Você está na página 1de 28

INSTITUTOS SUPERIORES DE ENSINO DO CENSA

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E DA


SAÚDE
CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

ATLETISMO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Por

Bianca Siqueira Caetano

Juliana Pereira da Silva

Campos dos Goytacazes – RJ


Dezembro/2017
INSTITUTOS SUPERIORES DE ENSINO DO CENSA
INSTITUTO TECNOLÓGICO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E DA
SAÚDE
CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

ATLETISMO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Por

Bianca Siqueira Caetano

Juliana Pereira da Silva

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado em cumprimento às exigências
para a obtenção do grau no Curso de
Graduação em Educação Física –
Licenciatura nos Institutos Superiores de
Ensino do CENSA.

Orientador: Celby Rodrigues Vieira dos Santos

Campos dos Goytacazes – RJ


Dezembro/2017
ATLETISMO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Por

Bianca Siqueira Caetano


Juliana Pereira da Silva

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado em cumprimento às exigências
para a obtenção do grau no Curso de
Graduação em Educação Física –
Licenciatura nos Institutos Superiores de
Ensino do CENSA.

Aprovada em __ de Novembro de 2017.

BANCA EXAMINADORA

___________________________________________________________
MS. Celby Rodrigues Vieira dos Santos

___________________________________________________________
MS. Margaret Fernandes Coelho de Oliveira

Dr. Mauricio Rocha Calomeni

Campos dos Goytacazes – RJ


Dezembro/2017
Dedicamos este trabalho primeiramente а Deus, por ser essencial em nossas
vidas, autor do nosso destino.
AGRADECIMENTO

De certa forma ninguém consegue obter sucesso trabalhando sozinho, e


diante, de tudo que aconteceu desde o início da elaboração do projeto até a
finalização desse trabalho, algumas pessoas, foram de suma importância, pois,
todos obtiveram o primeiro lugar na criação, deste que para mim foi um dos
grandes desafios da graduação.

Assim, agradeço primeiro a Deus por ter me conduzido a este caminho,


me dando forças, sabedoria e resistência para chegar até aqui.

Aos nossos pais que sempre apoiaram nossos sonhos e nos ajudaram a
cada passo trilhado nessa caminhada. Aos nossos irmãos Marcelly Pereira e
Bruno Siqueira. Agradecemos também aos professores e orientadores desta
universidade que de certa forma foram nossa inspiração ao longo dessa
graduação. Amigos em especial Allana Basílio, Alessandra Asa Pereira, Jaqueline
Atayde, João Amaro que foram essenciais, pessoas que vamos lembrar sempre
com muito carinho. Em especial ao Orientador Celby Rodrigues Vieira Santos que
não mediu esforços em nos ajudar, principalmente quando soube que o tema do
trabalho era Atletismo.
" A Educação qualquer que seja ela, é sempre
uma teoria no conhecimento posta em prática."

Paulo Freira
RESUMO

O Atletismo e um dos esportes mais antigos e de uma grande importância dentro


da sociedade e nas aulas de Educação Físicas. O Atletismo não deve ser visto
como um esporte de competição dentro das aulas práticas na escola, pois sua
filosofia é grandiosa dentro do desenvolvimento humano, além de promover
conhecimento das provas, ele também promove conhecimento corporal, dinâmico
e ludicidade. O Atletismo é uma das poucas modalidades que envolvem todos os
movimentos motrizes desde: correr, saltar, arremessar, lançar, pular. Dessa forma
podemos analisar a importância da inserção do Atletismo nas aulas de Educação
Física escolar do primeiro seguimento escolar, para poder cultivar todo o
desenvolvimento motriz da criança, para aprimorar o desenvolvimento de futuro
adulto que domine a si próprio. Entende-se que os professores que desenvolvem
conteúdos de Atletismo em suas aulas, encontram dificuldades humanas, tais
como a falta de interesse pelas aulas de atletismo, falta de materiais e de espaço
físico, mas procuram solucionar utilizando os recursos disponíveis na escola e
também os materiais alternativos tais como: garrafas pets, canos, cordas que
possibilitam desenvolver os conteúdos do atletismo de forma mais atrativa para a
criança, pois entendem que a prática do Atletismo nas aulas de Educação Física
gera benefícios para o desenvolvimento integral da criança.

