Você está na página 1de 1

A componente activa da participação social

António e Bernardo, sócios da Sociedade “Software para juristas” Lda, descontentes


com o rumo que a Sociedade tem levado, decidiram convocar uma Assembleia Geral.
Para a preparar solicitaram informações sobre as dívidas da Sociedade ao fisco e sobre
as negociações em curso para a aquisição de um imóvel. A Gerência recusou alegando
que o local próprio para prestar essas informações era a Assembleia Geral. Durante a
Assembleia Geral , António propôs que Bernardo fosse designado gerente e que fossem
distribuídos os lucros a que tem direito. A Gerência negou a pretensão e António não se
conforma porque entende, além do mais, que no pacto social ficou previsto o seu direito
a receber sempre 20% dos lucros.