Você está na página 1de 5

29/10/2018 CyberPhilosophy: Hannah Arendt e Crise da Educação

mais Criar um blog Login

CyberPhilosophy
Um novo campo da investigação filosófica.

domingo, 13 de abril de 2008

Hannah Arendt e Crise da Educação


Como já dediquei muitos posts à situação da educação em Portugal, no meu blogue
CyberCultura e Democracia Online, vou ser mais sintético nas teses que defendo,
confrontando-as com as perspectivas filosóficas de Hannah Arendt e de Theodor W. Adorno.
A tese fundamental limita-se a constatar que a educação em Portugal e no Ocidente está em
crise profunda e essa crise começa gradualmente a instalar-se após o 25 de Abril de 1974,
CiberFilosofia
devido à implementação de políticas erradas da educação. O resultado é visível: a escolas
portuguesas são cloacas comportamentais. Aquilo que a educação devia ter evitado instalou- J Francisco Saraiva de Sousa

se nas escolas: a barbárie. Porto/New York/San Francisco


Ver o meu perfil completo
Adorno definiu a barbárie como «algo muito simples»: apesar de viverem na civilização que
atingiu «o mais elevado nível de desenvolvimento tecnológico, as pessoas encontram-se
atrasadas de um modo peculiarmente disforme em relação à sua própria civilização, e não Arquivo do blogue
apenas por não terem na sua esmagadora maioria experimentado a formação nos termos ► 2010 (3)
correspondentes ao conceito de civilização, mas também por se encontrarem tomadas por
► 2009 (20)
uma agressividade primitiva, um ódio primitivo ou, em terminologia culta, um impulso de
destruição, que contribui para aumentar ainda mais o perigo de que toda a civilização venha ▼ 2008 (32)
a explodir, aliás uma tendência imanente que a caracteriza». Diante desta catástrofe ► Outubro (3)
civilizacional iminente, a tarefa mais urgente da educação é «desbarbarizar» a escola e ► Setembro (1)
reorientar todos os outros objectivos educacionais em função desta tarefa. A filosofia da
► Agosto (3)
educação de Adorno gira, portanto, em torno da «educação após Auschwitz», visando um
projecto educativo contra o regresso da barbárie. E eis que regressámos efectivamente à ► Julho (4)
barbárie. ► Junho (7)

Hannah Arendt desenvolveu a noção de crise (periódica) da educação em função da ► Maio (4)

experiência educativa americana, vendo nela um sinal da crise mais geral do ▼ Abril (2)
desaparecimento do senso comum: o fracasso e a renúncia do juízo humano. Esta crise deve- Hannah Arendt e Crise da Educação
se fundamentalmente ao impulso irracional «para igualar ou apagar tanto quanto possível as
Tradição e Preconceito: Hermenêutica de
diferenças entre jovens e velhos, entre dotados e pouco dotados, entre crianças e adultos, Gadamer
e, particularmente, entre alunos e professores». Este nivelamento por baixo consumou-se «à
custa da autoridade do mestre ou às expensas daquele que é mais dotado entre estudantes». ► Fevereiro (4)

As políticas e as reformas da educação facilitaram este colapso da educação. Hannah Arendt ► Janeiro (4)
destaca «três pressupostos básicos»:
► 2007 (68)
1. O Mundo Autónomo das Crianças. O primeiro pressuposto é «o de que existe um mundo
autónomo da criança e uma sociedade autónoma formada entre crianças, e que se deve, na
medida do possível, permitir que elas governem. Os adultos estão aí apenas para auxiliar Pesquisar neste blogue
esse governo». Pesquisar

