Você está na página 1de 38

Introdução por Robin de Ruiter Este livro conta a história de Nathalie, uma modelo de moda que tem sido

celebrada por sua impressionante


beleza física. Ela fez tiroteios para muitos prestigiosas revistas e fotógrafos, e ela foi reservada para importantes mostras de moda e jóias para
os enormes catálogos de moda em todo o mundo. Nathalie fez shows para Dior, Cartier, Issey Miyake, Chanel, Kenzo, Comme des Garçon e
muitos outros designers famosos. Ela também foi registrada “Diners Club” para catálogos de moda de luxo feitos exclusivamente e disponível
apenas para a sociedade de alta classe. Muitos pensam que os modelos de moda levam uma vida glamourosa. Neste livro você vai aprender
que nem tudo é sobre "glamour" e "fama". Na moda indústria existem inúmeros perigos. Depois que Nathalie se tornou a queridinha de políticos
de alto escalão, magnatas, executivos de negócios poderosos, atores e cantores famosos e membros de algumas das famílias mais ricas do
mundo e os royalties, ela foi drogada por festas sexuais de elite e estupradas por muitos deles. A maioria das agências de modelos não é nada
menos do que whorehouses e bookers são seus cafetões. Modelos são espancados, cortados ou mortos se eles se atrevem a dizer a
verdade. Muitos deles morreram caindo de uma varanda ou em outras formas misteriosas. Outros modelos desapareceram antes de terem a
chance para revelar o que está acontecendo nos bastidores. Eles nunca foram encontrados. É muito perigoso para meninas e meninos fazerem
parte da moda mundo. Não há ninguém que os proteja. Depois de ler este livro, você Entenda que as agências modelo não são confiáveis. Eles
são os últimos a proteger os modelos jovens. Nathalie não era apenas um modelo de moda. Programas especiais de controle da mente um
papel importante no mundo da moda. Como muitos modelos, Nathalie sofreu a programação do "controle da mente monarca". Este programa é
capaz de dividir a psique humana em múltiplas personalidades (MPD), tudo dentro do mesmo indivíduo. Cada personalidade é capaz de
assumir a consciência em qualquer momento. Uma das múltiplas personalidades criadas dentro de Nathalie era Escrava sexual Beta de alta
classe programada, exclusivamente para os super ricos. o A principal função dos modelos Beta é fornecer sexo pervertido e “Sadismo
e Masoquismo". Neste livro, você não apenas obterá insights sobre o mundo da moda indústria, é também uma excelente peça de
informação sobre “Monarch Total Mind Control ”. Nathalie era uma importante mente programada multifuncional controlada Escravo
monarca. Por isso, e poder entender a narrativa escrito por Nathalie, é necessário primeiro realizar uma análise demorada sobre o controle da
mente e as pessoas por trás do "Monarch Total Mind Control" programação. Controle total da mente monarca A programação monarca cria
pessoas (robôs humanos computadorizados) que passar despercebido na vida pública. Eles são considerados "pessoas comuns", mas pode
ser ativado a qualquer momento para realizar tarefas especiais. A maioria das pessoas não tem conhecimento sobre o programa
Monarch. Outras Acreditamos que isso só acontece em filmes como "Teoria da Conspiração" (um filme com Mel Gibson) ou na série de filmes
adaptados dos romances de Jason Bourne. No entanto, os filmes que são feitos sobre temas relacionados ao controle da mente são mais do
tempo baseado na realidade. Por mais que pareça ficção, o controle da mente dos Monarcas envolve corporações importantes e pessoas de
influência é muito real e faz existir! Muitos relatos de vítimas e denunciantes do programa Monarch pode ser encontrado na internet. No
entanto, eles não podem ser verificados. O que mais, a maioria das "fontes da Internet" não está confiante. Infelizmente não há variações
corretas da verdade sobre a verdadeira natureza do programa Monarca. Há apenas uma verdade que foi propositalmente encoberto e re-
marcado para garantir que aqueles que se atrevem a fazer perguntas ou quer saber mais sobre isso, são desavisados levados a um coquetel
perigoso da verdade misturada com erro. Em um mundo de caos e desinformação, como podemos realmente saber que nós ouvimos sobre a
programação de controle mental Monarca é real? Em um mundo onde estamos conscientemente tentando garantir que não somos enganados
ou enganados por “meias verdades”, como podemos realmente saber com certeza que existe agenda de controle mental secreta de uma forma
que simplesmente parece muito surpreendente para acreditam? A arma mais poderosa que qualquer humano pode possuir vem na forma
de conhecimento. Neste caso, é o conhecimento correto e verdadeiro do Monarch programação. O livro de Nathalie é diferente de outros livros
sobre o assunto. isto separa a luz da escuridão. Depois de ler este livro, você poderá Entenda e esteja ciente do controle mental Monarca. A
informação detalhada nesta introdução foi tirada do meu livro The 13 linhagens satânicas - pavimentando a estrada para o inferno. Perito
monarca Fritz Springmeier, co-autor do meu livro, trouxe anos de experiência em lidando com programação de controle mental e vítimas da
Monarch. Ele é um dos os primeiros e principais pesquisadores da programação de controle mental Monarch; a autoridade sobre este
assunto. Sua pesquisa envolveu técnicas especiais e pensamento crítico. Superiores invisíveis Em quase todos os atos de nossas vidas
diárias, seja na esfera política ou negócios, na nossa conduta social ou no nosso pensamento ético, somos dominados por um número
relativamente pequeno de pessoas; membros da família mais exclusiva dinastias que vivem dispersas pelo mundo. O verdadeiro objetivo desses
influentes famílias é o controle completo do Planeta Terra. Seu alvo é forçar um “One Universal Slave State ”(Nova Ordem Mundial) em toda a
humanidade. UMA “Ditadura Mundial”, em que uma ordem social controlada por computador governa e em que o indivíduo será controlado em
todos os momentos. Aqueles que são obediente e subserviente ao Governo Mundial Único será recompensado com os meios para
viver. Aqueles que são rebeldes serão simplesmente eliminados. Com a ajuda de redes importantes, dinheiro e violência, essas
famílias infiltraram todas as estruturas de poder. Em todos os posts importantes dentro governos, organizações religiosas, instituições
científicas e educacionais, finanças, mídia de massa, música e indústria da moda, Hollywood e muitos outros ramos da sociedade, eles têm
seus homens em posição. A partir desta partida ponto, eles são capazes de influenciar a vida civil. Eles estão nos controlando,
moldando nossas mentes e formando nossos gostos e nossas idéias. A humanidade é suave e deliberadamente manipulada de tal
maneira conflito, ódio, inveja, sofrimento, fome e angústia que no final haverá nenhuma outra maneira senão render-se ao poder de nossos
“superiores invisíveis”. o mais confusão, luta de classes, discriminação, guerra e tensão política que existe no mundo, mais rápido chegará o
dia que toda a humanidade aceitará um governo mundial que governará com mão de ferro. A maioria da população vive em ignorância. Eles
não têm nenhuma ideia como para o que está acontecendo no mundo de hoje. Eles não percebem, porque eles são ocupado fazendo dinheiro
suficiente para sobreviver, preso no trânsito, partidas de futebol, assistindo televisão e seus telefones celulares. Seu controle remoto os
torna sinta-se como deuses. Como idiotas, confiamos todas as nossas informações privadas ao sistema e totalmente depende disso para
nossas necessidades monetárias e outras. Há uma "ignorância";de “Coesão social” à chamada “independência” e “fragmentação social”. O
sistema cuida de tudo e é responsável por tudo. Nós Dependem totalmente do Sistema e não mais um do outro. Como ovelhas, a maioria de
nós simplesmente faz o que é dito e aceita o que eles veja e dispositivo eletrônico para tudo. Nós passamos de “ativos” para “passivos”; de
“independente” a “totalmente dependente”; de "consciência" para ouvir. Pare de gemer? Nós simplesmente não podemos nos incomodar em
usar nossos cérebros e manter nossas habilidades. De volta para a televisão com uma lata de cerveja. Levante-se cedo de manhã, preso no
trânsito, trabalho, preso no trânsito novamente; televisão, cerveja e de volta a dormir; dia todos os dias. E não se esqueça do supermercado no
sábado. Como são os planos que são projetados para nos levar a uma Nova Ordem Mundial? sendo mantido em segredo? Em circunstâncias
normais, os planos ocultos vazariam mais cedo ou mais tarde. Operações secretas tendem a ser infiltradas com indivíduos insatisfeitos
ou delatores. É fácil entender que um elo fraco pode ser fatal para a "elite invisível". Então, como eles mantêm seus planos sendo mantidos em
segredo? Os verdadeiros líderes deste mundo são mestres na arte do sigilo. Um dos seus segredos mais bem guardados e triunfos mais
importantes até agora é o sucesso contenção do programa ultra-secreto “Monarch Total Mind Control”. este programa é a base da trama para
forçar toda a humanidade em um novo Ordem mundial. O controle mental monarca (controle da consciência de alguém) de um Selecionar
poucos na sociedade é garantia de sigilo absoluto. Dá o "invisível elite ”o poder de realizar qualquer ato maligno totalmente indetectável.1 Josef
Mengele Joseph Mengele, um dos criminosos nazistas implacáveis do século XX, tem desempenhado um papel crucial no desenvolvimento do
controle da mente Monarca programa. Ele não foi apenas o designer deste programa; ele também introduziu para o mundo da ciência. A vida
de Mengele é cercada de segredos, contradições e fumaça telas. Isso é porque ele fazia parte da hierarquia oculta que está em busca do
controle total do mundo. Mengele nasceu em Günzberg em 1911. Ele estudou em Munique, Bonn, Frankfurt e Viena. Seu objetivo era uma
carreira como pesquisador no campo da genética. Após a escola de medicina, ele se tornou assistente do Barão Otmar von Verschuer, um
biologista e geneticista holandês, que foi professor de Ciências Humanas Genética na Universidade de Frankfurt. Em 1942, o Barão Verschuer
enviou Mengele ao Instituto Kaiser Wilhelm de Antropologia, hereditariedade humana e eugenia em Berlim. Aqui, sob o supervisão do barão
Verschuer, Mengele conduziu inúmeras experiências na esfera do controle mental de centenas de vítimas inocentes. Desde o início, o trabalho
e pesquisa de Josef Mengele no Kaiser O Wilhelm Institute foi financiado pela Fundação Rockefeller. Esta fundação esteve ativamente
envolvido com os “ experimentos de verificação final ” deste Instituto. Em 1943, Mengele foi enviado para o campo de concentração de
Auschwitz-Birkenau. Seu dever era desenvolver parte de uma tecnologia que pudesse transformar as pessoas em “Máquinas humanas”. Em
janeiro de 1945, quando se tornou evidente que Adolf Hitler iria perder a guerra, Mengele desapareceu de Auschwitz. Ele foi secretamente
levado para nos Estados Unidos, onde sua pesquisa e experimentos de controle da mente foram secretamente continuado.2 Nos Estados
Unidos, usando o conhecimento que ele já havia reunido enquanto experimentando milhares de crianças em Auschwitz, Mengele
desenvolveu seu conhecimento sobre programar a mente humana. Parte do programa Monarch Total Mind Control foi estabelecido no início
dos anos cinquenta. Os principais desenvolvedores foram Josef Mengele eo especialista em eletrochoque bem conhecido, Ewen Cameron. O
programa Monarch é capaz de dividir a psique humana em múltiplos personalidades (MPD), todas dentro do mesmo indivíduo.3 O sucesso da
programação monarca é principalmente devido ao simples fato que dentro de qualquer pessoa, novas personalidades capazes de assumir o
controle consciência em qualquer momento pode ser criada. O cérebro de um escravo monarca é programado passo a passo, como
um computador. O método é o mesmo que se um programa de computador estivesse sendo implantado no cérebro do escravo monarca. Uma
vez programado, o O programa monarca controla o comportamento do indivíduo; dando-lhe direção. Novas personalidades criadas dentro de
um indivíduo são chamadas de “alteres”. Alterados programados não sabem nada da existência das outras personalidades. Eles também não
estão cientes do que está acontecendo no mundo exterior. O cérebro considera cada alter como um indivíduo diferente e separado que possui
sua própria identidade. Cada “alter” recebe seu próprio script pelo programadores. Todas as personalidades criadas (geralmente múltiplas) estão
focadas em um ou mais tarefas. Os alters necessários, quando necessários, são capazes de controle do comportamento do indivíduo. Cada
escravo monarca é submetido a um “controlador escravo” (manipulador escravo). Para ser capaz de realizar qualquer tarefa, atribuição ou
missão, personalidades necessárias pode ser chamado por seu manipulador escravo com um hipnótico específico ou outro tipo de código, que
amarra de volta para o computador que é construído dentro da mente de o indivíduo.4 Assim que o manipulador escravo fornece um
determinado código, o ativado e assume o controle total do indivíduo. Depois que o trabalho é feito, o alter é colocado para dormir. O "todos os
dias" frente alter do programado indivíduo, que é habitualmente no comando, torna-se imediatamente ativo novamente. Existem códigos
padrão e exclusivos. Para acionar um alter sem o consciência do escravo Monarca, tudo o que um manipulador escravo tem a fazer é usar uma
determinada palavra, uma cor ou símbolos que são programados no assunto do psique pelo programador. Entre outros, o acesso pode ser
realizado por um carta ou estalando os dedos (hipnose) e chamando o nome de um alter.5 exigido Para um certo número de escravos
importantes, o acesso é realizado por um mensagem através do telefone. Essas chamadas telefônicas de acesso têm códigos de alta
velocidade transmitido que acionar o escravo subliminarmente sem a sua consciência consciência. Os códigos de inteligência geralmente vêm
da Bíblia. Os códigos mais profundos são palavras ocultas, muitas vezes na antiga língua árabe, que é um importante linguagem no mundo
oculto superior. Todo o sistema de alteração de um escravo monarca tem seus padrões de sono controlada. Alguns alters estão programados
para dormir e outros para ficarem acordados 24 horas por dia internamente. Porque nós humanos precisamos dormir, os especiais
são hipnoticamente mandou dormir apenas três horas. Isso garante que a mente fica em um estado fácil de programar e fácil de
hipnotizar. Nem todos os alters estão programados para realizar tarefas ou missões especiais. Alguns alters são programados para coordenar
as personalidades de todos os outros altera.6 A programação interna altera o poder de alterar códigos específicos se eles precisam proteger a
programação. O melhor gerente é alguém que não quer gastar muito tempo dando instruções aos seus funcionários. Isso também se aplica a
um manipulador de escravos. Se um O manipulador de escravos tem que estar constantemente assegurando que o escravo esteja fazendo seu
trabalho, o manipulador se tornará um escravo do escravo. Por essa razão, dentro da mente de todos os escravos monarcas auto-
direcionamento e auto-correção alter personalidades são criados que pensam que eles são o manipulador ou programador eles mesmos. Criou
experiências traumáticas através da tortura Para criar múltiplas personalidades (MPD) dentro de uma pessoa, cientistas
especializados nomeados pela “elite” utilizam, entre outros, mente penetrante e excessiva métodos de controle; uma combinação de psicologia
neurociência e elementos de Abuso Ritual Satânico (SRA) .8 O programa Monarch é um pacote de grupo sofisticado que incorpora todas
as das técnicas conhecidas de controle da mente. Todos os métodos conhecidos foram cuidadosamente entrelaçados.9 Os cientistas
monarcas também fazem uso de traumático criado deliberadamente experiências para aqueles que estão sendo programados. A programação
completa de cada escravo monarca é executado com base em um trauma. O princípio básico do programa Monarch é que o cérebro se
protege de trauma extremo por criar conscientemente múltiplas personalidades dentro uma pessoa. A pesquisa de Josef Mengele em
Auschwitz foi focada principalmente na quantidade de dor e número de experiências traumáticas que uma pessoa pode sofrer sem morrer
disso. Talvez agora você possa entender porque Mengele operou em Auschwitz sem usar sedação. Por que ele removeu órgãos de viver,
consciente vítimas. Ele também costurou crianças juntas. Tudo sem anestesia! Os experimentos foram estatisticamente resumidos, para ver
imediatamente como muita tortura que uma criança pode ter e, em última análise, ser escravizada com base em um trauma. Os resultados da
pesquisa de Mengele foram mantidos absolutamente em segredo para dia. Nenhuma nota de laboratório ou manuscrito relacionado ao trabalho
de Mengele já foi encontrado. Criando novas personalidades O controle mental começa com a dissociação; divisão ou separação da
mente. Um alter aparece sempre com base em ocorrências terríveis que não podem ser tratadas com, e são assim reprimidos. Quando
fortemente traumatizada, a mente humana constrói uma parede virtual ao redor essa memória dolorosa. Esta parede funciona como uma espécie
de escudo para o indivíduo. A personalidade real dessa pessoa não sabe o que se passa em sua subconsciente. A personalidade primária
dessa pessoa está sendo deixada de lado para sua própria proteção. Nesse momento, uma nova personalidade pode ser criada dentro do
indivíduo. O muro construído em torno de um evento traumático, entre outros, garante que o Os escravos monarcas podem viver uma vida
comum para não serem reconhecidos como tal pelas pessoas ao seu redor. O escudo também protege a identidade dos programadores e do
escravo manipuladores. Um mundo de secretos altera, leal e dedicado ao programador, pode também ser construído no sistema e não aparece
nos gráficos regulares. É importante saber que alguns programadores se protegem de ser morto se um dia eles se tornarem redundantes, em
segredo, recuar portas para a mente de escravos "imperativos" selecionados, que só eles sabem sobre. Existe uma variante da programação
Monarch destinada a programação adultos, mas o controle da mente baseado em trauma e destinado a programação personalidades
segregadas (MPD) é geralmente aplicada a crianças menores de de seis, 11 De acordo com vários ex-escravos monarcas, é costume que
o O programa monarca é aplicado a bebês de apenas alguns meses de idade para crianças de seis anos. Isto é feito porque as crianças com
menos de seis anos podem ser facilmente influenciado. Quando uma criança é criada de uma certa maneira, será difícil mais tarde mudar ou
reestruturar essa personalidade. O programador recebe suas instruções de altos escalões. Depois ele decide qual evento traumático medonho
será aplicado. Um método frequentemente usado é nascimento prematuro. Este método é crucial porque a criança está traumatizada um
caminho natural. Para um bebê prematuro a falta de um corpo materno confortável será experimentado como um trauma. Esse começo de vida
facilitará para o programadores para moldar a criança. Um parto prematuro fará uma criança combativo. Quando uma criança desenvolve uma
vontade forte e uma atitude de sobreviver ao seu nascimento prematuro, também será capaz de viver através do tortura que vem com
programação. Nem todas essas crianças são prematuras, mas como é o método favorito dos programadores, o número de o nascimento
precoce está aumentando.13 As mães que estão grávidas com as crianças que serão programadas também são submetidos a experiências
traumáticas durante a gravidez. o A intenção é traumatizar as mães grávidas de tal maneira que seus filhos também são influenciados. Além
disso, alguns bebês são torturados com agulhas finas mesmo quando eles ainda estão na barriga da mãe. Através da parede
abdominal crianças não nascidas são cutucadas, cada parte de seus minúsculos corpos feridos.14 No nascimento, os programadores cuidam
para que a criança primeiro veja a pessoa que vai desempenhar um papel importante na programação. Nos dezoito meses seguintes o
nascimento da criança, o programador pessoal persuadirá a criança com amor. Durante esse período, palavras amorosas são as únicas coisas
que a criança vai ouvir. este maneira como um laço intenso entre a criança e o programador se desenvolve naturalmente. A divisão da mente
da criança não será longa seguindo este período de “colagem”. Depois que a criança é regada com amor, tudo que é seguro e bom é levado
embora. A mente da criança é manipulada de tal forma que eventualmente fica entorpecido. A criança sofre fome e frio e fica nua. Para
incutir medo e obediência, a criança também é submetida a eletrochoques.15 Quando a criança vê seu amo mestre depois de todo esse
sofrimento (geralmente depois quarenta e duas a setenta e duas horas de dor), ele é altamente emocional e cuidadosamente afasta a memória
das horas dolorosas anteriores. A criança é feliz e acredita que finalmente chegou a ajuda.Nesse momento específico, o programador vai
mostrar o seu lado mais horrível e forçar a criança a entrar em acordo com o eventos assumindo outra personalidade. O ex-zelador amoroso
tem se transformou no pior inimigo da criança. A criança não consegue compreender os dois extremos de seu programador: “cuidador
amoroso” e “torturador”. A pessoa a criança que mais confiava é agora também aquela que ele mais teme.16 O próximo passo é estabelecer se
o experimento foi bem sucedido ou não. Este teste é geralmente executado quando a criança tem cerca de dezoito meses de idade. As vítimas
são testadas para descobrir se podem dissociar-se o suficiente antes do programação especial pode começar. A tortura original e mais
importante para definitivamente dividir a mente de uma criança foi realizado pela primeira vez por Mengele em uma base da Força Aérea da
Califórnia. A base era construído para "testar novas armas". A maioria dessas “novas armas” envolveu produção de robôs humanos em larga
escala. O processo de produção deste O programa de controle da mente monarca ocorreu em um hangar de avião. Nisso hangar foram
milhares de pequenas gaiolas empilhadas até o teto. Cada gaiola era grande o suficiente para segurar um bebê. Havia cerca de 2000
bebês estocados no hangar.17 As gaiolas tinham o nome macabro de “grades de pica-pau”. As gaiolas em que os bebês foram trancados
foram eletrificados para que os eletrochoques pudessem ser aplicados a qualquer momento. O objetivo aqui foi novamente dividir essas
crianças personalidades.18 As vítimas também foram submetidas a flashes de luz acentuados. Esses flashes foram aplicado como um meio
de hipnose, levando-os a imaginar-se vivendo em Outra dimensão. Depois que as crianças passaram dias na grade do pica-pau, o verdadeiro
trauma começaria: “o estupro”. Essas violações foram cruéis e bestiais, deixando a memória dele como muito traumática para a criança.19 Os
programadores também usaram imagens de vídeo que influenciaram subconsciente. Para este propósito, eles usaram projetores grandes que
pareciam binóculos. A diferença crucial era que os olhos direito e esquerdo eram mostrando imagens completamente diferentes. Através do
visualizador certo, positivo filmes como contos de fadas foram mostrados. Através do olho esquerdo foi mostrado um horror mostram que
consistia em imagens horríveis de filmes de atos sexuais em que as pessoas são realmente mortas (filmes de rapé) e todos os tipos de
cerimoniais e rituais crueldades.20 Para traumatizar as crianças, os progrmas também usaram cães treinados, macacos e outros animais
como parte da programação. Para dividir o personalidade das crianças, eles foram muitas vezes trancados em uma gaiola cheia de aranhas
e cobras. Além disso, as crianças receberam drogas leves, que eram administrado através de injeções, enquanto a música estava sendo
tocada no fundo. A aplicação desta programação com crianças teve várias objetivos: - causar dor; - Forçar experiências fora do corpo
(experiências durante as quais se tem o sentindo que a mente deixa o corpo); - Intensificar o trauma; - Posicionar cada alter ego criado no
nível desejado ou parte dele cérebro; - Reduzir a capacidade de memória da criança. Outras torturas As vítimas da programação monarca
também são traumatizadas ao serem abaixadas de cabeça para baixo em cordas na água; afogou-se e depois ressuscitou. Mantendo um vítima
sob a água e simulando a morte por afogamento é predominantemente técnica de tortura traumática que comumente cria múltiplas
personalidades. As torturas da água também tornam o indivíduo apavorado com a água. Por que fazer um escravo-monarca com medo da
água? Um escravo monarca precisa ter medo da água, porque alguns dos que protegem a programação tem um ponto fraco. Um indivíduo
apaixonado com a água é capaz de destruir os alters que protegem a programação. Para ganhar domínio total sobre a vida da vítima, os
programadores usam o torturas mais aterrorizantes. As crianças são enterradas vivas ou penduradas pelas mãos e pés sendo abusados
sexualmente. Coelhos, cães e gatos são brutalmente abatidos enquanto as crianças assistem ou participam dos assassinatos.Cães e cobras
são usadas para atos sexuais com crianças. Fezes humanas, urina, esperma e o sangue desempenha um papel importante nas sessões de
humilhação. As crianças são esfregadas com esses fluidos corporais e muitas vezes forçados a beber uma mistura de coquetel dos fluidos. A
pele ao vivo e o sangramento até a morte das vítimas também são usados com bastante frequência.22 Quando a criança atinge a idade de cinco
anos, sua vontade foi completamente destruído. No lugar da vontade e da opinião inatas individuais, é agora a escravo manipulador e
dependente. Os pontos fracos e fortes da criança são especificamente documentado e, consequentemente, é decidido qual o papel que cada
criança vai cumprir na sociedade. Em detalhe, os programadores descrevem o que a tarefa de uma certa criança será e o que isso significará
para a nossa “elite”. De grande importância aqui é a diferença entre os escravos monarcas dentro a hierarquia e os que estão fora. A maneira
como os dois tipos de escravos são programado é diferente. O abuso dos escravos monarcas hierárquicos não será visível em seus físico,
que é comum com os escravos que não pertencem à elite. Mesmo que as cicatrizes de tortura e controle não sejam visíveis nos membros
da escravos hierárquicos, eles também sofrem muitos traumas. A programação dos escravos monarcas dentro da hierarquia sempre
tem planejado antes do nascimento. De antemão, nossa "elite" determina o posição que uma criança terá na hierarquia. A criança é geralmente
concebida durante um ritual satânico. Sua vida será exclusiva e completamente determinado pela nossa "elite". Muitos escravos monarcas
dentro da hierarquia foram programados para serem multifuncional e espera-se que seja capaz de programar outros escravos. Os escravos
monarcas fora da hierarquia são indispensáveis para a “elite famílias". Eles vêm na forma de sabotadores, traficantes de drogas, assassinos
e fornecedores de crianças. Eles são usados para servir um certo propósito antes de serem morto, muitas vezes em uma idade jovem. Tais
escravos monarcas vêm principalmente do Terceiro Mundo, onde eles têm foram vendidos por seus pais ou entregues a agências de
adoção. Muitos outros vêm de campos de refugiados em todo o mundo. Alguns dos futuros escravos fora da hierarquia estão nascendo
de mulheres que foram programadas. Todas essas mulheres foram disse que é uma grande honra sacrificar seus filhos a Satanás. Porque
estes mães “voluntariamente” desistem de seus filhos, essas coisas dificilmente alcançam mundo exterior.24 A extrema violência, o abuso
sexual ritualístico, a tortura mental, eletrochoque, os jogos sádicos e outras técnicas modernas infligidas ao as crianças provam a existência de
um verdadeiro “lado satânico escuro” nos poderes que estar. De fato, entre a “elite” existem algumas famílias satânicas geracionais. Eles
foram vendidos a Satanás e seus filhos, portanto, pertencem ao diabo de uma maneira muito especial. Os fetos de crianças de tais famílias são
submetidos demonização durante rituais especiais. Esses tipos de rituais nos quais tais demonização ocorrer também são chamados de "rituais
moonchild".Criando estes moonchildren é a maior conquista na esfera da magia destes demônios artistas executam. O pensamento por trás de
criar um filho da lua é que um perfeito e alma limpa é capturada. Este ritual afetado emocionalmente é sempre acompanhado de sacrifício
animal ou mesmo humano (rituais de sangue). O abuso sexual satânico de uma criança é mais poderoso quando é colocado no contexto da
magia demoníaca. Durante esses rituais eles costumam amarrar suas vítimas com arame e pendurá-los com as mãos e os pés enquanto são
abusados sexualmente. Muitas dessas crianças perdem os dedos dos pés ou dedos do fio. Às vezes pouco os dedos e a parte superior dos
dedos anulares também se perdem nesses rituais. Após a programação fundamental, as crianças estão sendo ligadas às suas cuidadores
subseqüentes. Algumas crianças são colocadas em instituições especiais, casas ou orfanatos. Outros estão posicionados com pais
adotivos.25 Depois que as crianças retornam de sua programação inicial, elas recebem diariamente traumas para mantê-los em um estado
programável (dissociativo) permanente. o cuidadores também recebem instruções especiais sobre como levantar e preparar o criança para
programação futura. Porque muitas crianças estão à mercê de adultos não relacionados, esses tipos de crianças freqüentemente são vendidos
para se tornar escravos mentalmente controlados para o sexo Indústria. Para preparar as crianças para a próxima programação sexual,
elas será estuprada diariamente e torturada. Isso ajuda na programação sexual mais tarde, e começa uma inversão na mente de que dor é
amor e dor é prazer. Escravos sexuais beta Escravos sexuais, freqüentemente rotulados Beta “Sex Kittens” são programados para possuir
habilidades para usar seu charme, otimizar habilidades sedutoras e ser criativo e carismático. Existem diferentes tipos de escravos
sexuais. Alguns são usados para espionagem, prostituição e chantagem. Líderes políticos e ministros são freqüentemente conectados para
Betas para que possam ser chantageados em qualquer momento desejado. A programação dos “Betas” elimina todas as convicções morais
aprendidas e estimula o instinto primitivo, desprovido de inibições. Essa forma de mente controle transforma a vítima feminina em nada mais
que um “pedaço de carne”, não apenas para ser usado, mas também para ser abusado pelo seu manipulador escravo, a qualquer
momento. Quando acionados, estes Betas realizarão qualquer ação requerida pelo escravo manipulador. A programação beta é o tipo mais
visível de programação. Muitas mulheres celebridades, modelos de moda, atrizes e cantores foram submetidos ao Programação Sex Kitten. A
maioria das figuras públicas que vemos na nossa televisão - e telas de cinema são escravos beta de controle mental. É óbvio que se você
controlar esses escravos celebridade, então você também de alguma forma controlar todas as ovelhas no população geral que os
segue. Escravos sexuais beta também são os candidatos ideais para filmes pornôs e rapé produções. Eles são também os perfeitos
executantes de fantoches para a música indústria do entretenimento. A cadela de Rihanna é melhor ter meu dinheiro e o manipulador da Muse
são alguns dos vídeos musicais mais descarados sobre o Monarch Total Mind Control. As letras, imagens e dicas nesses vídeos são a
representação mais clara de Programação monarca. A maioria das supermodelos são escravas sexuais Beta controladas pela mente ou mente
monarca. sujeitos de controle. Eles são os candidatos ideais para a prostituição. Escravos sexuais muito especiais Beta (principalmente
modelos de moda) são criados no serviço para os membros da “elite”. Esses modelos são numerados e oferecidos em edições ocultas de
catálogos de moda especiais. Esses "gatinhos sexuais" estão sendo desfilou para a venda em desfiles de moda nas “passarelas”. Revistas
brilhantes como Bazar, Cosmopolitan, Elle e Vogue, são apenas catálogos para manipuladores de escravos e aqueles que sabem para manter-
se atualizado sobre os mais recentes e mais quentes escravos Beta disponível para uso e abuso. A principal função desses modelos Beta
específicos é fornecer sexo, geralmente “sexo pervertido” e “sadismo e masoquismo” (S & M). Depois de ser programados, os especialistas em
sexo dão a estes Betas “aulas de acabamento”, para que alteres sexuais podem realizar feitos sexuais incríveis com os quais prostitutas não
são susceptíveis de poder começar a comparar. O mundo da moda é uma indústria depravada repugnante. Não é apenas um anel de
prostituição que se mascara chamando-o de “indústria da moda”, mas também completamente embebido na pele do terrível mundo
da programação da Monarch . Como a indústria da música, a indústria da moda está repleta de simbolismo monarca descarado . Delta deltas
Deltas são assassinos. Eles são conhecidos como “assassinos Delta”; escravos monarca programados com um propósito: matar. Eles são
os bodes expiatórios perfeitos para assassinatos de alto perfil. Unidades Delta controladas pela mente também podem ser encontradas dentro das
forças armadas dos EUA. As Forças Delta e o Primeiro Batalhão da Terra receberam escravos mentalmente controlados espalhados por todos os
ramos regulares. Dentro das organizações de inteligência, alguns dos grandes ofensores são o MI6 e o Naval
Intelligence. Escravos controlados pela mente também podem ser encontrados em muitas organizações governamentais dos EUA, como a CIA, o
FBI e a NASA. Sem a capacidade de realizar esse sofisticado tipo de controle da mente, essas organizações não conseguiriam manter em
segredo seus atos malignos. Como Como mencionado anteriormente, o programa Monarch Total Mind Control garante que os escravos
monarcas façam seu trabalho sem revelar planos secretos. Sem esses escravos monarcas nunca haverá uma Nova Ordem Mundial.
Eles garantem que todo o espectro de seus assuntos e unidades possam ser controlados e mantidos em segredo. Satanismo e linhagens
ocultas Você acredita na existência do diabo? Ou você acha que o diabo é um produto da superstição e da fantasia humana? Um espírito maligno
personificado que se chama Lúcifer realmente existe? Se você não acredita na existência do diabo, pode surpreendê-lo com a elite dominante
deste mundo. Os membros das dinastias familiares exclusivas pertencem aos principais satanistas do mundo. Eles consideram que Lúcifer é o
único e verdadeiro deus deles. Desde o começo do mundo até agora, a doutrina básica da “religião satânica” tem sido a
convicção de que um dia Lúcifer governará abertamente este mundo. Enquanto não entendermos este dogma, nunca entenderemos porque a elite
está tentando levar a humanidade para uma ditadura mundial . Enquanto nossa elite global considerar o demônio como seu deus e acreditar que o
objetivo final de Lúcifer é estabelecer uma potência mundial ditatorial , todos na Terra experimentarão as conseqüências diárias disso. Como um
último ponto, é necessário explicar o importante papel que as "linhagens" desempenham dentro dos círculos mais elevados das famílias de elite
dominantes. Para entender A história de Nathalie, também é importante saber o significado das linhagens da elite. Segundo as
famílias dominantes, o poder de um ser humano é armazenado no sangue. Portanto, eles exploram e acumulam suas linhagens. Eles
buscam capturar o poder das linhagens mais poderosas do mundo. Isto é Sabe-se que membros da “elite” se casaram com tribos nativas
para obter o poder oculto que algumas dessas linhagens de sangue contribuíram. Por exemplo os Cherokee têm altas habilidades paranormais,
além de suas habilidades espirituais demoníacas . A elite atrai a força vital de cerca de 500 famílias muito poderosas no mundo todo. Metade
deles teve sua filiação escondida deles. A maioria dos filhos da elite não conhece seus pais verdadeiros. Embora muitos deles sejam adotados, os
registros de quais famílias eles pertencem são cuidadosamente mantidos e suas linhagens ocultas por seus sobrenomes adotados. Muitos
deles não sabem a que família pertencem até que os privilegiados decidam revelá- lo a eles. Uma prática comum entre a elite é secretamente ter
uma criança importante discretamente adotada por outra família. A criança então assume outro sobrenome , que esconde a
genealogia. Nathalie Nathalie passou por programação de "controle mental da Monarca". Ela passou por muito. Ela não sabia que a fonte de
muitos dos eventos incompreensíveis tinham a ver com sua programação. Ela não tinha ideia de que ela era uma escrava
monarca programada. Nathalie acordou aos 36 anos , depois de ter flashbacks. Ocorrências que ela conhece hoje em dia eram desconhecidas
para ela no passado. Isso se reflete em sua história. Por essa razão, uma explicação extra ocasional era necessária. Cada vez que Nathalie
descreve um dos eventos bizarros que ocorreram durante todo o tempo em que ela ainda não estava ciente de que estava sendo programada,
uma explicação adicional foi acrescentada por mim em itálico, diretamente sob a parte relevante do texto. história. Espero que
minha extensa análise torne a história de Nathalie mais compreensível, para que você seja capaz de reconhecer os padrões de sua história. Você
não apenas obterá informações importantes sobre o mundo da indústria da moda , como também é uma excelente peça de informação sobre o
Monarch Mind Control. A história de Nathalie Assédio Sexual por Harvey Weinstein Em outubro de 2017, as portas em Hollywood se abriram para
revelar ao mundo como os homens famosos em H ollywood trabalham e o que as mulheres precisam fazer para
conseguir trabalho. O lançamento de Tapes comprovou como Harvey Weinstein, um dos cofundadores da “Miramax Films”, que
alcançou fama internacional como produtor de cinema, tentou colocar uma jovem em seu quarto de hotel e cama. Logo após o lançamento das
fitas, dezenas de atrizes de Hollywood, entre elas Gwyneth Paltrow, Ashley Judd e Angelina Jolie, acusaram Weinstein de abuso sexual durante
um período de pelo menos 30 anos. Mais de 80 mulheres na indústria cinematográfica acusaram Weinstein de tal atos. Esses
flashes de notícias dispararam um anel de fogo. O escândalo desencadeou um grande número de mulheres para compartilhar suas próprias
experiências de agressão sexual, assédio ou estupro nas mídias sociais sob a “hashtag # MeToo”. Dois meses depois, centenas de figuras bem
conhecidas de Hollywood (diretores, atores, gerentes e escritores) foram acusadas de assédio sexual e estupro de drogas . Alguns dos
acusadores usaram abertamente as palavras: “A programação mental desempenha um papel importante aqui”. Roseanne Barr falou sobre quantos
modelos de moda são programados para se tornarem escravos sexuais, especialmente garotas que entram no cenário de Hollywood. Em uma
entrevista na TV com Barbara Walters, ela não estava exagerando. "Eu fui ferrado de todas as maneiras possíveis", afirmou
ela. Finalmente, o escudo de proteção usado por Hollywood para esconder e proteger a elite e os atores de Hollywood se
abriu. Por que incomodar era tudo que eu pensava? Essas coisas não acontecem apenas em Hollywood. O mundo da moda é tão perigoso quanto
Hollywood; ambos conectados intrinsecamente . Modelos de moda sofrem agressão sexual, estupro e controle mental. Hollywood precisa do
mundo da moda. Não apenas pela roupa e estilo. o No momento em que as meninas ou os meninos colocam os pés em uma agência
de modelos e se autodefine, eles são considerados uma nova e inocente carne. A indústria da moda é pecaminosa, doente e uma frente de
“prostituição” e pedófilos. Muitos modelos estão sendo exibidos para venda. Para manter-se atualizado sobre os mais recentes e melhores
modelos de moda disponíveis, muitos atores e outros homens importantes visitam os desfiles de moda. Eles também confira revistas de
moda exclusivas, especialmente feitas para elas. Catálogos de moda para compras caseiras que oferecem as últimas novidades em
modelos. Johnny Depp é um dos muitos atores que gostam de vagar pelo mundo da moda para ter acesso a garotas muito jovens. Acredite, ele
não é o único. Você está se perguntando onde isso está indo? De 1980 a 1995, trabalhei como modelo de moda. Quinze anos no mundo de fazer
crer, onde nada é o que parece. Fui drogada e estuprada por políticos de alto escalão, atores e cantores famosos, royalties e membros
das famílias de elite mais ricas do mundo. Eu também fui perseguido por diretores e agentes de elenco, incluindo atores
todos tentando me atrair para Hollywood. Eu estava desconfiado e me recusei a ir. Algo simplesmente não estava correto. Eu
sou uma mulata, não branca. Naquela época, as meninas de pele escura normalmente não conseguiam emprego em Hollywood. Então, quando
eles me disseram que Hollywood está esperando por você, tudo que eu pensei foi: “Sim, certo. Os rancorosos chefes e atores de Hollywood que
querem me colocar em suas camas estão me esperando. ”Então eu nunca fui para Los Angeles nem para Hollywood. Eu sempre considerei os
Estados Unidos como uma zona de perigo. Eu sabia o que aconteceu na minha vida, eu nunca iria para aquela parte do mundo. Naquela
época, achei que estava seguro na Europa. Meus pais eu supostamente nasci na Holanda em 8 de novembro de 1962
em 11:11 horas. Meus pais vieram da ilha de Curaçao. Eu deveria ser a filha mais velha. Mas isso era uma mentira. Com o
tempo, descobri que meu pai e minha mãe não eram meus pais verdadeiros. Eles só tinham três filhos . Havia um irmãozinho e duas irmãs mais
novas. Lembro que minha infância foi dura, abusiva e muito perigosa. Eu cresceu sendo muito consciente dos mundos dos adultos. Eu
conhecia pessoas que eram violentas e perigosas, pedófilos satânicos, crianças, poppers e baby-droppers. Meus pais não acreditavam em Deus;
todavia eles acreditavam muito no diabo. Minha mãe tinha uma rede estranha ao seu redor. Ela teve muitos contatos com pessoas relacionadas
aos militares. Ela também tinha laços políticos com membros do circuito político. A casa em que vivíamos era um lugar estranho, onde os pais
continuavam trazendo bebês. Eu não sei de onde esses bebês vieram. Eles ficaram sempre por um curto período de tempo. Então eles foram
apanhados. Minha mãe era muito brutal com os bebês. Ela até os torturou. Isso foi a razão pela qual três dos bebês foram
tirados dela pelo sistema holandês de cuidados infantis. Alguns meses depois, embora soubessem que ela torturava os pequenos, eles colocaram
os bebês de volta no colo. Muito estranho! Embora o sistema de acolhimento holandês não seja realmente para proteger crianças, isso não era
comum e incomum. Quando se tratava do meu irmão mais novo, minha mãe era uma pedófila hardcore. Uma vez eu entrei nela enquanto ela
estava dando a seu filho um boquete. Eu me lembro que eu perguntei: “O que você está fazendo?” Ela me disse que fez isso para que o pau de
seu filho crescesse. Sempre que uma das crianças não a escutava, ela ligava para o pai e mandá-lo discipliná-los. Ela ficaria ali
fumando cigarros, enquanto observava o pai bater na criança. Eu lembro que ela gostava de assistir. Eu acho que isso deu a ela uma falsa
sensação de poder sobre as crianças. Existem muitas histórias sobre a mãe. Quando ela era jovem, ela sonhava em se tornar uma atriz. Ela era
uma menina bonita e queria se mudar para Hollywood. Descobri que ela usara sua aparência para dormir com todo homem que pudesse
aproximá-la de seus sonhos. Quando ela era uma menina ela dormiu com muitos militares e políticos. O pai era abusivo em todos os sentidos
possíveis; ele gritaria, espancaria as crianças e as estupraria, especialmente eu. Isso só aconteceu depois que minha mãe disse
a ele para bater ou estuprar uma das crianças. Era como se ele estivesse sendo ativado pela mãe. Estupro e abuso sexual Eu fui estuprada mais
do que qualquer outra criança. Não só pelo pai, ele também me levou a políticos “de alta posição” por abuso sexual. Na sua mansões, ele
sempre esperou do lado de fora, principalmente no corredor. Às vezes ele também me deixava, para voltar depois para me pegar. Ele foi
muito bem pago por esses pedófilos. Eu não era a única criança traficada assim pelo pai. Havia crianças estranhas em nossa casa de vez em
quando. Eles só ficariam pouco tempo. Então eles seriam levados para outro lugar. Eu nunca mais vi essas crianças. Essas memórias
estão espalhadas. Há uma lembrança que não esqueço. Eu devia ter sete anos quando na verdade ataquei um pedófilo com uma faca. Meu pai
me trouxe para um político mais velho em sua mansão. Este homem viveu sozinho tanto quanto me lembro. Nenhuma mulher ou filhos estavam
presentes na casa. O homem abriu a porta, olhou para mim e nos deixou entrar. Eu fui plantada em seu escritório onde havia um grande sofá. Eu
tive que sentar no grande sofá e esperar. O homem foi para o corredor com o pai. Como de costume, ele primeiro teve que pagar
o pai. Enquanto estava sentada no sofá, soube que seria estuprada novamente. Levantei-me e olhei para a escrivaninha do
escritório e vi um abridor de cartas. Parecia uma faca e, antes que eu percebesse o que estava fazendo, peguei, coloquei na manga e me sentei
no sofá. Quando o homem entrou na sala, ele começou a tirar a roupa e me disse para deitar. Ele começou a puxar meu
vestido acima. Naquele mesmo instante, mergulhei o abridor de cartas na barriga dele. O homem gritou e se levantou gritando por meu
pai que estava esperando no corredor. Ele entrou no quarto. O homem estava segurando a barriga e gritou para o pai: “Vou chamar a polícia. Essa
criança é muito perigosa. O pai respondeu com raiva. “Chame a polícia se você quiser. Mas não se esqueça de dizer a eles que isso aconteceu
porque você queria violá-la. Você está lidando com as eleições deste ano. É melhor você ter cuidado com o que faz. O pai me agarrou e me
arrastou para fora da casa. "Você é realmente perigoso. Quando você for mais velho, você pode caçá-los se ainda estiver vivo ”, ele
disse para mim. Naquele dia eu me tornei um rebelde. Percebi que poderia me defender contra esses pedófilos. Ainda mais importante, defenda-
se também dos meus supostos pais. O pai avisou minha mãe e contou o que havia acontecido. Daquele dia em diante, ela nunca mais se atreveu
a me tocar. O pai também a proibiu de me levar a qualquer lugar. Ela só foi autorizada a levar as outras crianças
com dela. Embora eu ainda fosse espancado pelo pai, ele era mais cauteloso comigo. Eu desafiou-o e amaldiçoou-o o tempo
todo. "Quando eu for mais velho, vou matá-lo", eu costumava dizer a ele. O pai estava convencido de que um dia eu iria atrás dele. Naquele
mesmo ano, fui levado para diferentes lugares na Holanda, Bélgica e Alemanha para ser abusado sexualmente por muitos homens. Essas
memórias também vêm de flashbacks. Este é um dos primeiros passos do "programa de escrava sexual Beta". Eles eram preparando
Nathalie para se tornar uma escrava sexual Beta. A senhora vestida de branco quase não tenho lembrança dos primeiros sete anos da minha
infância. Entre as poucas fotos que tenho de mim mesmo, há uma como um bebê e outra com uma senhora vestida de branco e um
garotinho. Por flashbacks eu sei, que a dama branca não só cuidou de mim quando eu era bebê, ela também estava presente nos primeiros dias
da minha infância. Eu lembro que jogamos jogos o tempo todo. Ela também nos ensinou a desenhar e repetir palavras e frases. Eu também
lembro que alguém me colocou várias vezes na frente de grandes telas de cristal com outras crianças. Nós tivemos que jogar "War
games". Eu sempre ganhei esses jogos; nunca perdi um. Os perdedores foram substituídos por outros crianças. Muitas crianças
foram acometidas e choraram a maior parte do tempo. Eles eram também substituído. Eu também tenho memórias sobre um tipo de hospital e
homens em jalecos brancos . Neste hospital, eles me mostraram imagens de filmes e fotos. Lá também foi algo com números. Eles me
mostraram muitos números contando e explicando coisas que eu não me lembro. Eu só tenho lembranças da dama branca durante meus anos de
criança. tem não há lembranças do meu pai e mãe. Eles aparecem muito mais tarde. Para ser preciso, eles aparecem quando eu tinha cerca
de sete anos de idade. Nos primeiros sete anos de sua infância, Nathalie passou pela programação de controle da mente
dos Monarcas . Fotografias confusas A história da minha infância é confusa. As lembranças que tenho são muito contraditórias. Eles vêm de
flashbacks, ocorrências que meu irmão e irmãs me disseram mais tarde na vida e algumas fotos de família. Infelizmente, essas fotos não
combinam com as poucas lembranças que eu tenho dos primeiros anos do meu infância. Minha mãe uma vez me deu algumas
fotos. Uma foto de um bebê e um pouco de uma criança. Nas fotos diferentes, a criança tinha entre dois e quatro anos de idade. Segundo ela, eu
era o bebê e a criança nas fotos. A primeira coisa que me impressionou foi que nem o bebê nem a criança nas fotos tinham quaisquer marcas de
nascença em seus corpos ou rosto. Eu tenho um pacote de marcas de nascença. Um no meio do meu decote inferior, um na
minha sobrancelha direita , um no meu pescoço no lado direito e três na minha perna esquerda. Entre as fotos que minha mãe me deu, há também
uma foto, supostamente de mim em um apartamento e uma em frente a uma impressionante mansão. Há sim outro na varanda de
um apartamento com a mãe. Quando perguntei a minha mãe sobre essas casas, ela sempre alegou que vivíamos em todas essas casas. Mas não
tenho memória de nenhuma dessas casas. Eu lembre-se apenas da casa em que eu morei. Também é estranho que quando você olha para
as fotos de família dos pais e de seus próprios filhos, eu não apareço em nenhuma. O mesmo se aplica às fotos da minha primeira infância. Você
não vê nenhum dos filhos nessas fotos também. Eles deveriam estar presentes em qualquer uma das minhas fotos. Mas eles não são. Mais
confusão É importante ter em mente que devo ser a filha mais velha. Meus pais alegaram que meu irmão era apenas dez meses mais novo que
eu. A primeira vez que eu apareço em uma foto com meu irmão é quando eu tenho oito anos de idade. Eu estou de pé atrás do irmão. Ele está na
minha frente mas não parece que ele é apenas dez meses mais novo que eu. Parece que ele tem apenas cinco anos de idade.
