Você está na página 1de 21

O DIREITO PRECISA

DO SEU TALENTO.

SUPERSIMULADO
BEM-VINDO AO POR QUE FAZER O SIMULADO?
SUPERSIMULADO Essa é a forma mais simples para você testar seus conhecimentos, pois
é possível reproduzir as mesmas condições do dia da prova e identificar
DO XXVII EXAME pontos de melhoria para a 1ª Fase do Exame de Ordem. Vamos lá?
DE ORDEM
- Escolha um lugar silencioso e sem ninguém por perto. É importante não
pedir ajuda, nem consultar qualquer material.

Vai realizar - O simulado é um aliado estratégico para sua aprendizagem. Concentre-


a prova objetiva -se e não tenha medo de errar.
da 1ª fase do XXVII
- Após a prova, confira a análise do seu desempenho e aperfeiçoe
Exame de Ordem? os estudos.
Então, intensifique a
sua preparação com os DURANTE O SIMULADO, NÃO ESQUEÇA:
quatro simulados do CERS
e acompanhe a evolução Administre o tempo – Gerencie as questões e o tempo
do seu desempenho até que leva para respondê-las. Essa avaliação é importante
o dia da prova, em 18 de para que sobre minutos ao final da prova e você não seja
novembro de 2018. surpreendido pelo relógio.

Identifique obstáculos – Não conseguiu responder alguma


questão ou errou várias do mesmo assunto/disciplina? Tudo
isso faz parte do aprendizado. O importante é identificar os
temas com mais dificuldade e tirar todas as dúvidas após o
simulado e antes do Exame.

Controle o nervosismo – Claro que o dia da prova é dife-


rente, mas seguir à risca todas as recomendações do Simu-
lado faz você entrar no clima da avaliação e perceber o que
pode levar à desconcentração. Tente manter o equilíbrio e
não deixar o nervosismo tomar conta.

A cada simulado, reavalie todos os tópicos acima e acompanhe sua evolu-


ção. Confie em você e acredite que a vitória está cada vez mais próxima. O
Direito precisa do teu talento.

Vamos juntos!

ALUNO OAB CERS DIFERENCIAIS SOU ALUNO NÃO SOU


OAB CERS ALUNO OAB CERS

TEM MUITO MAIS QUESTÕES REAIS

VANTAGENS!
ESTATÍSTICAS EM GRÁFICOS

RANKING

QUER TER ACESSO AO SUPER SIMULADO


GESTÃO DE TEMPO EM
E APRIMORAR SUA PREPARAÇÃO PARA O PLATAFORMA INTERATIVA
XXVII EXAME DE ORDEM?
GABARITO

Adquira já os cursos Teórico, Questões SIMULADO EM PDF


ou seus Combos e faça este mesmo
CORREÇÃO EM VÍDEO
simulado com estatísticas que lhe
mostrarão sua performance por ANÁLISE DE DESEMPENHO POR
disciplina e por matéria! DISCIPLINA E POR CONTEÚDO
SUPERSIMULADO

ÉTICA Considerando o caso narrado, assinale a afirmati-


va correta.
1. Severino, advogado, é notório conhecedor das
normas procedimentais e disciplinares do Estatu- A) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar
to da Advocacia e da OAB, bem como de seu regu- nos tribunais sem submissão aos detectores de metais,
lamento, atuando na defesa de colegas advogados vagas reservadas nas garagens dos fóruns onde atu-
em processos disciplinares. Recentemente, Severi- ar, preferência na ordem das audiências a serem rea-
no foi eleito conselheiro, passando a exercer essa lizadas a cada dia e suspensão dos prazos processuais
função em certo Conselho Seccional da OAB. quando der à luz.
Considerando o caso descrito, assinale a afirmati- B) O Estatuto da OAB não dispõe sobre direitos espe-
va correta. cialmente conferidos às advogadas grávidas, mas apli-
cam-se a Ana as disposições da CLT relativas à proteção
A) Severino não poderá, enquanto exercer a função de à maternidade e à trabalhadora gestante.
conselheiro, atuar em processos disciplinares que tra- C) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar
mitem perante qualquer órgão da OAB, sequer em cau- nos tribunais sem submissão aos detectores de metais
sa própria. e preferência na ordem das audiências a serem realiza-
B) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atu- das a cada dia, mas não dispõe sobre vagas reservadas
ar em processos disciplinares que tramitem perante o nas garagens dos fóruns e suspensão dos prazos pro-
Conselho Seccional onde exerce sua função. Porém, pe- cessuais quando der à luz.
rante os demais conselhos, não há vedação à sua atua- D) O Estatuto da OAB confere a Ana o direito de entrar
ção, em causa própria ou alheia. nos tribunais sem submissão aos detectores de metais,
C) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atu- preferência na ordem das audiências a serem realiza-
ar em processos disciplinares que tramitem perante o das a cada dia e vagas reservadas nas garagens dos fó-
Conselho Seccional onde exerce sua função e o Conse- runs, mas não dispõe sobre suspensão dos prazos pro-
lho Federal da OAB. Porém, perante os demais conse- cessuais quando der à luz.
lhos, não há vedação à sua atuação, em causa própria
ou alheia. 4. Tânia, advogada, dirigiu-se à sala de audiências
D) Severino não poderá, enquanto exercer a função, de determinada Vara Criminal, a fim de acompa-
atuar em processos disciplinares que tramitem perante nhar a realização das audiências designadas para
qualquer órgão da OAB, salvo em causa própria. aquele dia em feitos nos quais não oficia. Tânia ve-
rificou que os processos não envolviam segredo de
2. O advogado Inácio foi indicado para defender em justiça e buscou ingressar na sala de audiências no
juízo pessoa economicamente hipossuficiente, pois horário designado.
no local onde atua não houve disponibilidade de de- Não obstante, certo funcionário deu-lhe duas orien-
fensor público para tal patrocínio. Sobre o direito de tações. A primeira orientação foi de que ela não
Inácio à percepção de honorários, assinale a afirma- poderia permanecer no local se todas as cadeiras
tiva correta. estivessem ocupadas, pois não seria autorizada a
permanência de advogados de pé, a fim de evitar
A) Os honorários serão fixados pelo juiz, apenas em tumulto na sala. A segunda orientação foi no sen-
caso de êxito, de natureza sucumbencial, a serem exe- tido de que, caso ingressassem na sala, Tânia e os
cutados em face da parte adversa. demais presentes não poderiam sair até o fim de
B) Os honorários serão fixados pelo juiz, independente- cada ato, salvo se houvesse licença do juiz, para evi-
mente de êxito, segundo tabela organizada pelo Conse- tar que a entrada e saída de pessoas atrapalhasse o
lho Seccional da OAB e pagos pelo Estado. regular andamento das audiências.
C) Os honorários serão fixados pelo juiz, apenas em Considerando o caso narrado, assinale a afirmati-
caso de êxito, independentemente de observância aos va correta.
patamares previstos na tabela organizada pelo Conse-
lho Seccional da OAB, a serem pagos pelo Estado. A) A primeira orientação dada pelo funcionário viola os
D) Os honorários serão fixados pelo juiz, independen- direitos assegurados ao advogado, pois Tânia possui o
temente de êxito, segundo tabela organizada pelo Con- direito de permanecer, mesmo que de pé, na sala de
selho Seccional da OAB, e pagos pelo patrocinado caso audiências. Todavia, a segunda orientação coaduna-se
possua patrimônio, a ser executado no prazo de cinco com o poder-dever do magistrado de presidir e evitar
anos, a contar da data da nomeação. tumulto no ato judicial, não violando, por si, direitos nor-
matizados no Estatuto da OAB.
3. A advogada Ana encontra-se no quinto mês de B) A segunda orientação dada pelo funcionário viola os
gestação. Em razão de exercer a profissão como direitos assegurados ao advogado, pois Tânia possui o
única patrona nas causas em que atua, ela receia direito de retirar-se a qualquer momento, indepente-
encontrar algumas dificuldades durante a gravidez mente de licença do juiz, da sala de audiências. Todavia,
e após o parto. a primeira orientação coaduna-se com o poder-dever
SUPERSIMULADO

do magistrado de presidir e evitar tumulto no ato judi- D) Nenhum dos advogados cometeu infração ética.
cial, não violando, por si, direitos normatizados no Esta-
tuto da OAB. 7. O advogado Gennaro exerce suas atividades em
C) Ambas as orientações violam os direitos assegura- sociedade de prestação de serviços de advocacia,
dos, pelo Estatuto da OAB, ao advogado, pois Tânia pos- sediada na capital paulista. Todas as demandas pa-
sui o direito de permanecer, mesmo que de pé, na sala trocinadas por Gennaro tramitam perante juízos
de audiências, bem como de se retirar a qualquer mo- com competência em São Paulo. Todavia, recente-
mento, indepentemente de licença do juiz. mente, a esposa de Gennaro obteve trabalho no Rio
D) Nenhuma das orientações viola os direitos assegura- de Janeiro.
dos ao advogado, pois se coadunam com o poder-dever Após buscarem a melhor solução, o casal resolveu
do magistrado de presidir e evitar tumulto no ato judi- que fixaria sua residência, com ânimo definitivo, na
cial, não contrariando, por si sós, direitos normatizados capital fluminense, cabendo a Gennaro continuar
no Estatuto da OAB. exercendo as mesmas funções no escritório de São
Paulo. Nos dias em que não tem atividades profis-
5. Certa sociedade de advogados, de acordo com a sionais, o advogado, valendo-se da ponte área, re-
vontade do cliente, emitiu fatura, com fundamento torna ao domicílio do casal no Rio de Janeiro.
no contrato de prestação de serviços advocatícios. Considerando o caso narrado, assinale a afirmati-
Em seguida, promoveu o saque de duplicatas quan- va correta.
to ao crédito pelos honorários advocatícios.
Considerando o caso narrado, assinale a afirmati- A) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gen-
va correta. naro requeira a transferência de sua inscrição princi-
pal como advogado para o Conselho Seccional do Rio
A) É vedada a emissão da fatura, com fundamento no de Janeiro.
contrato de prestação de serviços, bem como não é au- B) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gen-
torizado o saque de duplicatas quanto ao crédito pelos naro requeira a inscrição suplementar como advogado
honorários advocatícios. junto ao Conselho Seccional do Rio de Janeiro.
B) É autorizada a emissão de fatura, com fundamento no C) O Estatuto da Advocacia e da OAB impõe que Gen-
contrato de prestação de serviços, se assim pretender naro requeira a inscrição suplementar como advogado
o cliente, sendo também permitido que posteriormente junto ao Conselho Federal da OAB.
seja levada a protesto. Todavia, é vedado o saque de du- D) O Estatuto da Advocacia e da OAB não impõe que
plicatas quanto ao crédito pelos honorários advocatícios. Gennaro requeira a transferência de sua inscrição prin-
C) É autorizada a emissão de fatura, com fundamento cipal ou requeira inscrição suplementar.
no contrato de prestação de serviços, se assim preten-
der o cliente, sendo vedado que seja levada a protesto. 8. Miguel, advogado, sempre exerceu a atividade
Ademais, não é permitido o saque de duplicatas quanto sozinho. Não obstante, passou a pesquisar sobre
ao crédito pelos honorários advocatícios. a possibilidade de constituir, individualmente,
D) É vedada a emissão de fatura, com fundamento no pessoa jurídica para a prestação de seus serviços
contrato de prestação de serviços, mas é permitido que, de advocacia.
posteriormente, seja levada a protesto. Ademais, é per- Sobre o tema, assinale a afirmativa correta.
mitido o saque de duplicatas quanto ao crédito pelos
honorários advocatícios. A) Miguel poderá constituir a pessoa jurídica preten-
dida, mediante registro dos seus atos constitutivos no
6. Em determinada edição de um jornal de grande Conselho Seccional da OAB em cuja base territorial ti-
circulação, foram publicadas duas matérias subs- ver sede, com denominação formada pelo nome do ti-
critas, cada qual, pelos advogados Lúcio e Frederi- tular, seguida da expressão ‘Sociedade Individual de
co. Lúcio assina, com habitualidade, uma coluna no Advocacia’.
referido jornal, em que responde, semanalmente, a B) Miguel não poderá constituir a pessoa jurídica pre-
consultas sobre matéria jurídica. Frederico apenas tendida, uma vez que o ordenamento jurídico brasileiro
subscreveu matéria jornalística naquela edição, de- não admite a figura da sociedade unipessoal, ressalva-
batendo certa causa, de natureza criminal, bastante dos apenas os casos de unipessoalidade temporária e
repercutida na mídia, tendo analisado a estratégia da chamada subsidiária integral.
empregada pela defesa do réu no processo. C) Miguel poderá constituir a pessoa jurídica pretendida
Considerando o caso narrado e o disposto no Códi- mediante registro dos seus atos constitutivos no Conse-
go de Ética e Disciplina da OAB, assinale a afirmati- lho Seccional da OAB, com denominação formada pelo
va correta. nome do titular, seguida da expressão ‘EIRELI’.
D) Miguel poderá constituir a pessoa jurídica pretendida
A) Lúcio e Frederico cometeram infração ética. mediante registro dos seus atos constitutivos no Regis-
B) Apenas Lúcio cometeu infração ética. tro Civil de Pessoas Jurídicas, com denominação forma-
C) Apenas Frederico cometeu infração ética. da pelo nome do titular, seguida da expressão ‘EIRELI’.
SUPERSIMULADO