Ora, este pressuposto emancipa a criança da autoridade dos adultos e, na escola, mina a
autoridade dos professores, ao mesmo tempo que não a liberta da «tirania da maioria», a Os meus blogues
autoridade do grupo etário de que faz parte. Convém acrescentar que esta autonomia do
CyberCultura e Democracia Online
mundo das crianças é fortemente reforçada e incentivada pelas modernas indústrias Dossier Filosofia Médica
culturais juvenis que lucram com esta criação de um universo juvenil à custa da perda da (7) - *Porto: Casa do
autoridade dos adultos, sejam eles pais ou professores. A tirania do seu próprio grupo Roseiral* Mais algumas
ideias para a elaboração
compar limita a capacidade de reacção das crianças, a qual «tende a ser ou o conformismo da Filosofia Médica: *1.*
ou a delinquência juvenil, e frequentemente é uma mistura de ambos». Em Portugal, com os
"filósofos" que temos, é
impossível fazer o *...
2. A Pedagogia e a Escola dos Professores. O segundo pressuposto básico está relacionado
Há 4 anos
com o ensino: «Sob a influência da Psicologia moderna e dos princípios do Pragmatismo, a
Pedagogia transformou-se numa ciência do ensino em geral a ponto de se emancipar Neurociências e Filosofia da Mente
Hiena Malhada:
inteiramente da matéria efectiva a ser ensinada». Segundo esta perspectiva, um professor é
Diferenciação Sexual - Os
«um homem que pode simplesmente ensinar qualquer coisa; a sua formação é no ensino e sábios da Antiguidade,
não no domínio de qualquer assunto em particular». entre os quais Aristóteles,
acreditavam que a hiena
malhada era
Deste pressuposto resulta a grave negligência da «formação dos professores nas suas hermafrodita. O erro era
matérias». Como profissional do ensino, o professor já não precisa conhecer a sua matéria e,

http://cyberself-cyberphilosophy.blogspot.com/2008/04/hannah-arendt-e-crise-da-educao.html 1/5
29/10/2018 CyberPhilosophy: Hannah Arendt e Crise da Educação
por isso, raramente encontra-se «um passo à frente da sua turma em matéria de compreensível, porque a fêmea possui
um...
conhecimento». Numa tal escola dos professores-funcionários do ensino, os estudantes são Há 6 anos
efectivamente abandonados aos seus próprios recursos, com a bênção das novas
metodologias de ensino que dizem fomentar a investigação e o espírito crítico, e os próprios CyberBiologia e CyberMedicina
Hipócrates e Medicina
professores perdem a fonte mais legitima da autoridade do professor: «a pessoa que sabe Grega - Endossando a
mais e que pode fazer mais que (os alunos)». O pior é que a figura do «professor não- noção cientificamente
correcta enunciada por
autoritário, que gostaria de se abster de todos os métodos de compulsão por ser capaz de
Anaxágoras, Hipócrates
confiar apenas na sua própria autoridade, não pode mais existir». afirma que «do cérebro, e
apenas do cérebro,
3. A Teoria Moderna da Aprendizagem. Este segundo pressuposto está intimamente ligado surgem os nossos prazeres, al...
Há 7 anos
ao terceiro pressuposto básico sobre a aprendizagem. Este último pressuposto que encontrou
expressão conceptual sistemática no Pragmatismo, é «o de que só é possível conhecer e NeuroFilosofia
compreender aquilo que nós próprios fizemos, e a sua aplicação à educação é tão primária António Damásio:
Impulso Homeostático e
quanto óbvia: consiste em substituir, na medida do possível, a aprendizagem pelo fazer. O Cultura - «Sugiro que o
motivo pelo qual não foi atribuída nenhuma importância ao domínio que tenha o professor motor que impulsionou
da sua matéria foi o desejo de levá-lo ao exercício contínuo da actividade de aprendizagem, estes desenvolvimentos
culturais seja o *impulso
de tal modo que não transmitisse, como se dizia, "conhecimento petrificado", mas, ao invés homeostático*. As
disso, demonstrasse constantemente como o saber é produzido. A intenção consciente não explicações que assentam apenas nas
significativas e...
era a de ensinar conhecimentos, mas sim inculcar uma habilidade, e o resultado foi uma
Há 7 anos
espécie de transformação de instituições de ensino em instituições vocacionais que tiveram
tanto êxito em ensinar a dirigir um automóvel ou a utilizar uma máquina de escrever (hoje o Ciberpsicologia e Comportamento
Sexual
computador), ou, o que é mais importante para a "arte" de viver, como ter êxito com outras
Homossexualidades
pessoas e ser popular, quanto foram incapazes de fazer com que a criança adquirisse os pré- Masculinas: Uma
requisitos normais de um currículo padrão». Tipologia - A sexualidade
implica os dois sexos: o
sexo masculino e o sexo
O resultado é, como bem viu Hannah Arendt, a diluição da distinção entre brinquedo e feminino. Este é um
trabalho, a favor do primeiro. Esta dupla-substituição da aprendizagem pelo fazer e do constrangimento genético
trabalho pelo brincar promove a infantilização: «Aquilo que, por excelência, deveria que não pode ser transcendido. Até
mesmo os ima...
preparar a criança para o mundo dos adultos, o hábito gradualmente adquirido de trabalhar Há 9 anos
e de não brincar, é extinto em favor da autonomia do mundo da infância». Daqui resulta
que, sob o pretexto de respeitar a independência da criança, esta é infantilizada até à vida
adulta avançada e, portanto, «excluída do mundo dos adultos e mantida artificialmente no Actualizações
seu próprio mundo». A relação de ensino e de aprendizagem entre adultos e crianças é
Escola Filosófica
extinta, ao mesmo tempo que esta retenção da criança no seu próprio mundo oculta «o
Filosofia no Enem - 2005 até 2015
facto de que a criança é um ser humano em desenvolvimento, de que a infância é uma etapa Há 5 meses
temporária, uma preparação para a vida adulta».
Páginas de Filosofia
A Brief Introduction to the Philosophy of
Estes três pressupostos destruíram o sistema educativo, porque, «na medida em que procura
Information, de Anthony Beavers
estabelecer um mundo de crianças, (a educação moderna) destrói as condições necessárias Há 2 anos
ao desenvolvimento e crescimento vitais», adiando indefinidamente a sua entrada no mundo
Telegrapho de Hermes
público dos adultos, sem que ninguém assuma a responsabilidade (colectiva) pelo mundo.
William C. Wimsatt: A Filosofia Desce à
Esta perda da autoridade foi iniciada na esfera política e, actualmente, invade a esfera Vida
escolar e a esfera privada do lar. Até mesmo os pais recusam-se a assumir a responsabilidade Há 3 anos

