Você está na página 1de 39

POP ART + OP ART COPY1

carlaburse

TRABALHO DE ARTES
Autoras:

Al Luísa Soares - 2429


Al Jovanovichs - 2402
Al Júlia Santos - 3044
Al Gabriela Santos - 2461
Al Valéria - 3540
Al Flávia - 3614

POP ART + OP ART + ARTE CINÉTICA

SLIDE 1

1
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

POP ART

SLIDE 2

2
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"Pop Art" é a abreviatura de Popular Art.


Além de ser um estilo bastante

apreciado, mas com um significado não

tão conhecido pela massa, foi um

movimento criado pelo crítico inglês

CONCEITO Lawrence Alloway na década de 1950 e

teve seus primeiros adeptos nos

Estados  nidos e na Inglaterra,

principais territórios onde se formou.

SLIDE 3

3
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

  objetivo desta arte era afrontar o


movimento artístico presente naquele
momento: o expressionismo abstrato.
A principal inspiração para as criações
das obras baseava-se na cultura dos
indivíduos e seus principais costumes,
criticando assim o consumismo, o modo

CONCEITO
de viver, as características do
materialismo - tudo isso sempre
presente nas obras de forma irônica e
sarcástica.

SLIDE 4

4
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Inspirados na cultura de massas, os


artistas criaram suas obrasa
aproximavam-se e, ao mesmo tempo,
criticavam de forma irônica a vida
cotidiana materialista e consumista.
Serviram como base para criação
artística do período latas de refrigerante,

CONCEITO
embalagens de alimentos, histórias em
quadrinhos, bandeiras, etc.
Dentre as técnicas utilizadas, cabe
destacar o trabalho com cores vivas e a
modificação do formato dos objetos,
além da repetição de imagens e ampla
utilização de colagens.

SLIDE 5

5
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

 s materiais utilizados pelos artistas


eram derivados das tecnologias do
século XX, tal como espuma, poliéster,
acrílico, gesso, látex e gomaespuma.

CARACTERÍSTICAS As obras caracterizam-se pela


reprodução de imagens popularizadas
com cores fortes e contornos pretos,
técnicas de serigrafia ou pintura acrílica.

SLIDE 6

6
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

ARTISTAS

SLIDE 7

7
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Andy Warhol
Além de ser considerado o maior
representante da Pop Art, foi pintor e
também cineasta.

Em retratos, Andy Warhol representava

ARTISTAS ídolos da música popular e do cinema,


tal como Elvis Presley e Marilyn Monroe.

Andy utilizava a técnica de serigrafia e


destacava a impessoalidade do objeto
produzido em massa para o consumo,
como as garrafas de Coca-Cola, as latas
de sopa Campbell, automóveis,
crucifixos e dinheiro, entre outros.

SLIDE 8

8
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Myths: Mickey Mouse

Che Guevara
Campbell's Can of Soup.

SLIDE 9

9
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"MARILYN"
Depois da morte de Marilyn
Monroe,em 1962, o artista Andy
Warhol passou a pintar uma série de
retratos da diva, entre eles Marilyn
(obra).  ma mesma imagem da atriz
- a foto em preto e branco de
divulgação do filme Torrente de
paixão, de 1953 - foi a base para
todas as gravuras e pinturas de
Warhol com o rosto da diva.

Andy Warhol

SLIDE 10

10
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Roy Lichtenstein
Roy Lichtenstein era um pintor
americano, que criticava a cultura de
massa. Além disso, ele foi um dos
artistas que mais trabalhou com
histórias em quadrinhos. Cores
ARTISTAS brilhantes, planas e limitadas, delineadas
por um traço negro, contribuíam para o
intenso impacto visual. Suas obras eram
uma combinação de arte comercial e
abstração.

SLIDE 11

11
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Thinking Of Him. Crying Girl.

SLIDE 12

12
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Richard Hamilton
É conhecido por ter sido o ‘pai’ da “pop
arte” e pelo seu contributo fundamental
no redescobrimento da obra de Marcel
Duchamp.
Richard Hamilton apresentava em suas

ARTISTAS obras vários pontos de conexão com o


cotidiano, remetendo à multiplicidade de
impressões audiovisuais, tão típica da
cultura atual.
Depois de ter realizado inúmeros
esboços do corpo feminino, passa a
utilizar a banda desenhada como
referência, influência reutilizada e
explorada por parte dos pintores da Pop
Art americana, como Lichtenstein.