Palavras chave: “Atletismo Escolar” “Atletismo na Educação Física” “Atletismo na


Educação Física Escolar"
ABSTRACT

The Athletics is one of the oldest sport withgreat importance inside the society and
Physical Education classes. Athletics should not be seen as competitive sport in
school practical classes, because its philosophy is grandiose in the human
development. Beyond promoting activities knowledge, it also promotes body
knowledge, dynamism and playfulness. The Athletics is one of the few modalities
that involves all driving movements since running, jumping and throwing. This way
we can analyze the importance of Athletics insertion in school Physical Education
classes for Primary education to grow all child driving development, to improve the
future adult development who controls himself. We can understand that teachers
who develop Athletics contend in their classes find human difficulties, missing
interested for Athletics classes, missing materials and space are some examples.
However they try to solve these problems using available school resources and
alternative materials such as plastic bottles, pipes and ropes that provide to
develop the Athletics contend in a fun way to the children because they
understand that Athletics practice in Physical Education classes creates benefits
to the integral development of the child.
SUMÁRIO

CAPITULO I - INTRODUÇÃO ................................................................................ 9


1.1 Questão Problema ...................................................................................... 10
1.2 Hipóteses .................................................................................................... 10
1.3 Objetivos ................................................................................................. 10
1.3.1 Objetivo geral.................................................................................... 10
1.3.2 Objetivos específicos ............................................................................ 10
1.4 Justificativa .............................................................................................. 11
1.5 Relevância .............................................................................................. 12
CAPÍTULO II - ATLETISMO NA ESCOLA............................................................ 13
2.1 Desenvolvimento Cognitivo ......................................................................... 15
2.2 Desenvolvimento Motor .............................................................................. 15
2.3 Desenvolvimento Afetivo e Social ............................................................... 16
CAPÍTULO III - METODOLOGIA.......................................................................... 17
3.1 Delineamentos do Estudo ........................................................................... 17
3.2 Fontes de Informação ................................................................................. 17
3.3 Pesquisa ..................................................................................................... 17
3.4 Seleção de Estudos .................................................................................... 17
3.4.1 Critérios de inclusão ............................................................................. 18
3.4.2 Critérios de exclusão ............................................................................ 18
CAPÍTULO IV - RESULTADOS............................................................................ 19
CAPÍTULO V - DISCUSSÃO ................................................................................ 22
CAPÍTULO VI - CONCLUSÃO ............................................................................. 25
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ..................................................................... 26
9

CAPITULO I - INTRODUÇÃO

O Atletismo é importante para a formação do ser humano, sua prática lida


com os direitos e deveres para convivência em cidadania, dando aos alunos uma
ampla visão para reflexões acerca da prática na escola. O Atletismo é propagador
na melhoria das capacidades físicas e, consequentemente, no cumprimento de
tarefas cotidianas auxiliando no desenvolvimento motor, cognitivo e afetivo social
dos alunos. (OLIVEIRA, 2006)

No âmbito escolar não se deve esperar do aluno uma postura deum


atleta, ter-se-á que trabalhar (o Profissional de Educação Física) de forma lúdica
nas aulas de Atletismo para que os alunos desenvolvam suas habilidades se não
percam o interesse pela modalidade. Pode-se trabalhar com os alunos em grupos
para se socializarem e lhe proporcionarem a vivenciar a vitória e a derrota.
(MARIANO, 2012)

O Atletismo deve ser praticado nas escolas, pois é uma linguagem


coloquial, é um esporte simples, de fácil acesso e que não exige custos altos.
Com certeza dificuldades existirão, os alunos preferem jogos de bola e
inicialmente apresentam certa resistência ao atletismo, mas cabe ao profissional
ensinar de forma objetiva e clara sem se prender os obstáculos que o ambiente
pode lhe oferecer, devendo ter comprometimento e buscar fazer o seu melhor
para tornar a pratica do Atletismo nas aulas de Educação Física lúdica e aceita
pelos alunos. (MATHIESEN, 2014)

Segundo informações e declarações dos professores, por falta de


materiais nas escolas o Atletismo é excluído ou pouco oportunizado nas aulas de
Educação Física Escolar. Entretanto, segundo Mariano (2012) “os professores
esquecem que se trabalharem em parceria com os pais e a comunidade, podem
confeccionar seus próprios materiais, sendo esse, um modo alternativo e
apropriado para que sejam utilizados nas aulas. Essa parceria torna o
desenvolvimento da aula mais lúdico, dinâmico e recreativo.”
10

1.1 Questão Problema

Qual maior a dificuldade do Atletismo na Educação Física Escolar?

