Você está na página 1de 15

ASSUNTO:

IMPLANTAÇÃO DE GERADOR FOTOVOLTAICO


LOCALIDADE:

MUNICÍPIO DE FORTALEZA
ESTADO DO CEARÁ
TÍTULO DO DOCUMENTO:

RELATÓRIO DO PROJETO EXECUTIVO PARA IMPLANTAÇÃO DE


GERAÇÃO FOTOVOLTAICA EM ÁREA RESIDÊNCIAL.
EMPREENDIMENTO:
PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE GERADOR FOTOVOLTAICO NA RESIDE NCIA
DA
SR JOSÉ LOPES DE PAIVA

C/C: DATA:

8 maio de 2015
SUMÁRIO

1 – INTRODUÇÃO ....................................................................................................... 3
1.1 – Identificação do Cliente ....................................................................................... 3
2 – LOCALIZAÇÃO DO GERADOR FOTOVOLTAICO .......................................... 3
2.1 – Planta de Situação da Residência ......................................................................... 3
2.2 – Posicionamento do Gerador Fotovoltaico ............................................................. 4
3 – CARGA INSTALADA ............................................................................................. 6
3.1 – Cálculo da Demanda Média ................................................................................. 6
3.2 – Cálculo do Fator de Carga Médio......................................................................... 6
4 – GERDOR FOTOVOLTAICO ................................................................................. 7
4.1 – Cálculo da Energia Média Gerada ........................................................................ 8
5 – DIAGRAMAS BÁSICOS ........................................................................................ 8
5.1 – Descrição dos Componentes do Diagrama de Blocos ............................................ 9
5.1.1 – Parametrização do Inversor
........................................................................... 9
5.1.1.1 – Ajustes de sobre e Subtensão
................................................................ 10
5.1.1.2 – Ajustes dos Limites de Freqüência (sobre e subfreqüência)
.................... 10
5.1.1.3 – Ajustes do Limite do Fator de Potência
................................................. 10
6 – INSTALAÇÃO ELÉTRICA .................................................................................. 11
6.1 – Diagrama Unifilar Geral .................................................................................... 11
6.2 – Dimensionamento da Proteção e Alimentação do Gerador Fotovoltaico .............. 11
6.4 – Diagrama Unifilar com Inclusão do Circuito do Gerador Fotovoltaico ................ 12
6.5 – Coordenação entre o Disjuntor do Gerador Fotovoltaico e da Proteção Geral....... 14
8 – RESPONSÁVEL TÉCNICO ................................................................................. 15

2
1 – INTRODUÇÃO

O presente relatório técnico tem por objetivo apresentar o memorial descritivo para implantação de um
Gerador Fotovoltaico de fabricação da SMA. Este modelo e quantidade de gerador foi previamente
aprovados pelo proprietário da residência.
Este gerador fotovoltaico se conectará ao sistema de baixa tensão, após a medição de energia da Coelce.
O mesmo terá como objetivo suprir parte das cargas desta residência. A previsão de ligação do sistema
elétrico é para 8 de maio de 2015.

1.1 – Identificação do Cliente

- Unidade Consumidora – UC: 65685-2

A figura 1.1 apresenta os dados do Cliente

Figura 1.1 – Dados da unidade consumidora.


2 – LOCALIZAÇÃO DO GERADOR FOTOVOLTAICO

2.1 – Planta de Situação da Residência


A figura 2.1 apresenta a planta de situação da residência onde será implantado o Gerador
Fotovoltaico. Esta casa situa-se na Avenida Dom Manuel, 89, . A tabela 2.1 mostra o
georeferenciamento da residência.

Tabela 2.1 – Localização da residência

COORDENADAS – UTM - WGS-84


JOSE LOPES DE PAULA Zona Long. Lat.
24 M 553318,20 9588249,36

Casa José

Figura 2.1 – Planta de situação da residência da Sr. José.

2.2 – Posicionamento do Gerador Fotovoltaico

A área destinada à implantação Gerador Fotovoltaico pode ser vista na figura 2.2,
onde um pino amarelo explicita sua localização.

4
Ponto de Conexão

Figura 2.2 – Local do gerador fotovoltaico e ponto de conexão.

A tabela 2.1 mostra o georeferenciameto do local onde será instalado o Gerador


Fotovoltaico.

Tabela 2.1 – Localização do gerador fotovoltaico


COORDENADAS – UTM - WGS-84
Local de implantação do Gerador Zona Long. Lat.
Fotovoltaico 24 M 553318,20 9588249,36

A área de telhado da residência foi escolhida por apresentar vantagens de insolação


permanente durante todas as horas do dia para evitar o sombreamento dos painéis
fotovoltaicos e segurança dos equipamentos contra roubo e vandalismos.

5
3 – CARGA INSTALADA

A carga instalada é constituída de iluminação e eletrodomésticos diversos, como mostrado


na tabela 3.1. O número de pessoas utilizando as instalações é variável, pois depende do
número de hóspedes do albergue.

