Você está na página 1de 3

Avaliando Aprend.: CCJ0056_SM_201301976598 V.

Aluno(a): ADRIANA YZUNO Matrícula: 201301976598

Desemp.: 0,4 de 0,5 05/10/2018 15:16:13 (Finalizada)

1a Questão (Ref.:201302268793) Pontos: 0,1 / 0,1

(CESPE/ AGU/ NOV/ 2002) Acerca das fontes do direito internacional público (DIP), julgue os seguintes
itens.

A parte que invoca um costume tem de demonstrar que ele está de acordo com a prática constante
e uniforme seguida pelos Estados em questão.
Constituem funções da doutrina o fornecimento da prova do conteúdo do direito e a influência no seu
desenvolvimento.
Ainda hoje, o rol das fontes indicado no Estatuto da Corte Internacional de Justiça é taxativo.
Os precedentes judiciais são vinculativos tão-somente para as partes em um litígio e em relação ao
caso concreto, não tendo, assim, obrigatoriedade em DIP.
O Estatuto da Corte Internacional de Justiça, ao indicar as fontes do DIP que um tribunal irá aplicar
para resolver um caso concreto, concede posição mais elevada para as normas convencionais, que
devem prevalecer sempre sobre todas as outras.

2a Questão (Ref.:201302268859) Pontos: 0,1 / 0,1

(ACOMEX/98) Não constitui(em) fonte(s) de Direito Internacional Público, segundo o estatuto da Corte
Internacional de Justiça,

D) Os usos e práticas do comércio internacional


C) Os princípios gerais de direito
B) A costume internacional
E) As convenções internacionais
A) A jurisprudência internacional

3a Questão (Ref.:201302268818) Pontos: 0,1 / 0,1

(CESPE/ TRT5/ JUIZ/ 2006) 76) Acerca dos sujeitos de direito internacional, assinale a opção correta.

A) As organizações internacionais são associações voluntárias de sujeitos de direito internacional,


constituídas por atos internos de cada sujeito.
B) O agente diplomático é um dos órgãos do Estado para as relações internacionais.
D) Os cônsules não podem ser escolhidos entre os nacionais do Estado no qual vão servir.
E) A Convenção de Viena de 1963 dispõe sobre as relações diplomáticas.
C) A seleção e a nomeação dos agentes diplomáticos são reguladas pelo direito internacional.

4a Questão (Ref.:201302268866) Pontos: 0,1 / 0,1

(39º Exame de Ordem) Comparando-se as instituições do direito internacional público com as típicas do
direito interno de determinado país, percebe-se que, no direito internacional:

A) Há cortes judiciais com jurisdição transnacional.


B) Há um governo central, que possui soberania sobre todas as nações.
C) Há uma norma suprema como no direito interno.
D) Há órgão central legislativo para todo o planeta.
5a Questão (Ref.:201302268787) Pontos: 0,0 / 0,1

CESPE/ CÂMARA FEDERAL/ ÁREA 18/ 2002) A respeito do costume internacional, forma não-escrita de
expressão do direito internacional previsto no art. 38 do Estatuto da Corte Internacional de Justiça, julgue
os seguintes itens.

Devido à inferioridade hierárquica das normas costumeiras em relação às normas


convencionais, não pode o costume revogar norma expressa em tratado
internacional.
Em litígio internacional, a parte que invoca regra costumeira tem o ônus de
provar a sua existência.
O elemento subjetivo ¿ a opinio juris ¿ é absolutamente necessário para dar
ensejo à norma costumeira.
Nada obsta a que o elemento material do costume seja constituído de uma
omissão frente a determinado contexto.
Assim como ocorre em relação aos tratados internacionais, há métodos precisos
de interpretação das normas costumeiras.

Avaliando Aprend.: CCJ0056_SM_201301976598 V.1

Aluno(a): ADRIANA YZUNO Matrícula: 201301976598

Desemp.: 0,3 de 0,5 07/10/2018 01:03:32 (Finalizada)

1a Questão (Ref.:201302268868) Pontos: 0,0 / 0,1

(38º Exame de Ordem) No que concerne à perda e à reaquisição da nacionalidade brasileira, assinale a
opção correta:

C) Em nenhuma hipótese, brasileiro nato perde a nacionalidade brasileira.


