Você está na página 1de 44

GUIA DEFINITIVO

PARA PARAR DE FUMAR

Por Alberto Steinberg & Lilian Brunstein


Terapeutas Seniores de Allen Carr’s Easyway International
Equipe São Paulo / Brasil
Página 2 de 44

SUMÁRIO

Introdução: O que você realmente precisa saber sobre a nicotina


se você quer parar de fumar ...................................................................... pg 03

PRIMEIRA PARTE: 5 MITOS SOBRE O VÍCIO EM NICOTINA

1: Os 5 Grandes Mitos.................................................................................. pg 05
2: Mito nº 1: Fumar é um hábito ................................................................ pg 07
3: Mito nº 2: Uma vez um fumante, sempre um fumante ...................... pg 10
4: Mito nº 3: Você tem de sofrer com os sintomas da abstinência
quando você para de fumar ............................................... pg 11
5: Mito nº 4: O vício físico na nicotina torna difícil parar de fumar ....... pg 14
6: Mito Nº 5: A nicotina não é prejudicial ................................................. pg 16

SEGUNDA PARTE: COMPARAÇÃO ENTRE OS MÉTODOS PARA PARAR DE


FUMAR

7: Comparação entre os métodos para parar de fumar ...................... pg 18


8. Força de Vontade .................................................................................. pg 20
9. Placebos .................................................................................................. pg 22
10. Terapia de Reposição de Nicotina ....................................................... pg 24
11. Zyban (bupropiona) ................................................................................ pg 27
12. Champix ................................................................................................... pg 28
13. Acupuntura .............................................................................................. pg 31
14. Serviço Público de Saúde do Governo ................................................ pg 32
15. O Método Allen Carr’s Easyway Para Parar de Fumar ................................ pg 36
16. Resultados dos Seminários Allen Carr’s Easyway ........................................ pg 38
Página 3 de 44

INTRODUÇÃO

O que você realmente precisa saber sobre a nicotina


se você quer parar de fumar?

Esse documento foi criado com a finalidade de ajudar fumantes que


gostariam de parar de fumar. Ele também ajudará aqueles que ainda não
se sentem prontos para dar o passo sobre se devem tomar a decisão de
parar.

Eu recomendo que não fumantes que gostariam de apoiar seus amigos e


entes queridos a parar também o leiam.

É muito importante que você leia as páginas a seguir minuciosamente,


cuidadosamente e com toda a atenção, porque seu entendimento
precisa ser construído progressiva e sistematicamente.

No momento em que você chegar ao final, você compreenderá alguns


aspectos chaves do fumo e compreenderá como você será capaz de
parar de fumar.

Esse documento não é uma terapia para parar de fumar em si mesmo.


Você não será capaz de parar de fumar meramente lendo-o.

No entanto, a informação aqui apresentada é um conhecimento


fundamental que ajudará você a escapar da armadilha do fumo
facilmente, sem dor e permanentemente.

Então, vamos dar uma olhada em alguns dos mitos sobre a nicotina. Você
precisa compreender como o vício funciona, de forma que você possa
aprender como evitar sofrer com a síndrome de abstinência. Não se
preocupe, é fácil e você pode apreciar o processo desde o começo!
Página 4 de 44

PRIMEIRA PARTE

5 MITOS SOBRE
O VÍCIO EM NICOTINA
Página 5 de 44

5 Mitos sobre o Vício em


Nicotina

OS 5 GRANDES MITOS

1. Fumar é um hábito

2. Uma vez um fumante, sempre um fumante

3. Você tem de sofrer com a síndrome de abstinência quando para

4. O vício físico na nicotina torna difícil parar de fumar

5. A nicotina não é prejudicial

Antes de nós começarmos a discutir cada mito um por um, vamos


descobrir mais sobre como a armadilha da nicotina funciona.

A nicotina, um componente oleoso incolor, é a droga contida no tabaco


que vicia você no cigarro. É a droga viciante mais rápida conhecida da
humanidade, e somente um único cigarro pode te viciar.

Cada tragada em um cigarro transmite, via pulmões para o cérebro, uma


pequena dose de nicotina que age mais rápido que a dose de heroína
que um viciado injeta em sua veia. Se houver para você vinte tragadas
em um cigarro, você recebe vinte doses da droga com apenas um
cigarro.

A nicotina é uma droga de ação rápida, e seus níveis na corrente


sanguínea caem rapidamente para aproximadamente metade trinta
minutos após se fumar um cigarro e a um quarto dentro de uma hora. Isso
explica porque a maioria dos fumantes fumam em média vinte cigarros
por dia.

Essa informação é tão importante que você deveria lê-la novamente e


absorvê-la completamente.
Página 6 de 44

Assim que o fumante apaga o cigarro, a nicotina rapidamente sai e o


corpo sente falta da droga.

Nesse ponto eu preciso desfazer uma ilusão comum que os fumantes têm
sobre a abstinência. Os fumantes pensam que a abstinência é o terrível
trauma que eles sofrem quando tentam ou são forçados a parar de fumar.
Na verdade, isso é puramente mental – o fumante se sente privado de seu
prazer ou apoio. Eu vou me aprofundar sobre isso mais adiante.

A abstinência física da nicotina é tão sutil que a maioria dos fumantes vive
e morre sem sequer perceber que são viciados numa droga. Quando nós
usamos o termo ‘viciado em nicotina’ nós pensamos que apenas “temos o
hábito” de fumar.

Sete segundos após se acender um cigarro, nova nicotina é fornecida e o


incômodo acaba, resultando numa sensação de relaxamento e
confiança que o cigarro aparenta dar ao fumante.

No começo, quando nós estamos aprendendo a fumar, a abstinência e


seu alívio são tão leves que nós não estamos nem mesmo cientes de sua
existência. Quando nós começamos a fumar regularmente, pensamos
que é porque passamos a apreciar os cigarros ou porque criamos o
‘hábito’. A verdade é que nós já estamos viciados, mas não percebemos
isso. Nós criamos um pequeno monstro de nicotina dentro de nossos
estômagos e a toda hora nós temos de alimentá-lo.

Todos os fumantes começam a fumar por razões estúpidas. Ninguém tem


de fumar. A única razão pela qual qualquer um continua a fumar, seja ele
um fumante casual ou pesado, é para alimentar esse pequeno monstro.

Agora nós podemos falar sobre o primeiro mito:


Mito Nº 1: Fumar é um hábito
Página 7 de 44

Mito Nº 1: Fumar é um hábito

O fumo não é um hábito. É vício em nicotina. A ciência médica categoriza


o fumo como um vício e uma doença. Se fosse meramente um hábito,
você acharia fácil mudar de hábito. Você pode dirigir 40 anos um carro
mecânico e quando pega um com câmbio automático se adapta a ele
quase que imediatamente sem problemas. Hábitos são fáceis de se mudar
se você tiver o desejo de fazer isso.

A maioria dos fumantes tem horror a drogas, no entanto é exatamente isso


o que são: viciados em drogas. Felizmente, é uma droga fácil de ser
vencida (contanto que você saiba como), mas você precisa primeiro
aceitar que você é um viciado. Isso é importante. A não ser que você
aceite isso, você não vai ter sucesso.