Comparado com ele eu pareço muito mais velho. Eu sou muito alto e você vê claramente que eu sou pelo menos três anos mais velha que o
irmão. Nas mesmas fotos com meu irmão, você também pode ver que algo horripilante aconteceu comigo. Se você olhar para o meu rosto, verá
claramente que devo ter suportado horrores. Desde que fui criado pela dama de branco aos meus sete anos, quase não há lembranças. Quase
não há lembranças. Eu não sei nada sobre esses anos escondidos. É um enorme mistério. O que aconteceu comigo? De onde eu vim? Eu não
tenho memória do pai, mãe, irmão ou irmãs na minha tenra idade. Eles aparecem muito mais tarde era. Como dito antes, eles
aparecem quando eu tinha uns sete anos de idade. Lembro-me de que, em um momento, fui buscada em um hospital e levada para a casa dos
meus supostos pais. A partir deste momento minha família aparece. Lembro-me também de perguntar à minha mãe uma vez, por que o irmão era
tão pequeno, se ele era apenas 10 meses mais novo que eu. “Acredite em mim, há apenas uma diferença entre vocês dois de 10 meses. Você é
muito alto. É por isso que você parece mais velho ”, foi sua resposta. Naquela época, eu acreditei nela. Você não é nossa filha Outra coisa que
não combina é a idade da mãe. Ela nasceu em 1948. Nasci até a verdade atual em novembro de 1962. significa que minha
mãe tinha que ter quatorze anos quando ela deu à luz mim. Eu freqüentemente a questionei sobre isso. Mas ela sempre me dava outra era dela
dando à luz a mim. Uma vez ela disse que tinha dezesseis anos quando me deu à luz. Mais tarde, ela me contou que tinha dezoito anos. Não há
dúvida de que ela estava mentindo. Ela nunca deu à luz para mim. Isto foi confirmado pelo pai. “Você não é nossa filha. Quando você for mais
velho, certifique-se de descobrir quem você é ”, ele me disse certa vez. No orfanato católico romano Minha mãe desapareceu regularmente por um
longo tempo, deixando as crianças nas mãos do pai. Lembro-me que um dia, depois de estar ausente por vários meses, ela de repente voltou para
casa. No dia seguinte, ela atacou o pai com uma faca. Os vizinhos ouviram as crianças gritando e chamaram a polícia. Eles
entraram e trouxeram todas as crianças para a segurança em diferentes orfanatos. Eu e minhas irmãs fomos levadas a um orfanato católico
romano chamado “Pequena Bethlehem” no sul da Holanda, perto da fronteira com a Bélgica. o O orfanato foi dirigido por freiras
dominicanas. Eu devia ter nove anos e me lembro muito bem da estadia em “Little Bethlehem”. Quando chegamos ao orfanato, minhas irmãs
foram colocadas em uma parte diferente do convento. Fui colocado com um grupo de crianças mais velhas. O que eu me lembro deste orfanato foi
que eu fui muito questionado. isto começou depois que eles descobriram que eu era surpreendentemente bom em pintar
planetas, estrelas e outras coisas sobre o universo. Eu sempre colocava um útero no meio da pintura dizendo às freiras dominicanas que o útero
representava terra. Quando me perguntaram sobre as pinturas, contei histórias inteiras sobre o universo. Eles ficaram muito surpresos com
meu conhecimento. Até agora eu não sei de onde eu tirei a sabedoria. Por uma razão desconhecida, os sacerdotes ficavam me questionando
sobre coisas como quem é Deus? Onde Deus vive e você sabe o nome dele? Eu nunca entendi as perguntas deles. Não me lembro de uma
escola normal, enquanto no orfanato. Só que eu fui educado por uma freira mais velha. A partir desse momento entrei em “Little Bethlehem” as
coisas foram diferentes para mim. Eu fui tratado muito bem. No entanto, lembro-me de que fui muito rebelde, porque não confiava nem
um pouco em adultos. As freiras me chamavam de filho do diabo. Na minha opinião, isso não foi tão surpreendente, considerando meus pais
chamados. No entanto, as freiras nunca colocaram as mãos em mim. Quando não me comportava, estava trancado na antiga biblioteca do
orfanato. Eu não me importo. eu amei leitura. Eu só pegava seus livros antigos e lia os dias fora. Quando criança, eu era muito bom em
dançar. Portanto, as freiras me colocaram em aulas de balé clássico no convento. Lamentavelmente, por um curto período de tempo apenas. “Não
há lugar para uma bailarina negra na Holanda”, um dia a professora de balé gritou comigo. Isso aconteceu durante um teste de pé. A professora
de ballet checou por quanto tempo eu pude dançar nos dedos dos pés. Ele estava me batendo em meus pés com uma vara longa. Desde esse
momento eu tenho um total de apagão. Não lembro de nada. o a próxima lembrança vem do momento em que acordo num hospital
com os dois pés no elenco. Então tudo fica preto novamente. A memória seguinte remonta ao dia em que minha mãe veio nos visitar no orfanato.
O pai não estava por perto. Ela veio com um amigo homem. Ela trouxe um menino da criança de dois anos e uma menina com ela
também. Minha mãe disse às freiras que queria levar eu e minhas irmãs ao zoológico. As freiras não tinham objeção. Em vez de nos levar ao
zoológico, minha mãe nos seqüestrou. Ela nos levou para uma casa em Amsterdã. Para meu horror, o pai abriu a porta. O pai havia se
transformado em traficante de drogas e cafetão. Ele tinha cerca de cinquenta prostitutas trabalhando para ele. Ele também andava por aí com
armas. Se uma de suas prostitutas não pagou, ele apenas atirou em suas mãos ou pernas como um aviso. Não a polícia chegou a
prendê-lo pelo que ele fez. Era quase como se ele caísse sob algum tipo de proteção pelo estado holandês. Em Amsterdã ficamos por duas
semanas na casa do pai. Durante essas semanas ele tentou me estuprar uma vez. Mas ele falhou porque eu me virei contra ele com uma
faca na mão pronta para esfaqueá-lo. Ele saiu e me deixou sozinho. Um novo orfanato Depois de duas semanas, as crianças descobriram que
vivíamos em Amsterdã. Eu fui pegou e levou para um orfanato católico longe de Amsterdã. Como Tanto quanto me lembro, eu não fui
para a escola durante a minha estadia neste orfanato. Não me lembro de quanto tempo fiquei neste orfanato. No entanto, lembro-me do dia em
que fui apanhada e levada para outro orfanato chamado "Bem-vindo ao lar" em uma pequena cidade no leste dos Países Baixos, perto da fronteira
alemã. Dado o que aconteceu no novo orfanato, deixa claro que Nathalie deve ter sido parte de um determinado programa de controle
mental. Memórias dolorosas As seguintes memórias ainda estão muito vivas. Eles me trazem de volta para o novo orfanato e o período em que eu
deveria estar entre dez e onze anos. Até onde me lembro, no começo as coisas no novo orfanato eram normais. Mas então as
coisas começaram a mudar. Eu tenho muitas lembranças estranhas e dolorosas deste orfanato. O que aconteceu no orfanato? Várias vezes eles
reuniram as crianças até tarde da noite. Nós tivemos que nos sentar em um ônibus com janelas escuras. Então eles nos levaram para uma floresta
escura, onde nos deixaram. Eles nos disseram que precisávamos encontrar nosso caminho de volta para casa sozinhos, deixando-nos na
floresta. Eu me lembro muito bem desses excrementos. A idade das crianças tinha entre seis e doze anos de idade. A maioria deles entrou em
pânico e começou a chorar. Eles temiam o escuro. Eu não tive esse problema. Eu não tenho medo do escuro. Eu disse ao
outro as crianças me seguirem. Demorei algum tempo, mas encontrei o caminho de volta ao orfanato. No orfanato, eles
ficaram surpresos. "Como você chegou em casa?", Eles me perguntaram. Eu experimentei esses excrementos à noite cerca de cinco vezes. Eu
sempre encontrei meu caminho de volta. Uma vez, quando voltamos, quatro meninas estavam desaparecidas. Eu disse aos cuidadores que eles
estavam desaparecidos. "Não se preocupe; eles foram encontrados ”, responderam eles. No dia seguinte, no café da manhã, as meninas não
estavam presentes. Eu pedi novamente pelo meninas. Ao meio-dia, eles me disseram que os pais das meninas os haviam
pegado. Eu sabia que algo não estava certo, porque duas dessas meninas não tinham pais.Eu ficava perguntando por essas garotas. Mas os
cuidadores me silenciaram. "Não é da sua conta." Eu nunca mais vi essas garotas. Depois de uma estadia de várias semanas no orfanato, eles me
mandaram para uma escola, que não era uma escola normal. Esta escola foi conectada de maneira estranha às Forças Armadas dos EUA. Todos
os professores desta escola eram funcionários militares. Entre outras coisas, eles tinham grande interesse naquelas crianças que eram boas em
ginástica. Eles apenas ficou ali nos observando. Juntamente com o professor de ginástica, um velho e gordo militar militar, eles
apontaram para certas crianças, inclusive eu. “É porque eu sou bom em ginástica”, pensei. Depois de um mês, fui levado do orfanato por um
caminhão militar e levado para um enorme pavilhão em um depósito militar para equipamento do exército americano.26 Havia também um grupo
de crianças pequenas quando cheguei ao pavilhão. Eles não vieram do orfanato onde eu estava hospedado. Todos nós tivemos que sentar nos
bancos em fileiras. Então, soldados e alguns homens vestidos de terno entraram. Eles ficaram na frente das crianças verificando-
os. Fora. Então eles selecionaram alguns deles. Essas crianças tinham que segui-las. Um dia eu fui selecionado também.
Lembro-me de levantar e ficar em fila com outras crianças. Então nós tivemos que seguir alguns soldados. Não me lembro exatamente o que
aconteceu depois. Existem pontos negros quando se trata deste episódio. Mas lembro-me que voltei ao orfanato. Há também alguns flashbacks,
me dizendo que esses homens são pedófilos. Eu não sei o que eles fizeram comigo. Meu palpite é que eu fui abusada sexualmente assim como
as outras crianças que foram escolhidas. Um dia na escola nós tivemos que escrever um ensaio sobre mulheres
grávidas. Nós tinha que explicar como um bebê cresce na barriga da mãe e que efeito a gravidez teve no bebê. Quando os papéis
foram devolvidos ao professor, ele manteve o meu nas mãos e começou a ler. “De onde você tira toda essa informação? Como você sabe dessas
coisas? ”Ele então me perguntou. Eu não entendi suas perguntas. Com base em suas perguntas, parecia que eu havia escrito sobre algo muito
imperativo, não relacionado à tarefa. Eu Fiquei muito surpreso também. Eu só lembrei que algo dentro de mim me ditou o que
escrever. Eu não contei isso para a professora. No dia seguinte, três altos oficiais militares entraram na sala de aula. Eles queria saber quem
escreveu o meu ensaio. O professor apontou para mim. "Não podemos permitir isso, temos que fazer algo sobre essa criança", gritou um dos
oficiais militares. Então eles saíram da sala de aula. Torturado No dia seguinte, quando todos tiveram que ir para a escola, eu não fui autorizado a
entrar no ônibus. Eu tive que ficar no orfanato. Depois de um tempo eu fui pego por um carro militar que me levou a um local onde tínhamos que
passar por um portão seguro. Eu lembro de soldados andando por aí. Para o resto, tenho poucas lembranças, apenas alguns flashbacks. Em um
momento eu acordei e notei que estava pendurado de cabeça para baixo. Eu senti uma dor extrema nos meus pés. Eu lembro
como eu estava preso pelos meus tornozelos agua. Isso aconteceu em uma piscina coberta. Eles me abaixaram na água para ver quanto tempo
eu poderia segurar minha respiração. Eu tenho imagens de homens mais velhos em uniformes e também homens em jalecos brancos. Eles
falavam holandês e inglês. "Então você pensa que é ...", um deles gritou comigo. Isso é tudo. eu não lembre-se do resto da frase. Essa
memória me dá uma sensação assustadora até hoje. Eu era um bom nadador. Mergulho e natação foi uma coisa que eu realmente gostei
muito. Essas pessoas arruinaram meu amor pela água para sempre. Até hoje tenho muito medo da água. Para o resto eu não tenho ideia do que
eles fizeram comigo ou o que mais aconteceu lá. O que sei é que entrei no orfanato com os pés normais e saí com dois dedos
quebrados nos dois pés. Quer dizer, meus dedinhos tinham sido quebrados e deixados para curar por si mesmos. Até hoje você pode ver que
eles quebraram meus dedinhos. Eles nunca cresceram em linha reta, mas de lado. Isso é um problema para mim até hoje, quando se trata de
comprar sapatos. A próxima coisa de que me lembro depois das “torturas da água” é que me vejo de volta ao orfanato cerca de um ano depois. De
repente, eu tinha 13 anos de idade. Como explicado na introdução, um escravo monarca precisa ter medo da água, porque alguns dos alters que
protegem a programação têm um fraco ponto. Um indivíduo imerso em água é capaz de destruir os alteres que protegem a
programação. Por que a tortura da água foi aplicada a Nathalie? O que ela escreveu no ensaio é desconhecido. Ela talvez divulgou códigos
ou outras informações importantes que foram programadas em sua mente subconsciente? Havia um ponto fraco em seu sistema? Havia alters que
tinham que ser destruídos para proteger o programa? Nathalie desapareceu por um ano. Ela foi reprogramada ou talvez eles iniciassem o
programa sexual Beta? Depois de um ano, volto ao orfanato sentado em uma cadeira com um menininho no colo. Eu senti que tinha que cuidar
dele. Então eu me ouço falando com o garoto. “Seu nome é estranho. Eu nunca ouvi esse nome antes. ” Um zelador veio correndo. "Está na hora.
Você tem que ir para casa. Eles são aqui para buscá-lo. ” A partir desse momento as coisas foram muito rápidas. Para encurtar
uma longa história, fui pego por minha mãe e seu novo namorado. Eu queria dizer adeus ao menino. Mas eles não me deixaram. Eu gritei. Então
eles me forçaram a entrar em um carro. Depois que eles me pegaram, supostamente fomos para a casa da minha mãe em uma cidade chamada
Leiden. Mas nós nunca chegamos a essa cidade. Eles me levaram para um grande prédio onde eu tinha que ficar. Tudo está escuro desde o
momento em que entrei no prédio. Há apenas um flashback. Eu não sei se isso realmente aconteceu ou que eu estava em uma espécie de
"estado de transe". À noite fui colocado em uma floresta com outras crianças e caçado. Eu lembro Eu correndo à noite
tentando fugir. Eles chamavam de pequena caça às raposas. Tudo o que sei é que um ano depois, de repente, moro com minha mãe em
Leiden. Eu me lembro que eu tinha 14 anos de idade. Naquele mesmo ano, meu irmão e minhas irmãs foram levados para a casa. Nos últimos
anos, minha mãe os deixou em diferentes orfanatos e famílias de cuidadores. No dia em que chegaram, minha mãe começou a procurar uma
escola. Não só para eles, também para mim. Então, eu não estava na escola desde o momento em que minha mãe me pegara no orfanato. Eu
não frequentava a escola há mais de um ano. Outro episódio da minha vida na escuridão. Eu admito que demorei um pouco para
ser capaz de pensar sobre as coisas que foram feitas para mim como uma criança sem ficar com raiva. Entre os 10 e os 14
anos, Nath alie deve ter passado por diferentes tipos de programas de controle da mente. Sua pré-programação quase certamente
começou quando ela era bebê. Adolescência A partir do momento em que meu irmão e irmãs começaram a morar na casa, minha mãe me deixou
sozinha. Como se me permitissem passar minha adolescência sem a necessidade de interferir. Tudo correu bem sem que coisas estranhas
acontecessem quando eu cresci em um adulto jovem? Não, mas isso seria demais para escrever. Uma coisa aconteceu que me mudou como
preto e branco. Esse foi o dia que eu tenho meu período pela primeira vez. Eu ainda tinha catorze anos e quinze. Naquele
dia eu saí. Algo em minha cabeça me disse para comprar tantos lírios brancos quanto eu pudesse conseguir. Eu também comprei um pôster de
um lírio branco. Então eu pintei meu quarto preto e branco. Sentei-me, fechei os olhos e, de repente, fiquei extremamente interessada em moda.
Eu queria me tornar um designer de moda. Isso foi muito estranho, porque eu nunca tive nenhum interesse em moda. No mesmo dia eu também
comecei do nada, fazendo certos rituais de banho. Eu não tenho ideia de como eu sabia sobre esses rituais. Durante minha
adolescência, o passado desapareceu gradualmente. Eu nunca realmente me esqueci, mas desapareceu no fundo. Eu não pensei mais nisso. Eu
cresci de uma forma bastante normal. Minha mãe não se atreveu a me tocar. Eu foi realmente extremamente rude com ela. Mas na maioria
das vezes eu a ignorei. Naquela época eu sabia que as coisas não eram normais com a mãe. Ela não tem que trabalhar. Ela conseguiu dinheiro
do estado holandês sem fazer nada. isto não era o “bem-estar” normal. Nos Países Baixos, as pessoas em assistência social são obrigadas a
procurar emprego. Quando eu tinha dezessete anos, eu era muito independente e sábio para a minha idade. Ninguém poderia me dizer o que
fazer. Nem confiei em ninguém. De muitas maneiras eu me desenvolvi como qualquer outra adolescente em uma jovem. Eu adorei criar novas
roupas. Como disse antes, eu queria me tornar um designer de moda . Aos dezesseis anos, fui a uma escola de moda. Naquela época eu não
tinha interesse em uma carreira como modelo de moda. Eu odiava ser fotografado. Na verdade, se alguém quisesse tirar fotos, eu
fugiria. Eu costumava chamar a câmera de "olho do diabo". Tirar uma foto de alguém era para mim como uma armadilha para a alma de um
humano. É por isso que eu só conheço quatro fotos tiradas de mim entre quatorze e dezoito anos de idade. Por volta desse mesmo período tive
um pequeno problema, que só acontecia em casa, nunca em outros lugares. Eu comecei a desmaiar. De repente, senti algo estranho, ouvi um
som estridente e depois desmaiei. Às vezes eu podia sentir isso chegando e eu era capaz de correr para o meu quarto para desmaiar na minha
cama. o o médico não tinha ideia do que era. Tudo começou quando eu tinha quinze anos e de repente parou no dia em que
comecei a trabalhar como modelo quando tinha dezoito anos. Eu não tinha ideia sobre estados alterados ou programação de controle mental. Eu
era muito jovem. Naquela época eu não sabia nada de controle mental. Hoje eu sei que eles durante três anos estavam testando a conexão com o
meu programa e aqueles que estão vivendo dentro do meu cérebro. A ativação do meu programa deve ter começado mais cedo, mas não
sei exatamente quando. Hoje eu acho que talvez tenha sido ativado no dia em que de repente me interessei por moda. Ou foi talvez o dia em que
eu disse sim para tornar-se um modelo de moda? Eu fui ativada no dia em que comecei a trabalhar como modelo? Entrando na
cena de modelagem Do meu décimo sexto ano em diante, fui convidada para trabalhar como modelo de moda. Eu continuava recusando até que
um dia fui convidado para uma agência de modelos dirigida por Corinne Spiers em Amsterdã. Era início do verão e eu fui lá com Sandra, uma das
minhas amigos. Corinne se levantou da cadeira quando entramos no escritório dela. “Nós descobrimos você graças à escola de moda
onde você estuda. Você já pensou em se tornar um modelo? ”Ela perguntou. Eu tive que rir. "Claro que não, de jeito nenhum." Corinne estava
claramente surpresa. “Você não quer ser modelo? Você é um modelo nascido e você deveria ser um modelo. ” Então ela me virou para o
espelho. "Veja! Olhe para você. Precisamos de uma garota como você. Precisamos de mais cor entre os nossos modelos. Você tem um
cabelo realmente bonito, o que é raro para um modelo colorido ”. Naquela época, eu pensava que a única razão pela qual ela dizia isso se devia
ao fato de que naquela época dificilmente havia mulheres negras trabalhando no ramo da moda. Nós tínhamos Pam Grier e Iman sendo
os modelos p preto. Eles eram como unidades únicas em revistas. Isso causou conversas sobre racismo no mundo da moda. Por essa razão,
muitas agências queriam garotas coloridas. No início dos anos 80 modelos negros onde mais usado para a cena da passarela . Eu
tinha lido muito sobre o mundo da moda. Como a indústria de modelos explora modelos, as más condições de trabalho, os não-pagamentos e o
alto custo de um cartão fixo . Eu não gostei de tudo. Para minha surpresa, aceitei a proposta de Corinne. Eu não sei porque, mas lembre-se que
algo me obrigou a aceitar. Eu olhei para Corinne o rosto dela. “Ok, mas eu me recuso a pagar pelo meu próprio cartão ou por qualquer outra
despesa. Eu também me recuso a ir a todas essas peças fundidas. Corinne riu. "OK, fechado. E não se preocupe com os castings, você é
diferente. Eles vão pedir especialmente para você, se eles quiserem ver você. Eu era uma adolescente de 18 anos e entrei na
cena de modelagem através de Corinne Spires no mundo da moda. Corinne manteve sua palavra. Desde que trabalhei como modelo de moda, ao
contrário de outros modelos de moda, nunca paguei nenhuma despesa ou pelo meu próprio cartão. Este sempre foi o custo para qualquer agência
que me exigisse. Mesmo que eu oficialmente não quisesse ser um modelo, eu me tornei um assim naquela. E isso é o que foi muito
estranho. Eu odiava câmeras, fugi de câmeras e aqui eu estava dizendo sim para se tornar um modelo de moda. Reservas bizarras Para começar,
fiz dois testes (photoshoots não pagos), para que a agência tivesse algumas fotos minhas para mostrar aos clientes. Uma das provas foi bastante
normal; eu com o cabelo aberto sorrindo em jeans e um suéter. Eu na praia de jeans e camiseta e uma foto de perfil por
trás. Houve nada de errado com o primeiro teste. Foi o segundo teste que fez minhas sobrancelhas subirem. Foi uma sessão de
testes ordenada que Corinne não me contou sobre isso. Foi em um enorme " palácio do canal " no Keizersgracht, um dos canais mais caros para
se viver em Amsterdã. De quem era o palácio, foi mantido em segredo. O interior era como um museu, extremamente luxuoso. O banheiro assenta
onde de ouro. Até as linhas de água foram feitas de ouro. Foi realmente ridículo. O fotógrafo não tinha permissão para tirar fotos de qualquer coisa
da casa, mas apenas em um quarto. Havia guardas de segurança no palácio também. Eles me vestiram com um vestido muito antigo. Então eles
me colocaram em um sofá na frente de alguma pintura enorme. Eu tive que sentar e esticar meus braços sobre as costas do
sofá, como uma cena de cisne morrendo. Eu pensei que a foto fosse horrível. Eles pareciam estranhos. Eu parecia uma menina vestida com o
vestido da avó. Eu parecia uma estranha boneca de Alice no País das Maravilhas com a pintura no fundo. Este teste foi arranjado através da
própria Corinne. Eu não tenho ideia do que eles fizeram ou aconteceram com as fotos. Quem pagou por este dia de filmagem também foi um
mistério para mim. Minhas perguntas nunca foram respondidas por Corinne. Depois de três semanas recebi minhas primeiras reservas oficiais. Um
era para um jovem aspirante a novo designer. Um para uma revista holandesa bem conhecida e um para
um xampu para cabelos. Depois destas reservas, tornei-me “a conversa da cidade”. Nova carne fresca na cena de
modelagem. Não apenas uma modelo branca, mas uma mulata, uma garota exótica. De outros modelos insistiram que não era comum que eu
comecei a trabalhar imediatamente. No segundo mês fui contratado para um emprego em um antigo hotel em algum lugar
distante localização. Ele foi localizado próximo a uma rota de trem e estradas diferentes. Lembro-me de ter sido um pouco alertado quando o
táxi parou em frente ao antigo hotel. Foi literal no meio do nada. O hotel era muito pequeno e parecia uma antiga quinta típica holandesa. "Que
hotel estranho, que localização estranha", pensei. Entrei e, para minha surpresa, parecia muito maior por dentro do que por fora. Embora o saguão
parecesse normal, no momento em que você o passou em direção aos quartos de hotel, ele se transformou em um estranho labirinto. Os
funcionários que trabalhavam lá eram um casal holandês de meia-idade. O serviço foi perfeito e o quarto em vez luxuoso em comparação a como
o hotel Observava do lado de fora. Algo estranho aconteceu no momento em que fui dormir para dormir. Daquele momento em
diante não me lembro de nada. Na manhã seguinte, sem estúdio ou trabalho. A lembrança começa quando eu me sento em um táxi do
hotel, levando-me para a estação de trem. Naquele momento pareceu tão estranho. Eu me lembro disso tão bem. Eu nunca vou esquecer como
me senti sentado no trem voltando casa. Por que eu não lembro de nada? Quem eram esses clientes? Eu não me lembrava de ter me
encontrado com eles. O que aconteceu? Para mim, foi como um momento de “fata morgana”. Era como se eu tivesse entrado em uma zona
crepuscular. Eu me senti esgotado e não me lembro de nada. Tudo o que eu sabia era que coisas estranhas aconteciam lá. No dia seguinte, na
agência, outros modelos me perguntaram sobre o trabalho. Eu apenas disse que estava tudo bem, mas que a roupa era chata e feia. Para o resto
eu mantive minha boca fechada. Não contei a ninguém o que aconteceu. "Eu vejo que tudo está bem, você não está ferido", disse Corinne,
quando alguns dias depois ela entrou na agência. Eu fiquei lá olhando para ela e senti o alarme disparando. Eu me perguntei o que ela quis dizer
com “você não está ferido”. Quando Corinne virou o rosto, eu sabia que não podia confiar nela; que eu tinha que ser
cauteloso. Durante o primeiro ano e meio em que estive com Corinne, fui reservada para muitos shows. Meu primeiro grande show como modelo
de passarela foi para uma casa de moda bem conhecida em Haia. Independentemente de que as roupas que eles vendiam eram peças de
design mega caras , para mim elas pareciam moda antiga e roupas de mulher extremamente feias . Os clientes eram as esposas e namoradas de
embaixadores e mulheres políticas. O show foi realizado na igreja mais antiga de Haia. A igreja estava lotada de políticos e alguns membros
holandeses das principais famílias, bem como pessoas do mundo do cinema e da TV. Durante o show dois headpieces muito importantes tiveram
que ser mostrados. Eu fui escolhido para mostrar essas duas peças para o público. Este foi o meu primeiro desfile oficial e
eu era apenas um iniciante. Certos modelos não entendi que eu fui escolhido para mostrar os dois headpieces especiais na passarela. Eles não
sabiam que os chefes da casa de moda , todos os gays obstinados, por algum motivo desconhecido, me amavam até a morte. Minhas A
impressão é que, por essa razão, fui escolhido para mostrar as duas peças mais importantes. Uma peça foi feita de gemas cobrindo toda a minha
cabeça e metade do meu rosto caindo no meu corpo como uma chuva de pedras preciosas. Era uma peça pesada de arte da moda. Todo mundo
ficou olhando para mim atrás do palco quando eles colocaram a peça na minha cabeça. Fiquei olhando para a platéia e vi famosas estrelas da TV
holandesa , membros mais velhos das famílias da elite rica e muitos políticos com suas esposas ou namoradas. Então chegou a hora de eu subir
ao palco. Andando pelo palco eu ouvi as observações como uma nova estrela nasce, material de deusa, modelo especial e
muitos ares. "Olha para ela; ela parece uma deusa ”, gritavam os homens. A segunda peça especial era um vestido de noiva.
Era um vestido grande e horrível com uma espécie de coroa de gaiola. Não com pássaros fechados, mas com pássaros pendurados no final de
cada peça de um manto de metal; uma espécie de gaiola aberta. o O capacete era como uma coroa pesada na minha cabeça. Eu tive que
manter minha cabeça reta e muito quieta, segurando-a enquanto girava lentamente. Todo mundo foi tirado de mim. Muitos elogios choveram sobre
mim. Mas não foi engraçado para mim. Alguns modelos estavam com ciúmes e os modelos mais antigos estavam me checando; o novo gatinho na
cidade com olhos penetrantes. Depois do show, alguns políticos vieram até mim, querendo me ver de perto. Muitos deles de repente começaram a
me ligar no dia seguinte. Estes homens me davam arrepios, especialmente devido ao jeito que eles estavam olhando para
mim. Depois desse desfile de moda, eu era o assunto da cidade. Recebi muitas novas reservas. Lamentavelmente, muitas dessas reservas eram
sobre parecer sexy, estar vestida como uma gatinha e encarar os rostos de velhos e babados fotógrafos babando . Eu estava pensando muito
sobre a agência de Corinne. Queria sair assim que que possível. A próxima reserva foi em Dusseldorf (Alemanha). Não foi para um
desfile de moda como eu pensava. Foi para um trabalho de montagem especial de alta classe para uma corporação árabe muito importante
pertencente a um grupo árabe de elite privada. Eles eram em Dusseldorf para comprar roupas para as mulheres árabes de alta classe. O
trabalho foi pago extremamente bem. Então eu decidi que este seria meu último trabalho para Corinne. Havia cinco meninas no total para este
trabalho. Em Dusseldorf, nós ficamos em um hotel famoso que estava fortemente envolvido no cenário da moda. o apresentação seria
durante o dia, mas também à noite. Em um determinado momento eu já estava dormindo, quando fui chamado pelo cliente. o Os árabes me
escolheram para mostrar-lhes os showstoppers, a melhor e mais cara parte da coleção. Eu tive que tomar um banho, fiz a minha maquiagem e à
meia-noite eu estava lá, mostrando os vestidos de noite para os árabes. Eles trouxeram duas mulheres mais velhas com eles que tiveram que
decidir quais vestidos escolher. O próximo dia nós estávamos sentando a Vic para nosso jantar. Tivemos a sala especial neste restaurante muito
exclusivo e caro. Todos os cinco modelos, os clientes e assistentes estavam lá, quando as portas de vidro se abriram e um grupo de homens
árabes (estilo Dubai) entrou na sala. Um homem veio até mim com uma caixa azul. Ele deu a caixa para mim. "Considere isso como um
agradecimento de nós", disse ele. Abri a caixa e, para minha surpresa, vi um colar com dois brincos de diamantes e
safiras. “Oh wow. Uau, você tem sorte que vale um milhão, se não mais ”, proferiu os outros modelos. Eu olhei para os rostos gananciosos dos
outros modelos. Os clientes sentaram-se em total silêncio. Eu levantei. “Não, obrigado, não posso aceitar este presente. Por favor, devolva, ”eu
disse ao homem que me deu as jóias. Então eu entreguei a ele a caixa azul. Ele ficou tão surpreso que eu tive que sorrir. No entanto, eles
aceitaram e foram embora. "És maluco? Se você não gosta das jóias, por que não aceitá-las e vendê-las? eles? Você sabe o
que valem essas jóias? ”As meninas gritaram. "Claro que não, quando eu aceito suas jóias, então vou me tornar sua escrava sexual", eu
as silenciei. Naquele mesmo instante a porta se abriu novamente. Os mesmos árabes entraram no sala. O mesmo homem se aproximou de
mim com um travesseiro de veludo azul. Nela havia uma rosa vermelha Baccara. Eu ri. "Bom palpite, isso eu vou aceitar." O árabe ficou lá e olhou
para mim. “Você é diferente, você não é como o resto dos modelos que estamos acostumados. Muitos homens vão te procurar. Por
favor cuide-se ", disse ele. Então eles viraram as costas e saíram da sala. Todos na mesa ficaram em silêncio. Um dos clientes olhou para mim.
“Maldito se não for verdade, você é diferente. Eu já me perguntei sobre você. Mas agora eu tenho certeza ”, disse ele. Eu não respondi. Deixou as
coisas do jeito que estavam. Deixei o grupo com seus próprios pensamentos e acredita. Então veio o próximo trabalho estranho. Eu fui reservado
por um pintor. Depois que ele tirou fotos diferentes do meu rosto, ele começou a pintar. Ele pintou meu rosto acima de algumas nuvens, olhando
para o mundo. Ele chamou a pintura de "A Deusa". Perguntei por que ele reservou um modelo caro. "Por que você não usou o rosto de qualquer
mulher que passa por ele no ruas ou apenas pegue uma revista e copie o rosto de uma modelo? Isso seria muito mais
barato ”, eu disse. “Eu sou contratado para fazer essa pintura com seu rosto. Eu não reservei você. o a pintura foi encomendada. Eles
insistiram que queriam seu rosto pintado acima das nuvens ”, explicou ele. Sua resposta colocou minha mente em disparada. Quem e por
quê? Quem ordenaria uma pintura tão estúpida? Por que especialmente meu rosto e não o de um modelo mais barato? No dia seguinte, percebi
uma coisa, era hora de deixar a agência de Corinne. Eu mudei para a agência "Euromodel", pensando que agora tudo estará normal e eu
vou conseguir bons empregos. Fui recebido com alegria no “Euromodel”, porque trouxe meus clientes comigo. No “Euromodel” as coisas
normalizaram, as reservas foram de desfiles de moda para os enormes catálogos. Desde o início que comecei com o “Euromodel” as encomendas
tornaram-se de maior qualidade. Bons shows, boas reservas e minha diária subiram para 2.500 guldens (1.450 dólares), que foi o máximo. Esta foi
a taxa mais alta que você poderia obter na Holanda nesses anos. Da mesma forma, o interesse dos homens ao meu redor tornou-se
enorme. Em um Eu senti que fui caçado por todos esses homens. No entanto, minha língua afiada manteve todos longe de
mim. Também fiquei longe dos clubes e das festas para as quais fui convidada como modelo. Eu só saí com alguns bons amigos. Eles não eram
da cena de modelagem . Um dia, fui contratado para um trabalho de cinco dias para um catálogo hu ge. No primeiro dia da montagem tive que
mostrar alguns biquínis. Como resultado, clientes ligaram para a agência e me contrataram para um trabalho de três semanas
em Marbella (Espanha). Este foi o meu primeiro emprego em outro país. Fiquei muito emocionado. o reserva foi tudo sobre fatos de banho e
biquínis. Os tiroteios foram feitos principalmente na praia e na piscina do hotel. As coisas que aconteceram em Marbella foram um bom alerta para
mim, relacionadas aos perigos de modelos na indústria da moda. Nós estávamos estacionados em um hotel enorme que foi fechado. Quando
entramos no hotel, notei que muitas pessoas, especialmente do sexo masculino, estavam esperando o ônibus cheio de modelos. Todos os olhos
estavam em nós quando entramos. Eu vi muitos homens conversando entre si e apontando para certas garotas, inclusive
eu. Eu pensei comigo mesmo, é melhor você tomar cuidado com esses homens. Certa noite, as meninas e os meninos foram
convidados a ir a Puerto Banus, um rico povo de elite em Marbella. Um dos clientes alertou os modelos para ficarem juntos e não se
desviarem. “Muitas meninas e modelos jovens desapareceram na Puerta Banus”, disse ele. Ele também alegou que isso tinha algo a ver com
todos os ricos árabes que entram em Puerto Banus com seus iates. Eu decidi não ir a qualquer lugar e ficar bem no hotel. O hotel estava cheio de
muitos estrangeiros. De jovens árabes ricos para atores americanos. Eu pensei, que mistura estranha. Naquela noite, os modelos levaram para
aquela grande festa de celebridades onde os americanos atores, pessoas da indústria da música e outras pessoas famosas
também participariam. Eu fiquei no hotel. Eu decidi dar um passeio no complexo do hotel quando eu conheci um homem árabe lindo que morreu
de morte. Nós nos divertimos muito e acabamos bêbados no meu quarto de hotel, onde adormecemos. Eu tive sonhos violentos e sexuais .
Também imagens piscando na frente dos meus olhos. Na manhã seguinte, quando o telefone tocou, o árabe pegou o
telefone. Ele Ouvido. "Isso é pra você. Eles estão chamando você. Você tem que descer. Eles estão esperando por você. ” Então ele
me deu o telefone. Eu ouvi a voz de uma das modelos femininas. “Nathalie o que você fez! Você tem um homem no seu quarto. Ele não será feliz!
” “ Quem não será feliz? ”, Perguntei. “O fotógrafo ... Helmuth. É melhor você descer, estamos esperando. Eu pulei da cama. “É melhor você sair
do meu quarto. O fotógrafo parece estar com raiva porque você dormiu no meu quarto de hotel. "O que! Ele não é seu dono. ” “
Droga, certo. ” Levantei-me, me vesti, peguei minha bolsa e fui até o saguão. No momento em que os outros modelos me viram, todos começaram
a conversar. Então, de repente, ouço o fotógrafo gritando comigo. “Você cometeu um grave erro ao fazer sexo com XXX (o nome não pode ser
mencionado). Você precisa perceber que você pertence a eles. ” Quando ele disse“ eles ”, eu olhei para ele. “Quem você quer dizer com“ eles
”? De quem você está falando? E outra coisa senhor fotógrafo, ninguém me possui. Você está drogada ou o quê? Eu me virei e caminhei para o
árabe que havia me seguido quando saí a sala. O que esse homem está falando? Possuindo você! Ele é um cafetão? ” Eu ri.
"Não, isso é Helmuth, nosso fotógrafo." Mas porra, isso foi exatamente o que eu pensei há alguns momentos atrás. Helmuth se comportou como
um cafetão enlouquecedor. Helmuth deve ter ficado muito zangado. Eu o ouvi gritar. “Eu me certifico de nunca mais trabalhar de novo.” O fato é
que, após o trabalho em Marbella, fui remarcado pelos mesmos clientes imediatamente. Eles me reservaram por seis semanas
seguidas. este trouxe minha primeira quantia enorme de dinheiro em minhas mãos. No começo houve tiroteios em um estúdio em
Hamburgo. Depois de Hamburgo, tivemos que ir a Gran Canaria (Ilhas Canárias). Os últimos disparos para esses clientes foram novamente em
Hamburgo. Avisos Um dia uma modelo feminina mais velha tentou me dizer algo sobre a moda indústria; especialmente o mundo da
modelagem. Ela me avisou por isso, como esses homens pensam e como eles realmente pensam que eles possuem você como modelo. Como
se você fosse o seu novo pedaço de carne fresca entrando no seu velho mundo fedorento. Ela me avisou muito severo que garotas como eu
procuravam muito duro. que muitos homens viriam atrás de mim. Que eu também tinha que tomar cuidado por estar drogada. É o que esse
homem faz; especialmente com modelos iniciais. “Olhe para você, você não bebe, não usa drogas, você nem come carne nem usa nenhum diário.
Quero dizer, olhe como você come. Você come apenas frutas, vegetais e doces. Olhe para si mesmo, você tem mais de vinte anos e ainda
parece que tem quinze anos. Eles vão caçar sua bunda por tanto tempo quanto você parece um adolescente. Eu te aviso. É melhor você ser
esperto e cuidado ”, disse ela. Perguntei se ela já havia sido drogada. “Sim, fui drogada muitas vezes”, foi sua resposta. "Por que você ficou no
negócio?" "Para o dinheiro, então eu poderia me comprar liberdade." Eu ouvi cada palavra que ela disse. Então pensei em
tudo o que tinha acontecido comigo até agora. No entanto, esses fatores negativos desapareceram rapidamente da minha memória. O dinheiro
era bom e viajar se tornou caro para mim. Então eu decidi ser esperto para não aceitar convites, nem ir a festas, se perguntei. Só se eu
quisesse, eu iria a algum lugar, era minha decisão. Eu pensado como um de vinte anos de idade. Eu pensei que eu poderia controlar as coisas
sozinho. Na verdade, em retrospecto, um grande erro! Após o trabalho de catálogo, comecei a trabalhar o máximo possível. Não há tempo
para pensar em nada além de trabalho. John Casablancas John Casablancas foi o fundador da agência Elite Model Management. Ele era um
mentor quando se tratava de modelos para arrastar de verdade as milhões de dólares de campanhas pagas para sua agência vendendo as
garotas corretas. eu acho que ele era um dos agentes mais agressivos do mundo da modelagem. Casablancas foi visto nos anos 80
como o homem que poderia fazer milagres para suas meninas. Ele foi visto como um dos melhores, se não o melhor agente da
moda mundo. Mas não era que ele fosse um agente tão bom. Ele só tinha uma enorme rede masculina ; homens com dinheiro que queriam
esses modelos de topo. Uma coisa, isso era visto como normal. Casablancas encorajou seus jovens filhos a desfrutar de um estilo de vida de
champanhe, festas selvagens, drogas e às vezes mais. Sua rede também estava drogando garotas jovens, que normalmente não olhavam para
esses homens, independentemente de serem famosos, ricos ou não, para fazer sexo. com eles. Eu sei que os top models femininos
absolutos também estavam usando drogas e todos tiveram que desistir de suas bucetas. Se essas garotas não tivessem desistido de
suas bucetas para o sexo, elas nunca teriam se tornado uma top model. O mesmo conta para os poucos modelos de topo de hoje. Todos têm
seus pais de açúcar no o negócio. Casablancas se tornou a "besta negra" da indústria da moda quando teve um caso com um de seus
modelos de 16 anos. Depois de uma exposição secreta da BBC sobre drogas, estupro estatutário e sexo com modelos menores de idade dentro
da agência, Casablancas foi forçado a se aposentar da “Elite”. Em 2008, ele foi condenado a 18 meses em uma prisão do condado. Casablancas
era apenas um molestador de crianças entre muitos outros. Havia certos membros da elite que tinham suas próprias ilhas sexuais de Lolita .
