSOSTATO - MÁXIMA

PM2

FP

 

13

14

OL2

OL1

TEMPERATURA DO OLEO

BO1

BOMBEIRO

BO2

RELE TÉRMICO

5 6

PROTETOR MOTOR

421 422 LAMPADA DE EMERGÊNCIA 422 421 421 422 422 IL-AUT CH GERAL DE ENTRADA
421
422
LAMPADA DE EMERGÊNCIA
422
421
421
422
422
IL-AUT
CH GERAL DE ENTRADA
L11
L01
L12
L12
L02
L03
L13
-
+
L11
R
24V
C
IL-POIEP
L12
FP
FIF
S
24V
S
T
L13
32
31
IL-LPA
PAP
SEG ARCADA
LSU
IL-LS
2S
2D
197
198
74
75
IL-LD
29
EMERGENCIA
PRESS - MÍNIMA
0V
238
237
PM4
PM3
+
IL-LP
COM PORTA EV
29
PORTA DE CABINE
PP
IL-EMERG
P19
IL-S
P20
P4
P2
14
13
PC
COM PORTA AUT
40
NS
0V
40-BOB
+
IL-D
40
29
IL-SEGMO
ND
13
14
34
33
IL-RES1
IL-PP
IL-RES0
IL-PC
IL-INS / IL-IND
IL-ISD
CIRCUITO DE TRINCO
SM110 - GMV
TR
TERMISTOR DO MOTOR
421
TS1
3
CA2KN22/110VCA
t
220VCA OU 380VCA
110VCA
TS2
4
5
P22
X--X--X--X--X
P21
422
5
CT
SEGURANÇA DA CENTRALINA
TRINCOS
6
6
TR
P2
40-BOB
421
8
14
13
422
9

22

LIGAÇÃO DAS CHAMADAS

PARA ATÉ 16

PISOS

SELETIVO NA DESCIDA

BOTOEIRA DE CABINA

BOTOEIRA DE PAVIMENTO

 

15

14

13

GC2

 
 

12

11

10

9

8

7

6

GC1

5

 

4

3

2

1

0

15 BT7 BT7 LD7 LD7 14 BT6 BT6 LD6 LD6 13 BT5 GD2 BT5 LD5
15
BT7
BT7
LD7
LD7
14
BT6
BT6
LD6
LD6
13
BT5
GD2
BT5
LD5
LD5
12
BT4
BT4
LD4
LD4
11
BT3
BT3
LD3
LD3
10
BT2
BT2
LD2
LD2
9
BT1
BT1
LD1
LD1
8
BT0
BT0
LD0
LD0
7
BT7
BT7
LD7
LD7
6
BT6
BT6
LD6
LD6
5
BT5
GD1
BT5
LD5
LD5
4
BT4
BT4
LD4
LD4
3
BT3
BT3
LD3
LD3
2
BT2
BT2
LD2
LD2
1
BT1
BT1
LD1
LD1
0
BT0
BT0
LD0
LD0
23