1.2 Hipóteses

Ho-Não existe dificuldade no desenvolvimento do Atletismo na Educação


Física Escolar.

H1-Existe dificuldade no desenvolvimento do Atletismo na Educação


Física Escolar.

1.3 Objetivos

1.3.1 Objetivo geral

Identificar se há dificuldades no desenvolvimento do Atletismo nas aulas


de Educação Física Escolar, e caso existam, apontar as principais.

1.3.2 Objetivos específicos

 Buscar em uma base de dados científica artigos que abordem o


desenvolvimento do atletismo nas aulas de educação física escolar

 Selecionar os artigos que apontam as dificuldades encontradas pelos


profissionais de educação física no desenvolvimento do atletismo na escola;

 Listar as principais dificuldades para o desenvolvimento do atletismo na


escola.
11

1.4 Justificativa

O objetivo dessa pesquisa é comprovar a importância do Atletismo na


vivencia escolar, pois segundo a proposta da Revisão bibliográfica nos remete a
compreender, quais habilidades naturais do ser humano são estimuladas pelo
desenvolvimento do Atletismo, bem como os registros dos pensamentos e
análises sobre sua incidência da modalidade na Educação Física Escolar, bem
como isso facilitaria outras atividades esportivas.

Esperamos proporcionar aos acadêmicos e profissionais de Educação


Física em geral que essa modalidade pode ser trabalhada independente do
espaço ou dos materiais, pois, acreditamos ser de suma importância para o
aprendizado dos alunos e da população em si, por ser uma modalidade que
trabalha não só o esporte em geral, mas também a disciplina, respeito, comando,
entre outros aspectos.

Dessa forma, acredita-se também que a escola possa utilizar esse


recurso de forma mais proveitosa, extraindo das brincadeiras lúdicas e demais
conteúdos que incluem atividades de atletismo para as aulas de educação física
os elementos que promovam a inclusão social e o desenvolvimento pessoal dos
alunos, estimulando e incentivando todos a desenvolverem suas habilidades
especifica, seja na corrida, arremesso, lançamento, saltos, pois, como se sabe um
bom programa de aula de educação física deve incluir a classe inteira e não
apenas aqueles alunos que se destacam no futebol, voleibol, basquete ou
handebol.

Por outro lado, o atletismo é a base inicial para o equilíbrio físico da


criança e deve ser trabalhado nas escolas, uma vez que contribui para o
desenvolvimento psicossocial. Nessa percepção, essa modalidade esportiva pode
também ser usada como um meio para ampliar o conhecimento, socialização e
ajudar os alunos a utilizarem essa aprendizagem como opção para solucionar
diversas situações cotidianas, oportunizando benefícios aprimorando habilidades
para vida, tanto atlética como pessoal. (MAGNO et. al., 2011)
12

1.5 Relevância

O presente trabalho de relevância reflexiva, social esportiva cultural, ter


uma fundamentação, entre outras, na motricidade humana.

Esperamos que essa pesquisa possa ser motivadora aos acadêmicos e


professionais de Educação Física no sentido de implantar, implementar,
desenvolver, maximizar e redimensionar o ensino do Atletismo de forma lúdica,
prazerosa e compreensiva para seus alunos. Assim como qualquer outro esporte
o Atletismo assume um papel importante na formação cognitiva e motora das
crianças e adolescentes, além de ser um esporte que proporciona para essa
clientela diversos grupos de provas, nas quais, todos possuem a oportunidade de
conhecer e experimentar dentro do âmbito escolar.
13

CAPÍTULO II – ATLETISMO NA ESCOLA

Segundo Mattheisen (2007) o correr do Atletismo não é um correr


qualquer, assim como o saltar, o arremessar e o lançar não podem ser
considerados de uma forma descontextualizada, fora do campo normativo e
técnico que envolve o Atletismo propriamente dito, sendo isso, mais importante do
que parece! Essa definição é de suma importância para que se garanta o espaço
do Atletismo no âmbito da cultura corporal.

