Você está na página 1de 6

Aula 5 - Fraturas, Entorse,

Luxações e Queimaduras

Objetivos

• Conhecer os aspectos gerais das Fraturas, Entorse, Luxações e


Queimaduras;

• Entender como proceder nos casos de Fraturas, Entorse, Luxações


e Queimaduras.

Conteúdos didáticos

– Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras.

Para início de conversa...


Sobre os temas das Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras vamos prio-
rizar os conceitos, sinais e sintomas e aprender como proceder nestes casos.

5.1 Fraturas
É a quebra ou ruptura de qualquer osso do corpo humano. Deve-se suspeitar
de uma fratura sempre que:

• A parte afetada apresentar um aspecto alterado (coloração roxa).


• O membro estiver em posição anormal (deformação).
• A vítima sentir dificuldade ou impossibilidade de movimento.
• A vítima sentir muita dor, inchaço ou sensação de atrito no local.

5.1.1 Classificação

Fechada ou Interna
São fraturas em que não há o rompimento da pele.

Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras 59 e-Tec Brasil


Aberta ou Externa 5.1.2.3 Fratura de costelas
São fraturas em que o osso rompe a pele. Respiração difícil, dor intensa no tórax ao tentar se movimentar ou respirar.

Conduta 5.1.2.4 Fratura de fêmur e bacia


• Movimentar a vítima o mínimo possível. Dor intensa na região, dificuldade de movimentar-se.
• Mantenha o membro afetado na posi-
ção mais natural possível sem causar des- 5.1.3 Conduta
conforto para a vítima. • Mantenha a vítima imóvel
• Proteja a cabeça da vítima de maneira que ela não possa realizar movimen-
Por: Luan Santos
tos, não lateralize a cabeça e não a eleve.
• Afrouxe as roupas da vítima.
• Retire objetos que possam impedir a circulação como • Caso tenha que transportar a vítima, imobilize toda a vítima, coloque- a
pulseiras, relógios, etc. deitada sobre uma superfície rígida (tábua, porta, maca) e fixe com tiras lar-
• Coloque gelo ou compressas frias. gas em todo o corpo, tenha o cuidado de não movimentar a cabeça.
• Imobilizar o membro atingido com talas, que podem • Avalie constantemente os sinais vitais e observe sinais de choque.
ser de qualquer material rígido (madeira, papelão, re-
vista ou jornal dobrado).
• As talas deverão ultrapassar as articulações, acima e 5.2 Entorses
abaixo da fratura, devendo ser forradas com pano ou É uma lesão dos tecidos moles
outro material macio, para não machucar a pele da (cápsula articular e/ou ligamen-
vítima. tos) de uma articulação. Ocorre
• Fixe as talas com tiras de pano ou ataduras acima quando uma articulação é força-
e abaixo da fratura e das articulações mais próximas, da além do limite natural, como
não amarre no local da área fraturada. uma torção de pé, por exemplo. Apresenta dor intensa no local, inchaço,
• Se for possível atendimento rápido, não realize esses impossibilidade de movimentação da articulação.
procedimentos, deixe que a equipe de socorro o faça, pois eles dispõem de
material adequado para o mesmo. 5.2.1 Sinais e sintomas
• Em caso de fratura exposta, não tente colocar o osso no lugar, proteja a
fratura com gaze ou pano limpo antes da imobilização. - Dor profunda em torno da articulação;
- Incapacidade de movimentação. Pode até ocorrer sangramento na parte
5.1.2 Tipos de Fraturas interna do local lesado.

5.1.2.1 Fratura de crânio 5.2.2 Conduta


Dor local, sangramento pelo nariz, boca ou ouvidos, náuseas e vômitos,
tontura, inconsciência, alteração das pupilas. - Coloque compressa fria no local;
- Imobilize a área traumatizada;
5.1.2.2 Fratura de coluna - Dê analgésico via oral, para amenizar a dor;
Dor local, anestesia, formigamento, incapacidade de movimento dos mem- - Chame o médico ou leve a pessoa ao hos-
bros. pital.

Figura 5.1 - Entorse no tornozelo

e-Tec Brasil 60 Fundamentos e práticas na EAD Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras 61 e-Tec Brasil
Observação: A entorse mais comum é a de tornozelo, se você não teve, é 2 º Grau: Atinge camadas um pouco mais profundas da pele. Caracteriza-se
comum já ter conhecido alguém que teve. O pé incha, fica arroxeado, e dói por formação de bolhas e descamação das camadas superficiais da pele com
muito. Os sintomas podem variar um pouco. formação de feridas avermelhadas, úmidas e muito doloridas.

