Você está na página 1de 30

2 27 de julho de 2007 OPINIÃO 104ª Edição

PELO DIREITO DE SONHAR Empresa Jornalística


Jornal Expressão Ltda. Vianei Hammerschmitt

Karoline Ertel – Professora de Educação Física


karolineertel@yahoo.com.br
Douglas Orestes Franzen - Professor de História
CNPJ: 08.657.922/0001-88
Fundação: 06/07/2005
----
O Brasil é ouro!
Endereço:
douglas_franzen@yahoo.com.br
Rua São Jacó, 11, Centro, Amigo leitor, quero falar hoje de uma temática
Compartilhar sonhos é fantástico, porque sonhos que se Itapíranga - SC. que envolve os empolgantes jogos do Pan. É im-
CEP 89.896-000 portante prestigiarmos o esporte ainda mais por
sonha em conjunto são possíveis de serem realizados. Como
----
professores, gostaríamos de compartilhar o que sonhamos Contato: estarem ocorrendo no Brasil. Mas amigo leitor
ser educação de qualidade. No entanto, para acreditar nesse Tel.: (0**49) 3677 0502 certamente você percebeu que nas ultimas sema-
sonho, você precisa definir se educação é ou não prioridade e-mail: expressao@ nas foi esquecido o caso Renan, a crise aérea, que
para você, muito mais do que segurança e saúde pública. Se jexpressao.com
www.jexpresssao.com
voltou em cena pela tragédia de congonhas, a corrupção política que
não for assim, desista dessa leitura. Vá para a página poli- ---- perpassa o país e tantas outras coisas que quando deixam de aparecer
cial. Equipe: nos meios de comunicação ficamos com uma sensação de tudo foi re-
Sonhamos com um incentivo à pesquisa, à leitura e à Valdir Eidt
solvido. É por isso vez por outra tem jogo
escrita para os professores e que a sua efetivação dependa Editor responsável
necessariamente de seu potencial, sua realização e de sua Debora Ceccon da seleção para entreter o povo com circo,
produtividade. Sonhamos com professores que descartem
Representante e enquanto a roda gira desaparece da carto-
(Iporã do Oeste)
o conhecimento demasiadamente iluminista e racional, que Vandro Luis Welter
la os casos que tanto esperamos resolvidos.
cultivem esperança, solidariedade e sensibilidade. Que leiam Representante Bom o Brasil mais uma vez é destaque, te-
ao invés de exigir leitura. Que não se preocupem em dar con- (São João do Oeste) mos ouro, bronze e prata, uma prova de que
Donatto Lauschner
ta de conteúdos, e sim, em educar por resultados. Sonhamos apesar de todo o descaso que existe com a
Representante (Tunápolis)
com o dia em que todos os professores chorem no momento Vanderlei Locks educação neste país ainda tem pessoas que
de sua aposentadoria. Sonhamos com o dia em que os estu- Diagramação fazem das tripas o coração e mostram que é
dantes saibam reconhecer e dar valor, por merecimento, para ---- possível vencer e fazer um Brasil diferente.
aquele bom professor, “enquanto vivo”. Pois ensinar (edu- Colaboradores:
Pe. José Volmer, Vilson Parabéns para esses heróis brasileiros. Mas
car), não é uma tarefa fácil e concebida a todos ou a qualquer
Von Borstel, Pe. José leitores não se esqueçam que você também
um. Até porque poucos sabem o quanto (um bom professor) Tarcísio Hentz, Ênio Pauli,
se dedica e o quanto é necessário se dedicar nessa profissão.
é ouro, quase todos somos, pois levantamos
Kako Mello, Paulino Eidt e
Sonhamos com estudantes instigados pelo conhecimento Vianei Hammerschmitt. todos os dias e nos dedicamos ao trabalho
e providos de sensibilidade e um espírito de luta. Estudantes ---- enfrentando as adversidades da vida para
Gráfica dar o melhor para os filhos, para a esposa,
que adorem a leitura e agradeçam a todos os seus mestres. Gráfica e Editora
Que saibam o verdadeiro valor da idade escolar, que estu- Porto Novo para a sociedade. Esses são os verdadeiros
dem não por um emprego ou uma vaga na universidade e Circulação semanal heróis desse país, pois apesar de toda a falcatrua política lutam para
sim por uma vida. Que saibam distinguir a diferença entre es- ---- ganhar honestamente o seu dinheiro, e o mais bonito de tudo, passam
tudar por prazer ou por necessidade. Estudantes que saibam Abrangência:
Iporã do Oeste, Itapiranga,
esses valores para as novas gerações. Lamentável é usar um evento de
questionar, que compreendam os momentos de ouvir e de São João do Oeste, e tanta seriedade e bravura como o Pan, par mais uma vez reafirmar a
falar. Que estejam conscientes de que na vida, é importante Tunápolis. corrupção e a má aplicação do dinheiro público, olha chega até ser en-
dar muito mais do que receber.
graçado, com tanta evolução tecnológica ainda se comente tantos erros
Sonhamos com uma estrutura física em que os estudantes
não precisem desviar de goteiras e sentar em cadeiras des-
de cálculo que superam cifras milionárias. Ouro para todos nós que
confortáveis. Que os estudantes não passem a vida olhan- ainda acreditamos na boa fé e na mudança democrática da sociedade.
do para a nuca do colega e sim para o seu rosto. Sonhamos
com um enorme gramado, e no centro uma árvore em que as
crianças possam colher frutos e dividir espaço com os pás- ser humano. As conseqüências desta recusa são
saros. Sonhamos com um espaço para a prática de esportes; sempre trágicas.
laboratórios de informática não para a multiplicação de fofo- O sofrimento no mundo é consequência da
cas e intrigas, mas para o conhecimento do mundo; labora-
ação equivocada do ser humano. Cabe ao ser hu-
tórios para provar a veracidade do livro didático e nos faça Padre José Tarcízio Hentz
sentir na prática a utilidade das três leis de Newton e das mano assumir a responsabilidade sobre suas ati-
fórmulas químicas; ambientes para a confecção de mapas e A incompreensível Justiça de Deus tudes e ações. Não faz bem recusar a lei da vida
organizada pelo Criador. No caso do acidente
que os estudantes se lambuzem de tinta para criar obras de
arte. Um museu para que a história não seja simplesmente O mundo, sobretudo os brasileiros, ficaram aéreo vários erros deveriam ter sido evitados,
narrada pelo professor. Sonhamos com uma horta para que chocados com o acidente aéreo que matou apro- como: A pista escorregadia, versão contestada
os estudantes plantem sua própria merenda escolar e deixam ximadamente 200 pessoas na semana passada. pela Infraero; O reversor direito travado; Ou
suas mãos sujas de terra. Alguns dizem: “Nem é bom pensar”. No entan- erro humano. Mas principalmente: Congonhas
Sonhamos com bibliotecas equipadas de livros preferen- to, não podemos esquecer este fato, para evitar
cialmente inteiros e atuais. Sugiro uma merenda escolar nu- está numa área urbana não apropriada para ae-
futuras tragédias. Mas é dolorido pensar. Tanto roporto. Na cidade de São Paulo existem três
tritiva e saudável (abaixo às cantinas de refrigerantes e salga-
dinhos!). Sonhamos com uma escola de paz, sem seguranças é que quanto mais conhecemos os detalhes do grandes aeroportos. Não acontece mudança por-
ou cadeados. Uma escola que não nos impeça de sonhar, que acidente mais perplexos ficamos. Imaginemos que as grandes empresas aéreas objetivam lucro,
não aprisione almas que ensine música, línguas, arte e litera- o desespero dos pilotos ao não conseguir frear o governo evita investimentos e os usuários de
tura. Que nos faça acreditar nos ideais de Paulo Freire, Ed- aquele avião; O pânico dos passageiros no avião Congonhas preferem facilidade e não a seguran-
gar Morin, Machado de Assis. Que seja simples e profunda desgovernado. Seguido da explosão e fogo que ça. Consequentemente tivemos uma tragédia. É
como os poemas de Mário Quintana, ou perturbadora como provavelmente chegou aos mil graus celsius. Ca-
a filosofia de Nietzsche, ou até mesmo estimulante como as culpa humana e não de Deus.
lor capaz de derreter ferro e os corpos humanos. Portanto o ser humano precisa ser o sujeito
músicas de Humberto Gessinger. Sonhamos com o momento
em que os pais deixem temporariamente o trabalho e acom- Daí vem a pergunta, onde estava Deus diante responsável por sua ação. Deus por amor tudo
panhem seus filhos nas atividades escolares. daquele “calor infernal”? criou. Seu amor é tão grande que possibilita até
Você considera essa escola impossível? Então para você, Ao crer num Deus Amor é necessário ressal- a liberdade da recusa ao Seu amor. Mas esta re-
educação não é prioridade, estimulemos então a construção tar que isso não é vontade de Deus. Deus não cusa tem um preço - o sofrimento e a morte. A
de presídios. Viver é também a arte de acreditar nos possí- faz os justos sofrer a toa como mostra a leitura maior vitima foi Jesus Cristo. Deus amou tanto
veis. deste final de semana (Gn 18,20-32). A justiça o mundo, que confiou seu Filho único para que
de Deus ultrapassa a hu- todo o que nele crê não morra, mas tenha a vida
mana. Podemos afirmar eterna. Deus não enviou o seu Filho ao mundo
que Ele, como Criador, so- para julgar o mundo, mas para que o mundo seja
freu junto com seus filhos salvo por Ele (Jo 3,16). Assim sendo, que o san-
naquela tragédia. Aliás, gue destes que morreram neste acidente aéreo,
quando a vida corre ris- assim como a morte de Jesus na Cruz, gerem em
co Deus como pai e mãe cada pessoa sensata a indignação. Sentimento,
já padece. Ele sente todas assim como o amor, capaz de animar o cuidado
as vezes que seu Amor com a vida, para o bem da humanidade e a gló-
Criador é desprezado pelo ria de Deus.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


104ª Edição 27 de julho de 2007 OPINIÃO/POLÍTICA 3

Notícias, curiosidades, informações e opiniões e eventos


transcorridos na história de nosso município

Laticínios São João tem novo diretor


VALDIR EIDT
SJO – A Laticínios São
João, desde 1º de abril,
tem novo diretor ad- O Jornal Americano New York Times define político da situação forçando um responsável ou
ministrativo. Trata-se como “astúcia” de Lula, a nomeação de Nel- responsáveis.
de Ottmar José Schnei-
ders, que disse ser sua son Jobim para o Ministério da Defesa, já
Apesar de todos os ataques da grande im-
meta, “haver um bom que a credibilidade do ex-ministro da Justi-
prensa, Lula continua com altos índices de
entrosamento entre o ça e ex-presidente da Suprema Corte seriam
produtor, o consumi- popularidade. Talvez isso se dê especialmente
fundamentais para convencer os militares a
dor, o leiteiro e os fun- porque a grande maioria de seus simpatizan-
abrir mão de sua autoridade sobre o sistema
cionários da Laticínios”. tes e eleitores não tem o hábito de viajar de
Sobre o preço do leite, de aviação civil.
avião, mas estão desenvolvendo e aprovando
vigorando nesse mês A troca de Ministros no Ministério da Defesa o bom hábito de comer três vezes por dia.
de abril, enfatiza, que opção para o pequeno aqui na re-
chega ao produtor com preço líqui- gião de Itapiranga. A indústria já após o acidente com o avião da Tam, poderia dar
Talvez seja por isso que Lula ainda consiga brin-
do de 4 cruzados e 52 centavos, con- possui uma caldeira que esta fun- a impressão de que Waldir Pires fosse o respon-
car e descontrair em meio à tanta tensão. Durante
siderando preço de nível industrial. cionando e nos trabalhos finais, de sável pela tragédia. Por isso, mesmo demitindo
Seugundo ainda Schneiders, o go- novas câmaras frigoríficas para “
a cerimônia de posse de Nelson Jobim, afirmou
o ministro, o presidente Lula deu a entender que
verno deverá aumentar o preço do guarda” do queijo, além de chegar que estava nomeando o ministro porque queria
a troca ocorreu porque o Ministro a tenha solici-
leite nos meses de junho e setembro, um novo pasteurizador, em breve, ajudar a mulher dele, já que “o advogado Nelson
e em relação a isso as empresas te- finalizou Ottmar José Schneiders. tado. O fato é que Pires não pediu demissão, mas
Jobim estava em casa, atrapalhando a esposa”.
rão que se atualizar com estas ma- - - - - disse que pediu e Lula não aceitou um pedido de
jorações para beneficiar o produtor, (Publicado no jornal Oeste em 16 de abril de demissão, mas demitiu! É a política! Diversas comunidades da região comemora-
que sem duvida alguma é mais uma 1987). ram com almoços de confraternização a pas-
Talvez agora a grande mídia nacional dimi-
sagem do dia do colono e do motorista. Mui-
nua um pouco a ofensiva contra o Governo
tos colonos comemoram especialmente o bom
Oeste recebe maioria dos recursos do Lula. Porque toda vez que acontece uma
momento da produção leiteira. Então apro-
grande tragédia, há uma tentativa muito cla-
Programa de Aquisição de Alimentos ra de atribuir a responsabilidade ao governo,
veitaram a data para “acabar com o cheque
do leite”! Mesmo assim, não conseguiram!
como se acidentes na aviação só acontecessem
Região - As cidades do Oeste de Santa Catarina receberam a maior
no Brasil. Tem que haver um responsável! No desejo de homenagear os colonos de nossa
fatia de recursos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do
Nem que seja um bode expiatório. O Bode região, publicamos nessa edição um texto retra-
Governo Federal, que aplicará R$ 11.285.141 milhões no Estado. Mais
Expiatório da vez então, é Waldir Pires. tando o dia-a-dia de uma família de agricultores
de R$ 8 milhões estão divididos entre os 27 municípios da região.
de nossa região. De uma forma ou outra o co-
As assinaturas dos convênios começam na noite de hoje, em Pla- Revolta observar como age a grande imprensa
tidiano dos agricultores é parecido e, por isso,
nalto Alegre, às 19h. O município receberá R$ 178.342 mil. O Go- em situações trágicas como essas. Ao mesmo
acreditamos que com essa curta narrativa esta-
verno Federal prevê destinar R$ 27 milhões para todo País e quase tempo em que explora emocionalmente seu pú-
mos contribuindo para registrar a história dessa
metade do valor veio para SC. blico expondo a dor e o sofrimento das vítimas,
classe tão significativa para a nossa região.
O líder do PT na Assembléia Legislativa, deputado Padre Pedro tenta de toda forma tirar o maior aproveitamento
Baldissera, que participa das solenidades de assinatura dos convê-
nios, afirma que o Governo Federal compreendeu
a importância de investimentos na pequena agri-
cultura do Oeste. “Sempre que procuramos o mi-
nistério da Agricultura destacamos que os recursos
injetados na pequena agricultura têm retorno eco-
nômico e social muito significativo. No Oeste, onde
a presença da agricultura familiar é muito desta-
cada, isso é um avanço significativo”, disse Padre
Pedro.
O parlamentar lembra que a pequena agricul-
tura é responsável por cerca de 80% dos alimentos
consumidos no Estado. “Investir no pequeno agri-
cultor sempre
Cidades no Oeste de SC que receberão recursos é uma política
São Miguel do Oeste: R$ 2.602.890,70 acertada, por
Saltinho: R$ 1.551.738,31 isso comemora-
Dionísio Cerqueira: R$ 491.853,65
mos esses recur-
Jaborá: R$ 350.000,00
Iraceminha: R$ 337.817,72
Chapecó: R$ 339.075,45
sos”, destacou.
A segunda região que mais re-
Brasil bate recorde de emprego e cria
São Lourenço do Oeste: R$ 274.050,00
Concórdia: R$ 225.017,62
cebeu verbas do PAA no Estado é
o Sul, com R$ 1,9 milhão para as
mais de 1 milhão de vagas em 6 meses
Tigrinhos: R$ 200.000,00 14 cidades atendidas. São Miguel
Guaraciaba: R$ 196.768,60 do Oeste está em primeiro entre O Brasil criou mais e 1 milhão de empregos com carteira assinada no primeiro semestre deste
Itapiranga: R$ 188.340,90
as cidades, com R$ 2,6 milhões. ano. Foram gerados 1.095.503 de postos, o que representa aumento de 18,6% sobre igual período
Paraíso: R$ 179.760,40 de 2006 e é recorde histórico para os primeiros seis meses.
Planalto Alegre: R$ 178.342,99 Os dados são Caged (Cadastro Geral de Empregados e
Coronel Freitas: R$ 150.000,00
Desempregados) divulgado nesta sexta-feira (13) pelo Mi-
São José do Cedro: R$ 141.723,07 Programa de Aquisição de Alimentos – PAA
São Carlos: R$ 110.706,60
nistério do Trabalho.
Anchieta: R$ 104.689,80 O recorde semestral anterior era de 2004, quando o es-
O Programa de Aquisição de Alimentos é uma das ações do Fome
São João do Oeste: R$ 102.601,40 toque foi ampliado em 1,034 milhão de postos. São Paulo,
Zero, cujo objetivo é garantir o acesso aos alimentos em quantidade,
Santiago do Sul: R$ 100.000,00 Minas Gerais, Rio de Janeiro também registraram o maior
qualidade e regularidade necessárias às populações em situação de in-
Quilombo: R$ 91.544,99 saldo de empregos celetistas no período. A pesquisa é feita
Iporã do Oeste: R$ 88.564,00 segurança alimentar e nutricional e promover a inclusão social no campo
desde 1992.
Santa Helena: R$ 73.358,70 por meio do fortalecimento da agricultura familiar.
Para o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, os
Flor do Sertão: R$ 66.831,00 O PAA é um instrumento de política pública instituído pelo artigo 19
números evidenciam a influência econômica do PAC (Pro-
Barra Bonita: R$ 63.588,60 da Lei nº. 10.696, de 2 de julho de 2003, e regulamentado pelo Decreto nº.
Novo Horizonte: R$ 46.700,00 grama de Aceleração do Crescimento), anunciado pelo
4.772, de 02 de julho de 2003, o qual foi alterado pelo Decreto nº. 5.873,
Piratuba: R$ 45.351,68 presidente Lula no início do ano.
de 15 de agosto de 2006.
Tunápolis: R$ 29.281,45

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


4 27 de julho de 2007 POLÍTICA 104ª Edição

Secretaria Regional de Itapiranga inicia atividades


Itapiranga - (continuação quilos do produto nos cinco Oeste, Clemente Berwanger
da capa) - As prioridades para municípios de abrangência e Leonel Paludo; Itapiranga,
estes recursos foram definidas da Secretaria. A distribuição Carlise Welter Werlang e Cor-
pelos prefeitos em visita do será de acordo com o número nélio Roden; Santa Helena,
secretário no início do mês. de habitantes. Os indicados a Clóvis Lazarotto e Ildo Car-
“Os recursos devem estar dis- receberem o produto foram doso; São João do Oeste, Lúcio
poníveis através do SEITEC relacionados pelas prefeituras Bracht e Paulo Kist; Tunápolis, Semana de encontros regio- nacionais e investimentos.
(Sistema Estadual de Incentivo através do setor social. O feijão Ivo Afonso Spies e Eusébio nais da executiva estadual
à Cultura, ao Turismo e ao Es- foi adquirido através da Co- Follmann. Presidente Luis Inácio Lula
do PP encerrou em Biguaçú.
porte), um programa de capta- nab. Quanto ao atendimento ao da Silva voltou a participar
Os líderes comemoram e
ção de recursos do Governo do Na próxima semana tam- público, Jorge Welter destaca de eventos públicos nesta
contabilizam mais de 4 mil
Estado, no mês de outubro, ou bém deverá acontecer a pri- que o horário da Secretaria Re- semana. As constrangedo-
novas filiações. É o movi-
no mais tardar no mês de no- meira reunião do Conselho de gional é das 13h às 19horas, na ras vaias e o acidente aéreo,
mento intenso em torno das
vembro deste ano”, explica o Desenvolvimento Regional em Rua São Bonifácio 226, ao lado fizeram o presidente evitar
eleições municipais de 2008.
secretário regional. Itapiranga, quando serão em- da Escola São Vicente. O telefo- exposição pública durante
Outro trabalho desenvol- possados todos os membros. ne é 49-36770350. “Este horário Considerando as eleições alguns dias.
vido é o do programa “O uso São quatro representantes de diferenciado foi definido pelo municipais do ano que vem,
Ministério da Defesa, criado
do feijão no combate ao frio”, cada município, prefeito e pre- atual governador de Santa Ca- percebe-se na região e no
em junho de 1999, não des-
para o qual está sendo prepa- sidente da câmara de vereado- tarina, que determinou um ho- nosso município, diferentes
lanchou, ficando aquém das
rada a distribuição na próxima res, e mais dois membros da rário especial para atendimen- especulações em torno das
expectativas em torno da sua
semana de mais de cinco mil sociedade civil: de Iporã do to ao público”, explica. possíveis composições e
criação. Sempre comandado
candidatos. Nos bastidores
por ministros sem força po-
o movimento é grande e se
Prefeitura vai adquirir retro-hidráulica engana quem acha que está
lítica para conquistar a con-
fiança dos militares, demons-
tudo parado.
trou na ultima sexta-feira dia
Tunápolis - A destaca Sanguetti. Existem articulações que 20, a total falta de comando
prioridade nº 01 Foi unânime a surpreendem até as mentes na pasta.
aprovada na as- decisão da comis- mais prodigiosas em arti-
sembléia final do são de adquirir esta Durante uma reunião do
culação política. Em Itapi-
Orçamento Partici- máquina e o prefeito CONAC( Conselho Na-
ranga, pelo que se especula,
pativo OP em 2006 Adenor estará enca- cional de Aviação Civil),o
pesquisas não teriam apro-
foi a aquisição de minhando projeto à ministro da defesa foi su-
vado a idéia de consenso. O
um trator esteira ou Câmara após o re- mariamente desprestigiado,
resultado já era esperado.
uma retro-hidráuli- cesso, pois há a ne- sendo que a reunião foi
Consenso na minha modesta
ca. Ficou estabeleci- cessidade de fazer comandada pela ministra da
opinião é interesse de grupo.
do que uma comis- um financiamento Casa civil Dilma Rousseff.
são seria formada sendo que o objetivo Em Itapiranga, onde tradicio-
Governo do Estado entra
por representantes é além da retro ad- nalmente o PT era o fiel da
no oitavo mês do ano sem
da administração quirir uma caminhão balança, acredita-se que no
ter a equipe completa nas
municipal, Câma- fazer escavações, terraplana- trucado com caçam- próximo pleito a possibilida-
secretarias regionais. Crises
ra de Vereadores e Conselho gens, deslocamento em terre- ba mais larga para o transpor- de estará nas mãos do PSB.
produzidas por indicações
Municipal da agricultura para no acidentado, acabamentos te. O Prefeito enfatiza que a PSB que deve se apresentar
não confirmadas, são o pivô
fazer uma visita a uma prefei- na área industrial do municí- municipalidade está fazendo como a terceira via, com uma
do atraso na montagem das
tura da região e ver a máquina pio. O Prefeito da cidade, Sr. economia para contra-partida posição de independência.
equipes.
em operação; suas vantagens José Sanguetti acompanhou a além de recursos liberados de Segundo integrantes da exe-
e viabilidades para definir comissão e destaca que possui emenda da ex-deputada fede- A lentidão nas definições
cutiva do PSB municipal de
qual máquina adquirir. dois tratores esteiras sem ati- ral Luci Schoinaki. “Só conse- dos cargos e nos atos ad-
Itapiranga, o partido estaria
Conforme o Prefeito Ade- vidade na garagem pelo alto guiremos atender as deman- ministrativos gera grande
tendo adesões de renome,
nor Vicente Wendling na custo de manutenção. “Esta das dos serviços solicitados especulação e nas mãos da
fortalecendo assim o mesmo
manhã do dia 24 de julho a máquina trabalha por duas, se melhorarmos o nosso frota oposição é nitroglicerina
para o próximo pleito.
referida comissão viajou para toda prefeitura deveria ter de máquinas, com máquinas pura. Para a equipe gestora
o município de São José do uma, pela economia, rapidez, certas que irão responder as Presidente do Diretório Mu- do governo a dificuldade
Cedro onde in loco assistiram por ser multifuncional e prin- expectativas dos munícipes”, nicipal do PMDB de Itapiran- está na falta de consenso
a demonstração dos recursos cipalmente pela satisfação dos finaliza o Prefeito. ga, Milton Hahn, manifesta entre a base aliada. Para a
que a máquina oferece para munícipes bem atendidos”, que a partir de agosto se oposição esta seria a realida-
intensificarão as articulações de do Estado.
em torno das eleições mu-
Interesses políticos à parte,
Realizada última reunião a respeito do projeto nicipais do ano que vem. O
presidente se declara muito
é verdade que a máquina
da Universidade Federal do Mercosul empolgado com a pré-cam-
ainda não deslanchou. A
questão financeira segundo
panha.
os secretários regionais é
Região - Com a presença região do Mercosul. No evento realizada no dia 15 de junho, e
Começou na ultima quarta outro problema. Explicação
de deputados estaduais do Rio foram apresentadas ações de- está adequando o projeto antes
feira, o 3º Congresso Latino que não convence a oposi-
Grande do Sul, de Santa Cata- senvolvidas e programados os dele ser entregue”, afirma. Ele
Americano de Cidades e Go- ção, pois a arrecadação tem
rina e do Paraná, do deputado próximos passos a respeito da explica que o grupo é formado
vernos Locais, na cidade de batido recordes em todos os
federal Cláudio Vignatti, de re- criação da instituição. O semi- por representantes de parla-
Florianópolis. O evento é or- meses.
presentantes da senadora catari- nário ocorreu no Sindicato dos mentares, movimentos sociais
ganizado pela Confederação
nense Ideli Salvatti e do senador Bancários de Chapecó. e também um representante Faleceu nos últimos dias
Nacional dos Municípios e
gaúcho Paulo Paim, além de mo- De acordo com Vignatti, au- do Ministério da Educação. O uma das personalidades
pela Federação Latino-ame-
vimentos sócias, movimentos tor do Projeto de Lei 6037/05, projeto será entregue dia 15 de políticas mais polêmicas da
ricana de Cidades.
estudantis, sindicatos e o Fórum que prevê a universidade fe- setembro, no entanto, antes será história política do Brasil.
da MEsoregião do Mercosul, foi deral, existe um grupo de tra- entregue ao Ministério do Pla- O objetivo do Congresso é Idolatrado e amado por
realizada nesta sexta-feira (13), a balho formado por 11 pessoas nejamento no dia 1 de agosto compartilhar experiências muitos e odiado por outros,
última reunião antes da entrega, que está trabalhando no projeto: para ser encaminhado ao Plano entre os municípios e deixar Antônio Carlos Magalhães,
ao Ministério da Educação, do “esse grupo foi formado na úl- Plurianual (PPA), plano do qual os prefeitos brasileiros mais morre, deixando a marca de
documento oficial da criação da tima reunião com o ministro da Vignatti será o relator pelos pró- próximos de recursos inter- um político centralizador.
Universidade Federal da Meso- educação, Fernando Haddad, ximos quatro anos.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com
5 27 de julho de 2007 104ª Edição

