Você está na página 1de 134

caderno

de questões

Euler de Freitas Silva Junior


João Pedro Alvarez Mateos
Luis Fernando Cordeiro
Ricardo Luiz de Mello

CIÊNCIAS DA NATUREZA Física


Química
E SUAS TECNOLOGIAS Biologia
© 2009 – IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor
dos direitos autorais.

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE
SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ

C986

Curso preparatório para o novo ENEM : caderno de questões : ciências da na-


tureza e suas tecnologias : física, química, biologia / Euler de Freitas Silva Junior...
[et al.]. - Curitiba, PR : IESDE Brasil, 2009.
il.
134 p.

ISBN 978-85-387-0811-7

1. Exame Nacional de Ensino Médio. 2. Física (Ensino médio) - Problemas,


questões, exercícios. 3. Química (Ensino médio) - Problemas, questões, exercícios.
4. Biologia (Ensino médio) - Problemas, questões, exercícios. I. Silva Junior, Euler
de Freitas. II. Inteligência Educacional e Sistemas de Ensino. III. Título. IV. Título:
Ciências da natureza e suas tecnologias.

09-4773. CDD: 373


CDU: 373.5

Capa: IESDE Brasil S.A.

Imagem da capa: Comstock Complete


Corel Image Bank
Creative Suíte
Digital Juice
Estúdio Portfólio
Getty Images
Istock Photo
Júpiter Images/DPI Images

Todos os direitos reservados.


IESDE Brasil S.A.
Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1.482 • Batel
80730-200 • Curitiba • PR
www.iesde.com.br
Física Física
Euler de Freitas Silva Junior
Sumário
Aula 1....................................................................................... 5

Gabarito........................................................................................ 9

Aula 2..................................................................................... 13

Gabarito...................................................................................... 17

Aula 3..................................................................................... 19

Gabarito...................................................................................... 23

Aula 4..................................................................................... 25

Gabarito...................................................................................... 29

Aula 5..................................................................................... 33

Gabarito...................................................................................... 37
Aula 1
QUESTÃO 1
As empresas concessionárias de energia elétrica espalhadas em todo o Brasil enviam mensal-
mente para seus clientes as popularmente conhecidas contas de luz. A figura a seguir mostra
uma parte de uma fatura desse tipo:

Mês faturado MAI/2006 Classificação RESIDENCIAL


Apresentação 12/05/2006 Ligação BIFÁSICA
Leitura atual 5604 12/05/2006 Medidor kWh 0000999999
Leitura anterior 5421 11/04/2006 Constante 1.00000000
Dias de consumo 31 Média anual kWh 174
Resíduo kWh Consumo médio em kWh 183
Próxima leitura 09/06/2006
CNPJ/CPF: 000.000.000-00
HISTÓRICO DE CONSUMO
MÊS/ANO CONSUMO MÊS/ANO CONSUMO MÊS/ANO CONSUMO MÊS/ANO CONSUMO
ABR/06 192 JAN/06 169 OUT/05 175 JUL/05 166
MAR/06 185 DEZ/06 186 SET/05 175 JUN/05 150
FEV/06 178 NOV/06 188 AGO/05 145 MAI/05 131

Entre as alternativas, qual apresenta o melhor motivo de não ser utilizada a unidade do sistema
internacional para o consumo médio de energia elétrica desse cliente? 5
a) se fosse utilizada a unidade do sistema internacional, o consumo de energia elétrica fica-
ria representado por números muito pequenos. Isso daria aos clientes uma sensação de
estarem utilizando pouca energia elétrica, provocando um aumento no consumo.
b) se fosse utilizada a unidade do sistema internacional, o consumo de energia elétrica fica-
ria representado por números fracionários. Isso faria com que os valores cobrados pelas
concessionárias acabassem tendo sempre uma parte representada em centavos de Real,
tornando os pagamentos mais complicados.
c) se fosse utilizada a unidade do sistema internacional, o consumo de energia elétrica ficaria
representado por números negativos. Isso geraria prejuízos à concessionária no momento
da cobrança.
d) se fosse utilizada a unidade do sistema internacional, o consumo de energia elétrica ficaria
representado por números que não corresponderiam à realidade. Isso aconteceria pois a uni-
dade de energia no sistema internacional não é válida para ser usada com energia elétrica.
e) se fosse utilizada a unidade do sistema internacional, o consumo de energia elétrica ficaria
representado por números bastante grandes. Isso tornaria sua interpretação complicada.
A – Pode ser instalada nas proximidades
QUESTÃO 2 de grandes centros utilizadores de energia
elétrica, mas oferece risco de contaminação
Na figura a seguir, em que uma trajetória
ambiental com seus subprodutos, além de pro-
orientada é mostrada como exemplo, temos
vocar a chamada poluição térmica das águas
dois corpos com velocidades escalares (v1
que utiliza (isso provoca redução da quantidade
e v2) de diferentes valores e sinais:
de oxigênio que fica dissolvido nelas).
V1 = - 2m/s V2 = 5m/s

O autor.
B – Trabalha com fonte renovável e limpa
de energia, mas tem que ser instalada em
+ locais propícios para a geração da energia
elétrica (o que nem sempre é próximo dos
Definindo-se rapidez, como o módulo da grandes centros), além de provocar o ala-
velocidade escalar de um corpo, podemos gamento de grandes áreas, impactando a
afirmar que: fauna, a flora e a população local.
a) dois corpos que têm a mesma rapidez C – Pode ser instalada nas proximidades
movimentam-se com a mesma velocida- de grandes centros utilizadores de energia
de escalar. elétrica, mas emite grande quantidade de
b) velocidade escalar é conceitualmente gases poluentes, além de também provocar
igual a rapidez. a poluição térmica das águas que são utiliza-
das para a movimentação das turbinas.
c) entre dois corpos, o que tem maior rapidez
é o que possui velocidade escalar maior. a) I A; II B; III C.

d) o chamado velocímetro, aparelho encon- b) I A; II C; III B.


trado no painel de carros, é um instru- c) I B; II A; III C.
mento que mede rapidez e não velocida-
d) I B; II C; III A.
de escalar como poderia se supor.
6 e) I C; II B; III A.
e) se a velocidade escalar de um móvel
aumenta, isso significa que ele está se
movimentando cada vez mais rápido. QUESTÃO 4
Ao longo da história da Física, diversas teo-
QUESTÃO 3 rias foram criadas com o intuito de descrever
fenômenos naturais e prever resultados a
Um dos maiores desafios tecnológicos da
respeito deles. Muitas dessas teorias foram
atualidade refere-se à geração e à utilização
tidas como válidas durante séculos ou milê-
de energia elétrica em grande escala sem
nios até que fossem substituídas por outras
provocar enormes impactos ambientais.
melhores, ou seja, mais capazes de explicar
Nesse sentido, assinale a alternativa que aquilo que abordavam. Observe a seguir
faz a correlação adequada entre o tipo de algumas concepções de alguns cientistas
usina geradora de energia elétrica e suas acerca do tema queda livre:
vantagens e desvantagens.
a) Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.) – se dois
I. Hidrelétrica corpos de massas diferentes forem aban-
II. Termelétrica donados simultaneamente de uma mesma
altura, o mais pesado chega antes ao solo.
III. Nuclear
b) Galileu Galilei (1564 – 1642) – se dois cor- •• A força de resistência do ar que age sobre
pos de massas diferentes forem abandonados o corpo em queda possui intensidade
em queda livre, simultaneamente, de uma diretamente proporcional ao módulo da
mesma altura, eles chegam ao solo juntos. velocidade desse corpo;
Depois de estudar essas ideias propostas •• No momento que a força de resistência
por Aristóteles e Galileu, um aluno resolve do ar que age sobre o corpo que caiu
fazer dois experimentos: atinge o valor de 20N, esse corpo possui
I. Ele solta da altura de 2 metros uma folha velocidade de módulo de 108km/h.
de papel e uma esfera de metal. Nesse a) 4 700J.
caso a esfera chega antes ao solo. b) 5 800J.
II. Ele amassa a folha de papel de forma c) 6 900J.
que ela fique com formato e tamanho
similares ao da esfera de metal e solta d) 8 000J.
ambos os corpos novamente da altura e) 9 100J.
de 2 metros. Nesse caso, os dois cor-
pos chegam juntos ao solo.
QUESTÃO 6
Em relação aos experimentos do aluno e
às concepções dos cientistas é correto As montadoras de automóveis investem
afirmar que: grandes quantias no desenvolvimento de
a) o experimento I confirma a veracidade tecnologias e produtos capazes de oferecer
da concepção A. mais segurança aos ocupantes dos veículos
que fabricam.
b) o experimento II confirma a veracidade
da concepção B. Entre os principais dispositivos com essa
função estão o freio ABS e o air-bag. A efi-
c) nenhum dos experimentos do aluno cácia deles está relacionada aos princípios
apresenta qualquer relação com as con-
cepções dos cientistas.
físicos apresentados em qual das alterna- 7
tivas a seguir?
d) o experimento I confirma a veracidade a) o freio ABS impede o travamento das ro-
da concepção B. das do carro e, com isso, o atrito entre
e) o experimento II confirma a veracidade os pneus e o solo tem maior intensidade,
da concepção A. pois é do tipo estático e não cinético. O
air-bag prolonga o contato do passagei-
ro com a superfície em que ele colide e,
QUESTÃO 5 consequentemente, diminui a intensida-
de da força de contato, de acordo com o
Durante a subida de uma grande monta- teorema do impulso.
nha, por acidente um escalador deixa cair
b) o freio ABS é capaz de reduzir a velocidade
um objeto de massa 2kg da altura de 500
do carro a um taxa constante, como num
metros. Determine a quantidade de energia
movimento uniformemente variado. O air-
mecânica perdida por esse objeto durante
bag tem como função aumentar a área de
a queda, sabendo-se que:
contato entre o passageiro e uma superfí-
•• A aceleração local da gravidade vale cie, diminuindo a pressão sobre ele.
10m/s2;
c) o freio ABS reduz a inércia do automóvel,
•• A velocidade inicial do corpo que caiu é retardando-o mais rapidamente. O air-bag
nula;
proporciona uma colisão perfeitamente de tempo, dois experimentos são realizados
elástica entre o passageiro e sua super- consecutivamente:
fície, evitando a perda de energia cinéti-
a) Uma pessoa em repouso em relação ao
ca desse sistema.
solo larga um pacote de açúcar sobre o
d) o freio ABS dissipa calor mais facilmente carrinho;
que os freios comuns, sendo mais efi-
ciente. O air-bag transforma toda energia b) a mesma pessoa, ainda em repouso em
cinética do passageiro em energia poten- relação ao solo, retira verticalmente o paco-
cial elástica e, com isso, promove rápida te de açúcar do carrinho.
e confortável desaceleração dele.
Em relação a esses dois experimentos, as
e) o freio ABS faz o coeficiente de atrito consequências são:
estático entre o pneu e o solo aumentar a) logo após A, o carrinho diminui sua velo-
gradativamente durante uma frenagem, cidade e, logo após B, a velocidade dele
intensificando-a. O air-bag impede que aumenta.
o passageiro sofra a ação de qualquer
tipo de força de contato e, consequente- b) logo após A, o carrinho não altera sua
mente, evita que ele fique sujeito a uma velocidade e, logo após B, a velocidade
resultante de forças muito intensa. dele aumenta.
c) logo após A, o carrinho diminui sua velo-
cidade e, logo após B, a velocidade dele
QUESTÃO 7 não se altera.
Os chamados satélites geoestacionários d) logo após A, o carrinho aumenta sua
têm aplicações cada vez maiores e mais im- velocidade e, logo após B, a velocidade
portantes nas telecomunicações. A respeito não se altera.
desses satélites, é correto afirmar que: e) logo após A, o carrinho não altera sua
a) a altura da órbita em relação ao nível do velocidade e, logo após B, a velocidade
8 mar é proporcional à massa do satélite. dele diminui.
b) seus planos orbitais podem ser quais-
quer, contanto que sejam paralelos ao
plano determinado pela linha do Equador.
c) todos se encontram à mesma altura em
relação ao nível do mar.
d) possuem período de translação de apro-
ximadamente 365 dias.
e) orbitam ao redor da Terra sem apresen-
tar aceleração.

QUESTÃO 8
Imagine a seguinte situação: um carrinho de
compras é empurrado sobre uma superfície
sem atrito e passa a se movimentar com
certa velocidade. Depois de certo intervalo
Gabarito

QUESTÃO 1 QUESTÃO 3
Alternativa E. Alternativa D.

Resolução: Resolução:

1kW.h = 1 . 1 000W . 3 600s 1kW.h = Hidrelétricas, apesar de usarem uma fonte


3  600  000J (isso significa que um único limpa e renovável de energia (a água), só po-
kW.h corresponde a três milhões e seiscen- dem ser instaladas em locais que permitam
tos mil joules. Assim, o consumo energético a formação de uma grande represa em que
mostrado na fatura da questão seria de ficará armazenada enorme quantidade de
183kW.h ou 658 800 000J). água que será utilizada na movimentação das
turbinas. Isso não permite que fiquem pró-
Se o joule (J) – unidade de energia no sistema ximas a grandes centros utilizadores dessa
internacional – fosse utilizado nas chamadas energia elétrica que será gerada (causando
contas de luz, o número que expressaria o muitas perdas nas linhas de transmissão).
consumo de energia elétrica de um cliente Além disso, as gigantescas áreas de alaga-
da concessionária seria exageradamente mento criam desequilíbrios ambientais ao
grande. Isso dificultaria o entendimento e modificarem o habitat de diversas espécies
a interpretação dessas faturas. de seres vivos e ainda provocam o desloca-
mento de muitas famílias que habitavam a
região antes de sua instalação.
QUESTÃO 2
Termelétricas podem ser instaladas pró- 9
Alternativa D. ximas aos grandes centros urbanos, mas
utilizam combustíveis fósseis para o aque-
Resolução: cimento da água (vapor) que movimenta
as turbinas. Nesse processo, surgem dois
Na realidade, os velocímetros apresentam problemas ambientais: a emissão de gases
uma denominação inadequada. Se fossem poluentes e desoxigenação dessa água.
velocímetros de verdade, deveriam indicar
o valor da velocidade dos carros a qualquer Nucleares também podem ser instaladas
instante, porém eles só marcam o módulo próximas aos grandes centros urbanos,
dela, ou seja, só medem a rapidez dos auto- mas utilizam materiais radioativos para o
móveis. Assim, o nome correto para esses aquecimento da água (vapor) que movimenta
instrumentos deveria ser tacômetro, visto as turbinas. Nesse processo, surgem dois
que o radical grego taqui – que aparece em problemas ambientais: o lixo radioativo que
palavras como taquígrafo e taquicardia – é gerado e a poluição térmica dessa água,
significa rapidez. que passa a ter menor quantidade de oxi-
gênio dissolvido.
EMi = 2 . 10 . 500 = 10 000J
QUESTÃO 4
No momento em que a força de resistência
Alternativa B. do ar que age sobre o objeto atinge o va-
lor de 20N, ela passa a ter um valor igual
Resolução:
ao peso do próprio objeto. A partir desse
A) Segundo Aristóteles, corpos mais pesa- instante, devido à situação de equilíbrio,
dos caem mais rapidamente que corpos o movimento realizado por ele passa a ser
mais leves. Essa sua concepção se deve a do tipo uniforme, ou seja, com a velocidade
dois fatos: o desconhecimento da força de constante de 108km/h (30m/s) até o mo-
resistência do ar e a crença no chamado mento em que chega ao solo. Assim:
lugar natural dos corpos (Aristóteles acre-
ditava que “elementos” como água e terra m.v 2
EMf = ECf + EPf EMf = +0
tendiam a se dirigir para o chão, enquanto o 2
fogo e ar tendiam a subir pelo fato de estes
serem seus lugares naturais. Por motivo EMf = 2 . 302/2 = 900J
similar, objetos mais pesados deveriam cair EMperdida = EMi – EMf
antes dos mais leves.)
EMperdida = 10 000 – 900 = 9 100J
B) Para Galileu, a força de resistência do ar
era a grande responsável por fazer corpos
diferentes chegarem ao solo em momentos QUESTÃO 6
distintos, mesmo quando abandonados
simultaneamente. Dessa forma, se fossem Alternativa A.
largados em queda livre (no vácuo ou com
resistência do ar desprezível) chegariam ao Resolução:
solo juntos. O freio ABS impede que ocorra o travamento
A experiência 1 mostra que a resistência do das rodas do carro. Com isso, durante a
ar sobre uma folha de papel aberta é muito frenagem, o atrito entre os pneus e o solo
10 se mantém do tipo estático. Caso as rodas
maior que na esfera de metal e, por esse
motivo, o papel chega depois ao solo. parassem de girar e apenas escorregassem
sobre o asfalto, a força de atrito passaria
O experimento 2 mostra que, quando a folha a ser do tipo cinético. Como o coeficiente
de papel é amassada e fica com formato e ta- de atrito estático é maior que o cinético,
manho parecido com a da esfera, ambas pas-
o não travamento das rodas permite uma
sam a sofrer resistência do ar desprezível e,
frenagem mais rápida e eficiente.
por isso, atingem o solo simultaneamente.
O air-bag faz com que o passageiro sofra
Assim, o experimento 2 confirma a concep-
uma colisão contra uma superfície que se
ção B.
deforma aos poucos. Com isso, o tempo de
atuação da força de contato entre o air-bag e
QUESTÃO 5 o corpo do passageiro aumenta. Segundo o
teorema do impulso (IFr = Q – Qo Fr . t =
Alternativa E. Q – Qo), se o intervalo de tempo aumenta, a
intensidade da força diminui e, consequen-
Resolução:
temente, o risco de danos à saúde de quem
EMi = ECi + EPi EMi = 0 + m . g . h está no veículo diminui.
Essa é uma força externa ao sistema cons-
QUESTÃO 7 tituído pelo pacote de açúcar e o carrinho
e, assim, esse não é um sistema isolado.
Alternativa C.
Assim, a quantidade de movimento desse
Resolução: sistema não permanece constante (diminui),
mantendo-se a velocidade do carrinho, mas
Satélites geoestacionários são satélites que diminuindo-se a massa em movimento.
orbitam ao redor da Terra com a mesma
velocidade angular dela. Isso lhes confere Outra forma de se entender isso é pensar
a aparência de estarem parados em rela- que o agente físico que altera velocidade é
ção à superfície de nosso planeta. Outra força. Quando o pacote de açúcar é retirado
característica desse tipo de satélite é que verticalmente, não é aplicada nenhuma força
o período de translação deles precisa, horizontal a favor ou contra o movimento
necessariamente, ser igual ao período de do carrinho. Dessa forma, ele não acelera
rotação da Terra. nem desacelera, mantendo constante sua
velocidade.
De acordo com a Lei dos Períodos de Kepler,
o quadrado do período de translação de um
corpo que orbita ao redor de outro é direta-
mente proporcional ao cubo do raio médio
da órbita que ele descreve. Dessa forma,
como o período desse tipo de satélite é
determinado (24 horas), todos os satélites
geoestacionários orbitam à mesma altura
em relação ao nível do mar.

QUESTÃO 8
Alternativa C. 11
Resolução:

Experimento A) Quando o pacote de açúcar


é largado verticalmente sobre o carrinho,
esses dois corpos constituem um sistema
isolado (horizontalmente), pois o atrito entre
eles é uma força interna ao sistema. Assim,
como a quantidade de movimento desse
sistema deve permanecer constante, se
a massa total aumenta, a velocidade do
conjunto diminui.

Experimento B) Quando o pacote de açú-


car é retirado verticalmente, a pessoa que
o retira aplica nele uma força horizontal e
contrária a seu movimento (por inércia, o
pacote de açúcar também tenderia a con-
tinuar a se movimentar, como o carrinho).
12
Aula 2
QUESTÃO 1
No site <www.camara.gov.br>, no dia 4 de a) a mistura de unidades pertencentes a
março de 2009, foi postado um discurso diferentes sistemas de medida.
de um deputado federal. A seguir está
b) a utilização da unidade megawatt para
transcrita uma parte dele: “Somente nas
expressar valores de potência.
cidades de Bagé, Pedras Altas e Pinheiro
Machado serão instalados 4 parque eólicos, c) o uso da mesma unidade para a energia
que juntos produzirão 840 megawatts por eólica e energia elétrica.
hora. Esse total é superior à quantidade de d) a utilização da unidade megawatts por
energia elétrica gerada pela Usina Termelé- hora, quando uma correta unidade de
trica de Candiota, que atualmente gera 500 energia seria megawatts.hora.
megawatts [...]”
e) a escrita da unidade de potência com
Qual é a inadequação física cometida no inicial minúscula, visto que, sendo o
discurso? sobrenome de James Watt, deveria ser
grafada com letra maiúscula.

QUESTÃO 2
A tabela a seguir mostra a potência elétrica de alguns aparelhos eletrodomésticos, a quantidade
desses aparelhos numa residência e o tempo médio de utilização diária deles.
13

Aparelho Potência Quantidade Tempo


Lâmpadas 60W 5 2 horas
Geladeira 200W 1 24 horas
Televisor + DVD 200W 2 2 horas
Chuveiro elétrico 2 200W 1 1 hora
Máquina de lavar 800W 1 2 horas

Sabendo-se que o preço cobrado por cada kW.h de energia elétrica consumida depende do
consumo total, conforme mostra o próximo gráfico, determine em R$ o valor da conta mensal
dessa residência.
O autor.
Preço do KW.h (R$) QUESTÃO 4
0,6 Quando uma lâmpada incandescente é
0,56 ligada, a corrente elétrica percorre o seu
0,48
0,36
filamento de metal condutor, que se aquece
por efeito joule e emite energia luminosa.
0,2
No Brasil, por determinação judicial, a partir
de 13 de outubro de 1999, foi proibida a
0 50 100 150 200 250 fabricação de lâmpadas feitas para opera-
Consumo total (KW.h) rem na tensão de 120V e foi recomendada
a substituição por lâmpadas projetadas para
a) 80. funcionamento com 127V.
b) 100.
Assinale qual das alternativas a seguir
c) 120. apresenta uma explicação plausível para
d) 150. justificar essa determinação legal.
a) em muitas cidades brasileiras, a tensão
e) 180.
da rede elétrica é de 220V. Dessa for-
ma, as lâmpadas proibidas operavam
QUESTÃO 3 abaixo da tensão nominal e geravam
pouquíssima luminosidade.
De acordo com um fabricante, uma lâmpada b) na maioria das cidades brasileiras, a ten-
fluorescente cujos valores nominais são são da rede elétrica é de 127V. Assim,
11W/127V equivale a uma lâmpada incan- lâmpadas de 120V estariam funcionan-
descente de valores nominais 40W/127V. do com uma tensão acima da nominal,
Essa informação significa que: brilhando mais intensamente do que o
a) ambas transformam a mesma quantida- desejado e tendo durabilidade bastante
de de energia elétrica em energia térmi- diminuída.
14
ca e produzem a mesma luminosidade. c) na maioria das cidades brasileiras, a ten-
b) ambas transformam a mesma quanti- são da rede elétrica é de 120V. Assim,
dade de energia elétrica em energia tér- a substituição de lâmpadas de 120V por
mica, mas a luminosidade da lâmpada outras de 127V era uma forma de se
fluorescente é maior. gerar mais luminosidade com o mesmo
consumo de energia elétrica.
c) ambas transformam a mesma quanti-
dade de energia elétrica em energia tér- d) o custo de produção das lâmpadas de 127V
mica, mas a luminosidade da lâmpada é o mesmo que o de lâmpadas de 120V.
incandescente é maior. Assim, ambas chegam ao consumidor final
com o mesmo preço, mas a de 127V pro-
d) a lâmpada incandescente produz a mes-
duz maior luminosidade em qualquer ten-
ma luminosidade que a lâmpada fluores-
são, mostrando-se mais econômica.
cente, transformando menor quantidade
de energia elétrica em energia térmica. e) as lâmpadas de 120V só podem ser do
tipo incandescente, enquanto as de 127V
e) a lâmpada fluorescente produz a mesma
podem ser também fluorescentes, que
luminosidade que a lâmpada incandes-
são reconhecidamente mais econômicas.
cente, transformando menor quantidade
de energia elétrica em energia térmica.
potência numericamente parecida com a
QUESTÃO 5 de um adulto que não está desenvolvendo
atividade física intensa.
Em uma mesa plana e horizontal, é colocado
o ímã mostrado a seguir. O desenho repre- a) carregador de bateria de celular.
senta ainda algumas linhas de seu campo b) rádio relógio.
magnético. Uma bússola que parte do ponto
c) lâmpada incandescente.
P é deslocada, lentamente, realizando movi-
mento circular uniforme ao redor do ímã. d) forno micro-ondas.

Considerando desprezível o campo magné- e) chuveiro elétrico.


tico terrestre, ao final da primeira volta da
bússola, sua agulha terá completado, em QUESTÃO 7
torno de seu próprio eixo, um número de
voltas igual a:
A tabela a seguir mostra os efeitos fisioló-
gicos causados pela passagem de corrente
O autor.

elétrica entre as duas mãos de uma pessoa


(passando pelo coração):
N

Corrente
Efeitos fisiológicos
elétrica (A)
Princípio da sensação de choque,
0,001 a 0,01
dor tênue.
Paralisia muscular, dor severa,
0,01 a 0,1
dificuldade respiratória.
S

Fibrilação ventricular (geralmente


0,1 a 0,2
P fatal, se não houver intervenção).
Parada cardíaca com recuperação
N 0,2 a 1 possível desde que o choque ces-
S
se antes da morte.
15
a) 1/4 de volta. Queimaduras graves e não fatais,
1 a 10
se não atingirem os órgãos vitais.
b) 1/2 de volta.
c) 1 volta completa. Ela mostra que uma corrente elétrica de menor
d) 2 voltas completas. intensidade, às vezes, pode ser mais perigosa
do que outra maior, pois a fibrilação ventricular
e) 4 voltas completas.
(cessar das contrações normais do músculo
do coração) é fatal na maioria dos casos em
QUESTÃO 6 que o socorro inexiste ou é tardio.
A próxima tabela mostra a resistência em
Um adulto em repouso tem um consumo ohms (Ω) do corpo de uma pessoa em fun-
energético de praticamente 1,5kcal por mi- ção da diferença de potencial em volts (V)
nuto para manter sua atividade metabólica. entre suas mãos e as condições de umidade
Sabendo-se que uma caloria corresponde a de sua pele.
aproximadamente quatro joules, determi-
ne qual dos aparelhos a seguir apresenta
Tensão que os tubarões se aproximavam dos
Resistência do corpo conforme as con- eletrodos, ferozmente os atacavam.
de con-
dições de umidade ( )
tato (V) •• Elefantes e gado bovino são capazes de
Pele Pele ouvir frequências infrassônicas (inaudível
Pele Pele
seca imersa
úmida molhada para o ser humano). Visto que frequên-
s/ suor em água
cias mais baixas propagam-se até mais
25 5 000 2 500 1 000 500
longe, elefantes podem comunicar-se
50 4 000 2 000 875 440
mesmo estando separados por distân-
250 1 500 1 000 650 325
cias de até 4 quilômetros.
Superior
1 000 650 400 200
a 250 •• Dentro do corpo de abelhas e trutas, os
cientistas encontraram cristais micros-
Em qual das alternativas a seguir um choque cópicos de Fe3O4 (mineral formado pelos
apresenta maior chance de causar morte. óxidos de ferro II e III). As células que
a) tensão entre as mãos (25V) e pele seca contêm esses cristais são ligadas ao sis-
sem suor. tema nervoso desses animais, ajudando-
b) tensão entre as mãos (50V) e pele úmi- os na orientação para locomoção.
da. •• Imagine um sistema de sonar mais
c) tensão entre as mãos (25V) e pele mo- sofisticado do que aqueles usados nos
lhada. mais modernos submarinos. Agora pen-
se que morcegos menores que a palma
d) tensão entre as mãos (250V) e pele
da sua mão possuem sistemas assim,
seca sem suor.
permitindo-lhes identificar a distância, a
e) tensão entre as mãos (superior a 250V) velocidade e outras características dos
e pele imersa em água. objetos que os rodeiam.
Entre os animais citados nas alternativas
QUESTÃO 8 a seguir quais possuem, respectivamente,
16 sentidos que se utilizam de campos magné-
Muitos animais possuem sentidos mais ticos e campos elétricos?
aguçados que os dos seres humanos ou a) aves de rapina e gado bovino.
até mesmo sentidos extras. Observe alguns
casos: b) abelhas e tubarões.

•• Algumas espécies de ratos produzem c) ratos e trutas.


urina e fezes que contêm substâncias d) tubarões e morcegos.
que absorvem e depois emitem radiação
e) abelhas e elefantes.
ultravioleta (UV). Aves de rapina são ca-
pazes de enxergar esse tipo de radiação
e conseguem identificar áreas de alta
densidade desses ratos para concentrar
seus esforços ali.
•• Alguns pesquisadores queriam saber que
tipo de sentido especial os tubarões e as
raias possuíam. Para descobrir isso, eles
ocultaram eletrodos na base de areia de
um tanque de tubarões e aplicaram uma
voltagem apropriada. O resultado? Assim
Gabarito
Para consumos acima de 250kW.h, o preço
QUESTÃO 1 de cada kW.h é de R$0,60. Assim, para um
consumo de 300kW.h, o valor a ser cobrado
Alternativa D. na conta de energia será de 300 . 0,6 = R$
Resolução: 180,00

Um erro conceitual bastante comum é trocar


a unidade de energia MW.h por MW/h, que
QUESTÃO 3
não tem qualquer significado físico. Vale
salientar que a unidade watt (W), utilizada Alternativa E.
para potência, já envolve a ideia de energia Resolução:
dividida por tempo e tem o mesmo signifi-
cado de joule por segundo (J/s). Obviamente, lâmpadas são aparelhos des-
tinados a produzir luminosidade. Assim, se
o fabricante afirma que as duas lâmpadas
QUESTÃO 2 se equivalem é porque produzem a mesma
luminosidade. Como a potência nominal da
Alternativa E. lâmpada fluorescente (11W) é menor que a
Resolução: da lâmpada incandescente (40W), a primeira
transforma menor quantidade de energia
Lâmpadas P = 60 . 5 = 300W elétrica em energia não elétrica (luminosa
e térmica). Assim, usando (f) como índice
En = P . t En = 300 . 2 = 600W.h da lâmpada fluorescente e (i) como o da
incandescente, tem-se:
Geladeira P = 200 . 1 = 200W 17
ELuminosa (f) + ETérmica (f) < ELuminosa (i) + ETérmica (i)
En = P . t En = 200 . 24 = 4 800W.h
Visto que ELuminosa (f) = ELuminosa (i) (luminosida-
des iguais), essa equação pode ser reescrita
Televisor + DVD P = 200 . 2 = 400W
assim:
En = P . t En = 400 . 2 = 800W.h
ETérmica (f) < ETérmica (i)

Chuveiro P = 2200 . 1 = 2 200W


QUESTÃO 4
En = P . t En = 2200 . 1 = 2 200W.h
Alternativa B.
Máquina de lavar P = 800 . 1 = 800W
Resolução:
En = P . t En = 800 . 2 = 1 600W.h
Na maioria das cidades brasileiras, a tensão
da rede elétrica é realmente de 127V. Dessa
Energia total por dia: 600 + 4 800 + 800 + forma, as lâmpadas de 120V que eram pro-
2 200 + 1 600 = 10 000W.h = 10kW.h duzidas e usadas antigamente trabalhavam
com uma tensão acima da nominal. Isso
Energia por mês: 10 . 30 = 300 kW.h fazia com que elas ”queimassem” mais
rapidamente do que deveriam (durabilidade
cerca de 54% menor), gerando um problema
de economia popular. Em defesa do consu- Com exceção da lâmpada incandescente,
midor, a partir de 1999, uma determinação os outros aparelhos possuem potência
legal proibiu a fabricação das lâmpadas de aproximada muito menor ou muito maior
120V, sendo que a comercialização delas que 100W:
foi desautorizada pouco tempo depois.
Carregador de bateria de celular (5W).

QUESTÃO 5 Rádio relógio (5W).


Forno micro-ondas (1 200W).
Alternativa D.
Chuveiro elétrico (3 500W).
Resolução:
De início, o polo norte da agulha estará apon- QUESTÃO 7
tando para o polo sul do ímã. Enquanto ela
for deslocada, a agulha dará meia-volta para Alternativa D.
cada 90o que a bússola completar. Assim,
em 360o da bússola, a agulha completa 2 Resolução:
voltas. Vide figura a seguir: a) U = R . i 25 = 5 000 . i i = 0,005A
(princípio de choque, dor tênue).
O autor.