Antes de nós começarmos a fumar, nosso corpo é completo. Quando nós


fumamos, nós forçamos a nicotina para dentro de nosso sistema, e
quando nós apagamos o cigarro e a droga começa a sair, nosso corpo
experimenta a abstinência – não dor física, só uma sensação de vazio. Nós
mal nos damos conta dela, mas é como uma torneira pingando dentro da
gente. Nossa mente racional não compreende isso. Tudo o que a gente
sabe é que a gente quer um cigarro, e quando a gente acende um, essa
ânsia se vai, e nesse momento nós nos sentimos contentes e confiantes
novamente, exatamente como nós éramos antes de nós nos tornarmos
viciados. No entanto, isso não é satisfação REAL, é meramente o fim de
um período de insatisfação causada pela abstinência da nicotina após o
cigarro anterior. O que é mais importante, essa FALSA satisfação é
somente temporária, porque, para que alivie a ânsia, você tem de
colocar mais nicotina dentro do seu corpo ao ter de acender outro. Assim
que você apagar este outro cigarro, a ânsia recomeça novamente, e
assim a escravidão continua. É uma escravidão para a vida toda – a
menos que você rompa o ciclo.

Quando eu pergunto aos fumantes porque eles fumam, eles


frequentemente me respondem: “Porque eu aprecio o gosto do cigarro”.

Quando eu era um fumante eu dizia o mesmo, e esse é um exemplo


clássico de como (como fumantes), nós sofremos lavagem cerebral para
acreditar em todo tipo de coisas sobre o fumo que são na realidade
meras ilusões.
Página 8 de 44

Afinal de contas, se eu ficasse sem a minha marca usual e só pudesse


encontrar uma que eu achasse desagradável, será que eu não fumaria?
De jeito nenhum! Eu fumaria qualquer coisa, mesmo se o gosto fosse
horrível. Eu aposto que você também faria o mesmo. Então eu
obviamente não estava fumando por causa do gosto.

Talvez você não saiba que as companhias de tabaco misturam seu


tabaco com outros 599 produtos químicos.

Esses componentes adicionais formam 10% do peso de cada cigarro.

Porque eles são adicionados ao tabaco?

Existem duas razões principais:

1) Para tornar o fumo menos intragável.

2) Para tornar a absorção da nicotina mais efetiva.

Produtos químicos são adicionados para fazer o tabaco queimar mais


efetivamente. Outros compostos são adicionados para reduzir o gosto
desagradável e a irritação de inalar a fumaça para dentro de seus
pulmões.

Mesmo assim, o primeiro cigarro que nós um dia fumamos ainda nos
parece horrível e leva algum tempo até que a gente se acostume a ele.
Na verdade, nós temos de passar por um processo de aprendizado
apenas para desenvolver uma tolerância ao gosto horrível e ao mau
cheiro de qualquer marca que nós estejamos aprendendo a fumar.
Curiosamente, você vai encontrar somente três ingredientes listados na
embalagem dos seus cigarros: 1) alcatrão 2) nicotina 3) monóxido de
carbono.

Onde está a lista de todos os outros ingredientes? Por que eles também
não estão incluídos? Por que não constam amônia, metanol, metano,
butano e acetil – apenas para citar alguns dos produtos químicos que são
adicionados ao tabaco – na lista dos ingredientes?

Isso é estranho, porque no supermercado você vai constatar que os


ingredientes de todo produto alimentício são discriminados um por um em
Página 9 de 44

sua embalagem, inclusive todos os tipos de preservativos ou colorantes


artificiais e químicos flavorizantes.

É claro, cigarros não são alimento. Por outro lado, seus ingredientes são
levados para dentro do seu corpo da mesma maneira, então seria bom
saber exatamente quais ingredientes são esses. Tenha em mente que no
Brasil 81% do preço de um maço de cigarros vai para o governo na forma
de impostos. Veja em:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/observatorio_controle_tabac
o/site/status_politica/precos_impostos

Será que é por causa disso que as companhias de tabaco se


livram de listar precisamente os ingredientes em seus maços?

Então, enquanto você está fumando seu próximo cigarro, lembre-se que
isso não é um hábito, e sim o vício em nicotina. Nós nos tornamos viciados
em nicotina em primeiro lugar, e então passamos a habitualmente fumar a
fim de alimentar esse vício. Felizmente, o vício é fácil de ser quebrado
contanto que você use o método correto.
Página 10 de 44

Mito Nº 2: Uma vez um fumante,


sempre um fumante

Esse talvez seja o mito mais danoso de todos, porque ele sugere que você
nunca vai poder se tornar completamente livre. Ele é resultado da crença
de fumantes que pararam usando o método da força de vontade e
percebem que continuam a desejar os cigarros meses ou até mesmo anos
depois de parar.

Uma vez eu parei por seis meses pelo método da força de vontade e
ainda estava subindo pelas paredes. No entanto, quando eu finalmente
parei da forma correta foi fácil, e eu nunca mais senti falta de fumar
desde então. Isso quer dizer que você pode se sentir completamente livre
se você usar o método correto, você não tem de sentir falta deles, e você
pode apreciar ser um não fumante desde o início e pelo resto da sua vida.

Entre nossos clientes há inúmeros ex-fumantes que agora acham a


fumaça do cigarro tão repulsiva quanto alguém que nunca fumou na
vida, e acham difícil de acreditar que costumavam fumar.
Página 11 de 44

Mito Nº 3: Você tem de sofrer com os


sintomas da abstinência quando
você para de fumar

A ideia de que parar de fumar é acompanhada por sintomas de


abstinência físicos ruins é tão difundida que você está desculpado por
assumir que isso é um fato científico. Não é.

A nicotina deixa o corpo muito rápido – a maior parte dela dentro de


poucas horas. A abstinência física é muito leve, não causa dor nenhuma e
somente é perceptível pelos primeiros poucos dias. Essa é outra importante
parte da informação:

A abstinência física da nicotina não envolve dor alguma e dura apenas


alguns dias.

Muita gente me pergunta “Se isso for verdade, porque é tão difícil parar?”

Por que a maioria dos fumantes parece achar impossível se libertar dos
cigarros? E por que eles (provavelmente incluindo você no passado) se
sentiram tão mal quando tentaram parar? Tão nervosos, tensos, irritados e
com raiva?

A explicação para isso reside no processo mental que nós passamos


quando tentamos parar usando a força de vontade.

Não é dor física o que sentimos. É um sentimento de perda, uma sensação


psicológica de privação. Os sintomas realmente desagradáveis são na
verdade causados por esse sentimento e de como você reage a eles.

Então, há dois aspectos do vício. Há um vício químico em nicotina, o qual


eu já expliquei, e (mais importante), há também um vício mental ou
psicológico. Eu havia descrito o vício físico como um Pequeno Monstro no
corpo. Eu descrevo o vício mental como o Grande Monstro na mente. O
Grande Monstro é resultado da forma com a qual nós reagimos ao
Pequeno Monstro, e à lavagem cerebral a qual todos nós somos
submetidos sobre o fumo, que leva à equívocos e ilusões sobre os
Página 12 de 44

benefícios que nós obtemos do fumo, tais como gostar do gosto ou que
ele alivia o stress.

Assim como todos os fumantes, você criou suas próprias associações, tais
como: ‘É impossível curtir um cafezinho sem o cigarro’, ou ‘Eu adoro um
cigarro depois das refeições’. Esse tipo de coisa se tornou tão entranhado
em sua vida, que você acredita que seria um enorme sacrifício ser privado
delas, não é mesmo?