3 º Grau: Atinge todas as camadas da pele, podendo alcançar músculos,


5.3 Luxação nervos e ossos. Estas queimaduras apresentam secas, esbranquiçadas ou de
É o deslocamento das extremidades aspecto carbonizado com pouca ou nenhuma dor, devido à destruição de
ósseas que formam as articulações. células nervosas que transmitem a sensação de dor.
Os principais sinais são: Dor local,
deformação ao nível da articulação, 5.4.2.1 Conduta
inchaço, impossibilidade de movi- • Identificar e interromper imediatamente a causa do calor.
mentação. Deve-se proceder como • Caso a queimadura seja de 1º grau, utilize água ou compressas frias para
os casos de fraturas. aliviar a dor e faça a administração por via oral de líquidos.
• Caso a queimadura seja de 2º e 3º grau, resfrie o local com água ou com-
Fonte: www.adam.com
pressas frias, nunca utilize gelo ou água gelada.
• Se a vítima estiver em chamas, não a deixe correr, utilizar água fria, extintor
5.4 Queimaduras de CO2 ou abafar com um cobertor em último caso pedir que a mesma role
no chão.
5.4.1 Conceito • Retire roupas, pulseiras, jóias, relógios, que não estejam grudadas na pele
Toda e qualquer lesão decorrente da ação do calor sobre o organismo. da vítima.
• Proteja com pano limpo molhado em água e encaminhe-a a um hospital
A gravidade da queimadura é determinada pelos seguintes aspectos: ou aguarde a chegada do socorro.
• Faça a avaliação primaria da vítima. Identifique qual tipo, grau e extensão
• Grau da queimadura; da queimadura.
• Porcentagem queimada do corpo; • Não fure as bolhas e não utilize nenhum tipo de pomada ou produto ca-
• Gravidade da lesão; seiro na área afetada pela queimadura.
• Local da queimadura; • Controle os sinais vitais e observe sinais de choque.
• Complicações associadas (condições físicas ou mentais preexistentes); • A possibilidade de contaminação da lesão é grande (são principais causa
• Idade da vítima (idoso, com mais de 60 anos, e crianças, com menos de 5 morte).
anos reagem mal às queimaduras).
Observação: Nos casos de queimaduras de 1° grau, aquelas que temos em
5.4.2 Classificação Quanto a Profundidade casa ao tocar em uma panela quente, ou algo parecido, a indicação é não
1º Grau: Atinge apenas a epiderme (camada mais superficial da pele), sendo passar nada; mas algumas famílias já têm em casa pomadas específicas para
caracterizada por vermelhidão, dor local, inchaço e ressecamento da pele, queimaduras, que aliviam a dor e ajuda na restauração da pele. O problema
causada geralmente por exposição prolongada à luz solar ou contato breve é que algumas pessoas são alérgicas, então é importante só comprar quan-
com líquidos ferventes. do tiver certeza que pode usar.

e-Tec Brasil 62 Fundamentos e práticas na EAD Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras 63 e-Tec Brasil
5.4.3 Quanto a Extensão da Queimadura 5.4.4.2 Queimaduras elétricas
A gravidade de uma queimadura não se mede somente pelo grau da lesão, São produzidas pelo contato direto entre o corpo e a fonte elétrica. A gra-
mais também pela área atingida, na verdade, o risco de morte depende vidade é determinada pelo trajeto da corrente através do corpo. Pode gerar
muito mais da extensão das lesões do que do grau da queimadura. São lesões musculares, desordens elétricas do músculo cardíaco, lesões ósseas e
consideradas graves, as queimaduras que atingem mais de 15% do corpo, de órgãos vitais.
no caso de adultos e 10% para crianças até 10 anos. Para podermos avaliar
a extensão da SCQ Superfície Corpórea Queimada utilizamos a regra dos • Desligue a fonte de energia elétrica, se não for possível.
nove. (Tabela abaixo). • Afaste a vítima da fonte de energia com material isolante. Tome cuidado
com fios soltos e chão molhado.
• Para vítimas de choque elétrico observe se há parada cardiorrespiratória,
em caso afirmativo proceda com RCP – Ressuscitação cardiopulmonar. (ca-
pítulo seguinte).
• Procure locais de entrada e saída da corrente elétrica, ambos estarão lesa-
dos.
• Cubra o local com pano limpo e úmido
Figura 5.2 - Queimadura de 2º Grau
• Providencie socorro imediato.

