Você está na página 1de 1

Actividade física

Praticar regularmente uma atividade física ou desportiva adaptada reduz o risco


de mortalidade prematura. Quando associada a uma alimentação equilibrada, a atividade
física melhora a qualidade de vida.
A obesidade, as doenças cardiovasculares, a diabetes e os cancros são as
principais consequências da sedentariedade, que é o quarto fator de risco de mortalidade
à escala mundial. Por conseguinte, a prática regular de uma atividade física contribui
igualmente para a redução dos riscos de aparecimento de certas patologias:

 Doenças cardiovasculares: as pessoas fisicamente ativas desenvolvem


duas vezes menos doenças cardiovasculares.
 O exercício físico e a alteração dos hábitos alimentares podem prevenir o
aparecimento da diabetes em indivíduos com um elevado risco de
contrair esta doença;
 Ser ativo reduz o risco de excesso de peso. O sedentarismo explica, em
parte, o aumento dos casos de obesidade nas sociedades modernas;
 a atividade física é determinante na prevenção do tratamento da
osteoporose. Na mulher, a atividade física diminui para metade o risco de
fratura do colo do fémur e aumenta a resistência óssea;
 A atividade física causa modificações bioquímicas no organismo. Após
30 m de atividade física de intensidade moderada ou elevada, o corpo
segrega uma substância, a endorfina, que tem um efeito ansiolítico que
diminui consideravelmente o stress ou a ansiedade.
A atividade física completa de maneira eficaz o tratamento medicamentoso e
permite diminuir as doses.
A prática de uma atividade física é necessária ao longo da vida, em função das
necessidades de cada um.
Podem distinguir-se 3 tipos de exercícios físicos de acordo com o efeito global
que têm no corpo humano: Os exercícios de aeróbica: são aqueles que requerem e
melhoram o consumo de oxigénio pelo organismo.
Aeróbica significa “com oxigénio” e faz referência ao oxigénio no organismo
durante o processo de produção de energia. Existem exercícios que são de tipo aeróbico
como o ciclismo, a caminhada, a corrida ou o ténis.
Os exercícios anaeróbicos: aumentam a força muscular a curto prazo. A
musculação.
Os exercícios de flexibilidade: melhoram a mobilidade dos músculos e das
articulações: os alongamentos, o stretching.
Em conclusão a prática regular de atividade física é uma forma de prevenção e
deve ser incorporada no nosso dia-a-dia. As vantagens são diversas e reconhecidas por
quem cumpre as recomendações mínimas supracitadas.

João Jesus
Nº20, 8ºF