Revendo o contexto de tornar o Atletismo atrativo para aluno deve-se


deixar de persistir na Educação Física tradicional e trazer proposta novas de
jogos com temas lúdicos transformando o Atletismo em prática social, e com isso
fazer com que o aluno vivencie o perder e o ganhar, pois esta é uma
característica clara dentro da modalidade. O Atletismo pode ser apresentado em
forma de jogos lúdicos valorizando as suas técnicas específicas. (NASCIMENTO,
2010, p.99)

As colocações dos alunos remetem à importância de se discutir esporte


dentro da sua complexidade, ressaltando a influência dos meios de comunicação
e a relação da cultura dentro das aulas de Educação Física (MACHADO;
GALATTI; PAES, 2014). Além disso, considerando o esporte como fenômeno da
cultura corporal humana, o estudo permite refletir sobre o porquê da hegemonia
de alguns esportes tradicionais em detrimento a outros, pouco discutidos ou não
socializados, principalmente no espaço escolar.

Dessa forma aponta alguns princípios que precisam ser discutidos e


respeitados na ação pedagógica. Entre eles, destacam-se o “conceitual” que
compreende as diferenças entre atividade natural e o desporto Atletismo; o
“maturacional”, que indica as diferenças entre o Atletismo das crianças e o do
adulto, e o princípio da “ludicidade” que sinaliza seu processo de ensino-
aprendizagem como concreto, significativo e absolutamente lúdico através do
jogo. (SOUZA 2014)
14

Considerando o Atletismo conhecido pelos alunos da turma participante,


pode-se compreender que para inserção de uma cultura de movimento
diversificada, a escolha dos conteúdos perpassa pelo profissional de Educação
Física no ambiente escolar. Essas indicações estão em consonância com o que
propõem Darido e Rangel (2008), que, uma vez entendida a funcionalidade da
modalidade de uma forma institucionalizada, é possível resinificar e construir
novos sentidos para sua prática, privilegiando diferentes experiências a partir do
que se tem conhecimento. Alguns relatos nos condicionam a essa reflexão, tendo
em vista que nas aulas de Educação Física Escolar, o clamor discente tem sido
pelo futebol. Porém, neste estudo, com a proposta desenvolvida baseada no
Atletismo, os depoimentos indicam pistas para que esse esporte possa também
criar a seguinte cultura:

Na verdade, o ensino do Atletismo em ambiente escolar depende,


sobretudo, da iniciativa docente, pois apesar dos fatores indicados na literatura,
que contribuem para sua exclusão, todos são possíveis de serem minimizados
por meio de adaptações nos espaços e dos materiais a serem utilizados na
aprendizagem. (SOUZA, 2014)

Portanto, a motivação do profissional docente será o fio condutor para a


significação e a introdução do ensino do Atletismo no ambiente escolar.
(MATTHIESEN, 2005; IORA, MARQUES, 2013)

As manifestações dos alunos mostram a importância ao favorecer o êxito


no processo de ensino quando oportuniza a adesão a essa prática esportiva. No
processo de iniciação esportiva, percebe-se que a motivação com a prática
direciona a criança a uma exposição para receber elogios e de se destacar, entre
outros participantes. (BETTEGA et al., 2015)
15

2.1 Desenvolvimento Cognitivo

O Atletismo na sua prática esportiva auxilia o amadurecimento social e


emocional envolvendo os aspectos cognitivos, afetivos e sociais; por ser uma
esporte base, a corrida, o salto, o arremesso e os lançamentos ajudam o
desenvolvimento das crianças podendo transformar, pela sua prática, em um
adulto ágil e habilidoso. O Atletismo coopera na boa forma do aluno evitando o
sobre peso e a obesidade por liberar energia, ajuda também no funcionamento do
cérebro e melhora o raciocínio, desenvolvimento muscular e na flexibilidade. Na
infância onde deve se iniciar hábitos saudáveis onde os jovens aceitam as
aprendizagens e com auxílio do profissional de Educação Física e de forma
adequada ensinar a prática dessa modalidade aos alunos. (GOMES, 2008 apud
FERREIRA, 2012)

2.2 Desenvolvimento Motor

O Atletismo é uma modalidade fantástica, pois possibilita ao praticante


desenvolver suas diferentes habilidades em um único esporte. “[...] o trabalho com
crianças é um bom começo para o ensino desta modalidade que envolve
habilidades motoras por elas utilizadas cotidianamente.” (MATTHIESEN, 2005,
p.16)