Prefeito avalia ações na Agricultura e Transportes


Em entrevista, o Prefeito de Itapiranga, Vunibaldo Rech, fala sobre avanços e ações na Agricultura e Transportes nos primeiros 30 meses de
mandato e destaca importância destes setores para o progresso e desenvolvimento do município e região.
1) O Senhor gostaria de deixar uma tempos, com 23 Programas nada. A distribuição do bloco de produtor 4) Sobre a polêmica da manutenção da estrada Beira
homenagem aos Colonos e Moto- em pleno funcionamento na rural é gratuita. Até 2004, o agricultor tinha Rio, entre a cidade e a Linha Chapéu, o Senhor teria
ristas pela passagem do seu dia na Secretaria. A grande diferen- um custo de 17 reais para uma inseminação alguma colocação a fazer?
última quarta-feira, 25? ça está no jeito diferente de artificial. Hoje, apenas é cobrada a mão-de- Este é um assunto que precisa ser bem
O dia 25 de julho é uma fazer o Progresso acontecer. obra e o Sêmen é gratuito, sendo realizadas esclarecido e a população precisa saber a
data muito especial. É o mo- Pela primeira vez na história, mais de 1.200 inseminações por mês. A verdade. No ano passado, a Secretaria de
mento de expressar nossa a Secretaria da Agricultura distribuição do Bônus é uma forma de va- Desenvolvimento Regional de São Miguel
gratidão e reconhecimento recebeu uma retroescavadei- lorizar a todos, sem discriminação e o inves- do Oeste firmou um convênio com a Prefei-
por estas duas classes de ra nova para uso exclusivo na timento em Bônus ultrapassa 325 mil reais. tura de Itapiranga, onde o Estado repassaria
trabalhadores que muito Agricultura e foram adquiri- No próximo mês de agosto será implantado 48 mil reais, em duas parcelas, para a manu-
contribuem para o progres- dos dois veículos novos para um novo Programa de limpeza de açudes e tenção da SC 283, no trecho entre a cidade
so e desenvolvimento da o setor. É importante lembrar reservatórios de água, aonde o município e a Linha Chapéu, divisa com Mondaí. A pri-
sociedade. O município de que, na época da campanha também vai custear parte dos serviços de meira parcela, de 24 mil reais, foi repassada
Itapiranga se orgulha do política, nós assumimos máquinas.Estas são algumas ações e inves- e a segunda seria paga no mês de outubro
trabalho de todos os Agricultores e Moto- compromissos com os Agricultores. Não timentos que estamos fazendo na Agricul- do ano passado. Isso não aconteceu, pois
ristas. Em nome de toda equipe da adminis- foram promessas, mas sim compromissos tura. A Agricultura merece ser prioridade e a desculpa foi de que era período de elei-
tração municipal, os mais sinceros Parabéns que assumimos e agora estamos cumprin- por isso implantamos a maior estrutura de ções. O então Secretário, Jorge Welter, ga-
pela passagem do seu dia e votos de muitas do. O Programa Pronto Socorro Agrícola todos os tempos nesta Secretaria. rantiu que até o dia 30 de junho o dinheiro
conquistas e realizações. está em funcionamento. É a primeira vez 3) Com relação ao setor de Transportes, quais foram seria repassado ao município. Novamente
2) Nestes 30 meses de mandato, quais as principais que os Agricultores são beneficiados com os principais avanços? isto não aconteceu, pois, segundo ele, o
ações realizadas na Secretaria da Agricultura? uma parte dos serviços de máquinas cus- Inicialmente quero lembrar os valorosos município está impossibilitado de receber
O segmento Agropecuário é a principal teados pelo município. Outro compromisso serviços prestados na Secretaria de Trans- recursos do Estado. Sobre a dívida que o es-
atividade econômica do município e mais assumido foi contratar um Técnico Agríco- portes e Obras pelo ex Secretário, Valdemar tado afirma que o município está devendo,
de 55% da população está no interior do la para orientar os agricultores. Hoje, este Weigel, o Estera, que faleceu no último dia isso não é verdade, pois eu, como Prefeito
município. Tendo em vista a grande impor- Técnico já está trabalhando. O enterro de 06 de junho. O Estera sempre foi um exem- Municipal, dei como garantia os meus pró-
tância que isso representa, a Agricultura bovinos está sendo feito gratuitamente. plo de pessoa. No período que esteve à prios bens pela suposta dívida, pois eu não
passou a ser prioridade nesta administração. Antes, o produtor pagava 70 até 80 reais frente da Secretaria de Transportes e Obras, acredito que esta dívida exista. Portanto, o
Implantamos a maior estrutura de todos os para enterro de um animal e hoje não custa trabalhou sem medir esforços para ofere- não cumprimento do convênio, nada tem
cer melhores condições para o setor a ver com o asfalto da Avenida Beira Rio e
de Transportes. Com certeza o amigo Avenida Uruguai. Também quero fazer um
Estera e o trabalho que realizou, será questionamento: Porque eu fui chamado
sempre lembrado. para assinar um convênio com o Transpor-
Com relação ao andamento dos te Escolar, mesmo depois da polêmica do
trabalhos nesta Secretaria, é impor- asfalto das avenidas? Agora querem usar
tante destacar que foram formadas a questão das avenidas para não repassar
duas equipes de trabalho para aten- recursos ao município, para manter a estra-
dimento dos serviços. Inicialmente da Beira Rio. Acho que o problema é que o
estão sendo atendidos os compro- estado não tem dinheiro para cumprir seus
missos assumidos pelo Secretário Es- compromissos.
tera e também estamos procurando 5) Em quais aspectos o Senhor avalia esta administra-
atender a maioria dos pedidos feitos ção um diferencial?
pelos agricultores nas reuniões admi- Eu gostaria de comentar sobre o dife-
nistrativas que estão em andamento rencial que representa esta administração.
nas comunidades do interior. Uma Itapiranga vive um novo tempo nestes últi-
questão importante de destacar é o mos 30 meses. A transparência, seriedade,
trabalho em equipe dos funcionários valorização das pessoas e muito trabalho
desta Secretaria. Estes são verdadei- fazem a diferença. O progresso e desenvol-
ros exemplos de profissionais que de- vimento são visíveis em todas as áreas. Os
dicam o esforço do seu trabalho para avanços e os resultados obtidos são frutos
o desenvolvimento do município. A do trabalho em equipe dos funcionários e a
todos os motoristas, operadores de colaboração da população é muito impor-
máquinas e funcionários da Secre- tante neste processo. Hoje, todas as contas
taria de Transportes e Obras o nosso do município estão em dia e conseguimos
muito obrigado. Os avanços neste resgatar a credibilidade junto aos fornece-
setor são inúmeros. Foram adquiridas dores. Agora, o cidadão tem vez e voz. Nós
duas retroescavadeiras novas e a ma- estamos indo ao encontro da população
nutenção das máquinas passou a ser e todos os munícipes são valorizados. Um
feita na própria oficina da prefeitura. exemplo disso é o Programa “Administra-
Isso representa economia para os co- ção na Comunidade”, em que estamos re-
fres públicos. O trabalho nas estradas alizando reuniões com objetivo de ouvir a
está sempre tendo continuidade, da população e coletar sugestões. Isso nunca
melhor forma possível. Todas as pon- aconteceu em Itapiranga. Mais de 95% dos
tes do interior do município foram moradores de todas as comunidades estão
completamente reformadas. Mais participando destes encontros. Esta é uma
de 1.200 acessos em propriedades forma diferente de administrar, abrindo es-
rurais foram recuperados. Este é um paço para a participação de todos. Os resul-
número nunca visto na história, uma tados estão superando as expectativas. No
conquista dos agricultores do muni- final do mês de agosto vamos encerrar o
cípio. Outra conquista importante é a roteiro nas comunidades do interior e será
reativação da usina de britagem, que a vez dos moradores dos bairros da cidade
estava interditada, com multas dos fazer suas sugestões e manifestar sua opi-
órgãos ambientais que impediam o nião sobre o andamento dos trabalhos. É
funcionamento. Nós pagamos estas esse o nosso jeito de trabalhar. Já passou o
multas que foram deixadas e reativa- tempo em que havia discriminação, perse-
mos o britador. Implantamos um rigo- guição ou se administrava apenas com os
roso controle de abastecimento das interesses de um grupo e para um grupo
máquinas e veículos e começamos a de pessoas. Tudo isso são conquistas dos
comprar combustível com transpa- itapiranguenses, um povo que merece o
rência, fazendo licitação e isso repre- respeito, a dedicação e o trabalho honesto
senta mais economia. de seus governantes.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


104ª Edição 27 de julho de 2007 PREFEITURAS 6

Projeto que prevê a instalação de Interessados em plantar cana podem se inscrever


placas de sinalização no interior do da mesma no muni-
Tunápolis - Se-
município de Tunápolis poderá ser gundo o secretário cípio. “O orçamen-
da Agricultura, to para a instalação
contemplado em breve José Henn, até o está pronto. Tudo
Tunápolis - A informação é dia 30 deste mês, depende da maté-
do responsável pelo Setor de Pro- estão abertas as ria-prima”.
jetos da Prefeitura, Jackson Sche- inscrições junto Conforme Henn,
rer (foto). Ele destaca que vários à secretaria para esse é um dos moti-
projetos já foram encaminhados os agricultores do vos pelo qual a se-
para diversos Ministérios na Ca- município interes- cretaria de Agricul-
pital Federal. “Alguns projetos sados em plantar tura levanta nomes
estão tendo importantes avan- cana. Posterior ao de agricultores inte-
ços, outros já passaram por fases levantamento, será ressados em plantar
de classificação e foram selecio- estudada entre as cana para comercia-
nados e tivemos que apresentar canas disponíveis, lização. “Precisamos
mais documentação técnica e qual variedade me- comercialização será atendido nos precaver para
adequá-los para que ficassem de lhor se adapta às condições com variedades exclusivas”. que no futuro não haja super
acordo com as normas do Minis- da propriedade dos interessa- Está em estudo, projeto de oferta, nem falta do produto
tério para ter a possibilidade de dos. Entre os dados coletados viabilidade para comercializa- para abastecer a indústria”. A
celebração”. Ministério com toda a documen- está a quantidade de cana que ção, inclusive, com a instala- usina depende da disponibi-
Conforme Scherer, um dos tação técnica, Plano de Traba- o agricultor está disposto a ção de uma usina de álcool no lidade de matéria-prima para
exemplos é o projeto de Sinali- lho, autorização do DEINFRA e plantar e se a plantação objeti- município. O levantamento comercialização no municí-
zação Turística encaminhado ao projeto Técnico, para entrar na va o cultivo para consumo ou também objetiva a não super pio. O projeto prevê a instala-
Ministério do Turismo, o qual pauta final de aprovação para comercialização. Em seguida, oferta, nem falta do produto ção de usina com capacidade
objetiva a construção de uma liberação dos recursos. “Estamos a equipe técnica da secretaria no município.Sobre a possi- de produção diária de 5 mil
central de Boas Vindas e a insta- esperando ansiosos para a possi- fará visitas domiciliares, para bilidade de abrir uma Usina litros, com matéria-prima pro-
lação de Placas de sinalização em bilidade de celebração desse con- ver das condições de atender de Álcool combustível, José duzida na região. Para aten-
todo município, sendo um inves- vênio que será um investimento os pedidos no implante dos Henn, disse que um grupo de der a demanda, cerca de 180
timento superior a R$100.000,00. importante para o nosso municí- canaviais. empresários e lideranças estu- hectares de cana devem ser
O projeto já se encontra apto no pio”, finaliza. “Quem plantar cana para da a viabilidade da instalação implantados no município.

Galeria das Escritório Contábil de

flores e Jorge Eidt


Registro de firmas e contabilidade em

presentes geral, serviços gerais de escritório

Avenida Cerro Largo - Tunápolis Fone/fax: (49) 3632 1187/1104

Rua 25 de Julho, nº 60 - Anexo ao cartório


Cel.:9114 6613 Tunápolis - SC
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com
104ª Edição 27 de julho de 2007 7

Secretaria da Saúde Direção e funcionários


desenvolve Projeto da Bazar Ponto Certo
parabenizam todos os
“Criança Saudável” colonos e motoristas pela
Av. Beira RIO, 135, Centro - Itapiranga - SC
passagem da data.
Itapiranga - No segundo semestre de 2006 iniciou (49) 3677 0905
um projeto multidisciplinar de atenção à saúde
dos alunos das escolas da rede municipal de en-
A você colono, ao ver
sino de Itapiranga, através de parceria entre a Se- brotar do chão a semente
cretaria de Saúde e Educação. O projeto intitulado lançada por suas mãos e
“Criança Saudável” é executado por profissionais cultivar o resultado do teu
da área de saúde e consiste na avaliação da criança trabalho, transportado
por profissionais das áreas de nutrição, fisioterapia Rua do Comércio, 510, Centro
e enfermagem. Os objetivos são avaliar a criança
por você motorista que faz
Ed. Edelweis – Itapiranga - SC
nos aspectos de saúde e promover a atenção pre- pulsar milhões de vidas.
(49) 3677 0058
ventiva.
A Nutricionista, Luciani Moresco Eickhoff,
avalia o estado nutricional da criança, enquanto a
Fisioterapeuta, Monica de Brito, avalia a postura
e pesagem das mochilas e as Enfermeiras Simone
Brand, Fabiane Koelln, Franciele Costa e Grazie- Mãos firmes no volante,
le Pereira as condições de higiene. Além disso, a confiança, a saudade
quando encontrada alguma alteração mais grave, da chegada, rodando
como excesso de peso da criança, alterações pos- por este chão levando a
turais avançadas ou doenças de pele, a criança é produção que, suada, é Rua do Comércio, 276, Sala 02 - Itapiranga
Parabéns cultivada pelas mãos do
Colono e agricultor. (49) 3677 0185
Motorista À todos os que cultivam de
forma racional a terra, nela
depositando a semente que
irá alimentar. E, à todos
Padaria e Mercado Jung os que transportam até
nossas mesas o resultado do
Rua do Comércio, 365, Centro - Itapiranga cultivo. Parabéns Colono e
(49) 3677 0174/ 0059 Motorista

FOROESTE VEÍCULOS Paulo J. Griebler e Cia Ltda.


Itapiranga - (49) 3677 0648 Rua do Comércio, 555, Centro - Itapiranga - SC
(49) 3677 0181/0082

É com alegria que


participamos desta
Que Deus continue iluminando
homenagem àqueles que a cada ano a produção e os
cultivam e transportam os caminhos pelos quais percorrem
encaminhada para o atendimento necessário.
frutos do desenvolvimento. colonos e motoristas. Sucesso e
A primeira unidade de ensino atendida no Pro- Parabéns Colono e prosperidade a vocês.
jeto foi a Escola Municipal Esperança, no bairro
Santa Tereza, com alunos da educação infantil até Motorista
o ensino fundamental, totalizando 151 avaliações.
Após as avaliações os professores foram orienta-
dos quanto aos assuntos e atividades relacionados
à alimentação, postura e higiene a serem trabalha-
dos com os alunos. No dia 15 de junho, foi realiza-
da uma palestra educativa com os pais, onde fo-
ram expostos os dados encontrados nas avaliações
de uma forma geral e apresentadas dicas quanto
aos cuidados com a alimentação, postura e higiene
Rod. SC-472, km 30 – nº 80
dos filhos.
A segunda escola participante do projeto foi a Rua do Comércio, 305, Centro, Itapiranga -SC (49) 3677 0546
Escola Básica Municipal Peperi-Guaçu, na Linha (49) 3677 3000
Aparecida, onde foram avaliados 152 alunos, da
educação infantil a 8ª série e no dia 19 de julho a Queremos parabenizar a A todos os agricultores e motoristas
palestra com os pais. A terceira foi a Escola Muni- todos os clientes colonos que depositaram em nossa empresa
cipal de Linha Dourado, onde foram avaliados 50 e motoristas que aqui
alunos da educação infantil até a 4ª série do ensino a confiança pelo nosso trabalho.
fundamental. Segundo a equipe, o projeto conti-
buscam suas necessidades Vocês são a base do nosso trabalho.
nuará em outras escolas, com o objetivo de atingir de cada dia... Parabéns...
mais três escolas até o fim de 2007.

Toda vitória e todo progresso repousam na força


interior de cada um. Sabemos o quanto é difícil e
trabalhoso produzir e transportar em toda nação.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 Recebam nosso reconhecimento. E-mail: expressao@jexpressao.com
8 27 de julho de 2007 GERAL 104ª Edição

Administração realiza avaliação de semestre Aulas de música Reuniões


Iporã do Oeste - Nesta se-
agora em novo administrativas
gunda feira dia 23, o pre- ambiente começam a ser
feito municipal Ilton Pedro
Vogt reuniu todos os secre- Iporã do Oeste - As antigas instalações
definidas
tários municipais para ava- da Casa Familiar Rural, prédio da anti-
liar o desempenho de cada Iporã do Oeste - Nesta sema-
ga Prefeitura, é o novo local onde estão na o Prefeito Ilton Pedro Vogt
secretaria nos primeiros seis acontecendo as aulas de musicas.Con-
meses deste ano. Os secretá- e o Assessor de Projetos Wil-
forme a Diretora do INDACI – Atácia son Mallmann devem definir
rios Ervino Henkel, Itamara Skrsypcsak, o objetivo é oferecer um
Bagatini, Lucia Marx Melz, o cronograma das reuniões
espaço definitivo e adequado para administrativas que serão re-
Ailton Miotto, Mário Ribei- que os alunos e professores utilizam
ro de Freitas e o assessor de alizadas nas comunidades e
seu tempo com total tranqüilidade e na cidade de Iporã do Oeste.
projetos Wilson Mallmann. segurança, deixando seus equipamen-
Na primeira parte da Conforme Mallmann essas
tos no local. reuniões serão para apresentar
reunião os secretários apre-
A Banda Municipal, também utili- o trabalho da administração e
sentaram um relatório das
za o novo local para ensaios semanais. colher sugestões. Nos próxi-
atividades desenvolvidas, Essa reunião explica o ele, sem os secretarios, de
Aproximadamente 64 alunos, incluído mos dias deverá ser divulga-
para depois juntos defini- prefeito, é necessária para nada adianta ter bons proje-
os integrantes da banda municipal, do o roteiro dos encontros.
rem as metas a serem alcan- todos os secretários saibam tos, é necessário servidores
freqüentam as aulas de música. De acordo com o prefeito
çadas até o final do ano. das ações que estão sendo interessados como os que
Para o prefeito Ilton, o desenvolvidas, e nada me- temos para desempenhar as Conforme Atácia, um dos pontos Ilton P. Vogt, as reuniões são
resultado da reunião foi lhor do que eles mesmos funções que são delegadas. positivos da Banda, é a faixa etária dos importantes para avaliar como
altamente positivo. A pro- apresentarem o desempe- Também neste encontro de músicos, entre 12 e 25 anos, “um gru- o serviço público está sendo
jeção feita no inicio do ano nho das secretarias. secretários, foram aponta- po jovem, mas com grande experiência conduzido para a população,
foi alcançada. Em alguns O prefeito elogiou toda das as principais atividades e aceitação na região”. Também estão e ao mesmo tempo saber dela
setores superamos as metas a equipe, incluindo todos os que deverão serem executa- recebendo aulas de música um grupo as necessidades e como a pre-
pré-estabelecidas. funcionários, pois segundo das até o inicio de 2008. de 18 pessoas da terceira idade, com feitura pode auxiliar. As su-
o professor Severino Amâncio da Sil- gestões de cada comunidade e
bairros serão apresentadas na
Merendeiras e Agentes de Serviços va, todas as quartas-feiras.Para novos
alunos explica a diretora do Indaci, Audiência Pública que ocorre-
participam de formação continuada as inscrições devem ser feitas junto a
prefeitura em horário comercial. Essas
rá após esses encontros, onde
então serão definidas as me-
Iporã do Oeste - A for- Merendeiras e Agentes de Cardápio Escolar, Procedi- novas inscrições se estendem até o dia tas para a elaboração da LDO
mação continuada consiste, Serviços Gerais, envolven- mentos de Higiene e Prepa- 07 de agosto. para 2008.
em tempos de constantes do todos os profissionais ro de Alimentos à Base de
mudanças e adaptações, desta área das escolas mu- Peixe (Nutricionista Márcia Conselheiros Tutelares da região da
em um processo inerente e
necessário à qualquer área
nicipais, estaduais e filan-
trópicas do município.
Schneiders e o Coordena-
dor de Programas Ermindo
AMEOSC, participaram de Congresso
profissional. No tocante à No encontro foram apre- Vergütz); e, A Produção e Região - Foi realizado entre os dias 11 e 13 de julho, em São José na
educação é primordial a sentados os temas: Viver e Tratamento/ Destino Ade- Grande Florianópolis, o IV Congresso Sul Brasileiro dos Conselhos Tutelares.
formação continuada de Con-Viver (Psicólogo Mo- quado do Lixo (Eng. Agrô- O Evento contou com a presença de promotores e juizes dos três Estados do
todos os segmentos envol- acir Pires); Importância do nomo Marcos Pohlmann). Sul. Segundo o Presidente do Conselho Tutelar de Itapiranga o Sr. Pedro Paulo
vidos no processo edu- Pereira, “foram três dias de troca de experiências, palestras e oficinas tendo
cativo, principalmente como tema o atendimento em rede da Criança, do Adolescente e da família”.
Pedro Paulo ressalta ainda o descaso e o abandono do Estado em relação às
para a compreensão e
políticas públicas, onde se fala muito bem em discursos montados, e na rea-
vivência do cotidiano lidade pouco ou quase nada se faz em prol dos Adolescentes. Para ele, a área
pedagógico num todo, da prevenção está muito aquém de nossa realidade.“É muito lamentável que
com a participação de as nossas Crianças e Adolescentes que passam pelo estágio de recuperação,
todos. não tenham o devido tratamento, para que realmente tenham uma segunda
Neste sentido, a Se- chance de se re-integrar na sociedade”.
cretaria Municipal da Por outro lado o Conselho Tutelar de Itapiranga, juntamente com o poder
Educação, Desporto Judiciário da Comarca de Itapiranga, está lançando o projeto da dedução do
Cultura e Turismo, em imposto de renda pessoa física e jurídica dos municípios de Itapiranga, São
parceria com as Secre- João do Oeste e Tunápolis. Um outro objetivo é implantar uma casa lar para
tarias Municipais da justamente atender a demanda destes três municípios. O Conselho Tutelar de
Itapiranga faz um apelo a todas as pessoas, mesmo aquelas que não fazem a
Saúde e da Agricultu-
declaração do Imposto de Renda, mas que tem o espírito de ajudar a quem
ra, num trabalho inter precisa para que façam a sua doação, procurando o Conselho Tutelar ou
setorial, realizaram no ligando no telefone 3677-0321 onde poderão ser obtidos os esclarecimentos
dia 20 de julho/07 um necessários para dar os procedimentos legais da dedução ou doação. Os inte-
encontro para Forma- ressados também poderão procurar a tesouraria da Prefeitura de Itapiranga
ção Continuada para para fazerem sua contribuição.

LOJAS
Sofá Jogo de quarto
De: De:
Grande como você R$ 1.319,90 R$ 2.863,90
Por: Por:
Tel.: (49) 3677 3489 / 3719 R$ 1.219,90 R$ 1.899,90
Rua Independência, 75, Centro, Itapiranga - SC

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


9 27 de julho de 2007 104ª Edição

Patinadores do Clube Rosas do São João do Oeste é campeão


Sul proporcionam espetáculo no bolão masculino dos Jogos
em apresentações no Rio Abertos de Santa Catarina
Grande do Sul São João do Oeste – Município con-
quista primeira colocação na modalidade
De acordo com o vice-prefeito e atléta
campeão, Sérgio Theisen, o objetivo era
São João do Oeste - O Clube de Pa- Também puderam ver inúmeros artigos de bolão “bola 23” no naipe masculino. A participar e obter classificação para a fase
tinação Rosas do Sul, esteve se apresen- e utensílios que haviam sido utilizados modalidade foi disputada na cidade de regional, mas no decorrer da competição
tando na cidade gaúcha de Panambi pelos antepassados daquela região. A Descanso nos dias 20, 21 e 22/07 e valeu pe- perceberam a possibilidade de conquistar
nos dias 18 e 19/07 para as escolas da- presidente do clube de patinação, Re- los Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), o primeiro lugar. Acrescenta que, os dezoi-
quele município. Durante os dois dias, jane Welter, agradece em nome dos fase micro-regional. O título que foi muito to atlétas inscritos na competição mantém
o grupo fez cinco apresentações para patinadores a forma com que foram festejado pelos atlétas, permite participa- treinos semanais em seus respectivos gru-
educandários distintos, com shows de acolhidos pelas pessoas da organiza- ção na fase regional que acontece de 14 à pos, mas também treinaram duas vezes nas
uma hora de duração. Além da pro- ção do evento e por tudo que foi pro- 20/09 na cidade de Chapecó. A equipe são- canchas de bolão na cidade de Descanso e
gramação aberta ao público, mais de porcionado ao grupo nos dias em que joestina obteve o mérito de forma invicta, uma vez em SJO. Segundo Sérgio, quator-
1.800 alunos das escolas do município estiveram em Panambi. Igualmente ao pois venceu todos os jogos que disputou, ze atlétas compareceram aos jogos oficiais,
assistiram aos espetáculos. O grupo poder público de SJO pelo incentivo e inclusive a equipe anfitriã por duas opor- mesmo sabendo que apenas 08 podiam jo-
apresentou danças de estilos variados, acompanhamento do diretor cultural, tunidades. Além do bolão, ainda participa gar. “Sentiu-se após a conquista o orgulho
realizando um verdadeiro show artís- Nilo Wirth. na modalidade de Futsal Masculino, onde de cada atléta em tão bem poder represen-
tico sobre rodas. O público aplaudiu Os Patinadores retornaram ao muni- também faz boa campanha. tar o município de SJO”, destacou Theisen.
muito as apresentações. Após dois dias cípio na noite de quinta-feira (19) com a
de shows, os patinadores visitaram o certeza de ter representado muito bem
Museu das Borboletas que fica na cida- o município de São João do Oeste em
de e conta com mais de 1500 espécies. mais uma oportunidade.

Elenco de São João do Oeste


que conquistou a primeira
colocação dos JASC.

Vereador Gelson Petry e Família


parabenizam todos os colonos e
motoristas pela passagem do seu dia.

s
b én Oficina de Iriseu Lauschner
ra e Gelson Petry
Pa lono ista
Santa Isabel - Itapiranga - SC
Vereador de (49) 3636 1171 / 9998 3434
Co otor Itapiranga
M O dia 25 de julho é um dia especial para
toda nossa gente. Através do trabalho de
suas mãos e do suor do seu rosto planta e
transporta os alimentos que levamos à mesa.
Parabéns a todos os colonos e motoristas.

Do cultivo da terra ao
Parabéns Colono e transporte do produto.
Motorista. São os votos da Duas profissões, dois
Panificadora Dale a vocês exemplos, ambos
dignificando a vida.
que são a base de nossa Parabéns Colono e
economia. Motorista.

Em cada nascer do sol, quando começa a


luta diária de agricultores e motoristas, que
também desperta no coração dos brasileiros
a certeza do amanhã com trabalho honra
e dignidade. É com esse pensamento que Rua do Comércio, 288,
homenageamos nossos agricultores e Rua Pe. Teodoro Treis, 35, Centro, Itapiranga Centro - Itapiranga - SC
motoristas pela passagem do seu dia.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 (49) 3677 0570 E-mail:(49)
expressao@jexpressao.com
9141 2537
104ª Edição 27 de julho de 2007 GERAL 10

Realizado oitavo seminário


regional de suinocultura PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS
SANTA HELENA - TUNÁPOLIS - ITAPIRANGA - SÃO JOÃO DO OESTE - IPORÃ DO OESTE
Festas, bailes, esportes, comemorações familiares, societárias, religiosas, comunitárias e muito mais.
Tunápolis - O evento foi realizado técnico da MIG PLUS.
no dia 21 de julho, sábado no Centro Conforme o presidente do núcleo Bailes Torneios
Municipal do Idoso a partir da 9:00 municipal de suinocultores Sr. Ido 28 de julho de 2007 - Sábado 11 de agosto de 2007 - Sábado
horas e foi organizado conjuntamen- Spies a suinocultura está passando
te entre o núcleo municipal de sui- por um longo período de preços bai- O Grupo de Danças Immer Lustig e o TORNEIO DE FUTSETE MASCULINO E
Salão Vogt convidam para baile no Salão FEMININO
nocultura e o núcleo regional de sui- xo. Os suinocultores através de suas
Vogt, em Iporã do Oeste. Início às 22:00 DATA: 11/08/07 INÍCIO: 13:00H
nocultura do extremo oeste de Santa organizações tem realizado diversos horas. Animação da Banda Companhia LOCAL: LINHA SANTA ISABEL
Catarina. Participaram do evento atos em protesto e busca de melhores Renascer, RS. INSCRIÇÃO
autoridades municipais e regionais e preços para a produção. “Sendo Santa MASCULINO: R$ 20,00 (REINSCRIÇÃO-
grande número de suinocultores de Catarina livre de febre aftosa e estar 28 de julho de 2007 R$ 15,00)
todos os municípios do extremo oeste. produzindo as melhores carnes é in- Baile de Casais em Fortaleza, São João FEMININO: R$ 12,00 (REINSCRIÇÃO-
Além dos pronunciamentos das auto- justificável os preços praticados pelas do Oeste. Animação Ireno e Dari e Ban- R$ 8,00)
ridades presentes aconteceram duas agroindústrias. É preciso com urgên- da Festão. Ingresso R$ 10,00 (mesa livre). PREMIAÇÃO MASCULINO
palestras, sendo a primeira de moti- cia ser tomadas medidas governamen- Haverá sorteio de brindes entre as comu- 1°- 25 KG DE CARNE + 20 CEVA LATA;
vação pelo palestrante Ainor Lotério e tais tanto na esfera estadual quanto na nidades com maior número de casais. 2°-20 KG DE CARNE + 16 CEVA LATA;
federal para uma solução, caso contrá- 3°- 15 KG DE CARNE + 12 CEVA LATA;
a segunda com o tema : Perspectivas Festas
4°- 10 KG DE CARNE + 08 CEVA LATA;
e alternativas da suinocultura com o rio teremos produtores desistindo da
26 de Agosto de 2007 FEMININO
Sr. Flauri Ademir Migliavaca- Diretor atividade ou falindo.”finaliza Spies. 1°- 10 KG DE CARNE + 12 CEVA LATA;
Festa comunitária em Maria Goretti. Pela 2°- 08 KG DE CARNE + 10 CEVA LATA;
manhã haverá celebração religiosa, ao 3°- 05 KG DE CARNE + 08 CEVA LATA;
meio-dia almoço com churrasco em quilo 11 e 12 de agosto de 2007
e, a partir das 15:00 horas, matebaile com
as bandas Mercosul e Cia Renascer. In- TORNEIO DE 48 INDIVIDUAL
gresso antecipado a R$ 6,00. LOCAL: SANTA ISABEL
DIAS: 11 e 12/08/07 - INÍCIO: 13:00H
INSCRIÇÃO: R$ 2,00 CADA (ENCERRA-
30 de setembro de 2007 - Domingo MENTO DAS INSCRIÇÕES- 17:00)
Venha participar do 1° encontro dos fa- PREMIAÇÃO
miliares Heberle dia 30 de Setembro de 1°- 25 KG DE CARNE + 12 CEVA LATA;
2007 na Linha Santa Fé Baixa – Itapiranga 2°- 20 KG DE CARNE + 12 CEVA LATA;
– SC. Estão convidados todos os descen- 3°- 15 KG DE CARNE + 12 CEVA LATA;
dentes Heberle da região, especialmente URSO SEM BANDA:
os descendentes de Alfredo, Arno e Te- 05 KG DE CARNE + 06 CEVA LATA.
obaldo Heberle, Maria Heberle Schüller,
Alfredo Heberle, Oscar Heberle, Frida Encontros
Heberle Horn. Tema do encontro: Cele-
01 de setembro de 2007 - Sábado
brando os 80 anos da vinda do primeiro
Heberle (Alfredo) à Porto Novo. Vamos Encontrão de Jovens com Baile dos R$
lembrar juntos nossa história. Mais in- 2,50 (ingresso e bebidas a R$ 2,50). Anima-
formações: Noeli Heberle Bortoluzzi 49 ção Banda Doce Paixão. O equipe organi-
99781712 ou 49 36770362; Otilia Mayer e zadora divulgará mais detalhes da festa a
Cristina Mayer 49 99983766; Elisabeth He- partir do dia 20 de agosto. Aguardem.
berle Scherer 49 36321017; Bruno José He-
berle 49 91240032; Clarise Flach Niehues
49 36773248; Vânia Heberle Bourscheidt
49 84064475.