Esses exemplos são parte do vício mental.

E a menos que nós primeiro removamos a lavagem cerebral, os equívocos


e as ilusões, nós iremos achar difícil parar.

Até lá existirá um cabo de Guerra louco operando dentro de nossa


cabeça.

Cabo de Guerra Mental


Eu devo parar Mas:
porque:
Ele está me matando Ele é meu pequeno
Prazer/recompensa
Ele está me custando Ele é meu pequeno apoio
uma fortuna
Ele é sujo e nojento Eu não posso aproveitar
a vida sem ele
Ele é antissocial Ele alivia o stress
Ele está controlando Eu vou ter de passar por um terrível
minha vida trauma para me libertar

Quando um fumante está tentando parar usando a força de vontade,


esse cabo de guerra mental se intensifica, e o processo de parar se torna
um momento tenso e estressante. E como os fumantes normalmente
reagem ao stress? Bom… eles acendem um cigarro, é claro. Mas se você
está tentando parar, você não pode fazer isso, então você se sente ainda
mais nervoso e infeliz.
Página 13 de 44

Você pode perceber que, a menos que você ponha um ponto final no
vício mental, parar de fumar vai ser inevitavelmente difícil e vai fazer com
que você sofra?

O vício mental, a crença de que você está sendo privado de um


verdadeiro prazer ou apoio é que causa os sintomas desagradáveis.
Remova isso e não há necessidade de sofrer em absoluto. Na verdade,
você pode curtir ser livre desde o momento em que você apagar seu
ultimo cigarro!

Isso nos leva ao mito Nº 4.

Mito Nº 4: O vício físico na nicotina torna difícil parar de fumar


Página 14 de 44

Mito Nº 4: O vício físico na nicotina


torna difícil parar de fumar

Segue-se naturalmente a partir do que discutimos, que não é o vício em


nicotina – ou mais precisamente – o vício químico em nicotina, que torna
difícil parar. O que é responsável pela dificuldade é o vício mental, que faz
com que sintamos que estamos fazendo um sacrifício, de que nós estamos
sendo forçados a abrir mão de um verdadeiro prazer ou apoio, e que
portanto, estamos sendo privados.

É muito difícil superar esse vício mental através da força de vontade, e


certamente ele não pode ser superado por pílulas, poções, remédios,
agulhas, laser, ou de fato qualquer outra intervenção física. O que é
preciso é entendimento. É somente quando você compreende a natureza
do problema que você pode estabelecer como solucioná-lo.

O vício psicológico em cigarros só pode ser removido de forma bem


sucedida por um método psicológico de parar de fumar.

Nós podemos sobreviver temporariamente usando a força de vontade,


mas essa tende a ser uma experiência traumática, e em pouco tempo a
sensação de perda e privação normalmente nos faz desejar o cigarro.

É o vício mental que explica porque ex-fumantes que não fumaram por
meses OU ATÉ MESMO ANOS (e que portanto inequivocadamente
pararam de ser fisicamente viciados em nicotina) ainda dizem que
poderiam matar por um cigarro. Se você usar a abordagem correta, você
não vai ter de sofrer como esses infelizes ex-fumantes.

Muitos engordam, porque eles tentam preencher sua sensação de perda


ao substituir os cigarros por comida ou bebida. Novamente: Isso é
causado pelo vício mental ou psicológico.
Página 15 de 44

A boa notícia, no entanto, é que o vício psicológico pode ser facilmente


removido. E essa é a essência do método Allen Carr’s Easyway Para Parar
de Fumar.

Uma vez que o vício mental é removido, é fácil se livrar do vício físico.

Com esse método, parar é fácil e você pode na verdade curtir esse
processo.

Sim, eu estou falando sério, de verdade!

Eu sei que é bem difícil para você acreditar que parar de fumar pode ser
fácil, quanto mais que pode ser prazeroso. Mas eu experimentei isso por
mim mesmo, e assim outros milhões de ex-fumantes que pararam com
Allen Carr’s Easyway. Nas palavras de um de nossos célebres clientes, o
ator Anthony Hopkins:

“Alguns amigos meus que pararam usando o método Allen Carr’s Easyway
sugeriram que eu tentasse. Eu fiz isso. Foi uma tal revelação, que
instantaneamente eu fui libertado de meu vício. Assim como meus amigos,
eu não só achei fácil, mas inacreditavelmente prazeroso permanecer sem
fumar ”.

O ator gravou esse depoimento, e você pode ouvi-lo aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=MwbcWP97-YU

Existe mais um mito importante para o qual eu gostaria de chamar a sua


atenção:

Mito Nº 5: A nicotina não é prejudicial


Página 16 de 44

Mito Nº 5: A nicotina não é prejudicial

Uma vez que o fumante tenha aceito que ele é de fato um viciado em
nicotina, existem várias opções que podem passar pela sua cabeça para
evitar encarar a perspectiva de parar, pois isso desperta pavor em muitos
fumantes .

Cigarros eletrônicos podem parecer uma opção óbvia como substitutos


ao cigarro tradicional, porque eles são apresentados no mercado como
sendo um modo alternativo e inofensivo de você alimentar seu vício?

Bem, isso é o que nos contaram, mas eles ainda contêm nicotina. Na
verdade, a partir do momento em que eles são atualmente ilegais e de
fato não regulamentados, é difícil ter qualquer ideia que seja do que eles
contêm.

Então, faça essa pergunta a você mesmo: você acha que pode confiar
nos fabricantes desse novo sistema de entrega de nicotina, que foi criado
especificamente para te manter viciado em nicotina? Lembre-se, já foi
provado que os fabricantes de cigarros negaram por anos que seus
produtos eram viciantes ou danosos à sua saúde, quando eles sabiam
com certeza que eles eram ambos.

É claro que sempre vão existir adesivos de nicotina, chicletes de nicotina,


pílulas, inaladores, tabletes, sprays, etc. Em partes dos Estados Unidos ou
Escandinávia há rapé ou uma espécie de pedaço de tabaco úmido que
você masca e que por lá são populares. O uso desses produtos tem sido
justificado com o fundamento de que eles são relativamente inofensivos.
No entanto, rapé e tabaco de mascar foram comprovadamente descritos
na medicina como causadores de câncer e inúmeras outras doenças.

Além disso, muita gente se esquece que a nicotina em si é um veneno


poderoso. Não há informação confiável sobre os efeitos a longo prazo do
uso de produtos de nicotina, agora vendidos pela indústria farmacêutica
em sua tentativa de morder sua fatia do lucrativo mercado do vício em
nicotina das companhias de tabaco .
Página 17 de 44

Se a nicotina de um único cigarro fosse injetada diretamente em nossa


veia, nós morreríamos imediatamente. A nicotina é um veneno muito
poderoso!

Há uma boa razão do porque ela ser usada como um agente essencial
em pesticidas e inseticidas. Você também deve estar ciente de que a
nicotina tem um efeito vasoconstritor que pode causar pressão alta e
arteriosclerose.

