Você está na página 1de 3

Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA

Fisiologia Humana I

AULA PRÁTICA – Contração muscular esquelética

Alunos:

Turma:

Prof.ª Pâmela B. Mello Carpes

Força é a quantidade máxima de tensão que um músculo ou grupo de músculos pode/m gerar em um
padrão específico de movimento realizado em determinada velocidade. Nesta aula faremos alguns
experimentos que envolvem geração de força muscular esquelética em diferentes situações.

CONTRAÇÃO MUSCULAR ESQUELÉTICA

Experimento 1) Velocidade de contração

Objetivos
- Determinar o efeito de cargas variadas na velocidade de contração muscular.

Procedimentos experimentais
Material
- Cronômetro;
- Halteres ou objetos de diferentes pesos;
- Fita métrica.

1º) O indivíduo deve sentar-se com o braço dominante apoiado sobre uma mesa e a palma da mão para
cima.
2º) Com uma fita métrica, medir a distância percorrida pelo movimento de flexão-extensão do cotovelo (ciclo
completo - cada movimento de flexão e extensão é considerado um ciclo completo).
Distância percorrida pelo movimento (em metros): _____________________________________
3º) Ao comando do experimentador o sujeito deve flexionar e estender o braço o mais rápido possível, por
um período de 10 segundos.
3º) Duas tentativas são realizadas para cada indivíduo sem carga e com o punho cerrado.
4º) Coloca-se progressivamente as cargas de diferentes pesos.
5º) O número de ciclos completos de flexão e extensão do braço por 10seg deve ser registrado para cada
um dos pesos, observando o comportamento da velocidade do movimento para cada peso.

Anote na tabela a seguir o nº de movimentos realizados no período de 10 s com cada uma das diferentes
cargas e, posteriormente, calcule a velocidade de movimento em cada carga, utilizando a fórmula:

Velocidade (m/s) = distância (m) / tempo (s)


Peso (kg) 0

Nº de ciclos
Distância
(distância do mov
x nº ciclos)

Velocidade

Experimentos 2 e 3) Força de contração muscular

Objetivos
- Comparar a força isométrica máxima da mão direita com a da mão esquerda;
- Estudar o efeito de repetidas contrações musculares na força dos músculos do braço.

Procedimentos experimentais
Material
- Cronômetro;
- Dinamômetro manual.

Experimento 2  Força isométrica


1
1º) Cada indivíduo deve apertar o dinamômetro manual o mais forte possível com ambas as mãos. A
American Society of Hand Therapists recomenda que o avaliado esteja confortavelmente sentado,
posicionado com o ombro aduzido, o cotovelo fletido a 90º, o antebraço em posição neutra. Quando estiver
pronto o sujeito aperta o dinamômetro com esforço isométrico máximo, que é mantido por cerca de 5
segundos. Nenhum outro movimento do corpo é permitido. O avaliado deve ser fortemente encorajado a dar
um esforço máximo. A forma como o comando verbal é passada do avaliador também é um fator influente.
Estudos sugerem que o uso de um volume mais alto de voz durante as instruções pode influenciar
positivamente no resultado do teste.
2º) Recomenda-se que sejam realizadas três tentativas com cada mão, e a média final das medidas é
usada como resultado final do experimento, não sendo necessário período de descanso entre as tentativas.
3º) Verifique qual a mão dominante do sujeito e qual delas teve maior média de força.

Anote os resultados nas tabelas a seguir.

Sujeito:______________________________________________

Mão dominante:_______________________________________

Mão direita
1ª tentativa (kgf)
2ª tentativa (kgf)
3ª tentativa (kgf)
Média final (kgf)

Mão esquerda
1ª tentativa (kgf)
2ª tentativa (kgf)
3ª tentativa (kgf)
Média final (kgf)

1
O dinamômetro manual é um equipamento que permite mensurar, de forma prática e simples, a força
voluntária máxima de preensão manual.
Experimento 3  Efeito da fadiga

Para observar o efeito da fadiga em contrações máximas, cada indivíduo deve realizar com seu braço
dominante uma série de 30 contrações por minuto. Assim:

1º) Um indivíduo segura o dinamômetro e aperta-a/o a cada comando do experimentador;

2º) O experimentador, com um cronômetro, dá o comando para a contração a cada 2 seg;

3º) O indivíduo deverá realizar contração máxima a cada 2 seg por um tempo total de 4 min;

4º) Deve ser registrada a força máxima realizada a cada 30 seg (em kg ou seg), conforme a tabela.

Tempo 0 30’’ 1’ 1’30’’ 2’ 2’30’’ 3’ 3’30’’ 4’


Força
(Kgf)

Questões para discussão

1) Qual foi o comportamento da velocidade de contração a medida que houve incremento de carga na
experimento 1? Comente.

2) No experimento 02, qual mão apresentou maior força? Esta é a mão dominante ou não-dominate
do sujeito avaliado? Comente sobre isso.

3) No experimento 03, qual foi o comportamento da força ao longo do tempo? Que fatores você
acredita estarem influenciando este resultado?