Município 8º Aniversário de Implantação


desenvolve a do Corpo de Bombeiros de
Respeite os sinais de trânsito Campanha nota
premiada 2007. Itapiranga
3677-0259
Na semana de 16 a 21 de julho foram realizadas diversas
Itapiranga - Notas e cupons programações em comemoração aos 8 anos de implantação da
fiscais do comércio, prestado- unidade do Corpo de Bombeiros na cidade de Itapiranga, sendo
res de serviços e transações palestras com 10 grupos da 3ª idade atingindo um total de 310
agropecuárias são trocadas por idosos dando seqüencia no projeto “Bombeiro Fritz em 3ª Idade
cartelas junto à secretaria da Saudável”.
agricultura. Cupons fiscais re- Na sexta-feira dia 20 foi realizado um “Café da manhã com o
troativos a primeiro de janeiro Bombeiro”, com a presença do Conselho Diretor do Funrebom,
são aceitos na campanha.Con- autoridades e imprensa, com apresentação de uma histórico do
forme ANE RODHEN do setor Funrebom durante os 8 anos, arrecadação, investimentos e des-
de Tributos da Prefeitura, o pesas em custeio; bem como do total de atendimentos realiza-
setor tem sido muito procura- dos. Números estes, apresentados com total transparência onde
do para a troca e carimbo das foi enfatizado a participação efetiva dos membros do Conselho
notas. Desde sua implantação, em todo este processo. Neste evento também aconteceu a entre-
a campanha tem surtido resul- ga oficial de materiais e equipamentos adquiridos com recursos
tados positivos, colaborando do Fundo neste 1º Semestre de 2007 totalizando um investimen-
na emissão de notas fiscais, to de R$ 38.625,04.
importante para contabilizar Para finalizar, no dia 21 sábado foi realizado uma “Galinhada
retorno de impostos ao muni- no Tacho” na Praça dos Pioneiros, onde foram servidos mais de
cípio. O sorteio da premiação 350 almoços. No momento também foram expostos todas as via-
ocorre em dezembro juntamen- turas e equipamentos disponíveis na Corporação dos Bombeiros
te com a conclusão do Show de de Itapiranga.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


104ª Edição 27 de julho de 2007 PREFEITURAS/GERAL 11

Seminário Prefeito comemora assinatura Acadêmicos da AUSJO


estadual de convênio de cooperação promovem reunião para
discute técnica com a Cidasc prestar contas e definir
saneamento São João do Oeste – Mu- deputado estadual, Herneus prioridades
nicípio é contemplado com de Nadal. Segundo ele, hou-
básico liberação de automóvel pela ve um empenho todo especial São João do Oeste - Sá-
bado (21) reuniram-se ordi-
ro semestre contabilizou até
aquela data um valor em caixa
cidasc. A conquista que foi por parte de ambos para que o
municipal muito bem recebida pela ad- município tivesse esse auxílio. nariamente os associados da de R$ 4.985,00 e foi aprovado
ministração é fruto de convê- De acordo com o prefeito Associação dos Universitários sem ressalvas pelos 48 sócios
São João do Oeste – O nio de cooperação técnica en- de SJO, Rolf Trebién, embora de São João do Oeste (AUSJO) presentes. Em seguida foi de-
prefeito municipal e o pre- tre ambos. Há no município fosse uma importante con- com o objetivo de organizar e batido o destino e valores para
sidente da câmara de ve- empresas que necessitam do quista, não há nada de anor- definir as metas da associação a viagem de final de ano. A ex-
readores participam de serviço de inspeção estadual e mal e especial. A prefeitura para o segundo semestre letivo cursão que inicia no dia 14/11
seminário estadual que pro- a prefeitura disponibiliza um está colocando a disposição de 2007. O encontro iniciou às e se estende até 18/11, tem o
blematiza situação crítica técnico veterinário para exe- um médico veterinário e a Ci- 19h30 com a saudação inicial destino de Florianópolis. Tam-
dos municípios catarinenses cutar esse serviço. Faz tempo dasc disponibiliza um veículo do presidente Juarez Klunk, bém foram discutidos assuntos
frente a questão de sanea- que a administração solicitava para o mesmo. “Mas considero que em seguida passou a pa- gerais de interesse dos associa-
mento básico. O evento que um veículo para auxiliar a mu- isso de suma importância por lavra ao tesoureiro André. A dos e encerrou com janta de
foi promovido pela FECAM nicipalidade nesse sentido e que devemos agir de forma prestação de contas do primei- confraternização.
ocorreu nos dias 11 e 12/07 agora finalmente obteve êxito. parceira com a Cidasc. Estou
no auditório da Assembléia O prefeito faz questão de men- satisfeito e agora esperamos a
Legislativa em Florianó- cionar a importante interferên- liberação do veículo que é um
polis e reuniu inúmeras cia do secretário regional de Corsa XL, ano 98”, completa
lideranças municipais do Itapiranga, Jorge Welter, e do Trebién.
estado. O tema foi: O Muni-
cípio Frente ao Novo Marco
Regulatório do Saneamen-
Deputado Federal Celso
to. Nesses dois dias foram
apresentadas e discutidas as
Maldaner do PMDB reúne-se
competências e obrigações
das municipalidades frente
com lideranças do partido em
a nova política de sanea- São João do Oeste
mento contemplada na lei
11.445 de 2007. Além disso, São João do Oes-
houve a identificação dos te – O parlamentar
mecanismos institucionais oestino esteve reu-
e financeiros para presta-
ção dos serviços públicos
nido com lideranças
e simpatizantes para
Secretaria da saúde promove
de saneamento básico en- relatar seu trabalho palestras em cada comunidade
volvendo abastecimento de junto a câmara fede-
água, esgoto sanitário, re- ral e contar um pou- São João do Oeste - Secre- de bucal”, o profissional realiza
síduos sólidos e drenagem co sobre a experiên- taria municipal de saúde de demonstrações de uma correta
urbana. O que surpreendeu cia como legislador, São João do Oeste promove escovação e orienta para todos
negativamente e de forma uma vez que sempre palestras nas comunidades os cuidados necessários para
preocupante todas as lide- havia desempenha- com profissionais da equipe uma perfeita higiene bucal. Os
ranças foi o diagnóstico da do função executiva dos PSFs. Os encontros já acon- participantes são orientados
situação municipal no esta- como prefeito e se- teceram em sete comunidades como proceder em caso de ví-
do. Apenas 10,24% dos mu- cretário regional. O sempre com boa participação timas de picadas por animais
nicípios catarinenses pos- encontro ocorreu na da população. Conforme o se- peçonhentos e a devida notifi-
suem sistema de tratamento segunda-feira (16) cretário da saúde, Vitus Ritter, cação da vigilância epidemioló-
de esgoto e o percentual da na sala de sessões da os profissionais apresentam gica para repor soro antipotró-
população urbana atendida câmara de vereado- dados específicos de cada co- bico e antirábico, necessários
pelo serviço atinge a mar- res. Celso Maldaner munidade como o número de para o tratamento. Acrescenta
ca dos 11,84%. São João do é membro titular da hipertensos, diabéticos e todos que, nesses encontros sempre
Oeste acrescenta a enorme Comissão Especial os cuidados para não agravar a há espaço para a população
listagem dos municípios da Agricultura jun- sultados imediatos. Percebeu saúde desses pacientes e evitar fazer questionamentos e dar
que ainda não possuem tra- tamente com mais dois parla- que no poder legislativo não principalmente a hipertensão. sugestões relacionados á saú-
tamento de esgoto. mentares catarinenses, Valdir é assim. No executivo tem que Outro tema abordado é sobre de. O objetivo da secretaria
De acordo com o prefeito Collato (PMDB) e Odacir Zon- haver resultados visíveis, caso a “SAÚDE DA MULHER” en- é realizar palestras em todas
de SJO, Rolf Trebién, os ges- ta (PP). Além disso, é relator contrário algo estaria errado. trando em questão os exames as comunidades e sempre em
tores municipais manifes- da Sub-Comissão Permanente Notou que no legislativo é di- preventivos do câncer do colo quinta-feiras á tarde quando
taram grande interesse em da Agricultura Familiar. Mal- ferente por que demora mais. uterino e de mamas com am- o posto de saúde estará aten-
implantar sistema de esgoto daner demonstrou preocupa- Acrescenta que, se é ruim ter- pla orientação. No tema “saú- dendo somente urgências.
sanitário em seus municí- ção com a sustentabilidade e a mos deputados federais, sem
pios, embora reconhecendo renda do pequeno agricultor. eles seria inimaginável. “O
que nem se quer disponham O prosseguimento da ativi- primeiro saco de pancadas é o
de recursos para montagem dade agropecuária com a per- vereador da comunidade e ele
do projeto. Acrescenta que, manência de jovens no meio então dirige-se ao prefeito. Em
na oportunidade diversas rural, foi outro ponto bastante Brasília os problemas do país
instituições financeiras co- enfatizado pelo deputado. recaem para a câmara federal.
locaram-se a disposição Segundo o parlamentar, O trabalho do deputado surte
das municipalidades. Mas devido sua experiência execu- efeito legislativo nas audiên-
os prefeitos entendem que tiva, os primeiros dois meses cias públicas que acontecem
será necessário obter recur- foram de frustrações por que nas comissões”, explica Mal-
sos governamentais a fundo estava acostumado em ver re- daner.
perdido.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com
12 27 de julho de 2007 VARIEDADES 104ª Edição

Iporaoestina foi voluntária nos Jogos Pan – Americanos 2007


decidiu ser uma voluntária? tipo de treinamento e
Clair – “Quando vi que pode- orientação para desem-
ríamos nos inscrever, pensei, vou penhar sua atividade
me inscrever, mas pensei que ja- como voluntária?
mais seria chamada, não sei o cri- Clair – “Todos recebe-
tério que usaram para selecionar, ram o treinamento. Mas
inclusive no Rio de Janeiro não vi nós, ficamos 6 horas na fila
nenhum outro catarinense, a não de credenciamento, e en-
ser eu e minha colega. Me inscrevi tão não conseguimos fazer
e felizmente consegui”. o treinamento, mas no se-
Jornal Expressão - Quantos tor de tráfego e transpor-
dias você ficou no Rio de Janei- tes onde trabalhei, pouco
ro? Quantas horas por dia tra- antes recebi orientações
balhava um voluntário? de como seria o trabalho,
Clair – “Fui dia 06 de julho e onde era responsável por
voltei dia 23 na terça-feira. Nós ajudar e orientar os horá-
trabalhávamos de 6 a 8 horas, não rios e ônibus para os locais
havia horário especifico em nosso de competição.”
setor.” Jornal Expressão - O
Jornal Expressão - Como era que significou esta expe-
o dia-a -dia do voluntário nos riência para você? O que
jogos Pan- Amercianos no Rio ela trouxe de novo para
Karine e Clair num dos ginásios de
de Janeiro? sua vida?
Karine Kessler e Clair Schneiders competições.
Clair – “Tinham dias que levantáva- Clair – “Trouxe muita coisa boa, não
com o Mascote Caue dos Jogos mos as 05h00min da manhã e voltáva- tem dinheiro que pague esta experiên- estar lá eram muito alegres, tinha gente
Pan Americanos 2007. mos só à noite. Não tinha um horário fixo cia, na verdade a gente pagou para estar que dizia que não faria o que fizemos, de
de trabalho, a única exigência era que lá. Ganhávamos apenas um lanche para pagar para ser voluntário. Ficam as ami-
42 países representados e mais de se cumprisse 6 horas de trabalho. Todos passar o dia e o uniforme, mas saber que zades que fiz com pessoas de outros es-
5.500 atletas disputaram medalhas em os dias pegávamos o metrô superfície pudemos participar do Pan, ajudar a fa- tados, como Minas e São Paulo, são ami-
28 esportes nos Jogos Pan-Americanos para ir até nosso local de atividades, e zer acontecer, ser um pedacinho de tudo zades que ficarão para sempre”.
no Rio de Janeiro. 15 mil voluntários não precisávamos pa- o que é o Pan, é muito Jornal Expressão - De toda a tra-
participaram da organização e dentre gar o transporte, já que gratificante, difícil expli- jetória que você Clair acompanhou
eles estiveram duas Iporaoestinas: Clair tínhamos o crachá de car a emoção de parti- no Rio de Janeiro, o que mais lhe mar-
Schneiders e Karine Kessler. O evento, Meu trabalho era
voluntários. Usávamos cipar sendo uma volun- cou?
considerado uma versão continental das auxiliar as pessoas que
também o ônibus es- tária.” Clair – “O que mais me marcou, foi
Olimpíadas, é uma oportunidade única pecifico dos jogos Pan precisavam de trans- Jornal Expressão que não vi o que a mídia nos mostra, so-
para conhecer novas culturas e adquirir para deslocamento”. portes. Eu indicava os - Os voluntários são bre a questão da violência, não vi nada
experiências. Conversamos com Clair Jornal Expressão - horários e as baias de responsáveis por suas disso lá, Rio de Janeiro é maravilhoso,
Schneiders que participou deste grande O que você aprendeu despesas como trans- as pessoas são super simpáticas, fomos
evento esportivo como voluntária e que saída dos ônibus.
nestes dias que pas- porte, alimentação bem recebidos. O medo que a mídia nos
já retornou à sua cidade. Clair Schneiders sou no Rio de Janeiro, e acomodação? Que coloca dos assaltos, violência, tudo isso
trabalha em Iporã do Oeste como Secretá- novas experiências, novos lugares? tipo de ajuda recebem durante a com- não vi nada, saiamos na rua, caminháva-
ria Executiva do Dr. Leandro Giacomello, Clair – “Conheci muitas culturas di- petição mos na praia e não vi nada disso, muito
cardiologista. Tem formação em Ciências ferentes, tanto do Brasil, como também Clair – “A única coisa que ganhamos pelo contrário vi coisas maravilhosas”.
Contábeis e esteve por 15 dias no Estado de outros paises. Tivemos bastante con- era uniforme, calças, casaco, camisetas, Jornal Expressão - O que significou
do Rio de Janeiro acompanhando um tato com jornalistas, repórteres, princi- capa de chuva, boné, bolsa de praia e pra você, ser voluntária pelo país?
dos maiores eventos esportivos, os Jogos palmente da língua espanhola, nos mo- uma garrafinha de água. Quando traba- Clair – “Tudo de bom, melhor coisa
Pan- Americanos 2007. Outra participante mentos em que se dirigiam até nós para lhávamos ganhávamos um kit alimen- que fiz, a recompensa vem, emocional-
também da cidade de Iporã foi Karine informações. Outra coisa interessante tação, contendo, suco, fruta, sanduíche e mente, ser voluntária brasileira significou
Kessler que ainda não retornou e continua eram os PIN, que os atletas tinham, era bolinho. Também ganhamos o vale trans- muito pra mim, faria tudo de novo, talvez
no Rio de Janeiro. como um símbolo, um broche de seu portes e acesso livre ao transporte com o até melhor. A vantagem de ser voluntária
país, esses PIN ganhávamos dos atletas, crachá . O restante como a acomodação e agora, é que já se ouve comentários que
Jornal Expressão - Como você che- ficando como uma lembrança, ganhei demais despesas, tudo o voluntário que quando houver copa do mundo, a chance
gou até os jogos? Qual foi a trajetória PIN de Cuba, Arruba, EUA e Canadá. Ti- arcava. Conseguimos também ingresso de sermos convocados a ser voluntários
para poder participar como voluntá- nham pessoas que estavam com as ca- para abertura, onde nem todos puderam novamente é muito maior. É difícil expli-
ria? misetas cheias de PIN”. participar. No setor que trabalhei que era car a emoção de participar de um evento
Clair -“Vi no site da globo um espaço Jornal Expressão - Recebeu algum tráfego e transporte, tinham os monito- esportivo deste nível, é fantástico.”
aberto para as inscrições em julho res que nos acompanhavam e nos Jornal Expressão - Se pudesse par-
de 2006, mas nunca pensei que auxiliaram. Meu trabalho era au- ticipar novamente dos próximos jo-
conseguiria. Fiz a inscrição e em xiliar o pessoal que precisava de gos, você faria tudo novamente?
novembro recebi um e-mail, que transportes, indicava os horários e Clair – “Participaria novamente, faria
eu havia sido selecionada, para as baias de saída dos ônibus. Den- tudo de novo, melhor e não pensaria
passar na etapa da dinâmica. No tro do Riocentro tínhamos livre duas vezes. Minha emoção iniciou quan-
dia 06 de janeiro viajei para o Rio acesso aos locais de competição, o do assisti a abertura, ver nossa bandeira
de Janeiro e participei desta etapa. únicos locais que não poderíamos subir na abertura foi emocionante. Ou-
Foram realizadas dinâmicas com entrar era na área dos atletas”. vir o publico gritar “sou brasileiro com
psicólogos participando em cada Jornal Expressão - Sobre no- muito orgulho”, vibrar pelo país foi muito
grupo, sendo que foi formado dois vas culturas, etnias e esportes, o bom. Senti orgulho de além de represen-
grupos, onde um grupo foi o es- que mais lhe surpreendeu? tar nosso país representar nosso estado,
colhido, donde saíram os voluntá- Clair – “O que mais me sur- e saber que o extremo oeste foi repre-
rios. O comunicado de aprovação preendeu eram mesmo o grupo sentado nos jogos Pan – Americanos
veio por e-mail, que guardo até de voluntários, a alegria que eles 2007. Tive que retornar antes por causa
hoje. Tiveram outros treinamentos tinham, mesmo pagando para do meu trabalho, mas foram dias mara-
e etapas que o pessoal que era de vilhosos que com certeza marcaram mi-
outros estados, como eu, não pre- Clair Schneiders e Diogo nha vida.
cisou fazer.” Silva, medalha de ouro no Queria viver tudo aquilo novamen-
Jornal Expressão - Porque você taekwondo. te.”
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com
104ª Edição 27 de julho de 2007 VARIEDADES 13

“Ambiente em Foco”

Como a constituição de
1988 não contempla a com-
SJO
O despertar da preocupação ambiental
petência da União, estados Parte II
e municípios em relação ao Marciane Strieder Vivian
Na parte I do “Despertar da se que diariamente nos meios de Eng. Agr. Pós-Graduada em
meio ambiente, no estado
preocupação ambiental”, veicu- comunicação. Gestão Ambiental
de Santa Catarina toda área
lada na 101ª edição, foram abor- Em termos mundiais, em 1972
é considerada como reserva
dados eventos que marcaram foi realizada a primeira conferên-
de mata atlântica. O agri-
a preocupação com a questão cia da Organização das Nações
cultor que possui 10, 15 ou
ambiental até o final dos anos 70. Unidas (ONU) sobre o meio am-
20 hectares de terra onde
Na reflexão de hoje, apresenta- biente. Já em 1983, a ONU criou
percorre uma sanga pela
mos mais aspectos que foram e uma comissão mundial para dis-
propriedade, precisa respei-
ainda são fundamentais para a cutir a analisar o meio ambiente.
tar 30 metros de cada mar- Mércio Luiz Strieder
conscientização de todas as pes- Essa comissão teve por escopo Eng. Agr. Doutorando
gem pelo fato de ser área
soas quanto aos problemas am- analisar e propor soluções para em Fitotecnia
obrigatória de mata ciliar.
bientais. É relevante que todos os conflitos ocorrentes em torno
Essa situação torna-se invi-
contribuam da melhor maneira da aparente contradição entre gerando mais e mais distúrbios cias do poder, ajudando na ela-
ável para o agricultor que
possível não somente nas discus- desenvolvimento econômico e e incremento na desigualdade boração e na ampliação de leis
em muitas situações precisa
sões, mas sobretudo, na sua efe- proteção ambiental. Os resulta- social, através de frustração de ambientais, na institucionaliza-
da terra para semear pasta-
tiva aplicação prática no dia a dia, dos destes estudos deram ori- safras, de desnutrição, de ausên- ção de programas de proteção e
gens para o gado de leite.
dando assim, a resposta sensata gem ao primeiro conceito de cia de saneamento, de enchentes de preservação do ambiente e na
Segundo o deputado federal
e contrária a aquilo que por vezes desenvolvimento sustentável, e vendavais, conseqüências que inclusão de disciplinas nos currí-
do PMDB, Celso Maldaner, a
o ambiente é submetido, sem ou ou seja, “aquele que atende às acabam interferindo na oferta de culos de muitas faculdades. Essas
nossa realidade é diferente
nenhum comprometimento com necessidades da sociedade do emprego e no nível de violência. ferramentas foram e ainda são
em relação a outras regiões
o futuro da terra, mesmo com presente sem, no entanto, com- Há cerca de 30 anos a so- relevantes para nossa conscien-
do país. Acrescenta que, in-
nossa presença. prometer as gerações vindouras”. ciedade brasileira já tinha uma tização em torno dos problemas
tegra equipe de deputados
Discussões mais fre- Com tal conhecimento, se bus- preocupação real e concreta ambientais e suas implicações à
que formularam projeto que
qüentes e acaloradas em torno cou difundir e implantar melho- com a importância dos recursos sociedade. Um marco desta pre-
visa descentralizar a gestão
da questão ambiental são rela- rias nas comunidades humanas, naturais e esta preocupação foi ocupação efetiva do Brasil com
ambiental. “O projeto já foi
tivamente recentes. Na segunda respeitando as características de fortalecida especialmente nos os recursos naturais é a Constitui-
aprovado na comissão da
metade do século XX, a huma- cada ecossistema e conservando anos mais recentes. Surgiram ção de 1988, a qual apresenta um
agricultura, agora foi para a
nidade expandiu sua economia e preservando elementos essên- movimentos que preconizaram capítulo inteiro versando sobre
comissão do meio-ambiente,
global seis vezes, fato inédito em cias à vida na terra, como a at- a incorporação do tema “ambien- meio ambiente e a obrigatorieda-
depois vai para comissão de
toda história. Da mesma forma, mosfera, a água, o solo e o ar. te” nos programas de partidos de de realização de estudo e da
constituição e justiça e final-
nos últimos 25 anos, a população Por outro lado, o Brasil pode políticos, aumentou o número de apresentação de Relatório de Im-
mente chega ao plenário. A
da terra cresceu em mais de 2 ser considerado um país com organizações e houve toda uma pacto no Meio Ambiente (RIMA),
intenção é oferecer autono-
bilhões de habitantes. As razões grande abundância em recur- agenda intensa sobre o tema, tornando-se exigência legal para
mia para os conselhos mu-
que permitiram esses feitos são sos naturais mas, talvez até em através de reuniões, convenções, implantação de projetos econô-
nicipais do meio-ambiente
bastante variadas. Entretanto, função dessa característica, infe- palestras e seminários nas comu- micos e de infra-estrutura, sejam
e câmaras de vereadores. A
deve-se considerar que além de lizmente atualmente estes vem nidades mais longínquas do país. estes públicos ou privados.
descentralização da gestão
benefícios, estas marcas também enfrentando graves problemas, Isso se tornou um marco, pois Amigo Leitor: Não deixe para
ambiental possibilita mais
trouxeram pontos negativos, especialmente quanto à sua contribuiu para a universalização amanhã. Preserve também hoje.
justiça na aplicação de regras
como o aumento expressivo no degradação e uso não racional. das informações sobre eventos Viva em harmonia com a nature-
ambientais por que nenhu-
uso e na exploração de recursos Interessante é que esses proble- de devastação e de crimes come- za e não em conflito. Opiniões e
ma liderança local vai querer
naturais, por vezes em desarmo- mas não se restringem ao local tidos contra a natureza. A opinião contribuições a essa coluna favor
prejudicar o meio-ambiente”,
nia com as leis da própria nature- de realização do dano, mas se es- da sociedade começou a exercer enviar para agrostrieder@gmail.
completa o deputado.
za, como pode ser verificado qua- palham para outros ambientes, seu papel nas diferentes instân- com.

E.E.B. São José realizou programação especial


Nos dias 17,18 e 19 de julho a escola coletiva em sala de aula, com sua turma, senvoltura na apre-
promoveu atividades diferentes das roti- em que também analisam o zelo pelo am- sentação pública.
neiras. biente escolar. Também na oca-
No dia 17/07 tivemos o Conselho de No dia 18/07 com o envolvimento da sião aproveitou-se
Classe Bimestral aonde direção, assistente diretoria do Grêmio Estudantil, profes- para fazer a entrega
de educação, professores e alunos se reu- sores e demais funcionários foi realizada dos boletins aos pais
niram para avaliar o rendimento escolar uma minigincana esportiva. A mesma foi dos alunos, pois a
dos mesmos para o segundo bimestre le- de pleno êxito. presença dos mes-
tivo. Foi uma forma de despertar o interes- mos é fundamental
No Conselho de Classe os alunos são se dos alunos por esportes e conscientizá- na escola. Os mes-
analisados, um a um, e depois coletiva- los sobre a importância do cuidado com mos tiveram a opor- Frase: Leandro da Silva Paz, Fernan-
mente por turma e avaliados de acordo a saúde do corpo e da mente através da tunidade de prestigiar os números artísti- do Flach e Sirinei Kreuzberg; alunos da
com seu rendimento escolar, seu envol- prática do esporte e da adoção de hábitos cos apresentados pelos seus filhos. segunda série do Ensino Médio. No dia
vimento nos estudos, suas aptidões e sua saudáveis. Também naquele momento foi reve- 20/07 os alunos já entraram em recesso
práxis no cotidiano. Também os alunos No dia 19/07 foi realizada a Hora Cul- lado o nome dos alunos escolhidos com os escolar. Professores e demais funcionários
avaliam o desempenho de seus educa- tural Semestral, onde os objetivos em des- melhores trabalhos no Concurso lançado estiveram em Reunião de Estudos e após
dores. Em relação a essas avaliações, são taque foram: pela escola, da frase e emblema para uma para encerrar o primeiro semestre letivo,
tomadas medidas coletivas de trabalho - Desenvolver a expressão oral e artís- Faixa de Identificação da mesma. se reuniram para confraternizar na festi-
pedagógico para sanar as defasagens ve- tica; Como vencedores do logotipo: nha dos aniversariantes. Para a diretora da
rificadas no rendimento escolar. - Incentivar a apresentação em público Emblema: Débora Lauxen, Douglas escola, Ilse Rech Kappes, foi uma semana
Os alunos participam dos Conselhos e o espírito de liderança; Friederichs, Fernanda Giehl e Henrique diferente, mas com certeza de grande pro-
de Classe, trazendo para a reunião os re- - Proporcionar oportunidade para o Schneider, ambos alunos da terceira série veito e aprendizado. Retorno para as aulas
sultados obtidos de uma prévia avaliação desenvolvimento do desembaraço e de- do Ensino Médio. do segundo semestre letivo dia 30/07.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


Imóveis – Empregos – Veículos CLASSIFICADOS

Troca, compra a
vista, vende em
até 60x, troca com
troco, refinancia seu
próprio carro.
Palio Fire 1.0, ano 2004,
aro + vidro (G).
Astra 1.8 GL, ano 1999, prata,
completo, (G).
Celta 1.0, 2003,
preto, completo, (G).
Atendimento personalizado - Venha conferir

Ótimo estado
ANO ANO ANO

Clio 1.0 Autentic, 2003. Gol Turbo, completo. Golf 1.6 2003.
95 Kadett GL Cinza (G) 08 Moto Neo prata, 0km (G) 00 S10 azul cab. simples 4x4 (D)
Grafite, (G). Ano 2001, prata, (G). Vermelho, completo, (G).