FILOSOFIA DO DIREITO portância para a Filosofia do Direito, muito debati-


do por inúmeros autores. Uma importante defini-
9. Um sério problema com o qual o advogado pode ção utilizada no mundo jurídico é a que foi dada por
se deparar ao lidar com o ordenamento jurídico é o Montesquieu em seu Do Espírito das Leis.
das antinomias. Segundo Norberto Bobbio, em seu Assinale a opção que apresenta a definição desse
livro Teoria do Ordenamento Jurídico, são necessá- autor na obra citada.
rias duas condições para que uma antinomia ocorra.
Assinale a opção que, segundo o autor da obra em A) A liberdade consiste na forma de governo dos ho-
referência, apresenta tais condições. mens, e não no governo das leis.
B) A disposição de espírito pela qual a alma huma-
A) As duas normas em conflito devem pertencer ao na nunca pode ser aprisionada é o que chamamos de
mesmo ordenamento; as duas normas devem ter o liberdade.
mesmo âmbito de validade, seja temporal, espacial, pes- C) Liberdade é o direito de fazer tudo o que as
soal ou material. leis permitem.
B) Ambas as normas devem ter procedido da mesma D) O direito de resistência aos governos injustos é a ex-
autoridade legislativa; as duas normas em conflito não pressão maior da liberdade.
devem dispor sobre uma mesma matéria.
C) Ocorre no âmbito do processo judicial quando há
uma divergência entre a decisão de primeira instância DIREITO CONSTITUCIONAL
e a decisão de segunda instância ou quando um tribu-
nal superior de natureza federal confirma a decisão de 11. O deputado federal João da Silva, em seu primei-
segunda instância. ro mandato, propõe um projeto de lei sobre regula-
D) As duas normas aplicáveis não apresentam uma mentação de aplicativos de mensagens. As discus-
solução satisfatória para o caso; as duas normas não sões em plenário se mostram acirradas, sendo o
podem ser integradas mediante recurso a analogia projeto de lei rejeitado. Inconformado, o deputado,
ou costumes. por entender que a rejeição do projeto se deveu a
fatores circunstanciais e passageiros, quer voltar a
10. É verdade que nas democracias o povo parece tê-lo reavaliado, ainda na mesma sessão legislativa.
fazer o que quer, mas a liberdade política não con- Em dúvida se poderia vir a fazê-lo, consulta sua as-
siste nisso. (Montesquieu). sessoria que, em consonância com a CRFB/88, pres-
No preâmbulo da Constituição da República, os ta a seguinte informação:
constituintes afirmaram instituir um Estado Demo-
crático destinado a assegurar, dentre outras coisas, A) A matéria constante do referido projeto de lei so-
a liberdade. Esse é um conceito de fundamental im- mente poderá constituir objeto de novo projeto na pró-

BAIXE
GRATUITAMENTE
O APP DA SUA APROVAÇÃO
+ PROVAS ANTERIORES

+ RAIO-X (TEMAS RECORRENTES)

+ TRANSMISSÕES E DICAS CERTEIRAS

+ VADE MECUM ATUALIZADO

+ ÚLTIMAS NOTÍCIAS
SUPERSIMULADO

xima sessão legislativa, em deferência ao princípio da Seus advogados, corretamente, respondem que a
oportunidade. solução extraída do sistema jurídico-constitucional
B) A matéria objeto do projeto de Lei rejeitado ainda po- brasileiro é a de que:
derá ser apreciada na mesma sessão legislativa, desde
que proposta pela maioria absoluta dos membros de A) será imediatamente suspenso de suas funções pelo
qualquer uma das casas do Congresso Nacional. prazo de até 180 dias, se recebida a denúncia pelo Su-
C) A matéria, objeto do projeto de lei rejeitado, somen- premo Tribunal Federal.
te poderá ser apreciada na mesma sessão legislativa B) será imediatamente suspenso de suas funções pelo
se comprovadamente tratar de direito que aumente o prazo de até 180 dias, se recebida a denúncia pelo Se-
grau de dignidade e proteção da pessoa humana. nado Federal.
D) A matéria, discutida em projeto de lei rejeitado pelo C) será imediatamente suspenso de suas funções, se a
Congresso Nacional, não pode ser apreciada na mesma acusação for autorizada por dois terços da Câmara dos
sessão legislativa, exceto se o Presidente da República, Deputados e a denúncia recebida pelo Supremo Tribu-
alegando interesse nacional, assim o determinar. nal Federal.
D) será criminalmente processado somente após o tér-
12. Como determinado minério vem obtendo alto mino do mandato, tendo imunidade temporária à per-
preço no mercado mundial devido às grandes quan- secução penal.
tidades compradas pela China, o Estado-membro
Alfa recorre ao governo chinês para obter um em- 14. Sob a alegação de que o Projeto de Lei nº 1234,
préstimo, com vistas à construção da infraestrutura aprovado pelo Congresso Nacional, viola a CRFB/88,
necessária à sua extração. Sabedor do fato, o pre- o Presidente da República o veta. Insatisfeitas, as li-
feito do Município Beta, onde se localiza o principal deranças políticas da oposição afirmam que a justi-
porto do Estado Alfa, também solicita um emprés- ficativa presidencial não se sustenta em argumen-
timo à China, para viabilizar o melhor escoamento tação jurídica plausível.
do minério. As lideranças partidárias, por considerarem que o
Concedidos os empréstimos, com estrita observância projeto de lei, nos termos aprovados pelo Poder Le-
da sistemática constitucional e gastos os recursos, a gislativo, é fundamental para o processo de recu-
crise no setor público acaba por inviabilizar o paga- peração econômica do país, reúnem-se e sugerem
mento da dívida contraída pelos entes federativos. In- várias ações para que as propostas constantes do
satisfeita, a China ajuíza ação, no Brasil, contra o Esta- projeto possam se converter em lei.
do Alfa e o Município Beta. Assinale a opção que indica Assinale a ação que, com embasamento constitucio-
a competência para processar e julgar as matérias. nal, as lideranças partidárias devem adotar.

A) Supremo Tribunal Federal nos dois processos, posto A) Formar uma base de apoio que contasse com a maio-
que a presença da China no polo ativo da relação pro- ria simples dos membros de uma das casas legislativas,
cessual obriga que a Corte Suprema seja responsável para apresentar, na mesma sessão legislativa, projeto
pela solução dos dois litígios. de lei de idêntico teor.
B) Supremo Tribunal Federal na relação jurídica entre a B) Recorrer ao Poder Judiciário contra o ato do Presi-
China e o Estado Alfa, e Superior Tribunal de Justiça na dente da República, que, valendo-se de instrumento ar-
relação entre a China e o Município Beta, por expressa bitrário e antidemocrático (o veto), impediu o Legislativo
determinação constitucional. de exercer sua função típica.
C) Supremo Tribunal Federal na relação jurídica entre a C) Formar maioria absoluta no Congresso Nacional (se-
China e o Estado Alfa, e juiz federal, na relação entre a nadores e deputados federais) que, em sessão conjun-
China e o Município Beta, por expressa determinação ta, votasse pela derrubada do veto imposto pelo Presi-
constitucional. dente da República.
D) Tribunal de Justiça do Estado Alfa, posto que, não ha- D) Entender-se políticamente com o Presidente da Re-
vendo interesse da União nos negócios jurídicos firma- pública, de maneira que este último viesse a desistir do
dos, os órgãos da Justiça Federal não podem solucio- veto por intermédio da figura jurídica da retratação de
nar as lides. veto presidencial.

13. O Presidente da República, após manter áspera 15. Determinado Município localizado no âmbito de
discussão com um de seus primos, que teve por mo- um Estado membro da Federação brasileira deixa
tivação assuntos relacionados à herança familiar, de cumprir ordem judicial emanada do Tribunal de
efetua um disparo de arma de fogo e mata o refe- Justiça local.
rido parente. Abalado com o grave fato e preocupa- Diante de tal fato, segundo a ordem jurídico-consti-
do com as repercussões políticas em razão de sua tucional brasileira, assinale a afirmativa correta.
condição de Presidente da República, consulta seu
corpo jurídico, indagando quais as consequências A) O Tribunal de Justiça local poderá, por intermédio
do referido ato no exercício da presidência. de requisição, solicitar ao Governador do Estado a de-
SUPERSIMULADO

cretação da intervenção estadual no referido Municí- DIREITOS HUMANOS


pio, sem necessidade de nenhum tipo de Ação Direta
Interventiva. 18. Segundo dados do CONARE (Comitê Nacional
B) O Procurador-Geral da República poderá ajuizar Re- para os Refugiados), o Brasil possuía, no fim de 2014,
presentação Interventiva junto ao Supremo Tribunal Fe- 6.492 refugiados de 80 nacionalidades. Como é sa-
deral, que julgando-a procedente suscitará a interven- bido, o Brasil ratificou a Convenção das Nações Uni-
ção federal no Município em tela, a ser decretada pelo das sobre o Estatuto dos Refugiados, assim como
Presidente da República. promulgou a Lei nº 9.474/97, que define os mecanis-
C) O Superior Tribunal de Justiça poderá, por intermé- mos para a implementação dessa Convenção.
dio de requisição ao Chefe do Executivo Estadual, de- Assinale a opção que, conforme a lei mencionada,
terminar a intervenção estadual no referido Municí- define a condição jurídica do refugiado no Brasil.
pio, sem a necessidade de nenhum tipo de Ação Direta
Interventiva. A) Possui os direitos e deveres dos estrangeiros no Bra-
D) O Procurador-Geral de Justiça poderá ajuizar Ação sil, bem como direito a cédula de identidade compro-
Direta Interventiva estadual junto ao Tribunal de Justiça batória de sua condição jurídica, carteira de trabalho e
Local, que julgando-a procedente autoriza a interven- documento de viagem.
ção estadual no referido Município, a ser decretada pelo B) Está sujeito aos deveres dos estrangeiros no Brasil
Governador do Estado. e tem ireito a documento de viagem para deixar o país
quando for de sua vontade.
16. Considere a seguinte situação hipotética: Decre- C) Sendo acolhido como refugiado, tem todos os direi-
to Legislativo do Congresso Nacional susta Ato Nor- tos previstos no seu país de origem, mas deve acatar os
mativo do Presidente da República que exorbita dos deveres impostos a todos os brasileiros. Também tem
limites da delegação legislativa concedida. direito à cédula de identidade.
Insatisfeito com tal Iniciativa do Congresso Nacio- D) Possui os direitos e deveres dos estrangeiros no Bra-
nal e levando em consideração o sistema brasileiro sil, bem como direito a cédula de identidade compro-
de controle de constitucionalidade, o Presidente da batória de sua condição jurídica, carteira de trabalho,
República pode: documento de viagem e título de eleitor.

