Você está na página 1de 2

Ao direito social ao gozo do tempo livre para uma atividade livre, que permite a

produção e o usufruto da arte, da literatura, da música; daquilo que convencionamos


chamar de cultura.
Esta explicitação está relacionada à denúncia
constante de que a classe trabalhadora, no século XIX, estava impedida de acessar e
usufruir deste gozo, reconhecido como o reino da liberdade passível de ser conquistado
apenas quando findas as demandas decorrentes das necessidades de produção da
existência.
A produção da existência é, assim, uma sucessão contínua de produção
de condições de satisfação de necessidades que complexificam-se em novas
necessidades
que geram nova produção. As práticas, as políticas e a produção do conhecimento são a
expressão da tentativa de universalizar a satisfação de necessidades do ser em relações
históricas determinadas pelo estágio de desenvolvimento das forças produtivas. É desta
forma que o capitalismo, pela primeira vez na história, coloca a problemática da
possibilidade de acesso ao direito social ao gozo do tempo livre para uma atividade
livre
para aqueles que efetivamente realizam o trabalho que permite a existência social e a
produção do capitalismo como modo hegemônico de organizar a produção da existência.

9
A palavra lazer vem aparecendo em frequência cada vez maior
Termo carregado de preconceitos: caracter supérfluo das atividades, contrapondo-se à
nossa situação econômica, utilização como instrumento ideológico, contribuindo para o
mascaramento das condições de dominação nas relações de classe.
Lazer: redução à experiencias individuais vivenciadas num contexto mais abrangente na
sociedade de consumo, implica em redução do conceito a visões parciais restritas a
conteúdos de determinadas atividades
PESCARIA JARDINAGEM FUTEBOL – são atividades de lazer, mas podem ser de
trabalho
O entendimento de lazer não pode ser resumido ao conteúdo da ação – essa
característica não é suficiente para explica-lo
TEMPO DE ATITUDE
ATITUDE- relação entre sujeito e atividade- prazer, satisfação provocada pela
atividade. OBRIGACAO
TEMPO- atividade desenvolvidas fora do tempo do trabalho, ou tempo livre, não só das
obrigações profissionais, mas familiares, sociais e religiosas. TEMPO DISPONIVEL
Tempo de lazer- controle social- morte ao lúdico
ATITUDES – não tem relação apenas com o prazer
TEMPO- tem relação com o tempo disponível e não apenas com o tempo do não
trabalho
SIGNIFICADO DO LAZER I- atividades recreativas ou de massa
Visão parcial e limitada das ativ de lazer- valores relacionados ao lazer (higiene
mental):descansar, recuperar as energias, distrair-se, entreter-se, recrear-se—
DESCANSO E DIVERTIMENTO são valores comumente atribuídos ao lazer
Outra possibilidade: DESENVOLVIMENTO PESSOAL E SOCIAL que o lazer enseja.
POSSIBILIDADE DE ESCOLHA e caracter DESINTERESSADO DO LAZER, são
suas características básicas.—
Praticas compulsivas, ditadas por modismos, presença do componente da produtividade
Entender o lazer atrelado a outras esferas da vida social= equívocos: fuga, fonte de
alienação ou consumo
TENSOES
LAZER- ANTILAZER- P.16
CONTEUDO DO LAZER- distinção entre o que se busca predominantemente nas
atividades de lazer
OUTRA CARACTERISTICA DO LAZER: OPÇÃO
AREAS INTERESSE: ARTISTICOS, INTELECTUAIS, FISICOS, MANUAIS,
TURISTICOS E SOCIAIS