Você está na página 1de 5

INTRODUÇÃO CÁLCULO DA ENERGIA DISPONÍVEL

A equação para encontrar a energia total fornecida à câmara de


combustão, considerando a energia liberada pela própria combustão, a energia
associada aos fluxos de massa do combustível e do ar de combustão e a energia
associada à umidade do ar, vapor de bebulização e outros fluxos de massa
envolvidos no processo de combustão, é a seguinte: 𝑞̇

𝑓 = 𝑚̇ 𝑐𝑏.(𝑃𝑐𝑠 + ∆ℎ𝑐𝑏) + 𝑚̇ 𝑎𝑟.(∆ℎ𝑎𝑟 + 𝑊𝑎𝑟.∆ℎ𝑣𝑝) + ⋯

Já, a equação da energia realmente disponível na fornalha é:

𝑞̇𝑑 = 𝑚̇ 𝑐𝑏.(𝑃𝑐𝑖 + ∆ℎ𝑐𝑏) + 𝑚̇ 𝑎𝑟.(∆ℎ𝑎𝑟 + 𝑊𝑎𝑟.∆ℎ𝑣𝑝) + ⋯

𝑞̇𝑓 = Energia total fornecida (kW)


𝑞̇𝑑 = Energia disponível na fornalha (kW)
𝑃𝑐𝑠 = Poder calorífico superior do combustível (kJ/kg cb)
𝑃𝑐𝑖 = Poder calorífico inferior do combustível (kJ/kg cb)
𝑚̇ 𝑐𝑏 = Consumo de combustível (kg/s)
𝑚̇ 𝑎𝑟 = Fluxo de ar de combustão (kJ/kg)
∆ℎ𝑐𝑏 = Entalpia do combustível (kJ/kg)
∆ℎ𝑎𝑟 = Entalpia do ar de combustão (kJ/kg)
𝑊𝑎𝑟 = Umidade do ar (kg/kg ar seco)
∆ℎ𝑣𝑝 = Entalpia da umidade do ar (kJ/kg)

Quando não é possível quantificar o consumo de combustível, a equação


para calcular a energia fornecida é:

𝑞𝑓 = (𝑃𝑐𝑠 + ∆ℎ𝑐𝑏) + 𝑚𝑎𝑟.(∆ℎ𝑎𝑟 + 𝑊𝑎𝑟.∆ℎ𝑣𝑝)

𝑞𝑓 = Energia disponível na fornalha (kJ/kg cb)

𝑚𝑎𝑟 = Massa de ar de combustão (kg/kg cb)


CÁLCULO DA ENERGIA ÚTIL

A energia útil é a parcela de energia que é realmente absorvida pela água


no interior da caldeira, sendo esta absorvida pelo economizador, por
evaporação, pelos superaquecedores e pelos reaquecedores. Ela é calculada da
seguinte e maneira:

𝑞̇𝑢 = 𝑚̇ 𝑣.(ℎ𝑣 − ℎ𝑎)

𝑞̇𝑢 = Energia absorvida pelo vapor (kW)


𝑚̇ 𝑣 = Fluxo de vapor (kg/s)
ℎ𝑣 = Entalpia do vapor (kJ/kg)
ℎ𝑎 = Entalpia da água de alimentação (kJ/kg)

O fluxo de vapor não é necessariamente igual ao fluxo de água de


alimentação, e a equação para encontrá-lo é a seguinte:

𝑚̇ 𝑣 = 𝑚̇ 𝑎 − 𝑚̇ 𝑝𝑔 − 𝑚̇ 𝑛

𝑚̇ 𝑣 = Fluxo de vapor (kg/s)


𝑚̇ 𝑎 = Fluxo de água de alimentação (kg/s)
𝑚̇ 𝑝𝑔 = Purgas (kg/s)
𝑚̇ 𝑛 = Vapor para nebulização do óleo combustível (kg/s)

Deve-se recalcular a entalpia de saída se a caldeira entregar apenas


vapor saturado

ℎ𝑣 = ℎ𝑠 = (1 − 𝑥).ℎ𝑙𝑠 + 𝑥.ℎ𝑣𝑠

ℎ𝑠 = Entalpia do vapor que deixa a caldeira (kJ/kg)


ℎ𝑙𝑠 = Entalpia do líquido saturado (kJ/kg)
𝑥 = Título do vapor
ℎ𝑣𝑠 = Entalpia do vapor saturado (kJ/kg)
𝑞̇𝑢 = 𝑞̇𝑓 − 𝑞̇𝑝

𝑞̇𝑢 = Energia absorvida pelo vapor (kW)

𝑞̇𝑓 = Energia total fornecida (kW)

𝑞̇𝑝 = Energia perdida no equipamento (kW)

CÁLCULO DA ENERGIA PERDIDA

𝑞 ̇𝑔𝑠 = 𝑚 ̇𝑐𝑏.(𝑞𝐶𝑂2 + 𝑞𝑆𝑂2 + 𝑞𝑁2 + 𝑞𝑂2)

𝟒𝟒
𝑞𝑔𝑠 = 𝟏𝟐𝑐.∆ℎ𝐶𝑂2 + 2.𝑆.∆ℎ𝑆𝑂2 + [0,7685.𝑚𝑎𝑟 ∗ +𝑛].∆ℎ𝑁2 + (𝑒 − 1).𝑚𝑎𝑟*.∆ℎ𝑎𝑟

𝑞𝑔𝑠 = Calor perdido com os gases secos (kJ/kg cb)


