Você está na página 1de 22

A linguagem Java

l  Em 23 de maio de 1995, a Sun Microsystems


apresentou o Java, originalmente nomeada
Oak, como uma linguagem orientada a objeto,
livre, direcionada a aplicativos embutidos para
dispositivos de consumidor.
l  Uma máquina Virtual Java foi incorporada
imediatamente ao navegador Netscape e,
enquanto a Internet crescia, pequenos
programas Java, conhecidos como applets,
começaram a aparecer crescentemente em
páginas web.
l  A sintaxe de Java é basicamente idêntica (com
pequenas exceções, pela eliminação das
características mais complexas) a de C++.
l  É orientada a objeto.
l  Características voltadas à Internet, como
applets (executadas pelo navegador) e servlets
(executadas pelo servidor web).
l  Possui extensa biblioteca de classes que pode
ser prontamente reutilizada, tais como classes
Swing para fornecer uma Interface Gráfica de
Usuário ou Conectividade Java de Banco de
Dados (JDBC – Java Database Connectivity).
l  Portabilidade para qualquer plataforma que
possua suporte a uma Máquina Virtual Java.
l  Capacidade de operar em rede, já embutida
l  Disponibilidade de código aberto do Kit de
Desenvolvimento Java.
l  Programas Java podem ser escritos como
applets, servlets ou aplicativos:
l  Applets Java são pequenos programas escritos
para adicionar interatividade a uma página web.
São iniciados por um navegador e não podem
executar por si só, quando uma página web
solicitada utiliza um applet, este é baixado para o
computador do usuário e executado pela JVM no
navegador.
l  Servlets Java são invocados pelo servidor web e
executam no servidor, sem serem baixados para o
cliente. Tipicamente, servlets geram dinamicamente
conteúdo web, lendo e escrevendo para um banco
de dados, com uso de JDBC.
l  Aplicativos Java executam por si só em uma
estação de trabalho (computador do usuário).
Desenvolvimento de aplicativo Java
l  Um aplicativo Java consiste em:
l  Escrever o código-fonte Java que é armazenado
em um arquivo-texto com extensão .java
l  Compilar o código que cria um ou mais
arquivos .class, que contém bytecodes
independentes do processador.
l  Executar o aplicativo através de uma Máquina
Virtual Java (JVM) que traduz os bytecodes para
instruções em nível de máquina compatíveis com o
processador onde roda a JVM.
l  A Sun oferece um Kit de Ferramentas para
Desenvolvimento (JDK – Java Development Kit)
para Java SE (Standard Edition – Edição Padrão)
em www.java.sun.com
l  Durante a instalação do Java, o compilador
Java (javac) deve ser colocado em um caminho
(path) que permita que o compilador possa ser
executado a partir de qualquer diretório do
computador.
l  Qualquer editor de texto como Notepad,
Wordpad ou o editor vi pode ser usado para
escrever o código fonte. Porém editores mais
completos como o Word do Office devem ser
evitados por adicionar formatações adicionais e
causar resultados inesperados.
l  Para compilar o código o compilador pode ser
acionado a partir da linha de comando:
l  Ex: javac ClassName.java (ClassName.java é o
nome do arquivo fonte)
l  Se o programa compilar corretamente, um novo
arquivo, ClassName.class será criado no seu
diretório corrente.
l  Para executar o aplicativo, o JVM pode ser
acionado a partir a linha de comando:
l  Ex: java ClassName
Normalmente os programadores usam um
ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE –
Integrated Development Environment) para
desenvolver programas, que congrega o editor,
o compilador e ambiente de tempo de
execução, integrados por uma interface gráfica.

l  Entre os IDEs disponíveis estão:


l  Eclipse, da Fundação Eclipse
l  Jgrasp, desenvolvido da Universidade de Auburn
l  NetBeans, da Sun Microsystems
l  TextPad, da Helios Software Solutions.
Atividade 1 – Instalar o JDK
l  Em www.java.sun.com baixe a versão do JDK
apropriada para sua plataforma.
l  Instale o JDK. Pode escolher o caminho da
instalação ou manter o diretório padrão da
instalação.
l  Modifique o path das variáveis de ambiente
para que o compilador possa ser invocado a
partir de qualquer diretório.
l  Inclusão do path nas variáveis de ambiente
l  No windows
-  Start, Control Panel, System
-  Advanced, Environment Variables
-  Procure o PATH e adicione ao final o caminho completo
da pasta bin da instalação do JDK
l  Ex: C:\WINDOWS\windows32;C:\WINDOWS;C:\Program Files
\Java\jdk1.7.0_25
-  Reinicie o windows
l  No Linux
-  Você pode adicionar um diretório de sua escolha à
variável PATH. Isto pode ser feito através do comando
PATH=$PATH:/home/swaroop/mydir onde '/home/
swaroop/mydir' é o diretório que quero acrescentar à
variável PATH.
Atividade 2 – O primeiro programa Java
l  Utilize o notepad para escrever o seguinte código e salve com o nome FirstProgram.java (não
adicione a numeração das linhas):
1 //Primeiro programa Java