SLIDE 13

13
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"O QUE EXATAMENTE TORNA OS LARES DE


HOJE TÃO DIFERENTES, TÃO ATRAENTES?"
  pôster apresenta uma cena
doméstica construída com o auxílio
de anúncios deslocados de revistas
de grande circulação. Nesta cena
doméstica, um casal é igualado a
alguns objetos da vida moderna
exibida – TV, aspirador de pó,
enlatados, produtos em embalagens
vistosas etc.  s anúncios são
descolados de seus contextos
originais e transpostos para a obra
de arte. Richard Hamilton

SLIDE 14

14
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Yayoi Kusama
Yayoi Kusama nasceu em 20 de março
de 1929 e é considerada uma das
maiores artistas pop japonesas.
Seu trabalho é uma mistura de diversas
artes como, colagens, pinturas,

ARTISTAS esculturas, arte performática e


instalações ambientais, onde é visível
uma característica que se tornou a
marca da artista: a obsessão por pontos
e bolas.
Desde 1977, Kusama vive
voluntariamente em uma instituição
psiquiátrica no Japão.

SLIDE 15

15
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"FILLED WITH THE BRILLIANCE OF LIFE" Yayoi Kusama

É uma sala composta por espelhos e inúmeras lâmpadas penduradas, que vão mudando de cor e
impressionando todos os visitantes. Rompe os limites da obra tradicional, indo além das molduras e
envolvendo o espectador

SLIDE 16

16
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

The Visionary Flowers - Yayoi


Kusama

SLIDE 17

17
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"OBSESSÃO INFINITA"

SLIDE 18

18
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

OP ART

SLIDE 19

19
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

A  p Art (abreviação de  ptical Art) foi


um movimento artístico que surgiu no
início da década de 60 nos Estados
 nidos e na Europa.
  termo foi empregado pela primeira vez
pela revista Time em 1965, se revelando
inicialmente como uma variação do

CONCEITO
expressionismo abstrato.
Na  p Art, as cores têm a finalidade de
passar ilusões ópticas ao observador.
Visando atingir o dinamismo, os artistas
usam tons vibrantes e círculos
concêntricos, dando a ideia de
movimento e interação entre os objetos
e o fundo.

SLIDE 20

20
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Desenvolveu-se lentamente,
expressando muito mais os elementos
científicos do que os valores humanos.
Possui um conceito contemporâneo e
deu à arte moderna uma nova visão,

CONCEITO
levando o apreciador das artes a fazer
uma análise de cada obra.
Não tem o apelo emocional da Pop Art:
em comparação, parece excessivamente
cerebral e sistemática, mais próxima das
ciências que da humanidade.

SLIDE 21

21
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

A razão da  p Art é a representação do


movimento através da pintura, apenas
com a utilização de elementos gráficos.
A evolução da ciência, que está presente
em praticamente todos os trabalhos, foi
fator fundamental para a criação da  p

INFLUÊNCIAS
Art, baseando-se principalmente nos
estudos psicológicos sobre a vida
moderna e da física sobre a óptica.
 utra importante influência a ser
destacada é a alteração das cidades
modernas e o sofrimento constante do
homem com a alteração constante dos
seus ritmos de vida.

SLIDE 22

22
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Explora a falibilidade do olho pelo uso


de ilusões ópticasa
"Menos expressão e mais
visualização"a
 uando são observados, os quadros
dão a impressão de movimento, clarões

CARACTERÍSTICAS
ou vibração, ou por vezes parecem
inchar-se ou deformar-sea
 posição de estruturas idênticas que
interagem umas com as outras,
produzindo o efeito ópticoa
As cores têm a finalidade de passar
ilusões ópticas ao observador.

SLIDE 23

23
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

ARTISTAS

SLIDE 24

24
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Victor Vasarely
Pintor de origem húngara, um dos mais
importantes artistas da chamada  p-art,
foi fundador dessa arte cinética, através
de desenvolvimentos de pinturas de
abstrações geométricas.
Desenvolveu trabalhos importantes com

ARTISTAS a marca de seu estilo a partir da década


de 50, principalmente no período
denominado “preto e branco”, onde seu
nome passaria em definitivo para a
história da arte.   desenvolvimento dos
elementos básicos de sua pintura passou
a ser conhecido como  p-art, um estilo e
uma técnica que jamais poderá ser
lembrada sem que seu nome seja citado.

SLIDE 25

25
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Zèbres Cubos

SLIDE 26

26
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Bridget Riley
Bridget Riley, nasceu em Londres, no ano
de 1931. Estudou na Golsmith´s School of
Art, em Londres.

ARTISTAS Ela foi uma das principais protagonistas


da pintura britânica dos anos sessenta
quando seu nome foi associado à  p art.
Muito influenciada por Victor Vasarely,
liderou, junto a ele, o começo da  p art.
  estilo de Riley é marcado por listras que
se sobrepõem, curvas onduladas, discos
concêntricos e quadrados ou triângulos
que se repetem.