Meninas jovens foram prometidas fama mundial e por jatos particulares levados para essas ilhas sexuais. Políticos bem conhecidos, atores
famosos e alguns membros das famílias mais ricas foram convidados para festas sexuais nessas ilhas. Muito garotas jovens
foram drogadas para fazer sexo com elas. Garotas que eram virgens eram as que mais caçavam. O bilionário Jeffrey Epstein era um homem
assim. Ele não era apenas um pedófilo. Ele também foi acusado de recrutar dezenas de garotas menores de idade em seu escravo
sexual. rede. Ele tinha sua ilha caribenha particular, conhecida como “Orgy Island”. Registros de vôo mostram que muitos dos homens
famosos do mundo, entre eles o príncipe Albert e Bill Clinton, visitaram “Orgy Island” com o avião particular de Epstein (The Lolita
Express). Segundo os documentos do tribunal, todas as mansões estavam ligadas a câmeras escondidas . Por que, Epstein gravou secretamente
orgias envolvendo pessoas proeminentes e garotas menores de idade? O objetivo final: chantagem. O termo "Supermodelo" Foi o início absoluto
dos famosos anos 80 tanto para o mundo da moda quanto para o mundo da modelagem. John Casablancas inventou a
supermodelo fenômeno. O termo supermodelo nasceu. Nós éramos profissionais e sabíamos o que valíamos a pena. Os
modelos e seus bookers se tornaram mais sábios nos negócios nos anos 80; Assim, os salários subiram muito alto. Os modelos de volta naqueles
dias tinham mentalidades diferentes do que os modelos de hoje. Havia mais classe e muito mais estilo na época. A qualidade da alta
moda foi extremamente boa. Mesmo os rótulos inferiores tinham uma qualidade muito melhor do que vemos hoje. Se eu olhar para o que
aconteceu com "Chanel", por exemplo. Que desgraça! Onde está a grandeza de lá então? Eu sei que Coco deve estar bebendo seu fígado para
trituradores se ela conseguir ver o que aconteceu com o logotipo dele e especialmente quem está usando seu logotipo e perfume hoje em
dia. Depois das Ilhas Canárias eu estava trabalhando entre os Países Baixos, Bélgica e a Alemanha. De catálogos a revistas
esportivas, roupas íntimas e roupas de banho , desfiles de moda e viagens a ilhas tropicais. Adorei os desfiles de moda a maioria. As coisas
estavam indo bem enquanto eu estava no "Euromodel". Eles realmente fizeram o possível para conseguir reservas em outros países. Eu tive
muitas reservas de shows. Para Por essa razão, não suspeitava deles. Abuso Sexual em Hamburgo Chegou então o dia em que fui novamente
reservado pelos clientes em que trabalhei em Marbella. Foi pelo mesmo catálogo. Fiquei muito feliz quando soube que Helmuth, o fotógrafo que
fez as fotos em Marbella, não estaria por perto. A reserva não estava na Espanha, apenas para os estúdios de Hamburgo. Nós fomos reservados
em um hotel enorme, estando no meio de uma floresta pequena. Houve uma pista de corrida ao redor do hotel para corredores.
Para entrar nas instalações do hotel, você tinha que se afastar de uma rodovia e dirigir até uma estrada de entrada muito longa. Para mim, o hotel
parecia escuro. Era um hotel de alta classe onde políticos e executivos de negócios poderosos dormiam quando estavam em Hamburgo. Os
quartos eram grandes e luxuosos. Eu tenho uma suíte enquanto os outros modelos tem quartos normais. Isso foi um pouco estranho. Os outros
modelos também notaram, mas não disseram nada. "Eu acho que você é uma reserva especial", concluiu uma garota. Essa foi a primeira vez que
me perguntei sobre uma reserva especial. UMA reserva especial era um termo usado pelos bookers se eles tivessem que reservar
um modelo do exterior, para um emprego por muito dinheiro. Naquela época, não conectei reservas especiais com modelos de moda controlados
pela mente . Eu tive minhas perguntas, mas mantive minha boca fechada. O quarto era muito melhor do que os quartos normais. Nos primeiros
dias, tudo parecia normal. Nós pegamos táxis de manhã para os grandes estúdios. Trabalhou o dia inteiro e foram trazidos de volta ao hotel. Não
há tempo para ir às compras em Hamburgo. Nós trabalhamos como escravos. No quarto dia, acordei me sentindo estranho. Quando me levantei,
percebi que estava nua. Isso foi muito estranho, porque eu nunca durmo nu. Eu sempre coloco uma camisola. Eu tinha uma linda coleção de
camisolas Laura Ashley que eu sempre usava quando eu estava reservado no exterior. Quando me levantei, de repente senti o
líquido pingando entre as minhas pernas, correndo pelas minhas pernas. Que sentimento nojento! Eu toquei o fluido e cheirei. Eu quase vomitei;
era espermatozóide. Fui ao banheiro para colocar um roupão. Quando abri a porta, vi o meu choque, minha camisola deitada no chão. No
momento em que o vi, senti que estava ficando doente. Eu me perguntei o que está acontecendo aqui. Como isso é possível e quem está fazendo
isso? Eu me senti tão nojento que tomei banho e encharquei meu corpo em “Chanel Nr. 5 "creme de banho para horas. Fechei
meus olhos pensando em quem, o quê, por quê? Por um momento, pensei que estivesse sonâmbulo. Mas desde quando comecei
com sonambulismo? Eu balancei a cabeça e, de repente, apareceu na minha frente que eu estava acordando algumas vezes antes em hotéis sem
minha camisola. Mas eu ri disso sempre pensando que tirei minha camisola devido ao calor. De repente, lembro-me de um dos momentos em que
o fluido escorreu da minha vagina, mas achei que devia estar menstruada ou algo assim. Eu congelei, coisas que aconteceram na minha infância
apareceram. Eu pensei, de jeito nenhum , isso não pode ser verdade. Eu sabia que não adiantava dizer nada para qualquer
pessoa. Mas uma coisa que eu fiz questão de não aceitar reservas em Hamburgo por mais tempo e ter cuidado com o que me cercava. Esta foi a
última reserva que fiz em Hamburgo. Seja qual for a reserva veio de Hamburgo eu recusei toda a minha carreira como modelo. Quando voltei para
a Holanda, contei a meus bookers do “Euromodel” que não queria mais trabalhar para esse cliente. Eles não entenderam, mas tiveram que aceitar
minha escolha. Alguns meses se passaram e tudo estava normal Eu não senti nada de estranho ou chocante, eu estava trabalhando quase todos
os dias, estava ocupado e me diverti muito fazendo o meu trabalho. Eu tinha conseguido um comercial para um enorme armazém de roupas e
estávamos entrando na temporada de shows que eu mais gostei, os desfiles de moda. O jovem americano No início da minha
carreira de modelo, eu me baseei em Amsterdã. Eu fiz todos os desfiles de moda na Holanda, Alemanha e Bélgica. Eu sei que a divulgação da
notícia da nova carne fresca na cidade começou em Amsterdã, bem como a caça da minha carne que realmente começou na Holanda. Eu tinha
apenas 21 anos quando um dia fui contratado para um desfile de jeans da agora famosa marca de jeans holandesa. Era inverno e o show era
sobre mostrar as novas coleções de verão aos compradores. Não foi aberto ao público normal. O show foi realizado em sua própria
produtora. Era inverno por volta de novembro / dezembro. Havia mais meninos do que meninas e o show foi normal. Nós nos
divertimos, nada de especial. Depois do show, arrumamos nossas malas e abrimos a porta para sair do prédio e, para nossa surpresa, vimos que
estava nevando muito. Tudo estava coberto de neve. Foi uma verdadeira bagunça lá fora. "E agora?" Foi minha reação. Eu tinha vindo da
Espanha naquela manhã e fui direto para o desfile de jeans para os acessórios, cabelo, maquiagem e o show. Eu ainda tinha bagagem comigo e
não estava com vontade de arrastá-lo comigo através da neve. Eu tive que pegar um táxi e treinar de volta para casa em Leiden, a cidade onde eu
morava na época. (Eu estava parado vivendo com minha mãe). Eu também tive que trabalhar no dia seguinte na
Alemanha. “Não se preocupe, eu posso levar sua mala comigo e você vai para casa. Você pode pegar em dois dias ”, disse Jeroen, um dos
modelos masculinos. Preguiçoso como eu fui, aceitei. Como disse antes, tive que ir a Dusseldorf (Alemanha) no dia seguinte. O trabalho durou
cinco dias antes de eu voltar para casa e assim conseguir minha mala. Quando voltei de Dusseldorf, fui primeiro à agência onde liguei para
Jeroen, dizendo que estava de volta a Amsterdã. Ele me pegou na agência e me perguntou se ele poderia me convidar para uma bebida e jantar.
Eu disse a ele que eu não bebo álcool, mas eu aceitei um chocolate quente com chantilly em um pequeno café. Conversamos muito e me
diverti. Então ele me perguntou, não, pelo contrário, ele me implorou para jantar com ele. Eu caí para o convite dele e nós
saimos depois para algum restaurante italiano agradável onde eu não comi qualquer comida mas tiramisu e estupidamente eu tive um copo de
vinho tinto que eu realmente gostei. Então chegou o único momento de ir para casa. “Jeroen é hora de me levar para a estação de trem ou então
sentirei falta do meu último trem para Leiden. Não estou com vontade de perder meu trem. Então vamos lá. ” Eu notei que ele tentou parar, o que
me irritou imediatamente. Eu insisti e me levantei da mesa. Jeroen não teve escolha senão me seguir. No carro, notei, depois de dez minutos
dirigindo, que ele não estava dirigindo em direção à Estação Central de Amsterdã. “O que você está fazendo, você está indo pelo caminho errado.
Eu não quero perder meu trem. É o último trem para Leiden. ” “ Desculpe, não se preocupe, temos tempo suficiente. Estou
apenas trazendo algo para um amigo. Não se preocupe, você não vai perder o trem, eu juro. ” Eu olhei para o lado em seu rosto e por um segundo
eu tive a sensação de que eu não podia confiar nele. Chegamos na casa do amigo dele. Jeroen entrou e saiu muito rápido. Então nós dirigimos
para a Estação Central. Mas, se não, eu tinha acabado de perder o último trem voltando para casa. Eu senti como se isso fosse uma
configuração. Mas então, Jeroen agiu como se estivesse realmente surpreso que perdemos o trem. “Bem, não há nada que possamos fazer agora.
Você pode dormir na minha casa. eu vou traga você para a estação de manhã, eu prometo. ” Eu concordei. Já passava da meia-
noite e não havia mais trens de volta para casa. Eu não tinha escolha senão ir com ele para sua casa. A razão pela qual eu também disse
"sim" tão fácil, foi porque eu sabia que ele tinha um sofá enorme em sua sala de estar. Então eu não tive que dormir com ele em sua
cama. Quando chegamos a sua casa, Jeroen foi muito atencioso e educado. Nenhuma ação estranha do seu lado. Então minha suspeita em
relação a ele desapareceu. Ele jogou legal e minha raiva residia. Tomamos um pouco de chá e fomos dormir. No dia seguinte, eu ainda estava
dormindo no sofá enorme, quando a campainha tocou. Jeroen ficou surpreso. “Quem é esse, eu não espero ninguém. Você se importa se eu
verificar? ”Ele perguntou mim. "Sim, claro, vá em frente, eu disse." Jeroen abriu a janela para olhar para baixo. Enquanto isso eu
me levantei do sofá e caminhei em direção à janela, para que eu pudesse olhar para baixo também. Eu vi um menino parado ali. Eu não conseguia
ver o rosto dele. Apenas seu cabelo comprido castanho escuro. Então ouvi uma voz americano-inglesa. “Posso subir?” Jeroen me perguntou se
estava tudo bem se o amigo dele aparecesse por um segundo. “Ele é única vindo g para pegar alguma coisa.” “Sim bem. Não tem
problema. Entrei na sala e sentei-me no sofá. Quando a porta se abriu, ouvi a voz do amigo americano de Jeroen. " Ela está aqui?" "Shhhhh ou ela
ouve você!" Sim, meu alarme disparou. Mas antes que eu pudesse pensar no que fazer, Jeroen perguntou-me se eu queria
um chá. Eu aceitei, porque minha boca estava muito seca. Eu pensei, vou tomar uma xícara de chá, me vestir e depois sair. Jeroen me entregou
uma xícara de chá. Tomei um gole, mas não me lembro de tomar mais goles do chá. Eu desmaiei completamente no sofá. Quando acordei ,
percebi que estava deitado no chão em travesseiros enormes. Eu senti algo e vi Jeroen acariciando meu rosto e me beijando. Lembro-me
claramente de como me sentia mal e de que desviei a cabeça do rosto dele para olhar para os meus pés porque senti algo ali. Quando olhei para
minhas pernas, vi o garoto americano acariciando meus pés e pernas. “Ela é perfeitamente construída. Olhe para a pele dela, perfeito - eu o ouvi
dizer. Eu olhei diretamente nos olhos do jovem americano. eu queria dizer alguma coisa, mas ouviu-o dizer: "Hushss". Então ele
estalou os dedos e eu desmaiei mais uma vez. Quando acordei, estava sentado entre os dois homens. Eles estavam bebendo chá. Eu olhei
para o americano. Seu cabelo estava escuro, caindo sobre o rosto. Notei que ele era uma mistura árabe-asiática, não caucasiana. Seus olhos
eram castanho- escuros ; um pouco asiático. Ele também tinha um bronzeado leve. Jeroen interrompeu o silêncio. "Eu vou fazer mais um pouco de
chá." O americano olhou diretamente para mim de uma maneira estranha. "Eu quero ver você de novo", ele disse no momento em que Jeroen saiu
da sala de estar. Eu sei que isso soa muito tolo; mas aceitei o convite dele. De repente eu não pude me impedir de ficar muito intrigado com
ele. Eu não sabia que o americano também participou do estupro. Naquele momento, só me lembrei que tinha sido vítima de estupro de drogas e
culpei Jeroen pelo estupro. Ele me deu nojo. Naquela época, Nathalie simplesmente não fazia ideia de que fora
programada. Ela não sabia que eles tinham ativado seu programa de controle mental da Monarch, o dia em que de repente ela se tornou
extremamente interessada em moda. O americano estava testando o programa de Nathalie? Quando Jeroen saiu do quarto, ele deve tê-la
hipnotizado por um breve instante. Ele tinha controle total de Nathalie. Entre outros, ele deve ter apagado suas lembranças dele sendo parte do
estupro. Perguntei ao americano qual era o nome dele. Ele mencionou seu nome e tudo que eu lembro é a minha reação. “Esse é um nome
estranho. Eu nunca ouvi esse nome antes. Você é americano? - Não, minha mãe é européia. Nós moramos em Amsterdam por algum tempo,
mas agora nós moramos nos Estados Unidos. Eu sou muito em Amsterdã. ”A voz de Jeroen veio da cozinha. "Ei, o que vocês
estão fazendo?" "Nada, não se preocupe", o americano respondeu. Ele olhou para mim. "Eu vou buscá-lo amanhã?" Eu me levantei. "É hora de eu
ir para casa." Jeroen me ouviu da cozinha. "Eu vou levar você", disse ele. Em seguida eu me encontrei com Jeroen em seu carro. Durante o
passeio de carro até Leiden, fiquei em silêncio até que Jeroen fez a pergunta. "Sobre o que vocês conversaram quando eu estava na cozinha?" Eu
olhei para ele. "Não me lembro." "Mesmo?" Eu zombei dele. "O que você quer? Eu lembro que você me prendeu e me drogou
para fazer sexo comigo. Você deveria ter tanta sorte que não estou gritando estupro. Eu posso ir para a polícia agora. Apenas cale a boca e nunca
mais fale comigo. Eu nunca mais quero te ver novamente. Por favor, leve-me para a estação de trem mais próxima. Eu decidi pegar um trem de
volta para casa. ” Jeroen parecia estar descontente com a minha reação e ficou em silêncio. Ele era pensando claramente o que dizer
em seguida. “Ok, desculpe mas nós não te machucamos. Você é incrivelmente linda e é difícil se aproximar. É por isso que nós fizemos isso. Duas
melhores amigas compartilhando uma deusa. Naquele momento ficou claro para mim que o americano também participara do estupro. Eu estava
abalado. Eu me senti terrível, sujo e usado. Jeroen me deixou em New Vennep, uma parada de trem antes de Leiden, minha cidade natal. Eu saí e
peguei minha mala. E na verdade nunca mais viu essa aberração , mas em revistas de moda. Minha mãe estava na cozinha quando entrei na
casa. "Então, o que você tem feito", ela perguntou. Eu olhei para ela e vi que ela tinha um sorriso enorme no rosto. O
mesmo momento percebi que ela sabia algo sobre o que tinha acontecido comigo. Mais tarde naquele dia, sentei-me no
sofá. Minha mãe sentou ao meu lado. Ela olhou para mim. “Então você fez sexo com dois homens. Você gostou? ” Fiquei chocado. Como em
nome do céu ela sabia? Olhei para o rosto dela e de repente me senti enfurecido. "Como você sabe? Você não sabe o que eu fiz ontem. Você não
tem ideia. Ela apenas sorriu. “Eu posso adivinhar. Você não voltou para casa ontem. - Só porque não voltei ontem à noite, não significa que
fiz sexo com dois homens. Isso é impossível de adivinhar. ” Eu sabia naquela época, naquele momento, que minha mãe tinha algo
para fazer com as coisas horríveis que eu tive que suportar na mão dos outros. Eu lembro como eu queria realmente bater
nela no sofá. Meu plano era aceitar o convite do americano. Ter uma pequena conversa com ele. Então me lembrei que me esquecera de dar
meu endereço para ele. Então foi uma surpresa que dois dias depois, ele veio me buscar com seu carro na casa da minha mãe. Perguntei como
ele conseguiu meu endereço. "Jeroen deu para mim", ele respondeu. Mas isso não foi possível. Eu nunca dei meu endereço para Jeroen. Um
pouco estranho , pensei. Mas na época, não achei que fosse tão importante. No momento em que vi o americano, esqueci de perguntar a ele
sobre o que havia acontecido na casa de Jeroen. Eu esqueci o suficiente que Jeroen me disse que o americano também participou do
estupro. Quando o americano me pegou, não fomos a lugar nenhum. Nós só dirigimos ao redor um pouco. Nós conversamos em seu carro o
tempo todo. Acontece que ele aspirava para se tornar um ator. Seu sonho era Hollywood. Antes de me deixar em casa, ele
pegou minhas mãos. “Venha comigo para Los Angeles.” “Para a América? Não, obrigada. Eu tenho minha carreira de modelo aqui na
Europa. Eu ficar aqui na Europa. Eu não gosto de Hollywood em absoluto. ” “ Há tanto trabalho para modelos em Los Angeles. Eu posso
cuidar de você, eu conheço pessoas que conseguiam empregos imediatamente como modelo. Por favor, venha comigo. ” “ Eu não te conheço
bem o suficiente. Então, não, obrigada. Eu permaneço na Europa. ” Pouco depois de termos conversado em seu carro, ele me enviou um cartão
postal, dizendo que ele havia partido para os Estados Unidos. Ele tinha conseguido algumas partes de filmes e um papel em uma série de TV, um
começo para sua carreira. Eu não posso antecipar as coisas à frente, mas com o tempo ele se tornou uma estrela de cinema bem conhecida . Eu
voltarei a ele mais detalhadamente depois. Uma voz familiar Um dia eu fui a uma festa depois em um clube famoso em Amsterdã. eu estava
com Michael e Gerard, dois estudantes de medicina que trabalhavam entre os dois como modelos. Eles também eram do
“Euromodel”. Fomos a um clube e me diverti com os dois. Nós não bebemos. Nós só dançamos e dançamos. O calor subia no clube. Em um ponto
eu notei e realmente senti que os garotos estavam dançando muito sexy. Esse foi o momento em que empurrei os garotos para longe. “Ok, hora
de parar. Muitos estão ficando com tesão por ver você dançar assim. Paramos e voltamos para a nossa mesa. Eu pedi um suco de laranja e
tomei alguns goles. Então, de repente, tudo começou a virar. Eu fiquei nebuloso, como uma má viagem de cinema com LSD. Eu agarrei o ombro
de Micheal e disse a ele embaçado o que estava acontecendo. "Oh meu Deus, você foi drogado", ele gritou. “Gerard eles
colocam um“ micky ”em sua bebida. Precisamos levá-la a um hospital. Eu havia caído. Eu não conseguia me mexer e não conseguia abrir meus
olhos. No entanto eu ouvi e senti quase tudo. Eu ouvi vozes e o som de portas. Eu também notei como Michael me levou para fora do clube. Eu
ouvi pessoas falando. "O que aconteceu, ela é tão jovem." "Sim, eles a querem muito mal", disse uma voz masculina em inglês americano. Então
eles me colocaram em um carro e fomos para um hospital. Aqui eles me checaram e perguntaram aos meninos se eu usava drogas. “Não há
nada. Sem álcool e sem drogas. Ela não fuma. Ela nem toma café nem come carne ”, respondeu um dos rapazes. Meu
estômago foi bombeado para fora. Eles também me deram uma injeção e dez minutos depois eu fui capaz de me mover e me senti muito
melhor. Aquele dia foi como um grande despertar. Eu nunca saí em Amsterdã depois daquela noite. Do jeito mais estranho, parecia uma recepção
sombria em um mundo anormal, que é a indústria da moda e melhor dito especialmente o mundo da modelagem. Algo me incomodou. Tha t foi a
voz masculina American-Inglês, dizendo: “Sim, eles querem que ela realmente ruim” eu vou voltar a esta questão mais
tarde. Milão Os próximos dois meses passaram muito rapidamente. Eu estava trabalhando quase todos os dias. Naquela época eu
sabia de uma coisa, era hora de fazer um esforço de deixar o Países Baixos. Eu decidi fazer o meu melhor para conseguir uma agência no
exterior e deixar a Holanda o mais rápido possível. Eu pensei que este era o mais seguro que eu poderia fazer. Então comecei a aceitar mais
empregos na Bélgica e na Alemanha. Eu também me concentrei em desfiles de moda. Eles foram mais divertidos e seguros para
mim Faz. Nesse ano, concentrei-me principalmente em desfiles de moda. As semanas e meses passaram e nada de estranho
aconteceu. Eu comecei a me sentir segura. Depois de cada temporada de show eu tirei folga. Recusei-me a fazer muitos ensaios fotográficos
na Holanda e em outros países também. Eu fui do meu jeito. Então veio que um dia eu tive uma sessão de fotos com outra
mulher modelo. Ela era namorada de um homem que era irmão de uma famosa modelo holandesa, que havia trabalhado em Nova York. Ela
também tinha outro irmão que estava namorando Pat Cleveland, uma modelo de passarela extremamente famosa nos anos 70. De um veio o
outro e antes que eu percebesse, eu estava no carro com eles a caminho do Milan. Foi no verão de 1984, quando me juntei à agência Ricardo
Guy. Em primavera de 1985 eu fiquei em Milão. Eu tinha 22 anos e era inteligente o suficiente para ficar longe de apartamentos
modelo. Esses prédios estavam uma bagunça. Eles estavam cheios de querer ser modelos, que fazem tudo por um trabalho ruim em algum
editorial. Além disso, esses apartamentos modelo sempre foram visitados por homens, marcando jovens modelos, que não tinham trabalho e
precisavam de dinheiro. Recusei trabalhos editoriais porque quanto melhor e mais famosa a revista de moda , menos dinheiro você ganha. Os
agentes sempre disseram que esses eram os chamados empregos de prestígio, através dos quais você obtinha empregos bem remunerados. Eu
poderia me importar menos se o trabalho fosse prestigioso ou não. Eu considerava a modelagem como um trabalho que me permitia viajar e fugir
no momento em que eu era caçado. Sim eu tive atitude, mas eu era extremamente profissional e bom no meu trabalho.
Naquela época, eu achava que essa era a razão pela qual eu estava muito reservada. Nathalie não fazia ideia de que, entre outras coisas, estava
programada para se tornar uma modelo de moda. Tampouco sabia que muitas reservas vinham por trás de sua programação de controle
mental. Desde o primeiro dia em ficar em Milão o interesse em minha pessoa era enorme, especialmente aquele dos homens. Eu também fui
colocado na divisão de moda com Lanzotti, um pequeno homem anão com uma boca enorme e um bom olho para modelos. Lanzotti me apelidou
de Bionda imediatamente. "Eu farei você famoso", ele prometeu. "Seja como for, mas você não pode me levar para as famosas festas",
pensei. Três dias depois, fui contratado para uma gravação bem paga para a revista Vogue com um fotógrafo italiano muito
famoso. Foi por uma campanha de bolsa . "Uau, meu primeiro emprego em Milão." Fiquei muito entusiasmado. No dia em que entrei no estúdio do
fotógrafo, senti imediatamente que algo estava estranho. Na longa mesa havia muitas bolsas de couro de algum designer posicionado. "Que bom
que você está aqui, podemos começar", gritou o fotógrafo. Uma estilista feminina veio até mim e me levou para um quarto. "Ok, tire
a roupa." "Despido como na cueca", eu perguntei. “Não bobo, nu. Tire suas roupas, também cuecas. - Com licença, que tipo de tiroteio é
esse? Eu sabia de uma coisa com certeza; Eu não estava nu para ninguém. “Você estará nu. Vamos verificar para ver
onde você precisa de maquiagem. Para o tiroteio, você estará nua entre as bolsas de couro em uma mesa ”, ela respondeu, eu olhei para ela. "De
jeito nenhum!" O fotógrafo me ouviu. "Venha aqui", ele gritou irritado. "Vá levar um pouco", ele apontou para uma pequena mesa. Na mesa, vi um
estoque de cocaína e algumas linhas aspiradas. “Claro que não, se você acha que eu uso drogas, é melhor você se encontrar outra prostituta.
Estou indo embora ”, eu disse a ele. Eu agarrei minhas costas e saí do estúdio. Fui direto para a agência para fazer minhas reclamações. No
Ricardo Guy as reações foram misturadas. Todos os bookers estavam olhando mim. Eles se perguntaram como eu poderia
ter dito não a um dos fotógrafos mais famosos e à revista Vogue italiana. "Bom para você", disse um dos escritores. “Lembre-se dela. Ela é capaz
de dizer não a John Casablancas ”, afirmou outra porta-voz. “Esta tarefa para o designer na Vogue italiana foi a sua chance absoluta de se tornar
famoso em Milão. Você sabe quanto tempo muitos modelos têm que esperar antes que eles tenham essa chance? Você está há apenas três dias
em Milão e foi contratado com um dos fotógrafos mais famosos da cidade ”, disse meu booker. Naquele mesmo momento, Lanzotti entrou. “Ok, em
todo caso ela é melhor para a passarela. Sua atitude é o que a passarela precisa ”, disse ele. Então Lanzotti começou a me
empurrar para os desfiles de moda. E isso foi exatamente o que eu queria. Eu tive muitos castings de desfile de moda dentro das primeiras duas
semanas e fui colocado em opção por muitos. No entanto, depois de várias semanas, fiquei entediado. "Se eu não conseguir algumas reservas em
breve vou sair", disse a algumas modelos, enquanto eu estava sentado com eles em um local de encontro da moda para os modelos de moda
em Milão. Todos olhavam para mim surpresos. "Mas você tem opções de desfiles de moda?", Disse um deles. “Sim, mas isso não é por agora.
Levará semanas até os shows começarem. Don 't se esqueça, que uma opção não é uma reserva.” “Bem, as coisas NÃO FAZEM trabalho como
aquele em Milão. Você tem que ficar por meses, se não mais, antes de você conseguir um emprego ”, afirmou outro
modelo. "Mesmo? Acho que não ”, respondi. Meu plano era dizer à agência que eu sairia do Milan. Duas semanas de estadia foi mais do que
suficiente na minha opinião. Além disso, eu mesmo tive que pagar por muitas coisas. Uma coisa que sempre insisti foi pagar pelos meus próprios
apartamentos e outros custos. Dessa forma, nunca tive nada de uma agência. Este foi um grande problema para jovens modelos iniciantes.
Normalmente, quando uma agência pede a um modelo que venha para ficar, a agência pagará por todos os custos. Isso significa que o modelo
tem que aceitar qualquer trabalho que o booker tenha para pagar os custos. Eu sei de muitas ocasiões, onde os modelos
foram forçados a fazer nus, então eles foram capazes de pagar de volta o que eles deviam à agência. Meu lema nunca foi passar fome na estadia.
Eu sempre me assegurei de pagar pelos meus próprios bilhetes e apartamentos se eu fosse para outro país. Por causa do meu conhecimento, eu
estava em guarda no Milan. Eu nunca fui a um dos clubes daquela cidade. Eu nunca aceitei nenhum convite. Isso foi uma coisa que incomodou a
agência. Eles ficavam me dizendo para ir a essas festas, então grandes fotógrafos famosos ou clientes importantes podiam me ver. Em vez de ir
às festas, enviei-lhes meus cartões de visita ou meu portfólio com fotos. No entanto, o destino tomou outro caminho para mim. Quando entrei na
agência mais tarde dia, houve um casting para os trajes de banho “Ellesse”, com Monty Shadow, um fotógrafo muito famoso. “Ei
quem é esse? Por que eu não a vi antes? ”Monty perguntou enquanto ele me olhava de baixo para cima da esquerda para a direita. Lanzotti
explicou que eu era novo em Milão e que eu era a nova princesa da passarela . "Eu não me importo", reagiu Monty. Então ele levantou minha saia
para olhar minhas pernas e parte inferior. "Eu quero ela." Com isso, consegui meu primeiro mês de reserva em Milão. Eu estava reservado para a
ilha de Maurício. Tornou-se um trabalho de um mês. Embora tenha sido um trabalho de prestígio para "Ellesse", foi mal pago, porque eu era novo
na cidade. Maurício Na primeira semana em que estive na ilha Maurícia, a Agência disse-me que depois de eu ter
realizado as peças fundidas em Milão, eu tinha reservado todos os desfiles de moda. Mas isso a agência havia cancelado todos esses shows
em Milão, porque o tiroteio para "Ellesse" era mais importante. Eu lembro como estava com raiva. Minhas ambições eram passarela de
direção. Eu queria ser uma modelo que só fazia desfiles de moda. E aqui estava o agente pirando do Ricardo Guy que cancelou os shows
para que eu pudesse fazer roupas de banho idiotas . No entanto, o tiroteio "Ellesse" na Maurícia tornou-se muito interessante para mim depois de
tudo. Um escândalo após o outro! Nossa tripulação na Maurícia consistia em três modelos femininos e dois machos modelos. Eles eram
todos mais velhos que eu. Todos nós tínhamos sido reservados pela Monty Shadow. Nós tínhamos um cabeleireiro, um maquiador, um estilista,
Monty Shadow, seu assistente e os dois supervisores de “Ellesse”. O hotel era o hotel mais caro da ilha Maurícia. Estava cheio de garotas jovens,
maquiadores, cabeleireiros, agentes, olheiros, gerentes, donos de agências , editores de revistas, fotógrafos e seus assistentes ao mesmo
tempo. Tempo. Duas semanas depois de eu ter chegado na Maurícia, The Face of the 80s começou. O evento foi organizado pelo já
mencionado John Casablancas dos modelos “Elite”. Foi um concurso realizado para jovens modelos aspirantes, com idades entre treze e
dezessete anos. Todos os pedaços de carne jovens e frescos para todos aqueles homens ricos e de elite excitados que entraram na Ilha ao
mesmo tempo. isto Foi um grande evento na época, tanto quanto eu sei o primeiro em seu tipo. Nós tínhamos estado em um tiroteio fora
do domínio do hotel. Quando nós voltou para o hotel era como uma colméia tão ocupada. Todo mundo estava correndo por causa dos muitos
convidados que chegaram e ainda estão chegando. No começo, eram apenas as pessoas do mundo da moda que se instalaram. As jovens foram
colocadas em seus quartos. Todos eles tinham acompanhantes, para observar o comportamento das meninas. o meninas muito jovens não
tinham permissão para fumar cigarros ou ficar fora do quarto depois das 22 horas. Um grupo de meninas foi colocado em uma
dieta. Outro pequeno grupo teve que comer mais. Nos anos 80, muitos dos modelos jovens eram apenas ossos. No entanto, eles tinham mais
carne em seus ossos do que o olhar de heroína que foi criado a partir do final dos anos 90. Eu fui chamado muito magro nos meus dias como
modelo. Esse tamanho agora seria considerado grande agora. Uma semana depois que as garotas chegaram, chegaram os principais modelos
daquele período. Fizeram um desfile de moda de Azadine Alaya. Cinco dias depois da chegada dos top models, a elite chegou; incluindo membros
da casa do Mónaco. O concurso durou mais de três semanas. Era uma mistura de tudo e todo mundo pulando como galinhas histéricas gritando
os nomes de modelos que tinham se desviado. Em todos os lugares ao redor do hotel e no domínio do hotel eles
montaram pequenos estúdios. Tiroteios onde acontecem todos os lugares do hotel, nas praias, inclusive em quartos de hotel. Maurício se
transformou em um paraíso da moda . No entanto, o hotel às vezes me senti como uma enorme casa prostituta. Enquanto isso eu estava
trabalhando para "Ellesse". Nós estávamos principalmente no local e voltamos no final do dia. Então Monty decidiu usar o hotel também. Os
tiroteios foram feitos na piscina, ao redor do hotel e também na praia particular do hotel. Então, de repente, eu me tornei parte dessa colméia louca
chamada The Face of the 80s hunters. Os proprietários das agências vieram até mim perguntando quem eu era e qual
agência. Os membros do juiz prometeram votar em mim. Eles não sabiam que eu estava lá devido a uma reserva normal para roupas de banho e
roupas esportivas para "Ellesse". Para alguns, contei que tinha 22 anos. Minha idade os chocou. Eles pensaram que eu tinha apenas dezesseis ou
dezessete anos de idade. Uma agência de Viena não recuou. Eles queriam que eu viesse para Viena. Eu aceitei o convite deles e peguei o cartão
deles. Mas logo me esqueci deles. Muito trabalho e tiroteios fotográficos todo dia. Os tiroteios diferem de maiôs para biquínis,
sportswear, para surfar, incluindo moda de golfe. Foi um tiroteio diverso. Minha relação com Monty era estranha, os outros modelos se
comportavam como escravos ao seu redor. Eu não. Desde o começo eu estava com a boca afiada. Quando precisava eu estava pronto
para dizer-lhe "não". Monty não tentou fazer sexo com nenhum de nós. Seus modos diferem muito da maioria dos fotógrafos. Mas se algo não lhe
convinha ou se ele queria alguma coisa, então acontecia. Um dia, ele ordenou que retirássemos algumas palmeiras na área do hotel para uma
foto. Ele decidiu que a luz não era Boa. Então, todas as palmeiras foram retiradas para apenas uma foto. Durante o dia fomos todos os
modelos fazendo o nosso trabalho. No final do dia, era necessário que nós, as modelos, comparecessemos aos jantares. Eu não apareci ou
cheguei tarde demais; Fiquei por um curto período de tempo e voltei para o meu quarto de hotel. Monty apenas olhou para mim, mas nunca
disse qualquer coisa. Ele não tentou me forçar a ficar. Por outro lado, os outros modelos receberam ordens para entrar e permanecer. Eu
gostava de sentar na varanda. Eu poderia supervisionar a área da piscina, a área do clube de dança e uma parte da área de jantar. Foi como
assistir televisão. Assistindo todas as pessoas famosas. Muitos eles se embebedando, cheirando coca-cola às orgias sexuais
na piscina. Certas meninas, a maioria delas sob a influência da cocaína, foram escolhidas para passar a noite com os famosos e ricos. Através dos
acompanhantes eles podiam pedir a garota que gostassem. Se um dos homens quisesse uma das garotas, tudo o que precisavam fazer era
perguntar a um dos acompanhantes. Eles organizaram tudo. As garotas que aceitaram ir com esses homens, na verdade pensaram
que venceriam o concurso. Essas garotas fizeram de tudo para ganhar e se tornarem famosas. Um dia estávamos filmando na piscina. Eu estava
de biquíni verde brilhante . Eu estava posando nas águas, enquanto o senhor sabe quantas pessoas, especialmente os machos
onde procura. O tiroteio durou cinco horas no forno Dom. Depois que terminamos e me levantei da piscina, quis pegar meu roupão de banho. Eu
queria proteger meu corpo de todos os olhos me observando. De repente, senti uma mão me segurando e uma voz dizendo: “Você é realmente
linda. Eu quero você. ” Minha reação instantânea foi que eu me virei e dei um tapa no homem em sua face. Todos ao nosso redor de
repente pararam de falar. De uma vez estava completamente em silêncio. "Não merda, ela bateu Johnny", ouvi uma das modelos dizendo. O
homem que eu tinha batido acabou por ser ninguém menos que John Casablancas. Ele olhou para mim acariciando seu queixo. "Você nunca vai
trabalhar de novo em lugar algum, eu tenho certeza disso", ele disse calmamente. Eu olhei para ele e ri. "Realmente, você tem poder nos Estados
Unidos, não na Europa, duh!" Então eu fui embora deixando todos para trás com seus pensamentos e fofocas. Todo mundo estava se
comportando como um escravo em torno de Casablancas. Parecia que só eu não gostava daquele homem. Rumores sobre ele e seu apetite
por meninas muito jovens eram numerosos. Acredite em mim, a maneira como eu o vi se comportando em torno de meninas
muito jovens, confirmou os rumores. Não só Casablancas, mas toda a sua rede de amigos homens eram modelos muito jovens. Eu sei que
Casablancas dormiu com uma modelo inicial de treze anos nas Ilhas Maurício. Parece que sua esposa aceitou seus caminhos. Dias depois, entrei
em uma discussão pesada com Monty. Nós estávamos fazendo um tiroteio no sol escaldante por algumas horas, quando eu fui colocado em
uma posição curvando minhas costas na prancha de surfe, esticando meu corpo ao longo do borda. Eu olhei para o sol e bang eu
desmaiei. Eu caí com força no chão. Eu acordei ouvindo Monty gritando. "Açúcar, precisamos de açúcar." Então eles me entregaram alguns
sugarcanes. Eu comi um punhado e me levantei novamente pulando. "Não se preocupe, estou bem." Mais tarde naquela noite, quando jantamos,
estávamos sentados juntos com toda a equipe. Depois do jantar eu peguei um cigarro (nesse período na minha carreira de modelo comecei a
fumar cigarros de vez em quando). "Claro que não, não depois que você desmaiou em nós hoje", disse Monty. Então ele pegou o cigarro da minha
mão. "Realmente, eu decido se eu fumo, não é com você." Então eu peguei um maço de cigarros de um dos supervisores de "Ellesse". Monty
pegou o pacote na minha mão. "Não, não." Foi o supervisor que me entregou um cigarro. Monty não pôde dizer
mais nada. "Eu não consigo descobrir se você é extremamente ingênuo ou se é extremamente perigoso", disse Monty. "O tempo dirá", respondi.
Então levantei-me deixando a mesa para passear na praia. Ignorando que Monty estava me chamando de volta. Na praia eu estava pensando
sobre o que ele havia dito. O que ele quis dizer com “ingênuo ou perigoso”. Por que perigoso? Isso simplesmente não fazia sentido. Se eu pensar
agora, Monty deve saber algo sobre mim e minha programação. Ele certamente tinha conhecimento sobre modelos de moda
sendo programado. O que eu vi naquele mês foi o suficiente para entender o que estava acontecendo no mundo da moda.
Daquele momento em diante, fiquei longe de agências como a Casablancas “Elite models”. O vencedor foi escolhido de antemão O concurso em
Maurício foi manipulado. Em determinado momento, houve uma reunião com John Casablancas, os supervisores das agências de modelos e
alguns membros privilegiados da elite. Eles estavam selecionando os vencedores horas antes do início do concurso. Não os modelos, mas os
países dos quais os modelos vieram. Eles sabiam que certos países comprariam os direitos e exibiriam o concurso em suas telas de TV, quando
um de seus modelos vencesse. No final, tudo se tratava de ganhar dinheiro. Mas, naquela vez na Maurícia, eles tiveram azar.
O nome do vencedor vazou. Algumas das garotas ouviram quem ia ganhar. Eles correram para a tenda onde todos os jovens modelos novos
estavam fazendo sua maquiagem. Eles gritou que o concurso foi falsificado. Que eles já haviam escolhido as meninas que venceriam. As
meninas que tinham dormido com os ricos e famosos, que provavelmente lhes prometeram que iriam ganhar, começaram a perceber que tinham
sido enganadas. Eles tinham dormido com todos esses homens por nada. Todas as garotas começaram a se rebelar. Eles não escutaram mais
os acompanhantes. Pânico entre os organizadores! Eles não sabiam o que fazer. Casablancas e amigos foram obrigados a manter um empate
justo. Mas eles não fizeram. Eles fizeram um sorteio. Devido a isso, um modelo completamente diferente ganhou o concurso. Eu
acredito que Fredericka van der Wall, uma garota holandesa, também ganhou. Não porque ela foi escolhida, mas devido a sorteios. O que eu
tinha visto nas Ilhas Maurício foi uma experiência enorme para mim. Devido a The Face of the 80s, nas Ilhas Maurício, percebi que o negócio
era uma enorme chamada de gado, com muitos homens predando modelos virgens. Se você decidir se tornar um modelo, então precisa de
alguém em quem possa confiar. Alguém que não se desvie do seu lado. Uma garota inteligente entra no mundo da modelagem com seus pais, um
namorado ou marido para protegê-la. Eu não era tão inteligente, andei as milhas sendo solteiro. Eu pensei que era inteligente, mas não era. O que
eu tinha visto nas Ilhas Maurício foi um grande aviso e um alerta para mim. Quando acordei, percebi com um choque, o quão estúpido e ingênuo
eu realmente era. É importante mencionar que nem todos os bookers são vil cafetões. tem agências que são honestas e não
saquem seus modelos. Infelizmente, isso conta principalmente para pequenas agências desconhecidas. Viena Quando cheguei da ilha Maurícia,
em Milão, fui direto para minha agência. Todos bookers me olhou um pouco perplexo, depois que eu entrei. “Nathalie, escute que você é fofa,
mas não podemos mais aguentar você. Nós temos uma garota como você. Ela é muito mais leve que você. Você está muito escuro para os
nossos clientes, ”meu booker me disse. Eu fiquei muito surpreso. "Desculpe? Você sabe como é que eu sou tão escuro? Eu estou há mais de um
mês na ilha Maurícia fazendo tiroteios na praia. Em estava na água e no sol explodindo o dia inteiro. O que você achou que eu não iria curtir? ”Eu
respondi. Naquele momento, o executivo veio até mim. “Nathalie, eu espero que você entenda, mas por enquanto você é muito obscuro para nós.
Nós não poderemos vender você. Você tem que ir para casa e se tornar mais leve novamente. Então volte. Vamos esperar que você volte. ” Eu
olhei no espelho e tive que concordar com eles. Eu tinha me tornado extremamente escuro, avermelhado escuro na
Maurícia. Essa não foi a minha cor normal. “Eu entendo que neste momento eu estou muito escuro. Isso também conta para o mercado
holandês. Então vou tirar férias. ” Consequentemente, voltei para a Holanda. Eu tinha ganhado dinheiro suficiente para poder viver por um tempo,
até que minha pele voltasse à minha própria cor. Os dias passaram por mim. Depois do que eu tinha visto em Milão e Maurício, me perguntei
muitas vezes se deveria continuar trabalhando como modelo. Eu fui pensando seriamente em abandonar o mundo da
modelagem. Dois meses se passaram quando fui chamado por uma agência da África do Sul. Eles queriam me reservar para uma capa e
editorial. Naquele mesmo período, noticiários na Holanda mostraram agitação civil na África do Sul. Então eu recusou a oferta. Eu não
queria esse tipo de esfera ao meu redor. Alguns dias depois da ligação da África do Sul, Monica, a supervisora da agência de modelos austríaca
que me convidou nas Ilhas Maurício para ir a Viena, ligou para mim. Eu tinha me esquecido completamente desse convite. Mônica queria que eu
fosse para a Áustria. Eu disse a ela que precisava pensar sobre isso. Demorei três dias para decidir ir a Viena. A razão pela qual eu concordei foi
muito simples. Eu pensei que estava indo para a terra de "Heidi", a terra do "Sound of Music". Eu estava convencido de que ir a Viena seria seguro
para mim. Viena era uma cena desconhecida naqueles dias. Ninguém falou sobre o cenário da moda na Áustria. Mônica
mandou meus cartões para vários clientes. Quando cheguei, ela já tinha cinco reservas esperando por mim. Viena era completamente diferente de
Amsterdã, Dusseldorf, Bruxelas ou Milão. Eu nunca vou esquecer quando eu andei no centro de Viena pela primeira vez Tempo. O único
rosto colorido era meu rosto. Não havia pessoas negras ou coloridas nas ruas. A polidez dos austríacos, sua etiqueta era e ainda é brilhante. Suas
reações foram brilhantes. Todos eles amavam minha cor. o elogios onde chovendo em mim. Qual mulher não se sentiria lisonjeada? Eu me
apaixonei por Viena no momento em que cheguei lá. Houve apenas um problema que eu encontrei. A agência havia me instalado em um pequeno
quarto de hotel perto da agência. O quarto tinha até uma cadeira quebrada. Quando vi a sala, falei para o homem do saguão, para esquecer.