A) deflagrar o controle repressivo concentrado median- 19. Em relação ao direito de liberdade de pensamen-
te uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fun- to e expressão, a Convenção Americana sobre os Di-
damental (ADPF), pois não cabe Ação Direta de Inconsti- reitos Humanos, devidamente ratificada pelo Esta-
tucionalidade de decreto legislativo. do brasileiro, adotou o seguinte posicionamento:
B) recorrer ao controle preventivo jurisdicional median-
te o ajuizamento de um Mandado de Segurança peran- A) vedou a censura prévia, mas admite que a lei o faça
te o Supremo Tribunal Federal. em relação aos espetáculos públicos apenas como for-
C) deflagrar o controle repressivo político mediante ma de regular o acesso a eles, tendo em vista a prote-
uma representação de inconstitucionalidade, pois se ção moral da infância e da adolescência.
trata de um ato do Poder Legislativo. B) vedou a censura prévia em geral, mas admite que ela
D) deflagrar o controle repressivo concentrado median- ocorra expressamente nos casos de propaganda políti-
te uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), uma ca eleitoral, tendo em vista a proteção da ordem pública
vez que o decreto legislativo é ato normativo primário. e da segurança nacional.
C) admitiu a censura prévia em geral, tendo em vista a
17. A Lei Orgânica do Município “Z”, com 70.000 ha- proteção da saúde e da moral públicas, mas a veda ex-
bitantes, dispõe que o Poder Legislativo deverá fi- pressamente nos casos de propaganda eleitoral, a fim
xar o número de vereadores para a composição da de assegurar a livre manifestação das ideias políticas.
Câmara Municipal. Resolução da Câmara Municipal D) admitiu a censura prévia como forma de asse-
de “Z” fixou em 13 o número de vereadores para a gurar o respeito aos direitos e à reputação das de-
próxima legislatura. mais pessoas.
Considerando a situação narrada e o sistema cons-
titucional brasileiro, assinale a afirmativa correta.
DIREITO INTERNACIONAL
A) A Lei Orgânica e a Resolução são inconstitucionais PÚBLICO
por afrontarem a Constituição da República.
B) Como ato normativo secundário, a Resolução não 20. Carlos, brasileiro naturalizado, tendo renun-
pode ser objeto de controle de constitucionalidade. ciado à sua anterior nacionalidade, casou-se com
C) A resolução é inconstitucional, em razão do número Tatiana, de nacionalidade alemã. Em razão do tra-
de vereadores estabelecido. balho na iniciativa privada, Carlos foi transferido
D) A Lei Orgânica do Município “Z” é inconstitucional, para o Chile, indo residir lá com sua mulher. Em
pois viola o princípio da separação dos poderes. 15/07/2011, em território chileno, nasceu a primeira
SUPERSIMULADO

filha do casal, Cláudia, que foi registrada na Reparti- C) a isenção da COFINS pode ser concedida mediante
ção Consular do Brasil. decreto, desde que a norma seja específ
A teor das regras contidas na Constituição Brasileira D) as indústrias de veículos automotores terrestres não
de 1988, assinale qual a situação de Cláudia quanto estão dispensadas do cumprimento das obrigações
à sua nacionalidade. acessórias, pois elas são independentes da existência
da obrigação principal.
A) Cláudia não pode ser considerada brasileira nata,
em virtude de a nacionalidade brasileira de seu pai ter 23. Uma obrigação tributária referente ao Imposto
sido adquirida de modo derivado e pelo fato de sua sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)
mãe ser estrangeira. teve seu fato gerador ocorrido em 1º de junho de
B) Cláudia é brasileira nata, pelo simples fato de o seu 2012. O débito foi objeto de lançamento em 21 de
pai, brasileiro, ter se mudado por motivo de trabalho. janeiro de 2014. A inscrição em dívida ativa ocorreu
C) Cláudia somente será brasileira nata se vier a residir em 02 de junho de 2014. A execução fiscal foi ajuiza-
no Brasil e fizer a opção pela nacionalidade brasileira da em 21 de outubro de 2014 e, em 02 de março de
após atingir a maioridade. 2015, o juiz proferiu despacho citatório nos autos da
D) Cláudia é brasileira nata, não constituindo óbice execução fiscal.
o fato de o seu pai ser brasileiro naturalizado e sua Considerando que o contribuinte devedor alienou
mãe, estrangeira. todos os seus bens sem reservar montante suficien-
te para o pagamento do tributo devido, assinale a
21. Aurélio, diplomata brasileiro, casado e pai de opção que indica o marco temporal, segundo o CTN,
dois filhos menores, está em vias de ser nomeado caracterizador da fraude à execução fiscal, em ter-
chefe de missão do Brasil na capital de importante mos de data de alienação.
Estado europeu. À luz do disposto na Convenção de
Viena sobre Relações Diplomáticas, promulgada no A) 21 de janeiro de 2014
Brasil por meio do Decreto nº 56.435/65, assinale a B) 02 de junho de 2014
afirmativa correta. C) 02 de março de 2015
D) 21 de outubro de 2014
A) A nomeação de Aurélio pelo Brasil não depende da
anuência do Estado acreditado, visto se tratar de uma 24. O Estado Alfa institui, por meio de lei comple-
decisão soberana do Estado acreditante. mentar, uma taxa pela prestação de serviço público
B) Mesmo se nomeado, o Estado acreditado poderá específico e divisível. Posteriormente a alíquota e a
considerar Aurélio persona non grata, desde que, para base de cálculo da taxa vêm a ser modificadas por
tanto, apresente suas razões ao Estado acreditante, em meio de lei ordinária, que as mantém em patama-
decisão fundamentada. Se acolhidas as razões apresen- res compatíveis com a natureza do tributo e do ser-
tadas pelo Estado acreditado, Aurélio poderá ser retira- viço público prestado.
do da missão ou deixar de ser reconhecido como mem-
bro da missão. A lei ordinária em questão é:
C) Os privilégios e as imunidades previstos estendidos
à mulher e aos filhos de Aurélio cessam de imediato, na A) integralmente inválida, pois lei ordinária não pode al-
hipótese de falecimento de Aurélio. terar lei complementar.
D) Se nomeado, a residência de Aurélio gozará da mes- B) parcialmente válida – apenas no que concerne à alte-
ma inviolabilidade estendida ao local em que baseada a ração da base de cálculo, pois a modificação da alíquota
missão do Brasil no Estado acreditado. só seria possível por meio de lei complementar.
C) parcialmente válida – apenas no que concerne à alte-
ração da alíquota, pois a modificação da base de cálculo
DIREITO TRIBUTÁRIO só seria possível por meio de lei complementar.
D) integralmente válida, pois a matéria por ela disciplinada
22. A União concedeu isenção, pelo prazo de cinco não é constitucionalmente reservada à lei complementar.
anos, da Contribuição para o Financiamento da Se-
guridade Social (COFINS) para as indústrias de veí- 25. Antônio, prestador de serviço de manutenção e
culos automotores terrestres que cumprissem de- reparo de instrumentos musicais, sujeito à incidên-
terminadas condições. cia do Imposto Sobre Serviços (ISS), deixou de reco-
Sobre a isenção tributária, é possível afirmar que: lher o tributo incidente sobre fato gerador consu-
mado em janeiro de 2013 (quando a alíquota do ISS
A) as indústrias de aviação podem requerer a fruição do era de 5% sobre o total auferido pelos serviços pres-
benefício, pois a norma que concede isenção deve ser tados e a multa pelo inadimplemento do tributo era
interpretada extensivamente. de 25% sobre o ISS devido e não recolhido).
B) a União poderá, a qualquer tempo, revogar ou modi- Em 30 de agosto de 2013, o Município credor apro-
ficar a isenção concedida. vou lei que: (a) reduziu para 2% a alíquota do ISS
SUPERSIMULADO

sobre a atividade de manutenção e reparo de ins- reta, pois, antes da negativa do pedido da associa-
trumentos musicais; e (b) reduziu a multa pelo ina- ção de moradores, o encontro dos produtores de
dimplemento do imposto incidente nessa mesma abóbora havia sido transferido para o mês seguin-
atividade, que passou a ser de 10% sobre o ISS devi- te, conforme publicado na imprensa oficial, assinale
do e não recolhido. a afirmativa correta.
Em fevereiro de 2014, o Município X promoveu o
lançamento do imposto, exigindo do contribuinte o A) Mesmo diante do erro na fundamentação, o ato é vá-
montante de R$ 25.000,00 – sendo R$ 20.000,00 de lido, pois a autorização pleiteada é ato discricionário da
imposto (5% sobre R$ 400.000,00, valor dos serviços Administração.
prestados) e R$ 5.000,00 a título de multa pela falta B) Independentemente do erro na fundamentação, o
de pagamento (25% do imposto devido). ato é inválido, pois a autorização pleiteada é ato vincula-
do, não podendo a Administração indeferi-lo.
Sobre a hipótese apresentada, assinale a afirmati- C) Diante do erro na fundamentação, o ato é inválido,
va correta. uma vez que, pela teoria dos motivos determinantes, a
validade do ato está ligada aos motivos indicados como
A) O lançamento está correto em relação ao imposto seu fundamento.
e à multa. D) A despeito do erro na fundamentação, o ato é válido,
B) O lançamento está incorreto tanto em relação ao pois a autorização pleiteada é ato vinculado, não tendo
imposto (que deveria observar a nova alíquota de 2%) a associação de moradores demonstrado o preenchi-
quanto em relação à multa (que deveria ser de 10% so- mentodos requisitos.
bre o ISS devido e não recolhido).
C) O lançamento está correto em relação à multa, mas 28. O diretor-presidente de uma construtora foi pro-
incorreto em relação ao imposto (que deveria observar curado pelo gerente de licitações de uma empresa
a nova alíquota de 2%). pública federal, que propôs a contratação direta de
D) O lançamento está correto em relação ao imposto, sua empresa, com dispensa de licitação, mediante o
mas incorreto em relação à multa (que deveria ser de pagamento de uma “contribuição" de 2% (dois por
10%sobre o ISS devido e não recolhido). cento) do valor do contrato, a ser depositado em
uma conta no exterior. Contudo, após consumado o
26. A Pessoa Jurídica ABC verificou que possuía débi- acerto, foi ele descoberto e publicado em revista de
tos de Imposto sobre a Renda (“IRPJ”) e decidiu ade- grande circulação.
rir ao parcelamento por necessitar de certidão de A respeito do caso descrito, assinale a afirmati-
regularidade fiscal para participar de licitação. Após va correta.
regular adesão ao parcelamento e diante da inexis-
tência de quaisquer outros débitos, a contribuinte A) Somente o gerente de licitações da empresa pública,
apresentou requerimento para emissão da certi- agente público, está sujeito a eventual ação de improbi-
dão. Com base nessas informações, o Fisco deverá: dade administrativa.
B) Nem o diretor-presidente da construtora e nem o
A) deferir o pedido, já que o parcelamento é causa de gerente de licitações da empresa pública, que não são
extinção do crédito tributário. agentes públicos, estão sujeitos a eventual ação de im-
B) indeferir o pedido, pois a certidão somente pode- probidade administrativa.
rá ser emitida após o pagamento integral do tributo C) O diretor-presidente da construtora, beneficiário do
em atraso. esquema, está sujeito a eventual ação de improbidade,
C) deferir o pedido, já que o parcelamento é causa de mas o gerente da empresa pública, por não ser servidor
suspensão da exigibilidade do crédito tributário. público, não está sujeito a tal ação.
D) deferir o pedido, já que o parcelamento é causa de D) O diretor-presidente da construtora e o gerente de
exclusão do crédito tributário. licitações da empresa pública estão sujeitos a eventual
ação de improbidade administrativa.