Existem dispositivos menos danosos que o cigarro, mas a nicotina


permanece igualmente prejudicial, e esses dispositivos tendem a custar o
mesmo que cigarros. No entanto, a pior coisa sobre esses sistemas de
entrega de nicotina alternativa é que eles mantém você viciado, e você
por conseguinte, tem de continuar a sofrer a humilhante escravidão de ser
controlado por uma droga viciante. É claro, adesivos de nicotina, chicletes
de nicotina, pílulas, inaladores, tabletes, sprays, etc são lançados no
mercado e comercializados como um modo de parar de fumar, e a ideia
é que você pare de consumir o produto de nicotina após alguns meses.
Na verdade, conforme você deve ter experimentado por si mesmo, a
vasta maioria dos fumantes acaba fumando novamente e muitos
acabam usando os produtos de nicotina junto!

Você pode compreender que o único modo de resolver seu problema de


fumo é remover o vício completamente?
E o melhor método de se alcançar isso não seria aquele que foca no
desejo psicológico, não envolve nenhum medicamento, sem que você
sofra com a abstinência, e faz com que você se sinta livre desde o
momento em que você apaga seu último cigarro?
Página 18 de 44

SEGUNDA PARTE

COMPARAÇÃO ENTRE OS
MÉTODOS PARA PARAR DE FUMAR
Página 19 de 44

O que você precisa saber para parar de fumar de forma


bem sucedida

Quais métodos para parar de fumar devem ser evitados se você


realmente quer parar de fumar?

E quais são os métodos que ajudam você a parar rapidamente e


facilmente?

Seu sucesso em parar de fumar depende muito do método que você usa.
Você pode tornar qualquer tarefa difícil lidando com ela do modo errado.
Tente atravessar uma estrada com uma venda nos olhos, embriagado, de
ponta cabeça, e com certeza você não vai conseguir! Faça isso de um
modo sensato e você não poderá falhar.

Portanto, é muito importante escolher o método através do qual você


deseja alcançar a sua meta. Embora existam várias técnicas que
prometam ajudar você a parar de fumar, a maioria delas resulta em menos
de 1 a cada 10 pessoas que acaba sendo bem sucedida de verdade.
Página 20 de 44

Força de vontade

Vamos analisar a força de vontade, que é o método mais comumente


usado pelos fumantes em suas tentativas de parar. Você frequentemente
vai ouvir fumantes que nunca tentaram parar dizerem: “Eu paro a hora
que quiser... é só que eu ainda não quis!”

Aí, quando eles realmente tentam parar usando a força de vontade, a


grande maioria falha. Então eles se culpam: “Eu fraquejei. Eu não tive
força de vontade suficiente”.

No entanto, não ser capaz de parar de fumar usando a força de vontade


não é uma indicação de que você é uma pessoa fraca. Só significa que
você escolheu o método errado. Ironicamente, pessoas que tem forte
força de vontade na vida podem achar o método da força de vontade
particularmente difícil. Afinal de contas, qual criança vai gritar por mais
tempo e mais alto quando você tirar seu doce dela, a que tem forte força
de vontade ou a fraca? De fato, ser bem sucedido usando a força de
vontade é realmente muito difícil. De cada cem fumantes que tentam
parar usando a força de vontade, menos de cinco são capazes de parar
de fumar de forma permanente. Esse é um percentual com o qual todos
os experts concordam.

A taxa de sucesso do método da força de vontade é abaixo de 5%

Isso significa que, se você está tentando parar de fumar usando a força
de vontade, sua chance de falhar é de 95%!

No entanto, se você utilizar o método correto, você não vai sentir falta de
fumar, e, por conseguinte, não precisará usar a força de vontade. Você só
precisa de força de vontade quando você tem um conflito de vontades –
um cabo de guerra mental acontecendo dentro da sua mente. Uma parte
do seu cérebro está dizendo “Eu preciso parar porque isso está me
matando, me custando uma fortuna e controlando a minha vida”, e a
Página 21 de 44

outra parte está dizendo “Mas como eu posso lidar com a vida ou
aproveitar a vida sem meu pequeno prazer ou apoio?” O método correto
remove um lado do cabo de Guerra ao permitir que você veja como
aproveitar mais a vida e lidar melhor com o stress como um não fumante.

Toda a sua vontade é então dirigida a uma única direção: contra o


cigarro. Assim não haverá mais qualquer conflito, e a necessidade do uso
da força de vontade é eliminado. Isso torna o processo de parar de fumar
fácil e prazeroso desde o início, e significa que você será bem sucedido
não só a curto prazo, mas também a longo prazo, porque você não se
sentirá deprimido, e por conseguinte, não terá desejo de voltar a fumar.

Então, escolher o método correto é de fundamental importância. Se você


escolher o errado, você não só terá grandes possibilidades de falhar em
sua tentativa, mas também experimentará uma sensação de derrota, sem
falar nos custos envolvidos.

Para que você possa ser capaz de optar pelo melhor método, você
precisa em primeiro lugar examinar como é medido o sucesso ou eficácia
de cada abordagem, e o que se pode esperar de cada técnica.

O que você precisa saber sobre a mensuração da


eficácia

Isso não é tão simples, porque testes clínicos nem sempre empregam a
mesma lógica de um cidadão comum. Isso é especialmente verdade em
relação ao establishment medico/científico, que gosta de comparar
métodos com placebos.
Página 22 de 44

Placebos

Um placebo é um falso remédio que não contém qualquer ingrediente


ativo real, mas pode resultar em uma melhora verdadeira graças ao seu
efeito psicológico. Muita gente acredita que os placebos podem dobrar a
efetividade dos tratamentos que contém de fato ingredientes ativos.

Placebos tem sido utilizados em grupos de controle que formam a base de


comparação em testes de tratamento para parar de fumar. O mais
comum geralmente vem na forma de pílulas sem sabor.

O fato de que a pílula que estão ingerindo não contém ingredientes ativos
é mantido em sigilo perante os participantes fumantes do teste. Eles
acreditam que estão sendo tratados com um remédio que vai ativamente
ajudá-los a parar de fumar. A diferença entre as taxas de sucesso de
pacientes tratados com ingredientes ativos, e aqueles tratados com
placebos é medida para proporcionar uma comparação útil.

De acordo com a pesquisa, a taxa de sucesso do placebo é de 5%, tão


alta quanto a taxa alcançada por quem usa somente a força de
vontade!

Lembre-se desse número, porque – como eu mencionei antes –


pesquisadores comparam a efetividade de outros tratamentos com
placebo.

Agora que você sabe disso, você não vai mais ser facilmente enganado
por propagandas que alegam “Ao utilizar nosso produto, suas chances de
parar de fumar são 60% maiores”.
Página 23 de 44

Agora você pode ver que o que isso realmente significa é que alega-se
que esse produto tenha uma performance 60% melhor que o placebo. Em

outras palavras, alega-se que o produto alcance uma taxa de sucesso de


mais ou menos 13%.

Ou seja, multiplicando-se 5% (taxa de sucesso do placebo) x 1,60 = 0,08,


ou seja, 8%. Somando-se esses 8% aos 5% do placebo = 13%.

Agora... esse é um número bem menos impressionante, não é?

Não é por acaso que os fabricantes de remédios que alegam que ajudam
fumantes a parar não recorram às taxas de sucesso reais em seus materiais
de propaganda ou marketing. Entretanto, não há falta de pesquisa. Existe
uma organização científica independente no Reino Unido que resume o
resultado de testes clínicos realizados no campo da saúde. Seu nome é
Instituto Cochrane, e analisou a efetividade dos métodos para parar de
fumar mais largamente utilizados.