Tabela 3.1 – Carga é consumo presumível médio de cada equipamento


Eletrodoméstico

CARGA Quantidade Dias/mês Potência [W] Horas/dias Energia/mês


[kWh]
Geladeira 1 30 100 12 36,00
Frigo bar 1 30 100 12 36,00
Televisão 3 30 100 8 72,00
Motobomba de água 1 30 368 24 264,96
Lâmpada – 50 W 30 30 1500 10 450

Tomadas de 100 W** 40 30 4000 12 1.440,00

Total Potência 6.168,00 kW Energia 2.298,96 kWh

3.1 – Cálculo da Demanda Média

Considerando um mês comercial com 720 horas, pode-se calcular a demanda média
mensal através da equação 3.1.

Eq. 3.1

Esta demanda média está dentro do limite da potência máxima injetada no sistema da Coelce,
de acordo com a norma NT - 010, item 6.1.2.

3.2 – Cálculo do Fator de Carga Médio

O fator de carga médio desta residência é calculado através da equação 3.2.

Eq. 3.2

4 – GERADOR FOTOVOLTAICO

O Gerador Fotovoltaico escolhido para compor a geração suplementar da residência alvo


deste projeto é composto de 20 módulos Fotovoltaicos de 260 Wp e um inversor de 6
fabricação alemã da empresa SMA Solar Tecnology AG, modelo Sunny Boy 5000TL Single Tracker.
O modulo solar fotovoltaico (260 Wp) possui as características técnicas apresentado na tabela 4.1.
Considerando que os módulos instalados são os de 260 Wp, e que eles tem uma tensão elétrica de máxima potência
(Vmp) de 30,90 Vmp. A solução prevista para ser instalada tem 2 conjuntos em série (string/arranjos) de 10 módulos.
Desta forma, os módulos em série somam a tensão e potencia, e mantêm a corrente, ou seja, posso dizer que por
arranjo terei: 10 x 30,60 Vmp = 309 Vmp. O inversor previsto para o projeto permite a conexão de 2 strings, e
internamente realiza o seu paralelo. Os módulos em paralelo somam a corrente e potencia e mantêm a tensão, ou seja,
tenho um sistema total com 20 módulos que resultam numa potencia total de 5.200 Wp com uma tensão de máxima
potência de 309 Vmp.

Tabela 4.1 – Característica técnicas do modulo solar fotovoltaico utilizado na planta.

valor de 74,5% das Condições de


Teste padrão premissa, terei uma
Potencia resultante do meu Ger
74,5% da Potencia instalada (5,2 OkW)
georeferenciamento do local da instalação do Gerador Fotovoltaico estabelece
que satisfaz a demanda média calculada o
para a residência. (STC) do modulo Fotovoltaico. Por essa
ador Fotovoltaico (GF) também de
. Assim, a Potencia efetiva do GF é de 3,87 kW, o

4.1 – Cálculo da
Energia Média
Gerada
[a1]
Comentário:
Considerando a potência média 2,146 kW e a média anual do ponto Depende do
2 quadro
disponívelgeoreferenciado
de do sistema Horas de Sol a Pico (HSP) que é de 5,84 kWh/m /dia, como de cargas
parâmetro de medição da radiação solar em um mês comercial , pode -se calcular a energia
média através do produto destas duas grandezas, que resulta em 375,98 kWh.
Considerando ainda o cálculo da energia demanda da por esta instalação,
apresentado na tabela 3.1 de 1.873,3 kWh, resulta então que este Gerador Fotovol taico
suprirá cerca de 20% da energia demanda por esta residência.

5 – DIAGRAMAS BÁSICOS

A figura 5.1 apresenta o esquema básico de ligação de um Gerador F otovoltaico.


Nesta figura pode ser ver todas as parte s que compõem o sistema, desd e o Gerador
Fotovoltaico até a conexão à residência.

Figura 5.1 – Esquema básico de ligação para um gerador fotovoltaico.

A figura 5.2 apresenta o diagrama unifilar da interligação do Gerador Fotovoltaico à [a2] Comentário: Depende do progeto
carga.

Revisão 00
8
Figura 5.2 – Diagrama de blocos da conexão Gerador Fotovoltaico - carga

5.1 – Descrição dos Componentes do Diagrama de Blocos

O diagrama de blocos apresentado na figura 5.2 possui os seguintes equipamentos:

1 – String ou arranjos de Painéis Fotovoltaicos

Um string de Painéis Fotovoltaicos é comp osto de 9 módulos Fotovoltaicos de 2 60


Wp ligados em série. No Gerador Fotovoltaico proposto temos dois strings com essas
características.

2 – Inversor

O inversor é o responsável pela transformação da tensão contínua em tensão


alternada em 60 Hz. Além d esta função, é responsável pelo sincronismo com a rede. Possui
ainda a função de proteção de sub e sobre tensões .
O modelo deste inversor é Sunny Boy 5000 Single Tracker SMA Technology AG.
Seu manual encontra -se em anexo.

