Você está na página 1de 19

Filo Arthropoda, subfilo Trilobita,

subfilo Chelicerata
 Anelídeos e artrópodes devem
compartilhar linhagem comum,
protostômios celomados e
segmentados.
 Exoesqueleto cuticular, perda de
septos intersegmentares,
hemocele (aberto), sistema
muscular associado à parede do
corpo.
 Metamerização, mas com
somitos tendo maior variedade
e maior especialização
funcional.
 Cefalização, com centralização de
gânglios fundidos e órgãos sensoriais.
 Metâmeros especializados (tagmose).
 Apêndices articulados.
 Musculatura extrínseca dos
apêndices, músculos estriados
conferem rapidez.
 Muita quitina, com exoesqueleto
cuticular.
 Traquéias, trato digestivo
especializado (dentes quitinosos,
compartimentos e ossículos gástricos).
 Padrões comportamentais complexos.
 Coloração de proteção e imitação
desenvolvidos
 Simetria bilateral, corpo
metamerizado (tagmas).
 Apêndices articulados com
exoesqueleto cuticular.
 Sist muscular completo,
músculos estriados.
 Celoma reduzido, maior parte
cavidade (hemocele) preenchida
por sangue.
 Sist digest completo. Sist circ
completo, com coração contrátil
dorsal, artérias e hemocele.
 Resp superfície corpórea,
brânquias, traquéias ou pulmões
foliáceos.
 Glândulas excretoras pareadas
(glând coxais, antenais ou
maxilares e túbulos de Malpighi).
 Sist nervos seguindo o plano
anelidiano (gânglio dorsal
conectado a anel q circunda o
tubo digest a uma cadeia nervosa
ventral dupla, cadeia nervosa
dupla com gânglios segmentares),
órgãos sensoriais bem
desenvolvidos.
 Sexos usualmente separados
(órgãos pareados e com dutos)
fertiliz interna; ovíparos ou
ovovivíparos; metamorfose; em
alguns casos partenogênese.
 Segmentação
externa marcante.
 Disposição
segmentar da
musculatura.
 Cordão nervoso
ventral com
gânglios e gânglio
cerebral dorsal.
 Clivagem espiral.
 No. fixo de segmentos nos
adultos.
 Sem septos intersegmentares.
 Tagmose pronunciada.
 Cavidade celomática reduzida,
principal cavidade é hemocele.
 Sist circulatório aberto
(lacunar).
 Diversa resp (branq, traquéias,
pulmões foliáceos).
 Exoesqueleto quitinoso e
apêndices articulados.
 Olhos compostos e órgãos bem
desenv.
 Ausência de cílios.
 Um exoesqueleto versátil.
 Segmentação e apêndices p uma
locomoção + eficiente.
 Ar conduzido diretamente às
células.
 Órgãos sensoriais altamente
desenvolvidos.
 Padrões comportamentais
complexos.
 Limitação da competição intra-
específica através da metamorfose.
 Surgem no período Cambriano e extinção
há 200 milhões de anos.
 Nome deriva da existência de um par de
fendas longitudinais.
 Alimentavam-se de detritos e podiam
enrolar-se (2 e 67 cm).
 Exoesqueleto quitinoso, reforçado por
carbonato de cálcio.
 Três tagmas: cabeça, tórax e pigídio.
 Cabeça c um par de antenas, olhos
compostos, boca e 4 pares de apêndices
locomotores.
 Cada um dos somitos (- último)
apresentava um par de apêndices
birremes.
 Um dos ramos possuía uma franja q
podem ter sido brânquias.
 Artrópodes quelicerados são um
grupo antigo: euriptéridos
(extintos), límulos, aranhas,
carrapatos e ácaros, escorpiões e
aranhas-do-mar.
 6 pares de apêndices (1 par de
quelíceras, 1 par de pedipalpos e
4 pares de membros
locomotores; exceção límulos: 1
par de quelic e 5 de membros
locom).
 Sem mandíbulas e antenas, suga
alimento líquido de suas presas.
 Representada por euriptéridos (extintos)
e xifosuros ou límulos, grupo antigo
(fóssil vivo)
 Subclasse Eurypterida: euriptéridos ou
escorpiões de água doce (> artrop, 3 m).