pelo mundo ao qual trouxeram as crianças e a escola deixou de ensinar às crianças como o
Histórico-Filosóficas
mundo é. A barbárie instalou-se em todas as esferas da sociedade e, com a perda da Coisas da Filosofia: Racionalidade prática
autoridade e o não-respeito pela tradição, o poder corre o risco de ser vencido nas ruas pela Há 3 anos

violência. Desbarbarizar o Ocidente é actualmente a tarefa mais urgente que deve ser
A INFÂNCIA NA LITERATURA ,
levada a cabo pelo poder político esclarecido pela Filosofia e não pela miséria dos modelos ESCOLA , CINEMA E COTIDIANO
oriundos das ciências sociais, em particular da sociologia e da psicologia, os quais
contribuíram para a destruição da educação para o conhecimento, a emancipação e a «(a)Mar Pedra»

cidadania responsável, contra a barbárie. (Veja este post Violência Escolar e Barbárie.) il postino

J Francisco Saraiva de Sousa

Os Meus Elos
Publicada por J Francisco Saraiva de Sousa à(s) 05:33
Café Filosófico de Évora
Etiquetas: Filosofia da Educação, Imaginação Política
Cegueira Lusa
Ciberpsicologia e Comportamento Sexual
Sem comentários: CyberBiologia e CyberMedicina

Enviar um comentário CyberCultura e Democracia Online


David Chalmers
Diário de um Sociólogo
Hiperligações para esta mensagem Escola Filosófica

Criar uma hiperligação Fragments of Consciousness


Fundação Mário Soares
Fórum Filosofa

Mensagem mais recente Página inicial Mensagem antiga Histórico-Filosóficas


Hípias Maior
http://cyberself-cyberphilosophy.blogspot.com/2008/04/hannah-arendt-e-crise-da-educao.html 2/5
29/10/2018 CyberPhilosophy: Hannah Arendt e Crise da Educação
Subscrever: Enviar comentários (Atom)
Il NuovoPostino
Infância Brasil
Intervenção Maia
Neurociências e Filosofia da Mente
Neurofilosofia
O Mal Maior
Páginas de Filosofia
Rabiscos e Garatujas
Socióloga Avense
Telegrapho de Hermes

Seguidores

Mensagens populares
Max Horkheimer: Crítica da
Razão Instrumental
« Hoje a ideia de maioria,
privada dos seus fundamentos
racionais, assumiu um aspecto
completamente irracional. Toda
a ideia filosófica, éti...

