Você está na página 1de 1

DIOCESE DE JOINVILLE

PARÓQUIA SANTOS ANJOS – COMUNIDADE SÃO PEDRO APÓSTOLO


CATEQUESE – GUARAMIRIM, 10 DE NOVEMBRO DE 2018

“Vós sois as testemunhas destas coisas” (Lucas 24,48).

[DIRETÓRIO NACIONAL DA CATEQUESE n. 10] Com o Vaticano II a Igreja no Brasil renovou-se


significativamente, animada, entre outras coisas, pelos planos de pastoral, diretrizes e documentos. Sob o
influxo da VI Semana Internacional de Catequese e da II Conferência Geral do Episcopado da América Latina,
ambas em Medellín (1968), a catequese tomou novos rumos à luz de uma eclesiologia e cristologia mais
voltadas para a situação difícil vivida pelo povo. Nascia ali um novo modelo de catequese que, para melhor
encarnar a doutrina, acentuava também a dimensão situacional, transformadora ou libertadora. As
comunidades eclesiais passaram a favorecer uma educação da fé, ligada mais à vida da comunidade, aos
problemas sociais e à cultura popular. A opção pelos pobres fez a catequese rever sua metodologia e,
sobretudo, seus conteúdos. A formação das(os) catequistas recebeu especial atenção, principalmente através
da multiplicação de escolas catequéticas. Em termos de organização, houve maior articulação nacional do
trabalho catequético por meio dos organismos da CNBB.

[DNC, n. 13] Características da Catequese [DNC, n. 14] Desafios da catequese:


Renovada:
a. Formar catequistas como comunicadores
a. A catequese como processo de iniciação à das experiências de fé
via Cristã (cf. Documento n. 107: Iniciação à b. Assumir o processo catecumenal
vida cristã: itinerário para formar discípulos c. Fazer da Bíblia o texto principal
missionários. d. Responder aos desafios do mundo atual
b. Iniciação à vida de fé e processo e. Suscitar o sentido do valor da celebração
permanente de educação da fé. litúrgica;
c. Catequese cristocêntrica f. Catequizar para a vida eclesial e não apenas
d. Catequese transformadora; libertadora; sacramental;
inculturada e que faz a opção preferencial g. Integrar a catequese elementos da
pelos pobres; pedagogia contemporânea
e. Interação entre fé e vida – um caminho de h. Assumir na catequese os clamores dos
espiritualidade. marginalizados e dos excluídos
f. Catequese integrada com a vida de pastoral i. Assumir compromisso missionário e social
da comunidade da fé
A METODOLOGIA DOS ENCONTROS DE CATEQUESE:

O ITINERÁRIO DA CATEQUESE NA DIOCESE DE JOINVILLE LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS


1. RECORDAR: o que a nossa vida está dizendo?

2. ESCUTAR: o que o texto está me dizendo?

3. MEDITAR: o que o texto diz pra mim?

4. REZAR: o que o texto me faz dizer a Deus?

5. CONTEMPLAR: Olhar a vida como Deis olha.

6. COMPROMISSO: como tudo isso pode se ajudar na


minha vida.
REFERÊNCIAS:
CNBB. Diretório Nacional da Catequese. Texto aprovado
Material disponível em http://bit.ly/catequesesaopedro
pela 43ª Assembleia Geral, Itaici – Indaiatuba (SP), 9 a 17 de
agosto de 2005. Brasília: Edições da CNBB, 2007.
______. Iniciação à Vida Cristã: documento n. 107. Texto
sesaopedro aprovado pela 55ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil.
Brasília: Edições da CNBB, 2017.