Você está na página 1de 10

LICENCIATURA EM PORTUGUÊS E INGLÊS

PRÁTICA DE ENSINO: INTRODUÇÃO À DOCÊNCIA (PE:ID)

POSTAGEM 1: ATIVIDADE 1

REFLEXÕES REFERENTES AOS 13 TEXTOS

LILIAN CAMARGO RUIZ 1817911

JUNDIAÍ
2018
SUMÁRIO

1. REFLEXÕES REFERENTES AOS 13 TEXTOS......................................03

1.1 Educação? Educações: aprender com o índio.......................................03

1.2 O Fax do Nirso......................................................................................... 03

1.3 A História da Chapeuzinho Vermelho ( na versão do lobo)...................04

1.4 Uma pescaria Inesquecível.......................................................................04

1.5 A folha Amassada......................................................................................05

1.6 A lição dos Gansos....................................................................................05

1.7 Assembleia na Carpintaria........................................................................05

1.8 Colheres de Cabo Comprido....................................................................06

1.9 Faça parte dos 5%.....................................................................................06

1.10 O Homem e o Mundo...............................................................................06

1.11 Professores Reflexivos...........................................................................07

1.12 Um Sonho Impossível.............................................................................07

1.13 Pipocas da Vida.......................................................................................08

2. REFERÊNCIAS.............................................................................................09
1. REFLEXÕES REFERENTES AOS 13 TEXTOS

1.1 Educação? Educações: aprender com o índio

A educação é um exercício de aprender com o outro, ela acontece no plural e


gera aprendizagem na troca de saberes.
Não existe uma única forma um único modelo de educação, embora a escola
seja vista como principal fonte sabemos que ela não é a única e nem a melhor.
Toda cultura é publica, notória e palpável e julgar que a nossa é a melhor e as
demais são atrasadas ou inferiores é um ato errôneo.
A pratica educacional está ligado a pratica da vida e aprendemos a partir de
nosso universo, das relações com a natureza, da família, da escola. O saber é
adquirido através de diversas vivencias e na educação tudo se aplica.

1.2 O Fax do Nirso

Em um mundo capitalista onde as habilidades e talentos se destacam em


determinadas áreas com certeza fará com que a pessoa alcance seus
objetivos, não dependendo do conhecimento léxico.
No caso do Nirso a educação perde espaço para um profissional dedicado e
habilidoso. No entanto sabemos que qualquer individuo precisa seguir sempre
se atualizando.
Quando a educação e o trabalho andam juntos o individuo aprofunda-se em
informações que o possibilite a avançar em sua carreira ampliando suas
capacidades e consequentemente se realizando como profissional.
1.3 A História de Chapeuzinho Vermelho (na versão do lobo)

Uma boa educação é aquela onde os alunos se sintam respeitados,


reconhecidos por terem opiniões divergentes e que expressem seu diferente
ponto de vista.
Interessante pensar que tudo é relativo. Não seria nossa certeza relativa
também?
Dessa maneira o dialogo entre aluno e professor desenvolve um ensino amplo
e significativo.
Concordo com aulas que façam o aluno raciocinar e discernir as propostas
sempre possibilitando a pesquisa e a troca de ideias.
Com interação, estudos frequentes e entendendo que a educação é um
processo de troca onde todos tem a possibilidade de crescer. Um eterno
exercício de aprender o outro.

1.4 Uma pescaria Inesquecível

Não adianta se auto declarar ético é necessário ter atitudes éticas


principalmente quando ninguém esta olhando.
O pai do garoto relatado no texto ensina um principio muito importante ao filho
com uma atitude simples de devolver o peixe, atitude essa que ele leva para a
vida.
Por vezes ouvimos nos jornais escândalos de corrupção, situação essa que
nos envergonha, porém quando cortamos uma fila, compramos e não
pagamos, falamos mal de alguém sem o mesmo estar presente, estamos tendo
atitudes antiéticas. Essa mentalidade de querer levar vantagem em tudo nos
trouxe a uma realidade caótica.
É necessário retomar ao exemplo desse pai e ensinar nossos filhos e alunos a
respeitar as leis e regras não apenas com palavras, mas com atitudes.
1.5 A Folha Amassada

Como educadora formada em pedagogia na rotina escolar deparamos com


inúmeros casos de alunos com problemas comportamentais, motores entre
outros.
Quando a família anda em concordância com a escola conseguimos
desempenhar um bom trabalho com dedicação e persistência.
O autocontrole do educador virá à medida que ele abraçar a causa. Importante
analisar que por trás de todo mau comportamento existe um ser humano que
precisa de ajuda, quando nos colocamos no lugar do outro conseguimos ajuda-
lo e cumprimos nosso objetivo.

1.6 A lição dos Gansos

A escola que se uni a comunidade e as famílias consegue atingir seus objetivos


mais facilmente, pois ajudam um ao outro.
Quando aceitamos ajuda com humildade somos bem sucedidos.
Todo processo de escolarização se dá com a participação de todos no
exercício de aprender ao outro. Para isso nossas palavras precisam ser de
incentivo e motivação assegurando que ninguém fique para trás.
.

1.7 Assembleia na Carpintaria

Ressaltar as qualidades dos indivíduos é algo de extrema importância no


exercício da profissão.
Compreender que todos acertam e erram, todos tem defeitos e qualidades e
que essas diferenças devem nortear nossa pratica educacional.
Estamos lidando com pessoas e por mais que enfrentamos diversos problemas
cotidianos a intenção sempre será promover o outro. Faze-lo ser cada dia
melhor em todos os aspectos permitidos.
1.8 Colheres de Cabo Comprido

Do que adianta todos os recursos se não aprendemos a utiliza-los?


