Você está na página 1de 54

Célula Solar Fotovoltaica

Uma célula solar comporta-se como um díodo: a parte exposta à radiacão solar é a N, e a
parte situada na zona de obscuridade, é a P. Os terminais de conexão da célula estão
sobre cada uma destas partes do díodo: a face correspondente à zona P encontra-se
metalizada por completo (não tem que receber luz), enquanto que na zona N metalizado
tem forma de um pente, para que a radiação solar chegue ao semicondutor.

Célula Solar Fotovoltaica


Célula Solar Fotovoltaica - Exercícios
Indica quais são as frequências a que correspondem a cada uma das radiações
que emite o Sol. Quais são as que nós conseguimos ver?
Fonte: http://www.carlosfelgueiras.hpg.com.br/Cursos/Pdi/cor-espectro.jpg

Nós apenas podemos ver entre as cores roxo e violeta. Há que ter
em conta que grande parte da radiação solar encontra-se na zona
dos raios ultravioleta.
Tipos de células fotovoltaicas
Actualmente, os módulos fotovoltaicos de silício apresentam uma vida útil de 25
anos. Um dos desafios que se coloca é o de encontrar novos acessórios e
equipamentos que coloquem esta fasquia bem acima e com um grau de
eficiência bastante elevado.
O processo de fabrico das células e módulos fotovoltaicos está representado
na seguinte figura:

Processo de fabrico de módulos fotovoltaicos


30
Tipos de células fotovoltaicas
Fonte: http://www.ltesolar.com/knowledge10.html

Processo de fabrico de módulos fotovoltaicos


Fonte: http://www.electricidad-gratuita.com/produccion-celda-fvh-fv4.html

31
Tipos de células fotovoltaicas
Tipos de células fotovoltaicas
Fonte: Donauer

Um corpo de
forma octogonal feito em
grafite é imerso no banho
de silício e retirado de
seguida

As células POWER, são constituídas por


pastilhas policristalinas produzidas por
fundição de lingotes. São
posteriormente tratadas num processo
estrutural mecânico. São polidos sulcos
em ambos os lados (anterior e
posterior) da pastilha de silício,
recorrendo a uma fresadora com uma
lâmina de rotação rápida. As partes
polidas de ambas as faces, são
As células Apex são as primeiras aplicações de colocadas em posição rectangular umas
um procedimento de película fina com silício em relação às outras.
cristalino, que está preparado para a produção 32
em série.
Tipos de células fotovoltaicas
Módulo Solar
Células solares policristalinas

33
Tipos de células fotovoltaicas
Fonte: Donauer

34
Tipos de células fotovoltaicas
Módulo Solar
Células solares monocristalinas

35
Tipos de células fotovoltaicas
Fonte: Donauer

36
Tipos de células fotovoltaicas
Neste momento no mercado existem três tipos de células, conforme o método de
fabricação:

•Células de Silício Monocristalino: Estas células obtêm-se a partir de barras


cilíndricas de Silício Monocristalino produzidas em fornos especiais. As células são
obtidas por corte das barras em forma de pastilhas quadradas finas (0,4-0,5 mm de
espessura). A sua eficiência na conversão de luz solar em electricidade é na ordem
dos 15 a 18%.
•Silício policristinalino: Estas células são produzidas a partir de blocos de silício
obtidos por fusão de bocados de silício puro em moldes especiais. Uma vez nos
moldes, o silício arrefece lentamente e solidifica-se. Neste processo, os átomos não
se organizam num único cristal. Forma-se uma estrutura policristalina com
superfícies de separação entre os cristais. A sua eficiência na conversão da luz solar
em electricidade é ligeiramente menor do que nas de silício monocristalino, na
ordem dos 13 a 15%, quando munidas de uma camada anti-reflexão.
•Silício amorfo: Estas células são obtidas por meio da deposição de camadas muito
finas de silício sobre superfícies de vidro ou metal. A sua eficiência na conversão da
luz solar em electricidade varia entre 5% a 7%. Esta célula é considerada uma célula de 2ª
geração.
37
Células de Telureto de Cádmio (CdTe): As Células CdTe apresentam um potencial
considerável para a redução de custos quando produzidas em massa. No entanto a
utilização desta tecnologia tem levantado problemas devido ao uso de produtos
contaminantes e venenosos.
As Células CdTe apresentam uma eficiência de 16% em laboratório, no entanto o valor da
eficiência das células comercializadas é de 8%. A estrutura destas células é homogénea e a
gama de cores varia entre o verde-escuro e o preto.