ANO
Novíssimo estado ANO ANO

Eco Sport 4.4, completa. Kadett 1.8, ano 1992. Gol Special 1.0, ano 2001. 06 Pálio prata Fireflex (G) 96 Uno Mille ELX 2p Branca (G) 98 Fiorino EP (G)
Ano 2004, azul, (G). Verde, (G). Branco, (G).

Impecável
ANO ANO ANO

Modelo Ano C Cor Compra – Vende – Troca – Financia 97 Palio EDX 4P Verde (G) 05 Strada Fire prata (G) 98 KA Vermelha (G)

Gol Trend (0km) 2008 G Prata Itapiranga - Av. Beira Rio, 135 – (49) 3677 0905 Itapiranga: (49) 3677 0741 – São João do Oeste: (49) 3636 1418
Siena (0km) 2007/8 G Bordô Iporã do Oeste (49) 3634 1418 – Tunápolis: (49) 3632 1303
SJO - R. Santa Cruz, 360 – (49) 3636 1497
Peugeot 2006 2001 G Verde
Iporã do Oeste - Av. Gustavo Fetter – (49) 3634 1460
Parati Mi 1.0 1999 G Verde

Orlando
Chevette 1.6 1991 G Azul
Palio 1.5 1997 G Azul

O que você pode fazer pelo seu carro


Como todo equipamento, um carro exige alguns cuidados básicos para ter uma vida mais
Automóveis Carros e Motos
longa. Se forem bem tratados, os veículos atuais podem rodar por muitos anos sem maiores
problemas. Além disso, essas medidas preventivas, além de representar economia e seguran- Consórcios com planos de até 59 meses. Parcelas a partir de R$ 123,00. Primeira
ça, garantem a valorização de seu patrimônio na hora da revenda. Veja algumas dicas para assembléia 20/08. Financiamentos até 60 vezes – Carros e motos.
conservar e prologar a aparência e a vida de seu carro. Veículo Cor Ano Veículo Cor Ano
Corsa Wind 1.0 vermelho 1999 YBR 125 E Preto 2005
ALINHAMENTO Ford Ka 1.0 verde 1999 Titan 125 Ks Azul 2003
Junto com o balanceamento e o rodízio de pneus, o alinhamento é vital para a segurança, conservação Corsa Wind 1.0 Preto 1996 Titan 150 Ks Preto 2005
e maior economia. Recomenda-se executar esses serviços a cada 10000 quilômetros para evitar o consumo Vectra GLS 2.2 Preto 2000 Titan 150 ed Especial Laranja 2007
Pic-up fiorino 1.5 Branca 1997 Titan 150 Ks Verde 2004
prematuro dos pneus, o desequilíbrio do carro e o desgaste do sistema de suspensão e da direção. XTZ 250 Lander vermelho 2007 Titan 125 Es Azul 2002
ANTENA XR 250 Tornado Preto 2005 Titan 150 Esd Preta 2007
YBR 125 K Azul 2004 CBX 250 Twister Prata 2005
Ela ainda é um objeto visado por ladrões e vândalos. Se for do tipo telescópico, elétrica ou não, tome YBR 125 E verde 2006 CBX 250 Twister Preto 2004
o cuidado de sempre recolhê-la antes de deixar o veículo. Se for do tipo rosqueado, retire e guarde dentro YBR 125 K Nova vermelho 2007 NXR Bros 150 Vermelha 2004
do carro em local que não seja visível do lado de fora. O melhor é parar sempre em um estacionamento de YBR 125 K Azul 2005 NXR Bros 125 Branca 2005
confiança. YBR 125 E verde 2006 Titan 150 Esd Preta 2004

BANCOS (49) 3677 3135 Cel.: 9105 1484/9125 5969


Mesmo os revestidos de tecido sintético, que são bem mais resistentes, mancham. Vazamentos de pro- Avenida Beira Rio, 433 – Itapiranga – SC
dutos químicos, alimentos líquidos ou pastosos e barro encabeçam a lista dos maiores responsáveis pela
sujeira. Para uma limpeza profunda, procure uma empresa de confiança para a lavagem. Os de plástico
podem ser limpos com um pano úmido. Porém, é importante não deixar que a sujeira, ou a poeira em ex-
cesso, se acumule.
CINTO DE SEGURANÇA
Quer vender seu carro
Peça fundamental para a segurança do motoris-
anunciando
pelo menor valor?
Vende-se
terreno, medindo 480 m2, localiza-
ta e dos passageiros e de uso obrigatório por lei. Ve-
rifique sempre se os engates e os pontos de fixação da
do no Jardim Bela Vista, próximo peça estão bem conservados e presos. As tiras devem Anuncie
AQUI
ao Ginásio da Oktober. Aceita-se estar bem costuradas e sem folgas. Os mecanismos
carro ou moto no negócio. Tratar também devem ser constantemente lubrificados.
fone 99872944.

Vende-se
15 hectares de terra na Linha São Pedro,
Tunápolis. As terras estão localizadas a três
km do centro da comunidade. O valor por
hectare é de R$ 3.500,00. Não tem benfei-
torias. Tratar pelo telefone 91246717. Falar
com Almiro.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


RETRATOS O dia-a-dia de
do
cotidiano uma família de
Por Valdir Eidt
agricultores
A primeira vez que os visitamos foi
num dia de chuva. Depois foi num dia de
sol. Tanto no primeiro, quanto no segun-
do dia, encontramos a família reunida e
envolvida com os afazeres do dia-a-dia
em sua propriedade. É verdade que na
nossa segunda visita, Antônio não esteve
presente, porque estava realizando um
tratamento médico, mas nem por isso,
as atividades em sua propriedade para-
ram. A primeira constatação que fizemos
é que naquela família, o trabalho é reali-
zado de forma conjunta, envolvendo to-
dos os integrantes de modo que os filhos
aprendem desde cedo a realizar peque-
nas tarefas que constituem parte de sua
formação na vida agrícola.
Estamos falando da família de Antô-
O trabalho do dia a dia envolve toda a família.
nio Stulp, pequeno agricultor que reside
com sua esposa Marlene e seus filhos na
comunidade de Santa Fé Alta. Através
do relato das atividades do cotidiano da
família de Antônio, pretendemos home-
nagear todos os agricultores da nossa
região, que de uma ou de outra maneira
realizam atividades semelhantes em seu
dia-a-dia e, por isso, constroem a riqueza
e a prosperidade da mesma. É claro que,
nos tempos que correm, as diferenças
econômicas e sociais entre a classe dos
produtores agrícolas, que em outros tem-
pos eram simplesmente denominados tes. Vende laranjas, bergamotas, ba- As crianças
de “colonos”, são bastante significativas. tata doce, mandioca, melado, caldo aprender a
Enquanto que alguns produtores reali- de cana, milho verde, etc. É uma das trabalhar,
zam parcerias com as agroindústrias para suas fontes de renda, sem ser a única. brincando.
produzir aves ou suínos, tornando-se, por Sua propriedade se caracteriza pela
isso, na opinião do próprio Antônio, uma diversidade de atividades. Trabalha dividem O trato das vacas é só um dos muitos serviços diários.
espécie de “empregados assalariados” das também com gado leiteiro; mantém uma entre os gastar mais do que se arrecada. Na famí-
mesmas; outros ainda se transformam em criação de suínos no sistema tradicional, afazeres domésticos e as lições da aula. lia Stulp o planejamento e a discussão é
“empresários do campo”, através do exer- ou seja, cria os seus próprios leitões e re- Quem os vê envolvidos com os afaze- feito durante a hora do chimarrão que
cício de uma agricultura de médio porte, aliza o ciclo completo, sem manter parce- res do dia-a-dia e os ouve comentando é também o momento de fazer alguma
Antônio conserva uma atividade diversi- ria com alguma agroindústria. Mantém suas atividades conclui que são felizes leitura e discutir as questões pertinentes
ficada, voltada à agricultura de subsistên- a criação de galinhas caipiras para seu em sua profissão. Para Antônio, os agri- a propriedade. As decisões sempre são
cia e de produção de alimentos. Atento às próprio consumo e cultiva legumes, hor- cultores devem acreditar em si mesmos; tomadas em conjunto após uma delibe-
informações trazidas pela grande mídia, taliças e frutíferas, seja para seu consumo somente assim serão felizes. Ninguém ração coletiva na qual os filhos também
Antônio pergunta: “quem vai produzir ou seja para vender o excedente. Antônio fará isso por eles. “Ser agricultor deve ser participam. Para Antônio, a propriedade
alimentos para toda essa gente quando não se preocupa em produzir tudo para algo que se faz de livre e espontânea von- não é algo que seja dele ou da esposa: ela
o número de seres humanos alcançar comercializar. Acredita que a agricultura tade, assim a gente se sente mais realiza- é da família e os filhos fazem parte. As-
os 10 bilhões?” Tanto ele, quanto sua es- tem tantas possibilidades que não é pos- do. A atividade na agricultura não pode sim como participam do trabalho, tam-
posa, estão preocupados com a falta de sível explorar todas, mas aquelas às quais ser algo que se faz por obrigação”. Quan- bém devem participar das decisões. Para
interesse dos jovens em permanecer na se dedica são suficientes para manter to aos jovens, Stulp diz que eles devem ele, uma das melhores coisas na vida de
lavoura. Acreditam que, em parte esse toda a família ocupada. procurar o seu destino, uma vez que cada agricultor é ser patrão e empregado ao
desinteresse dos jovens pelas atividades Em sua casa, o dia começa cedo. Não um tem a sua vocação. Cada um tem que mesmo tempo. Isso faz com que aumen-
agrícolas, se deve até mesmo à falta de que esteja todo mundo de pé ainda de fazer aquilo que gosta de fazer. “O jovem te a responsabilidade pelos erros e pelos
conhecimento de todas as possibilidades madrugada, mas mesmo no inverno, tem que ser livre para escolher o seu ca- acertos.
que a agricultora proporciona. por volta das 7:00 horas a turma já está minho, mas aquele que optar por ficar na Com essa curta descrição do dia-a-dia
E como são diversas essas possibilida- na estrebaria para tratar as vacas e tirar o roça, não vai se arrepender. Conheço gen- de uma família de agricultores da nossa
des na propriedade de Antônio! Na opi- leite. Alguns punhados de milho para as te que já teve terra e saiu da roça. Hoje região de cobertura, o Jornal Expressão
nião de Marlene “só não se vende aquilo galinhas, mais um tanto de ração para os estão arrependidos. Aquele que escolher quer homenagear a todos os agricultores
que não se tem!”. Para que se tenha uma porcos e, finalmente, após esse primeiro a roça tem que saber que o compromisso pela passagem de seu dia. São eles, jun-
idéia de como a família Stulp aproveita exercício matinal a família se reencontra com o trabalho é diário, mas desde que tamente com os motoristas, os grandes
as diferentes oportunidades que a agri- dentro de casa para tomar o seu próprio haja um pouco de planejamento, haverá responsáveis pelo progresso econômico
cultura proporciona, basta dizer que há café da manhã. Em seguida, novamente tempo também para o lazer e a diversão”. e social de toda a nossa região. Parabéns
treze anos, todas as semanas, Antônio se divide. Enquanto Antônio e Marlene Planejar e avaliar a atividade na pro- e sejam felizes no exercício de sua profis-
leva até a cidade diversos produtos da vão para a roça, as filhas que ainda estão priedade é muito bom e muito impor- são!
sua propriedade e os vende a seus clien- estudando, permanecem em casa onde se tante. Analisar os ganhos e gastos. Evitar ______________________________

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


Dia do Colono e Motorista
Dia do Colono e Motorista é
marcado por confraterniza-
ções nas comunidades. Neste
momento a maioria das loca-
lidades realiza almoço entre
moradores. Apesar de cente-
nas de agricultores trabalha-
rem na cidade, principalmente
nos frigoríficos da Seara e
Mabella, a maioria permanece
residindo em sua localidade de
origem. Algumas localidades realizaram pela manhã culto
com benção de carros e máquinas agrícolas. Em São João
do Oeste a programação festiva foi no pavilhão comu-
nitário. Em Tunápolis a confraternização teve seqüência
no Centro Esportivo Municipal. Na cidade de Itapiranga,
o feriado municipal foi marcado por desfile e benção de
veículos na quarta-feira pela manhã.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


17 27 de julho de 2007 VARIEDADES 104ª Edição

Na cozinha
vvvv

Dicas da VOVÓ
Receita da semana:
Sopa de mandioca DICAS DE ALIMENTAÇÃO e BELEZA
Áries - 21/03 a 20/04 Alimentos que fazem bem para seus cabelos
Marte, planeta regente de Áries, está em
contato com Netuno, indicando tendência
INGREDIENTES: Fonte: http://www.sitemedico.com.br
a ações confusas. Cuidado com negócios 500 g de
e emoções, pois você tende a se iludir ou
a se deixar seduzir por algo que não tem o mandica; Escolher os alimentos certos
valor que aparenta. Baixa energia física. 200 g de lingüiça pode ajudar a manter os cabelos
seca (defumada);
100 g de bacon;
saudáveis.
Peixes - 20/02 a 20/03 Coloque os itens desta lista na
Continua atuante o contato astrológico 01 tablete de
entre Netuno e Marte, indicando equívo- caldo de carne; sua alimentação diária e garan-
cos e ilusões. Tendência a se sacrificar 01 cebola; ta um cabelo bonito, saudável e
por algo ou a renunciar a alguma questão 01 tomate; mais brilhante:
individual em favor de outras pessoas. tempero verde;
Cuidado com aproveitadores, nativo de Vegetais com folhas escuras, fí-
Peixes. sal a gosto. gado e gema de ovo, ricos em fer-
Aquario - 20/01 a 19/02 ro, que influencia o crescimento dos fios;
Possibilidade de enganos, ilusões e con-
MODO DE
PREPARO: Gorduras insaturadas, como azeite de oliva, para o bom
fusão. Mantenha-se sereno diante de
situações tensas que podem envolver os Cozinhe a mandioca, deixe esfriar um pouco, em seguida bata no funcionamento das glândulas sebáceas, que garantem a lu-
sentimentos, o trabalho ou as finanças. lidificador (coloque aos poucos), até ficar um creme, aproveite a brificação;
Cuidado com a tendência a se deixar Vitaminas do complexo B (presentes em cereais integrais,
levar por algo que parece maravilhoso, água do cozimento, para fazer a sopa. Frite a lingüiça e o bacon,
mas que é ilusório. dissolva o tablete de caldo de carne em água quente, e coloque carnes, peixes, frutos do mar, leite e vegetais folhosos), pois
Capricórnio - 20/12 a 20/01 junto à lingüiça e ao bacon, coloque o creme de mandioca e os ajudam a nutrir o couro cabeludo;
Situações delicadas envolvendo as finan- temperos. Sirva quente. Vitamina A (encontrada em fígado, gema de ovo, vegetais
ças e as emoções. Tendência a expectati- amarelos ou verde-escuros, melão e pêssego), que fortale-
vas exageradas, que podem se transformar
em desilusões. Procure valorizar os aspec- ce;
tos emocionais e espirituais, pois para as Vitamina C (obtidas em frutas cítricas, tomate) para me-
questões práticas o dia não é favorável. lhorar a irrigação sanguínea e estimular o crescimento dos
fios.
Sagitário - 20/11 a 20/12
Introversão e reflexão. Priorize momentos
em que possa recuperar as suas ener-
gias. O dia hoje está tenso, e esta tensão
pode ser sentida emocionalmente. Ent-
regue-se ao mistério dos acontecimen-
tos. Perceba o que está por detrás das
aparências.
Escorpião - 23/10 a 21/11
A Lua está fora de curso em seu signo. ENDRO resfriado; - infusão de 2 g de sementes em
100 ml de água por 10 minutos. Tomar 3
Este posicionamento indica que hoje não
é um dia adequado para iniciar coisas, Anethum graveolens L. vezes ao dia depois das refeições: cólicas,
ou para assuntos que exijam objetivi- inclusive cólicas em bebês, acidez esto-
dade, pois você tende a estar muito ab- Outros nomes populares: aneto, anega, dill, fun- macal; insônia, flatulência;
sorvido em suas emoções. Cuidado com cho-bastardo; dill (alemão, inglês, norueguês, sue- - maceração de 4 g de sementes em 100 ml
ilusões e enganos. co); shibit (árabe); samit (armeno); kopr (checo); de vinho branco por 5 dias. Filtrar e tomar
Libra - 23/09 a 22/10 shih lo (chinês); sjamar (egípcio); eneldo, aneto, nas refeições;
Desfavorecimento para negócios e fi- ezamillo e hinojo hediondo (espanhol); aneto (es-
nanças. Importância das emoções e da
- infusão de 2 colheres de chá de sementes
peranto, italiano); aneth odorant e fenouil bâtard em 200 ml de água por 15 minutos. Ado-
sexualidade. Atenção com a tendên-
cia a se envolver em situações ilusórias. (francês); shamir (hebraico); dille (holandês); kapor çar com mel: cólica de crianças;
Você tende a idealizar algo que não tem (húngaro); koper (polonês); mãrar (romeno); ukrop - cosmética: clareia a pele, endurece as
o valor atribuído, nativo de Libra. (russo); pak chee lao (tailandês); dereotu (turco); unhas e perfuma o hálito;
sowa, soya e suva (hindú). - saches com a flor. Colocar em gavetas,
Virgem - 23/08 a 22/09 Propriedades medicinais: antidiarréica, antiemé- almofadas, etc.: espantar traças;
Tendência à descrença, à ilusão ou ao tica, antiespasmódica, antiinflamatória, anti-sépti- - infusão das flores esfregada no couro ca-
investimento em algo que não tem o val- ca, aperiente, aromática, carminativa, depurativa,
or que você atribui. Fique atento com as beludo livra-o de parasitas;
questões emocionais e financeiras. Este digestiva, diurética, dispepsia, estimulante, estomáquica, galactago- - folhas e/ou sementes: sopas, peixes, conservas, legumes, tortas de
dia favorece a reflexão, mas não a ação. ga, hipnótica, laxante, resolutiva, supurativo. maçã, pastéis e frangos, manteiga, saladas de batata, queijo-creme,
Observe e reflita, nativo de Virgem. Indicações: aerofagia, ânsia de vômito, aumentar o leite das mães, ovos, salmão, carne grelhada, maionese, legumes suaves, molhos
cólica intestinal em recém-nascidos, em dietas sem sal (rico em sais para peixes, picles, bolos e pães;
Leão - 22/07 a 22/08 ninerais), digestão, dismenorréia, dispepsia, dor de dente, espasmos - flores: conservas de pepino e couve flor;
Dia com energia tensa, simbolizando gastrointestinais, flatulências, fígado, furúnculo, gases, hiperacidez - compressas do infuso das sementes: alivia inflamações oculares;
confusão que pode se manifestar nas estomacal, insônia, inflamação dos olhos, limpeza e desinfecção de
emoções, no trabalho ou nas finanças. - sementes ou folhas fervidas em azeite e colocado sobre furúnculos
Muita atenção para não se envolver em
feridas, queimaduras e úlceras dérmicas, meteorismo, resfriado, so- quente alivia a dor amadurecendo-os;
situações nebulosas. É indicado refletir luços. - infusão de 5 a 10g de sementes em um litro de água: em compressa
muito antes de agir. Questões sigilosas Nota: no norte da África se usa a decocção dos frutos como contra- para inflamações nos olhos de sementes;
em evidência. veneno. - 10 g de sementes fervidas em azeite de oliva: aplicar ainda quente
Câncer - 22/06 a 21/07 Parte utilizada: folhas, flores, sementes. sobre furúnculos (amadurecer e aliviar a dor);
A Lua está fora de curso durante todo Contra-indicações/cuidados: contra-indicado o uso interno de óleo - sementes: conservas de pepino e couve-flor;
o dia, canceriano. Significa desfavo- essencial durante a gravidez, lactância, para menores de seis anos e - folhas: ressaltam o sabor de peixes, aves, salada de batatas, molhos,
recimento para questões práticas e pessoas com gastrite, úlcera gastroduodenal, síndrome de intestino
tendência à exaltação dos sentimentos. manteigas aromáticas, pães, pastas de ricota e patês;
Confusões ou situações estranhas envol- irritável, colite ulcerosa, enfermidade de Crohn, hepatopatia, epilep-
vendo amor, amizade, sexualidade ou sia, mal de Parkinson e outras enfermidades. neurológicas.
negócios. O óleo essencial pode causar fitofotodermatite (furanocumarinas). Planta pouco conhecida no Brasil, o Endro também
Gêmeos - 21/05 a 20/06 em doses elevadas é convulsivante. conhecido como Dill nos países de língua inglesa, é um
Sentimento de vulnerabilidade física ou Modo de usar: decocção de uma colher de café de sementes em 250
emocional. Tendência a se deixar seduzir ml de água por cinco minutos. Coar e tomar com suco de limão:
condimento essencial na culinária do norte da Europa,
ou enganar por algo que não tem o valor soluço; principalmente na Noruega e Suécia. Nestes países o
que você imagina. Favorecimento para endro está como o orégano para o italiano. Utilizado há
atividades criativas e aprimoramento da - decocção de duas colheres das de café de sementes em 250 ml de
sensibilidade e da intuição, geminiano. água. Coar e tomar 1 xícara das de chá antes de cada amamentação: milhares de anos, as primeiras alusões desta planta foram
favorecer a lactação, gases intestinais; feitas por egípcios, que a empregavam como planta me-
Touro - 21/04 a 21/05 - decocção de uma colher das de sopa de sementes: ânsia de vômito;
dicinal. A planta possui uma altura que varia de 20 cm até
Atenção com a tendência a ilusões ou - decocção de quatro colheres das de café de sementes. Coar, adoçar
vícios. Ações mal direcionadas podem com mel, beber antes das refeições: digestivo; a 1 metro, dependendo muito da fertilidade do terreno.
resultar em prejuízos financeiros ou pro- - vinho: ferver em ¼ de litro de vinho tinto 1 colher das de café da Planta herbácea, anual, de caule fino e oco, cujas folhas
fissionais. Você anseia por algo ideal,
mas a realidade mostra que pode estar
semente do endro, um pedaço de canela e uma colher das de café de são parecidas com as do funcho.
equivocado. Cuidado com negócios, folha de eucalipto, durante 5 minutos. Abafar por 5 minutos e coar:
emoções e ilusões.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com
18 27 de julho de 2007 104ª Edição

Entrevista com São Cristóvão


Por Valdir Eidt

Sua estátua está ali no ponto mesmo em que foi inaugurada a rodovia
SC-472 a mais de vinte e cinco anos. Fixo, imóvel, paciente, imutável
e impassível está o Santo que desde há muito tempo é considerado o
protetor dos motoristas. Por isso não foi difícil encontrá-lo para bater um
papo na semana em que comemoramos o seu dia. Estranhou um pouco
meu interesse quando disse para ele que queria conversar e publicar sua
entrevista no jornal. Disse que já estava lá há muito tempo e já vira muita
coisa, uma vez que sua moradia recebia bastante visitas principalmente
noturnas, mas jamais imaginara receber um convite para conceder uma
entrevista. Expliquei então que eu trabalhava num jornal onde todos
podiam se manifestar e que até mesmo já tínhamos divulgado a opinião dos
porcos. Sorriu então um pouco contrafeito, ao que me apressei em explicar
que não tinha a mínima intenção de comparar sua importância com a de
um suíno; apenas quisera deixar claro que todas as opiniões merecem ser
registradas e publicadas, uma vez que todos habitamos o mesmo planeta
e fazemos parte da mesma história. Ele me disse então, que neste caso eu
estava enganado, uma vez que há muito tempo não habitava mais a terra
e estava reunido aos santos e santas no céu. O que eu estava vendo aí era
somente uma estátua que simbolizava sua passagem pela terra. Onde
estava hoje, continuou, era muito melhor.
Aproveitei então para perguntar exatamente sobre sua missão que
eu mesmo considerava muito difícil, dado o aumento cada vez maior
do número de veículos rodando e o conseqüente risco de acidentes.
Respondeu então que sim, que era verdade que sua tarefa não era nada
fácil, mas sem esconder a falta de modéstia que o caracteriza desde antes
de se tornar Santo, afirmou que, se era difícil para ele, seria impossível
para qualquer outro santo ou santa. Lembrou que mesmo quando era um
mortal comum como eu mesmo, já procurava os desafios mais difíceis. Disse
que nunca aceitara servir um Senhor que não fosse o maior. É verdade,
continuou, que “cheguei a servir outros senhores antes de servir a Jesus”,
mas foi porque eles eram tidos pelos maiores. Não é que cheguei a servir
até mesmo Satanás, antes de descobrir que ele tinha medo de Deus?” .
Vi então que o Santo não era dos fracos, como dizem hoje em dia. Fiquei
curioso então pela sua história e quis saber um pouco mais sobre sua vida
antes de ser santo. Falou que já fazia muito tempo e que não lembrava
de tudo, mas lembrava que tinha prestado serviço militar que, em seu
tempo não era obrigatório. Seu nome era Répobro e tinha um porte físico
gigantesco. Narrou o episódio no qual havia feito a travessia de um menino
de uma margem à outra de um rio. À medida que caminhava nas águas
o menino ficara cada vez mais pesado de modo que quase não chegara à
outra margem. Quando chegou lá, o menino teria lhe dito ser aquele que
havia criado todas as coisas. À partir daquele dia, continuou, ele havia
até mesmo mudado seu nome passando a se chamar de Cristóvão que
quer dizer “aquele que porta Cristo”. Contou também que depois disso
havia convertido muitos pagãos ao cristianismo e sofrido as mais diversas
provações e perseguições. Achei especialmente interessante a história em
que resistira aos encantos e seduções de Aquilina e Nicéia. Cheguei a pensar
até que estivesse contando bravatas e lorotas, mas lembrei que estava
falando com um Santo. Então me contive e me apressei em perguntar qual
a mensagem que gostaria de deixar aos motoristas no seu dia. Recomendou
que dirigissem sempre com muito cuidado, que tivessem atenção na
sinalização, evitassem ultrapassagens perigosas, não bebessem antes de
dirigir e fizessem sempre a manutenção de seus carros. Falou que como
santo os poderia proteger, mas era impossível dirigir o carro de todos eles...

