Você está na página 1de 2

Incidente Incitante

O incidente incitante é o primeiro grande evento da narrativa. Causa primaria de tudo o que se
segue. Coloca os outros quatro elementos em movimento (Complicações progressivas, crise,
clímax e resolução). Para que eu consiga saber sobre o incidente incitante, o autor enfatiza a
importância de se saber o biografia do personagem, também escreve que o Incidente Incitante
desarranja radicalmente o equilíbrio de forças na vida do protagonista. Na maioria dos casos, o
I.I. é um evento único que ocorre diretamente com o protagonista ou é causado por ele.
Robert Mckee.

Primeiro – defina a NECESSIDADE do personagem. O que meu personagem quer alcançar ou


obter? Um milhão de dólares? Sua história é como uma jornada, o final é o destino. Ambos se
relacionam. Seja como for, o protagonista sempre embarcará em uma jornada emocional que
culminará com alguma espécie de mudança em seu comportamento. – Syd Field

Um erro – aparentemente um acaso – revela um mundo insuspeito, e o indivíduo entra numa


relação com forças que não são plenamente compreendidas ....o erro pode equivaler ao ato
inicial de um destino. Mas pequeno ou grande, e pouco importando o estágio ou grau da vida,
o chamado sempre descerra as cortinas de um mistério de transfiguração – um ritual, ou
momento de passagem espiritual que, quando completo, equivale a uma morte seguida de um
nascimento. O horizonte familiar da vida foi ultrapassado, os velhos conceitos, ideias e padrões
emocionais, já não são adequados; está próximo o momento da passagem por um limiar .
Joseph Campbel

Dar partida na história: várias teorias sobre a narrativa dão outros nomes ao Chamado à
aventura – incitamento, acidente iniciatório, catalisador, gatilho,...- mas todas estão de acordo
com uma coisa: é preciso algum evento para ligar o motor, dar partida na historia, uma vez
terminado o trabalho de apresentar o personagem principal. Christopher Vogler.

O homem encontra-se sempre entre uma coisa e outra e tem que optar e encontrar soluções
para conflitos, a fim de resolver as suas contradições. A ausência de antagonismo seria a tão
famosa – talvez pela sua inacessibilidade – paz, ou melhor, a harmonia, o nirvana. Doc
Comparato.

Questionamentos antes da escrita do I.I.

1. Esse I.I. é importante para apresentar o que?


2. Para onde esse I.I. vai conduzir a história?
3. Qual a implicação na vida dos protagonistas com este I.I.?
4. Se não existisse esse I.I. o que poderia acontecer com a história?
5. O que fazer para deixar esse I.I. mais dramático/intrigante?
6. O que fazer antes do I.I. para deixa-lo mais dramático/intrigante?
7. O que fazer depois para esse I.I. mais dramático/intrigante?
8. O que este I.I. tem a ver com os pontos de virada?
9. Se eu retirar o I.I. como serão os pontos de viradas?
10. Depois do I.I. o que muda na vida dos meus protagonistas?
11. Com o I.I. cai ocorrer alguma transformação drástica na vida dos protagonistas?
12. A partir deste incidente incitante podemos definir algumas subtramas? Quais? E por
que?
13. Esse I.I. está relacionado com o PLOT?
14. Esse I.I. conduz toda a história?
15. Quais sequencias de cenas poderão vir antes deste I.I.?