Células de Disseleneto de Cobre Índio (CIS): As Células Solares CIS são hoje em dia as mais
eficientes de todas as células de película fina. Não são tão susceptíveis à deterioração por
indução da luz como as células de silício amorfo. Podem no entanto apresentar problemas
quando instaladas em ambientes quentes e húmidos, sendo que nestes casos é
recomendado uma boa selagem contra este tipo de ambientes. Espera-se que uma
produção em massa deste tipo de células, possa baixar o custo de produção em relação ao
custo das células de silício cristalino. A eficiência destas células é de 7,5 a 9,5%. Apresenta
uma estrutura homogénea de cor preta.

38
Tipos de células fotovoltaicas

39
Células solares CIS e Célula solar CdTe – Fontes: Würth Solar e Antec Solar

Eficiências dos módulos fotovoltaicos em função


do tipo de material utilizado nas células

40
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV
• Corrente de iluminação (IL): A corrente gerada quando incide a radiação solar sobre
a célula.
• Corrente de obscuridade : ocorre devido à recombinação dos pares electrão-lacuna
que se produz no interior do semicondutor.
• Tensão de circuito-aberto (VOC): É a máxima tensão que se obtém nos extremos e
uma célula solar, que se da quando não está conectada a nenhuma carga. É uma
característica do material coma qual está construída a célula.
• Corrente de curto-circuito (ISC): máximo valor de corrente que pode circular pela
célula solar. Dá-se quando os seus terminais estão curto-circuitados.

41
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV

Quando a célula solar é conectada a uma carga, os valores de tensão e


intensidade de corrente variam. Existem dois valores de corrente e tensão
respectivamente, para os quais a potência entregada será máxima: VMPP
(tensão máxima) e IMPP (intensidade máxima), que serão sempre menores que
VOC e ISC. Em função destes valores, a potência máxima que a célula solar
fotovoltaica poderá fornecer será:

42
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV

Este factor permite-nos definir um parâmetro da célula solar que recebe o nome de
factor de forma (FF) e que se calcula mediante a seguinte fórmula:

O factor de forma é o quociente entre a máxima potencia que a célula pode fornecer à
carga e o produto da tensão de circuito-aberto e a corrente de curto-circuito. Nas
células solares mais habituais, os valores típicos de FF são 0,7 ou 0,8.

43
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV

Fonte: pveducation.org/pvcdrom
44
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV

Fonte: pveducation.org/pvcdrom
45
Parâmetros fundamentais de uma célula solar FV

Fonte: http://www.cienciaviva.pt/rede/energia/himalaya2005/home/guia4.pdf

46
Potência de uma célula solar fotovoltaica
A potência que proporciona uma célula de tamanho standard (digamos de 10 × 10 cm) é
muito pequena (na ordem de 1 ou 2 W), pelo que geralmente será necessário ter que
associar várias células para proporcionar a potência necessária ao sistema fotovoltaico
da instalação. É a partir daqui que surge o conceito de módulo solar fotovoltaico, cujos
elementos e características acabamos de ver. Quanto ao tipo de ligação eléctrica que
podemos ter nas células, nós podemos realizar de diferentes possibilidades:
• A interligação em série das células permitirá aumentar a tensão final nos extremos
da célula equivalente.
• A interligação em paralelo permitirá aumentar a intensidade de corrente total do
conjunto.

47
Curvas características das células fotovoltaicas

48
Curvas características das células fotovoltaicas

49
Curvas características das células fotovoltaicas

Fonte: FER - Fontes de Energia Renováveis.“Energia Fotovoltaica – Manual sobre Tecnologias,


50
Curvas características das células fotovoltaicas
Projectos e Instalações, Volume III”. Projecto parcialmente financiado pela Comissão Europeia, designadamente
através do programa ALTENER, 2004.

51
Curvas características das células fotovoltaicas

Fonte: FER - Fontes de Energia Renováveis.“Energia Fotovoltaica – Manual sobre Tecnologias,


52
Curvas características das células fotovoltaicas
Projectos e Instalações, Volume III”. Projecto parcialmente financiado pela Comissão Europeia, designadamente
através do programa ALTENER, 2004.
Para saber o valor da temperatura da célula, TC, a partir da temperatura ambiente,
TA , pode utilizar-se a seguinte fórmula:

Onde:
Em – luminosidade média (em W/m2);
TUC – temperatura de utilização da célula (°C)

53
Exercício
Cálculo da
máxima potência
de uma célula
solar
Calcule o valor da
máxima potência
que a célula poderá
dissipar, a 25 ºC, a
partir dos seguintes
dados fornecidos
por um fabricante:

54
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Exercício - Solução
Traçando uma linha
desde o valor de Vm até
que corte com o gráfico
que corresponde a 25 ºC.
Desde aqui, analisando o
eixo os YY, obtemos o
valor de Im = 7 A. A
potencia máxima
poderemos calcular a
partir da seguinte
fórmula:

55
O comportamento de uma célula Fotovoltaica é equivalente à de um díodo de junção PN. O
modelo desta célula não é nada mais, nada menos do que uma fonte de corrente.