ARTE E LIBERTAÇÃO: A teoria estética de


Herbert Marcuse
A TEORIA ESTÉTICA DE HERBERT
MARCUSE No seu ensaio Marxismo e o
Crítico Literário , G. Steiner distingue duas
correntes ou tendências na...

Henri Lefebvre e a Revolução


Urbana
« A sociedade urbana nasce
sobre as ruínas da cidade ». (
Henri Lefebvre ) 1. A hipótese
que guia os estudos de Henri
Lefebvre sobre o fen...

Alfred Schutz: Fenomenologia e


Sociologia
« A auto-evidência é o campo
do saber inquestionavelmente
certo. A perda da auto-evidência
abala este campo: sei cada vez
menos, por isso te...

NIETZSCHE E A CRÍTICA RADICAL DA


CULTURA MODERNA
In Reencontro com Nietzsche no 1º.
Centenário da sua Morte (1900-2000). Porto:
Granito, 2001, p.9-28. «Onde quer que se
busquem responsab...

NeuroAnatomia e NeuroFilosofia
PRINCÍPIOS GERAIS DE ORGANIZAÇÃO DO
CÉREBRO O cérebro situa-se dentro da caixa
craniana e ocupa cerca de 80% da sua
capacidade. Assenta à...

Tradição e Preconceito: Hermenêutica de


Gadamer
« A filosofia de Gadamer completa a teoria
ontológico-existencial da compreensão (de
Heidegger) e, simultaneamente, constitui a
base da sua ...

Fernando Pessoa: Poesia e


Homossexualidade
«Eu queria ser um bicho
representativo de todos os
vossos gestos Um bicho que

http://cyberself-cyberphilosophy.blogspot.com/2008/04/hannah-arendt-e-crise-da-educao.html 3/5
29/10/2018 CyberPhilosophy: Hannah Arendt e Crise da Educação
cravasse dentes nas amuradas, nas quilhas
Que comesse mastros,...

Filosofia da Ciência de Thomas S. Kuhn


Thomas S. Kuhn partilha com o seu tempo (P.
Duhem, A. Koyré, G. Bachelard, G.
Canguilhem ou mesmo Karl Popper) a ideia de
que a história da ...

Hannah Arendt e Crise da Educação


Como já dediquei muitos posts à situação da
educação em Portugal, no meu blogue
CyberCultura e Democracia Online , vou ser
mais sintético na...

Número total de visualizações


de página
103,194

Etiquetas
Antropologia Filosófica (24)
Arquitectura (3)
BlogScience (9)
Cinema (1)
Crítica da Ideologia (51)
CyberAntropologia (6)
CyberAntropologia e Filosofia (4)
CyberBiologia (5)
CyberEstética (20)
CyberMedicine e Filosofia Médica (10)
CyberPhilosophy (51)
CyberPhilosophy e Comunicação (21)
CyberPhilosophy e CyberBiologia (5)
CyberPhilosophy e CyberEstética (5)
CyberPhilosophy e CyberSociologia (3)
CyberPhilosophy e Linguística (3)
Cyberphilosophy e Matemática (3)
CyberSociologia (7)
Epistemologia (3)
Escola do Porto (2)
Estética (19)
Evolução (1)
Filosofia da Blogosfera (7)
Filosofia da Educação (4)
Filosofia da Linguagem (4)
Filosofia da Mente (4)
Filosofia da Religião (5)
Filosofia da Técnica (6)
Filosofia do Corpo (1)
Filosofia Sexual (3)
Fotografia (1)
História (17)
Imaginação Política (39)
Literatura (5)
Luso-Atrofia Cognitiva (8)
MetaFilosofia (3)
NeuroFilosofia (4)
Pintura (2)
Poesia (3)
http://cyberself-cyberphilosophy.blogspot.com/2008/04/hannah-arendt-e-crise-da-educao.html 4/5
29/10/2018 CyberPhilosophy: Hannah Arendt e Crise da Educação

Urbanismo (1)

Tema Marca d'água. Com tecnologia do Blogger.

http://cyberself-cyberphilosophy.blogspot.com/2008/04/hannah-arendt-e-crise-da-educao.html 5/5