O Atletismo tem importante contribuição no desenvolvimento corporal e


psicológico de quem o pratica, principalmente crianças e adolescentes, quando se
faz necessária à diversidade de movimentos. Por tais características, evidencia-se
a contribuição desse esporte em função de suas ações motoras estarem
presentes em diversas das suas disciplinas esportivas, colaborando para a
difusão esportiva em âmbito global e fortalecendo a relação do Atletismo como
esporte de base. (NASCIMENTO, 2005)

O desenvolvimento motor é um processo ininterrupto e moroso, que se


apresenta no comportamento motor do indivíduo. Este processo de
16

desenvolvimento e alterações na motricidade ocorre durante toda a vida do ser


humano, e é mais preciso nos primeiros anos de vida do indivíduo. Essas
alterações motoras ocorrem conforme o diálogo entre as necessidades do
indivíduo, as condições do local em que este está ou será incluído e as tarefas a
serem realizadas. (GALLAHUE; OZMUN, 2005)

Já segundo Vieira (2009, p.23) tem como significado o movimento


humano no processo de desenvolvimento e aprendizado, do nascimento até a
morte, crescente em todos os aspectos: físico, mental e social, “cada momento da
vida é uma continuação do momento anterior, embora modificado”

2.3 Desenvolvimento Afetivo e Social

As atividades lúdicas são de suma importância para o crescimento


pessoal, pois além de melhorar a autoestima, desenvolve uma grande
demonstração de cooperação, aceitação e divertimento. Na prática do Atletismo o
profissional pode utilizar desde recursos humanos até a adaptação e manipulação
de materiais alternativos a partir de sucatas, proporcionando aos alunos verificar a
estreita relação com o seu cotidiano. Neste enlace, traz resultados
surpreendentes no campo motor, afetivo, social e cognitivo, pois permite instigar a
imaginação, e construções do conhecimento, através de aulas atraentes e
expansão da prática do Atletismo tanto dentro da escola como fora da escola.
(MATTHIESEN, 2005)

De acordo com Oliveira (2006) o Atletismo escolar nas práticas das suas
modalidades deve se proporcionar alegria para os alunos, estímulos, desafios
para o mesmo apreciarem o esporte e começar a gostar da prática dele e com
isso começar a praticar exercícios físicos para ter discernimento de superar os
erros e acertos tornando claros os interesses dos alunos, auxiliando a serem
críticos e capazes de decidir e agir perante a sociedade como cidadãos.
17

CAPÍTULO III - METODOLOGIA

3.1 Delineamentos do Estudo

Para realização desse estudo decidiu-se por um desenho metodológico


de Revisão de Literatura. Essa é uma técnica de pesquisa descritiva que é
utilizada com frequência pela área de Educação. (THOMAS, NELSON e
SILVERMAN, 2012)

3.2 Fontes de Informação

Os artigos foram consultados no Google Acadêmico (que é um sistema de


buscas que oferece ferramentas específicas para encontrar artigos científicos,
teses de mestrado e/ou doutorado, livros, materiais produzidos por organizações
profissionais e acadêmicas). A pesquisa foi realizada dentro do período novembro
de 2017.

3.3 Pesquisa

Serão utilizadas nos respectivos mecanismos de busca, em português, as


seguintes palavras chaves: “Atletismo escolar”. Serão feitas buscas adicionais a
partir das referências dos trabalhos selecionados.

3.4 Seleção de Estudos

Os estudos serão selecionados mediante critérios de inclusão e exclusão


pré-estabelecidos, os quais levarão em consideração se o estudo aborda o tema
de interesse para a investigação no título ou resumo, se seus autores são
relativamente conhecidos, e se foi publicado no período e no idioma selecionado
18

para a investigação pelos pesquisadores, que são respectivamente, entre 2017 e


2017, e português. Quando qualquer pergunta tiver como resposta uma negação,
o determinado estudo será ser excluído da revisão.

3.4.1 Critérios de inclusão

Serão inclusos estudos somente em português, cujos títulos e resumos


demonstraram uma ligação com atletismo na Educação Física Escolar, sendo
escolhidos preferencialmente aqueles cujos autores são relativamente
conhecidos.