Fonte: INTRODUÇÃO À ENERGIA FOTOVOLTAICA. Rui M.G. Castro

A fórmula da corrente que atinge a carga é dada pela seguinte equação:

56
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Modelo equivalente de
uma célula fotovoltaica
Na fórmula anterior, IS <=> IL, I0 representa a
corrente de saturação do díodo e m
representa o factor de idealidade do díodo,
que apresenta um valor entre 1 e 2. VT é
obtido através da seguinte fórmula:

Fonte: INTRODUÇÃO À ENERGIA FOTOVOLTAICA. Rui M.G. Castro

Nesta fórmula, k é a constante de Boltzman (k = 1,38 x 10^-23 J/K), t é a temperatura da


célula (°K) e q é a carga do electrão (q=1,6 x 10^-19C).

Analisemos agora o comportamento da célula fotovoltaica, escurecida e iluminada.


Uma célula fotovoltaica sobre a qual não incide radiação solar é representada pelo circuito
equivalente de um díodo e correspondente curva I-V, nos slides seguintes.
57
Para T = 298,16 K (θ = 25 ºC), obtém-se VT = 25,7mV
Dois pontos de operação da célula merecem atenção particular:

58
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
A corrente de curto-
circuito Icc é o valor
máximo da corrente de
carga, igual, portanto, à
corrente gerada por efeito
fotovoltaico. O seu valor é
uma característica da
célula, sendo um dado fornecido pelo fabricante para
determinadas condições de radiação incidente e
temperatura.

A tensão em vazio Vca é o valor máximo da tensão aos


terminais da célula, que ocorre quando esta está em vazio.
O seu valor é uma característica da célula, sendo um dado

59
fornecido pelo fabricante para determinadas condições de

radiação incidente e temperatura.

Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica


Dúvidas?
ln significa o logaritmo neperiano , ou seja na base e (número de Euler), onde o
número e vale:
e = 2,718
Então ln x ==> log[e] x [
] base do logarítmo.
* A função inversa de f(x)= ln x será:

60
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
x = ln y ==> x = log[e] y ==> y = e^x
Ln (X/Y) = ln(X) – ln(Y)
Portanto: f-¹(x) = e^x
Ln(X^b) = b x ln(X)
Nota: f(x) = log x(e) → y = e^x
Fórmula de conversão de graus
Propriedades do ln: Celsius para Graus Kelvin: K =
ln(X x Y) = ln (X) + ln (Y) °C + 273,16
Ln (1/X) = -ln (X)
Manual Tecnologias,

Fonte: FER - Fontes de Energia Renováveis. Energia Fotovoltaica–

61
Projectos e Instalações, Volume III.
a) Diagrama de circuito equivalente b) Curva característica da célula em total escuridão

A expressão que indica qual a variação da intensidade da corrente ID que se fecha através
de um díodo com a diferença de potencial aos terminais deste, V é a equação de Shockley:

Em que:
I0 - É a corrente inversa máxima de saturação do díodo;
V - É a tensão aos terminais da célula;
m - É o factor de idealidade do díodo (díodo ideal: m = 1; díodo real: m>1);
VT - É designado por potencial térmico VT = KT / q
T - É a temperatura absoluta da célula em K (0ºC = 273,16 ºK);
Q - É a carga eléctrica do electrão (q=1,6 x 10^-19C)

62
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica

VD

V = VD

63
Na presença de radiação solar, Fonte: FER - Fontes de Energia
Renováveis. Energia Fotovoltaica–
a curva característica do díodo Manual Tecnologias,
Projectos e Instalações, Volume III
é desviada pela intensidade
de corrente IL na direcção da
polarização inversa (quarto
quadrante no diagrama da
curva I-V representada na
figura ao lado.

a) Diagrama de circuito equivalente; b) Curva característica da célula irradiada

A corrente I que se fecha pela carga é, obtida através da equação:

Os dois parâmetros alcançados da intercepção da curva com o sistema de eixos, para uma
dada radiação e temperatura, permitem descrever uma célula fotovoltaica de uma dada
área e designam-se por corrente de curto-circuito, ICC (V = 0), em que:

64
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
ICC = IL
A tensão máxima aos terminais da célula
Nota: I I
por tensão em circuito aberto, VCA (I = 0), S = L
em que:

Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica


Fonte: FER - Fontes de Energia

65
Renováveis. Energia Fotovoltaica–
Em resumo, pode-se Manual Tecnologias,
Projectos e Instalações, Volume III
afirmar que a célula
comporta-se como um
díodo, quando escurecida,
havendo condução no 1.º
Quadrante do gráfico
apresentado
anteriormente, e quando a
célula está sob a radiação
solar, comporta-se como
uma fonte de corrente,
conduzindo no 4º Quadrante.

As condições nominais de teste STC, normalizadas para a realização das


medidas dos parâmetros característicos da célula, designadas condições de
referência são:
Radiação incidente: Hr =1000W/m2
66
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Temperatura: θr = 25ºC <-> Tr = 298,16K
Nota: As grandezas referenciadas pelo índice superior r são consideradas medidas nas
condições de referência – STC.

67
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Dúvidas ?

Curva característica I x V (corrente x tensão) de uma célula fotovoltaica


exposta à obscuridade

68
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Dúvidas

Deslocamento da curva I x V, sob condição de incidência de radiação solar


(Obs.: A curva I x V desloca-se para o 4º quadrante quando a célula fotovoltaica é
exposta à radiação solar)
69
Modelo equivalente de uma célula fotovoltaica
Dúvidas

Deslocamento da curva I x V, sob condição de média radiação solar (Obs.: Quanto maior
a intensidade da incidência luminosa sobre uma célula fotovoltaica, maior é o
70
deslocamento da curva I x V sobre seu eixo de referência)

Modelo real da célula fotovoltaica

Diagrama completo do circuito equivalente

O circuito equivalente, de uma célula fotovoltaica, contém as resistências RS e RP


que modelizam respectivamente as perdas de tensão e de corrente. Estas
resistências são responsáveis pelo “rebaixamento” da curva característica da célula
solar. De referir que o valor de RP é maior do que o de RS. A resistência paralela RP
ou shunt RSH e a resistência série RS, têm ambas influência na redução do factor de
71
forma, assim como valores muito elevados de RS e valores muito baixos de RP
provocam uma redução na corrente de curto-circuito ICC e na tensão em circuito
aberto VCO.
A corrente que chega à carga é determinada através da seguinte expressão:
Modelo Real da Célula Fotovoltaica

72
Influência da resistência série (RS) na célula fotovoltaica

73
Modelo Real da Célula Fotovoltaica

74
Influência da resistência série (RP) na célula fotovoltaica
75
Questões de Avaliação Formativa
Questões Teóricas
Nota: Nas questões de escolha múltipla, apenas seleccione uma opção.
1. O que entende por célula solar fotovoltaica?

2. Escolha a afirmação correcta.


Uma célula solar fotovoltaica:
a) Transforma energia eléctrica em luminosa
b) Energia luminosa em solar
c) Energia solar em luminosa
d) Energia luminosa em eléctrica

3. Qual a primeira utilização prática que foi dada às células solares?

4. Escolha a afirmação correcta.


a) As células são agrupadas em arrays que por sua vez são agrupados em
módulos.

76
b) Os módulos são agrupados em arrays que por sua vez são agrupados em
células.
c) Os módulos são constituídos por células e agrupam-se em arrays.
d) As células são constituídas por arrays e agrupam-se em módulos.
Questões de Avaliação Formativa
Questões Teóricas
Nota: Nas questões de escolha múltipla, apenas seleccione uma opção.
5. Qual o material que constitui a base das células solares fotovoltaicas: a)
Silício
b) Boro
c) Fósforo
d) Fotões

6. Quais são as três técnica de fabrico de células solares fotovoltaicas que


conhece?

7. Qual a desvantagem das células solares monocristalinas?

8. Qual a vantagem das células solares policristalinas face às monocristalinas?


77
9. Qual a desvantagem das células solares policristalinas face às monocristalinas?

10. Qual a vantagem das células solares de filme fino face às cristalinas?

11. Qual a desvantagem das células solares de filme fino face às cristalinas?

12. Diga como são constituídas as células solares monocristalinas.

78