Você está na página 1de 2

Diferença de moléculas de DNA e RNA: DNA: dupla fita e presença de timina.

RNA:
Fita única e presença de uracila.

Diferencie os tipos de RNA: rRNA:Ribossomo, responsável pela constituição dos


ribossomos. mRNA: mensageiro, fita formada a partir do DNA, que leva consigo as
informações referente as quais aminoácidos são necessários para síntese protéica.
tRNA: Transportador, moléculas que transportam os aminoácidos ate o ribossomo.

Explique como são organizados os genomas de organismo procariotos e


eucariotos, mencionando as principais diferenças: Procariotos: os genomas
menores que eucariotos, ausência de introns, não existe DNA repetitido, separação
dos processos de transcrição e tradução. No eucarioto presença de exons quanto
introns. Dna repetitido. E a presença de núcleo definido com material genético.

Explique resumidamente passos básicos para extração de ácidos nucleios na


amostra biológica: Lise celular: é o processo de destruição ou dissolução da célula
causada pela rotura da membrana plasmática. Remoção das proteínas: etapa de
remover proteínas polissacarídeos, porque o que eu vou usar é o DNA e vou remover
todos os grupos macromoléculas. Precipitação do DNA: com uso de etanol, sal e
baixas temperaturas ocasionando sua ressuspenção.

Explique técnica de eletroforese: baseia-se na separação de fragmentos de DNA


por tamanhos. Usa-se a agarose em estado gelatinoso, onde é introduzidos DNA em
pequenos poços, e aplicada em uma corrente elétrica através do gel. Como o DNA é
carga negativa, vai ser atraído pelo pólo positivo. Para ocorrer a migração, a cuba e
fonte de eletroforese exercem uma voltagem, corrente e potência constantes, esses
fatores irão determinar o sucesso da técnica.E por fim, as bandas são visualizadas sob
luz ultravioleta ou LED, através do equipamento chamado de transiluminador.

técnica de PCR: se trata da obtenção de copias de uma seqüência especifica de


acido nucléicos, a partir de uma fita molde. O processo é dividido em 3 etapas.
Desnaturação: separação da dupla fita de DNA; Anelamento: Após a separação das
fitas, um par de iniciadores ou primers (uma fita de DNA específica para o gene que se
quer estudar) complementam a fita oposta da sequência de DNA a ser amplificada.
Extensão: Com o molde já identificado, a enzima DNA-polimerase adiciona as bases
complementares, formando uma nova fita e então tem-se novamente a duplicação da
fita de DNA.

Explique a técnica de seqüenciamento de DNA baseada no método de


terminação de cadeia:

A amostra de DNA a ser sequenciada é combinada em um tubo com primer, DNA


polimerase e nucleotídeos de DNA (dATP, dTTP, dGTP, and dCTP). Os quatro
nucleotídeos terminadores de cadeia marcados com corantes são adicionados
também, mas em concentração muito menor que a dos nucleotídeos comuns. A
mistura é primeiro aquecida para a denaturação do DNA molde (separar as fitas),
então resfriadas para que os primers possam se ligar ao molde de fita simples. Uma
vez que o primer se ligou, a temperatura é aumentada novamente, permitindo que a
DNA polimerase sintetize um novo DNA a partir do primer. A DNA polimerase
continuará a adicionar nucleotídeos à cadeia até que aconteça a adição de um
dideoxinucleotídeo ao invés de um normal. Nesse ponto, os nucleotídeos não podem
mais ser adicionados, e portanto a fita terminará em um dideoxinucleotídeo.

Como o DNA recombinante é produzido?


O primeiro passo é isolar um fragmento de DNA, que contém o gene de interesse.
Lembre-se que cada gene origina uma proteína.O gene de interesse, agora isolado, é
colocado em um meio com um fragmento de DNA bacteriano circular, o plasmídio e as
enzimas de restrição. O plasmídio bacteriano possui sua capacidade de inserir um
fragmento de DNA externo ao seu próprio genoma. As enzimas de restrição vão cortar
uma determinada região do plasmídeo, onde será ligado ao fragmento de DNA de
interesse. O fragmento de DNA isolado irá unir-se com o DNA bacteriano, através das
enzimas de ligação, ligases. Nesse momento, é originado o DNA recombinante.
O próximo passo é introduzir o DNA recombinante em bactérias vivas ou diretamente
em meio de cultura com as mesmas. Após a incorporação do DNA recombinante, as
bactérias serão capazes de produzir um nova proteína, conforme os genes do
fragmento de DNA isolados inicialmente.

O que são vetores de clonagem ? qual sua utilidade? É uma molécula de DNA que
serve para armazenar um fragmento de interesse (inserto), e replicação da mesma
quando introduzida no hospedeiro. No geral usa-se o plasmideo como vetor. A
clonagem de DNA é utilizada pelos cientistas para gerar múltiplas cópias de
determinado gene, pelo qual haja algum tipo de interesse, amplificar este genes,
realizar estudo, identificar mutações.

O que é transformação bacteriana? Como o procedimento é realizado? É quando


introduzem um pedaço de DNA, como um gene, em um pedaço circular de DNA
denominado plasmídeo. Esta etapa utiliza enzimas de restrição e DNA ligase e é
denominada ligação. Desestabeliza a membrana da bactéria, para que os vetores
entrem na célula quando misturado, choque térmico. 1 Bactérias especialmente
preparadas são misturadas com DNA; Um choque térmico é dado nas bactérias, o que
faz com que algumas delas incorporem um plasmídeo; todas as bactérias são
colocadas em uma lâmina de antibiótico para selecionar aquelas que incorporaram um
plasmídeo. Várias colônias são verificadas para identificar uma com o plasmídeo
correto.

Como podemos confirmar que um experimento de clonagem funcionou? O vetor


possui um marcador selecionável que permite a identificação de moléculas
recombinantes. Geralmente usa-se um marcador de antibiótico , assim uma célula
hospedeira sem o vetor morre quando exposta a determinado antibiótico.
Plaqueamento em meio seletivo.

Você também pode gostar