DIREITO ADMINISTRATIVO 29. A fim de pegar um atalho em seu caminho para


o trabalho, Maria atravessa uma área em obras, que
27. A associação de moradores do Município F soli- está interditada pela empresa contratada pelo Mu-
citou ao Poder Público municipal autorização para nicípio para a reforma de um viaduto. Entretanto,
o fechamento da “rua de trás", por uma noite, para por desatenção de um dos funcionários que traba-
a realização de uma festa junina aberta ao público. lhava no local naquele momento, um bloco de con-
O Município, entretanto, negou o pedido, ao funda- creto se desprendeu da estrutura principal e atingiu
mento de que aquela rua seria utilizada para sediar o pé de Maria. Nesse caso,
o encontro anual dos produtores de abóbora, a ser
realizado no mesmo dia. A) a empresa contratada e o Município respondem soli-
Considerando que tal fundamentação não está cor- dariamente, com base na teoria do risco integral.
SUPERSIMULADO

B) a ação de Maria, ao burlar a interdição da área, exclui No caso, acerca da modalidade de licitação a ser
o nexo de causalidade entre a obra e o dano, afastando adotada, assinale a afirmativa correta.
a responsabilidade da empresa e do Município.
C) a empresa contratada e o Município respondem de A) É cabível a utilização do regime diferenciado de con-
forma atenuada pelos danos causados, tendo em vista tratações públicas (RDC).
a culpa concorrente da vítima. B) Deverá ser utilizada a modalidade leilão para cada
D) a empresa contratada responde de forma obje- uma das compras a contratar.
tiva, mas a responsabilidade do Município deman- C) É possível o processamento das compras pelo siste-
da comprovação de culpa na ausência de fiscaliza- ma de registro de preços, mediante a utilização da mo-
ção da obra. dalidade pregão.
D) É obrigatória a utilização da modalidade convite, in-
30. Após celebrar contrato de gestão com uma or- dependentemente do valor orçado.
ganização social, a União pretende celebrar, com a
mesma organização, contrato de prestação de ser- 32. O Município W, durante a construção de aveni-
viços para a realização de atividades contempladas da importante, ligando a região residencial ao cen-
no contrato de gestão. tro comercial da cidade, verifica a necessidade de
Com base na hipótese apresentada, assinale a afir- ampliação da área a ser construída, mediante a in-
mativa correta. corporação de terrenos contíguos à área já desa-
propriada, a fim de permitir o prosseguimento das
A) É obrigatória a realização de licitação para a celebra- obras. Assim, expede novo decreto de desapropria-
ção do contrato de prestação de serviços. ção, declarando a utilidade pública dos imóveis indi-
B) É dispensável a realização de licitação para a celebra- cados, adjacentes ao plano da pista.
ção do contrato de prestação de serviços.
C) É inexigível a realização de licitação para a celebração Diante deste caso, assinale a opção correta.
do contrato de prestação de serviços.
D) Não é possível celebrar contrato de prestação de ser- A) É válida a desapropriação, pelo Município W, de imó-
viços com entidade qualificada como organização social. veis a serem demolidos para a construção da obra pú-
blica, mas não a dos terrenos contíguos à obra.
31. A Administração Federal irá realizar sucessivos B) Não é válida a desapropriação, durante a realização
contratos de compra de produtos de papelaria, de da obra, pelo Município W, de novos imóveis, qualquer
uso contínuo nos órgãos para os quais os bens es- que seja a finalidade.
tão destinados. Para tanto, pretende fazer uso dos C) É válida, no curso da obra, a desapropriação, pelo
mecanismos legais que melhor atendam ao princí- Município W, de novos imóveis em área contígua neces-
pio da eficiência. sária ao desenvolvimento da obra.

AINDA DÁ TEMPO DE SE PREPARAR


COM DESCONTOS EXCLUSIVOS
ACESSE WWW.CERS.COM.BR
SUPERSIMULADO

D) Em relação às áreas contíguas à obra, a única forma atividades/empreendimentos não só efetiva como po-
de intervenção estatal da qual pode se valer o Município tencialmente capazes de causar significativa degrada-
W é a ocupação temporária. ção, sendo certo que a sua publicidade é uma imposi-
ção Constitucional (CRFB/1988).

DIREITO AMBIENTAL
DIREITO CIVIL
33. O Município Z deseja implementar política pú-
blica ambiental, no sentido de combater a poluição 35. Angélica concede a Otávia, pelo prazo de vinte
das vias públicas. Sobre as competências ambien- anos, direito real de usufruto sobre imóvel de que
tais distribuídas pela Constituição, assinale a afir- é proprietária. O direito real é constituído por meio
mativa correta. de escritura pública, que é registrada no competen-
te Cartório do Registro de Imóveis.
A) União, Estados, Distrito Federal e Municípios têm Cinco anos depois da constituição do usufruto, Otá-
competência material ambiental comum, devendo via falece, deixando como única herdeira sua fi-
leis complementares fixar normas de cooperação en- lha Patrícia.
tre os entes.
B) Em relação à competência material ambiental, em Sobre esse caso, assinale a afirmativa correta.
não sendo exercida pela União e nem pelo Estado,o
Município pode exercê-la plenamente. A) Patrícia herda o direito real de usufruto so-
C) O Município só pode exercer sua competência ma- bre o imóvel.
terial ambiental nos limites das normas estaduais so- B) Patrícia adquire somente o direito de uso so-
bre o tema. bre o imóvel.
D) O Município não tem competência material em direi- C) O direito real de usufruto extingue-se com o faleci-
to ambiental, por falta de previsão constitucional, po- mento de Otávia.
dendo, porém, praticar atos por delegação da União ou D) Patrícia deve ingressar em juízo para obter sen-
do Estado. tença constitutiva do seu direito real de usufruto so-
bre o imóvel.
34. Determinada sociedade empresária consulta
seu advogado para obter informações sobre as exi- 36. Carlos Pacheco e Marco Araújo, advogados re-
gências ambientais que possam incidir em seus pro- cém-formados, constituem a sociedade P e A Advo-
jetos, especialmente no que tange à apresentação e gados. Para fornecer e instalar todo o equipamento
aprovação de Estudo Prévio de Impacto Ambiental e de informática, a sociedade contrata José Antônio,
seu respectivo Relatório (EIA/RIMA). que, apesar de não realizar essa atividade de forma
habitual e profissional, comprometeu-se a adimplir
Considerando a disciplina do EIA/RIMA pelo ordena- sua obrigação até o dia 20/02/2015, mediante o pa-
mento jurídico, assinale a afirmativa correta. gamento do valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil re-
ais) no ato da celebração do contrato. O contrato ce-
A) O EIA/RIMA é um estudo simplificado, integrante do lebrado é de natureza paritária, não sendo formado
licenciamento ambiental, destinado a avaliar os impac- por adesão.
tos ao meio ambiente natural, não abordando impactos A cláusula oitava do referido contrato estava assim
aos meios artificial e cultural, pois esses componentes, redigida: “O total inadimplemento deste contra-
segundo pacífico entendimento doutrinário e jurispru- to por qualquer das partes ensejará o pagamento,
dencial, não integram o conceito de “meio ambiente". pelo infrator, do valor de
B) O EIA/RIMA é exigido em todas as atividades e em- R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais)". Não havia, no
preendimentos que possam causar impactos ambien- contrato, qualquer outra cláusula que se referisse
tais, devendo ser aprovado previamente à concessão da ao inadimplemento ou suas consequências. No dia
denominada Licença Ambiental Prévia. 20/02/2015, José Antônio telefona para Carlos Pa-
C) O EIA/RIMA, além de ser aprovado entre as Licenças checo e lhe comunica que não vai cumprir o aven-
Ambientais Prévia e de Instalação, tem a sua metodo- çado, pois celebrou com outro escritório de ad-
logia e o seu conteúdo regrados exclusivamente por vocacia contrato por valor superior, a lhe render
Resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente maiores lucros.
(CONAMA), podendo a entidade / o órgão ambiental li-
cenciador dispensá-lo segundo critérios discricionários Sobre os fatos narrados, assinale a afirmati-
e independentemente de fundamentação, ainda que a va correta.
atividade esteja prevista em Resolução CONAMA como
passível de EIA/RIMA. A) Diante da recusa de José Antônio a cumprir o contra-
D) O EIA-RIMA é um instrumento de avaliação de im- to, a sociedade poderá persistir na exigência do cumpri-
pactos ambientais, de natureza preventiva, exigido para mento obrigacional ou, alternativamente, satisfazer-se
SUPERSIMULADO

com a pena convencional. 39. No dia 2 de agosto de 2014, Teresa celebrou con-
B) A sociedade pode pleitear o pagamento de indeni- trato de compra e venda com Carla, com quem se
zação superior ao montante fixado na cláusula oitava, obrigou a entregar 50 computadores ou 50 impres-
desde que prove, em juízo, que as perdas e os danos soras, no dia 20 de setembro de 2015. O contrato
efetivamente sofridos foram superiores àquele valor. foi silente sobre quem deveria realizar a escolha do
C) A sociedade pode exigir o cumprimento da cláusula bem a ser entregue.
oitava, classificada como cláusula penal moratória, jun-
tamente com o desempenho da obrigação principal. Sobre os fatos narrados, assinale a afirmati-
D) Para exigir o pagamento do valor fixado na cláusu- va correta.
la oitava, a sociedade deverá provar o prejuízo sofrido.
A) Trata-se de obrigação facultativa, uma vez que Carla
37. Vítor, Paulo e Márcia são coproprietários, em re- tem a faculdade de escolher qual das prestações entre-
gime de condomínio pro indiviso, de uma casa, sen- gará a Teresa.
do cada um deles titular de parte ideal representa- B) Como se trata de obrigação alternativa, Teresa pode
tiva de um terço (1/3) da coisa comum. Todos usam se liberar da obrigação entregando 50 computadores
esporadicamente a casa nos finais de semana. Certo ou 50 impressoras, à sua escolha, uma vez que o con-
dia, ao visitar a casa, Márcia descobre um vazamen- trato não atribuiu a escolha ao credor.
to no encanamento de água. Sem perder tempo, C) Se a escolha da prestação a ser entregue cabe a Te-
contrata, em nome próprio, uma sociedade emprei- resa, ela oderá optar por entregar a Carla 25 computa-
teira para a realização da substituição do cano dani- dores e 25 impressoras.
ficado. Pelo serviço, ficou ajustado contratualmente D) Se, por culpa de Teresa, não se puder cumprir ne-
o pagamento de R$ 900,00 (novecentos reais). nhuma das prestações, não competindo a Carla a es-
Tendo em vista os fatos expostos, assinale a afirma- colha, ficará aquela obrigada a pagar somente os lu-
tiva correta. cros cessantes.