Os seguintes resultados em testes clínicos em cessação de tabagismo


foram resumidos:

- 24 pesquisas com aplicação de acupuntura

- 132 pesquisas com produtos à base de reposição de nicotina, como


adesivos e chicletes

- 53 pesquisas com anti depressivos

- 9 pesquisas com medicamentos livres de nicotina como Champix

Primeiro vamos dar uma olhada na efetividade da chamada Terapia de


Reposição de Nicotina (TRN), isto é, adesivos de nicotina, chicletes,
pastilhas, inaladores, tabletes, sprays, etc.
Página 24 de 44

A eficácia da TRN

A tão chamada Terapia de Reposição de Nicotina é o tratamento de


cessação de tabagismo mais largamente conhecido e mais largamente
utilizado. Eu digo “tão chamado”, porque o termo Terapia de Reposição
de Nicotina é um termo impróprio. Nicotina não está sendo “reposta”, e
sim está sendo “mantida”, e a partir do ponto em que a nicotina é um
veneno altamente viciante, não há nada de terapêutico sobre isso!
Deveria ser chamada de “Tratamento de Manutenção de Nicotina”. Na
verdade, bem poucos fumantes usando TRN são bem sucedidos em
parar assim. Você mesmo pode ter falhado assim uma ou duas vezes – eu
certamente falhei quando tentei. Na verdade, eu acabei fumando e
usando os adesivos ao mesmo tempo!

A teoria por trás da TRN é que como fumante você tem dois inimigos a
vencer:

1) A terrível síndrome de abstinência da nicotina

2) O hábito de fumar que deve ser rompido

A ideia é que você pare de realizar o ato de fumar, assim rompendo o


hábito, e uma vez que você realizou isso, você possa largar o vício da
nicotina. O problema com essa teoria é que ela é baseada em fatos
errados. A verdade é que a abstinência da nicotina não causa nenhuma
dor, e é na verdade tão leve que os fumantes dificilmente estão cientes
dela, de forma que os fumantes não precisam se preocupar em largar o
vício físico. Além disso, conforme eu expliquei, fumar não é um hábito, é
um vício. A única razão de você praticar o ato de fumar é para colocar
a nicotina dentro de seu corpo.

Na verdade, se você pensar a respeito, é um tanto estranha a ideia de


que o vício em nicotina pode ser curado ao se dar ao viciado a nicotina
por meio de um sistema de entrega diferente. É como dizer a um viciado
Página 25 de 44

em heroína que fuma sua droga a partir de uma folha de alumínio, “Por
que ao invés disso você não a injeta? Você vai se libertar do seu vício mais
rápido do que pensa!” Você pode imaginar a gritaria geral dos
contribuintes se o dinheiro arrecadado com impostos pela sociedade
fosse usado para financiar adesivos embebidos em álcool para curar
alcoólatras? O bom senso com certeza nos diz que você não pode curar
um viciado de seu vício ao dar a ele a droga na qual ele é viciado.

No entanto, a chave da questão é: Em que medida esses


produtos de nicotina ajudam você a parar? Há um grande
número de estudos disponíveis: 132 testes clínicos foram realizados
envolvendo mais de 40.000 fumantes, onde todos eles fumavam pelo
menos 15 cigarros por dia.

De acordo com a pesquisa, A Terapia de Reposição de Nicotina tem uma


taxa de sucesso de 7% após um ano.

Reformulando isso: 93% dos fumantes falham em parar usando


TRN. Agora vamos olhar mais de perto a TRN:

- Ela requer aproximadamente 3 meses de uso continuo (embora o uso a


longo prazo agora tem sido sugerido pelos seus fabricantes)

- O custo total é de aproximadamente R$ 750,00 para o consumo inicial –


embora eles possam ser obtidos mediante prescrição também.

- Efeitos colaterais incluem: dores de cabeça, tontura, náuseas,


vôm itos, irritações na pele , insônia, pesadelos.

- É proibido seu uso durante a gestação.

Deixando-se de lado o absurdo da ideia de que você pode curar um


viciado numa droga ao dar a ele a mesma droga no qual ele é viciado, a
Terapia de Reposição de Nicotina é mal sucedida porque a dificuldade
em parar é inteiramente psicológica, e nenhuma pílula, poção ou adesivo
é capaz de focar nisso. Nós já estamos familiarizados com o lado químico
Página 26 de 44

do vício: conforme a nicotina vai deixando devagar nossos corpos, uma


sensação de vazio e insegurança surge, e é por isso que somos
compelidos a acender outro cigarro. No entanto, conforme eu devo
enfatizar, a abstinência física é muito leve e fácil de lidar.

No entanto, há outro vício muito mais forte, e este é o apego mental ao


cigarro. Você provavelmente enxerga os cigarros como um prazer e um
apoio e sente que eles te ajudam a relaxar e a lidar com o stress.

Para muitas pessoas, sair da cama pela manhã é inimaginável sem um


cigarro. E assim também ao tomarem um café, ou fazerem uma pausa
durante o trabalho ou no período após as refeições. Esses são os apegos e
as associações mentais que nós chamamos de dependência psicológica.

A taxa de sucesso baixa dos produtos a base de nicotina é causada pelo


fato de que eles falham em focar na dependência psicológica.

Mesmo se alguém conseguir parar de fumar por algumas semanas ou


meses, há uma alta possibilidade de recaída, causada em primeiro lugar
pela dependência psicológica; um sentimento de perda, um sentimento
de sacrifício. A crença de que se está sendo privado de algo que se
gostava ou de algo que nos proporcionava benefício.

A TRN não é o único método a base de uma droga criado para ajudar a
cessação de tabagismo.
Página 27 de 44

Zyban (Bupropriona)

Esse é um medicamento largamente prescrito do qual você talvez tenha


ouvido falar. É na verdade um medicamento antidepressivo e em teoria
reduz o desejo de fumar e outros sintomas da abstinência, assim ajudando
fumantes a parar de fumar.

Zyban é conhecido por ter efeitos colaterais tais como convulsões em


alguns fumantes, bem como irritabilidade, insônia, ataques de ansiedade
e dores de cabeça. Algumas pessoas também são suscetíveis a ter
pensamentos sobre suicídio quando pela primeira vez tomam
antidepressivos, e é por isso que seu medico precisa checar seu
progresso durante visitas regulares enquanto você estiver usando o
medicamento.

Zyban deve ser tomado por 12 semanas, ou seja, três meses, e é comum
seu médico recomendar que você continue por outras 12 semanas.

Será que esse medicamento é um grande sucesso? Tanto estudos


independentes quanto os estudos patrocinados pelo fabricante de
Zyban, GlaxoSmithkline, mostram uma taxa de sucesso de 7% . Isso é só
um pouco acima do placebo.

Então, de acordo com a pesquisa, Zyban tem uma taxa de sucesso de


7%
Página 28 de 44

Champix

Um medicamento chamado Champix f o i l a n ç a d o n a c e n a d o s


p r o d u t o s d e c e s s a ç ã o d e t a b a g i s m o h á al g u n s a n o s a t r á s .

