Você está na página 1de 47

TEORIA

COMPORTAMENTAL
O Surgimento da Teoria
Comportamental
A partir de 1947 através da Influência dos
psicólogos behavioristas que lançaram a
Psicologia Organizacional na qual o
comportamento das pessoas dentro das
organizações passa a ser analisado de maneira
mais profunda e abrangente buscando-se com
isso entender as características da natureza
humana que influenciam suas atitudes e suas
ações dentro das organizações. Surgi aí, a
Teoria Comportamental da Administração.
Continuação...

Ela, na realidade, é um grande avanço em


relação a abordagem humanística proposta
pela teoria das relações humanas que tinha
uma visão romântica e utópica, tratando os
aspectos motivacionais do comportamento
humano de maneira superficial e insuficientes
para entender a complexidade da natureza
humana;
Continuação...
O comportamento dos integrantes da
organização e seu conseqüente reflexo
passa a ser analisado sob o aspecto do
mecanismo motivacional capaz de
influenciar o comportamento das pessoas
dentro das organizações passando a ser de
responsabilidade dos administradores tentar
entender esse complexo
mecanismo da motivação humana.
Definição

“A Teoria Comportamental é a mais


democrática de todas as Teorias
Administrativas, sendo fundamentada
sobre as características da natureza
humana.”

Chiavenatto
“O Behaviorismo ou Teoria
Comportamental, propunha-se
a fornecer uma visão mais ampla,
sobre o que motiva as pessoas à
agirem, ou seja, a se comportarem
do modo que o fazem...”

Ademir Ferreira
Processo Motivacional

Necessidades
Estímulos
Individuais

Comportamento
Motivação Humana
Para compreender o comportamento dos
seres humanos e sua interferência dentro das
organizações se faz necessário entender o
que leva uma pessoa a praticar determinadas
ações buscando então, compreender os
motivos que possam justificar tais
comportamentos.
Sob esse contexto, a Teoria Comportamental
aborda dois aspectos da motivação humana:
• A Hierarquia das Necessidades de Maslow
• A Teoria dos Dois Fatores de Herzberg
A Hierarquia das Necessidade
de Maslow
Maslow, defendia que o comportamento do
indivíduo de uma maneira geral era
influenciado pela satisfação ou frustração de
suas necessidades
pessoais refletindo na sua maneira de agir
diante do grupo e da sociedade. Maslow,
classificou de maneira hierárquica as
necessidades Humanas, em dois grupos:
• Necessidades Primárias
• Necessidades Secundárias
Necessidades Primárias

• Necessidades Fisiológicas
• Necessidades de Segurança

Necessidades Secundárias

• Necessidades Sociais
• Necessidades de Estima
• Necessidades de Auto-Realização
Pirâmide das Necessidades de Maslow

Auto
Realização

Estima

Sociais

Segurança

Fisiológicas
Necessidades Fisiológicas
São as necessidades relacionadas à
própria natureza humana, visando a
sobrevivência e preservação da própria
espécie, tais como: a fome, a sede, o
repouso, a necessidade sexual, etc., ou
seja, são as necessidades básicas do
ser humano.

Ex.:
Necessidades de Segurança
São as necessidades ligadas às questões
da preservação do bem estar do indivíduo,
buscando manter sua segurança e sua
estabilidade onde ele procura fugir e
se distanciar de situações de perigo e/ou
de situações que possam levá-lo à privações.

Ex.:
Necessidades Sociais
São as necessidades inerentes a vontade do
indivíduo de se relacionar com outras
pessoas, através da sua participação da sua
aceitação, de poder ser compreendido e de
principalmente, de poder ser amado pelo
grupo social ao qual pertença. O homem é,
acima de tudo, um ser social que precisa
conviver com outras pessoas para poder
sobreviver. Sua frustração, leva a pessoa à
solidão e a não adaptar-se socialmente.
Ex.:
Necessidades de Estima
São as necessidades de reconhecimento
e de valorização por parte do grupo ao qual
o indivíduo pertença além da necessidade
de Auto-Reconhecimento. É a busca pelo
prestígio social, pelo status. Sua frustração
pode levar o indivíduo ao desânimo e à
atitudes compensatória.
Ex.:
Necessidade de Auto - Realização
São as necessidades relacionadas com
as vontades oriundas do amadurecimento
do indivíduo que passa a desenvolver e a
buscar atividades ligadas ao seu próprio
potencial buscando com isso sua realização
pessoal com a atividade desempenhada. É
fazer aquilo, quem sempre teve vontade de
fazer e nunca fez.