Área Adulto Criança


5.4.4.3 Queimaduras químicas
Cabeça e pescoço 9% 18%
São inúmeros os produtos capazes de produzir queimaduras químicas. As
Membros superiors 9% 9%
extremidades, geralmente são os locais mais atingidos. A principal diferença
Tronco anterior 18% 18%
da entre a queimadura térmica e química, é
Tronco posterior 18% 18% que a última tem sua profundidade agrava-
Genitais 1% - da enquanto o agente químico permanece
Membros inferiors 18% 14% em contato com a pele.

Figura 5.3 - Queimadura Química


5.4.4 Queimaduras Especiais

5.4.4.1 Choque Elétrico • Retire roupas e acessórios contaminados com o produto.


Como em todos os acidentes, a prevenção é sem- • Lave o local de contato com água corrente e fria por 5 a 10 minutos.
pre a melhor forma de evitar problemas. Por isso, • Cubra o local com pano limpo e úmido
mantenha protegidas as tomadas no local onde • Providencie socorro imediato.
houver crianças, não deixe fios de eletrodomésti-
cos desencapados e não tente consertar fiações Atividades
elétricas sem a presença de um profissional.
Dividir a turma em grupos de 3 ou 4 alunos e demonstrar de forma prática,
Fonte: http://mauroeletricista.50webs.com
como proceder em cada um destes casos.

________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________

e-Tec Brasil 64 Fundamentos e práticas na EAD Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras 65 e-Tec Brasil
________________________________________________________________ Auto-avaliação
________________________________________________________________ Faça uma reflexão sobre o que deveria ser explicado melhor. Anote e tire
________________________________________________________________ esta/s dúvida/s.
________________________________________________________________
________________________________________________________________ Espaço do aluno
________________________________________________________________
________________________________________________________________ Anote todos os pontos que proporcionaram dúvidas ou não conseguiu en-
________________________________________________________________ tender. Discuta com os amigos da turma, não solucionando estas dúvidas
________________________________________________________________ apresente-a ao monitor responsável.

Exercícios Para consulta


Fratura, Entorses e Luxação Queimaduras

Qual a diferenças entre fratura, entorse e luxação? Se uma pessoa levasse É a quebra ou ruptura de qualquer osso Toda e qualquer lesão decorrente da ação do
do corpo humano calor sobre o organismo
uma queda de uma escada, o que você faria para ajudar, como identificaria
É uma lesão dos tecidos moles (cápsula
o que aconteceu com relação a estes três tipos de lesões? Gravidade da queimadura
articular e/ou ligamentos) de uma articulação
É o deslocamento das extremidades ósseas
Classificação quanto a profundidade
De forma prática como você socorreria uma pessoa que se queimou leve- que formam as articulações

mente? E no caso de uma queimadura grave (várias partes do corpo), como Classificação de fraturas: fechada e
Como proceder em caso de queimadura
aberta
você transportaria a vítima?
Como proceder nos casos de fratura, Queimaduras especiais (choque elétrico,
entorses e luxação química)
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________ Leituras complementares...
________________________________________________________________ Os sites abaixo contem informações sobre os temas abordados nesta aula,
________________________________________________________________ você pode conferir, caso queira complementar este conteúdo.
________________________________________________________________
________________________________________________________________ http://www.polmil.sp.gov.br/unidades/cprv/socorros.asp
________________________________________________________________ www.bombeirosemergencia.com.br
________________________________________________________________ www.drsergio.com.br
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________ Referências

Resumo GOMES, M. J; DOS SANTOS, C. Apostila de Primeiros Socorros do ETI do CEFET-RN.


Nesta aula estudamos sobre os sinais, sintomas e procedimentos das Fratu- Natal, 2008.
ras, Entorse, Luxações e Queimaduras.
HAFEN, B.; KARREN, K. FRANDSEN, K. Primeiros Socorros para estudantes. 7ª Ed.
São Paulo, Ed: Manole, 2002.

GUIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA. Hereditariedade, estilo de vida e primeiros socorros.


Revisão médica do Albert Einstein, v.5. São Paulo, Ed: Abril, 2008.

e-Tec Brasil 66 Fundamentos e práticas na EAD Fraturas, Entorse, Luxações e Queimaduras 67 e-Tec Brasil
Apresentação da disciplina

Você verá por aqui...

Nessa aula, você verá o conceito, sinais, sintomas e condutas no caso de


Ressuscitação cardiopulmonar (RCP) e Corpos estranhos.

Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) e Corpos Estranhos 69 e-Tec Brasil