 Cabeça com 6 segmentos, olhos simples
e 6 pares de apêndices. Abdômen c 12
segmentos e um télson pontiagudo.
 Subclasse Xiphosurida: Límulos.
Antigos. Cambriano.
 Mesma forma do período triássico. 3
gêneros.
 Carapaça não segmentada = ferradura
terminado em um longo télson.
 Grupo marinho antigo: Cambriano.
5 espécies viventes.
 Possuem carapaça não-segmentada
(ferradura), abdômen largo, longo
télson.
 Cefalotórax c 5 pares de pernas e par
de quelíceras, abdômen c 6 pares.
 Brânquias foliáceas, 2 olhos
compostos e 2 olhos simples na
carapaça.
 Alimentação noturna de vermes e
peq moluscos.
 Encaminham-se para costa p
acasalar.
 Corpo peq e fino c 4 pares de pernas
estreitas e longas.
 Segmentos duplicados gerando pares
extras de pernas. Machos c ovígeras q
carregam ovos em desenvolv. Mts tem
quelíceras e palpos.
 Boca no final de longa probóscide q suga
cnidários e outros de corpo mole.
 4 olhos simples. Coração dorsal simples,
sist excretor e respirat ausentes. Difusão de
gases e excretas pelo corpo,
 Sist digestivo e reprod com prolong pelas
pernas.
 Presente em todos os oceanos , até a prof
de 6.800m
 Variedade antômica > q os insetos.
Aranhas, escorpiões, pseudoescorpiões,
escorpiões-vinagre, carrapatos, ácaros e
opiliões.
 Tagmas:: cefalotórax (par de quelíceras,
par de pedipalpos e 4 pares de patas) e
abdômen.
 Sem antenas e mandíbulas. > predadores c
glând de veneno e peças bucais sugadoras.
 Gland de seda nas aranhas.
 Diversificados, 70.000 espécies, 1os.
Terrestres.
 > parte inofensiva, controladora de insetos.
Exceção: viúva-negra, aranha-marrom,
escorpiões, carrapatos e ácaros.
 35.000 espécies. Cefalotórax (prossomo) e
abdômen (opistossomo), não-segmentados
unidos por fino pedicelo.
 Quelíceras c garras e dutos de veneno, par
de pedipalpos e 4 pares de pernas.
 Todas predadoras, injeta o veneno e
liquefaz e suga o caldo.
 Pulmões foliáceos, traquéias, ou ambos.
 Sist excretor único, de túbulos de Malpighi
e glând coxais (nefrídios modificados).
 8 olhos simples, cerdas sensoriais e gland
sericígenas.
 Macho usa pedipalpos p reprodução,
ooteca.
 Ambiente variados, alimentam-se
de insetos e aranhas, capturam c
pedipalpos e dilaceram c
queliceras.
 Cefalotórax (prossomo) bem curto,
c apêndices, par de olhos gdes e 2
a 5 pares de olhos laterais peq, 1
pré-abdômen (mesossomo) 1 pós-
abdômen (metassomo) longo e
delgado ou caula c 5 segmentos,
termina c aguilhão. Quelíceras peq
e pedipalpos gdes.
 Pécten, órgão tátil, explora o chão e
sexual.
 Ovivípatos ou vivíparos.
 Cosmopolitas, com
abdômen e
cefalotórax fundidos,
sem constrição
(pedicelo).
 4 pares de longas
patas (capaz de
eliminar).
 Queliceras terminam
em pinça , são
dentritívoros.
 Importantes economicamente. 30.000
espécies, estimadas entre 500 mil e 1
milhão.
 Ácaros tem fusão completa sem sinal de
divisão.
 Peq projeção c peças bucais, o capítulo.
 As bases dos pedipalpos fundem-se
originando o hipóstoma.
 6 pernas na fase larval.
 Maioria de vida livre, outros causam
alergias e dermatites e outros são
pragas agrícolas.
 Só perdem p mosquitos na
transmissão de doenças.
 Anelídeos e artrópodes devem derivar de protostômios
celomados segmentados, sendo proto-anelidea c parapódios
laterais e proto-artropoda c apendices ventrais.
 Discute-se o monofiletismo, talvez os artrópodes sejam
polifiléticos. > considera monofilético, com onycophora como
grupo irmão.
 Endurecimento da cutícula, apêndices, restrição da superfície
p respir e excreção, evolução.