Eu sabia desde o começo que esse medicamento tinha sérios efeitos


colaterais, mas as histórias que eu ouvi de clientes que estavam tentando
parar de fumar ao utilizá-lo eram chocantes. Aqui alguns exemplos:

“Eu estava tomando o medicamento por duas semanas e parei de fumar,


MAS desenvolvi ataques de pânico! Eu não tenho problemas com a
minha família, não tenho grandes dificuldades financeiras nem stress no
ambiente de trabalho. Eu costumava ser COMPLETAMENTE FELIZ antes!
Agora eu prefiro fumar de novo”.

“Depois de tomar a pílula eu fui como que tomado por um acesso de


raiva”.

“Teve um efeito assustador em mim, mesmo depois de apenas dois dias.


Minha acuidade visual e habilidades motoras foram sensivelmente
reduzidas de forma alarmante. Eu penso que esta é uma droga muito
potente, pelo menos foi o que eu experimentei. Eu fui ver meu médico,
que me recomendou que eu a parasse de tomá-la, e agora eu estou
esperando que meu corpo termine de se livrar disso”.

Por causa da intensidade dos sintomas, o FDA (Food and Drug


Administration), órgão governamental norte americano que regula
medicamentos e alimentos, considerou necessário chamar a atenção da
sociedade para os efeitos psiquiátricos mais severos do Champix através
de uma advertência que eles lançaram em Janeiro de 2009. P il otos de
av ião e out ros prof ission ais n ão são perm it idos a usar
C h am pix .
Página 29 de 44

A FDA alertou para mudanças repentinas de humor, agressões,


ansiedade, depressão e um aumento de tendências suicidas.

A bula de informações ao paciente contém meia página de uma longa


lista de possíveis efeitos colaterais.

Não é de se admirar que esse medicamento não possa ser tomado


durante a gravidez. Você também deve evitar dirigir veículos ou operar
máquinas enquanto tomar esse medicamento.

Uma importante informação é que Champix deve ser tomado por 12


semanas, ou seja, 3 meses, e conforme o risco de recaída seja mais alto
após a terapia acabar, seu médico pode recomendar que você
continue por outras 12 semanas. Então, essa é uma terapia que dura pelo
menos 3 meses, mas pode se prolongar por meio ano.

O custo do Champix p el a s p r im e ir a s 12 sem an as (kit iní c io de


t ratam ent o) é de R$ 400,00, mais R$ 850,00 pelo kit manutenção do
tratamento, e com o kit reforço, o total chega a aproximadamente R$
1.250,00 (valor exclusivo para as pílulas, excluindo-se exames e consultas).

Eu tenho certeza de que você está bastante curioso pra saber que
maravilhosa taxa de sucesso faz valer a pena passar por tão sérios riscos
a tão elevado preço.

Muito bem: Os testes clínicos envolvendo 4.744 pessoas demonstraram


que 14% dos fumantes conseguiram parar de fumar por um ano.

O fabricante desse medicamento alega uma taxa de sucesso de 44%,


mas isso é calculado ao fim do terceiro mês de terapia.
Página 30 de 44

Eu acredito que todos devem poder decidir por si mesmos se vale a pena
correr esses possíveis riscos quando as apostas são de 7 pra 1 contra seu
sucesso.

Então, de acordo com a pesquisa, o Champix tem uma taxa de sucesso


de 14%

Assim como no caso da reposição de nicotina, você não tem nenhuma


devolução quando falha: O dinheiro que você desembolsou nisso foi
perdido. Na verdade, foi para os cofres da indústria farmacêutica.
Mesmo que o contribuinte tenha pago por isso através de seus impostos,
o custo emocional para o fumante de outra tentativa fracassada de
tentar parar é severo. Talvez você já tenha passado por isso no passado.
É suficiente para afastar de você até mesmo a ideia de pensar em parar
de fumar de novo!

É claro, existem muitas outras terapias naturais que não possuem efeitos
colaterais. Nossa próxima análise vai olhar de perto o quão bem
sucedida a acupuntura é aplicada em cessação de tabagismo.

Uma alternativa/método natural de parar de fumar

A partir do momento em que medicamentos oferecidos pelo


establishment médico não funcionam, muitos fumantes se voltam para
métodos ou alternativas naturais. Então consideramos útil saber que
resultados você pode esperar do método mais popular:

A Acupuntura
Página 31 de 44

Acupuntura

Conforme você deve saber, a acupuntura é uma terapia tradicional


Chinesa na qual certos pontos são estimulados ao se inserir agulhas no
corpo do paciente. Em cessação de tabagismo alega-se que ela alivia
os sintomas da abstinência.

É bem fácil se verificar o efeito positivo atribuído à acupuntura: durante


um teste clínico, “falsa acupuntura” foi aplicada em fumantes num grupo
de controle. Traduzindo: Na “falsa acupuntura”, as agulhas não são
inseridas nos pontos reais da acupuntura.

Esse é outro tipo de tratamento placebo: pacientes vão acreditar que


estão passando pela acupuntura verdadeira, mas na realidade eles não
estão, pois as agulhas estão sendo inseridos nos locais errados. Os 24
testes clínicos conduzidos desse modo não mostraram diferença entre a
real e a falsa acupuntura no que tange à cessação de tabagismo.
Assim, a eficiência da acupuntura como terapia é igual à taxa de
sucesso do tratamento placebo, que é de 5%.

Enquanto que a acupuntura é aplicada com sucesso no tratamento de


várias doenças, não foi provada sua efetividade no auxílio em cessação
de tabagismo.

Então, de acordo com a pesquisa, a taxa de sucesso da acupuntura é


de 5%
Página 32 de 44

Serviço Público de Saúde


(Tratamento gratuito pelo SUS)

Muitos fumantes no Brasil apelam para o SUS para parar de fumar. Não
há um tratamento padrão em si, ao invés disso, é oferecido aos
fumantes uma variedade de opções que incluem Terapia de Reposição
de Nicotina, antidepressivos e aconselhamento. O governo nunca
realizou uma ampla pesquisa nem divulgou suas taxas de sucesso após
um ano de avaliação criteriosa dos pacientes submetidos ao auxílio do
SUS e de todos os enormes (e crescentes) gastos do dinheiro do
contribuinte com a sua opção.

Tratamento governamental em países desenvolvidos –


Caso de estudo: Grã Bretanha – Serviço do NHS
(equivalente ao nosso SUS)

Mais fumantes no Reino Unido tentam parar de fumar através do


programa governamental NHS, pois a assistência pública ali tem
tradição de ser padrão de primeiro mundo, diferente das filas, stress e
humilhações que o cidadão brasileiro está acostumado a enfrentar. Mas
o que é oferecido a eles não é diferente daqui, isto é: reposição de
nicotina, Champix e aconselhamento. Uma recente pesquisa do Cancer
Research do Reino Unido revela que dos 788.000 fumantes que utilizaram
o serviço do NHS e marcaram uma data para parar de fumar em
2010/11, somente 20.000 foram bem sucedidos em parar a longo prazo
(um ano). Essa taxa de sucesso é de apenas 2,5%, ou seja, uma taxa de
falha de 97.5%.

É interessante se ver que o serviço NHS frequentemente alega uma taxa


de sucesso baseada na abstinência por 4 semanas. No entanto,
conforme o relatório revela, em 2011, 270.000 dos 788.000 que pararam
Página 33 de 44

de fumar nas 4 semanas (representando portanto, uma taxa de


sucesso temporária de 34%), foram acompanhadas por taxas de
sucesso que despencaram dramaticamente para esses 2,5% após
essas 12 semanas.