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


104ª Edição 27 de julho de 2007 VARIEDADES 19

Peguei a quarta garrafa, bebi na


pia e joguei o resto no copo.
Pequei o quinto copo joguei a ro-
lha na pia e bebi a garrafa.
Peguei a sexta pia, bebi a garra-
fa e joguei o copo no resto.
A sétima garrafa eu peguei no
resto e bebi a pia.
Uma mulher passava as compras Peguei no copo, bebi no resto e
no caixa de supermercado e joguei a pia na oitava garrafa.
percebeu que um bêbado exa- Joguei a nona pia no copo, pe-
minava detalhadamente seus guei na garrafa e bebi o resto.
itens de compra: O décimo copo, eu peguei a
* 2 caixas de leite integral; garrafa no resto e me joguei na
* 1 dúzia de ovos; pia.
* 1 litro de suco de laranja; ––––
* 1 alface americana; Um dia o mineiro resolveu pescar
* 1 kg de café; e sozinho, pois já estava de cansa-
* 1 pacote de bacon fatiado. do de gente em volta dele. Vara
Enquanto o caixa registrava, o na mão, lata de minhoca e lá
bêbado dirigiu-se a ela e disse: vai ele pro rio, bem cedinho. No
- Você deve ser solteira. caminho ele encontra um cabo-
A mulher ficou um pouco espan- clinho que começa a acompa-
tada com a declaração, e intri- nhá-lo. E o mineiro já pensando:
gada com a intuição do bêba- “Xiii..., será que esse caboclinho
do, já que, de fato, era solteira. vai ficar grudado ni mim?”
Ela olhou os seis itens sobre a es- Chegaram ao rio e o caboclinho
teira e nada viu de particular, em do lado sem falar nada. O mi-
sua seleção, que pudesse sugerir neiro se arruma todo, começa a
ao bêbado seu estado civil. pescar e também não fala nada.
Com a curiosidade aguçada, Passam três horas e o caboclinho
ela disse: acocorado olhando sem dar um
- O senhor está absolutamente pio. Passam seis horas e o cabo-
correto. Mas como o senhor con- clinho só olhando.
seguiu descobrir isso? Já no finalzinho do dia o mineiro DIVERSÃO Os sete anões chegam
E o bêbado respondeu: ficou com pena e oferecendo a ao Vaticano, vão falar
- É porque você é feia pra ca- vara pro caboclinho disse: com o Papa e Dunga
ramba! - O mininim! Qué pescá um ca- pergunta se no Vaticano
–––– dim? tinha alguma freira anã.
Um grande apreciador de copos E o caboclinho responde:
O Papa calmamente
(cheios, é claro) vai ao médico, - Deus me livre moço. Não tenho
acompanhado de sua mulher. pacença pra isso! responde:
- Doutor, sinto náuseas, dores no –––– - Não, não existe freira
corpo, boca seca, e etc. Um pároco de uma igreja no in- anã no Vaticano.
- Você fuma? terior de Minas tinha fama de ser - Os outros seis anões
- Uns cinqüenta cigarros por dia. bravo e de dar tiro se encontrasse começam a rir baixinho.
- ... Aí esta o problema, interrom- ladrões roubando a igreja. Todo Dunga, meio sem jeito,
peu o médico. Pare de fumar mundo temia o padre. Um dia volta a perguntar:
imediatamente e voltarás a ter dois ladrõezinhos resolveram rou- - Mas, Santo Papa, existe
uma saúde de ferro. Pode ir. bar o cofre da igreja, mesmo sa- freira anã na Itália, não
Já fora do consultório a sua mu- bendo da fama do padre. Entra-
lher o interpela: ram bem devagarinho andando existe?
- Tu nunca fumaste um único ci- em ponta de pés e se enfiaram - Não, Dunga, não existe
garro. Por que a mentira? pelo altar, onde ficava o cofre. O freira anã na Itália. - Os
- Se eu dissesse que não fumava padre ouvindo barulho, foi ver o outros seis começam a rir,
ele iria perguntar se eu bebia. E aí que estava acontecendo. Já de mais alto.
adeus vinhos, cervejas... espingarda na mão, pronto para - Mas, Santo Papa, na
–––– dar o tiro. Europa tem freira anã,
Um playboy muito do beberrão O padre: não tem?
estava num cruzeiro pelo mundo - Quem tá ai? Vou dar tiro, pode - Não, Dunga, não tem
quando o barco afundou. ir saindo de mãos pro ar.
Depois de nadar muito (e estar - Não atira não, seu padre, que
freira anã na Europa.
com muita sede) chegou numa nóis é anjo, só visitando a igreja... Os outros seis já estão
ilhazinha deserta. Logo encon- - Anjo? Deixa disso sô, pode ir às gargalhadas. Dunga
trou uma garrafinha, a qual abriu saindo - se o oceis são anjo, en- continua:
ávido, mas ao invés de uísque tão voa! - Mas, Santo Papa , deve
encontrou um gênio. - Nóis ainda num sabi voá, padre, existir freira anã na África
- Tens direito a três desejos, meu nóis ainda é fiote. ou na América, não é?
amo (Já esperavam isto, não?). –––– – O Papa já perdendo a
- Quero uma garrafa do melhor João e Maria eram casados. Um paciência responde:
uísque, que nunca esvazie! - disse dia Maria saiu de casa e voltou
- Não, Dunga, não existe
o cara sem pestanejar. umas 3 da manhã. João come-
PLUFF - Apareceu a garrafa. Só çou a mexer nas coisas de Maria freira anã na África, nem
que o cara não acreditava em e encontrou um colar de dia- na América, nem na
gênios e começou a beber para mantes. Ásia, nem na Oceania.
ver se era verdade. Só que por - Maria o que é isso? Não existe freira anã em
mais que bebesse a garrafa con- - Ganhei no bingo. lugar nenhum! - Os outros
tinuava cheia. João não quis acreditar, mas en- anões, quase explodindo
- POXA, não acredito. É verdade goliu a desculpa. de tanto gargalhar,
mesmo. Depois de muito provar, No outro dia Maria chegou tar- começam a pular e a
disse: de e novamente com uma jóia, gritar:
- (hiccchhh...) Não é gue é ver- João voltou a perguntar onde
dade, funziona memo. tinha conseguido. - O Dunga comeu um
O gênio já cansado de esperar, - É minha semana de sorte, res- pingüim! O Dunga comeu
diz zangado: pondeu Maria. um pingüim! O Dunga
- Faça logo seus outros dois dese- João ficou indignado. Mais indig- comeu um pingüim...
jos, para que eu possa ser livre! nado ficava quando ela chega- ––––
- Então me vê mais duas dessas, va a cada dia com uma jóia e fa- No hospício, o doido
que é da boa... lava que havia ganho no bingo. telefona pro corpo de
–––– Um dia Maria estava tomando bombeiros e avisa:
Eu tinha lá em casa dez garrafas banho para ir ao bingo e aca- - Tá pegando fogo no
de cachaça, da boa. Mas minha bou a água.
mulher obrigou-me a joga-las - João trás água pra eu acabar
hospício.
fora. de tomar banho. Rapidamente os bom-
Peguei a primeira garrafa, bebi João veio com a água em um beiros chegam ao local:
um copo e joguei o resto na pia. copo e entregou para ela que - Onde é o fogo?
Peguei a segunda garrafa, bebi retrucou: O doido:
outro copo e joguei o resto na - Mas como eu vou me lavar só - Vocês vieram tão rá-
pia. com um copinho d’água? pido que ainda nem deu
Peguei a terceira garrafa bebi o João respondeu: tempo de botar.
resto e joguei o copo na pia. - Lava só a cartela!

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


20 27 de julho de 2007 104ª Edição

PARABÉNS COLONO E MOTORISTA

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


Variedades
Informativo COOMILP –“Ajudando o agricultor a crescer” Previsão do Tempo
Climatempo Meteorologia, São Paulo - SP
Água de qualidade: Sexta-feira - 27 DE JULHO DE 2007

sinônimo de lucro e prevenção O ar seco polar ainda influência


o tempo em toda a região Sul do
Brasil. O sol aparece em todas
June Erhart - Engenheira Agrônoma as áreas, mas a temperatura fica
baixa. Há previsão de geada ao
contaminação de cistercose é amanhecer no interior da Região,
inclusive em Porto Alegre e em
a água poluída. Toxoplasmose Curitiba.
é uma enfermidade que pode
contaminar os bovinos por
meio de ingestão de água con-
taminada, como também bru-
celose, salmonelose, botulismo
hídrico e outras. Uma forma de
prevenção, ou de, pelo menos, Sábado - 28 DE JULHO DE 2007
diminuir a incidência dessas
enfermidades é o fornecimento A massa de ar seco polar
de água com qualidade. A água ainda predomina sobre o Sul
do Brasil. O sol aparece em
com qualidade comprometi- todas as áreas, mas o dia ainda
da, pode ser responsável pela deve começar com geada no
perda de peso, falta de apetite, interior gaúcho, no centro-oeste
e no sul catarinense e no sul
transtornos alimentares, e até e no centro-leste paranaense.
Tunápolis - A água é um peratura do corpo e dos órgãos levar o animal à morte. Apesar Também faz frio no restante da
Região.
nutriente essencial para todos internos. do aparente custo elevado na
os seres vivos, nos animais ela A quantidade diária de água instalação de bebedouros numa
corresponde a cerca de 50% exigida por bovinos é influen- propriedade, este investimento
a 80% do peso vivo. Por ser o ciada por diversos fatores tais é de fundamental importân-
constituinte de maior abundân- como temperatura ambien- cia, pois além de possibilitar o
cia no organismo, a quantidade te, peso, idade, fase da vida fornecimento de água de qua- Domingo - 29 DE JULHO DE 2007
e qualidade da água fornecida do animal (prenhez, engorda, lidade para os animais, aumen-
aos animais é de fundamental crescimento) e o consumo de tando os índices zootécnicos, O ar polar ainda deixa o tempo
importância para o seu desem- matéria seca. O fornecimento também faz com que reduza os gelado no Sul do Brasil. Sol em
quase todas as áreas, com geada
penho produtivo. Ela deve ser inadequado de água diminui o riscos de erosão e assoreamen- ao amanhecer no interior gaúcho
limpa, inodora, incolor, insípida consumo alimentar prejudican- to de córregos e nascentes de e catarinense. A umidade que
o vento traz do oceano deixa
e abundante. A água ingerida do a performance do animal. A rios, provocados pelos trilheiros o tempo chuvoso no litoral do
pelos bovinos tem a função maioria das propriedades utiliza dos animais, quando estes vão Paraná e nublado na Grande
Curitiba.
de nutrição do tecido celular e aguadas provenientes de açu- em busca das fontes naturais
compensar as perdas ocorridas des, onde a água é captada no de água. Olhar com atenção o
pelo leite, fezes, urina, saliva, período das chuvas, não ocor- fornecimento de água aos ani-
evaporação (suor e respiração) rendo renovação, e onde os ani- mais pode contribuir para um
e também para manter a home- mais entram, defecam e urinam, melhor desempenho animal
otermia (temperatura do corpo podendo provocar diferentes garantindo uma produção mais
constante), regulando a tem- doenças. A principal fonte de eficiente do rebanho. Segunda-feira - 30 DE JULHO DE 2007

Milho Cotação agrícola de preços A umidade diminui novamente


Fonte: Epagri/Cepa - Centro de Estudos de Safras e Mercados. e o sol reaparece em todo o Sul
O mercado internacional do do Brasil. Ainda faz bastante frio
milho embora apresentando leve Cotação do dia 25/07/2007 - Praça: São Miguel do Oeste e o dia começa com geada no
melhora a partir desta terça-feira, interior do Rio Grande do Sul
permaneceu nos mais baixos pata- Produto Un. Mín. + com. Máx.
e no centro-oeste e no sul de
mares registrados desde outubro Erva-mate - Nativa (no pé) ARR 5,20 5,50 5,50 Santa Catarina.
do ano passado. Erva-mate - Plantada (no pé) ARR 4,20 4,20 4,30
Internamente, o expressivo
declínio das cotações internacio- Leite (plataforma) L 0,50 0,55 0,64
nais e a valorização do real frente Feijão carioca SC 44,00 46,00 46,00
ao dólar provocaram forte queda Feijão preto SC 37,00 40,00 40,00
da paridade de exportação. Milho amarelo SC 15,30 15,30 15,50
Este fato, ao dificultar as ex- Soja industrial SC 26,40 27,00 27,00
portações, juntamente com o
crescimento da oferta decorrente Boi gordo (pmto. 20 dias) ARR 52,50 54,00 54,00
da intensificação da colheita da Leitão (22 kg) SC 2,80 3,10 3,25
safrinha está repercutindo negati- Suíno tipificado KG 1,60 1,75 1,80
vamente nos preços internos. Suíno vivo não tipificado KG 1,55 1,60 1,60

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


22 27 de julho de 2007 ESPORTES 104ª Edição

Taça Nova Schin de Bocha e Tiro ao Alvo Classificação do Brasileiro - Série A


Time PG J V E D GP GC SG %
1º Botafogo 25 12 7 4 1 26 15 11 69%
Campeonato Municipal de Bocha - Taça Nova Schin - Tabela dejogos Apenas o 2º São Paulo 22 13 6 4 3 11 5 6 56%
Nº DATA CH HORA LOCAL EQUIPE A x EQUIPE B
Campeonato 3º Paraná 22 13 6 4 3 20 15 5 56%
1 30-Jun A 19:00 STA FÉ BAIXA SUMARÉ 2 x 1 APARECIDA B Municipal de 4º Grêmio 21 13 6 3 4 11 14 -3 54%
2 30-Jun B 19:00 APARECIDA APARECIDA A 1 x 2 BOM HUMOR B Tiro ao Alvo 5º Vasco 20 12 6 2 4 21 15 6 56%
3 30-Jun C 19:00 STA FÉ ALTA BOM HUMOR A 2 x 1 STA CRUZ
teve rodada nor- 6º Goiás 20 13 6 2 5 21 17 4 51%
4 30-Jun D 19:00 CORDILHEIRA CORDILHEIRA 2 x 1 COM KESSLER/SOC.
7º Fluminense 20 12 5 5 2 17 9 8 56%
5 29-Jun D 19:00 LINHA BECKER AVANTE B 1 x 2 BELEZA mal neste final
8º Cruzeiro 19 13 6 1 6 28 26 2 49%
6 7-Jul A 19:00 APARECIDA APARECIDA B 2 x 1 CTG B de semana. 9º Palmeiras 19 13 5 4 4 16 16 0 49%
7 7-Jul B 19:00 STA FÉ ALTA BOM HUMOR B 3 x 0 AVANTE A
8 7-Jul C 19:00 STA CRUZ STA CRUZ 1 x 2 CTG A
A Taça Nova 10º Sport 18 13 5 3 5 23 21 2 46%
9 7-Jul D 19:00 BELEZA BELEZA 2 x 1 CORDILHEIRA Schin de Bocha, 11º Santos 18 13 5 3 5 19 19 0 46%
10 7-Jul D 19:00 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOC. 3 x 0 AVANTE B não teve rodada 12º Internacional 17 13 5 2 6 16 18 -2 44%
11 14-Jul A 19:00 CTG 2 CTG B 3 x 0 SUMARÉ
12 14-Jul B 19:00 LINHA BECKER AVANTE A 3 x 0 APARECIDA A
marcada, devida 13º Figueirense 17 13 5 2 6 19 22 -3 44%
a participação 14º Atlético-PR 16 13 4 4 5 20 18 2 41%
13 14-Jul C 19:00 CTG 1 CTG A 3 x 0 BOM HUMOR A
14 14-Jul D 19:00 BELEZA BELEZA 3 x 0 COM KESSLER/SOC. de Itapiranga na 15º Atlético-MG 16 13 4 4 5 17 19 -2 41%
15 14-Jul D 19:00 CORDILHEIRA CORDILHEIRA 3 x 0 AVANTE B 16º Juventude 14 12 4 2 6 15 19 -4 39%
fase Classificató-
16 28-Jul A 19:00 APARECIDA APARECIDA B x SUMARÉ 17º Corinthians 14 12 3 5 4 10 13 -3 39%
17 28-Jul B 19:00 STA FÉ ALTA BOM HUMOR B x APARECIDA A ria dos JASC, na 18º América-RN 10 13 3 1 9 11 24 -13 26%
18 28-Jul C 19:00 STA CRUZ STA CRUZ x BOM HUMOR A cidade de Des- 19º Náutico 10 13 2 4 7 16 26 -10 26%
19 28-Jul D 19:00 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOC. x CORDILHEIRA
20 27-Jul D 19:00 BELEZA BELEZA x AVANTE B
canso. 20º Flamengo 8 10 1 5 4 13 19 -6 27%
21 4-Aug A 19:00 CTG 2 CTG B x APARECIDA B Acompanhe
O campeonato será disputado por 20 c) maior número de gols pró;
22 4-Aug B 19:00 LINHA BECKER AVANTE A x BOM HUMOR B os resultados do equipes, em sistema de pontos corridos, d) confronto direto (quando o empate
23 4-Aug C 19:00 CTG 1 CTG A x STA CRUZ
Tiro ao Alvo e a em turno e returno. Cada time fará 38 ocorrer apenas entre dois clubes);
24 4-Aug D 19:00 CORDILHEIRA CORDILHEIRA x BELEZA
25 4-Aug D 19:00 LINHA BECKER AVANTE B x COM KESSLER/SOC. próxima rodada jogos, 19 deles em seu estádio e 19 fora. e) menor número de cartões vermelhos
O clube que somar mais pontos será o recebidos;
26 11-Aug A 19:00 STA FÉ BAIXA SUMARÉ x CTG B do Tiro e tam- campeão. f) menor número de cartões amarelos
27 11-Aug B 19:00 APARECIDA APARECIDA A x AVANTE A
bém da Bocha: Caso dois ou mais clubes tenham o recebidos;
28 11-Aug C 19:00 STA FÉ ALTA BOM HUMOR A x CTG A
mesmo número de pontos, os critérios g) sorteio.
29 11-Aug D 19:00 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOCI. x BELEZA
de desempate são, pela ordem: Os quatro últimos clubes na tabela
30 11-Aug D 19:00 LINHA BECKER AVANTE B x CORDILHEIRA
a) maior número de vitórias; ao fim do campeonato serão rebaixados
b) maior saldo de gols; para a Série B.
Campeonato Municipal de Tiro ao Alvo - Tabela de Jogos
Última rodada - Resultados - (14ª)
Nº DATA CH HORA LOCAL EQUIPE A x EQUIPE B
1 1-Jul A 13:30 POPI POPI B 701 x 701 OURO VERDE A
2 1-Jul B 13:30 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOCIEDADE A 708 x 664 SANTA CRUZ
Data Hora Local Mandante Visitante
3 1-Jul B 13:30 COQUEIRO OURO VERDE B 710 x 697 POPI A
25-Jul 19h30 A. da Baixada Atlético-PR x Cruzeiro
4 8-Jul A 13:30 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOCIEDADE B 666 x 636 POPI B
5 8-Jul B 13:30 SANTA CRUZ SANTA CRUZ 704 x 703 OURO VERDE B 25-Jul 19h30 Serra Dourada Goiás x Santos
6 8-Jul B 13:30 POPI POPI A 729 x 745 COM KESSLER/SOCIEDADE A 25-Jul 20h30 Aflitos Náutico x Grêmio
7 15-Jul A 13:30 COQUEIRO OURO VERDE A 699 x 706 COM KESSLER/SOCIEDADE B 25-Jul 20h30 Mário Helênio Flamengo x América-RN
8 15-Jul B 13:30 CONCEIÇÃO COM KESSLER/SOCIEDADE A 717 x 692 OURO VERDE B 25-Jul 21h45 P. Antarctica Palmeiras x Vasco
9 15-Jul B 13:30 SANTA CRUZ SANTA CRUZ 696 x 718 POPI A
25-Jul 21h45 O. Scarpelli Figueirense x Corinthians
10 22-Jul A 13:30 COQUEIRO OURO VERDE A 692 x 630 POPI B
25-Jul 21h45 Beira-Rio Internacional x Paraná
11 22-Jul B 13:30 SANTA CRUZ SANTA CRUZ 723 x 729 COM KESSLER/SOCIEDADE A
12 22-Jul B 13:30 POPI POPI A 729 x 722 OURO VERDE B 26-Jul 15h G. Coutinho Botafogo x Juventude
13 29-Jul A 13:30 POPI POPI B x COM KESSLER/SOCIEDADE B 26-Jul 20h30 Mineirão Atlético-MG x Fluminense
14 29-Jul B 13:30 COQUEIRO OURO VERDE B x SANTA CRUZ 26-Jul 20h30 Morumbi São Paulo x Sport
15 29-Jul B 13:30 CONCEIÇÃO COM KESSLER/CONCEIÇÃO A x POPI A
16 5-Aug
17 5-Aug
A
B
13:30
13:30
CONCEIÇÃO
COQUEIRO
COM KESSLER/SOCIEDADE B
OURO VERDE B
x
x
OURO VERDE A
COM KESSLER/SOCIEDADE A
Próxima rodada - (15ª)
18 5-Aug B 13:30 POPI POPI A x SANTA CRUZ Data Hora Local Mandante Visitante
28-Jul 18h10 Vila Belmiro Santos x Náutico
28-Jul 18h10 Olímpico Grêmio x Atlético-PR
Taça Márcia Enxovais de Futsete 28-Jul 18h10 São Januário Vasco x Goiás
29-Jul 16h Morumbi Corinthians x Flamengo
CLASSIFICAÇÃO Itapiranga - Com os campos não oferecendo as mínimas condições de jogo 29-Jul 16h Ilha do Retiro Sport x Internacional
CHAVE A o Campeonato municipal de Futsete Livre, Taça Márcia Enxovais, teve sua 29-Jul 16h A. Jaconi Juventude x Palmeiras
1º CORDILHEIRA A rodada transferida para o próximo domingo. Veja os resultados, os jogos 29-Jul 16h Durival Britto Paraná x Atlético-MG
2º JUCRILA 29-Jul 18h10 M. Garrincha Fluminense x Figueirense
marcados para domingo e também a classificação após a segunda rodada
3º SATO ANTÔNIO
da primeira fase. Lembramos que se classificam as duas melhores de cada 29-Jul 18h10 Machadão América-RN x São Paulo
CHAVE B
29-Jul 18h10 Mineirão Cruzeiro x Botafogo
1º DOURADO A chave:
2º CORDILHEIRA C
3º PENHAROL C Campeonato Municipal de Futsete Livre - Taça Márcia Enxovais - Tabela de jogos
CHAVE C
1º DOURADO C

1
DATA CH HORA LOCAL
1-Jul G 14:30 STO ANTONIO
EQUIPE A
PENHAROL B 3
x
x 0
EQUIPE B
JUVENTUS
Tuta diz que gol representa
2º PALMEIRAS

CHAVE D
TIPO CALÇ/GLÓRIA
2
3
1-Jul
1-Jul
D
A
15:20
16:10
STO ANTONIO
STO ANTONIO
CORDILHEIRA B
CORDILHEIRA A
1
7
x
x
1
1
OURO VERDE
STO ANTONIO
início de uma nova fase
1º CORDILHEIRA B 4 1-Jul B 14:30 STA ISABEL CORDILHEIRA C 4 x 0 PENHAROL C
2º OURO VERDE 5 1-Jul F 15:20 STA ISABEL COM KESSLER/CONC. 2 x 1 ASS BEM TE VI Durou mais de dois meses o jejum de gols de Tuta com a
3º PENHAROL A 6 1-Jul E 16:10 STA ISABEL MARINGÁ 7 x 0 JORNAL FORÇA D´OESTE camisa do Grêmio. Nesta quarta, em Recife, o centroavante fi-
CHAVE E 7 1-Jul H 14:30 LARANJEIRA DOURADO B 4 x 3 STA TEREZA nalmente desencantou, marcando o primeiro da vitória por 2
1º MARINGÁ 8 1-Jul C 15:20 LARANJEIRA DOURADO C 3 x 0 PALMEIRAS
2º REAL
a 0 sobre o Náutico. Agora, espera que esse gol seja o início de
9 1-Jul H 16:10 LARANJEIRA BETO CALÇADOS 2 x 1 FLAMENGO
3º JORNAL FOESTE
10 29-Jul A 14:30 POPI STO ANTONIO x JUCRILA
uma nova fase.
CHAVE F
11 29-Jul H 15:20 POPI FLAMENGO x DOURADO B
“Fazia tempo que eu não marcava, mas hoje (quarta) foi o
1º KESSLER/CONCEI
2º NACIONAL 12 29-Jul G 16:10 POPI JUVENTUS x BETO CALÇ./RIO BRANCO início de uma nova fase” – afirmou Tuta após o jogo no Estádio
3º BEM TE VI 13 29-Jul B 14:30 ASS SD ELO PENHAROL C x DOURADO A dos Aflitos.
CHAVE G 14 29-Jul F 15:20 ASS SD ELO ASS BEM TE VI x NACIONAL O último gol de Tuta com a camisa tricolor havia sido mar-
1º BETO/RIO BRANCO 15 29-Jul H 16:10 ASS SD ELO STA TEREZA x BETO CALÇADOS
2º PENHAROL B
cado no dia 20 de maio, na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense.
16 29-Jul E 14:30 BAU JORNAL FORÇA D´OESTE x REAL
3º JUVENTUS
17 29-Jul D 15:20 BAU OURO VERDE x PENHAROL A
Nesse período, o jogador ficou afastado do time em vários jogos,
CHAVE H
18 29-Jul C 16:10 BAU PALMEIRAS x TIPO CALÇADOS/GLÓRIA em função de uma fratura no nariz e uma lesão muscular. Se-
1º BETO CALÇADOS
2º FLAMENGO
26 15-Jul H 14:30 DOURADO DOURADO B 3 x 9 BETO CALÇADOS gundo o jogador, isso atrapalhou.
3º DOURADO B 20 15-Jul C 15:20 DOURADO TIPO CALÇADOS/GLÓRIA 1 x 4 DOURADO C “Eu tive muitas lesões e fraturas este ano, o que acabou que-
21 15-Jul B 16:10 DOURADO DOURADO A 3 x 0 CORDILHEIRA C
4º STA TEREZA brando o meu ritmo de jogo. Agora é esquecer tudo o que pas-
19 15-Jul A 14:30 LARANJEIRA JUCRILA 1 x 4 CORDILHEIRA A
sou e pensar no título Brasileiro” – afirmou o centroavante.
25 15-Jul H 15:20 LARANJEIRA STA TEREZA 1 x 4 FLAMENGO
27 15-Jul G 16:10 LARANJEIRA BETO CALÇ./RIO BRANCO 3 x 0 PENHAROL B
Mas apesar da escassez de gols, Tuta tem moral com o técni-
22 15-Jul F 14:30 SOLEDADE NACIONAL 1 x 1 COM KESSLER/CON. co Mano Menezes. Na entrevista coletiva logo após a partida em
23 15-Jul E 15:20 SOLEDADE REAL 1 x 1 MARINGÁ Recife, o treinador lembrou que ele executa função de sacrifício
24 15-Jul D 16:10 SOLEDADE PENHAROL A 1 x 2 CORDILHEIRA B e depende do time para render bem.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


104ª Edição 27 de julho de 2007 ESPORTES 23

Municipal de Futebol de Iporã do Oeste


Pinhal em vantagem na final do
Kako Mello
Municipal de Iporã do Oeste Domingo teremos a decisão
ORGULHO DE ITAPIRANGA/ Mais uma do Estadual de Amadores
vez o filho da terra multicampeão MILTON Itapiranga - Aconteceu na quarta Evanir. Receberam cartão amarelo em Chapecó. Aliás, será
CHUMBINHO BECKER detonou no brasilei- feira, 25, feriado, o primeiro jogo da fi- Evanir e Valdecir para o Cometa. Para apenas o primeiro jogo. A fi-
ro de MOTOCROSS, com duas etapas de ante- nal do Campeonato Municipal de Ipo- o Pinhal receberam Diego, Marciano
cedência o melhor piloto brasileiro de todos os nalíssima será no Montanha.
rã do Oeste, entre Cometa de Jacutinga e Oldair. Vermelho para Marciano do
tempos sagrou-se CAMPEÃO BRASILEIRO,
e Pinhal Esporte Clube. Pinhal Espero que desta vez o “Pedri-
é o 13º título da carreira deste fantástico
CHUMBINHO, parabéns a fera, quanto mais O primeiro jogo aconteceu na Linha a grande finalíssima acontecerá no nho” não tenha nada contra a
anunciam sua aposentadoria mais ele demons- Jacutinga, uma vez que o Pinhal obte- domingo dia 29/07 na praça de espor- realização do jogo. A ansieda-
tra que ainda tem muito gás para queimar ve o direito de jogar em casa a grande tes do Pinhal Esporte Clube com inicio de vai tomando conta.
para orgulho do povo itapiranguense. O título final. Mesmo jogando em casa, porém as 13 horas com disputa pelo 3º lugar
entre Atlético Faic e Saturno de São
Grande numero de “fiéis
veio com a vitória na etapa de CIANORTE-MT com alguns desfalques, o Cometa não
disputada no último final de semana... resistiu a forte equipe do Pinhal, per- Lourenço, e a grande final com inicio rugidos” estarão acompa-
dendo por 2x1. Os gols do Pinhal fo- as 15 horas entre Pinhal Esporte Clube nhando o Cometa domingo
ESPORTE CLUBE COMETA/ Ainda não foi ao Índio Condá. Tenho certe-
desta vez que aconteceu o primeiro jogo da ram anotados por Valtuir (Dal Bosco) x Cometa - Jacutinga. O Pinhal con-
e Milton, descontando pelo o Cometa quista o título, com um empate. za que não se arrependerão.
grande final do ESTADUAL DE AMADO-
RES (OESTE) 2007, as chuvas que assolaram Por falar em decisão, domingo
a região no final de semana impossibilitaram
a realização do jogo em CHAPECÓ-SC, com Campeonato Estadual de Amdores teremos a grande decisão do
Municipal de Iporã do Oeste.
isso o tricolor da montanha tem mais uma se-
O embate acontecerá no cam-
mana para treinar e ajustar a equipe visando
a primeira partida da grande decisão...
Decisão mais uma vez adiada po do Pinhal.