A) A empreiteira pode cobrar a remuneração ajustada 40. Pedro, em dezembro de 2011, aos 16 anos, se
contratualmente de qualquer um dos condôminos. formou no ensino médio. Em agosto de 2012, ain-
B) A empreiteira pode cobrar a remuneração ajustada da com 16 anos, começou estágio voluntário em
contratualmente apenas de Márcia, que, por sua vez, uma companhia local. Em janeiro de 2013, já com 17
tem direito de regresso contra os demais condôminos. anos, foi morar com sua namorada.
C) A empreiteira não pode cobrar a remuneração con- Em julho de 2013, ainda com 17 anos, após ter sido
tratualmente ajustada de Márcia ou de qualquer outro aprovado e nomeado em um concurso público,
condômino, uma vez que o serviço foi contratado sem a Pedro entrou em exercício no respectivo empre-
prévia aprovação da totalidade dos condôminos. go público.
D) A empreiteira pode cobrar a remuneração ajustada
contratualmente apenas de Márcia, que deverá suportar Tendo por base o disposto no Código Civil, assinale
sozinha a despesa, sem direito de regresso contra os de- a opção que indica a data em que cessou a incapa-
mais condôminos, uma vez que contratou a empreiteira cidade de Pedro.
sem o prévio consentimento dos demais condôminos.
A) Dezembro de 2011.
38. Manoel, em processo judicial, conseguiu impedir B) Agosto de 2012.
que fosse penhorado seu único imóvel, sob a alega- C) Janeiro de 2013.
ção de que este seria bem de família. O exequen- D) Julho de 2013.
te, então, pugna pela penhora da vaga de garagem
de Manoel. 41. Eduardo comprometeu-se a transferir para Da-
niela um imóvel que possui no litoral, mas uma
A esse respeito, assinale a afirmativa correta. cláusula especial no contrato previa que a transfe-
rência somente ocorreria caso a cidade em que o
A) A vaga de garagem não é considerada bem de famí- imóvel se localiza viesse a sediar, nos próximos dez
lia em nenhuma hipótese; portanto, sempre pode ser anos, um campeonato mundial de surfe. Depois de
penhorada. realizado o negócio, todavia, o advento de nova le-
B) A vaga de garagem que possui matrícula própria no gislação ambiental impôs regras impeditivas para a
registro de imóveis não pode ser penhorada, por ser realização do campeonato naquele local.
acessória ao bem principal impenhorável.
C) A vaga de garagem só poderá ser penhorada se exis- Sobre a incidência de tais regras, assinale a afirma-
tir matrícula própria no Registro de Imóveis. tiva correta.
D) A vaga de garagem que não possui matrícula própria
no registro de imóveis não constitui bem de família para A) Daniela tem direito adquirido à aquisição do imóvel,
efeito de penhora. pois a cláusula especial configura um termo.
SUPERSIMULADO

B) Prevista uma condição na cláusula especial, Daniela Matheus como seu mandatário com poderes especiais
tem direito adquirido à aquisição do imóvel. para representar sua esposa e ajuizar a ação como ado-
C) Há mera expectativa de direito à aquisição do imóvel ção conjunta.
por parte de Daniela, pois a cláusula especial tem natu- B) Dispensável a oitiva dos pais biológicos em audiência,
reza jurídica de termo. desde que eles manifestem concordância com o pedido
D) Daniela tem somente expectativa de direito à aquisi- de adoção por escritura pública ou declaração de anu-
ção do imóvel, uma vez que há uma condição na cláu- ência com firma reconhecida.
sula especial. C) Concluído o processo de adoção com observância
aos critérios de regularidade e legalidade, caso ocorra o
evento da morte de Isabela e Matheus antes de P. atin-
ECA gir a maioridade civil, ainda assim não se reestabelecerá
o poder familiar dos pais biológicos.
42. O adolescente F, 16 anos, filho de Pedro, foi sur- D) A adoção é medida excepcional, que decorre de in-
preendido por seu pai enquanto falava pela internet compatibilidade de os pais biológicos cumprirem os de-
com Fábio, 30 anos, que o induzia à prática de ato veres inerentes ao poder familiar, motivo pelo qual, mes-
tipificado como infração penal. mo os pais de P. sendo conhecidos, a oitiva deles no curso
Pedro informou imediatamente o ocorrido à au- do processo é mera faculdade e pode ser dispensada.
toridade policial, que instaurou a persecução pe-
nal cabível.
DIREITO DO CONSUMIDOR
No caso narrado, ao induzir o adolescente F à prá-
tica de ato tipificado como infração penal, a condu- 44. Saulo e Bianca são casados há quinze anos e, há
ta de Fábio: dez, decidiram ingressar no ramo das festas de ca-
samento, produzindo os chamados “bem-casados",
A) configura crime nos termos do ECA, ainda que rea- deliciosos doces recheados oferecidos aos convida-
lizada por meio eletrônico e que não venha a ser pro- dos ao final da festa. Saulo e Bianca não possuem
vada a corrupção do adolescente, por se tratar de de- registro da atividade empresarial desenvolvida,
lito formal. sendo essa a fonte única de renda da família.
B) não configura crime nos termos do ECA, pois a mera No mês passado, os noivos Carla e Jair encomenda-
indução sem a prática do ato pelo adolescente confi- ram ao casal uma centena de “bem-casados" no sa-
gurainfração administrativa, já que se trata de deli- bor doce de leite. A encomenda foi entregue con-
to material. forme contratado, no dia do casamento. Contudo,
C) configura infração penal, tipificada na Lei de Contra- diversos convidados que ingeriram os quitutes so-
venções Penais, mas a materialidade do crime com a freram infecção gastrointestinal, já que o produto
prova da corrupção do adolescente é imprescindível estava estragado. A impropriedade do produto para
à condenação do réu em observância ao princípio do o consumo foi comprovada por perícia técnica.
favor rei.
D) não configura crime nos termos estabelecidos pelo Com base no caso narrado, assinale a alternati-
ECA, posto que inexiste tipificação se o ato for praticado va correta.
pormeio eletrônico, não havendo de se aplicar analogia
em malam partem. A) O casal Saulo e Bianca se enquadra no conceito de
fornecedor do Código do Consumidor, pois fornecem
43. Isabela e Matheus pretendem ingressar com produtos com habitualidade e onerosidade, sendo que
ação judicial própria a fim de adotar a criança P., apenas Carla e Jair, na qualidade de consumidores indi-
hoje com 4 anos, que está sob guarda de fato do ca- retos, poderão pleitear indenização.
sal desde quando tinha 1 ano de idade. Os pais bio- B) Embora a empresa do casal Saulo e Bianca não este-
lógicos do infante são conhecidos e não se opõem ja devidamente registrada na Junta Comercial, pode ser
à referida adoção, até porque as famílias mantêm considerada fornecedora à luz do Código do Consumi-
convívio em datas festivas, uma vez que Isabela e dor, e s convidados do casamento, na qualidade de con-
Matheus consideram importante que P. conheça sumidores por equiparação, poderão pedir indenização
sua matriz biológica e mantenha convivência com diretamente àqueles.
os membros de sua família originária. C) O Código de Defesa do Consumidor é aplicável ao
caso, sendo certo que tanto Carla e Jair quanto seus
Partindo das diretrizes impostas pelo ECA e sua in- convidados intoxicados são consumidores por equipa-
terpretação à luz da norma civilista aplicáveis à situ- ração e poderão pedir indenização, porém a inversão
ação narrada, assinale a afirmativa correta. do ônus da prova sóse aplica em favor de Carla e Jair,
contratantes diretos.
A) Durante o processo de adoção, Isabela, que resi- D) A atividade desenvolvida pelo casal Saulo e Bianca
de fora do país, pode, mediante procuração, constituir não está oficialmente registrada na Junta Comercial e,
SUPERSIMULADO

portanto, por ser ente despersonalizado, não se enqua- juízo. Depois de julgado procedente em parte o pe-
dra no conceito legal de fornecedor da lei do consumi- dido de diferenças de horas extras e de parcelas re-
dor, aplicando-se ao caso as regras atinentes aos vícios cisórias, nenhuma das partes recorreu da sentença,
redibitórios do Código Civil. que transitou em julgado dessa forma. Teve, então,
início a execução, com a apresentação dos cálculos
45. Amadeu, aposentado, aderiu ao plano de saú- pelo autor e posterior homologação pelo juiz.
de coletivo ofertado pelo sindicato ao qual este-
ve vinculado por força de sua atividade laborativa Diante da situação, assinale a afirmativa correta.
por mais de 30 anos. Ao completar 60 anos, o va-
lor da mensalidade sofreu aumento significativo A) Há equívoco, pois, a partir da decretação da falência,
(cerca de 400%), o que foi questionado por Ama- a ação trabalhista passa a ser da competência do juízo
deu, a quem os funcionários do sindicato explica- falimentar, que deve proferir a sentença.
ram que o aumento decorreu da mudança de fai- B) O pagamento do valor homologado deverá ser feito
xa etária do aposentado. no juízo da falência, que é universal.
C) A execução será feita diretamente na Justiça do Tra-
A respeito do tema, assinale a afirmativa correta. balho, porque o título executivo foi criado pelo Juiz
do Trabalho.
A) O aumento do preço é abusivo e a norma consume- D) Essa é a única hipótese de competência concorrente,
rista deve ser aplicada ao caso, mesmo em se tratando ou seja, poderá ser executado tanto na Justiça do Traba-
de planode saúde coletivo e, principalmente, que envol- lho quanto na Justiça comum.
va interessado com amparo legal no Estatuto do Idoso.
B) O aumento do preço é legítimo, tendo em vista que 48. Assinale a alternativa correta em relação aos
o idoso faz maior uso dos serviços cobertos e o equilí- conceitos de empresa e empresário no Direito
brio contratual exige que não haja onerosidade exces- Empresarial.
siva para qualquer das partes, não se aplicando o CDC
à hipótese,por se tratar de contrato de plano de saúde A) Empresa é a sociedade com ou sem personalidade
coletivo envolvendo pessoas idosas. jurídica; empresário é o sócio da empresa, pessoa na-
C) O aumento do valor da mensalidade é legítimo, uma tural ou jurídica com responsabilidade limitada ao valor
vez que a majoração de preço é natural e periodica- das quotas integralizadas.
menteaplicada aos contratos de trato continuado, mo- B) Empresa é qualquer atividade econômica destinada
tivo pelo qual o CDC autoriza que o critério faixa etária à produção de bens; empresário é a pessoa natural que
sirva como parâmetro para os reajustes econômicos. exerce profissionalmente a empresa e tenha receita
D) O aumento do preço é abusivo, mas o microssistema bruta anual de até R$ 100.000,00 (cem mil reais).
consumerista não deve ser utilizado na hipótese, sob C) Empresa é a atividade econômica organizada para a
penade incorrer em colisão de normas, uma vez que o produção e/ou a circulação de bens e de serviços; em-
Estatuto do Idoso estabelece a disciplina aplicável às re- presário é o titular da empresa, quem a exerce em ca-
laçõesjurídicas que envolvam pessoa idosa. ráter profissional.
D) Empresa é a repetição profissional dos atos de co-
mércio ou mercancia; empresário é a pessoa natu-
DIREITO EMPRESARIAL ral ou jurídica que pratica de modo habitual tais atos
de comércio.
46. Perseu, em 2012, ingressa numa sociedade sim-
ples, constituída em 2008, formada por cinco pesso- 49. José adquiriu dois refrigeradores a prazo numa
as naturais e com sede na cidade de Primeira Cruz. das filiais de Comércio de Eletrodomésticos Ltda.,
De acordo com as disposições do Código Civil sobre tendo efetuado pagamento de entrada no valor de
a sociedade simples, assinale a afirmativa correta. 50% do preço. Foi decretada a falência da vendedo-
ra e esta não entregou a mercadoria. Interpelado o
A) Perseu é responsável por todas as dívidas sociais an- administrador judicial, este resolveu não executar o
teriores à admissão. contrato. De acordo com as informações do enun-
B) Perseu responde apenas pelas dívidas sociais poste- ciado e as disposições da Lei nº 11.101/2005 (Lei de
riores à admissão. Falências e Recuperação de Empresas), assinale a
C) Perseu responde apenas pelas dívidas sociais contra- afirmativa correta.
ídas no ano anterior à admissão.
D) Perseu não responde pelas dívidas sociais anteriores A) O comprador poderá pedir ao juiz da falência a reser-
e posteriores à admissão. va do valor de seu crédito.
B) O comprador poderá pedir a restituição em dinheiro
47. A sociedade empresária Beta S.A. teve a falên- do valor pago a título de entrada.
cia decretada durante a tramitação de uma recla- C) O comprador poderá ajuizar ação em face da massa
mação trabalhista, fato devidamente informado ao para o cumprimento compulsório do contrato.
SUPERSIMULADO

