Você está na página 1de 3

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Texto 1: LE GOFF, Jacques.

Por uma longa


UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Idade Média. In: O imaginário medieval.
CAMPUS DO SERTÃO-DELMIRO GOUVEIA Portugal: Editorial Estampa, 1994.
CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA
Texto 2: FEVBRE, Lucien. O homem do
Plano de Curso (2018.1) século XVI. Revista de História, USP, São
Disciplina: História Moderna (Oriental & Paulo, Ano I, p. 03-17, jan-mar. 1950, n. 1.
Ocidental)
Texto 3: DELUMEAU, Jean. A Promoção do
Prof.: Eltern Campina Vale
Ocidente. In: A Civilização do
(elterncampinavale@hotmail.com)
Renascimento. Lisboa: Estampa, 1984. p.
19-22; p. 49-83.
Ementa: Os fundamentos
socioeconômicos, políticos e culturais da Texto 5: MELLO E SOUZA, Laura de. Idade
civilização ocidental dos fins da Idade Média e Época Moderna: fronteiras e
Média ao início da era moderna. O advento problemas. Revista da Abren. Número 7,
do capitalismo a ascensão da burguesia 2005.
mercantil. Humanismo, renascimento e 2. Tema - O período moderno para além
reforma e Contra-Reforma. A consolidação do Ocidente: leituras a partir do Oriente
dos Estados Nacionais europeus e a
consolidação do Absolutismo. Iluminismo e Texto 1: PANIKKAR, K. M. A Índia e o
revolução francesa. O mundo extra – Oceano Índico & O Orientalismo europeu
europeu. & Influência sobre o pensamento
europeu. In: A dominação ocidental na
Objetivos: Compreender o período Ásia: do século XV aos nossos dias. Rio de
moderno, enquanto de transição, marcado Janeiro: Paz e Terra, 1977.
pelo emblema das continuidades e
Texto 2: GRUZINSKI, Serge. In: Introdução
descontinuidades, na esteira das variadas & Conclusão. A águia e o dragão. Ambições
interpretações historiográficas. Será posto europeias e mundialização no século XVI.
em debate, o estudo do Oriente em São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
tempos modernos e suas relações com o
Texto 3: GOODY, Jack. Introdução. In: O
Ocidente. O mosaico variado do olhar
roubo da História – Como os europeus se
econômico, político, social e cultural, será apropriaram das ideias e invenções do
o fio condutor dos debates. oriente. São Paulo: Contexto. 2012.

Conteúdo programático AB 1 Texto 4: QUATAERT, Donald. Por quê


estudar a história Otomana. In: O Império
Apresentação do plano de curso – História Otomano – Das origens ao século XX.
Moderna Oriental & Ocidental Edições 70, 2008.

Texto 5: HOURANI, Albert. A Era Otomana


1. Tema - Período moderno: Período de (Séculos XVI-XVIII). In: Uma História dos
transição povos árabes. São Paulo: Companhia de
Bolso.
- Passagens do medievo para o moderno:
a transição no quadro histórico europeu 3. Tema - Transição do Feudalismo para o
dos séculos XIV, XV e XVI. Capitalismo: Debate, História e
Historiografia

Texto 1: MARX, Karl. A Chamada


Acumulação Primitiva do Capital. In: O
Capital: o processo de produção do capital. Renascimentos: um ou muitos?. São Paulo:
Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, UNESP, 2011.
1980. Livro I, v. I, p. 828-882.
Texto 2: GOODY, Jack. Renascimento no
Texto 2: HOBSBAWM, Eric. Do feudalismo Islã. In: Renascimentos: um ou muitos?.
para o capitalismo & DOBB, Maurice. Do São Paulo: UNESP, 2011.
feudalismo para o capitalismo &
MERRINGTON, John. A cidade e o campo 5. Tema - O Estado absolutista como
na transição para o capitalismo. In: Estado de transição
SWEEZY, Paul. A transição do feudalismo
- Europa Ocidental
para o capitalismo. Rio de Janeiro: Paz e
Terra, 1977. Texto: PERRY, Anderson. O Estado
Absolutista no Ocidente. In: Linhagens do
Texto 3: WOOD, Ellen. A origem agrária do
Estado Absolutista. Porto Alegre:
capitalismo. In: A origem do capitalismo.
Apontamentos, 1984.
Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
- Europa Oriental
Texto 4: VILLAR, Pierre. A Transição do
Feudalismo para o Capitalismo. In: Texto: PERRY, Anderson. O Absolutismo no
SANTIAGO, Théo (org.). Do Feudalismo ao Leste In: Linhagens do Estado Absolutista.
Capitalismo: uma discussão histórica. São Porto Alegre: Apontamentos, 1984.
Paulo: Contexto, 1988. p. 37-49.
Questão avaliativa em sala – Obras
Texto 5: WOOD, Ellen. Debates marxistas políticas a serviço do Absolutismo
In: A origem do capitalismo. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar, 2001. O Príncipe - Maquiavel (1513).

