Você está na página 1de 17

Crenças e preconceitos em torno

das línguas de sinais e da


comunidade surda

Professor e tutor: Delmir Rildo Alves


Olá, querido/as alunos/as! Estamos na
quarta unidade de nosso curso, iremos
completar um mês nesta maravilhosa
jornada. Até aqui aprendemos muito
juntos e iremos aprender muito mais.
Nesta unidade iremos abordar as
crenças e preconceitos em torno das
línguas de sinais e da comunidade surda.
Vou buscar por meio de experiências
que vivi explanar o conteúdo desta
unidade.
Vamos iniciar?
Para o filósofo Jorge Larossa (2002), a experiência é o
que nos passa, o que nos toca, o que forma e transforma

A experiência requer: parar para pensar, parar para


olhar, parar para escutar,pensar mais devagar, olhar
mais devagar, escutar mais devagar, parar para sentir,
sentir mais devagar, demorar-se nos detalhes,
suspender a opinião, suspender o juízo, suspender a
vontade, suspender o automatismo da ação, cultivar a
atenção e a delicadeza, abrir os olhos e os ouvidos, falar
sobre o que nos acontece, aprender a lentidão, escutar
aos outros, cultivar a arte do encontro, calar muito, dar-
se tempo e espaço (Larrosa, ibid).
Vivências:
Delmir : _Libras é uma língua reconhecida.
Jãozinho : _ Hã, isso não é uma moeda*?
Delmir: _Calma eu te explico !!! rsrs
Libras é a sigla da Língua Brasileira de Sinais

*A libra esterlina ou simplesmente libra


(em inglês, pound, plural pounds, informal.
Pound Sterling, ou pounds sterling, formal)
é a moeda oficial do Reino Unido.
A libra esterlina é utilizada na Inglaterra,
Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.
É muito comum quando iniciamos uma
conversa e tocamos no assunto referente a
libras, caso a pessoa não tenha conhecimento
sobre o assunto ela remete a libra que é uma
moeda. Isso demonstra a falta de
conhecimento em relação a Libras. Essa
desinformação vai gerar “pré-conceitos” que
veremos a seguir.
As línguas de sinais é universal?
No início deste ano, em uma turma de
um curso básico de libras, tive contato
com um colômbiano que estava
finalizando seu doutorado aqui no Brasil,
ele relatou que gostaria muito de aprender
a libras. Logo percebi que precisava
informá-lo que a língua de sinais não é
universal e que com certeza a Libras seria
diferente da língua de sinais usada na
Colômbia.
Muitas pessoas demonstram
resistências ao saber dessa informação,
embora estude letras, dependendo do
contexto busco ser o mais claro e objetivo,
explico que assim como as línguas orais (
português, inglês, francês etc) as línguas
de sinais também são diferentes.
Algumas das línguas de sinais:
Língua Francesa de Sinais (LSF)

Língua Americana de Sinais (ASL)

Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Língua Gestual Portuguesa (LGP)


Surdos são nervosos, não mexe
com isso!
Alguns ouvintes costumam rotular os
surdos de nervosos, talvez por não serem
compreendidos os surdos demonstrem este
sentimento. Aqui temos que ressaltar que
assim como temos ouvintes nervosos
também podemos ter surdos nervosos. O
importante é tormar cuidado quando se
generaliza, afinal generalizar é uma forma
de preconceito.
Vivências

Joãozinho: _ Você estuda libras? Você é


surdo?
Delmir: _Não, não sou surdo!
Joãozinho: _Você tem algum parente surdo, é
isso?
Delmir: _Não, não tenho.
Joãozinho: _Por que você estuda isso então?
Algumas pessoas custam compreender o
porquê de estudar Libras. Depois de horas e
horas explicando a pessoa diz nossa que legal,
mas não tenho condições para fazer esse curso,
pois vou começar o cursinho de inglês, meu
sonho é fazer um cursinho de inglês. Percebo
que em nossa sociedade o inglês tem status,
mas a libras ainda não, aos poucos chegaremos
lá, avante! Espero em breve ouvir uma pessoa
dizer que o sonho dela é aprender libras, assim
como ouvi sobre o inglês...
Vivências
Joãozinho: _ Oi, tudo bom?
Delmir: _Tudo!
Joãozinho: _ Você que faz aquele negócio
lá na igreja?
Delmir: _Que negócio?
Joãozinho: _Mímicas, gestos...
Delmir: Você quer dizer interpretação...
Vivência
• Delmir: _ Eu sou bilíngue.
• Joãozinho:_ Desde quando você é
bílingue?
• Delmir: Você já viu até eu interpretar, eu
falo português e Libras!
• Joãozinho: Libras, hahahaha...
Libras é uma língua
Línguas dependem do cérebro
humano, não do ouvido humano.
(William Stokoe)
Nesta unidade como vocês perceberam relatei um
pouca das minhas experiências.Postarei como texto
complementar o texto de Larrosa intitulado “Notas sobre
a experiência e o saber de experiência”. No fórum vocês
relataram experiências que tiveram em relação a
crenças e preconceitos em torno das línguas de sinais e
da comunidade surda, caso vocês ainda não tenham,
comentem com alguém que vocês estão realizando um
curso sobre Literatura Surda, que aborda assuntos
sobre libras, cultura surda etc.
Como vocês notaram essa unidade dependerá
muito da participação de todos/as vocês, afinal são
muitos os preconceitos, ao meu ver é até agora a
unidade que mais exigirá o entrosamento de todos no
fórum.
Referências
LARROSA, Jorge. Notas sobre a
experiência e o saber da experiência.
Trad. João Wanderley Geraldi. In: Revista
Brasileira de Educação, 2002.