2 //Atividade 2
3
4 Public class FirstProgram
5 {

6 public static void main( String[] args )


7 {
8 System.out.println(“Programação não é um esporte para espectadores!”);
9
10 System.exit( 0 );

11 }

12 }
l  Compile o código utilizando javac:
javac FirstProgram.java
l  Isto deve criar o arquivo de bytecodes
FirstProgram.class no mesmo diretório.
l  Para executar o aplicativo, o JVM deve se
acionado a partir da linha de comando:
java FirstProgram
l  As duas primeiras linhas são comentários.
l  A linha 4 define o nome da classe como
FirstProgram. O nome da classe precisa ser
escrito exatamente da mesma forma que o
nome do arquivo sem a extensão.
l  Todo aplicativo Java deve definir uma classe e
um método main.
l  A execução de um aplicativo Java sempre
começa com o código dentro de main.
l  A linha 10 encerra o programa. Esta linha é
opcional. Se for omitida o aplicativo encerrará
normalmente.
Atividade 3 – Adicionando erros
l  Edite novamente o arquivo FirstProgram.java e
mude o p para P (maiúsculo) em println na
linha 8
l  Compile com javac e o seguinte erro será
mostrado:
FirstProgram.java:8 cannot find symbol
Symbol : method Println (java.lang.string)
Location: class java.io.PrintStream
System.out.Println(“Programação não é um esporte para espectadores!”);
^
1 error
l  A primeira linha identifica o nome do arquivo
que contém o código-fonte Java, e também o
número da linha no código onde o erro ocorreu.
l  A segunda linha identifica o símbolo Plintln
como sendo a causa do erro.
l  Um sinal ^ indica o Println.
l  Algumas vezes o compilador encontrará mais
de um erro no código-fonte, porém,
frequentemente um único problema pode
causar múltiplos erros de compilação.
l  Ex: Após corrigir o erro anterior apague a chave da
linha 7.
l  O compilador relatará quatro erros:
FirstProgram.java:7: ';' expected
public static void main(String [] args)
^
FirstProgram.java:10: <identifier> expected
System.exit( 0 );
^
FirstProgram.java:10: ilegal start of type
System.exit( 0 );
^
FirstProgram.java:12: class, interface or enum
expected
}
^
4 errors
l  Algumas vezes não há erro de compilação mas
mesmo assim o programa não irá executar.
l  Ex: Como exemplo, após corrigir o problema
anterior, elimine os colchetes da linha 6.
l  Ao compilar o programa nenhum erro será
relatado. Mas quando tentar executá-lo obterá
um erro em tempo de execução:
Exception in thread “main” java.lang.NoSuchMethodError: main
l  Quando este erro acontece, geralmente
significa que o cabeçalho do método main não
foi digitado corretamente.
l  Além dos erros de sintaxe e de tempo de
execução (uso incorreto de classes) também
podem haver erros de lógica causado pelo
projeto incorreto do programa ou
implementação incorreta do projeto.
Atvidade 4 – Instalando e testando uma IDE

l  A partir de www.java.sun.com baixe e instale o


pacote NetBeans + JDK
l  Após instalado selecione a opção de criar novo
projeto do tipo Java Application
l  Na janela Name and Location troque o nome
do projeto para FirstProgram
l  Abra o arquivo FirstProgram.java anteriormente
escrito para edição.
l  Selecione e copie as linhas do intervalo 7 - 11
l  Cole na posição correspondente dentro do
arquivo FirstProgram.java em edição no
NetBeans
l  Salve e execute o projeto.
l  A codificação do texto-fonte irá modificar a
grafia do texto de saída
l  Na janela do NetBeans na aba Run
l  Set Project Configuration
l  Customize
l  Sources
l  Mude a codificação para x-iso-8859-11
l  Execute o projeto
l  Repita a mesma operação e recoloque a
codificação em UTF-8 e execute o projeto