N
S b) U = R . i 50 = 2 000 . i i = 0,025A
(paralisia muscular, dor severa).
c) U = R . i 25 = 1 000 . i i = 0,025A
(paralisia muscular, dor severa).
N

d) U = R . i 250 = 1 500 . i i = 0,167A


(fibrilação ventricular).
S S
N N e) U = R . i 250 = 200 . i i > 1,25A
(queimaduras graves).
18
QUESTÃO 8
S

Alternativa B.
N
S
Resolução:
Pelos textos, podemos identificar o seguin-
QUESTÃO 6 te:
Abelhas utilizam campos magnéticos (sua
Alternativa C.
orientação se dá pelo campo magnético
Resolução: da Terra e pela presença de magnetita em
determinadas células);
E = 1,5kcal = 1,5 . 103 . 4 = 6 000J
Tubarões utilizam campos elétricos (eles
t = 1min = 60s percebem a presença de eletrodos em re-
pouso, então percebem os campos elétricos
P = E/ t P = 6 000/60 P = 100W
gerados por eles).
Aula 3
Euler de Freitas Silva Junior
QUESTÃO 1
Em filmes de ficção científica, como o lendá- b) as naves espaciais jamais poderiam
rio “Star Wars” de George Lucas, é comum travar combates no espaço, pois, no vá-
vermos cenas em que naves espaciais cuo, só conseguem realizar movimento
travam combates em que seus tripulantes retilíneo e uniforme.
disparam feixes de laser. Quando uma
c) nas explosões das naves seria impossí-
dessas naves é atingida, normalmente ela
vel ouvir qualquer barulho, visto que as
explode, produzindo um estrondo que pode
naves espaciais estão no vácuo, onde o
ser ouvido em todo seu entorno.
som não se propaga.
Qual erro físico é cometido neste tipo de d) no espaço, as naves não sentem a ação
cena, com o intuito de tornar o filme mais de forças gravitacionais e, por isso, é
atraente e rico em detalhes? impossível que sejam tripuladas.
a) o laser é um tipo especial de luz, que só
e) o estrondo produzido nas explosões das
se propaga em meios materiais. Como
naves não pode ser ouvido em todo o
as naves espaciais se encontram no
entorno delas, pois, como o som não
vácuo, jamais poderiam emitir os raios
sofre difração, ele só se propaga na di-
laser.
reção em que é emitido.

QUESTÃO 2
19
Maurits Cornelis Escher (1898-1972) foi um artista gráfico holandês conhecido pelas suas xilo-
gravuras, litografias e meios-tons. Suas construções impossíveis e seus padrões geométricos
impressionam pela criatividade e pelo realismo. Numa de suas obras mais famosas, ele mostra
três esferas diferentes, mas de tamanhos idênticos:
Domínio público.
A esfera da esquerda é feita inteiramente de cando a atriz num ponto qualquer do plano
vidro ou está preenchida por água, a do meio bissetor formado entre eles. Para atingir o
possui superfície metálica polida e permite objetivo desejado, o diretor deve pedir que
a visualização de um autorretrato de Escher, sua equipe técnica posicione os espelhos
enquanto a da direita é opaca. Sobre o que formando que ângulo entre eles?
se pode ver nessa obra e o que se conhece a) 45o
a respeito dos conceitos básicos da Óptica,
assinale a alternativa correta: b) 60o
a) só ocorre reflexão na esfera do meio. c) 72o
b) a esfera da esquerda é feita de um meio d) 90o
transparente, a central é constituída de e) 120o
um meio translúcido e a da direita é fei-
ta de um meio opaco.
c) na esfera da esquerda, o único fenôme-
QUESTÃO 4
no óptico que ocorre é a refração.
Dois alunos, enquanto conversam a res-
d) a esfera da direita parece ser branca, peito do que estão estudando em Óptica,
pois absorve a luz dessa cor e não refle- dizem:
te nenhum tipo de luz.
Aluno I) Eu considero a ideia de raios de
e) a esfera central funciona como um espe-
luz muito curiosa: tudo que enxergamos se
lho convexo, formando imagens virtuais,
deve ao fato de raios de luz atingirem nossos
direitas e menores dos objetos coloca-
olhos, mas os raios de luz em si não são
dos ao seu redor.
efetivamente visíveis.
Aluno II) Não concordo com nenhuma de
QUESTÃO 3 suas afirmações: primeiramente, nem tudo
que vemos se deve ao fato de raios de luz
Quando dois espelhos planos são associa- atingirem nossos olhos, pois corpos que são
20 dos, formando entre si um ângulo ( ) e um pretos absorvem luzes de todas as cores e
objeto é colocado no plano bissetor deles, não refletem nenhuma, mas, mesmo assim,
podemos observar a formação de certo nú- conseguimos vê-los. Em segundo lugar, raios
mero de imagens. A tabela a seguir mostra de luz são visíveis sim, pois, em noites com
como varia o número de imagens formadas neblina, quando acendemos o farol de um
em casos assim em função do ângulo entre carro, conseguimos visualizar perfeitamente
os espelhos: os raios luminosos que eles emitem.
Em relação à conversa desses alunos, po-
Número de demos dizer que:
Ângulo ( ) 360 /
o
imagens
a) o aluno I acerta em sua primeira afirma-
180o 2 1
ção, mas erra na segunda.
120o 3 2
72o
5 4 b) o aluno II acerta em suas duas afirma-
ções.
60o 6 5
c) o aluno I erra em sua primeira afirma-
ção, mas acerta na segunda.
Imagine que um diretor de cinema precise
que uma determinada atriz apareça 4 vezes d) o aluno II erra em suas duas afirma-
numa determinada cena. Sem contar com ções.
recursos de computação gráfica, ele resolve e) ambos alunos erram todas suas afirma-
fazer uma associação entre espelhos, colo- ções.
a) na adolescência, as cordas vocais das
QUESTÃO 5 mulheres costumam ser mais traciona-
das que a dos homens. Com isso, pas-
Quando uma corda sonora vibra, a frequên- sam a vibrar com frequências maiores,
cia do som que ela emite depende de alguns o que caracteriza a voz mais aguda dos
fatores. Para determinarmos que fatores são indivíduos do sexo feminino.
esses, podemos partir de duas equações:
b) na adolescência, o organismo mascu-
A) Equação de Taylor lino chega a produzir dez vezes mais
testosterona que o feminino. Essa dife-
v= T.L rença hormonal faz com que a muscu-
M latura dos homens se desenvolva mais
v velocidade de propagação da onda que a das mulheres, além de provocar
maior acúmulo de massa em suas cor-
T força com que a corda está tracionada das vocais. Com o espessamento, elas
passam a vibrar com menor frequência,
L comprimento da corda
o que caracteriza a voz mais grave dos
M massa da corda indivíduos do sexo masculino.
c) na adolescência, as cordas vocais dos
B) Equação fundamental da ondulatória homens costumam ser mais traciona-
das que a das mulheres. Com isso, pas-
v=λ.f sam a vibrar com frequências menores,
o que caracteriza a voz mais grave dos
v velocidade de propagação da onda
indivíduos do sexo masculino.
λ comprimento de onda d) na adolescência, o organismo feminino
f frequência da onda chega a produzir dez vezes mais testos-
terona que o masculino. Essa diferença
Vamos observar uma corda sonora de hormonal faz com que as mulheres acu-
comprimento L vibrando em seu primeiro mulem mais gordura em seus tecidos do
harmônico: que os homens, além de provocar uma 21
redução no comprimento de suas cor-
λ das vocais. Com o encurtamento, elas
O autor.

L=
2 passam a vibrar com maior frequência,
o que caracteriza a voz mais aguda dos
indivíduos do sexo feminino.
e) na adolescência, as cordas vocais dos
Igualando as equações anteriores, podemos homens costumam ser mais traciona-
obter uma equação para a frequência do das que a das mulheres. Com isso, pas-
som fundamental em cordas sonoras: sam a vibrar com frequências maiores,
o que caracteriza a voz mais grave dos
T.L T indivíduos do sexo masculino.
2L.f= f=
M 4L . M

Conhecendo esses cálculos e admitindo que QUESTÃO 6


as cordas vocais humanas têm comporta-
mento similar ao mostrado, qual das alter- Os algarismos usados para marcar o horário
nativas a seguir tem a melhor explicação em um relógio digital são formados por 7 tra-
para o fato de, na adolescência, geralmente ços que podem ficar apagados ou acesos. O
a voz dos homens ficar mais grossa que a desenho a seguir mostra, por exemplo, como
das mulheres. é representado o número 3:
Sobre essas frases, é correto afirmar que:
a) apesar de elas parecerem paradoxais,
estão completamente corretas.
b) a frase I é um paradoxo, enquanto a II
apresenta um erro conceitual.
c) a frase II é um paradoxo, enquanto a I
apresenta um erro conceitual.
d) apesar de as duas estarem corretas,
ambas são paradoxais.
e) ambas apresentam erros conceituais.

Considerando que os horários nesse relógio QUESTÃO 8


sejam marcados das 00:00 horas até as
23:59 horas, determine qual das alternati- Existem palavras que são utilizadas tanto
vas apresenta respectivamente: nas Ciências da Natureza quanto em nosso
linguajar comum. Em alguns casos, o signifi-
I. O horário correto, se um observador vê,
cado físico e o cotidiano são completamente
para esse relógio em frente a um es-
distintos, mas, em outros, são coincidentes.
pelho plano, uma imagem que registra
Entre as alternativas a seguir, qual mostra
22:10 horas.
uma palavra cujos significados em situações
II. Um horário em que não ocorre qualquer do dia a dia e em aplicações científicas são
mudança entre o objeto e a imagem idênticos?
apesar da reversão causada após refle- a) peso.
xão em um espelho plano.
b) calor.
a) 01:22, 02:20.
c) frequência.
b) 01:55, 05:50.
22 d) trabalho.
c) 01:55, 10:01.
e) massa.
d) 10:22, 01:10.
e) 10:55, 11:11.

QUESTÃO 7
Leia com atenção as duas frases a seguir:
I. Quando uma corda de um violão é toca-
da, uma onda transversal é produzida,
no entanto, o som que ouvimos corres-
ponde a uma onda longitudinal.
II. As ondas de rádio são ondas eletromag-
néticas, enquanto o som que ouvimos,
por exemplo, nos alto-falantes de um
rádio de carro, constitui uma onda me-
cânica.
Gabarito
objeto colocado entre dois espelhos asso-
QUESTÃO 1 ciados é dado pela seguinte expressão:
Alternativa C. 360°
n= –1
Resolução:
Para ter “4 atrizes” na cena, uma deve ser
O som não se propaga no vácuo, assim, nas realmente a atriz e as outras três devem ser
explosões vistas em filmes como o “Star suas imagens. Então, para n = 3, temos:
Wars”, só poderíamos ver o clarão produ-
zido, mas não poderíamos ouvir qualquer 360°
3= –1 = 90°
som. Se os filmes desse tipo obedecessem
a esse tipo de lei, ficariam fisicamente cor-
retos, mas muito chatos. QUESTÃO 4

QUESTÃO 2 Alternativa D.
Resolução:
Alternativa E.
Tudo que enxergamos se deve ao fato de
Resolução: raios de luz realmente atingirem nossos
Nas três esferas ocorre reflexão, sendo que olhos. Corpos pretos absorvem luzes de
na da esquerda ocorre também refração todas as cores e não emitem nenhuma luz,
e, na da direita, a reflexão é difusa e não mas não existe um corpo capaz de absorver
especular. 100% da luz que nele incide. Com isso, mes-
mo corpos aparentemente negros podem
Sobre os meios de propagação, a esfera sempre ser visualizados com a incidência
23
da esquerda é transparente, enquanto as de luz sobre eles.
outras duas são opacas.
Em relação aos raios de luz, eles efetivamen-
A esfera da direita mostra-se branca, pois te não podem ser vistos, mas, quando eles
absorve a luz branca e a reflete completa- incidem em partículas suspensas no meio
mente. em que se propagam, eles são refletidos
por essas partículas e, então, atingem os
A respeito da esfera central, ela constitui
nossos olhos.
uma superfície refletora convexa e, por-
tanto, conjuga imagens virtuais, direitas e Assim, as duas afirmações do aluno I são
menores dos objetos que se encontram no corretas e as duas do aluno II são erradas.
seu entorno.
QUESTÃO 5
QUESTÃO 3
Alternativa B.
Alternativa D.
Resolução:
Resolução:
O hormônio testosterona geralmente é en-
A tabela tem como função mostrar que o contrado em maior quantidade no organismo
número de imagens (n) formadas para um de homens. Além de esse hormônio tornar
a musculatura masculina mais desenvolvi-
da que a feminina, ele também promove o
QUESTÃO 8
acúmulo de massa nas cordas vocais dos
homens. Como consequência, essas cordas Alternativa C.
tendem a vibrar com menor frequência (vide Resolução:
equação), o que caracteriza a tendência de
voz mais grave (grossa) dos indivíduos de
sexo masculino. Significado Definição
Palavra
cotidiano científica
Peso Objeto de metal Força gravita-
QUESTÃO 6 usado para mus- cional entre
culação; sensa- um corpo e um
Alternativa C. ção de opressão astro celeste
devido a cansaço (P = m . g).
Resolução:
físico ou psico-
Reversão é um fenômeno que ocorre quando lógico; prestígio,
um objeto é colocado em frente a um espe- influência.
lho plano e sua característica é a mudança Calor Sensação que Energia que flui
entre os lados esquerdo e direito entre o se tem em um entre dois cor-
objeto e a imagem. ambiente aque- pos a diferentes
cido; animação; temperaturas
cordialidade. (sempre do mais
quente para o
mais frio).

I. Frequência Número de Número de


vezes que um vezes que um
fenômeno se fenômeno se
repete numa repete numa
certa unidade certa unidade
24 O horário correto é 01:55 horas. de tempo. de tempo.
Trabalho Serviço; tarefa; Grandeza que
II. 00:00, 01:10, 10:01 e 11:11. local em que se mede a quanti-
exerce a ativida- dade de energia
de profissional. que uma força é
QUESTÃO 7 capaz de trans-
ferir ou transfor-
Alternativa A. mar.

Resolução: Massa Comestível resul- Medida da


tante de mistura inércia de um
As duas frases estão corretas e, como as de farinha e corpo.
duas ondas mencionadas em cada frase líquido; multi-
são ondas distintas, o que temos é apenas dão; quantidade
a aparência de um paradoxo. apreciável de
substância geral-
mente pastosa.
Aula 4
Luis Fernando Cordeiro

O texto a seguir refere-se às questões 1 da velocidade da luz (c = 300 000km/s). A


e 2. energia necessária para que um ônibus es-
pacial alcançasse a velocidade de uma nave
Atualmente, somados os potenciais de pro- é da ordem de grandeza de 1021 J. Se toda
dução de energia das diversas usinas do essa energia cinética fosse transformada
planeta (hidrelétricas, nucleares, eólicas, em energia elétrica, aproximadamente por
termelétricas etc.), consegue-se transformar quanto tempo seria possível abastecer o
em energia elétrica, cerca de 500 000MW. planeta?
A partir desses valores é possível calcular
as correspondentes quantidades de energia a) 1 segundo.
elétrica produzidas em um dia, em um mês,
b) 1 dia.
ou em um ano. Para tal, basta multiplicar
a potência (W) pelo respectivo intervalo de c) 1 mês.
tempo (s). A tabela a seguir pode facilitar d) 1 ano.
esses cálculos.
e) 1 século.

Intervalo
correspondente QUESTÃO 2
Intervalo de tempo
(aproximado) em
segundos Aceleração é uma grandeza que mede a va-
riação da velocidade por intervalo de tempo. 25
Hora 3,6 . 103 Pessoas que viajam em aviões de grande
Dia (24h) 8,6 . 104 porte, no momento de levantar voo, expe-
Mês (30 dias) 2,4 . 106 rimentam acelerações muito maiores do
Ano (365 dias) 3,2 . 107 que em um carro de passeio, por exemplo.
No caso de aviões militares, a intensidade
Século (100 anos) 3,2 . 109
da aceleração chega a ser tão grande que
podem provocar desmaios, exigindo, assim,
de seus pilotos, treinamento apropriado.
QUESTÃO 1 Para acelerações maiores que 8g (oito vezes
a aceleração da gravidade, g = 10m/s2), de-
A energia solar não se transforma apenas pendendo do tempo de exposição, há risco
em energia elétrica. Ela pode se converter de morte.
em variadas formas de energia como, por
exemplo, em cinética (energia associada No teste anterior foi tratado o caso de uma
ao movimento). Por exemplo, um ônibus nave espacial que atingia a metade da velo-
espacial, desses atualmente em uso, possui cidade da luz. Teoricamente, uma velocidade
massa na faixa de 70 toneladas e atinge ve- alta como essa não deve trazer problemas
locidades próximas a 30 000km/h. Nos epi- para a saúde do ser humano, desde que
sódios de “Jornada nas Estrelas”, famoso a aceleração para atingi-la não ultrapasse
seriado de ficção científica, eram comuns as valores considerados seguros, ou seja, algo
naves atingirem velocidades iguais à metade em torno de 3g.
Aproximadamente quantos dias seriam acoplados à saída das bombas de álcool,
necessários para que um ônibus espacial um tubo transparente contendo certa quan-
atingisse 50% da velocidade da luz, manten- tidade deste combustível e, em geral, duas
do aceleração constante e compatível com bolinhas. Uma delas é pouca coisa mais
a integridade física dos tripulantes? densa que o álcool e, por isso, fica no fundo
a) 30 dias. do recipiente, tocando levemente a base do
tubo. A outra é pouca coisa menos densa e,
b) 60 dias. por isso, fica flutuando na superfície, com
c) 90 dias. uma pequena fração de seu volume fora do
álcool. A densidade do álcool é de aproxima-
d) 120 dias.
damente 0,8g/mL enquanto a água possui
e) 150 dias. densidade de 1,0g/mL.
Se o combustível for “batizado”, ou seja, se
QUESTÃO 3 comerciantes inescrupulosos adicionarem
quantidades de água maior que a permitida
por lei, a densidade do combustível assim
A Física nos ajuda a compreender muitas comercializado e a bolinha que
tecnologias. se encontra na irá
I. O movimento de um avião ou helicóptero . Isso permite ao consumidor
pode ser explicado pela Terceira Lei de observar a qualidade do produto que está
Newton. Suas hélices e/ou turbinas tro- comprando.
cam forças com o ar e, por isso, fora da
Para que a sentença anterior fique correta,
atmosfera, ou seja, no vácuo, o voo des-
os espaços devem ser preenchidos com as
ses tipos de aeronaves é impossível.
seguintes palavras:
II. No caso de um ônibus espacial, fora da a) diminui; parte de cima; descer.
atmosfera da Terra, gases são impeli-
dos no sentido contrário ao que se de- b) diminui; parte de baixo; subir.
seja deslocar e a reação desses gases c) aumenta; parte de baixo; subir.
26 se incumbe de garantir as variações no
d) aumenta; parte de cima; descer.
movimento. Novamente a Terceira Lei
de Newton explica o fato. e) diminui; parte de cima; subir mais ainda.
III. A necessidade de se utilizar cinto de se-
gurança em veículos pode ser explicada QUESTÃO 5
pela Primeira Lei de Newton.
Evangelista Torricelli, discípulo de Galileu
São verdadeiras as afirmações:
Galilei, mediu a pressão atmosférica, a nível
a) somente I e II. do mar, por meio de uma das experiências
b) somente II e III. mais famosas da história da ciência. Ele
fechou, como o polegar, a extremidade livre
c) somente I e III. de um tubo de ensaio com aproximadamente
d) todas. 1 metro de comprimento e completamente
cheio de mercúrio (figura I). Em seguida,
e) nenhuma.
mergulhou o tubo de cabeça para baixo em
uma cuba também contendo mercúrio e,
QUESTÃO 4 destapando-o, verificou que o nível da coluna
líquida descia um pouco, mas parava a uma
Nos postos de abastecimento de combustí- altura de 76cm acima do nível do mercúrio
veis para veículos, é comum encontrarmos, no recipiente (Figura II).
explosão, a pressão interna não deva ul-
Vácuo trapassar a 0,5atm da pressão externa.
Conclui-se que, em um voo a 7 000m
Hg 76cm de altitude, a pressão interna deve ser
Hg equivalente à pressão atmosférica em
Pa Pa
uma cidade a 2 000m.

São verdadeiras as afirmações:


Hg
Figura I. Figura II. a) I e II, apenas.
b) II e III, apenas.
O que equilibra a coluna de mercúrio,
impedindo-a de descer totalmente é a pres- c) I e III, apenas.
são da atmosfera. Em outras palavras, a d) todas.
pressão atmosférica equivale à pressão de
uma coluna de mercúrio de 76cm (Patm = e) nenhuma.
= 76cmHg = 1atm).
Conforme nos deslocamos para lugares aci- QUESTÃO 6
ma do nível do mar, a pressão atmosférica
varia conforme o gráfico a seguir. Um barco flutua graças ao empuxo. Foi Ar-
quimedes, um sábio grego, quem primeiro
P(atm) sugeriu a existência dessa força. Ela existe,
1,00 pois a pressão aumenta com a profundida-
de. Assim, o fundo do barco recebe pressão
0,80
maior que a parte superior, provocando o
0,60
surgimento de uma força vertical e para
cima, denominada empuxo. Se essa força
0,40 for igual ao peso do barco, teremos flutua-
ção, ou seja, parte do barco estará submer-
0,20 sa no líquido e parte dele estará fora. Por
isso, muitas embarcações possuem uma
27
0 linha vermelha pintada em seu casco, indi-
4 000 8 000 12 000 H(m)
cando o limite de segurança para o volume
I. Alguns recipientes contendo água mi- submerso, evitando naufrágios.
neral, muito usados em residências e
O empuxo pode ser calculado pela seguinte
em estabelecimentos comerciais, ficam
equação:
“de ponta cabeça” sobre uma base com
torneiras. A coluna de água não escoa E = d L . Vs . g
para fora do recipiente graças à pressão Onde:
atmosférica.
E empuxo
II. Caso a experiência de Torricelli seja
realizada em uma cidade que esteja a dL densidade do líquido
1 000m de altitude, a altura da coluna
sustentada pela atmosfera será de apro- Vs volume submerso
ximadamente 68 centímetros (cm). g aceleração da gravidade
III. Aeronaves que voam a altitudes eleva-
Em relação ao texto e à equação anterior, é
das precisam ser pressurizadas para
possível concluir:
que passageiros e tripulantes tenham
conforto. Considere que, em determina- I. Ao colocarmos mais carga em um na-
do modelo de avião, para evitar risco de vio, dentro dos limites de segurança, o
aumento do peso deve ser compensado à superfície, é necessário que seu peso
com um aumento do empuxo, assim, o se torne menor que o empuxo.
volume submerso deve aumentar.
São verdadeiras as afirmações:
II. O limite de carga a ser transportada em
um barco é determinado pelo máximo a) I e II, apenas.
volume submerso possível, dentro dos b) II e III, apenas.
limites de segurança.
c) I e III, apenas.
III. Você é o engenheiro encarregado de
d) todas.
uma empresa de transporte marítimo.
Uma embarcação, sob sua supervisão, e) nenhuma.
terá a primeira parte de seu percurso
em mar e a parte final através de um
grande rio. Como toda carga se destina QUESTÃO 8
a um local apenas, você conclui que a
embarcação deve sair com carga máxi-

IESDE Brasil S.A.


ma, pois ao passar para o rio o volume
submerso irá diminuir, aumentando ain-
da mais os níveis de segurança.

São verdadeiras as afirmações:


a) I e II, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I e III, apenas.
d) todas.
e) nenhuma.

28 QUESTÃO 7
A imagem anterior é de um brinquedo infantil,
constituído por uma caixa transparente,
cheia de água e com várias argolinhas
A Lei de Arquimedes e as Leis de Newton soltas. Por dentro da caixa, presos às pare-
ajudam a explicar os movimentos de um des laterais, existem vários pinos fixos em
submarino. Esse tipo de embarcação está posição vertical, onde as argolas devem
sujeita ao seu peso (força da gravidade, que ser encaixadas. Para isso, deve-se apertar
atua na vertical para baixo) e ao empuxo (for- um botão plástico, feito com material flexí-
ça exercida por fluidos, que atua na vertical vel, normalmente posicionado na base do
para cima). Desprezando possíveis atritos, brinquedo e em contato direto com a água.
é possível afirmar que: Ao apertá-lo, é como se “apertássemos” a
I. Admita um submarino flutuando na su- água, provocando deslocamentos nas argo-
perfície da água. Para que ele possa las. A explicação física para o funcionamento
submergir, é necessário que seu peso desse brinquedo é a Lei de:
supere o valor do empuxo. a) Pascal.
II. Para que um submarino fique em repou- b) Stevin.
so, totalmente submerso, é necessário
que seu peso seja maior que o empuxo. c) Arquimedes.
III. Para que um submarino que esteja total- d) Coulomb.
mente submerso possa subir, retornando e) Gauss.
Gabarito
150 000 000
QUESTÃO 1 30 =
∆t
Alternativa E. ∆t = 5 . 106 s

Resolução: Comparando com a tabela:

E=P.t ou E Intervalo correspondente


P= Intervalo de
t (aproximado) em
tempo
500 000 MW = 5 . 1011 W segundos
Hora 3,6 . 103
E Dia (24h) 8,6 . 104
Assim: P =
t Mês (30 dias) 2,4 . 106
Ano (365 dias) 3,2 . 107
1 . 1021
5 . 10 = 11
Século (100 anos) 3,2 . 109
t
t = 2 . 109 s
R.: dois meses ou 60 dias.
Comparando com a tabela:
QUESTÃO 3
Intervalo correspondente
Intervalo de
(aproximado) em Alternativa D.
tempo
segundos
Hora 3,6 . 103 Resolução:
I. Verdadeira. Aviões e helicópteros, atra- 29
Dia (24h) 8,6 . 104
vés de suas hélices e/ou turbinas, em-
Mês (30 dias) 2,4 . 106
purram o ar no sentido contrário ao que
Ano (365 dias) 3,2 . 107 se deseja deslocar. A reação do ar sobre
Século (100 anos) 3,2 . 109 a aeronave é que determina seu des-
locamento. Assim, é a Terceira Lei de
R.: 1 século (Obs.: embora o valor encontrado Newton que explica seus movimentos.
seja um pouco menor que um século, esta Por isso, no vácuo, é impossível que es-
é a resposta que mais se aproxima.) ses tipos de aeronaves se desloquem.
II. Verdadeira. As mudanças de direção,
QUESTÃO 2 sentido e valor da velocidade de uma
nave espacial são também determina-
Alternativa B. das pela Terceira Lei de Newton (ação
e reação). A nave impele gases (ação) e
Resolução: recebe deles a reação que determina as
“Aceleração é uma grandeza que mede mudanças em seu movimento.
a variação da velocidade por intervalo de III. Verdadeira. A Primeira Lei de Newton, ou
tempo”. Princípio da Inércia, afirma que corpos
∆v em movimento possuem a tendência
a= de manter o seu estado de movimento
∆t
(Movimento Retilíneo e Uniforme). Se o Pelo gráfico é possível determinar a pres-
carro frear bruscamente há uma tendên- são atmosférica na respectiva cidade
cia de os passageiros continuarem em que está a 1 000m de altitude:
movimento e, por isso, há necessidade
P(atm)
de se usar o cinto de segurança.
1,00

QUESTÃO 4 0,80

0,60
Alternativa C.
0,40
Resolução:
0,20
Se o combustível (álcool – 0,8g/mL) for
“batizado”, ou seja, se comerciantes ines-
0
crupulosos adicionarem quantidades de 4 000 8 000 12 000 H(m)
água (1g/mL) maior que a permitida por lei,
a densidade do combustível assim comercia- Patm = 0,9atm
lizado (aumenta) e a bolinha que se encontra
Por uma regra de três simples, podemos
na (parte de baixo) irá (subir). Isso se explica
concluir:
pois, como afirma o texto, a densidade da
bolinha de baixo era um pouco maior que a 76cmHg 1atm
do álcool. Adicionando água, a densidade
XcmHg 0,9atm
dessa bolinha passa a ser menor que a do
líquido (mistura do álcool com a água) e, por X = 68,4cmHg
isso, ela sobe.
Verdadeira.
III. Considerando que a pressão interna
QUESTÃO 5 em um determinado modelo de avião
não deva ultrapassar a 0,5atm da pres-
30 Alternativa A.
são externa, conclui-se que num voo a
Resolução: 7 000m de altitude, a pressão interna
I. Alguns recipientes contendo água mineral, deva ser equivalente a pressão atmos-
muito usados em residências e em esta- férica de uma cidade a 2 000m.
belecimentos comerciais, ficam “de ponta
P(atm)
cabeça” sobre uma base com torneiras.
1,00
A coluna de água não escoa para fora do
recipiente graças à pressão atmosférica. 0,80

Verdadeira. A pressão atmosférica equi- 0,60


libra a pressão da coluna de água e de
ar que estão dentro do recipiente. 0,40

II. Caso a experiência de Torricelli seja


0,20
realizada em uma cidade que esteja a
1 000m de altitude, a altura da coluna 0
sustentada pela atmosfera será de apro- 4 000 8 000 12 000 H(m)
ximadamente 68 centímetros (cm).
Em um voo a 7 000m (vide gráfico) a pres- III. Se um navio carregado com o limite má-
são externa é de 0,4atm. Como a pressão ximo de carga, passar da água salgada,
interna é de 0,5atm a mais que a externa, que é mais densa, para a água doce,
teremos que a pressão interna será de que é menos densa, aumenta o risco de
0,9atm. Pelo gráfico, conclui-se que esta naufrágio.
pressão equivale a de uma cidade que este-
ja a 1 000m do nível do mar, portanto, esta P=E
afirmação é falsa.
E = d L . Vs . g

QUESTÃO 6 Falsa.

Alternativa A. QUESTÃO 7
Resolução:
IESDE Brasil S.A.
Alternativa C.
E Resolução:
E=P I. Verdadeira. Se o peso for maior que o
empuxo, a força resultante terá dire-
ção vertical e sentido para baixo, pro-
vocando deslocamento também para
baixo.
II. Falsa. Para que o submarino fique em
P repouso totalmente submerso, é ne-
cessário que o empuxo e o peso sejam
iguais.
E = dL . Vs . g III. Verdadeira. Se o peso for menor que o
I. Ao colocarmos mais carga em um navio, empuxo, a força resultante terá direção
dentro dos limites de segurança, o au- vertical e sentido para cima, provocando 31
mento do peso deve ser compensado deslocamento também para cima.
com um aumento do empuxo, assim, o
volume submerso deve aumentar.
QUESTÃO 8
E = d L . Vs . g

Verdadeira. Alternativa A.

II. O limite de carga a ser transportada em Resolução:


um barco é determinado pelo máximo
A Lei de Pascal afirma que, variando a pres-
volume submerso possível, dentro dos
são em um ponto qualquer de um fluido,
limites de segurança.
todos os demais pontos dele sofrerão a
E máx = dL . V smáx . g mesma variação de pressão, provocando

assim os deslocamentos das argolinhas, as
Emáx = Pmáx quais poderão se encaixar nos pinos.

Verdadeira.
32
Aula 5
Luis Fernando Cordeiro
QUESTÃO 1
As propriedades físicas das substâncias zadas durante um dia. Quem quer engordar,
determinam sua utilização em determinadas deve consumir mais do que gasta. Quem
aplicações tecnológicas. Lâmpadas incan- quer emagrecer, deve gastar mais do que
descentes, por exemplo, funcionam graças ingere. São necessários cerca de 7 700kcal
ao efeito joule provocado pela corrente para se ganhar ou perder 1kg. Assim, atra-
elétrica que percorre seu filamento (aquele vés de um controle adequado, é possível
pequeno fio que fica dentro da lâmpada). atingir o objetivo desejado. Vamos a um
Por isso, esse filamento deve ser construído exemplo: um homem precisa de aproxima-
com material condutor elétrico. Para dois damente 2 300kcal/dia para suas necessi-
fios de mesmo comprimento e espessura, dades básicas. Se ele comer, durante um
sabe-se que a corrente elétrica é tanto maior dia, o cardápio descrito na tabela a seguir e
quanto menor a resistividade do material se, além do consumo básico de energia, ele
e, quanto maior a corrente, maior será a fizer uma caminhada de 1 hora (perdendo
quantidade de calor liberado por unidade cerca de 280kcal), pode-se concluir:
de tempo, provocando aquecimento do fio.
Para que um material possa emitir luz visível
em abundância, sua temperatura deve che- Quantidade
gar aos 3 000oC. Considerando apenas os Refeição Tipo de alimento de calorias
materiais e as características físicas apre- (kcal)
sentadas na tabela a seguir, escolha qual Café da Pão com manteiga 150
deles é o mais adequado para ser utilizado manhã
como filamento de uma lâmpada.
1 copo de leite 150 33
Almoço Porção de arroz 330
com feijão
Temperatura (8 colheres de
Resistividade sopa)
Material de fusão
(Ω . m) . 10-8
(oC) 10 folhas de alface 20
a) Prata 1,62 960 1 bisteca de porco 350
b) Cobre 1,69 1 083 (150g)
c) Alumínio 2,75 660 Lanche da Pedaço de torta 450
d) Tungstênio 5,25 3 380 tarde 1 copo de leite 150
e) Ferro 9,68 1 536 Jantar 2 fatias de pizza 700

I. Mantendo os níveis energéticos de sua


QUESTÃO 2 alimentação e de suas atividades físi-
cas, certamente esse homem emagre-
cerá a uma taxa de aproximadamente
Ganhar ou perder “peso” é uma questão de
1kg/mês.
energia. Deve-se controlar, sob orientação
médica, a quantidade de energia ingerida II. A quantidade de energia que se ingere
através dos alimentos e a quantidade de em um pedaço de torta equivale a aproxi-
energia gasta nas variadas atividades reali- madamente 1h e 40min de caminhada.
III. Mantendo os demais itens citados no tex-
to, se ele deixar de comer a torta e dimi-
QUESTÃO 3
nuir uma fatia de pizza, em um mês ema-
grecerá, aproximadamente, 1kg a mais. Com base nas especificações, calcule o
aumento de temperatura da água, em graus
São verdadeiras as afirmações: Celsius, ao passar por esse aquecedor.
a) somente I e II. a) 10.
b) somente II e III. b) 20.
c) somente I e III. c) 30.
d) todas. d) 40.
e) nenhuma. e) 50.

