Você está na página 1de 2

Optica da Visão

Representação esquemática simplificada


Elementos
 Íris - anel colorido de forma circular, que se comporta como o diafragma
das câmaras fotográficas. Na sua parte central existe um orifício de
diâmetro variável, conhecido como pupila, que tem a função de regular a
quantidade de luz que penetra nos olhos.
 Cristalino - é uma lente convergente de material flexível, do tipo
biconvexa. De um objeto real esta lente deve dar uma imagem real
invertida e menor sobre a retina. A imagem assim formada e
transportada pelo nervo óptico ao cérebro, que a desinverte permitindo
uma visão normal. O cristalino ainda pode assumir diferentes formas
em função da distância do objeto ao olho
 Músculos ciliares - são responsáveis pela mudança de forma do
cristalino, comprimindo-o conveniente, de maneira a alterar a sua
distância focal e acomodar a imagem sobre a retina.
O trabalho realizado pelos músculos ciliares, fazendo variar a
distância focal do cristalino, é chamado acomodação visual.

Retina - é a parte sensível à luz, onde deve se formar a imagem para ser
nítida. A distância da retina ao cristalino é da ordem de 1,5 cm

Defeitos de Visão

Miopia
A miopia é a incapacidade de ver nitidamente objetos afastados,
provocada por um alongamento do globo ocular.
Em virtude disso, a imagem se forma antes da retina, o ponto remoto passa
a situar-se numa distância finita, e o ponto remoto fica mais perto que o
convencional.
a correção pode ser feita com o uso de lentes divergentes

Hipermetropia
Trata-se de um caso oposto ao da miopia, consistindo de um encurtamento do
globo ocular. A retina, portanto, fica aproximada do cristalino mais que o
normal.
Consequentemente, a imagem é enviada para trás dela. Percebe-se que, no
olho hipermetrope, o ponto próximo sofre um afastamento.
A correção pode ser feita com lentes convergentes, de maneira que a imagem
de um objeto, colocado no ponto próximo do olho humano normal, se forme
no ponto próximo do hipermetrope.
Resumo

Miopia:
• a imagem se forma antes da retina.
• a correção pode ser feita com o uso de lentes divergentes.
• o ponto remoto fica mais perto que o convencional.

Hipermetropia:
• a imagem se forma atrás da retina.
•a correção pode ser feita com lentes convergentes.
• o ponto próximo sofre um afastamento.

Presbiopia
• A crescente dificuldade de se visualizarem objetos próximos deve-se ao afastamento do ponto próximo do olho,
criando um problema análogo ao do hipermetrope
• Assim, a correção pode ser feita igualmente com lentes convergentes.

Astigmatismo
• O olho passa a conjugar mais de um ponto imagem a um único ponto objeto, provocando um “embaralhamento”
das imagens
• Pode-se corrigir este defeito com o uso de lentes cilíndricas capazes de compensar tais diferenças de curvatura.