APRENDIZAGEM: DA ESPECULAÇÃO À CIÊNCIA

COMO AS PESSOAS APRENDEM: Cérebro, mente, experiência e escola, Conselho Nacional de Pesquisas dos Estados Unidos, Editora Senac São Paulo, 2007.

PRINCIPAIS DESCOBERTAS
• Os alunos têm idéias preconcebidas de como o mundo funciona. A não consideração dos conhecimentos prévios dos alunos pode:
– Dificultar a compreensão dos novos conceitos e informações, – Levar os alunos a “aprender para a prova” (responder o que o professor espera), mas não aprender de forma “útil” (ampliar sua visão de mundo, aplicar o que aprendeu, etc...)

os estudantes devem: – Possuir uma base sólida de conhecimento factual. – Organizar o conhecimento para facilitar a recuperação e a aplicação. – Entender os fatos e idéias dentro de um arcabouço conceitual. .PRINCIPAIS DESCOBERTAS • Para desenvolver competências.

O conteúdo e organização de suas idéias numa área particular do conhecimento.Estrutura Cognitiva Conteúdo total das idéias de um dado indivíduo. . É o complexo organizado resultante dos processos cognitivos através dos quais adquire e utiliza o conhecimento.

transformação. armazenamento e uso da informação na cognição.Cognitivismo • A psicologia da cognição (cognitivismo) procura descrever o que sucede quando o ser humano se situa e organiza o mundo. resolução de problemas e tomada de decisões (processos mentais superiores = processos cognitivos). • Dá ênfase aos processos mentais dificilmente observáveis. • Preocupa-se com o processo da percepção e compreensão. . • O conhecimento seria o produto da interação do homem com o seu mundo.

PRINCIPAIS DESCOBERTAS • Abordagem metacognitiva da instrução pode ajudar os estudantes a assumir o controle de sua própria aprendizagem por meio de: – Definição de objetivos de aprendizagem – Monitoramento do processo. .

.

1 Eu não sei qual é o meu argumento ou minha afirmação A Eu apreafirmação sento uma afirmação e explico porque ela é controversa. . 2 Minha afirmação é confusa e/ou não é clara.Exemplo: Rubrica Instrucional para um texto convincente. Critérios 4 Categorias de Qualidade 3 Eu apresento uma afirmação e não explico porque ela é controversa.

Critérios 4 Argumentos que suportam minha afirmação Categorias de Qualidade 3 Eu tenho argumentos que suportam minha afirmação mas eu deixo passar argumentos importantes 2 Eu tenho 1 ou 2 argumentos fracos que não dão suporte à minha afirmação e/ou são argumentos irrelevantes ou confusos. 1 Eu não tenho argumentos que suportam minha afirmação. Eu tenho argumentos claros e precisos que suportam minha afirmação. .

of Chem. 71 (1). entre não metais são molécula fórmulas químicas metal com não metal representa fórmula empírica com a menor razão entre os componentes é representa compostos moleculares compostos iônicos . Educ. 9-15 símbolo químico pode representar pode representar unidade básica dos átomo se ligam para formar unidade básica representa elemento reagem p/ formar são formados pela reação entre não metais podem ser formados entre metais em não metais compostos representa comp.MAPAS CONCEITUAIS Pendley e Bretz (1994). J..

CONSEQUÊNCIAS PARA O ENSINO • Os professores devem extrair a compreensão preexistente trazida pelos alunos e trabalhar com ela. • O Ensino de habilidades metacognitivas deve ser integrado no currículo de diversas áreas temáticas. • Os professores devem ensinar algum assunto em profundidade. . – Rever o conceito de ensino por transmissão. – Mais profundidade e menos matéria. fornecendo muitos exemplos em que o mesmo conceito está em ação e proporcionando uma base sólida para o conhecimento factual.

assuntos) – Por que é ensinado (compreensão) – Nas competências e habilidades .COMO PROJETAR AMBIENTES DE SALA DE AULA • As escolas e as salas de aula devem estar centradas no aprendiz. • Para um ambiente centrado no conhecimento é preciso pensar: – No que é ensinado (informações.

Avaliações formativas (contínuas) útil para o professor e os alunos. • Aprendizagem centrada no contexto do aluno. .COMO PROJETAR AMBIENTES DE SALA DE AULA • Abordagem centrada na avaliação.

.

. 1986. Maria da Graça Nicoletti Mizukami. São Paulo: EPU.DIFERENTES ABORDAGENS PARA O ENSINO ENSINO: As Abordagens do Processo.

C. Meio.As Abordagens de Ensino Indivíduo • • • • Tradicional Comportamentalista Humanista Interacionista – Construtivismo – Sócio-construtivismo – Sócio-cultural QFL 3500 Meio Externo (Meio) (Meio) (Indivíduo) (Indivíduo e Meio) (Indivíduo. Meio e Cultura) (Indivíduo. . Cultura e Política) Fernandez.

criança adulto em miniatura Ensino centrado no professor aluno tábula rasa aulas expositivas Garantia do aprendizado na forma de reprodução do conteúdo • Assume que todos os alunos tem o mesmo ritmo QFL 3500 Fernandez. C.Tradicional (teologia católica) • • • • • • Ensino autoritário e rígido Adulto ser completo. .