Texto 6: HILTON, Rodney. Capitalismo – o 6. Tema - A Reforma Protestante a Contra-


que representa esta palavra? In: SWEEZY, Reforma
Paul. A transição do feudalismo para o
capitalismo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, Texto: DELUMEAU, Jean. As causas da
1977. Reforma; O “caso Lutero”; Protestantismo
e Capitalismo. In: Nascimento e afirmação
4. Tema - O Renascimento da Reforma. São Paulo: Pioneira, 1989.

Texto 1: DELUMEAU, Jean. Renascimento e 7. Tema - Feitiçaria, magia e ciência


Antiguidade & O Progresso Técnico. In: A
Civilização do Renascimento. Lisboa: Texto: DELUMEAU, Jean. Da Feitiçaria a
Estampa, 1993. Ciência. In: A Civilização do Renascimento.
Lisboa: Estampa, 1993.
Texto 2: GOODY, Jack. Ciência e civilização
na Europa Renascentista. In: O roubo da Questão avaliativa em sala - Religião e
História – Como os europeus se feitiçaria na Europa Ocidental.
apropriaram das ideias e invenções do
oriente. São Paulo: Contexto. 2012. GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o
cotidiano e as idéias de um moleiro
Texto 3: GOODY, Jack. A ideia de um perseguido pela inquisição. São Paulo: Cia.
Renascimento. In: Renascimentos: um ou Das Letras, 1993.
muitos?. São Paulo: UNESP, 2011.
GINZBURG, Carlo. Os andarilhos do bem:
4.1. Tema - Renascimento no Oriente? feitiçaria e cultos agrários nos séculos XVI
Texto 1: GOODY, Jack. As renascenças e XVII. São Paulo: Companhia das Letras,
foram apenas europeias?. In: 1988.
8. Tema - A Revolução Inglesa de 1640

Texto 1: HILL, Christopher. A Revolução


Inglesa de 1640. 2ª ed. Lisboa: Presença,
s.d.

Texto 2: HILL, Christopher. Virando o


mundo de ponta-cabeça: o outro lado da
Revolução Inglesa. Varia História, Belo
Horizonte, set. 95, p. 110-123.

Texto 3: HILL, Christopher. Prefácio &


Introdução. In. O Mundo de Ponta-Cabeça:
ideias radicais e a Revolução Inglesa de
1640. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

Texto 4: HILL, Christopher. Prefácio &


Introdução & Uma cultura bíblica. In: A
Bíblia inglesa e as revoluções do século
XVII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
2003.

9. Tema - O Iluminismo e a vitória da


razão

Texto 1: DARNTON, Robert. O alto


Iluminismo e os subliteratos. In: Boemia
literária e Revolução. São Paulo: Cia. das
Letras, 1989, p. 13-49.
Texto 2: DARNTON, Robert. Os filósofos
podam a árvore do conhecimento: a
estratégia epistemológica da encyclopédia
& Os leitores respondem a Rousseau: a
fabricação da sensibilidade romântica. In:
O grande massacre de gatos e outros
episódios da história cultural francesa. RJ:
Graal, 1986.

10. Tema - A Revolução Francesa de 1789:


marco de um novo mundo?

Texto: HOBSBAWM, Eric. O mundo na


década de 1780 & A Revolução Francesa.
In: A Era das Revoluções. 1789-1848. São
Paulo: Paz e Terra, 1998.