Ex.:
Considerações Importantes
• Para Maslow, só buscamos atingir as
necessidades de nível superior na Pirâmide,
quando e somente quando as necessidades do
nível imediatamente inferior, já tiverem sido
satisfeitas;

• Quando uma necessidade já satisfeita deixa de


ser atendida abandonamos a necessidade
do nível superior no qual nos encontramos e
voltamos nossos esforços para restabelecermos
a satisfação perdida, esquecendo a necessidade
do nível superior na qual estávamos.
A Teoria dos Dois Fatores de
Herzberg

Para Herzberg existem dois fatores que


Influenciam o comportamento humano
Dentro do ambiente de trabalho, são eles:

• Fatores Higiênicos / Extrínsecos

• Fatores Motivacionais / Intrínsecos


Fatores Higiênicos ou Extrínsecos
São os fatores relacionados ao ambiente de
trabalho ao qual a pessoa pertence não estando
ligados às necessidades pessoais de cada um e
sim a situações geradas pela empresa por isso
não são consideradas como geradoras de
satisfação, apenas de insatisfação quando não
são atingidas, efeito semelhante ao alcançado
pelas vitaminas e analgésicos. Refletem como a
pessoa se sente em relação a sua empresa.
Ex.: salário, benefícios sociais, condições de
trabalho, normas, clima organizacional
Fatores Motivacionais ou Intrínsecos
São os fatores relacionados à importância que o
indivíduo dá ao cargo e às atividades que ele
desempenha dentro das organizações e estão
ligados a sentimentos de crescimento
individual, de reconhecimento profissional e de
auto-realização. É fazer o que se gosta de fazer.
São geradoras de satisfação contudo, quando
não são alcançadas, não geram a insatisfação
e sim a não-satisfação do funcionário. Refletem
como a pessoa se sente em relação ao cargo
que ocupa, e às atividades que desempenha.
Ex.: o trabalho, o reconhecimento, o progresso.
Considerações Importantes
• Os Fatores Higiênicos geram a Insatisfação e a
Não-insatisfação do funcionário:
Insatisfação - Higiênicos + Não Insatisfação

• Os Fatores Motivacionais geram a Satisfação


e a Não-Satisfação do funcionário:
Não Satisfação - Motivacionais + Satisfação
• Herzberg defendia a necessidade de
Enriquecimento do Cargo do funcionário, através
do acréscimo de novas tarefas e atividades, ou
a Promoção, para que se possa conseguir a
motivação do funcionário, dentro da organização.
Estilos de Administração
• A Teoria Comportamental analisa os estilos de
administração que são adotados nas
organizações;
• Para McGregor esses estilos de administração
são resultantes do conceito que os gestores
fazem a respeito da natureza humana e do
comportamento dos indivíduos dentro da
organização proveniente dessa natureza. E
para explicar esse Estilos de Administração,
surgi a Teoria X e A Teoria Y.
Teoria X
O conceito sobre o homem na Teoria X é de que
ele é um ser essencialmente interesseiro
(Homem Economicus ), negligente, preguiçoso,
egocêntrico( Objetivos Pessoais ), que não
possui
auto-disciplina nem auto-controle e incapaz de
assumir grandes responsabilidades. Como
resultado desses conceitos, a organização passa
a adotar um estilo de administração duro,
rígido e autoritário impondo de cima para baixo
todas as atividades a serem executadas
padronizando-as e buscando com isso alcançar
somente os interesses da organização.
Continuação...
A administração passa a persuadir, coagir,
punir e recompensar além de controlar as
ações
dos seus funcionários.
A Teoria X e seu estilo de administração é
adequado aos conceitos defendidos pelas
Teorias Científica, Clássica e da Burocracia,
onde o homem é , na realidade, apenas
mais um componente do maquinário
existente.
Teoria Y
O conceito acerca da natureza humana na
Teoria Y é de que o homem é capaz de se
motivar para o bom desempenho do seu
trabalho, de poder desenvolver-se dentro
da organização, de ter auto-disciplina, e
auto-controle, de poder assumir grandes
responsabilidades além de poder
empenhar-se, no alcance dos objetivos da
organização.
Continuação...