3.4.2 Critérios de exclusão

Serão excluídos estudos que tenham sido publicados antes do ano de


2017, bem como aqueles cuja maioria das fontes sejam demasiadamente antigas,
dessa mesma forma, aqueles que apresentam evidências que não possuem
consenso sobre a sua eficácia (métodos e abordagens).
19

CAPÍTULO IV - RESULTADOS

Registros adicionais
Registros identificados através de
identificados através
Identificação pesquisa de banco de dados:
de outras fontes
Google acadêmico: 24 ocorrências
(n = 0)

Depois de removidos os registros


duplicados (n= 0)

Registros excluídos
Rastreio (N = 14)
Registros Selecionados Análise do Título
(N=10) (n = 10)
Análise do Resumo
(n = 03)

Artigos de texto completo avaliados Artigos Completos


Elegibilidade
para elegibilidade (n = 10) excluídos (n=01)

Estudos incluídos na síntese qualitativa


Incluídos
(n = 06)
Figura 1. Diagrama de fluxo dos estudos selecionados

Acima é apresentado o fluxograma (FIGURA 1) com o resultado do


processo de levantamento e seleção do material científico constante desta
pesquisa. Abaixo o Quadro 1, com os resumos dos trabalhos selecionados.
20

Quadro 1. Resumo dos trabalhos selecionados para revisão de literatura.


Autor Objetivo Design Resultados Principais

O propósito deste artigo foi


mostrar a importância do
Gabriel Atletismo e com isso lançar
Katayama algumas estratégias para sanar Foi produzido um material
Passini, as dificuldades de se aplicar a Artigo de didático, para auxiliar nas
Sara modalidade na escola, Revisão aulas de forma dinâmica e
Quenzer utilizando pesquisas de artigos, inovadora.
Matthiesen vídeos, para que se formasse
um material didático
interessante para as escolas.

Neste estudo, o objetivo foi ver


como o ambiente físico e a
disponibilidade de materiais
existentes que podem contribuir Os professores encontram
Vanderlei para trabalhar o Atletismo com dificuldades humanas, tais
Lopes da crianças e adolescentes nas como a falta de interesse
Pesquisa
Silva escolas e também diagnosticar na aula, falta de material,
Experimental
as metodologias adotadas pelos espaço, mas procuram
(2017) professores e os motivos para o solucionar com materiais
desenvolvimento do Atletismo alternativos.
na escola para o
desenvolvimento geral da
criança.

Flórence Esse estudo teve como


Rosana A conclusão desse estudo
intenção oferecer um curso de
Faganello proporcionou aos
formação continuada de
Gemente professores a troca de
professores, direcionando para Pesquisa
experiência, a construção
Sara o Atletismo Escolar, visando a Experimental
de conhecimentos que
Quenzer grande contribuição da
contribuíram para a
Matthiesen( modalidade para o
superação de dificuldades.
2017) desenvolvimento da criança.

Essa pesquisa foi feita num


A dificuldade da
Silas José intuito de analisar por que o
modalidade Atletismo se
Morais do Atletismo é tão negligenciado
colocada em prática nas
Nascimento pelos professores nas aulas de
escolas é ainda um grande
e Paulo Educação Básica, expondo Artigo de
desafio. Notou-se as
Fernando situações e possibilidades de Revisão
estruturas ruins, a falta de
Valois de alternativas que ajudem os
interesse de alunos e
Azevedo professores a começar a
professores; Só o esporte
(2016) trabalhar essa modalidade em
coletivo tem vez.
suas aulas.
21

Keila
Grauciele
de Almeida
A maioria dos professores
Jeniffer Essa pesquisa objetiva apurar trabalha Atletismo em suas
Daiane se o Atletismo está sendo Pesquisa aulas, principalmente para
Kordel trabalhada nas escolas Experimental desenvolver as habilidades
Clóvis estaduais de Imbituva – PR. motoras básicas dos
Marcelo alunos.
Sedorko
(2017)

Rodolfo da
Silva Rosa,
Edison
Roberto de O objetivo foi pegar alunos de O resultado foi muito
Souza, Felipe escola pública que entusiasmo, uma prática
Goedert desconheciam a modalidade, diferente das modalidades
Pesquisa
Mendes, foram ministradas 24 aulas e no com bola e ajudando de
Experimental
Raquel final saberiam se aquilo alguma forma para que
Wandscheer modificou em alguma coisa na criassem uma mentalidade
e Ana Flávia vida deles. de cidadão do bem.
Backes
(2017)
22

CAPÍTULO V - DISCUSSÃO

Mediante aos artigos foi claro perceber a importância do atletismo no


âmbito escolar. A quantidade de resultados encontrados por meio das buscas
feitas segundo os critérios definidos na pesquisa, é reflexo da pouca
representação do Atletismo na Educação Física Escolar. De acordo com os
autores dos artigos onde cada um enfatiza o esquecimento do atletismo nas
escolas, com isso poderemos analisar a ideia de cada autor selecionado.