ANSIEDADE/ Com os constantes adiamentos Itapiranga - Desta vez, estava tudo go dia 29, no Estádio Índio Condá. O primeiro jogo, aconte-
a torcida tricolor começa a ficar impaciente certo e a decisão do Estadual de Ama- Com certeza a parada atrapalha ceu em Linha Jacutinga,
e angustiada, todos estamos confiantes no dores, teve o primeiro jogo marcado de uma certa forma as duas equipes entre Cometa e Pinhal, na
titulo queremos que os jogos aconteçam logo. para o Estádio Índio Condá, para do- e principalmente o rendimento dos fria quarta-feira. Domingo,
A motivação da torcida regional não esfria, mingo passado. Depois de criada uma atletas, talvez até aumentando a an- primeiro teremos a disputa
muitos já confirmaram que se deslocarão para grande expectativa, com as equipes siedade, mas com certeza não deses- do terceiro lugar e depois a
CHAPECÓ acompanhando a agremiação, tanto o Oeste Chapecó como o Cometa tabiliza a mobilização dos atletas, di- grande decisão.
mais uma vez ficamos na torcida por uma bela mobilizadas, o tempo foi que não co- rigentes e da grande massa torcedora.
apresentação do leão em CHAPECÓ e que laborou e os organizadores, tentando Domingo,vamos todos acompanhar São João do Oeste “matou a
tenhamos sensatez e lucidez suficiente para até preservar a integridade física dos a equipe do Cometa a Chapecó e dar pau” no Bolão Masculino na
que nenhum atleta seja punido desnecessa-
atletas e oportunizar uma maior co- força ao nosso representante. Se isto Fase Classificatória do JASC
riamente, pois o titulo se decide é aqui na se-
gunda partida e precisamos contar com força modidade aos torcedores, transferiu não for possível, vale a sua força e torci- em Descanso. Foi simples-
máxima, boa sorte tricolor, a torcida regional o 1º jogo da final para este domin- da com o radinho grudado no ouvido. mente invencível. Próxima
confia em vocês, DÁ-LHE COMETA... edição traremos a classifica-
ção completa.
MOLEQUE/ Equipe do MOLEQUE BOM- JASC
DE-BOLA da Escola SÃO VICENTE voltou Chuva deixou região sem
aos treinamentos nesta semana visando à
participação na fase REGIONAL que acon- Classificatória define vagas para futebol no final de semana.
Foi água pra ninguém botar
tece em SANTA HELENA-SC. O professor
DANIEL SKRSYPCSAK precisa ajustar al- Regional dos JASC defeito. Tudo parecia uma
imensa piscina.
gumas coisas visando uma boa participação
no regional, à participação na fase municipal A fase Classificatória dos JASC da 1ª , 2ª e 30ª SDR (São Miguel do Oeste, Ma- Acho que nosso amigo “Pedri-
alertou sobre alguns problemas que precisam ravilha e Dionísio Cerqueira, respectivamente) aconteceu na cidade de Descanso nho” deve ter gostado muito
ser corrigidos para se formar uma equipe de 20 a 25 de Julho. Esta fase, habilitou as equipes para participação da fase Re- das medalhas do guri da nata-
vencedora, são nos detalhes que se ajusta gional Oeste dos JASC (Jogos Abertos de Santa Catarina) que serão realizados ção. “Põe nadá” naquele louco.
um grupo capaz de conquistas maiores, por na cidade de Chapecó, de 18 a 24 de Setembro.
isso a Escola e o professor aguardam o sinal Na fase Classificatória, aconteceram disputas nas modalidades de Bocha Falando em medalha, tão
verde da direção tricolor para poder realizar Masculino, Bolão 23 Masculino e Feminino, Futebol de Campo, e Futsal Mascu- de parabéns as meninas do
mais treinos no Estádio da Montanha, o que
lino e Feminino. futsal de Itapiranga, que
deve acontecer em breve...
Além dos já pré classificados, obtiveram classificação para os Regionais: conquistaram a fase do Se-
SHOW DE BOLA/ As meninas do professor Bocha Masculino - Descanso, Barra Bonita, São José do Cedro e São Miguel tor Planalto Oeste dos Jesc.
BRAZ WERMUTH da ESCOLA SÃO VI- do Oeste; Faltou pouco para ir a Poço
CENTE brilhantemente conquistaram a fase Bolão 23 Masculino – São João do Oeste, Descanso e Guaraciaba; de Caldas.
OESTE dos JESC (JOGOS ESCOLARES DE Bolão 23 Feminino – Saudades, Iporã do Oeste e Maravilha;
SANTA CATARINA), não foram felizes na dis- Os guris do Vôlei também não
Futebol – Paraíso, São Miguel do Oeste, Maravilha e Saudades;
puta pelo titulo catarinense, mas sem sombras fizeram feio. Não é sempre
de dúvidas cumpriram com o dever, PARA- Futsal Feminino – Iporã do Oeste, Maravilha e Saudades;
Futsal Masculino – São Miguel do Oeste, Pinhalzinho e Paraíso; que a gente conquista um
BÉNS garotas pela excepcional participação,
quarto lugar. Aliás, da nossa
mostrando que a renovação no FUTSAL
feminino nos enche de esperanças quanto a fu- região, quem foi, representou
turas participações em competições regionais bem.
e estaduais... Estamos reforçando cada
VOLEIBOL/ Os meninos do professor vez mais nosso timão. Acho
MÁRCIO PAULI também tiveram uma que é só bota o “galo” na
participação boa na fase OESTE dos JESC, reserva. Aí a coisa anda, e
perderam no detalhe a chance de disputar o pra frente.
titulo da fase, mas demonstraram que nosso
vôlei masculino também esta renascendo das Caíram de novo diante do
cinzas, quem sabe poderemos em breve for- Juventude. Êta freguês velho.
mar uma equipe em nosso Município capaz Enquanto isto, nós, para não
de reviver os velhos e bons tempos do voleibol dar muito serviço, terceiriza-
comandados pelo excepcional professor SÉR-
mos os gols.
GIO LUIS GRIEBELER (NUNA)...

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 01 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
BALANÇO ORÇAMENTÁRIO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

RREO - ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º) R$ 1,00
RECEITAS REALIZADAS
PREVISÃO PREVISÃO SALDO
RECEITAS INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % Até o Bimestre % A REALIZAR
(a) (b) (b/a) (c) (c/a) (a - c)

RECEITAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 7.237.586,87 7.237.586,87 1.255.286,41 17,34 3.386.022,11 46,78 3.851.564,76
RECEITAS
RECEITASCORRENTES
CORRENTES 6.988.623,40 6.988.623,40 1.163.505,73 16,65 3.107.768,56 44,47 3.880.854,84
RECEITA TRIBUTARIA 383.426,40 383.426,40 70.798,35 18,46 153.061,09 39,92 230.365,31
IMPOSTOS 200.726,40 200.726,40 50.409,85 25,11 102.092,15 50,86 98.634,25
TAXAS 121.800,00 121.800,00 19.071,45 15,66 46.616,65 38,27 75.183,35
CONTRIBUICAO DE MELHORIA 60.900,00 60.900,00 1.317,05 2,16 4.352,29 7,15 56.547,71
RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES 59.682,00 59.682,00 10.186,62 17,07 23.429,48 39,26 36.252,52
CONTRIBUICOES ECONÔMICAS 59.682,00 59.682,00 10.186,62 17,07 23.429,48 39,26 36.252,52
RECEITA PATRIMONIAL 68.054,00 68.054,00 5.755,06 8,46 17.837,81 26,21 50.216,19
RECEITAS IMOBILIARIAS 1.218,00 1.218,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.218,00
RECEITAS DE VALORES MOBILIARIOS 65.586,00 65.586,00 5.755,06 8,77 17.837,81 27,20 47.748,19
RECEITA DE CONCESSÕES E PERMISSÕES 1.250,00 1.250,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.250,00
RECEITA AGROPECUARIA 4.872,00 4.872,00 31,70 0,65 734,61 15,08 4.137,39
Outras Rec. Agropecuárias 4.872,00 4.872,00 31,70 0,65 734,61 15,08 4.137,39
RECEITA DE SERVIÇOS 102.312,00 102.312,00 18.871,38 18,44 62.911,27 61,49 39.400,73
TRANSFERÊNCIAS CORRENTES 6.342.231,00 6.342.231,00 1.057.172,45 16,67 2.848.623,89 44,92 3.493.607,11
TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS 6.139.659,00 6.139.659,00 1.038.652,45 16,92 2.813.060,53 45,82 3.326.598,47
Transf. de Conv. 202.572,00 202.572,00 18.520,00 9,14 35.563,36 17,56 167.008,64
OUTRAS RECEITAS CORRENTES 28.046,00 28.046,00 690,17 2,46 1.170,41 4,17 26.875,59
Multas e Juros de Mora 9.744,00 9.744,00 107,92 1,11 181,16 1,86 9.562,84
RECEITA DA DIVIDA ATIVA 17.052,00 17.052,00 265,89 1,56 272,01 1,60 16.779,99
RECEITAS DIVERSAS 1.250,00 1.250,00 316,36 25,31 717,24 57,38 532,76
RECEITAS
RECEITASDEDECAPITAL
CAPITAL 248.963,47 248.963,47 91.780,68 36,87 278.253,55 111,76 -29.290,08
OPERAÇÕES DE CRÉDITO 66.575,07 66.575,07 0,00 0,00 0,00 0,00 66.575,07
OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS 66.575,07 66.575,07 0,00 0,00 0,00 0,00 66.575,07
ALIENAÇÃO DE BENS 68.653,00 68.653,00 0,00 0,00 0,00 0,00 68.653,00
ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS 36.540,00 36.540,00 0,00 0,00 0,00 0,00 36.540,00
ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS 32.113,00 32.113,00 0,00 0,00 0,00 0,00 32.113,00
AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS 0,00 0,00 10.875,68 0,00 10.875,68 0,00 -10.875,68
TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL 92.907,60 92.907,60 80.905,00 87,08 267.377,87 287,79 -174.470,27
TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS 40.290,00 40.290,00 0,00 0,00 0,00 0,00 40.290,00
TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS 52.617,60 52.617,60 80.905,00 153,76 267.377,87 508,15 -214.760,27
OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL 20.827,80 20.827,80 0,00 0,00 0,00 0,00 20.827,80
Outras Receitas 20.827,80 20.827,80 0,00 0,00 0,00 0,00 20.827,80

RECEITAS REALIZADAS
PREVISÃO PREVISÃO SALDO
RECEITAS INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % Até o Bimestre % A REALIZAR
(a) (b) (b/a) (c) (c/a) (a - c)

RECEITAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 7.237.586,87 7.237.586,87 1.255.286,41 17,34 3.386.022,11 46,78 3.851.564,76

RECEITAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (II) — — — — — — —

SUBTOTAL DAS RECEITAS (III) = (I + II) 7.237.586,87 7.237.586,87 1.255.286,41 17,34 3.386.022,11 46,78 3.851.564,76
OPERAÇÕES DE CRÉDITO - REFINANCIAMENTO (IV) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Operações de Crédito Internas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Mobiliária 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contratual 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Operações de Crédito Externas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Mobiliária 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contratual 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (V) = (III + IV) 7.237.586,87 7.237.586,87 1.255.286,41 17,34 3.386.022,11 46,78 3.851.564,76
DÉFICIT (VI) — — — — — — —
TOTAL (VII) = (V + VI) 7.237.586,87 7.237.586,87 1.255.286,41 17,34 3.386.022,11 46,78 3.851.564,76
SALDO DE EXERCÍCIOS ANTERIORES — — — — 26.690,84 — —

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS


DOTAÇÃO CRÉDITOS DOTAÇÃO SALDO
DESPESAS INICIAL ADICIONAIS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre No Bimestre Até o Bimestre % A LIQUIDAR
(d) (e) (f) = (d + e) (g) (h) (i) (j) (j/f) (f - j)

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VIII) 7.237.586,87 95.015,74 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 39,77 4.416.362,94
DESPESAS CORRENTES 6.052.248,80 13.574,84 6.065.823,64 657.865,84 3.487.508,27 915.715,54 2.716.260,65 44,78 3.349.562,99
PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 2.706.768,96 -19.000,00 2.687.768,96 421.995,99 1.266.810,99 421.995,99 1.266.810,99 47,13 1.420.957,97
JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA 79.180,00 0,00 79.180,00 -722,79 75.457,21 9.730,12 29.112,24 36,77 50.067,76
OUTRAS DESPESAS CORRENTES 3.266.299,84 32.574,84 3.298.874,68 236.592,64 2.145.240,07 483.989,43 1.420.337,42 43,06 1.878.537,26
DESPESAS DE CAPITAL 1.170.338,07 81.440,90 1.251.778,97 222.066,91 431.508,73 77.922,58 199.979,02 15,98 1.051.799,95
INVESTIMENTOS 996.568,07 81.440,90 1.078.008,97 224.476,19 267.918,01 52.856,19 94.768,01 8,79 983.240,96
AMORTIZACAO DA DIVIDA 173.770,00 0,00 173.770,00 -2.409,28 163.590,72 25.066,39 105.211,01 60,55 68.558,99

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 02 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS Continuação 3/3

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA


BALANÇO ORÇAMENTÁRIO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS


DOTAÇÃO CRÉDITOS DOTAÇÃO SALDO
DESPESAS INICIAL ADICIONAIS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre No Bimestre Até o Bimestre % A LIQUIDAR
(d) (e) (f) = (d + e) (g) (h) (i) (j) (j/f) (f - j)

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VIII) 7.237.586,87 95.015,74 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 39,77 4.416.362,94
RESERVA DE CONTINGÊNCIA 15.000,00 0,00 15.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.000,00
DESPESAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (IX) — — — — — — — — —

SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX) 7.237.586,87 95.015,74 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 39,77 4.416.362,94
AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA-REFINANCIAMENTO (XI) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Amortização da Dívida Interna 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívida Mobiliária 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras Dívidas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Amortização da Dívida Externa 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívida Mobiliária 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras Dívidas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI) 7.237.586,87 95.015,74 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 39,77 4.416.362,94
SUPERÁVIT (XIII) — — — — — — 469.782,44 — —

TOTAL (XIV) = (XII + XIII) 7.237.586,87 95.015,74 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 3.386.022,11 39,77 4.416.362,94

TUNAPOLIS, 23/07/2007

ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF


PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

Município de TUNAPOLIS
Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL
RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL
DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL
DEMONSTRATIVO DA DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JULHO/2006 A JUNHO/2007
JANEIRO A JUNHO 2007
RGF – ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00

RGF – ANEXO II (LRF, art. 55, inciso I, alínea "b") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS
(Últimos 12 Meses)
SALDO DO SALDO DO EXERCÍCIO DE 2007
EXERCÍCIO DESPESAS COM PESSOAL LIQUIDADAS INSCRITAS EM
ESPECIFICAÇÃO Até o 1º Semestre Até o 2º Semestre
ANTERIOR RESTOS A
PAGAR NÃO
DÍVIDA CONSOLIDADA - DC (I) 879.612,59 774.401,58 0,00 PROCESSADOS
Dívida Mobiliária 0,00 0,00 0,00
DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) 2.547.751,12 0,00
Dívida Contratual 0,00 0,00 0,00
Dívida Contratual de PPP 0,00 0,00 0,00 Pessoal Ativo 2.506.645,40 0,00

Demais Dívidas Contratuais 0,00 0,00 0,00 Pessoal Inativo e Pensionista 24.953,06 0,00
Precatórios posteriores a 5.5.2000 (Inclusive) 0,00 0,00 0,00 Outras despesas de pessoal decorrentes de contratos de terceirização (art. 18, § 1º da LRF) 16.152,66 0,00
Operações de Crédito inferiores a 12 meses 139.913,57 66.126,42 0,00 DESPESAS NÃO COMPUTADAS (art. 19, § 1º da LRF) (II) 0,00 0,00
Parcelamentos de Dívidas 606.017,70 578.491,33 0,00 Indenizações por Demissão e Incentivos à Demissão Voluntária 0,00 0,00
De Tributos 0,00 0,00 0,00 Decorrentes de Decisão Judicial 0,00 0,00
De Contribuições Sociais 606.017,70 578.491,33 0,00 Despesas de Exercícios Anteriores 0,00 0,00
Previdenciárias 606.017,70 578.491,33 0,00 Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados 0,00 0,00
Demais Contribuições Sociais 0,00 0,00 0,00
Do FGTS 0,00 0,00 0,00
Outras Dívidas 133.681,32 129.783,83 0,00
TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURAÇÃO DO LIMITE - TDP (III) = (I - II) 2.547.751,12 0,00
DEDUÇÕES (II) 495.365,96 705.402,87
Ativo Disponível 509.131,99 815.558,84 0,00 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (IV) 6.085.096,92
Haveres Financeiros 26.706,74 26.607,20 0,00
(-) Restos a Pagar Processados 40.472,77 136.763,17 0,00 % do TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE
APURAÇÃO DO LIMITE - TDP sobre a RCL (V) = (III/IV) * 100 41,87
OBRIGAÇÕES NÃO INTEGRANTES DA DC 0,00 0,00 0,00
Precatórios anteriores a 5.5.2000 0,00 0,00 0,00 LIMITE MÁXIMO (incisos I, II e III do art.20 da LRF) - 60% 3.651.058,15
Insuficiência Financeira 0,00 0,00 0,00
Outras Obrigações 0,00 0,00 0,00 LIMITE PRUDENCIAL (parágrafo único do art.22 da LRF) - 57% 3.468.505,24

DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (DCL) (III) = (I - II) 384.246,63 68.998,71 0,00


Nota: Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não liquidadas inscritas e
RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL 5.948.229,94 6.085.096,92 0,00 restos a pagar não processados são também consideradas executadas. Dessa forma, para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em
a) Despesas liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64;
% da DC sobre a RCL [(I) / RCL] 14,79% 12,73% b) Despesas empenhadas mas não liquidadas, inscritas em Restos a Pagar não processados, consideradas liquidadas no encerramento do exercício, por
força inciso II do art.35 da Lei 4.320/64.
% da DCL sobre a RCL [(III) / RCL] 6,46% 1,13% 0,00%
TUNAPOLIS, 23/07/2007
LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO
FEDERAL - 120% 7.137.875,93 7.302.116,30 0,00
TUNAPOLIS, 23/07/2007
ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO
REGIME PREVIDENCIÁRIO
SALDO DO SALDO DO EXERCÍCIO DE 2007 ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
ESPECIFICAÇÃO EXERCÍCIO Até o 1º Semestre Até o 2º Semestre PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO
ANTERIOR
DÍVIDA CONSOLIDADA PREVIDENCIÁRIA (IV) 0,00 0,00 0,00 ESTADO DE SANTA CATARINA
Passivo Atuarial 0,00 0,00 0,00
Demais Dívidas 0,00 0,00 0,00
MUNICÍPIO DE TUNÁPOLIS
DEDUÇÕES (V) 0,00 0,00 0,00
Ativo Disponível 0,00 0,00 0,00 PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 16/07 - Edital de Leilão nº 01/07
Investimentos 0,00 0,00 0,00
Haveres Financeiros 0,00 0,00 0,00
(-) Restos a Pagar Processados 0,00 0,00 0,00
O Município de Tunápolis,através do fundo municipal de saúde e bem estar social., torna público, para o
OBRIGAÇÕES NÃO INTEGRANTES DA DC 0,00 0,00 0,00 conhecimento dos interessados, que na forma da Lei 8.666, de 21/06/93 e, se acha aberto o Processo de
DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (VI) = (IV - V) 0,00 0,00 0,00
Licitação, na modalidade de Leilão para alienação de bens móveis patrimoniais do município. Entrega
das propostas até às 9 horas do dia 15/08/2007. Informações e íntegra do Edital, no Setor de Compras do
TUNAPOLIS, 23/07/2007 Município de Tunápolis, ou pelo telefone (0xx493) 632-11-22,Site: www.tunapolis.sc.gov.br.
Tunápolis, SC, 25 de julho de 2007.
ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO
Carlos Adolfo Baumgratz - GESTOR DO FUNDO

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 03 Encarte - Publicações Legais

Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

RREO – Anexo II ( LRF, Art. 52, inciso II, alínea “ c” ) R$ 1,00

DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS SALDO A


FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre No Bimestre Até o Bimestre % % LIQUIDAR
(a) (b) (c) (d) (e) (e/Total e) (e/a) (a - e)

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 7.237.586,87 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 100,00 39,77 4.416.362,94
Legislativa 244.916,40 244.916,40 13.359,58 94.627,76 16.544,39 82.871,18 2,84 33,84 162.045,22
Ação Legislativa 244.916,40 244.916,40 13.359,58 94.627,76 16.544,39 82.871,18 2,84 33,84 162.045,22
Administração 1.102.546,85 1.046.546,85 74.465,75 721.106,94 143.296,84 512.113,18 17,56 48,93 534.433,67
Administração Geral 1.097.546,85 1.041.546,85 74.465,75 716.106,94 142.296,84 509.613,18 17,48 48,93 531.933,67
Transferências 5.000,00 5.000,00 0,00 5.000,00 1.000,00 2.500,00 0,09 50,00 2.500,00
Assistência Social 153.941,70 157.995,38 16.561,44 64.065,18 18.137,71 52.127,68 1,79 32,99 105.867,70
Administração Geral 3.147,50 4.147,50 1.000,00 1.000,00 1.000,00 1.000,00 0,03 24,11 3.147,50
Assistência ao Idoso 59.778,50 59.778,50 8.896,02 30.742,70 7.056,48 25.332,39 0,87 42,38 34.446,11
Assistência à Criança e ao Adolescente 46.663,70 46.663,70 3.658,94 13.065,13 4.000,17 11.918,43 0,41 25,54 34.745,27
Assistência Comunitária 44.352,00 47.405,68 3.006,48 19.257,35 6.081,06 13.876,86 0,48 29,27 33.528,82
Saúde 1.454.763,45 1.518.763,45 238.467,46 857.049,33 252.078,34 724.715,60 24,85 47,72 794.047,85
Atenção Básica 1.214.141,85 1.214.141,85 140.336,56 670.491,78 184.862,14 582.901,49 19,99 48,01 631.240,36
Assistência Hospitalar e Ambulatorial 197.114,00 197.114,00 31.241,09 99.136,74 32.075,65 94.193,06 3,23 47,79 102.920,94
Recursos Hídricos 17.540,60 81.540,60 65.090,69 72.191,75 31.274,43 35.301,99 1,21 43,29 46.238,61
Abastecimento 25.967,00 25.967,00 1.799,12 15.229,06 3.866,12 12.319,06 0,42 47,44 13.647,94
Educação 1.664.027,47 1.675.352,37 350.040,70 849.236,93 242.710,03 608.106,92 20,85 36,30 1.067.245,45
Ensino Fundamental 1.320.305,97 1.304.778,47 286.846,50 698.924,93 194.389,00 483.036,62 16,56 37,02 821.741,85
Ensino Profissional 15.655,70 24.183,20 4.030,50 10.109,50 2.844,00 8.923,00 0,31 36,90 15.260,20
Ensino Superior 27.786,70 27.786,70 4.740,00 9.300,00 4.740,00 9.300,00 0,32 33,47 18.486,70
Educação Infantil 287.082,60 305.407,50 52.023,70 122.202,50 38.437,03 103.147,30 3,54 33,77 202.260,20
Educação Especial 13.196,50 13.196,50 2.400,00 8.700,00 2.300,00 3.700,00 0,13 28,04 9.496,50
Cultura 328.726,07 343.647,18 41.876,79 108.656,85 47.102,39 105.445,39 3,62 30,68 238.201,79
Difusão Cultural 174.289,57 174.289,57 9.455,87 31.823,48 9.613,67 31.807,50 1,09 18,25 142.482,07
Lazer 150.186,50 165.107,61 30.420,92 74.833,37 35.488,72 71.637,89 2,46 43,39 93.469,72
Transferências 4.250,00 4.250,00 2.000,00 2.000,00 2.000,00 2.000,00 0,07 47,06 2.250,00
Urbanismo 194.937,30 232.937,30 15.961,11 130.845,45 30.962,42 84.989,78 2,91 36,49 147.947,52
Infra-Estrutura Urbana 194.937,30 232.937,30 15.961,11 130.845,45 30.962,42 84.989,78 2,91 36,49 147.947,52
Habitação 49.532,30 49.532,30 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 49.532,30
Habitação Rural 3.557,10 13.557,10 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 13.557,10
Habitação Urbana e Rural 45.975,20 35.975,20 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 35.975,20

Município de TUNAPOLIS Continuação 2/2


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS SALDO A


FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre No Bimestre Até o Bimestre % % LIQUIDAR
(a) (b) (c) (d) (e) (e/Total e) (e/a) (a - e)

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 7.237.586,87 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 100,00 39,77 4.416.362,94
Saneamento 16.098,00 16.098,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 16.098,00
Saneamento Básico Urbano 16.098,00 16.098,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 16.098,00
Agricultura 731.945,60 739.661,65 39.450,50 420.431,81 98.997,80 292.343,18 10,02 39,52 447.318,47
Promoção da Produção Vegetal 623.372,40 631.088,45 42.003,50 324.827,63 90.287,76 228.626,16 7,84 36,23 402.462,29
Promoção da Produção Animal 85.573,20 85.573,20 -2.553,00 76.229,10 3.866,86 52.414,89 1,80 61,25 33.158,31
Transferências 23.000,00 23.000,00 0,00 19.375,08 4.843,18 11.302,13 0,39 49,14 11.697,87
Indústria 175.244,40 212.244,40 6.358,23 11.026,07 6.358,23 11.026,07 0,38 5,19 201.218,33
Produção Industrial 175.244,40 212.244,40 6.358,23 11.026,07 6.358,23 11.026,07 0,38 5,19 201.218,33
Comunicações 26.803,10 26.803,10 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 26.803,10
Telecomunicações 26.803,10 26.803,10 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 26.803,10
Energia 71.172,03 71.172,03 11.373,86 24.947,98 11.373,86 24.947,98 0,86 35,05 46.224,05
Infra-Estrutura Urbana 71.172,03 71.172,03 11.373,86 24.947,98 11.373,86 24.947,98 0,86 35,05 46.224,05
Transporte 863.452,90 837.452,90 71.054,93 562.163,30 112.458,36 388.001,22 13,30 46,33 449.451,68
Serviços Urbanos 22.311,30 22.311,30 0,00 1.080,00 0,00 1.080,00 0,04 4,84 21.231,30
Transporte Rodoviário 841.141,60 815.141,60 71.054,93 561.083,30 112.458,36 386.921,22 13,27 47,47 428.220,38
Desporto e Lazer 36.824,30 36.824,30 0,00 750,00 0,00 750,00 0,03 2,04 36.074,30
Desporto Comunitário 36.824,30 36.824,30 0,00 750,00 0,00 750,00 0,03 2,04 36.074,30
Encargos Especiais 107.655,00 107.655,00 962,40 74.109,40 13.617,75 28.801,49 0,99 26,75 78.853,51
Administração Geral 107.655,00 107.655,00 962,40 74.109,40 13.617,75 28.801,49 0,99 26,75 78.853,51
1
Reserva de Contingência 15.000,00 15.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.000,00
Reserva de Contingência 15.000,00 15.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.000,00
TOTAL (III) = (I + II) 7.237.586,87 7.332.602,61 879.932,75 3.919.017,00 993.638,12 2.916.239,67 100,00 39,77 4.416.362,94

TUNAPOLIS, 23/07/2007

ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF


PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 04 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS Município de TUNAPOLIS - Poder Executivo
RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL
DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS DE VALORES DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO DE 2007 JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
RGF – Anexo III (LRF, art. 55, inciso I, alínea "c" e art. 40, § 1º) R$ 1,00

SALDO DO EXERCÍCIO DE 2007 RGF – ANEXO IV (LRF, art. 55, inciso I, alínea "d" e inciso III alínea "c") R$ 1,00
SALDO DO
GARANTIAS CONCEDIDAS EXERCÍCIO Até o 1º Semestre Até o 2º Semestre OPERAÇÕES REALIZADAS ATÉ O SEMESTRE DE REFERÊNCIA
ANTERIOR ESPECIFICAÇÃO
Credor Valor
EXTERNAS (I) OPERAÇÕES DE CRÉDITO (I) 0,00
Aval ou Fiança em operações de crédito 0,00 0,00 0,00 Externas 0,00
Outras Garantias nos Termos da LRF 0,00 0,00 0,00
Internas 0,00
INTERNAS (II)
Aval ou Fiança em operações de crédito 0,00 0,00 0,00 POR ANTECIPAÇÃO DE RECEITA (II) 0,00
Outras Garantias nos Termos da LRF 0,00 0,00 0,00

TOTAL GARANTIAS CONCEDIDAS (III) = (I + II) 0,00 0,00 0,00


TOTAL DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO (III) = (I + II) 0,00
RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL IV 5.948.229,94 6.085.096,92 0,00 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL 6.085.096,92

% do TOTAL DAS GARANTIAS sobre a RCL 0,00 0,00 % DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS E EXTERNAS SOBRE A RCL (I/RCL) 0,00
% DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO POR ANTECIPAÇÃO DA RECEITA SOBRE A RCL (II/RCL) 0,00
LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL - 22% 1.308.610,59 1.338.721,32 0,00
LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL PARA AS OPERAÇÕES DE CRÉDITO EXTERNAS E
INTERNAS - 16% 973.615,51

LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL PARA AS OPERAÇÕES DE CRÉDITO POR ANTECIPAÇÃO DA
SALDO DO SALDO DO EXERCÍCIO DE 2007 425.956,78
RECEITA - 7%
CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS EXERCÍCIO Até o 1º Semestre Até o 2º Semestre
ANTERIOR TUNAPOLIS, 23/07/2007

EXTERNAS (V)
Aval ou Fiança em operações de crédito 0,00 0,00 0,00 ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
Outras Garantias nos Termos da LRF 0,00 0,00 0,00 PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

INTERNAS (VI)
Aval ou Fiança em operações de crédito 0,00 0,00 0,00
Outras Garantias nos Termos da LRF 0,00 0,00 0,00

TOTAL CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS VII = (V + VI) 0,00 0,00 0,00

Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LÍQUIDA
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JULHO/2006 A JUNHO/2007
RREO – ANEXO III (LRF, Art. 53, inciso I) R$ 1,00

EVOLUÇÃO DA RECEITA REALIZADA NOS ÚLTIMOS 12 MESES PREVISÃO


ATUALIZADA
ESPECIFICAÇÃO TOTAL 2007
Jul/2006 Ago/2006 Set/2006 Out/2006 Nov/2006 Dez/2006 Jan/2007 Fev/2007 Mar/2007 Abr/2007 Mai/2007 Jun/2007 (ÚLT. 12 MES.)