O texto a seguir refere-se às questões 3 e 4. QUESTÃO 4


Algumas residências utilizam energia Em relação ao texto e exercício anterior,
liberada na queima de gás de cozinha para verifique as proposições verdadeiras:
o aquecimento de água. Há aquecedores I. Se esse aquecedor for instalado numa
com as seguintes especificações em seus região em que o inverno é mais rigoro-
manuais técnicos: so, utilizando o limite máximo de suas
•• Vazão de água: 20L/min especificações, um bujão de gás de
13kg seria capaz de alimentá-lo por 10
•• Potência nominal: 30 000kcal/h horas.
•• Rendimento: 80% II. Se esse aquecedor for utilizado no limite
•• Pressão de funcionamento: 5mca máximo de suas especificações e, mes-
mo assim, a água não estiver quente o
•• Consumo máximo (GLP): 2,4kg/h suficiente para um banho, uma possibili-
34 A densidade da água é de 1kg/L e cada dade para solucionar o problema é dimi-
quilograma necessita de 1kcal para variar nuir a vazão, fechando um pouco mais
1oC em sua temperatura (1kcal/kg.oC). a torneira.
Este último valor é chamado de calor es- III. Caso a temperatura da água que sair
pecífico. desse aquecedor estiver excessivamen-
Com estes dados é possível calcular, te quente para um banho, mesmo que
a vazão seja máxima, aconselha-se di-
pela equação abaixo, a quantidade de
minuir a intensidade da chama, conse-
energia gasta na forma de calor para o
quentemente a potência.
aquecimento da água:
Q=m.c. São verdadeiras as afirmações:
Sendo: a) I e II.
Q  uantidade de calor gasta no pro-
q b) II e III.
cesso de aquecimento
c) I e III.
m massa aquecida
d) todas.
c calor específico
e) nenhuma.
variação de temperatura
O texto e o esquema a seguir referem-se às
QUESTÃO 5 questões 6 e 7.
No período de verão, a incidência da radia-
ção solar na Terra é maior que em outros O princípio de funcionamento de usinas
períodos do ano, elevando assim as tempe- termelétricas e nucleares é muito parecido.
raturas ambientes. Das radiações emitidas A energia térmica liberada, seja no processo
pelo Sol, a infravermelha é a principal pro- de fissão (no caso das nucleares), ou na
pagadora de calor, aquecendo, por exemplo, queima de algum tipo de combustível (gás,
nossas casas. Uma solução simples, barata carvão, petróleo, no caso das termelétri-
e ecologicamente correta, para melhorar o cas), é usada para vaporizar água e esse
conforto térmico de residências, é confec- vapor, sob pressão, provoca o movimento
cionar uma espécie de manta com caixinhas de uma turbina (energia cinética). Em segui-
de leite longa vida, a qual deve ser colocada da, no gerador, parte dessa energia cinética
entre o forro e o telhado. Estas caixas pos- é transformada em energia elétrica.
suem um de seus lados feito com material
Na sequência, o vapor passa por um
que reflete a luz. Se essa parte espelhada
condensador, onde perde calor para uma
estiver voltada para cima, há uma diminui-
ção no aquecimento da parte interior da outra massa de água, normalmente tirada
casa, principalmente se ela for coberta com de um rio. Ao perder calor, o vapor volta à
telhas de amianto. fase líquida e é bombeado novamente para
dentro da câmara de vaporização, para
Sobre esse tema, é possível afirmar que: assim reiniciar o processo. Abaixo está
I. A luz visível e o infravermelho são on- representado um esquema simplificado.
das eletromagnéticas com valores de

IESDE Brasil S.A.


comprimento de onda e frequência pró- Vapor
ximas. Por isso a superfície espelhada Gerador
reflete quantidades razoáveis desses
dois tipos de radiações, o que explica
Água Turbina
o conforto térmico que essa manta pro-
porciona para uma casa. Câmara de
35
vaporização Condensador
II. O infravermelho é um tipo de luz visível,
Bomba
de tonalidade vermelha escura, muito d’água Bomba
usada para pigmentação. d’água

III. Em regiões mais frias, como no sul do


Brasil, o fluxo de calor da parte interna Rio
da casa para a parte externa pode ser mi-
nimizado se o lado espelhado da manta
estiver voltado para baixo, ou seja, para
o interior da casa.

São verdadeiras as afirmações: QUESTÃO 6


a) I e II, apenas.
Considere uma termelétrica movida à gás
b) II e III, apenas. natural, capaz de queimar 2kg de combus-
c) I e III, apenas. tível por segundo, a uma temperatura de
1 227oC, liberando 5,0 . 107 J de calor para
d) todas. cada quilograma queimado. Uma parte des-
e) nenhuma. se calor é convertido em energia mecânica
na turbina e outra é perdida, no condensa-
dor, para a água do rio, que se encontra a a) I e II, apenas.
uma temperatura de 27oC. Uma máquina
b) II e III, apenas.
ideal, que obedece ao ciclo de Carnot, tem
um rendimento possível de ser calculado c) I e III, apenas.
pela equação: d) todas.
η = 1 – TF , e) nenhuma.
TQ
sendo TQ (temperatura da fonte quente, ou
seja, da queima do gás natural) e TF (tem- QUESTÃO 8
peratura da fonte fria, ou seja, da água do
rio), ambas expressas em kelvin. A tabela a seguir traz a quantidade de ener-
gia, em joules, referente a alguns meios de
Considerando a usina como uma máquina transportes movidos a combustíveis fósseis.
térmica de rendimento igual à metade de Analisando a tabela exclusivamente sob o
uma máquina que obedeça ao ciclo de Car- ponto de vista do consumo de energia/pas-
not, a potência gerada (em MW) será de: sageiro/km, o meio mais econômico é:
a) 40.
b) 80. Valor aproximado da
c) 160. energia consumida
Tipo de Transporte por passageiro
d) 320. por km
e) 640. (em joule)
a) ônibus 738
QUESTÃO 7 b) trem 1 160
c) motocicleta 1 477
Em relação ao texto, verifique as proposi- d) automóvel 2 321
ções verdadeiras: e) avião 3 798
36 I. Seja em uma usina nuclear, seja em
uma termelétrica, a energia térmica não
aproveitada na forma de energia elétrica
é transferida para a água do rio.
II. Independente da água do rio sofrer va-
riação de temperatura, não haverá im-
pacto ambiental para a fauna e a flora
dessa microrregião.
III. Quanto melhor for o rendimento térmico
da usina, ou seja, quanto mais energia
térmica for transformada em elétrica, me-
nor será o aquecimento da água do rio.
São verdadeiras as afirmações:
Gabarito
III.
QUESTÃO 1
1 pedaço de torta = 450kcal
Alternativa D.
1 fatia de pizza = 350kcal
Resolução:
Total ingerido a menos = – 800kcal/dia
Como o filamento da lâmpada atinge
3 000oC, ele deve ser constituído por mate- Em um mês: – 800 . 30 = – 24 000kcal
rial que não sofra fusão, ou seja, que não Cálculo da massa perdida em um mês:
derreta ao atingir tal temperatura. Dos ma-
teriais apresentados, o único cujo valor da 1kg 7 700kcal
temperatura de fusão é maior que 3 000oC
é o tungstênio. X – 24 000kcal
X = –3,1kg
QUESTÃO 2
Falsa.
Alternativa A.
QUESTÃO 3
Resolução:
I. Alternativa B.
Soma da energia ingerida: + 2 300kcal
Resolução:
Gasto básico de energia: – 2 300kcal
•• Vazão máxima de água: 20L/min
Caminhada: – 280kcal 37
•• Potência nominal máxima: 30 000kcal/h
Total: – 280kcal/dia •• Rendimento: 80%
Em um mês: 30 . (– 280) = – 8 400kcal Para uma hora de funcionamento em situ-
ação limite:
Cálculo da massa perdida em um mês:
1kg 7 700kcal Vazão:
X – 8 400kcal 20L/min . 60min = 1 200L
X = – 1,09kg
1 200L 1 200kg
Verdadeira.
Q=m.c.
II.
30 000 . 0,8 = 1 200 . 1 .
1 pedaço de torta = 450kcal
= 20OC
1 hora de caminhada = 280kcal
450
= 1,6 horas
280
Verdadeira.
QUESTÃO 4
Alternativa B.
Resolução:
I. Quantidade de gás do bujão: 13kg
Consumo máximo do aquecedor: 2,4kg/h
13
= 5,4horas
2,4
Falsa.
II. Verdadeira. Diminuindo a vazão, a mesma quantidade de energia será transferida para
uma menor quantidade de água. Assim, a água ficará mais quente.
III. Verdadeira. Diminuindo a potência, ou seja, abaixando a intensidade da chama, a água
que passar pelo aquecedor receberá uma menor quantidade de calor, aquecendo menos.

QUESTÃO 5
Alternativa C.
Resolução:
I. Verdadeira. Ao refletir o infravermelho (principal onda eletromagnética a transmitir calor)
o interior da casa aquece menos.
II. Falsa. Infravermelho não está na faixa possível de ser visível para o olho humano.
0.7 Vermelho

IESDE Brasil S.A.


0.4 Violeta
Banda padrão de rádio AM

38
Amarelo
0.6 Laranja
0.5 Verde
Rádio de ondas curtas

Azul
televisão, rádio FM

Micro-ondas

Visível
Ultravioleta

infravermelho
Rádio de ondas longas Raio X Raios Gama

105 104 103 102 10 1 10–1 10–2 10–3 10–4 10–5 10–6 10–7 10–8 10–9 10–10 10–11 10–12

Comprimento de onda (m)

III. Verdadeira. Se o lado espelhado estiver voltado par o interior da casa, parte do calor per-
dido na forma de radiação infravermelha será refletida de volta para dentro, melhorando o
conforto térmico nessa residência.
QUESTÃO 6 QUESTÃO 8
Alternativa A. Alternativa A.
Resolução: Resolução:
Cálculo do rendimento: Quanto menor o consumo de energia, mais
T econômico é o meio.
η=1– F
TQ
300
η = 0,5 . 1 –
1 500

η = 0,4 ou 40%
Cálculo da potência gerada (em MW)
E = 5,0 . 107 J/kg . 2kg . 0,4 = 4 . 107 J
E
P=
t
P = 4 . 107 J / 1s
P = 40MW

QUESTÃO 7
Alternativa C.
Resolução:
I. Verdadeira. A energia que não é apro- 39
veitada como elétrica é perdida, no con-
densador, para a água do rio.
II. Falsa. A presença da usina provocará
aquecimento na água do rio e isso sem-
pre provoca algum tipo de impacto am-
biental.
III. Verdadeira. Quanto mais energia térmi-
ca for transformada em elétrica, menos
calor (energia térmica) será transferido
para a água do rio.
40
Química
Química
João Pedro Alvarez Mateos
Química
Sumário
Aula 1..................................................................................... 43

Gabarito...................................................................................... 47

Aula 2 . .................................................................................. 51

Gabarito...................................................................................... 56

Aula 3..................................................................................... 59

Gabarito...................................................................................... 64

Aula 4..................................................................................... 71

Gabarito...................................................................................... 76

Aula 5..................................................................................... 81

Gabarito...................................................................................... 85
a Aula 1
QUESTÃO 1
Um dos produtos da queima incompleta de
c) apresentar fraqueza muscular e tonturas.
combustíveis que apresentam carbono em
sua estrutura como derivados de petróleo, d) ficar inconsciente.
gás natural entre outros, é o monóxido de e) morrer.
carbono (CO). Esse gás, ao entrar na corren-
te sanguínea se liga de forma estável com
a hemoglobina prejudicando o transporte QUESTÃO 2
de outros gases como o oxigênio, podendo
causar vários distúrbios ao ser humano. Lei seca aumenta rigor
contra motorista
A tabela a seguir traz a concentração de CO
no ar e os males que podem ser causados A lei seca, que prevê maior rigor contra o
ao homem. motorista que ingerir bebidas alcoólicas, foi
sancionada no dia 19 de junho de 2008.

Concentração Distúrbios A lei torna ilegal dirigir com concentra-


de CO (ppm )* em seres humanos ção a partir de dois decigramas de álcool
10 Nenhum
por litro de sangue. A punição para quem
descumprir a lei prevê suspensão da cartei-
Diminuição da
15 ra de habilitação por um ano, além de multa
capacidade visual
60 Dores de cabeça
de R$955 e retenção do veículo. 43
Tonturas e fraqueza A suspensão por um ano do direito de
100 dirigir é feita a partir de 0,1mg de álcool por
muscular
270 Inconsciência litro de ar expelido no exame do bafômetro
800 Morte
(ou 2dg de álcool por litro de sangue).
Acima de 0,3mg/L de álcool no ar expe-
*ppm (partes por milhão) = 1 miligrama de CO por quilograma de ar.
lido (ou 6 dg por litro de sangue),a punição
Uma garagem com as seguintes dimensões, inclui também a detenção do motorista (de
4m de comprimento, 4m de largura e 2,5m seis meses a três anos).
de altura tem aproximadamente 48kg de (Folha Online. Acesso em: 18 jun. 2009.)
ar atmosférico. Nessa garagem fechada foi
ligado um carro movido a gasolina durante
O tempo de metabolismo do álcool depende
um certo tempo, produzindo 2,88g de mo-
de algumas condições como massa corpó-
nóxido de carbono. Uma pessoa que esteja
rea e se o indivíduo está ou não alimentado
nessa garagem poderia:
no momento da ingestão da bebida. O gráfi-
a) ter diminuição de sua capacidade visual. co a seguir mostra a concentração de álcool
b) sentir dor de cabeça. no sangue de duas pessoas de mesma
massa que tomaram três latas de cerveja
cada, porém um estava em jejum e o outro
devidamente alimentado.
QUESTÃO 3
Ingestão de álcool Um líquido entra em ebulição na tempera-

Revista Pesquisa FAPESP n.o 57, setembro 2000. Adaptado.


g/L tura que sua pressão de vapor se iguala à
1,0 pressão ambiente. A seguir é dada a curva
em jejum
0,9
da pressão de vapor da água em atmosferas
após o jantar (atm) em função da temperatura.
0,8

Revista Pesquisa FAPESP nº 57,


setembro 2000. Adaptado.
0,7 5
Álcool no sangue

0,6 4

Pressão (atm)
0,5 3

0,4
2
0,3
1
0,2
0
0,1
0 20 40 60 80 100 120 140 160
Temperatura (˚C)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
Tempo após ingestão (horas)
O cozimento ocorre por conta de uma série
de reações químicas que acontecem pelo
Analise as afirmações: contato do alimento com a água em altas
I. Se no teste do bafômetro o motorista temperaturas.
tem no mínimo 0,1mg de álcool por litro
Sabendo que quanto maior a temperatura
de ar expelido, estará livre de multas,
maior a velocidade das reações, assinale
porém se estiver acima de 0,6g de ál-
a alternativa que traz a capital que, em
cool por litro de sangue estará sujeito a
44 ficar preso de seis meses a três anos.
uma panela aberta, um ovo cozinha mais
rapidamente.
II. Analisando o gráfico, em um mesmo in- a) São Paulo.
tervalo de tempo entre 0 e 8 horas, o
indivíduo em jejum tem maior concentra- b) Curitiba.
ção de álcool no sangue. c) Goiânia.
III. De acordo com a lei, o indivíduo em jejum d) Belo Horizonte.
pode dirigir após 8h depois da ingestão
e) Maceió.
das cervejas, já o indivíduo alimentado
após aproximadamente 5h30min.
QUESTÃO 4
Estão corretas:
a) I, apenas. É de senso comum que, no processo de
cozimento como citado no exercício anterior,
b) II , apenas. assim que inicia a fervura devemos abaixar
c) I e II, apenas. o fogo. Esse procedimento é:
d) I e III, apenas. a) errado, pois se nesse momento o fogo
for diminuído a temperatura diminui.
e) II e III, apenas.
b) errado, pois com esse procedimento a a seguir compara as quantidades dos íons
velocidade de cozimento diminui e ainda sódio e potássio em 100mL de um isotônico
com maior gasto de gás. comercial (I.C.) e a água de coco (A.C.).
c) correto, pois o alimento ficará mais ma-
cio e saboroso. K+ Na+
I.C. 10mg 45mg
d) correto, pois durante a ebulição de uma
substância pura a temperatura não varia, A.C* 150mg 60mg
e assim o cozimento ocorrerá no mesmo *valores médios
tempo, porém, economizando gás.
Sabe-se que para repor o potássio perdido
e) correto, pois diminuirá a evaporação da
em 1 hora de corrida são necessários 200
água.
mL de água de coco. Para cumprir o mesmo
papel, o volume de isotônico comercial que
QUESTÃO 5 deve ser ingerido é:
a) 500mL.
Resultado b) 600mL.
Paciente
g Hb*/ 100 mL de sangue
c) 3,0L.
Paciente 1 9,5
Paciente 2 12 d) 5,0L.
Paciente 3 10,5 e) 6,0L.
Paciente 4 11
*Hb: hemoglobina. QUESTÃO 7
O resultado acima refere-se a exames de um
certo tipo de anemia. Atribui-se o índice de O ciclo da água pode ser representado sim-
100% à dosagem de 16g Hb/ 100mL de san- plificadamente pelo desenho a seguir.
gue, e a partir daí são consideradas sadias 45
mulheres com índice superior a 70%. Saben- Frente fria
Nuvens
do que o método utilizado tem uma incerteza
de ± 0,5g Hb/ 100mL de sangue. A(s) mulher
(es) certamente sadia(s) é (são): Chuva

H 2O
a) paciente 1.
IESDE Brasil S.A.

b) paciente 2.
c) paciente 3.
d) paciente 4. Rio, lago, mar

e) paciente 2 e 4.

QUESTÃO 6
A destilação natural: o sol fornece energia
As bebidas conhecidas como isotônicos à água dos rios, lagos e mares causando a
são soluções salinas e tem como principal evaporação, que forma as nuvens. Em con-
finalidade a reposição de certos íons, prin- tato com uma frente fria, a água condensa
cipalmente após atividades físicas. A tabela e precipita na forma de chuva.
De acordo com essas informações é correto
afirmar:
a) Choveu, por isso esfriou.
b) Esfriou, por isso choveu.
c) O processo de evaporação é exotérmico.
d) O processo de condensação é endotér-
mico.
e) No esquema representado há um erro,
pois além da água evaporam também
os sais que nela estão dissolvidos.

QUESTÃO 8
Na bula de um certo medicamento seguem
os seguintes dados:

Informações ao paciente:
– Cada gota contém 6mg de analgésico.
– Deve ser ministrado em quantidades
de 4mg de analgésico por quilograma de
massa corpórea, porém, não pode exceder
240mg por dose.

Supondo que o paciente tenha 70kg, o nú-


46 mero de gotas em cada dose deve ser:
a) 20 gotas.
b) 30 gotas.
c) 40 gotas.
d) 50 gotas.
e) 60 gotas.
Gabarito
II. Correta. Analisando o gráfico temos que,
QUESTÃO 1 para um mesmo intervalo de tempo, en-
tre 0 e 8h , a concentração de álcool
Alternativa B.
no sangue do indivíduo em jejum (linha
Resolução: pontilhada) é maior que o alimentado.

ppm = 1mg de CO por quilograma de ar = 1 III. Correta. Na primeira hora, aproxima-


mg CO / kg de ar. damente, a concentração de álcool no
sangue dos dois indivíduos só aumenta,
Xmg de CO nesse momento estão bebendo as cer-
1kg de ar vejas.Após esse tempo a concentração
de álcool começa a cair, sugerindo que
Vamos determinar quantos miligramas de
agora temos apenas o metabolismo do
CO temos em 1kg de ar nessa garagem.
corpo consumindo o álcool ingerido.
Do enunciado:
Analisando, portanto, a parte descendente da
2,88g de CO em 48kg de ar curva, o indivíduo em jejum terá a concentra-
ção de álcool inferior a 2dg por litro de sangue
Como, 2,88g = 2 880mg temos:
(0,2g/L) após 8h e o indivíduo alimentado
2 880mg CO 48kg de ar depois de aproximadamente 5h30min.

Xmg CO 1kg de ar
QUESTÃO 3
X = 60mg CO
Alternativa E. 47
Determinamos que nessa garagem há 60
mg de CO em cada quilograma de ar ou Resolução:
seja 60ppm.
De acordo com o gráfico, ao nível do mar (P =
De acordo com a tabela, com essa con- 1atm) a água entra em ebulição a 100oC.
centração a pessoa poderia ter dores de
Adaptado de Revista Pesquisa FAPESP
nº 57, setembro 2000.

cabeça. 5

4
QUESTÃO 2
Pressão (atm)

Alternativa E. 2

Resolução: 1

I. Incorreta. O motorista está livre de mul- 0


tas se a concentração de álcool for infe- 0 20 40 60 80 100 120 140 160
rior a 0,1mg por litro de ar expelido (ou Temperatura (˚C)
2 dg de álcool por litro de sangue).
Nível do mar
Locais acima do nível do mar
Todos os outros locais estão acima do nível De acordo com os resultados temos que as pa-
do mar, logo a pressão atmosférica é menor cientes A e C com suas taxas máximas de he-
que 1atm e, portanto a água entrará em ebu- moglobina estão abaixo de 11,2g por 100mL
lição em temperaturas inferiores a 100oC. de sangue e, portanto são anêmicas.
Com isso, o ovo ao nível do mar cozinha
mais rapidamente, pois fica em contato com A paciente B com sua taxa mínima (11,5g)
a água numa temperatura mais elevada. está acima dos 11,2g de Hb por 100mL de
sangue, logo é sadia.

QUESTÃO 4 A paciente D com sua taxa mínima (10,5g)


está abaixo dos 11,2g e na máxima (11,5g)
Alternativa D. está acima dos 11,2g de Hb por 100mL de
sangue, portanto não podemos afirmar se
Resolução: é anêmica ou sadia. Nesses casos são su-
Uma substância pura, nos pontos de mu- geridos outros exames que utilizam outros
dança de estado físico (fusão e ebulição), a métodos para se fazer um diagnóstico mais
temperatura se mantém constante, ou seja, preciso.
enquanto houver água em ebulição (fervendo)
a temperatura não mudará, ao nível do mar, QUESTÃO 6
por exemplo, se mantém a 100oC, indepen-
dente da chama estar alta ou baixa. Alternativa C.

Resolução:
QUESTÃO 5
Água de coco.
Alternativa B.
100mL 150mg de K+
Resolução:
200mL X
Para 100mL de sangue.
48
16g 100% X = 300mg
X 70% Para repor o K+ em 1 hora de corrida temos
que ingerir 300mg desse íon. Para o isotô-
X = 11,2g nico comercial, o cálculo é o seguinte:

São consideradas sadias mulheres que Da tabela:


apresentam acima de 11,2g de hemoglobina 100mL de I.C. 10mg de potássio
em 100mL de sangue.
X mL de I.C. 300mg de potássio
Resultados:
X = 3 000mL = 3,0L
Incerteza g Hb/100mL Incerteza Para repor o potássio perdido em 1 hora de
Paciente
de – 0,5g de sangue de +0,5g corrida são necessários 3,0 litros do isotô-
paciente 1 9g 9,5 10g nico comercial.
paciente 2 11,5g 12 12,5g
paciente 3 10g 10,5 11g
paciente 4 10,5g 11 11,5g
Y = 40 gotas
QUESTÃO 7
O paciente deve tomar, por dose, 40 gotas
Alternativa B. de medicamento.
Resolução:
A e B – Observando o esquema determina-se
que a condensação ocorre com a chegada
da frente fria, por isso o correto é dizer:
ESFRIOU, POR ISSO CHOVEU.

C – Um processo exotérmico (libera calor) é


favorecido pela diminuição da temperatura,
no caso a condensação da água.

D – Um processo endotérmico (absorve


calor) é favorecido pelo aumento da tempe-
ratura, no caso a evaporação.

E – Os sais são compostos iônicos e por isso


apresentam pontos de ebulição muito eleva-
dos (o cloreto de sódio – NaCl – sal em maior
concentração na água do mar tem ponto de
ebulição próximo a 1 500oC) e por isso não
evaporam em condições ambientes.

QUESTÃO 8
Alternativa C.
49
Resolução:

1kg de massa 4mg de


corpórea analgésico
70kg de massa
X
corpórea

X = 280mg

Essa quantidade (280mg) ultrapassa o má-


ximo (240mg), logo o paciente deve ingerir
240mg por dose.

Como:

6mg de
1 gota
analgésico
240mg de
Y
analgésico
50
Aula 2
QUESTÃO 1 QUESTÃO 2
Combustíveis fósseis como carvão e deriva- Sabendo que na sequência de reações do
dos de petróleo apresentam como impureza exercício anterior a cada 32g de enxofre
certas quantidades de enxofre (S). (S) que reage ocorre a produção de 98g
de ácido sulfúrico (H2SO4) com rendimento
Na utilização desses combustíveis, o enxofre de 100%, Pode-se afirmar que a massa de
(S) reage com o oxigênio (O2) produzindo ácido formada na mesma sequência quan-
dióxido de enxofre (SO2), esse em contato do reagem 6,4kg de enxofre com 80% de
com o ar combina-se com O­2 e se transfor- rendimento é:
ma em trióxido de enxofre (SO3). O trióxido a) 17,34kg.
de enxofre reage com água produzindo
b) 15,68kg.
ácido sulfúrico (H2SO4). Essa sequência de
reações ocorre principalmente em regiões c) 18,34kg.
metropolitanas onde há tráfego intenso de d) 21,44kg.
veículos e explica parcialmente o que é a
e) 7,18kg.
chuva ácida.

A seguir são dadas algumas equações de


QUESTÃO 3
reações:
I. S + O2 SO2 O ar atmosférico despoluído e seco é cons-
II. S + O3 SO3 tituído pelos seguintes gases:
51
III. SO2 + ½ O2 SO3
Nitrogênio (N2) 78%
IV. SO2 + SO3 + 2 H2O 2 H2SO4 Oxigênio (O2) 21%
V. SO3 + H2O H2SO4 Argônio (Ar) 0,9%
Gás carbônico (CO2) 0,03%
A sequência de reações citadas no texto
estão corretamente representadas pelas Outros gases 0,07%
equações dos itens: (% em volume)
a) I, II e V.
Dessa grande mistura vamos destacar
b) II, IV e V. inicialmente o gás carbônico, que em con-
tato com a água produz o ácido carbônico
c) I, III e V.
(H2CO3).
d) II, III e IV.
Em uma chuva é comum a ocorrência de
e) III, IV e V. raios e relâmpagos e, nesse caso, o N2 reage
com O2 produzindo NO que se transforma em
NO2, esse em contato com a água produz
os ácidos nítrico (HNO3) e nitroso (HNO2).
Essa sequência de reações pode ser repre-
sentada por:
Raio
QUESTÃO 4
Em 1973, ocorreu a primeira grande crise do
N2(g) + O2 (g) 2 NO(g)
petróleo, e o preço do barril quadruplicou –
2 NO(g) + O2(g) 2 NO2 (g) e, é lógico, o Brasil sofreu grande impacto.
Por isso, em 1975, foi criado o Proálcool
2 NO2 (g)
+ H2 O HNO3(aq.) + HNO2(aq.) (Plano Nacional do Álcool), com a finalidade
Portanto, em um local despoluído, a chuva de produzir álcool anidro para se adicionar à
produz os ácidos carbônico (H2CO3), nítrico gasolina e assim economizar petróleo. Com
(HNO3) e nitroso (HNO2), todos em peque- o mercado do petróleo voltando ao normal, o
nas quantidades – e por isso essa chuva é Proálcool ficou esquecido, e por isso passou
levemente ácida. a se desenvolver lentamente. Agora, com a
nova crise do petróleo, a produção de álcool
Mas em regiões metropolitanas, onde estão
ganhou força. Estamos na era dos biocom-
as fábricas e o tráfego intenso de veículos,
bustíveis: além do etanol, temos também o
são lançadas na atmosfera quantidades
excessivas de CO2 e NO2, o que garante biodiesel – produzido a partir da mamona, do
maior produção dos ácidos carbônico, girassol, entre outros – que além de menos
nítrico e nitroso, sem contar que a maior poluentes, são renováveis.
parte do combustível utilizado é derivado de
A produção do etanol a partir da cana-de-
petróleo – como gasolina e óleo diesel – e,
-açúcar é dada pelo esquema a seguir:
portanto, sai dos canos de escapamento
óxido de enxofre que em contato com a Cana-de-açúcar
água produzem ácido sulfúrico (H2SO4) e
sulforoso (H2SO3).
Analise as afirmações: moagem

I. Em um ambiente não poluído, a chuva açúcar escuro


Refino açúcar branco
(C12H22O11)
52 é ácida devido a formação dos ácidos
carbônico, nítrico e nitroso. garapa
destilação
fermentação fracionada
II. Em um ambiente poluído, a chuva é melaço mosto álcool
muito mais ácida pelas maiores concen- etílico
(Etanol)
trações dos ácidos carbônico, nítrico e
nitroso, e ainda pela presença adicional
de ácido sulfúrico. Analise as afirmações:
III. Em 100mL de ar atmosférico despoluí- I. O Proálcool surgiu na segunda metade
do e seco, temos aproximadamente 78L do século XX, após uma grande crise do
de gás oxigênio. petróleo.
II. O melaço é constituído de açúcares
De acordo com o texto, estão corretas:
como a glicose, e sua fermentação pro-
a) I, apenas. duz o etanol, que, em seguida, é sepa-
b) II, apenas. rado do resto por destilação.
c) I e II, apenas. III. A fermentação ocorre sem a atuação de
agentes biológicos.
d) I e III, apenas.
e) II e III, apenas.
Estão corretas:
QUESTÃO 6
a) I, apenas.
b) II, apenas. A hematita é um minério de ferro com alta
quantidade de óxido férrico (Fe2O3). O ferro
c) I e II, apenas.
(Fe) é obtido nas indústrias siderúrgicas,
d) I e III, apenas. nos altos fornos, por uma grande sequência
e) II e III, apenas. de reações que pode ser simplificadamente
descrita por: o óxido de ferro reage com o
monóxido de carbono (CO) produzindo o
QUESTÃO 5 metal e gás carbônico.
A equação que representa essa reação é:
Vivemos em um mundo em que a cultura do
a) Fe2O3 + CO2 Fe + CO
desperdício é bastante disseminada. Mas,
felizmente, isso está mudando. O empresário b) Fe2O3 + CO 2 Fe + CO2
moderno e inteligente está utilizando técni- c) Fe2O3 + C + O2 2 Fe + CO2
cas que visam o máximo de aproveitamento
de determinadas substâncias que, até en- d) Fe2O3 + 3 CO 2 Fe + 3 CO2
tão, eram descartadas. No caso da cana-de- e) Fe2O3 + 2 CO Fe + 2 CO2
-açúcar, é possível aproveitar praticamente
tudo. Acompanhe:
QUESTÃO 7
1,0 tonelada de cana-de-açúcar

A massa de ferro produzida a partir de uma


tonelada de hematita com 80% do óxido
200kg de Vinhoto: num aproximadamente férrico, sabendo que a cada 160g desse
bagaço: podem ser biodigestor podemos 70L de álcool composto obtêm-se 112g de ferro é:
todos usados na produzir por volta de etílico.
alimentação 10 mil litros de
a) 740kg.
do gado. gás metano.
b) 560kg.
(equivale em termos 53
energéticos a 8L c) 800kg.
de gasolina).
d) 950kg.
Sabendo que a produção de etanol em 2008
e) 670kg.
chegou a 32 bilhões de litros, e havendo o
aproveitamento de substâncias anteriormen-
te destacadas – como mostrado no esquema QUESTÃO 8
anterior -, poderíamos obter gás metano para
produzir energia equivalente a aproximada- Há centenas de milhões de anos houve um
mente quantos litros de gasolina? período chamado Carbonífero – nome dado
a) 16,2 bilhões de litros. devido às altas concentrações de gás car-
b) 7,42 milhões de litros. bônico na atmosfera. Este gás em excesso,
associado às condições úmidas e quentes
c) 6,25 mil litros. dessa época, favorecia a formação de vege-
d) 3,65 bilhões de litros. tais enormes e em grande quantidade – o
que garantia alimento a vários animais.
e) 4,33 bilhões de litros.
Com o passar dos anos, ocorreram gran-
des alterações no clima, que provocaram Ilustração 02
o soterramento de toda essa massa de Solo
vegetais e animais. A partir daí, sob ação de
temperatura e pressão, todos eles sofreram
várias reações, e após milhões de anos se
transformaram em material fossilizado. O
petróleo é o principal deles.
Rocha não porosa

IESDE Brasil S.A.


Após sua extração, a separação de seus
componentes é feita pela destilação fraciona-
da. Porém, muitas substâncias que compõe gás
todo esse material têm pontos de ebulição
petróleo
muito próximos, dificultando a obtenção de
compostos puros, por isso obtemos, após
o processo, várias misturas denominadas
água do
frações ou derivados do petróleo. Veja os mar
principais: Rocha não porosa

Gás
Gás natural
combustível
GLP
Gasolina de aviação

Gasolina
comum

IESDE Brasil S.A.


