Você está na página 1de 2

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa

DEPARTAMENTO DE CURSO: Científico-humanísticos


CIÊNCIAS SOCIAIS E
HUMANAS
Filosofia – 11º Ano Ano letivo: 2011/2012

Subdepartamento Curricular TEMA: Lógica proposicional


de Filosofia, Psicologia e FICHA DE TRABALHO nº 2 - formalização de proposições
Sociologia e o âmbito dos operadores.

GRUPO I
1. Considere as seguintes frases:
A. O Inverno é rigoroso em Bragança mas suave em Faro.

B. Tanto Tarantino como Woody Allen são realizadores de cinema.

C. Uma frase declarativa com sentido ou é verdadeira ou é falsa.

D. A Maria Albertina ou é casada ou é solteira.

E. Não há dogmas em Filosofia.

F. Quer Protágoras quer Górgias foram sofistas.

G. É impossível alcançar conhecimentos objetivos em Filosofia.

H. Não é verdade que o homem não é livre.

I. O Aristófanes estuda para o teste de Filosofia ou vê televisão.

J. É falso que Aristófanes estuda para o teste de Filosofia embora veja televisão.

K. Não é verdade que se possa estudar a ver televisão.

L. É falso que se possa estudar a ver televisão.

M. Sempre que o preço da gasolina diminui, o mercado de automóveis cresce.

N. Nem a Gertrudes nem o Ludovino estudaram para o teste de Filosofia.

O. Não recebemos salário se não tivermos emprego.

P. Quando negligenciarmos os trabalhos escolares, sofremos as consequências.

Q. Caso o meu raciocínio seja válido, não falharei o exercício.

R. Uma ação tem valor moral se, e somente se, for praticada por dever.

1.1. Formalize as proposições expressas nas frases anteriores, apresentando em


cada uma das alíneas o dicionário (ou a interpretação).

1.2. Determine, utilizando tabelas de verdade, as condições de verdade das


proposições expressas nas alíneas H e C.

1
1.3 Admita, no caso da alínea D, que a primeira proposição simples é verdadeira e
a segunda falsa. Determine o valor de verdade da proposição composta,
recorrendo a uma tabela de verdade. Assinale a linha correspondente.

1.4. Elabore uma tabela de verdade para as formas proposicionais das alíneas N e
J. Compare as duas tabelas, qual é a conclusão que pode retirar quanto à
utilização do operador verofuncional da negação?

GRUPO II

1. Considere as seguintes frases:


A. Não é verdade que a Gertrudes e o Ludovino tenham estudado para o teste de Filosofia.

B. O Constantino namora e mentiu ou equivocou-se.

C. Não gostas de ler nem de escrever mas és inteligente.

D. É mentira que tu não trabalhaste e foste para a borga.

E. Ou há livre-arbítrio e a vida tem sentido ou não há livre-arbítrio e a moral é absurda (exemplo


retirado do manual Criticamente da Porto Editora, pág. 74).

1.1. Formalize as proposições expressas nas alíneas anteriores.

1.2. Identifique o operador principal nas formas proposicionais que apresentou na


resposta anterior.

1.3. A partir da análise do exemplo da alínea E, distinga forma proposicional


simples de forma proposicional composta.

Bom trabalho!
A professora: Sara Raposo.