Recusei-me a dormir naquele quarto. Fui direto para a agência, entrei e disse em voz alta: “Quem vocês acham que sou? Como ousa me colocar
em um hotelzinho tão barato? Mude o hotel agora ou vou sair com o próximo avião. Eu realmente quis dizer isso. Eu me acostumei a ternos de
hotel. Ninguém estava me colocando em algum hotel barato, era o meu sentimento naquela época. "Oh meu Deus, temos uma
princesa em casa", foi a reação de um dos agentes. “Você tem que entender que eu não gosto de hotéis baratos. Nunca se atreva a me reservar
por menos do que eu exijo - eu disse a ela. Então senti pena. Eu não sabia por que me comportei como fiz. Algo me transformou em uma cadela
autêntica quando cheguei a Viena. Cada momento em que as coisas não eram precisas, eu iria reclamar. Como muitos outros modelos,
eu recusei mau serviço, comida ruim e hotéis ruins. Naquela época, achei que havia me transformado na cadela típica do modelo, por causa de
minhas experiências no mundo da modelagem. Mas isso não faz sentido. Para ser honesto, nunca fui maltratado. O oposto é verdadeiro. Onde
quer que eu viesse, sempre fui tratada como uma princesa de verdade. Depois de fazer a cena na agência sobre o hotel ruim, fui colocado
em apartamento de hotel de luxo. Eu trabalhei quase todos os dias durante dois meses seguidos. Nada de estranho aconteceu e eu realmente me
senti segura em Viena. Eu tinha me ligado a um grupo de cinco modelos americanos. Entre eles há foram dois modelos
masculinos pretos e um modelo feminino preto. Eu os encontrara no meu segundo dia em Viena na agência. Desde aquele momento nós
trabalhamos perto juntos. Fizemos vários ensaios fotográficos e shows juntos. Nós nos tornamos um grupo próximo. À noite saíamos e nos
divertíamos muito nos clubes. Nós éramos jovens e às vezes não nos comportávamos adequadamente. Acredite, às vezes éramos apenas
modelos barulhentos e detestáveis. Foi em 1985 e me senti muito seguro em Viena. Eu também encontrei um apartamento modelo caro . Então,
decidi que era hora de ir para a Holanda, arrumar meus pertences pessoais e me mudar para Viena. Depois que voltei da Holanda me pediram
uma série de fotos de nus para promover bolsas de couro fabricadas por “Krebs”. No começo eu disse de jeito nenhum. Então eles me explicaram
exatamente como seria o tiroteio . Eles prometeram que só veria minhas costas nuas. Minhas fundo seria parcialmente coberto
com uma bolsa de couro. Eles também me disseram quanto o cliente pagou pela campanha. Eu não pude recusar. Mas essa nudez de "Krebs" foi
a única que aceitei em toda a minha carreira como modelo. Durante o tiroteio, Helmuth, um bom amigo de Monica, entrou. Ele era o CEO de um
dos principais bancos da Áustria. Helmuth não sabia que havia um tiroteio. Ele veio para discutir alguns negócios bancários. Depois que as
filmagens terminaram, todos nos sentamos nos terraços e eu perguntei a Monica se ela sabia de outro apartamento, porque aquele em que eu
estava hospedado era ridiculamente caro. “Por que não levar meu apartamento? Eu estou quase lá, está vazio a maior parte
do vezes. Não custa nada ”, Helmuth perguntou. Eu olhei para ele para descobrir que tipo de homem ele era. Eu estava
convencido de que eu poderia lidar com ele no meu sono. Assim, aceitei. O apartamento era lindo. A entrada era linda art déco. Helmuth me
contou a verdade. Nos primeiros três meses eu realmente morei sozinho no apartamento. Ele não estava presente até que um dia ele me
ligou. “Estou de volta à cidade. Eu vou ao apartamento. Não se preocupe, você não notará que eu estou lá. ” De fato, no começo, eu não o notei.
Ele era bom, não fez nenhum progresso até uma noite. Eu cheguei em casa depois de um tiroteio. Ele fez sua empregada lavar minha roupa e
passar minhas roupas. Eu olhei minhas roupas na minha cama até minha calcinha foi passada. Eu pensei, uma maneira
estranha de me agradar. Helmuth ficou ali olhando para mim. "Eu quero te mostrar uma coisa", ele disse. Então ele abriu uma gaveta em seu
escritório e me mostrou uma pilha de cartões de diferentes modelos femininos. Ele ficou tão orgulhoso, enquanto me dizia que era amigo de todos
esses modelos. Que ele teve relações sexuais com todos deles. Que ele também cuidou bem deles. Então ele me disse que
ele também estava muito interessado em mim. Ele estava muito sério. Tão sério que ele me fez rir. “Não, obrigada. Não agora nem nunca. Então
você coleciona namoradas modelo como jogar pasha. Isso não lhe custa muito dinheiro? Ele ficou bastante desapontado. No entanto ele não
persistiu e me deixou sozinho. Nos dias seguintes trabalhei muito duro. Eu deixaria o apartme nt na parte da manhã e voltar à noite. Na maioria
das vezes, Helmuth não estava lá. Nós mal nos víamos. Então um dia ele me convidou para uma festa em um castelo fora de
Viena. Eu disse sim ao convite, depois que ele me prometeu que, se eu não gostasse, ele se asseguraria de que haveria transporte de volta a
Viena para mim. Nós chegamos de carro. Eu fiquei chocado com o gigantesco castelo. Era uma vasta propriedade com muitas estátuas gregas
nuas. Castelos como este não existem no Países Baixos. Nós estacionamos o carro, saímos e fomos até o castelo. No mesmo No
momento em que um carro acelerou e estacionou perto de nós. Um homem com uma enorme sacola de plástico saltou. A bolsa acabou por ser
preenchida com maconha. Neste momento pensei, cuidado. Esta festa parece uma reunião de drogas. Os convidados eram todos membros de
certas famílias influentes e famílias bancárias . Muitos estavam de pé ou sentados do lado de fora quando chegamos. No jantar eu não comi. As
pessoas tentaram me fazer provar a comida, mas segurei o pé. Depois do jantar, o convidado se espalhou pelo castelo. Eu tive que ir ao banheiro.
Todo mundo se foi, quando voltei. isto Era como se o castelo estivesse abandonado. Eu decidi ir à biblioteca e dar uma olhada na
enorme quantidade de livros antigos. Enquanto na biblioteca eu ouvi vozes de trás de uma das paredes de madeira. Então notei uma pequena
porta. Eu abri e vi um corredor. No final, vi luz e uma grande sala. Quando entrei na sala, vi uma enorme mesa com longas linhas de coque e
pequenas montanhas de coca. Muitos dos convidados estavam bufando com cachimbos. Eu fiquei lá e observei por alguns minutos. Eu me
senti nojento. Então, de repente, vi uma fêmea altamente grávida tomando um dos tubos bufantes, curvando-se para a mesa para aspirar um
pouco de cocaína. Esse foi o momento em que reagi. “Ei você, o que você está fazendo? Tu es grávida! Você não sabe que
cocaína vai danificar seu bebê? ”Eu gritei. Todo mundo ficou em silêncio. A mulher encolheu os ombros e fungou a cocaína de qualquer
maneira. Eu estava totalmente aborrecido com essas pessoas e decidi ir para casa. Eu vi Helmuth em pé no meio da multidão. Eu gritei para ele e
exigi que ele me levasse para casa. Ele arranjou um táxi que me trouxe para casa. O próprio Helmuth ficou na festa durante a noite. Na manhã
seguinte, decidi que os dias livres de aluguel tinham acabado. Eu tinha dinheiro mais que suficiente. Não seria difícil encontrar um
apartamento. UMA semana depois conheci um modelo austríaco. Sua avó morreu e ele queria alugar o apartamento dela. Pedi a Bridget para
compartilhar o apartamento comigo. Ela era uma modelo feminina afro-americana de Nova York. Ela trabalhara em Milão antes de chegar a Viena.
Ela me contou como foi procurada em Milão pelo chefe de uma agência para os desfiles de moda. Mas ela mal trabalhou em Milão. "Como você
ganhou dinheiro então?", Perguntei. Ela me disse que tinha se casado com um homem rico e um fotógrafo famoso . Ela ganhava dinheiro,
procurando novas meninas para festas particulares . O fotógrafo que ela mencionou acabou por ser o fotógrafo que queria que eu me deitasse nu
em uma mesa entre bolsas de couro e me quisesse para roncar coque para que eu me soltasse. "Então, você estava
prostituindo essas meninas?" Eu perguntei a ela. Ela ficou com raiva e insistiu que não tinha nada a ver com a prostituição dessas meninas. “Eu
nunca usei força. Os modelos decidem se concordam ou não. ” Perguntei-lhe muitas perguntas sobre essas festas. Ela respondeu algumas. Entre
outros, ela mencionou os barcos de festa para os quais convidariam modelos muito jovens. Ela admitiu que os convidados eram sempre políticos
mais velhos e atores famosos. Quando ela contou essas coisas, ela estava falando como se fosse normal para ela reunir garotas e trazê-las para
essas festas. Sabendo disso, eu estava ciente do seu comportamento e prometi a mim mesmo nunca ir com ela para festas
privadas. Mas ainda assim, ela era divertida o suficiente para se tornar roomies. Bridget não parecia realmente uma modelo. Ela era alta e muito
magra. Ela tinha um corpo reto, sem diferença entre cintura e quadris e sem mamas. Por esse motivo, gostaram dela pelas passarelas. Na
Áustria, ela foi registrada por muitos mostra. O cenário da moda austríaca não era conhecido por muitos modelos. Naqueles dias, para mim,
todas as portas se abriram, incluindo as portas de Munique e depois de Zurique. Convites vieram em mais do que eu poderia suportar. Muitas
vezes, eu tinha duas reservas em um dia. De manhã cedo trabalhei para um cliente. Então, mais tarde naquele dia, principalmente em torno de
15,0 horas, eu tive uma segunda tarefa. o O mesmo aconteceu com os desfiles de moda. Eu faria filmagens durante o dia e à noite um
desfile de moda. Nos primeiros seis meses em Viena, mal tive tempo de descansar. Por volta desse período, eu estava tão ocupado que não
conseguia ficar parado ou pensar. Acordei de manhã cedo, indo para os estúdios. Eu era como um robô durante esses
seis meses. Durma, trabalhe, coma, durma trabalhe coma. Esse foi o ritmo. Porque nenhuma coisa estranha aconteceu, eu me senti
totalmente seguro em Viena. Cerca de dois meses depois de eu ter me mudado para o novo apartamento com Bridget, conheci um pintor chamado
John e algumas pessoas do projeto “Vesna”; um monte de hippies fazendo incríveis tecidos de seda estampados. Eu os conheci enquanto estava
sentado junto com Bridget, Earl e Jeff, as duas modelos masculinas de pele escura em um terraço na Lugeck Platz, uma pequena praça no 1º
distrito do centro da cidade de Viena. O pintor e seus seguidores nos viram, nos abordaram e introduziram si mesmos. Em si, isso
não era tão estranho. Um grupo de pessoas de cor em um país branco como a Áustria atraiu muita atenção positiva durante esse tempo. Depois
que eles se apresentaram, tivemos uma boa conversa. As pessoas do grupo “Vesna” possuíam um prédio inteiro, incluindo um pátio na
Bakkerstrasse na Lugeck Platz. Eles ficaram muito interessados em me reservar para um ensaio de moda. Porque eu gostei deles, eu
concordei. O grupo “Vesna” e John eram bons amigos. John era um pintor extremamente bom. Ele viajou pelo mundo e tinha clientes em todos os
lugares. Muitos de seus clientes vieram de Dubai e dos Emirados Árabes. Depois de dois meses, embora ele fosse 23 anos mais velho que eu, eu
comecei relacionamento com John. Gostei dele o suficiente para reagir aos seus avanços. Ele era um escocês, muito alto, o
cabelo grisalho era na altura dos ombros e ele tinha barba. Eu realmente gosto desse tipo de olhar. Meus amigos modelo, muitas vezes
acabaram na casa do John para um bom jantar e conversar. Havia apenas uma coisa que eu realmente não gostava. Eu não gostava que ele todo
dia fumava haxixe. A primeira vez que testemunhei isso foi quando eu vim para uma visita inesperada. Ele estava deitado em uma
mesa. Perguntei a ele o que estava acontecendo. Ele olhou para mim e sorriu. "É óbvio que você não fuma", disse ele. Ele não percebeu que
naquele momento eu tinha um cigarro na mão. “Você está errado. Você não vê que eu sento aqui com um cigarro? Ele riu e se levantou. “Querida,
isso é haxixe. Você sabe o que é hash, não sabe ? ” “ Sim, eles fumam na Holanda, mas eu não uso drogas. Depois, em
casa, contei a Bridget que John tinha muito haxixe. Que ele conseguiu de Dubai e que deveria ser da melhor qualidade possível. Bridget pulou da
cadeira. “O que João tem haxixe? Por que não ir visitá-lo hoje à noite? Vamos para ele hoje à noite. Não fiquei surpresa por ela ser uma
fumante. Naquela noite, vi Bridget fumar na casa de John. O hash mudou ela. Ela se tornou uma pessoa risonha e quase bêbada. Eu não gostava
de ver nem ouvi-la se comportar assim. O relacionamento com John era rochoso e estranho. Ele estava muito interessado em meditar esoterismo
e numerologia. Seus amigos eram todos artistas, muitos deles músicos e pintores. Eles eram muito diferentes dos meus
amigos. A relação com João durou cerca de 1,5 anos. Mas nós não nos vimos muito. Na verdade, nós nos vimos talvez cerca
de cinco ou seis meses em total. Isso foi por causa das muitas reservas que fiz no exterior. Durante o período em que tive um relacionamento
com John mantive o apartamento que compartilhei com Bridget. Recusei-me a morar com John em sua casa. Tinha nada a ver com John,
mas tudo comigo. Eu não queria ir à casa de John depois de um tiroteio ou desfile de moda. Sua casa estava sempre cheia de amigos que
fumavam e tocavam música. A casa de John era muito esfumaçada, especialmente no quarto. Eu odeio dormir em um quarto esfumaçado. Meu
primeiro “show de joias” eu tive muitas reservas em diferentes países. Às vezes eu ficava longe por semanas ou até meses. Eu ganhei meu
primeiro show de joias em Viena. Eu tenho que admitir que o show foi lindo. Era lindamente estilizado e a coreografia estava bem
feita. isto Foi um evento de classe onde as famílias mais austríacas, suíças e alemãs se reuniram para observar as novas joias
apresentadas pelos famosos joalheiros, como Bvlgary, Cartier e De Beers. Este show foi a minha introdução no mundo das famílias mais
importantes, como os Rothschilds e os Rockefellers. Comecei a receber muitos convites para ir às festas deles. Certa vez fui convidado por um
príncipe russo. Sua casa estava cheia de arte rara e mostrava grandeza. Foi por cima, pelo menos aos meus olhos. No “Wiener Staatsoper” Uma
vez por ano, o edifício “Wiener Staatsoper” (Ópera de Viena) transforma - se no salão mais bonito e elegante do mundo para a Ópera de
Viena. Bola. É uma gala glamourosa de esplendor e fascínio único. A bola de todas as bolas. Membros de famílias reais, as
famílias super ricas e influentes e as famosas estrelas de cinema, assim como os políticos, participam deste evento. Uma vez, eu mesmo fui a
essa festa com alguns outros modelos. Quando eu entrou no meu vestido de noite de "Lanvin", fui apresentado como se eu fosse um dos
membros de elite. No momento em que eles chamaram meu nome, um homem excêntrico se aproximou de mim. Ele me convidou para sua
mesa. Ele não estava interessado nos outros modelos. Uma vez na mesa, ele e seus amigos me convidaram para se juntar a eles para a
festa. Naquele momento, soube que era hora de partir para minha própria segurança. Eu Pedi um táxi de volta para casa. E agora vem
... Lembro-me do táxi, mas não me lembro de voltar para casa. O que eu lembro é que eu acordei nua na minha cama. Meu vestido sobre o
sofá, saltos altos no chão e um enorme balde cheio de rosas rosas vermelhas em uma das mesas. Até hoje, não sei o que aconteceu naquela
noite. Eu tive flashes de imagens bizarras. Ao contrário do que aconteceu comigo antes em Hamburgo, não havia nenhum líquido pingando entre
as minhas pernas e eu também não tinha feridas. Então isso ficou mais fácil esquecer isso. Eu me enganei pensando que
provavelmente tinha sonhado com isso. A questão permanece de onde as rosas vieram. Julio Iglesias Quando a temporada de shows (1986)
começou, eu tive que ir para Munique. Eu representei alguns designers austríacos. Eu era o único modelo reservado da Áustria. o agência
me disse que era uma reserva especial. Eu estava reservado em um hotel de cinco estrelas muito famoso para a elite rica e os famosos, bem
como para os políticos. Eu estava de terno no andar de cima, alguns andares acima dos quartos das outras meninas. Eles têm quartos
normais. Naquela primeira noite, houve comoção no hotel devido à presença de Julio Iglesias, o famoso cantor espanhol. Ele fez alguns shows em
Munique e ficou no mesmo hotel. Quando voltei para o hotel de fazer alguns acessórios, ouvi sobre ele ser um convidado. Eu estava muito
cansado e fui dormir. Naquela noite, já era bem tarde, por volta da meia - noite, acordei. Eu não pude dormir. Então, liguei para o serviço para me
trazer um copo de leite quente com mel. A recepcionista me disse que não havia nenhum funcionário da cozinha presente,
mas que, se eu quisesse, eu poderia usar a cozinha, um serviço especial para os hóspedes da “suíte do hotel” . Antes de descer, abri a porta para
dar uma olhada no chão. Estava totalmente vazio. Eu não detectei nenhuma vida no chão. Vestindo apenas uma camisa comprida e descalça,
desci a cozinha para fazer o leite quente. Quando terminei na cozinha, andei com o copo de leite para o meu sala. Então, de repente,
ouvi muitas vozes. Ao virar da esquina, um enorme grupo de homens veio andando até mim. Fiquei surpreso e fiquei parado vagando o que eles
queriam de mim. Então um dos homens se afastou. Quem eu vi em pé no meio de todos esses homens? Foi Julio Iglesias. Ele parecia muito
velho, tinha uma pele ruim e estava careca em cima de sua cabeça. Eu tive que rir. Seus fãs o conhecem com cabelo, mas na verdade ele era
careca. Ele ficou na minha frente e manteve as mãos juntas. Então ele se curvou levemente mim. “Estou honrado em ver você. Você é
realmente muito bonita. Eu não posso esperar. ” Eu pareci surpresa com ele. Quem contou a Julio Iglesias sobre mim? E o que ele quis dizer com
“não posso esperar”? "Acho que não. Você não acredita em você mesmo? ”Eu disse. Então eu andei rapidamente para o meu quarto. Trancou a
porta e colocou uma cadeira sob a maçaneta da porta. Naquele momento, fiquei muito convencido de que estava a salvo; que por isso nada
poderia acontecer comigo. Eu estava tão errado. Depois de beber o leite, adormeci imediatamente. Então, de repente, acordei e notei que estava
deitado em uma cama. Eu estava vestida com uma roupa de couro preto e meus braços estavam amarrados e presos a anéis, logo acima da
moldura da cama. Eu vi uma porta aberta e um menino muito jovem parado ali, olhando para mim. No momento em que eu
queria dizer alguma coisa, ficou preto na frente dos meus olhos. A próxima coisa que eu sei é que eu acordei na manhã seguinte na minha suíte
com a minha camisa. No começo, pensei que estivesse sonhando. Mas, quando me levantei, fui ao banheiro, tirei minha camisa para tomar um
banho, vi duas pequenas contusões nas minhas pernas e meus pulsos estavam doloridos. No entanto, não havia marcas para ver. Por
um segundo, uma imagem de mim mesma, sendo amarrada na cama, brilhou diante dos meus olhos. Então eu pensei, de jeito nenhum. Isso não
aconteceu, eu devo ter sonhado. Talvez eu tenha machucado minhas pernas durante a montagem. Ou talvez ... Então o
telefone tocou. "Nathalie, é hora de descer para fazer o seu cabelo e maquiagem." Depois que eu coloquei o telefone, eu
esqueci o incidente. Tomei um banho, vesti minhas roupas, peguei minha bolsa e desci. Nathalie foi programada para obedecer, fazer,
experimentar e depois “esquecer”. Nesse mesmo dia, quando voltei ao hotel do meu trabalho, estava esperando o elevador. Eu tinha um par de
jeans e uma camiseta. Eu era o único modelo que estava vestido informalmente. Recusei-me a vestir-me só porque eu estava reservado neste
super hotel. Um velho se dirigiu a mim. "Por que você se veste assim?" Ele perguntou. "Porque é confortável", respondi. “Confortável é para
quando você está em casa. Seria melhor você se você se vestiria. Você tem cabelos longos e bonitos. Por que você não usa
o cabelo aberto? ” Eu pensei, o que há de errado com todos esses homens? Por que eles não me deixaram em paz? Entrei no elevador sem
responder. Fiquei feliz quando saí daquele hotel no dia seguinte. Para mim o hotel também era perigoso. Por que este hotel se prestou
para desfiles de moda, foi uma das perguntas que eu tinha. Naquela época, Nathalie não sabia que muitos hotéis pertencem a uma rede
oculta dentro do mundo da moda e da indústria de modelagem. Na feira de moda de Munique Depois que voltei de Munique, pensei que talvez ter
um cachorrinho comigo bloqueasse todas essas coisas estranhas. Em uma semana, comprei um cachorrinho. Eu o chamei de Dzjengis Khan. Na
mesma semana em que precisei ir novamente a Munique, fui contratado para a “Munich Messe” (feira da moda). Eu tive que fazer os shows para
os rótulos austríacos. Então, no final do dia, eu faria os desfiles. Durante um dos shows, enquanto eu andava na passarela, ouvi um
familiar voz. "Então, quanto tempo ela vai estar desta vez em Munique?" Eu olhei na direção da voz. Fiquei chocado. Eu
olhei diretamente para o rosto do americano que me drogou em Amsterdã com Jeroen. Fiquei surpreso, eu tinha esquecido completamente dele.
No começo eu queria reagir, mas eu estava andando no palco. Eu não conseguia ficar parado e me dirigir a ele. Nos bastidores, enquanto entrava
em outra roupa, minha mente estava acelerada. O que ele estava fazendo aqui? Eu pensei que ele estava nos Estados Unidos. Eu tentei lembrar o
nome dele, mas estava bloqueado no meu cérebro. Isso não foi tão estranho. Toda vez que eu queria lembrar o nome dele, estava
bloqueado. Não houve tempo para pensar mais. Eu tive que subir ao palco novamente. Eu tinha o intenção de dar uma boa
olhada no americano e nas pessoas que estavam com ele. Enquanto caminhava pela passarela, de repente fiquei tonta e fiquei inconsciente. Mais
tarde, os outros modelos me disseram que a princípio as pessoas achavam que pertencia ao ato. Então eles perceberam que era sério. Fui levado
a um médico e ele me examinou. Então ele se levantou. "Minhas Deus, ela tem uma gravidez em tubo, ela desmaiou porque está pronta
para explodir em seu corpo ”, eu o ouvi dizer. A senhora que me levou ao médico entrou em pânico. O médico estava chamando hospitais, mas
não havia ninguém que pudesse fazer a cirurgia imediatamente. Felizmente, o médico encontrou um hospital em Munich Passing. Enquanto ele
estava conversando com o hospital, eu estava pensando sobre o que ele disse. Como eu poderia ter uma gravidez de tubo? Eu não fiz
sexo com John por meses. Perguntei ao médico até onde a gravidez foi. "Cerca de três meses", afirmou. Eu senti meu coração subir. Isso
foi impossível. Minha situação me obrigou a parar de pensar sobre a causa da minha gravidez. Eu tinha meu cachorro comigo, então primeiro tive
algumas coisas para fazer. Eu insisti em ser trazida de volta para a feira. Quando Voltei, as modelos estavam felizes e pensei que estava
bem. “Não, não ... ela está muito doente. Isso é muito sério. Ela precisa fazer uma cirurgia imediatamente - gritou a senhora que me levou ao
médico. Eu estacionei meu cachorro com Bridget. Depois saí de táxi com duas motos policiais escoltadas , sem parar para semáforos, direto para
o hospital. Quando me levaram para a sala de cirurgia, fiquei com medo. "Eu não posso ter isto. Eu não posso ter uma cicatriz. Eu sou
uma roupa de banho e modelo de roupa íntima, eu disse ao médico ” O médico riu. "Não se preocupe. Será uma cicatriz muito pequena. Ele
estava certo. A cicatriz era muito pequena e estava apenas a cinco centímetros abaixo da linha do meu cabelo. Apenas os médicos alemães são
realmente os melhores. Após a cirurgia, fui transferido para um quarto de hospital privado. Durante os cinco dias que tive que ficar no hospital,
tinha esquecido de ver o americano durante o desfile de moda. Depois de cinco dias, voltei a Viena de trem com um amigo. Para não danificar os
músculos da barriga, não me permitiram ir para casa de avião. Eu tenho três articulações para o passeio de um médico. Ele
insistiu para eu fumar um de cada hora. Eu fiquei totalmente surpreso. Naquela época eu não sabia o verdadeiro negócio quando se trata de
haxixe ou maconha. Então o médico explicou que ele usava erva como remédio. Lembro-me bem de como minha amiga ficou totalmente
paranóica quando acendi o primeiro baseado no trem. "Não se preocupe." Então eu mostrei a receita do médico. “É usado como remédio? Eu não
sabia disso ”, disse ele. Você não pode comprar este crioulo Quando voltei para Viena, John era uma enfermeira perfeita para mim. Ele cuidou
bem de mim. Eu me permiti ficar doente por apenas uma semana. Amigos onde ao redor e caminhou o cachorro para mim. Uma semana depois,
independentemente de eu ter acabado de sair do hospital, eu estava reservado para um filme curto de moda. Essa atribuição
pagou muito dinheiro, salários mais altos do que geralmente para esse tipo de filme. Até os dias atuais eu ainda não sei quem são os clientes. Foi
em um local distante. O táxi que me trouxe custou muito dinheiro (pago pelos clientes). Quando cheguei, vi uma mansão branca colossal com
uma entrada imensa e um jardim que parecia um parque. Quando entrei na entrada, uma mulher veio até mim. "Você, você tem que se vestir
aqui", ela comandou, enquanto apontava para um quarto que estava bem vazio. Quando ela atravessou a sala vazia, eu a segui. Então entramos
em outra sala onde os modelos estavam vestidos. Havia muito pequenos modelos de crianças loiras. “Não, isso não é para
você. Este é o quarto errado ”, disseram as mulheres. "Desculpe. Eu também estou reservado para este filme como modelo. Onde estão
minhas roupas? Um jovem entrou e me entregou um avental e um vestido negro de escravo. Eu olhei para toda a cena e vi que eles
estavam vestidos em estilo colonial e que todos os modelos loiros. Eu perguntei a eles qual era a cena. “Você é a babá negra das crianças.” “Você
está enlouquecendo? Você acha que você pode me reservar para jogar nigger para o seu rabo. Quem você acha que é? Joguei as roupas no chão
e fui até a outra sala e liguei para a agência. Eu pedi por Monica. Eu amaldiçoei ela para o alto céu direto para o inferno. A mulher me seguiu.
“Você não pode sair. Nós pagamos muito dinheiro para você. ” “ Você acha que pode comprar esse crioulo, ”eu zombei dela. Então, exigi que ela
pedisse um táxi. "Esteja ciente de que, se você não pedir um táxi, você vai lidar com o meu advogado." O táxi foi
encomendado e eu dirigi direto para a agência. Entrei em Monica em seu escritório. "Cadela se você ousar me vender de novo como escrava, eu
trarei sua agência baixa. Eu juro, eu faço todas as modelos te deixarem para outra agência, eu deixo ela conhecer. Monica sentou-se e
não disse nada. Ela me deixou amaldiçoá-la antes que ela ousasse falar. "Eu não sabia. Eles me disseram que o filme era para um comercial. Eles
pediram especialmente para você. Você sabe que eu não sou racista. Eu tenho cinco modelos negros em Viena. ” “ Claro… Me conte uma
coisa. Por que você tem Jeff e Earl? Jeff fez alguns shows, mas Earl nunca trabalhou. Então, o que há com isso? De onde você precisa para esses
modelos negros em Viena? Eles sofrem de febre da selva nesta cidade. Eu queria saber quem era o cliente. Monica não respondeu. Mais tarde,
o filme acabou por ser uma herança familiar . Foi uma das principais famílias austríacas que me contratou para ser serva em seu filme de
família. Eu disse a Monica que precisava pensar nela e na agência. Eu precisava pensar se eu queria ficar com ela ou não. Na mesma noite,
decidi sair. Para encurtar a história, mudei da agência de Monica para "Wilhelmina Wien ”, uma importante agência bem
conhecida nos Estados Unidos. Eu trouxe todos os meus clientes comigo. Uma semana depois, fui contratada para uma viagem de maiô na ilha de
Maiorca (Espanha). Eu fui primeiro ao médico para um check-up para a cicatriz na minha barriga. Ainda estava um pouco inchado da cirurgia. Mas
me permitiram ir a Mallorca. o As filmagens eram para um catálogo de roupas de banho no estilo do calendário da Pirelli. Exatamente o
mesmo estilo. Eu nunca vi o catálogo e ainda não tenho idéia de quem eram os clientes. A reserva não foi através de Viena, mas novamente a
partir de Munique. A viagem a Mallorca durou sete dias. Tóquio (1989) Quando voltei a Viena, ouvi que um cliente queria que eu fosse a Tóquio
para as “coleções de Tóquio”. Dentro de um mês eu estava em Tóquio. Bridget me acompanhou. Ela esteve em Tóquio antes de mim. Eu fiz as
fundições e fui reservado imediatamente. Todo cliente me queria para o show. Eu fiz muitos shows e ganhei muito dinheiro. Um dos shows que fiz
foi para a Dior na Walt Disney Tokyo. Foi aberto com grandeza. A maioria dos convidados veio do exterior. Entre eles,
havia muitas estrelas de cinema e diretores de cinema. Eu me perguntava por que eles iriam a Tóquio para um desfile de moda em uma atração
do parque infantil. As conexões da Dior foram suaves. Então chegou a hora do cabelo e da maquiagem. Mais uma vez tudo foi feito perfeitamente,
todos se comportaram corretamente. Nada de estranho aconteceu; Eu não senti perigo. A passarela foi muito maior do que o show de Issey
Miyake que eu havia feito dois dias antes. As modelos que foram reservadas eram as principais modelos de passarela de 1987. No momento em
que o show começou, senti uma estranha tensão vindo de um certo grupo sentado na primeira fila na plateia. Quando passei por eles
ouvi a voz de uma mulher. “Uau, você está certa, ela é realmente linda. Acha que ela virá com a gente? Pelo canto dos meus
olhos, vi que era Catherine Deneuve uma das melhores estrelas de cinema francesas, que falara. Ela estava sentada com dois homens ao lado de
um homem mais velho. Eles estavam todos olhando para mim. Eu parei ainda posou como se fosse parte do show, olhei para todos eles, me virei
e continuei andando. Daquele momento em diante, fui cauteloso. Eu pensei, aconteça o que acontecer depois do show, eu vou para casa. Quando
o show acabou, eu corri de volta para o meu rack e me vesti rapidamente. Enquanto eu colocava estava colocando meus jeans e botas, as portas
do vestiário se abriram. O homem mais velho, junto com os outros dois homens, que estava sentado ao lado de Catherine
Deneuve, entrou. Em francês, o homem mais velho perguntou a uma das modelos se eu estava lá. Eu me escondo atrás de um dos modelos. Eu vi
que um dos homens que entraram com o homem mais velho, tinha cabelos negros escuros. Ele era a imagem do americano que me drogou por
seis anos. Muitas coincidências para mim, eu me virei, agarrei minhas costas e corri para a saída. Mas, antes que eu pudesse sair do prédio, um
homem agarrou meu braço e disse. "Não, não vá, você tem que ficar aqui." Fiquei parado e olhei para a mão dele agarrando meu
braço. "Sua mão, por favor, solte meu braço." De uma vez ele soltou. "Você não pode deixar você ter sido solicitado", ele sussurrou. “Desculpe-me,
pediu? Por quem? " " Você é solicitado pelo nosso convidado especial da França. " " Eu pareço estúpido? Eu sei o que esses pedidos significam.
Você acha que eu vou deixar eles me drogarem para fazer sexo comigo? Acho que não. Então marquei para fora do prédio, direto em um táxi de
volta para o apartamento que aluguei. Eu tenho que ser honesto, devido aos meus sentimentos sendo caçados e devido às muitas coisas
estranhas acontecendo ao meu redor, eu também devo ter sido muitas vezes mal-intencionada para aqueles que
significavam bem. Mas como eu não confiava em nenhum, eu simplesmente reclamava de todos que se aproximavam de mim. Quando abri a
porta do meu apartamento, ouvi vozes. Quando entrei, vi John deitado na minha cama como um paxá. "O que você está fazendo aqui? Eu
perguntei surpresa. John decidiu me surpreender. Ele queria me pegar e me levar com ele para Bali para comprar seda. Eu estava feliz. João veio
no momento certo. Pensei que, se alguém me quisesse tão mal, me seguiria até Tóquio, que era melhor eu sair de Tóquio. No dia seguinte
partimos para Bali. Em Bali, não me diverti. João precisava estar em certos lugares para fazer negócios. Na maior parte do tempo, ele me deixou
na praia meu próprio. Eu não sou um gato de praia, então eu fiquei entediado rapidinho. Eu também entrei em brigas com
homens desagradáveis perambulando pelas praias e resorts do hotel , tentando vender drogas ou crianças para o sexo. Eu me lembro de um
dia, depois que eu disse a eles para me deixarem sozinhos com suas drogas, que um deles me perguntou se eu queria fazer sexo com uma
menina. “Uma jovem garota! Não! Vá embora e me deixe em paz! ”Eu gritei. Ele saiu, mas pensou que poderia me convencer a fazer sexo
com um dos crianças. Poucos minutos depois, ele voltou com um menino de cerca de oito anos, tentando vender essa criança para mim. Eu me
levantei e era mais alto que o homem. Eu ataquei ele acertando ele no chão. Para a criança eu disse para fugir. O homem se levantou e eu fiquei
acima dele, gritando para ele. Ele recuou e se virou correndo, me amaldiçoando como o inferno. Mais tarde naquela noite no hotel, contei a John o
que aconteceu na praia. Que eu queria sair e que me recusei a esperar por ele enquanto ele estava fazendo o negócio.Nem eu queria
ir com ele para seus compromissos. Eu dei a ele dois dias para cuidar dos negócios dele. No terceiro dia, voltamos para Viena. Foi o período em
que me tornei um pouco mais duro na minha atitude em relação pessoas. Eu fui legal, com medo de alguém me incomodar. De volta a Viena,
um amigo designer que trabalhava para "Vesna" estava ocupado preparando um novo desfile de moda. Eu mergulhei e ajudei com tudo. Eu
joguei fora a maior parte das roupas insistindo que havia peças demais para um show de trinta minutos. Organizei a música, dirigi a construção do
palco e reservei boas modelos para ele. Eu também fiz a coreografia. Eu trabalhei três dias sem dormir. O show foi durante a noite e se tornou um
enorme sucesso. O evento estava lotado e as pessoas tiveram que ser recusadas para o show porque estava lotado. Eu descobri que eu tinha um
sexto sentido quando se tratava de fazer trabalhos de estilo ou coreografia. Também me deu uma posição diferente, sendo apenas um
modelo. Eu gostava de estar do outro lado da cerca, não do modelo, mas do coreógrafo. Mônaco Dois meses depois, chegou a
hora do show. Eu tive desfiles de moda em Dusseldorf e Munique. Mas antes de ir para a Alemanha, fui contratado para um desfile da Dior em
Mônaco. Eu deveria ir primeiro a Paris para o acessórios. Então eu tive que ir para Mônaco ficar por cinco dias. Meu agente foi retirado,
quando as reservas chegaram. “Agora você vai se tornar uma famosa modelo de primeira linha.” “Cinco dias para um show da Dior em
Mônaco? Eu pareço estúpido para vocês? Eu Não vou a Paris para acessórios nem irei a Mônaco. Essas aberrações da casa de Grimaldi
estão sempre nesses shows para escolher modelos e atraí-los para uma festa. Eles drogam as garotas para colocá-las em sua cama. Claro que
não, eu não vou para Mônaco. Diga às pessoas da Dior que elas podem beijar minha bunda. ” Mais tarde, ouvi dizer que Karen Mulder, uma
modelo holandesa, foi contratada para o mesmo show da Dior em Mônaco. Ela tinha um lindo rosto clássico e trabalhava
extremamente bem. Quando os modelos me disseram que Karen estava reservada para aquele show, eu lhe enviei um aviso sobre as
muitas ameaças. Ela não ouviu e foi para Mônaco de qualquer maneira. Como muitos outros, ela se sentiu especial, por ter sido convidada
no “paraíso fiscal” da elite. Mônaco é um pequeno reino que é protegido dos olhos da imprensa mundial. Dificilmente alguém sabe o que realmente
acontece naquele pequeno reino. Devido ao meu encontro com a família Grimaldi, enquanto eu estava nas Ilhas Maurício para “Ellesse”, eu sabia
que os modelos de drogas de elite para o sexo, especialmente o filho de Grimaldi e seus amigos. Naquela época, Nathalie ainda não estava ciente
da existência dos escravos Beta programados . Abuso sexual e modelos faltantes Depois que recusei o show da Dior em
Mônaco, fui à Alemanha fazer meus shows em Dusseldorf e Munique. Em Munique aconteceu algo que me fez perceber que eu não era o único
modelo sendo abusado sexualmente. Quando cheguei a Munique, a primeira coisa que nós, as modelos, tínhamos a fazer era ir à feira de
acessórios para os shows. Esses dias de montagem, juntamente com os dias de ensaio, podem levar até cinco dias. E então você teve os dias do
desfile de moda. Eles duraram cinco dias também. No terceiro dia, quando estávamos fazendo os ensaios, um dos modelos femininos não
apareceu. A coreógrafa nos perguntou se sabíamos onde ela estava. Ninguém sabia. Um modelo lembrou que o modelo
desaparecido havia sido convidado para uma festa. No dia seguinte, a menina ainda estava desaparecida. No sexto dia, de repente, ela apareceu
no hotel. A garota não tinha ideia do que havia acontecido com ela. Ela disse que não se lembrava de nada desde o momento em que entrou em
uma limusine que a levaria para a festa. Ela estava muito chateada. Quando eu estava atrás dela, vi marcas em seu pescoço. Eu disse algo sobre
as marcas. o garota levantou-se para olhar as marcas no espelho. Viu as marcas em seu pescoço e começou a chorar. Quando ela
ouviu que ela não apareceu por três dias, ela teve um colapso nervoso total . "Três dias? Como isso é possível, ”ela chorou.
Ela não conseguia lidar com não saber o que havia acontecido com ela naqueles dias. O ruim para ela foi que a coreógrafa não acreditou em sua
história. Ele a demitiu e ela teve que voltar para casa. Depois dos ensaios, voltamos para o hotel. A garota ainda estava lá e eu realmente queria
falar com ela. Ela estava sentada no bar. Eu perguntei se ela poderia lembrar se esse tipo de coisa aconteceu com ela antes. Ela
me disse que ela tinha experimentado o mesmo uma vez antes. Como desta vez, ela não conseguia lembrar de nada. Só que ela acordou
de manhã em sua cama nua. Demetrius, um dos modelos com os quais eu saio às vezes em Viena, também desapareceu. Isso foi novamente em
Munique. Nós estamos reservados para vários shows. Durante os dias de ensaio, ela foi apresentada aos membros de uma famosa
rocha grupo. No dia seguinte, ela não apareceu para o trabalho. Ela estava longe de ser encontrado. Os outros modelos estavam
preocupados com ela. Na minha cabeça, simplesmente "clicava". Demétrio desapareceu em uma terça-feira. Ela se foi por dois dias. Em Sexta-
feira ela caminhou até o palco onde estávamos, ela nos cumprimentou como se nada tivesse acontecido. O coreógrafo ficou muito irritado. “Como
você se atreve a aparecer? Onde você já esteve? ”ele gritou. Demétrio não entendeu nada. Ela parecia totalmente confusa. O
outro modelos explicaram a ela que ela tinha ido embora por alguns dias. Ela não tinha lembrança de tudo isso. Ela não sabia que ela havia
partido há dois dias. Quando ela acordou em sua cama no hotel, ela não sabia que era sexta - feira. Ela pensou que eu era quarta-feira. Essas
histórias confirmaram para mim que essas coisas não aconteceram comigo, mas também com outras garotas. Às vezes, os modelos não
apareciam nos shows e ninguém sabia onde eles estavam. Outras garotas desapareceram por vários dias sem lembrar onde estavam. Era muito
perturbador que as agências devessem saber, mas nunca falaram sobre as garotas que desapareceram. Como se essas coisas não
acontecessem. O desmembramento Depois da temporada de shows na Alemanha, voltei para Viena. Algo me disse que eu tinha que me mudar.
Viver de forma independente seria melhor para mim. Meu plano era para pegar meu próprio apartamento. Eu tive o suficiente
de dividir um apartamento com Bridget. Seu comportamento me irritou. Ela estava muito em festa. Ela também gostava muito de drogas. Eu não
queria mais morar com ela. Eu encontrei um novo apartamento em breve. Tudo o que eu precisava fazer era minhas roupas e produtos de beleza.
Antes de me mudar, fui a uma loja de segunda mão e comprei a mobília. Eu comprei quatro colchões na “Ikea”. Eu os empilhei, fazendo uma
enorme cama macia. Eu me senti aliviada quando me mudei para o novo apartamento. Finalmente, Eu vivi sozinha. Eu senti que era
exatamente o que eu precisava. De repente, eu não estava apenas vivendo com Bridget, mas também fui feito em um relacionamento com
John. Eu disse a ele para conseguir uma nova namorada. Mas ele não queria me abandonar. "E se você precisa de um namorado mais
novo, mas eu não me importo ”, ele me disse. "Sim claro. Seu velho hippie. Eu não penso assim. Eu não durmo com mais de um homem na
época. Esta semana eu tenho alguns shows em Budapeste (Hungria) e Praga (República Tcheca). Vamos falar sobre isso, quando
eu voltar. Quando voltei de Praga, decidi que era hora de mudar. Eu terminou com John, dizendo que era hora de seguir em frente.
Expliquei a ele que queria ser solteira novamente. Ele estava extremamente triste e eu senti muito por ele. A viagem egípcia Um dia, depois que
John e eu terminamos, ele me ligou. Ele queria me ver. "Claro, por que não. Até mais tarde - eu disse. Quando John chegou, sentou-se na enorme
cadeira velha que eu havia comprado de segunda mão. Eu tinha o meu roupão de banho. Naquele momento eu estava totalmente em uma viagem
de beleza fazendo minhas unhas, levando cabelo e máscara facial. Eu tive um dia de preparação. John me perguntou se eu me importava com ele
para fumar um baseado. Eu não tive objeção. Nós não estava mais namorando, então não era mais da minha conta. Eu estava
sentado na minha cama secando minhas unhas quando, de repente, para minha própria surpresa, eu me ouvi dizendo: “Sabe de uma coisa, hora
de eu fumar um baseado.” Levantei-me, caminhei até ele e tomei o conjunto de sua mão e começou a fumar. "Uau, senhorita cuidado, este hash
vai bater em você dentro de alguns segundos", ele disse. Mas era tarde demais. De repente eu estava no antigo Egito. Eu estava de
pé conversando com alguns padres. A conversa foi sobre um inimigo que estava tentando dominar o Egito. Eu estava no comando, então
parecia. Apontei para um enorme grupo de mulheres, crianças e homens mais velhos, dizendo-lhes em que direção fugir. No meio, eu realmente
acordei vendo John sentado na cadeira olhando para mim. Quando ele percebeu que eu estava de volta, ele me perguntou o que eu
estava vendo. Eu apontei para a porta. “Muitas pessoas no Egito. Existe uma guerra. Uma força inimiga estrangeira entrou no Egito. As pessoas
estão fugindo. John estava sem palavras. "Nathalie, você percebe que você fala árabe?" perguntei. João sabia árabe. Ele percorrera os
desertos com uma tribo árabe de sobremesas durante três anos, antes de chegar a Viena. Eu me virei para olhar para John e lá fui eu de novo.
Em um ponto eu devo ter adormecido. No dia seguinte, quando acordei, John foi embora. Eu me levantei sentindo completamente normal. No
entanto, no momento em que me levantei da cama, senti uma estranha energia dentro de mim. Tomei banho, me vesti e liguei para o John. Ele
estava nos estúdios. Eu realmente queria falar com ele sobre o que aconteceu. Quando entrei no estúdio, John olhou para mim com olhos
estranhos. "Você está bem?" Ele perguntou. "Eu me sinto bem. Por favor, me diga, é normal você viajar, quando você fuma seu primeiro
baseado? “Sim, mas não do jeito que você fez. Foi como a Isis despertando na minha frente. Você não só falava árabe, o
jeito que você se mudou na noite passada foi incrível. Você dançou como uma cobra. Seus movimentos foram tão ágeis quanto uma cobra. Eu
nunca vi uma mulher dançar assim. Você é uma ótima dançarina. Você sabia disso? Eu tive que rir. “Sim, eu sei que posso dançar. Quando
criança, quando estava no orfanato do convento, descobriram que eu era uma bailarina nascida. John olhou para mim. “O nome significa YSE
alguma coisa para você?” “Por que você pergunta?” “Ontem à noite, durante a sua viagem, você me disse que YSE era você nome
verdadeiro.” “Para ser franco, o nome soa familiar para mim.” Todos de repente eu me senti estranho. Eu disse a John que tinha uma consulta
e esquerda. No meu caminho para fora, John me chamou pelo nome YSE. Por um momento, fiquei parado. Percebi que reagi
muito forte a esse nome, como se fosse meu nome verdadeiro. Da viagem egípcia eu me lembro de tudo até hoje. Eu tinha e tenho memória
completa Eu nunca esqueci nada sobre a minha viagem egípcia. Zurique Depois dos shows em Budapeste e na Hungria, fui reservada pela
primeira vez para um show de joias na Suíça. A reserva foi em Zurique. Juntamente com um monte de outros modelos de Viena, tive que
apresentar as últimas coleções das joias mais famosas. Esta reserva foi padrão para o público e compradores de elite . Bridget, Demetrius e outra
garota dos Estados Unidos foram contabilizadas como bem. Nós todos reservado no mesmo hotel. Eu realmente tive que
dividir um quarto com um dos modelos que eu realmente odiava. O show foi bem, sem coisas estranhas e sem homens me incomodando. No
fim do show, fomos convidados para uma festa privada. Todos os modelos ficaram satisfeitos e aceitaram o convite; Eu recusei por causa das
minhas más experiências. Eu disse a eles que não queria ser drogada e abusada sexualmente. "Não confie nesses homens", eu disse para as
meninas. Na manhã seguinte, Demetrius me acordou. "Acorde, cadela", ela gritou. “Uau, o que está errado Demetrius?” “Você não sabe? Ontem à
noite nós vimos você. Você estava vestido com um vestido de noite sentado em uma limusine passando por nós. Nós chamamos seu nome, mas
você virou a cabeça. Quem você pensa que é? Você é melhor que nós? ” Bridget entrou.“ Sim, nós vimos você. Por que você
não nos cumprimentou? Onde você estava indo? ” Eu me levantei totalmente confuso. "Você está tão errado. Que vestido de noite eu usei?