Querosene
54
Óleo diesel
Petróleo cru
Óleo combustível

Aquecimento
Óleo lubrificante

Parafina
Hidrocarbonetos para
indústria petroquímica
Resíduo
asfalto

Analise as afirmações:
I. No período Carbonífero, os vegetais tinham todas as condições necessárias para se de-
senvolverem muito satisfatoriamente.
II. O petróleo é denominado um recurso energético não renovável, pois há a necessidade de
milhões de anos para ser formado.
III. O principal uso dos derivados de petró-
leo é como combustíveis – todos bastan-
te poluentes. Pois então, o que a nature-
za enterrou bem escondido, há milhões
de anos, porque a estava atrapalhando,
o homem desenterrou e as consequên-
cias desse ato são catastróficas, como:
chuva ácida, intensificação do efeito es-
tufa, destruição da camada de ozônio,
entre outros.

Estão corretas:
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III, apenas.
e) I, II e III.

55
Gabarito
Outra resolução:
QUESTÃO 1
32g de enxofre 98g de ácido
Alternativa C. 6,4kg enxofre Xkg
Resolução: X =19,6kg (100% de rendimento)
Uma reação química é representada por 19,6kg 100%
meio de uma equação química como esque-
matizado a seguir: Ykg 80%
Y = 15,68kg
REAGENTES PRODUTOS
Serão produzidos 15,68kg de ácido sulfú-
Enxofre (S) reage com oxigênio (O2) formando
rico.
dióxido de enxofre (SO2):
VI. S + O2 SO2
QUESTÃO 3
Dióxido de enxofre (SO2) reage com oxigênio
(O2) produzindo trióxido de enxofre (SO3): Alternativa C.
III. SO2 + ½ O2 SO3
Resolução:
Trióxido de enxofre (SO3) em contato com a •• As afirmações I e II estão corretas, de
água (H2O) forma ácido sulfúrico (H2SO4): acordo com o texto, ou seja, a chuva é
V. SO3 + H2O H2SO4 sempre ácida. Porém, nas regiões metro-
politanas é bem mais ácida.
56 QUESTÃO 2 •• A afirmação III está incorreta, pois a ta-
bela traz a porcentagem em volume dos
Alternativa B. gases no ar despoluído e seco. E em
relação ao oxigênio temos 21%, logo, em
Resolução: 100L de ar há 21L de oxigênio.
32g de enxofre 98g de ácido
6 400g de enxofre Xg
QUESTÃO 4
X = 19 600g (100% de rendimento ) Alternativa C.
Dizer que o rendimento é de 80% significa Resolução:
que produzimos apenas 80% a quantidade I. Correta. De acordo com o texto, o Proál-
esperada (100% ). cool foi criado em 1975, ou seja, segun-
Portanto: da metade do século XX, após a primei-
ra grande crise do petróleo.
19 600g 100% II. Correta. O melaço é constituído por um
Yg 80% grande mistura de substâncias, entre
elas a glicose que, após fermentação,
Y = 15 680g = 15,68kg produz etanol e este, em seguida, é se-
parado dessas outras substâncias por
destilação, como mostra o esquema.
III. Incorreta. De acordo com o esquema, a Fe2O3 + 3 CO 2 Fe + 3 CO2
fermentação ocorre pela ação de agen-
tes biológicos. Observe o balanceamento da equação: o
n.o de átomos que reagiu é igual ao n.o de
átomos produzidos.
QUESTÃO 5
QUESTÃO 7
Alternativa D.
Resolução: Alternativa B.

De acordo com o esquema, produz-se 70 Resolução:


litros de etanol e, aproveitando o vinhoto,
Uma tonelada = 103kg
conseguimos obter uma quantidade de gás
metano que corresponde em termos energé- Como no minério há 80% do óxido férrico
ticos a 8 litros de gasolina. Portanto: temos:
8 litros de 70 litros de 1 000kg 100%
gasolina etanol
Xkg 80%
X bilhões 32 bilhões
de litros de de litros de X = 800kg (massa de óxido férrico no mi-
gasolina etanol nério)
Do enunciado temos que:
X≈ 3,65 bilhões de litros de gasolina. produzem
160g do óxido 112g de ferro
Com a produção de 32 bilhões de litros de
produzem
etanol, o aproveitamento do vinhoto fornece 800kg do óxido Ykg de ferro
metano para produzir energia corresponden-
Y = 560kg
te a 3,65 bilhões de litros de gasolina.

QUESTÃO 8 57
QUESTÃO 6
Alternativa E.
Alternativa D.
Resolução:
Resolução:
I. Correta. O ambiente úmido e quente
Na equação de uma reação temos que aliado ao excesso de gás carbônico fa-
observar dois aspectos para sua represen- vorece a reação de fotossíntese facili-
tação estar correta: tando o crescimento dos vegetais.
1) Aspecto qualitativo: as fórmulas corre- II. Correta. O petróleo começou a ser ex-
tas de cada substância, dos reagentes plorado há aproximadamente 140 anos
(à esquerda da seta) e dos produtos (à e já se fala na sua extinção. Por isso, é
direita da seta). considerado um recurso não renovável,
2) Aspecto quantitativo: balanceamento da já que para a sua formação há a neces-
equação, ou seja, o número de átomos sidade de milhões de anos.
que reage é igual ao número de átomos III. Correta. Os produtos da combustão são
produzidos. responsáveis pela chuva ácida, intensi-
ficação do efeito estufa e parte da des-
Na reação citada, a representação pela truição da camada de ozônio.
equação é dada por:
58
Aula 3
Texto para as questões 1 e 2. •• alguns pequenos sólidos em suspen-
são;
•• micro-organismos como vírus e bac-
Para que a água chegue a sua casa em térias.
condições de uso, há necessidade de vários
Nesse momento começamos um pro-
procedimentos, acompanhe:
cesso químico no qual adicionam-se o sul-
Tratamento de esgotos fato de alumínio [Al2(SO4)3] e a cal virgem
(tratamento primário) (CaO), ocorrendo as reações representadas
pelas seguintes equações:
Os primeiros passos consistem em uma CaO(s) + H2O(l) Ca(OH)2(aq)
série de processos físicos (fenômenos físi-
3 Ca(OH)2(aq) + Al2(SO4)3(aq) 3 CaSO4(s)+ 2 Al(OH)3(s)
cos), tendo a finalidade de remover sólidos
que não estão dissolvidos nessa grande Os sólidos produzidos precipitam o
mistura. Para tanto, o esgoto, ao chegar sulfato de cálcio rapidamente, já o hidróxi-
na estação de tratamento, passa por um do de alumínio, um composto gelatinoso,
gradeamento (grades metálicas) onde ficam também vai ao fundo, porém lentamente,
retidos os sólidos maiores. Em seguida e durante esse percurso os sólidos ainda
passa lentamente por caixas de areia onde em suspensão grudam nesse gel.
ficam presos os sólidos menores.
Agora é o momento da desinfecção que
Com esses procedimentos são separa- normalmente é feita pela adição de cloro
dos boa parte dos sólidos, mas não todos. gasoso (Cl2 (g)). Borbulhando esse gás na
Por isso, o esgoto agora é levado a grandes água ocorre a reação representada pela 59
tanques onde ficam “descansando” e pela seguinte equação:
ação da gravidade, a maior parte dos sóli-
Cl2(g) + H2O(l) HCl(aq) + HClO(aq)
dos restantes vão sedimentando.
Após a decantação, o esgoto é escoado O meio ácido devido à formação do
para outro tanque. Nesse momento há vá- ácido clorídrico e do ácido hipocloroso já
rias partículas em solução como compostos extermina vários micro-organismos, mas
orgânicos e alguns íons. Esses compostos não todos. Quem faz o resto do serviço é
orgânicos serão decompostos por organis- o ânion hipoclorito (ClO-), pois é permeável
mos aeróbicos. à membrana desses micro-organismos ga-
nhando seu interior, onde ocorrem reações
Tratamento da água levando-os à morte.
(tratamento secundário) O gás cloro é adicionado em excesso
Terminada a ação dos organismos ae- para garantir não só o extermínio dos
róbicos no tratamento primário, o nosso germes existentes na água, mas também
sistema é constituído basicamente por: aqueles que podem ser encontrados em
todo caminho até chegar à sua casa.
QUESTÃO 1 QUESTÃO 3
Sobre o tratamento de esgotos, analise as O gráfico a seguir representa a variação da
afirmações: concentração de alguns gases na atmosfera
I. Fenômenos físicos são alterações ocor- de um ambiente poluído:
ridas num sistema, porém sem alterar a

(NOVAIS, 1998. Adaptado.)


CO
estrutura das substâncias.

Concentração de poluentes
II. Os dois primeiros procedimentos para o

no ar atmosférico
tratamento do esgoto podem ser classi- NO

ficados como filtração.


NO2 O3
III. Após a decantação, os compostos or-
gânicos em suspensão serão decom-
postos por organismos na ausência de
oxigênio. 4 8 12 16 20 24 Horário

Estão corretas: Analise as seguintes afirmações:


a) I, apenas. I. O monóxido de carbono (CO), gás alta-
b) II, apenas. mente tóxico, é produto da combustão
incompleta, e sua concentração no ar
c) III, apenas. varia de acordo com maior ou menor
d) I e II, apenas. quantidade de carros circulando.
e) I e III, apenas. II. O monóxido de nitrogênio (NO) reage fa-
cilmente com oxigênio, produzindo dióxi-
do de nitrogênio (NO2), o que explica a
QUESTÃO 2 diminuição da concentração do primeiro
60 e o aumento do NO2.
Analise as afirmações referentes ao trata-
mento da água: III. A produção de O3 na atmosfera é impor-
tante pois, por ser um gás, ganhará a
I. Na primeira ação, onde ocorrem reações
estratosfera diminuindo assim o buraco
químicas temos o processo denominado
na camada de ozônio.
floculação.
II. O cloro é o responsável por extermi- Estão corretas:
nar os micro-organismos instalados na a) I e II, apenas.
água. b) I e III, apenas.
III. Ao borbulhar o cloro na água obtemos um c) II e III, apenas.
sistema no qual o pH é menor que sete.
d) I, apenas.
Estão corretas: e) III, apenas.
a) I, apenas.
b) I e II, apenas. QUESTÃO 4
c) II, apenas.
Na superfície de um líquido há uma certa
d) III, apenas.
quantidade de vapor, que está em equilíbrio
e) I e III, apenas. com esse líquido.
P vapor d) Acima do nível do mar, em um recipiente
aberto, água e etanol entram em ebuli-

IESDE Brasil S.A.


H2o(v) ção em temperatura superior a 100oC.
e) As moléculas de água líquida e do eta-
nol também líquido estão atraídas entre
si por ligações de hidrogênio. Porém,
H2o(l) H2o(v) entre as moléculas de etanol essas liga-
ções são mais intensas.

C2H5OH IESDE Brasil S.A.


QUESTÃO 5
Quando um sistema passa do estado líqui-
do para o estado sólido, as moléculas se
aproximam, por isso o comum é que nessa
C2H5OH(l) C2H5OH(v)
transformação ocorra a diminuição no volu-
me do sistema. A água é uma exceção, já
Em uma mesma temperatura, a maior
que no processo de solidificação seu volume
ou menor pressão de vapor depende das
aumenta.
forças de atração existentes entre as mo-
léculas – chamadas forças intermolecula- Com base nessas informações, analise as
res – do líquido. As curvas de pressão de seguintes afirmações:
vapor em função da temperatura da água I. Quando um sistema passa do estado lí-
e do etanol estão representadas a seguir quido para o estado sólido, o normal é
pelas curvas A e B, não necessariamente que sua densidade aumente.
nessa ordem.
II. Essa anomalia da água, citada no texto,
P vapor explica o fato de o gelo boiar na água e
IESDE Brasil S.A.

A B
também o fato de uma garrafa de vidro 61
cheia de água poder quebrar, se esque-
cida em um freezer.
III. Um sistema constituído de benzeno lí-
quido e benzeno sólido pode ser repre-
sentado por:
IESDE Brasil S.A.

t oC
Benzeno líquido
Assinale a afirmação correta:
a) o etanol tem menor pressão de vapor Benzeno sólido

que a água, por isso é mais volátil.


Estão corretas:
b) as forças intermoleculares são mais
intensas na água que no etanol e, por a) I e II, apenas.
isso, a pressão de vapor da água é re-
b) I e III, apenas.
presentada pela curva B.
c) II e III, apenas.
c) a curva A está representando o etanol,
pois o maior número de átomos na mo- d) II, apenas.
lécula desse álcool determina forças in- e) I, II e III.
termoleculares mais intensas.
QUESTÃO 6 QUESTÃO 7
Quando o esgoto chega a uma estação de
Toda energia liberada pelo sol ocorre
tratamento, passa por uma série de proces-
na forma de ondas eletromagnéticas. Entre
sos físicos e químicos para transformá-lo
essas, a luz visível e os raios infraverme-
em água na forma mais nobre, ou seja, em
lhos (IV) constituem aproximadamente 90%
totais condições de uso para o ser humano.
dessa energia e praticamente 10% são os
Todos esses processos estão representa-
raios ultravioleta. Ao atingirem a atmosfera,
dos a seguir por números. Acompanhe:
encontram-se com vários gases, entre eles
Estação de tratamento de esgoto. o ozônio, que impedem a passagem de
01 02 03 04 05 06 parte desses raios.
As ondas eletromagnéticas que con-
Sabendo que os processos 3, 4, 5 são,
seguem passar por tal filtro atingem a
respectivamente:
crosta terrestre, onde parte do calor (raios
•• (3) Sedimentação de sólidos em sus- infravermelho) é absorvido e o restante é
pensão. Para que isso ocorra, o esgoto refletido. Dessa porção que sofreu reflexão,
é deixado “descansando”. uma quantidade é devolvida ao espaço e
•• (4) Decomposição de matéria orgânica outra é retida por alguns gases presentes
em solução. naturalmente na atmosfera, como o gás
carbônico (CO2) e a água (H20).
•• (5) Floculação, que consiste na adição
de óxido de cálcio (CaO) e sulfato de Essa retenção de calor é chamada de
alumínio [Al2(SO4)3] para a produção de efeito estufa, um fenômeno natural e funda-
sulfato de cálcio (CaSO4) e hidróxido de mental para o controle térmico da superfície
alumínio [Al(OH)3]. terrestre.

Analise as afirmações:
95% dos raios
62 I. Os processos 1 e 2 podem ser descritos
Sol
ultravioleta
como filtração e o 6 é a desinfecção.
II. No processo 1, o esgoto passa por um
ônio
gradeamento, em 2 por caixas de areia, e oz
o

Calor retido
IESDE Brasil S.A.
da d
tid

a
le

Cam pelos gases


ef

e em 6 ocorre a decantação de sólidos


rr
lo
ca

que não ficaram retidos nos processos


anteriores.
orvido
III. A equação da reação descrita na flocula- é abs
alor Crosta
te do c terrestre
ção pode ser representada por: pa r

3 Ca(OH)2(aq) + Al2(SO4)3 (aq) 3 CaSO4(s) + 2 Al(OH)3(s)

Estão corretas: Mais uma vez o homem – em nome do de-


a) I, apenas. senvolvimento e da busca desenfreada de
capital – intervém na natureza de forma noci-
b) II, apenas. va aumentando a concetranção de gases na
c) I e II, apenas. atmosfera que retém energia intensificando
o efeito estufa, provocando o que é deno-
d) I e III, apenas.
minado aquecimento global e, com isso, há
e) II e III, apenas. previsão de várias catástrofes.
De acordo com o texto e seus conhecimen- CH4 = 9 . 102kJ/mol
tos, assinale as afirmações corretas:
C8H18 = 6 . 103kJ/mol
I. O efeito estufa, seja normal ou intensifi-
cado, é sempre nocivo ao planeta e, con- C14H30 = 9 . 103kJ/mol
sequentemente, prejudica o homem.
a) Na queima de 0,5mol do principal com-
II. O ozônio presente na estratosfera retém
ponente da gasolina são liberados apro-
parte da energia proveniente do sol.
ximadamente 3 000kj de energia térmi-
III. A intensificação do efeito estufa foi cau- ca.
sada pela quantidade excessiva de gás
b) Queimando 1mol de cada combustível,
carbônico e outros gases lançada na at-
o gás metano – principal composto do
mosfera, principalmente pelos canos de
gás natural – é o que menos contribui
escapamento de automóveis, algumas
para a intensificação do efeito estufa.
usinas geradoras de eletricidade e ativi-
dade industrial. c) Queimando completamente 1mol de cada
combustível, o diesel é o que necessita
IV. Os vegetais absorvem gás carbônico da
de mais oxigênio.
atmosfera, água do solo e a energia do
sol para realizarem a fotossíntese, que d) Na grande mistura que constitui esses
promove seu crescimento. Assim, pode- três combustíveis, temos compostos
mos dizer que os vegetais “sequestram” com enxofre.
gás carbônico do ar. e) Para um mesma quantidade de energia
liberada, a gasolina produz cerca de 40%
Estão corretas:
mais CO2 que o gás natural .
a) I, II e III, apenas.
b) I, II e IV, apenas.
c) II, III e IV, apenas.
d) I, III e IV, apenas. 63
e) II e III, apenas.

QUESTÃO 8
Os derivados de petróleo – como a gasolina,
óleo diesel e o gás natural – são misturas
de substâncias onde predominam os hidro-
carbonetos. Didaticamente nos referimos a
cada um desses combustíveis destacando
o composto mais importante da mistura:
gasolina (C8H18), o óleo diesel (C14H30) e o
gás natural (CH4). Sabendo que os valores
a seguir descrevem a quantidade de calor
liberada na combustão completa de um mol
de cada combustível, assinale a alternativa
incorreta:
Gabarito
mos a retenção de sólidos, portanto podemos
QUESTÃO 1 chamá-los de filtração.
Alternativa D.
Caixa de areia
Resolução: (a água passa lentamente)

Tratamento primário

IESDE Brasil S.A.


Esse processo consiste em uma série de Ficam retidos
processos físicos (fenômenos físicos) tendo sólidos menores
a finalidade de remover os sólidos maiores
presentes nessa grande mistura.

Gradeamento
Decantação primária
O esgoto, ao chegar à estação de tratamen-
to, passa por grades metálicas onde ficam Os procedimentos anteriores retiram uma
retidos os sólidos maiores tais como latas, boa parte dos sólidos, mas não todos.
plásticos, papéis entre outros.
Temos agora sólidos em suspensão que
Esses materiais, em seguida, são removidos conseguiram passar pelas duas primeiras
e levados para lixões onde, tomara, sejam etapas. Para removê-los, pelo menos a
reciclados; alguns são levados a aterros maior parte, o esgoto é levado a grandes
sanitários. tanques onde ficarão “descansando” e,
pela ação da gravidade, esses sólidos vão
64
Gradeamento sedimentando.

Nessa etapa, os sedimentos são cons-


tituídos de muita matéria orgânica (lodo
de esgoto), que será recolhida e levada a
IESDE Brasil S.A.

*biodigestores.
Ficam retidos Esgoto
sólidos maiores Tanque de decantação
(pláticos, papéis etc.)

Caixa de areia
IESDE Brasil S.A.

A água fica “descansando” Lodo de esgoto.


O esgoto restante passa lentamente por cai- e pela ação da gravidade Esses sólidos são
vão sendo depositados constituídos principalmente
xas de areia onde são retidos sólidos menores os sólidos de matéria orgânica.
como terra e alguns minerais, entre outros. que não foram recolhidos São levados a biogestores
nos procedimentos para decomposição
Esses materiais são recolhidos e levados para anteriores anaeróbica.

aterros sanitários.

Obs.: Nesses dois primeiros processos fize-


Resolução:
* Biodigestores – aparelho usado para de-
compor a materia orgânica por meio de organis-
Tratamento da água
mos vivos na ausência de oxigênio produzindo
vários gases, entre eles, o gás metano. Terminada a ação dos micro-organismos ae-
róbicos, o nosso sistema é contituído basi-
Tratamento secundário camente por:

Após a decantação, o esgoto é escoado para •• alguns pequenos sólidos em suspen-


um outro tanque. Nesse momento há vários são;
materiais em solução (dissolvidos), como •• micro-organismos como bactéria e ví-
compostos orgânicos e alguns sais. rus.
Os compostos orgânicos serão decompostos Nesse momento é feita a retirada desses
por micro-organismos aeróbicos. Para que pequenos sólidos através da adição de sulfato
esse processo ocorra rapidamente temos que de alumínio [Al2(SO4)3] e hidróxido de cálcio
garantir a presença de oxigênio (O2) dissolvido. [Ca(OH)2], ocorrendo a reação representada
Para tanto, existem várias técnicas. pela equação:
•• Hélices gigantes promovendo grande Al2(SO4)3(aq) + 3 Ca(OH)2(aq) 3 CaSO4(s) + 2 Al(OH)3(s)
agitação captando oxigênio no ar.
O sulfato de cálcio (CaSO4) produzido precipita
•• Dispersão do esgoto em finas camadas,
rapidamente, carregando parte dos pequenos sóli-
aumentando assim a superfície de con-
dos em suspensão.
tato com o oxigênio.
Já o hidróxido de alumínio [Al(OH)3] é um sólido
•• Introdução de algas, que são organismos gelatinoso que precipita lentamente e, durante esse
fotossintetizantes e portanto produzem percurso, os sólidos ainda em suspensão grudam
oxigênio diretamente no esgoto. nesse gel, formando flocos, por isso esse processo
Nesse caso o reservatório não pode ser é denominado floculação.
muito fundo, pois a ocorrência da fotossín- 65
tese depende da energia proveniente dos QUESTÃO 3
raios solares.
Alternativa A.
Ar atmosférico
Resolução:

A maior parte do combustível sofre com-


O2 bustão completa, produzindo gás carbônico
IESDE Brasil S.A.

(CO2) e água (H2O), sendo que numa peque-


O2 na fração ocorre a combustão incompleta,
formando Monóxido de Carbono (CO) e
Aqui a matéria orgânica fuligem (C). No caso, ainda, da gasolina,
em solução sofrerá ocorrem hidrocarbonetos não queimados, e
decomposição aeróbica
do álcool, a obtenção de Etanal (C2H4O).

O oxigênio utilizado vem do ar atmosférico,


QUESTÃO 2 portanto misturado com outros compostos,
especialmente o nitrogênio (N2), um gás
Alternativa E. praticamente inerte, ou seja, pouco reati-
vo. Porém pequenas quantidades dessas
substâncias (N2 e O2) reagem formando •• Monóxido de carbono (CO) – é um gás
óxidos de nitrogênio (N xO y), dos quais altamente tóxico que, inalado, mesmo
vamos considerar apenas o monóxido de em pequenas quantidades, pode levar
nitrogênio (NO). à morte. Por isso, não se deve deixar
o motor do carro ligado em ambientes
Se o combustível for derivado de petróleo
fechados como garagens; aliás, essa
como GLP (gás liquefeito do petróleo), gás
substância é a responsável por aquela
natural, gasolina, diesel etc, ainda temos os
placa presente em alguns túneis:
compostos com enxofre (S) que, sofrendo a
queima, produz seus óxidos SO2 (dióxido de
EM CASO DE CONGESTIONAMENTO
enxofre) e SO3 (trióxido de enxofre). DESLIGUE O MOTOR.
Podemos representar essas reações da •• Fuligem (C) – único produto sólido da
seguinte forma: combustão. É um dos responsáveis por
doenças respiratórias como asma e
CO2 + H2O
bronquite, tão comuns em pessoas que
+ CO + NO + SO2 + SO3
CxHy N2 + O2 moram ou trabalham em regiões metro-
C
politanas.
derivado de ar CxHy
petróleo atmosférico (hidrocarboneto não queimado)
•• Monóxido de nitrogênio (NO) – ao ganhar
Produtos da combustão a atmosfera, esse gás reage quase que
instantaneamente com oxigênio, transfor-
CO2 + H2O mando-se em dióxido de nitrogênio (NO2).
C2H5OH + N2 + O2 CO + NO Nas regiões onde há o tráfego intenso de
C automóveis, ônibus, caminhões etc., e há
álcool etílico ar C2H4O alguns dias sem chuvas, o céu adquire
(etanol) atmosférico (Etanal)
uma coloração castanha, cor caracterís-
Produtos da combustão tica do NO2.
66 Comparando os dois combustíveis, os deri-
Esse óxido em contato com a água da
chuva produz os ácidos nítrico (HNO3) e nitro-
vados de petróleo são classificados como
so (HNO2), também responsáveis pela chuva
mais poluentes, principalmente por causa
ácida.
dos óxidos de enxofre que reagem com a
água formando os ácidos sulforoso (H2SO3) Na ausência da chuva, o dióxido de nitro-
e sulfúrico (H2SO4), que caracterizam a gênio vai se acumulando na atmosfera e reage
chuva ácida. com o oxigênio, produzindo ozônio (O3), que é
importantíssimo na camada de Ozônio, mas
Aqui há uma grande discussão, pois um aqui em nosso ar é extremamente poluente
dos produtos da queima incompleta do eta- devido ao seu alto poder oxidante.
nol é o etanal, uma substância altamente
NO2(g) + O2(g) NO(g) + O3(g)
tóxica.
Para se ter uma ideia da reatividade do
A seguir mais informações sobre os outros O3, se você mora numa região metropolitana
produtos dessa reação. faça o teste:
•• Gás carbônico (CO2) – em quantidades
excessivas na atmosfera intensifica o
efeito estufa.
•• Água (H2O) – ao chegar uma frente fria,
precipita na forma de chuva.
Pegue um elástico de borracha e pendure d) Errada, quanto maior for a altitude em
em qualquer local do lado de fora da sua casa relação ao nível do mar, menor é a pres-
e deixe por uns dez ou quinze dias. Passado são ambiente e com isso o líquido alcan-
esse tempo, observa-se uma série de buracos ça a ebulição mais facilmente, ou seja,
no material. Foi o Ozônio quem o corroeu. em menores temperaturas; a água, por
exemplo, nesses locais de maior altitu-
Agora vamos analisar as afirmações. de ferve em recipiente aberto, a uma
temperatura inferior a 100oC.
I. Correto, o monóxido de carbono é alta-
mente tóxico. Por ser expelido nos ca- e) Errada, tanto as moléculas de água
nos de escapamentos dos automóveis, como as de etanol estão atraídas por
a concentração desse gás no ar depen- ligações de hidrogênio, porém na água
de da quantidade maior ou menor de com mais intensidade, o que explica
carros circulando. No gráfico, os picos sua menor pressão de vapor.
de CO são por volta das 10 e 18 horas,
horários de maior tráfego. QUESTÃO 5
II. Correto, o NO, assim que entra em con-
tato com o ar atmosférico, reage com o Alternativa E.
oxigênio produzindo o dióxido de nitro- Resolução:
gênio. Por isso a concentração do NO I. Correto, o enunciado determina que nor-
diminui e a do NO2 aumenta. malmente a passagem do estado líqui-
III. Incorreta, o ozônio é importantíssimo na do para o sólido, o volume diminui.
estratosfera (cerca de 12km de altitude
em relação ao nível do mar) com o papel A densidade (d) é calculada pela expres-
de filtrar os raios solares, porém o ozô- são:
m massa
nio produzido aqui junto a nós é muito d=
V volume
prejudicial pois é uma substância alta-
mente oxidante. Diminuindo o volume que é denominador
da fração, a densidade aumenta.
67
QUESTÃO 4 d=
m
V
Alternativa B. II. Correto, a garrafa cheia de água líquida
Resolução: esquecida num freezer vai passar ao es-
tado sólido, com isso o volume aumenta
a) Errada, o etanol tem maior pressão de
e quebra a garra.
vapor que a água e por isso o álcool é
mais volátil.
O aumento do volume, diminui a densi-
b) Correto, as moléculas de água estão dade d = m
mais fortemente atraídas umas pelas ou- V
tras e por isso tem na superfície do líqui- A densidade do gelo é menor que da água
do menor quantidade de vapor, ou seja, líquida, por isso o gelo boia quando junto
tem menor pressão de vapor, no gráfico da água líquida.
a curva B.
III. Correto, pois o benzeno líquido ao pas-
c) Errada, na superfície do etanol líquido sar ao estado sólido tem sua densidade
há mais vapor, o que indica menores aumentada. O mais denso afunda, por
forças de atração entre as moléculas isso em um sistema de benzeno líquido
desse álcool comparadas às moléculas e benzeno sólido, este afunda.
de água.
QUESTÃO 6 QUESTÃO 8
Alternativa D. Alternativa E.

Resolução: Resolução:
I. Correta. a) Correta, foi dado que na combustão da
Ver resolução dos gasolina, representada por C8H18, o calor
II. Incorreta.
exercícios 1 e 2. liberado é 6 . 103 kJ/mol
III. Correta.
1mol 6 000kJ
QUESTÃO 7 0,5mol x
x = 3 000kJ (energia liberada na queima
Alternativa C. de 0,5mol de C8H18)
Resolução:
I. Errado, o efeito estufa, fenômeno natu-
ral, é fundamental para o controle térmi- b) Correta, as reações de combustão po-
ca da Terra. dem ser representadas pelas seguintes
equações
II. Correto, o ozônio presente na estratos-
fera, a cerca de 12km de altitude em
relação ao nível do mar, filtra parte dos 1 CH4(g) + 2 O2(g) 1 CO2(g) + 2 H2O(l)
raios solares.
III. Correto, tantos nos canos de escapa- 1mol 1mol
mento, como em termoelétricas a car-
vão, diesel etc., a atividade produziu 1 C8H18(l) + 25 O2(g) 8 CO2(g) + 9 H2O(l)
2
CO2 em excesso, intensificando o efeito
68 estufa.
1mol 8mol
IV. Correto, os vegetais absorvem CO2 do
ar, H2O do solo e energia do Sol ocor-
rendo a fotossíntese representada pela 43
1 C14H30 + 14 CO2(g) + 15 H2O(l)
equação: 2 O2(g)

6 CO2(g) + 6 H2O(l) C6H12O6(s) + 6 O2(g) 1mol 14mol


(carbohidrato)
devolve O2(s) A intensificação do efeito estufa é cau-
para atmosfera
promove o sado principalmente pela quantidade
crescimento excessiva de CO2 lançado na atmosfera.
da planta De acordo com as equações, queiman-
O Carbono do gás carbônico está no do 1mol de cada combustível, o CH4 é
carbohidrato, então podemos dizer que aquele que produz menos CO2, logo, é o
as plantas sequestram carbono do ar menor contribuinte com a intensificação
com seu crescimento. do efeito estufa.
c) Correto, observe as equações:

1 CH4(g) + 2 O2(g) CO2(g) + 2 H2O(l)

1mol 2mol

1 C8H18(l) + 25 O 8 CO2(g) + 9 H2O(l)


2(g)
2

1mol 12,5mol

43
1 C14H30 + 14 CO2(g) + 15 H2O(l)
2 O2(g)

1mol 21,5mol

Para cada mol de combustível queimado,


o que consome mais oxigênio é o óleo
diesel.
d) Correto, como são combustíveis fósseis,
nessa grande mistura há compostos com
enxofre.
e) Incorreto, vamos aos cálculos.

69
1 CH4(g) + 2 O2(g) 1 CO2(g) + 2 H2O(l)
libera

1mol 1mol 900kJ

na queima de 1mol do CH4, há a produção de


1mol CO2 e libera 900kJ de energia.

1 C8H18 + 25 O 8 CO2(g) + 9 H2O(l)


2(g)
2
libera

1mol 8mol 6 000kJ


x 900kJ

x = 1,2mol de CO2

Para uma mesma quantidade de energia


liberada, 900kJ, por exemplo, o CH4 produziu
1mol de CO2 e a gasolina 1,2mol de CO2, ou
seja, 20% a mais.
70
Aula 4
QUESTÃO 1
Combustão, queima ou explosão são rea- Analise as afirmações:
ções de um composto com o oxigênio que I. As reações de combustão são exotér-
liberam calor – por conta disso, são classi- micas e, portanto, liberam energia na
ficadas como exotérmicas. Esse composto forma de calor (∆H negativo). Quando
é denominado combustível e o oxigênio colocamos uma panela ao fogo, essa
comburente. Esse é o tipo de reação quí- energia liberada na boca do fogão é
mica mais usada quando se quer obter absorvida pela água e pelos alimentos,
energia. A seguir são dados alguns calores promovendo o cozimento.
de combustão:
II. Estão representadas apenas a combus-
H2(g) + 1 O2(g) tão completa do etanol e do n-octano,
H2O(l) ∆H= – 286kJ/mol
2 porém esses combustíveis sofrem tam-
(Hidrogênio)
bém a combustão incompleta e ainda
ocorrem reações paralelas produzindo
C2H5OH(l) + 3 O2(g) 2 CO2(g) + 3 H2O(l) outras substâncias além de CO2 e H2O.
Essas outras substâncias são óxidos de
(etanol)
nitrogênio, monóxido de carbono e, ain-
∆H = - 1 368kJ/mol
da, no caso da gasolina, óxido de enxo-
fre. Já o hidrogênio tem em sua combus-
25 tão a produção apenas da água.
C8H18(l) + O 8 CO2(g) + 9 H2O(l) 71
2 2(g) III. A gasolina tem o maior poder calorífico.
(n-octano)

∆H = - 5 470kJ/mol IV. O H2 é o combustível ideal, pois, além de


ser bastante energético, não é poluente
C8H18 = C
 onsiderar como único composto e ainda é totalmente reciclável, já que a
da gasolina. H2O, produto da combustão, é matéria
prima para a sua obtenção.
O poder calorífico pode ser determinado
como a quantidade de calor liberado na Estão corretas:
combustão de 1,0g do combustível.
a) I e III, apenas.
Dado as massas molares: b) I, II e IV, apenas.
H2= 2g/mol; c) I, II e III, apenas.