Para tanto, cabe à organização proporcionar


condições favoráveis para que as pessoas
possam cooperar com a empresa buscando
com isso alcançar os seus objetivos pessoais
através da colaboração no alcance dos
objetivos da organização.
Continuação...
A Teoria Y caracteriza o seu estilo de ministração
através da delegação de autoridade e de
responsabilidade, da descentralização das
decisões, da maior participação dos funcionários,
do enriquecimento dos cargos e através da auto
avaliação de desempenho.
A Teoria Y e seu estilo de administrar, é bastante
adequado aos conceitos difundidos pela APO.
Sistemas de Administração
A Teoria Comportamental, classifica os Sistemas
de Administração existentes nas organizações.
Para Likert, esses perfis são diferenciados por
variáveis como: o processo decisório, o sistema
de comunicação, o relacionamento interpessoal
e o sistema de recompensa & punição, adotados
pelas organizações, e são assim classificados:
• Autoritário – Coercitivo (Sistema 1)
• Autoritário – Benevolente(Sistema 2)
• Consultivo (Sistema 3)
• Participativo ( Sistema)
Sistema 1 Sistema 2 Sistema 3 Sistema 4

Processo Centralizado Centraliz. c/ Consulta e Descentrali-


Decisório Pouca Deleg. Delegação zado

Sistema de Vertical e Desc. c/Feed Vertica, Vertical e


Comunicacão Descendente Back Ascend Pouco Horiz. Horizontal

Relações Org.Informal Org.Informal Org.Informal Times,Org.


Interpessoais é Prejudicial é pouca é Sadia Informal é
Participativa
Recompensas Punições, e Puni.amenas, Raras Puniç Salar & Soci
E Punições Raras Recop.Sal,e e Rec.Social, Puniç.Raras
Recompensa rara Sociais Rec.Salarial Def.p/Grupo

Exemplo Construtoras Industrias Bancos Consultorias


(produção) Ag.Publicid.
Teoria das Decisões
•A teoria comportamental vê a organização como
sendo um sistema de decisões a serem tomadas
diariamente e concentra seus estudos no
processo de tomada de decisões adotado pela
pessoas.
• A decisão é a escolha entre duas ou mais
alternativas possíveis de serem adotadas para a
solução do problema. Esse processo de decisão
deve ocorrer de maneira racional por parte dos
funcionários (tomadores de decisões) que devem
processar as informações, criar suas opiniões e
depois decidir.
Continuação...
Os tomadores de decisões estão inseridos em
uma situação na qual pretendem alcançar os
seus objetivos levando em consideração suas
preferências pessoais sobre o assunto em
questão para poderem escolher entre as
alternativas estratégicas existentes, qual ou
quais estratégias irão adotar para o alcance dos
resultados esperados. As Decisões sofrem
influência de dois aspectos importantes:
1.A Percepção da Realidade
2.A Influência Organizacional
Percepção da Realidade

Os Tomadores de Decisões decidem através


da percepção que os mesmos possuem sobre
a realidade que os envolvem ou seja sobre o
universo de cada um logo cada pessoa possui
uma percepção diferente de outra pessoa
podendo levá-las a tomar decisões diferentes
sobre o mesmo problema.
Influência Organizacional
Os Tomadores de Decisões são influenciados
na hora de decidir em grande parte pelas as
organizações a que pertencem através da
imposição da divisão do trabalho já definida de
hierarquias, de normas de conduta, de padrões
de desempenho, de canais de comunicação, de
treinamentos e doutrinamentos conduzindo
assim as decisões para determinados
resultados previamente já esperados.
O Homem Administrativo
A teoria comportamental ressalta a existência
do homem administrativo que tem como
missão ser o tomador de decisões da
organização, decisões essas que raramente
são as melhores visto que os administradores
não tem as condições ideais para analisarem
todas as alternativas possíveis para a solução
dos problemas existentes devido principalmente
a complexidade e da urgência com que os
problemas tem que serem resolvidos.
Continuação...
Assim o homem administrativo contenta-se
com as soluções que estão ao seu alcance
e que nesse determinado momento para ele
representa o máximo de suas condições.
Não se trata do melhor caminho ( The Best
Way ) e sim a maneira mais satisfatória
naquele momento de se fazer.
Teoria Científica / Clássica Homem Economicus