Você vê o vestido aqui em algum lugar? Eu fui para a cama cedo. Não saí do quarto de hotel. Saia imediatamente. Eu preciso tomar um banho -
eu gritei para eles. Eu estava convencido de que não ia a lugar nenhum. A única lembrança que eu tinha era ficar no hotel e ir para a cama cedo.
Então, como em nome do céu eles poderiam me ver em uma limusine? Eu estava convencido de que as garotas estavam erradas em me ver. Eu
não tinha vestido de noite ou um vestido de cocktail comigo. Nem eu tenho saltos altos comigo. As garotas devem estar enganadas.
Provavelmente eles tinham visto alguém mais parecido comigo. No entanto, me senti um pouco estranho. Então fiquei confuso.
Eu não conseguia me lembrar de entrar no meu quarto de hotel depois que voltei do show. Eu não conseguia lembrar de nada. Outra questão
curiosa foi o fato de que o modelo que eu não gostava e compartilhava o quarto, não havia retornado ao hotel. Algumas semanas depois, ouvi
dizer que ela foi drogada e estuprada em uma festa. O caso foi tratado em silêncio pelo clientes. Um desfile de moda pela
Espanha Uma semana depois, fui contratada para ir a Madri. Depois dos shows normais, fui contratado para uma turnê de desfiles pela Espanha e
pela Catalunha. Fui reservado pela famosa casa de moda espanhola de alta classe “Loewe”. A Espanha foi o único país em que me senti
realmente seguro. Nenhuma coisa estranha aconteceu e nenhum homem estava me caçando. Tomei vinho tinto e dancei as noites fora. Eu me
tornei descuidado. Eu tive um grande momento. Trabalhamos todos os dias e saímos todas as noites. Eu me envolvi com um modelo alemão
chamado Nicolas. Nós saímos em um grupo e fizemos muitos shows juntos. Todos os homossexuais estavam falando sobre ele. Eles insistiram
que ele era oficialmente um homossexual como eles poderiam dizer. “Eu sei, mas ele não está fora do armário ainda. É por
isso que ele se esconde em um relacionamento com as mulheres ”, expliquei para eles. Na Espanha, comecei a flertar com os homens. De
repente me comportei como uma mulher seduzindo homens. Eu descobri como homens fáceis onde. Foi tão fácil para mim seduzir um homem. Eu
não dormi com nenhum. Eu apenas gostei do jogo, da caça e do momento em que o homem era como um cachorrinho em minhas mãos. Então eu
disse a eles: “Ok, até aqui e não mais. Tenha um bom dia. ”Meus amigos me acusaram de jogar jogos mentais com esses homens. Quando voltei
para Viena, meus amigos perceberam que eu havia mudado. "Ao mesmo tempo você se comporta como todos nós", Bridget riu. Depois da
Espanha, por um curto período de tempo, eu não estava de guarda. Eu fui a Paris para fazer compras de roupas íntimas e
fazer pequenas viagens de férias para amigos no exterior. Então Nicolas decidiu vir para Viena. Ele não tinha lugar para ficar, então deixei ele
morar comigo. Eu o apresentei à agência certa e ele poderia começar a trabalhar imediatamente. Ele era o novo pedaço de carne masculino da
cidade, com um corpo extremamente musculoso. Nicolas foi extremamente bom com o meu cachorrinho Dzengi. Então, às vezes eu deixava meu
cachorro com ele, quando tinha reservas no exterior. Grávida Um dia notei que meus seios eram maiores que o normal. Eu não tive
meu período por meses. No entanto, eu não estava preocupada porque não fazia sexo há muito tempo. Devido aos meus seios ficarem cada vez
maiores, decidi ir a um médico. Ele concluiu que eu estava quase com quatro meses de gravidez. Grande foi o meu choque. "Isso é impossível. Eu
não fazia sexo com ninguém há muito tempo ”, eu disse ao médico. Ele decidiu fazer outro teste e eu realmente estava grávida. De volta para
casa, recebi um intenso cenário mental de imagens sexuais. 1 imagem se repetiu. Eu vi um homem me puxando para dentro de
um quarto. Então ele me beijou e arrancou meu casaco. Eu tentei lembrar. Foram esses sonhos? Se eles eram sonhos, então por que eles
pareciam tão reais? Eu não tinha explicação para minha gravidez. Uma coisa era certa, eu estava grávida e devia ter sido estuprada. Eu sabia de
uma coisa. Eu não queria um bebê de um estuprador. Para um aborto, eu tive que ir para a Holanda. Desde 1980, o aborto é permitido na Holanda
até a 23ª semana de gravidez. Eu liguei para a clínica de aborto em Leiden, a cidade natal da minha mãe. Marcou uma consulta e reservou um voo
para Amsterdã. Na manhã seguinte, eu estava na mesa de operações. O procedimento foi manuseado com cuidado; não
depois de sangrar, nada. Saí para fazer compras e voltei para o aeroporto no mesmo dia. Eu entendo, aquele dirá, que foi uma reação fria
minha. Mas eu não fiz sexo com ninguém. Ainda estava grávida . Esta foi a prova de que algo aconteceu comigo, algo que eu não tinha idéia do
que era. que Alguém fez sexo comigo era óbvio. Eu acreditava que manter uma criança de um estuprador não é realmente a coisa mais
sensata para eu fazer. No avião de volta a Viena, novamente pensei em como poderia ter engravidado. Eu tinha sido drogado? Ou talvez fosse
hipnose? Isso foi a primeira vez que pensei em hipnotismo. Então, do nada, um sinal sonoro veio à tona. Naquele momento, percebi que
todas as coisas estranhas que aconteceram comigo tinham algo a ver com o telefone no hotel. sala. Seria possível que tivessem me
hipnotizado pelo telefone? Os manipuladores de escravos não apenas fazem uso do telefone, mas também das secretárias eletrônicas, para
enviar um código especial para ativar um escravo Beta. Segunda estada em Tóquio Um dia, quando cheguei à agência, os 'scouters' japoneses
estavam checando se havia algum modelo que quisesse vir ao Japão. Devido aos enormes contracheques, aceitei uma segunda estadia em
Tóquio. Bridget foi convidada para ir a Tóquio também. Então fomos juntos. Desta vez não compartilhamos um apartamento. Eu escolhi um
apartamento para mim, independentemente do custo ser muito maior. Eu estava reservado quase todos os dias. Eu fiz todos os grandes desfiles
de designers japoneses, como Issey Miyake Kenzo e Comme De Garcon. Entre os shows eu fiz uma campanha de cabelo, um
add de moda e um outdoor enorme. Pia, uma famosa modelo sueca, também estava em Tóquio. Ela era uma modelo mais antiga que se parecia
com Marlene Dietrich. Ela era uma reserva especial, mas ela mal trabalhava. Ela trabalhava desde os anos 70 e estava ficando um
pouco velha demais para o negócio. Eu suponho que ela precisava ganhar dinheiro de maneiras diferentes. Um dia ela me convidou para um
jantar com alguns japoneses importantes. Eu Estava curioso para saber o que ela realmente estava fazendo em Tóquio, então aceitei
o convite. O jantar estava em um restaurante de peixe caro. Os japoneses haviam reservado todo o restaurante. Pia tinha marcado vinte modelos
femininos para este jantar. Quando chegamos no restaurante notei como a equipe estava dobrando os joelhos para os convidados. Os homens
eram membros da máfia japonesa , a Yakuza. A maioria dos modelos convidados por Pia mostrou mau comportamento. Quando chegou a hora de
pedir bebidas, eles gritaram por champanhe. Recusei o champanhe e pedi água mineral. Eu sabia de uma coisa. Mesmo que os homens fossem
realmente gentis e educados, havia uma razão pela qual eles usaram Pia para explorar as meninas por eles. Sexo Era óbvia
sua intenção. Quando chegou a hora do jantar, o líder do grupo disse aos modelos que eles poderiam pedir o que quisessem. Todos pediram os
pratos mais caros do cardápio. Eu não estava com fome e declinou a comida no menu. Eu também não confiava na generosidade desses homens
da Yakuza. O líder tentou descobrir o que eu gostava. "Você prefere coisas doces?", Ele me perguntou. “Aceito, sempre gosto de uma boa
sobremesa.” Respondi. Em um segundo, uma bandeja, cheia de todos os tipos de sobremesas foi trazida. Quando algumas meninas queriam levar
uma, o líder parou. “Não, não toque neles. Eles são apenas para Nathalie. Naquele mesmo momento Pia olhou para mim de uma maneira muito
estranha. Eu disse a mim mesmo ter cuidado e estar em guarda. E com certeza, dois dias depois eu acordei nua na minha
cama totalmente paralisada. Eu não conseguia mover um músculo. Naquele momento, Bridget bateu na porta. Por alguma razão desconhecida, a
porta estava destrancada. Embora eu estivesse paralisado, eu podia conversar. "Eu não posso me mexer, por favor, chame um médico", era a
única coisa que eu podia dizer. Bridget pensou que eu estava brincando. "Levante-se. Hoje você tem o show para Issey Miyake, lembra? ” “ Você
deve estar enganado. Ontem fui ao jantar com a Pia. O show não é hoje, mas amanhã. ” Bridget explicou que eu fui ao jantar há dois dias.
“Ontem eu não consegui encontrar você. Você não estava em casa. Eu me senti mal. Como muitos outros modelos, desta
vez fui eu quem desapareceu. “Por favor, chame um médico agora. Eu me sinto muito mal, ”eu sussurrei. O médico me mandou imediatamente
para um hospital. Era estranho, mas a paralisia acabara no momento em que chegamos ao hospital. Eu podia ficar normal, andar e me sentia bem.
No hospital, me colocaram vinte minutos em uma máquina de oxigênio. Então o médico me liberou. “Tudo está em ordem agora. Você pode ir para
casa. Minha cabeça parecia estranha. O que aconteceu? Eu não conseguia lembrar de nada. Eu não pude fazer o show para Issey
Miyake. Eu estava completamente farto. Depois que eu cheguei no apartamento, liguei para o aeroporto e mudei a data do meu bilhete de volta a
Viena para o dia seguinte. Então liguei para a agência. Contei sobre o jantar com a Yakuza dois dias antes e que não podia mais ficar em Tóquio.
Os agentes não disseram nada. "Nós entendemos", foi tudo o que disseram. Eu saí de Tóquio e nunca mais voltei para aquele país. Eu recusei
todos os contratos que me foram oferecidos pelas agências japonesas depois. Eu descobri que muitos modelos são procurados para Tóquio. Não
para trabalhar como modelo, mas para jogar namorada para a elite no Japão. Existem apartamentos inteiros blocos
preenchidos com esses modelos. Eles entraram em Tóquio para trabalhar como modelo de moda , mas desembarcaram como prostitutas ou para
dançar em uma das muitas casas noturnas privadas . Eu fui salvo pelo sino, por assim dizer. Palace Augsburg Depois que voltei de Tóquio, fui
contratado para um show de joias no Palace Augsburg (Alemanha) onde eles realizaram um show especial de joias para um pequeno número de
clientes importantes. Eles pagaram muito dinheiro para me pegar. Foi realizado no final de novembro e estava nevando lá fora. Eu tive que fazer
uma cena, vestida com uma roupa elástica preta coberta de jóias, segurando uma jiboia. A ideia era subir no palco, em pé sobre um pódio especial
que iluminava a partir de baixo. Porque muito calor iria perturbar a “boa”, eles testaram a força e o calor das lâmpadas. "O
calor precisa ser mantido", afirmou o dono da cobra . Durante o ensaio tudo correu bem. Mas o que aconteceu durante o show ainda me
irrita. Enquanto estava no palco, segurando a cobra, vi um pequeno grupo de convidados especiais. Eles pareciam estar obcecados por mim.
Então, de repente, todas as luzes se acenderam. Também as luzes de baixo; os que estão abaixo dos meus pés. Em segundos, o calor aumentou.
A cobra reagiu imediatamente e começou a me estrangular. Então, eu caminhei direto para os bastidores, chutei uma porta aberta, saí e me rolei
na neve. Eu sabia que uma boa era uma animal de sangue frio. Acima de uma certa temperatura, eles precisam esfriar. Depois
que o corpo da cobra foi esfriado, ele soltou o meu corpo. O dono da cobra ficou completamente confuso com o acidente. “Isso nunca
aconteceu antes. Eu sinto muito ”, disse ele. Eu disse a ele que não era culpa dele nem da cobra. A cobra apenas reagiu ao calor. Então eu olhei
para o coreógrafo, que não tinha dito nada ainda. "Talvez você possa me dizer o que deu errado", eu gritei para ele. "Eu não sei, nós não
sabemos." Naquele momento, eu sabia que não era um acidente, que foi encenado em propósito. Mais tarde, um dos assistentes
me disse em segredo que era um dos convidados especiais que haviam encomendado todas as luzes acesas. Ele me disse que o técnico
de luz primeiro recusou. Mas ele foi ameaçado e recebeu um dinheiro extra para isso. O convidado especial acabou por ser um daqueles que me
olhavam tão obcecado no início do programa. Depois do incidente da cobra, eles deixaram o palácio imediatamente. Eu não sabia por que essas
pessoas faziam o que faziam. Nathalie não só tem sido usada pela indústria da moda, mas também por várias outras organizações em áreas como
as agências militares e de inteligência. Ela passou por diferentes tipos de programação. Como veremos mais tarde, ela A
história deixa evidente que ela também deve ter passado pelo programa do assassino Delta . Como mencionado na "Introdução", ela foi treinada
para lidar com todos os tipos de armas. Nathalie voltará a esta questão como um todo em mais detalhes depois. A causa do incidente no Palácio
Augsburg ainda é desconhecida até hoje. Provavelmente tinha a ver com divergências dentro de certos ramos da elite. Ou talvez eles quisessem
ver como Nathalie reagiria em tal situação. Ou foi uma mensagem oculta para os outros? É óbvio que no Palácio Augsburg eles não queriam matar
Nathalie. Existem outras maneiras de fazer isso. Além disso, eles não tentaram matá-la para encontro. Como a história dela vai
mostrar, há uma razão para isso. Nathalie não é apenas alguém. Como veremos, seus pais de verdade devem pertencer a uma das
principais famílias da elite. O país mais perigoso para uma moda modelo Depois de Augsburg, eu tinha reservas para vários shows de jóias
na Suíça. O primeiro túnel foi em Zurique. A segunda foi em Davos e a terceira mais tarde naquele ano em Laussanne. O coreógrafo era austríaco.
Eu era o único modelo reservado da Áustria. As outras garotas vieram de Paris, Milão, Florença e Estados Unidos. Todos os shows de jóias foram
para a De Beers, a Bvlgari, a Cartier, a Harry Winston, a Piaget e a Chopard. Quando cheguei ao aeroporto de Zurique, na fila do controle
de passaportes , um homem se aproximou de mim pedindo meu passaporte. Ele deu uma olhada rápida no meu passaporte. “Você não tem que
esperar aqui, você pode passar. Por favor siga-me ”, disse ele. Entrei em Zurique através do portão especial onde os políticos
passam sem controle de passaporte. Naquele momento, percebi que não era o primeiro Tempo. Isso também tinha acontecido antes, quando
fui reservada em Zurique para os desfiles de moda. Até então, nunca havia prestado atenção a isso. Eu nunca tinha considerado que isso não era
normal. Depois que comparei meu passaporte com dois viajantes holandeses, descobri que meu passaporte era diferente do deles. Percebi que
meu passaporte tinha códigos e uma capa diferente. Meu passaporte tinha uma capa vermelha. A cor do meu passaporte foi a razão pela qual o
homem no aeroporto me notou? Ele estava talvez esperando por mim? Ele sabia que eu estava chegando? Então a próxima coisa estranha
aconteceu. Desde o início, os modelos foram reservados no hotel onde os clientes vagavam. O coreógrafo foi reservado em
outro hotel. Eu tenho uma suíte de hotel, também em outro hotel. Eu fui isolado dos outros modelos. O desfile de moda não foi aberto ao público.
Foi especialmente realizado para os principais deuses de diamantes do mundo das pedras preciosas. De Beers, Oppenheimers, os Rockefellers e
membros da família Habsburger Havia também outros membros de outras famílias importantes presentes. O show também foi preenchido com
políticos de alto escalão. As joias que tivemos que mostrar eram de propriedade de alguns dos membros mais ricos dessas famílias. Eles não
estavam à venda. Apenas no desfile, então tudo seria assegurado de que sua riqueza ainda estivesse lá. Um show para impressionar um ao
outro. Shows como este também foram chamados de "Reservas especiais". As garotas foram escolhidas a dedo para esses shows
familiares. Durante o show em Zurique, fui escolhido para mostrar o “relógio” mais caro do mundo. Este relógio pertenceu à
família Oppenheimer. Minhas maquiagem era azul, até meus lábios eram azuis. Eu estava vestida com um vestido de noite preto apertado ao
corpo. Fui colocado em algum cubículo esquisito, onde primeiro eu tinha que ficar de pé e mostrar o relógio, enquanto deslizava o relógio pelo meu
corpo. Então eu tive que sair e andar pelo palco. Se você quiser saber como conduzir essas nozes super-ricas, basta tocar em suas jóias da coroa.
Eles ficam muito nervosos quando você faz isso. Eles são totalmente paranóicos quando se trata de jóias de sua família. As jóias mostradas em
geral são desse valor que mesmo os ricos e famosos normais não podem comprá-las. Algumas jóias são tão caras que quando um modelo ia
ao banheiro usando as jóias, os seguranças os acompanhavam até o banheiro. Eu não estou brincando. Isso aconteceu
comigo. Antes de subir ao palco eu tinha que ir ao banheiro primeiro. Eu já tinha o relógio em minhas mãos quando fui ao banheiro. Os guardas
correram atrás de mim, pegando o relógio da minha mão. Eles eram parecendo extremamente nervoso. Acredite em mim, é uma sensação
muito estranha quando você tem que fazer xixi e um segurança está parado em frente à porta do banheiro esperando por você. Depois do show eu
só queria fazer uma coisa; se vestir e sair. eu tinha uma sensação estranha sobre essas pessoas. Eles prestaram muita atenção à
minha aparência pessoal. Sua necessidade de tocar minha pele era enorme. Eu queria sair o mais rápido possível. Eu coloquei minha calça jeans
e botas, peguei minha jaqueta e bolsa. Antes que eu pudesse sair, um homem entrou. “Não, você não pode sair agora. Por favor coloque um dos
vestidos. ” Então ele pegou um colar que ele queria colocar no meu pescoço. "Não, ou eu vou como eu estou vestida ou eu não vou", eu
disse. Eles não tinham escolha. Quando entrei na sala com meus jeans e botas, eles me apresentaram pelo meu nome e status no show. Na sala
estavam os super ricos entre a elite. Entre eles, David Rockefeller, o maior produtor mundial de diamantes, De Beers e membros
da os Rothschilds. De repente, houve um pouco de comoção nesta colméia. Uma senhora muito velha , e eu quero dizer
uma mulher muito velha, veio e todo mundo abriu caminho para ela. Ela parecia ter centenas de anos de idade. Em ambos os lados dela, dois
homens que pareciam ser guarda-costas a ajudaram a andar em linha reta. Ela era coberto de jóias. Eles pareciam tão pesados que o homem
precisava manter os braços para cima. Caso contrário, eles cairiam devido ao peso de seu aparelho e anéis pesados. Ela veio até mim e acariciou
meu braço. "Eu estou honrado em conhecer você. Você tem uma pele bonita. Eu me afastei. "Sim claro. Obrigado. ” Aparentemente, as pessoas
que têm tudo procuram a única coisa que não podem ter, pensei. Então me virei e fui direto para a porta de saída e entrei em um táxi. Tudo o que
eu queria era voltar em segurança para o hotel. Para encurtar a história, não me lembrava de nada daquele momento em diante. A enésima
repetição do que também aconteceu antes. Davos Três semanas depois, fui contratado para o seguinte show de joias
em Suíça. Este foi o segundo show na Suíça. Desta vez, o show foi em Davos. Mais uma vez entrei na Suíça sem controle de passaportes. Mais
uma vez fui colocado em uma suíte de hotel em um hotel diferente dos outros modelos. Dessa vez eu soube de uma coisa, fique acordada e
tranque e tranque a porta. O show foi ainda mais luxuoso que o de Zurique. Como o outro show, todos os convidados eram de famílias de elite e
alguns membros da família real. Havia muitos guarda-costas e seguranças dentro e fora do hotel. Certos membros da elite não iam a lugar algum
sem seus guarda-costas. Políticos importantes também estavam presentes. A tensão era extrema entre alguns deles. Ao mesmo tempo em que
estávamos em Davos para o show de joias, houve a reunião anual das famílias e políticos no poder. este aconteceu o tempo
todo, especialmente durante shows de jóias na Suíça. Encontros políticos e desfiles de moda especiais ou shows de joias ao mesmo tempo eram
comuns. A Suíça é extremamente importante no cenário político. Líderes políticos são convocados regularmente para ir a Basiléia, Zurique,
Genebra ou Davos para se encontrar com a elite. Em reuniões fechadas, eles precisam informar e receber pedidos. No entanto, os políticos não
vêm apenas falar sobre política, eles também vêm para receber suas recompensas; shows especiais onde eles podem escolher livremente os
modelos. Esses tipos de desfiles de moda ou de joias não têm nada a ver com as chamadas temporadas de espetáculos em Paris, Milão, Londres
ou Munique. A Joalheria shows na Suíça não estão abertos para o público ou para a imprensa. Datas para esses shows não são
aleatórias. São datas bem escolhidas de acordo com a agenda da elite. Os modelos de moda reservados para esses shows também não
são reservados aleatoriamente. Você não vê top models absolutos para shows como este. Você veja apenas os modelos “Reserva
especial”. Hoje em dia, eu sei que esses shows apenas registram modelos controlados pela mente. Durante o show, alguns convidados foram
autorizados a entrar no backstage antes do show começar. Uma vez no momento em que essas pessoas chegaram, um dos homens apontou para
mim. "Ela é a única", disse ele em alemão suíço. "Desculpe-me, o que para o quê?" Eu perguntei a ele. Ele sorriu de um jeito falso. “Nós
gostaríamos que você viesse sentar conosco na nossa mesa depois do show.” “E se eu não quiser?” “Isso seria uma pena e nós realmente não
gostamos disso.” “Eu tenho que pensar sobre Eu respondi. Depois do show eu me vesti com minhas próprias roupas. Eu ignorei a
noite vestido que foi colocado para fora para eu usar depois do show. De jeans e camiseta entrei na sala onde todos
estavam sentados nas mesas. Os homens pareciam desapontados quando me viram entrar na sala de jeans e camiseta. No entanto, eles me
convidaram para sentar na mesa deles. Nada de interessante aconteceu na mesa. Eu estava entediado. “É hora de eu ir. Preciso acordar cedo de
manhã - falei depois de trinta minutos. Eles tentaram me impedir. Eu não escutei. Eu me levantei da mesa e andei pelos bastidores, peguei minha
bolsa e saí, pensando que estava controlando as coisas. Mas mais uma vez eu estava errado. Sangue em minhas mãos De volta ao hotel, tomei
um banho e fui para a cama por volta das 21h30. O próximo dia Quando acordei, empurrei o cabelo para trás, vi sangue,
sangue seco nas mãos. Eu pulei da cama e fui até a janela para ver de perto as minhas mãos. Foi realmente sangue. Então percebi que estava
nua. Quando Eu me virei e vi um vestido de noite caindo sobre uma cadeira. Minha cabeça foi o que diabos? Esse não foi meu vestido? Eu
não tinha vestido de noite comigo. Fui até a cadeira e levantei o vestido para ver que tipo de vestido era e de qual estilista. Então vi que também
havia sangue no vestido. Havia respingos de sangue na frente do vestido. O que aconteceu comigo desta vez? Isso foi algo
completamente diferente dos tempos anteriores. Eu me lembrei que, quando saí do show na noite anterior, me senti segura e que tinha certeza de
que estava controlando as coisas. O que deu errado? Então me lembrei que tinha esquecido de puxar o telefone. Eu estava
talvez apitou? Desde que suspeitei que o telefone desempenhou um papel nos incidentes que acontecem comigo nos hotéis, eu
sempre o desligava antes de ir para a cama. Jurei para mim mesma nunca mais, nunca mais aceitaria reservas da Suíça. Lamentavelmente, eu
ainda tinha um show de jóias para fazer em Lausanne em uma data posterior. Eu não pude cancelar este show. Cancelando shows que você
estava reservado para não era uma coisa sábia para fazer para um modelo. Se você começar a cancelar os trabalhos, eles não serão mais
reservados. Então, eu sabia que tinha que fazer mais um show na Suíça. Dzengi Depois do show de joias em Davos, chegou a hora da “feira de
Munique”. Eu fui reservado com alguns modelos de Viena, incluindo Bridget. Após o show, fui convidado pelos clientes para o
clube mais famoso dos anos 80. Muitos músicos famosos, atores e top models foram para lá. Era como um lugar para o mundo da música e do
cinema. Fui apontada para uma mesa atrás, cheia de artistas. Eu não gostei e deixei o clube depois de meia hora. Quando entrei no meu quarto
no hotel, meu cachorrinho Dzengis ficou muito feliz por eu ter voltado. Ele odiava ficar sozinho em um quarto de hotel. Eu sempre fui capaz de
levar Dzengi comigo. Ele gostou, ele se acostumou a viajar tanto. Dzengi deixou claro que ele queria que eu saísse com ele. Quando saímos
do hotel, notei que Dzengi sempre parava na frente da mesma entrada do apartamento para fazer xixi e latir. Eu pensei, ele provavelmente gosta
deste ponto. Eu estava errado. Na noite seguinte, quando fui andar com Dzengi, tive um duro confronto. Depois que saímos do
hotel, deixei Dzengi correr livre. Ele foi diretamente para o Münchner Freiheit Platz, uma praça agradável. Então ele virou para a esquerda, direto
para a entrada do apartamento, onde, como mencionado antes, sempre parava para fazer xixi e latir. Desta vez ele não fez xixi. Ele ficou lá, olhou
para mim, começou a latir e então olhou para a porta do prédio. Parecia que ele queria me dizer alguma coisa. Eu olhei para a entrada. De uma
vez eu tive uma sensação assustadora. Eu atravessei a rua para dar uma olhada melhor no prédio. Eu nunca antes percebi o apartamento. Mas
agora parecia familiar. Eu não conhecia ninguém que vivesse lá, então por que o apartamento parecia familiar? Fechei meus
olhos e tentei me concentrar. Algo tinha que estar acontecendo com esse apartamento. Imediatamente eu tenho uma imagem minha em pé na
frente de uma porta aberta. Um homem de cabelos negros estava parado na abertura da porta. Então ele me puxou para dentro e me pressionou
contra a parede, abriu meu casaco e me beijou. Meu batimento cardíaco subiu e percebi que este era o prédio onde fui estuprada. Dzengi deve ter
estado lá antes. Foi essa a razão pela qual ele sempre latiu na entrada deste apartamento? Ele deve ter estado comigo quando fui batido. Senti-
me mal do estômago, liguei para Dzengi e voltei para o hotel. De volta o hotel que eu tentei descobrir se eu poderia lembrar de
qualquer outra coisa. Eu ainda não sabia como isso foi feito. Percebi que eles, como eu suspeitava anteriormente , usavam o telefone. Não houve
outra explicação. Daquele momento em diante, prometi a mim mesmo não apenas tirar o telefone à noite antes de ir para a cama na Suíça, mas
também em todos os hotéis em outros países onde eu fiquei. Eu me fiz muitas perguntas. Como eles conseguiram que eu saísse do meu
quarto? Como eles me pressionaram para levar meu cachorro comigo? Como eles me fizeram esquecer e fazer as coisas que eles queriam que eu
fizesse? Por que eu não lembro de nada? Naquela noite eu barrei o quarto do hotel. Eu coloco a cômoda na frente da porta e
puxou o telefone para fora. Quão incrível pode parecer, quando acordei na manhã seguinte, tudo estava bem. Nenhuma coisa estranha
aconteceu. Diners Club De volta a Viena, fui contratado pela famosa empresa de cartões de crédito de alta classe “Diners Club”. Quase todos os
meses eles organizavam tiroteios para uma revista exclusivamente para a sociedade de alta classe. Eu sabia que as classes normais nunca
veriam essas revistas. Essas revistas não estão à venda nas lojas. Eles foram feitos e enviados diretamente para os clientes de
elite. Peter Gorecki foi o fotógrafo reservado para as filmagens do Diners Club. As reservas dos modelos não foram aleatoriamente. Foi de acordo
com a escolha não só do presidente do Diners Club, mas também dos principais clientes. Eles realmente tinham uma palavra a dizer em quais
modelos seriam usados. Após cada edição, eles remarcariam apenas os modelos escolhidos pelos clientes de elite. Eu fui escolhido repetidas
vezes. O Diners Club se tornou meu cliente regular. Vestida como uma cadela rica, em roupas esportivas de luxo, de roupas de caça a roupas
íntimas e camisolas, sempre dentro ou ao redor do último carro esportivo. Naquele dia, os tiroteios para o Diners Club estavam na praça
Lugeck. Depois de o tiroteio, saí do prédio e desci a praça até o táxi. Somente então eu senti algo estranho acontecer. Meus
pés pareciam estar colados ao chão. Eu não pude andar. A sensação que tive na minha espinha dorsal foi muito estranha. Como se alguém
usasse um eletrochoque para me impedir de andar. Eu me virei e olhei diretamente para o rosto do americano que me drogara em Amsterdã. Ele
estava vestido em um terno de cor creme e parecia diferente, muito mais velho. Ele não disse nada nem se mexeu. No momento em que quis dizer
algo, a sensação estranha desapareceu. Eu estava em estado de choque e decidiu ir até o táxi. Enquanto eu estava indo embora, me
virei e o vi ainda em pé. Desta vez ele estava bem antiquado vestido, corte de cabelo curto e uma menina loira estava com ele. Ela estava
pendurada em seus braços, como se seu viver dependesse dele. Continuei andando até os táxis, entrei em um e parti. Olhei para trás
um Tempo. Ele ainda estava parado ali, olhando para o táxi. Eu estava convencido de que o americano fez algo que me fez
congelar. Por quê? O que ele estava fazendo aqui em Viena? Como sempre, eu balancei meus pensamentos para longe. Eu disse a mim mesmo,
para não perder tempo pensando no americano. No Münchner Freiheit Platz O tempo passou e eu estava ocupado trabalhando. A temporada de
catálogo havia terminado e era hora do mercado alemão novamente. Eu fui a Stuttgart para algumas reservas diretas . Depois de Stuttgart, fui a
Colônia e Dusseldorf para terminar de novo em Munique; a última parada desse período agitado. Cheguei a Munique dois dias antes de
começarmos a trabalhar. Eu tive dois dias de folga e fui fazer compras com Bridget. Quando voltamos das compras, tivemos que passar pela
Münchner Freiheit Platz, uma praça quadril com muitos terraços. Como sempre, estava muito ocupado. Nós tivemos que ir
entre as mesas, para chegar à rua do nosso hotel. Naquele momento Bridget me bateu no meu braço. “Ei, você conhece esses homens? Olhe eles
estão olhando e apontando para você. Eu vi quatro homens. Um estava de pé e três estavam sentados à mesa. Nós tínhamos para passá-
los. Bridget andou na minha frente quando nos aproximamos mesa. Ela forçou o homem que não estava sentado à mesa a se
afastar. Minhas cão seguiu-a. "É o cachorro dela?" Eu ouvi uma voz americana familiar perguntar. "Sim", respondeu um dos homens. Eu virei
meu rosto para olhar a voz americana. Foi o americano! Eu queria reagir e se dirigir a ele. Então ouvi o som de um clique. Preto manchas
em todos os lugares. Por um momento tudo ficou preto. Algo me impediu de reagir e falar com ele. Eu não pude dizer nada. Eu apenas desviei o
olhar e passei por eles. De repente, eu estava fortemente focado no meu cachorro. Tudo o que eu queria fazer era voltar para o hotel. De volta ao
hotel, Bridget perguntou de novo se eu conhecia aquelas pessoas. "Não, eu nunca vi aqueles homens antes." "Então, por que aquele homem
queria saber se Dzengi era seu cachorro?" Eu olhei para ela. "Eu não faço ideia." Paris na torre Eifel Alguns dias depois eu estava
de volta a Viena. Mais tarde naquele mês, fui reservado para Paris para um desfile de moda exclusivo na torre Eifel. O show foi organizado pela
embaixada da Áustria em Paris. Os modelos foram reservados em um hotel em frente à embaixada. Eles tiveram que dividir seus quartos,
mas como de costume, tenho um quarto sozinho. Foi uma reserva de três dias , de acessórios para cabelo, maquiagem e ensaio geral. O
desfile parecia um mercado de escravos para a elite. O show teve uma dessas bandas de meninos . Eles apenas começaram, mas se tornaram
muito populares depois. Era peculiar que o show estivesse cheio de convidados do sexo masculino, principalmente políticos. Havia quase
nenhuma mulher. Durante o show, os políticos escolhem as meninas que eles desejo. Algumas garotas se ligaram a alguns desses homens. Eu
não fiquei e fui para o meu hotel. Quando entrei no hotel, Demetrius veio até mim. Ela me pediu para ser seu acompanhante no dia seguinte. Ela
tinha um encontro com o embaixador da embaixada austríaca . Ela não queria ir sozinha. Eu disse a ela para não se preocupar. "Eu
estarei lá." Quando entrei no restaurante sírio no dia seguinte, o embaixador estava sentado em uma das mesas. Ele me disse que Demétrio não
poderia vir; se eu me importo de jantar com ele sozinho. Eu aceitei. Entretanto, senti que tinha sido uma configuração. Se o embaixador pensasse
que ele estava me colocando em sua cama, então ele veio. Depois do jantar, ele me pediu para acompanhá-lo ao premier de
The Big Blue. Porque eu realmente queria ver esse filme, eu disse sim. O embaixador se comportou como um cavalheiro. Ele não tentou passar
para mim e me levou de volta ao hotel em sua limusine. “Você não é como os outros modelos. Você é diferente. é melhor você sair da cena. É
melhor para sua segurança ”, ele disse quando me deixou no hotel. Eu agradeci a ele. Eu sabia exatamente o que ele queria dizer. Ele percebeu
que eu entendia o que ele queria dizer. "Esteja ciente de homens como eu predando modelos" era o que ele pretendia me dizer. Quando voltei
para Viena, tirei algumas semanas de folga. Eu desapareci da cena. Eu me registrei em um chalé nas montanhas, apenas
dois horas de distância de Viena. Dzengi adorou. Ele poderia correr o quanto quisesse por alguns dias na natureza
selvagem. Esta não foi a primeira vez. Quando as coisas ficavam muito estranhas ou eu sentia muita pressão dos homens, eu me reservava e
desaparecia por uma semana e às vezes por semanas seguidas. Eu não contei a ninguém quando ou onde fui. Isso causou situações com os
outros modelos tentando me encontrar ou a agência me chamando para reservas. Eu mantive este modo de segurança até o final quando saí da
cena. Depois do show em Paris, mais uma vez eu queria parar como modelo de moda. Mas naquele momento eu estava totalmente lotado até o
ano seguinte. Eu também tive para fazer o último show de joias na Suíça. Eu tive que completar meu
contrato. Como planejado, esta seria minha última vez na Suíça. Lausanne O último show de joias na Suíça foi em Lausanne. Havia
muitos políticos presentes, alguns com namoradas, mas a maioria estava sozinha. Eu era o único modelo da Áustria. Como nos tempos anteriores,
eu estava montado em um hotel completamente diferente dos outros modelos. Quando cheguei a Lausanne fui escolhido acima. Minha
mala foi levada para o meu hotel. Fui levado ao hotel onde o show de jóias foi realizado para os acessórios. Cheguei por último, mas fui tratado
como o modelo mais importante. Eles fizeram os outros modelos esperarem, enquanto eu ajustava os vestidos de noite. Eu terminei os
encaixes, muito antes dos outros modelos que chegaram antes de mim. Então, eles me levaram para o meu hotel. Quando entrei no hotel lembro-
me de me perguntar sobre a ausência de modelos. Mas eu estava cansada demais para procurar pelos outros modelos. Eu fui direto para o
meu quarto. Foi uma enorme suíte com uma enorme cama. Depois de colocar a água para tomar banho, notei que minha mala havia sido
aberta. Foi aberto em um lado. Quando eu olhei, vi que toda a minha calcinha tinha sumido! Eu fiquei muito bravo. Minha calcinha era linda e
muito cara. Todos de Dior, Valentino, La Perla, et cetera. Liguei para o coreógrafo e disse a ele que toda a minha calcinha foi roubada. "Espero
que você tenha um bom seguro, porque você vai pagar." No dia seguinte, os clientes que me reservaram me entregaram
5.000 marcos alemães (2,950 dólares) para fazer compras de roupas íntimas. Eu gasto cada centavo em roupas íntimas. Eu estava feliz porque
não precisava me preocupar com o seguro. Naquela noite tivemos o desfile de moda. Eu não fiquei para uma das partes. Eu fui direto
para o hotel. Na manhã seguinte, quando acordei, senti-me extremamente cansado. Eu vi meus saltos altos e um vestido de noite estava no
chão. Não consigo descrever como me senti quando olhei para o vestido. Não foi meu vestido de noite. Então eu experimentei um momento
terrível. Quando puxei o cobertor para me levantar, notei que tinha um espartilho. Fiquei surpreso ao ver o espartilho. eu tinha Não comprei
qualquer espartilho no dia anterior. Eu não gostei deles e nunca usei eles. Eu saí da cama e queria tirar o espartilho. Quando toquei, vi sangue
nas minhas mãos. Eu senti os arrepios por todo o meu corpo. Eu corri para o banheiro para lavar minhas mãos. Quando olhei nos espelhos, vi
sangue seco nas minhas pernas também. Eu não tive meu período. Este sangue não poderia ser meu. Eu fiquei lá, pregada no chão. Eu vi
que havia sangue no vestido de noite também. Então eu joguei tudo junto com o espartilho; afinal eles não eram meus. Então eu lavei minhas
mãos e verifiquei o meu corpo para o esperma. Eu não encontrei nenhum. Então eu coloquei o banho e comecei a limpar o quarto. Para minha
surpresa, vi uma das bolsas que havia perdido há um ano. Para mim, ficou lúcido; quem quer que me vitimou estava me
enviando mensagens. Esta foi a segunda vez que me trouxeram de volta ao meu quarto sem tirar as roupas. Eles sabiam, deixando
tudo no chão, eu perceberia que eles me tinham completamente sob o controle deles. Nós somos encarregado de você, não importa o que
você faz. Isso me atingiu como se você não tivesse ideia. Eu soube a partir daquele momento que eu tinha que deixar o negócio. Percebi naquele
dia que, independentemente do que fizesse, não conseguiria me proteger contra esses poderes misteriosos. Eu percebi que agora as
coisas estavam ficando muito perigosas. Esta foi a segunda vez que acordei na Suíça, completamente suja de sangue. De quem foi esse tempo o
sangue nas minhas mãos e no espartilho? Eu talvez matei alguém? Eu tinha lido sobre rituais de sangue satânico . Seria possível que eu tivesse
participado de um desses rituais? Eu senti fortemente que agora era hora de desistir. No entanto, eu ainda tinha que terminar muitas reservas
antes que pudesse sair. Quando saí do meu quarto e desci as escadas, fui abordado por um homem e uma mulher. Eles me
disseram que precisavam conversar comigo com urgência. O que eles tinham a dizer era surpreendente. Eles me perguntaram se eu estava
disposta a ter um filho de um certo eminente pessoa. Eles me disseram que eu fui especialmente selecionado; que eu não tinha ideia de
quem eu realmente era; de que parentes eu desci. Quão importante foi para mim ter filhos. “Se você engravidar, levaremos seu bebê e cuidaremos
disso. Quando você concorda, nós lhe pagaremos muito dinheiro ”, disse o homem. “Ninguém pode me pagar para estourar uma criança.
Não haverá nenhum alienígena crescendo na minha barriga, ”eu respondi. Eles se entreolharam. "Estamos autorizados a oferecer-lhe milhões
de francos suíços." Eu lhes disse para fazer uma caminhada e foi embora. Entrei em um táxi e dirigi para o aeroporto. É desnecessário afirmar que
minha mente estava correndo. “Que porra é essa! Quem são essas pessoas que pensam que podem comprar uma criança de mim? Por que eles
especialmente queriam um filho de mim? ”, Pensei. Decidi não entrar em um relacionamento com qualquer homem e ficar longe das relações
sexuais pelo tempo restante que eu ainda era um modelo. O tiro de Trachten Quando voltei para Viena, tinha uma lista de
reservas. Uma reserva foi para os Alpes austríacos, para um tiroteio "Trachten". “Trachten” é o típico estilo austríaco de vestuário; o estilo
"Heidi". Nós estávamos nas montanhas para os tiroteios, quando a luz foi bloqueada por uma nuvem e tivemos que fazer uma pausa. Peguei
minha garrafa de água e subi para uma parte mais alta, onde você tinha um banco e se sentava para olhar as montanhas. De repente, ouvi uma
voz masculina americana me cumprimentando. Olhei em volta, imaginando de onde vinha. Eu tive que apertar meus olhos. A luz do sol me
impediu de ver seu rosto claramente. "Eu te conheço?" Eu perguntei. "Eu tenho que te dizer uma coisa", ele respondeu. "O
que? Eu não te conheço, então o que você tem para me dizer? ” “ Não seja assim. Você não tem ideia. ” “ Seja como o quê? ”Eu zombei dele.
Afinal, quem era esse homem me incomodando eram meus pensamentos. "Escute-me. Oficialmente não tenho permissão para falar com você. Eu
sei que você não tem idéia do que acontece com você cada vez que você vai para a cama cedo. tem homens interessados em você.
Por favor, me escute ... " " Nathalie, volte imediatamente. O sol está na posição certa ”, ouvi o fotógrafo me chamando. Eu pulei e olhei para o
homem. “Ouça, espere aqui por mim. Não saia, temos que conversar. ” Quando me afastei, parei no meio do caminho, pensando que o que esse
homem tinha a dizer era muito mais importante do que as fotos. Quando olhei para trás, descobriu-se que ele havia desaparecido. Onde
ele foi? Eu olhei em volta e vi um carro indo embora. Por que eu não o ouvi? Eu entendi que esse homem estava se referindo
àquelas pessoas misteriosas que não me deixavam em paz. Ou talvez ele fosse um deles, alguém que tivesse controle sobre mim. A sensação de
ser caçada subiu em mim. Eu não estava mais confortável na frente da câmera. Eu queria ir para casa, arrumar minhas coisas e ir embora. O fim
da minha carreira de modelo de moda eu ainda tinha algumas reservas na França para fazer, mas recusou qualquer novo uns. Depois
que voltei da França, eu disse ao chefe da agência “Wilhelmina Wien” que eu iria sair da cena; que eu não queria mais trabalhar como modelo. Ela
olhou para mim. Você tem certeza que quer sair do negócio? Precisamos urgentemente de um novo booker. Você não quer se tornar um booker?