D) O comprador terá seu crédito relativo ao valor pago nação ao valor da causa e determinando o prosse-
habilitado como quirografário na falência. guimento do processo. Com base no caso apresen-
tado, assinale a afirmativa correta.
50. Feijó recebeu de Moura um cheque com cruza-
mento especial no valor de R$ 2.300,00 (dois mil e A) Heitor deveria ter apresentado incidente processual
trezentos reais). autônomo de impugnação ao valor da causa.
Acerca das disposições legais que disciplinam tal es- B) Heitor poderá formular pedido recursal de modifica-
pécie de cheque, assinale a afirmativa correta. ção da decisão que rejeitou a impugnação ao valor da
causa, em suas razões recursais de eventual apelação.
A) O cheque com cruzamento especial pode ser pago em C) O valor da causa deverá ser de R$ 70.000,00 (setenta
dinheiro no estabelecimento contra o qual foi sacado ou mil reais), pois existem pedidos cumulativos.
mediante apresentação a uma câmara de compensação. D) A impugnação ao valor da causa somente poderia
B) O cruzamento especial não pode ser convertido em ser decidida por ocasião da prolatação da sentença
geral e inutilização do cruzamento ou a do nome do de mérito.
banco é reputada como não existente.
C) A aposição de vários cruzamentos especiais invalida 52. Em país estrangeiro em que possui domicílio e
o cheque, exceto se o portador, no primeiro cruzamen- onde estão localizados seus bens imóveis, a socie-
to, indicar o mesmo banco que o sacado. dade empresária Alfa firmou contrato particular de
D) O cheque com cruzamento especial obriga o sacado fornecimento de minério com a também estrangeira
a debitar a quantia indicada no título da conta do emi- sociedade empresária Beta, estipulando que a obri-
tente e a reservá-la em benefício do portador legitima- gação contratual deveria ser adimplida no Brasil.
do, durante o prazo de apresentação. A sociedade empresária Alfa, diante do inadimple-
mento contratual da sociedade empresária Beta,
ajuizou, perante a 1ª Vara Cível de Montes Claros/
DIREITO PROCESSUAL CIVIL MG, ação com o propósito de ser indenizada pelos
danos materiais sofridos, prestando como caução
51. Davi ajuizou ação em face de Heitor, cumulando consistente dois veículos de sua propriedade. Após
pedido de cobrança no valor de R$ 70.000,00 (seten- a citação e a realização de audiência de conciliação,
ta mil reais) e pedido indenizatório de dano material a sociedade empresária Beta contestou, apresen-
no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais). Ultrapas- tando pedido de reconvenção, alegando possuir di-
sada a fase inicial conciliatória, Heitor apresentou reito de ser indenizada materialmente, em razão da
contestação contendo vários fundamentos - dentre relação jurídica contratual regularmente constituí-
eles, preliminar de impugnação ao valor da causa. O da entre as litigantes, sob a luz das legislações es-
Juiz proferiu decisão saneadora, rejeitando a impug- trangeira e nacional.

O DIREITO PRECISA
DO SEU TALENTO.

AGUARDE OS LANÇAMENTOS DO CERS


COM VANTAGENS EXCLUSIVAS PARA VOCÊ!

ACESSE WWW.CERS.COM.BR
SUPERSIMULADO

Com base no caso apresentado, segundo as regras D) Redigir uma exceção de incompetência, em am-
do CPC/15, assinale a afirmativa correta. bos os casos.

A) A caução prestada pela sociedade empresária Alfa 55. Magno ajuizou ação de execução em face de Ma-
não poderá ser objeto de pedido de reforço durante o ria, alegando ser credor da quantia de R$ 28.000,00.
trâmite processual. A obrigação está vencida há 50 dias, não foi paga
B) A sociedade empresária Alfa deverá prestar caução e está representada por contrato particular de mú-
suficiente ao pagamento das custas e dos honorários tuo, regularmente originado em país estrangeiro,
de advogado da parte contrária. assinado pelos contratantes e por duas testemu-
C) A sociedade empresária Beta, para admissão de seu nhas, estando indicada, para cumprimento da obri-
pedido reconvencional, deverá prestar caução suficien- gação, a cidade de Salinas/MG. Após despacho posi-
te ao pagamento das custas e dos honorários de advo- tivo proferido pelo Juiz da Vara Cível de Salinas/MG,
gado da sociedade empresária Alfa. Maria foi citada, bem como houve penhora eletrôni-
D) O contrato originado em país estrangeiro, antes do ca de quantia existente em caderneta de poupança
ajuizamento da ação indenizatória, deverá ser objeto de de titularidade da devevedora, sendo a quantia su-
homologação perante o Superior Tribunal de Justiça. ficiente para suportar 80% da dívida executada. A
quantia penhorada foi depositada na caderneta de
53. Durante uma ação de guarda a tramitar em uma poupança 10 dias antes do ajuizamento da execu-
vara de família, a ré, mãe da criança, descobriu que ção, sendo que Maria possui dois veículos que pode-
o advogado do pai (autor) é filho adotivo do irmão do riam ter sido penhorados. A partir dos elementos do
promotor de justiça que atua no caso. Extremamen- enunciado, considerando as regras do CPC/15, assi-
te preocupada, informou o fato ao seu advogado. nale a afirmativa correta.

Com base no CPC/15, como advogado da mãe, assi- A) Antes do ajuizamento da ação de execução, exige-se
nale a afirmativa correta. que Magno proceda à homologação do título executivo
originado em país estrangeiro.
A) Por causa do impedimento para que o promotor de B) Maria poderá alegar a inexistência de título executivo
justiça exerça suas funções, o fato deverá ser informado extrajudicial apto a instruir a ação de execução.
ao juiz da causa em petição específica. C) A penhora recaiu sobre quantia impenhorável.
B) O advogado da mãe deverá arguir, por meio de exce- D) O juiz deve manter a penhora sobre a quantia depo-
ção, o impedimento do promotor de justiça. sitada e seus rendimentos.
C) As causas de impedimento direcionadas ao magistra-
do, como é o caso, não se estendem aos membros do 56. Em execução por título extrajudicial, movida pela
Ministério Público. distribuidora de bebidas Geladão em face do Super-
D) Não se trata de causa de impedimento porque o ad- mercado Preço Certo, o executado, citado, não reali-
vogado do pai é parente colateral de terceiro grau do zou o pagamento da dívida. O exequente requereu,
promotor de justiça. então, a indisponibilidade da quantia em dinheiro
existente em aplicação financeira titularizada pelo
54. Abílio, advogado competente, recebe duas cita- executado, o que foi deferido pelo juízo sem a oiti-
ções de processos de seus clientes. Ao analisar as va do réu. Bloqueado valor superior à dívida, o juiz
petições iniciais, bem como a distribuição dos pro- deu vista do processo ao exequente, que requereu
cessos, percebe que o processo A, que deveria ter a conversão da indisponibilidade em penhora. So-
sido ajuizado na Comarca de Maré de Cima, o foi bre o procedimento adotado, assinale a afirmativa
na Comarca de Cipó do Mato, e que o processo B, correta. impenhorabilidade da quantia bloqueada.
que deveria correr em uma Vara de Família, foi dis-
tribuído para uma Vara Cível. Abílio promete aos A) A conversão da indisponibilidade em penhora deve
seus clientes que irá solucionar esses problemas. ser deferida independentemente de ciência prévia do
De acordo com o regramento do CPC/15, assina- ato executado, visto que não houve o pagamento es-
le a opção que indica o procedimento que ele de- pontâneo da dívida.
verá adotar. B) A indisponibilidade é nula, pois promovida sem a
prévia oitiva do réu, o que viola o contraditório e a am-
A) Acrescentar uma preliminar de incompetência na pla defesa.
contestação, em ambos os casos. C) O juiz, considerando o excesso do bloqueio, não de-
B) Redigir, no processo A, uma exceção de incompetên- veria ter dado vista do processo ao exequente, mas pro-
cia e, no processo B, uma preliminar de incompetência movido o cancelamento da indisponibilidade excessiva
da contestação. no prazo máximo de vinte e quatro horas.
C) Acrescentar, ao processo A, uma preliminar de in- D) O juiz, independentemente do excesso da indisponi-
competência na contestação e, ao processo B, uma ex- bilidade, deveria ter dado vista do processo ao executa-
ceção de incompetência. do, a fim de que este comprovasse a
SUPERSIMULADO

