Você está na página 1de 24

DIMENSIONAMENTO DE TRANSFORMADORES

DE CORRENTE PARA MÉDIA E ALTA TENSÃO


Gil dos Santos
TRANSFORMADOR DE CORRENTE

Dimensionar o TC, sabendo que: Zi = 15


VA ; 0,8ind A corrente primária do
transformador de potência é de
TRANSFORMADOR DE CORRENTE
TRANSFORMADORES DE CORRENTE
TRANSFORMADORES DE CORRENTE
TRANSFORMADORES DE CORRENTE
TRANSFORMADORES DE CORRENTE
TENSÃO SECUNDÁRIA NOMINAL

A tensão secundária nominal é definida


segundo a ABNT , como “a tensão que
aparece nos terminais de uma carga nominal
imposta ao TC a 20 vezes a corrente
secundária nominal, sem que o erro de
relação exceda o valor especificado”(tabela
2) . Isso quer dizer que o TC deve suportar
uma corrente máxima no seu circuito
secundário proporcional a 20 vezes a sua
corrente nominal sem transmitir erros
superiores ao especificado por sua classe de
exatidão.
TENSÃO SECUNDÁRIA NOMINAL

A tensão secundária nominal representa a


tensão máxima que o TC deve suportar em
condições de sobrecorrente. O valor 20 é
fixado pela ABNT como o valor padronizado
para o fator de sobrecorrente .
Somente os TC para serviço de proteção
atingem a tensão secundária nominal.
Nos TC de medição, o núcleo satura muito
antes da corrente secundária
TENSÃO SECUNDÁRIA NOMINAL
Para um TC de C400 Temos:
TENSÃO SECUNDÁRIA NOMINAL
NÚCLEO TOROIDAL
CALCULO DO BORDEN (CARGA DO TC)

Cálculo da carga do TC (CTC)


CTC= ∑Crelé + (Lc x Zc x Is 2)
Crelé = carga consumida pelo relé
Lc = comprimento do fio condutor
Is 2 = 52=25
Zc =impedância do condutor Ω/m
(multiplicar o valor por 2).
VERIFICAÇÃO IMPEDÂNCIA DO
CONDUTOR
para 4mm2 R= 5,44mΩ/m e X= 0.127mΩ/m
Para 6mm2 R=3,7mΩ/m e X= 0.1225mΩ/m
Para 10mm2 R= 2,22mΩ/m e X= 0.120mΩ/m
Para 16mm2 R= 1,38mΩ/m e X= 0.117mΩ/m
Considerando 90 m de condutor de 4mm2 temos:0,48

 Tabela 2.4 cap. 2 -pagina 66
“proteções de sistemas elétricos de
potência”
Crelé = carga consumida pelo relé
(Para relés digitais)
Sobrecorrente 1,5 a 6 VA
Diferencial 2 a 8 VA

EX: 0,1 VA relé SEL


 CTC= ∑Crelé + (Lc x Zc x Is 2)
INSTALAÇÃO EM VÃO DE LINHA
UTILIZADO EM TRANSFORMADORES
PARA PROTEÇÃO DIFERENCIAL
TC DE BUCHA INSTALAÇÃO EM
DISJUNTOR “TANQUE MORTO”
ESPECIFICAÇÃO SUMÁRIA

A especificação de um transformador de
corrente implica o conhecimento prévio do
emprego deste equipamento: para serviço
de medição ou de proteção.

De uma forma geral, na especificação de um


transformador de corrente deve-se explicar:
ESPECIFICAÇÃO SUMÁRIA

 Destinação (medição e/ou proteção);


 Uso (interior ou exterior);
 Classe de exatidão; Classe (para TC´s
de proteção)
Classe de tensão;
 Número de enrolamentos secundários;
Fator térmico;
 Carga nominal;
 Relação de transformação;
ESPECIFICAÇÃO SUMÁRIA

 Tipo: encapsulado em epóxi ou imerso


em liquido isolante.
Nível de isolamento;
Tensões suportáveis á frequência
industrial e a impulso atmosférico;