𝑐 = Teor de Carbono (kg/kg cb)
𝑆 = Teor de Enxofre (kg/kg cb)
𝑛 = Teor de Nitrogênio (kg/kg cb)
𝑒 = Coeficiente de Excesso de ar
𝑚𝑎𝑟∗ = Massa estequiométrica de ar (kg/kg cb)
∆ℎ𝐶𝑂2 = Entalpia do CO2 (kJ/kg)
∆ℎ𝑆𝑂2 = Entalpia do SO2 (kJ/kg)
∆ℎ𝑁2 = Entalpia do N2 (kJ/kg)
∆ℎ𝑎𝑟 = Entalpia do ar (kJ/kg)

𝑞𝑔𝑠 ≅ 𝑚𝑔𝑠.𝑐𝑝𝑎𝑟.(𝑇𝑔 − 𝑇 ∗)

𝑞𝑔𝑠 = Calor perdido com os gases secos (kJ/kg cb)

𝑚𝑔𝑠 = Massa total de gases secos (kg/kg cb)

𝑐𝑝𝑎𝑟 = Calor específico do ar (kJ/kg.K)

𝑇𝑔 = Temperatura dos gases na chaminé (K)

𝑇∗ = Temperatura de referência (K)


𝑞̇𝑔𝑠 = 𝑚̇ 𝑐𝑏.𝑞𝑔𝑠

𝑞̇𝑔𝑠 = Calor perdido com os gases secos (kW)

𝑚̇ 𝑐𝑏 = Consumo de combustível (kg/s)

𝑞𝑔𝑠 = Calor perdido com os gases secos (kJ/kg cb)

𝑞̇𝑣 = 𝑚̇ 𝑐𝑏.(𝑞ℎ𝑐𝑏 + 𝑞𝑊𝑐𝑏 + 𝑞𝑉𝑛 + 𝑞𝑊𝑎𝑟 + 𝑞𝑉𝑠𝑓) 𝑞𝑣 = [9.ℎ + 𝑊 + 𝑉𝑛 +


𝑊𝑎𝑟.𝑒.𝑚𝑎𝑟 ∗ +𝑉𝑠𝑓].∆ℎ𝑣𝑝 + ⋯+ 2440.[𝑉𝑛 + 𝑉𝑠𝑓] + 2440.[9.ℎ + 𝑊]

𝑞̇𝑣 = Calor perdido com a umidade dos gases (kW)


𝑞𝑣 = Calor perdido com a umidade dos gases (kJ/kg cb)
ℎ = Teor de hidrogênio do combustível (kg/kg cb)
𝑊 = Teor de umidade do combustível (kg/kg cb)
𝑉𝑛 = Relação vapor de nebulização/combustível (kg/kg cb)
𝑉𝑠𝑓 = Relação vapor sopradores de fuligem/combustível (kg/kg cb)
𝑊𝑎𝑟 = Teor de umidade do ar (kg/kg ar seco)
∆ℎ𝑣𝑝 = Entalpia do vapor na pressão atmosférica (kJ/kg)

𝑞̇𝑐𝑧 = 𝑧.𝑚̇ 𝑐𝑏.∆ℎ𝑐𝑧

𝑞𝑐𝑧 = 𝑧.∆ℎ𝑐𝑧

𝑞̇𝑐𝑧 = Calor sensível perdido com as cinzas (kW)


𝑞𝑐𝑧 = Calor sensível perdido com as cinzas (kJ/kg cb)
𝑧 = Teor de cinzas do combustível (kg/kg cb)

𝑞̇𝑐𝑝 = 𝑚̇ 𝑐𝑏.(𝑞𝐶𝑛𝑞 + 𝑞𝐶𝑂) 𝑞𝑐𝑝 = 𝐶𝑛𝑞.[33900 + ∆ℎ𝐶] + 126.𝑉𝑔𝑠.%𝐶𝑂 𝑞̇𝑐𝑝 = Calor


perdido por combustão parcial (kW) 𝑞𝑐𝑝 = Calor perdido por combustão parcial
(kJ/kg cb) 𝐶𝑛𝑞 = Relação carbono não queimado/combustível (kg/kg cb) ∆ℎ𝐶 =
Entalpia do Carbono (kJ/kg) %𝐶𝑂 = Porcentagem de monóxido de carbono em
volume 𝑉𝑔𝑠 = Volume de gases na base seca (m³n/kg cb)

𝑞̇𝑝𝑔 = 𝑚̇ 𝑝𝑔.(ℎ𝑙𝑠 − ℎ𝑎)


𝑞𝑝𝑔 =

𝑚̇ 𝑝𝑔 𝑚̇ 𝑐𝑏

(ℎ𝑙𝑠 − ℎ𝑎)

𝑞̇𝑝𝑔 = Calor sensível perdido com as purgas (kW) 𝑞𝑝𝑔 = Calor sensível
perdido com as purgas (kJ/kg cb) ℎ𝑙𝑠 = Entalpia do líquido saturado (kJ/kg) ℎ𝑎 =
Entalpia da água de alimentação (kJ/kg)

TAXA DE EVAPORAÇÃO E RENDIMENTO TÉRMICO

𝑚𝑣 =

𝑚̇ 𝑣 𝑚̇ 𝑐𝑏

𝑚𝑣 = Taxa de evaporação (kg/kg cb)

𝑛 = 100

𝑞̇𝑢 𝑞̇𝑑

𝑛 = 100[1 −

𝑞̇𝑝 𝑞̇𝑑

𝑛 = Rendimento térmico da caldeira (%)

𝑛 = 100

𝑚̇ 𝑣.(ℎ𝑣 − ℎ𝑎) 𝑚̇ 𝑐𝑏.𝑃𝑐𝑖

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS P BAZZO, Edson. Geração de Vapor.


2. ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 1995. p. 161176