CABO DE COMANDO

+10v

+10v

+10v

+10v

+10v

+10v

0v

0v

0v

0v

0v

0v

FIAÇÃO DE POÇO

CABO DE COMANDO

CASA DE MAQUINAS

SELETOR

RENIVELAMENTO

AL2000 - HD - ALFA

LIGAÇÕES GERAIS - QUADRO-POÇO/CASA DE MAQUINAS CABO DE COMANDO

OPERADOR - ALFA VF

0P0

0p0

0P1

0p1

0P2

0p2

0P3

0p3

0P4

0p4

+10V

0V

IPD MUX OU BINÁRIO

IPD

0p0

0p1

0p2

0p3

0p4

IPD

0p0

0p1

0p2

0p3

0p4

IPD

197 PAP

198 ACESSO AO POÇO

2S

2D

BO1

B02

LSU

OEI

LIMITE PERCURSO SUPERIOR

CHAVE BOMBEIRO

BE - BARRA ELETRÔNICA

+24V

4SD

+24V

8D

8S

P19

P20

P21

P22

SS

SD

SC

SNA

S2S

LS

LAS

LD

LAD

LIMITES DE PARADA

LIMITES DE ALTA

BR - CONTATO DE REABERTURA COM PORTA AUTOMÁTICA BR

PP - COM PORTA EV

TRINCOS

NÃO USAR QUANDO MODELO IPD SERIAL C/ SETA SETA SOBE (POSITIVO) SETA DESCE (POSITIVO) NEGATIVO COMUM

IN

+24v

ISD

+24v

IN - PULO E CORTE DE ALTA ISD - PARADA

(110V OU 220V) OPCIONAL - MONTAGEM

TX

+10V

0V

IPD SERIAL

TX

IPD

TX

IPD

TX

IPD

75 SGA

74 SEGURANÇA DA ARCADA

BEM

238 BOTÃO DE EMERGÊNCIA (INSPEÇÃO)

237

P2

P4 PORTA DE CABINE

245

MAN/AUT

246 BOTOEIRA DE INSPEÇÃO

BE

PO

BARREIRA

LIGAÇÃO EM CIMA DA CABINE NA CAIXA

186 BOTÃO ABRE PORTA

+24V

P8 LPA

+24V LIMITE DE ABERTURA DE PORTA

122 TC

+24V

P

CABINEIRO

152 PARTIDA / MODO CABINEIRO

+24V

421

422

MS

MD

+24V

VN1

VN2

LAMPADA DE EMERGÊNCIA

MS

MD BOTOEIRA DE INSPEÇÃO

CHAVE VNT

VNT

VENTILADOR - CABINE

POP

301

302 LIMITE PARA USO COM DOIS OPERADORES

   

INVERSOR

 

BORNES NO OPERADOR

U1

3~
3~

MOTOR - PORTA

301

 

CA

U M1

TERRA

U3

V M2

W M3

302

CF

U2

R/L2/N

303

 

CI

15V

R/L1

220 VCA

   

421

R/L1

 

422

R/L2

L01

 

L02

ENTRADA DE FORÇA

 

L03

U

V

3~

MOTOR PARTIDA DIRETA

W

NTR

NEUTRO PARA 380V

 

U

V

3~

MOTOR - ESTRELA/TRIÃNGULO

W

X

Y

Z

PM1

PM2

PRESS DE MÁXIMA

 

PM3

PM4

PRESS DE MÍNIMA

 

TS1

TS2

TERMOSTATO DO MOTOR

OL1

TEMPERATURA DO ÓLEO

OL2

VL

VML (VÁLVULA DE ALTA)

 

CENTRAL GMV

NS

ND

NIVS

+24v

NIVD

+24v

SENSORES DE RENIVELAMENTO

OPCIONAL - MONTAGEM

OPCIONAL - MONTAGEM

AL1

AL2

TL1

TL2

LPOP

CH_CAMP

1

2

CAMPAINHA

TELEFONE

VD

VP

0V

VMD (VÁLVULA DE DESCIDA)

VP (VÁLVULA DE PARTIDA)

SÓMENTE PARA EST/TRI

24

COMANDO AL 2000 LIGAÇÃO DAS BOTOEIRAS

PARA ATÉ 11 PISOS DUPLA SELEÇÃO - CHAMADAS DE SUBIDA E DESCIDA

BOTOEIRA DE CABINA

DESCIDA BOTOEIRA DE PAVIMENTO

SUBIDA BOTOEIRA DE PAVIMENTO

GC2 GC2 GC2 10 10 BT2 BT5 LD2 LD5 9 9 9 BT1 BT4 BT7
GC2
GC2
GC2
10
10
BT2
BT5
LD2
LD5
9
9
9
BT1
BT4
BT7
LD1
LD4
LD7
8
8
8
BT0
BT3
BT6
LD0
LD3
LD6
7
7
7
BT7
BT7
BT7
LD7
LD7
LD7
6
6
6
BT6
BT6
BT6
LD6
LD6
LD6
5
5
5
GC1
BT5
GD1
BT5
GD2
BT5
LD5
LD5
LD5
4
4
4
BT4
BT4
BT4
LD4
LD4
LD4
3
3
3
BT3
BT3
BT3
LD3
LD3
LD3
2
2
2
BT2
BT2
BT2
LD2
LD2
LD2
1
1
1
BT1
BT1
BT1
LD1
LD1
LD1
0
0
BT0
BT0
LD0
LD0