Tenho certeza de que você será realmente uma ótima pessoa. ” “ Parece interessante, tenho que pensar nisso ”, prometi. Eu pensei sobre a oferta
dela por uma semana. Eu pensei que, como um booker, eu poderia descobrir como os modelos eram mal utilizados e oferecidos aos
privilegiados. Minha mente estava decidida a espionar o negócio. Decidi aceitar a oferta, mas só trabalharia como reserva por um
ano. Comecei como um booker em 1992. Eu estava trabalhando no departamento de mulheres e me tornei gerente de
departamento em poucos meses. Como e ex modelo de moda eu sabia exatamente o que os clientes queriam. Eu sabia como eles olhavam para
as garotas e que tipo de garotas queriam. Liguei para todas as meninas e comecei a limpar a agência. Também liguei para as meninas que não
trabalhavam há mais de um ano. Eu queria checar sua aparência. Eu chutei algumas dessas garotas. Para outras garotas, pedi que cortassem ou
pintassem o cabelo. E algumas das meninas receberam ordens para fazer algo sobre seus seios. Eu até chamei todas as garotas que
deveriam estar usando roupas de banho ou roupas íntimas para checar seus corpos. Eu me certifiquei de ter bons modelos de roupas de baixo e
roupas de banho para a agência. Esses modelos fizeram muito mais dinheiro do que as meninas editoriais ou de catálogo. Eu fiz muitas garotas
nervosas. Eles sabiam que eu conhecia o negócio e que não podiam me enganar ou me enganar. Descobri no prazo de um mês que um dos
escritores masculinos da “Wilhelmina Wien” era viciado em cocaína. Ele também ligou para garotas jovens na agência para convencê-las a fazer
sexo com elas e reservá-las para festas da elite. Eu queria que ele saísse da agência. Eu informei o supervisor e o bookmaker
viciado foi demitido. Depois que ele foi chutado para fora, eu verifiquei as meninas que ele trouxe. Todos eles eram roncadores de
cocaína. Eu demiti-los todos. Recusei-me a vender junkies para os clientes. Modelos sob demanda Enquanto trabalhava como booker, também
procurava provas de tráfico de modelos. Eu não sabia como eles fizeram isso. Essa ainda era a grande questão. Como booker, no começo eu
nunca fui contatado por ninguém, pedindo uma garota especial, até o dia do tiroteio de uma nova “folha de rosto”. A “folha de rosto” era um grande
cartaz com os rostos de todos os modelos representados pela agência. Foi um suplemento. As agências também têm livros onde todos os
modelos que eles oferecem são representados. As agências podem escolher entre uma "folha de rosto", um livro ou ambos. Quando eles estavam
fazendo o layout para a "folha de cabeça" notei que não apenas o nome do modelo foi colocado sob a face do modelo, mas
também certos números. Os números não eram de 1, 2, 3 e assim por diante. Eles eram números aleatórios como 23, 56, 98 e 112. Eu sabia
que todos os modelos possuem seu próprio número pessoal e que a maioria dos "top models" tem um segundo número porque eles se enquadram
em reservas especiais. Era muito estranho que os modelos normais na "folha de rosto" também tivessem um segundo número. Não fazia o menor
sentido para mim. Os modelos normais eram novos rostos desconhecidos no negócio. Quando perguntei, ninguém foi capaz de me dar uma
resposta sensata. Então, eu perguntei ao supervisor. Ela disse pelos segundos números que eles podem encomendar as reservas especiais . “Eu
entendo que temos“ top models ”que se enquadram em reservas especiais, mas e os modelos que acabam de entrar em cena? Eles não são
famosos em todos. Nenhum deles é uma reserva especial. Então, por que eles têm um segundo número? ”Eu perguntei. O
supervisor não reagiu. "Desculpe, não tenho permissão para dizer nada." Então ela se levantou. De repente, ela achou necessário deixar
a agência. Eu comecei a verificar as folhas de cabeça de agências em Paris e Milão. Eu notou que todas as agências usavam números
duplos para os modelos normais. o números eram idênticos em todas as agências. No dia em que começaram a tirar as fotos para o “lençol de
cabeça”, uma das pessoas no comando queria que eu também tirasse uma foto. "Precisamos de uma foto sua também", disse ele. "De jeito
nenhum, eu parei como modelo e estou trabalhando exclusivamente como um booker", deixei claro para ele. Então eu pensei, por que não
aceitar? Dessa forma, posso descobrir que tipo de número eles colocam em mim. Nenhuma surpresa ... eu fui numerado com um número
duplo. Hoje em dia eu sei que os modelos normais com números duplos eram escravos sexuais Beta programados. Eles poderiam ser ordenados
por sexo pelo segundo número. Os “top models” com um segundo número são controlados pela mente da
Monarch modelos. Eles fazem reservas especiais. Entre outras festas sexuais de elite de alta classe. Com o tempo descobri que alguns dos
supermodelos tinham apenas um número. Modelos top com apenas um número não são programados. Eles não são modelos controlados por
monarcas ou escravos sexuais Beta. Eles não estão disponíveis para sexo a pedido. “Wilhelmina Models” em Nova York Em 1995, depois
de ter sido um booker por um ano na “Wilhelmina Wien” em Viena, me perguntaram se eu queria trabalhar como um booker na sede da Wilhelmina
em Nova york. Eu aceitei, porque dessa maneira eu conseguiria saber como a organização estava organizada e descobrir o que acontecia
nos bastidores. A Wilhelmina International Inc. foi fundada em 1967 pelo modelo holandês Wilhelmina Cooper e Fran Rothschild. Horst Dieter
Esch, um empresário alemão comprou a agência em 1989. Ele era um homem de negócios alemão gordo que simplesmente começou a
comprar agências de modelos para seu próprio prazer; dinheiro e sexo livre. Dieter também era conhecido por comprar os melhores bookers de
outras agências. Posteriormente, ele os colocou em uma posição mais baixa em sua organização, apenas para assumir bons bookers de
outras agências, para que sua agência se saísse bem. A empresa atualmente constitui uma das mais antigas e maiores
empresas de gestão de modelos de serviço completo no mundo. Eu sabia que Dieter tinha outros homens de negócios, seus amigos
explorando os antigos países da União Soviética em busca de novos modelos jovens. A maioria dessas garotas acabou sendo sexton para seus
amigos. Dieter estava acostumado a isso e todos se curvaram por ele e seus desejos. Muitos os bookers estavam realmente com medo
dele. Ele era um homem sem sentimentos por outros humanos. Ele também não tinha antecedentes no mundo da moda. No entanto, ele detinha a
maioria das agências em todo o mundo. Dieter foi desagradável e tentou me seduzir em seu escritório. Depois que eu dei um tapa na cara dele,
ele pareceu surpreso. Uma ação de um booker que ele não tinha visto chegar. “Você pode esquecer de trabalhar como um booker para mim. Mas
você sabe o que? Por que você não trabalha novamente como modelo? Você ainda parece muito jovem e eu sei que muitos clientes gostariam de
ter você ”, disse ele. A maneira como ele disse me deu arrepios. Com isso, eu sabia que Dieter e a agência Wilhelmina estavam fazendo seus
modelos tão bem quanto o outras agências de modelos, como a agência de gerenciamento de modelos “Elite”, de John
Casablancas , fizeram na época. Eu me despedi de Dieter, saí do escritório e decidi dar uma olhada em algumas outras agências em Nova
York. Não demorou muito para que eu descobrisse que a maioria das agências também era crime. Nova York tinha um monte de gente malvada
com suas próprias agências. Todos estavam examinando as ruas em busca de nova carne fresca; promissor meninas jovens do
mundo. Agora você também sabe por que tantos homens querem ter sua própria agência de modelos. Eu sabia de uma coisa, que era hora de
deixar esta cidade doente. Eu tinha descoberto o suficiente. Eu tive o suficiente de toda a indústria da moda e do mundo da
modelagem. isto agora era realmente hora de virar as costas para o mundo da moda. Era hora de eu voltar para a Holanda e fazer uma pesquisa
sobre o que aconteceu comigo quando criança. Fatos da indústria da moda A indústria da moda está em toda parte. É um mundo de fazer crer. Diz
às massas como olhar e como se comportar. É necessário manter as mulheres no caminho certo, classificar as idades e fazer com que as muitas
mulheres adultas normais estejam entre as massas, sintam que não são dignas de nada. A indústria da moda precisa de cada estação novos
modelos, especialmente jovens meninas. Como resultado, a cada ano cerca de um milhão de meninos e meninas decidem
que querem se tornar um modelo. Outras milhares de garotinhas são empurradas por suas mães para se tornarem famosas e passarem pela
fábrica de moda a cada ano. Consequentemente, vagam oportunistas e cafetões nascem facilmente. Comportamento do mal é a única coisa que
pode nascer em tal mundo. Foi assim nos anos 80 e ainda é. É muito perigoso que todas as garotas se tornem parte da
moda mundo. Eles não têm proteção alguma. Bookers não protegem os modelos. Bookers se curvam para seus clientes. Quanto mais
prestígio os clientes, mais comportamento semelhante ao de um escravo é obtido dos bookers. Esse também é o caso quando se trata de
proprietários de agências. O mundo da modelagem, tem muito a ver com o mercado de um comércio humano . A maioria das agências é nada
menos do que prostitutas e os bookers são cafetões. O negócio de modelagem é igual a um bordel que os clientes chamam, não apenas
para reservar as garotas para sessões de fotos ou desfiles de moda, mas para festas sexuais especiais. Em Além disso, não
podemos esquecer que há muitos homossexuais na moda indústria. Muitos deles drogas jovens hetero meninos para 'batizá-los' para o mundo
homossexual. A indústria da moda se esconde atrás das palavras "fotos de moda", "tiroteios", "covers", "desfiles de moda", "reservas especiais",
"campanhas", "cover girl " , "supermodel" e "top model". termos e atividades que evitam e protegem os incontáveis perigos do mundo da
moda.Eu sei, enquanto escrevo isso, que o mundo da modelagem vai gritar “não é verdade” e vai aparecer com muitas desculpas.Muito bem,
então, porque eu saiba que é a verdade.Todos na indústria da moda sabem que há muito assédio sexual e que os modelos também são drogados
para festas sexuais. Nós também sabemos que os modelos são batidos para polpa ou tem seus rostos cortados se eles se
atrevem a abrir a boca. Nós todos sabemos que muitas meninas foram mortas também. Muitos morreram caindo de uma sacada ou de outras
formas misteriosas. E também sabemos quantas meninas desapareceram. Eu já experimentei situações em que os modelos foram lançados,
principalmente os mais jovens , que nunca voltaram para os hotéis. Eu experimentei desfiles de moda onde modelos femininos que saíram à noite
não retornaram e nunca mais foram encontrados. Situações como essa sempre silenciadas. Top Models famosas Para progredir em suas
carreiras, a maioria dos top models famosos, assim como muitas atrizes, estão dispostas a desistir de sua dignidade para manter suas capas ou
campanhas e especialmente seu status. Sem dormir com os homens certos, eles não teriam chegado ao topo nos anos 80.
Este é um fato que conta hoje também. Noami Campbell é um bom exemplo. Eu não me importo com o que esses super modelos dirão quando
lerem este livro. Eu estava lá e vi muitos desses casos. Tornar-se uma top model famosa não tem nada a ver com o modelo, mas com o
fato de que eles precisam de modelos excepcionais para manter o sonho vivo. A indústria de modelagem é uma farsa, uma piada em si. No
começo, era um negócio de beleza, mas tornou-se um negócio de vendas e comércio humano . Até se tornou muito mais perigoso do que
costumava ser nos meus dias. É incrível como os bookers se comportam em torno dos modelos de moda hoje. Como eles tratam os
modelos jovens e como eles falam sobre essas meninas. Hoje é tudo sobre sexo. O mundo da moda hoje não é nada além de um mundo
pujante. Os modelos mais quentes estão disponíveis para uso e abuso. Eles são não apenas numerados e oferecidos em catálogos de moda
especiais, eles também estão sendo exibidos para venda nas “passarelas”. Se você é pai ou tem filhos pequenos ou adolescentes que
estão considerando uma carreira como modelo de moda ou se querem trabalhar na indústria do entretenimento, mantenha seus filhos longe
da indústria da moda , de Hollywood e de outras indústrias de entretenimento. possível. De volta à Holanda depois de 15 anos Depois de Nova
York, fui direto para a Holanda para fazer uma pesquisa sobre o que aconteceu comigo quando criança. Eu tinha uma coisa em mente; no
momento em que eu estaria na Holanda, eu veria meu pai para lhe fazer perguntas. Eu sabia que provavelmente acordaria cachorros dormindo.
Mas eu não fiz mente. Eu tive muitas perguntas. A todo custo eu precisava descobrir o que tinha acontecido. Eu queria tanto
saber, que me cegou para futuros perigos vindo em minha direção. Eu fui primeiro a minha mãe. Ela ainda morava em Leiden, a apenas 25
minutos do aeroporto de trem. Eu queria ficar alguns dias com ela para fazer perguntas. Era o ano de 1996. Estive ausente por 15 anos e fiquei
realmente chocado com o atraso da sociedade holandesa. Era como se o tempo tivesse parado neste país. Eu não sabia que as coisas iam mal na
Holanda desde os anos 80; que eles estavam tentando se recuperar de uma crise financeira. eu tinha vivia em um mundo que
havia sido fechado para notícias comuns e questões do homem comum. Eu também fiquei chocado quando cheguei na casa da minha mãe. Eu
não reconheci a mulher. Ela parecia muito velha. Ela era extremamente gorda e cheirava estranhamente, no rosto desagradável. Graças a Deus
ela tinha uma cama para convidados. O primeiro noite dormi bem, simplesmente porque estava cansado. quando acordei no dia seguinte,
minha mãe estava preparando café. Eu a observei , lembrando o que ela havia feito comigo quando eu era criança. Eu
também não podia esquecer o que ela fez com os bebês e as outras crianças. Eu sabia que não podia confiar nela. Ainda assim, para ela fingi ter
esquecido as coisas que ela fez. Enquanto preparava o café, ela começou a me fazer algumas perguntas. “O que você tem feito todos esses
anos?” “Você sabe que eu tenho trabalhado como modelo. Por que você pergunta? ” “ Sim, eu sei, mas o que mais você tem feito? Coisas ruins
aconteceram com você? ”Ela perguntou. "O que você quer dizer? Especifique sua pergunta? ” “ Ah, vejo que você não se
lembra do que aconteceu com você ”, ela respondeu. Esse foi o seu erro. Eu tinha certeza de que ela sabia algo sobre os horrores que eu havia
experimentado. Por causa do seu erro, eu estava em guarda a partir daquele momento. No dia seguinte, a irmã de minha mãe veio visitá-lo,
especialmente porque eu havia retornado. Quando ela chegou e sentou-se, ela olhou para mim. “Você realmente não envelhece. Olhe para você,
quantos anos você tem agora? Parece que você tem dezesseis anos - disse ela, surpresa. Então ela se virou para minha mãe. "Ela sabe? Ela já
sabe quem ela é? ”Ela perguntou em papiamentu, sua própria língua. Eu endureci, mas antes que eu pudesse reagir, minha mãe gritou para sua
irmã. “Cale a boca, ela não sabe de nada. Eu tenho certeza, ”ela gritou, também em Papiamentu. Eu levantei. Você acha que
eu não entendo Papiamentu? Você acha que eu não sabia o que você disse? Seja o que for que você está escondendo para mim, eu vou
descobrir vadia. Se você não quiser me dizer nada, irei a Amsterdã para falar com meu pai. ” Eu estava há apenas dois dias na Holanda e sabia
que não estava enganado. Minha mãe estava envolvida; isso era certo. Tudo o que eu estava suspeitando deve ser verdade. Para descobrir mais
sobre o que havia acontecido comigo, quem eu era e de onde eu vinha, sabia que precisava encontrar meu pai. Eu também sabia que tinha
que sai da casa da minha mãe. É por isso que me mudei para a casa do meu irmão, que também morava em Leiden. Eu ainda
não tinha idéia do que aconteceu comigo durante os primeiros sete anos da minha vida. Eu só lembrei que minha mãe e um estranho me
pegaram de um local com homens vestindo casacos brancos, quando eu tinha sete anos. Para mim, minha vida começou no meu sétimo ano. Eu
sabia que meu pai morava em Amsterdã. No entanto, não consegui encontrá-lo. Duas semanas depois de voltar para a Holanda, recebi uma
mensagem de um funcionário da prefeitura da prefeitura de Amsterdã. Meu pai foi baleado e morreu. Mas no dia seguinte alguém da prefeitura me
telefonou e me disse que um erro havia sido cometido. Meu pai não foi baleado, ele morreu de overdose de drogas. "Posso ver seu corpo", eu
perguntei. "Isso não foi possível, você não tem permissão para vê-lo", foi a resposta. Eu não podia acreditar que meu pai
tivesse morrido de overdose. Foi um pouco demais acidental. Seria possível que ele fosse morto antes que eu pudesse falar com
ele? Quem sabia que eu estava procurando pelo meu pai? Seria possível que minha mãe tivesse algo a ver com a morte dele? Por que foi tão
importante manter meu segredo de infância? Eu sentei de volta pensando no que fazer a seguir. Eu estava convencido de que meu pai teria me
dito a verdade. Eu nunca esqueci como ele me disse para descobrir quem eu era de verdade. Ele deve ter sabido mais. Eu estava ciente de que
ele provavelmente não tinha permissão para me dizer. Mas talvez ele pudesse ter me contado o que aconteceu durante a minha infância. E agora,
de repente, ele estava morto Coincidência não existir. Amsterdã Como disse antes, naquela época eu morava com meu irmão em
Leiden. Ele tinha uma namorada muito estranha se comportando. Eu vivi lá alguns meses, até que descobri que a garota estava usando minhas
roupas e meus sutiãs. Eu quase bati a cabeça contra a parede quando descobri isso. Meu irmão pulou no meio e salvou dela. Eu não
gostava de Leiden, então decidi que a melhor coisa a fazer era encontrar uma casa e um emprego em Amsterdã. Cezar, um velho amigo me
alugou seu sótão em Amsterdã. Eu tinha 33 anos quando dois homossexuais me ofereceram a criação de uma agência de modelos só para
homens. Eu escolhi os homens e encontrei um fabuloso grupo de jovens. Eu também encontrei o local certo para a agência, comprei o mobiliário
de escritório, configurei as filmagens para uma "folha de rosto" e reservei o fotógrafo. Tudo correu bem até o dia em que eles tiveram que pagar
um monte de contas enormes e descobriu-se que eles não tinham dinheiro. Isso me fez virar as costas para eles e procurar outro
emprego. Uma noite fui convidado por um dos meus amigos, um modelo masculino. Ele me levou para um clube de música da
vida. Lá ele me apresentou a Thijs, o gerente do clube. Nós conversamos por um tempo. Então, de repente, ele me ofereceu um emprego no
clube. que foi uma surpresa. Eu poderia parar de procurar emprego. Eu estava feliz por ter um agora. O clube era um ponto de encontro para
pessoas do mundo da música. Todos artistas famosos, quando visitam a Holanda, vão a este clube. Thijs era um cara legal. Nós namoramos
em breve. Então ele me pediu para ir com ele para um apartamento no Prinsengracht, um dos canais de Amsterdã. Eu estava feliz em se
mudar de Leiden para Amsterdã. O apartamento no Prinsengracht era pequeno demais para duas pessoas. Depois de três meses, nos mudamos
para um apartamento maior, uma rua atrás do famoso Vondelpark. No momento em que comecei a morar com Thijs, descobri que ele estava
usando algum remédio porque estava sem enzima. Ele estava tomando pílulas azul- claras . Ele também era deficiente, devido a um acidente. Ele
tinha sido instrutor de voo nas forças armadas. Um dia ele caiu com o avião. Ele quebrou todos os ossos e colocou placas de metal e parafusos
nas pernas e no tornozelo. Por essa razão, ele precisava de uma bicicleta para se locomover, pois não conseguia andar a longas distâncias. Thijs
sabia alguma coisa sobre o meu passado. Eu nunca disse nada a ele sobre o meu passado ou sobre meus anos como modelo.
Estranhamente, ele nunca perguntou nada sobre o meu passado também. Os árabes Então algo estranho aconteceu. Vivíamos em um
apartamento no térreo e tínhamos um jardim. Em frente ao nosso jardim ficava o jardim e a casa de um dos vizinhos. Acima dela havia um
apartamento vazio desde o começo em que nos mudamos. Na terceira semana de julho, as pessoas se mudaram. Percebi que tudo era branco.
As cortinas eram brancas e, quando as portas estavam abertas, você podia ver móveis de escritório brancos e cadeiras brancas. Eu não
pensei mais sobre a casa até poucos dias depois que as pessoas se mudaram, a mulher que morava na frente de nós me ligou. "Você tem que
tomar cuidado", disse ela. “Cuidado com o quê?” “Você sabe que a casa acima de mim agora está ocupada; mas eles não
vivem lá. É usado como uma espécie de escritório ”, continuou ela. "O que isso tem a ver comigo?" Eu perguntei surpresa. “Eles têm tirado fotos
suas e estão filmando você em sua casa. Você sabe por que eles filmam você? ”Ela quase gritou. "O que! Quem está me filmando? ” “
Esses homens árabes. ” “ Homens árabes? Que tipo de homem árabe, você quer dizer homens marroquinos? - Nenhum árabe como Dubai se
vestiu de árabes. Nathalie não confio neles. Eles são muito interessado em você. ” “ Eles são árabes de Dubai? Você quer dizer vestido de
branco com as cabeças cobertas? ” “ Sim, eles filmam você o tempo todo. Ontem eles te filmaram enquanto você lia suas revistas ”, ela gritou. Eu
olhei para a varanda deles, voltei para o meu jardim e olhei para a casa. Nenhuma vida para ser vista. Entrei em minha casa e fui direto para Thijs,
que estava sentado atrás do computador. “Thijs parou de funcionar. Ouça, eu tenho que te dizer uma coisa. ” “ O que há de errado? ”, Ele
perguntou. Eu disse a ele o que o vizinho me contou. Esta notícia ativou seu ciúme. Ele deu um pulo irritado. "O que ... quem está observando
você?" Então ele foi até o jardim para ver a casa dos árabes. No mesmo No momento em que as luzes foram acesas no
apartamento. Um homem saiu na varanda. Ele era de fato um árabe, vestido no estilo de Dubai. Thijs foi até a varanda e exigiu em inglês saber
quem ele era. Ele não obteve resposta. Primeiro o homem fez como se ele não pudesse entender Inglês. Isso irritou ainda mais Thijs. “Você
está filmando minha namorada, seus malucos. Se eu vir você mais uma vez, vou chamar a polícia - gritou ele. Então um segundo homem saiu na
varanda. Ele não disse nada, apenas ficou me encarando. Thijs avisou-os outra vez. Então voltamos para dentro. Eu fui para o quarto e
olhei pela janela para a varanda deles. o os homens voltaram para o seu chamado escritório. Eu realmente não sabia por que esses árabes me
assistiam. Fiquei mais surpreso porque Thijs estava realmente zangado. Não apenas ciúme raiva. isso foi algo mais. Revelações de
memórias ocultas I998 Foi no começo do ano de 1998 que comecei a ter flashbacks, inclusive sobre a maioria das coisas que descrevi até
agora. Na época, eu havia lido muito sobre o MK-Ultra, os experimentos ilegais de controle da mente humana da CIA . Eu estava convencido de
que o controle da mente era a chave para o mistério da minha juventude. Pela primeira vez eu percebi que o meu tratamento infantil passado por
meus pais, todas aquelas coisas terríveis que aconteceram nos orfanatos, meu trabalho como modelo e ser bipada por ter relações sexuais com
os muito ricos e outros homens proeminentes, estavam todos conectados. e tinha a ver com algum tipo de programação de "controle
mental". Na primavera de 1998, tomei conhecimento de um aumento de “notícias” sobre pedófilos sendo pegos e crianças
sendo estupradas. Fiquei chocado. Na maioria das vezes, esses estupradores e pedófilos não foram punidos pelos
holandeses sistema. Sem perceber, invoquei meu próprio passado lendo essas reportagens, especialmente as reportagens sobre pedófilos.
Memórias vieram flutuando sobre o que meus pais tinham feito com as crianças. O que eles fizeram comigo, especialmente o pai. Fiquei muito
zangado e decidi me concentrar exclusivamente em qualquer notícia sobre pedófilos. Eu comecei a ver um padrão. Eu comprei todos os jornais
para pesquisar as notícias sobre abuso infantil (eu ainda não tinha internet). Descobri que o incesto era gigantesco e que violadores de crianças
dificilmente eram punidos na Holanda. Eu acreditava que o sistema holandês estava protegendo esses monstros. Era como se eu estivesse
olhando para a criação de uma sociedade de pedofilia . No verão de 1998, fiquei ainda mais irritado. Isto foi devido a
uma reportagem que me lembrou de mim mesmo. Uma menininha matou o pai dela, que a estuprara havia anos. O pai tinha uma nova esposa.
Depois que ela deu à luz uma menina, a menina queria impedir que o pai estuprasse sua irmãzinha. Essa foi a razão pela qual ela matou seu pai.
Ela foi presa e jogada em psiquiatria. Era notável que o pai tivesse sido um amigo íntimo da casa real holandesa. "Você sabe que eles dizem como
acima e abaixo, que tudo está conectado, causa e efeito, que há uma razão para tudo e que coincidência não existe", eu disse a Thijs, depois de
eu ter contado sobre a garotinha. "Sim, é o que eles dizem", ele respondeu. "Você entende esse conceito", perguntei. "Eu não
sei. Por que você pergunta? ” “ Bem, se nós levarmos isto a ser verdade e houver uma razão para tudo, sem coincidências, então o estupro dos
pequenos é feito por uma razão e especialmente o estupro dos bebês deve então ter um enorme significado. .” notei que Thijs não se sentia
confortável. “Hmm ok, suponho que seja verdade. Mas quem se beneficiaria de estuprar bebês ”, ele perguntou. "Eu não sei, mas para mim é
importante descobrir mais sobre essas coisas." Thijs parecia muito preocupado. “É melhor parar de olhar para maters assim. Se
vocês Não fique atento, você terá problemas. Esse é um mundo perigoso. ” “ Como você sabe? Você sabe algo sobre esse mundo? "Claro
que não. Essas são perguntas estúpidas. Por favor, prometa-me não olhar para essas coisas. Gatinha, por favor, deixe os pedófilos em paz? ”, Ele
me perguntou. Eu o odiava quando ele me chamava de gatinho. Kitty cat é sinônimo de Beta Sex Kittens. “Não me chame de gatinha. Eu lhe disse
muitas vezes para não me chamar assim. E o que diabos você está me perguntando? Por que você me pede para deixar os pedófilos em paz? O
que é do seu negócio? Você conhece alguns pedófilos ou o quê? Ele se levantou da cadeira virando as costas. “Eu não preciso disso. Estou
apenas preocupado com a sua segurança ”. “Oh, realmente, quem seria um perigo para mim? Conte-me. Parece que você sabe. Ele desviou o
olhar. "Eu não sei, é apenas um sentimento." Eu sabia que ele estava mentindo. "Você sabe algo; Eu tenho pedido a Deus
para me dar respostas às minhas perguntas. Mas ele é muito bonito. Então, acho que vou pedir a Lúcifer que lance alguma luz e me traga algumas
respostas. Thijs deu um pulo. “O que você disse, Lúcifer? Você é louco, não faça isso, é muito perigoso. ” Eu ri. “Ok, aqui está você; um ateu, que
não acredita em Deus. Mas você acredita no diabo. Por favor, me diga como isso rima? Thijs não respondeu. Ele pegou as chaves, saiu
e saiu. Alguns dias depois, vi cinco artigos em jornais diferentes sobre pedófilos na Holanda e em outros países. Muitos pedófilos foram pegos e
uma rede de pedofilia foi presa. Seus alvos eram bebês e crianças muito jovens. Fiquei muito furioso e pulei na casa por algumas semanas. Thijs
estava em pânico. Eu comecei a orar e a pedir respostas a Deus. Quem estuprou bebês e por que bebês? Mas Deus não respondeu; houve
completo silêncio. Consequentemente, decidi tentar chamar Lucifer. Então, de repente, isso foi em torno de setembro de 1998, recebi
respostas e mensagens. Em transe, comecei a escrever todos os textos referentes ao abuso de rituais infantis e estupro de
bebês até a morte, não por pedófilos comuns, mas por alguns poucos. Quem estava me enviando essas mensagens? Foi Deus ou Lúcifer? Porque
eu tinha chamado Lúcifer, eu tinha um forte sentimento naquela época, que não era Deus, mas Lúcifer. "Você realmente acredita que é Lucifer
quem está fazendo você escrever essas coisas?" Thijs me perguntou. “Não importa quem seja; se é Lúcifer ou Deus não me
interessa. Eu Fico feliz em receber as respostas finalmente. ” “ Então, por que eles estupram bebês até a morte? ”Thijs
continuou. “É tudo sobre como obter as energias puramente absolutas do recém-nascido. Os bebês são os únicos que são de pura essência e
felicidade por nascerem em absoluta inocência. Isso é o que eles querem. Você estupra um bebê até a morte em rituais e aprisiona o espírito. Eles
absorvem as energias enquanto o bebê morre. Esses tolos pensam que ao estuprar um bebê até a morte, eles se tornam mais fortes e
vivem mais. Thijs deu um pulo mostrando uma reação de surpresa. “Uau, isso é muito pesado, mas quem faz isso?” “Existem muitas pessoas
basicamente famosas, membros da casa real, políticos e membros influentes da elite dominante que as massas não
fazem. saber e nunca mais veremos. Thijs se sentou novamente, me agarrando. “Então, o que você vai fazer agora que sabe
o que estava procurando?” Thijs começou a causar um sentimento dentro de mim como se eu estivesse sendo interrogada pela polícia. Portanto,
eu disse a ele que sabia o suficiente e não tinha mais questões. Demônios e memórias ocultas 1999 1999 foi o último ano do
século. Muitos acreditam vagaram pelas ruas e factuais em escala global. Muitas pessoas esperavam que algo especial acontecesse. O ano de
1999 também traria os dois últimos eclipses do século. 1 eclipse lunar e um eclipse solar, que seria em 11 de agosto. Por volta de maio de
1999, comecei a ter sonhos estranhos. O primeiro sonho foi tão real e de tal conteúdo que, quando acordei, tive que me adaptar ao aqui
e agora. Eu precisava de alguns minutos para perceber que tinha acordado de um sonho. Eu sentou-se olhando em volta de mim. “Como é
possível que um sonho possa ser real?” , Perguntei a mim mesmo. Ontem à noite fui para a cama sem pensar e adormeci bem. Então comecei a
sonhar comigo voando sobre diferentes países. Eu vi o mundo de cima. Era como se eu fosse um pássaro varrendo a terra em busca de alguma
coisa. As imagens eram tão reais, como se eu fosse realmente um pássaro olhando para baixo terra. Enquanto voava, senti o vento e
toquei o topo das árvores. Na manhã seguinte, Thijs me perguntou sobre o que eu sonhei. "Eu era um pássaro voando por aí", foi tudo o que eu
disse. Mas o sonho me levou a pensar. Quando eu era criança, eu também teria sonhos assim. Sempre voando acima dos países, ainda não tive
tais sonhos desde que era jovem. Alguns dias depois, tive novamente o mesmo sonho. Eu estava voando novamente sobre os topos das árvores,
mas desta vez sobre as montanhas também. Eu estava olhando para diferentes países. Então, de repente, vi uma enorme
montanha. Eu voei para dentro e vi paredes escuras molhadas. Este foi o momento em que acordei. Eu me perguntei se havia alguém que estava
tentando revelar algo importante para mim. Eu decidi ligar para o Lucifer novamente. Talvez ele me avise. Naquela noite, Thijs me ouviu
conversando com Lúcifer. Ele começou a choramingar. “Não faça isso por favor. Você não tem ideia. Isso pode trazer muitos problemas. É
muito perigoso chamar Lúcifer. ” Vi que Thijs tinha o rosto pálido. “Ei, vejo que você está falando sério. Thijs desde quando você acredita que forte
em Lúcifer? Embora você não acreditasse em nada. Você não acredita em Deus, então por que acredita no diabo? Thijs olhou para mim e entrou
no banheiro fechando a porta, sem dizer uma palavra. Em junho de 1999, os sonhos estavam ficando mais fortes visualmente. Eu estava voando
em todos os sonhos. Eu senti tudo nesses sonhos e cheirei tudo. 1 noite eu acordei de um sonho de horror sobre crianças sendo
torturadas e estupradas. Eu estava olhando para Thijs que ainda estava dormindo e saiu da cama. Então coloquei minhas calças de jogging,
peguei um cigarro e entrei no jardim. Eu notei que ainda estava escuro. Olhando para o meu relógio, vi que eram três horas da manhã.
Sentei-me na espreguiçadeira, acendi meu cigarro e comecei a pensar nos sonhos. Então percebi que não eram sonhos normais . Julho de 1999
foi um mês difícil. Os sonhos se tornaram mais e mais estranhos. Uma vez fui direto para Hollywood. Passando as colinas para outra parte onde
você pode ver mansões construídas em ilhas. Eu passava essas mansões em meus sonhos e via as obras mais estranhas no topo
dessas mansões parecendo enormes símbolos direcionados para algo no céu. Duas semanas se passaram quando eu tive outro sonho sobre
Hollywood. isso foi 9 de agosto. Esse sonho foi o mais assustador sonho perigoso que tive até agora. Eu estava voando direto
para a Califórnia, para as colinas de Hollywood , onde entrei em uma enorme formação rochosa coberta de árvores e arbustos verdes . Entrei
direto em uma enorme caverna escura com paredes úmidas, voei direto para ela para parar. Esse foi o momento em que senti meus pés baterem
no chão e fiquei ainda ajustando meus olhos. Eu vi muitas sombras se movendo no fundo. Então viu uma luz e ouviu o som de crianças
abafadas chorando sons Eu me aproximei da luz. Eu vi muitos homens vestidos com roupas brancas e um grupo de crianças pequenas com
idades entre três e talvez seis anos, usando fraldas, mãos amarradas e chorando. Eles pareciam com tanto medo. Então o líder apontou para
as crianças. Eles foram empurrados para o meio e, de repente, a captura de crianças começou. Eu assisti sem me mexer. Naquele momento,
pareci comovido, fiz um barulho e o líder virou a cabeça, olhando de onde vinha o som. Ele me viu e por um segundo eu olhei diretamente nos
olhos dele. Eu me afastei e acordei na minha cama. Quando acordei, vi Thijs sentado na minha cama. "Kitty cat o que aconteceu, o que você
sonhou?" "Nada de um estranho sonho sexual." Na noite seguinte, na noite anterior ao eclipse de 11 de agosto, eu tive o pior sonho de todos os
sonhos. Eu adormeci tarde da noite. Nesse sonho eu estava voando novamente direto para Hollywood. Nesse sonho eu vi orgias com
bebês. Depois de matá-los, eles comeram os bebês. Eu também tive a chance de dar uma olhada mais de perto no líder. Eu vi
algo muito estranho. O líder parecia um animal alienígena estuprando bebês. Naquele momento eu me senti morrendo, não pude mais
respirar . Esse foi o momento em que Thijs me acordou. “Acorde Nat. Acorde. O que está acontecendo? ” Eu olhei para ele totalmente confuso,
sentindo-me mal do estômago, devido ao que eu tinha visto. “O que aconteceu, o que você sonhou?” “Eu tive que te acordar porque parecia que
algo estava te estrangulando , você parou de respirar.” “Eu realmente parei de respirar? Hmm estranho, ”era tudo que eu podia dizer. Então
me levantei precisando de um cigarro. Agarrou a matilha, vestiu-se e foi para fora sem dizer nada. Thijs me seguiu até o
jardim. “Nat, eu acredito que você tenha que parar de chamar Lucifer. Eu acredito que esses sonhos são devidos a você chamando-o. Você tem
pesadelos. Esses sonhos não são sonhos normais. Esta manhã foi atacada em seu sonho. O que você vê? ” “ Orgias com bebês. Inferno
eles até comem a carne de bebês recém-nascidos, ”foi tudo que eu disse a ele. Thijs olhou para mim totalmente horrorizado com o que eu
disse. Sua reação foi inestimável. Ele caiu de joelhos, agarrando minhas mãos. “Por favor, Kitty cat pare de chamar Lucifer. Ele faz essas coisas
com você. Como se isso não bastasse, algo extremamente estranho aconteceu comigo. Um dia Thijs estava fazendo compras, mas esqueceu
alguma coisa. Então eu saí para comprar isto. Quando voltei para casa e entrei na casa, o vento soprou pela casa enquanto todas
as portas e janelas estavam fechadas. Apenas uma janela do quarto estava aberta. Todas as portas se abriram enquanto eu estava no
corredor. Thijs olhou para mim como se estivesse olhando para um fantasma. "O que é que foi isso? Onde esse vento vem? ”ele me
perguntou. "Eu não faço ideia." Então fui ao banheiro. Quando fechei a porta, senti algo entrar em meu corpo pela minha cabeça. Algo
aconteceu dentro da minha cabeça. Eu podia ouvir vozes, muitas vozes. Vozes femininas e uma voz masculina, senti que eles estavam com raiva.
Eu não tinha ideia do idioma que eles falavam. Acordei no momento em que abri a porta e vi Thijs sentado no chão em frente ao vaso sanitário.
Ele olhou para mim como se estivesse vendo algum alienígena. "Kitty cat você está bem?" Olhei para ele sentado no chão. “Por que você está
sentado no chão? Ele se levantou sem tirar os olhos de mim. “Você sabe o que aconteceu? Você está no banheiro há muito
tempo. Você estava falando em todos os tipos de línguas diferentes. Havia muitas vozes diferentes e você falava muito alto. Você não se lembra?
”Ele perguntou. “Não, mas lembro de ouvir vozes em diferentes idiomas. Que tipo de línguas você me ouviu falar Thijs? Perguntei-lhe curioso. Um
soou francês, mas não era bem francês. Outra voz soava como um estranho dialeto alemão e o resto eu não reconheci. Havia vozes
femininas e uma voz masculina. A voz masculina me assustou muito. ” Depois do que tinha acontecido comigo naquele dia, recebi informações
que , de outra forma, não teria como saber. Memórias da minha infância vieram flutuando em partes, como peças de quebra-cabeça jogadas em
uma mesa. Um quebra-cabeça que tive que fazer enquanto perdia muitas peças dele. No entanto, não havia explicação para o que aconteceu
naquele dia no banheiro. Talvez diferentes espíritos ou entidades tivessem entrado em meu corpo. Eu já tinha visto nos filmes e na
televisão. No dia 11 de agosto, depois do eclipse solar, de repente meus sentidos ficaram extremamente altos. Sentimentos, cheiros e audição de
sons que não são audíveis para os outros, foram colocados em um modo agudo. Eu me senti como um vampiro. Desde a Naquele dia, eu
não só podia sentir sentimentos e pensamentos das pessoas que conheci, como também percebi que eu tinha outros tipos específicos de
habilidades psíquicas. Consegui recuperar informações de casas e prédios públicos e prever eventos futuros que realmente ocorreram
depois. Também tive a sensação de que seria mais saudável romper com Thijs o mais rápido possível. Os diferentes tipos de habilidades
psíquicas mencionadas por Nathalie foram oficialmente registrados. Habilidades aumentadas, também conhecidas como “ percepção extra-
sensorial” (ESP), são coletivamente conhecidas como “fenômeno psi”. Eles são parte do sexto sentido, a capacidade de obter
informações sem o uso de nossos cinco sentidos físicos. Toda pessoa nasce com isso, sem conscientemente perceber isso. O tipo mais comum
de habilidades psíquicas é a “intuição”, uma espécie de guia interno. Todas as outras formas de habilidades psíquicas dependem da “intuição”. Os
anos 2000 Tanta coisa aconteceu no ano 2000, que nem sei por onde começar a explicar a loucura que aconteceu a partir daquele ano. Como
mencionei antes, meu plano era romper com Thijs assim que possível. No entanto, meu plano teve que ser mudado quando
chegou a hora, já que tivemos que sair do apartamento devido a grandes reformas planejadas. Tivemos que sair antes do final daquele ano de
1999. Na segunda semana de dezembro, encontramos uma nova casa no Westerpark. Nós nos mudamos rapidamente. Nós mobilamos a casa
dentro de uma semana. Cada um de nós tinha nosso próprio quarto. Eu simplesmente não conseguia mais dormir com Thijs em uma cama . Um
dia, fui até a cozinha por ouvir ruídos do lado de fora. Quando eu Olhei para fora pela janela, vi homens vestidos de terno branco
fazendo algo na frente da minha casa. Então ouvi um som no corredor. Eu Abrimos a porta e vimos três homens ocupados em nossos armários
onde nossos cabos de eletricidade e telefone estavam conectados. "O que você está fazendo?" "Eu não posso te dizer, eu não estou autorizado",
disse um dos homens. Quando fechei a porta, esbarrei em Thijs. Ele estava agindo surpreso. Mas ele não disse nada. Parecia que ele foi
pego. Minha formação e os anos como modelo de moda tinham certeza de que eu simplesmente não confiava em ninguém assim. No momento
em que alguém me fez cara feia, eu questionava essa carranca. Thijs fez-me cara feia e eu tinha algumas suspeitas em relação a ele. Embora ele
tivesse servido como soldado, Thijs não era um soldado regular. Às vezes ele me dava respostas para perguntas militares muito complicadas,
como se ainda estivesse no serviço militar ativo. Ele tinha um extraordinário conhecimento de geografia, guerra e política. Ele não terminou seus
estudos, então era suspeito o quanto ele sabia. Não importa o que eu perguntei sobre a guerra, geografia ou política, seja sobre
política holandesa ou política externa, ele tinha uma enciclopédia sobre esses tópicos em seu cérebro. Naquela época, Nathalie ainda não sabia
que Thijs fora escolhido para ficar de olho nela. Como veremos, ele teve a tarefa de informar sobre Nathalie a seus superiores. Tudo foi planejado
desde o dia em que Nathalie foi apresentada a Thijs no clube por sua amiga. Eles observavam cada movimento que Nathalie fazia e ouviam
cada palavra que falava em casa. Ela não sabia que ela estava sendo gravada ou gravado. No parque Em setembro de 2001 eu
comprei um cachorro novo de um viciado. Eu chamei o cachorro Niburu. Eu andei Niburu sempre em um parque nas proximidades. No parque
conheci muita gente interessante. Nós tivemos longas conversas. Entre outros, falamos sobre as leis holandesas sobre pedófilos. Eu os informei
também sobre a Fundação Paidika sem fins lucrativos, uma organização subsidiada pelo governo holandês. A Fundação Paidika se esconde por
trás de seu chamado jornal sobre pedofilia. O autor expatriado americano Joseph Geraci desenvolveu a idéia de lançar esta revista depois de se
mudar para Amsterdã em 1986. Em 1987, a primeira edição foi publicada pela Fundação Paidika, criada para esta
razão. Nos bastidores eles estão pesquisando sexo entre crianças pequenas e adultos. Insistindo que o sexo entre adultos e crianças é muito
educativo para crianças. Todo grupo de pedófilos no mundo usa os papéis do grupo Paidika para justificar sua paixão por crianças
pequenas. Expliquei aos meus novos amigos no parque como as redes de pedofilia funcionam e que elas são muito perigosas. Meu conhecimento
sobre pedófilos teve um grande impacto nas pessoas que ouvem. Isso fez com que muitos procurassem na internet também. isso foi É
notável notar quantas pessoas em meu redor estão despertas. Alguns até queriam organizar uma grande manifestação na Holanda contra
pedófilos. No início de 2002, conheci um cara chamado Peter. Seu cachorro adorava brincar com meu cachorro. Nós andamos muito juntos e nos
tornamos amigos íntimos. Peter trabalhou para o gerenciamento de estacionamento em Amsterdã. Ele estava nas ruas o dia todo por seu trabalho.