SLIDE 27

27
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Nataraja Blaze Study

SLIDE 28

28
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Youri Messen-
Jaschin
Youri Messen-Jaschin é um artista de origem
letã, nascido em 1941 em Arosa, na Suíça.
Suas esculturas são enriquecidas pelo
movimento e expostas ao ar livre (movimento e

ARTISTAS deslocação no espaço) e complementadas por


sons musicais concretos (o movimento
desencadeia sons). Especialista entre outras
técnicas do "body art painting", expõe o seu
trabalho nomeadamente em clubes e em
exposições ou em locais sombrios que são
iluminados com lâmpadas  V, cobrindo-o em
quatro horas com corpos nus de cores
psicodélicas e biológicas, sem perigo para a
pele.

SLIDE 29

29
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

SLIDE 30

30
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

ARTE
CINÉTICA

SLIDE 31

31
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

A “arte cinética” ou “cinetismo” representa um


movimento artístico moderno das artes
plásticas, surgido em Paris na década de 50.
Como o próprio nome indica, determina uma
arte vibrante e dinâmica que possui como
principal característica o movimento, em
detrimento do caráter estático da pintura e da

CONCEITO escultura.
 s artistas dessa corrente artística trabalham
especialmente com a arte abstrata, de forma a
gerar no espectador uma ilusão de ótica,
expressa por meio de efeitos visuais de uma
“obra móvel”. Nesse sentido, vale lembrar que
o movimento da " p Arte" está intimamente
relacionada com a proposta da arte cinética.

SLIDE 32

32
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

A arte cinética foi uma corrente artística moderna que


surgiu na capital francesa, Paris, com a exposição
“Lemouvement” (  movimento), na galeria Denise René,
em 1955. Dentre vários artistas que participaram
destacam-se: Marcel Duchamp, Alexander Calder, Jean
Tinguely, Victor Vasarely, Yves Klein, Jesus Raphael
Soto e Pol Bury. A partir disso, surgem na Europa

CONCEITO
diversos grupos de artistas da arte cinética: “Equipo 57”
(1957), “Groupe de Recherche D'Art Visuel” (1960), na
Françaa e o Grupo Zero (1958), na Alemanha.
Essa corrente artística se espalhou pelo mundo de
forma que despontou no Brasil na década de 60, sendo
seus maiores representantes: Lygia Clark (1920-1988),
Ivan Serpa (1923-1973), Abraham Palatnik (1928),
Lothar Charoux (1912-1987), Luiz Sacilotto (1924-
2003), Almir Mavignier (1925), Mary Vieira (1927-2001),
dentre outros.

SLIDE 33

33
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Estímulo do sentido visual por meio


de efeitos visuais (movimentos, ilusão
de ótica, etc.)a

Profundidade e tridimensionalidadea

CARACTERÍSTICAS  so de cores, luz e sombraa

 so de formas simples e repetidasa

 posição a arte figurativaa

SLIDE 34

34
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Alexander Calder
Alexander Calder desde muito cedo
esteve em contato com as artes. Filho
de pai escultor e mãe pintora, tinha seu
próprio ateliê e desde criança construía
seus próprios brinquedos.
ARTISTAS Alexander entrou em contato com a
vanguarda abstrata no campo da pintura
e da escultura assim como com as
idéias da arte objeto de Marcel Duchamp
e Naum Gabos. Inspirou-se nelas para
criar uma nova tendência artística
baseada nos móbiles

SLIDE 35

35
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

"CALDERBERRY
BUSH"
Este foi primeiro dos famosos
“móbiles” de Calder: “Calderberry
Bush”, uma escultura que mudava de
forma com o vento.
Aliás, o termo “móbile” foi criado por
Duchamp para batizar este tipo de
escultura.

Alexander Calder

SLIDE 36

36
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

Marcel Duchamp
Marcel Duchamp começou sua carreira como
pintor, mas logo passou a desobedecer cada vez
mais os padrões e idéias tradicionais que regiam o
mundo das artes, o que fez dele o mais influente
artista dos séculos XX e XXI.
Pode-se, de certo modo, compreender toda a arte

ARTISTAS de Duchamp como um esforço para se afastar da


"arte retiniana" (que agrada a vista) e passar para
uma arte mais "cerebral", em que se ressaltam os
aspectos mais intelectuais do labor artístico.
Dessa forma, os ready made, inclusive, são uma
tentativa de escapar da "arte retiniana", uma vez
que confrontam o público, oferecendo-lhes algo
que ele próprio já viu algures, forçando-o a pensar
e refletir sobre a questão da arte enquanto
linguagem.

SLIDE 37

37
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

THE END?

SLIDE 38

38
POP ART + OP ART COPY1
carlaburse

SLIDE 39

39