Então, de acordo com a pesquisa, a taxa de sucesso de um serviço


público britânico como o NHS é de 2.5%.

Nós cobrimos os métodos mais frequentemente utilizados para se parar


de fumar. Vamos resumir a taxa de sucesso de cessação de tabagismo
por 12 meses ou mais:
Página 34 de 44

Taxa de Sucesso de Métodos


Para Parar de Fumar após 1 ano

Método Taxa de Efeitos Custo Garantia


Sucesso colaterais Oferecida

Placebo 5%1* Nenhum Nenhum Nenhuma


Força de 5%1* Irritabilidade Nenhum Nenhuma
vontade
Terapia 7%2-10 * Sérios R$ 750,00, (p/ 3 Nenhuma
de meses iniciais, mas
Reposiçã muitos gastam
o de indefinidamente)
Nicotina
Champix 14 %2-10 * Muito R$ 1.250,00 Nenhuma
sérios (tratamento
completo)

Zyban 7% 2-10 * Sérios R$ 1.150,00 (6 Nenhuma


(bupropriona) meses )

Acupuntura ou 5% 1* Nenhum Entre R$ Nenhuma


laser 450,00 e R$
900,00 a sessão

Serviço publico 2.5 %11 * Sérios Nenhum Nenhuma


SUS ou similar
NHS Stop
Smoking Services

Allen Carr’s 51 %12 * Nenhum R$ 1.597,00 Garantia


Easyway (veja *¹ devolução
mais abaixo) integral *²

*¹ valor para pagamento à vista com desconto com base na tabela de Janeiro
de 2017, sujeito à alteração sem aviso prévio. Opções de parcelamento em até
12 x sem juros disponível

*² clique abaixo para conheçer nossa garantia de devolução mundial de 100%


do valor pago no caso do participante não parar de fumar conosco:

http://www.easywaysp.com.br/#garantia/c9ac
Página 35 de 44

A tabela acima pode parecer sem sentido. Demonstra que um programa


de auxílio governamental de primeiro mundo tem uma taxa de sucesso
inferior ao placebo! No entanto, essa pesquisa foi realizada pela ONG
Cancer Research UK

http://www.cancerresearchuk.org/ e outros estudos também


demonstraram que a TRN teve performance abaixo do placebo.

A tabela também demonstra que o serviço publico NHS britânico fica


abaixo da expectativa do uso de terapia de reposição de Nicotina,
Champix e Zyban isolados, ainda que essas sejam as drogas prescritas pelo
serviço. A resposta é que o quadro é confuso, e que estudos para
medicamentos individuais são frequentemente patrocinados pelas
indústrias farmacêuticas, e assim os resultados alegados podem ser
exagerados.

Baseado no quadro acima, com uma exceção, você poderia concluir que
é muito difícil parar de fumar. Ainda assim eu já disse em várias ocasiões
que é, de fato, fácil. O segredo é escolher o método certo.

Se você usar o método que eu usei, você também vai parar. Aconteceu
pra mim há 7 anos e eu fiquei tão impressionado no quão fácil foi e como
eu não senti nenhuma falta do cigarro, que eu decidi dedicar minha
carreira para ajudar outros a parar também.
Página 36 de 44

O Método Allen Carr’s Easyway


Para Parar de Fumar

O método Allen Carr’s Easyway é um programa de cessação de


tabagismo para todos os fumantes, independentemente do tempo em
que você fumou ou do número de cigarros que você fuma por dia.

O método foi desenvolvido por Allen Carr, um in gl ês , na década de 80.


O p róp rio Allen Carr f o i um f um an t e in v et e r a d o q u e c o s t um av a
f um ar de 60 a 100 cigarros por dia, até que, após várias tentativas
fracassadas, conseguiu parar. O que mais o surpreendeu era como,
após anos achando tão incrivelmente difícil parar de fumar, ele de
repente achou incrivelmente fácil.

Foi durante esse período que ele desenvolveu seu método de sucesso
único que o capacitou a parar sem sofrer os sintomas da abstinência, sem
engordar, sem precisar de nenhum medicamento, sem o sentimento de
privação ou medo.

Tudo isso aconteceu em 1983. Allen Carr então dedicou o resto de sua
vida a ajudar tantos fumantes quantos fossem possíveis a parar
também. Ele desenvolveu um seminário baseado em seu método,
através do qual, dezenas de milhares de pessoas param de fumar a
cada ano. O método está agora disponív el em mais de 50 países no
mundo todo.

O método Allen Carr’s Easyway Para Parar de Fumar é uma sessão de 9


horas que envolve pequenos grupos de participantes. O seminário é uma
combinação de terapia e relaxamento, e remove o desejo de fumar.
Página 37 de 44

Se você não for capaz de parar de fumar nos 3 meses subsequentes ao


seu seminário Allen Carr’s Easyway e você tiver participado das duas
sessões de reforço (sem custo adicional) e sem cancelar/adiar, falhar
em comparecer, ou chegar com mais de 15 minutos de atraso, sua tarifa
é reembolsada integralmente sem nenhum centavo de desconto.

Tudo o que você tem de fazer para solicitar seu reembolso é entrar em
contato conosco. Nós não precisamos de nenhuma explicação nem
prova alguma: basta nos enviar um e-mail com a solicitação, e nós lhe
reembolsaremos seu dinheiro integralmente, sem desconto algum. Fique
tranquilo, nós oferecemos essa garantia de devolução há 31 anos, em
mais de 50 países.

Vamos dar uma olhada nos resultados. Eu tenho certeza de que você está
curioso.
Página 38 de 44

Resultados dos Seminários Allen Carr’s


Easyway Para Parar de Fumar

Menos de 10% de nossos clientes acham necessário requerer a garantia


de 3 meses de devolução. De forma que, baseada em nossa garantia,
esse método tem a excepcional alta taxa de sucesso de mais de 90%.

Então, a taxa de sucesso de Allen Carr’s Easyway é acima de 90% após 3


meses

Adicionalmente a isso, pesquisadores da Faculdade de Medicina de


Viena, Áustria, foram um passo além e conduziram uma pesquisa de longo
prazo envolvendo 515 participantes. Os resultados foram publicados no
periódico científico Addictive Behaviours em outubro de 2006.

De acordo com essa pesquisa, 51% dos que participaram do Seminário


Allen Carr’s Easyway Para Parar de Fumar ainda permaneciam não-
fumantes ao fim de 3 anos após a sessão. Note bem: Nós estamos falando
de 3 anos, não três semanas ou 3 meses ou mesmo 1 ano!

Então, baseado na pesquisa da Universidade de Medicina de Viena, mais


de metade dos fumantes que compareceram a um seminário Allen Carr’s
Easyway Para Parar de Fumar continuam sem fumar – mesmo após 3 anos.

Então, a taxa de sucesso de Allen Carr’s Easyway é de 51% após 3 anos

Dê uma olhada nas taxas de sucesso dos outros métodos. Todos eles
performam na variação de 5 a 14%. O método Allen Carr’s Easyway é,
portanto, muito mais efetivo que qualquer outro.
Página 39 de 44

Além do mais, a coisa fantástica sobre esse método é que ele torna o
parar de fumar fácil: Os fumantes podem parar sem sofrer os sintomas da
abstinência ou se sentirem privados. E é claro, você tem a segurança
irrevogável da garantia de devolução do dinheiro. Se você não parar de
fumar, nada lhe custará.