O motivo disso é entre outros fatores “estrutura física, falta de


profissionais capacitados e pouca disponibilidade de materiais para a prática, a
negligencia dos alunos e da sociedade com o todo visto que o atletismo e um
problema mas cultural que social, o que dificulta o acesso à informação.

Mediante aos autores poderemos analisar tal síntese.

Embora seja um esporte popular, a prática do atletismo aparentemente é


pouco difundida nas aulas de Educação Física escolar. “O atletismo é
considerado um conteúdo clássico da Educação Física, mas, é pouco difundido
nas escolas e clubes brasileiros”. (MATTHIESEN, 2012)

Porém, em algumas aulas de Educação Física nota-se, muitas vezes, que


o esporte se limita apenas ao ensino de algumas modalidades esportivas. Quase
sempre, as selecionadas são as modalidades coletivas, como o basquete, o vôlei,
o futebol/futsal e o handebol (DARIDO; RANGEL, 2005), o que,
consequentemente, acaba deixando de lado outras modalidades, a exemplo do
atletismo. (MATTHIESEN, 2007; LEITE, 2010)

Segundo Mariano (2012) essa criatividade é importante, pois o atletismo


não beneficia somente o desenvolvimento físico, mas aumenta as relações
pessoais entre os participantes, desenvolve o autocontrole e aumenta a
concentração.
23

Embora seja um esporte popular, a prática do atletismo aparentemente é


pouco difundida nas aulas de Educação Física escolar. “O atletismo é
considerado um conteúdo clássico da Educação Física, mas, é pouco difundido
nas escolas e clubes brasileiros”. (MATTHIESEN, 2012)

Outro fator que dificulta o entendimento do atletismo para além do esporte


de alto nível são os trabalhos superficiais que acabam negligenciando parte de
seu conteúdo, contemplando apenas as provas de corridas, as de saltos menos
complexas, algumas vezes, as de arremesso de peso, sem que conheçam ou
discutam sobre sua história, sua inserção na mídia, seu vínculo com as
tecnologias, acarretando um conhecimento restrito acerca destas modalidades
esportivas. (MARQUES; IORA, 2009; CALVO; MATTHIESEN, 2012; PEDROSA et
al., 2010)

De acordo com Reverdito e Scaglia (2009) o ensino do esporte no


ambiente escolar não deve ser empreendido como uma cópia do modelo de
esporte profissional, de rendimento, o qual apresenta como preceito geral a
máxima performance.

Na verdade, o ensino do atletismo em ambiente escolar depende,


sobretudo, da iniciativa docente, pois apesar dos fatores indicados na literatura,
que contribuem para sua exclusão, todos são possíveis de serem minimizados
por meio de adaptações nos espaços e dos materiais a serem utilizados na
aprendizagem. (SOUZA, 2014)

Ao constatar que a maioria dos estudantes do Curso de Educação Física


tem seu primeiro contato com o atletismo durante seu processo de formação
profissional, portanto, apenas no Ensino Superior. (CALVO, 2005)

Colaborando com esse pensamento toda via alguns profissionais não dão
essa introdução do atletismo nos ensinos básicos das aulas de educação física
escolar por falta de material e espaço físico, por isso o valor do atletismo vem si
perdendo, mas devemos nos lembrar da minoria que não dão tanto valor a algo
físico e por isso usam matérias alternativos, e importante que o docente entenda
24

que o fato de dar o atletismo na escola não quer dizer que ele esteja formando um
atleta e sim um indivíduo mais autônomo e consciente do seu movimentos
corporal. Articulam que para alcançar seu objetivo o professor precisa estar
aberto a compreender que cada escola é diferente, e responde de forma diferente
aos estímulos apresentados aos alunos pois alguns irão si identificar com
modalidade mais outros nem tanto, sendo necessário assim a experimentação de
novas estratégias para dessa forma obter os resultados esperados. Apesar disso,
esses motivos não são plausíveis para deixar de lado o ensino do atletismo nas
escolas, a começar pelo objetivo da Educação Física que, como se sabe, não é o
de treinar atletas de alta performance, de modo que sua prática não necessita,
obrigatoriamente, de espaços e materiais oficiais.
25

