Você está na página 1de 35

MÚSICA PARA

SER
SENSIBILIZAÇÃO E VIVÊNCIAS MUSICAIS ATRAVÉS
DO CORPO, DA VOZ E DAS COISAS.
MÚSICA PARA SER

OUTRO DIA recebi um link pelo Facebook de minha


amiga, a Professora Márcia Visconti. Assisti e me
emocionei... Não só pelo conteúdo, mas pela
felicidade de estar lendo exatamente aquilo que
penso sobre a Música, e por conectar-me aos que
também pensam como eu.

2
ATRAVÉS DA MÚSICA podemos descortinar o mundo,
e mergulhados nela podemos nos ver a nós mesmos,
nos descobrindo, nos deparando com nossos talentos
e limitações, com nossos sentimentos bons e ruins,
com toda espécie de emoções.

3
A VIVÊNCIA MUSICAL, como todos sabemos, traz imediata
evolução na qualidade de vida, tanto de quem a toma
como complemento de sua Educação, como para quem
faz dela profissão, paixão, a razão de sua vida. Nós, por
exemplo...!
Somos então os mensageiros, os multiplicadores dessa
maravilhosa obra divina que é a Música que nos permite
educar tão plenamente, de forma prazerosa e
gratificante.

SOB MEU PONTO DE VISTA,no entanto, há uma diferença


em aprender Música e aprender pela Música.

4
MEU TRABALHO SE DIRIGE a quem educa pela Música
e acredito ser essa também a função da Música nas
Escolas Regulares.

Educar no sentido mais amplo da palavra, um educar


voltado não tanto para o conteúdo formal da
Música, mas também e principalmente para a
formação global das pessoas através dela.

5
ENSINAR MÚSICA EM ESCOLAS REGULARES não passa
necessariamente pelo viés da Teoria Musical, mas sim
e principalmente pela prática. O que se prentende
com a Música nas escolas, da forma como está
colocada, é que através dela, se prepare o aluno
para aprender melhor.
Preparar alunos para que absorvam melhor o mundo
e a vida, e então possam ser músicos, escritores,
advogados, médicos, professores, dirigentes...

6
INICIALMENTE, NÃO IMPORTA SE O ALUNO sabe o que
é semínima ou colcheia, mas sim que ele tenha
percepção, coordenação, atenção e envolvimento
suficientes para executar inteiros e metades, de todas
as formas possíveis nos limites do corpo e da voz.

ANTES DE SABER DA EXISTÊNCIA DE FIGURAS, que se


executem muitos ritmos, antes de saber da existência
das pautas, claves e notas, que se cantem muitas
melodias.

7
COMO VILLA – LOBOS, acredito ainda mais na
Iniciação da Formação pela Música, através do
canto em grupo. Adicionei o corpo por tê-lo
descoberto através de Ivaldo Bertazzo e Mara
Behlau, como instrumento que produz a voz, e quem
sem ele seria impossível construir as estruturas de uma
boa entoação.

8
O TRABALHO QUE, ANTES DO TEMPO,apresento a
vocês é um resumo de minhas ideias.

Vivenciar a Música principalmente através do corpo


e da voz, e ao mesmo tempo abordar diferentes
áreas do conhecimento para que haja as conexões
necessárias ao desenvolvimento global do cidadão.

9
ANSEL ADAMS (1902 —1984), um dos fotógrafos mais
significativos dos EUA, nos deixou entre muitas esta frase:

Não fazemos uma foto apenas com uma câmera; ao ato


de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes
que vimos, a música que ouvimos, as pessoas que
amamos.

E assim é em todas as áreas, seja compondo uma canção


ou ministrando uma aula de Matemática ou Crochê, tudo
o que fazemos tem a substância do que vivemos, que é o
que somos.
.

10
Villa – Lobos diz:

“A Música é a primeira das Artes porque tem um


poder biológico”.

Que seja, pois, através dela, feita a grande


transformação.

11
12
Então vejamos:

Para fazer um bolo precisamos de


matéria prima, dos ingredientes.

QUAIS SERIAM?

13
FARINHA em Inglês é - - - - -
BUTTER em Português é - - -

14
15
PALHAÇO
O/S/T
1,00 x 1,30 cm
Criado em : /2004

Gustavo Rosa nasceu em São Paulo em 1946, abandonou a


carreira publicitária, em 1967, para dedicar-se a pintura. Seus
quadros retratam na maioria das vezes o humor. "É muito mais
difícil retratar o humor do que o drama" diz o artista.
16
E QUAIS SERIAM MÁTÉRIAS PRIMAS DE UM ESCULTOR?

17
FELÍCIA LEIRNER
(Varsóvia, Polônia 1904 - Campos do Jordão SP 1996).

http://museufelicialeirner.org.br

18
E PARA FAZER MÚSICA?
QUAIS AS MATÉRIAS
PRIMAS DO COMPOSITOR?

19
SOM

O que é som ?

RITMO O que é ritmo ?

O metrônomo marca a
PULSAÇÃO O que é pulsação?
20
QUAIS OS SEUS SONS PREDILETOS?

ONOMATOPÉIAS

21
?
?

22
23
24
25
26
Como está batendo seu coração?

O metrônomo marca a - - -
AO CORAÇÃO DA MÚSICA CHAMAMOS PULSAÇÃO

Muitos instrumentos podem marcar a pulsação


27
PRATO

PIANO DE CAUDA CHIMBAL

TON - TONS
BUMBO
CAIXA

SURDO BUMBO

GARRAFÃO DE
ÁGUA MINERAL

28
.

O bumbo e o ton-ton são partes


da bateria, que é um
INSTRUMENTOS DE PERCUSSÃO
.

29
CAXIXI PANDEIRO

CAJÓN

TAABLA

TAMBORIM

TRIÂNGULO AGOGÔ

30
SOM E RITMO
MÚSICA É...

SOM E RITMO!

MÚSICA É...

RITMO E SOM!

PULSAÇÃO ESTÁ NO RITMO


SEJA NO BUMBO OU NO TONTON

31
Som e Ritmo
G 1 - MÚSICA É ... G 2 - SOM E RITMO! G 3 - MÚSICA É ... G 1/ G 2 - RITMO E SOM !
//
G1/G2/G3 – PULSAÇÃO ESTÁ NO RITMO SEJA NO
G2 – BUMBO OU G3 – NO TON-TON

//
G1/ G3- PULSAÇÃO ESTÁ NO RITMO SEJA NO BUMBO OU NO TON-TON!
G2 BUM - BO BUM BO BUM - BO BUM - BO
//
G1/G2- PULSAÇÃO ESTÁ NO RITMO SEJA NO BUMBO OU NO TON-TON!
G3 NO TON-TON TON – TON TON –TON TON-TON TON- TON – TON TON – TON – TON
//

G1- PULSAÇÃO ESTÁ NO RITMO SEJA NO BUMBO OU NO TON-TON


G2 BUM - BO BUM BO BUM- BO BUM- BO
G3 NO TON-TON TON – TON TON –TON TON-TON TON- TON – TON TON – TON – TON

32
Música se escreve em
partituras
partitura IMPRIMIR

partitura
Datação
1789 cf. MS1

Acepções
■substantivo feminino
Rubrica: música.
1 material gráfico, contendo notações
impressas ou manuscritas, que mostra a
totalidade das partes de uma composição
musical; grade

33
ESTA É A PARTITURA DE NOSSA BRINCADEIRA MUSICAL:

34
35