Você está na página 1de 14

BOLSA DE

VALORES
Matemática Financeira – MFIL2

Gabriel Pereira de Farias – 1670433


Lucas Daniel Porto Silva – 1670263
Matheus Saracini Navarro - 1672231
O que é?
 A bolsa de valores é um mercado de compra

e venda de títulos e ações de empresas,

funcionando como o ponto de encontro entre

possuidores e possíveis compradores.


Ações
 Se tratam de percentuais, grandes ou pequenos, dos

capitais sociais de empresas.

 Ao adquirir ações de uma determinada empresa, o

comprador se torna sócio, participando de seus lucros

e prejuízos.
Tipos de ações
 Ordinária (ON) - dá direito a voto em assembléia

sobre definições da empresa.

 Preferencial (PN) - não dá direito a voto, mas

preferência no recebimento de dividendos.


Fundos de Ações
 São investimentos gerenciados por especialistas no
mercado de ações, onde os valores são arrecadados
por diversos investidores. Cada investidor recebe uma
cota, ou seja, um percentual das receitas e despesas
geradas.

 Esse tipo de investimento possui baixo risco, mas é


necessário pagar uma taxa para a gestão dos fundos de
ações.
Objetivo
 O principal objetivo da Bolsa de Valores é

intermediar e organizar as negociações de títulos e

ações em um ambiente seguro, garantindo o

recebimento de valores e títulos entre os

negociantes, de forma justa e segura.


Quais empresas participam
 Para negociar ações em Bolsas de Valores, a empresa
deve ser do tipo S.A. (sociedade anônima), ou seja, de
capital aberto.

 A empresa participante negocia partes de seu capital


social, com o objetivo de captar recursos financeiros
de maneira permanente.
Como funciona o investimento
 Assim que uma empresa abre seu capital, as corretoras
oferecem suas ações iniciais aos primeiros investidores,
conhecido como mercado primário.

 A partir disso, surge uma relação de oferta e demanda pelas


ações, o que implica na flutuação de seus valores.

 Então os compradores secundários enviam ordens de compra e


venda às corretoras, pelo valor que consideram interessante. Se
as ordens chegarem à Bolsa de Valores o negócio é fechado,
caracterizando o mercado secundário.
Flutuação
 Através de uma relação de oferta e procura das
ações, seus valores flutuam, valorizando ou
desvalorizando-as, diariamente.

 É esse fenômeno que possibilita o ganho de


capital sob a compra e venda de ações.
Índice Bovespa

(cotação do índice Bovespa entre 27 de maio de 2016 e 27 de maio de 2017)


Tributações
 O Imposto de Renda é de 15% sobre o ganho de
capital das ações.

 Vendas de até R$ 20.000,00 ao mês não implicam em


tributação.

 O imposto pago é de acordo com os resultados


mensais.
Tributações
Fundos de ações
 Alíquota é de 15% sobre o ganho de capital independentemente
do prazo.

Fundos de curto prazo:

 Alíquota de 22,5% sobre o ganho de capital para aplicações


feitas até 180 dias.

 Alíquota de 20% sobre o ganho de capital para aplicações feitas


a mais de 180 dias.
Tributações
Fundos de ações
Fundos de Longo Prazo:
 Alíquota de 22,5% sobre o ganho de capital para
aplicações feitas até 180 dias.
 Alíquota de 20% sobre o ganho de capital para aplicações
feitas de 181 até 360 dias.
 Alíquota de 17,5% sobre o ganho de capital para
aplicações feitas de 361 até 720 dias.
 Alíquota de 15% sobre o ganho de capital para aplicações
feitas a mais de 720.
Principais Bolsas de Valores
 Bolsa de Valores de Londres (LSE) – Inglaterra
 Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE) – Estados Unidos
 NASDAQ de Nova Iorque (empresas de tecnologia,
telecomunicações, Tecnologia de Informação, Eletrônica e
Biotecnologia).
 Euronext (localizada em Amsterdã na Holanda) – negocia
ações da França, Holanda, Portugal e Bélgica.
 Bolsa de Valores de Hong Kong (China)
 Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) – Brasil