CAPÍTULO VI - CONCLUSÃO

Concluímos, considerando a análise do Quadro 1 – Resumo dos


Trabalhos Selecionados (página 20 e 21) que apesar da inexistência de materiais,
desinteresse profissional, instalações precárias, espaço próprio e concorrência
com os esportes com bola, ainda assim comprovamos a H1, existe dificuldade no
desenvolvimento do Atletismo na escola, pois os dados da pesquisa experimental
possibilitou sua praticidade.
26

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DA ROSA, Rodolfo Silva et al. ATLETISMO VAI À ESCOLA... OLHARES


DISCENTES SOBRE A EXPERIÊNCIA DE ENSINO. Pensar a Prática, v. 20, n.
Disponível em:

https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/42088/pdf Acesso em: 02 de dez 2017.

DO NASCIMENTO, Marilândia. Contribuições da inclusão do atletismo no


currículo escolar do ensino fundamental. Ágora: revista de divulgação
científica, v. 17, n. 2, p. 94-108, 2012. Disponível em:
http://www.periodicos.unc.br/index.php/agora/article/view/185/248 Acesso em: 15
nov. 2017.

GRAUCIELE, K. DAIANE, J. e MARCELO, C. O Desenvolvimento do Atletismo


nas Aulas de Educação Física das Escolas Estaduais de Imbituva-PR. XV
Jornada Científica dos Campos Gerais. Disponível em:
http://iessa.edu.br/revista/index.php/jornada/article/view/261/109 . Acesso em: 12
nov. 2017.

JOSÉ, S. FERNANDO, P. Atletismo Na Escola: dificuldades e possíveis


alternativas para a sua prática nas aulas de Educação Física escolar na educação
básica. Artigo de Revisão. Disponível em:
http://repositorio.asces.edu.br/bitstream/123456789/463/1/Artigo%20final.pdf .
Acesso em 02 dez. 2017.

KATAYAMA, G.;QUENZER, S. Sobre a Produção de Material Didático para o


Ensino do Atletismo na Escola com Auxílio das Tecnologias da Informação
e Comunicação. Passini&Matthiesen.Arquivos em Movimento. Disponível em:
https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/11147/pdf_79. Acesso em: 12 nov.
2017.
27

LOPES, V. O Atletismo Escolar: Olhares Docentes Sobre o Ensino do Conteúdo


em Escolas de Florianópolis-SC. Trabalho de Conclusão de Curso. Disponível
em:
http://150.162.242.35/bitstream/handle/123456789/177955/TCC%20FIM%2004-
07.pdf?sequence=1&isAllowed=y . Acesso em: 15 nov. 2017.

NERES, Ailson Souza. A prática do atletismo como fator de desenvolvimento das


habilidades motoras. 2014. Disponível em:
http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/4173/1/MD_EDUMTE_VII_201
4_2.pdf Acesso em: 09 nov. 2017.

ROSANA, F. e QUENZER, S. Formação continuada de professores: construindo


possibilidades para o ensino do atletismo na Educação Física escolar. Educar em
Revista. Disponível em:

http://revistas.ufpr.br/educar/article/view/49226/33239 . Acesso em: 10 nov. 2017.

SANTOS, Leandro Carvalho; CRUZ, Adelmax Pedral. ATLETISMO DA ESCOLA:


a importância do professor de Educação Física na prática pedagógica. Anais dos
Encontros Pernambucanos dos Estudantes de Educação Física, v. 1, n. 1,
2015.

SILVA, R.;ROBERTO, E.GOEDERT, F.;WANDSCHEER, R;BACKES, A.F. O


Atletismo Como Conteúdo Vai À Escola: Olhares Discentes Sobre A Experiência
De Ensino. Revista Pensar a Prática. Disponível em:
https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/42088/pdf . Acesso em: 12 nov. 2017.