C2H5OH= 46g/mol; d) II e IV, apenas.

C8H18= 114g/mol. e) II, III e IV, apenas.


Uma das maneiras de acelerar esse proces-
QUESTÃO 2 so é adicionando um catalisador, como o
ânion Iodeto (I-), por exemplo. Imediatamen-
Dadas as informações:
te após a adição do I, observa-se a formação
A) Na embalagem de um certo alimento vem rápida e em grande quantidade de oxigênio
a seguinte especificação: “após aberto, gasoso. Essa reação foi estudada em labo-
guardar em geladeira – prazo de validade ratório com e sem a presença do Iodeto, e
30 dias”. os resultados foram representados pelos
B) Alimentos embutidos feitos a base de car- gráficos a seguir:
ne triturada tem, normalmente, o prazo [O2] mol . L-1

IESDE Brasil S.A.


de validade muito pequeno.

De acordo com as informações, analise as


afirmações:
I
I. De acordo com a informação A, se o ali-
II
mento, após aberto, ficar fora da gela-
deira, o prazo de validade será superior
a 30 dias.
tempo
II. Alimentos feitos à base de carne moí-
da tem grande superfície de contato e
H(kJ)

IESDE Brasil S.A.


por isso reagem rapidamente. Assim,
devem ser consumidos em um pequeno
prazo após ser fabricado. III

III. Aumentando a temperatura e a superfície IV


de contato, as reações ocorrem mais rapi-
damente, refletindo, no caso dos alimen- Reagentes
tos, em prazos de validade menores.
72 Produtos

Estão corretas: Caminho da reação


a) I, apenas.
Das reações representadas pelos diagramas
b) II, apenas.
A e B, aquelas que contam com a adição do
c) I e II, apenas. catalisador são:
d) II e III, apenas. a) I e III.
e) I e III, apenas. b) I e IV.
c) II e III.
QUESTÃO 3 d) II e IV.
e) I e II.
O peróxido de hidrogênio (H2O2) é comercia-
lizado em solução aquosa e, nesse caso, é
conhecido como água oxigenada (H2O2(aq)). QUESTÃO 4
Essa substância se decompõe espontane-
amente produzindo água líquida e gás oxi- Em tudo o que fazemos – andar, trabalhar,
gênio (O2(g)), porém, trata-se de uma reação praticar esportes, dormir e até mesmo res-
muito vagarosa. pirar – gastamos uma certa quantidade de
energia, que obtemos através da alimen- H(kJ)
C2H5OH(l) + 302(g)
tação – são as famosas calorias. O nosso

IESDE Brasil S.A.


organismo funciona de maneira perfeita: se
você ingerir uma quantidade de comida que H1= -1324 kJ
tenha um teor calórico superior ao que foi
H2= -1 368 kJ
gasto, esse excesso é guardado como uma 2CO2(g) + 3H20(g)
poupança na forma de gordura e você ganha H3= -1 375 kJ

peso. Perceba então que não tem segredo: 2CO2(g) + 3H20(l)


se quiser manter o peso, tem que consumir
2CO2(g) + 3H20(s)
um número de calorias igual ao que você
gasta; agora, se a intenção é emagrecer,
tem que ser ingerida uma quantidade menor
do que aquela que você gasta – e o seu Sabendo que o calor-padrão de combustão
organismo vai buscar energia queimando a é a energia liberada na queima completa
gordura que outrora tinha guardado. de 1mol do combustível com todas as
O cálculo do teor calórico para o bom funcio- substâncias em seu estado físico pre-
namento do organismo deve levar em conta dominante, a 25oC e pressão de 1atm,
a energia necessária para: analise o gráfico e assinale a alternativa
incorreta:
•• os órgãos funcionarem de maneira per-
a) a combustão do etanol é exotérmica.
feita;
•• suas atividades cotidianas como o es- b) a combustão completa produzindo água
tudo, o trabalho, o esporte etc., serem gasosa pode ser representada pela
supridas; equação:
•• movimentação dos fluidos do corpo ser C2H5OH(l) + 3 O2(g) 2 CO2 (g) + 3 H2O(g)
mantida. ∆H = –1 324kJ
Vamos supor que você ingeriu a mais da quan- c) a combustão completa do etanol que li- 73
tidade necessária para o bom funcionamento bera mais calor é onde há produção de
do organismo 150g de sorvete, e deseja água sólida.
queimar todo esse excesso de energia ca-
d) a passagem de água sólida para água
minhando. Sabendo que sorvetes têm em
líquida é um processo endotérmico.
média 11,0kJ por grama e em uma caminha
há um consumo de 1 100kJ por hora, essa e) o calor-padrão de combustão do etanol
caminhada deve durar quanto tempo? é representado por ∆H1.
a) 1 hora.
b) 1h20m. QUESTÃO 6
c) 1h30m.
O bom e saboroso churrasco começa com a
d) 0,5 hora. reação de combustão do carvão, represen-
e) 2 horas. tada pela equação:

C(s) + O2(g) CO2(g) + calor


QUESTÃO 5
Em um dia que há pressa, ou seja, o carvão
O gráfico termoquímico a seguir representa tem que ficar incandescente o mais rápido
a combustão completa do etanol produzindo possível, podemos utilizar os seguintes
água sólida, líquida e gasosa. recursos:
•• triturar alguns pedaços de carvão; e maior e o menor tempo foram obtidos, res-
pectivamente, nas reações ocorridas nos
•• abanar o fogo, ao perceber que alguns
recipientes:
pedaços já estão incandescentes.
a) 1 e 2.
Analise as afirmações:
b) 2 e 3.
I. Ao triturar alguns pedaços de carvão,
aumentamos a área de contato e por c) 1 e 3.
isso ele queimará mais rapidamente. d) 2 e 4.
II. Ao abanar, aumentamos a concentração e) 1 e 4.
de oxigênio junto a brasa, e com isso há
um aumento na velocidade da reação.
QUESTÃO 8
III. Os dois procedimentos fazem a combus-
tão ocorrer mais rapidamente pois o oxi- Para amenizar o impacto ambiental
gênio é um catalisador dessas reação. causado pelas substâncias formadas nas
reações de combustão, a indústria auto-
Estão corretas:
mobilística, cada vez mais desenvolvida,
a) I, apenas. está produzindo motores mais eficientes e
b) II, apenas. muito menos poluentes. Nos carros mais
modernos há um equipamento chamado
c) III, apenas.
conversor catalítico, localizado no cano
d) I e II, apenas. de escapamento; no seu interior ocorrem
e) I e III, apenas. várias reações, transformando substâncias
poluentes em outras não poluentes.
Em seguida, temos esquematizado esse
QUESTÃO 7 aparelho de forma simplificada:
Motor
74 Medicamentos efervescentes são comercia- Atmosfera

IESDE Brasil S.A.


CO2(g)
CO2(g)
lizados em comprimido ou em pó. Massas H2O(g)
H2O(G)
CO(g) N2(g)
iguais das duas apresentações foram colo- C(s)
NO(g) SO2(g)
SO3(g)
cadas em quatro recipientes diferentes, com SO2(g)
CxHy*
igual volume de água a diferentes tempera- C2H4O**

turas, como mostra o quadro a seguir:


Conversor catalítico

* Se o combustível for derivado de petróleo.


Estado de
** Se o combustível for o álcool etílico.
divisão do Volume Temperatura
Recipente
medica- de água o
C
mento Os gases CO 2 e H 2O passam pelo
aparelho sem sofrer transformações, mas
1 Comprimido 100ml 15
todas as outras substâncias reagem. O NO
2 Comprimido 100ml 10 se decompõe em N2 e O2; esse oxigênio
3 Pó 100ml 25 produzido reage com CO, CxHy e C2H4O,
transformando-se em gás carbônico e água.
4 Pó 100ml 20
Portanto, os carros com esse equipamento
jogam para a atmosfera quantidades maio-
Em todos os casos foi medido o tempo para res de CO2 e H2O, mas em compensação
o medicamento reagir completamente. O nos livram de todas as outras substâncias
mais maléficas, ou seja, diminuem sensi-
velmente a emissão de poluentes.
O tempo que os gases ficam retidos
dentro do conversor não seria suficiente
para a ocorrência dessas transformações,
por isso são colocados alguns metais como
Paládio, Platina ou Ródio, que são catalisa-
dores dessas reações.

Com base nas informações, analise as


afirmações:
I. Os metais citados no texto aumentam a
superfície de contato e por isso catali-
sam essas reações.
II. O Paládio, a Platina e o Ródio diminuem a
energia de ativação dessas reações e por
isso elas ocorrem mais rapidamente.
III. O conversor catalítico transforma rapida-
mente substâncias poluentes em outras
não poluentes, diminuindo sensivelmen-
te a quantidade de gás carbônico expeli-
da pelos canos de escapamento de veí-
culos que têm esse aparelho.

Estão corretas:
a) I, apenas. 75
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III,apenas.
e) II, apenas.
Gabarito
Logo o combustível que tem o maior poder
QUESTÃO 1 calorífico é o H2.
Alternativa B. IV. Correta. O hidrogênio é o combustível
do futuro, pois é altamente energético
Resolução: como calculamos no item anterior, não
I. Correta. Reações de combustão são é poluente, já que sua combustão pro-
sempre exotérmicas, ou seja, liberam duz água e ainda é totalmente reciclá-
calor. Esse calor é absorvido por outros vel, isso por que a obtenção do H2 tem
sistemas com as mais variadas finalida- como matéria–prima o H2O.
des, o cozimento é uma delas.
II. Correta. QUESTÃO 2
III. Incorreta. O enunciado diz que o poder
calorífico é a quantidade de calor libera- Alternativa D.
do na queima de 1,0g do combustível.
Resolução:
Vamos aos cálculos:
Para que uma reação química ocorra, há a
1 H2(g) .......................... ∆H = – 286kJ necessidade de colisões eficazes ou efe-
tivas (colisão no ângulo perfeito e energia
suficiente para a ocorrência da reação entre
1mol libera
as substâncias reagentes). Quanto maior
for o número de colisões efetivas entre os
2g 286kJ reagentes por unidade de tempo, maior a
1g x
76 velocidade da reação.
x 143kJ
Fatores que alteram a velocidade
1 C2H5OH(l) .......................... ∆H = – 1 368kJ
Concentração dos reagentes:
1mol libera Ex.:

46g 1 368kJ H2 + I2 2 HI
1g y
y 30kJ Situação 1 Situação 2

1 C8H18(l) .......................... ∆H = – 5 470kJ H2 I2 H2 I2 H2


I2 H2 I2 H2 I2
1mol libera
H2 I2 H2
114g 5 470kJ
1g z Todas essas moléculas estão se agitando e
z 48kJ colidindo, porém na situação 2, com maior
1 gH2 1g C2H5OH 1g C8H18 concentração dos reagentes (H2 e I2), há
libera 143kJ libera 30kJ libera 48kJ
mais colisões num mesmo intervalo de tem-

IESDE Brasil S.A.


po, logo maior a velocidade da reação.
Colisões ocorrem só
3. Pressão. Quando se trabalha com a pres- na parte periférica.
são na química, levamos em conta apenas As partes internas
não estão em contato
substâncias no estado gasoso. Observe
com a reação.
os recipientes 1 e 2 munidos de êmbolo,
representados a seguir: Se quebrarmos esse sólido em vários peda-
ços, aumentamos a quantidade de substân-
1 2
cia em contato com a reação.

IESDE Brasil S.A.

IESDE Brasil S.A.


De 1 para 2 houve um aumento da pressão,
aproximando mais as moléculas gasosas, au-
mentando assim, a probabilidade de colisões Agora, além das colisões
periféricas, temos também
entre elas e aumentando a velocidade. as colisões nas partes
internas, ou seja, aumenta-
Outro raciocínio: mos o número de colisões,
e por isso um aumento na
A concentração em mol . L–1 ( [ ] ) pode ser velocidade da reação.

calculada pela seguinte fórmula:


Conclusões:
n n. de mol
o
[ ]= –C
 oncentração
V volume
dos reagentes
Com o aumento da pressão ocorre uma dimi- 77
nuição do volume, acarretando um aumento –P
 ressão (quan-
na concentração e por isso mais colisões, do houver pelo
n N.o de Velocidade
como vimos no 1.o fator. [ ] = menos um gás
V colisões das
como reagente
efetivas reações
4. Temperatura. Aumentando a temperatura,
– Temperatura
aumentamos o estado de agitação das molé-
culas (aumentamos a energia cinética média – Superfície de
das moléculas) e por isso há um aumento no contato
número de colisões efetivas e consequente
aumento na velocidade da reação. Agora vamos analisar as afirmações:
I. Incorreta. Se o alimento ficar fora da
5. Superfície ou área de contato. Aumentando geladeira, terá maior temperatura. Logo
a superfície de contato aumenta a quantida- as reações que fazem esse produto fi-
de de substância em contato com a reação, car impróprio para o consumo ocorrerão
ou seja, aumenta o número de colisões efe- mais rapidamente e, portanto, diminui o
tivas, logo maior velocidade para a reação. prazo de validade.
Exemplo: Temos um sólido num único peda- II. Correta. Os alimentos feitos a base de
ço numa reação química carne triturada tem grande superfície de
contato e por isso reagem rapidamente. H(kJ)
Energia absorvida para a

IESDE Brasil S.A.


quebra das ligações
III. Correta. O aumento da temperatura e da
superfície de contato aumentam a velo-
cidade das reações, ou seja, o alimento
estraga mais rápido, ou seja, há uma di-
Energia de ativação
minuição no prazo de validade. Reag. Energia liberada na
formação das ligações
Prod.
QUESTÃO 3
Caminho da reação
Alternativa B.
Acompanhe o raciocínio:
Resolução:
•• Para a reação ocorrer, temos que atingir
Para responder essa questão, primeiro o complexo ativado. Vamos imaginar
vamos descrever o caminho energético de uma reação com a energia de ativação
uma reação com um exemplo, representado bem alta.
pela equação:
Você vai fornecendo energia para o sistema
Para que a reação ocorra, o sistema absorve e ele vai absorvendo, e o tempo vai pas-
energia para promover a quebra das ligações sando, ou seja, quanto maior a energia de
do reagente. Essa absorção é até alcançar ativação, mais o tempo levará para atingir o
o complexo ativado, pois nesse estágio complexo ativado, menor a velocidade.
quebra definitivamente as ligações dos rea-
Conclusão:
gentes e formam-se as ligações do produto
e, nesse caso, o sistema libera energia. A energia de velocidade
energia necessária para atingir o complexo Quanto
ativação da reação
ativado é chamada energia de ativação.
Catalisador:
78
H2 + I2 2 HI Catalisadores são substâncias que aumen-
tam a velocidade da reação, diminuindo a
H–H+I–I H H H–I energia de ativação e não são consumidas
: : no processo.
Quebra das I I H–I
ligações
(absorve energia)
complexo ativado formação das Gráfico com e sem catalisador
(estágio intermediá- ligações
rio entre reagentes (libera energia) H(kJ)
e produtos)
IESDE Brasil S.A.

Traduzimos esse caminho energético para


um gráfico. Energia de ativação sem
catalisador
Reag. Energia de ativação com
catalisador
Prod.

Caminho da reação
Do enunciado. e) Incorreta. O calor-padrão de combustão
é aquele onde as substâncias estão
O 1.o gráfico representa a concentração de
com o estado físico a 25oC e pressão
O2 em função do tempo. A maior velocidade
de 1atm e, nesse caso, o etanol e a
é para a reação que há maior quantidade
produzida por unidade de tempo. Logo a água estão, predominantemente, no
reação com catalisador está representada estado líquido, já o oxigênio e o dióxi-
pela curva I. do de carbono no estado gasoso. Essa
equação está representada no gráfico
No 2.o gráfico, a reação com catalisador por H2.
ocorre com maior energia de ativação, logo
curva IV.
QUESTÃO 6
QUESTÃO 4
Alternativa D.
Alternativa C. Resolução:
I. Correta. Triturar o carvão promove um
Resolução:
aumento da superfície de contato e con-
Sorvete Corrida sequente aumento na velocidade da re-
ação.
1g 11,0kJ 1 hora 1 100kJ
150g X Y 1 650kJ II. Correta. Ao abanar aumentamos a con-
X = 1 650kJ Y = 1,5 hora centração de oxigênio (um reagente) e por
(quantidade calórica Y = 1 hora e meia =  isso o carvão queima mais rapidamente.
ingerida em excesso) 1hora e 30 minutos
III. Incorreta. Carvão e oxigênio já são rea-
gentes dessa reação. Um catalisador é
QUESTÃO 5 uma substância que normalmente não é
um reagente da reação.
Alternativa E. 79
Resolução:
QUESTÃO 7
a) Correta. Reações de combustão são
sempre exotérmicas, ou seja, liberam Alternativa B.
energia na forma de calor.
Resolução:
b) Correta. De acordo com o gráfico a com-
bustão completa do etanol para produ- Nos recipientes 1 e 2 temos a menor superfí-
zir água gasosa está representada pelo  cie de contato e menor temperatura, logo as
∆H = – 1 324kJ reações com menor velocidade. Entre elas
a que levou maior tempo para ocorrer é a
c) Correta. De acordo com o gráfico, a com-
reação 2, pois é a menor temperatura. Em
bustão completa do etanol para produzir
3 e 4, maior superfície de contato e maiores
água sólida está representada pelo ∆H3,
temperaturas, portanto maiores velocidades
ou seja, o maior H, logo há maior libe-
entre elas, no recipiente 3 ( T), a reação
ração de calor.
ocorre em menor tempo.
d) Correta. Para que ocorra a fusão, ou
seja, a passagem do estado sólido para
o estado líquido, o sistema absorve ca-
lor, portanto o processo é endotérmico.
QUESTÃO 8
Alternativa E.
Resolução:
I. Incorreta. Os metais são catalisadores e,
portanto, aumentam a velocidade da rea-
ção, diminuindo a energia de ativação.
II. Correta. Como explicado no item anterior.
III. Incorreta. No conversor catalítico ocor-
rem transformações rápidas de subs-
tâncias poluentes como NO, CO, entre
outros, em compostos não poluentes
como N2, O2, porém aumenta a quanti-
dade de gás carbônico expelida nos ca-
nos de escapamento dos veículos.

80
Aula 5
QUESTÃO 1
Pelos canos de escapamento de veículos III. Em dias mais quentes há uma diminui-
há a emissão de vários gases, entre eles, ção da coloração castanha.
o monóxido de nitrogênio (NO). Este, em
contato com o ar transforma-se em NO2 (gás Estão corretas:
de coloração castanha), que se dimeriza em a) I, apenas.
N2O4 (gás incolor) em um equilíbrio químico b) I e II, apenas.
representado pela equação:
c) I e III, apenas.
2 NO2(g) N2O4(g)
d) II e III, apenas.
Esse equilíbrio foi estudado em laboratório e) III, apenas.
e determinou-se a constante de equilíbrio
em termos de concentração (Kc) em várias
temperaturas de acordo com a tabela a QUESTÃO 2
seguir:
O nitrogênio é um dos principais elementos
que constituem os fertilizantes de origem
T OC Kc
inorgânica. Ele pode estar presente na forma
50 50
de fosfato de amônio [(NH4)3PO4], sulfato
100 2,7 de amônio [(NH4)2SO4], ureia [CO(NH2)2],
150 0,32 entre outros. Todos esses compostos são 81
200 0,053
produzidos a partir da amônia que é obtida
pelo processo Haber-Bosch representado
250 0,013 a seguir:

Analise as afirmações: N2(g) + 3 H2(g) 2 NH3(g)


I. A coloração castanha presente no céu
(Do ar atmosférico) (Eletrólise da água)
em regiões metropolitanas é causada
pela presença do dióxido de nitrogênio Essa reação é classificada por muitos como
(NO2). a maior descoberta do século XX, pois ela
II. A primeira reação citada no texto pode viabilizou a grande produção de alimentos
ser representada pela seguinte equação: que temos no mundo hoje. A seguir, estão
representados a porcentagem de amônia,
NO(g) + 1 O2(g) NO2(g) obtida em função da pressão em várias
2
temperaturas, em equilíbrio com N2 e H2.
% NH3 Assinale a alternativa incorreta em relação
3000C a esses cinco sistemas:
4000C
5000C a) os sistemas I, II e III são ácidos.
b) o leite é o mais próximo da neutralidade.
c) o sistema I (água com gás) é o mais áci-
do.
P (atm)
d) misturando volumes iguais de café e lei-
Analise as afirmações: te, obtemos uma solução ácida.
I. O aumento da pressão aumenta o rendi- e) a solução de NaHCO3 é a única com ca-
mento em NH3, pois nesse caso o equi- ráter básico.
líbrio é deslocado no sentido do menor
volume gasoso.
II. A reação de obtenção da amônia pelo
QUESTÃO 4
processo Haber-Bosch é endotérmico.
Indicadores ácido-base são soluções que
III. Uma vez obtida a amônia (NH3), uma mudam sua coloração de acordo com o pH
substância gasosa, a indústria de ferti- da solução que entram em contato. A seguir
lizantes promove a ocorrência de outras temos destacados três deles, a 25oC:
reações que permitem a produção de
compostos sólidos nas condições am- Azul de bromotimol
bientes como fosfato de amônio, sulfato 6 7,5
de amônio etc. 0 14
Amarelo F.V. Azul
Estão corretas:
a) I, apenas.
Alaranjado de metila
b) I e II, apenas. 3 4,5
82
c) I e III, apenas. 0 14
Vermelho F.V. Amarelo
d) II, apenas.
e) II e III, apenas.
Fenolftaleína
8 10
QUESTÃO 3 0 14
Incolor F.V. Vermelho

Dados os seguintes sistemas, a 25oC:


F.V. (faixa de viragem) é o intervalo de pH
[H ] mol . L
+ –1 que a coloração muda e fica normalmente
entre as tonalidades das extremidades.
Água com gás 10-4
•• A uma solução “A” foi adicionado o azul
Café preparado 10-5
de bromotimol e houve o surgimento da
Leite 10-6,5 coloração amarela.
Solução de Bicarbonato de •• A uma solução “B” foram colocadas al-
10-8
Sódio (NaHCO3) gumas gotas de alaranjado de metila e
Água de lavadeira o sistema ficou alaranjado.
10-10
(solução de NaClO)
•• A uma solução “C” foi colocado fenolf- a) 6,8 e 7,5.
taleína e a solução permaneceu incolor.
b) 6,8 e 14.
Analise as afirmações: c) 0 e 5,0.
I. A solução “A” é certamente ácida.
d) 6,0 e 6,8.
II. A solução “B” é alcalina.
e) 5,0 e 7,0.
III. A solução “C” tem pH abaixo de 8 e, por
isso, pode ser ácida, básica ou neutra.
QUESTÃO 6
Estão corretas:
O equilíbrio químico é atingido a partir do
a) I, apenas.
instante que a velocidade da reação direta
b) II, apenas. (V1) se iguala à velocidade da reação inversa
c) I e II, apenas. (V2). A partir daí as concentrações de todas
as substâncias participantes da reação
d) I e III, apenas. ficam constantes.
e) II e II, apenas.
A seguir está representado o gráfico de uma
reação, desde seu início (tempo = 0) até
QUESTÃO 5 o equilíbrio ser estabelecido a uma certa
temperatura.
Os indicadores denominados roxo de
[ ] ml/L
bromocresol e azul de bromotimol têm a
seguinte característica de acordo com o pH
4 HCl
da solução:
H2 e Cl2
2
Roxo de bromocresol
5 6,8 83
pH 0 14 20 40 tempo (minutos)
Amarelo F.V. Roxo
De acordo com os dados, analise as afir-
Azul de bromotimol mações :
6 I. O equilíbrio químico foi atingido aproxi-
7,5
pH 0 14
madamente vinte e cinco minutos após
Amarelo F.V. Azul o início da reação.

F.V. = faixa de viragem II. Em uma reação em equilíbrio, a relação


V1
é igual a 1.
Pegando duas alíquotas de uma solução in- V2
color X. À primeira foi adicionado o azul de III. Essa reação em equilíbrio pode ser re-
bromotimol e a solução adquiriu a coloração presentada pela equação
verde, e à segunda adicionamos gotas do
H2(g) + Cl2(g) 2 HCl(g)
roxo de bromocresol e houve o surgimento
da cor roxa. Com esses dados é possível e sua constante de equilíbrio em termos
concluir que o pH dessa solução está na de concentração (Kc) é igual a aproximada-
faixa de: mente 1,78.
Estão corretas: O processo direto, denominado desmine-
a) I, apenas. ralização, é a dissolução da hidroxiapatita.
O processo inverso, chamado de remine-
b) II, apenas.
ralização, é a formação desta substância
c) I e II, apenas. sólida.
d) I e III, apenas. Analise as afirmações :
e) II e III, apenas. I. Ao mastigar alimentos ricos em cálcio,
esse equilíbrio pode ser deslocado no
sentido da desmineralização.
QUESTÃO 7
II. Beber sucos e refrigerantes com pH me-
O transporte de gases como oxigênio (O2), nor que sete favorece a desmineraliza-
dióxido de carbono (CO2) e monóxido de car- ção, ou seja, destrói o esmalte dentá-
bono (CO) em vertebrados ocorre por meio rio.
da corrente sanguínea, onde há interações III. Para fortalecer o esmalte dentário, te-
entre a hemoglobina (Hb) e esses gases. mos que acentuar a remineralização.
Sabendo que as ligações entre a hemoglo- Para isso, temos que comer alimentos
bina e os gases O2 e CO2 são mais instáveis alcalinos ou que contenham sais solú-
que a ligação entre ela e o CO, analise os veis de cálcio e fosfato.
equilíbrios representados a seguir e assinale
a alternativa que traz a comparação – possí- Estão corretas:
vel com esses dados – entre as constantes a) I, apenas.
de equilíbrio Kc1, Kc2 e Kc3.
b) II, apenas.
Hb + O2 HbO2 Kc1
c) III, apenas.
Hb + CO2 HbCO2 Kc2 d) II e III, apenas.
84 Hb + CO HbCO Kc3 e) I e III, apenas.

a) Kc1 = Kc2 = Kc3


b) Kc1 = Kc2 > Kc3
c) Kc3< Kc2 e Kc3 < Kc2
d) Kc3 > kc2 e Kc3 > Kc1
e) Kc3 = Kc2 > Kc1

QUESTÃO 8
O principal componente do esmalte dentário
é uma hidroxiapatita, muito pouco solúvel
em água , que pode ser representada pela
fórmula Ca5(PO4)3OH.

Na boca, há um equilíbrio que pode ser


assim equacionado:

Ca5(PO4)3OH(s) 5 Ca 2+
(aq)
+ 3 PO43-(aq) + OH- (aq)
Gabarito

QUESTÃO 1 Kc = [Prod] Kc = [Prod]


[Reag] [Reag]
Alternativa B.

Resolução: Na temperatura onde


Na temperatura onde se obtém a menor
Um equilíbrio é atingido a partir do ins- obtém a maior Kc te- Kc temos mais rea-
mos mais produtos. gentes.
tante que as concentrações de todas as
substâncias participantes da reação ficam
constantes. No exercício, a tabela traz valores de Kc
em cinco temperaturas e, nesse caso, está
No equilíbrio:
representado que o aumento da tempera-
tura diminui o valor de Kc, indicando que o
2 NO2(g) N2O4(g) aquecimento aumenta a concentração de
reagentes, nesse caso do NO2 e, portanto,
Castanho Incolor o aumento na coloração castanha.
I. Correta. Dos canos de escapamento de
No sistema onde ele está ocorrendo temos veículos saem várias substâncias, en-
os dois compostos, NO2 (castanho) e N2O4 tre elas temos os óxidos de nitrogênio,
(incolor). normalmente o NO que em contato com
Se o equilíbrio estiver mais deslocado no o ar se transforma em NO2. (coloração
sentido do NO2 (p/ a esquerda), mais cas- constante)
tanho estará o sistema. II. Correta. A primeira reação citada pode
ser representada pela equação 85
Agora, se o equilíbrio estiver mais deslocado
para a direita, o sistema será menos casta- NO(g) + 1O NO2(g)
nho ou mais incolor. 2 2(g)
(do ar)
A constante de equilíbrio, dependente da III. Incorreta. De acordo com a tabela, em dias
temperatura, é uma referência para identifi- mais quentes, há uma diminuição do Kc
car qual é a substância predominante. indicando um aumento na concentração
do reagente, que, nesse caso, determina
Constante de equilíbrio em termos de con-
um aumento na coloração castanho.
centração (Kc):

Concentração dos
QUESTÃO 2
Kc = [Prod] y
x

[Reag] produtos pela con-


centração dos Alternativa C.
reagentes elevadas Resolução:
[ ] = Concentração
aos coeficientes do
mol/L
balanceamento (x e y) Deslocamento de equilíbrio
da equação (Princípio de Le Chatelier)

Qualquer alteração feita num equilíbrio


causa um deslocamento (no sentido dos
produtos ou no sentido dos reagentes) para Importante: deslocar o equilíbrio é mudar o
compensar a alteração feita e reestabelecer rendimento da reação.
novamente um equilíbrio.

TEMPERATURA Deslocar o deslocar no aumentar o


equilíbrio = sentido dos = rendimento
Um aumento para a direita produtos da reação
na temperatura
T ENDOTÉRMICO
favorece mais
(desloca o I. Correta. Podemos concluir a partir do
T EXOTÉRMICO equilíbrio) a reação gráfico.
endotérmica.
Outra resolução:
A reação:
PRESSÃO (GÁS)
Num equilíbrio que
houver pelo menos 1 N2(g) + 3 H2(g) 2 NH2(g)
Volume gasoso um gás, o aumento
P
( n.o de mol de gás) da pressão deslo-
ca o equilíbrio no 1 vol 3 vol 2 vol
Volume gasoso sentido do menor
P n.o de mol de gás
( n.o de mol de 4 vol 2 vol
gás) (menor volume
gasoso).
P  esloca no sentido do menor volume
d
aumentando o rendimento de NH3
CONCENTRAÇÃO
(nesse caso para a direita)
Adicionando uma
substância partici-
pante no equilíbrio, II. Errada. No gráfico está representado
Adição = [ ] L ado
que a curva a 300oC (menor temperatu-
86 oposto ele se desloca no
sentido de consumir, ra), obtém-se maior % de NH3, indicando
Retirada = [ ]  esmo
M pelo menos parte da que a diminuição da temperatura favore-
lado quantidade adicio- ce a formação da amônia, logo a reação
nada e por isso vai é exotérmica.
para o lado oposto.
III. Correta. A amônia (NH3) é matéria pri-
ma para a produção de sais (compostos
CUIDADO CATALISADOR
sólidos nas condições ambientes), sais
Adição ou retirada (de Catalisador são subs- de amônio (NH4+), muito usado como fer-
parte) de substâncias tâncias que aumen- tilizantes.
que no equilíbrio estão tam a velocidade das
no estado sólido não reações, porém não
deslocam o equilíbrio. deslocam o equilíbrio.
QUESTÃO 3
Alternativa E.

Resolução:
100 10-1 10-2 10-3 10-4 10-5 10-6 10-7 10-8 10-9 10-10 10-11 10-12 10-13 10-14
[H+]

Ácida Neutro Básica

A escala da [H+] é estudada, normalmente, desde 10o a 10–14. Porém essas potências com
expoentes negativos são muito ruins para serem manuseados, por isso usamos um recurso
matemático para transformar essas potências em valores mais agradáveis.

Potencial hidrogeniônico (pH)

pH = – log [H+]

Exemplo: [H+] = 10–3mol/L


pH = log 10–3
pH = (–3) . (– log 10)
pH = (–3) . (–1)
pH = 3
87
Em linhas gerais podemos dizer que o valor do pH é o expoente da concentração de H . +

([H+] = 10–pH)

Traduzindo a [H+] para pH temos.


[H+] 100 10-1 10-2 10-3 10-4 10-5 10-6 10-7 10-8 10-9 10-10 10-11 10-12 10-13 10-14

pH 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Ácida Neutro Básica


pH = 7 neutro •• Quanto mais abaixo de sete for o pH,
maior é o excesso de H+, determinando
pH < 7 ácido
uma solução mais ácida.
pH > 7 básico
•• Quanto mais acima de sete for o pH menor
Importante: Quanto mais distante de sete a [H+] indicando maior excesso de OH–,
mais acentuado é o caráter da solução. determinando uma solução mais básica.