Peter estava confiante em quem eu poderia conversar. Eu precisava de alguém para conversar e ser capaz de compartilhar meus pensamentos,
obter outra opinião sobre certos assuntos. Ele sabia sobre as coisas que aconteceram na minha vida também. O ano restante de 2002 eu não fiz
muito além de alguns pesquisa sobre abuso infantil e eu tive muitas lutas com Thijs. Em dezembro de 2002, o telefone tocou
de manhã cedo. Thijs ainda estava dormindo, então me levantei para atender. Uma mulher perguntou por Thijs em Friesian, dizendo- me que seu
pai havia falecido. Acordei Thijs e contei que seu pai havia falecido. Ele pulou, pegou o telefone e falou com o seu mãe. Quando ele
colocou o telefone, ele me disse que tinha que voltar para casa para organizar as coisas e comparecer ao funeral. Ele iria embora por
dois semanas. Eu tive a casa para mim por duas semanas; isso me deu uma paz sentindo-me. Na noite em que Thijs voltou da Frísia, eu
estava assistindo TV. Eu disse a ele que o queria sair. Tivemos muitas lutas, mas não importava como eu o chamasse, ele se recusava a sair de
casa. Matrix Reloaded Então, um dia em maio de 2003, Peter veio e me perguntou se eu queria ir com ele ao cinema. “Um filme, isso é bom para
você. Vai levar sua mente das coisas. Você deve ir com Peter ”, foi a primeira reação de Thijs. "Qual filme você quer ir?",
Perguntei. “Chama-se Matrix Reloaded.” “Não tenho nada para fazer e gostaria de ir . Quando você quer ir? perguntei. Naquele momento,
Thijs pulou da cadeira dizendo. “Não vá para o filme. Você não gosta de cinemas, então por que você vai ao cinema? Eu não quero que você
vá. ” Não há necessidade de dizer que tanto Peter quanto eu ficamos surpresos com a reação dele. “Com licença, primeiro você concorda e agora
me proíbe de ir ao filme?” “Não, não é esse gatinho gato. É porque ... bem eu sei que você não gosta de lugares lotados. Este filme atrai muitas
pessoas. Será muito lotado. Você não gostaria, é melhor ir para outro filme ”, respondeu Thijs. "Você está falando sério? Você acha que pode me
dizer para não ir ver um filme? Quem é você, meu mestre? Você deve estar louco. Se eu quiser ver o Matrix Reloaded, assistirei ao filme. Você
não pode me impedir de ver aquele filme, capice? - Nós vamos, mas não hoje - eu disse a Peter. Thijs se acalmou, pensando
que eu esqueceria de ir a esse filme com Peter. Dois dias depois, Peter me contatou dizendo que precisava me dizer alguma coisa, que era
urgente. “Thijs está em casa?” Ele perguntou. "Não, ele está no trabalho." "Eu estarei lá em alguns minutos." O rosto de Peter parecia irritado
quando ele chegou. "O que está errado, Peter?" Ele me disse que no dia anterior tinha visto Thijs entrar na casa particular
do prefeito. Pensamentos correram pela minha cabeça. Por que Thijs se encontrou em particular com o prefeito de Amsterdã? Não era normal
visitar o prefeito em sua casa particular . Talvez tivesse a ver comigo? Eu não fazia ideia. Tive a sensação de que Thijs
havia me espionado por muito tempo; o jeito que ele age ao meu redor e a maneira como ele me questiona. As perguntas eram específicas, elas
não são solicitadas aleatoriamente. Peter olhou para mim. “O que eu vi ontem é muito estranho. Thijs é um cara estranho. Eu sinto que ele é
perigoso para você. Chute-o ou deixe-o. Você tem que terminar com ele. Alguns dias depois eu fui fazer compras na cidade com Peter quando
passamos pelo teatro onde eles mostraram a Matrix Reloaded. Peter apontou para mim dizendo vamos lá. Nós compramos dois ingressos. Era um
filme cheio de coisas simbólicas e eles fingiam querer acordar as pessoas. Ficou claro que os fabricantes de filme estava
tentando dizer às pessoas algumas coisas. A história foi toda sobre o amor como bem. Uma coisa que muitos espectadores não receberam
como mensagem. Thijs ainda estava acordado quando voltei para casa do teatro. Já passava da meia-noite quando cheguei. No momento em que
abri a porta, ele estava no corredor. "Onde você esteve? Por que você não me ligou? ”Ele quase gritou. "Por que você ainda está
acordado?" "Gato gatinho, eu estava preocupado." "Preocupado com o quê?" Ele não respondeu. "Onde você esteve?" Ele perguntou
novamente. “Eu fui ao cinema para ver o Matrix Reloaded com o Peter.” Ele ficou tão bravo que você não faz ideia. “Porque eu te disse para não
ir. Por quê você foi, você deveria me ouvir, ”ele gritou. “Você não pode me dizer qual filme assistir ou não. Mas me diga, o que
há com esse filme que você não quer que eu veja? ” Ele não respondeu, nem uma palavra. Passei por ele e fui para a sala de estar. É melhor ir
para a cama e tentar dormir. Você tem que ir trabalhar amanhã. Você precisa do seu sono. ” Ele ficou lá e se acalmou. “Sim, eu posso ir para a
cama agora, você está em casa. Isso é tudo o que conta de verdade de qualquer maneira. ” A sensação de que Thijs foi usado para verificar meus
caminhos e paradeiro estava crescendo para mim naquela noite. Eu esperei até ele ir para a cama. Então me sentei no sofá vagando pela raiva de
Thijs. Sua raiva não era como na raiva furiosa mas mais em raiva com medo. Para mim, ficou claro que ele estava com medo
de alguma coisa. Eu me inclinei para trás e coloquei minha cabeça no sofá pensando o que era sobre o filme que ele não queria que eu
visse? Keanu Reeves Na noite seguinte, eu estava fumando um baseado no meu quarto, longe de Thijs para relaxar. Eu apaguei as luzes,
olhando para a lua. Então, de repente, vi algo se movendo na parede. Eu vi a luz. Eu olhei de novo, coloquei o baseado e quando olhei para a
parede, vi um corpo saindo. Eu reconheci imediatamente o rosto. Foi o rosto de Keanu Reeves, o ator do filme que eu tinha visto no dia anterior
com Peter. Então eu ouvi uma voz. "Não tenha medo que nos encontremos no futuro próximo." De repente, o corpo recuou e a sala estava escura
novamente. Eu sentei lá pensando comigo mesmo o que diabos aconteceu? O que mais me incomodou foi aquele rosto do ator. Eu não sabia
muito sobre ele. Mas havia outra coisa, ele parecia muito familiar. Eu tenho a sensação de que eu tinha visto esse rosto
antes. Preso pela primeira vez (2004), Niburu se tornou um cão forte e adorável. No entanto, ele teve um problema, latindo. O latido começou
um dia quando ele ainda era um cachorrinho. Isso foi causada pelo vizinho de cima, uma velha. Ela jogou pedras de pedra nele cada vez
que ele estava no jardim. Eu a peguei algumas vezes e independentemente de eu avisá-la, ela continuou, o que causou meu cachorro latir no
momento em que ele ouviu ou viu. No final de janeiro de 2004, Peter veio me buscar para passear com os cães no parque quando a campainha
tocou. Eu abri a porta. Um policial me perguntou se ele poderia falar comigo sobre o cachorro latindo porque o vizinho havia reclamado. "Sim,
claro, por que não", respondi. “Eu sinto muito, não aqui. Por favor, venha comigo para o escritório. São apenas cinco minutos da sua casa. Você
estará de volta em alguns minutos. "Sem problemas. Peter eu voltarei em poucos minutos. Por favor, fique de olho
nos cachorros. Peter olhou para mim. "Não vá, eu não confio nisso", ele disse. Eu não escutei Peter e saí com o policial. Quando saímos
do prédio, uma van da polícia estacionou na nossa frente. Quando me virei, vi dois carros da polícia do outro lado da rua. Eu olhei para o policial
parado ao meu lado. "O que diabos está acontecendo aqui?" Eu queria correr de volta para casa, quando cinco policiais me
atacaram. Eles me agarrou e me jogou na van da polícia. Eu recebi uma injeção e desmaiei. Eu acordei em uma cela de
isolamento. Eu estava calmo, imaginando que gritar não adiantava. A princípio, os guardas foram educados e gentis. Mais tarde, naquele mesmo
dia, Thijs chegou. Pensei que ele viria me buscar; que eles cometeram um erro estúpido. Mas ele só veio para ver como eu estava indo. Ele agiu
surpreso quando o homem disse a ele que eu não tinha permissão para sair, que eles precisavam conversar comigo primeiro. Eles me levaram
para fora do quarto onde eu estava conversando com Thijs. No momento em que saímos da sala, eles fecharam as portas de Thijs. Eu fui
arrastado e jogado em outra cela. Eu recebi duas injeções e desmaiei novamente. As injeções e eu objetando as injeções foram
a última coisa que me lembrei. Depois de desmaiar das injeções, acordei sendo interrogado. Eu notei que eu estava sentado em uma cadeira
amarrada à cadeira nua. No momento em que percebi isso, comecei a gritar com os homens que me faziam perguntas. Eles pareciam os homens
de inteligência assustadores, vestidos em trajes escuros, como visto nos filmes. Eles falavam inglês americano, me fazendo as perguntas mais
estranhas. “Para qual organização você trabalha? Dê-nos os nomes das pessoas com quem você trabalha. Você pertence à organização de
Keanu Reeves? Nos dê os nomes dos seus contatos na América. ” Como eu não sabia do que eles estavam falando, para fazê-los parar de me
bater, dei-lhes respostas ridículas. Isso os irritou ainda mais e eles começaram a gritar novamente. Então eu senti um estrondo duro contra a
minha cabeça e ficou preto na minha frente. Eu acordei novamente no momento em que eles estavam me batendo na minha
cara. "O dente das costas, tirá-los", ouvi um homem dizer. Quando eu queria virar o rosto na direção da voz, fui atingido com um soco no rosto e
tive que cuspir sangue. Depois disso eu desmaiei novamente para acordar na cela no chão. Eu fui nu com sangue no meu rosto. Meu
dente nas costas se foi e meu corpo estava machucado como se você não tivesse ideia. Uma coisa eu percebi, eu devo ter sido lascado, porque
eles insistiram em tirar meu dente de volta. Eu estava na cela de isolamento por quatro meses. Então eles me levaram para um centro psiquiátrico
chamado “Mentrum”, onde eu era drogado todos os dias. Eu realmente não me preocupei. "Ei, um centro psiquiátrico holandês, vamos ver o que
eles fazem aqui", pensei. Eu verifiquei tudo, especialmente o que os psiquiatras estavam dizendo. Devo admitir que nunca ouvi tanto
disparate. Antes de ser solto, o psiquiatra Mentrum me perguntou se eu sabia o motivo do meu sofrimento. Eu disse a ela
que achava que era uma psicose sopradora. Eles acreditavam que eu sabia. Eu estava curado eles disseram. O psiquiatra afirmou que eu era
totalmente normal, que não tinha nada. Antes de ser liberado, tive que passar um mês para outro centro psiquiátrico chamado SPDC (Centro de
Serviços Psiquiátricos Sociais). Ficou claro que o SPDC para onde eles me enviaram era afiliado ao centro psiquiátrico do Mentrum. No SPDC as
coisas mudaram. O psiquiatra, uma jovem loira de olhos azuis, falava de meus papéis. Ela alegou que eu estava uma bagunça e não curado em
tudo. Ela disse que o outro psiquiatra do centro de Mentrum havia cometido um erro. Minha medicação foi mudada para outro coquetel de
drogas o que realmente me deixou doente. Eu não conseguia mais dormir, estava acordado à noite e tinha que começar a cuspir
os medicamentos. Mas mesmo assim, eu ainda fui forçado por machos muito agressivos a engolir as pílulas. Em setembro fui liberado. As pessoas
ficaram totalmente surpresas quando eu casa. Acontece que alguns rumores onde nas ruas sobre mim estar morto. Outro boato de que eu
tinha casado com um motociclista da Harley Davidson e me mudado para Los Angeles. O terceiro boato era que eu havia me mudado para uma
ilha tropical. Fiquei surpreso e perguntei às pessoas de onde eles tinham esses rumores. Alguns disseram que Thijs disse que eu havia me
mudado para Los Angeles. Outros disseram que Thijs havia dito que eu havia me mudado para uma ilha tropical. Enquanto outros falavam sobre
dois homens perambulando pelo Westerpark perguntando às pessoas se elas me conheciam. Eles Disse-lhes que não acreditassem
em nada que eu dissesse e que estava morto. Escusado será dizer que isso causou situações estranhas. Eu perguntei a Thijs por que ele disse
essas coisas sobre mim. Ele negou tudo. Segundo ele, foram inventadas histórias. Não confiei em Thijs nem por um segundo. Havia outra coisa
quando se tratava de Thijs. Meu relacionamento com Thijs foi uma história triste para meu primeiro cachorro. Dzengi odiava muito Thijs. Ele o
havia mordido algumas vezes. Thijs fez o melhor que pôde para fazer o cachorro gostar dele, mas Dzengi não confiava nele. Isso
foi Outra razão pela qual eu estava em guarda quando Thijs estava por perto. Eu conhecia Dzengi. E se ele não gostava de alguém, havia uma
razão. Um Walhalla para pedófilos Depois que fui libertado, não fiz nada além de passear com o cachorro e estar na natureza o máximo que pude,
o que funcionou como um processo de cura para o meu sistema. Por Dezembro de 2004, decidi escrever um livro sobre pedófilos e abuso
infantil. O livro acima mencionado por Nathalie não é o livro sobre sua vida. o O livro supracitado trata apenas do abuso sexual de crianças e
de redes de pedofilia. Eu me perguntei como obter mais informações para escrever o livro. O que aconteceria se eu entrasse em um fórum popular
na web e falasse sobre pedófilos? Que tipo de reação eu teria? Eu falei sobre isso para um amigo no exterior. Ele decidiu me ajudar. Ele entrou de
outro país como RRM (Reformed Robotman). Eu assumi o codinome dele e entrei como RRM no fórum chamado Barbelith fórum baseado no
REINO UNIDO. Eu começou um tópico dizendo que o estado holandês estava ocupado legalizando a pedofilia. Eu apontou todas
as notícias e decisões políticas holandesas. Eu postei sobre tomar medidas contra o estupro de crianças pequenas e bebês. Escusado será dizer
que eu capturei o interesse de milhares de leitores. Juntamente com um amigo, postamos e reagimos sem parar por três dias. No 4º dia os
ataques vieram. Cartazes tentando desviar as mentes dos leitores e postar avisos para mim em um ritmo alarmante. Eu notei na segunda semana
que havia um cartaz que aparentemente estava me seguindo no quadro. A única coisa que este cartaz fez foi fazer perguntas e querer saber como
eu sabia dessas coisas. E notei três cartazes que eram muito agressivos comigo. Especialmente quando eu postei algo sobre abuso
infantil na Holanda. Recuei depois de três semanas escrevendo e fazendo anotações para continuar com meu livro e mais
pesquisas. Por razões desconhecidas, eu sabia exatamente como e onde procurar e o que clicar em aberto. Consegui até abrir um arquivo do FBI
sobre abuso infantil com um certo código. Eu não sei de onde eu tirei esse código. Estava em algum lugar presente em minha mente. O código era
um endereço complicado, com números ao lado das letras do FBI. Coloquei o endereço na pesquisa do Google e, para minha surpresa, era um
endereço de arquivo do FBI. Quando eu cliquei aberto, entrei em um arquivo do FBI. Mostrou-me uma enorme pesquisa massiva sobre abuso
infantil em Nova York e arredores. Eu nunca tinha visto pesquisas sobre abuso infantil que era isso imensa e tão precisa. Os
arquivos informavam sobre a hora exata do dia em que a maioria das crianças foi estuprada em Nova York. Ele mostrou exatamente
quantos meninos e quantas meninas foram violadas e em que as crianças do distrito foram estupradas mais. Foi tão preciso que senti respeito por
esses agentes do FBI. Mas ao mesmo tempo, me perguntei por que o FBI não impediu esses estupros. Devido à minha pesquisa, tive a
sensação de que o estupro de crianças foi aceito em escala global. Um dia, quando eu estava brincando com meu cachorro no parque, um carro
azul escuro estacionou perto de onde eu estava esperando pelo meu cachorro. Um homem saiu e foi direto para mim. "O que você quer?" Eu
perguntei. "Estou aqui para avisá-lo." "Avisar-me para quê?" "Não finja que você não sabe o que quero dizer", disse ele. Eu ri dele e perguntei
quem o havia mandado. Ele não respondeu. "Nós vamos ter certeza de que ninguém te escuta mais" foi tudo o que ele disse. Eu ri novamente.
"Como você vai fazer isso?" Ele não gostou da minha atitude e ficou com raiva, sibilando para mim. “Vamos começar
com o seu cachorro. Então, vamos pegá-lo e quando terminarmos com você, ninguém mais te ouvirá. ” Naquele mesmo instante, vi alguns
meninos marroquinos que conhecia muito bem. "Ei pessoal esse homem está me ameaçando e ele quer machucar Niburu", eu gritei. Os garotos
vieram correndo em minha direção e o homem recuou. Ele correu para o carro, onde outro homem estava esperando por ele. Ele entrou no carro e
eles saíram muito rápido. Eu olhei para o carro indo embora e pensei em foder todos vocês! Com essa ação , senti que estava lidando com a
contra-espionagem militar ou holandesa. A ameaça me impediu de continuar investigando a pedofilia? Não no todos. O ano de
2005 entrou e me senti bem. O livro estava indo bem. Eu fui escrevendo como uma mulher louca batendo no teclado nove horas por
dia. Em entre, eu andei com o cachorro, visitei amigos e conheci novas pessoas que eram todas contra o sistema holandês a respeito de
pedófilos. Como antes, organizei reuniões para falar sobre o que nós, como pessoas, poderíamos fazer contra o sistema que protegia os
pedófilos. Em maio, todos ficaram chocados. O governo holandês anunciou um novo pequeno partido político, um partido pedófilo. Eles tentaram
transformar a Holanda em um "Walhalla" para pedófilos! Este novo partido político pedófilo chamou-se “A Festa do Amor do Próximo e da
Diversidade”. Eles receberam o nome da Associação Martijn , o mais importante grupo de pedofilia da Europa. O novo partido político foi apoiado
por todos os grupos de pedofilia ao redor do mundo. A espinha dorsal do novo partido era e ainda é "O Paidika". Essa
organização recebe milhões e milhões de euros todos os anos para apoiar organizações de pedofilia como Alice no País das Maravilhas e
a Associação Norte- Americana de Amor entre Homens e Meninos (NAMBLA). Este é o maior grupo da Pedofilia Internacional e Emancipação
Infantil (IPCE), uma organização internacional ativista pró-pedófilo. A parte desagradável desta notícia nos Países Baixos foi que nenhum holandês
saiu às ruas para protestar. Este foi o grande choque para todos os outros que odiavam pedófilos, incluindo todas as vítimas de abuso
infantil. Nós queria fazer alguma coisa. Nós organizamos e nos juntamos a outros grupos em toda a Holanda. Chegamos perto
de uma demonstração. Mas nossos planos foram bloqueados. Tudo de um um repentino após o outro recebeu a visita da polícia. Cinco
pessoas foram apanhadas do trabalho e interrogadas. Eles vieram até mim dirigindo-se a mim como o chefe do grupo. Disseram-me que, a partir
de agora, não era permitido ter mais de cinco pessoas na minha casa. Eles começaram a me seguir em todos os lugares. Eu recebi ameaças
graves. Isso causou grande medo em muitos e decidimos parar com nossos planos para demonstrar. Foi
também perigoso. Programado para lidar com armas Um dia, Peter quis me apresentar a um homem que perguntou se ele me
conhecia. Ele disse a Peter que queria unir forças comigo. Eu fui curioso. Peter marcou uma consulta para o dia seguinte. Nós fomos para
Amsterdã Norte que se deitou oposto à Estação Central pela água. Eu nunca esquecerei aquele dia. Foi o dia em que descobri que sou
extremamente bom com armas. Quando chegamos ao apartamento do homem, conversamos um pouco. Percebi que estava lidando com um ex-
militar. Ele me pediu para unir forças com ele contra o município de Amsterdã. Então ele se levantou e me pediu para ir com ele para um quarto
dos fundos. Quando ele abriu a sala, fiquei surpreso com o que vi. Uma sala cheia de armas, todos os tipos de armas e munições diferentes. Eu
olhei para ele. "Eu vejo que você tem conexões." Então eu caminhei até a parede, pegou uma arma e desmontou-a e juntou-a
novamente. Então peguei outra arma e brinquei com ela. O homem parecia assustado. Você é uma pessoa muito perigosa. Onde você aprendeu a
lidar com armas assim? ” “ Algo a ver com os militares ”, eu disse. Eu me perguntei, por que diabos, esse homem precisa de tantas armas para
se ele quer protestar contra o município de Amsterdã. Eu já tinha visto o suficiente. Eu disse a ele que não estava interessada em se juntar a ele.
Nos despedimos e nunca mais vi aquele homem. Peter ficou muito assustado quando saímos do prédio. "Oh meu deus, você é um soldado
treinado." "Eu não tenho idéia", foi tudo o que eu disse. Fiquei muito surpreso, porque eu tinha Descobri o quão útil eu sou
com armas. Escusado será dizer que muitas perguntas me ocorreram. Onde aprendi a lidar com armas como eu? Lembrando-me do que
acontecera na Suíça, perguntei a mim mesmo se alguma vez matara alguém? Ou havia outro motivo para meu conhecimento sobre armas? Adeus
a Thijs Um dia, Thijs estava no trabalho quando a campainha tocou e o entregador de correspondência estava na frente da minha porta com um
pacote para Thijs. Eu aceitei o pacote e abri a caixa. Descobriu-se que a caixa foi enviada por sua mãe. Ela Tinha limpado o sótão
e encontrado documentos pertencentes a Thijs. Tenho certeza de que você entende a razão pela qual eu olhei para os jornais. o documentos
eram seus documentos militares. O nome, números e códigos de Thijs onde estão os papéis. Havia também suas fotos de seus dias militares.
Thijs tinha sido um militar profissional até que ele sofreu um acidente. Mas ele ainda era um empregado militar. Ele ainda estava em serviço. Isso
me fez entender onde ele conseguiu seu dinheiro extra de cada mês. Esperei que Thijs voltasse para casa. Quando ele entrou na sala eu
estava sentado no sofá. "Thijs nós temos que conversar." Ele olhou para mim e me perguntou o que estava errado. “Você tem sido um militar
profissional. Você ainda está recebendo salários todo mês. Você ainda é um empregado militar. Thijs apertou os olhos. "Mas Kitty cat, de onde tira
essas idéias ridículas ?" "Não minta para mim seu idiota." Então eu joguei seus papéis na frente dele no mesa. Ele pegou
os papéis e olhou para mim com olhos de paranoia. - Onde você conseguiu meus documentos? - Sua mãe os enviou. Eu sei com certeza que você
está me espionando . Ele tentou brincar inocente. “Não é verdade, estou apenas preocupada com você, só isso.” “Não minta. Pedro te viu um dia
entrando na casa do major. o que você estava fazendo lá? Tenho certeza de que você esteve me espionando todos esses anos. Thijs
não disse nada. Então ele entrou na cozinha para fazer seu super. Eu o segui. “É hora de você sair. Eu não gosto mais de
você. Em verdade estou cansado de você. Eu quero que você vá embora. Ele olhou para mim. “Eu não tenho outra casa. Eu preciso
encontrar um primeiro. ” “ Então vá e procure por uma nova casa, ”eu zombei dele. Thijs se mudou em setembro de 2005. Eu não tinha emprego,
então alguém precisava pagar meu custo de vida. Eu fiz um acordo com Thijs. Ele me devia muito dinheiro. Nós concordamos que ele me manteria
até 2010. Poucos meses depois, Thijs começou a lutar pela casa em que eu morava, ele ganhou o caso. Isto foi devido ao fato de que ele estava
pagando aluguel por todos esses anos por esta casa. Então, mudei com Thijs para o apartamento em que ele morava. Convites para os Estados
Unidos Em dezembro (2005), de repente recebi e-mails de um certo Victor. Ele me pediu para enviar fotos de mim, me
dizendo que ele era um fotógrafo de moda . Ele me mandou “set cards” de modelos chamados, provando que ele era um fotógrafo de moda. Ele
também tentou me atrair para Los Angeles. Ele insistiu que ele pagaria pelos ingressos, que não me custaria um centavo. Victor também fez o
melhor para me convidar para me tornar um membro do “Open Mind Serpo”, um fórum baseado nos Estados Unidos. Todos juntos recebi
seis convites dele para ir ao conselho. No último dia de dezembro, alguém me mandou um e-mail perguntando: “YSE é você?”. A página 10 era de
um livro chamado Da Transilvânia a Turnbridge Wells de Nicolas de Vere von Drakenberg e uma frase anexada a um link: , saiba quem você
é. Fiquei surpreso porque o nome YSE foi o único nome que eu realmente reajo. Especialmente desde Viena, quando fiz minha viagem ao Egito
quando fumei um baseado com John. Abri o link e fiquei surpreso com os escritos. Quase tudo nessa página se aplicava a
mim. Coisas que aconteceram na minha vida; especialmente meus modos e meus hábitos. Como eles sabiam todas essas coisas? Como eles
sabiam o nome YSE? Eu só usava o nome YSE em alguns quadros desde o ano 2000. Essas pessoas copiavam meu nome de uma dessas
pastas? O que ficou muito claro para mim no fórum “Open Mind Serpo” foi que essas pessoas tinham formação militar. Depois que alguns deles
começaram a fazer perguntas específicas, eu tinha certeza de que estava lidando com uma fração militar no EUA. Esses homens
realmente achavam que poderiam obter respostas relativas a questões militares e códigos de mim. Eles não sabiam que eu não sabia
as respostas às suas perguntas também. Eu na verdade comecei a jogar e mandá-los em uma perseguição. Dei- lhes todo tipo de informação
inventada, o que os serviu direito me questionando assim. Eu não reagi, apenas li suas postagens. Em junho, eles começaram a contar um
ao outro como gostariam de me conhecer na vida real. Então, um membro chamado Bruce H. começou a me mandar e-mails. Como
um Como resultado do que ele havia lido sobre mim na internet e meu conhecimento sobre a construção de uma sociedade de pedofilia, ele me
convidou para ir a St. Louis (Illinois), onde ele morava e possuía uma empresa de exploração madeireira, para fazer algumas palestras. Em um
dos e-mails, ele me confessou que era o chefe de um culto satânico e que estivera envolvido em rituais satânicos. Mas que ele tinha parado de
jogar jogos satânicos e deixou o culto satânico depois de ter visto o leve. Ele também me disse que tinha um filho chamado Steve, que
era muito especial para ele. Infelizmente seu filho teve muitos problemas psicológicos. Por causa do que ele leu na internet sobre coisas que
aconteceram na minha vida, Bruce pensou que talvez eu pudesse ajudar seu filho também. Depois que ele insistiu que realmente queria que eu
falasse com seu filho, ele me disse que pagaria todas as minhas despesas de viagem. Eu estava pensando muito sobre este convite. Eu pensei
que esta era a oportunidade de realmente ver com quem eu estava lidando nos Estados Unidos. Eu também sabia que não poderia ser descoberto
pela contrainteligência holandesa que não queria que eu deixasse a Holanda, se Bruce pagasse todos os custos. Suzanne, uma
das minhas amigas, estava comigo naquele dia. Eu contei a ela sobre Bruce e que ele queria pagar minhas despesas de viagem para vir para os
Estados Unidos. “É melhor você não ir sozinha. Se você quiser, eu irei com você ", ela disse. Por isso meu plano começou a funcionar.
Escrevi para Bruce que sou uma mulher sozinha. "Eu não conheço você. Não viajarei sozinha. Bruce reagiu imediatamente. “Se você quiser levar
um amigo, eu pagarei por todos os custos. Não se preocupe com dinheiro, nós pagaremos por tudo. ” Escrevi para Bruce que ele poderia
providenciar dois ingressos. Eu também postei no fórum “Open Mind Serpo” que eu estava vindo visitar Bruce e seu filho. As reações foram
explosivas. Nesse mesmo dia, recebi cinco convites, de Dallas a Nevada, Flórida e Califórnia. Eu não aceitei nenhum desses convites porque para
mim ir para a América era apenas descobrir quem era esse grupo militar. Eu tenho Suzanne seu irmão para cuidar do meu cão
Niburu e saímos até o final de agosto. A casa de Bruce estava bem isolada. Nenhum vizinho ao redor em tudo. Lá Era uma estrada na frente
de sua casa, mas você raramente via carros passando. Em frente à casa havia uma enorme pista de golfe, totalmente vazia. Toda a área tinha
uma vibração muito ruim, não era normal. O que eu senti que havia um terreno perigoso cheio de pessoas perigosas, estupro e racismo também
eram enormes lá. O que aconteceu lá é muito para escrever. Um dia, Suzanne precisou usar a internet. Ninguém estava em casa, então
ela checou a casa em busca de um computador. Em um ponto ela me ligou no andar de cima. Ela estava sentada atrás do computador de Bruce e
abrira seus e-mails. Ela encontrou algo, o que a levou a me ligar quando ela insistiu que eu tinha que ver. Bruce ainda era o chefe de um grupo
satânico, mas ele também era um militar, ainda trabalhando e recebendo ordens para fazer o que lhe foi dito. Seus
contatos eram principalmente militares e organizações. Ele alugou a casa de uma CIA agente. Mas essa não foi a única coisa que
descobrimos. Descobriu-se que Bruce tinha outro filho que havia estuprado garotas negras naquela área, mas nunca foi enviado para a cadeia
devido a seu pai Bruce protegê-lo. Eu sabia o suficiente e disse a Suzanne para arrumar suas coisas. “Temos que deixar isso Lugar,
colocar. É perigoso demais. Enquanto arrumamos nossas roupas, Bruce e seu filho Steve voltaram para casa. Eu disse-lhe para nos levar ao
aeroporto. Ele ficou tão bravo que ele não conseguia nem falar normal por mais tempo. Então ele ligou para alguém. "Você tem que fazer alguma
coisa, não podemos controlá-la, ela é muito forte e perigosa", disse ele ao telefone. Enquanto eu ainda estava arrumando minhas malas, estava
pensando no que Bruce havia dito: “Eu era muito forte e muito perigoso”. O que ele quis dizer com isso? Então Suzanne entrou. "Nathalie, algo
está errado, Bruce chamou alguns homens, eles estão do lado de fora e querem ver você." Ela é uma de nós Lá embaixo, vi Bruce e dois
homens. Eles se tornaram agentes da CIA. Eles me cumprimentaram educadamente. "Posso ver seu passaporte, por favor?", Perguntou um
dos eles. Eu disse claro e entrei para pegar meu passaporte e dei a ele. Depois de Olhando de perto, ele sorriu e se virou
para Bruce. “É melhor você deixá-la em paz, ela é uma de nós.” Não há necessidade de dizer que fiquei surpreso com o que o agente disse. Os
agentes da CIA foram embora e Bruce ficou completamente sem palavras e confuso com o que o agente lhe dissera. Steve ficou ali parado e não
sabia o que dizer. Então eu quebrei o silêncio. "Steve, você é o único que tem que nos levar para o aeroporto." Subi e continuei fazendo as malas.
Enquanto embalando, meus pensamentos correram pela minha cabeça: "Eu era um deles"? O que em nome do céu eles viram no meu
passaporte? Que tipo de códigos meu passaporte dizia que um agente da CIA era capaz de reconhecer que eu era um
deles? Isso explicaria muitas coisas se isso fosse verdade. Eu me lembrei que na maioria das vezes quando viajei como
modelo, fui tirado da fila depois que eles viram meu passaporte e eu poderia entrar livremente sem qualquer ao controle. Eu sabia de uma
coisa, no momento em que voltaria à Holanda, procuraria meu passaporte. Estes foram meus pensamentos enquanto arrumava minha
mala. Depois de uma hora nós esquerda. Steve nos deixou no aeroporto. "Vou procurar minha própria casa, quero deixar meu pai", disse ele.
Então ele me abraçou, entrou no carro e foi embora. Dois meses em uma cela de isolamento No mesmo dia em que voltei a Amsterdã, fui preso
pela polícia militar . Cheguei em casa, coloquei minha mala no chão e coloquei café, quando a campainha tocou. Foi a polícia militar. Eles me
levaram para o hospital psiquiátrico Mentrum . Esta foi a minha segunda vez neste hospital psiquiátrico. Um dos psiquiatras independentes me fez
muitas perguntas. “Você não tem nada. Não vejo razão para mantê-lo aqui ”, concluiu ele. Depois de duas semanas, fui libertado. Quando fui
buscar Niburu de O irmão de Suzanne, ele me disse que meu cachorro foi morto. Ele me disse que Niburu estava correndo e
desapareceu. Então a polícia veio e disse a ele que o cachorro foi atropelado por um caminhão. Isso foi uma mentira. Mais tarde, parecia que o
cachorro tinha uma bala na cabeça. Isso teria algo a ver com as ameaças feitas anteriormente pelo homem no parque? Três dias depois, fui preso
novamente e interrogado por homens de contrainteligência holandeses . Eles queriam saber o que eu tinha feito enquanto estava nos
Estados Unidos. Eles também tinham perguntas sobre certos nomes árabes que eu nunca ouvi falar. Eles também queriam códigos de mim.
Comecei a me acostumar com isso, todos queriam ter códigos, dos quais eu não tinha ideia. Como de costume, o interrogatório não levou a nada
além de mim ridicularizando-os. Depois de dois meses sendo trancado em uma cela de isolamento, fui trazido novamente ao hospital psiquiátrico
Mentrum, onde eles queriam me medicar, o que eu recusei. Um dia, quando estava fazendo meu suco de frutas na cozinha, ouvi uma voz atrás de
mim. "Venha com a gente." Eu me virei e vi vários homens vestidos de preto. Eles me mandaram vir com eles ou então me
forçariam. Quando comecei a andar, vi que eles haviam alinhado todos os funcionários de ambos os lados de mim. Eles
estavam em pé na fila do lado todo o caminho desde o kit chen em direção a uma das células de isolamento. Na cela eu tive que me despir na
frente desses homens e deitar em um colchão no chão. Eles me injetaram e eu desmaiei imediatamente. No dia seguinte,
duas trabalhadoras me acordaram. Enquanto me levantei, ficando de pé por alguns segundos, desmaiei de novo. Duas funcionárias me
alimentavam com água açucarada quando acordei horas depois. A pressão arterial alta e baixa caíram significativamente e eles temiam pela
minha vida. No dia seguinte, depois que acordei, a fraqueza do meu corpo se foi. Eu chamei-os para me tirar da cela e fui direto para o
meu quarto. Eu notei que eles tinham invadido meu quarto. Eles tinham passado pelos meus papéis e CDs. O que eles estavam procurando
estava além de mim. Fiquei ali olhando para o meu quarto e a bagunça que eles fizeram. Comecei a pensar sobre o interrogatório e os códigos
que eles queriam de mim. Ficou claro para mim que o hospital psiquiátrico Mentrum era usado pela contra-espionagem holandesa. Depois
de algum tempo, consegui um novo médico e encolhi. Um dia eles me chamaram para conversar com eles. Aconteceu que meus dossiês estavam
uma bagunça, que tudo estava errado com meus dossiês. Na verdade, não havia um verdadeiro dossiê sobre mim. Depois que eles me fizeram
um monte de perguntas sobre minhas habilidades sensoriais, o psiquiatra disse que queriam falar com meu ex. Eu liguei para o Thijs. Ele não tinha
escolha para conversar com eles, mesmo que não quisesse. Quando Thijs foi questionado sobre minhas habilidades de detecção, ele admitiu que
eu tinha vários poderes psíquicos. Ele explicou que eu não só recebi visões, cenários mentais curtos e intensos e sonhos
estranhos, mas também tive a capacidade de perceber eventos futuros antes que eles realmente acontecessem. O médico sorriu para mim. “Seu
ex acabou de confirmar o que pensamos, você não tem nada. Você sofre de criptestesia, habilidades específicas aumentadas , também
conhecidas como sexto sentido. Todo mundo nasce com um sexto sentido. Para alguns, é mais desenvolvido que outros. Não há nada de
estranho no modo como você recebe mensagens e informações. Você os recebe através de métodos não físicos. Depois do que ouvi e vi, creio
que você tem muitos outros poderes sem perceber também. ” Depois da reunião, eles me disseram que eu tinha que sair. “Você não
tem qualquer coisa e não seremos usados por ninguém para brincar de prisão ”. Depois que eles me expulsaram, encontrei um
grande problema. Eu perdi minha casa. Quando eu estava trancado, eles me impediram de pagar o aluguel da minha casa. O proprietário estava
ameaçando levar todos os meus pertences como pagamento pelo tempo que ele não recebia nenhum aluguel. Então, de repente, Thijs apareceu.
Ele queria me ajudar e se ofereceu para tirar meus pertences da casa. Eu não podia fazer nada enquanto estava trancado. Então, eu tive que
aceitar a ajuda dele. Infelizmente Thijs não salvou meus pertences. Ele tirou apenas o meu roupas. Ele deixou meus livros, papéis,
minha mobília e muitas outras coisas nas mãos do proprietário. Quase tudo que eu tinha se foi. Incluindo meu computador, que tinha todas as
informações que eu havia reunido sobre pedófilos e o manuscrito do meu livro. Minha mãe Porque eu não tinha lugar para ficar, eu tive que voltar
para Leiden e morar com minha mãe e tentar obter mais algumas respostas para as minhas perguntas e sobre o meu infância. Meu
plano era interrogá-la de maneira educada. Eu liguei para ela, dizendo a ela que eu iria morar com ela por alguns dias. Peguei um táxi e fui
direto do hospital psiquiátrico em Amsterdã para Leiden. Minha mãe cheirava estranha como uma pessoa doente. Ela comeu quilos de carne
e fumou dois maços de cigarro todos os dias. Ela também era uma alcoólatra pesada. Ela bebia uma garrafa de vinho do porto ou uísque todos os
dias. Tudo o que eu precisava fazer para obter respostas dela era alimentá-la com álcool. Então não me importei de dormir por algumas semanas
ou mesmo meses no pequeno quarto na pequena cama de hóspedes. Como eu não tinha dinheiro, precisava arrumar um emprego o mais rápido
possível. Thijs havia parado de me pagar pensão alimentícia. Ele se recusou a pagar mais. Eu encontrei um trabalho muito rápido em Haarlem,
uma cidade perto da praia e a apenas quinze minutos de Leiden. Comecei a trabalhar como corretor de investimentos. Embora
eu nunca tivesse aprendido nada sobre o mercado financeiro, para minha própria surpresa , eu sabia tudo sobre finanças. Eu tive tempo suficiente
para checar minha mãe. Eu comprei uma garrafa de uísque todos os dias e paguei todas as contas dela. O dinheiro era a única língua que minha
mãe falava, por dinheiro ela faria tudo. Não demorou muito para ela baixar a guarda. Um dia comecei a falar sobre assuntos familiares do passado;
O engraçado uns. Ela se soltou e ficou bêbada. Então comecei a fazer perguntas. "Você ganhou peso de mim crescendo em sua
barriga?" "Não consigo me lembrar de estar grávida de você", ela respondeu. Eu joguei ingênuo. "Então você nunca esteve grávida de mim?" "Eu
nunca estava grávida de você", ela repetiu. Então perguntei se ela me amamentou enquanto eu era bebê. Ela olhou para mim com os olhos
bêbados e riu. Então ela respondeu sem pensar. "Como eu poderia amamentar você quando você não é meu filho!" "Então quem é minha mãe de
verdade?" Ela congelou como se essa pergunta abalasse sua cabeça bêbada. Ela acordou. "EU sou sua mãe, do que você está
falando. Daquele momento em diante ela tentou me ignorar e foi para a cama cedo sem dizer uma palavra. Eu a deixei sozinha por algumas
semanas e fingi não estar interessada nela não mais. Eu ia trabalhar todos os dias, voltando para casa tarde da noite. Por esta rotina ela
se acalmou e começou a beber ainda mais que ela fez antes. Depois de um mês, acabei esperando e jogando. Eu comecei a interrogá-la todos
os dias por cerca de duas semanas. Eu continuei voltando ao passado. Perguntando por que havia apenas três fotos de mim quando criança. Por
que não houve fotos minhas até anos depois, onde eu apareci em uma foto parecendo muito diferente das minhas fotos anteriores. Eu também
mostrei a ela que se meu irmão era apenas dez meses mais novo do que eu, por que eu parecia três anos mais velha que ele? Por que eu parecia
ter oito anos e o irmão em pé na minha frente na foto parecia ter cerca de cinco anos de idade? Minha mãe nunca respondeu nada
disso questões. A Caixa Azul Como dito antes, eu tenho uma lembrança quando eu era muito jovem sobre ser caçado com
outras crianças em uma floresta à noite tentando escapar. Eles chamavam de pequena caça às raposas. Eu também disse que não sabia se isso
realmente havia acontecido. Prova de que essa lembrança é real que eu entrei quando um dia eu invadi a casa da minha mãe. Eu encontrei uma
caixa azul que ela estava escondendo. Quando minha mãe me viu segurando aquela caixa, ela entrou em pânico. Ela não queria que eu abrisse a
caixa. Mas eu não deu ouvidos a ela. Abri a caixa e encontrei uma nota lendo sobre a raposa que escapou. Havia também uma fita
azul e uma branca com as palavras "Para a melhor raposa". Essas fitas também tinham meu nome nelas. "Diga-me, como você conseguiu essas
coisas?", Perguntei. "É a prova de que você foi o mais forte de todos", ela respondeu. "O que você quer dizer?" Ela ficou em silêncio e, na
verdade, foi embora. Na caixa azul, também encontrei uma foto inesperada de mim mesmo. Eu devo ter cerca de quatro anos de
idade. Acredite em mim; Esta foto não tem nada a ver com Halloween ou uma festa de aniversário. Pintura de rosto que aponta
para a programação Monarca de Nathalie É a mesma pintura de rosto com a qual as crianças Monarcas são pintadas durante certos rituais e
reuniões especiais de crianças Monarcas. Se você comparar a foto com a pintura facial, com as fotos da criança, dadas a mim pela mãe, então
você verá duas crianças muito diferentes. Para Por exemplo, o cabelo é completamente diferente. O bebê e a criança têm cabelos
finos e lisos, como pessoas brancas. eu tenho Claro cabelo preto, como cabelo de negros (Na foto com a pintura da cara meu curso cabelo
preto é coberto por um boné). Peguei a foto e uma das fitas brancas com as iniciais da caixa e pedi esclarecimento à minha mãe. Ela olhou para
mim com uma expressão em seus olhos que só posso descrever como medo. “Você não deve me fazer perguntas sobre isso porque eu nunca vou
te contar, esqueça. Pare de me fazer perguntas. ” Ela começou a desviar o olhar e me disse que não conseguia lembrar qualquer
coisa. Ela ficou cada vez mais nervosa e começou a beber mais do que antes. Na primavera de 2008, comecei a disparar as perguntas para
ela. Perguntei a ela o que meu pai queria dizer quando ele dizia: “Você não é meu filho, quando fica mais velho, precisa descobrir quem você
é”. Eu disse a ela que não sentia nenhuma conexão entre a mãe e a filha. Lembrando-a sobre o que ela me disse quando estava totalmente
bêbada, que ela nunca estava grávida de mim. Quando perguntei de onde ela me tirou, ela deu um pulo e correu para a cozinha para
pegar algumas facas. Então ela veio correndo em minha direção, segurando as mãos no alto com uma faca em cada mão, pronta para me atacar.
Eu agarrei suas mãos, peguei a faca de suas mãos e disse a ela que não adiantava me ameaçar assim. "Você nunca vai
saber, eu nunca vou te dizer, vou levar a verdade sobre você comigo para o meu túmulo", ela gritou. Então ela começou a rir
histericamente. Depois desse incidente, saí de casa. Eu queria ir a um amigo que morava a poucos quarteirões da casa da mãe. Eu nunca fiz isso.
Eu fui preso pela polícia. Minha mãe ligou para eles, contando o contrário da história. Ela tinha dito a eles que eu tinha atacado ela com
facas. Eu fui libertado no dia seguinte. A primeira coisa que fiz foi ligar para Cezar e perguntar se podia ficar novamente por algum tempo em seu
sótão em Amsterdã. "Nenhum problema", disse ele. Depois que chamei um táxi, fui até a casa da minha mãe para pegar minhas coisas. Depois fui
para Amsterdã e fui morar com Cezar em seu sótão pela segunda vez. Não demorou muito para encontrar um novo emprego em Amsterdã. Foi
um trabalho limpo em marketing apenas pelo dinheiro. O advogado No dia em que entrei em Amsterdã, algo estranho aconteceu. Cerca de
cinco minutos depois de eu ter feito o login e saído da prefeitura, caminhando para os semáforos, meu telefone
tocou. "Miss Augustina, bem-vindo de volta a Amsterdã", ouvi uma voz masculina dizer. "Quem é Você?" “Isso não é
importante. Nós só queremos que você saiba que sabemos que você está de volta a Amsterdã. ”Então ele desligou. Três dias depois, minha irmã
me ligou dizendo que tinha recebido um grande envelope para mim. Ela não abriu o envelope e me perguntou o que eu queria que ela fizesse com
ele. Eu disse a ela para enviar o envelope para mim em Amsterdã. Dois dias depois o envelope chegou. Eu olhei para o grande envelope. Não
tinha endereço de retorno e nem marca de onde veio. Meu nome era um nome datilografado em um adesivo no envelope. Quando abri o
envelope, encontrei muitos dossiês. Alguém anônimo estava tentando me dizer alguma coisa. Os papéis vieram claramente do escritório da
Prefeitura. Um dos dossiês confirmou que meus pais não eram meus pais verdadeiros. O pai estava me contando a
verdade. Outra coisa estranha foi que minha mãe tem duas identidades. Ela carrega o mesmo nome, mas cada nome contém um número de
segurança social diferente. Nos jornais eu também li como eles rastrearam minha bunda desde o primeiro dia em que entrei na Holanda depois
que parei de trabalhar como modelo de moda. Quando me sentei olhando para esses papéis, pensamentos e memórias vieram flutuando em
minha mente. Mas acima de tudo, havia muitas perguntas. Quem eu realmente era e de onde vim tornou-se um mistério ainda maior para
mim. Então eu decidiu entrar em contato com um advogado. Eu encontrei um bom advogado, um homem sem medo. Graças a
ele, consegui algumas respostas, mas até ele esbarrou em uma parede de aço. Meu advogado fez o melhor para obter informações sobre
mim. Ele contatou a Prefeitura, o Ministério da Justiça e o Departamento de Puericultura (Departamento de Serviços para Crianças e
Famílias). Chegou mesmo a pedir registros policiais e os dossiês do hospital psiquiátrico Mentrum que haviam sido usados para me trancar. As
poucas respostas que recebemos até agora foram tão segue: Primeira resposta do Departamento de Justiça Não sabemos quem
ela é; mas podemos dizer que ela não nasceu no Países Baixos. Para mim, isso significa uma coisa, que eles sabiam quem eu sou, caso
contrário, eles não poderiam dizer "Nós sabemos que ela não nasceu na Holanda". Uma pergunta do Departamento de Justiça De onde ela tira o
passaporte holandês? Ela não tem direito a um passaporte holandês. Insinuando que tenho outra identidade cultural, que não nasci nos Países
Baixos e que não tinha o direito de manter um passaporte holandês. No entanto, sempre tive um passaporte holandês. Ao solicitar um passaporte
eu nunca tive problemas. Meu passaporte sempre foi emitido sem perguntas. Meu advogado também descobriu que eu tinha cinco
diferentes certidões de nascimento. "Aqueles não são documentos oficiais de certidão de nascimento, eles são falsos", disse ele no momento em
que viu meus diferentes documentos de certidão de nascimento. Nós nos perguntamos por que eu tinha conseguido tantos diferentes. Meu
advogado nunca recebeu nenhuma resposta do Departamento de Puericultura. As informações do hospital psiquiátrico Mentrum incluíam apenas
meu nome, data de nascimento e meu endereço real. Nenhum dossiê foi enviado. Toda vez que meu advogado ligava para eles, insistiam que não
havia dossiês sobre mim. Independentemente de todos os outros esforços do meu advogado, ele não conseguiu
mais responde até hoje. Todas as informações solicitadas pelo advogado foram recebidas com absoluto silêncio. Isso não é
comum na Holanda. Se um advogado pede informações, ele normalmente recebe a informação. Para mim tudo em tudo eu tinha chegado a um
impasse. Senti que neste momento não seria capaz de descobrir mais do que já tinha. Eu tinha chegado a uma rua sem saída . Tentar fazer um
quebra-cabeça com peças faltantes é extremamente difícil. Isto é impossível construir uma casa com tijolos faltando. No início de 2009
recebi a mensagem da minha irmã que minha mãe tinha Câncer. No mesmo dia entrei em uma briga com Cezar, cujo sótão eu
estava alugando. Ele tentou me seduzir e quando eu disse a ele para parar ele ficou bravo e me mandou sair. Eu precisava de uma solução.
