Você está na página 1de 13

SUMÁRIO

1. O que são as opções?


1. Opções de compra
2. Opções de venda
3. Nomenclatura
4. Valor Instrínseco
5. Valor Extrínseco
6. Moneyness
7. O efeito do tempo

2. Preço teórico
1. Black & Scholes
2. Variáveis gregas
O QUE SÃO OPÇÕES?
As opções são contratos que garantem o direito de compra e
venda de um determinado ativo em uma determinada data a
um determinado preço.
Então uma das partes terá, por exemplo, o direito de comprar
ou vender uma ação na data de seu vencimento por um preço
pré- determinado. Já a contraparte terá a obrigação de pagar
por uma ação o preço estipulado por sua opção na data em
que o contrato expirar.
Assim como ações, títulos do governo ou debêntures, opções
são ativos negociados no mercado financeiro. Como o preço
das opções deriva da cotação de outros ativos, como ações,
índices de ações ou moedas, as opções são classificadas como
derivativos.
OPÇÕES DE COMPRA
As opções de compra são também chamadas de CALL. Elas
remetem ao direito de COMPRA do ativo pelo titular por um
determinado preço (strike) em uma determinada data
(vencimento).
As opções de compra são, em sua maioria, do tipo
AMERICANA, ou seja, o titular pode pedir o exercício do seu
direito de compra ATÉ o dia do vencimento.

Exemplo:
Imagine que as opções da VALE estão sendo negociadas a
R$40. Você como investidor acredita que o ativo continuará
subindo mas no momento não tem todo o capital necessário
para comprar o ativo, porém receberá um valor significativo
para conseguir comprar o ativo daqui a 2 meses. Pensando
nisso, você compra uma opção de compra da VALE que te dá o
direito de comprar o ativo a R$45 pelo preço de R$0,20.
A partir do momento em que o negócio é fechado, há vários
cenários possíveis – que podem resultar em lucros ou perdas.
Se a ação valer R$ 45, daqui a dois mêses, você ganha porque
você vai pagar R$45 pelo ativo, ganhando R$4,80(R$5 da
valorização do ativo menos R$0,20 pela compra da opção). Se
a ação valer R$45,20, você não ganha nada, pois comprará o
ativo a R$45,00 e ganhará R$0,20 da valorização mas como
pagou R$0,20 pela opção, você fica no zero a zero. Se a ação
valer menos que R$45, você perde R$0,20 porque não fará
sentido comprar o ativo a R$45 se ele está valendo menos no
mercado à vista.
OPÇÕES DE VENDA
As opções de venda são também chamadas de PUT. Elas
remetem ao direito de VENDA do ativo pelo titular por um
determinado preço (strike) em uma determinada data
(vencimento).
As opções de venda são do tipo EUROPEIA, ou seja, o titular
pode pedir o exercício do seu direito de venda somente NO
dia do vencimento.

Exemplo:
Imagine que as opções da VALE estão sendo negociadas a
R$40. Você como investidor acredita que o ativo continuará
subindo mas quer se proteger contra uma eventual queda do
mercado. Pensando nisso você compra o ativo, mas compra
um contrato (opção) que te garante o direito de vender as
ações da VALE a R$40 daqui a 2 meses. Você paga R$0,50
pelas opções e agora tem o direito de venda da VALE por R$40
se protegendo de boa parte da queda.
A partir do momento em que o negócio é fechado, há vários
cenários possíveis – que podem resultar em lucros ou perdas.
Se a ação valer R$ 45, daqui a dois meses, você ganha porque
comprou o ativo por R$40, ganhando R$4,50(R$5 da
valorização do ativo menos R$0,50 pela compra da opção). Se
a ação valer R$40,50, você não ganha nada, pois venderá o
ativo por R$40,50, ganhando R$0,50 da valorização mas como
pagou R$0,50 pela opção, você fica no zero a zero. Se a ação
valer menos que R$40 você perde R$0,50 porque venderá sua
ação por R$40 (Preço que pagou pela aquisição do ativo) mas
perderá R$0,50 do contrato que te garantia a venda da VALE.
NOMECLATURA
STRIK
ATIVO VENCIMENTO
E