0 7 14

+ Ácida neutro + Básica

Do enunciado:
QUESTÃO 4
I. água c/ gás [H+] = 10–4 mol . L–1 pH = 4 .
(ácida) Alternativa D.
II. café preparado [H ] = 10 . mol L pH = 5 .
+ –5 –1
Resolução:
(ácida)
De acordo com o enunciado, se o pH estiver
III. leite [H+] =10–6,5 mol L–1 pH = 6,5 (ácida).
na faixa de viragem (F.V.), a coloração obti-
IV. solução de NaHCO3 [H+] = 10–8 mol . L–1 da corresponde à mistura das outras duas
pH = 8 (básico). cores, portanto:
V. solução de NaClO [H+] = 10–10 mol . L–1
Azul de
pH = 10 (básico). F.V.  zul + amarelo =
a
bromotimol
verde
88 a) Correta. As soluções 1, 2 e 3 tem pH (pH entre 6 e 7,5)
abaixo de sete, logo são ácidas. Alaranjado
F.V. v ermelho + amarelo =
b) Correta. O leite tem pH = 6,5 dentre os de metila
laranja
(pH entre 3 e 4,5)
sistemas é o mais próximo de sete, logo
mais próximo da neutralidade. Fenolftaleina F.V. v ermelho + incolor =
c) Correta. A água com gás tem o menor (pH entre 8 e 10) rosa
pH, logo é o mais ácido.
Solução A
d) Correto. Preparando um café com leite,
estamos misturando dois sistemas áci- + azul de bromotimol = amarelo
dos e, portanto, vamos obter uma nova pH < 6
mistura com pH abaixo de sete (também
ácida). Solução B
e) Incorreta. Pois os sistemas IV e V são + alaranjado de metila = laranja
básicos e não apenas a solução de pH > 3
NaHCO3. pH < 4,5
Solução C III. Correta. A curva descendente repre-
senta o reagente (substâncias consu-
+ fenolftaleina = incolor midas), nesse caso, H2 e Cl2 e a curva
pH < 8
ascendente, os produtos (substâncias
formadas) nessa reação, o HCl. Logo, a
I. Correta. A solução A tem pH < 6, logo
equação é representada por:
é ácida.
II. Incorreta. A solução B tem pH entre 3 e H2(g) + Cl2(g) 2 HCl(g)
4,5, é ácida.
Constante de equilíbrio em termos de
III. Correta. A solução C tem pH abaixo de 8, concentração:
logo pode ser ácida básica ou neutra.
[HCl]2
Kc =
[H2].[Cl2]
QUESTÃO 5
Do gráfico temos que no equilíbrio:
Alternativa A. [H2] = [Cl2] = 3mol/L
Resolução: [HCl] = 4mol/L

Azul de Roxo de
Substituindo na expressão da constante,
bromotimol bromocresol temos:
(4)2
Kc = 1,78
3.3
x x
Verde Roxo QUESTÃO 7
Como a solução Essa coloração
ficou verde concluí- indica que o pH
mos que o pH está da solução está Alternativa D.
entre 6 e 7,5. acima de 6,8.
Resolução:
Conclusão: 89
O enunciado informa que a ligação entre a
A solução X tem pH > 6,8 e pH < 7,5 hemoglobina (Hb) e o monóxido de carbono
(CO) é mais estável, logo, entre os três cita-
QUESTÃO 6 dos, o equilíbrio III está mais deslocado para
a direita, ou seja, no sentido da formação
Alternativa E. do HbCO, logo tem o maior Kc.

Resolução: Para a ligação entre a hemoglobina e o


oxigênio ou entre ela e o gás carbônico não
I. Incorreta. O equilíbrio é atingido a partir
temos a informação (no texto) de maior ou
do instante em que as concentrações fi-
menor estabilidade, portanto não podemos
cam constantes e, nesse caso, é a partir
afirmar qualquer relação entre Kc1 e Kc2.
de 40 minutos após o início da reação.
II. Correta. Como no equilíbrio a velocidade Logo podemos afirmar que:
da reação direta (V1) é igual à velocidade
Kc3 > Kc2 e Kc3 > Kc1
V
da reação inversa (V2) 1 = 1.
V2
QUESTÃO 8
Alternativa D.

Resolução:

O equilíbrio:
Remineralização

Ca5(PO4)3OH(s) 5Ca2+(aq) + 3 PO43–(aq) + OH–(aq)

Desmineralização

I. Incorreta. Pois ao adicionar Ca2+ (cálcio) o equilíbrio se desloca para a esquerda, ou seja,
no sentido da remineralização.
II. Correta. Adicionando ácido, ocorre a reação com o OH– ou seja, retira OH–, deslocando o
equilíbrio para a direita, ocasionando a desmineralização e consequente destruição do
esmalte dentário.
III. Correta. Adicionando composto alcalinos (OH–), cátions de cálcio (Ca2+) ou ânions fosfato
(PO43–), deslocamos o equilíbrio para a esquerda e assim fortalecemos o esmalte dentário.

90
Biologia
Biologia
Ricardo Luiz de Mello
Sumário
Aula 1..................................................................................... 93

Gabarito...................................................................................... 99

Aula 2................................................................................... 101

Gabarito.................................................................................... 107

Aula 3................................................................................... 109

Gabarito.................................................................................... 115

Aula 4................................................................................... 117

Gabarito.................................................................................... 124

Aula 5................................................................................... 127

Gabarito.................................................................................... 132
Aula 1
QUESTÃO 1
Orientações para utilização de peixes larvófagos para controle de Aedes aegypti.

Domínio público.
Algumas espécies de peixes larvófagos que podem facilmente ser encontradas em rios brasileiros,
e que podem ser utilizadas em recipientes com diversos volumes de água são as seguintes:

Condições
Nome Nome ideais da água
Onde obter Origem Comp.
científico popular
Temp. pH
Poecilia Guppy, Guaru, Nos córregos 93
América 4cm 27oC 7,3
reticulata Barrigudinho e rios
Em lojas espe-
Betta cializadas em
Peixe de briga Tailândia 6cm 26oC 7,0
splendens peixes orna-
mentais

A utilização de peixes larvófagos no combate ao mosquito da dengue é uma técnica de controle


biológico de pragas que pode:
a) resolver definitivamente o problema da dengue nos grandes centros urbanos.
b) contribuir para a redução da contaminação do mosquito pelo vírus da dengue.
c) contribuir para a redução da utilização de defensivos químicos na luta contra o mosquito
da dengue, o que pouparia muitos ambientes aquáticos e suas respectivas cadeias ali-
mentares de contaminação.
d) contribuir para o aumento da biodiversidade de peixes em nossos rios e estuários, uma vez
que a introdução de novas espécies sempre traz um ganho para os ecossistemas.
e) contribuir para a redução da contaminação do mosquito pela bactéria patogênica da den-
gue que é transmitida diretamente para o sangue das pessoas no ato da picada.
isso, muitos mosquitos migram para re-
QUESTÃO 2 giões mais centrais das cidades elevan-
do o número de casos da doença.
Desmatamento e urbanização
contribuem para aumento c) em zonas desmatadas, as condições
da febre amarela, diz especialista inóspitas levam a um processo de se-
leção natural dos mosquitos transmis-
O desmatamento intenso, a urbanização sores da febre amarela. Essa mudança,
desordenada de áreas rurais e as conse- por sua vez, produz variedades virais
quentes mudanças climáticas decorrentes cada vez mais resistentes à medicação,
de todo o processo colaboram para que favorecendo a disseminação e a perda
doenças como a febre amarela se alastrem de controle da doença verificada nos
não só no Brasil, mas também em um gran- grandes centros urbanos.
de número de países em todo o mundo.
d) com o desmatamento, pequenos animais
A afirmação é do médico epidemiologista
sem seus habitats naturais migram para
José Cássio de Moraes, da Santa Casa de
os ambientes urbanos e passam, junta-
São Paulo.
mente com o mosquito, a transmitir o ví-
O último relatório divulgado pela Organi- rus da febre amarela para os humanos.
zação Mundial da Saúde (OMS) aponta cres-
cimento não apenas do número de casos de e) o desmatamento abre enormes áreas
febre amarela como também do número de que podem ser ocupadas por insetos ur-
países atingidos pela doença nos últimos banos. Uma vez nesses novos ambien-
20 anos. “Toda essa mudança do ecossiste- tes, esses insetos se contaminam e pas-
ma, o aquecimento global, chuvas intensas, sam a ser novos vetores da virose.
calor, tudo isso é um facilitador de doenças
por vetores”, disse Moraes. Ele destacou a QUESTÃO 3
grande preocupação mundial com o que tais
mudanças podem representar de aumento
94 desse tipo de doença. Como reciclar lixo orgânico
(Disponível em: <http://conexaotocantins.com.br/noticia/ Você sabia que grande parte dos mate-
desmatamento-e-urbanizacao-contribuem-para-aumento-da- riais que vai para o lixo pode e deveria ser
febre-amarela-diz-especialista/1225>.) reaproveitado? Plástico, vidro, lata e alumínio
são alguns desses materiais. Infelizmente,
Como relação entre o desmatamento e o um dos maiores desafios dos últimos tem-
aumento do número de casos de febre ama- pos é “o que fazer” e “onde colocar” tanto
rela em grandes centros urbanos, assinale lixo. Aproximadamente 400 milhões de tone-
a afirmativa correta: ladas de lixo são produzidas anualmente e
a) o desmatamento reduz a disponibilidade uma pessoa produz cerca de 1 quilo de lixo
de habitats para o mosquito transmissor por dia! Veja como reciclar o seu lixo!
da febre amarela, o que força o agente Passos
causador da febre amarela a trocar os
•• Primeiramente separe o lixo orgânico
hospedeiros habituais por hospedeiros
(lixo molhado) do inorgânico (lixo seco).
eventuais que vivam nas cidades.
•• Separe os materiais biodegradáveis
b) o corte indiscriminado de vegetação na-
como descarte de verduras, cascas de
tiva ao redor dos grandes centros urba-
frutas, pó de café, erva de chimarrão,
nos destrói o habitat natural do mosqui-
folhas de árvores, inclusive o papel
to transmissor da febre amarela. Com
e) materiais não biodegradáveis como
higiênico. Tudo que não é reutilizado
metais pesados, por exemplo, podem
nas indústrias;
contaminar o húmus e acabarem sendo
•• No quintal da sua casa, faça um buraco transportados para novos ambientes,
que caiba todo lixo separado, insemine onde podem entrar nas cadeias alimen-
minhocas e, em seguida, coloque o lixo tares e concentrarem-se, principalmen-
biodegradável que você separou em te, nos últimos níveis tróficos.
uma simples câmara no quintal adicio-
nando um pouco de terra por cima;
•• Dessa forma, o lixo orgânico será trans-
QUESTÃO 4
formado em húmus, o melhor adubo
Uma técnica agrícola muito utilizada por pe-
natural que existe.
quenos e médios agricultores em sua lida no
(Disponível em: <http://wiki.bemsimples.com/pages/viewpa- campo é a rotatividade de culturas. Com o
ge.action?pageId=42860545>.)
objetivo de resguardar a fertilidade do solo,
bem como diminuir os custos com adubagem
No processo de transformação de lixo or- química, é comum que os agricultores alter-
gânico em húmus, ocorre a participação nem o cultivo de leguminosas como fava,
de vários organismos que interagem com feijão ou soja com outras culturas de plantas
o material efetuando processos químicos e como milho. Assinale a afirmativa abaixo que
biológicos. Sobre esses processos, erramos melhor explica a eficiência dessa técnica:
quando afirmamos que: a) a ampla liberação de matéria orgânica
a) os micro-organismos atuantes no pro- para as culturas agrícolas a partir da
cesso de decomposição orgânica do lixo decomposição das leguminosas após a
convertem moléculas como proteínas, ce- colheita.
lulose e gorduras em sais minerais que b) as plantas leguminosas apresentam a
podem servir de fonte de nutrientes para vantagem de fixar uma boa quantidade de
os vegetais. nitrogênio atmosféricos a partir dos estô- 95
b) a decomposição de matéria orgânica matos de suas folhas expostas ao ar.
que originará o húmus precisa ser co- c) as raízes das plantas leguminosas têm
berta por uma camada de terra porque a capacidade de deixar o solo muito are-
esse processo é anaeróbio e não ocorre jado, o que estimula o desenvolvimento
na presença de oxigênio. de micro-organismos benéficos para as
c) a temperatura ambiente pode acelerar demais culturas agrícolas.
ou retardar o processo de decompo- d) as bactérias que se desenvolvem nas raí-
sição orgânica do lixo, uma vez que o zes das leguminosas fazem conversão de
metabolismo dos micro-organismos é nitrogênio atmosférico em compostos ni-
afetado por variações térmicas. trogenados que aumentam a fertilidade do
d) em função da grande quantidade de lixo solo e diminuem os gastos com adubação.
produzido nas grandes cidades, a com- e) as plantas leguminosas transformam
postagem torna-se uma medida neces- diretamente o nitrogênio do ar em com-
sária pois, além de gerar renda e empre- postos nitrogenados como aminoácidos
gos, diminui a necessidade do uso de e proteínas, o que torna o solo mais
aterros sanitários. fértil para as demais culturas que serão
plantadas no esquema de rotatividade.
QUESTÃO 5 dustrial e doméstica, suscita uma pergunta.
Até que ponto o rio Caí está protegido de
As indústrias siderúrgicas, bem como as evento semelhante? Não existem estudos
usinas termoelétricas geradoras de energia, definitivos que apontem o grau de conta-
utilizam enormes quantidades de água para minação das suas águas, mas é certo que
refrigeração de caldeiras e sistemas de a bacia hidrográfica do rio Caí também en-
operação. Às vezes, inescrupulosamente, frenta séria poluição causada por esgotos
restos de água quente acabam sendo lan- domésticos, agrotóxicos e resíduos indus-
çados diretamente nos rios sem o devido triais, que afetam seriamente a qualidade
resfriamento prévio conforme determina a da água consumida pelos caienses.
legislação ambiental.
[...] A bacia do rio Caí engloba muni-
Como consequência da introdução exagera- cípios com atividade industrial bastante
da de esgotos quentes em recursos hídricos desenvolvida, entre os quais destacam-se
naturais, temos: Farroupilha e Caxias do Sul, localizados na
a) redução dos níveis de sais minerais dis- Serra, com indústrias reconhecidas como
solvidos na água, o que interfere no de- de alto potencial poluidor, principalmente do
senvolvimento das algas do fitoplâncton ramo de metalurgia e metal-mecânica. Entre
e no equilíbrio das cadeias alimentares as indústrias de maior potencial poluidor hí-
aquáticas. drico na região plana da bacia, notadamente
na sub-bacia do arroio Cadeia, destacam-se
b) aumento na concentração de CO2 na
os curtumes. Por diversas vezes o arroio
água dos rios, o que, por sua vez, contri-
Cadeia já enfrentou uma mortandade de
bui para a taxa de fotossíntese das algas
peixes, que, se não tiveram a dimensão do
e aumenta a biomassa vegetal dos rios.
ocorrido com o rio dos Sinos, devem servir
c) redução do nível de oxigênio dissolvido de alerta às autoridades ambientais.
na água, o que, por sua vez, prejudica
As indústrias, na sua maioria descapi-
96 diretamente organismos aeróbios como
talizadas, apesar da boa vontade não con-
peixes, moluscos e crustáceos.
seguem tratar seus dejetos. A indústria de
d) aumento na população de consumido- conservas Oderich, em Caí, vem tendo esta
res, uma vez que o calor acelera seu preocupação.A empresa vem investindo em
metabolismo e favorece seus processos tecnologia para tratamento de seus efluen-
de reprodução. tes líquidos, com a construção de lagoas de
e) aumento da biodiversidade de ecossiste- tratamento e reatores anaeróbicos.
mas de rios e estuários, uma vez que o A situação é mais grave, no entanto,
calor favorece os processos de fotossín- com relação ao esgoto doméstico, caracte-
tese e produção de matéria orgânica.
rística de todas as cidades que compõe a
bacia. Estes municípios deveriam implantar
QUESTÃO 6 com urgência, políticas públicas para solu-
cionar esse problema, mas em nenhuma
delas sequer o assunto é discutido.
A tragédia que se abateu sobre o rio
dos Sinos recentemente, quando morreram
(Disponível em: <www.caiwebtv.com.br/index.
toneladas de peixes, vítimas da poluição in-
php?op=NEArticle&sid=100>.)
Assinale a afirmativa correta.
a) todas as afirmativas são verdadeiras.
b) somente I, II, III e IV são verdadeiras.

IESDE Brasil S.A.


c) somente I, II e V são verdadeiras.
d) somente II e IV são verdadeiras
e) somente IV é falsa.

QUESTÃO 7
O texto noticioso citado destaca como pro-
blema ambiental mais grave e urgente: o
lançamento de esgoto doméstico sem trata- A comercialização de alimentos transgêni-
mento prévio na baia hídrica da região. cos ainda é polêmica. Empresas, produtores
e cientistas que defendem a nova tecnologia
Dentre as possíveis perturbações ambien- dizem que ela vai aumentar a produtividade e
tais associadas ao lançamento de esgotos baratear o preço do produto, além de permitir
domésticos em ambientes aquático, são a redução dos agrotóxicos utilizados. Os que a
feitas as seguintes afirmações: atacam, como os ambientalistas e outra parce-
I. A decomposição da matéria orgânica la de pesquisadores, afirmam que o produto é
presente no esgoto doméstico estimu- perigoso: ainda não se conhece nem os seus
la a proliferação de micro-organismos efeitos sobre a saúde humana nem o impacto
anaeróbios que liberam toxinas e gases que pode causar ao meio ambiente.
tóxicos na água. Apesar de parcialmente proibida a pro-
II. Uma das consequências do lançamento dução destes alimentos no Brasil, nada
de esgotos domésticos nos rios é a eu- garante que o consumidor já não esteja
trofização desses ambientes. comendo produtos transgênicos sem sa-
ber. Eles podem estar chegando a partir da 97
III. O excesso de sais minerais resultantes importação de alimentos e matérias-primas
da decomposição da matéria orgânica de países como a Argentina e os Estados
do esgoto doméstico estimula a prolife- Unidos, que já cultivam e comercializam os
ração excessiva de algas, o que, por sua transgênicos há alguns anos.
vez, dificulta a passagem de luz para as
(Disponível em: <www.consumidorbrasil.com.br>.)
camadas mais profundas do rio.
IV. Uma das causas da grande mortanda-
Apesar de toda a polêmica envolvida nos
de de peixes verificadas em regiões de
bastidores da produção e dos efeitos biológi-
despejo de esgoto doméstico não trata-
co da produção e do consumo de alimentos
do é a redução dos níveis de oxigênio
transgênicos, podemos estar diante de um
dissolvido.
marco histórico no processo de produção
V. O esgoto doméstico não é prejudicial alimentar que garanta o sustento de uma
para todas as espécies aquáticas, uma humanidade que não para de crescer.
vez que algumas delas são beneficiadas
com a morte de organismos aeróbios. A respeito dos alimentos transgênicos e dos
processos envolvidos na sua produção, são
feitas as seguintes afirmações:
I. A utilização de técnicas de transgenia
[...] Os estudiosos acreditam que
vegetal pode implicar num aumento na
mais do que uma aplicação terapêutica,
produção de carnes na pecuária para
a principal contribuição das células-tronco
sustento humano de proteína animal.
embrionárias será o conhecimento do meca-
II. Uma das consequências indiretas das nismo de diferenciação celular, chamado de
técnicas de transgenia é o aumento da transdiferenciação. As células-tronco têm
variabilidade genética verificada dentro a capacidade de se transformar nos mais
de uma espécie. variados tecidos do organismo.
III. Organismos transgênicos são aqueles (Disponível em: <http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/
que apresentam segmentos de DNA pdf/saude_brasil_outubro_2005.pdf>.)

transplantados de outros organismos


da mesma espécie.
Analisando vantagens e desvantagens na
IV. O caráter universal do código genético utilização de células tronco, erramos ao
confere aos cientistas a possibilidade afirmar que:
de manipulação e de criação de novas a) células-tronco são as células com capa-
formas de vida. cidade de autorreplicação, isto é, com
V. Atualmente, o objetivo do desenvolvi- capacidade de gerar uma cópia idêntica
mento da transgenia vegetal tem como a si mesma e com potencial de diferen-
foco a redução dos custos de produção ciar-se em vários tecidos.
através da obtenção de plantas resis- b) entre os diversos benefícios da coleta
tentes aos herbicidas ou resistentes às do sangue do cordão umbilical e placen-
próprias pragas, bem como um aumento ta pode-se destacar que esses tipos de
na qualidade nutricional do produto. células-tronco são totalmente compa-
tíveis com o receptor e não envolvem
Em relação às afirmativas acima, assinale descarte e destruição de embriões para
a opção correta: sua utilização em pesquisas.
98 a) todas as afirmativas são corretas.
c) as células do sangue do cordão umbili-
b) somente I, II, IV e V são corretas. cal e da placenta possuem uma desvan-
c) somente II, III, IV e V são corretas. tagem maior sobre as células-tronco em-
brionárias ou adultas da medula óssea,
d) somente III, IV e V são corretas. devido a sua facilidade de obtenção.
e) somente I, II, III e V são corretas. d) as células-tronco se caracterizam por se-
rem células indiferenciadas e não manifes-
QUESTÃO 8 tam nenhuma forma de especialização.
e) a vantagem terapêutica da utilização de
células-tronco é que essa terapia pode-
Os Ministérios da Saúde e da Ciência rá ser usada no tratamento de doenças
e Tecnologia vão financiar 41 projetos de e lesões através da substituição de teci-
pesquisa com células-tronco adultas – deri- dos doentes por células saudáveis.
vadas da medula óssea, do cordão umbilical
e de outros tecidos – e embrionárias. Entre
as propostas selecionadas, 38 envolvem
estudos com células-tronco adultas e três
com as embrionárias.
Gabarito
de oxigênio. Pelo contrário, a maioria dos
QUESTÃO 1 organismos envolvidos na decomposição do
material orgânico do lixo doméstico conso-
Alternativa C.
me oxigênio. Um exemplo claro para ilustrar
Comentário: é o caso das minhocas que são excelentes
produtoras de húmus e são aeróbias.
A alternativa “c” está correta. O peixe lar-
vófago funciona como controle biológico de
pragas, no caso, controle de larvas do mos- QUESTÃO 4
quito vetor da dengue. Na medida em que
se utiliza do peixe larvófago para combater Alternativa D.
as larvas do vetor, reduz-se a utilização de
defensivos químicos e evita-se contaminação Comentário:
do ambientes por compostos não biodegra- A alternativa “d” está correta. A relação
dáveis prejudiciais às cadeias alimentares. ecológica que se estabelece entre a bactéria
fixadora e a leguminosa é um caso clássi-
QUESTÃO 2 co de mutualismo. As bactérias que vivem
associadas com as raízes de plantas legu-
Alternativa B. minosas são bactérias fixadoras de nitro-
gênio, isto é, são bactérias que convertem
Comentário: o nitrogênio atmosférico em amônia (NH­3).
A alternativa “b” está correta. À medida que Essa amônia acaba por ser excretada pelos
micro-organismos e o vegetal se aproveita
o desmatamento aumenta, para dar conta do
dessa excreção como fonte de composto 99
crescimento das grandes cidades, habitats
de várias espécies são destruídos. Assim, nitrogenado.
privados de seus ambientes naturais, mui-
tos organismos, como os mosquitos vetores QUESTÃO 5
da febre amarela, por exemplo, migram para
novas aéreas em busca de abrigo e locais
Alternativa C.
de reprodução. Com a invasão de áreas
urbanas por vetores de moléstias, o risco Comentário:
de contaminação da população aumenta
significativamente. A alternativa “c” está correta. O calor trazido
pelo esgoto quente industrial faz aumentar a
temperatura média da água do rio naquelas
QUESTÃO 3 imediações do lançamento. Com o aumento
da temperatura da água, o oxigênio fica me-
Alternativa B. nos solúvel e desloca-se para atmosfera. É
Comentário: bom lembrar que a solubilidade dos gases
em água é inversamente proporcional à tem-
O erro da alternativa “b” está no fato de peratura. À medida que o rio perde oxigênio,
se afirmar que a formação de húmus é um organismos aeróbios começam a morrer e
processo anaeróbio, isto é, sem a presença entrar em decomposição.
QUESTÃO 6
Alternativa A.

Comentário:

Nesta questão, todas as alternativas estão


corretas.

QUESTÃO 7
Alternativa B.

Comentário:

Uma das características marcantes dos or-


ganismos transgênicos é o fato de eles con-
terem material genético de seres de outras
espécies em seu genoma. O conhecimento
desse aspecto da produção de organismos
transgênicos invalida a afirmação 3.

QUESTÃO 8
Alternativa C.

Comentário:

A afirmativa “c” está errada porque diz exa-


100
tamente o contrário. Uma das vantagens
de utilização das células-tronco do cordão
umbilical é justamente a praticidade do
processo de obtenção. Basta fazer a coleta
do material umbilical no momento do parto
e providenciar o armazenamento adequado.
Essa técnica dispensa qualquer procedimen-
to invasivo que exige maior complexidade e
maiores riscos para o paciente.
Aula 2
QUESTÃO 1
A ilustração abaixo representa as dimensões ideais de largura da mata ciliar, definidas a partir
da margem do rio.
Lei n.o 4.771/65
Áreas de Preservação Permanente
Artigo 2.o

IAP. Adaptado.
O avanço das áreas agrícolas, no entanto, muitas vezes não obedece às normas básicas de
101
proteção dessa vegetação ribeirinha. Com o intuito de aumentar a produtividade da lavoura,
muitos agricultores ultrapassam os limites estabelecidos pelas autoridades competentes e
acabam causando uma série de problemas ambientais. Muitos desses problemas não são
percebidos num prazo muito curto, o que cria a falsa ideia de que o procedimento de corte da
mata ciliar não causa problema ambiental.

Abaixo são apresentados alguns possíveis impactos ambientais associados ao corte indiscri-
minado da mata ciliar:
I. Assoreamento do leito por deposição de terra e lama trazidas pela erosão das margens.
II. A entrada excessiva de sais minerais nas águas do rio e consequente aumento nas popu-
lações de algas, o que, por sua vez, pode dificultar a passagem de luz para as camadas
mais profundas e afetar as comunidades bentônicas.
III. Enchentes.
IV. Aumento da área iluminada do rio e melhorar as condições de fotossíntese das algas ri-
beirinhas.
V. Redução da biodiversidade, tanto animal como vegetal, nas regiões ribeirinhas.
São efeitos corretamente associados ao contribui para a redução drástica da flora
corte indiscriminado da mata ciliar: desses ecossistemas. Além disso, as áreas
a) I, II, III, IV e V. de manguezais, em função da especulação
imobiliária, têm sofrido aterramentos e
b) I, II e IV, apenas.
redução de áreas sem precedentes e, ain-
c) II, III e V, apenas. da, têm sido local de despejos de esgotos
domésticos, decorrentes das novas áreas
d) I, II, III e V, apenas.
urbanizadas para balneários.
e) III e V, apenas.
Avaliando os possíveis impactos ambien-
tais associados ao crescimento de áreas
QUESTÃO 2 urbanas e seus efeitos nos manguezais,
podemos julgar procedente:
O Brasil tem uma das maiores extensões
a) alterações pouco significativas na diver-
de manguezais do mundo. Estes ocorrem
sidade e no tamanho de populações de
ao longo do litoral Sudeste-Sul brasileiro,
crustáceos, como camarões, siris e ca-
margeando estuários, lagunas e enseadas,
ranguejos, bem como moluscos e uma
desde o Cabo Orange, no Amapá, até o mu-
série de diferentes animais marinhos.
nicípio de Laguna, em Santa Catarina. Os
mangues abrangem uma superfície total de b) diversificação das cadeias alimentares
mais de 10 000km², a grande maioria na marinhas, bem como pequena melhora
Costa Norte. O estado de São Paulo tem da pesca nas regiões afetadas.
mais de 240km² de manguezal. c) aumento de renda das famílias que vi-
vem do extrativismo desses ecossis-
temas, uma vez que crustáceos e mo-
luscos se beneficiam com o excedente
de material orgânico oriundo dos es-
Copyleft – Ju Fumero.

gotos.
102
d) rapidez no tratamento do esgoto, uma
vez que o solo dos manguezais apresen-
ta baixa oxigenação e grande diversidade
de micro-organismos aeróbios, respon-
sáveis pela decomposição de matéria
orgânica.
O mangue é um ecossistema particular, que e) aumento no número de espécies exóti-
se estabelece nas regiões tropicais de todo cas nesses ecossistemas.
o globo. Origina-se a partir do encontro das
águas doce e salgada, formando a água
salobra. Esse ambiente apresenta água com QUESTÃO 3
salinidade variável, sendo exclusivo das re-
giões costeiras. Respondendo questionamentos de seus leito-
res a respeito de gêmeos univitelinos, a revista
A exploração econômica desse ecossistema Crescer publicou a seguinte reportagem:
tem exercido um efeito negativo sobre sua
biodiversidade. O extrativismo de carangue- [...] Os gêmeos univitelinos são idênticos
jos e moluscos contribui para a destruição na aparência? Ou o emocional e a forma
das cadeias alimentares, bem como o de agir também são semelhantes? [...]
desmatamento para produção de carvão
O susto, do ponto de vista fisiológico, não
Resposta: apenas a aparência é igual,
tem nada de brincadeira. Trata-se de uma
mas cada um tem sua própria persona-
rápida e eficiente reação orgânica de defesa.
lidade e individualidade, e isso deve ser
Na natureza, um animal nunca se assusta
respeitado e estimulado pela família,
por brincadeira. Um coelho nunca chega
amigos e escola. Assim, viverão em um
perto de outro e... Buuuh!!! Caso um animal
ambiente que permitirá que cada um pos-
se assuste em seu habitat, há um sinal cla-
sa expressar o que há de mais verdadeiro
ro de que algo perigoso está acontecendo.
e essencial em si.
Sua vida pode estar em risco diante de uma
Entretanto, isso não impede que tenham surpresa. Em situação de perigo, um animal
algumas características de personalidade tem apenas duas opções: ou vai ter que lutar
ou gostos parecidos. E também algumas desesperadamente pela vida, ou fugir com
atitudes semelhantes ao outro. Mas, cer- todas as suas forças.
tamente, isso não será determinado pelo
Nos dois casos, o corpo do animal deve
fato de serem aparentemente idênticos.
estar preparado para reagir e liberar gran-
Esse é um fenômeno que pode ocorrer
des quantidades de energia para o sistema
com todas as pessoas, da mesma família
muscular.
ou não.
Das afirmações abaixo, assinale a única
Em relação aos gêmeos univitelinos ou mo- que apresenta um padrão fisiológico típico
nozigóticos, é correto afirmar: de uma reação de susto:
a) são formados quando um único óvulo, a) a palidez verificada na pele de certas
fecundado por dois espermatozoides, pessoas durante o susto se deve ao
sofre posteriormente uma divisão. relaxamento dos vasos sanguíneos pe-
riféricos. Esse processo ocorre para que
b) do ponto de vista genético, esses gêmeos
seja enviado o máximo possível de san-
são diferentes e pertencem sempre ao
gue para os músculos esqueléticos.
mesmo sexo. 103
b) o ritmo cardíaco se acelera para irrigar
c) podem apresentar placentas separadas,
o sistema ósseo com bastante sangue
como no caso dos gêmeos bivitelinos.
oxigenado e carregado de glicose ener-
d) sendo geneticamente iguais, apresen- gética.
tam material genético igual ao longo de
c) as glândulas suprarrenais liberam do-
toda a vida.
ses de adrenalina com a finalidade de
e) em gravidez normal, seu desenvolvimen- acelerar o ritmo cardíaco e contrair os
to se dá em úteros diferentes. vasos sanguíneos, de forma a aumentar
a pressão do sangue e garantir um me-
lhor fornecimento de oxigênio e glicose
QUESTÃO 4 para o sistema muscular.
Quantos de nós já não fomos surpreendi- d) o fígado cessa o processo de conversão
dos por um colega em um tremendo susto. de glicogênio em glicose para privar as
Quando menos esperamos, o brincalhão nos células musculares de doses excessi-
surpreende e... Buuuh!!! Nosso coração dis- vas de glicose.
para e parece que vai sair pela boca. Um frio e) o sistema nervoso autônomo é desati-
repentino toma conta de nosso estômago e vado, para liberar mais energia para o
nosso rosto mostra a palidez do tremendo sistema nervoso central sincronizar os
susto que levamos. movimentos musculares.
II. Caso a acidez tivesse sido neutralizada
QUESTÃO 5 no tubo 1, a celulose teria sido digerida
em unidades menores e absorvíveis.
O processo digestivo é um complexo meca-
nismo bioquímico e mecânico, que se dá ao III. No tubo 2, o tripsinogênio presente no
longo de nosso sistema digestório. Seu ob- suco pancreático foi ativado por ação da
jetivo é a transformação de macromoléculas enteroquinase e agiu nas proteínas da
não absorvíveis, como proteínas, gorduras, carne moída, convertendo-as em peptí-
açúcares e ácidos nucleicos, por exemplo, deos.
em pequenas moléculas solúveis e absor- IV. No tubo 2, o azeite foi digerido por ação
víveis, como a glicose, os nucleotídeos, os da lipase pancreática, que age nas gor-
ácidos graxos e os aminoácidos. duras transformando-as em subunida-
A fim de melhor compreender o processo, des menores e absorvíveis.
um grupo de estudantes no laboratório da V. O amido é digerido por ação da amilase
universidade preparou um mistura de suco pancreática, que o converte em sub-uni-
pancreático, carne moída, azeite e fibras dades de glicose.
de celulose extraídas da casca do grão de
milho. Posteriormente, essa mistura foi co- Estão corretas as anotações:
locada em quantidades iguais em dois tubos
de ensaio, conforme a figura. No tubo 1, a) I, II, IV e V, somente
além da mistura, foi adicionado um volume b) II, III, IV e V, somente.
de HCl + enteroquinase, e no tubo 2 um
c) I, III e IV, somente.
volume de CaCO3 + enteroquinase.
d) II e V, somente.

