Você está na página 1de 3

Informática na Educação 2018_2 - Projeto em Informática Educativa

Título: Cada atitude conta


Nome dos Alunos: Nome dos Alunos: Letícia Ribeiro, Lohanna Gaiani, Thais Peixoto,
Amanda França e João Cardoso.

1. Disciplina e anos envolvidos:


Ciências, todas as turmas do Ensino Fundamental e educação infantil.

2. Tema central:
Diversas formas de preconceito e bullying nas escolas.

3. Temas de apoio:
Diversidade e respeito.

4. Justificativa:
A prática do Bullying, tornou-se algo comum nos espaços educacionais, provocando
cada vez mais atitudes violentas, tantos dos agressores, como das vítimas.
Discutir as questões ligadas a prática do bullying, é importante, pois, proporciona a
reflexão e evita que novos casos de bullying ocorra nas unidades escolares. Este projeto
atua com os alunos buscando medidas educativas que combatam as ações de violência
na escola. A aula busca uma melhor correlação entre os alunos buscando diminuir
conflitos existentes dentro a unidade escolar como também agregar valores uma vez
que o projeto visa a exposição de ações cometidas muitas vezes pelo próprios alunos
que geram grandes impactos em terceiros, exibindo a necessidade do aumento do
respeito entre eles e uma melhor relação com a diversidade existente.
.
5. Objetivos gerais e específicos:
Aprender e refletir sobre as causas e consequências do bullying e das perseguições em
geral, tomando como partida as narrativas de professores.
Discutir com os alunos as principais causas de bullying.
Refletir sobre a necessidade de desenvolvermos ações educativas contra o bullying na
unidade escolar.
Aplicar atividades orais e escritas que estimulem a reflexão sobre as práticas de
violência no espaço escolar.
Discutir o respeito as diferenças no espaço escolar.
Construir uma proposta de regras de convivência e contra o bullying na unidade
escolar.
Desenvolver a educação moral dos alunos.
Estimular posturas éticas e colaborativas.
Trabalhar todas as temáticas correlacionadas e pertinentes à Educação Infantil, com
ética, respeito, tolerância e colaboração.
Estimular a empatia entre os alunos, ou seja, a experiência pela qual uma pessoa se
identifica com outra, tendendo a compreender o que ela pensa e a sentir o que ela sente,
ainda que nenhum dos dois o expressem de modo explícito ou objetivo.

P
6. Enfoque pedagógico/Teoria pedagógica:
Construtivista, Cognitivista e Sócio interacionista

7. Recursos tecnológicos:
Projetores, notebooks e softwares para apresentação de Slide e animações.

8. Etapas e suas estratégias de realização:


Etapa 1- Adquirir o material (Todo material necessário para elaboração de cartazes,
apresentações de vídeos, leitura de histórias e arrumação de salas)
Etapa 2- Conseguir permissão da escola para a realização do “aulão” e apresentar a
proposta do mesmo. (Uma vez que o projeto abrange todo o ensino fundamental e
infantil)
Etapa 3- Seleção das salas e seus temas (Já que cada sala irá falar para uma faixa etária
e no dia ambas as salas de preferência seriam ao lado uma da outra)
Etapa 4- Separação de conteúdo audiovisual e eleger professores representantes de
cada sala (Pois todas as salas irão tratar do mesmo tema contudo os conteúdos deverão
ser específico para a turma lecionada, o que gera também a necessidade do auxílio de
outros professores)
Etapa 5- Arrumação das salas e distribuição dos alunos para dar início as
apresentações
Etapa 6- Apresentação das atividades voltadas ao tema em cada turma
Etapa 7- Abrir uma roda de conversação e debate, onde cada turma irá expor depois do
conteúdo apresentado o sentimento atribuído ao mesmo, onde haverá questionamentos
sobre como solucionar o problema, como apresentar sua reflexão aos outros e mostrar o
que pode ser feito para mudar tal situação.
Etapa 8- Tudo isso vai ser passado para o papel em forma de textos e desenhos, onde
poderá ser feito um mural de exposição pela escola sobre como lidar com as
diversidades sócio-culturais.

9. Definição de papéis:
Professor como mediador e alunos como indivíduos interessados em práticas de
aquisição do conhecimento de prevenção do preconceito e aceitação da diversidade.

10. Sites e bibliografia de apoio:


O livro utilizado como referência chama-se "O diário de Davi", onde a narrativa retrata
a história do personagem Davi, que mostra como a amizade vence o medo, e a ternura e
o perdão fazem brotar esperança, sonhos e novas relações, no espaço escolar. Ele
também trata sobre preconceito racial, a inclusão escolar, obesidade infantil tomando
como base a Lei 13.185, que institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática
(bullying), em todo o território nacional. A leitura mostra como identificar se as
crianças estão sofrendo bullying nas escolas e ensina como lidar com esse tipo de
situação.

11. Coleta de dados:


O livro “O diário de Davi” será a principal referência, onde será tratado temas
encontrados no livro, como cyberbullying, a homofobia, obesidade infantil e afins.

P
12. Seleção do material:
Filmes curta metragem que retratam os assuntos apresentados no projeto, histórias
voltadas ao tema, animações e murais expositivos com imagens.

13. Programação visual:


Utilização de projetor, caixas de som e notebooks para a apresentação dos curtas e
animações.

14. Meios para a execução:


Uso de murais expositivos, com imagens, mini histórias, quadrinhos e afins.
O projetor, caixas de som e notebook para as apresentações audiovisuais.

15. Avaliação:
A avaliação será feita em sala no dia de apresentação do projeto e de forma contínua,
onde pode ser realizada ao longo de uma semana, com atividades voltada a
conscientização. Poderá ser feita uma análise comportamental dos alunos para
averiguar se o projeto causou a eles alguma mudança de comportamento porém essa
análise não irá colaborar com a nota do aluno.

16. Cronograma:
Utilização de três tempos de aula de 50 minutos (150 minutos) para a apresentação das
atividades e a continuação do projeto no período de uma semana para utilizar na análise
dos resultados, como mudanças comportamentais dos alunos e nos trabalhos que terão
cunho avaliativo.