Então, desta vez entrei em contato com o hospital psiquiátrico Mentrum . Eu disse a eles que tinha perdido minha casa e que eles precisavam me
ajudar, já que a culpa era deles terem perdido minha casa em 2007. Eu supus que eles gostariam de me ter em uma de suas casas. Eu
fui certeza de que eles ainda queriam esses códigos secretos e outras informações minhas. Ao mesmo tempo, percebi que esta deveria ser a
razão pela qual eu ainda estava vivo. E eu estava certo. Eu tenho um apartamento do Mentrum na Prinsengracht de todos os lugares. Eu morava
lá de 2009 até o final de 2010 sem pagar aluguel. Na primavera de 2010 parei de trabalhar. Como resultado do que vivenciei , decidi que era
necessário reescrever o manuscrito sobre abuso infantil e estupro que havia começado em 2004 e que perdi quando fui preso depois que voltei
dos Estados Unidos. As coisas estavam indo bem relaxadas enquanto eu fazia pesquisas sobre abuso infantil e redes de
pedofilia. Violada Na quinta-feira, 28 de abril de 2010, Menno, um amigo de Peter veio me convidar para uma festa chamada
“The Oracle Fest”. Descobriu-se que ele tinha recebido dois convites para esta festa e que eles lhe disseram que um bilhete era
para mim. Eles pediram-lhe para me convencer a vir a esta festa. Minha primeira reação foi não. Então ele me disse que a festa estava em
Ruigoord, um local hippie a cerca de 30 minutos do centro de Amsterdã. Foi um localização remota com uma antiga igreja no meio. Eu tinha
ouvido falar desta localização, mas nunca tinha estado lá antes. Meu interesse foi despertado simplesmente porque naquele mesmo ano monges
budistas visitaram Ruigoord para realizar algum ritual naquele local. "Ok, eu vou com você para esta festa", eu disse a Menno. Dois dias depois, no
sábado, chegou a hora da festa. Um ônibus foi organizado para os convidados que foram convidados para a festa. Então algo
estranho aconteceu. De repente, o ônibus foi parado pela polícia. Acontece que o ônibus não foi autorizado a ir mais longe. Todo mundo teve que
sair do ônibus e caminhar até as instalações de Ruigoord. Quando saí do ônibus, vi muitos policiais em motos que acompanham
um Audi preto com preto blindado janelas. Eu senti algo estranho e parei para olhar para o Audi. Quando o Audi passou por mim parado por um
momento. Olhei para as janelas e senti que havia alguém no carro que eu conhecia. Menno me puxou pelo meu braço. “Venha um vamos para a
igreja que é onde a festa é.” Quando chegamos à igreja eu senti algo sombrio como um aviso para eu não entrar. Eu parei, mas Menno agarrou
minha mão e me puxou para dentro. a direção da igreja. Quando entramos na igreja, fiquei surpreso ao ver o que vi. Toda a igreja estava decorada
com pesados e árabes e caros tapetes. Tapetes no chão e nas paredes também. Muitos símbolos ocultos foram colocados em toda parte. Então
um homem veio até nós e nos disse que havia um lugar especial reservado para mim. Mais uma vez tive uma sensação
estranha. Quando nos aproximamos da minha mesa, vi enormes almofadas guardadas contra as paredes e no chão. Parecia um
velho trono árabe . "Isso é reservado para você", o homem me disse. Ele olhou para mim de tal maneira que me deu arrepios. "Que tipo de festa é
essa, quem organizou essa festa?", Perguntei a Menno. Menno explicou-me que a festa foi organizada pelo café “The Republic”. Eu conhecia este
café. Eu já estive lá muitas vezes. eu tinha foi usando o local para se encontrar com pessoas que vieram do exterior para
atender mim. Para mim, esse era um local seguro. Eu relaxei e decidi aproveitar o festa. As bebidas foram trazidas. Foi um ponche de fruta
agradável e doce. Eu fui sentado entre muitas pessoas que todos queriam saber de mim. Muitos perguntas espirituais foram feitas. Para minha
surpresa, por alguma razão desconhecida, pude responder a cada pergunta. A atenção de muitas pessoas para minha pessoa não era
normal. Eu lembre-se dessa festa até um ponto em que tudo ficou preto. Eu recuperei minha consciência acordando do lado de fora da igreja
em uma cama em uma tenda árabe. Meu cabelo estava uma bagunça, meus sapatos se foram e meus pés ficaram feridos, como se eu estivesse
andando em coisas afiadas. Quando acordei, um homem segurava minha mão. “Bom, você está de volta. Você é tão especial. Você segura o
mundo na palma de suas mãos. Você não tem ideia de como você é poderoso - ouvi o homem dizer. Antes que eu pudesse perguntar qualquer
coisa, ele se levantou. Notei que ele usava um longo casaco preto e um cachecol cinza. Então eu o vi se afastar, direto para o carro preto que
eu tinha visto quando tivemos que sair do ônibus. Quando me levantei todos estavam olhando para mim. Eu não entendi
porque. Então eu vi Menno. “Finalmente você está acordado. Chegou a hora de ir para casa ”, ele disse para mim. Eu
procurei meus sapatos. Eles se foram. Não só meus sapatos, minha carteira e chaveiro da Chanel também foram embora. Eu olhei para
Menno. “Eu não me importo que meus sapatos e outras coisas tenham sumido. Eu vai descalço, vamos para casa. ”Eu sabia que estava
drogada naquela festa. isto tinha acontecido muitas vezes antes. Quando cheguei em casa dormi quase dois dias inteiros. Meu corpo foi atacado
pelas drogas e precisava de descanso. Depois que acordei, fiquei com raiva e liguei para Menno. Eu disse a ele para vir imediatamente, porque eu
queria falar sobre o que aconteceu no “Oracle Fest”. Quando Menno chegou, perguntei o que havia acontecido naquela festa. “Você sabe quem
me drogou?” “Em um momento você estava dançando. Um convidado americano estava filmando você. Ele também tirou fotos de você enquanto
você estava dançando. Em um certo ponto você desapareceu. Não consegui te encontrar. Então eu fui lá fora procurando e
pedindo você. Uma garota me disse que você foi embora com Keanu Reeves. Outra garota me contou que a viu junto com um
homem entrando em uma limusine preta na parte de trás da igreja. Então eu fui até a limusine e abri a porta. Eu vi Keanu Reeves tentando fazer
sexo com você. Eu disse a Reeves para parar o que ele estava fazendo. Então eu te puxei para fora do carro. ” “ Keanu Reeves tentou fazer sexo
comigo na limusine? ” “ Nathalie eu estou falando a verdade. Você estava completamente drogado. Ele tinha levantado seu vestido e
suas calças estavam abaixadas quando abri a porta do carro. ” “ Então ele estava me estuprando enquanto eu estava inconsciente? ” “ Sim, isso é
exatamente o que este homem estava fazendo. ” Mais tarde naquele dia, Peter veio e eu disse a ele o que tinha acontecido. Ele olhou
para mim. “Então é por isso que Keanu Reeves estava na cidade. Alguns jornais mencionaram que ele estava em Amsterdã neste fim de
semana. Não se sabe por que Reeves visitou Amsterdã. Eles só sabiam que ele ficou dois dias no Hotel Amstel. Um canal de TV mostrou um
pequeno vídeo quando chegou com um amigo no hotel de carro, um Audi preto com matrículas holandesas. Mesmo com o tráfego movimentado e
caótico em Amsterdã, Reeves estava dirigindo o Audi. Mas isso não é tão surpreendente. Um jornal disse que Reeves é um grande fã de
Amsterdã. isto é a enésima vez que a estrela mundial esteve em Amsterdã. Reeves saiu do hotel no domingo à tarde. ” Depois que
Peter saiu, verifiquei a internet para encontrar mais informações sobre o ator. Eu encontrei notícias diferentes. Um relatório foi de um jornalista
holandês que tirou fotos de Keanu Reeves em Amsterdã naquele final de semana. O headliner acima de seu artigo foi: O QUE KEANU REEVES
FAZER EM AMESTERDÃO? “Por que Reeves visita Amsterdã novamente? Por que ele é tão misterioso? Keanu Reeves e suas visitas secretas a
Amsterdã? Enquanto eu olhava para o artigo, Peter me ligou. “Nathalie, eu conheço alguém que pode te contar mais sobre Reeves. Ele é
um pintor e podemos encontrá-lo em sua exposição. Ele está lá com certeza e você pode fale com ele. Se você quiser,
podemos ir juntos para a exposição. ”O amigo de Peter era um famoso artista holandês chamado Fabricio. Seu estilo é como o Picasso no X-TC.
Eu tive uma longa conversa com Fabricio. Descobriu-se que ele conhecia Keanu Reeves dos saraus sexuais de Xaviera Hollander, uma
famosa rainha pornô que viveu nos Estados Unidos por um longo tempo durante seus dias de prostituta em Hollywood. Ele disse que Keanu
Reeves costumava ir a esses saraus quando estava em Amsterdã. Quando ouvi isso, perguntei se ele sabia se Keanu Reeves estava em
Amsterdã nos anos 80. “Sim , antes de ele ficar famoso, ele sempre andava por aí na cena. Na verdade, ele até morou em Amsterdã por algum
tempo quando era mais jovem ”, respondeu Fabricio . Meu próximo passo foi verificar quem estava por trás do “Oracle Fest”.
Então fui ao café para conversar com as pessoas de lá. No café, eles me contaram que haviam sido contatados por um americano pedindo que
organizassem o “Oracle Fest” em Ruigoord. Essa pessoa pagou por tudo e mandou os tapetes árabes para decoração. Eles pensei que
isso seria uma festa privada. Eles esperavam cerca de 300 convidados. Para sua surpresa, 600 bilhetes foram reservados nos Estados Unidos e
300 ingressos foram vendidos para o Reino Unido. Eles disseram que ficaram muito surpresos quando descobriram que, entre outros convidados
famosos, uma famosa estrela de cinema americana cuidaria da festa. Essa foi a razão pela qual a polícia guardou as limusines com os convidados
estrangeiros. Enquanto eles me contavam isso, uma das funcionárias entrou. Quando ela me viu, quase sofreu um ataque cardíaco. Eu sabia pela
reação dela que ela sabia de alguma coisa. Perguntei quem eram os convidados. Ela desviou o olhar e murmurou alguma coisa. Eu fiquei muito
bravo e agarrei ela ombros. “Quem estava na festa? Quem eram esses convidados especiais? Ela olhou para mim. "Você
realmente não se lembra?", Ela perguntou. “Não, eu fui drogada.” Ela ficou em silêncio por um segundo, mas depois desistiu. “Keanu Reeves e
amigos, pessoas de Hollywood e do mundo da música eram os convidados especiais.” “Keanu Reeves?” “Sim, ele era como o líder da matilha. Ele
estava em cima de você. A propósito, você dança incrivelmente bem. ” “ É verdade que eles estavam me filmando e tirando fotos de mim enquanto
eu estava dançando? ”, Perguntei. "Oh sim, Reeves estava filmando você e seguindo cada passo que você deu", ela respondeu. Eu estava com
raiva e me senti mal do estômago. A sensação de estar sexualmente assediado era extremamente forte. Saí do café
sabendo uma coisa: nunca mais entre naquele lugar novamente. Eu decidi que precisava saber mais sobre Keanu Reeves. Fui à loja de vídeos
para ver quais filmes estavam disponíveis. Eu encontrei vários filmes, mas um chamado Babes in Toyland filmado em Munique, no verão de 1986,
chamou minha atenção. No momento em que vi Reeves na capa, eu o reconheci. A maneira como ele olha em Babes in Toyland, é como eu o
conhecia como o jovem americano que me drogou no apartamento de Jeroen, muitos anos atrás, em Amsterdã. De repente, descobri que Keanu
Reeves era também aquele que tantas vezes estava por perto enquanto eu estava trabalhando como modelo de moda. Foi ele
que vi em Viena e no verão de 1986 em Munique. Em Tóquio, ele foi um dos homens que visitaram o desfile de moda com a estrela de cinema
francesa Catherine Deneuve. Eu me perguntei por que eu não reconheci Reeves antes. Que eu não o reconheça no Matrix Reloaded não é
surpresa. Eu não o conhecia parecendo do jeito que ele fazia naquele filme. Eu o conheci em uma idade muito jovem, com longos cabelos
escuros, sem barba e ele tinha mais cor em sua pele. Em seus filmes posteriores, ele parece bastante pálido. No entanto, continuei pensando que
deveria tê-lo reconhecido muito mais cedo. Eu tinha certeza de que algo deve ter me impedido de reconhecê- lo mais cedo. Eu me
perguntei se pela mesma razão nunca consegui lembrar o nome do jovem americano. Naquela noite eu recebi flashes e comecei a ver imagens de
mim sendo chamadas e me levantando abrindo as portas me vestindo e entrando na limusine onde os homens mais velhos estavam sentados
esperando por mim. Comecei a lembrar de coisas da minha infância também. Eu estava furioso e me senti impotente. Eu tinha tantas perguntas.
Eu não sabia o que poderia fazer naquele momento. Então, finalmente deixei descansar e me concentrei no meu livro sobre pedófilos para
terminá-lo o mais rápido possível. Grávida novamente Alguns meses se passaram. Na primeira semana de outubro eu me
senti estranho. Acordei com meus seios inchados e notei que minha barriga estava inchada também. isto Parecia que eu estava grávida. Eu
não tive meu período por meses. Eu pensei que meu período tinha parado devido aos anos de muito estresse que eu encontrei neste país. Entrei
em contato com uma amiga e disse a ela que precisava de seu médico. O médico dela fez um checkup. "Parabéns, você está grávida." Meu
coração ficou parado, me senti entorpecido e desnorteado. "Grávida! Até que ponto eu sou médico? ” Ele me disse que eu estava com quase
quatro meses de gravidez. Eu não fiz sexo com ninguém. Então me lembrei do estupro. Quando meu amigo me perguntou sobre o pai, eu menti
para ela. Eu disse a ela que tinha saído, conheci um homem e tive uma noite só. Durante dias, minha mente estava ocupada com o fato de que
eu estava grávida. Para alguma razão eu senti perigo para o bebê crescer dentro de mim. Eu decidi ficar com o bebê;
afinal, tinha quase quatro meses de idade. Em novembro de 2010, fui preso novamente pela polícia militar. Mais uma vez fui levado ao Mentrum.
Durante o interrogatório, fui avisado para interromper minha pesquisa sobre redes de abuso infantil e pedofilia. Eu disse a eles que você não pode
parar mim. Eu estou escrevendo um livro. Eu tenho liberdade de expressão. Eles me trancaram na cela de isolamento por uma semana
antes de serem liberados no hospital psiquiátrico Mentrum. Quando o psiquiatra tentou me dar uma medicação, recusei. Eles pensaram que
poderiam forçar a medicação em mim, o que me obrigou a dizer que eu estava grávida. Fato é que ficou claro para ver que eu estava grávida por
esse tempo. Esta notícia os impediu de forçar a medicação em mim. Por um segundo, pensei que havia vencido aquela batalha. O que eu não
sabia era que eles tinham um plano para se livrar da criança. Certa noite, não consegui dormir, então saí da sala para fumar um
cigarro. o guarda noturno gritou comigo dizendo para eu voltar para o meu quarto. Eu recusei. Então ele chamou outro guarda,
um ex-militar (quase todos os funcionários do Mentrum eram ex-militares). Eles me agarraram pelos braços e me pressionaram contra o batente
da porta. Naquele mesmo momento, um deles disse ao outro: "Ok, agora." Então eles bateram os punhos na minha parte inferior das costas. Eu
caí no chão. Então eles me puxaram para o meu quarto e me deixaram no chão. Acordei horas depois sentindo-me mal e sentindo dor. Eu me
levantei na cama e desmaiei. Quando acordei de manhã eu sabia de uma coisa, eu precisava ir online avisando meus amigos para o que eles
tinham feito para mim. Os computadores ficavam no térreo. Esperei até a sala do computador abrir. Mas antes que eu pudesse abrir minha caixa
de e-mail, senti uma dor excruciante na minha barriga e eu comecei a suar e tremer. Levantei-me e corri para o banheiro.
Meu corpo inteiro estava tremendo. De repente, o corpo do bebê caiu no vaso sanitário. Eu Levantei-me e olhei dentro do vaso sanitário. Eu
tentei tirar o corpo do bebê do banheiro. Mas o que quer que eu fiz, eu não pude segurar o corpo e ele deslizou mais profundamente no banheiro.
Eu não conseguia mais sair com o bebê. Eu fiquei lá totalmente em choque. Pensamentos correram pela minha cabeça, ainda estava vivo
ou mataram meu bebê dentro do meu corpo. Inclinei-me contra a parede e toquei no botão do toalete e ouvi como o vaso sanitário esvaziava o
bebê. De repente, comecei a chorar terrivelmente. Subi e contei para a equipe o que havia acontecido, mas ninguém acreditou em mim. Esta foi e
ainda é a coisa mais horrível que já me aconteceu. Pois enquanto eu viver, eu Lembre-se deste dia e momento. O ódio absoluto
que senti em relação ao Mentrum nasceu naquele dia. O que esses empregados militares fizeram foi matar meu bebê de propósito. Quando eu
enfrentei um dos homens dizendo que eu iria processar sua bunda por matar meu bebê, ele riu. “Eu agi sob ordens e, além disso, tenho
bons advogados.” Na mesma época, encontrei outro grande problema. Devido à prisão, perdi meu apartamento. Antes que eu pudesse pensar em
iniciar um caso contra o Mentrum, eu tive que encontrar outro lugar para ficar. Eu me recusei a ficar sem lar. Encontrar uma casa em Amsterdã era
muito difícil e caro. Então eu usei o assassinato do meu filho para chantagear o Mentrum para me arranjar
outra casa. Minhas ameaças funcionaram e eu tenho um apartamento brilhante. Mas foi através de um acordo que eu
tomava comprimidos todos os dias por pelo menos seis meses e parei de escrever meu livro. Fingi tomar as pílulas, mas não fiz nem
parei escrita. Não demorou muito para encontrar outro emprego. Foi um trabalho brilhante para uma empresa bem conhecida, novamente
em marketing. Assim que encontrei o emprego, entrei em contato com meu advogado. Ele queria ir a tribunal para mim, mas o caso não foi aceito
pelo Tribunal de Amsterdã. Eles insistiram que se eu quisesse processar o Mentrum por matar meu bebê, eu deveria me candidatar a mim mesmo.
Eles insistiram que eu não precisava de um advogado para falar por mim como eu era um narrador bem conhecido. O advogado não entendeu a
decisão do tribunal. Para mim não foi surpresa. O sistema jurídico na Holanda nunca me permitiria iniciar um processo contra o Mentrum porque
ele pertence a uma grande organização chamada Arkin Todas as organizações de psiquiatria, deficientes, idosos e viciados
pertenciam a Arkin. Processar o Mentrum estava processando Arkin. Processá-los era impossível. Isso exigiria um orçamento de guerra, que eu
não tinha. O momento em que minha mãe foi colocada para dormir Alguns anos se passaram, sem ser assediada pelo sistema holandês ou
por qualquer outra pessoa. Meu palpite era que o governo holandês pensava que, agora que eu estava trabalhando 38 horas por semana, eu
tinha trabalhado no meu livro e que eles não precisavam temer nenhuma ação do meu lado. Em 2014, chegou a notícia de que minha mãe estava
em um hospital. Ela não podia mais ser tratada. Seu câncer se espalhou por todo o corpo dela. o nódulos de câncer podiam ser
vistos do lado de fora do corpo dela. Eu fiquei longe de suas últimas horas de vigília. Uma das minhas irmãs me contou mais tarde que ela e todos
os que estavam presentes no momento em que minha mãe foi colocada no sono ficaram chocados com o que minha mãe disse pouco antes de
morrer. “Onde está Nathalie? Ela nunca saberá a verdade. Ela nunca saberá quem ela é de verdade. Estou levando a verdade comigo até o
túmulo - foram suas últimas palavras antes de morrer. Depois que minha mãe morreu, eu disse à minha irmã para guardar os escovas de cabelo e
algumas roupas sujas da minha mãe, para que eu pudesse fazer um teste de DNA. Mas na mesma semana minha irmã se livrou de todos os
pertences da mãe. Ela havia chamado uma empresa que levou todos os móveis e roupas com eles e queimou tudo. Depois
que minha mãe morreu, comecei a procurar por pessoas que a conheciam. Eu Descobri que ela tinha um sobrinho que morava em Roterdã. Ele
morava com os pais e teve um caso sexual com minha mãe na época em que eu deveria ter quatro anos de idade. Se alguém soubesse algo
sobre minha infância, então era ele. Liguei para ele e conversamos por mais de uma hora. Ele ficou muito feliz por finalmente poder falar comigo.
Ele me disse que quando eu era uma garotinha eu saí e atravessei a estrada. Nesse mesmo momento fui atingido por um carro. Ele me
assegurou que eu estava morto. Eu estava no chão sangrando por todo o lugar. Meu pai e minha mãe me levaram para um hospital próximo.
Quando eles voltaram, minha mãe disse ao sobrinho que eu tinha que ficar no hospital e que eles não tinham permissão para me
visitar. O sobrinho nunca acreditou no que ela disse, porque, até onde ele sabia, eu estava morto. Após nove meses, eles
foram chamados pelo hospital, que lhes disse que poderiam me pegar, que eu estava vivo. O sobrinho e os dois pais foram me buscar. Ele não me
reconheceu, quando me viu. “Você parecia completamente diferente. Você era muito alto como; você era uma criança de muitos anos mais velha
que a criança que morreu diante dos meus olhos. Nat, eu nunca acreditei que você fosse a mesma criança, você era muito mais velho e
você parecia tão diferente. Você se comportou diferente, você mudou 100%, ”ele disse. Perguntei-lhe se ele se lembrava do
hospital, mas ele não podia. Só que era um prédio pequeno, não um hospital. Ele também me disse que eu continuava fugindo, dizendo que eu
não os conhecia , que eles não eram meus pais. Eu também me recusei a ouvir o nome Nathalie, dizendo a todos que Nathalie não era meu nome
verdadeiro. Quando ele me contou essa história, as coisas se encaixaram. Depois da nossa longa conversa telefônica , sentei-me pensando em
todas as coisas que ele me contara. isto apaguei tantas coisas para mim. Eu me senti extremamente calma depois do telefone
falar. Era óbvio que eles me trocaram com o filho morto. Eu não estava com raiva, na verdade eu estava feliz com o que o sobrinho me disse. De
repente, a estranheza das fotos no álbum da família fazia sentido. De repente, fazia sentido porque eu nunca escutava o nome Nathalie. E percebi
que meu pai tinha sido honesto quando me disse, quando criança, que não era meu pai. Eu sabia com certeza que não era filho dos pais. Senti
alívio, pelo menos agora eu sabia que o sangue desses dois pais violentos não corre nas minhas veias. Terminando meu livro sobre
pedofilia No final de 2014, eu estava ocupado com o livro, escrevendo o último capítulo. Eu fui tão focado no livro, que eu não
percebi que uma teia tinha me cercado. Um dia fui visitar um vizinho e quando cheguei em casa fui preso pela polícia. Desta vez foi a força policial
normal. Fui levado ao escritório da polícia para uma das celas de isolamento. Desta vez eles me interrogaram sobre o meu livro. Em meu
livro, mencionei uma rede de pedofilia ativa na Holanda e em Amsterdã, com fortes laços com outros países europeus, como França, Itália e
Espanha. Essa rede de pedofilia era chamada de grupo do Círculo Vermelho. A contra-espionagem holandesa entrou para me interrogar sobre
esse grupo de pedófilos. Dizendo que eu era louco e paranóico e que estava seguindo fantasmas. Eles fizeram o possível para tentar me
convencer de que o Círculo Vermelho não existia. Após uma semana de interrogatório, fui colocado novamente no Mentrum. Um julgamento foi
travado no tribunal. O promotor tentou convencer o juiz a proibir o meu livro e bloquear a publicação do meu livro. Eles
insistiram que meu livro era perigoso para terceiros. Então eles dizem algo que irritou o juiz. Eles insistiram que tudo foi
inventado e baseado na minha fantasia; que eu estava imaginando que existem redes de pedofilia e pedofilia. O juiz ouviu-as em silêncio antes de
falar. “Bem, então eu devo desapontar você. Minhas especialidades são casos de abuso infantil . Certamente existem redes de pedofilia ”, disse o
juiz. Ela era zangado com os advogados do Mentrum. Ela decidiu a meu favor e eu fui libertado. Eu estava ciente sobre o fato de que a
contra-espionagem holandesa continuou assistindo mim. Mas isso não me impediu de continuar escrevendo meu livro. Para ser honesto,
eu poderia ter terminado o último capítulo muito antes, mas toda vez que encontrava novas informações, eu precisava incluí-las no livro. Em julho
de 2015, usei alguns códigos que tinha na cabeça. Eu digitei esses códigos numéricos no Google para descobrir o que eles eram. Fiquei chocado
quando entrei na parte mais escura do mundo de abuso infantil e abusos ritual satânicos. Estes sites foram claramente para
insiders. Eles não eram sites normais. Você não pode encontrá-los aleatoriamente na web. Eles só são acessíveis com os códigos que eu tinha
na minha cabeça por algum motivo desconhecido. Não faço ideia de como consegui esses códigos. Tudo o que eu sabia é que quando comecei a
usá-los, entrei num mundo que é protegido das massas. A sensação que tive ao assistir seus atos foi terrível. Ocasionalmente tive a sensação de
que coisas semelhantes aconteceram para mim. É um mundo extremamente perigoso lá fora. Meu apartamento pegou fogo Depois de
todos esses anos e do processo judicial contra o meu livro, eu finalmente terminei o manuscrito em 20 de outubro de 2015. Meu advogado me
avisou para tomar cuidado , pois não queria que meu livro fosse publicado. No dia 21 de outubro, recebi ameaças por e-mail e por telefone,
avisando-me e dizendo-me para parar de fazer o que estava fazendo. Em 22 de outubro, mais uma vez ameaças e desta vez dois homens vieram
à minha porta por volta da meia-noite para me avisar que publicar meu livro teria consequências. Eu ri deles e fechei a porta em
seus rostos. No dia 23 de outubro saí para fazer compras. Quando voltei, havia muitas pessoas nas ruas, incluindo os caminhões do corpo de
bombeiros. Um apartamento, meu apartamento, estava queimando. Eu congelei e soube que os homens que haviam me ameaçado na noite
anterior estavam atrás do fogo. Investigação mostrou que o apartamento foi incendiado por um desconhecido dispositivo. Quando a
polícia interrogou os vizinhos, dois rapazes disseram-lhes que haviam visto um estacionamento em frente ao meu prédio. Eles disseram que viram
um homem saindo do carro segurando o que pensavam ser uma arma na mão. Então esse homem foi até a janela do meu apartamento e disparou
um tiro pela janela. Então ele correu de volta para o carro e saiu. o Dois jovens asseguraram que depois do tiro meu apartamento estava
queimando. Então aqui estava eu em frente a minha casa olhando para um fogo ardente, percebendo que estava perdendo todos os meus
pertences para o fogo. De fato, a maioria das minhas coisas na casa foram queimadas até o chão. Percebi que meu inimigo realmente deve ter
temido meu livro. Eu acho que a intenção deles era queimar minha casa e destruir tudo o que eu tinha. Meu livro, minha pesquisa,
documentos, meus computadores, tudo armazenado foi destruído pelo fogo. Felizmente eu tive um seguro muito bom. Eu me mudei com nada
para um apartamento temporário. Em fevereiro de 2016 me ofereceram um novo apartamento e o dinheiro do seguro foi pago. Com o dinheiro eu
pude comprar tudo que eu necessário para minha nova casa. 2016 foi o ano em que contemplei o que fazer a seguir. Eu não me
importei com a perda de nada além do meu livro. Demorou meses antes que eu fosse capaz de deixá-lo ir. Não havia nada que eu pudesse
fazer. Em agosto de 2016, os noticiários anunciaram que o FBI havia prendido a rede de pedofilia da Red Circle. Eles haviam arrebentado o maior
anel de pedofilia (70.000 membros) da história. Eu não pude acreditar em meus olhos ao ler este notícia. Eles realmente detonaram o
mesmo anel pedófilo que eu vinha investigando todos esses anos na Holanda. A notícia dizia que eles prenderam o anel juntos com a ajuda de um
holandês que era o moderador deste anel. Seus computadores mesquinhos estavam em Amsterdã, espalhando-se pela França e pela Bélgica
também. Eles o chamaram de o maior anel pedófilo preso. Os membros deste anel pedófilo eram membros da família real, membros das famílias
da elite super rica e muitos políticos. O FBI fez saber que este era apenas o começo de rebentar grandes anéis de pedofilia. Eu estava feliz porque
finalmente algo foi feito. Em 2017, outro grande anel de pedofilia foi preso na Alemanha (87.000 membros). Aqueles que
governam o mundo por trás das cenas ficaram furiosos. Como um resultado, A União Europeia preparou em 2018 planos de longo alcance para
legalizar e normalizar a pedofilia e descriminalizar o sexo com crianças em toda a Europa. o O princípio da idade mínima já foi abandonado por
vários países europeus. países. Nestes países, os adultos podem ter relações sexuais com crianças de qualquer idade. Eles não serão
processados por estupro se a criança vítima for incapaz de provar “ameaça, violência, coação ou surpresa”. Final O que eu descobri depois
de todos esses anos sendo usado e caçado? O que toda a pesquisa me traz? 2016 foi o ano em que contemplei o que fazer a seguir. Eu não me
importei com a perda de nada além do meu livro. Demorou meses antes que eu fosse capaz de deixá-lo ir. Não havia nada que eu pudesse
fazer. Desde que comecei a escrever este livro, aprendi algumas coisas. Antes eu não tinha idéia sobre o controle da mente ou a existência de
alters, que são capazes de assumir totalmente o controle do comportamento de um indivíduo. Descobri que devo ter sido programado para ser
multifuncional desde criança. Começando com a dama de branco, que cuidou de mim quando eu era bebê. Do meu sétimo ano em diante eu
estava preparado pelos meus padrastos para se tornar um escravo sexual Beta. Depois fui programado e traumatizado pelos
militares dos EUA para se tornar um sujeito militar. Eu também sei que não nasci na Holanda. Eu também sei que meus pais não eram meus pais
verdadeiros. Fui colocado em pais pedófilos abusivos agressivos. Uma prática comum entre a elite é secretamente ter uma criança importante
discretamente adotada por outra família. A criança então assume outro sobrenome, que esconde a genealogia. Se contemplarmos as linhagens da
elite dominante, teremos uma impressão de seu poder sem precedentes. Cada membro tem seu próprio lugar na hierarquia. Eles atraem sua força
de vida de cerca de 500 famílias muito poderosas no mundo todo. Essas famílias participam em diferentes níveis umas com as
outras. Isto é um caso muito precário que identifica essas famílias. Além disso, porque a maioria deles teve seu parentesco escondido deles. A
maioria de seus filhos não conhece seus pais verdadeiros. Embora muitos deles sejam adotados, os registros de quais famílias eles pertencem,
são cuidadosamente mantidos, e suas linhagens ocultas por seus sobrenomes adotados. Muitos deles não sabem a que família pertencem até que
os líderes decidam revelá-lo a eles. Em 2007, entrei em um site chamado “realityuncovered.net” e iniciei um tópico chamado PSI / Mindcontrol:
Question and Introduction by YSE. No dia 5 de março de 2007, de repente, Keanu Reeves, usando o nome “Resistthem”, começou uma luta e me
avisou. Ele me disse que minhas ações teriam consequências. Ele também disse que outros vieram até ele para
reclamar mim. Isso se instalou no meu cérebro. Descobri que a maioria das estrelas de cinema não são apenas escravos monarcas, muitos
deles também são chamados de manipuladores de escravos; todos vivem uma vida dupla. Devido ao que aconteceu comigo todos esses anos, eu
me perguntei se Reeves era / talvez meu manipulador de escravos. Apenas as palavras: "Outros viriam reclamando de mim para ele" faz sentido
se ele fosse meu manipulador. Isso significava que os outros esperavam que ele fizesse algo sobre mim. Se Reeves é / foi meu manipulador
então quem era o controlador? Quem ordenou Keanu Reeves? Quem são esses outros? E o que esses outros esperavam que ele fizesse depois
de se queixarem de mim? Qual é a sua posição quando se trata da minha pessoa? O que eu sei é que a contra-espionagem holandesa não gosta
de Keanu Reeves e a organização para quem ele trabalha. Caso contrário, nunca teriam me interrogado sobre ele. A maneira
como eles fizeram perguntas sobre esse ator mostrou claramente que ele é conhecido por eles, não apenas como uma estrela de cinema. Eu fui
avisado um milhão de vezes. Eles me interrogaram muitas vezes da maneira mais agressiva, mas não me mataram. Quanto mais eu pensava
sobre as coisas, menos eles faziam sentido para mim. Comecei a contemplar e tentei conectar as coisas umas com as outras. A única coisa que
posso imaginar é que os códigos secretos que todos pedem a cada vez devem ser a razão pela qual a contra-espionagem holandesa está de olho
em mim. O mesmo aplicado à facção militar americana. Se eu adicionar a facção árabe que estava por aí há algum tempo, as
coisas se tornam realmente estranhas. O que todos esses grupos realmente queriam de mim continua sendo um mistério para mim. Eu sei que a
contrainteligência holandesa ainda assiste a cada movimento que eu faço e também sei que eles não querem que eu saia da Holanda. Por que
eles não querem que eu deixe a Holanda ainda é um mistério para mim. Eu não quero que as coisas continuem para sempre. Eu quero me libertar.
Eu tenho tentado me reprogramar, mas isso acaba sendo impossível por causa dos alteres que protegem minha programação. Hoje sei que o
envolvimento oculto abre as portas para os espíritos malignos. isso foi errado em se envolver com o oculto. Hoje sei que o diabo
atrai as pessoas para o oculto com todas as suas conseqüências. Meu ex-marido Thijs estava certo quando me avisou. Para me libertar, preciso
de ajuda, tenha alguém comigo para percorrer esse processo de libertação e me tornar vitalmente conectado com Deus. Eu não quero mais ser
chamado pelo nome de Nathalie. Razão? Acredito que Nathalie é o nome do meu programa; todos que me usaram para sexo ou para
atuar por eles me chamavam de Nathalie. Epílogo Nathalie continua sofrendo com o controle mental baseado em traumas em todos os aspectos
de sua vida. Como foi dito na introdução deste livro, há uma grande diferença entre os escravos monarcas dentro da hierarquia e aqueles que
estão fora. O abuso e as cicatrizes de tortura nos escravos hierárquicos do monarca não serão visíveis em seu físico. Nathalie não tem cicatrizes
visíveis de tortura. Isso significa que ela pertence a uma das famílias hierárquicas de elite mais altas. Isso também significa que ela descende
de uma linhagem excepcional dentro das famílias dominantes. Como explicado na introdução, de acordo com as famílias
dominantes, o poder de um ser humano é armazenado no sangue. Por essa razão, eles exploram e acumulam suas linhagens. Eles procuram
capturar o poder das linhagens mais poderosas do mundo. Sem dúvida que esta é a razão pela qual diferentes grupos e membros da elite
tentaram obter um descendente de dela. Esta também pode ser a razão pela qual Nathalie não foi morta. A programação de Nathalie deve
ter sido planejada antes de seu nascimento. Sua vida deve ter sido planejada de acordo com uma estrutura particular, desde
o começando. Ela é fisicamente resistente e altamente inteligente. Ela também entende a linguagem “árabe antiga” que é usada no mundo
ocultista superior. Como outras crianças da hierarquia, ela deve ter sido concebida durante um ritual satânico. A história de Nathalie torna óbvio
que rituais satânicos ocultos e entidades demoníacas foram usados para criar alters dentro de sua mente. Nathalie tem sua linhagem escondida.
Paredes hipnóticas dentro de sua mente a protegem de saber de onde ela vem. Ela não se lembra de seus pais verdadeiros ou de sua infância.
Aos sete anos de idade, de repente, há uma família adotiva e um pai que a estuprou e torturou brutalmente; preparando-a para a programação
Beta. Como todos os escravos sexuais Beta, Nathalie estava sendo treinada por seu pai para entreter os altos políticos. Como
uma criança pequena, ela foi preparada para servir sexualmente a chamada elite dentro da estrutura política holandesa. Nathalie carrega
lembranças horríveis de diferentes tipos de tortura. Hoje em dia, ela lembra que em várias ocasiões ela tinha as pernas amarradas e estava
sendo molhada de cabeça para baixo na água. Como mencionado anteriormente, Nathalie não tem cicatrizes de tortura, mas devido a ter os dedos
dos pés conectados, alguns deles foram quebrados. Durante outros eventos, ela foi brutalmente espancada, de modo que suas vértebras
dorsais sofreram danos permanentes. Através de recuperação de memória e flashbacks (visões espontâneas) ela lembra como
ela também foi submetida a eletrochoque. Isso não só ocorreu antes de ela começar a ter flashbacks. Isso também aconteceu depois. Ela não
é ciente de que isso foi feito para bloquear sua memória ou para obter informações, códigos específicos ou possíveis códigos ocultos gerados
por seus programadores . Nathalie também foi repetidamente hipnotizada. Ela lembra que a contra-informação holandesa tentou hipnose várias
vezes para obter informações. A primeira vez que isso aconteceu, ela descobriu que estava programada para fingir qualquer questionamento a
que é submetida. Ela conseguia ficar acordada o tempo todo durante o tempo em que estava sob hipnotismo de contra-espionagem. Como você já
deve ter aprendido, o controle da mente é uma ciência muito real e é mais difundida em nossas vidas diárias do que a maioria das pessoas
imagina. Milhões passaram pelos horrores deste programa. A história de Nathalie nos revela a ambiguidade, não simplesmente
pensar sobre as coisas que aconteceram com Nathalie, mas também descobrir mais sobre programação de controle mental . O livro de Nathalie é
uma história sem fim e também não cobre toda a história. Isso levantará questões. Ele ficará com você e atrapalhará seu sono por algum
tempo. Um breve lançamento será dado a você, respostas que poderiam ter sido levantadas pelo presente livro. O objetivo do segundo volume
será dar-lhe mais informações e explicar novos fatos e desenvolvimentos posteriores. Dois dias depois de publicar seu livro, Nathalie foi
encarcerada e confinada a um hospital psiquiátrico Este livro é dedicado a Helmut Kohl, Chanceler da Alemanha de 1982 a
1998 Helmuth Kohl foi um dos homens mais bondosos que já conheci. A primeira vez que o conheci foi em 1986. Fui contratado como o mascote
da campanha da CDU naquele ano. o tiroteio foi feito em Viena em um dos grandes parques. Lá foram muitos modelos e outras pessoas
reservadas para o outdoor. Eles estavam todos vestidos em panos normais, menos eu. Eles me vestiram completamente em vermelho. Eu tinha
uma saia longa vermelha, um cardigã vermelho de gola alta, sapatos vermelhos e uma presilha vermelha na cabeça, com o cabelo comprido
aberto. Algumas fotos foram tiradas sem o barrete vermelho. O cenário era um enorme triângulo invertido , comigo na frente de todas as outras
pessoas. Durante o tiroteio houve uma grande comoção; Helmuth Kohl havia chegado. Ele era um homem grande com uma voz baixa
e agradável . Ele parecia um homem muito forte; seguro de si mesmo e sem medo algum. Depois que ele ordenou que a segurança recuasse, ele
andou entre as pessoas. Eu fui impressionado. Ele foi saudado pelo povo com muita alegria. Eles o amavam. Eu estava ali
parado, olhando para a comoção e como ele estava falando e apertando as mãos. Enquanto o observava, ele virou a cabeça e eu o ouvi pedir a
dama de vermelho. Eu era o único em vermelho e sabia que ele estava perguntando por mim. Eu não me movi e vi que eles apontavam para mim.
Ele virou a cabeça e caminhou até mim. “Você é muito linda, não é de admirar que tantos colegas falem sobre você. Por favor caminhe comigo. Eu
quero falar com você. ” Eu percebi que ele estava falando sério. Nós caminhamos em direção a um banco longe de todas as pessoas. Apenas sua
segurança andou atrás de nós. "O que você quer me dizer?" Eu perguntei depois que nos sentamos baixa. “Minha
querida, você não percebe quantos homens falam sobre você. Nem você tem ideia de quem você realmente é. Você não é apenas um modelo
de moda. Você é especial. Você tem que estar ciente disso. ” “ Eu sempre cuido bem de mim mesmo. Eu sei que os homens estão
atrás mim. É por isso que eu sempre me afasto deles. Mas me diga por que você me reservou para essa campanha? Isto é tão estranho. Eu
sou o único modelo co-lored reservado para o outdoor! ” Ele riu. “Porque é hora de mudar. Muitos as pessoas, especialmente os
holandeses, acusam os alemães de serem racistas e nós não somos. Queremos mostrar que abraçamos todas as culturas ”. Eu vi muitas pessoas
olhando para nós. Ele apertou minhas mãos. "Nós nos encontraremos novamente. Tenha cuidado, há muitos lobos atacando você. ”Então ele se
levantou e o tiroteio contínuo. Eu me encontrei várias vezes com Helmuth Kohl. Nós nos tornamos bons amigos e eu tive alguns
jantares com ele quando estava na Alemanha ou quando ele visitava seus amigos em Viena. Ele foi o único político que nunca tentou fazer
sexo comigo. Ele foi o único político respeitoso que eu já conheci. Ele se tornou minha Morsa, ele era engraçado, tinha um bom senso de humor e
me protegia sempre que podia. Ele era como um pai para mim durante meus anos de modelagem. No dia em que contei a ele sobre todas
as coisas estranhas que aconteceram comigo, ele pegou minhas mãos e disse: “Você deve deixar o negócio, há muitos lobos, é muito perigoso
para você.” O dia em que eu disse a ele que estava voltando para a Holanda para descobrir o que eles fizeram comigo quando criança e de onde
eu venho , ele ficou extremamente sério. Peguei minhas mãos em suas mãos grandes e disse: “Não, não volte para aquele país, eles vão te
incomodar e se você começar a procurar por sua verdade, eles tentarão te destruir. Vá para outro lugar onde você estará a salvo. Eu era estúpida
e ingênua, eu acho; Eu não o escutei. Eu nunca esquecerei Helmuth Kohl. Ele era um bom homem, um bom homem de
família que amava muito sua esposa e o povo alemão . As 13 linhagens satânicas Pavimentando a estrada para o inferno Robin de Ruiter ISBN
9781508776062 A primeira edição deste livro foi proibida na França. Este livro de quatro volumes é diferente de outros livros sobre o
assunto. isso foi escrito muito antes de outros começarem a defender a necessidade de as massas acordarem para a agenda da
Nova Ordem Mundial. A primeira edição não pretendia ser futurista. No entanto, uma visão retrospectiva dos eventos dos últimos vinte e cinco
anos mostra que praticamente todos os tópicos mencionados no livro se concretizaram, muitas vezes em um
impressionante maneira. Como na primeira edição, esta nova edição atualizada é uma publicação muito original e a leitura, sem dúvida,
mudará a maneira como você vê a história e o mundo hoje. Isso transforma completamente tudo em sua cabeça. Depois de ler, de repente você
verá o mundo ao seu redor em infravermelho. Você logo verá coisas que simplesmente não são possíveis de ver com o alcance do
padrão visão. O conteúdo deste livro é altamente controverso e intransigente. isto descreve um monstro que nós, em toda nossa
ignorância, criamos juntos. isto também serve para nos dar uma ideia do que está reservado para o futuro próximo, para que possamos
nos preparar melhor para o que está por vir. PAVIMENTANDO A ESTRADA AO INFERNO Somos criados, por tradição, para confiar em nossos
governos e estamos convencidos de que eles se preocupam conosco. Isso, no entanto, é um grande erro. Abaixo da superfície da política oficial
está um complicado processo social e intelectual que está tomando Lugar, colocar. Os líderes mundiais visíveis são meros fantoches
dirigidos por um poder invisível por trás dos bastidores. Esse poder geopolítico consiste nas famílias mais ricas do planeta. O verdadeiro objetivo
deste grupo de elite é o controle completo do Planeta Terra. Juntamente com as multinacionais mais poderosas, elas governam e controlam a
maioria dos países e coalizões. Nos bastidores, há várias Ur-Lodges transnacionais escondidas, sob a supervisão da elite dominante, das quais
nem mesmo maçons de alto grau têm conhecimento. Não apenas altos políticos dos Estados Unidos, Rússia e Europa
Ocidental, mas também de Israel, Irã, Turquia, Arábia Saudita, Catar e muitos outros países são membros dessas Lojas-Maçons escondidas. São
todas marionetes cujas cordas são puxadas por nossos líderes invisíveis. Embora os líderes políticos no cenário mundial desempenhem papéis
opostos, os bastidores perseguem o mesmo objetivo: uma “ditadura mundial tecnocrática”. Qualquer um que aspira a seguir uma carreira na
política para chegar ao topo deve se tornar parte de uma das Super-Lojas. Elevar a escala política é impossível sem fazer parte de uma ou mais
dessas Lojas. Nas Ur-Lodges, nossos líderes políticos se reúnem regularmente com magnatas da mídia, banqueiros, industriais
e personalidades para coordenar e executar a política da classe dominante. Uma guerra mundial que tem que levar a uma ditadura mundial está
em formação. Ataques terroristas desempenham um papel importante nesse sentido. Alguns eminentes " grandes mestres maçons " não
concordam mais. Os denunciantes, incluindo Zbigniew Brzezinski (Especialista em Política Externa da Casa Branca), soam o alarme. Entre outras
coisas, eles declaram que os líderes da Al-Qaeda e do ISIS também são membros das Ur-Lodges. Terroristas, políticos e outras personalidades
são todos irmãos da Maçonaria e conspiram com o objetivo final de ter controle total sobre o mundo. Isso lança uma luz completamente diferente
sobre as guerras no Iraque e na Síria, a milhões de refugiados inundando a Europa e os ataques terroristas globais. Qualquer
um que acredite que os muçulmanos são culpados dos ataques terroristas deve revisar seu ponto de vista. Dogmas religiosos da elite Pode
surpreender você que a elite dominante deste mundo considera Lúcifer como seu único e verdadeiro deus; que um dia ele governará abertamente
este mundo. Enquanto nossa elite global acreditar que o objetivo final de Lúcifer é estabelecer uma potência mundial ditatorial, todos na Terra
experimentarão as consequências diárias disso. PAVIMENTANDO O CAMINHO PARA O INFERNO também está disponível em espanhol,
alemão, francês, brasileiro, holandês, sérvio, tchecoslovaco, polonês, croata, macedônio, turco e outros. Também disponível
como Ebook. e urope.