Comportamentalista (Skinner) • Tiveram grande impacto na educação nas décadas de 1950 a 1970. • aluno tábula rasa • conhecimento externo • professor detentor do conhecimento • transmissão • aulas expositivas. memorização • Teorias de reforço (estímulo-resposta) • aquisição de “hábitos”. . C. automatismos QFL 3500 Fernandez. tarefas. modelos.

2) A introspecção deve ser substituída por métodos objetivos (experimentação. 3) O comportamento de animais não-humanos deve ser investigado paralelamente ao comportamento humano porque os organismos mais simples são mais fáceis de estudar e entender que os complexos. .Premissas Behavioristas 1) A Psicologia deve estudar eventos ambientais (estímulos) e os comportamentos observáveis (respostas). observação).

• “O comportamento é controlado pelas conseqüências.” • Condicionamento operante: – As conseqüências agradáveis de um evento funcionam com “reforçadoras” e as desagradáveis como “aversivas”. • Tecnologia educacional: máquinas de ensino e instrução programada. – O comportamento humano seria modelado por procedimentos de controle. . • Necessidade de se estabelecer objetivos educacionais. e revelado por conhecimentos. recompensa e punição.Comportamentalista (Behaviorismo) • Principal nome associado: Skinner • Interesse no controle e predição das relações entre estímulos e de respostas. atitudes e habilidades observáveis e mensuráveis.

Humanista (Rogers) • • • • • conhecimento no indivíduo alguns aprendem. C. . outros não meio abastece formas existentes a priori conhecimento passivo pouca valorização do professor QFL 3500 Fernandez.

.Interacionista • • • • ênfase interação sujeito e meio conhecimento construído pelo indivíduo A aprendizagem não é um produto exterior ao aluno Importância à capacidade do indivíduo em integrar e processar as informações • aluno ativo • idéias prévias • papel do professor valorizado. C. pesquisador QFL 3500 Fernandez.

certos aspectos comuns. essa construção é diferente para cada pessoa. que a pessoa já sabe e acredita. • Muitas destas construções envolvem a ligação das novas idéias e experiências com outras. • Por ser individual. . C.Interacionista • Construtivismo – A perspectiva construtivista do processo de aprendizagem. apresenta os aspectos: • Cada pessoa constrói individualmente seus próprios significados para experiências que vivencia. contudo. guardando. QFL 3500 Fernandez.

Acomodação e Equilibração . tanto coletiva quanto individual CONSTRUTIVISMO • Enfoque construtivista à cognição humana. • 2 aspectos importantes da teoria de Piaget: – Períodos de desenvolvimento mental – Assimilação.Jean Piaget (1896-1980) • Posição filosófica: o conhecimento humano é uma construção do próprio homem. – TEORIA CONSTRUTIVISTA DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO HUMANO.

• Interpretacionista: o ser humano tem a capacidade de interpretar e representar o mundo. – Não existe um método construtivista. • Cognitivista: se preocupa com a cognição. QFL 3500 Fernandez. . – O construtivismo é uma posição filosófica cognitivista interpretacionista. C. – Esta filosofia implica em deixar de ver o aluno como um receptor de conhecimentos.Interacionista • Construtivista: – Na medida em que se admite que a cognição se dá por construção chega-se ao construtivismo. Existem teorias construtivistas e metodologias coerentes com esta filosofia. como constrói sua estrutura cognitiva. Ele passa a ser visto como agente daconstrução de seu conhecimento (estrutura cognitiva). não somente responder a ele. de como o indivíduo conhece.

C.Interacionista • Sócio-Construtivismo (Vygotsky) – Importância sóciocultural no processo de aprendizagem. histórico e cultural. Meio e Cultura. QFL 3500 . Fernandez. São nos processos sociais mediados que se dá o desenvolvimento cognitivo. • Desenvolvimento real: o que o aluno é capaz de realizar sozinho. – O desenvolvimento cognitivo não ocorre independente do contexto social. • Desenvolvimento potencial: o que o aluno é capaz de realizar com a ajuda de outros. – A mediação se dá através de instrumentos e signos (linguagem. – Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP). matemática etc) – A relação com os mais velhos é uma poderosa força no desenvolvimento mental da criança. – Interação: Indivíduo.

.Interacionista • Sócio-Cultural (Paulo Freire) – Não se limita às situações formais de ensino – Educação é um ato político – Auto-avaliação ou avaliação mútua QFL 3500 Fernandez. C.

Master your semester with Scribd & The New York Times

Special offer for students: Only $4.99/month.

Master your semester with Scribd & The New York Times

Cancel anytime.