RECEITAS CORRENTES (I) 542.457,79 567.045,81 514.612,62 535.958,24 557.360,87 631.965,89 552.471,55 558.705,20 550.074,66 565.350,89 660.384,07 666.507,28 6.902.894,87 7.847.240,32
RECEITA TRIBUTARIA 36.178,14 18.273,08 13.235,79 14.431,35 17.318,63 17.654,19 13.605,67 16.725,60 34.309,24 17.622,23 16.743,43 54.054,92 270.152,27 383.426,40
I.P.T.U. 4.146,75 1.831,43 1.286,70 486,94 476,61 669,92 34,40 32,76 11,31 0,00 1.780,64 23.568,81 34.326,27 0,00
I.S.S. 4.599,62 4.395,80 4.711,36 6.304,51 7.863,97 8.607,34 5.585,80 6.720,09 6.112,42 6.434,64 7.503,78 6.597,51 75.436,84 74.054,40
I.T.B.I. 3.951,74 2.825,92 1.122,00 1.320,00 2.633,86 2.062,60 3.602,00 3.590,00 4.660,00 3.615,40 270,00 4.220,00 33.873,52 0,00
Outras Receitas Tributárias 23.480,03 9.219,93 6.115,73 6.319,90 6.344,19 6.314,33 4.383,47 6.382,75 23.525,51 7.572,19 7.189,01 19.668,60 126.515,64 309.372,00
RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES 4.486,66 4.701,68 4.420,26 4.014,27 4.203,12 8.374,45 0,00 4.266,01 3.934,55 5.042,30 5.144,77 5.041,85 53.629,92 59.682,00
RECEITA PATRIMONIAL 2.005,79 2.933,71 3.342,84 3.250,78 2.712,12 2.447,81 2.347,30 2.867,37 3.643,90 3.224,18 3.244,58 2.510,48 34.530,86 68.054,00
RECEITA AGROPECUARIA 0,00 0,00 0,00 0,00 15,15 0,00 0,00 0,00 491,95 210,96 15,54 16,16 749,76 4.872,00
RECEITA INDUSTRIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
RECEITA DE SERVIÇOS 8.818,21 16.453,31 11.408,10 11.492,37 12.114,60 13.625,24 9.970,53 10.918,61 13.857,23 9.293,52 9.567,33 9.304,05 136.823,10 102.312,00
TRANSFERÊNCIAS CORRENTES 488.993,32 524.155,54 481.567,66 501.990,40 520.771,96 589.731,50 526.421,22 523.830,37 493.727,79 529.811,53 625.204,68 595.353,39 6.401.559,36 7.200.847,92
Cota-Parte do F.P.M. 218.071,40 221.025,38 204.982,03 185.754,87 228.781,46 278.217,62 248.470,69 267.035,00 221.512,22 275.112,80 283.948,22 290.147,73 2.923.059,42 3.069.360,00
Cota-Parte do I.C.M.S. 164.081,03 206.176,28 174.778,19 202.222,47 167.031,67 183.275,91 178.014,96 168.613,47 163.075,45 141.688,48 203.430,55 173.773,27 2.126.161,73 2.481.553,20
Cota-Parte do I.P.V.A. 8.032,79 9.879,58 10.034,28 11.254,99 10.979,31 6.403,26 4.861,47 6.688,90 12.935,84 9.117,72 12.735,00 11.673,48 114.596,62 109.620,00
Transferências do FUNDEF/FUNDEB 31.729,73 34.972,90 32.043,97 33.402,64 32.869,14 37.398,13 36.817,29 36.261,82 36.712,60 47.295,67 42.317,92 43.176,38 444.998,19 487.200,00
Outras Transferências Correntes 67.078,37 52.101,40 59.729,19 69.355,43 81.110,38 84.436,58 58.256,81 45.231,18 59.491,68 56.596,86 82.772,99 76.582,53 792.743,40 1.053.114,72
OUTRAS RECEITAS CORRENTES 1.975,67 528,49 637,97 779,07 225,29 132,70 126,83 97,24 110,00 146,17 463,74 226,43 5.449,60 28.046,00

DEDUÇÕES (II) 58.413,43 65.122,34 58.109,75 59.470,86 60.542,36 70.414,12 65.086,43 66.091,55 65.098,17 86.063,32 82.778,71 80.606,91 817.797,95 858.616,92
Dedução da Receita Para Formação do FUNDEF/FUNDEB 58.413,43 65.122,34 58.109,75 59.470,86 60.542,36 70.414,12 65.086,43 66.091,55 65.098,17 86.063,32 82.778,71 80.606,91 817.797,95 858.616,92

RECEITA CORRENTE LÍQUIDA (III) = (I – II) 484.044,36 501.923,47 456.502,87 476.487,38 496.818,51 561.551,77 487.385,12 492.613,65 484.976,49 479.287,57 577.605,36 585.900,37 6.085.096,92 6.988.623,40

FONTE:

TUNAPOLIS, 23/07/2007

ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF


PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR POR PODER E ÓRGÃO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO

RREO - Anexo IX (LRF, art. 53, inciso V) R$ 1,00


RP PROCESSADOS RP NÃO PROCESSADOS

PODER/ÓRGÃO Inscritos
Inscritos em 31 de
Exercícios Em 31 de Dezembro Cancelados Pagos A Pagar Dezembro de 2006 Cancelados Pagos A Pagar
Anteriores de 2006
RESTOS A PAGAR (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (I) - 40.472,77 - 40.472,07 0,70 406.600,65 1.970,00 237.715,61 166.915,04
EXECUTIVO
ADMINISTRAÇÃO DIRETA 0,00 40.472,77 0,00 40.472,07 0,70 406.600,65 1.970,00 237.715,61 166.915,04
PODER EXECUTIVO MUNICIPAL 0,00 78,51 0,00 78,51 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
SECRETARIA MUN. DE TRANSPORTE, OBRAS E URBANISMO 0,00 5.548,54 0,00 5.548,54 0,00 357.845,25 1.970,00 188.960,21 166.915,04
SECRETARIA MUN. EDUCACAO, CULTURA E ESPORTE 0,00 9.749,32 0,00 9.749,32 0,00 45.847,70 0,00 45.847,70 0,00
SECRETARIA MUNIC. ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO 0,00 6.314,80 0,00 6.314,10 0,70 2.447,00 0,00 2.447,00 0,00
SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA 0,00 18.308,15 0,00 18.308,15 0,00 73,50 0,00 73,50 0,00
SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL 0,00 282,22 0,00 282,22 0,00 372,60 0,00 372,60 0,00
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL 0,00 191,23 0,00 191,23 0,00 14,60 0,00 14,60 0,00
RESTOS A PAGAR (INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (II) - - - - - - - - -

TOTAL (III) = (I + II): 0,00 40.472,77 0,00 40.472,07 0,70 406.600,65 1.970,00 237.715,61 166.915,04

TUNAPOLIS, 23/07/2007

ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF


PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 05 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS Município de TUNAPOLIS
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS DO REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
RREO - Anexo V (LRF, Art. 53, inciso II) R$ 1,00
PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS
RECEITAS PREVIDENCIÁRIAS INICIAL ATUALIZADA No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006 RREO – Anexo VI (LRF, art 53, inciso III) R$ 1,00
RECEITAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 0,00 0,00 0,00 0,00 283,03
RECEITAS CORRENTES 0,00 0,00 0,00 0,00 283,03
SALDO
Receitas de Contribuições 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ESPECIFICAÇÃO Em 31 Dez 2006 Em 31 Dez 2006 Em 30 Jun 2007
Pessoal Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 (A) (B) (C)
Contribuição do Servidor Ativo Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição do Servidor Inativo Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DÍVIDA CONSOLIDADA (I) 879.612,59 879.612,59 774.401,58
Contribuição de Pensionista Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DEDUÇÕES (II) 495.365,96 495.365,96 705.402,87
Pessoal Militar 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Ativo Disponível 509.131,99 509.131,99 815.558,84
Contribuição do Militar Ativo 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição do Militar Inativo 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Haveres Financeiros 26.706,74 26.706,74 26.607,20
Contribuição de Pensionista Militar 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 (-) Restos a Pagar Processados 40.472,77 40.472,77 136.763,17
Outras Contribuições Previdenciárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (III) = (I - II) 384.246,63 384.246,63 68.998,71
Compensação Previdenciária entre RGPS e RPPS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Receita Patrimonial 0,00 0,00 0,00 0,00 283,03 RECEITAS DE PRIVATIZAÇÕES (IV) 0,00 0,00 0,00
Receitas Imobiliárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PASSIVOS RECONHECIDOS (V) 0,00 0,00 0,00
Receitas de Valores Mobiliários 0,00 0,00 0,00 0,00 283,03
Outras Receitas Patrimoniais 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA (VI) = (III + IV – V) 384.246,63 384.246,63 68.998,71
Outras Receitas Correntes 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
RECEITA DE CAPITAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Alienação de Bens 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PERÍODO DE REFERÊNCIA
Outras Receitas de Capital 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
RECEITAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (II) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ESPECIFICAÇÃO No Semestre Jan a Jun 2007
RECEITAS CORRENTES 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 (C - B) (C - A)
Receitas de Contribuições 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Pessoal Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RESULTADO NOMINAL -315.247,92 -315.247,92
Contribuição Patronal de Servidor Ativo Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição Patronal de Servidor Inativo Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição Patronal de Pensionista Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Pessoal Militar 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL VALOR CORRENTE
Contribuição Patronal de Militar Ativo 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição Patronal de Militar Inativo 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Contribuição Patronal de Pensionista Militar 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO P/ O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA 89.100,00
Outras Contribuições Previdenciárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Receita Patrimonial 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Receitas Imobiliárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 REGIME PREVIDENCIÁRIO
Receitas de Valores Mobiliários 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SALDO
www.PaperlessPrinter.com ESPECIFICAÇÃO Em 31 Dez 2006 Em 31 Dez 2006 Em 30 Jun 2007
(A) (B) (C)

Município de TUNAPOLIS Continuação 2/3


DÍVIDA CONSOLIDADA PREVIDENCIÁRIA (VI) 0,00 0,00 0,00
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEDUÇÕES (VIII) 0,00 0,00 0,00
DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS DO REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS Ativo Disponível 0,00 0,00 0,00
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Investimentos 0,00 0,00 0,00
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO Haveres Financeiros 0,00 0,00 0,00
(-) Restos a Pagar Processados 0,00 0,00 0,00
DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (IX) = (VII - VIII) 0,00 0,00 0,00
PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS PASSIVOS RECONHECIDOS (X) 0,00 0,00 0,00
RECEITAS PREVIDENCIÁRIAS INICIAL ATUALIZADA No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006
DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (XI) = (IX – X) 0,00 0,00 0,00
Outras Receitas Patrimoniais 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras Receitas Correntes 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
RECEITA DE CAPITAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Alienação de Bens 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras Receitas de Capital 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
REPASSES PREVIDENCIÁRIOS PARA COBERTURA DE DÉFICIT - RPPS (III) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
OUTROS APORTES AO RPPS (IV) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
TUNAPOLIS, 23/07/2007
TOTAL DAS RECEITAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (V) = (I + II + III + IV) 0,00 0,00 0,00 0,00 283,03

DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
RESULTADO PREVIDENCIÁRIODESPESAS
– RPPS (X)PREVIDENCIÁRIAS
= (V– IX) INICIAL 0,00 ATUALIZADA0,00 0,00 0,00 283,03
No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO
DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VI) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
ADMINISTRAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Despesas Correntes 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Despesas de Capital 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
PREVIDÊNCIA SOCIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Pessoal Civil 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Município de TUNAPOLIS
Aposentadorias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Pensões 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
Outros Benefícios Previdenciários 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Pessoal Militar 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
Reformas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
Pensões 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outros Benefícios Previdenciários 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras Despesas Previdenciárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 LRF, Art. 48 - Anexo XVIII R$ 1,00
Compensação Previdenciária de Aposentadorias entre o RPPS e o RGPS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Compensação Previdenciária de Pensões entre o RPPS e o RGPS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 No Semestre Até o Semestre
Demais Despesas Previdenciárias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - RECEITAS
DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VII) - - - - -
ADMINISTRAÇÃO (XIV) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Previsão Inicial da Receita — 7.237.586,87
Despesas Correntes 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Previsão Atualizada da Receita — 7.237.586,87
Despesas de Capital 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Receitas Realizadas 3.386.022,11 3.386.022,11
RESERVA DO RPPS (VIII) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Deficit Orçamentário 0,00 0,00
TOTAL DAS DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS - RPPS (IX) = (VI + VII +VIII) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Saldos de Exercícios Anteriores 0,00 26.690,84
www.PaperlessPrinter.com No Semestre Até o Semestre
BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - DESPESAS

Dotação Inicial — 7.237.586,87


Município de TUNAPOLIS
Créditos Adicionais — 95.015,74
RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL Dotação Atualizada — 7.332.602,61
DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DOS LIMITES Despesas Empenhadas 3.919.017,00 3.919.017,00
Despesas Liquidadas 2.916.239,67 2.916.239,67
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Superavit Orçamentário 469.782,44 469.782,44
Até o 1º Semestre de 2007 DESPESAS POR FUNÇÃO / SUBFUNÇÃO
No Semestre Até o Semestre

Despesas Empenhadas 3.919.017,00 3.919.017,00


L.R.F., Artigo 48 - Anexo VII R$ 1,00 Despesas Liquidadas 2.916.239,67 2.916.239,67
DESPESAS COM PESSOAL VALOR % SOBRE A RCL Até o Semestre
RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL
Total da Despesa Líquida com Pessoal para fins de apuração do Límite - TPD 2.547.751,12 41,87
Receita Corrente Líquida 6.085.096,92
Limite Máximo (Incisos I, II, III, Art. 20 da LRF) 3.651.058,15 60,00
No Semestre Até o Semestre
RECEITAS / DESPESAS DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA
Limite Prudencial (§ Único, Art. 22 da LRF) 3.468.505,24 57,00
Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos
Receitas Previdenciárias (IV) 0,00 0,00
DÍVIDA CONSOLIDADA VALOR % SOBRE A RCL
Despesas Previdenciárias (V) 0,00 0,00
Resultado Previdenciário (VI) = (IV - V) 0,00 0,00
Dívida Consolidada Líquida 68.998,71 1,13

Limite Definido por Resolução do Senado Federal 7.302.116,30 120,00 Meta Fixada no Resultado Apurado % em Relação à Meta
RESULTADOS NOMINAL E PRIMÁRIO Anexo de Metas até o Semestre (b) (b/a)
Fiscais da LDO (a)
GARANTIA DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Resultado Nominal 89.100,00 -315.247,92 -353,81
Resultado Primário 66.751,93 -575.392,20 -861,99
Total das Garantias 0,00 0,00

MOVIMENTAÇÃO DOS RESTOS A PAGAR Inscrição Cancelamento até o Pagamento até o Saldo
Limite Definido por Resolução do Senado Federal 1.338.721,32 22,00
Semestre Semestre a Pagar
POR PODER E MINISTÉRIO PÚBLICO
OPERAÇÕES DE CRÉDITO VALOR % SOBRE A RCL RESTOS A PAGAR PROCESSADOS 40.472,77 0,00 40.472,07 0,70
EXECUTIVO 40.472,77 0,00 40.472,07 0,70
Operações de Crédito Internas e Externas 0,00 0,00
RESTOS A PAGAR NÃO-PROCESSADOS 406.600,65 1.970,00 237.715,61 166.915,04
Operações de Crédito por Antecipação da Receita 0,00 0,00 EXECUTIVO 406.600,65 1.970,00 237.715,61 166.915,04
Limite Definido pelo Senado Federal para Operações de Crédito Internas e Externas 973.615,51 16,00 TOTAL: 447.073,42 1.970,00 278.187,68 166.915,74

Limite Definido pelo Senado Federal para Operações de Crédito por Antecipação da Receita 425.956,78 7,00
Valor apurado até o Limites Constitucionais Anuais
DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE Semestre
% Mínimo a Aplicar no % Aplicado até o
RESTOS A PAGAR INSCRIÇÃO EM SUFICIÊNCIA/ Exerício Semestre
RESTOS A PAGAR NÃO INSUFICIÊNCIA ANTES
Mínimo Anual de 25% dos Impostos na Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - 507.071,62 25% 17,97
PROCESSADOS DA INSCRIÇÃO EM MDE
RESTOS A PAGAR NÃO
PROCESSADO. Mínimo Anual de 60% das Despesas com MDE no Ensino Fundamental 451.217,58 60% 63,95
Mínimo Anual de 60% do FUNDEF/FUNDEB na Remuneração dos Professores do Ensino 173.268,13 60% 71,43
Valor Apurado nos Demonstrativos Respectivos 166.915,04 -346.056,03 Fundamental

Valor apurado até o


RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO E DESPESAS DE CAPITAL Saldo a Realizar
Semestre
Receitas de Operações de Crédito 0,00 66.575,07
Despesa de Capital Líquida 199.979,02 1.051.799,95
TUNAPOLIS, 23/07/2007

ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF


Continua 1/2
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO www.PaperlessPrinter.com

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 06 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS Continuação 2/2
Município de TUNAPOLIS
DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE IMPOSTOS LÍQUIDA E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES
E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE
LRF, Art. 48 - Anexo XVIII R$ 1,00
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
PROJEÇÃO ATUARIAL DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA 2007 2015 2025 2040
Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos
Receitas Previdenciárias (IV) 0,00 0,00 0,00 0,00 RREO – ANEXO XVI (ADCT, art. 77) R$ 1,00
Despesas Previdenciárias (V) 0,00 0,00 0,00 0,00 RECEITAS REALIZADAS
PREVISÃO PREVISÃO
Resultado Previdenciário VI = (IV - V) 0,00 0,00 0,00 0,00 RECEITAS INICIAL ATUALIZADA
(a) Até o Semestre %
Valor apurado até o
(b) (b/a)
RECEITA DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS E APLICAÇÃO DOS RECURSOS Saldo a Realizar
Semestre RECEITAS DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS (I) 6.055.165,20 6.055.165,20 2.822.395,22 46,61
Receita de Capital Resultante da Alienação de Ativos 0,00 68.653,00 Impostos 200.726,40 200.726,40 102.090,65 50,86
Aplicação dos Recursos da Alienação de Ativos 0,00 0,00 Imposto s/ Propriedade Predial e Territ. Urbana 0,00 0,00 25.427,92
Imposto s/Transm Inter Vivos de Bens Imoveis e Dir 0,00 0,00 19.957,40
Valor apurado até o Limite Constitucional Anual Imposto s/ Servicos de Qualquer Natureza 74.054,40 74.054,40 38.952,74 52,60
DESPESAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE Semestre Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza - IRRF 126.672,00 126.672,00 17.752,59 14,01
% Mínimo a Aplicar no % Aplicado até o
Exercício Semestre Multas, Juros de Mora e Dívida Ativa dos Impostos 19.488,00 19.488,00 447,05 2,29
Despesas Próprias com Ações e Serviços Públicos de Saúde 603.780,47 15,00 21,39 Multas, Juros de Mora e Outros Encargos dos Impostos 9.744,00 9.744,00 181,16 1,86
Dívida Ativa dos Impostos 9.744,00 9.744,00 265,89 2,73
Receitas de Transferências Constitucionais e Legais 5.834.950,80 5.834.950,80 2.719.857,52 46,61
Da União 3.150.966,00 3.150.966,00 1.597.079,84 50,69
Município de TUNAPOLIS Cota-Parte do Fundo de Participacao dos Municipios 3.069.360,00 3.069.360,00 1.586.226,66 51,68
Cota-Parte do Imp. s/ a Propr. Territorial Rural 1.218,00 1.218,00 318,84 26,18
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA Transferência Financeira - LC nº 87/96 80.388,00 80.388,00 10.534,34 13,10
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO Do Estado 2.683.984,80 2.683.984,80 1.122.777,68 41,83
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Cota-Parte do ICMS 2.481.553,20 2.481.553,20 1.028.596,18 41,45
Cota-Parte do IPI sobre Exportação 92.811,60 92.811,60 36.169,09 38,97
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
Cota-Parte do IPVA 109.620,00 109.620,00 58.012,41 52,92

RREO - ANEXO VII (LRF, art 53, inciso III) R$ 1,00 OUTRAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS 2.041.038,59 2.041.038,59 1.009.351,98 49,45
(-) DEDUÇÃO PARA O FUNDEB -858.616,92 -858.616,92 -445.725,09 51,91
PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS
RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA TOTAL 7.237.586,87 7.237.586,87 3.386.022,11 46,78
No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006
RECEITAS PRIMÁRIAS CORRENTES (I) 6.927.909,40 3.089.930,75 3.089.930,75 2.959.971,99
Receita Tributária 383.426,40 153.061,09 153.061,09 140.427,40 DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS COM SAÚDE
I.P.T.U. 0,00 25.427,92 25.427,92 30.730,05 INICIAL ATUALIZADA Até o Semestre %
(Por Grupo de Natureza da Despesa)
I.S.S. 74.054,40 38.954,24 38.954,24 32.334,89 (c) (d) (d/c)
0,00
I.T.B.I. 0,00
74.054,40 19.957,40 19.957,40 13.589,72 DESPESAS CORRENTES 1.328.635,15 1.328.635,15 667.612,55 50,25
I.R.R.F. 126.672,00
0,00 17.752,59 17.752,59 16.784,42
Pessoal e Encargos Sociais 701.421,71 701.421,71 340.763,44 48,58
Outras Receitas Tributárias 182.700,00
126.672,00 50.968,94 50.968,94 46.988,32
Outras Despesas Correntes 627.213,44 627.213,44 326.849,11 52,11
Receita de Contribuição 59.682,00
182.700,00 23.429,48 23.429,48 25.490,23
Outras Contribuições 59.682,00 23.429,48 23.429,48 25.490,23
DESPESAS DE CAPITAL 47.002,70 47.002,70 9.482,00 20,17
Receita Patrimonial Líquida 7.340,00
59.682,00 0,00 0,00 0,00
Investimentos 47.002,70 47.002,70 9.482,00 20,17
Receita Patrimonial 68.054,00 17.837,81 17.837,81 10.929,59
(-) Aplicações Financeiras 60.714,00
68.054,00 17.837,81 17.837,81 10.929,59
Transferências Correntes 6.342.231,00
60.714,00 2.848.623,89 2.848.623,89 2.720.131,36
F.P.M. 2.608.956,00 1.321.973,91 1.321.973,91 1.178.903,08 Município de TUNAPOLIS Continuação 2/2
I.C.M.S. 2.109.320,22
2.608.956,00 857.478,48 857.478,48 912.946,93
Convênios 202.572,00 35.563,36 35.563,36 74.749,71 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
2.109.320,22
Outras Transferências Correntes 1.421.382,78
202.572,00 633.608,14 633.608,14 553.531,64 DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE IMPOSTOS LÍQUIDA E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES
Demais Receitas Correntes 135.230,00
1.421.382,78 64.816,29 64.816,29 73.923,00 E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE
Dívida Ativa 17.052,00 272,01 272,01 2.725,78
Diversas Receitas Correntes 118.178,00 64.544,28 64.544,28 71.197,22 ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
17.052,00
118.178,00 JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO
RECEITAS DE CAPITAL (II) 248.963,47 278.253,55 278.253,55 341.610,00

Operações de Crédito (III) 66.575,07 0,00 0,00 0,00


Amortização de Empréstimos (IV) 0,00
66.575,07 10.875,68 10.875,68 8.625,00
DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
Alienação de Ativos (V) 68.653,00
0,00 0,00 0,00 11.100,00 DESPESAS COM SAÚDE
INICIAL ATUALIZADA Até o Semestre %
Transferências de Capital 92.907,60
68.653,00 267.377,87 267.377,87 320.750,00 (Por Grupo de Natureza da Despesa)
(c) (d) (d/c)
Convênios 52.617,60 267.377,87 267.377,87 240.750,00
Outras Transferências de Capital 40.290,00
52.617,60 0,00 0,00 80.000,00 DESPESAS DE CAPITAL 47.002,70 47.002,70 9.482,00 20,17
Outras Receitas de Capital 20.827,80
40.290,00 0,00 0,00 1.135,00 Investimentos 47.002,70 47.002,70 9.482,00 20,17
20.827,80 0,00 0,00 1.135,00
RECEITAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (VI) = (II - III - IV - V) 113.735,40 267.377,87 267.377,87 321.885,00 TOTAL (IV) 1.375.637,85 1.375.637,85 677.094,55 49,22

RECEITA PRIMÁRIA TOTAL (VII) = (I + VI) 7.041.644,80 3.357.308,62 3.357.308,62 3.281.856,99 DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE DOTAÇÃO DOTAÇÃO Até o Semestre %
DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS PRIMÁRIAS INICIAL ATUALIZADA (e) (e)/ despesas com
ATUALIZADA
No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006 saúde
DESPESAS CORRENTES (VIII) 6.065.823,64 2.716.260,65 2.716.260,65 2.624.505,30
DESPESAS COM SAÚDE 1.375.637,85 1.375.637,85 677.094,55 100,00

Pessoal e Encargos Sociais 2.687.768,96 1.266.810,99 1.266.810,99 1.115.667,40


(-) DESPESAS COM INATIVOS E PENSIONISTAS 0,00 0,00 0,00 0,00
Juros e Encargos da Dívida (IX) 79.180,00 29.112,24 29.112,24 42.873,41 (-) DESPESAS CUSTEADAS COM RECURSOS DESTINADOS À SAÚDE 395.426,80 395.426,80 73.314,08 10,83
2.687.768,96
Outras Despesas Correntes 3.298.874,68
79.180,00 1.420.337,42 1.420.337,42 1.465.964,49 Recursos de Transferências do Sistema Único de Saúde - SUS 10.959,23 10.959,23 0,00 0,00
DESPESAS PRIMÁRIAS CORRENTES (X) = (VIII - IX) 5.986.643,64
3.298.874,68 2.687.148,41 2.687.148,41 2.581.631,89 Recursos de Operações de Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00
DESPESAS DE CAPITAL (XI) 1.251.778,97 199.979,02 199.979,02 577.492,02 Outros Recursos 384.467,57 384.467,57 73.314,08 10,83
(-) RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE - - 0,00 0,00
Investimentos 1.078.008,97 94.768,01 94.768,01 469.299,12
FINANCEIRA DE RECURSOS PRÓPRIOS VINCULADOS¹
Inversões Financeiras 0,00
1.078.008,97 0,00 0,00 0,00
Concessão de Empréstimos (XII) 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE
0,00
Aquisição de Título de Capital já Integralizado (XIII) 0,00 0,00 0,00 0,00
SAÚDE (V) 980.211,05 980.211,05 603.780,47 89,17
0,00
Demais Inversões Financeiras 0,00
0,00 0,00 0,00 0,00
RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE
Amortização da Dívida (XIV) 173.770,00
0,00 105.211,01 105.211,01 108.192,90
CONTROLE DE RESTOS A PAGAR VINCULADOS A SAÚDE INSCRITOS FINANCEIRA DE RECURSOS PRÓPRIOS VINCULADOS
DESPESAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (XV) = (XI - XII - XIII - XIV) 1.078.008,97
173.770,00 94.768,01 94.768,01 469.299,12 EM EXERCÍCIOS ANTERIORES
RESERVA DE CONTINGÊNCIA (XVI) 15.000,00 - - -
Cancelados em
RESERVA DE CONTINGÊNCIA 15.000,00 - - - Inscritos em Exercícios Anteriores 2007 (VI)

RESTOS A PAGAR DE DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE 0,00 0,00
Município de TUNAPOLIS
PARTICIPAÇÃO DAS DESPESAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NA RECEITA DE IMPOSTOS LÍQUIDA E
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS - LIMITE CONSTITUCIONAL <%>² [(V - VI) / I] 21,39
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS COM SAÚDE DOTAÇÃO DOTAÇÃO
JANEIRO A JUNHO 2007/SEMESTRE JANEIRO - JUNHO (Por Subfunção) INICIAL ATUALIZADA
Até Semestre %
(i) (i/Total i)

DESPESAS LIQUIDADAS Atenção Básica 1.178.523,85 1.178.523,85 582.901,49 86,09


DOTAÇÃO
DESPESAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA Assistência Hospitalar e Ambulatorial 197.114,00 197.114,00 94.193,06 13,91
No Semestre Até o Semestre/2007 Até o Semestre/2006
RESERVA DE CONTINGÊNCIA (XVI) 15.000,00 - - - TOTAL 1.375.637,85 1.375.637,85 677.094,55 100,00
RESERVA DE CONTINGÊNCIA 15.000,00 - - -
FONTE:

¹ Essa linha apresentará valor somente no Relatório Resumido da Execução Orçamentária do último bimestre do exercício.
DESPESA PRIMÁRIA TOTAL (XVIII) = (X + XV + XVI + XVII) 7.079.652,61 2.781.916,42 2.781.916,42 3.050.931,01
² Limites mínimos anuais a serem cumpridos no encerramento do exercício.
RESULTADO PRIMÁRIO (XIX) = (VII - XVIII) -38.007,81 575.392,20 575.392,20 230.925,98
TUNAPOLIS, 23/07/2007
SALDOS DE EXERCÍCIOS ANTERIORES 26.690,84

DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL VALOR CORRENTE ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO
META DE RESULTADO PRIMÁRIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO P/ O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA 66.751,93

Prefeitura Municipal de Tunápolis Prefeitura Municipal de Tunápolis


Extrato de Contrato n° 012//07 Extrato de Contrato n° 013//07
Itapiranga PARTES: Fundo Municipal de Assistência Social, PARTES: Fundo Municipal de Assistência Social, e
e Confecções Tunapolitana Ltda. Leandro Jacob Metller.
Objeto: Aquisição de brinquedos, material didáti- Objeto: Aquisição de brinquedos, material didático
Líder do PT elogia ação do Ministério Público. O depu- co e pedagógico, para rede Municipal de Ensino e pedagógico, para rede Municipal de Ensino - Edu-
tado Padre Pedro Baldissera elogiou a criação do Grupo - Educação Infantil cação Infantil
Especial de Apoio, para os casos de crimes praticados por políticos com Origem: Processo de Licitação nº 07/2007.
Vigência: 19/07/2007 a 31/07/2007.
Origem: Processo de Licitação nº 07/2007.
Vigência: 19/07/2007 a 31/07/2007.
foro privilegiado. A ação busca apertar o cerco aos agentes que muitas Valor: R$ 2.005,33 (dois mil e cinco reais e trinta Valor: R$7.632,40 (sete mil e seiscentos e trinta e
vezes escapam de punições para crimes cometidos contra o interesse e três centavos) dois reais e quarenta centavos)
público. O deputado disse que sempre defendeu que foro privilegiado, Tunápolis, SC, aos 19 de julho de 2007. Tunápolis, SC, aos 19 de julho de 2007.
neste formato, é um absurdo, principalmente nos casos de crimes que
Adenor Vicente Wendling Adenor Vicente Wendling
envolvem dinheiro público. Prefeito Municipal Prefeito Municipal.

