Você está na página 1de 6

Administração Geral e Pública

Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

“A lei da mente é implacável.


O que você pensa, você cria,
O que você sente, você atrai;
O que você acredita,
torna-se realidade”!!!

Buda

ADMINISTRAÇÃO GERAL

1. Planejamento: planejamento estratégico; planejamento baseado em cenários.

2. Processo decisório: técnicas de análise e solução de problemas; fatores que afetam a decisão; tipos de
decisões.

3. Gestão de pessoas: estilos de liderança; gestão por competências; trabalho em equipe; motivação;
empoderamento. Avaliação de desempenho

4. Gestão: Gerenciamento de projetos; Gerenciamento de processos, Governança Corporativa, Gestão da


Mudança; Gestão da informação e do conhecimento.

5. Controle administrativo: indicadores de desempenho; conceitos de eficiência, eficácia e efetividade

6. Comunicação organizacional: habilidades e elementos da comunicação.

Bibliografia

 Idalberto Chiavenato; Administração, teoria, processos e prática.

 Idalberto Chiavenato; Teoria Geral da Administração.

 Idalberto Chiavenato, Administração de Recursos Humanos

 Alketa Peci e Felipe Sobral; Administração no Contexto Brasileiro.

 Augustinho Paludo, Administração Pública.

1. Planejamento: planejamento estratégico; planejamento baseado em cenários.

O Planejamento é a primeira das funções administrativas que compõe o processo organizacional,


formado do planejamento, organização, direção e controle.

1
Administração Geral e Pública
Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

 O Planejamento é um processo que:

 Tem precedência sobre todas as demais funções;


 Processo de definição do que deve ser feito e como deve ser feito – objetivos e planos;
 Processo de tomada de decisões, que promove implicações futuras de decisões presentes.
 O processo de planejamento promove integração, motivação e aprendizagem.
 É sistemático, permanente, integrado e participativo.

2
Administração Geral e Pública
Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

 Apresenta os seguintes princípios gerais e específicos:

Princípios Gerais Princípios Específicos


 Contribuição aos objetivos  Planejamento participativo

 Precedência sobre as demais funções  Planejamento coordenado

 Promove maiores influência e abrangência  Planejamento integrado

 Promove maiores eficiência, eficácia e  Planejamento permanente


efetividade

 Tem como filosofias de elaboração:


 Satisfação/Defensiva: fazer suficientemente bem, voltado para sobrevivência (pouco tempo,
baixo custo e baixa capacidade técnica);
 Otimização/Analítica: fazer tão bem quanto possível, com objetivos quantificáveis;
 Adaptação/Prospectiva: voltado para mudança, inovativo e para equilíbrio interno e externo,
homeostase.

 Classifica-se quanto ao critério da permanência em:


 Temporários: extingue-se quando do alcance dos objetivos, normalmente com decisões não
programadas. Ex. projetos, cronogramas, orçamentos.
 Permanentes: contém decisões programadas e rotineiras, como políticas, procedimentos,
objetivos (missão, negócio).

 Divide-se nos seguintes níveis hierárquicos:


 Estratégico: envolve toda a organização;
 Tático: envolve uma unidade, uma parte da organização;
 Operacional: envolve uma atividade ou tarefa.

Estratégico Tático Operacional

Prazo Longo, futuro Médio Curto, presente

 Toda a organização.  Uma unidade,  Uma atividade,


Amplitude  Genérico, sintético, global, departamento, tarefa, operação.
holístico. área ou setor.  Detalhado, analítico,
 Produz Sinergia específico.

3
Administração Geral e Pública
Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

Riscos Maiores Intermediários Menores

Nível Alta cúpula Média administração Baixa administração


hierárquico (Diretores) (Gerências) (Supervisores)

Flexibilidade Menor Intermediária Maior

Atividades Fins e Meios Meios Meios

Foco de
Orientação externa Articulação interna Orientação interna
Atuação

 Processo de adaptação ao  Visa a utilização  Voltado para a


ambiente mutável, turbulento e eficiente dos certeza,
caótico. recursos; regularidade,
 Permanente, contínuo e  Definição das eficiência.
coordenado. políticas.  Sistema fechado.
Característica  Visa lidar com a incerteza e a
imprevisibilidade.
 Utiliza a criatividade e inovação.
 É Compreensivo, Consensual.
 Processo de aprendizagem.
 Sistema aberto.
 Estratégico: missão, objetivos  Funcionais:  Procedimentos,
de longo prazo, valores, mercadológico  Orçamentos,
Tipos de diagnóstico externo e interno, (marketing),  Programas,
Planos macropolíticas e estratégias. financeiro,  Regras e
recursos humanos, regulamentos.
produção.

1.1. Processo de Planejamento Estratégico

4
Administração Geral e Pública
Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

O processo de planejamento compõe-se das etapas de elaboração, implementação e acompanhamento.

Para a realização do planejamento estratégico podem ser utilizadas várias metodologias.

a) Método Clássico de Formulação da Estratégia – HBS

b) Método desenvolvido por Djalma Oliveira

5
Administração Geral e Pública
Receita Federal
Profª. Elisabete Moreira
Aula 1

Fase I: Diagnóstico Estratégico

 Identificação da visão;
 Identificação dos valores;
 Análise externa;
 Análise interna;
 Análise dos concorrentes.

Fase II: Missão da Empresa: direcionamento estratégico

 Estabelecimento da Missão;
 Estabelecimento de propósitos atuais e potenciais;
 Estruturação e debate de cenários;
 Estabelecimento de posturas estratégicas;
 Estabelecimento de Macroestratégias e Macropolíticas.

Fase III: Instrumentos Prescritivos e Quantitativos

Instrumentos Prescritivos:

 Estabelecimento de objetivos, desafios e metas;


 Estabelecimento de estratégias e políticas funcionais;
 Estabelecimento de projetos e planos de ações

Instrumentos Quantitativos: projeções econômico-financeiras.

Fase IV: Controle e Avaliação

 Estabelecimento de análise de indicadores de desempenho;


 Avaliação de desempenho;
 Análise dos desvios;
 Tomada de decisão corretiva.