TUBO 1 TUBO 2 e) todas estão corretas.


suco pancreático, suco pancreático,
carne moída, azeite carne moída, azeite

104
e fibras de celulose
+
e fibras de celulose
+ QUESTÃO 6
HCl CaCO3
IESDE Brasil S.A.

+ +
enteroquinase enteroquinase
A COEVOLUÇÃO

A coevolução é um processo onde um


organismo evolui COM outro (coevoluir =
co-evoluir = evoluir com outro). Assim, o
predador e a presa evoluem em conjunto.
O leão, por exemplo, não caça qualquer
Analisando os resultados obtidos, os estu- zebra que ele bem deseja. Ele somente
dantes fizeram as seguintes observações: caça aquelas zebras que ele consegue
pegar com sua astúcia e destreza. As
I. No tubo 1 não houve digestão porque as
zebras que ele consegue abater, por sua
enzimas do suco pancreático não fun-
vez, são aquelas que possuem uma visão
cionam em meio ácido, e a quantidade
deficiente, um reflexo de fuga deficiente,
de sais básicos presentes nesse suco
uma capacidade de fuga deficiente, uma
não foram suficientes para neutralizar a
capacidade auditiva deficiente etc. Assim,
acidez do meio, como acontece no duo-
matando esse tipo de animal, o leão está
deno em situação normal.
“purificando” geneticamente as zebras e
está impedindo que genes de baixa qua-
lidade passem para as futuras gerações
QUESTÃO 7
de zebras. Por outro lado, a recíproca é
verdadeira. Na medida em que os leões DNA das crianças de Chernobyl apresenta
matam as zebras problemáticas, fica cada mutações
vez mais difícil para eles caçarem as da- Cientistas israelenses e ucranianos des-
nadas, pois as sobreviventes são cada vez cobriram que o DNA de crianças nascidas
mais ágeis e espertas na arte de fugir do em Chernobyl apresenta “um inesperado
predador. Dessa forma, alguns leões não nível” de mutações. As crianças nasceram
conseguem caçar e morrem de fome sem depois da explosão da usina, em 1986, fi-
levar comida para seus filhotes, que mor- lhas de pessoas que trabalharam no serviço
rem também. Ora, os leões que morrem por de limpeza do reator nuclear.
não conseguirem caçar as zebras espertas
Segundo os cientistas, a descoberta é
são aqueles leões portadores de genes de
uma evidência de que pequenas doses de
baixa qualidade. Morrendo, também não
radiação podem causar várias mudanças
passam seus genes para frente.
no DNA humano, e podem acabar sendo
Nesse ponto cabe uma nova pergunta: são transmitidas para as futuras gerações.
os leões que purificam geneticamente as (Disponível em: <www.bbc.co.uk/portuguese/
noticias/2001/010509_chernobyl.shtml>.)
zebras ou são elas que purificam genetica-
mente os leões? A partir das descobertas, podemos inferir que:
Assim, juntos, leões e zebras se tornam a) não existe uma dose “segura” de exposi-
cada vez mais perfeitos, na medida em que ção à radiação, sob o ponto de vista ge-
o tempo passa. Caso o leão vire amiguinho nético, sendo que qualquer exposição à
da zebra e não a mate, as zebras de baixa radiação pode envolver certo risco de mu-
qualidade genética não morrerão e transferi- tações, apenas em células somáticas.
rão seus genes deficientes para as próximas b) as células, quando expostas à radiação,
gerações. Isso, por sua vez, determinará a sofrem ação de fenômenos físicos, quí- 105
degeneração das zebras do futuro. Quem é micos e biológicos. A radiação causa
o melhor amigo da zebra? ionização dos átomos, que afetam mo-
léculas, que poderão afetar células, po-
Fica claro agora que leão e zebra, predador e
rém, os tecidos e órgãos são pouco ou
presa, evoluem juntos, isto é, coevoluem.
nada afetados.
A partir do exemplo detalhado no texto ante- c) as células de menor atividade metabóli-
rior, podemos estender esse raciocínio para ca são menos sensíveis do que as célu-
outras formas de inter-relações entre seres las mais ativas.
vivos, dentre elas: d) um organismo complexo exposto às ra-
diações sofre determinados efeitos so-
a) colônias.
máticos, que lhe são restritos, e outros,
b) sociedades. genéticos, transmissíveis às gerações
posteriores.
c) comensalismo.
e) apesar dos efeitos potencialmente ne-
d) mutualismo.
gativos das radiações sobre o DNA da
e) canibalismo. célula, as funções metabólicas não são
modificadas ao ponto da célula perder
sua capacidade de efetuar as sínteses
necessárias à sua sobrevivência.
QUESTÃO 8 porte, ramos retorcidos, cascas espessas e
folhas grossas. Os estudos efetuados con-
sideram que a vegetação nativa do Cerrado
não apresenta essa característica pela falta
de água – pois ali se encontra uma grande
e densa rede hídrica – mas, sim, devido a
outros fatores edáficos (de solo), como o

Wara.
desequilíbrio no teor de micronutrientes, a
exemplo do alumínio.
(Disponível em: <www.ibama.gov.br/ecossistemas/
cerrado.htm>.)

Dadas as condições ambientais característi-


cas encontradas no Cerrado brasileiro, são
Cerrado
feitas as seguintes afirmações:
O bioma Cerrado é considerado como um
I. A vegetação característica desse bioma
ecossistema tropical de Savana, com simila-
res na África e na Austrália se apresenta com troncos tortos, reco-
bertos por camada espessa de cortiça,
A área nuclear ou core do Cerrado está além de apresentarem estrutura foliar
distribuída, principalmente, pelo Planalto geralmente grande e rígida.
Central Brasileiro, nos estados de Goiás,
II. Cortiça grossa e estruturas subterrâneas
Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do
podem ser interpretadas como algumas
Sul, parte de Minas Gerais, Bahia e Distrito das muitas adaptações dessa vegetação
Federal, abrangendo 196 776 853ha. Há às queimadas periódicas a que é submeti-
outras áreas de Cerrado, chamadas peri- da, protegendo as plantas da destruição e
féricas ou ecótonos, que são transições capacitando-as para rebrotar após o fogo.
com os biomas Amazônia, Mata Atlântica
III. A acidez do solo, bem como sua pobre-
e Caatinga.
106 za em nutrientes e excesso de alumínio,
O Cerrado típico é constituído por ár- são fatores importantes que agem como
vores relativamente baixas (até vinte me- elementos de seleção natural, para pro-
tros), esparsas, disseminadas em meio a duzir organismos cada vez mais adapta-
arbustos, subarbustos e uma vegetação dos a esse tipo de ambiente.
baixa, constituída, em geral, por gramíneas.
IV. A fauna de vertebrados desse bioma está
Assim, o Cerrado contém basicamente dois
representada, principalmente, pela ema,
estratos: um superior, formado por árvores o lobo-guará, a anta e o veado-campeiro,
e arbustos dotados de raízes profundas, tatu e o tamanduá.
que lhes permitem atingir o lençol freático,
situado entre 15 a 20 metros; e um inferior, V. Muitas plantas herbáceas têm órgãos
composto por um tapete de gramíneas de subterrâneos para armazenar água e nu-
aspecto rasteiro, com raízes pouco profun- trientes.
das, no qual a intensidade luminosa que as
Assinale a afirmativa correta:
atinge é alta, em relação ao espaçamento.
Na época seca, esse tapete rasteiro parece a) todas são verdadeiras.
palha, favorecendo, sobremaneira, a propa- b) somente I, II, III e V são corretas.
gação de incêndios.
c) somente III, IV e V são corretas.
A típica vegetação que ocorre no Cerra-
do possui seus troncos tortuosos, de baixo d) somente I, III e IV são corretas.
e) somente I, II e V são corretas.
Gabarito

QUESTÃO 1 QUESTÃO 4
Alternativa D. Alternativa C.

Comentário: Comentário:

A maior iluminação da água próxima às Esse teste explora, dentre outras coisas,
margens, apresentada em 4, não implica conhecimentos de fisiologia humana bási-
nenhum impacto ambiental significativo, ca. Nesse sentido, portanto, a afirmativa
uma vez que essa área é muito pequena e “C” é correta, uma vez que a adrenalina
a maior parte da mata ciliar cobre áreas de ou epinefrina é um hormônio produzido
terra firme, conforme a ilustração. e liberado pelas glândulas suprarrenais
ou adrenais. Vale ressaltar também que
QUESTÃO 2 a adrenalina tem ação vaso constritora
e aceleradora do ritmo cardíaco. Dada a
Alternativa E. necessidade de grandes doses de glicose
para o trabalho muscular e cardíaco, o
Comentário: fígado acelera o processo de degradação
do glicogênio em glicose.
Os despejos de esgoto e o constante fluxo
de pessoas na região contribuem para o
transporte de espécies de outras regiões QUESTÃO 5
para esse ecossistema. Uma vez inseridas
nos mangues, essas espécies exóticas Alternativa C.
107
podem ter uma ação ecológica devastadora Comentário:
sobre as espécies nativas.
A afirmação 2 é falsa porque o ser humano
QUESTÃO 3 não possui enzimas capazes de digerir a
celulose. Dessa forma, não poderia haver
Alternativa C. quebra de celulose em subunidades me-
nores (digestão) em nenhuma condição de
Comentário: acidez.

Zigotos fecundados por mais de um esper- A afirmação 5 é falsa na medida em que a


matozoide são inviáveis. Gêmeos univiteli- amilase, enzima responsável em iniciar a
nos são, necessariamente, do mesmo sexo, digestão do amido, não transforma o amido
uma vez que apresentam material genético diretamente em glicose. A amilase, tanto
idêntico. Gêmeos univitelinos podem apre- aquela presente na saliva como no suco
sentar placentas diferentes, conforme afir- pancreático, converte amido em molécu-
mado em “C”. Ao longo da vida, mutações las menores de maltose (dissacarídeo). A
diferentes podem ocorrer em gêmeos dife- maltose, por sua vez, será digerida pela
rentes, o que explica a diferença genética maltase, enzima digestiva presente no suco
ao longo da vida. entérico.
QUESTÃO 6
Alternativa D.

Comentário:

Das alternativas, a única que corresponde a


um caso de coevolução é a afirmação “D”,
o caso dos organismos mutualistas, os
quais estabelecem, nesse caso, uma inter-
-relação. Além disso, há uma interdependên-
cia muito grande entre os participantes, de
forma que as transformações ocorridas em
um afetam significativamente o outro, como
é o caso dos fungos e algas que formam
os liquens.

QUESTÃO 7
Alternativa D.

Comentário:

Os efeitos somáticos são aqueles que


acontecem nas células somáticas e não
são passíves de serem transmitidos gene-
ticamente. Já os efeitos mutagênicos, que
atingem as células germinativas, podem
108 ser transferidos para os gametas. A partir
daí, a transmissão genética para a prole se
torna possível.

QUESTÃO 8
Alternativa A.
Aula 3
QUESTÃO 1
O mapa a seguir representa a localização ge-
V. Vastas extensões de campo aberto e
ográfica dos principais biomas brasileiros.
predomínio de gramíneas caracterizam
o pampa gaúcho.

IESDE Brasil S.A.


Assinale a afirmativa que resume as afirma-
ções acima:
Bioma Amazônia
a) são falsas as afirmações I, II e III.
Bioma b) são verdadeiras as afirmativas III, IV e
Caatinga
Bioma V, apenas.
Cerrado
c) são verdadeiras as afirmativas I, II e V,
Bioma apenas.
Pantanal
d) são falsas a afirmações I e III, apenas.
Bioma Mata e) são verdadeiras as afirmações I, III e IV,
Atlântica
apenas.

Bioma Pampa
QUESTÃO 2
Biomas do Brasil.
109
A seguir são feitas afirmações a respeito das Aguapés poderão ser usados
características biológicas desses biomas: como adubo
I. Vegetação com adaptações a solo lodo-
Os aguapés encontrados em toda a
so e de alta salinidade caracteriza os
extensão urbana do Rio Mossoró estão
mangues encontrados no pantanal.
sendo retirados pela Gerência de Gestão
II. Solo coberto por densa cobertura de Ambiental, com o apoio da Secretaria de
vegetais representada por seringueiras, Serviços Urbanos, Trânsito e Transportes
cupuaçu e castanheiras caracteriza o Públicos (SESUTRA). A retirada das plantas
bioma amazônico. aquáticas do leito do rio é uma atividade
comum, mas este ano apresenta um di-
III. Vegetação tipicamente representada
ferencial, já que passarão por análise na
por plantas xeromórficas e adaptadas
Universidade Federal Rural do Semiárido
a solos ácidos e fauna de vertebrados
(UFERSA) e poderão ser usadas em breve
representada por lobo-guará, ema e ta-
na produção de adubos.
manduá caracterizam o pampa gaúcho.
[...] A grande proliferação desse tipo de
IV. Vegetação típica de regiões semiáridas
planta aquática no leito do rio, principalmen-
com perda de folhagem pela vegetação
te nos trechos urbanos, pode ser explicada
durante a estação seca caracteriza a
pelo alto grau de poluição da água e já
caatinga.
que possui grande tolerância a poluentes QUESTÃO 3
como metais pesados, o aguapé é consi-
derado uma planta daninha, pois quando é
encontrada em grande quantidade impede Controle biológico de pragas agrícolas torna-
o desenvolvimento de algas responsáveis -se alternativa concreta aos agrotóxicos
pela oxigenação da água, causando a morte A joaninha é um inseto encantador
dos organismos aquáticos. para as crianças, o que leva a espécie a
(Disponível em: <ww.correiodatarde.com.br/editorias/ ser protagonista em desenhos animados.
correio_mossoro-41154>.) Na vida real, porém, trata-se de um voraz
predador e, entre seus acepipes, incluem-
A reportagem acima destaca um procedi- se pulgões, ácaros e cochonilhas, três das
mento cada vez mais frequente no trata- mais danosas pragas agrícolas.
mento de águas eutrofizadas por esgotos Transformar esse conhecimento em
domésticos oriundos de grandes cidades. benefícios para a agricultura, por intermédio
Os aguapés, quando são manejados de do controle biológico de pragas, é um de-
forma adequada, podem ser entendidos, safio constante para a Embrapa Recursos
assim, como verdadeiros controladores Genéticos e Biotecnologia. O órgão, uma
biológicos na medida em que: das 41 unidades de pesquisa da Embrapa,
a) absorvem boa parte do excesso de sais faz da natureza seu laboratório, nesse caso
minerais liberados pela decomposição mi- procurando uma alternativa aos agrotóxicos,
crobiana dos esgotos, impedindo a proli- notoriamente danosos não só ao meio am-
feração exagerada de algas na superfície. biente, mas também à saúde de quem os
aplica e acaba consumindo-os, residuais nos
b) impedindo a passagem de luz para as
alimentos.
zonas mais profundas do rio, impedem
a proliferação de micro-organismos pa- (Disponível em: <www.seder.mt.gov.br>.)

togênicos e prejudiciais aos ambientes


110 ribeirinhos. Preocupado com seu pomar que estava sendo
c) agem como decompositores de fezes e atacado por pulgões parasitas, um agricultor,
urina presente na água em função dos após ler o texto publicado pela Secretaria de
despejos constantes de esgotos sem Estado do Desenvolvimento Rural, resolveu
tratamento por muitas cidades. levar à prática a técnica do controle biológico
de pragas e dispersou, mediante orientações
d) fixando o nitrogênio atmosférico, ga- dos agrônomos, uma determinada quantidade
rantem o abastecimento de compostos de joaninhas em seu pomar.
nitrogenados que suprem as necessi-
dades das populações de comunidades Podemos afirmar, com base em nossos
aquáticas. conhecimentos em ecologia, que esse tipo
de técnica:
e) suas raízes, bastante ramificadas e es-
ponjosas, arejam a água desoxigenada a) não apresenta resultados significativos
por causa da proliferação de bactérias no que diz respeito à contaminação am-
aeróbias decompositoras do esgoto. biental por defensivos químicos.
b) mostra-se muito mais eficiente, uma Como proposta de solução para esses pro-
vez que os controladores biológicos blemas de saúde, eles apontaram no relató-
agem sempre de forma mais rápida e rio de seu trabalho as seguintes medidas:
fulminante que os agrotóxicos químicos
convencionais. Fornecer sal iodado para regularizar
Medida 1
c) resulta, a médio e longo prazo, numa a produção de hormônio da tireoide.
redução significativa da contaminação Estimular os habitantes a con-
dos últimos níveis tróficos das cadeias sumirem frutas cítricas a fim de
alimentares da região. Medida 2 regularizar os níveis de vitamina
C e combater os problemas de
d) potencialmente prejudicial, uma vez escorbuto.
que a joaninha, trabalhando como pre-
Estimular as autoridades locais a
dador e se comportando como consu-
Medida 3 adicionarem flúor na água forneci-
midor secundário, vai levar à extinção
da aos habitantes.
todos os consumidores primários da
região. Orientar essa população a utiliza-
rem panelas e utensílios de ferro
e) perigosa, uma vez que a ação preda- Medida 4 na preparação de alimentos a fim
dora da joaninha sobre os pulgões, de normalizar os níveis de ferro e
certamente, vai acarretar a superpopu- combater a incidência de anemia.
lação de todas as outras espécies do Estimular as autoridades locais
pomar. a cadastrarem essa população
Medida 5 em programas do governo que
QUESTÃO 4 fornecem leite e seus derivados
às populações carentes.

Um grupo de estudantes de medicina foi


encarregado por seu professor orientador Qual das alternativas abaixo relaciona cor-
de fazer um levantamento nutricional de retamente a medida a ser tomada com o
uma população isolada no interior do problema de saúde específico: 111
estado. Os resultados obtidos depois a)
do levantamento estão apresentados na Medida 1 Osteoporose
tabela abaixo. Medida 2 Cegueira noturna
Número Medida 3 Cárie dentária
Problema detectado de casos
registrados b)
Osteoporose 12 Medida 1 Bócio
Bócio 8 Medida 4 Anemia
Gengivas sangrando 22 Medida 5 Osteoporose
Anemia 27
Cegueira noturna 23 c)
Cárie dentária 87 Medida 2 Gengivas sangrando
Medida 3 Bócio
Medida 5 Anemia
d)
infarto e acidente vascular cerebral. O
Medida 2 Anemia consumo excessivo de sal pode também
Medida 3 Cegueira noturna afetar os rins.
Medida 4 Cárie (Disponível em: <www.mt.gov.br>.)

e)
Na medida em que o sal se acumula no
Medida 1 Cegueira noturna sangue:
Medida 3 Bócio a) os tecidos subjacentes aos vasos san-
Medida 5 Osteoporose guíneos perdem água por osmose para
o sangue, o volume sanguíneo aumen-
ta e a pressão na parede dos vasos
QUESTÃO 5 aumento, o que, por sua vez, aumenta
também os riscos de AVC.
Cuidado com o consumo de sal b) os tecidos subjacentes aos vasos san-
O maior problema do sal está no sódio, guíneos ganham água por osmose e a
presente também em muitos produtos in- pressão dos líquidos dos tecidos au-
dustrializados. Saiba as consequências do menta pela acentuada retenção de líqui-
consumo exagerado de sal e alguns truques dos nos tecidos.
para evitá-lo. c) a concentração do sangue aumenta, o
Há muito tempo ouvimos os médicos que força a saída de água dos vasos
dizerem que reduzir a ingestão de sal pre- sanguíneos para equilibrar a pressão in-
vine doenças do coração, principalmente a terna e externa.
pressão alta (hipertensão). Na maioria dos d) a concentração do sangue se torna muito
casos de hipertensão, somente a redução alta, o que, por sua vez, força os glóbulos
do sal na comida não é suficiente, mas que brancos a saírem dos vasos sanguíneos
112 ajuda, ajuda. através do fenômeno da diapedese, au-
mentando a pressão nos tecidos e au-
Qual o problema do sal?
mentando as chances de AVC.
O sal de mesa é também conhecido e) o fígado, através de sua função detoxifi-
como cloreto de sódio e o problema está no cadora, retira os excessos de sódio da
sódio e não no cloreto. Sabe-se que o sal corrente sanguínea para evitar o aumen-
de mesa tem 40% de sódio, mas ele está to excessivo da pressão arterial.
presente também em vários produtos indus-
trializados que consumimos diariamente,
como pães, queijos, cereais, bolachas, QUESTÃO 6
enlatados etc.
No livro Programa Nacional de Imunizações,
Por que o sal faz mal para quem tem produzido pelo Ministério da Saúde, Moacyr
pressão alta? Scliar escreve:
A elevada ingestão de cloreto de sódio Em 2004 completará um século a pri-
(sal de cozinha) faz o organismo reter mais meira campanha de vacinação em massa
líquidos e aumentar de volume, podendo feita no Brasil. Idealizada por ninguém me-
levar ao aumento da pressão sanguínea nos do que Oswaldo Cruz, o fundador da
e causar a hipertensão, responsável por
o organismo a produzir, ativamente, os
saúde pública no país, tinha por objetivo
anticorpos específicos e desenvolver a
controlar a varíola, que então dizimava boa
resistência.
parte da população do Rio de Janeiro. Cem
anos após a introdução da vacina, esse nos e) a vacina é um meio muito eficiente de
parece um objetivo exequível. No entanto, tratamento de várias doenças. Ela é
a iniciativa de Oswaldo Cruz resultou em produzida com a finalidade de destruir
fracasso e em grave conflito: os protestos organismos patogênicos e ser um po-
contra a vacinação obrigatória foram cres- tente auxiliar da medicina no combate
cendo até eclodirem na chamada Revolta às doenças.
da Vacina, que transformou as ruas da
então capital federal em verdadeiro campo
de batalha, com barricadas que lembravam
QUESTÃO 7
a Comuna de Paris, ocorrida alguns anos
Muito tem se falado sobre a importância da
antes. O conflito deixou mortos e feridos; a
redução do consumo de gorduras saturadas
obrigatoriedade da vacinação foi revogada.
na dieta humana. Muitos problemas que
Seguiu-se uma epidemia da doença, que
afligem a saúde de milhões de brasileiros
resultou em milhares de vítimas.
poderiam ser reduzidos com simples me-
didas alimentares que visassem reduzir a
O mecanismo de ação da vacina que, infe- presença dessas gorduras e de alimentos
lizmente, não era bem compreendido pela ricos em colesterol na mesa das pessoas.
população da época, pode ser resumido da
seguinte forma:

IESDE Brasil S.A.


a) a vacina consiste na introdução do
agente inativo ou abrandado no corpo
de uma pessoa sadia a fim de estimular
o organismo a produzir, passivamente,
os anticorpos específicos e desenvolver
a resistência.
113
Alimenta
ç
Saudáve ão
b) a vacina consiste na introdução do l

agente inativo ou abrandado no corpo


de uma pessoa sadia a fim de estimular
o organismo a produzir, passivamente,
os antígenos específicos e desenvolver
a resistência.
c) a vacina estimula o sistema imunológico
a reconhecer e fagocitar, por meio dos
glóbulos brancos, os micro-organismos
invasores que podem levar a pessoa a
desenvolver doenças potencialmente fa-
tais ou que criem problemas definitivos Em relação aos problemas cardíacos, mu-
na coordenação neuromuscular. danças de hábitos alimentares que tivessem
como objetivo a redução do consumo de gor-
d) a vacina consiste na introdução do
duras animais e carnes ricas em colesterol
agente inativo ou abrandado no corpo
se refletiriam:
de uma pessoa sadia a fim de estimular
a) numa redução significativa dos proble- b) a lente mais escura leva a uma maior di-
mas de taquicardias, uma vez que as latação da pupila, o que, por sua vez, leva
gorduras saturadas afetam diretamente a uma maior entrada de radiação nociva
o nódulo sinoatrial. aos neurônios da retina, caso a lente não
tenha filtradores UV eficientes e homolo-
b) em resultados pouco eficientes, pois
gados por autoridades competentes.
apenas o baixo consumo de gorduras
saturadas e de colesterol, sem a prática c) a lente mais escura leva a uma menor
regular de exercícios físicos, não reduz dilatação da pupila, o que, por sua vez,
em nada a formação de ateromas que leva a uma maior entrada de radiação
levam ao infarto do miocárdio. nociva aos neurônios do cristalino do
olho, caso a lente não tenha filtradores
c) numa alteração genética positiva das
UV eficientes e homologados por autori-
células musculares cardíacas, que se re-
dades competentes.
produziriam de forma mais equilibrada e
saudável, reduzindo, de modo significati- d) a lente mais escura leva a uma maior
vo, os casos de infarto do miocárdio. dilatação da córnea, o que, por sua
vez, leva a uma maior entrada de ra-
d) numa redução significativa no número
diação nociva aos neurônios da retina,
de casos de infartos cardíacos, uma vez
caso a lente não tenha filtradores UV
que a formação de isquemias nas coro-
eficientes e homologados por autorida-
nárias seria reduzida.
des competentes.
e) numa redução da produção de hormô-
e) a falta de filtradores de raios UV nas
nios prejudiciais ao metabolismo do co-
lentes provoca variações do foco da
ração, o que reduziria significativamente
imagem sobre a retina, podendo gerar
as estatísticas a respeito de morte por
a miopia ou a hipermetropia no olho da
infarto do miocárdio.
pessoa que faz uso frequente desse tipo
de óculos de baixa qualidade.
114 QUESTÃO 8
Os tradicionais óculos escuros que muitas
pessoas usam nos dias ensolarados podem
esconder perigos que a maioria das pessoas
desconhece. Apesar de nos proporcionar
aquela sensação de conforto diante o ex-
cesso de luminosidade, as lentes de nossos
óculos devem ser bastante eficientes na
absorção dos raios ultravioleta. O uso pro-
longado de óculos escuros que não sejam
certificados por autoridades competentes
pode trazer sérios prejuízos à saúde dos
olhos, pois:
a) a falta de filtradores de raios UV nas len-
tes provoca um aumento na pressão do
humor vítreo no interior do globo ocular,
levando ao glaucoma.
Gabarito

QUESTÃO 1 QUESTÃO 3
Alternativa D. Alternativa C.

Comentário: Comentário:

A afirmação I é falsa na medida em que os Utilizando-se da joaninha para fazer o controle


mangues são ecossistemas típicos de áreas da praga que ataca a plantação, reduz-se a
litorâneas encontradas ao longo do extenso utilização de defensivos químicos. Uma vez
litoral brasileiro. que os defensivos são substâncias que têm
efeito bioacumulativo, haverá uma menor con-
A descrição oferecida pela afirmação III carac- taminação das cadeias alimentares, o que,
teriza o cerrado e não o pampa gaúcho. por sua vez, é descrito na afirmativa “C”.

QUESTÃO 2 QUESTÃO 4
Alternativa A. Alternativa B.
Comentário: Comentário:
A alternativa “A” é verdadeira uma vez que A alternativa “B” é a única que faz a correla-
o rápido crescimento dos aguapés exige ção adequada entre a medida e o problema
retirada de grandes quantidades de sais detectado. O bócio é resultante de uma
minerais da água. A alternativa “B” é falsa, disfunção da tireoide em função da carência
pois o sombreamento proporcionado pela 115
de iodo na dieta. Panelas de ferro liberam
cobertura vegetal de aguapés leva a morte íons Fe+ essenciais para a produção de he-
de muitos organismos que vivem em regiões máceas pelo tecido hematopoiético. O leite
mais profundas. Com a morte desses seres, e seus derivados são fontes de cálcio para
ocorrerá um aumento nas populações de o perfeito desenvolvimento e estruturação
micro-organismos decompositores. A alter- do tecido ósseo, o que, por sua vez, previne
nativa “C” é falsa, uma vez que os vegetais problemas ligados à osteoporose.
jamais realizam a decomposição da matéria
orgânica. Isso é uma função típica de bac-
térias e fungos, ou seja, decompositores. A QUESTÃO 5
alternativa “D” é falsa, uma vez que os ve-
getais não conseguem absorver o nitrogênio Alternativa A.
atmosférico (N2) diretamente do ar. Somente Comentário:
alguns poucos organismos conseguem isso,
são os fixadores. A alternativa “E” é falsa A alternativa “A” justifica corretamente
na medida em que o arejamento da água os eventos que se sucedem ao consumo
é proporcionado pelo oxigênio liberado no exagerado de sal na dieta. Na medida em
processo de fotossíntese. que esse sal se dispersa pelo sangue, a
concentração sanguínea aumenta de forma (artérias que irrigam o miocárdio) sofrerem
correspondente. Os tecidos próximos aos obstruções, o que, por sua vez, é uma das
vasos sanguíneos tendem a perder água por principais causas de infarto do coração.
osmose para esses vasos. A água que entra
para o sangue realmente dilui esse sangue QUESTÃO 8
para níveis normais. O volume de sangue,
porém, aumenta muito. Com o aumento Alternativa B.
do volume de sangue, tem-se um aumen-
to na pressão exercida sobre as paredes Comentário:
dos vasos sanguíneos. Quanto maior essa
A afirmação “B” está correta. A redução da
pressão, maiores as chances de ocorrerem
luminosidade que atinge os olhos, proporcio-
rupturas e acidentes vasculares cerebrais
nada pelos óculos escuros, faz com que a
(AVC).
pupila, por ação reflexa, sofra uma dilatação
e aumente sua abertura. Na medida em que
QUESTÃO 6 a pupila se dilata, uma maior quantidade de
radiação consegue entrar para o interior do
Alternativa D. globo ocular. Caso a lente não tenha filtros
Comentário: adequados à radiação ultravioleta, a estru-
tura interna do olho vai ser muito agredida
A alternativa “D” conceitua corretamente e sofrer sérios danos.
a vacina. O agente etiológico da doença é
isolado e abrandado por técnicas específi-
cas de laboratórios. Uma vez abrandado, o
patógeno é inoculado em uma pessoa sau-
dável. Prontamente seu sistema imunológico
percebe o invasor e passa a desenvolver
anticorpos específicos. Uma vez que o agen-
116 te inoculado está abrandado, seus efeitos
sintomáticos são mínimos ou desprezíveis.
No entanto, caso a pessoa se contamine
com o agente selvagem, seu sistema imu-
nológico já está sensibilizado e a produção
de anticorpos é rápida e eficiente.

QUESTÃO 7
Alternativa D.

Comentário:

A afirmativa “D” é verdadeira, pois, na me-


dida em que se consomem menores quan-
tidades de gordura animal, menores são
as chances de se formarem depósitos que
tendem a obstruir os vasos sanguíneos (ate-
romas). Com menor formação de ateromas,
menores serão as chances de as coronárias
Aula 4
QUESTÃO 1

Biodiversidade ou diversidade biológica Conselho Nacional de Pesquisas dos EUA


(grego bios, vida) é a diversidade da nature- (National Research Council, NRC). A pa-
za viva. Desde 1986, o termo e o conceito lavra biodiversidade foi sugerida a fim de
têm adquirido largo uso entre biólogos, substituir diversidade biológica, expressão
ambientalistas, líderes políticos e cidadãos considerada menos eficaz em termos de
conscientizados no mundo todo. Esse uso comunicação.
coincidiu com o aumento da preocupação (Disponível em: <www.biodiversidade.rs.gov.br>.)
com a extinção, observado nas últimas
décadas do século XX.
Refere-se à variedade de vida no planeta Tendo em vista a importância da biodiversi-
Terra, incluindo a variedade genética dentro dade para a sobrevivência tanto de nossa
das populações e espécies, a variedade geração como para as gerações futuras,
de espécies da flora, da fauna, de fungos foram feitas as seguintes propostas:
macroscópicos e de micro-organismos, a I. Reduzir as liberações de esgotos não
variedade de funções ecológicas desem- tratados em rios a fim de diminuir os
penhadas pelos organismos nos ecossis- prejuízos causados com a eutrofização
temas; e a variedade de comunidades, da água.
habitats e ecossistemas formados pelos II. Aumentar as áreas destinadas à criação
organismos. de gado para poder melhor alimentar 117
A biodiversidade refere-se tanto ao com proteínas as populações carentes
número (riqueza) de diferentes categorias e reduzir o desmatamento gerado com
biológicas quanto à abundância relativa a agricultura.
(equitabilidade) dessas categorias. E inclui
III. Reduzir o uso excessivo de recursos na-
variabilidade ao nível local (alfa diversida-
turais e estimular os processos de reci-
de), complementariedade biológica entre
clagem de materiais a fim de diminuir
habitats (beta diversidade) e variabilidade
os impactos ambientais da atividade
entre paisagens (gama diversidade). Ela in-
antrópica.
clui, assim, a totalidade dos recursos vivos,
ou biológicos, e dos recursos genéticos, e IV. Ações governamentais com o objetivo
seus componentes. de aumentar a produtividade da agricul-
O termo diversidade biológica foi criado tura e diminuir as áreas de terras cul-
por Thomas Lovejoy em 1980, ao passo tivadas.
que a palavra biodiversidade foi usada V. Ações governamentais que estimulem a
pela primeira vez pelo entomologista E. O. redução de emissão de gases do efeito
Wilson, em 1986, num relatório apresen- estufa.
tado ao primeiro Fórum Americano sobre
a diversidade biológica, organizado pelo Assinale a afirmativa que contenha pro-
postas que efetivamente colaboram com a
proteção da biodiversidade na biosfera.
a) I, II, III, IV e V. Concentração Sintomas em
b) I, III, IV e V apenas. de CO seres humanos
60 Dores de cabeça.
c) I, II e III apenas.
100 Tonturas, fraqueza muscular.
d) III, IV e V apenas. 270 Inconsciência.
e) I, II III e IV apenas. 800 Morte.

