Você está na página 1de 13

EXERCÍCIOS RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE

- CÁLCULO DO TEMPO MÁXIMO PERMITIDO CONFORME O NÍVEL DE


EXPOSIÇÃO (através da fórmula utilizada para se obter a tabela do Anexo
nº1 da NR-15):

[ (L-80) / 5 ]
Fórmula: T = 16 / 2

Sendo:

T = tempo máximo permitido (horas decimais)


L = Nível de ruído (level)

Exercícios

1) Qual o tempo máximo permitido para uma exposição de 84 dB(A)?

T = 16 / 2 [ (84-80) / 5 ]
T = 16 / 2 0,8
T = 16 / 1,75
T = 9,19 horas
2) Qual o tempo máximo permitido para uma exposição de 83 dB(A)?

T = 16 / 2 [ (83-80) / 5 ]
T = 16 / 2 0,6
T = 16 / 1,51
T = 10,6 horas
3) Qual o tempo máximo permitido para uma exposição de 82 dB(A)?

T = 16 / 2 [ (82-80) / 5 ]
T = 16 / 2 0,4
T = 16 / 1,32
T = 12,12 horas
4) Qual o tempo máximo permitido para uma exposição de 81 dB(A)?

T = 16 / 2 [ (81-80) / 5 ]
T = 16 / 2 0,2
T = 16 / 1,15
T = 13,91 horas

5) Qual o tempo máximo permitido para uma exposição de 80 dB(A)?

T = 16 / 2 [ (80-80) / 5 ]
T = 16 / 2 0
T = 16 / 1
T = 16 horas

- CÁLCULO DO NÍVEL MÁXIMO PERMITIDO A PARTIR DO TEMPO DE


EXPOSIÇÃO:

Fórmula: L = 100 – 16,61log T

Sendo:

L = Nível de ruído (level)


T = hora decimal

Exercícios

1) Qual o nível máximo de ruído permitido para uma exposição de 10h/dia?

L = 100 – 16,61log 10
L = 100 – 16,61*1
L = 83,39 dB

2) Qual o nível máximo de ruído permitido para uma exposição de 12h/dia?

L = 100 – 16,61log 12
L = 100 – 16,61*1,08
L = 100 – 17,94
L = 82,06 dB

3) Qual o nível máximo de ruído permitido para uma exposição de 6h/dia?

L = 100 – 16,61log 6
L = 100 – 16,61*0,78
L = 100 – 12,95
L = 87,05 dB
4) Qual o nível máximo de ruído permitido para uma exposição de 5h/dia?

L = 100 – 16,61log 5
L = 100 – 16,61*0,7
L = 100 – 15,91
L = 84,09 dB

5) Qual o nível máximo de ruído permitido para uma exposição de 30min/dia?

L = 100 – 16,61log 0,5


L = 100 – 16,61* (- 0,30)
L = 100 + 4,98
L = 104,98 dB

- CÁLCULO DE DOSE:

Fórmula: D = Te1 / Tp1 + Te2 / Tp2 + ..... Tei / Tpi + ...... + Ten / Tpn

Quando a soma das frações exceder a unidade o Limite de Tolerância foi


ultrapassado.

Sendo:

D = dose de ruído
Tei = tempo de exposição a um determinado nível
Tpi = tempo de exposição permitido pela legislação para o mesmo nível
Exercícios

1) Calcule a dose e indique se a exposição ultrapassa o Limite de


Tolerância:

Nível de ruído na zona auditiva Tempo de exposição diária


92 dB (A) 2 horas
85 dB (A) 4 horas
90 dB (A) 2 horas

D = Te1/Tp1 + Te2/Tp2 + Te3/Tp3


D = 2/3 + 4/8 + 2/4
D = 1,67

2) Calcule a dose e indique se a exposição ultrapassa o Limite de


Tolerância:

Nível de ruído na zona auditiva Tempo de exposição diária


95 dB (A) 1 hora
80 dB (A) 4 horas
91 dB (A) 3 horas

D = Te1/Tp1 + Te2/Tp2 + Te3/Tp3


D = 1/2 + 4/16 + 3/3.5
D = 1,61

3) Calcule a dose e indique se a exposição ultrapassa o Limite de


Tolerância:

Nível de ruído na zona auditiva Tempo de exposição diária


85 dB (A) 1 horas
80 dB (A) 4 horas
98 dB (A) 3 horas

D = Te1/Tp1 + Te2/Tp2 + Te3/Tp3


D = 1/8 + 4/16 + 3/1.25
D = 2,78

4) Calcule a dose e indique se a exposição ultrapassa o Limite de


Tolerância:

Nível de ruído na zona auditiva Tempo de exposição diária


87 dB (A) 1 horas
80 dB (A) 4 horas
91 dB (A) 3 horas

D = Te1/Tp1 + Te2/Tp2 + Te3/Tp3


D = 1/6 + 4/16 + 3/3.5
D = 1,27

5) Calcule a dose e indique se a exposição ultrapassa o Limite de


Tolerância:

Nível de ruído na zona auditiva Tempo de exposição diária


80 dB (A) 5 horas
100 dB (A) 3 horas

D = Te1/Tp1 + Te2/Tp2
D = 5/16 + 3/1
D = 3,31

- LAVG (NÍVEL MÉDIO PONDERADO):

Fórmula: Lavg = 80+16,61 log (0,16 CD/TM)

Sendo:

CD = contagem da dose (porcentagem %)


TM = tempo de amostragem (horas decimais)

Exercícios

1) Numa avaliação de ruído o dosímetro registrou a dose de 100% durante


o tempo de medição de 4 horas. Calcule o LAVG:

Lavg = 80+16,61 log (0,16 * 100/4)


Lavg = 80+16,61 log 4
Lavg = 80+16,61 * 0,60
Lavg = 80+9,97
Lavg = 89,97 dB

2) Numa avaliação de ruído o dosímetro registrou a dose de 100% durante


o tempo de medição de 8 horas. Calcule o LAVG:

Lavg = 80+16,61 log (0,16 * 100/8)


Lavg = 80+16,61 log 2
Lavg = 80+16,61 * 0,30
Lavg = 84,98 dB
3) Numa avaliação de ruído o dosímetro registrou a dose de 50% durante o
tempo de medição de 1 hora. Calcule o LAVG:

Lavg = 80+16,61 log (0,16 * 50/1)


Lavg = 80+16,61 log 8
Lavg = 80+16,61 * 0,90
Lavg = 94,95 dB

4) Numa avaliação de ruído o dosímetro registrou a dose de 200% durante


o tempo de medição de 6 horas. Calcule o LAVG:

Lavg = 80+16,61 log (0,16 * 200/6)


Lavg = 80+16,61 log 5,33
Lavg = 80+16,61 * 0,73
Lavg = 92,12 dB

5) Numa avaliação de ruído o dosímetro registrou a dose de 80% durante o


tempo de medição de 5 horas. Calcule o LAVG:

Lavg = 80+16,61 log (0,16 * 80/5)


Lavg = 80+16,61 log 2,56
Lavg = 80+16,61 * 0,41
Lavg = 86,81 dB

- PROJEÇÃO DE DOSE PARA 8 HORAS:

Regra de três: TM DO
8 DJ

Fórmula : DJ = DO x 8
TM

Sendo:

DJ = dose jornada (projetada)


DO = dose obtida (porcentagem)
TM = tempo de amostragem (horas decimais)

Exemplo: Obter a dose para a jornada de 8 horas com base nos dados
informados:

- Tempo de amostragem (TM) = 06h30min (utilizar hora decimal na fórmula)


- Dose obtida (DO) = 87%
DJ = 87 x 8 = 107%
6,5

Exercícios

1) Projete as doses obtidas, informadas abaixo, para a jornada de 8 horas


com base nos tempos de amostragem informados:

a) DO = 95%; TM = 02h30min

DJ = 95 x 8 = 304%
2,5

b) DO = 200%; TM = 4h00min

DJ = 200 x 8 = 400%
4

c) DO = 100%; TM = 1h00min

DJ = 100 x 8 = 800%
1

d) DO = 125%; TM = 6h30min

DJ = 125 x 8 = 153,85%
6,5

e) DO = 50%; TM = 2h00min

DJ = 50 x 8 = 200%
2

f) DO = 400%; TM = 00h30min

DJ = 400 x 8 = 6400%
0,5

g) DO = 60%; TM = 00h15min
DJ = 60 x 8 = 1920%
0,25

h) DO = 20%; TM = 7h00min

DJ = 20 x 8 = 22,86%
7

i) DO = 345%; TM = 1h30min

DJ = 345 x 8 = 1840%
1,5

j) DO = 800%; TM = 4h00min

DJ = 800 x 8 = 1600%
4
- EXERCÍCIO SUBTRAÇÃO DE NÍVEIS

Procedimentos

1- Avaliar o nível de ruído total (Lt) do ambiente (equipamento/máquinas +


fundo).
2- Avaliar o nível de ruído de fundo (Lf) – equipamento ou máquina em
suspeição DESLIGADA.

Obter a diferença entre os dois níveis (Lt – Lf), se for:

- < 3 dB = ruído de fundo muito alto


- de 3 a 10 dB = necessita correção – aplicar correção (figura abaixo)
- > 10 dB = não necessita correção

NPS = Lt – DL (da máquina em suspeição)

Exemplo:
Em uma tecelagem existe a suspeição sobre um dos teares que gera mais
ruído do que os demais.
Neste caso:
NPS total: Lt = 60 dB (que corresponde a todos equipamentos em
funcionamento)
NPS ruído de fundo: Lf = 53 dB (que corresponde a todos os equipamentos em
funcionamento, exceto o do equipamento em suspeição)
Diferença: Lt – Lf = 7 dB (que corresponde a diferença entre o Lt e o Lf)
Correção do gráfico = 1 dB (a diferença, quando entre 3 a 10 dB deve ser
corrigida pelo gráfico abaixo)
NPS da máquina: Lt – DL (correção pelo gráfico), portanto: 60 -1 = 59 dB (que
corresponde ao ruído da máquina ou equipamento em suspeição).
Exercícios:

1- O Supervisor de Produção suspeita de que um dos moinhos gera mais


ruído do que os demais.
Dados:
NPS Total = 98 dB
NPS ruído de fundo = 96 dB

Diferença 98-96 = 2 dB
< 3 dB = ruído de fundo muito alto

2- O Diretor Industrial pergunta qual será o nível de pressão sonora do


setor de produção, caso se retire uma das máquinas em suspeição de
gerar maior nível de pressão sonora.
Dados:
NPS Total = 102 dB
NPS ruído de fundo = 98 dB

Diferença 102-98 = 4 dB
- de 3 a 10 dB = necessita correção – aplicar correção (figura acima)
NPS = 102 -2(correção) = 100 dB

- EXERCÍCIO SOMA DECIBÉIS

Com o decibel não é uma unidade, não pode ser somado ou subtraído
algebricamente.

Para uma maior agilidade na combinação de níveis em dB, utiliza-se a tabela a


seguir.
Exemplo:
Combinar os níveis 90 dB e 85 dB. A diferença entre os níveis corresponde a 5.
Portanto, 85 dB + 90 dB = 91,2 dB (conforme dado da tabela acima que indica
para a diferença de 5 adicionar ao maior nível combinado 1,2)

COMBINAR os NPS em dB(A) RESULTADO


95 & 95 98,0
95 & 90 96,2
95 & 80 95,1
95 & 93 97,1
95 & 75 95,0
95 & 85 95,4
95 & 75 95,0
85 & 83 & 91 92,5
86 & 83 & 99 & 104 105,3
72 & 82 & 80 & 99 & 95 & 100 & 115 & 96 & 85 115,3

- EXERCÍCIO DE ATENUAÇÃO DEVIDO A DISTÂNCIA

1- Um compressor a 1 metro de distância de um trabalhador emite um nível


de pressão sonora de 95 dB (A). Calcular o NPS para um afastamento
de 5 metros, entre o trabalhador e a fonte de emissora de ruído.
L2 = 95 – 20 Log 5 = 81,02 dB
1

2- Uma máquina estacionária em campo aberto emite a 1 metro de


distância um nível de pressão sonora de 100 dB (A). Calcular o NPS
para um afastamento de 10 metros entre o trabalhador e a fonte
emissora de ruído.

L2 = 100 – 20 Log 10 = 80 dB
1