Os termos de nossa garantia estão registrados em nosso site na página

http://www.easywaysp.com.br/#!garantia/c9ac

Cada cliente que comparece ao nosso seminário a recebe em mãos por


escrito e assinada antes do início da sessão.
Página 40 de 44

Resumo

Vamos resumir rapidamente o que você aprendeu das páginas anteriores.


Nós explicamos que o fumo é um vício em nicotina, e que aceitar esse
fato é pré-condição chave para se parar de fumar com sucesso. O vício
físico é na verdade fácil e indolor de se livrar contanto que você em
primeiro lugar você foque o vício mental.

Veja aqui como você pode parar facilmente, de modo indolor


e permanentemente:

O método desenvolvido por Allen Carr elimina precisamente esse vício


mental, e por conseguinte, seu desejo de fumar.

Tudo o que requer é o comparecimento a uma sessão de


aproximadamente nove horas de Allen Carr’s Easyway Para Parar de
Fumar. Foi assim que eu parei e nunca mais senti falta do cigarro desde
então. Muitas pessoas só precisam de uma sessão, mas sessões de reforço
sem custo extra são disponibilizadas para os poucos que as requerem.

A vantagem real do método é que ele torna o parar de fumar fácil: os


fumantes param sem sofrer com os sintomas da abstinência ou se sentindo
privados.

Além disso, você não precisa de nenhum medicamento, nem substitutos


ou artifícios.
Página 41 de 44

Celebridades fazendo
propaganda gratuita?

Não é de se admirar que celebridades e atores como Anthony Hopkins,


Angelica Huston, Ellen DeGeneres, Ashton Kutcher e Richard Branson
pararam de fumar usando o método Easyway.

Eles divulgam nosso trabalho sem nenhuma espécie de cachê ou


remuneração. O método deu certo para eles, e em nome da gratidão
que sentiram por se libertarem desse vício conosco, hoje oferecem seus
depoimentos sobre como acharam fácil parar com Allen Carr’s Easyway.

Sua única motivação é ajudar aos outros a se libertarem também. Seus


depoimentos gravados encontram-se publicados em nosso site
www.easywaysp.com.br.

Ashton Kutcher Ellen DeGeneres Anthony Hopkins

Richard Branson Angelica Huston


Página 42 de 44

Allen Carr’s Easyway é um dos poucos métodos para parar de fumar


escolhido por empresas para ajudar seus colaboradores a parar de fumar.

Por exemplo, Telefonica/Vivo, Unilever, Microsoft, BMW, Shell, Ford e P & G


oferecem o método Allen Carr’s Easyway para seus colaboradores com
grande sucesso.

O mais incrível é que exatamente o mesmo tratamento desfrutado pelos


nossos clientes celebres e nossos clientes corporativos também pode ser
desfrutado por você. Mantenha contato, eu ficarei feliz em te contar mais
sobre o método e como você poderá ter acesso a ele.

Isso é tudo por hora. Nós voltaremos com mais artigos em breve. Em uma
de nossas próximas publicações, lhe contaremos sobre conseguimos parar
de fumar. Nesse meio tempo, por favor sinta-se livre para nos contatar
através do telefone (11) 2369-0021.

Nós desejamos a você o mais absoluto sucesso em se tornar um(a) feliz


não fumante, seja lá qual for o método que você utilize.

Muito obrigado por ler esse documento!

Alberto Steinberg Lilian Brunstein

Terapeutas Seniores
Allen Carr’s Easyway To Stop Smoking (Equipe São Paulo - Brasil)

Visite nosso site www.easywaysp.com.br


contato@easywaysp.com.br

https://www.facebook.com/AllenCarrsEasywaySaoPaulo

Tel: (11) 2369-0021


Página 43 de 44

Referências:

* 1. Lancaster T, Stead LF. Self-help interventions for smoking cessation.


Cochrane Database of Systematic

Reviews 2005, Issue 3. Art. No.: CD001118.


DOI:10.1002/14651858.CD001118.pub2

* 2. Stead LF. Nicotine replacement therapy for smoking cessation.


Cochrane Database of Systematic

Reviews 2012 Art. No.: CD000146. DOI: 10.1002/14651858.

* 3. Hughes J, Rennard S. Efficacy of Varenicline to Prompt Quit Attempts


in Smokers Not Currently Trying to Quit: A Randomized Placebo-Controlled
Trial. Nicotine & Tobacco Research Journal. Septmber 2011

* 4. Fiore MC, Bailey WC, Cohen SJ, et al. Treating Tobacco Use and
Dependence. Clinical Practice Guideline.

Rockville, MD: U.S. Department of Health and Human Services. Public


Health Service. June 2000.

* 5. Lancaster T, Stead LF. Self-help interventions for smoking cessation.


Cochrane Database of Systematic - Reviews 2005, Issue 3. Art. No.:
CD001118. DOI:10.1002/14651858.CD001118.pub2.

* 6. Wu P, Wilson K, Dimoulas P, et al. Effectiveness of smoking cessation


therapies: a systematic review and meta-analysis. BMC Public Health 2006;
6: 300.

* 7. Cahill K, Stead LF, Lancaster T. Nicotine receptor partial agonists for


smoking cessation. Cochrane
Database of Systematic Reviews 2007, Issue 1. Art. No.: CD006103. DOI:

10.1002/14651858.CD006103.pub2.
Página 44 de 44

* 8. Hughes JR, Stead LF, Lancaster T. Antidepressants for smoking


cessation. Cochrane Database of

Systematic Reviews 2007, Issue 1. Art. No.: CD000031. DOI:


10.1002/14651858.CD000031.pub3.

* 9. Crane R. The most addictive drug, the most deadly substance:


smoking cessation tactics for the busy clinician. Prim Care Clin Office Pract
2007; 34: 117-35.

* 10. GlaxoSmithKline. Zyban SR Prescribing Information. May 2007.


http://us.gsk.com/products/assets/us_zyban.pdf. Last accessed 25 June 07

* 11. West R., May S., West M., Croghan E. & McEwen A. (2013).
Performance of English stop smoking services in first 10 years: analysis of
service monitoring data, BMJ, 347 (aug19 2) f4921-f4921.

DOI: 10.1136/bmj.f4921

* 12. Based on the money back guarantee. In a 1 to 3 year post session


study the success rate was seen to be

51%. Moshammer H, Neuberger M, Kong term success of short smoking


cessation seminars supported bu occupational health care. Addictive
Behaviours 32 (2007) 1486-1493

Obs: Os estudos científicos Austríacos citados relativos à nossa taxa de sucesso foram
realizados com funcionários de uma siderúrgica austríaca que contratou os serviços
corporativos de cessação de tabagismo de Allen Carr’s Easyway neste país.

Pesquisa Científica independente do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade de


Viena, Áustria, acompanhou esses participantes inclusive com exames de urina e comprovou
nossos resultados. Os estudos estão disponíveis em inglês a todos os interessados que os
solicitarem. Para solicitá-los, por favor escreva para contato@easywaysp.com.br.