Teoria Relações Humanas Homem Social

Teoria Estruturalista Homem Organizacional

Teoria Comportamental Homem Administrativo


Teoria do Equilíbrio Organizacional
A organização somente pode alcançar os
seus objetivo, se as pessoas que a compõem
colaborarem entre si para que juntos possam
mais, do que poderia se estivessem sozinhos;

As pessoas estão dispostas à cooperar com


os objetivos organizacionais desde que
através desta cooperação a organização
também possa vir a contribuir com os seus
objetivos pessoais ou seja que haja um
Processo de Reciprocidade;
Continuação...
A decisão de colaborar dos integrantes de
uma organização é importante para
a obtenção do equilíbrio organizacional
onde a organização remunera seus
integrantes e tenta manté-los motivados
para que eles possam continuar seu
trabalho na busca da realização dos seus
objetivos pessoais, garantindo assim a
sobrevivência da própria organização.
Teoria da Aceitação da Autoridade
A Autoridade não é fruto do poder de quem a
exerce e sim da decisão dos subordinados
em aceitar ou não as ordens recebidas do
seu superior.
O consentimento do subordinado em acatar
as ordens do seu superior é que caracteriza a
autoridade. O subordinado resolve cumprir as
ordens do seu superior em função das
vantagens ou das desvantagens que possam
vir a existir em relação à obediência ou à
desobediência às ordens dadas.
Autoridade

Teoria Clássica T.Comportamental

Chefe Subordinado
Objetivos Organizacionais
& Individuais

A teoria comportamental considera que os


conflitos existentes entre os objetivos da
organização e os objetivos pessoais de cada
funcionário são intensificados pela imposição
feita pela organização aos seus integrantes
em relação aos objetivos traçados para a
organização sem que para isso seja levado
em consideração os anseios dos seus
funcionários.
Continuação...
Como solução para esse impasse a Teoria
Comportamental propõe que a administração
da organização promova a integração entre as
necessidades da organização e as
necessidades dos seus integrantes
estabelecendo uma relação de interdependência
entre ambas de maneira que o alcance dos
objetivos de uma das partes possam vir a
contribuir para a consolidação dos objetivos da
outra parte tornado-as
complementares e não excludentes.
Benefícios do Behaviorismo
Abordagem Cognitiva e Afetiva
O comportamento humano é influenciado
por dois aspectos, o cognitivo, onde a
racionalidade e a razão predominam; e o
afetivo, onde as emoções, os sentimentos
e a afetividade são os aspectos que
influenciam o comportamento.
As pessoas são criaturas que possuem
capacidade de pensar e de sentir ao mesmo
tempo. Os comportamentos são resultantes,
da relação entre a inteligência e o emocional.
Abordagem da Organização Formal e
da Organização Informal

Considera que as organizações formais são


influenciadas fortemente pela interação com
as organizações informais existentes dentro
e fora da própria organização formal através
do comportamento, da cultura, das crenças,
dos valores e das relações interpessoais
existentes entre os seus membros.
Abordagem Motivacional

A teoria comportamental contribui de


maneira bastante significativa quanto
aos aspectos da motivação do ser humano
enfatizando a sua importância para o
sucesso da organização.
As pessoas passam a ser o ativo mais
importante da organização.
Críticas à Behaviorismo
Ênfase na Abordagem Descritiva
Os críticos acham que os behavioristas
preocupavam-se demasiadamente em
descrever e explicar as características
do comportamento organizacional do
que em propor um modelo de gestão
aplicável a realidade das organizações
dificultando assim a sua utilização prática.
Padronização das Motivações

A teoria comportamental peca ao tentar


padronizar o comportamento humano
estabelecendo um modelo e um padrão
de conduta onde todas as pessoas
deveriam se enquadrar desprezando
a grande complexidade da natureza
humana.

Você também pode gostar