25

AL 2000 HD - FONTES E MOTORES

ESTRELA - TRIÂNGULO

 

TÉRMICO

MOTOR

 

S

L01

U X

 
 

1L1

2T1

2T1

S

A1

1L1

LO2

V Y

 
 

3L2

4T2

3L2

L03

S

W Z

A1

4T2

5L3

6T3

A

L01

 

Z

1L1

2T1

A

LO2

 

X

 

3L2

4T2

A

L03

 

Y

5L3

6T3

   

PARTIDA DIRETA

 
   

TÉRMICO

MOTOR

S

A1

L01

 

U

 

1L1

2T1

1L1

2T1

S

A1

LO2

 

V

3L2

4T2

3L2

4T2

S

A1

L03

 

W

 

5L3

6T3

5L3

6T3

LIGAR "NTR"

QUANDO 380V

FP 53 54 GERAL QUADRO FP L11 421 61 62 NO BREACK 421 ENTRADA SAIDA
FP
53
54
GERAL QUADRO
FP
L11
421
61
62
NO BREACK
421
ENTRADA
SAIDA
FP
L12
422
71
72
422
FP
83
84
FONTE +10V
TRAFFO HIDRA
+
-
+
10v
~
10v
+
0v
FONTE +24V
421
+
-
+
24v
~
+24v
+
422
0v
FONTE +48V
+
-
+
40v
~
+48V
+
0v

26

+24V

VB6

VB7

E1

E2

E3

E4

E5

E6

E7

E8

E9

E12

E13

E14

18

15

16

VISTA MECANICA

AL2000 HD ACIONAMENTOS VCOM 24V S A L12 L11 KIT_AE/T 18 A 29 +24V VC3
AL2000 HD ACIONAMENTOS
VCOM
24V
S
A
L12
L11
KIT_AE/T
18
A
29
+24V
VC3
VCOM
43
44
VNT
VC4
40
15
VML
VC5
33
A1
34
16
A
S1
E1
IL-S
VC6
VC7
40
S
S
E2
VC8
S2
NS
VMD
43
44
VC9
VC3
IL-SS
L11
VNT
E3
L12
S3
L12
VN1
L40
VN2
IL-SD
VC4
VC12
48V
VML
VML
40
AUT
SS
ND
VC13
S4
E4
TENSÃO DAS VALVULAS
VL
A
23
24
43
44
VC13
VC5
0V
VP
14
13
VP
VMD
VMD
S5
E5
IL-D
VD
VC6
VB6
L40
NS
SD
S1
NS
S6
E6
S2
L12
VC7
VB7
ND
S3
ND
E7
S7
S4
S5
VC8
AUX5
S6
S8
SS
E8
SS
IL-SS
S7
VC9
24V
S8
SD
E9
S9
S9
SD
IL-SD
PF
PA
S12
S13
S14
VC12
74
AUX_5
E12
S12
PM4
IL-AUX5
VC13
KIT_AE/T
+24V
PA
E13
24V
S13
301
IL-PA
VC14
303
E1
PF
E14
S14
302
IL-PF
E2

IL-BX

27

IL-A

PLACA AL2000 LD7 LD6 LD5 LD4 LD3 LD2 LD1 LD0 BT7 BT6 BT5 BT4 BT2

PLACA

AL2000

LD7 LD6 LD5 LD4 LD3 LD2 LD1 LD0 BT7 BT6 BT5 BT4 BT2 BT3 BT1
LD7
LD6
LD5
LD4
LD3 LD2
LD1
LD0
BT7
BT6
BT5
BT4
BT2 BT3
BT1
BT0
GC1
GD1
GC2
GD2
SOBE
DESCE
COMUNICAÇÃO
TX RX
CARRO A/B
RES1
RES0
EMERG
SEGMO
FIF
SS
PO
SD
PP
PA
PC
PF
LPA
SB
LP
DC
AT
BX
LD
LS
ISD
IND
INS
D
S
AUT
0P0
0P1
0P2
0P3
0P4
AUX5

28

+24V

+10V

0V

AC +12V

AC +12V

WD