Para um bom trabalho em equipe é necessário se desprender do egoísmo, de
pensar que o seu eu está em primeiro lugar.
Considerar o outro superior a nós é engolir nosso orgulho e agir com humildade
essa demonstração de bondade é o que acontece no texto com quem estava
no céu.
Uma vez agindo assim entendemos que trabalhar em equipe é saber
reconhecer a qualidade de todo e promove-lo afirmando seu potencial, dessa
forma o individualismo não encontra espaço e todos tem sucesso em
compartilhar a sopa.

1.9 Faça parte dos 5%

Ao longo da vida veremos pessoas mais aplicadas que outras e o foco e


determinação fará toda a diferença.
Quanto a fazerermos parte do grupo do 5% não temos como saber, somente o
tempo dirá, alias nem ao certo sabemos se esse numero é 5%, fato é que os
medíocres sempre viveram na média, já ao passo que os ousados e
persistentes se superaram e vivem acima da média.
O importante é buscar fazer parte dos bem sucedidos e acima da média,
fazendo por merecer com foco, esforço e dedicação.

1.10 O Homem e o Mundo

Enquanto o ser humano busca seu próprio interesse o mundo sofrerá as


consequências.
Quando analisamos os problemas pelo olhar de outros podemos criar
estratégias para melhor compreender que a solução está dentro de nós, juntos
encontraremos as respostas com êxito.
O professor precisa compreender a visão de mundo de seu aluno e juntos
construir o saber. Um exercício constante na pratica educacional.

1.11 Professores Reflexivos

Exercer uma atividade docente nos dias de hoje exige uma ampla atualização,
agilidade e competências profissionais.
O professor não atua como transmissor de conteúdos, mas sim com a
interação social em que está envolvido. O professor reflexivo precisa saber
quem é e as razões pela qual exerce.
O exercício de reflexão deve ser constante na rotina pedagógica.
Criamos expectativas que não são correspondidas, porém podemos aprender
valiosas lições. Um professor reflexivo além do comprometimento com a
profissão é capaz de pensar e repensar situações de aprendizagem.

1.12 Um Sonho Impossível

O desempenho do professor no que se refere ao ensino para a classe alta e


baixa renda não deveriam ser diferentes, porém na prática existe a diferença
devido ao contexto em que o aluno está inserido. Os alunos de escolas alto
padrão vem desde a infância aprendendo princípios norteadores para o
mercado de trabalho, a família investe e isso é crucial para seu sucesso
profissional.
O que não acontece em escolas de baixa renda uma vez que não existe apoio
familiar, pelo fato de também não terem tido essa instrução no tempo oportuno.
Aquela condição básica, cada um oferece o que tem, e em casos específicos
os pais não sabem lidar com os problemas de aprendizagem de seus filhos, ou
até mesmo encontram-se desprovido financeiramente para buscar ajuda
medica e pedagógica. Com essa realidade a escola se torna um deposito de
criança onde necessidades especificas são ignoradas o que mais tarde gera
evasão escolar.
Somente uma mudança de mentalidade que envolvam o individuo juntamente
com programas sociais, apoio medico e a escola caminhando com a família
poderíamos reverter tão situação.

1.13 Pipocas da Vida

A vida é um eterno processo de aprender, de cair e levantar. Assim como as


estações do ano também passamos por fases.
A pergunta certa não é porque passamos por isso ou aquilo, e sim o que eu
faço com o que tive que conviver.
Que assim como a pipoca que passa pelo fogo possamos se abrir ao novo,
vivenciar nas adversidades a alegria da superação de recomeçar, reconstruir,
se reinventar.
No dia a dia com os alunos estar aberto para novos conceitos e opiniões e
entender que a educação não vem pronta se constrói à medida que nos
relacionamos.
2. REFERÊNCIAS

ANTUNES, C. 10 Histórias Exemplares. In: Coleção Grandes Autores.


São Paulo: Atta Mídia e Educação, 2004. 1 vídeo‑disco.

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez,


2003. p. 7‑10.

ALVES, R. A pipoca. In: O amor que acende a lua. Campinas: Papirus,


1999. p. 54‑57.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. In: Coleção Primeiros Passos. 28ª ed. São
Paulo: Brasiliense, 1993.

CRUZ, C. H. C. Competências e Habilidades: da proposta à prática. Coleção Fazer e


Transformar. 2ª ed.

São Paulo: Loyola, 2002.

HAIDT, R. C. C. Curso de Didática Geral. 7ª ed. São Paulo: Ática, 2002.

LENFESTEI, J. Histórias para aquecer o coração dos pais. Rio de Janeiro:


Sextante, 2003.

RAMOS, M. N. Da Qualificação à Competência: deslocamento conceitual na relação


trabalho‑educação.

Niterói: UFF, 2001.

ROSA, G. Grande Sertão: Veredas. 33ª ed. Rio de Janeiro: Nova


Fronteira, 1986.
Sites
<www.pedagobrasil.com.br/pedagogia/saberefazer.htm>. Acesso em: 19.
jan 2012.
<www.rubemalves.com.br>. Acesso em: 19. jan 2012.

<www.celsoantunes.com.br>. Acesso em: 19. jan 2012.