57. Cristina não foi autorizada por seu plano de saú- fim de conseguir subtrair o carro. O episódio levou
de a realizar cirurgia de urgência indicada por seu o proprietário do automóvel a falecer. Apesar disso,
médico. Tendo em vista a necessidade de pron- os agentes não levaram o veículo, já que outras pes-
ta solução para seu caso, ela procura um(a ) advo- soas que estavam no local chamaram a Polícia.
gado(a), que afirma que a ação a ser ajuizada terá Descobertos os fatos, Gilson é denunciado pelo
como pedido a realização da cirurgia, com pedido crime de latrocínio consumado e corrupção de
de tutela antecipada para sua efetivação imediata, menores em concurso formal, sendo ao final da
sem a oitiva do Réu. O(A ) advogado(a ) ainda sus- instrução, após confessar os fatos, condenado à
tenta que não poderá propor a ação sem que Cristi- pena mínima de 20 anos pelo crime do Art. 157,
na apresente toda a documentação que possui para § 3º, do Código Penal, e à pena mínima de 01 ano
a instrução da inicial, sob pena de impossibilidade pelo delito de corrupção de menores, não ha-
de juntada posterior. A respeito do caso, assinale a vendo reconhecimento de quaisquer agravantes
afirmativa correta. ou atenuantes. Reconhecido, porém, o concurso
formal de crimes, ao invés de as penas serem so-
A) O advogado equivocou-se. Trata-se de tutela caute- madas, a pena mais grave foi aumentada de 1/6,
lar e não antecipada, de modo que o pedido principal resultando em um total de 23 anos e 04 meses
terá de ser formulado pela autora no prazo de 30 (trin- de reclusão.
ta) dias nos mesmos autos.
B) O advogado equivocou-se. A urgência é contemporâ- Considerando a situação narrada, o advogado de
nea à propositura da ação, pelo que a tutela antecipa- Gilson poderia pleitear, observando a jurisprudên-
da pode ser requerida em caráter antecedente, com a cia dos Tribunais Superiores, em sede de recurso
possibilidade de posterior aditamento à petição inicial. de apelação,
C) O advogado agiu corretamente. A petição inicial é o
momento correto para a apresentação de documentos. A) a aplicação da regra do cúmulo material em detri-
D) O advogado agiu corretamente. Somente a tutela mento da exasperação, pelo concurso formal de crimes.
cautelar e não a antecipada pode ser requerida em ca- B) a aplicação da pena intermediária abaixo do mínimo
ráter antecedente. legal, em razão do reconhecimento da atenuante da
confissão espontânea.
C) o reconhecimento da modalidade tentada do latrocí-
DIREITO PENAL nio, já que o veículo automotor não foi subtraído.
D) o afastamento da condenação por corrupção de me-
58. Wellington pretendia matar Ronaldo, camisa 10 nor, pela natureza material do delito.
e melhor jogador de futebol do time Bola Cheia, seu
adversário no campeonato do bairro. No dia de um 60. Guilherme, funcionário público de determinada
jogo do Bola Cheia, Wellington vê, de costas, um jo- repartição pública do Estado do Paraná, enquanto
gador com a camisa 10 do time rival. Acreditando organizava os arquivos de sua repartição, acabou,
ser Ronaldo, efetua diversos disparos de arma de por desatenção, jogando ao lixo, juntamente com
fogo, mas, na verdade, aquele que vestia a camisa materiais inúteis, um importante livro oficial, que
10 era Rodrigo, adolescente que substituiria Ronal- veio a se perder.
do naquele jogo. Em virtude dos disparos, Rodri-
go faleceu. Considerando apenas as informações narradas, é
correto afirmar que a conduta de Guilherme:
Considerando a situação narrada, assinale a opção
que indica o crime cometido por Wellington. A) configura crime de prevaricação.
B) configura situação atípica.
A) Homicídio consumado, considerando-se as caracte- C) configura crime de condescendência criminosa.
rísticas de Ronaldo, pois houve erro na execução. D) configura crime de extravio, sonegação ou inutiliza-
B) Homicídio consumado, considerando-se as caracte- ção de livro ou documento.
rísticas de Rodrigo.
C) Homicídio consumado, considerando-se as caracte- 61. No dia 29/04/2011, Júlia, jovem de apenas 20
rísticas de Ronaldo, pois houve erro sobre a pessoa. anos de idade, praticou um crime de lesão corporal
D) Tentativa de homicídio contra Ronaldo e homicídio leve (pena: de 03 meses a 01 ano) em face de sua
culposo contra Rodrigo. rival na disputa pelo amor de Thiago. A representa-
ção foi devidamente ofertada pela vítima dentro do
59. Gilson, 35 anos, juntamente com seu filho Rafael, prazo de 06 meses, contudo a denúncia somente foi
de 15 anos, em dificuldades financeiras, iniciaram oferecida em 25/04/2014 . Em 29/04/2014 foi recebi-
atos para a subtração de um veículo automotor. Gil- da a denúncia em face de Júlia, pois não houve com-
son portava arma de fogo e, quando a vítima tentou posição civil, transação penal ou suspensão condi-
empreender fuga, ele efetua disparos contra ela, a cional do processo. Nesta hipótese,
SUPERSIMULADO

A) poderá ser requerido pelo advogado de Júlia o reco- C) a agressão do companheiro contra a companheira,
nhecimento da prescrição pela pena ideal, pois entre a mesmo cessado o relacionamento, mas que ocorra em
data dos fatos e o recebimento da denúncia foram ul- decorrência dele, caracteriza a violência doméstica e au-
trapassados mais de 03 anos. toriza a incidência da Lei nº 11.340/06.
B) deverá, caso aplicada ao final do processo a pena mí- D) ao contrário da transação penal, em tese se mostra
nima prevista em lei, ser reconhecida a prescrição da possível a suspensão condicional do processo na hipó-
pretensão punitiva retroativa, pois entre a data dos fa- tese de delito sujeito ao rito da Lei Maria da Penha.
tos e o recebimento da denúncia foram ultrapassados
mais de 03 anos.
C) não foram ultrapassados 03 anos entre a data dos DIREITO PROCESSUAL PENAL
fatos e do recebimento da denúncia, pois o prazo pres-
cricional tem natureza essencialmente processual e 64. Em razão de uma determinada conduta de um
não material. juiz de direito de 1ª instância, que atuava em uma
D) deverá ser reconhecida, de imediato, a prescrição da Vara Criminal da Comarca de Curitiba, o advogado
pretensão punitiva pela pena em abstrato. Frederico ingressou com um habeas corpus junto ao
Tribunal de Justiça do Paraná, figurando como au-
62. Revoltado com a conduta de um Ministro de Es- toridade coatora o magistrado. A ordem de habeas
tado, Mário se esconde no interior de uma aeronave corpus foi denegada pelo Tribunal.
pública brasileira, que estava a serviço do governo,
e, no meio da viagem, já no espaço aéreo equiva- Dessa decisão, desconsiderando a hipótese de ha-
lente ao Uruguai, desfere 05 facadas no Ministro beas corpus, caberá ao advogado interpor a se-
com o qual estava insatisfeito, vindo a causar-lhe guinte medida:
lesão corporal gravíssima. Diante da hipótese nar-
rada, com base na lei brasileira, assinale a afirma- A) recurso em sentido estrito, que permite o exercício
tiva correta. do juízo de retratação.
B) recurso ordinário constitucional perante o STJ.
A) Mário poderá ser responsabilizado, segundo a lei C) recurso ordinário constitucional perante o STF.
brasileira, com base no critério da territorialidade. D) recurso especial perante o STJ.
B) Mário poderá ser responsabilizado, segundo a lei
brasileira, com base no critério da extraterritorialidade 65. Hugo foi denunciado pela prática de um crime
e princípio da justiça universal. de furto qualificado praticado contra Rosa. Na audi-
C) Mário poderá ser responsabilizado, segundo a lei ência de instrução e julgamento, Rosa confirmou a
brasileira, com base no critério da extraterritorialidade, autoria delitiva, mas apresentou versão repleta de
desde que ingresse em território brasileiro e não venha contradições, inovando ao afirmar que estava junto
a ser julgado no estrangeiro. com Lúcia quando foi vítima do crime. O Ministério
D) Mário não poderá ser responsabilizado pela lei bra- Público ouve os policiais que participaram apenas,
sileira, pois o crime foi cometido no exterior e nenhuma posteriormente, da prisão de Hugo e não deseja ou-
das causas de extraterritorialidade se aplica ao caso. vir novas testemunhas. A defesa requer a oitiva de
Lúcia, mencionada por Rosa em seu testemunho, já
63. A Lei Maria da Penha objetiva proteger a mu- que antes não tinha conhecimento sobre a mesma,
lher da violência doméstica e familiar que lhe cause mas o juiz indefere afirmando que o advogado já ha-
morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológi- via arrolado o número máximo de testemunhas em
co, e dano moral ou patrimonial, desde que o cri- sua resposta à acusação.
me seja cometido no âmbito da unidade doméstica,
da família ou em qualquer relação íntima de afeto. Diante dessa situação, o advogado de Hugo deve
Diante deste quadro, após agredir sua antiga com- alegar que:
panheira, porque ela não quis retomar o relaciona-
mento encerrado, causando-lhe lesões leves, Jorge A) as testemunhas referidas não devem ser computa-
o (a ) procura para saber se sua conduta fará incidir das para fins do número máximo de testemunhas a se-
as regras da Lei nº 11.340/06. rem ouvidas.
B) o Código de Processo Penal não traz número máxi-
Considerando o que foi acima destacado, você, mo de testemunhas de defesa, pois previsão em contrá-
como advogado (a ) irá esclarecê-lo de que: rio violaria o princípio da ampla defesa.
C) as testemunhas referidas não podem prestar com-
A) o crime em tese praticado ostenta a natureza de in- promisso de dizer a verdade.
fração de menor potencial ofensivo. D) o testemunho de Rosa, ao inovar os fatos, deve ser
B) a violência doméstica de que trata a Lei Maria da Pe- considerado prova ilícita, de modo a ser desentranhado
nha abrange qualquer relação íntima de afeto, sendo dos autos.
indispensável a coabitação.
SUPERSIMULADO