5.1.1 – Parametrização do Inversor

O inversor para cumprir sua função de proteção, é parametrizado com os seguintes [a3] Comentário: Verificar
parametrização
valores, de modo a não exceder os limites recomendados pela norma NT – 010 Coelce.

Revisão 00
9
5.1.1.1 – Ajustes de sobre e Subtensão

Faixa de tensão no ponto de conexão [V] Tempo de desconexão [s]


TL > 231 0,2 s
189 ≤ TL ≤ 231 Operação Normal
TL < 195,5 0,2 s

5.1.1.2 – Ajustes dos Limites de Freqüência (sobre e subfreqüência)

Faixa de freqüência no ponto de conexão (Hz) Tempo de desconexão [s]


f ≤ 57,5 0,2
59,9 < f ≤ 60,1 Operação normal
f > 62,5 0,2

5.1.1.4 – Ajustes do Limite do Fator de Potência

Potência Nominal - Pn Faixa de fator de potência Fator de potência


configuração em fábrica
3 kW < Pn ≤ 6 kW 0,95 indutivo – 0,95 capacitivo 1

10
6 – INSTALAÇÃO ELÉTRICA

A residência é alimentada através da rede de baixa tensão da Coelce em 220V. O ponto de


entrega se dá em um quadro instalado junto ao muro da propriedade.

6.1 – Diagrama Unifilar Geral

O diagrama unifilar da figura 6.1 mostra o quadro de medição e o quadro de distribuição


interna dos circuitos. As cargas desta casa estão distribuídas em 11 circuitos. Esta
distribuição é a distribuição atual desta residência.

Figura 6.1 – Diagrama unifilar dos circuitos de alimentação das cargas.

6.2 – Dimensionamento da Proteção e Alimentação do Gerador Fotovoltaico

Este Gerador Fotovoltaico será conectado ao barramento de baixa tensão do


consumidor, logo abaixo da proteção geral, que é constituída por um disjuntor de 40 A. Por
sua vez, o ramal de interligação do Gerador Fotovoltaico ao quadro de medição é feito por
um disjuntor monofásico diferencial. Esta capacidade de condução foi calculada através da
equação 6.1

Eq. 6.1
11
O valor mínimo de corrente nominal para disjuntores diferencias no comercio é de 25 A,
assim adotou-se um disjuntor diferencial de 25 A.
A interligação entre o Gerador Fotovoltaico e o quadro de medição será feito através de um
cabo de cobre flexível, isolado em PVC com uma seção reta de 4 mm², e sua proteção se dará
através do um disjuntor diferencial de 25.
O dimensionamento do condutor de 4 mm² atende aos critérios de máxima capacidade de
corrente, já que o mesmo tem capacidade térmica de conduzir até 53 A; e atende também ao
critério de máxima queda de tensão.
Como trata-se da interligação de um gerador, a máxima queda de tensão permitida é de 7%.
A equação 6.2 apresenta o cálculo desta queda.

Eq. 6.2

Em que:
- resistividade do cobre
Lc – comprimento do condutor 70 m
Ic – corrente do condutor 16 A
Cos - fator de potência do Gerador Fotovoltaico 1
Sc – seção reta do condutor determinada pelo método da máxima capacidade de
corrente. 4 mm²
Vfn – tensão entre fase e neutro.

Introduzindo estes valores na equação 6.2 resulta em uma queda de tensão de 4,4%,
o que satisfaz plenamente o limite máximo de queda que é de 7%.

12
6.4 – Diagrama Unifilar com Inclusão do Circuito do Gerador Fotovoltaico

A figura 6.2 apresenta o diagrama unifilar geral incluindo o Gerador Fotovoltaico.

Figura 6.2 – Diagrama unifilar apresentando a interligação do Gerador Fotovoltaico.

13
6.5 – Coordenação entre o Disjuntor do Gerador Fotovoltaico e da Proteção Geral

A proteção geração é feita através de um disjuntor de 40 A, com curva direta de


atuação C, modelo C40a C40, e o Gerador Fotovoltaico terá a sua proteção realizada por um
disjuntor diferencial de 25 A, com curva direta de atuação C, modelo C40a C25. A figura 6.3
apresenta as curvas diretas destes dois disjuntores, onde mostra que os mesmo atuam
seletivamente. Determinando o isolamento do Gerador Fotovoltaico em caso de falha sem
afetar os demais circuitos.

Figura 6.3 – Seletividade entre os disjuntores de proteção geral e o do Gerador Fotovoltaico.

Revisão 00

14
8 – RESPONSÁVEL TÉCNICO

9 – OBSERVAÇÃO 1.

O inversor utilizado no presente projeto, tem data de fabricação de 10/04/2014


conforme nota fiscal e a foto da placa de identificação na figura 9.1.

ura 9.1 – Plaqueta de identificação do inversor

Revisão 00

15

Fig