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 07 Encarte - Publicações Legais
Município de TUNAPOLIS Município de TUNAPOLIS Continuação 3/4
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

RREO - ANEXO X (Lei nº 9.394/1996, art. 72) R$ 1,00


DEDUÇÕES DA DESPESA VALOR
PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS
RECEITAS INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre % DESPESAS VINCULADAS AO SUPERÁVIT FINANCEIRO DO GANHO E DA COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEF DO EXERCÍCIO ANTERIOR (XV) 84.757,79
(a) (b) (b/a)

RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (I) 6.055.165,20 6.055.165,20 1.048.741,56 2.822.395,22 46,61 TOTAL (XVI) 84.757,79
Receitas de Impostos 220.214,40 220.214,40 50.783,66 102.537,70 46,56
Saldo do Superávit Financeiro do Ganho e da Complementação do FUNDEF do Exerício Anterior: 84.757,79
Impostos 200.726,40 200.726,40 50.409,85 102.090,65 50,86
Multas, Juros de Mora e Outros Encargos dos Impostos 9.744,00 9.744,00 107,92 181,16 1,86 RESTOS A PAGAR
CONTROLE DE RESTOS A PAGAR
Dívida Ativa de Impostos 9.744,00 9.744,00 265,89 265,89 2,73 VINCULADOS AO ENSINO INSCRITOS Inscritos em Exercícios Cancelados
EM EXERCÍCIOS ANTERIORES Anteriores em 2007
Receitas de Transferências Constitucionais e Legais 5.834.950,80 5.834.950,80 997.957,90 2.719.857,52 46,61
Cota-Parte FPM (83,34%) 2.608.956,00 2.608.956,00 478.464,00 1.321.973,91 50,67
RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO (XVII) 0,00 0,00
Transferência Financeira ICMS-Desoneração - L.C. nº 87/96 (83,34%) 68.329,80 68.329,80 8.779,33 8.779,33 12,85
Cota-Parte ICMS (83,34%) 2.109.320,22 2.109.320,22 314.348,59 857.478,48 40,65 RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM ENSINO FUNDAMENTAL (XVIII) 0,00 0,00
Cota-Parte IPI-Exportação (83,34%) 78.889,86 78.889,86 10.041,75 31.451,38 39,87
Parcela das Transferências Destinadas à Formação do FUNDEB (II) 858.616,92 858.616,92 163.385,62 445.725,09 51,91
TOTAL DAS DESPESAS CONSIDERADAS P/ FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL (XIX) = [ ( VII + VIII + IX + XII ) - (XVI) ] 507.071,61
Cota-Parte ITR (93,34%) 1.218,00 1.218,00 155,39 296,89 24,38
Cota-Parte IPVA (93,34%) 109.620,00 109.620,00 22.783,22 54.152,44 49,40 TABELA DE CUMPRIMENTOS DOS LIMITES CONSTITUCIONAIS² %
RECEITAS VINCULADAS AO ENSINO (III) 580.848,32 580.848,32 113.867,72 299.913,17 51,63
MÍNIMO DE 25% DAS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - ( XIX - XVII ) / I ) 17,97
Transferências Multigovernamentais do FUNDEB (IV) 487.200,00 487.200,00 85.494,30 242.581,68 49,79
CAPUT DO ARTIGO 212 DA CF/88
Transferências de Recursos do FUNDEB (V) 487.200,00 487.200,00 85.494,30 242.581,68 49,79
Transferências do FNDE 88.776,32 88.776,32 28.373,42 57.331,49 64,58 MÍNIMO DE 60% DAS DESPESAS COM MDE NO ENSINO FUNDAMENTAL - [ ( VII + IX + XII ) - ( XIII + XIV + XV + XVIII ) ] / ( I * 0,25 ) 63,95
Outras Transferências do FNDE 88.776,32 88.776,32 28.373,42 57.331,49 64,58 CAPUT DO ARTIGO 60 DO ADCT DA CF/88
Transferências de Convênios Destinadas à Programas de Educação 4.872,00 4.872,00 0,00 0,00 0,00 MÍNIMO DE 60% DO FUNDEB NA REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO ENSINO FUNDAMENTAL - ( X / IV ) 71,43
Outras Receitas Destinadas à Educação 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DO ARTIGO 60 DO ADCT DA CF/88
TOTAL DAS RECEITAS (VI) = (I + III - II) 5.777.396,60 5.777.396,60 999.223,66 2.676.583,30 46,33
SALDO FINANCEIRO DO FUNDEF Em 31 de Dezembro de 2006 Até o Bimestre
DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS COM ENSINO POR VINCULAÇÃO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre % Saldo Financeiro do FUNDEF 0,00 0,00
(c) (d) (d/c)

VINCULADAS ÀS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS 548.454,85 451.927,35 62.218,05 201.711,81 44,63 DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO POR SUBFUNÇÃO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre %
Despesas com Ensino Fundamental (VII) 274.189,82 256.189,82 31.977,60 126.689,62 49,45
(e) (f) (f/e)
Despesas com Educação Infantil em Creches e Pré-Escolas (VIII) 189.802,50 119.802,50 15.232,30 55.854,04 46,62
Outras Despesas com Ensino 84.462,53 75.935,03 15.008,15 19.168,15 25,24
ENSINO FUNDAMENTAL 1.320.305,97 1.304.778,47 194.389,00 483.036,62 37,02
VINCULADAS AO FUNDEB, NO ENSINO FUNDAMENTAL (IX) 548.338,80 556.338,80 71.273,57 206.142,33 37,05
EDUCAÇÃO INFANTIL 287.082,60 305.407,50 38.437,03 103.147,30 33,77
Continua 1/4 EDUCAÇÃO ESPECIAL 13.196,50 13.196,50 2.300,00 3.700,00 28,04

www.PaperlessPrinter.com Continua 3/4

Município de TUNAPOLIS Continuação 2/4 Município de TUNAPOLIS Continuação 4/4


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO
JANEIRO A JUNHO 2007/BIMESTRE MAIO - JUNHO

DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS


DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS
INICIAL ATUALIZADA DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO POR SUBFUNÇÃO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre %
DESPESAS COM ENSINO POR VINCULAÇÃO No Bimestre Até o Bimestre %
(c) (e) (f) (f/e)
(d) (d/c)

Pagamento dos Profissionais do Magistério do Ensino Fundamental (X) 355.080,00 355.080,00 62.998,29 173.268,13 48,80 EDUCAÇÃO ESPECIAL 13.196,50 13.196,50 2.300,00 3.700,00 28,04
Outras Despesas no Ensino Fundamental 193.258,80 201.258,80 8.275,28 32.874,20 16,33
FINANCIADAS COM OUTROS RECURSOS VINCULADOS À EDUCAÇÃO 523.791,42 615.116,32 101.634,41 182.029,78 29,59 TOTAL DAS DESPESAS COM ENSINO 1.620.585,07 1.623.382,47 235.126,03 589.883,92 36,34

TOTAL DAS DESPESAS COM O ENSINO (XI) 1.620.585,07 1.623.382,47 235.126,03 589.883,92 36,34
TUNAPOLIS, 23/07/2007
PERDA OU GANHO NAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB VALOR
[se II > V] = PERDA NAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB (XII) 203.143,41
ADENOR VICENTE WENDLING JANETE REMPEL BIEGER CLEVERSON INACIO KERKHOFF
[se II < V] = GANHO NAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB —
PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA - CRC SC-027120/O-5 TÉCNICO DE CONTROLE INTERNO

DEDUÇÕES DA DESPESA VALOR


PARCELA DO GANHO E DA COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB APLICADA NO EXERCÍCIO (XIII) -

RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS PRÓPRIOS VINCULADOS¹ -
ANEXO ÚNICO
Despesas com Ensino Fundamental (XIV) -

Despesas com Educação Infantil em Creches e Pré-Escolas - REGULAMENTO DO SORTEIO DE PRÊMIOS

RELAÇÃO DOS PRÊMIOS A SEREM SORTEADOS


Estado de Santa Catarina 05 – SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA E MEIO Prêmio Valor (R$)
Município de Tunápolis AMBIENTE. 01 Motocicleta 125 cc R$ 6.000,00
01 – AGRICULTURA. 02 Televisores coloridos - 29 polegadas R$ 1.600,00
LEI Nº. 856/2007, de 18 de julho de 2007. 2.022 – PROGRAMA DE INCENTIVO A PRODUÇÃO VEGETAL, 01 Computador sem impressora R$ 1.900,00
CORETIVOS E FERTILIZANTES. 02 ferros elétricos R$ 100,00
Autoriza a Abertura de Crédito Adicional Suplementar no valor de 3.3.90.00.00.00.00.00.0104 Aplicações Diretas. . . . . . . .R$ 7.500,00 02 garrafas térmicas R$ 100,00
R$ 49.000,00 (Quarenta e nove mil reais), alterando a Lei Orça- 06 – SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES, OBRAS E 02 liquidificadores R$ 120,00
mentária nº 834/06, e contém outras providências. URBANISMO. 02 pares de patinetes R$ 140,00
02 – OBRAS E URBANISMO. 02 bicicletas 18 marchas R$ 450,00
O Prefeito Municipal de Tunápolis – Estado de Santa Catarina, Faço 1.019 – MANUTENÇÃO E AMPLIAÇÃO DA REDE DE DISTRI- 70 camisetas pers. brasão Município R$ 840,00
saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal BUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL. 70 bolas R$ 1.050,00
de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: 4.4.90.00.00.00.00.00.0104 Aplicações Diretas. . . . .. . . R$ 5.000,00
Art. 1º Fica o Chefe do Poder Executivo Municipal, autorizado a TOTAL. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .R$ 49.000,00 PERÍODO DE DURAÇÃO DA PROMOÇÃO
proceder Abertura de Crédito Adicional Suplementar no valor R$ Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data sua publicação, revogadas as
49.000,00 (Quarenta e nove mil reais), alterando a LOA – Lei Orça- disposições em contrário. A promoção terá inicio em 01 de agosto de 2007 e término com
mentária Anual nº. 834 de 13 de dezembro de 2006 para reforçar a o último sorteio a ser realizado dia 26 de abril de 2008, durante os
dotação abaixo indicada para o atendimento das despesas concernen- Gabinete do Prefeito Municipal de Tunápolis, SC, festejos da VIII EFACITUS.
tes à manutenção, coordenação e desenvolvimento das atividades, em Em, 18 de julho de 2007.
conformidade com as prescritas em Lei conforme segue: CRITÉRIO DE DISTRIBUIÇÃO DAS CARTELAS
03 – SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, PLA- Adenor Vicente Wendling
NEJ. E FINANÇAS. Prefeito Municipal As cartelas que para a participa do sorteio de prêmios serão distri-
01 – ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO. buídas mediante troca por notas ou cupons fiscais ao consumidor e
2.003 – MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DA SECRETARIA nota do produtor rural, pelos seguintes critérios:
ADMINISTRAÇÃO. Estado de Santa Catarina a) uma cartela para cada R$ 100,00 (cem reais) em notas ou
3.3.90.00.00.00.00.00.0104 Aplicações Diretas. . . . . . .R$ 15.000,00 Município de Tunápolis cupons fiscais ao consumidor final;
04 – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E b) uma cartela para cada R$ 1.000,00 (um mil reais) em nota fiscal
ESPORTES. LEI Nº. 857/2007, de 18 de julho de 2007. de venda de produto agropecuário;
02 – ENSINO. c) uma cartela para cada R$ 1.000,00 (um mil reais) em nota fiscal
2.007 – MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DO TRANSPORTE Dispõe sobre o incentivo à incrementação da arrecadação munici- de produtor rural mediante apresentação simultânea da contra nota.
ESCOLAR. pal através do sorteio de prêmios e mediante troca de cartelas por d) uma cartela para cada R$ 5,00 em cupom de bônus de produtor
3.3.90.00.00.00.00.00.0106 Aplicações Diretas. . . . . . .R$ 25.000,00 notas ou cupons fiscais. rural (Lei Municipal n° 378/1997).
2.008 – MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DO ENSINO IN- A troca de cartela por nota de produtor rural e por cupom de bônus
FANTIL (0 A 6 ANOS). O Prefeito Municipal de Tunápolis – Estado de Santa Catarina, Faço de produtor rural não serão cumuláveis, facultando-se ao produtor
3.3.90.00.00.00.00.00.0114 Aplicações Diretas. . . . . . . .R$ 4.000,00 saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal optar por uma das modalidades.
06 – SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES, OBRAS E de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Somente terão validade para a troca, as notas fiscais ou cupons
URBANISMO. com data de emissão a partir de 1° de julho de 2007.
02 – OBRAS E URBANISMO. Art. 1º Fica instituído o incentivo à incrementação da arrecadação As notas de prestação de serviço somente serão aceitas aquelas
1.019 – MANUTENÇÃO E AMPLIAÇÃO DA REDE DE DISTRI- municipal, mediante sorteio de prêmios em troca de nota fiscal ao emitidas por Prestador de Serviços com inscrição no Município Tu-
BUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL. consumidor emitida pelo comércio local e de nota do produtor rural. nápolis (exceto fatura da CELESC e de telefone).
3.3.90.00.00.00.00.00.0104 Aplicações Diretas. . . . . . . .R$ 5.000,00 Parágrafo único. Consta do Anexo único desta Lei o regulamento do As notas ou cupons fiscais somente serão aceitas quando emitidas
TOTAL. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .R$ 49.000,00 sorteio de que trata este artigo: pelo comércio e indústria com inscrição estadual no Município de
Art. 2º Para o atendimento do Crédito autorizado no artigo anterior I – relação dos prêmios a serem distribuídos; Tunápolis.
deste ato, fica igualmente o Chefe do Poder Executivo Municipal, II – critério e forma de distribuição das cartelas; A troca de cartelas poderá será feita na Secretaria Municipal da
autorizado a proceder à III - forma de realização do sorteio; Agricultura e do Meio Ambiente bem como na recepção da Prefeitu-
redução da dotação orçamentária abaixo discriminada e constante do IV – forma e condições de entregas dos prêmios sorteados. ra Municipal de Tunápolis.
mesmo orçamento, a saber: Art. 2º Os bônus de que trata a Lei Municipal 378/1997, poderão ser As notas fiscais trocadas por cartelas serão carimbadas e ficarão
03 – SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, PLA- trocados por cartelas, na forma do regulamento constante do Anexo de posse do proprietário.
NEJ. E FINANÇAS. único desta Lei. Não serão aceitas para fins desta promoção:
01 – ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO. Art. 3º A Administração Municipal poderá promover outros sorteios, a) notas fiscais ou cupons fotocopiadas ou rasurada;
2.028 – CONTRIBUIÇÃO PARA O PASEP. fazendo a adequação do regulamento, por ato próprio. b) notas fiscais de depósito de produtos;
3.3.90.00.00.00.00.00.0104 Aplicações Diretas. . . . . . . .R$ 7.500,00 Art. 4º As despesas decorrentes da aplicação da presente Lei correrão c) notas fiscais de transferência de animais para pastagens;
04 – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E à conta da dotação orçamentária vigente em cada exercício financei- d) notas fiscais de devolução de qualquer produto ou mercadoria
ESPORTES. ro. entre produtores, ou para empresas.
02 – ENSINO. Art. 5º Esta Lei entra em vigor na dada de sua publicação.
2.007 – MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DO TRANSPORTE CONTEÚDO DAS CARTELAS
ESCOLAR. Gabinete do Prefeito Municipal de Tunápolis, SC,
3.3.90.00.00.00.00.00.0127 Aplicações Diretas. . . . . . .R$ 25.000,00 Em, 18 de julho de 2007. As cartelas serão elaboradas de forma a identificar:
2.009 – MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DO ENSINO FUN- a) o programa de incentivo;
DAMENTAL. Adenor Vicente Wendling b) relação dos prêmios;
3.3.90.00.00.00.00.00.0114 Aplicações Diretas. . . . . . . .R$ 4.000,00 Prefeito Municipal c) local, data, horário em que acontecerão os sorteios;

www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com


27 de julho de 2007 08 Encarte - Publicações Legais
d) a forma do sorteio;
e) forma e prazo de entrega dos prêmios; ESTADO DE SANTA CATARINA
f) campo para anotação do nome, endereço, telefone de contato do MUNICÍPIO DE TUNÁPOLIS
participante;
g) outras informações necessárias à transparência e lisura dos sor- BALANCETE SIMPLIFICADO
teios. Período: 01/01/2007 à 30/06/2007

REALIZAÇÃO DOS SORTEIOS: Descrição Receitas Despesas %


1 Amortização de Empréstimos Casas Urbanas / Rurais 10.875,68 0,32%
As datas, locais, bem como a relação dos prêmios a serem sortea- 2 CIDE - Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico + FEP (Fundo Especial do Petróleo) 26.984,27 0,80%
dos em cada evento constam da tabela abaixo apresentada na tabela
abaixo: 3 Contribuições de Melhoria 4.352,29 0,13%
Data Local Prêmios 4 Contribuições para Custeio de Iluminação Pública - COSIP 23.429,48 0,69%
31.08.07 Centro Educacional 10 Camisetas e 10 bolas 5 Convênios para Merenda Escolar + Transporte Escolar (Estadual e Federal) 63.110,35 1,86%
Helga Follmann 6 FNAS - Repasses Fundo Nacional de Assistência Social 11.915,90 0,35%
29.09.07 Esc. Mun. Bom Conse- 10 Camisetas e 10 bolas 7 FNDE - Salário Educação 29.784,50 0,88%
lho Pitangueira 8 FPM - Fundo de Participação dos Municípios - Transferência da União 1.321.973,91 39,04%
31.10.07 EEB Pe. Balduino 10 Camisetas e 10 bolas
Rambo Tunápolis 9 FUNDEF/FUNDEB - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica 242.581,68 7,16%
30.11.07 Esc. Mun. La. Fátima 10 Camisetas e 10 bolas 10 ICMS - Imposto s/Circulação de Mercadorias e Prestação Serviços – Transferências do Estado 866.257,81 25,58%
31.12.07 Show de Prêmios 1 garrafa térmica; 1 patinete; 1 11 IPI Exportação - Imposto sobre Produto Industrializado 31.451,38 0,93%
AEST ferro elétrico; 1 bicicleta; 1 TV 12 IPTU - Imposto Predial e Territorial Urbano 25.427,92 0,75%
29 polegadas.
13 IPVA - Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores 54.152,44 1,60%
31.01.08 Prefeitura Municipal 10 Camisetas e 10 bolas
14 IRRF - Imposto de Renda Retido na Fonte 17.752,59 0,52%
29.02.08 Esc. Mun. La. São 10 Camisetas e 10 bolas
Pedro 15 ISS - Imposto sobre Serviços 38.954,24 1,15%
25.03.08 Câmara Municipal de 10 Camisetas e 10 bolas 16 ITBI - Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis 19.957,40 0,59%
Vereadores 17 Outras Receitas Diversas 9.872,84 0,29%
26.04.08 VIII EFACITUS 1 garrafa térmica; 1 patinete; 1 18 Receita de Cobrança Dívida Ativa + Multas/Juros 1.170,41 0,03%
ferro elétrico; 1 bicicleta; 1 TV
29 polegadas; 1 motocicleta 19 Receita de Prestação de Serviços Diversos + Cobrança da Dívida Ativa com multas/juros 10.458,03 0,31%
125 cc. 20 Rendimentos de Aplicações Financeiras 17.837,81 0,53%
21 Serviços de Captação/Adução/Tratamento/Res.e Distribuição Água 52.745,58 1,56%
A ordem de sorteio será conforme estabelecido na tabela acima,
sendo que para cada prêmio, sempre considerado unitário, será feito 22 SUS - Repasses Sistema Único de Saúde 178.260,72 5,26%
um novo sorteio, contemplando uma nova cartela, ou seja, a cartela 23 Taxas de Coleta de Lixo + Limpeza Pública 9.623,81 0,28%
sorteada não integrará mais a urna para sorteio posterior. 24 Taxas de Licença para Localização e Funcionamento (Alvará) + Alvará Execução Obras 27.859,16 0,82%
O sorteio será efetuado mediante retirada da cartela da urna, para
cada prêmio unitário, conforme estabelecido na Tabela I. 25 Transferência de Convênios da União 289.231,91 8,54%
As cartelas serão colocadas em urnas dispostas na secretaria da 1 Assinaturas de Jornais + Revistas + Publicações Legais obrigatórias (Rádio) 27.543,63 0,81%
agricultura e na recepção da Prefeitura Municipal de Tunápolis, para 2 Auxílios Financeiros (Estudantes/Exames/Funeral/Ranchos Carentes) 17.726,05 0,52%
os sorteios mensais.
As cartelas que não sorteadas serão colocadas em uma urna maior, 3 Câmara Municipal de Vereadores 82.607,18 2,44%
que será utilizada para os sorteios dos dias 31/01/07 e 26/04/2008. 4 Combustíveis + Óleos e Lubrificantes 161.203,51 4,76%
Nos sorteios de 31/08/07, 29/09/07, 31/10/07, 30/11/07, 31/01/08, 5 Consertos/Reformas de Instalações 7.976,57 0,24%
29/02/08 e 25/03/08 concorrerão as cartelas entregues dentro do res-
pectivo período. 6 Contribuições (AMEOSC/CNM/FECAM/CIS-AMEOSC) 14.821,20 0,44%
Em caso da não retirada do prêmio no prazo de 60 (sessenta) dias 7 Convênio - Programa Segundo Tempo 6.809,55 0,20%
da realização do sorteio, haverá automática decadência do direito ao 8 Convênio Projeto Microbacias 2 (Associação Lajeado Alpercata) 11.302,13 0,33%
sorteado, sendo o prêmio revertido para a próxima campanha ou para
a Associação Hospitalar de Tunápolis. 9 Convênios (APAE/APAS/Colégio Agrícola/EPAGRI/CIEE/Casa Familiar Rural/PREVCIdade etc.) 34.786,60 1,03%
10 Cursos/Palestras e Treinamentos, inclusive Diárias e Adiantamentos 27.930,45 0,82%
11 Devolução de Recursos pelo encerramento de Convênios (Rendimentos) 7.879,09 0,23%
Fumicultores denunciam 12 Dívida Fundada Interna + Encargos (BADESC/INSS/COHAB) + Sentenças Judiciais
13 Energia Elétrica, inclusive COSIP
144.361,62
62.550,22
4,26%
1,85%
pressão de empresas 14 Equipamentos e Materiais Permanentes
15 Eventos Esportivos da CME (Premiações/Participação em Eventos Fesporte etc)
47.260,67
12.364,31
1,40%
0,37%
Itapiranga - Mais de 150 produtores de fumo da re- 16 Exames Laboratoriais / Consultas Médicas 7.795,00 0,23%
gião de Papanduva estão buscando uma saída contra a 17 Folha de Pagamento dos Servidores 898.768,67 26,54%
pressão de diversas empresas fumageiras que, segundo 18 Gêneros Alimentícios para Idosos + Viagens dos Grupos de Idosos 11.213,80 0,33%
eles, estão realizando todo tipo de ação ilegal pelo pa- 19 Locação de Salas Comerciais 6.167,10 0,18%
gamento de dívidas contraídas pelos agricultores. As 20 Locação de Sistemas de Informática 18.655,26 0,55%
pendências são fruto de equipamentos comprados das 21 Manutenção de Máquinas e Equipamentos (Informática e demais) 9.415,39 0,28%
empresas pelos produtores, depois de promessas de au- 22 Manutenção e Tratamento da Rede de Água no interior 14.212,91 0,42%
mento e qualificação na produção. 23 Materiais de Expediente e de Consumo Diversos 36.994,13 1,09%
As técnicas seriam “inovadoras” e resolveriam di- 24 Materiais de Limpeza e Higiene 6.460,11 0,19%
versos problemas das propriedades. Os agricultores afir- 25 Materiais Didáticos para Rede Municipal de Ensino 21.962,22 0,65%
mam que foram usados como cobaias em uma experiên- 26 Medicamentos + Materiais Odontológicos (Unidades de Saúde) 54.753,06 1,62%
cia frustrada das empresas fumageiras. 27 Merenda Escolar e Transporte Escolar Terceirizado de Alunos 102.885,65 3,04%
Estufas e outros materiais acabaram não dando cer- 28 Obras e Instalações 45.781,34 1,35%
to nas propriedades, e as famílias, todas de baixa renda, 29 Obrigações Patronais (INSS) + PASEP sobre Receitas 221.198,82 6,53%
agora estão sendo ameaçadas pelas empresas. “Eles di- 30 Peças e Materiais para Conserto de Veículos e Máquinas 109.654,72 3,24%
zem que vão mandar nos prender, dizem que vão exe- 31 Plantão Veterinário 24.272,00 0,72%
cutar as dívidas”, afirmou um dos produtores, que não 32 Pneus novos + Recapagens + Câmaras 52.774,80 1,56%
quis se identificar com medo de represálias. 33 Repasses para Sociedade Hospitalar Tunápolis (Plantão Médico + Manutenção) 174.829,72 5,16%
Depois de sofrer pressões por mais de um mês, um 34 Seguros + Licenciamento anual de Veículos 24.976,28 0,74%
dos produtores vendeu a terra para pagar a empresa para 35 Sêmen Bovino - Programa Inseminação Artificial (Dia-a-dia + PMG) + Nitrogênio/Bainhas/Luvas 52.414,89 1,55%
a qual supostamente devia. “Ele não pode fazer nada: 36 Sementes de Pastagem 16.479,43 0,49%
ou vendia para pagar ou nunca mais tinha paz”, disse o 37 Serviços de Assessoria e Consultoria 35.657,13 1,05%
mesmo agricultor. A pressão psicológica incluiria, ainda, 38 Serviços de Coleta de Lixo e Destinação Final 23.844,00 0,70%
visitas de emissários das empresas aos avalistas. “Muitos 39 Serviços de Impressão e Encadernação (Blocos NFP + Blocos Diversos) 14.955,97 0,44%
são nossos amigos e vizinhos. Eles tentam colocar essas 40 Serviços de Máquinas Terceirizadas (Trator Esteira) 29.278,50 0,86%
pessoas contra nós e dizem que se não pagassem são suas 41 Serviços de Oficina Mecânica Terceirizada 24.786,07 0,73%
famílias que sofrerão as conseqüências”, afirmou. 42 Serviços de Terceiros - Diversos 22.472,40 0,66%
O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) en- 43 Tarifas Bancárias 4.958,23 0,15%
trou em contato com o deputado Padre Pedro, que foi 44 Telefones Fixos + Celulares 32.160,38 0,95%
ao local conversar com os agricultores. “São produtores 45 Transferências para Entidade Culturais, Esportivas e Assistenciais. 7.760,00 0,23%
humildes e encontram dificuldades em enfrentar a dis- 46 Tubos de Concreto 18.525,83 0,55%
cussão jurídica com as grandes empresas”, disse o par- SUPERÁVIT do Período 592.835,52 17,51%
lamentar. TOTAIS 3.386.022,11 3.386.022,11 100%
O deputado garantiu apoio na mediação e disse que
é imprescindível que a questão seja discutida na justiça. A publicação do balancete de forma simplificada busca apresentar os dados contábeis e financeiros de forma mais clara e objetiva para melhor
compreensão por parte da população do município, estando de acordo com os anexos das publicações legais efetuadas nesta mesma edição deste
“Essas famílias não podem continuar sendo agredidas jornal.
dessa forma. É uma espécie de escravidão velada, que Os dados de receitas e despesas referem-se ao período de 01 de janeiro a 30 de junho de 2007, sendo extraídos das informações constantes nos
contraria o princípio fundamental da Constituição que é registros contábeis desta municipalidade.
a dignidade da pessoa”, afirmou.
www.jexpressao.com – Tel.: (049) 3677 0502 E-mail: expressao@jexpressao.com