QUESTÃO 2 A tontura e a fraqueza muscular, sintomas


de inalação de doses significativas de CO
O monóxido de carbono (CO) é um dos prin- por uma pessoa, indica que:
cipais poluentes presentes nos grandes cen- a) o CO age diretamente nos canais semi-
tros urbanos. Sua principal fonte é a queima circulares, afetando o equilíbrio do cor-
incompleta dos combustíveis dos veículos po, bem como afeta o sistema muscular,
automotores. Uma vez na atmosfera, passa dificultando os processos de contração
a ser inalado pelas pessoas, atingindo a e relaxamento musculares.
corrente sanguínea, onde passa a exercer
b) o CO impede a absorção de glicose pe-
seus efeitos tóxicos sobre a saúde.
las células da parede intestinal, o que,
Para termos uma ideia mais clara sobre o por sua vez, reduz a capacidade das mi-
assunto, apresentamos uma tabela que tocôndrias de produzirem energia atra-
mostra a concentração de CO e a classifi- vés do processo de respiração aeróbia.
cação da qualidade do ar. c) o sistema de coordenação neuromus-
cular tem seus neurotransmissores afe-
Concentração de tados diretamente pelo CO, o que, por
Qualidade do ar sua vez, explica a tontura e a fraqueza
CO – ppm*
Inadequada 15 a 30 muscular verificada em dosagens mais
118 Péssima 30 a 40 altas de monóxido de carbono na corren-
te sanguínea.
Crítica acima de 40
d) o CO, a partir de certas dosagens, afeta
a visão, confundindo o sistema nervoso
Ppm (parte por milhão) = 1 micrograma de
central, o que explica a tontura, bem
CO por grama de ar (10-6g).
como afeta o mecanismo actina-mio-
Para analisar os efeitos do CO sobre os sina, responsável pelos processos de
seres humanos, dispõe-se dos seguintes contração muscular.
dados: e) o transporte de gases na corrente san-
guínea foi alterado, uma vez que o CO
Concentração Sintomas em liga-se de forma irreversível à hemoglo-
de CO seres humanos bina presente no sangue, o que, por sua
10 Nenhum. vez, compromete a absorção de oxigê-
Diminuição da capacidade nio e a eliminação de gás carbônico do
15
visual. corpo humano.
QUESTÃO 3
A figura abaixo ilustra, de forma esquemática, um dos principais ciclos biogeoquímicos da
natureza. Trata-se do ciclo do nitrogênio, responsável em fornecer compostos nitrogenados
fundamentais para os organismos produzirem aminoácidos, proteínas, vitaminas e ácidos
nucleicos essenciais à manutenção da vida em nosso planeta.

IESDE Brasil S.A.


Fixação
Nitrogênio atm
osf
molecular: N2 éri
ca
(ra
Bactérias io
s)
fixadoras, Des
nitr
no solo i fi c

ão
ão
Bactérias s iç
fixadoras po Pseudomonas
nos nódulos Bactérias c om
de raízes de decompositoras de
e
leguminosas
o rte
M rção
ç ão Abso Nitrato: NO–3
E xcre

ão
Amônia: NH3 Absorç
t as
plan
por algumas

ç ão Nitrobacter
Nitro ata
Nitrosomonas sação Nitr
Nitrito: NO–2

Tendo em vista a saúde e a fertilidade do solo e sua relação com o ciclo do nitrogênio, erra-
mos ao afirmar que: 119
a) o nitrito e o nitrato são importantes fontes de nitrogênio para os vegetais realizarem suas
sínteses de aminoácidos e bases nitrogenadas.
b) produtos de excreção animal, como fezes e urina, entram no ciclo do nitrogênio através de
micro-organismos decompositores que, liberando amônia, enriquecem o solo com compos-
tos nitrogenados biodisponíveis para as plantas.
c) as queimadas contribuem para o aumento da fertilidade do solo, uma vez que destroem
micro-organismos e enriquecem a terra com a cinza abundante em sais minerais, tão im-
portantes para o perfeito desenvolvimento dos vegetais.
d) a rotatividade de culturas com plantas leguminosas, como soja, fava e feijões, enriquece
o solo com compostos nitrogenados, contribuindo para a redução dos gastos do agricultor
com adubação.
e) as bactérias fixadoras exercem importante papel na saúde e fertilidade do solo, uma vez
que transformam o nitrogênio atmosférico (N2) em amônia.
b) o fato de os biocombustíveis não libera-
QUESTÃO 4 rem doses significativas de gás carbôni-
co adicional à atmosfera.
O biodiesel obrigatório c) o fato de os biocombustíveis não terem
relação com o ciclo do carbono.
Desde 1.o de julho de 2009, o óleo die-
sel comercializado em todo o Brasil contém d) o fato de os biocombustíveis promove-
4% de biodiesel. Essa regra foi estabelecida rem uma maior absorção de gás carbô-
pela Resolução 2/2009 do Conselho Nacio- nico em função do processo de fotossín-
nal de Política Energética (CNPE), publicada tese realizado pelas plantas de origem.
no Diário Oficial da União (DOU) em 18 de e) o fato de os biocombustíveis, adiciona-
maio de 2008, que aumentou de 3% para dos aos combustíveis tradicionais, con-
4% o percentual obrigatório de mistura de tribuírem para aumentar a absorção de
biodiesel ao óleo diesel. A contínua eleva- calor na atmosfera, o que, por sua vez,
ção do percentual de adição de biodiesel ao reduz os impactos do efeito estufa.
diesel demonstra o sucesso do Programa
Nacional de Produção e Uso do Biodiesel
e da experiência acumulada pelo Brasil QUESTÃO 5
na produção e no uso em larga escala de
biocombustíveis. Em relação aos principais poluentes moder-
O Brasil está entre os maiores produto- nos e seu impacto nos ambientes, relacione
res e consumidores de biodiesel do mundo, os dados do quadro abaixo:
com uma produção anual, em 2008, de
1,2 bilhões de litros e uma capacidade ( ) Enfraquecimento da
instalada, em janeiro de 2009, para 3,7 camada de ozônio,
bilhões de litros. o que permite maior
O biodiesel é um combustível produzido (I) Detergentes entrada de radiação
biodegradáveis ultravioleta e um au-
120 a partir de óleos vegetais ou de gorduras
mento significativo
animais. Dezenas de espécies vegetais
nas taxas de muta-
presentes no Brasil podem ser usadas na ções genéticas.
produção do biodiesel, entre elas soja, den-
dê, girassol, babaçu, amendoim, mamona ( ) Possuem efeito
bioacumulativo nas
e pinhão-manso. Entretanto, o óleo vegetal
cadeias alimenta-
in natura é bem diferente do biodiesel, que (II) CFC
res, prejudicando,
deve atender à especificação estabelecida (clorofluorocarbono)
sobretudo, os orga-
pela Resolução ANP 07/2008. nismos dos últimos
(Disponível em: <http://www.anp.gov.br/ níveis tróficos.
biocombustiveis/biodiesel.asp>.)
( ) Afetando a imperme-
abilidade das penas
Uma das vantagens ecológicas da utilização das aves, interferem
do biodiesel em relação aos combustíveis (III) Pesticidas em seu controle de
tradicionais, no que diz respeito ao aqueci- organoclorados temperatura, o que
mento global, é: normalmente leva
a) o fato de os biocombustíveis não poluí- esses animais à
rem o meio ambiente. morte.
( )E
 utrofização, o que
Assinale a alternativa que contém a corre-
leva a uma redução lação correta.
(IV) Óleo nos níveis de oxigênio a) I, II, III e IV.
(derramamento em na água, prejudican-
b) II, III, IV e I.
águas oceânicas) do, sobretudo, os
seres aeróbios. c) III, IV, I e II.
d) IV, I, II e III.
e) II, IV, III e I.

QUESTÃO 6

Reservas, produção e consumo de carvão mineral no mundo em 2002


Reservas (R) Produção (P) Consumo R/P*
Participação Participação Participação
106 ton 106 ton 106 tEP Anos
no total no total no total
América
257 783,0 26,2% 1 072,0 22,2% 591,5 24,7% 240,4
do Norte
América do
21 752,0 2,2% 53,8 1,1% 17,8 0,7% 404,3
Sul e Central
Europa e
355 370,1 36,1% 1 161,0 24,0% 506,1 21,1% 306,1
antiga URSS
África e
57 077,0 5,8% 231,0 24,0% 99,0 4,1% 373,4
Oriente Médio
Ásia
292 471,0 29,7% 2 314,7 47,9% 1 183,5 49,4% 126,4
(Pacífico)
121
Total 984 453,1 100,0% 4 832,7 100,0% 2 397,9 100,0% 203,7
Brasil 11 929,0 1,2% 5,80 0,1% 12,00 0,5% > 500

A tabela informa dados sobre as reservas, chumbo são compostos liberados duran-
produção e consumo de carvão mineral no te a combustão do carvão mineral.
mundo. b) no Brasil, os efeitos da precipitação áci-
A partir da análise desses dados e de seus da em função da acidez gerada pelos
conhecimentos sobre os impactos ambien- óxidos de enxofre liberados na combus-
tais provocados pelo uso do carvão mineral tão do carvão mineral são poucos signi-
ficativos em relação a países da Améri-
como fonte de energia, assinale a afirmativa
ca do Norte e Ásia.
que melhor analisa as consequências am-
bientais do uso em larga escala do carvão c) no Brasil, em função da baixa utilização
mineral: de carvão mineral como fonte de energia,
verifica-se uma maior queima combus-
a) os países asiáticos são os que mais tão de álcool nos veículos, o que explica
contribuem para poluição mundial de me- nossas elevadas taxas de liberação de
tais pesados, uma vez que o cádmio e o dióxido de enxofre na atmosfera.
d) a baixa utilização de carvão mineral no
e a ervilha com genes que permitem sua
Brasil se explica pela sua substituição
conservação por mais tempo.
por carvão vegetal, uma vez que nosso
país apresenta enormes reservas de (Disponível em: <www.scielo.br/scielo.php?script=sci_
arttext&pid=S1415-52732001000400007>. Adaptado.)
florestas, ideais para a produção desse
combustível.
e) os países do oriente médio apresentam Em relação à saúde humana, uma das fon-
baixa utilização de carvão mineral como tes geradoras de tanta polêmica que envolve
fonte de energia porque aproveitam ao o consumo de alimentos transgênicos:
máximo seus recursos hídricos, evitan- a) é o fato de eles terem ação mutagênica
do, assim, a queima de combustíveis e sobre as diferentes células do corpo.
protegendo seu meio ambiente dos efei-
tos nocivos do dióxido de enxofre. b) é o fato de seus impactos sobre a saú-
de humana não serem bem compreendi-
dos ainda.
QUESTÃO 7 c) é o fato de a produção de tecnologias
transgênicas estar sobre controle de
Controvérsias e discussões poucos grupos empresariais que pode-
rão dominar o mercado de alimentos em
Talvez em nenhum outro momento o
um futuro próximo.
mundo científico tenha assistido a tantas
controvérsias, como as que estão ocorren- d) é o fato de esses alimentos estarem
do na atualidade sobre a manipulação de evolvidos com os processos alérgicos
genes, curas cromossômicas, plantas e ani- nos casos de intoxicação alimentar.
mais produzidos através da biotecnologia. e) é o fato de seus efeitos negativos sobre
Novos paradigmas científicos estão sendo a produção de hormônios sexuais.
adotados, os cientistas em todo o mundo
procuram desvendar a chave dos seres
122 QUESTÃO 8
humanos, animais e vegetais. No momen-
to, os cientistas anunciam a engenharia
genética e a biotecnologia como uma nova A proliferação de favelas na periferia das
revolução, configurando-se como uma das grandes cidades brasileiras é um fenôme-
maiores conquistas científicas. no social cujo crescimento se encontra
[...] fora de controle. Populações carentes de
suas necessidades fundamentais, como
O mundo se encontra na era do super-
a própria moradia, veem-se obrigadas a
mercado transgênico, alimentos com os
construírem seus barracos em terrenos
genes modificados chegam à mesa dos
de invasão ou de propriedades das pre-
consumidores, como a cenoura mais doce
feituras. Improvisando como pode e sem
e contendo doses extras de betacaroteno, o
auxílio do poder público, estabelecem-se,
arroz com mais proteínas, a batata com re-
muitas vezes, próximas a mananciais hí-
tardo de escurecimento, o melão com maior
dricos, arroio e rios.
resistência a doenças, o milho resistente
a pragas, a soja com genes de castanha- Desamparados dos serviços básicos de
do-pará que aumentam seu valor nutritivo, saneamento, os moradores de muitas fa-
o tomate longa vida, tendo sido o primeiro velas canalizam seus esgotos diretamente
alimento transgênico a ser comercializado, para os cursos d’água através de valetas
improvisadas sem nenhum critério técnico.
Dessa forma, enormes quantidades de
lixo e dejetos humanos são lançados nos
rios, contribuindo para piorar ainda mais
as condições de vida dos organismos
aquáticos.

Situações como essas acontecem todos


os dias nas grandes cidades brasileiras e,
no final das contas, quem leva a pior é o
meio ambiente. Assim, esgotos domésticos
lançados nos rios, sem o devido tratamento,
contribuem para:
a) reduzir os níveis de acidez da água dos
rios, o que, por sua vez, acelera o pro-
cesso de redução da solubilidade do oxi-
gênio nessas águas, matando os peixes
por asfixia.
b) acelerar o processo de liberação de
gases destruidores da camada de ozô-
nio, o que contribui para uma maior pe-
netração de radiação ultravioleta e um
correspondente aumento nas taxas de
mutações dos organismos.
c) reduzir os níveis de sais minerais dis-
solvidos na água, o que, por sua vez,
contribui para a redução da quantidade
de algas. 123
d) um maior suprimento de matéria orgâ-
nica necessária ao metabolismo das
algas que aumentam em quantidade e
dificultam a passagem de luz para as
camadas mais baixas do rio.
e) aumentar a proliferação de micro-orga-
nismos aeróbios e reduzir os níveis de
oxigênio dissolvido na água, ocasionan-
do morte de peixes, crustáceos, molus-
cos e outros animais.
Gabarito
nitrogênio. Com menos micro-organismos
QUESTÃO 1 no solo, ocorrerá uma correspondente redu-
ção dos níveis de compostos nitrogenados
Alternativa B.
nesse solo. A consequência é a redução da
Comentário: fertilidade e aumento de gasto do agricultor
com adubação química para repor sais ni-
A afirmação II é falsa, uma vez que o aumen-
trogenados na terra.
to da área destinada à pecuária implica uma
aceleração do processo de desmatamento.
Com o desmatamento, tem-se a destruição QUESTÃO 4
de ecossistemas naturais ocupados por mui-
tas espécies. Fatores como esse, portanto, Alternativa B.
contribuem para diminuir a biodiversidade e
Comentário:
não protegê-la ou estimulá-la.
O carbono presente tanto no álcool como
no biodiesel faz parte da composição atual
QUESTÃO 2 da atmosfera. Os vegetais absorvem CO2
e fixam o carbono em suas moléculas. O
Alternativa E.
combustível, quando queimado nos moto-
Comentário: res, devolve esse carbono para atmosfera.
Assim, a queima de biocombustíveis não
A alternativa “E” contempla a ação correta
implica um acréscimo do CO2 na atmosfera
do CO na corrente sanguínea. O monóxido
como ocorre, por exemplo, com o caso dos
de carbono tem o poder de se ligar no
124 combustíveis fósseis.
mesmo sítio da hemoglobina onde CO 2
e O2 rotineiramente se ligam para serem
transportados. O problema é que a ligação QUESTÃO 5
do CO com a hemoglobina é uma ligação
estável. Assim, na medida em que se inala Alternativa B.
CO, a quantidade de hemoglobina operante
diminui no sangue. Quanto menos hemo- QUESTÃO 6
globina operante, menor será a quantidade
de gases transportados pelo sistema circu- Alternativa B.
latório. A tendência, a partir disso, é que a
concentração sanguínea de CO2 aumente e Comentário:
a concentração de O2 diminua.
Uma das principais causas da precipitação
ácida é o ácido sulfúrico formado na atmos-
QUESTÃO 3 fera a partir de óxidos de enxofre liberados
pela queima de carvão mineral. Na medida
Alternativa C. em que o Brasil tem uma utilização mínima
desse combustível, conforme destaca a lei-
Comentário:
tura da tabela, pode-se afirma que os efeitos
O erro está na afirmativa “C”. O calor das quei- da precipitação ácida são muito menores em
madas destrói micro-organismos fixadores de nosso território.
QUESTÃO 7
Alternativa B.

Comentário:

A alternativa “B” resume uma das questões


envolvidas na polêmica dos alimentos trans-
gênicos. Na verdade existem poucos estu-
dos sobre o efeito desse tipo de alimento
na saúde humana. Acredita-se que somente
o tempo vai mostrar quais são, afinal, suas
consequências em nosso corpo.

QUESTÃO 8
Alternativa E.

Comentário:

Na medida em que os esgotos domésticos


são lançados nos rios, ocorre um corres-
pondente aumento nas populações de
micro-organismos decompositores. Com o
aumento do número de micro-organismos
decompositores aeróbios, ocorre uma res-
pectiva redução da concentração de oxigênio
dissolvido na água. Com menos oxigênio dis-
solvido, organismos como peixes, moluscos 125
e crustáceos morrem por asfixia.
126
Aula 5
QUESTÃO 1
Sabe-se que na espécie humana a determi-
50% das filhas normais;
nação do sexo é consequência da combina-
Possibilidade 4 50% das filhas portadoras e
ção de cromossomos do sistema XY. Assim,
100% dos filhos hemofílicos.
embriões portadores de células com o par
XX serão femininos e aqueles que portarem
100% das filhas normais,
o par XY serão masculinos.
Possibilidade 5 não portadoras e 100% dos
Esses cromossomos, no entanto, não estão filhos hemofílicos.
associados apenas à definição da sexuali-
Qual das possibilidades é a correta, de
dade do embrião em desenvolvimento. Eles
acordo com a distribuição estatística dessa
contêm uma infinidade de outros genes
herança ligada ao sexo?
que determinam diversas características.
Dentre eles o gene da hemofilia que afeta a a) 1
capacidade de coagulação sanguínea. Esse b) 2
problema é condicionado por um gene reces-
c) 3
sivo cujo locus se encontra numa porção do
cromossomo X que não encontra correspon- d) 4
dente homólogo no cromossomo Y. Isso se e) 5
deve ao fato de os dois cromossomos, X e
Y, não serem do mesmo tamanho.
QUESTÃO 2 127
Maria, que é filha de pai hemofílico, não possui
os sintomas da hemofilia e casa-se com João, O gráfico ilustra as variações de temperatura
cujo pai é hemofílico e a mãe nem ao menos é de uma pessoa que se encontra contamina-
portadora do gene. O casal, preocupado em sa- da por uma protozoonose típica da região
ber a possível genética das suas futuras crian- norte do Brasil.
ças, analisa as seguintes possibilidades:
IESDE Brasil S.A.

100% das filhas hemofílicas; 41


Possibilidade 1 50% dos filhos normais e
40
Temperatura (oC)

50% dos filhos hemofílicos.


39

100% dos filhos normais e 38


Possibilidade 2
100% das filhas hemofílicas. 37

36
50% das filhas normais; 50% 0 48 horas
das filhas portadoras; 50%
Possibilidade 3 A partir da análise do gráfico é possível
dos filhos normais e 50%
dos filhos hemofílicos. afirma que:
a) trata-se de um caso de febre tifoide, o a) o uso contínuo e prolongado de antibi-
que explica a variação regular de altos e óticos em ambientes hospitalares faz
baixos da febre do paciente. com que o metabolismo microbiano se
acostume com os remédios, de forma
b) trata-se de um caso de malária, sendo
a, lentamente, tornar-se mais tolerante
os picos de febre o momento em que os
à ação letal dos remédios.
parasitas soltam-se na corrente sanguí-
nea após terem rompido as hemácias b) o uso contínuo e prolongado de antibió-
do doente. ticos em ambientes hospitalares induz
as bactérias a desenvolverem mecanis-
c) trata-se de uma virose do tipo resfriado,
mos de resistência à ação desses me-
uma vez que as bactérias não causam
dicamentos.
febre no paciente.
c) o uso contínuo e prolongado de antibió-
d) trata-se de um caso de maleita, sendo os ticos em ambientes hospitalares induz
picos de febre o momento em que os pa- mutações específicas no material gené-
rasitas passam a se reproduzirem assexu- tico das bactérias, o que, por sua vez,
adamente, uma vez que o homem é o hos- leva esses micro-organismos a desen-
pedeiro intermediário dessa patogenia. volverem a resistência.
e) trata-se de um caso de dengue, uma vez d) tanto pela ação dos medicamentos como
que a febre é um de seus principais sin- pela ação do sistema imunológico das
tomas. pessoas afetadas, as bactérias alteram
estrategicamente seu metabolismo, de
forma a criar mecanismos específicos
QUESTÃO 3 de resistência aos medicamentos.
e) o uso contínuo e prolongado de antibi-
Infecção hospitalar X evolução biológica óticos em ambientes hospitalares leva
a um processo gradual de seleção de
O processo de evolução biológica normal-
bactérias que, naturalmente e esponta-
128 mente é melhor bem compreendido quando
neamente, apresentam mutações alea-
estudado através da comparação dos orga- tórias que levam à resistência.
nismos atuais com fósseis de organismos
que viveram há milhões de anos. Através de
estudos comparativos é possível perceber QUESTÃO 4
como as estruturas foram se modificando ao
longo do tempo e garantindo a adaptação Dentre as diferentes teses que discutem a
das espécies a um mundo em constante origem da vida em nosso planeta a partir
mudança. de eventos ocorridos na própria Terra, as
duas que mais se destacam são: hipótese
A resistência de bactérias aos antibióticos, autotrófica e a hipótese heterotrófica.
no entanto, é um dos poucos casos onde Os desdobramentos das duas guardam
o processo evolutivo pode ser estudado em certas semelhanças, porém, a estrutura e
espaços de tempo muito menores que os as capacidades dos primeiros seres vivos
convencionais. Um exemplo disso é o caso apresentam uma diferença radical. Nesse
das infecções hospitalares, em que, muitas sentido:
vezes, a medicina perde a guerra contra esses a) a hipótese autotrófica defende a ideia
micro-organismos que se tornam resistentes de que a vida é originária de outras regi-
aos medicamentos. Do ponto de vista das ões do universo onde se formou a partir
modernas teorias da evolução da vida, essa de processos heterotróficos de produ-
resistência se explica pelo fato de que: ção de energia.
b) A hipótese heterotrófica defende a ideia
gás brometo de metila, utilizado como
de que os primeiros seres vivos já se for-
agrotóxico.
maram com uma certa complexidade es-
trutural, de forma que os primeiros seres (Disponível em: <www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2007/
08/17/materia.2007-08-17.8757845295/view>.)
vivos que surgiram na Terra do passado
já possuíam um conjunto de enzimas tais
que lhes permitissem gerar sua própria Notícias como essas começam a abrir um fio
energia a partir da luz solar. de esperança na luta pela conservação da
c) a hipótese autotrófica defende a ideia integridade da camada de ozônio, pois, na
de que os primeiros seres vivos, dada medida em que ela vai sendo enfraquecida
sua extrema simplicidade estrutural, pre- por vários tipos de gases poluentes,
cisavam de mitocôndrias para poderem a) permite uma passagem maior de radia-
gerar pequenas quantidades de energia ções ultravioleta, aumentando a taxa de
a fim de acionarem seus mecanismos fotossíntese vegetal e liberando quantida-
metabólicos. des adicionais de CO2 para a atmosfera.
d) a hipótese heterotrófica defende a ideia b) bloqueia a passagem de vários compri-
de que os primeiros seres vivos, dada mentos de onda importantes para os
a sua extrema simplicidade estrutural, vegetais realizarem a fotossíntese nos
extraíam energia a partir da fermenta- cloroplastos.
ção da matéria orgânica preexistente no c) ativa mecanismos genéticos de auto-
oceano primitivo. destruição em algas do fitoplâncton.
e) a hipótese autotrófica defende a ideia d) permite uma passagem maior de radia-
de que os primeiros seres vivos eram ções ultravioleta, aumentando as taxas
capazes de conseguir energia a partir da de mutações no DNA dos seres vivos
oxidação de compostos orgânicos ener- em geral.
géticos produzidos pela atividade quími-
e) permite uma maior síntese de CO2 e con-
ca da atmosfera primitiva. 129
tribui para uma maior retenção de calor
no planeta, o que, por sua vez, contribui
QUESTÃO 5 para aumentar o aquecimento global.

Brasil quer eliminar uso do gás CFC,


causador do efeito estufa, até 2009 QUESTÃO 6
Brasília – O Brasil já não importa mais
CFCs, os gases que destroem a camada Evolução da vida e a conquista
de ozônio utilizados até pouco tempo em do ambiente terrestre
aparelhos como geladeiras e condicionado-
Foram os primeiros vertebrados a conquistar
res de ar. Além disso, esses gases devem
definitivamente o ambiente terrestre, sem
ser completamente eliminados até 2009,
dependência do ambiente aquático para
segundo informações da Secretaria de Mu-
sua reprodução. Isso se deveu à formação
danças Climáticas e Qualidade de Vida do
de um ovo com casca resistente, com pre-
Ministério do Meio Ambiente (MMA).
sença de membranas internas como âmnio,
Além dos CFCs, outras substâncias além da excreção na forma de ácido úrico,
químicas também são controladas pelo o que permite a economia de água pelo
Protocolo de Montreal e seu uso deve ser organismo, facilitando a sobrevivência em
eliminado. Uma dessas substâncias é o ambientes secos.
Adaptações como a descrita no texto acima consomem várias substâncias orgâni-
descrevem um dos principais processos que cas para seu próprio metabolismo.
desencadeou:
e) o fabricante não adicionou antibióticos ao
a) o desenvolvimento das aves. alimento a fim de combater bactérias con-
b) o surgimento das aves. taminantes como os coliformes fecais.

c) o desenvolvimento dos répteis.


d) o desenvolvimento de mamíferos ovípa-
QUESTÃO 8
ros como o ornitorrinco.
A avitaminose é um dos mais graves
e) o surgimento dos anfíbios. problemas associados à subnutrição ve-
rificados nas mais diferentes regiões de
nosso país. Carências de vitaminas afetam
QUESTÃO 7
gravemente várias rotas metabólicas do
organismo humano, uma vez que as vita-
A presença de coliformes nos alimentos é
minas agem normalmente como cofatores
de grande importância para a indicação de
enzimáticos ativando enzimas que catali-
contaminação durante o processo de fabri-
sam importantes reações de síntese em
cação ou mesmo pós-processamento. Os
nosso organismo. Na medida em que há
micro-organismos indicadores são grupos
uma carência de vitaminas na dieta, mui-
ou espécies que, quando presentes em um
tas rotas metabólicas são interrompidas e
alimento, podem fornecer informações sobre
uma série de problemas de saúde podem
a ocorrência de contaminação fecal, sobre
se manifestar.
a provável presença de patógenos ou sobre
a deterioração potencial de um alimento, O quadro abaixo apresenta algumas das
além de poder indicar condições sanitárias principais vitaminas necessárias à dieta
inadequadas durante o processamento, humana e suas respectivas fontes alimen-
produção ou armazenamento. tares.
130
A comprovação da presença de coliformes
fecais através de exames laboratoriais em Vitaminas Fontes
alimentos prontos para o consumo humano A fígado de animais e cenoura.
poderá indicar que: óleo de fígado de bacalhau, fíga-
D
a) o micro-organismo sofreu mutações e do, gema de ovos.
desenvolveu resistência aos aditivos amendoim, gema de ovo de co-
E
químicos adicionados para a conserva- dorna, azeite e vegetais.
ção do alimento. K fígado e verduras.
cereais, carnes, verduras, levedo
b) o fabricante não usou técnicas adequa- B1
de cerveja.
das de esterilização do alimento antes
laranja, limão, abacaxi, kiwi, ace-
de sua distribuição. C
rola, morango, brócolis, melão.
c) em alguma fase do preparo desse produto
houve contato com resíduos de fezes ou
Para combater problemas resultantes de
água contaminada por esgotos humanos.
deficiência vitamínica na alimentação hu-
d) os coliformes fecais alteram os níveis mana foram apresentadas as seguintes
nutricionais do alimento, uma vez que dietas:
Dieta 1 – Doses diárias de óleo de fígado de
bacalhau para evitar o raquitismo em crianças.

Dieta 2 – Acréscimo de cenoura crua ralada no


feijão para evitar os casos de cegueira noturna.

Dieta 3 – Consumo regular de sucos cítricos como


laranja e limão a fim de combater o escorbuto.

Dieta 4 – Consumo de amendoim e ovo de codorna


a fim de regular processos ligados à sexualidade.

Dieta 5 – Consumo de cereais e levedo de cerve-


ja a fim de tratar os casos de beribéri.

São efetivamente úteis as propostas:


a) 1, 2, 3, 4, e 5.
b) 2, 3 e 4 apenas.
c) 3, 4 e 5 apenas.
d) 1, 2 e 5 apenas.
e) 1, 3 e 5 apenas.

131
Gabarito

QUESTÃO 1 QUESTÃO 3
Alternativa C. Alternativa E.

Comentário: Comentário:

A alternativa “E” descreve de forma ade-

IESDE Brasil S.A.


Pai de Maria X hY XHYH Pai de João
quada o processo de resistência verificado
em bactérias ligadas à infecção hospitalar.
Maria XHXh XHY João O uso contínuo de medicamentos, em am-
(portadora)
bientes hospitalares, age de forma a sele-
XH Xh gametas XH Y cionar as variedades microbianas resistes
ao antibiótico. As bactérias, assim, não
desenvolvem a resistência, elas são apenas
XHXH XHY XHXh X hY selecionadas pelo antibiótico.

normal normal portadora hemofílico


QUESTÃO 4
A análise do heredograma mostra que me-
tade dos filhos homens desse casal serão Alternativa D.
hemofílicos e metade das filhas mulheres
Comentário:
será portadora do gene da hemofilia.
A panspermia afirma que a vida se originou
132 QUESTÃO 2 em outros pontos do universo e não aqui na
Terra conforme a afirmativa “A”. Acredita-
Alternativa B. se, segundo a hipótese heterotrófica, que
os primeiros seres vivos eram criaturas
Comentário: procariontes extremante simples. Dada
a sua grande simplicidade, não é de se
A alternativa “B” descreve de forma ade-
esperar que possuíssem uma complexa
quada os efeitos da malária representados
máquina de enzimas para sintetizarem seu
pelo gráfico. No interior do glóbulo vermelho
próprio alimento. Assim, acredita-se que
(hemácia), o parasita muda de forma (deno-
esses primeiros seres vivos eram capazes
minado trofozoíto) e, ao se reproduzir, ori-
de absorver a matéria orgânica abundante
gina novamente os merozoítos. Quando os
no oceano primitivo e utilizá-la como fonte
merozoítos rompem as hemácias, liberando
de alimento e energia através de processos
no plasma pigmentos maláricos (hemozoí-
simples de fermentação.
na), ocorre a febre alta e intermitente (terçã
ou quartã).
que está havendo contato desse alimento
QUESTÃO 5 com agentes contaminados por esgoto. A
simples presença dos coliformes fecais é a
Alternativa D.
prova de problemas de segurança no manejo
Comentário: de produção.

A camada de ozônio age protegendo a bios-


fera na medida em que absorve boa parte da
QUESTÃO 8
radiação ultravioleta. Com a sua destruição
por poluentes como os gases à base de Alternativa A.
CFC, o poder absorvente é reduzido e mais
radiação atinge a superfície. Com mais radia-
ção incidindo sobre os seres vivos, maiores
serão as taxas de mutações associadas.

QUESTÃO 6
Alternativa C.

Comentário:

Uma das causas que levou os répteis a se


desenvolverem foi sua independência da
água para seu processo reprodutivo. En-
quanto os anfíbios necessitavam da água
para depositarem seus ovos, os répteis
desenvolveram o ovo com casca, liberando-
-os dessa necessidade. O ovo com casca
poderia ser depositado longe dos rios, o que 133
possibilitou o incrível desenvolvimento dos
répteis verificado na Era Mesozoica.

QUESTÃO 7
Alternativa C.

Comentário:

Coliformes fecais são bactérias que estão


presentes em grandes quantidades no in-
testino dos animais de sangue quente. São
muitas vezes usadas como indicadores da
qualidade sanitária da água, e não repre-
sentam por si só um perigo para a saúde,
servindo antes como indicadores da pre-
sença de outros organismos causadores de
problemas para a saúde. Assim, quando as
bactérias coliformes fecais estão presentes
no alimento, isso é um indicativo claro de