66. Em uma mesma rua da cidade de Palmas, em afirmativa correta.


dois imóveis diversos, moram Roberto e Mário. Ro-
berto foi indiciado pela prática do crime de estelio- A) A arguição de suspeição precederá a de litispen-
nato, razão pela qual o magistrado deferiu requeri- dência, salvo quando aquela for fundada em motivo
mento do Ministério Público de busca e apreensão superveniente.
de documentos em sua residência, sem estabelecer B) As exceções serão processadas nos autos princi-
o horário em que deveria ser realizada. Diante da pais, em regra.
ordem judicial, a Polícia Civil compareceu à sua re- C) As exceções serão processadas em autos em apar-
sidência, às 04h da madrugada para cumprimento tado e suspenderão, em regra, o andamento da
do mandado e ingressou no imóvel, sem autoriza- ação penal.
ção do indiciado, para cumprir a busca e apreensão. D) Se Carlota pretende recusar o juiz, deverá fazer em
Após a diligência, quando deixavam o imóvel, poli- petição assinada por ela própria ou por procurador
ciais receberam informações concretas de popular, com poderes gerais.
devidamente identificado, de que Mário guardava
drogas para facção criminosa em seu imóvel e, para 69. Victória e Bernadete entram em luta corporal
comprovar o alegado, o popular ainda apresen- em razão da disputa por um namorado, vindo Vic-
tou fotografias. Diante disso, os policiais ingressa- tória a desferir uma facada no pé da rival, que so-
ram na residência de Mário, sem autorização deste, freu lesões graves. Bernadete compareceu em sede
onde, de fato, apreenderam 1 kg de droga. Sobre as policial, narrou o ocorrido e disse ter intenção de
diligências realizadas, com base na situação narra- ver a agente responsabilizada criminalmente. Em
da, assinale a afirmativa correta. razão dos fatos, Victória é denunciada e pronuncia-
da pela prática do crime de tentativa de homicídio.
A) Nas residências de Roberto e Mário foram inválidas. Em sessão plenária do Tribunal do Júri, os jurados
B) Na residência de Roberto foi inválida, enquanto que, entendem, no momento de responder aos quesitos,
na residência de Mário, foi válida. que Victória foi autora da facada, mas que não hou-
C) Nas residências de Roberto e Mário foram válidas. ve dolo de matar. Diante da desclassificação, será
D) Na residência de Roberto foi válida, enquanto que, competente para julgamento do crime residual,
na residência de Mário, foi inválida. bem como da avaliação do cabimento dos institutos
despenalizadores,
67. Marlon, Wellington e Vitor foram denunciados
pela prática de um crime de lesão corporal dolosa A) o Juiz Presidente do Tribunal do Júri.
gravíssima em concurso de agentes. Após o recebi- B) o corpo de jurados, que decidiu pela desclassificação.
mento da denúncia, o oficial de justiça compareceu C) o Juiz Criminal da Comarca, a partir de livre distribuição.
ao endereço indicado no processo como sendo de D) o Juiz em atuação perante o Juizado Especial Criminal
residência de Marlon, mas não o encontrou, tendo da Comarca em que ocorreram os fatos.
em vista que estava preso, naquela mesma unidade
da Federação, por decisão oriunda de outro proces-
so. Marlon, então, foi citado por edital. Wellington, DIREITO DO TRABALHO
por sua vez, estava em local incerto e não sabido,
sendo também citado por edital. Em relação a Vitor, 70. Carlos, professor de educação física e fisiotera-
o oficial de justiça foi à sua residência em quatro peuta, trabalhou para a Academia Boa Forma S/A,
oportunidades, constatando que ele, de fato, residia que assinou sua CTPS. Cumpria jornada de segunda
no local, mas que estava se ocultando para não ser a sexta-feira, das 7h às 16h, com uma hora de inter-
citado. Após certificar-se de tal fato, foi realizada a valo para almoço.
citação de Vitor com hora certa. Considerando a hi- Ao longo da jornada de trabalho, ele ministrava qua-
pótese narrada, o(a) advogado(a) dos acusados de- tro aulas de ginástica com 50 minutos de duração
verá alegar ter sido inválida a citação de: cada, e, também, fazia atendimentos fisioterápicos
previamente marcados pelos alunos da Academia,
A) Marlon, apenas. na sociedade empresária Siga em Boa Forma Ltda.,
B) Marlon e Vitor, apenas. do mesmo grupo econômico da Academia, sem ter
C) Vitor, apenas. sua CTPS anotada. Dispensado, Carlos pretende
D) Marlon, Wellington e Vitor. ajuizar ação trabalhista.

68. Carlota foi denunciada pela prática de um cri- Diante disso, em relação ao vínculo de emprego de
me contra a ordem tributária. Após ser citada, sua Carlos assinale a afirmativa correta.
advogada foi intimada para apresentar resposta à
acusação. Analisando os autos, o(a) advogado(a) de A) O caso gera a duplicidade de contratos de emprego,
Carlota entendeu que deveria apresentar certas ex- sendo as empresas responsáveis solidárias dos débi-
ceções. Considerando a situação narrada, assinale a tos trabalhistas.
SUPERSIMULADO

B) O caso gera a duplicidade de contratos de emprego, A) A indenização de 40% sobre o FGTS não é devida e os
sendo as empresas responsáveis subsidiárias dos débi- valores devidos ao falecido serão pagos aos dependen-
tos trabalhistas. tes habilitados perante a Previdência Social.
C) O caso gera duplicidade de contratos de emprego, B) As férias proporcionais não são devidas e os valores
cada empresa com sua responsabilidade. devidos ao falecido serão pagos aos herdeiros.
D) O caso não gera coexistência de mais de um contra- C) O aviso prévio não é devido e os valores devidos ao
to de trabalho. falecido serão pagos aos herdeiros.
D) O 13º salário proporcional não é devido e os valores
71. Sílvio é empregado da sociedade empresária devidos ao falecido serão pagos aos dependentes habi-
Onda Azul Ltda. e, em determinado dia, no horário litados perante a Previdência Social.
de almoço, ao se dirigir a um restaurante para fazer
sua refeição, foi atropelado por um veículo, sofrendo 74. O restaurante Prato Cheio Ltda. resolveu contra-
lesões que o afastaram do serviço por 30 dias, inclusi- tar Gustavo para atuar como garçom. Gustavo rece-
ve com recebimento de benefício previdenciário. berá, como contraprestação, o valor de dois salários
mínimos e as gorjetas cobradas na nota dos clientes
Diante da situação apresentada, assinale a afirma- que atender.
tiva correta.
Em relação à carteira profissional de Gustavo, de
A) O fato não caracteriza acidente do trabalho, por- acordo com a CLT, assinale a afirmativa correta.
que não aconteceu na empresa nem em deslocamento
a serviço. A) O empregador deverá anotar a CTPS em 24 horas,
B) O fato caracteriza acidente do trabalho, e, ao retor- não havendo necessidade de anotar as gorjetas, mes-
nar, Sílvio tem garantia no emprego de 12 meses. mo porque elas variam a cada mês.
C) A Lei é omissa a respeito, daí porque caberá ao juiz, no B) A CTPS do empregado deverá ser anotada em 48 ho-
caso concreto, dizer se o evento foi acidente de trabalho. ras e nela deverá ser anotado o salário e a estimativa
D) A empresa será obrigada a ressarcir o empregado, das gorjetas.
porque tem o dever de fornecer alimentação. C) O empregador tem 30 dias para anotar a carteira
profissional e, na hipótese, deve anotar apenas a parte
72. Um empregado de 65 anos foi admitido em fixa da remuneração.
10/05/2011 e dispensado em 10/01/2013. Ajuizou D) A CTPS, na ausência de prazo legal, deve ser anotada
reclamação trabalhista em 05/12/2016, postulando em 5 dias com o valor da média das gorjetas.
horas extras e informando, na petição inicial, que
não haveria prescrição porque apresentara protes- 75. Suely trabalha na casa de Rogério como cuidado-
to judicial quanto às horas extras em 04/06/2015, ra de seu pai, pessoa de idade avançada e enferma,
conforme documentos que juntou aos autos. comparecendo de segunda a sexta-feira, das 8:00 às
17:00 h, com intervalo de uma hora para refeição.
Diante da situação retratada, considerando a Lei e
o entendimento consolidado do TST, assinale a afir- De acordo com o caso narrado e a legislação de re-
mativa correta. gência, assinale a afirmativa correta.

A) A prescrição ocorreu graças ao decurso do tempo e A) O controle escrito não é necessário, porque menos
à inércia do titular. de 10 empregados trabalham na residência de Rogério.
B) A prescrição foi interrompida com o ajuizamento B) A lei de regência prevê que as partes podem acertar,
do protesto. por escrito, a isenção de marcação da jornada normal,
C) A prescrição ocorreu, porque não cabe protesto judi- assinalando apenas a eventual hora extra.
cial na seara trabalhista. C) A Lei é omissa a respeito, daí por que a existência de
D) A prescrição não corre para os empregados maiores controle deve ser acertado entre as partes envolvidas
de 60 anos. no momento da contratação.
D) Rogério deve, por força de Lei, manter controle es-
73. O empregado Júlio foi vítima de um assalto, fora crito dos horários de entrada e saída da empregada
do local de trabalho, sem qualquer relação com a doméstica.
prestação das suas atividades, sendo baleado e vin-
do a falecer logo após. O empregado deixou viúva e
quatro filhos, sendo dois menores impúberes e dois DIREITO PROCESSUAL DO
maiores e capazes. TRABALHO
Dos direitos abaixo listados, indique aquele que não
é devido pela empresa e, de acordo com a lei de re- 76. Em reclamação trabalhista o juiz atende ao pedi-
gência, a quem a empresa deve pagar os valores de- do expresso do autor na petição inicial e, de plano,
vidos ao falecido. defere tutela de urgência para que a empresa en-
SUPERSIMULADO

tregue ao trabalhador o Perfil Profissiográfico Previ- D) Reclamação trabalhista na qual foi reconhecido o pa-
denciário (PPP) e, com isso, ele possa requerer apo- gamento de salário à margem dos contracheques.
sentadoria especial junto ao INSS.
Intimada da decisão, a empresa o contrata para ten- 79. Em pedido de reenquadramento formulado em
tar impedir o efeito da tutela de urgência deferida, reclamação trabalhista, foi designada perícia, com
pois teme que os demais empregados sigam o mes- honorários adiantados pelo autor, e ambas as par-
mo destino, especialmente porque ela não reco- tes indicaram assistentes técnicos. Após a análise
nhece que haja condição desfavorável no ambiente das provas, o pedido foi julgado procedente.
de trabalho.
Diante da situação, da legislação em vigor e do en-
De acordo com o entendimento consolidado do tendimento consolidado do TST, assinale a afirma-
TST, assinale a opção que apresenta a medida a tiva correta.
ser adotada.
A) O autor, tendo se sagrado vencedor, será ressarci-
A) Interpor agravo de instrumento. do pelos honorários pagos ao perito e ao seu assisten-
B) Opor embargos declaratórios. te técnico.
C) Impetrar mandado de segurança. B) O autor não terá o ressarcimento dos honorários
D) Interpor recurso ordinário. que pagou ao seu assistente técnico, porque sua indi-
cação é faculdade da parte.
77. O juiz, em ação trabalhista proposta por Carlos C) O autor, segundo previsão da CLT, terá o ressarci-
em face da sociedade empresária ABCD Ltda., jul- mento integral dos honorários pagos ao perito e meta-
gou procedente, em parte, o rol de pedidos. Nenhu- de daquilo pago ao seu assistente técnico.
ma das partes apresentou qualquer recurso. O pe- D) O juiz, inexistindo previsão legal ou jurisprudencial,
dido versava exclusivamente sobre horas extras e deverá decidir se os honorários do assistente técnico da
reflexos, estando nos autos todos os controles de parte serão ressarcidos.
horário, recibos salariais, o termo de recissão de
contrato de trabalho (TRCT) e demais documentos 80. Em determinada reclamação trabalhista, o em-
inerentes ao contrato de trabalho em referência. pregador foi condenado ao pagamento de diversas
Todos os documentos eram incontroversos. parcelas, havendo ainda condenação subsidiária da
União na condição de tomadora dos serviços.
Com base no caso apresentado, como advogado(a) Na execução, depois de homologado o cálculo e ci-
de Carlos, assinale a opção que indica a modalidade a tado o empregador para pagamento, as tentativas
ser adotada para promover a liquidação de sentença. de recebimento junto ao devedor principal fracas-
saram, daí porque a execução foi direcionada con-
A) Por cálculos. tra a União, que agora pretende questionar o valor
B) Por arbitramento. da dívida.
C) Por artigos.
D) Por execução por quantia certa. Diante da situação apresentada, assinale a afirma-
tiva correta.
78. De acordo com o entendimento consolidado do
STF e do TST, assinale a opção que apresenta situa- A) A União pode embargar a execução no prazo legal,
ção em que a Justiça do Trabalho possui competên- após a garantia do juízo.
cia para executar as contribuições devidas ao INSS. B) A CLT não permite que a União, por ser devedora
subsidiária, ajuíze embargos de devedor.
A) Reclamação na qual se postulou, com sucesso, o re- C) A garantia do juízo para ajuizar embargos de devedor
conhecimento de vínculo empregatício. é desnecessária, por se tratar de ente público.
B) Ação trabalhista na qual se deferiu o pagamento de D) A União, por se tratar de recurso, terá o prazo em do-
diferença por equiparação salarial. bro para embargar a execução.
C) Demanda na qual o empregado teve a CTPS assinada
mas não teve o INSS recolhido durante todo o contrato.