MÊS DE CALL PUT


VENCIMENTO
Janeiro A M

Fevereiro B N

Março C O

Abril D P

Maio E Q

Junho F R

Julho G S

Agosto H T

Setembro I U

Outubro J V

Novembro K W

Dezembro L X

Obs.: O vencimento das opções acontecem todas as 3ª


segunda-feira de cada mês.
Exemplos:
PETRB15 – Call de Petrobras com strike em R$15 para
fevereiro.
VALEW40 – Put de Vale com strike em R$40 para novembro.
VALOR INTRÍNSECO
O valor intrínseco é o valor imediato de uma opção. É o lucro
imediato que se teria pelo exercício imediato das opções.
Logo, as opções só possuem valor intrínseco se estiverem em
uma situação que o exercício acontece.
Imagina que a VALE está cotada a R$40 e você compra uma
CALL com preço de exercício (Strike) a R$35. Independente do
valor da opção, se o exercício acontecesse nesse exato
momento você ganharia R$5. Logo R$5 é o valor intrínseco
dessa opção e esse é o valor mínimo que essa opção custará,
pois seria mais vantajoso executar o exercício do que revender
por um preço menor.
VALOR EXTRÍNSECO
O valor extrínseco de uma opção é a parcela do prêmio de
uma opção que está atribuída ao risco, ao custo de
oportunidade ou às expectativas sobre a evolução do preço
do ativo-objeto.
Logo se a VALE estiver cotada a R$40 e você compra uma CALL
com strike de R$35, sabe-se que o valor intrínseco dessa
opção é de R$5 e portanto esse será o valor mínimo da opção.
Porém a opção está cotada no mercado a R$5,50. Portanto
R$0,50 é o valor extrínseco da opção ou o prêmio de risco
desta.
O valor extrínseco de uma opção é maior nas opções que tem
strike próximo ao preço do ativo-objeto e quanto maior for a
volatilidade do ativo, maior o tempo para vencimento e maior
a taxa de juros base do país, maior será esse prêmio de risco.

VALE3 R$40,00

VALEB35 R$5,50

R$5,00 R$0,5
0
Valor Valor
intrínseco extrínseco
MONEYNESS
Como a opção é um derivativo, o seu prêmio depende
totalmente do preço do ativo-objeto (spot). Logo a relação
entre strike e spot é extremamente importante e pode estar
em uma das 3 condições a seguir:

In the Money – Opções com valor intrínseco


ITM positivo. Se tudo continuar como está, a
opção terá exercício.

At the Money – Opções com valor intrínseco


ATM próximo a zero. A opção está em cima do
muro, podendo o ativo tornar-se ITM ou OTM.

Out of the Money – Opções com valor


OTM intrínseco zero e spot significativamente
distante do strike. Se tudo continuar como
estão, a opção vai expirar em valor (virar pó).

Obs.: As opções de compra (call) e opções de venda (put)


ficam ITM e OTM em situações opostas.
O EFEITO DO TEMPO
Toda opção tem uma data de vencimento. Depois desse dia, a
opção é extinta.
As opções tem como finalidade primária proteger o titular de
um futuro incerto. O valor extrínseco de uma opção só existe
por conta disso. Quanto mais distante estiver o vencimento de
uma opção, mais ela vale, pois o futuro mais distante é o mais
incerto.
Na medida em que o vencimento se aproxima, o valor
extrínseco vai caindo e a opção vai ficando mais barata.
BLACK & SCHOLES
O modelo de Black-Scholes é um modelo matemático para
precificação de ativos não direcionais. É amplamente usada
no mercado de opções para projetar uma estimativa teórica
do preço.
No fórmula entram alguns parâmetros para retornar o preço
teórico do ativo, são esses:, cotação do ativo-objeto e taxa de
juros. Volatilidade Histórica, strike, vencimento
O preço teórico pode divergir do preço de cotação da opção.
Isso acontece por causa do único parâmetro que é
determinado por uma informação história e não atual, que é a
volatilidade histórica. Logo, a volatilidade que retorna o preço
real da opção é chamado de Volatilidade Implícita, que
reflete a volatilidade estimada pelos players do mercado para
aquela opção.
Ao realizar-se derivadas parciais dessa fórmula, obtemos o
comportamento para as opções para a mudança de cada uma
dessas variáveis que determinam o preço teórico, que são
conhecidas como as variáveis gregas.
AS VARIÁVEIS GREGAS
Quando mudam-se as variáveis que determinam o preço
teórico das opções, há alguns comportamentos que são
presumidos. As derivadas parciais da fórmula do Black &
Scholes mostram a influência da mudança de cada parâmetro
na determinação do preço e são conhecidas como variáveis
gregas que são:

Sugere o quanto o prêmio da opção deveria


DELTA mover se o preço do ativo subjacente
subisse $1.

Expressa a mudança esperada de delta


GAMA quando o preço do ativo subjacente move
$1. É referente a inclinação do delta.

Estima o que acontece com o prêmio da


THETA opção em função da passagem do tempo se
mantendo tudo mais constante.

Sugere o quanto o prêmio da opção deveria


VEGA mover para cada ponto percentual de mudança
na volatilidade implícita do ativo-objeto.

É referente a mudança do prêmio da opção


RHO quando a taxa de juros movimenta um
ponto percentual.

Você também pode gostar