D) Brasileiro naturalizado que, em virtude de atividade nociva ao Estado, tiver sua naturalização
cancelada por sentença judicial só poderá readquiri-la mediante ação rescisória.
A) Eventual pedido de reaquisição de nacionalidade feito por brasileiro naturalizado será processado
no Ministério das Relações Exteriores.
B) A reaquisição de nacionalidade brasileira é conferida por lei de iniciativa do presidente da
República.

2a Questão (Ref.:201302268871) Pontos: 0,0 / 0,1

(37º Exame de Ordem) Considerando o sentido jurídico de território, tanto em direito internacional público
quanto em direito constitucional, assinale a opção incorreta.

C) O território nacional, em sentido jurídico, pode possuir contornos inexatos, conforme ocorre na
delimitação da projeção vertical do espaço aéreo.
B) O território nacional, em sentido jurídico, pode incluir navios e aeronaves militares,
independentemente dos locais em que estejam, desde que em espaço internacional e sob a condição
de que não se trate de espaço jurisdicional de outro país.
D) O território, em sentido jurídico, pode ser mais ou menos abrangente, a depender de
manifestações unilaterais dos Estados soberanos.
A) Em sentido jurídico, o território nacional é mais amplo que o território considerado pela geografia
política, pois abrange áreas físicas que vão além dos limites e das fronteiras ditadas por esta.
3a Questão (Ref.:201302826430) Pontos: 0,1 / 0,1

(VIII EXAME UNIFICADO OAB) Jean Pierre, cidadão estrangeiro, foi preso em flagrante em razão de suposta
prática de crime de falsificação de passaporte com o objetivo de viabilizar sua permanência no Brasil.
Diante dessa situação hipotética, assinale a afirmativa correta.

A fraude para obter entrada e permanência no território brasileiro não é motivo para fundamentar
ato de expulsão de estrangeiro.
O mérito do ato de expulsão é analisado mediante juízo de conveniência e oportunidade
(discricionariedade), sendo descabido o ajuizamento de ação judicial para impugnar suposta lesão ou
ameaça de lesão a direito, devendo, nesse caso, o juiz rejeitar a petição inicial por impossibilidade
jurídica do pedido.
A fraude para obter a entrada e permanência no território brasileiro constitui motivo suficiente para
a expulsão do estrangeiro, cabendo, exclusivamente, ao Presidente da República, de forma
discricionária, resolver sobre a conveniência e oportunidade da sua retirada compulsória do País.
O ilícito deverá ser apurado no âmbito do Ministério da Relações Exteriores, tornando desnecessária
a instauração de processo administrativo ou inquérito para fins de apuração dos fatos que ensejam a
expulsão.

4a Questão (Ref.:201302266383) Pontos: 0,1 / 0,1

Se os agentes consulares são funcionários públicos enviados pelo Estado com a missão de proteger seus
interesses e os de seus nacionais LOGO os agentes diplomáticos são aquelas pessoas que realmente
representam o próprio Estado em território estrangeiro.

Apenas a segunda assertiva está correta.


Ambas as assertivas estão corretas.
Ambas as assertivas estão erradas.
A primeira assertiva está correta.
Apenas a primeira assertiva está correta.

5a Questão (Ref.:201302745061) Pontos: 0,1 / 0,1

Na hipótese de inadimplência do Estado Brasileiro, condenado ao pagamento de quantia certa pela Corte
Interamericana de Direitos Humanos, deverá o interessado:

executá-la perante a Justiça Federal pelo processo interno vigente para a execução de sentenças
contra o Estado.
pedir que os autos do processo sejam encaminhados ao Conselho de Segurança da ONU para a
imposição desanções internacionais.
reivindicar pelo processo vigente no país, porque as sentenças proferidas pela Corte Interamericana
de Direitos Humanos são desprovidas de executoriedade.
N.R.A
postular perante a Corte a intimação do Estado brasileiro para efetuar o pagamento em vinte e
quatro horas ou nomear bens à penhora.